“UML, Metodologias e Ferramentas CASE” Parte 2 – Linguagem de Modelação UML

Alberto Rodrigues da Silva Carlos Videira

- Esboço da Resolução dos Exercícios Ímpares -

Capítulo 4 - UML – Visão Geral

Exercícios do Capítulo 4

2 Livro “UML, Metodologias e Ferramentas CASE”, Copyright, Alberto Silva & Carlos Videira

Capítulo 4 - UML – Visão Geral
Das seguintes afirmações assinale as que são verdadeiras: O UML é uma metodologia orientado por objectos. O UML é independente das ferramentas de modelação. O UML é um standard OMG O UML é uma linguagem de programação robusta.

/ 25

F, V, V, F

3 Livro “UML, Metodologias e Ferramentas CASE”, Copyright, Alberto Silva & Carlos Videira

Capítulo 4 - UML – Visão Geral
Quais são os dois aspectos importantes que se ganham com a adopção do UML.

/ 26

4 Livro “UML, Metodologias e Ferramentas CASE”, Copyright, Alberto Silva & Carlos Videira

Capítulo 4 - UML – Visão Geral
Quais são os principais tipos de relações identificados na estrutura de conceitos do UML?

/ 27

Os principais tipos de relações do UML são nomeadamente relações do tipo associação, dependência, realização, generalização e transição de estado (ver Figura 4.4).

5 Livro “UML, Metodologias e Ferramentas CASE”, Copyright, Alberto Silva & Carlos Videira

Capítulo 4 . Alberto Silva & Carlos Videira .UML – Visão Geral / 28 Com base em que princípio de modelação o UML propõe vários tipos de diagramas (com base nos quais se podem produzir visões complementares de um sistema)? 6 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”. Copyright.

Alberto Silva & Carlos Videira . servidor. pode-se especificar o número de processadores instalados em cada tipo de nó. ou ambos.UML – Visão Geral O que é uma marca com valor? Para que serve? Dê um exemplo de aplicação. quer sejam elementos já existentes no UML. ou pode-se especificar se um determinado componente é para ser instalado/usado com perfil de cliente. dados que descrevem dados) pois o seu valor aplica-se ao próprio elemento e não às suas instâncias.Capítulo 4 . 7 Livro “UML. quer sejam elementos definidos por recurso a novos estereótipos. Conforme ilustrado na Figura 4. / 29 Uma marca com valor é representada por “{marca=valor}” e permite adicionar novas propriedades aos elementos. Outras aplicações comuns encontram-se no suporte de versões e na gestão/produção de documentação/código. Metodologias e Ferramentas CASE”. Copyright. Uma marca com valor é um conceito que deve ser entendido como metadata (isto é.12.

UML – Visão Geral / 30 O que é um pacote UML? Enumere as três principais motivações/benefícios para a utilização de pacotes. Alberto Silva & Carlos Videira . Metodologias e Ferramentas CASE”.Capítulo 4 . Copyright. 8 Livro “UML.

Alberto Silva & Carlos Videira .UML – Casos de Utilização Exercícios do Capítulo 5 9 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”.Capítulo 5 . Copyright.

Metodologias e Ferramentas CASE”. considerando que cada caso de utilização pode ser a unidade básica da referida gestão e desenvolvimento. 10 Livro “UML. melhorando o processo de comunicação entre a equipa projectista e os clientes/utilizadores.UML – Casos de Utilização Indique 2 vantagens da visualização de um caso de utilização. / 31 1: Melhor compreensão dos requisitos por parte dos clientes e dos utilizadores.Capítulo 5 . 2: Permite a gestão e condução do próprio processo de desenvolvimento de software. Alberto Silva & Carlos Videira . Copyright.

UML – Casos de Utilização / 32 Com base no exemplo da “Máquina de Bebidas” descrito na Secção 5. Metodologias e Ferramentas CASE”. Copyright.Capítulo 5 . Alberto Silva & Carlos Videira . 11 Livro “UML.4 complete a descrição dos requisitos do sistema ao especificar textualmente os casos de utilização definidos (passo 5 da metodologia proposta).

Capítulo 5 . Descreva textualmente os use case “Ligar TV” e “Seleccionar Canal”. Metodologias e Ferramentas CASE”. Sugestão: Considere que a TV tem um sistema de password. para que os pais tenham a garantia que os filhos não passem muitas horas em frente ao televisor! Programar Inibição de TV Ligar TV Desligar TV Utilizador Ajustar Volume Ajustar Cor Programar Canal Seleccionar Canal 12 Livro “UML. configurado opcionalmente. Copyright.UML – Casos de Utilização / 33 Esboce um diagrama de casos de utilização para um controlo remoto de TV. Garanta que inclui todas as funções do controlo remoto como casos de utilização do seu modelo. Alberto Silva & Carlos Videira .

O sistema permite a introdução de 3 tentativas sucessivas. entrada c/ sucesso): O utilizador pressiona o botão ?. em que o utilizador não introduz a senha correcta. mas não mostra imagens. Sugestão: Considere que a TV tem um sistema de password. Metodologias e Ferramentas CASE”. entrada s/ sucesso): Idem ao cenário alternativo 1. Copyright. A TV liga-se. apresentando informação do 1º canal que tiver sido programado. 13 Livro “UML. Descreva textualmente os use case “Ligar TV” e “Seleccionar Canal”. A imagem do monitor da TV aparece. Cenário Alternativo 2 (controlo de acesso activado.UML – Casos de Utilização / 33 (cont. A TV liga-se. Cenário Alternativo 1 (controlo de acesso activado. Pede que o utilizador introduza uma sequência de 4/5 caracteres correspondente a uma senha de acesso. para que os pais tenham a garantia que os filhos não passem muitas horas em frente ao televisor! Caso de utilização: Ligar TV Cenário Principal: O utilizador pressiona o botão ?. bloqueia-se durante 60 minutos. Alberto Silva & Carlos Videira . configurado opcionalmente. em caso de insucesso.) Esboce um diagrama de casos de utilização para um controlo remoto de TV. O utilizador introduz a senha adequada. ao fim das quais. Seguidamente a TV mostra imagens relativas ao 1º canal seleccionado.Capítulo 5 . Garanta que inclui todas as funções do controlo remoto como casos de utilização do seu modelo.

Capítulo 5 .UML – Casos de Utilização /34 Analise os processos RUP e ICONIX e discuta as suas respectivas interpretações relativamente aos conceitos “requisitos” e “casos de utilização”. Alberto Silva & Carlos Videira . Copyright. Metodologias e Ferramentas CASE”. 14 Livro “UML.

designadamente referentes a custos e prazos de execução. no entanto. ?Ilustra-se sempre a perspectiva do utilizador. Copyright. apresentando as seguintes vantagens: ?Permite estruturar e apresentar o que se propõe realizar segundo uma perspectiva funcional. Os diagramas de casos de utilização são uma técnica que pode ser aplicada na elaboração de cadernos de encargo ou em propostas de sistemas de software. Alberto Silva & Carlos Videira .UML – Casos de Utilização / 35 Discuta as vantagens/desvantagens da aplicação de diagramas de casos de utilização na produção de cadernos de encargo e/ou propostas de sistemas de software. que estes diagramas não substituem todas as informações necessárias de uma proposta. é mais fácil para os clientes entenderem a própria proposta. Metodologias e Ferramentas CASE”.Capítulo 5 . 15 Livro “UML. Note-se. ?Como tem uma representação gráfica sugestiva.

Sugestão: considere a possibilidade de geração de documentação.Capítulo 5 . Alberto Silva & Carlos Videira . Copyright. Metodologias e Ferramentas CASE”. 16 Livro “UML.UML – Casos de Utilização / 36 Discuta as vantagens/desvantagens da adopção de um estilo de escrita dos casos de utilização na óptica dos seus utilizadores.

contratar jogador. atacante. pagar ao jogador. treinar. vender jogador. Presidente Paga Jogador Compra Jogador VendeJogador Contrata Treinador Despede Treinador Paga Treinador Joga JogadorFutebol Treinador Treina GuardaRedes Defende a Baliza 17 Livro “UML. Desenhe o respectivo diagrama de casos de utilização. Metodologias e Ferramentas CASE”. pagar ao treinador. médio.Capítulo 5 . treinador. Sugestão: considere por exemplo os seguintes casos: jogar. despedir treinador. contratar treinador. guarda-redes. defesa.UML – Casos de Utilização / 37 Considere o sistema de uma equipa de futebol constituído pelos seguintes actores: jogador. presidente. defender a baliza. Copyright. Alberto Silva & Carlos Videira .

Capítulo 5 . Alberto Silva & Carlos Videira . Considere por exemplo o Word da Microsoft ou outra qualquer aplicação do seu conhecimento. Metodologias e Ferramentas CASE”.UML – Casos de Utilização / 38 Faça um diagrama de casos de utilização a partir do manual de utilizador de uma determinada aplicação. Copyright. 18 Livro “UML.

Alberto Silva & Carlos Videira . Copyright.UML – Modelação da Estrutura Exercícios do Capítulo 6 19 Livro “UML.Capítulo 6 . Metodologias e Ferramentas CASE”.

defesas. em que um é o árbitro Jogador principal.e.. médios. diâmetro. Ganha o jogo a equipa que marcar mais golos (i. cada qual em extremos opostos do campo.. O ponta de lança é um atacante especial por ter especiais características de goleador. com diferentes funções: o guarda-redes. Copyright. No jogo apenas existe um única bola. O jogo de futebol é mediado por uma equipa de 3 árbitros.Capítulo 6 . e pontas de lança. Cada equipa é composta por 11 jogadores. colocar a bola) na baliza do adversário. Metodologias e Principal Ferramentas CASE”. que apresenta características (peso. atacantes.. tem duas balizas..UML – Modelação da Estrutura / 39 Usar classes para definir o glossário do sistema “Jogo de Futebol” descrito de seguida: «O jogo de futebol é realizado por duas equipas de jogadores. e os outros dois árbitros auxiliares…» Jogo resultado data e hora Bola peso diâmetro Equipa nome peso altura Campo largura comprimento Baliza Guarda_Redes Defesa Médio Atacante Ponta_de_Lança Árbito nome idade EquipaArbitragem Auxiliar Livro “UML. Alberto Silva & Carlos Videira 20 .. …) regulamentares. O jogo é realizado num campo com medidas regulamentares (em comprimento e largura).

21 Livro “UML.Capítulo 6 .UML – Modelação da Estrutura / 40 Tendo em conta o sistema “Jogo de Futebol” descrito no exercício anterior e as classes identificadas estabeleça agora as suas relações de forma a descrever o modelo de classes correspondente. Alberto Silva & Carlos Videira . Metodologias e Ferramentas CASE”. Copyright.

EquipaFutebol . evidenciando as classes exportadas e as dependências de importação correspondentes. (2) equipas de arbitragem. (3) clubes de futebol. Metodologias e Ferramentas CASE”. Defina 4 pacotes respectivamente para agrupar classes relativas a (1) equipas de jogadores.Jogador +Equipa +Treinador EquipaArbitragemFutebol + EquipaArbitragem + ÁrbitroPrincipal + ÁrbitroAuxiliar «import» «import» «import» Clube + Estádio +Presidente .Campo «import» JogoFutebol + Jogo 22 Livro “UML. e (4) os jogos propriamente ditos.UML – Modelação da Estrutura / 41 Considere o diagrama de classes relativo ao sistema de “Jogo de Futebol” produzido no exercício anterior.Capítulo 6 . Alberto Silva & Carlos Videira . Defina o diagrama de pacotes respectivo. Copyright.

UML – Modelação da Estrutura / 42 Tendo em conta o Exemplo 6. com número “9999”» 2)«a Marta é dona de um Ferrari F40 vermelho. defina o diagrama de classes e o diagrama de objectos que suportem as seguintes afirmações: 1) «o empresa XPTO possui um Audi A6 TDi vermelho. com matricula “99-99-AA”. Alberto Silva & Carlos Videira .1. que tem um motor 1900cc. Metodologias e Ferramentas CASE”. Copyright. com matricula “66-66-FF”.Capítulo 6 . mas sem motor» 3)«o Rui não têm qualquer carro» xpto:Proprietário nome = "XPTO" :Veiculo modelo = “A6” matricula = “99-99-AA” cor = vermelho :Motor número = 9999 cilindrada = 1900cc marta:Proprietário nome = ”Marta" :Veiculo modelo = “Ferrari F40” matricula = “66-66-FF” cor = vermelho rui:Proprietário nome = ”Rui" 23 Livro “UML.

Copyright. Alberto Silva & Carlos Videira . Metodologias e Ferramentas CASE”.UML – Modelação da Estrutura / 43 Modelize através de um diagrama de classes o seguinte discurso: “Uma mesa de café é constituída por um tampo e por quatro pernas…” MesaCafé 1 1 1 Tampo 4 Pernas 24 Livro “UML.Capítulo 6 .

Copyright. Alberto Silva & Carlos Videira .Capítulo 6 . Metodologias e Ferramentas CASE”. 2)O diagrama de objectos que retrate a seguinte situação: «Os jogadores Zé Maria e Pedro Cunha disputaram um partida às 20:30 de 99/10/10».UML – Modelação da Estrutura / 44 Considere o seguinte discurso relativamente a um sistema de partidas de ténis: «Num torneio de ténis. 25 Livro “UML. Pretende-se: 1)O diagrama de classes correspondente. O máximo de partidas que um jogador poderá realizar é 6 e o mínimo 1». Pretende-se manter informação sobre o nome e idade dos jogadores. cada partida é jogada entre 2 jogadores. data da partida e atribuição dos jogadores às partidas.

Copyright. / 45 Para todos os jogadores do tipo guarda-redes. Alberto Silva & Carlos Videira . Note-se que o jogador pode jogar ao longo de um época em mais que uma equipa. o respectivo registo de desempenho ao longo de cada época e em cada equipa que o jogador tenha jogado. derrotas e empates ocorridos. as vitórias.Capítulo 6 . em particular o registo de golos marcados e sofridos. 26 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”.UML – Modelação da Estrutura Observe atentamente o seguinte diagrama de classes e indique textualmente o seu significado.

Tem ainda a informação sobre data de facturação. Metodologias e Ferramentas CASE”. que é um número sequencial. e tipo de cliente. telefones. Copyright. cada qual especificando a venda de um bem ou serviço… Uma factura pode ser paga por uma ou mais prestações. sobre tipos de produtos e de serviços vendidos/prestados. valor total. Um cliente pode ter mais que uma morada… Uma factura é identificada univocamente pelo IDFactura. cliente.. morada. Alberto Silva & Carlos Videira ..UML – Modelação da Estrutura / 46 Modelize através de um diagrama de classes UML o modelo de dados para o seguinte discurso relativamente a um sistema básico de “Gestão de Facturas”: «Um sistema de facturação mantém informação sobre clientes. Um cliente é identificado univocamente pelo NIF. Uma factura tem várias linhas.Capítulo 6 . e tem ainda nome.» 27 Livro “UML. Cada pagamento parcial/total corresponde à emissão de respectivo recibo.

1300-222 Lisboa” e a segunda em “Rua da Paz. com NIF “123456789”. 4ºEsq.” cp = “2000-320 Santarém” 28 Livro “UML. 44.. com duas moradas.UML – Modelação da Estrutura / 47 Considerando o modelo de classes resultante do exercício anterior (“Gestão de Facturas”) descreva através de diagramas de objectos as seguintes situações: 1)«O cliente IPP S. 33. 44.Capítulo 6 . A primeira em “Praça da Alegria. 2000-320 Santarém”» m1:Morada ipp:Cliente nome = ”IPP S. 4ºEsq.A.A.” local = “Praça da Alegria. Copyright. Alberto Silva & Carlos Videira . Metodologias e Ferramentas CASE”. 33” cp = “1300-222 Lisboa” NIF = 123456789 m2:Morada local = “Rua da Paz.

parafusos 20’” :Produto designação = “perfuradora de 350 W” 29 Livro “UML.A.000$00. é constituída por duas linhas. Alberto Silva & Carlos Videira .A.º “3445/2000”.000$00 NIF = 123456789 l1:LinhaFactura nr-unidades = 200 l2:LinhaFactura nr-unidades = 10 :Produto designação = “cx.. e valor total de “350. a segunda linha consiste na venda de “10 perfuradoras de 350W”» ipp:Cliente nome = ”IPP S.) 2) «A factura. data de facturação em “28/11/2000”. A primeira linha de factura consiste na venda de “200 caixas de parafusos de 20’”. n.UML – Modelação da Estrutura / 47 (cont. Metodologias e Ferramentas CASE”. Copyright.” :Factura nr= “3445/2000” data-factura = 28/11/2000 valor-total = 350. cliente “IPP S.Capítulo 6 .

Statement stmt. Copyright. Connection con.forName("sun.sql.createStatement(). Metodologias e Ferramentas CASE”. em particular das classes DriverManager. stmt. Desenhe o diagrama de classes correspondente. 30 Livro “UML.Capítulo 6 . . Connection e Statement.executeUpdate(“INSERT …”). Considere ainda que o código ilustrado está implementado na classe Cliente. stmt.getConnection("jdbc:odbc:BD1")..*... con = DriverManager. stmt = con.executeUpdate(“UPDATE …”)..odbc..UML – Modelação da Estrutura / 48 Considere a seguinte extracto de código Java relativo utilização de classes definidas na package java.JdbcOdbcDriver"). Alberto Silva & Carlos Videira . ..jdbc. . Class.

UML – Modelação da Dinâmica Exercícios do Capítulo 7 31 Livro “UML.Capítulo 7 . Copyright. Alberto Silva & Carlos Videira . Metodologias e Ferramentas CASE”.

Copyright.UML – Modelação da Dinâmica / 49 Considere-se o melhor cenário para o caso de utilização “Enviar Fax” (o cenário em que tudo corre bem”). Alberto Silva & Carlos Videira . Emissor:MaqFax enviar(número) :Central Receptor:MaqFax estabelecerLigacao() enviar(fax) desligar 32 Livro “UML. Considere um sistema composto pelos seguintes objectos: máquina que envia. Metodologias e Ferramentas CASE”. Desenhe o diagrama de sequências respectivo. máquina que recebe.Capítulo 7 . uma central que encaminha faxes e chamadas telefónicas.

Metodologias e Ferramentas CASE”.O utilizador introduziu mais dinheiro que o valor da bebida.O utilizador introduziu mais dinheiro que o valor da bebida. e a máquina não tem dinheiro para troco Desenhe os respectivos diagramas de sequências e de colaboração.UML – Modelação da Dinâmica / 50 Considere-se outros cenários para o caso de utilização “Comprar Bebida” relativo ao sistema “Máquina de Bebidas” introduzido anteriormente: . Alberto Silva & Carlos Videira . e a máquina tem dinheiro para troco .Capítulo 7 . 33 Livro “UML. Copyright.

