You are on page 1of 1

IMBERNÓN, Francisco. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 6ª ed. São Paulo. Cortez.2006 (Col.

Questões da Nossa época, v.77)

a possibilidade de inovação nas instituições educativas não pode ser proposta sem um novo conceito de pprofissionalização docente, quedeve romper com inérciase práticas do passados assumids passivamente como elementos intrínsecos à profissão (IMBERNÓN,2006:22-3) o(a) professor (a)deveria se converter emumprofissional que deve participar ativa e criticamente no verdadeiro processo de inovação e mudança, a partir de e em seu próprio contexto, em um processo dinâmico e flexível (IMBERNÓN,2006:23) implica considerar oprofissional de educação como um agente dinâmico e cultural, social e curricular, que deve ter permissão de tomar decisões educativas, éticase morais, desenvolver o currículo em um contexto determinado e elaborar projetos e materiais curriculaares em colaboração com os colegas, situando o processo em um contexto específico controlado pelo próprio coletivo. (IMBERNÓN,2006:23) a instituição educativa,como conjunto de elemntos que intervém na prática educativa contextualizada, deve ser o motor da inovação e da profissionalização docente. (IMBERNÓN,2006:23) ver o docente como um profissional implica dominar uma série decapacidades e habilidades especializadas que o fazem ser competente em determinado trabalho, e que além disso o ligam a um grupo profissional organizado e sujeito a controle. (IMBERNÓN,2006:27) a conquisata deespaços profissionais deve supor o aumento dademocracia real e a ajuda a evitar a exclusão social dos educandos, colaborando com a comunidade (IMBERNÓN,2006:27) o conceito de profissão não é neutro nem científico, mas é produto de um determinado conteúdo ideológico e contextual; uma ideologia que influencia a práticaprofissional, já que as profissões são legitimadas pelo contexto.(IMBERNÓN,2006:27-8) ser um profissional da educação significará participar naemancipação das pessoas. O objetivo da educação éajudar a tornar aspessoas mais livres, menos dependentes do poder econômico, político e social. .(IMBERNÓN,2006:28) continuar depois.