You are on page 1of 58

| 

? ?

 
  
„  = 
 
= 
   
G Dúvidas dos exercícios
anteriores
G Apresentação G Frase, oração e período
G Definição do conteúdo e do G Gramaticalidade e
material inteligibilidade
G Estrutura básica da redação G Coesão (organizadores
G Redação na UFSM (estrutura, argumentativos ± conjunções)
detalhes, critérios de correção) G Clareza e concisão
G Tipos de texto: descrição, G Apresentação textual
narração, dissertação
G Parágrafo (estrutura), tipos de
G Exercícios para casa parágrafo
G Esquema, rascunho
G Tema , Delimitação do tema,
tese, título
G Exercícios para casa
„ 

G Tópicos da aula 3 (29/04):

PARTE 1: PARTE 2:
G Leitura e exercícios: artigo de
G Dúvidas dos exercícios
anteriores (tipos de tema da opinião (sensibilização ao
apostila analisar) argumentar)
G Continuação Tipos de tema e
exercícios
PARTE 3:
G Continuação título ( e
G Para casa: eleger um tema e
exercícios de fluência que não
fazer parágrafo de introdução
deu tempo)
G Parágrafo de introdução
= 

TIPOS DE TEMA:
G Polêmico

G Subjetivo

G Problema social

G Afirmativo
= 

G Y   


:
identificar os tipos de tema
=  

Em cada um dos itens abaixo, são apresentados cinco temas
sobre o mesmo assunto. Numere-os de 1 a 5, ordenando-os
do mais amplo para o mais delimitado.

a)
( ) A televisão
( ) Influência da televisão no comportamento social
( ) Influência da televisão sobre as crianças
( )Efeito da televisão
( ) A violência na televisão e seus efeitos no comportamento
infantil
=  

Em cada um dos itens abaixo, são apresentados cinco temas
sobre o mesmo assunto. Numere-os de 1 a 5, ordenando-os
do mais amplo para o mais delimitado.

b)
( ) A música popular brasileira
( ) Tendências atuais da música popular brasileira
( ) Evolução da música popular brasileira
( ) A música como veículo de comunicação
( ) A música popular brasileira como expressão da cultura
brasileira
=  

Em cada um dos itens abaixo, são apresentados cinco temas
sobre o mesmo assunto. Numere-os de 1 a 5, ordenando-os
do mais amplo para o mais delimitado.

c)
( ) Leitura
( ) Causas do interesse pela história dos quadrinhos
( ) Importância da leitura
( ) O livro de que mais gostei
( ) Livro ou revista?
=  

Em cada um dos itens abaixo, são apresentados cinco temas
sobre o mesmo assunto. Numere-os de 1 a 5, ordenando-os
do mais amplo para o mais delimitado.

d)
( ) A eficácia da publicidade
( ) A publicidade no mundo atual
( ) Efeitos da publicidade sobre o comportamento social
( ) Publicidade: exigência de uma sociedade de consumo
( ) Influência da publicidade sobre o nível de aspiração dos
indivíduos
=  

Em cada um dos itens abaixo, são apresentados cinco temas
sobre o mesmo assunto. Numere-os de 1 a 5, ordenando-os
do mais amplo para o mais delimitado.
e)
( ) Papel do vestibular no sistema de ensino brasileiro
( ) O acesso ao ensino superior no Brasil
( ) Vantagens e desvantagens do vestibular como mecanismo
de seleção ao curso superior
( ) O ensino superior no Brasil
( ) Solução para o desequilíbrio entre oferta e demanda de
vagas no ensino superior brasileiro
=  


1) Palavras - chave:
_________________
2) Tema:
a- Os aspectos positivos e negativos
da ciência.
b- Não basta ter conhecimento. É
preciso usá-lo.
c - Os benefícios da ciência para a
humanidade.
d - A necessidade de usar a ciência
com consciência.
== „

ü
 



ü
   

== „
G „ ? 

G   „ 


   

No primeiro deles, o uso da metáfora (tropeçar) procura chamar a


atenção do leitor, deixando-o curioso para saber de que forma o PAC
"tropeçou" na Mata Atlântica.

No segundo, o título revela apenas que existem, de acordo com Nuno


Cobra, três estágios para se ficar em forma no verão. Não é revelado
nenhum detalhe do que vêm a ser esses estágios, de forma que o
leitor tem sua atenção e curiosidade atraída para a reportagem.
== „

±Y !  " !#    $


ßá quase trinta anos, as ßavaianas já se preocupavam com a
falsificação e com a concorrência. O título procura deixar claro que
as outras não são convidadas, não são bem-vindas na ³nossa
festa´.

± %   
  $
Ficar de olho é prestar atenção, não se deixar enganar, não aceita
substituições. É isso que, em 76, as havaianas mais pediam aos
seus consumidores.
== „
±""$.

O título faz referência à célebre proposição de que nenhum homem


é uma ilha e de que ninguém vive sozinho. Assim, será em pares
que a vida se processa e a palavra ³par´, neste contexto, remete
imediatamente ao calçado ± que sempre é vendido aos pares.

O uso do plural (³Vem aos pares´) é uma forma implícita de


estimular a compra de várias ßavaianas, uma vez que agora (e
isto está no corpo do texto), é vendida em diversas cores (³ela
vem nas cores preta, azul, rosa e lilás´).Para que ter apenas
uma, se você pode ter vários pares, um de cada cor?
== „
  


G 


O Prêmio Nobel de Física 2010 na ponta do lápis.

Fraudes generalizadas ameaçam ascensão


econômica chinesa.

Cresce a fraude em ciência - e no Brasil ?

Prêmio Nobel de Química 2009 : Uma crônica


pessoal.
== „
  

G 


Nanotecnologia e tratamento de água : nova tecnologia, novas regras ?

Cana-de-açúcar 3.0 : do etanol à bioeletricidade e aos hidrocarbonetos.

Para além dos números...

A inovação é o motor do crescimento econômico.

Inovação e a atividade inventiva das patentes.

Quantidade de patentes não mede grau de inovação.

Minatec CrossRoads'08 : micro e nanotecnologias a passos largos e de


mãos dadas.
== „
  


G 

Companhias levam nanotecnologia à casa do consumidor final.

O mundo nano, do iPod ao tecido antibacteriano.

Petróleo : o fim de um mundo.

Nanotubos de Carbono : "boas práticas" de caracterização são absolutamente


fundamentais.

A concorrência e a propriedade intelectual.

Pioneiros do Eucalipto.

O futuro das nanotecnologias.


== „
  

G 

Países em desenvolvimento ampliam investimento em inovação.

Portal da Capes é modelo de acesso à ciência.

As Ciências Químicas no Brasil.

Resposta ao desafio de pesquisa e desenvolvimento no Brasil.

A ciência cidadã ?

Nanotecnologia chega aos produtos de uso comum.

Privacidade Zero.

Muito mais que novos combustíveis.


== „
  


G 

Destravando o crescimento.

A Cultura da Inovação Incremental.

Cenário das Tecnologias-chave para 2015.

Álcool : o Brasil no foco mundial.

País precisa inovar naquilo que já produz.

Os lucros da Nanotecnologia.

INPI : o nó da questão.
== „
  


G 

Uma visão em perspectiva da indústria química brasileira.

O problema da autoria científica.

Nota cem para o LQES NEWS.

O desenvolvimento em questão.

Patentes : tempo de crise, tempo de mudança.

Divulgação da Ciência : várias questões em aberto.

Biotecnologia gera negócios.


== „
  


G 

Cana-de-açúcar, um ícone a projetar o Brasil.

Patentes em nanotecnologia marcam desigualdade entre países.

Integridade científica no Brasil.

O grande negócio da Nanotecnologia.

Superação da pobreza e modos de fazer ciência.

Capital nacional perde corrida tecnológica.


== „
  


G "
&

Violência estampada
Violência: o que podemos fazer?
A violência urbana e suas formas de prevenção
Os jovens e a violência
Violência doméstica: um flagelo a erradicar
Violência na escola: não ³mate aula, mate o professor´.
== „
  


G   

Educação em crise?
Educação: o bem maior
As mudanças e a educação
A chave da boa educação
Educação em tempos modernos
== „
  


G  

Tudo sobre consumismo: Eles gastam demais


Meio ambiente X consumismo
Sociedade de consumo
Crise e consumismo exagerado
Silêncio culpado: o consumo como valor e o valor do
consumo
== „
  


G  G !

Beleza e felicidade: eterno
Estamos com fome de amor! paradoxo
Felicidade, ela existe!
A fórmula mágica do amor
Uma canção de amor Uma definição de felicidade
Direito à felicidade
== „ 


G „"        


    
  %  
 
== „ 


'" (
 ü
 ü 
%    
 G > Y
Esqueça tudo que você sabe sobre )(*( '+„,-)
carros compactos. O novo Renault Clio '„>Y
chegou para provar, de uma vez por
todas, que tamanho não é documento. G („=Y („
Yü„* ü„„Y=-(
Com motor 1.0 ou 1.6, ele só é pequeno ,>„ü Y'„ =YY
da porta pra fora. Por dentro, tem o que „(„(
todo carro grande deve ter:conforto e
segurança. É o único na categoria com G -Y'„„
air bag duplo de série em todas as )„(=YüY„(Y(
versões. Sinta o prazer de dirigir o novo („=Y*Y(„Y-
Renault Clio. >& "  % 

     %  . G -)*('Yü((„
'+„(Yü 
Direção hidráulica ‡ Ar-condicionado ‡ 'YüY( )Y'=YY(
Retrovisores, travas e vidros dianteiros -)ü((„*('Y
elétricos ‡ Rádio CD com comando
satélite na coluna de direção ‡ Volante
com regulagem de altura ‡ Faróis de
Neblina ‡ Rodas de liga leve ‡ Bloqueio
de ignição.
== „ 



Y    Y 
  G > Y
)(*( '+„,-)
 Não foi escolhida para esta '„>Y
foto porque sabia interpretar, nem
porque seu rosto é fotogênico. Ela G („=Y („
está aqui porque aos 13 anos Yü„* ü„„Y=-(
,>„ü Y'„ =YY
descobriu que tinha câncer. Foi aí „(„(
que se hospedou na Casa ßope
para poder começar seu tratamento. G -Y'„„
)„(=YüY„(Y(
ßoje, dois anos depois, está curada. („=Y*Y(„Y-
 
 

 A Margarida é G -)*('Yü((„
estatística. 70% dos casos de '+„(Yü 
'YüY( )Y'=YY(
câncer infantil têm cura. Ajude a -)ü((„*('Y
ßope a continuar o seu trabalho.
== „ 



Agora é possível regular seus G > Y


)(*( '+„,-)
amortecedores: chegou Rainha '„>Y
System Interaction. O primeiro tênis
com tecnologia de amortecimento G („=Y („
interativo. Por isso, pode ser Yü„* ü„„Y=-(
,>„ü Y'„ =YY
regulado para o seu peso, „(„(
frequência de uso e tipo de solo.
Além disso, possui Motion Control, G -Y'„„
)„(=YüY„(Y(
que firma seu calcanhar como em („=Y*Y(„Y-
nenhum outro tênis.
(    G -)*('Yü((„
 %    "& '+„(Yü 
'YüY( )Y'=YY(
-)ü((„*('Y
== „ 



|  Y      G > Y



 
    )(*( '+„,-)
'„>Y
Bem-vindo ao Brasil das florestas,
dos pantanais, das montanhas e das G („=Y („
praias inexploradas. Bem-vindo aos Yü„* ü„„Y=-(
Roteiros Ecológicos Soletur. ,>„ü Y'„ =YY
„(„(
Destinos selvagens que não abrem
mão do conforto, da segurança e da G -Y'„„
tranqüilidade de hotéis com o )„(=YüY„(Y(
padrão de qualidade Soletur. („=Y*Y(„Y-
Aventure-se.       G -)*('Yü((„
          '+„(Yü 
   'YüY( )Y'=YY(
-)ü((„*('Y
== „ 
 

Exercícios de fluência e desinibição:

G Y" 
"% 
"."
&
G % 
G % 
„ „ 
„ „

G Apresentação do tema
G Delimitação do tema
G Apresentação da tese
G Apresentação dos argumentos
G       
 %  "
    . No entanto, há
um grande descaso com essa questão, pois
continuam altos os índices de crianças e
adultos analfabetos e, além disso, as escolas
públicas estão em decadência.

G „ 
!   
.
Dentre eles, sem dúvida,  %  
      "
&, a qual
não vem recebendo a devida atenção por
parte das autoridades, visto que a justiça
continua morosa, a impunidade prossegue e
o índice de criminalidade aumenta.
ü      
 =#  
G 
entre elementos do passado e do presente.
G Para isso: 
"
6 há de haver
semelhança entre os argumentos apresentados
G só usaremos a trajetória histórica, %  " !
% #"
, de alguma maneira,  

G Quando apresentar a trajetória histórica na introdução, "
 "
"
  
!. Não misture elementos de épocas diferentes em um
mesmo parágrafo.
G A trajetória histórica torna convincente a exemplificação6
G Só se deve usar esse argumento, se houver % 

! 
ü      

02) ü
! 


G Também é apresentar uma analogia entre elementos, porém


sem buscar no passado a argumentação. É comparar dois
países, dois fatos, duas personagens, enfim, comparar dois
elementos, para comprovar o tema.

G Lembre-se: a comparação apenas será apresentada para, no


desenvolvimento, ser discutido cada elemento da
comparação em um parágrafo.
ü      

03) ü  !  


  

G Em alguns temas de dissertação surgem palavras-chave de


extrema importância para a argumentação. Nesses casos,
pode-se iniciar a redação com a definição dessa palavra, com
o significado dela, para, posteriormente, no desenvolvimento,
trabalhar com exemplos de comprovação.
ü      
04) Y
 /

G Pode-se iniciar a redação com uma série de perguntas. Porém,


cuidado! "    % 
"  %  
!
 /      "  % 
"    
  
G
   "    "
"
  /       
! Portanto use esse método apenas quando já possuir as
respostas, ou seja, escolha primeiramente os argumentos que
serão utilizados no desenvolvimento e elabore perguntas sobre
eles, para funcionar como introdução da dissertação.
ü      

07) =!    


G O mesmo que a anterior, mas com apenas uma pergunta.

08) Y
   !/

G Quando se tem certeza de que as informações são verídicas,


podem-se usá-las na introdução e, depois, discuti-las, uma a
uma, no desenvolvimento.
ü      
09) ü  

G Pode-se iniciar a introdução com uma descrição de


lugares ou de épocas, ou ainda com uma narração de
fatos. Deve ser uma curta descrição ou narração,
somente para iniciar a redação de maneira interessante,
curiosa. Não se empolgue!! Não transforme a
dissertação em descrição, muito menos em narração.
ü      
10) ( % "
"

G Nesse caso, é necessário planejar cuidadosamente a redação


toda, antes de começá-la, pois, na introdução, serão
apresentados os tópicos a serem discutidos no desenvolvimento.
G Deve-se tomar o cuidado para não se apresentarem muitos
tópicos, senão a dissertação será somente expositiva e não
argumentativa.
G Cada tópico apresentado na introdução deve ser discutido no
desenvolvimento em um parágrafo inteiro.
G Não se deve misturá-los em um parágrafo só, nem utilizar dois
ou mais parágrafos, para se discutir um mesmo assunto.
G O ideal é que sejam apresentados somente dois ou três
argumentos para discussão.
ü      
11) !

G A paráfrase consiste em reescrever o tema, utilizando suas


próprias palavras.
G Deve- se tomar o cuidado, para não apenas se substituírem as
palavras do tema por sinônimos, pois isso será demonstração de
falta de criatividade6 o melhor é reestruturar totalmente o tema,
realmente utilizando "SUAS" palavras.
G
Observe o que traz o Michaelis - Moderno Dicionário da Língua
Portuguesa, quanto à definição da palavra paráfrase:
Y 
       "
"     
  
" !  
 . Portanto,
sua frase deve ser mais desenvolvida que a frase apresentada
como tema, e as palavras devem ser diferentes, e não
sinônimas.
     
  

G Não tomem estas frases como receita


infalível.
G Antes de usá-las, analise bem o tema,
planeje incansavelmente o desenvolvimento,
use sua inteligência, para ter certeza daquilo
que será incluso em sua dissertação. Só
depois disso, use estas frases.
        
G É de conhecimento geral que ...
G Todos sabem que, em nosso país, há
tempos, " 
G Nesse caso, utilizei circunstância de lugar (em nosso país) e de
tempo (há tempos). Isso é só para mostrar que é possível
acrescentar circunstância diversas na introdução, não
necessariamente estas que aqui estão.

G Outro elemento com o qual se deve tomar muito cuidado é o


pronome se. Nesse caso, ele é partícula apassivadora, portanto, o
verbo deverá concordar com o elemento que vier à frente (sing. ou
pl.)
        

G Cogita-se, com muita frequência, ...


O mesmo raciocínio da anterior, agora com a circunstância de modo
(com muita frequência).

G Muito se tem discutido, recentemente, acerca de ...

G Muito se debate, hoje em dia, ...


Partícula apassivadora novamente. Cuidado com a concordância.
        

G O (A) ..... é de fundamental importância em ....

G É de fundamental importância o (a) ....

G É indiscutível que ... / É inegável que ...

G Muito se discute a importância de ...

G Comenta-se, com frequência, a respeito de ...

G Não raro, toma-se conhecimento, por meio de ..., de


        

G  %  !  

G %   !  

G !%   "




G !  


 
 

G =
" #!
 "
% 


G 
 "
 

=  
     

G Tema 1:

=0"
&


0
G )
  1 Y '1 
O Rappa
Composição: Marcelo Yuka
Procurando novas drogas de aluguel
A minha alma tá armada e apontada Neste vídeo coagido...
Para cara do sossego! É pela paz que eu não quero seguir
(Sêgo! Sêgo! Sêgo! Sêgo!) admitido
Pois paz sem voz, paz sem voz
Não é paz, é medo! É pela paz que eu não quero seguir
(Medo! Medo! Medo! Medo!) É pela paz que eu não quero seguir
É pela paz que eu não quero seguir
As vezes eu falo com a vida, admitido
As vezes é ela quem diz:
"Qual a paz que eu não quero conservar,
Prá tentar ser feliz?" Veja vídeo no link:
http://www.youtube.com/watch?v=_tKQK
As grades do condomínio JLrknI
São prá trazer proteção
Mas também trazem a dúvida
Se é você que tá nessa prisão
Me abrace e me dê um beijo,
Faça um filho comigo!
Mas não me deixe sentar na poltrona
No dia de domingo, domingo!
G „-=(-*Y=2Y

1) Dez adolescentes americanos que, juntos, pesam


uma tonelada alegam que a rede McDonald¶s é
responsável por seus problemas de saúde. Você acha
que, a exemplo desse grupo de jovens, companhias
de cigarros e bebidas alcoólicas também poderiam ser
acusadas de provocar doenças? Por quê?

2) A miséria de grande parcela da população brasileira


tem sido um dos assuntos mais debatidos entre nós.
Queremos que você participe deste debate, dizendo
de que depende primordialmente, em sua opinião, a
erradicação e/ou combate da miséria existente no
Brasil.
3)Na sua opinião:
a)A tecnologia oferece oportunidade a todos?
b) Afinal, a tecnologia tem alguma relação com a qualidade
de vida?

4) A relação entre gerações é frequentemente caracterizada


pelo conflito. Entretanto, há outras formas de
relacionamento que podem ganhar novos contornos em
decorrência de mudanças sociais, tecnológicas, políticas e
culturais. Instruções:
1. Discuta formas pelas quais se estabelecem as relações
entre as gerações.
2. Argumente no sentido de mostrar que essas diferentes
formas coexistem.
3. Trabalhe seus argumentos de modo a sustentar seu ponto
de vista.
' ' „ 
FAULSTICß, Enilde. ü
    
 . 6.Ed. Petrópolis: Editora Vozes, 1994.
FIGUEIREDO, Luiz carlos.    
 !.
Brasília: Editora da UnB, 1995.
GARCIA, Othon Moacyr. ü    
. Rio de Janeiro:Ed. Fundação Getúlio
Vargas, 1976.
PILAR, Jandira Aquino.    "
 
      ! 
   "
. Santa Maria: Palloti, 2001.
STEFFEN, Elemar Augusto6 STEFFEN LAßN, Maria
verônica. (    " Santa
Maria: Machris, 1995.
  =   

 
G ATIVIDADES PARA OS TEXTOS 1, 2, 3e 4:
1 - Qual a finalidade ou objetivo:
a) do texto 1:.........................................................................................................
b) do texto 2:.........................................................................................................
c) do texto 3:..........................................................................................................
d) do texto 4:..........................................................................................................

2 - A que gênero textual pertence cada um dos textos que você acabou de ler?

3 ± Todos os textos que você leu tratam de questões polêmicas? Em qual texto o
autor apresenta uma questão polêmica, se utilizando de argumentos e pode ser
considerado um artigo de opinião?

4 ± Encontrado o texto no qual o autor defende uma opinião, um ponto de vista sobre
um tema polêmico, responda:
a) Qual a questão tratada pelo autor?
b) Qual a posição defendida pelo autor, nesse mesmo texto?
c) Cite pelo menos dois argumentos utilizados pelo autor para defender sua posição.
ATIVIDADES PARA O TEXTO: ³„!
  
$

1. Observar no texto a importância dos organizadores textuais na


constituição dos sentidos do texto.

2. Encontre no texto palavras ou expressões que servem para:


a) Introduzir uma ideia contrária ao que se afirma anteriormente
b) Adicionar argumentos.
c) Introduzir conclusão.
c) Acrescentar novos argumentos.

3. O autor introduz o terceiro parágrafo com o pronome ³isso´. Ele


está se referindo
a quê?

4. O discurso está construído em primeira ou terceira pessoa? Qual


o efeito causado por essa escolha?
5. Que sentidos os advérbios 
!e   
!dão ao texto?

6. Quais questionamentos são feitos pelo autor, no texto, e o que ele quer
provocar no leitor com esses questionamentos?

7.Encontre, em cada período abaixo, uma palavra enfatizadora e explique


qual ideia está sendo enfatizada:

a) ³A longo prazo defenderia os alternativos, e no momento daria ênfase


para os tradicionais (importante lembrar que as divergências entre
Brasil e Bolívia no que refere ao fornecimento de gás boliviano, bem
como a necessidade de superávit, e de crescimento econômico,são
fortes motivos para o crescimento imediato das fontes tradicionais).´

b) ³ Mudar a mentalidade de uma nação em início de apogeu é muito mais


que alterar somente sua imagem transmitida ao mundo.´

8. As formas verbais "#!"


#!#!estão se referindo a quais
possibilidades?
= > Y  

1. Contextualização e/ou apresentação da questão que está sendo


discutida.
2. Explicitação do posicionamento assumido.
3. Utilização de argumentos para sustentar a posição assumida.
4. Consideração de posição contrária e antecipação de possíveis
argumentos contrários à posição assumida.
5. Utilização de argumentos que refutam a posição contrária.
6. Retomada da posição assumida.
7. Possibilidades de negociação.
8. Conclusão (ênfase ou retomada da tese ou posicionamento
defendido).