UML – Modelação da Dinâmica Ini cio Ligar / 51 Desenhe o diagrama de estados de uma tostadeira. sem esquecer de especificar os necessários eventos. acções. e condições com guarda. Copyright. Metodologias e Ferramentas CASE”. Alberto Silva & Carlos Videira .Capítulo 7 . Defina os diferentes estados do pão na tostadeira. Inicializando entry / acender Led2 exit / Apagar Led2 after (3 sec) Ligado entry/ Acender Led1 Desligar Desligando exit/ Apagar Led1 Fim 34 Livro “UML.

4). Considere. Copyright. outros responsáveis pela geração de imagens e actualização dinâmica no monitor. Metodologias e Ferramentas CASE”. por exemplo.Capítulo 7 . os estados responsáveis por tratarem o input do utilizador. 35 Livro “UML.UML – Modelação da Dinâmica / 52 Desenhe o diagrama detalhado do estado “Screen Saving de um PC” que inclua sub-estados concorrentes (ver Exemplo 7. Alberto Silva & Carlos Videira .

Servlet.UML – Modelação da Dinâmica / 53 Desenhe o diagrama de estados da classe javax. inicialização.Capítulo 7 .servlet. Carregando Inicialização doGet() entry/ init() Activo Destruição entry/ dest roy () doPost() Post-Mortem 36 Livro “UML.http. Considere que um servlet Java evolui ao longo de diferentes estados. tais como: carregamento. Copyright. Alberto Silva & Carlos Videira . destruição. Metodologias e Ferramentas CASE”. tratar pedido.

Applet.applet. Alberto Silva & Carlos Videira .Capítulo 7 . / 54 37 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”.UML – Modelação da Dinâmica Idem ao exercício anterior relativamente à classe java. Copyright.

Copyright.Capítulo 7 . n*(n-1)! se n > 1). / 55 iniciali zação fac torial ( n ) entry/ i = 1 entry/ resultado = 1 [ n <= 1 ] [n>1] impressão entry/ Print (resultado) calculo entry/ i = i + 1 entry/ resultado = resultado * i [n>i] [n=i] 38 Livro “UML.UML – Modelação da Dinâmica Desenhe o diagrama de actividades correspondente ao algoritmo do factorial de “n” (n! = 1 se n ? 1. Metodologias e Ferramentas CASE”. Alberto Silva & Carlos Videira .

6. O consultor e o vendedor reúnem-se com o cliente no local e hora combinada.UML – Modelação da Dinâmica / 56 Desenhe o diagrama de actividades correspondente ao seguinte processo de negócio: “gestão de encontros com clientes”: 1. o consultor escreve uma proposta e envia-a para o cliente. 2. 5. 39 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”. Se a reunião resultou na identificação de um problema. os técnicos da empresa preparam a sala de conferências para a apresentação. 4. O vendedor envia ao cliente uma carta a resumir o “sucesso” da reunião. Se a reunião é na empresa.Capítulo 7 . Alberto Silva & Carlos Videira . 3. Se a reunião é fora da empresa (no escritório do cliente) um consultor prepara a apresentação num computador portátil. Copyright. Um vendedor telefona ao cliente e marca uma reunião.

Contudo. “fazer a higiene matinal” e “cumprimentar a família”. sem uma ordem predefinida: “tomar pequeno-almoço”.UML – Modelação da Dinâmica / 57 Modifique o diagrama de actividades da Figura 7. Alberto Silva & Carlos Videira .Capítulo 7 . (1) apenas toma o pequeno-almoço se não tiver pressa. e (2) apenas cumprimenta a família se estiver bem disposto.24 de modo a especificar o processo “levantar da cama” com as seguintes considerações. A seguir à actividade “acordar” um indivíduo realiza geralmente as seguintes actividades. Copyright. Metodologias e Ferramentas CASE”. Acordar [ tem pressa ] [ Não tem pressa ] Fazer higiene matinal [ mal disposto ] [ bem disposto ] Tomar pequeno-almoço Cumprimentar família 40 Livro “UML.

Copyright. Desenhe o diagrama de classes que o suporta e o diagrama de colaboração correspondente a instâncias da classe TwoThreadsTest …. Metodologias e Ferramentas CASE”. Alberto Silva & Carlos Videira . 41 Livro “UML.UML – Modelação da Dinâmica / 58 Considere o seguinte código Java constituído pelas classes SimpleThread e TwoThreadsTest.Capítulo 7 .

Alberto Silva & Carlos Videira .UML – Modelação da Arquitectura Exercícios do Capítulo 8 42 Livro “UML.Capítulo 8 . Copyright. Metodologias e Ferramentas CASE”.

Alberto Silva & Carlos Videira . Copyright. c <<source>> client. com os seguintes módulos: ex-pipes.Capítulo 8 .c server.c <<object>> ex_pipes. Metodologias e Ferramentas CASE”.c <<s ource>> server.c client.o <<source>> ex_pipes. e com dependências definidas pelo seguinte makefile: CC = gcc CFLAGS = -g ex-pipes : ex-pipes.c <<source>> util.c.c util.o server.o server.o <<object>> client.o <<object file>> server.o util.o <<object>> util.o client.o $(CC) -g -o ex-pipes ex-pipes.o util.o client.o <<Applic ation>> ex_pipes 43 Livro “UML.UML – Modelação da Arquitectura / 59 Pretende-se o diagrama de componentes correspondente ao programa ex-pipes desenvolvido em linguagem C.

tvi.UML – Modelação da Arquitectura <html> <head> <meta http-equiv="content-type" content="text/html"> <title>TVI OnLine</title> </head> <frameset rows="296.*" border="0" frameborder="NO" framespacing="0"> <frame src="index_hdr. Copyright.Capítulo 8 . Alberto Silva & Carlos Videira .jpg"> </body> </noframes> </html> Tenha em consideração os componentes (ficheiros) representados a negrito.pt/ com o seguinte conteúdo: 44 Livro “UML. / 60 Pretende-se o diagrama de componentes correspondente à página web http://www. Metodologias e Ferramentas CASE”.html" name="hdr" noresize> <frame src="index_ix.html" name="ix" noresize scrolling="NO"> </frameset> <noframes> <bodbgcolor="#000000" background="HmPG/directoIX_BG.

Internet sBD:Servidor Oracle 8i meuPC:PC (PC XPTO.Capítulo 8 . Alberto Silva & Carlos Videira . PIII 450MHz) * sIP:Servidor DNS Server Windows 2000 Office 97 Netscape sWeb:Servidor Apache 45 Livro “UML.UML – Modelação da Arquitectura / 61 Pretende-se o diagrama de instalação da infra-estrutura computacional de apoio às suas aulas práticas. Metodologias e Ferramentas CASE”. Copyright. Considere apenas os nós existentes e os seus tipos de comunicação.

VisualStudio).. 46 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”.g. Alberto Silva & Carlos Videira .. servidor BD.Capítulo 8 .g. Rose. ferramentas de trabalho (e. Copyright.UML – Modelação da Arquitectura / 62 Alterar o diagrama produzido na exercício anterior de modo a incluir a descrição dos postos de trabalho e as componentes de software mais relevantes (e. sistema operativo). servidor Web.

Metodologias e Ferramentas CASE”.UML – Modelação da Arquitectura Considere o serviço 118 da PT conforme introduzido no Exemplo 8. / 63 118-servidor:Servidor Directório de Telefones Resultados Programa de Pesquisa 118WebServer WebBrowser HTTP :PC * 47 Livro “UML.Capítulo 8 . Alberto Silva & Carlos Videira . Copyright. Modifique o exemplo dado tendo em consideração que o serviço é acedido através de um cliente/browser Web.3.

