Resistores não- ôhmicos

Já que aprendemos um pouco sobre os resistores Ôhmicos, seria de grande importância aprendemos também sobre os resistores não Ôhmicos, mas o que estes seriam e suas diferenças? Desenvolvemos um Experimento com voltímetro e amperímetro para podermos fazer algumas observações á esse respeito. Mas, para isso se é necessário saber o que são resistores não ôhmicos, você sabe o que eles seriam? Bem, os resistores não-ôhmicos são condutores que oferecem resistência à passagem da corrente elétrica, provocando liberação de energia em forma de calor. Podendo observa isso em experimento, este que contou com a seguinte listagem de materiais:

y y y y y

Uma fonte CC regulável (2); Um painel acrílico para associação de resistores (1); Uma conexão com lâmpada 6 V / 15 Ampères e pinos de pressão (3); Quatro conexões de fios com pinos banana; Um multiteste com fundo de escala próxima a 3 A CC

Obs.: Os números da direita indicam o aparelho que esta sendo citado.

Fonte: Manual Maxwell Metalurgia e equipamentos científicos LTDA. Pag. 13.

Após alguns testes tivemos a seguinte tabela com os seguintes valores:

V (volt) 0V 1V 2V 3V 4V 5V 6V

i (ampère) 0.06 1.13 1.53 1.84 2.11 2.37 2.61

R = V / i(em Ohm) 0 0.88* 1.30* 1.63* 1.89* 2.10* 2.29* * valores aproximados

Esse tipo de resistor possui uma peculiaridade onde os valores de corrente não são proporcionais aos valores de DDP que é aplicada aos seus terminais como os resistores ôhmicos, tanto que quando representada num gráfico, resultará numa curva. Observe abaixo a diferença gráfica dos dois:

Grafico do resistor não-ôhmico
3
2.5 2

1.5 V 1
0.5 0

0

1

2

3

4

5

6

7

Grafic
3.5 3
2.5 2 1.5 1 0.5 0

resist r

ic

V

0

0.005

0.01

0.015

0.02

0.025

0.03

0.035

Observe que o primeiro gráfico, dos elementos não-ôhmicos não se compreende uma constante na analise de todo o processo. Pois como o valor numérico da resistência depende da tensão aplicada ele da esse diferencial do ôhmico para o não-ôhmico. Sabendo que no gráfico dos materiais ôhmicos a tensão é diretamente proporcional a corrente, se observa a linearidade do gráfico de função afim com a constante sendo a resistência. Tendo um exemplo prático, uma lâmpada incandescente, onde até seu filamento aquecer o suficiente para emitir luz, possui um atraso elétrico e sua consequência lembra uma "inércia´. Tomando como base outra tabela onde se usou a interpolação e a extrapolação gráfica, recolhemos os seguintes dados:

V (em volt) 0.5 0.026 3.5 0.033 6.5

I (em ampère) 0.565 0.03 3.955 0.038 7.345

R = V / i (em ohm) 0.884 0.684 0.884 0.868 0.884

Onde este se classifica na resistência elétrica não-ôhmica, pois as duas grandezas V versus i não variam proporcionalmente. Sendo esta tabela outro exemplo pratico da resistência não-ôhmica.

Referencias bibliográficas:
[1] Disponível em: <http://vsites.unb.br/iq/kleber/EaD/Eletromagnetismo/LeiOhm/LeideOhm.html> [2] Disponivel em: < http://www.fisica.ufsc.br/~lab2/pdfs/exp02.pdf>

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful