You are on page 1of 1

A administrao e sua responsabilidade

A administrao exercida de acordo com o disposto no contrato social, sendo por este definido o responsvel pela conduo da sociedade, bem como a forma do exerccio da administrao. Nada dispondo, competir esta a cada um dos scios. O administrador poder ser scio ou no. Sendo scio o administrador, este ser designado scio-administrador. Nos termos do artigo 1.011 do Cdigo Civil de 2002, o administrador dever ter, no exerccio de suas funes, o cuidado e a diligncia que todo homem ativo e probo costuma empregar na administrao de seus prprios negcios. Ao administrador no permitido fazer se substituir no exerccio de suas funes, isto , no pode este constituir mandatrios para exercer suas funes. Pode, no entanto, nos limites de seus poderes, constituir mandatrios da sociedade, especificando no instrumento os atos e operaes que podero praticar(art. 1.018 CC). Sua responsabilidade -dispe o artigo 1.016 do Cdigo Civil de 2002 solidria perante a sociedade e perante terceiros prejudicados, ou seja, respondem pessoalmente com seus bens, de forma ilimitada, quando agir com culpa no desempenho de suas funes. Porm, se a sociedade for condenada, ela poder, pela via regressiva, postular o ressarcimento da indenizao. O administrador no responde pessoalmente pelas obrigaes sociais decorrentes de atos regulares de gesto. O administrador responder por perdas e danos perante a sociedade se realizar operao, sabendo ou devendo saber que estava agindo em desacordo com a maioria (art. 1.013, 2). Ademais, o administrador que, sem o consentimento escrito dos scios, aplicar crditos ou bens sociais em proveito prprio ou de terceiros, ter de restitu-los sociedade, ou pagar o equivalente, com os lucros que advieram e, caso haja prejuzo, responder por ele (art. 1.017). De acordo com o Cdigo Civil, art. 1.015, ao administrador foi trazida trs possibilidades de se isentar de responsabilidade. A sociedade s poder alegar excesso de poderes praticado por seus administradores em face de terceiros nas seguintes hipteses (a) : quando a limitao de poderes do administrador estiver inscrita ou averbada no registro prprio da sociedade; (b) quando a limitao era conhecida por terceiros; ( quando o administrador c) executou operao evidentemente estranha aos negcios da sociedade.