You are on page 1of 3

Tópicos da Aula Prática de Higiene e Segurança no Trabalho, realizada no Centec, ao dia vinte e oito do mês de março de dois mil

e onze.

1° Laboratório: Microbiologia de Alimentos Coordenadora: Professora Ellen Laboratorista: Manuella Possíveis Riscos Durante a manipulação de microorganismos, chances de contato com as bactérias estafilococos, a salmonela e com alguns fungos; promovendo risco de autocontaminação caso não haja o cuidado e a sensibilização necessária na realização de análises. Aparelhos de alta pressão, como o autoclave; recomendando-se o uso e a manutenção por pessoas especializadas. Aparelho de radiação ultravioleta, a câmara de fluxo laminado, onde realiza-se todas as análises; que possui determinações e padrões estabelecidos para a diminuição dos riscos. Nesta câmara, necessário o cuidado e a atenção durante o manuseio do bico de busen chama , que diminui a possibilidade de proliferação de microorganismos. Manter a sala da estufa a uma temperatura de 22°C e devidamente higienizada, para possibilitar o ideal desenvolvimento dos fungos.Esta oferece também riscos de autocontaminação caso não seja bem manuseada. Atenção ao uso de outras estufas, microbiológicas e de secagem; que atingem altas temperaturas. Observações Segue para garantia de segurança os padrões da ANVISA. Trabalha com projetos de inseticidas biológicos.

2° Laboratório: Análise Físico-quimicas de Alimentos Possíveis Riscos Contato com reagente puros; Uso da capela de exaustão; Manuseio de ácidos e outras substâncias ou compostos voláteis, tóxicos e inflamáveis; No uso das vidrarias, para evitar a quebra e possíveis ferimentos.

neolmintos. Observações Tem um projeto para o reuso das águas de lagoas de estabilização. que atingem altas pressões e das estufas. No uso do autoclave. das bombas de vácuo. de cemitérios. por conta da emissão de raios UV. 5° Laboratório: Quimica Possíveis Riscos Contato com ácidos voláteis. Em acidentes com reagentes. Recomenda-se para a segurança na manipulação dos reagentes e amostras. e com análises particulares para determinação de nutrientes. fungos e bactérias encontrados nas amostras coletadas de esgotos. com projetos de monitoramento da SINGER As análises dos metais pesados vão para Fortaleza. Da capela de exaustão. Observações Trabalha com projetos de identificação de fungos nas paredes de construções.Observações Trabalha com projetos para determinar a qualidade do mel e do leite da região. que emite radiação ultravioleta. 3° Laboratório: Análises Microbiológicas de Água e efluentes Possíveis riscos Contaminação por coliformes. com análises do rio Caririaçu. . Trabalha com as águas da Transnordestina. que vão a altas temperaturas. durante as análises. vapores e reagentes físico-quimicos. o extremo cuidado e atenção assim como o uso de EPIs(Equipamentos de Proteção Individual) e EPCs(Equipamentos de Proteção Coletivos). 4° Laboratório: Análises Físico-quimicas de Água e efluentes Possíveis Riscos Contato com poeras. como lipídios e gorduras. No uso da capela de exaustão. tóxicos e inflamáveis.

6° Laboratório: Manutenção Industrial Possíveis Riscos No manuseio das máquinas e equipamentos do laboratório para evitar acidentes que promovam perdas físicas ou do próprio aparelho e também as falhas ou erros nas análises. . da contração e do tracionamento dos materiais. através do tratamento térmico. Observações Realiza ensaios para determinar os limites. características e propriedades dos materiais.