ANATOMIA PARA O YOGA Cláudio Fernandes Data: 05 e 06 de maio de 2007 Anatomia para o yoga com bases evolucionistas (filogenia

) com o objetivo de observar a prática de yoga sob os conceitos da anatomia ocidental. Conhecimento científico é funcional e não ideal.

Pai da anatomia: Versalius (1540). Leonardo da Vinci também possui pesquisas importantes. O osso sacro possui esse nome por origem indiana, sacro significa sagrado, e é onde se origina a kundalini. A evolução natural na execução de um asana ocorre pela distribuição da tarefa entre as estruturas envolvidas, daí então, a energia flui pelas estruturas. SISTEMA VENTILATÓRIO Estabelece relação do homem com o meio, O2 importante para todas estruturas corporais, pranayama é circulação de energia, shavasana é o asana mais importante da prática, pois é ele que permite, ao final da prática, acessar o inconsciente. Exercício respiratório 1- Com as mãos nas escápulas sentir a expansão da porção posterior das costelas enquanto inspira. Pode-se executar esse exercício com ambas as mãos ou um lado por vez; 2- Com as mãos abaixo da axila, sentir as costelas se expandindo lateralmente. Pode-se executar esse exercício com ambas as mãos ou um lado por vez;

AVALIAÇÃO PÉ: Antepé – Mesopé – Retropé (o vetor da gravidade deve estar direcionado para o mesopé). possa superar seus limites”. Geno-valgo: para dentro (Cowboy) Geno-varo: para fora samastitih: postura importante para verificar os efeitos dos maus hábitos posturais. mas sem contrair os glúteos.BIOMECÂNICA Power House (teoria de Joseph Pilates) Diafragma: a cúpula Transverso: a parede Assoalho pélvico: o piso Coluna vertebral: a coluna BANDHAS mula bandha: é fundamental para prevenir lesões de quadril “Os bandhas (vinyasa e drishti) são elementos os centrais do asana” Exercício: Em samastitih rotar externamente a coxa. “Estudar anatomia para encontrar em si mesmo os mecanismos de funcionamento do corpo. . para que assim.

Para encaixe de ombro: urdhva e adho mukha. a análise deve ocorrer de baixo para cima (podo-cefálica). para obter mais espaço.Importante treinar para aumentar o afastamento entre os dedos dos pés. Em uma avaliação. Não se apoiar nas articulações durante o samastitih. Procurar alguma musculatura tensa. .