A Origem Histórica do Aramaico antigo Aramaico é uma língua Semita com 3000 anos de história.

Foi a língua da administração de impérios e a língua da divina adoração. É a língua original de grandes versões da Bíblia de Daniel e Ezra, e inclusive o Novo Testamento no Original (conhecido como Peshitta Aramaica/Síriaca); e é a principal língua do Talmud. e o Aramaico foi a língua falada por Yeshua(Yisho' no aramaico) (Jesus) e ainda hoje é a primeira língua oficial falada em muitas pequenas comunidades ou pelos cristaos do oriente. O aramaico pertence a família das línguas Afro asiáticas, com essas diversas famílias ela pertence µa subfamília Semita¶. O Aramaico é uma parte do grupo de línguas do Noroeste semita onde também se inclui a língua Canaanita (Hebraico incluso). Falada em : Armênia, Arzenbaijão, Iran, Israel, Geórgia, Líbano, Palestina, Rússia, Síria e Turquia através do meio leste da Ásia central e também na Europa, América do Norte, e Austrália. O Total de Fluentes na língua é de 445,000. . DISTRIBUIÇÃO GEOGRAFICA Durante o século 12 aC.³Arameus´, os nativos que falavam/falam o aramaico, começaram a migrar em grande números para Síria, Iraque, e para o leste (Turquia). Conforme a lingua crescia em importância, ela começou a ser falada através do mediterrâneo, na área da costa de Tigris. Os judeus levaram a língua com eles para o norte da África e Europa e os antigos cristãos trouxeram o aramaico para a Pérsia, India e até mesmo na China. Do século 17 para frente foi nomeada a língua franca do meio leste pelos hebreus, assim o aramaico se tornou uma língua literária e litúrgica entre os judeus Mandeus, Caldeus e alguns Cristãos e ainda é falada por uma pequena e isolada comunidade ao redor dessas áreas originais de influência. A turbulência dos últimos 2 séculos viu os falantes de aramaico e sua literatura serem dispersos pelo mundo, por causa da perseguisaçãoislamica naquela região, onde foram mortos milhares de pessoas. ARAMAICO LINGUA E DIALETO O aramaico é um grupo de línguas relacionadas, mais que uma simples língua monolítica. A longa história do aramaico é a extensão literária e o uso em diferentes comunidades religiosas, são todos fatores de diversificação da língua. Alguns dialetos aramaicos são ao mesmo tempo inteligíveis enquanto outras não são. Algumas línguas do aramaico são conhecidas por diferentes nomes por exemplo: SIRIACO (Suroyoyo) em particular usado para descrever o aramaico do leste das comunidades cristãs. A maioria dos dialetos podem ser descritos tanto no leste como no oeste, a linha que os divide é tênue ou pouco mais no oeste. É também de grande ajuda traçar uma distinção entre esses aramaicos modernos (chamado de neo-aramaico) daqueles que ainda estão em uso como língua literal e daqueles que foram extintos e são apenas de interesse dos eruditos. Embora haja algumas exceções para essa regra, essa classificação da aos modernos , central e velho período dos dois lados, leste e oeste, µa distinção entre várias línguas e dialetos dentro do aramaico¶. O alfabeto aramaico mais antigo foi baseado na escrita fonética. Com o passar do tempo o aramaico teve suas distinções em um estilo mais ³quadrado´. As anciões israelitas e outras pessoas de Canaã adotaram esse alfabeto para escrever suas próprias línguas. Assim, hoje o alfabeto Hebraico é mais conhecido. Esse é o sistema da escrita usado da bíblia aramaica e outras escritas Judias em aramaico. A maior modificação do alfabeto aramaico, é o alfabeto Mandaico, que é usado pelos Mandeus. E adicionado a esse sistema de escrita derivados do alfabeto aramaico foi usado nos tempos antigos por grupos particulares. Nabatenos e Pietra, por exemplo ou Palmyreneanos em Palmyra. Em tempos modernos Turoyo foi algumas vezes escrito em um alfabeto latim adaptado.

HISTORIA Aqui segue uma história compreensiva do aramaico. A história é dividida em 3 largos períodos*: VELHO ARAMAICO (1100 ac ± 200 dc) , incluindo: Aramaico bíblico da bíblia hebraica O aramaico de Yeshua O aramaico do Targum ARAMAICO CENTRAL (200-1200), incluindo: Literatura Síriaca O aramaico do Talmud e Misdrashim ARAMAICO MODERNO Variado, moderno coloquial *essa classificação é baseada naquela usada por Klaus Beyer VELHO ARAMAICO O velho aramaico cobre mais de 13 seculos de língua. Esse vasto tempo de extensão é escolhido conforme todos os aramaicos que agora é efetivamente extinto. O principal ponto de mudança do velho aramaico está por volta de 500 anos dC quando o velho aramaico (a língua dos arameus - LishanadAramaya) se mudou para o aramaico imperial (a língua dos impérios poderosos - Babilonios, Persas, Assírios...) os muitos dialetos falados do velho aramaico vem por proveniência quando o grego toma lugar do aramaico como a língua do poder na região, apesar da população em si não adotar o grego como lingua falada entre eles. ARAMAICO ANTIGO Aramaico antigo se refere ao aramaico dos Arameus desde sua origem até que se torna a língua franca oficial do FERTILE CRESCENA . É a língua da cidade ±estado de damasco, HAMATH e ARPAD. VELHO E ANTIGO ARAMAICO Há algumas extensivas inscrições que evidenciam o antigo uso da língua datado desde o século 10 aC. Essas inscrições são em sua maioria documentos diplomáticos entre a cidade de Arameus. A ortografia do aramaico nesse período antigo parece ser baseado na f nética e há o uma unidade de língua escrita. Isso quer dizer que logo, a mais refinada ortografia servida µas necessidades da língua, começa a se desenvolver desde a região leste de Aram. Estranhamente o dominio do império de Assírios, de Tiglath ± Pileser III sobre Abraão no meio do século 18, conduz ao estabelecimento do aramaico como uma língua franca. PÓS ARAMAICO ANTIGO De 700 aC a língua começou a se propagar mas perdeu muita da sua homogenidade. Diferentes dialetos começaram a surgir na Mesopotâmia, Levant e Egito. Contudo o AKADIANOS influenciou o aramaico da Assíria e então a Babilônia começou a ficar para traz como descrito em 2 reis 2:26, Ezequiel, rei de Judah negocia com Assírio em aramaic para o que as pessoas comuns não pudessem entender. Em torno de 600 aCAdon, um rei

Cananitausa o aramaico para escrever para um faraó egípcio (vale lembrar que o Aramaico antigo existia no egito antigo). Aramaico dos Caldeus usado para ser um termo comum p ara o aramaico das dinastia dos Caldeus da Babilônia. Ele foi usado para descrever o aramaico da Bíblia (Daniel e Ester) que foi escrito em um estilo antigo. Não confundir a língua moderna Caldeia com neo-aramaico. ARAMAICO IMPERIAL Por volta de 500 aC , Darius I fez do aramaico a língua oficial da metade do oeste do império Persa de Arquimedes. Os burocratas na babilônia já estavam usando o dialeto local do leste aramaico em muito de seus trabalhos, mas os Editos colocaram o aramaico nas firmas e fundações unidas. O novo aramaico imperial era altamente estandardizado, essa ortografia foi baseada mais nas raízes históricas que qualquer outro dialeto e a inevitável influencia dos persas deu a língua uma nova clareza e flexibilidade robustas. O aramaico Imperial era as vezes chamado de Aramaico Oficial ou Aramaico Bíblico, por séculos. Depois da queda do império de Arquimedes (em 331aC), o aramaico imperial prescrito por Darius ou perto o suficiente de ser reconhecido, volta a ser a língua dominante da região. O aramaico de Arquimedes é usado para descrever o aramaico imperial. Esse período de aramaico é geralmente datado da proclamação de Darius (500 aC) a cerca do 1 século depois da queda do império de Arquimedes em 331 aC. Muitos dos documentos existentes testemunham que essa forma de aramaico vem do Egito e de Elefantine em particular. De todos, o povos conhecido é a ³SEMEADORIA DE AHIQAR´ um livro instrutivo quase parecido em estilo como bíblico ³Livro de Provérbios´ .O aramaico de Arquimedes é superficialmente uniforme que as vezes é dificil de saber quando um exemplar particular da língua foi escrito. Apenas exames cuidadosos revelam um ocasional empréstimo de palavras de uma língua local.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful