Pompoarismo; o que é?

Constata-se que na cultura ocidental existe uma acentuada valorização do orgasmo, enquanto que nas culturas orientais se busca ir mais além, talvez ao"muito prazer". O Tantrismo, o Kama Sutra, o Pompoarismo etc., são alguns exemplos de técnicas que maximizam a arte do prazer no sexo. Das três técnicas referidas, a menos conhecida pelas mulheres ocidentais é o pompoarismo. Através da prática do pompoarismo as mulheres dão às suas vaginas o poder de pompoar, uma técnica milenar que consiste em movimentar voluntariamente a musculatura da região pélvica (períneo e vagina) com a força e a velocidade adequadas no sentido de aumentar o prazer sexual. Esta técnica tem transformado as suas praticantes em verdadeiras"senhoras do sexo", ajudando-as a recuperar a sua autoestima e o prazer, principalmente, em relações desgastadas pelo tempo. Quem já viu os famosos vídeos que circulam pela internet de mulheres tailandesas fazendo malabarismos, como atirar dardos, bananas, fumar e até abrir garrafas, fica com uma ideia do que uma vagina saudável e forte é capaz de fazer. Contrariamente ao que se pode pensar, o pompoarismo não serve apenas as mulheres heterossexuais ou bissexuais mas também as homossexuais. Na verdade, é uma prática indicada no tratamento e prevenção de problemas como incontinência urinária, queda de útero, dispareunia (dor durante a penetração seja de pénis, dedos ou dildos) e auxilia as mulheres que sofrem de vaginismo e anorgasmia. Também favorece as pessoas que querem ter ou tiveram parto normal e ajuda as mulheres a terem menos problemas durante a menopausa. Alguns ginecologistas defendem mesmo que se as mulheres praticassem o pompoarismo não teriam muitos dos problemas que têm no seu aparelho genital. Muitas mulheres dizem que, com o pompoarismo, têm orgasmos mais intensos e frequentes, assim como lhes facilita terem orgasmos múltiplos. Após uma semana de exercícios de pompoarismo as mulheres podem notar a diferença, podendo ter o domínio dos músculos vaginais em dois meses, dependendo da frequência dos exercícios. Estes podem ser realizados a qualquer hora do dia e podem ser repetidos ao longo da vida.

Movimentos básicos Existem oito movimentos básicos que a pompoarista heterossexual e bissexual pode realizar durante o acto sexual com o(s) seu(s) parceiro(s) masculino(s). As lésbicas que apreciem penetrar e/ou serem penetradas com dildos podem também realizá-los bastando, para isso, que substituam a palavra pénis por dildo. Chupitar: sugar o pénis, movimentando a vagina como se fosse a boca de uma criança chupando uma chupeta. Estrangular: apertar o pescoço da glande com o anel que estiver melhor posicionado. Expelir: forçar a expulsão do pénis até que só a glande continue introduzida. Ordenhar: massajar o pénis, apertando do primeiro até o último anel, de forma cadenciada, e depois soltando. Revirginar: consiste em fechar os lábios e o primeiro anel vaginal dificultando a entrada do pénis. Este movimento simula uma vagina virgem. Sugar: Deve introduzir-se somente a ponta do pénis na vagina, a mulher deve fazer um movimento de sucção forçando a entrada, por completo, do pénis. Torcer: movimentar o pénis, apertando todos os anéis e girando, em movimento de rotação, ora para a direita e ora para a esquerda. Travar: contrair fortemente a vagina, impedindo a saída do pénis. Estes movimentos podem ser executados com força e velocidade adequadas para cada casal, podem ser repetidos, alternados ou conjugados. O movimento de estrangulamento, quando empregado correctamente, também serve para auxiliar a retardar a ejaculação e deve ser utilizado por mulheres heterossexuais e bissexuais que tenham parceiros que sofram de ejaculação precoce. A combinação aleatória destes movimentos vai gerar uma gama enorme de sequências que podem proporcionar grande prazer sexual. Como exercitar-se 1. Contracção vaginal Sentada numa cadeira, contraia os apertasse algo dentro dela. Conte até Depois, contraia e relaxe rapidamente, de uma respiração ofegante. Conte repetições. 2. Contracção anal Deitada, flexione as pernas e eleve o quadril. Fique apoiada apenas sobre os ombros e os pés. Contraia as nádegas, conte até três e solte. Faça dez vezes. Deite-se na cama e relaxe o corpo por alguns instantes. Depois, volte à posição anterior e contraia o ânus em três tempos, sem relaxar entre um e outro: de leve, mais forte e com toda a intensidade. Faça dez vezes. Relaxe e repita o exercício, só que desta vez irá contrair músculos da vagina como se três e relaxe. Repita dez vezes. como se quisesse imitar o ritmo até dez novamente. Total: 20

não só o ânus, mas também a vagina como se quisesse sugar alguma coisa com ela. Mais dez vezes. Total: 30 repetições. 3. Sucção vaginal Recostada na cama, separe as pernas e deixe-as semiflexionadas. Insira um dos dedos na vagina e aperte-o o máximo que puder. Caso não consiga apertar o dedo, insira dois. Faça dez vezes. Depois, tente sugar o dedo com a vagina. Ajude com a respiração: na hora do movimento de sucção do dedo, inspire e prenda o ar. Conte até três. Repita dez vezes. Total: 20 repetições. 4. Contracção do glúteo De pé, com os pés paralelos e distantes 20 centímetros um do outro, contraia as nádegas. Tente uni-las o máximo que puder. Conte até três e relaxe. Faça dez vezes. Repita o exercício contraindo e soltando rapidamente, como se acompanhasse uma respiração ofegante. Conte dez vezes. Total: 20 repetições. 5. Movimentação do períneo De pé, com as pernas semiflexionadas e as mãos na cintura, mova a pélvis para cima e para frente, contraindo o canal da vagina. Conte até três e solte. Faça dez vezes. Depois, faça um movimento circular. São quatro movimentos: primeiro, a pélvis vai para cima e para frente; depois o quadril vai para a esquerda; em seguida as nádegas devem ser impinadas para trás; por último, o quadril vai para a direita. Faça dez giros completos. Total: 20 repetições. Como podem ver é muito fácil praticar mesmo por parte das mais preguiçosas. Um pequeníssimo esforço para um resultado fabuloso para a vossa vida sexual e saúde genital.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful