«um chinês que possuía um azulejo da I Dinastia Chinesa e que era o seu encanto.

Um dia, ao afagá-lo pela afagávigésima quinta vez, deixou-o deixoucair partindo-se em sete partindobocados.

.

.

ApanhouApanhou-os do chão e colocou-os colocousobre a mesa « .

muito triste sentou-se e chorou até sentouque adormeceu. .«e.

. meditaram e procuraram uma forma diferente.Os bocados de azulejo. fartos de formarem um quadrado.

.MovimentaramMovimentaram-se e surgiu um triângulo.

é diferente mas não gostamos! .Bem.

Voltaram a rodopiar e surgiu. . desta vez. um rectângulo.

só que engordou para um dos lados! .Comentaram entre si: Parece um quadrado.

.MoveramMoveram-se novamente e eis que surge um gato.

Ah. agora sim. um gato com vida e bem diferente do quadrado! .

.Mas o gato teve fome.

Construiram um barco e foram à pesca. .

Apanharam um peixe que deram ao gato. .

.Decidiram voar e tomaram a forma de um pássaro e voaram.

.

transformando-se na sua transformandofigura.Voltaram e resolveram assustar o chinês. .

.

foi buscar a cola para colar os bocados do azulejo. .Este ao acordar.

.

ao olhar para cima da mesa. admirou-se! admirou- .Porém. verificou que os bocados do azulejo se tinham transformado na sua figura e.

.

olhou e com receio movimentou alguns daqueles bocados.Enervado. . aparecendoaparecendo-lhe um cão.

Olha que giro.. estes bocados parecem mágicos! .

Voltou a reunir os bocados e « .

surgiu um cisne.... .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful