You are on page 1of 2

Gestão integrada de Recursos Humanos

Antigamente, o Departamento de Recursos Humanos - aqui tratado por RH - era visto


na empresa como uma parte separada, ou seja, como um departamento que não
interagia com os demais departamentos da empresa. A sua principal função era a de
admitir e demitir funcionários, segundo ordens superiores. Os departamentos de RH
foram tomando mais importância dentro das empresas a partir do momento em que
seus funcionários foram vistos não como simples trabalhadores, mas sim como
insumos de extrema importância no seu processo produtivo.

Hoje, o departamento de RH é tido como um dos mais importantes dentro da empresa.


A sua interação junto aos outros departamentos, como, por exemplo, Finanças,
Marketing e Produção, tornou-se extremamente importante. Qualquer empresa
competitiva presente no mercado terá de se ajustar a essa gestão integrada, mas
sempre dando muita importância às funções já existentes na área de RH, como, por
exemplo, plano de cargos e salários, recrutamento e seleção, entre outros.

São funções primordiais para o funcionamento do departamento de RH...


• administração de pessoal – é um órgão que deixou de ser limitado em suas
funções, que, antigamente, seriam registros e freqüências de empregados, e
passou a ter uma atuação mais ampla. Hoje, participa na seleção, no
recrutamento, na avaliação do desempenho;
• recrutamento e seleção – o recrutamento atrai candidatos, enquanto a seleção
encaminha os mais habilitados ou qualificados e o treinamento fixa os
selecionados na empresa. É uma função de extrema importância nos mercados
competitivos;
• acompanhamento e aconselhamento – essas funções visam criar condições de
reações necessárias para o bom desempenho do trabalho e do ajustamento do
funcionário na empresa. Têm ainda por objetivo corrigir algumas falhas que
possam aparecer durante o serviço e prevenir outras;
• avaliação do mérito – é uma técnica da administração de pessoal que tem por
finalidade apresentar bases em que se fundamentem os critérios para o melhor
aproveitamento dos empregados, evitando, assim, conseqüências de
preconceitos ou de julgamentos apressados a respeito dos mesmos –
promoções e reajustes salariais;
• movimentação e registro – encarregam-se de dar cumprimento às formalidades
legais necessárias à admissão de pessoal, demissão, concessão de férias, entre
outros. A movimentação ainda fornece registros que formalizam e que servem
de base para o estudo e para a apuração de sua taxa - turnover;
• treinamento – sem dúvida, hoje, é um dos campos mais procurados e exigidos
dentro de RH. O treinamento tem por finalidade promover todos os meios e os
recursos necessários ao desenvolvimento pessoal, visando proporcionar
conhecimentos e habilidades específicos, que sejam requeridos para o eficiente
desempenho do trabalho profissional, bem como proporcionar um clima
favorável de trabalho dentro da empresa;
• classificação e avaliação de cargos – a classificação consiste no arranjo
ordenado dos cargos, segundo uma norma, um critério estabelecido. Essa
classificação é importante no que tange a responsabilidades, salário pago, entre
outros fatores. Estabelece ainda as faixas salariais - salário máximo e salário
mínimo - e se preocupa em manter os custos salariais em um nível razoável;

1
• assistência e benefício – entende-se por benefício toda e qualquer contribuição
material direta ou indiretamente dada ao empregado pelo empregador.
Assistência é a ajuda ou a contribuição que a empresa dá para o seu pessoal -
geralmente complementação de salário ou ajuda de custo. Podemos citar como
exemplo de benefícios os empréstimos de emergência, o auxílio funeral, o
reembolso de medicamentos etc;
• higiene e segurança – não depende somente do departamento de RH atingir os
objetivos dessas funções, mas sim de uma união de esforços de chefes,
subordinados e patrões, que, juntos, irão promover a segurança e a higiene
necessárias dentro de uma empresa.

S.D.B.