P. 1
nutrição mineral 2011

nutrição mineral 2011

|Views: 129|Likes:
Published by Porto

More info:

Published by: Porto on May 26, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/10/2013

pdf

text

original

FAAHF

Disciplina: Fisiologia Vegetal Profa: MSc. Ludmila T. D. M. Martins

NUTRIÇÃO MINERAL

NUTRIÇÃO MINERAL 
Plantas são organismos autotróficos. Fotossíntese e respiração. Nutriente mineral: substância que a planta necessita para completar seu ciclo de vida

A NUTRIÇÃO DE PLANTAS PODE SER
1- Orgânica: aquisição de C,H,O. 2-Inorgânica ou mineral: aquisição nutrientes minerais através do solo

de

CRITÉRIOS DA ESSENCIALIDADE
A- Na ausência do elemento mineral a planta não completa seu ciclo de vital. B- A função de certo elemento mineral não pode ser substituído por outro elemento mineral. C- O elemento tem de fazer parte estrutural da planta ou ser requerido em alguma etapa metabólica.

Essencialidade direta: o elemento faz parte de um composto vital ou quando participa de reações enzimáticas ou não, cruciais para o metabolismo. Exemplo: Nitrogênio, Fósforo, Magnésio.

MOLÉCULA DE ATP

AMINOÁCIDO

alanina

CLOROFILA

Essencialidade indireta: para alguns nutrientes não se conseguiu identificar nenhuma função estrutural ou reação bioquímica ocorra somente na presença do elemento.
Ex: boro Sua falta no solo, não compensada pelo adubo aplicado, freqüentemente limita a produção de diversas culturas

MACRONUTRIENTE E MICRONUTRIENTE
Exceto CHO, as plantas necessitam de cerca de 13 elementos minerais : ‡Macronutrientes: nitrogênio (N), fósforo (F), potássio (K), cálcio (Ca), Magnésio (Mg), enxofre (S). (NPCaKMgS). ‡Micronutrientes: boro (B), cloro (Cl), ferro (Fe), manganês (Mn), molibdênio (Mo), zinco (Zn) Cobre (Cu).

A separação entre macro e micronutrientes obedece a razões apenas quantitativas onde: A- Macronutrientes: quantidades. B- Micronutrientes: quantidades. são são exigidos exigidos em em grandes menores

FUNÇÃO DOS MACRONUTRIENTES
Nutriente N P Faz parte enzimática. Função da estrutura protéica,

Armazenamento e transferência de energia, constituinte de membrana (fosfolipídios) Abertura e fechamento de estômatos, ativador enzimático, eletroneutralidade Ativação enzimática, componente de parede celular (rigidez), permeabilidade, mitoses. Ativação enzimática, fotossíntese (clorofila) Componentes de proteínas , enzimas e coenzimas, pontes S-S na estrutura terciária protéica.

K Ca

Mg S

Fonte: Malavolta (1980).

FUNÇÃO DOS MICRONUTRIENTES
Nutriente B Cl Cu Fe Mn Mo Zn
Fonte: Malavolta (1980).

Função Divisão celular, constituinte de parede celular Participa da Fotossíntese (Quebra da água) Ativador de Enzimas; fotossíntese Constituinte de enzimas e em transportadores de elétrons (citocromo). Ativador enzimático participando da fotossíntese (síntese de clorofila) Constituinte e cofator de enzimas. Ativador de Enzimas

DNA

AMINOÁCIDOS

cisteína metionina

A nitrogenase é constituída por dois componentes protéicos. ‡O componente 1 contêm 2 átomos de Mo e aproximadamente 33 átomos de Fe, sendo conhecido como Mo-Fe proteína. ‡O componente 2 contêm 4 átomos de Fe, sendo conhecido como Fe proteína. Os dois componentes da nitrogenase podem ser separados, mas isoladamente não são capazes de reduzir o nitrogênio

.

TAIZ & ZEIGER CLASSIFICARAM OS NUTRIENTES DE ACORDO COM SUA FUNÇÃO BIOQUÍMICA E INCLUÍRAM OUTROS NUTRIENTES
‡ SILÍCIO ‡ NÍQUEL ‡ SÓDIO ‡ COBALTO

Classificação dos nutrientes minerais de acordo com a função bioquímica

Nutriente mineral Grupo 1

Função Nutrientes que formam compostos orgânicos na planta Constituinte de aminoácidos, amido, proteína, ácidos nucléicos. Componente de cisteína, cistina, metionina, e proteínas.

N

S

Grupo 2

P

Si

B

Nutrientes que são importantes no armazenamento de energia ou integridade estrutural Componente de açúcar fosfato, ácidos nucléicos, fosfolipídio, ATP. Depositada na parede celular. Contribui com as propriedades mecânicas, incluindo rigidez e elasticidade. Constituinte de parede celular e divisão celular.

Grupo 3
K Ca Mg Cl Mn

Nutrientes que permanecem na forma iônica
Cofator de muitas enzimas, mantém a eletroneutralidade celular. Ativação enzimática, componente de parede celular (rigidez), mitoses. Cofator de muitas enzimas Constituinte da molécula de clorofila Requerido nas reações fotossintéticas envolvendo oxigênio (CTE) Requerido para atividade de muitas desidrogenases, descarboxilases, oxidases, atua na formação da clorofila. Atua em plantas CAM.

Na

Grupo 4
Fe

Nutrientes que estão envolvidos em reações redox.
Constituinte de citocromo e proteínas envolvidas em fotossíntese, fixação de N2 e respiração. Constituinte de muitas enzimas como desidrogenases, e atua como cofator Componente de citocromo e plastocianina (enzima da CTE) Compõe a urease e atua na fixação de N2 pela bactéria. Constituinte da nitrogenase.

Zn

Cu

Ni

Mo

RELAÇÃO PRODUTIVIDADE X TOXICIDADE
O relacionamento entre o crescimento ou a produtividade das plantas e a concentração dos nutrientes no tecido evidencia a ocorrência de três zonas distintas. ‡ Zona de deficiência ± ocorre quando o teor do nutriente no tecido é baixo e o crescimento é reduzido. Nesta zona, adição de fertilizante produz incrementos na produtividade. ‡ Zona Adequada ± Nesta região, aumento no teor do nutriente não implica em aumento do crescimento ou da produtividade. ‡ Zona de toxicidade ± o nutriente acumulou em excesso, produzindo toxicidade.

DEFICIÊNCIA DE N ‡Cessa o crescimento ‡ verifica-se acúmulo de carboidratos (pela não síntese de proteínas). ‡O carboidrato acumulado é utilizado para síntese de antocianina. ‡Em algumas variedades de milho e tomateiro pode-se verificar deficiência de Nitrogênio, pela presença de antocianina. ‡Em muitas plantas a deficiência se manifesta por clorose.

DEFICIÊNCIAS DOS NUTRIENTES
NITROGÊNIO

FÓSFORO

Parada no crescimento, clorose e morte das folhas.

ENXOFRE

é muito semelhante ao de nitrogênio

MAGNÉSIO

Clorose, ou esbranquiçamento, abscisão foliar prematura.

MAGNÉSIO

CÁLCIO

necrose de ápice, região onde ocorre divisão celular

BORO

Necrose escura das folhas jovens e ápice.

COBRE

Pontas das folhas necrosadas que se estendem das pontas às margens. As folhas são mal formadas e caem.

MANGANÊS

Clorose, devido a atuação na síntese de clorofila

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->