através de estereótipos.Capítulo 8 . Metodologias e Ferramentas CASE”. (2) 48 Livro “UML. respectivamente a secção administrativa e a secção financeira. Represente. O directorgeral é o responsável pela coordenação e supervisão de todos os departamentos. O departamento administrativo-financeiro está estruturado em duas secções. controlo da qualidade. e administrativo-financeiro. comercial. Alberto Silva & Carlos Videira . Copyright. o tipo das associações existentes entre nós. Cada um destes departamentos tem um director respectivo.UML – Modelação da Arquitectura Pretende-se o diagrama de instalação para modelizar a seguinte situação: / 64 “Uma empresa industrial está estruturada em quatro departamentos: produção.” Sugestões: (1) Considere que os recursos do negócio (unidades orgânicas e as pessoas) são nós do diagrama a desenhar.

UML – Aspectos Avançados Exercícios do Capítulo 9 49 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”.Capítulo 9 . Copyright. Alberto Silva & Carlos Videira .

Alberto Silva & Carlos Videira . Copyright. (iii) myServlet002. Metodologias e Ferramentas CASE”. / 65 (i) (ii) (iii) (iv) Class MetaClass myServlet002 MyServlet – Metamodelo – Meta-metamodelo – Objecto do modelo – Modelo 50 Livro “UML. diga a que camada pertence cada um dos seguintes elementos: (i) Class. (iv) MyServlet. (ii) MetaClass.Capítulo 9 .UML – Aspectos Avançados Tendo em conta a arquitectura a quatro camadas do UML.

UML – Aspectos Avançados O que é um Classifier? Um caso de utilizador é um classificador? / 66 51 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”. Copyright.Capítulo 9 . Alberto Silva & Carlos Videira .

Uma associação com estereótipo permite caracterizar mais adequadamente o tipo de associação correspondente. / 67 Sim. Por exemplo.Capítulo 9 .UML – Aspectos Avançados Um estereótipo pode estender um elemento do tipo associação? Dê um exemplo e justifique a sua resposta.4) 52 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”. Secção 9. considere o estereótipo «communicate» nas associações entre actores e casos de utilização. Alberto Silva & Carlos Videira . Copyright. (Ver Perfil Modelação de Negócios ou Perfil Processos de Desenvolvimento de Software. usados nos diagramas de casos de utilização.

Copyright. Alberto Silva & Carlos Videira . Metodologias e Ferramentas CASE”.UML – Aspectos Avançados O que são e para que servem os perfis UML? / 68 53 Livro “UML.Capítulo 9 .

não é um elemento de modelação criado pelo utilizador) tal como Class. Alberto Silva & Carlos Videira .1 a classe base do estereótipo «entity» é Class. 54 Livro “UML.Capítulo 9 ..e.UML – Aspectos Avançados O que é a classe base de um estereótipo? Qual é a classe base do estereótipo «entity». Copyright. Metodologias e Ferramentas CASE”. definido no perfil UML para processos de desenvolvimento de software? / 69 A classe base de um estereótipo é uma classe no metamodelo UML (i. Conforme ilustrado na Tabela 9. Association ou Refinement.

Copyright.6.Capítulo 9 . aplique-o para modelar a estrutura de elementos compostos e primitivos de um documento XML. Alberto Silva & Carlos Videira . / 70 55 Livro “UML. Metodologias e Ferramentas CASE”.UML – Aspectos Avançados Considere o padrão de desenho Composto descrito na Secção 9.2.

56 Livro “UML. O XMI foi concebido inicialmente para representar metadata de modelação (i. / 71 O XMI (XML Metadata Interchange) é o standard da OMG para interoperação de metadata.Capítulo 9 . Copyright. Alberto Silva & Carlos Videira .e. Estão também em curso iniciativas complementares para modelar outros domínios de aplicação e tecnologias tais como em datawarehousing e componentes. de modelos de UML) e de programação..UML – Aspectos Avançados O que é o XMI? Explique a motivação do seu aparecimento. Metodologias e Ferramentas CASE”.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful