GAMES

Teste sua habilidade com as espadas
ZERO HORA > QUARTA | 3 | SETEMBRO | 2008 - Nº 362
Contracapa

O PODER DOS cliques
CAMPANHAS DE MOBILIZAÇÃO E DE PROTESTO ENCONTRAM NA INTERNET UM PODEROSO MEIO PARA AMPLIAR SEU ALCANCE

GENARO JONER

VANESSA NUNES

B

asta um clique para se tornar um ativista. Sem sair da frente do computador, pela internet, você pode até mesmo plantar uma árvore. Ou então enviar um e-mail ao presidente cobrando medidas mais fortes contra o desmatamento. Esse tipo de manifestação tem nome: ciberativismo. Com a facilidade de conectar e mobilizar pessoas não importa onde estejam, o ativismo migrou para a web. As causas são várias: ambientais, sociais, políticas. O exemplo mais comentado no momento no país é a mobilização de internautas contra pontos do projeto de lei de crimes virtuais. Até o fechamento desta edição, mais de 110 mil pessoas assinaram uma petição online. Donos de blogs estampam em suas páginas banners de apoio à causa, e até já foi organizado um dia de blogagem política, no qual mais de 70 blogueiros escreveram sobre o tema na data marcada. – Existe uma possibilidade jamais vista de reação desterritorializada, instantânea. As redes digitais permitem essa articulação política

de internautas, independentemente de onde se esteja. A petição (contra o projeto de crimes na internet) pode não ter validade jurídica, mas tem legitimidade política e cultural – afirma o sociólogo Sérgio Amadeu, professor da Faculdade Cásper Líbero e um dos articuladores da campanha. Defender uma causa online também custa bem menos: – Antes, quando tínhamos que convocar uma mobilização, era por telefone, um por um. Com o e-mail, avisamos milhares ao mesmo tempo.

Além da redução de custo, ganhamos em agilidade e atingimos um universo maior – revela a diretora de gestão do conhecimento da organização não-governamental SOS Mata Atlântica, Márcia Hirota. Um dos projetos da ONG é o de restaurar a mata a partir da participação dos internautas. No site www. clickarvore.com.br, com um toque no mouse é possível doar uma muda, que é patrocinada por empresas parceiras. Ao todo, mais de 16 milhões de árvores foram plantadas por meio

da iniciativa. Na era do ciberativismo, também há passeatas, mas em versões virtuais. Os participantes combinam-se de acessar determinado site em um horário específico. O objetivo é boicotá-lo, porque a página poderá sair do ar em razão de uma demanda de acessos maior do que comporta. Nesta edição, ZH Digital apresenta outros exemplos de mobilizações que têm a internet como palco principal.
± vanessa.nunes@zerohora.com.br

ENGAJAMENTO: organização SOS Mata Atlântica utiliza a web para incentivar o plantio de árvores

Leia mais na página 3

Data Publicação : 03/09/2008 Caderno :ZH Digital

Capa