You are on page 1of 3

Indutivismo ± teorias cientificas são adquiridas por observação e experimento... a ciência começa com a observação.

A partir da observação, as afirmações a que se chega formam a base a partir da qual as leis e teorias que constituem o conhecimento cientifico devem ser derivadas. As afirmações obtidas através da observação são chamadas de afirmações singulares. As afirmações gerais que afirmam coisas sobre as propriedades ou comportamento de algum aspecto do universo são chamadas de afirmações universais. Desde que sejam satisfeitas certas condições, é legítimo generalizar a partir de uma lista finita de proposições de observação singulares para uma lei universal. Condições e seus problemas (sugeridos pelo problema da indução): - número de proposições de observação que forma a base de uma generalização deve ser grande; quantas observações constituem um grande número? - as observações devem ser repetidas sob uma ampla variedade de condições; o que deve ser considerado como uma variação significativa nas circunstancias? - nenhuma proposição de observação deve conflitar com a lei universal derivada. Sem conclusões apressadas. Raciocínio indutivo ± do particular para o todo. Indução. Indutivista ingênuo. Se um grande numero de As foi observado sob uma a mpla variedade de condições, e se todos esses As observados possuíam sem exceção a propriedade B, então todos os As têm a propriedade B. Ciencia tem a capacidade de explicar e prever. Pode-se, a partir das leis e teorias universais, derivar varias consequê ncias que servem como explicações e previsões. Raciocínio dedutivo. Dedução. Indutivistas acreditam que a fonte da verdade é a experiência, e não a lógica. Forma geral de todas as explicações e previsões cientificas: 1. Leis e teorias. 2. Condições iniciais 3. Previsões e explicações

não haver contradição envolvida. Só que a teoria probabilística não é 100% verdadeira. os argumentos indutivos não são argumentos logicamente validos. pode -se apelar: . pois ela também é derivada do princípio da indução.para a lógica. elas são provavelmente verdadeiras. A observação e o raciocínio indutivo são objetivos. Para salvar o programa indutivista: desistência da ideia de atr ibuir probabilidades a leis e teorias científicas. Se um grande número de As foi observado sob uma ampla variedade de condições. ³Não podemos usar a indu ção para justificar a indução´ ± problema da indução. As teorias científicas e as afirmações universais estão inevitavelmente envolvidas na estimativa da probabilidade de uma previsão ser bem -sucedida. . e se todos esses As observados possuíam sem exceção a propriedade B. então todos os As provavelmente possuem a propriedade B. Para enfraquecer a teoria indutivista extremamente ingênua: como as generalizações não podem ser garantidas como perfeitamente verdadeiras. antiintuitiva. A evidencia seriam os dados estatísticos disponíveis. O argumento proposto para justificar a indução é circular porque emprega o próprio tipo de argumento indutivo cuja validade está supostamente precisando de justificação. A ciência está relacionada com a produção de um conjunto de previsões individuais em vez de produção de conhecimento na fo rma de um complexo de afirmações gerais é. Mas por que o raciocínio indutivo leva a conhecimento cientifico confiável e talvez mesmo verdadeiro? Para isso.O indutivista formaliza algumas impressões popularmente mantidas a respeito do caráter da ciência. A indução não pode ser justificada puramente em bases lógicas.para a experiência. É possível a conclusão de um argumento indutivo ser falsa embora as premissas sejam verdadeiras e. sua objetividade e sua confiabilidade superior comparada a outras formas de conhecimento. . Atenção é dirigida para a probabilidade de previsões individuais estarem corretas. para dizer o mínimo. seu poder de explicação e previsão. a indução funciona num grande numero de ocasiões. ainda assim. tornando a ciência indutivista objetiva.

Respostas ao problema da indução: . Dois observadores normais vendo o mesmo objeto do mesmo lugar sob as mesmas circunstâncias físicas não têm necessariamente experiências visuais idênticas. Cada um vê a mesma coisa. . As proposições de observação não constituem uma base firma na qual o conhecimento cientifico possa ser fundamentado porque são sujeitas a falhas.Cética: ³a ciência se baseia na indução OU a indução não pode ser justificada por apelo à lógica ou à experiência ± ciência não pode ser justificada racionalmente´ . O que cada um vê depende em parte de sua experiência passada.A observação produz uma base segura da qual o conhecimento pode ser derivado. As teorias devem preceder as proposições de observação. Chalmers era um grande crítico do princípio de indução utilizado pelos indutivistas ingênuos.enfraquecimento da exigência indutivista de que todo o conhecimento não lógico deve ser derivado da experiência e argumentar pela racionalidade do principio de indução sobre alguma outra base. de seu conhecimento e de suas expectativas.A ciência começa com a observação. mas interpreta diferentemente.negação de que a ciência se baseie em indução 2 suposições importantes sobre a observação : . . então é falso afirmar que a ciência começa pela observação. . Proposições de observação devem ser sempre feitas na linguagem de alguma teoria e serão tao precisas quanto a estrutura teórica ou conceitual que utilizam.