ETGE - O Sufrágio Elementos da Teoria Geral do Estado Dalmo de Abreu Dallari

Elementos da Teoria Geral do Estado Dalmo de Abreu Dallari O Sufrágio

à Natureza Jurídica do Sufrágio à Sufrágio Universal e Sufrágio Restrito à As restrições ao Direito Eleitoral 97. No Estado Democrático um dos fundamentos é a supremacia da vontade popular, assegurando-se ao povo o autogoverno. Entretanto, pela impossibilidade prática de se confiar ao povo a prática direta dos atos de governo, é indispensável proceder-se à escolha dos que irão praticar tais atos em nome do povo. A designação dos governantes é indispensável para a própria sobrevivência do Estado, e que se confia ao povo essa atribuição, chega-se à conclusão de que o povo, quando atua como corpo eleitoral, é um verdadeiro órgão do Estado. O povo deve ter a possibilidade de escolher seus governantes e tal escolha corresponde a uma necessidade do Estado, são duas características concomitantes. Se existe o pressuposto de que no Estado Democrático o povo deve ter asseguradaa possibilidade de autogoverno, e reconhecendo-se a impraticabilidade do governo direto, só é possível conciliar esses dois aspectos concedendo-se ao povo o direito de escolher seus governantes. 98. O Direito de votar é um direito político fundamental que implica séria responsabilidade. Por isso tem que haver a escolha adequada entre sufrágio universal e sufrágio restrito. 99. Todas as Constituições estabelecem algumas restrições: Por idade – idade mínima, em geral 18 anos. Por ordem econômica – as pessoas pobres não são autorizadas a votar porque as ricas tem mais interesse na escolha de um bom governante, porque tem mais preocupação com a ordem, porque eles que pagam os impostos e por terem mais tempo disponível, eles acompanham melhor a vida política. Por motivos de sexo – as mulheres não são autorizadas a votar Por deficiência de instrução – grau mínimo de instrução para o exercício consciente de voto. Modo de burlar a proibição a discriminação racial. E não deixar que os analfabetos votem. Por deficiência física ou mental – A proibição para os deficientes mentais que o eleitor tenha consciência da significação do ato de votar, e a física seria que pela deficiência, ele precisaria de uma ajuda, ou seja, outra pessoa, excluindo assim a exigência de que o voto seja pessoal e secreto. Por condenação criminal – Aquele que comete um crime e que tem reconhecida sua responsabilidade por sentença judicial, recebendo a imposição de uma

pena, deve ter suspensos os seus direitos políticos enquanto durarem os efeitos da sentença. A simples suspeita ou acusação, ou mesmo o processo sem condenação, não justificam a medida restritiva. Por engajamento no serviço militar – Aplicada apenas às praças de pré, situadas no nível mais baixo da hierarquia, visa a impedir que a política penetre nos quartéis. 100. Princípios: a) O eleitor deve ter a possibilidade de agir livremente no momento de votar. b) O eleitor deve ter consciência da significação de seu ato

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful