VLT® da Série 5000

Índice Introdução
............................................................................................................ Software version ..................................................................................................... Normas de segurança ............................................................................................. Advertência contra partidas indesejadas ................................................................ Introdução ............................................................................................................... Literatura disponível ................................................................................................ 3 3 4 4 6 7

Tecnologia

............................................................................................................ 8 13 13 17 19 20

Escolha do conversor de freqüência

.................................................. Modo de torque de sobrecarga normal/alto .......................................................... Formulário para pedidos Série VLT 5000 - Código de tipos ................................. Seleção de módulos e acessórios ........................................................................ Ferramentas de Software de PC ...........................................................................

Gama de produtos

......................................................................................... 21 Acessórios para o VLT da Série 5000 ................................................................... 22 ................................................................................................ Dados técnicos gerais ........................................................................................... Dados elétricos ..................................................................................................... Fusíveis ................................................................................................................. 33 33 39 56

Dados técnicos

Medidas, dimensőes

..................................................................................... 60 Dimensőes mecânicas .......................................................................................... 60

Instalação mecânica

.................................................................................... 63 Instalação mecânica ............................................................................................. 63 66 66 66 66 66 67 67 68 68 68 71 71 77 80 81 84 85 86

Instalação eléctrica

...................................................................................... Aterramento de segurança .................................................................................... Proteção adicional (RCD) ..................................................................................... Instalação elétrica - alimentação de rede ............................................................ Instalação elétrica - cabos do motor .................................................................... Ligação do motor .................................................................................................. Sentido de rotação do motor ................................................................................. Instalação elétrica - cabo do freio ........................................................................ Instalação elétrica - chave de temperatura do resistor do freio ............................ Instalação elétrica - Divisão da carga ................................................................... Instalação elétrica - fonte de 24 Volts CC externa ............................................... Instalação elétrica - saída do relé ......................................................................... Instalação elétrica - cabos de controle .................................................................. Instalação elétrica - ligação do bus ....................................................................... Instalação elétrica - cuidados com EMC ............................................................... Utilização de cabos de emc corretos .................................................................... Instalação elétrica - Aterramento dos cabos de controle ...................................... Chave de RFI ........................................................................................................

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

1

VLT® da Série 5000 Comunicação serial
....................................................................................... 89 Palavra de estado de acordo com oPerfil FC ....................................................... 94 Status Word de acordo com o Perfil do FC ........................................................... 96 Palavra de controle segundo oPerfil do barramento de campo ............................ 98 Palavra de estado de acordo com o Perfil do barramento de campo ................... 99 Exemplo de telegrama ........................................................................................ 102 ................................................................................... Correia transportadora ........................................................................................ Bomba ................................................................................................................. Ponterolante ......................................................................................................... Regulação de torque, feedback de velocidade ................................................... Controladores VLT 5000 ..................................................................................... PID para controle de processo ............................................................................ PID para regulação de velocidade ...................................................................... PI para regulação de torque ................................................................................ ................................................................................... Isolamento galvânico (PELV) .............................................................................. Condiçőes de operação extremas ...................................................................... Tensão de pico no motor ..................................................................................... Chaveamento na entrada .................................................................................... Redução .............................................................................................................. Proteção térmica do motor .................................................................................. Vibração e choque .............................................................................................. Umidade do ar ..................................................................................................... Ambientes agressivos ......................................................................................... Eficiência ............................................................................................................. Etiqueta CE ......................................................................................................... Níveis de compatibilidade requeridos ................................................................. Imunidade a EMC ............................................................................................... 109 109 110 111 112 113 115 116 117 118 118 119 120 121 122 125 125 125 126 127 130 134 134

Exemplos de ligação

Condiçőes especiais

Definiçőes

......................................................................................................... 137 .......................................................................... 140

Programação de fábrica Índice

.................................................................................................................. 149

2

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

VLT® da Série 5000
■ Software version

VLT da Série 5000
Guia de Projeto
Software versão: 3.7x

175ZA456.18
3

Este Guia de Projeto pode ser usado para todos os conversores de freqüência da Série VLT 5000 com os softwares de versões 3.7x. O número de versão do software pode ser visto no parâmetro 624. O rótulo CE e C-tick não abrange as unidades VLT 5001-5062, de 525-600 V.

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

Introduction

A ligação à terra de proteção do equipamento na alimentação do motor cessar. É importante obedecer as recomendaçőes relativas 5. digitais. Um motor que parou pode partir se ocorrerem do conversor de freqüência não desliga o falhas na eletrônica do conversor de freqüência. deve estar instalada. programe o parâmetro 128 com o um todo.28 . Falta de cuidados. ferimentos ou uma parada local. 4 MG. Durante a programação de parâmetros.VLT é uma marca registrada da Danfoss .51. As correntes de fuga à terra são acima de 3. Não remova as ligaçőes do motor e de alimentação elétrica enquanto o conversor de freqüência estiver ligado à rede elétrica. seguida os dados podem ser modificados. 4. ao uso em rede elétrica isolada. O botão [Stop/Reset] no painel de controle 3. equipamento da rede elétrica e portanto não deve se ocorrer uma sobrecarga temporária. O motor pode ser parado mediante os comandos incorreta do motor ou do conversor de freqüência digitais. O conversor de freqüência deve ser desligado da de parada não serão suficientes. pode resultar em danos. 7. A proteção contra a sobrecarga do motor não está à instalação em redes elétricas IT. ou não-utilizaçao de valor ETR Trip ou com o valor ETR Warning. L2 e L3. de freqüência estiver ligado à rede.16 redes elétricas IT. 2. 6. Se desejar é exigida proteção suficiente da instalação como esta função. o Verifique se a rede elétrica foi desligada e se motor pode partir. a tecla de parada passou o tempo necessário antes de remover [STOP/RESET] deve sempre estar ativada e em as ligaçőes do motor e da rede.VLT® da Série 5000 As tensőes do conversor de freqüência são perigosas sempre que o equipamento ■ Advertência contra partidas indesejadas estiver ligado à rede elétrica. os comandos via serial. Observe que o conversor de freqüência tem mais entradas de tensão do que L1. dispositivos de monitoramento apropriados para Observação: A função é iniciada com 1. rede elétrica quando reparos forem realizados. as referências pode causar danos ao equipamento.5 mA. os comandos via serial.B7. em conformidade com a NEC. bem como O motor pode ser parado mediante os comandos as normas nacionais e locais devem ser obedecidas. o operador deve estar protegido contra a tensão de alimentação e o ■ Uso em rede elétrica isolada motor deve estar protegido contra sobrecarga Consulte a seção Interruptor de RFI com relação conforme as normas nacionais e locais aplicáveis. vezes a corrente nominal do motor e com a freqüência nominal do motor. 2. enquanto o conversor graves à pessoas ou morte. A instalação 1. quando uma falha na rede de alimentação ou 3. depois da instalação da divisão de carga (ligação do circuito intermediário de CC) e de 24 V CC externo. ou ser utilizado como interruptor de segurança. as instruçőes do Guia de Projeto. Verifique se todas as entradas de tensão foram desconectadas e se foi aguardado o tempo necessário antes de iniciar o trabalho de reparo. Para o mercado Norte Americano: As funçőes ETR oferecem proteção da classe 20 contra sobrecarga do motor. Portanto. enquanto o conversor de ■ Normas de segurança freqüência estiver ligado à rede. Verifique se a alimentação da rede foi desligada antes de remover as ligaçőes do motor e da rede. estas funçőes 1. uma vez que incluída na programação de fábrica. as referências ou uma parada local. Portanto.

20 5 Advertência: Tocar as partes elétricas pode ser mortal . Certifique-se também de que as outras entradas de tensão. 525-600 V : aguarde pelo menos 30 minutos Utilizando VLT 5042 . tenham sido desconectadas. 200-240 V : aguarde pelo menos 4 minutos Utilizando VLT 5008-5052.VLT é uma marca registrada da Danfoss Introduction .VLT® da Série 5000 175ZA439.5352. 200-240 V : aguarde pelo menos 15 minutos Utilizando VLT 5001-5006.28 . divisão de carga (ligação dos circuitos CC intermediários). 525-600 V : aguarde pelo menos 4 minutos Utilizando VLT 5006-5022. bem como a conexão do motor para cinetic back-up. 380-500 V : aguarde pelo menos 40 minutos Utilizando VLT 5001-5005. 380-500 V : aguarde pelo menos 15 minutos Utilizando VLT 5072-5302. 380-500 V : aguarde pelo menos 4 minutos Utilizando VLT 5008-5062. 380-500 V : aguarde pelo menos 20 minutos Utilizando VLT 5352-5552. 525-690 V: aguarede pelo menos 20 minutos MG. Utilizando VLT 5001-5006. 525-600 V : aguarde pelo menos 15 minutos Utilizando VLT 5027 -5062. como a fonte externa de 24 V CC.B7.51.mesmo depois de desligar a rede elétrica.

Guia de design: As Instruçőes operacionais incluem uma instrução de Configuração rápida e acompanham a unidade.VLT é uma marca registrada da Danfoss . gama de produtos. bem como uma boa visão sobre a tecnologia.51.B7. Instruçőes operacionais: Fornece instruçőes para uma instalação ideal.VLT® da Série 5000 ■ Introdução Este guia de projeto foi realizado como um instrumento para ser utilizado no projeto de uma instalação ou de um sistema que inclui um VLT da Série 5000. colocação em funcionamento e assistência técnica.28 . Ao ler este Guia de design. dados técnicos etc. Os símbolos usados são os seguintes: Indica uma advertência geral NOTA!: Indica algo que deve ser observado pelo leitor Indica uma advertência de alta voltagem 6 MG. Fornece todas as informaçőes para finalidade de projeto. encontrará vários símbolos que requerem uma atenção especial. Publicaçőes técnicas específicas sobre o VLT da Série 5000: Instruçőes operacionais e Guia de design.

................................................90.......... Incorporação de um Profibus do VLT 5000 em um sistema Simatic S5 ..................................................................02 Instruçőes para o VLT 5000: Divisão de carga ...... Manual do LonWorks do VLT 5000 ............ MG..................................................VLT é uma marca registrada da Danfoss 7 Introduction .............YY Conversor para entradas do encoder (5 V TTL para 24 V CC) (apenas em combinação de Inglês/Alemão) ... MN.........................................................................KX.....50.....YY Manual do controlador de posicionamento do VLT 5000 .................................YY MG............IX..................................EX..........JX....................................50.... MG.......................................DX.. MI.conversores de freqüências VLT® ..02 Opção da função de oscilação .............................................AX.......YY Comunicação com o VLT 5000: Manual do Profibus do VLT 5000 ...................02 Filtragem de correntes harmônicas ..........50..............................................................90.....................02 MG....... MI................................................02 Contactores CI-TITM ....MX..................................02 Literatura variada do VLT 5000: Guia de Design ............. Incorporação de um Profibus do VLT 5000 em um sistema Simatic S7 ..............GX..................................................... MG......................................... Fornecidos junto com a unidade: Instruçőes operacionais .............................................................................. MI.............B7................... MI...............................02 Conversores de freqüências VLT® e painéis de operador UniOP ......YY Manual do controlador de sincronização do VLT 5000 .............AX..28 ......................... Manual do DeviceNet do VLT 5000 ....50.................. MI.................................50.....................51 Placa Traseira para a Série VLT 5000 ......... MN.......... Lembre-se que podem ocorrer variaçőes de um país para outro..90....................10.................... MI................................................................. MN..............SX..NX...............................................................90.....02 Escolha de pré-fusíveis . MN..........................................56............................... MG..........FX...............50......MX...51...................................90..................................................................................YY MG.........................50................................................ MI.........02 VLT sobre rede elétrica IT ......EX.OX.VLT® da Série 5000 ■ Literatura disponível Veja abaixo uma lista da literatura disponível para o VLT 5000.......................YY MG... Manual do Modbus do VLT 5000 ......50....PX..........................90..........BX...OX.............51...............................YY Guia de Instalação de Alta Potência ......................................................YY MC.........................................10...YY Resistores de freio para aplicaçőes horizontais (VLT 5001 ..........XX...................................................90................................................................02 MN.................FX........ Guindastes e a série VLT 5000 ...................RX... MN..........10..........................10.....CX......... MN................HX....YY X = número da versão YY = versão do idioma MG...................................ZX..............................................YY MG......................................CX..............02 Tratamento de ambientes agressivos .....YY Módulos de filtro LC ..................50........JX.....50........... MN.......HX..90.......................KX.......YY Opção de rotação do anel .....................................................................50...............02 MC...........................................5011) (apenas para Inglês e Alemão) MI................51.......... Manual do Interbus do VLT 5000 ....NX............................50........................... MN.. MG................................02 MG........................................ Opçőes de aplicação para o VLT 5000: Manual do opcional SyncPos do VLT 5000 ....................... Diversos (somente em inglês): Proteção contra riscos elétricos ..............50........................................................................................02 Opção de controle de Tensão e Bobinadeira .......................................................10..................................50......IX............................02 Resistores de Freio do VLT 5000 ...

fiação. fusíveis e contactores). Inversor Converte a tensão CC em tensão CA variável com uma freqüência variável. Se a carga do motor for alterada. esta tensão CC é convertida em corrente CA com amplitude e freqüência variáveis. 50 / 60 Hz. Torque total assim como controle de velocidade extremamente preciso. do Danfoss VLT série 3000. Em seguida. 2. Bobinas de circuito intermediário Estabiliza a corrente do circuito intermediário e limita a carga sobre a rede elétrica e componentes (transformador de rede elétrica. O desenvolvimento do princípio do VVCplus é o resultado da necessidade de manter uma regulagem 8 vantajosa. bem como a sua velocidade. Placa de controle É onde se localiza o computador que controla o inversor que gera o padrão de pulsos mediante o qual a tensão CC é convertida em tensão CA variável com freqüência variável.28 . 50 / 60 Hz. 50 / 60 Hz. que é um outro conhecido desenvolvimento do Voltage Vector Control (VVC). 3. Capacitor do circuito intermediário Estabiliza a tensão do circuito intermediário. Como conseqüência.5-132/0. Circuito intermediário Tensão CC = 1.B7.51.35 x tensão de rede elétrica [V]. sem sensores. 3 x 525 . Tensão do motor Tensão CA variável. a corrente do motor é medida continuamente e a demanda real de tensão e escorregamento do motor são calculados de um modelo de motor. A freqüência e a tensão do motor são ajustadas para garantir a operação otimizada do motor em condiçőes variadas. Deste modo. a magnetização do motor também é alterada. que seja adaptada às diferentes características do motor sem precisar reduzir sua capacidade nominal. O VVCplus controla um motor de indução alimentando-o com uma freqüência variável e uma tensão compatíveis com ele.VLT é uma marca registrada da Danfoss . 50 / 60 Hz. 7. 5. A corrente é dividida em partes magnetizadoras e geradoras de torque e permite uma estimativa muito maior e mais rápida das cargas reais do motor. VVCplusprincípio de controle O conversor de freqüência contém um sistema inversor de controles chamado VVCplus. 1. trifásicos.690 V CA. podem ser utilizados motores síncronos e/ou motores em paralelo de imã permanente. ou seja. 6. Tensão de rede elétrica 3 x 200 .5-1000 Hz.VLT® da Série 5000 ■ Princípio de controle Um conversor de freqüência retifica a corrente alternada (CA) da rede de alimentação em corrente contínua (CC). Freqüência variável: 0. 4. No "modo motor especial". Primeiramente e mais importante.600 V CA. Retificador Uma ponte retificadora trifásica que converte corrente CA em corrente CC. 3 x 380 . 0-100% da tensão da rede elétrica. que permite o controle amplo da velocidade variável de motores CA padrão. a medição da corrente e o modelo do motor foram melhorados. podem agora ser obtidos mesmo em baixas velocidades ou até mesmo parado. MG. são fornecidas ao motor tensão e freqüência variáveis.240 V CA.500 V CA. 3 X 525 . Agora é possível compensar mudanças rápidas de carga. 8.

Isto garante um bom fator de potência (corrente de pico mais baixo). Como padrão.Agora. Esses componentes completos (filtro RFI. o VVCplus ajuda a garantir um controle extremamente preciso do motor. controle preciso de velocidade. como ao ativar a correção do fator de potência ou quando os fusíveis queimam. todos os terminais de controle assim como os terminais 1-5 (relés AUX) são alimentados por ou ligados a circuitos que satisfazem os requisitos PELV relativos ao potencial da rede elétrica. bobinas DC. MG. grampos de tela e porta de comunicação serial) são economizadores de espaço que simplificam a instalação. mesmo a baixa velocidade. Isso evita sobrecarga no inversor e nos capacitores do circuito intermediário. é fácil programar as funçőes desejadas por meio do painel de controle no conversor de freqüência ou na interface de usuário do RS 485. que reduz a carga na instalação. . Para o usuário. por exemplo. A monitoração eficiente das três fases da rede elétrica garante que a unidade pare no caso de queda de fase. Proteção VLT avançada A medição de corrente em todas as três fases do motor fornece uma proteção perfeita do conversor de freqüência contra falhas de aterramento e de curto-circuito na ligação do motor. Se ocorrer uma situação de sobrecarga térmica. Diferentemente da proteção bimetálica tradicional.28 .B7. o que reduziria drasticamente a vida útil do conversor de freqüência. o conversor de freqüência vem com vários componentes completos que normalmente seriam adquiridos separadamente. Proteção contra interferência da rede elétrica O conversor de freqüência é protegido contra os fenômenos transitórios que ocorrem na rede de alimentação elétrica. uma vez que o conversor de freqüência satisfaz a maior parte dos requisitos sem componentes suplementares. por meio de um contator.VLT é uma marca registrada da Danfoss 9 Technology A monitoração constante de todas as três fases do motor permite ligar a saída do motor. na freqüência e no tempo. o conversor de freqüência possui proteção térmica integral.Boa compensação para cargas escalonadas . Após a adaptação automática do motor. Isolamento galvânico confiável No conversor de freqüência.VLT® da Série 5000 São garantidas boas propriedades de controle de torque.Controle de torque. Vantagens do sistema de controle VVCplus: . Proteção avançada do motor O conversor de freqüência possui proteção integrada eletrônica e térmica do motor.51. a proteção eletrônica leva em consideração a redução de resfriamento a baixas freqüências resultante da velocidade reduzida dos ventiladores (motores com ventilação interna). esta função desligará o inversor.Grande tolerância à variação dos dados do motor .Resposta rápida de torque total do eixo do motor ao sinal recebido . O conversor de freqüência calcula a temperatura do motor com base na corrente. Como padrão. . Interferência de menor importância na rede elétrica Como por padrão o conversor de freqüência possui bobinas de circuito intermediário. .Transição controlada da operação normal para a operação em limite de corrente (e vice versa) . compreendendo ambos os controles do componente gerador de torque e do componente magnetizador da corrente: . Entradas de controle e saídas de sinal programáveis em quatro Configuraçőes O conversor de freqüência usa uma técnica digital que torna possível programar as diferentes entradas de controle e saídas de sinal e selecionar quatro Configuraçőes diferentes definidas pelo usuário para todos os parâmetros. transiçőes suaves de operação no limite de corrente e alta proteção de torque máximo. também no caso de enfraquecimento do campo magnético. A tensão nominal do motor e o torque total podem ser mantidos com valores de até 10% abaixo da tensão da rede elétrica. A proteção térmica do motor é comparável a um termistor de motor normal.Torque de retenção total (loop fechado). ocorre somente uma pequena quantidade de interferência harmônica da rede elétrica.Proteção segura de torque máximo em todas as faixas de velocidades.

51.VLT® da Série 5000 Para obter proteção máxima contra superaquecimento do motor se o motor for coberto ou bloqueado.28 .B7. consulte o parâmetro 128 das Instruçőes de operação. um termistor pode ser integrado e conectado à entrada do termistor do conversor de freqüência (terminais 53/54). ou no caso de falha do ventilador. 10 MG.VLT é uma marca registrada da Danfoss .

28 .51. VLT 5001-5062 525-600 V MG.VLT® da Série 5000 ■ Diagrama para VLT 5001-5027 200-240 V.VLT é uma marca registrada da Danfoss 11 Technology . VLT 5001-5102 380-500V.B7.

VLT® da Série 5000 ■ Diagrama Principal do VLT 5122-5552 380-500 V e VLT 5042-5352 525-690 V Observação: A chave de RFI fica sem função nos drives 525-690 V.VLT é uma marca registrada da Danfoss .51.B7. 12 MG.28 .

MG. A corrente de saída nominal I VLT. abaixo. É também onde se escolhe entre uma característica de torque constante (CT) alto/normal ou uma característica de torque VT alto/normal. Se for escolhida uma característica de torque normal. 200-240 Volts e VLT 5001-5011. número este que consta da plaqueta de identificação da unidade. um motor de maior tamanho permite um desempenho de torque de até 110%. durante até 1 minuto.B7.. O conversor de freqüência é fornecido para quatro faixas de tensão de rede elétrica: 200-240 V. você terá uma visão geral das variantes possíveis que podem ser colocadas juntas: Acompanhe a descrição da designação. tanto no CT quanto no VT. com carga máxima na unidade. Se for escolhida uma característica de torque alto. sem que haja uma redução.28 . A vantagem de escolher uma característica de torque normal para um motor de tamanho maior é que o conversor de freqüência produzirá constantemente um torque de 100%. Esta função é usada principalmente em bombas e ventiladores.VLT® da Série 5000 ■ Como selecionar o conversor de freqüência Um conversor de freqüência deve ser selecionado com base na corrente do motor. é atribuído um número ao conversor de freqüência. uma vez que essas aplicaçőes não requerem um torque de sobrecarga. 525-600 V e 525-690 V. é feita no parâmetro 101. em conseqüência de um motor maior. 380-500 Volts. tanto no CT quanto no VT. ■ Modo de torque de sobrecarga normal/alto Esta função habilita o conversor de freqüência a aplicar um torque de 100% constante. durante 1 minuto.5 kW em 160% torque (Posição 1-7: VLT 5008) Cartão de controle de processos (Posição 8: P) Tensão de alimentação de 380-500 V. O número pode ter a seguinte aparência: VLT5008PT5B20EBR3DLF10A10C0 Isto significa que o conversor de freqüência está com a seguinte configuração: • • • • • • • • • Unidade de 5. Com base na sua encomenda.VLT é uma marca registrada da Danfoss 13 How to select your frequency converter .N deve ser igual ou maior que a corrente de motor necessária. em situação de sobrecarga. trifásica (Posição 9-10: T5) Gabinete IP20 Tipo Estante de Livros (Posição 11-13: B20) Versão de hardware estendido com freio (Posição 14-15: EB) Filtro de RFI embutido (Posição 16-17: R3) Fornecida com display (Posição 18-19: DL) Opcional de Profibus embutido (Posição 20-22: F10) Controlador SyncPos programável embutido (Posição 23-25: A10) • Placas de circuito impresso sem revestimento protetor (Posição 26-27: C0) Variantes e opcionais possíveis A seguir. NOTA!: Esta função não pode ser selecionada para os VLT 5001-5006. 380-500 V.51. ■ Digite a seqüência de números do código para pedido A série de conversores de freqüência VLT 5000 é oferecida em uma grande faixa de variantes. A escolha entre uma característica de torque normal e de torque alto. ao utilizar um motor de tamanho maior. um motor usando o conversor de freqüência atinge um torque de até 160%.

com desconexão e fusíveis Standard com fonte de alimentação de 24 V Standard com fonte de alimentação de 24 V. freio. fusível e desconexão Standard com fonte de alimentação de 24 V e fusível Sem filtro Filtro classe A1 Filtro classe A1 e B 14 MG.5 22 30 37 160% 9-10 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 x x x DE DX PS PB PD PF R0 R1 R3 11-13 11-13 x x x x x x 11-13 x x x x x x x x x x x x x x 11-13 11-13 x x x x x x x x x x x x x x 14-15 x x x x x x x x x x x x x x 14-15 x x x x x x x x x x x x x x 14-15 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x 16-17 16-17 16-17 x x x x x Tipo C00 B20 Gabinete C20 CN1 C54 Variante de HW ST SB EB R0 Filtro de RFI R1 R3 Compact IP00 IP20 Tipo Estante de Livros IP20 Compacto Nema1 Compacto IP54 Compacto Standard Standard com freio Estendido com freio Estendido sem freio Estendido com freio.VLT é uma marca registrada da Danfoss .5 11 15 18. desconexão e fusíveis Estendido sem freio.5 2. fusível e desconexão Standard com fonte de alimentação de 24 V.51.1 1.5 7.5 22 30 37 45 C00 B20 C20 CN1 C54 ST SB EB EX 5.VLT® da Série 5000 Unidades VLT 5001-5052.5 11 15 18.28 .75 1.7 7. 200-240 V Designação do código do tipo: T2 Potência (kW) Torque 110% 0.B7.2 3 3.

fusível e desconexão Standard com fonte de alimentação de 24 V e fusível Sem filtro Filtro classe A1 Filtro classe A1 e B Filtro LC para instalaçőes marítimas 0. freio.51. 380-500 V Designação do código do tipo: T5 Gabinete C20 CN1 C54 R0 16-17 16-17 16-17 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x 14-15 14-15 14-15 14-15 14-15 14-15 14-15 ST SB EB EX PB PD PF R6 16-17 11-13 Variante de HW DE DX PS Filtro de RFI R1 R3 Tipo Potência (kW) Torque 110% 160% 11-13 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x C00 B20 11-13 MG.5 2.7 5.2 3 3.28 .75 1. com desconexão e fusíveis Standard com fonte de alimentação de 24 V Standard com fonte de alimentação de 24 V.5 11-13 x x x x x x x x 15 18.1 1.5 7. fusível e desconexão Standard com fonte de alimentação de 24 V.VLT é uma marca registrada da Danfoss 11-13 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x 14-15 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x 14-15 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x 14-15 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x DE DX PS PB PD PF R0 R1 R3 R6 Estendido com freio. desconexão e fusíveis Estendido sem freio.5 22 30 37 45 55 75 90 110 132 160 200 250 315 355 400 9-10 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 5062 5072 5102 5122 5152 5202 5252 5302 5352 5452 5502 5552 x x x x x x x x x VLT® da Série 5000 C00 B20 C20 CN1 C54 ST SB EB EX Compact IP00 IP20 Tipo Estante de Livros IP20 Compacto Nema1 Compacto IP54 Compacto Standard Standard com freio Estendido com freio Estendido sem freio 15 .Unidades VLT 5001-5552.5 22 30 37 45 55 75 90 110 132 160 200 250 315 355 400 450 11 15 18.B7.

5 7.2 3.gabinete IP20 Compacto • CN1 .5 15 18.1 1.28 .0 5.Hardware estendido (fonte de alimentação de 24 V externa.gabinete IP54 Compacto.gabinete IP20 Tipo Estante de Livros • C20 . 525-600 V Designação do código do tipo: T6 Potência (kW) Torque 110% 1. com tensão de alimentação de 500 V. • T2 .5 7. R1 não está disponível com as variantes DX.gabinete Nema1 Compacto.51.tensão de alimentação de 200-240 V trifásica • T5.75 1.1 1.VLT é uma marca registrada da Danfoss .B7. também satisfazendo às especificaçőes do IP20/21 • C54 .5 22 30 37 45 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 5062 11-13 11-13 x x x x x x x x x x x x x x x 11-13 14-15 x x x x x x x x x x x x x x x 14-15 x x x x x x x x x x x x x x x 16-17 x x x x x x x x x x x x x x x Tipo C00 Gabinete C20 CN1 Variante de HW ST EB Filtro de RFI R0 Unidades VLT 5042-5352. 525-690 V Designação do código do tipo: T7 Potência (kW) Tipo Gabinete Variaçőes de hardware Filtro de RFI Torque C00 CN1 C54 ST SB EB EX DE DX PS PB PD PF R0 R11 110% 160% 9-10 11-13 11-13 11-13 14-15 14-15 14-15 14-15 14-15 14-15 14-15 14-15 14-15 14-15 16-17 16-17 45 37 5042 X X X X X X X X X X X X X X X 55 45 5052 X X X X X X X X X X X X X X X 75 55 5062 X X X X X X X X X X X X X X X 90 75 5072 X X X X X X X X X X X X X X X 110 90 5102 X X X X X X X X X X X X X X X 132 110 5122 X X X X X X X X X X X X X X X 160 132 5152 X X X X X X X X X X X X X X X 200 160 5202 X X X X X X X X X X X X X X X 250 200 5252 X X X X X X X X X X X X X X X 315 250 5302 X X X X X X X X X X X X X X X 400 315 5352 X X X X X X X X X X X X X X X 1.tensão de alimentação de 525-690 V trifásica Variantes de gabinetes (posição 11-13) As unidades do Tipo Estante de Livros estão disponíveis para uso em cabines de controle .5 22 30 37 45 55 160% 9-10 0.5 7.0 4. correspondem a um motor com potência maior que 400 V consulte os dados técnicos individuais. para montagem em cabines de controle.5 2. As unidades Compactas foram desenhadas para montagem em paredes ou máquinas. para backup do cartão de controle e conexőes de distribuição da carga) e um circuito chopper adicional do freio MG.tensão de alimentação de 525-600 V trifásica • T7. Esteja ciente de que alguns drives.gabinete IP00 Compacto • B20 .0 5. também satisfazendo às demandas do NEMA12 Variaçőes de hardware (posiçőes 14-15) As variaçőes de hardware diferem.o desenho esguio acomoda muitas unidades em uma única cabine. dependendo da potência. Unidades com potências maiores 16 também estão disponíveis como unidades IP00. PF e PD Tensão (posição 9-10) Os drives estão disponíveis em três tensőes nominais.2 3. • C00 .tensão de alimentação de 380-500 V trifásica • T6.0 4.hardware padrão • SB . • ST .hardware padrão e circuito chopper adicional do freio • EB .VLT® da Série 5000 Unidades VLT 5001-5062.5 11 15 18.5 2.

Hardware estendido (fonte de alimentação de 24 V externa para backup da placa de controle e conexőes de distribuição de carga). 380-500 V e VLT 5042-5352.78 kbps • F42 .VLT é uma marca registrada da Danfoss 17 How to select your frequency converter Variantes de filtro de RFI (posição 16-17) As variantes diferentes do filtro de RFI oferecem a possibilidade de conformidade com a classe A1 e a classe B.B7.Nenhum desempenho de filtro é especificado R1 . circuito chopper do freio.VLT® da Série 5000 • EX .Hardware padrão com fonte de alimentação de 24 V externa para backup do cartão de controle PB .LonWorks .Em conformidade com as aprovaçőes marítimas (VLT 5122-5302.Topologia livre • F41 . fusíveis e desconexőes PD .Controlador SyncPos programável (incompatível com o Modbus Plus e LonWorks) • A11 . 380-480 V) • DL .Hardware padrão com fonte de alimentação de 24 V externa para backup do cartão de controle. disponível somente com placas revestidas C1 .LonWorks . desconexőes e fusíveis DX .Profibus DP V0/V1 12 Mbaud • F13 .Hardware padrão com fonte de alimentação de 24 V externa para backup do cartão de controle. desconexőes e fusíveis PS .Relés adicionais .Display fornecido com a unidade Opcional de Fieldbus (posição 20-22) Há uma ampla seleção de opcionais de fieldbus de alto desempenho disponível • F0 .4 relés para 250 VCA (incompatível com as opçőes de fieldbus) Revestimento protetor (posição 26-27) Para aumentar a proteção do drive contra ambientes poluídos.Placas sem revestimento protetor (VLT 5352-5552. para backup do cartão de controle e conexőes de distribuição da carga) DE .Em conformidade com o filtro classe A1 R3 .Nenhum opcional embutido • A10 . um circuito chopper adicional do freio. 525-690 V).51.Em conformidade com as classes A1 e B R6 .Controlador de posicionamento (incompatível com o Modbus Plus e LonWorks) • A31 .1.LonWorks .25 Mbps MG.Sem opcional de fieldbus embutido • F10 .DeviceNet • F40 .Modbus Plus • F30 . de acordo com a EN55011.Placas com revestimento protetor • • • • • • R0 . 380-500 V) A conformidade depende do comprimento do cabo Esteja ciente de que para algumas potências os filtros vêm sempre embutidos de fábrica. Display (posição 18-19) A unidade de controle (display e teclado) • D0 .28 .Controlador SyncPos programável (não é possível com o Modbus Plus e LonWorks) • A12 .Hardware padrão com fonte de alimentação de 24 V externa para backup do cartão de controle e fusíveis de rede elétrica embutidos • F50 . • .Profibus DP V0/FMS 12 Mbaud • F20 .Hardware estendido (fonte de alimentação de 24 V externa para backup do cartão de controle e conexőes de distribuição da carga).Interbus • • • • Opcionais de aplicação (posição 23-25) Há diferentes opcionais de aplicação disponíveis para melhorar a funcionalidade do conversor de freqüência • A00 .Sem display na unidade (que não é possível para os gabinetes IP54 e IP21 VLT 5352-5552. • C0 .Hardware estendido (fonte de alimentação de 24 V externa. é possível encomendar placas de circuito impresso revestidos. fusíveis de rede elétrica e opção de desconexão PF .

28 .B7.VLT® da Série 5000 ■ Formulário para pedidos Série VLT 5000 .VLT é uma marca registrada da Danfoss .Código de tipos 18 MG.51.

■ Seleção de módulos e acessórios A Danfoss oferece um grande número de módulos e acessórios para o VLT série 5000. o conversor de freqüência tem.AX.DX. requer um transformador maior ou componentes mais modernos) . conversores de freqüência) aumentará a corrente harmônica.56.Aumentos de carga no transformador (às vezes. consulte também as instruçőes MI.51.FX.VLT é uma marca registrada da Danfoss 19 How to select your frequency converter ■ Kits de montagem remota do LCP A opção de kit remoto torna possível mover o monitor para longe do conversor de freqüência.52 (IP 54). ■ Contactores A Danfoss também fabrica uma gama completa de contactores. 380-500 V VLT tipo 5001-5011. como padrão. A tampa superior encontra-se disponível para as seguintes unidades Compactas: VLT tipo 5001-5006.VLT® da Série 5000 ■ Tampa de terminal Com uma tampa de terminal. diminuindo para 40-45% ThiD. reduzido ao mínimo. Invólucro: IP 65. O ruído VLT tipo 5016-5062.Aumento no risco de distúrbio de equipamento eletrônico conectado à mesma grade Uma alta porcentagem na carga do retificador (por exemplo.Aumentos na perda de calor no transformador e na instalação . A tampa de terminal está disponível para as ■ Módulo de filtro LC seguintes unidades compactas: O filtro LC reduz o tempo de subida da tensão (dV/dt) VLT tipo 5008-5027.YY e MI. Vide também as instruçőes MI. O resistor de freio é usado para remover a energia. mas têm um impacto Invólucro: Frente do IP 65 nas seguintes condiçőes: Comprimento máximo ■ Resistências de freio Os resistores de freio são usados em aplicaçőes onde é necessária alta potência ou uma elevada carga de inércia tiver que ser interrompida.56.B7. bobinas CC incorporadas. ■ Tampa superior IP 4x A tampa superior IP 4x é um elemento opcional para o invólucro que está disponível para as unidades Compactas IP 20. isto significa que a unidade fica em conformidade com a IP 40 nas superfícies superior e horizontal.50.90. 200-240 V VLT tipo 5001-5011. com isso tornando VLT tipo 5016-5102.28 . tipo VLT 5008-5052. para o painel frontal de uma cabine integrada. 200-240 V e o ripple de corrente (∆I) no motor. A corrente total mais alta que deve ser definida pelas instalaçőes . portanto. do cabo entre o VLT e a unidade: Padrão de comunicação: 3m RS 422 Também é feito referência às instruçőes MI.51 (IP 20) e MI. que reduzem a corrente total em aproximadamente 40% (em relação a dispositivos sem disposição de supressão harmônica).SX.51. é possível montar-se remotamente uma unidade IP 20. . demandas de cabos maiores. interruptores e fusíveis Distorção de tensão mais alta devido à corrente mais alta . que deve ser reduzida para evitar as conseqüências mencionadas anteriormente. 380-500 V a corrente e a tensão quase senoidais. Dessa forma. Se for utilizada uma tampa IP 4x. Na prática. por exemplo. 525-600 V acústico do motor é. ■ Filtro de harmônicas As correntes harmônicas não afetam diretamente Dados técnicos o consumo de energia.GX. Disponível como opção para as unidades IP 00 e IP 20. a unidade IP 20 é atualizada para ficar em conformidade com o invólucro IP 4x na parte superior.Em alguns casos.56. 525-600 V MG. ■ Unidade de controle LCP Unidade de controle com display e teclado para programação de conversores de freqüência VLT.YY.

Isto eliminará a necessidade de uma rede extra para comunicação.YY. com diferentes medidas adicionais de redução de harmônicas. usando o número de código 130B1000.80. Número para colocação de pedido: Encomende o CD que contém a ferramenta de PC MCT 31. usando o número de código 130B1031. o Software MCT 10 Set-up da Ferramenta de Controle de Movimento do VLT. ■ Ferramentas de Software de PC Software para PC . Tanto a distorção de harmônicas dos conversores de freqüências da Danfoss quanto a dos conversores similares. consulte a instrução MG. • Atribuição de conversores de freqüências on line • Gravação de configuraçőes de todos os conversores de freqüências • Substituição de um drive em uma rede • Expansão de uma rede existente • Drives desenvolvidos futuramente serão suportados Suporte de Software MCT 10 para o Profibus DP-V1. Disponibilizamos uma ferramenta de PC para comunicação entre o PC e o conversor de freqüências. MCT 31 A ferramenta de PC para cálculo de harmônicas do MCT 31 permite estimar facilmente a distorção de harmônicas em uma determinada aplicação.28 . AHF05 e AHF10.B7. como por exemplo os filtros AHF da Danfoss e os retificadores de pulso 12-18 podem ser calculadas. que contém o software de instalação do MCT 10. precisa-se de mais supressão (por exemplo. através de rede Profibus.VLT é uma marca registrada da Danfoss 20 .51. Número para colocação de pedido: Coloque o pedido do CD. Software MCT 10 Set-up O MCT 10 foi desenvolvido como uma ferramenta fácil de se usar para definir os parâmetros nos conversores de freqüências. Para obter mais detalhes. inclusive diagramas SyncPos Criando o programa SyncPos MG. Isto torna possível ler/gravar parâmetros on line. a Danfoss pode oferecer dois filtros harmônicos avançados. O Software MCT 10 Set-up sera útil para: • Planejamento de uma rede de comunicaçőes off-line. diminuindo a corrente harmônica para 5% e 10%. Os Módulos do Software MCT 10 Set-up Os seguintes módulos estão incluídos no pacote de software: Software MCT 10 Set-up Programação dos parâmetros Copiar de e para os conversores de freqüências Documentação e impressão das programaçőes de parâmetros. respectivamente. em um conversor de frequências.VLT® da Série 5000 Em alguns casos. O MCT 10 contém um banco de dados de conversores de freqüências completo.MCT 10 Todos os drives estão equipados com uma porta de comunicação serial. Para esta finalidade.BX. por meio de uma Conexão Master classe 2. componentes mais modernos com conversores de freqüência).

7 1.0 5. Unidades 200 .1 1.083 0.5 2.6 174.042 Pedido número 175U0015 175U0017 175U0021 175U0024 175U0025 175U0026 175U0028 175U0029 175U0030 175U0031 175U0032 175U0034 175U0036 175U0047 175U1009 175U0070 175U0071 Consulte também a instrução MI.0 32.5 7.0 37.5 11 15 18.5 Entrada corrente [A] 3.5 7.0 88.934 1.5 44.4 4.123 0.387 1.0 89.0 60.7 1.1 Tensão queda [%] 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Indutividade [mH] 3.808 0.083 Pedido número 175U0021 175U0024 175U0025 175U0026 175U0028 175U0029 175U0030 175U0032 175U0034 175U0036 175U0047 Unidades 380 -500 V VLT tipo 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 5062 5072 5102 Nominal potência no CT [kW] 0.387 1.7 1.7 1.827 1.0 15.603 0.7 1.YY para obter mais informaçőes.VLT® da Série 5000 ■ Reatores de linha para aplicaçőes de divisão de carga Os reatores de linha são usados quando conectar conversores de freqüência unidos em uma aplicação de divisão de carga.0 61.B7.196 0.5 11.7 1.7 1.167 0.8 7.2 15.167 0.603 0.7 Indutividade [mH] 1.VLT é uma marca registrada da Danfoss 21 Product range .2 3 4 5.0 Tensão queda [%] 1.5 22 30 37 45 55 75 Entrada corrente [A] 2.0 46.7 1.0 73.230 0.50.50 2.75 1.050 0.490 0.0 144.230 0.5 11.7 1.NX.934 1.3 2.070 0.0 104.1 12.5 14.3 7.102 0.10 1.7 1. MG.050 0.123 0.1 9.808 0.490 0.28 .20 3.051 0.0 18.75 1.240 V VLT tipo 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 Nominal potência no CT [kW] 0.51.8 5.0 4.0 72.102 0.196 2.5 32.0 9.6 3.

51.VLT® da Série 5000 ■ Acessórios para o VLT da Série 5000 Tampa inferior do IP 20 Aplicação opcional Memoría opcional 22 MG.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss .28 .

SB Conversor do encoder / 5 V TTL Linedriver / 24 V CC N°. 200-240 V IP 4x tampa superior/NEMA 1 kit1) Opção. VLT 5001-5011. para unidades IP 00/20 Kit de montagem remota para Painel de controle local. do Pedido 176F1824 1) ■ Números de pedido. O kit também contém uma chapa de ligação (UL). 380-500 V e 525-600 V Tampa terminal do IP 20 Opção. VLT 5202-5352. 380-500 V Opcional.VLT é uma marca registrada da Danfoss 23 Product range A tampa superior IP 4xNEMA aplica-se apenas às unidades Compact IP 20 e destina-se unicamente a superfícies horizontais compatíveis com IP 4x. 3) Para detalhes: Consulte o Guia de Instalação de Alta Potência. 200 . 380-500 V e 525-600 V Placa de ligação NEMA 122) Opção. SB Kit do Adaptador de Terminal VLT 5032-5052. VLT 5042-5152. 2) A placa de ligação NEMA 12 (UL) aplica-se somente às unidades IP 54 compactas. 380-500 V Tampa terminal do IP 20 Opção. 200-240 V Tampa terminal do IP 20 Opção. MI. VLT 5001-5006.51. 380-500 V Tampa inferior do IP 20 VLT 5032-5052. ST Kit do Adaptador de Terminal VLT 5032-5052.240 V IP 00/Nema 1(IP 20). VLT5122-5152.B7.JX. 200 . VLT 5016-5032. 200 .240 V IP 54. 200 . 525-690 V Kit de instalação para o gabinete com 2000 mm de altura.240 V Kit do Adaptador de Terminal VLT 5032-5052. VLT 5001-5006.240 V IP 54. 525-690 V Kit de proteção: : VLT 5122-5302. VLT5122-5302. para unidades IP 54 Cabo separado Nº de pedido 175Z0401 175Z0850 inclui cabo de 3 m 175Z7802 inclui cabo de 3 m 175Z0929 cabo de 3 m MG. . 380-500 V. 200 .28 . VLT5352-5552. 380-500 V. VLT 5202-5352. VLT 5042-5352.VLT® da Série 5000 ■ Números para pedidos. VLT 5001-5011. para pedido 175Z0928 175Z0928 175H4195 175H4195 175Z4622 175Z4623 175Z4622 175Z4623 175Z4280 176F1800 176F1805 176F1806 176F1807 176F1808 176F1809 175Z1929 Kits de Instalação da Rittal Tipo Gabinete Rittal TS8 para o IP003) Gabinete Rittal TS8 para o IP003) Gabinete Rittal TS8 para o IP003) Gabinete Rittal TS8 para o IP003) Gabinete Rittal TS8 para o IP003) Suporte para os gabinetes IP21 e IP54 3) Kit de blindagem de rede elétrica Descrição Kit de instalação para o gabinete com 1800 mm de altura.240 V IP 00/Nema 1(IP 20). ST Kit do Adaptador de Terminal VLT 5032-5052. 200-240 V Tampa terminal do IP 20 Opção. 380-500 V 176F1851 176F1827 176F0799 176F1850 176F1825 176F1823 176F1826 N º. 380-500 V e 525-600 V Tampa terminal do IP 20 Opção. 525-690 V Kit de instalação para o gabinete com 2000 mm de altura. 525-690 V Kit de instalação para o gabinete com 2000 mm de altura. 380-500 V. 380-500 V VLT 5042-5352. 200-240 V Placa de ligação NEMA 122) Opção. 380-500 V. VLT 5072-5102.90. opçőes do cartão de controle etc. 525-690 V Kit de instalação para o gabinete com 1800 mm de altura.YY. EB Kit do Adaptador de Terminal VLT 5032-5052. 525-690 V Kit de proteção: : VLT 5352-5552. VLT5202-5302. 380-500 V.240 V IP 00/Nema 1(IP 20). somente para unidades IP 20 Kit de montagem remota para Painel de controle local. hardware diversos: Tipo Descrição IP 4x tampa superior/NEMA 1 kit1) Opção. VLT 5042-5062. VLT 5008-5016. VLT 5042-5152. VLT5202-5302. 200 . VLT 5022-5027. VLT5122-5152.: Painel de controle local: Tipo Opção de Painel de controle local IP 65 Kit de montagem remota do Painel de controle local/IP00/IP20/NEMA 1 Kit de montagem remota do Painel de controle local IP 54 Cabo para Painel de controle local Descrição Painel de controle local separado.

A placa de ligação NEMA 12 (UL) é somente para unidades IP 54 compactas. VLT 5001-5102. 1. 200-240 380-500 525-600 200-240 V V V V Não revestido Nº de pedido 175Z0404 175Z0402 175Z3722 Revestido Nº de pedido 175Z2625 175Z3723 a superfícies horizontais compatíveis com IP 4x.VLT® da Série 5000 Painel de controle local: Unidade de controle com display e teclado. Nº de pedido 175Z3568 176F1822 LonWorks: Opção LonWorks. 78 KBPS Opção LonWorks.25 MBPS Opção LonWorks. VLT 5032-5052. Descrição VLT 5001-5027. Free topology Opção LonWorks. 1. 78 KBPS Opção LonWorks.51. 2.28 .VLT é uma marca registrada da Danfoss . VLT 5001-5062. A tampa superior IP 4xNEMA 1 é somente para unidades Compact IP 20 e destina-se unicamente Opçoes de barramento de campo e acessórios: Profibus: Tipo Profibus opção DP V0/V1 Profibus opção DP V0/V1 Profibus opção DP V0/FMS Tipo Conector Profibus Sub D9 para IP 20 / IP 00 Descrição Opção de memória inclusa exclusive opção de memória Opção de memória incl. O kit também contém uma placa de ligação (UL). Fornecido exclusivamente com Painel de controle local.B7. Free topology Opção LonWorks. 1.25 MBPS DeviceNet: Opção de memória inclusa exclusive opção de memória Opção de memória inclusa exclusive opção de memória Opção de memória inclusa exclusive opção de memória 176F1500 176F1512 176F1501 176F1513 176F1502 176F1514 176F1503 176F1504 176F1505 Opção DeviceNet Opção DeviceNet Modbus: Opção de memória inclusa exclusive opção de memória 176F1580 176F1584 176F1581 Modbus Plus para unidades Compact Modbus Plus para unidades Compact Modbus Plus para unidades Bookstyle Modbus Plus para unidades Bookstyle Modbus RTU Interbus: Opção de memória inclusa Exclusive opção de memória Opção de memória inclusa Exclusive opção de memória Não-montado na fábrica 176F1551 176F1559 176F1550 176F1558 175Z3362 176F1553 176F1552 Interbus Interbus Opção de memória inclusa Exclusive opção de memória 175Z3122 175Z2900 175Z3191 24 MG.

consulte as informaçőes para pedidos. Se as opçőes de Fieldbus tiverem que ser utilizadas sem a opção de aplicação. Para obter informaçőes sobre barramento de campo e compatibilidade da opção de aplicativo com versőes anteriores de software.40 Não-montado na fábrica.41 175Z0833 175Z3053 175Z3055 175Z2500 175Z3245 175Z3463 175Z3467 175Z3029 175Z3056 175Z3057 175Z2901 As opçőes podem ser adquiridas como opçőes incorporadas na fábrica. uma versão com a opção de memória deverá ser solicitada.28 . entre em contato com o fornecedor Danfoss.51.VLT é uma marca registrada da Danfoss 25 Product range .VLT® da Série 5000 Opçőes de aplicativo: Controlador programável SyncPos Controlador sincronizador Controlador de posicionamento Opção de cartão de relê Opção Winder Opção de rotação do anel Opção Wobble Opção de aplicativo Opção de aplicativo Opção de aplicativo Opção de aplicativo Não-montado na fábrica. SW versão 3. SW versão 3. MG. SW versão 3.41 Não-montado na fábrica.B7.

2 A 25 A 32 A 46 A 61 A 73 A 88 A 115 A 143 A 32 A 46 A 61 A 73 A 88 A 115 A 143 A 170 A 160% 160% 160% 160% 160% 160% 150 % 150 % 150 % 110% 110% 110% 110% 110% 110 % 110 % 110 % 120 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 90 W 110 W 170 W 250 W 320 W 85 W 90 W 110 W 170 W 250 W 175Z0832 175Z4600 175Z4601 175Z4602 175Z4603 175Z4604 175Z4700 175Z4702 175Z4702 175Z4601 175Z4602 175Z4603 175Z4604 175Z4605 175Z4702 175Z4702 175Z4703 15. módulos de filtro LC Alimentação de rede elétrica 3 x 200 .VLT é uma marca registrada da Danfoss . à freqüência de chaveamento do conversor de freqüência. ■ Números para pedido. Para o VLT da Série 5000.VLT® da Série 5000 ■ Filtros LC para VLT da Série 5000 Quando um motor é controlado por um conversor de freqüência. dessa forma. a tensão máxima de carga UPEAK e o ripple de corrente ∆I no motor. o ruído acústico do motor é reduzido ao mínimo. o ruído de ressonância será audivel no motor.240 V Torque de sobrecarga alto Filtro LC para Tipo de VLT 5001-5003 Filtro LC gabinete IP 20 Tipo Estante de Livros 5004-5006 IP 20 Tipo Estante de Livros 5001-5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5045 5052 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 IP 20 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto 15. O filtro reduz o tempo de subida da tensão. que é resultado do projeto do motor. de saída 120 Hz Dissipação de potência Nº.B7.2 A 160% 120 Hz 175Z0826 Corrente nominal em 200 V 7.5 kHz (consulte o parâmetro 411). haverá algum ruído oriundo das bobinas. 26 MG.28 .8 A Torque máximo em TC/TV 160% Freqüência máx. A freqüência do ruído de ressonância corresponde. do pedido 175Z0825 Torque de sobrecarga normal NOTA!: Quando forem utilizados filtros LC a freqüência de chaveamento deve ser 4. Tal ruído. tornando a corrente e a tensão quase senoidais. a Danfoss poderá fornecer um filtro LC para absorver o ruído acústico do motor.51. Com isso. ocorre devido ao chaveamento do inversor no conversor de freqüência. Este problema pode ser resolvido integrando-se o filtro a um gabinete. Por causa da corrente de ondulação nas bobinas.

600 V.VLT® da Série 5000 Alimentação da rede elétrica 3 x380 -500 V Torque de sobrecarga alto Filtro LC para tipo VLT 5001-5005 Filtro LC gabinete IP 20 Tipo Estante de Livros 5006-5011 IP 20 Tipo Estante de Livros 5001-5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 5062 5072 5102 5122 5152 5202 5252 5302 5352 5452 5502 5552 5016 5022 5027 5032 5042 5052 5062 5072 5102 5122 5152 5202 5252 5302 5352 5452 5502 5552 IP 20 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 00 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto IP 20 Compacto 16 A / 14.5 A 160% 120 Hz 175Z0826 Corrente nominal a 400/500 V 7.VLT é uma marca registrada da Danfoss 27 Product range 175Z4704 . 525 . entre em contato com a Danfoss.9 A 37.2 A / 6.51.3 A Torque máximo em TC/TV 160% Freqüência máx.B7.5 A / 32 A 44 A / 41. Filtros LC para os VLT 5001-5062.28 .5 A 24 A / 21. MG.5 A / 32 A 44 A / 41.4 A 61 A / 54 A 73 A / 65 A 90 A / 78 A 106 A / 106 A 147 A / 130 A 177 A / 160 A 212 A / 190 A 260 A / 240 A 315 A / 302 A 368 A / 361 A 480 A / 443 A 600 A / 540 A 658 A / 590 A 745 A / 678 A 800 A / 730 A 160% 160% 160% 160% 160% 160% 160% 160 % 160 % 160 % 160 % 160 % 160 % 160 % 160 % 160 % 160 % 160 % 160 % 110% 110% 110% 110% 110% 110% 110 % 110 % 110 % 110 % 110 % 110 % 110 % 110 % 110 % 110 % 110 % 110% 120 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 60 Hz 170 W 180 W 190 W 210 W 290 W 410 W 400 W 500 W 600 W 750 W 750 W 900 W 1000 W 1100 W 1700 W 2100 W 2100 W 2500 W 180 W 190 W 210 W 290 W 410 W 480 W 500 W 600 W 750 W 750 W 900 W 1000 W 1100 W 1700 W 2100 W 2100 W 2500 W 175Z0832 175Z4606 175Z4607 175Z4608 175Z4609 175Z4610 175Z4611 175Z4700 175Z4701 175Z4702 175Z4703 175Z4704 175Z4705 175Z4706 175Z4707 175Z3139 175Z3140 175Z3141 175Z3142 175Z4607 175Z4608 175Z4609 175Z4610 175Z4611 175Z4612 175Z4701 175Z4702 175Z4703 175Z4705 175Z4706 175Z4707 175Z3139 175Z3140 175Z3141 175Z3142 16 A / 14.7 A 32 A / 27. do pedido 175Z0825 Torque de sobrecarga normal Entre em contato com a Danfoss.4 A 61 A / 54 A 73 A / 65 A 90 A / 80 A 106 A / 106 A 147 A / 130 A 177 A / 160 A 212 A / 190 A 260 A / 240 A 315 A / 302 A 395 A / 361 A 480 A / 443 A 600 A / 540 A 658 A / 590 A 745 A / 678 A 32 A / 27.9 A 37. de saída 120 Hz Dissipação de potência Nº.

NOTA!: Ao utilizar os filtros dU/dt. para pedido do IP00 130B2153 130B2154 130B2155 130B2156 130B2157 130B2158 130B2159 130B2160 130B2161 130B2162 130B2163 130B2165 N°. a freqüência de chaveamento deve ser 1.VLT é uma marca registrada da Danfoss . 500 V / µs. Os filtros LC do VLT 5352-5502 podem ser utilizados na freqüência de chaveamento de 3 kHz. Freqüência de saída máxima (Hz) 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 Alimentação de rede elétrica 3 x 690 V Torque de sobrecarga de 160% 5042 5052 5062 5072 5102 5122 5152 5202 5252 5302 5352 5042 5052 5062 5072 5102 5102 5152 5202 5252 5302 5352 Torque de sobrecarga de 110% Corrente nominal a 690 V 46 54 73 86 108 131 155 192 242 290 344 400 Potência dissipada (W) 85 90 100 110 120 150 180 190 210 350 480 540 N°.5 kHz (consulte o parâmetro 411).VLT® da Série 5000 NOTA!: Quando forem utilizados filtros LC a freqüência de chaveamento deve ser 4.28 .5 kHz (consulte o parâmetro 411).B7. para pedido do IP20 130B2258 130B2258 130B2260 130B2260 130B2261 130B2263 130B2263 130B2264 130B2266 130B2266 130B2267 130B2269 Filtros dU/dt para o VLT 5000 Os filtros dU/dt reduzem a dU/dt a aprox. para pedido do IP00 130B2223 130B2223 130B2225 130B2225 130B2226 130B2228 130B2228 130B2229 130B2231 130B2231 130B2232 130B2234 N°. Estes filtros não reduzem o ruído ou o Upeak. Utilize o padrão de chave 60 ° AVM Alimentação de rede elétrica 3 x 690 V Torque de sobrecarga de 160% 5042 5052 5062 5072 5102 5122 5152 5202 5252 5302 5352 5042 5052 5062 5072 5102 5122 5152 5202 5252 5302 5352 Torque de sobrecarga de 110% Corrente nominal a 690 V 46 54 73 86 108 131 155 192 242 290 344 400 Freqüência de saída máxima (Hz) 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 Potência dissipada (W) 240 290 390 480 600 550 680 920 750 1000 1050 1150 N°. para pedido do IP20 130B2187 130B2188 130B2189 130B2190 130B2191 130B2192 130B2193 130B2194 130B2195 130B2196 130B2197 130B2199 28 MG.51.

VLT® da Série 5000
■ Resistores de freio, VLT 5001 - 5052 / 200 - 240 V Resistores de freio padrőes
10% do ciclo útil Resistência VLT 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 [ohm] 145 90 65 50 35 25 20 15 10 7 6 4.7 3.3 2.7 Potência [kW] 0.065 0.095 0.250 0.285 0.430 0.8 1.0 1.8 2.8 4.0 4.8 6 8 10 No. de Código. 175U1820 175U1821 175U1822 175U1823 175U1824 175U1825 175U1826 175U1827 175U1828 175U1829 175U1830 175U1954 175U1955 175U1956 Resistência [ohm] 145 90 65 50 35 25 20 15 10 7 6 Não disponível Não disponível Não disponível 40% do ciclo útil Potência [kW] 0.260 0.430 0.80 1.00 1.35 3.00 3.50 5.00 9.0 10.0 12.7 Não disponível Não disponível Não disponível No. de Código. 175U1920 175U1921 175U1922 175U1923 175U1924 175U1925 175U1926 175U1927 175U1928 175U1929 175U1930 Não disponível Não disponível Não disponível

Consulte a instrução MI.90.FX.YY para obter mais informaçőes. Resistores de freio flatpack para transportadores horizontais
Tipo de VLT 5001 5001 5002 5002 5003 5004 5005 5005 5006 5008 5011 Motor [kW] 0.75 0.75 1.1 1.1 1.5 2.2 3 3 4 5.5 7.5 Resistor [ohm] 150 150 100 100 72 47 35 35 25 20 13 Tamanho 150 Ω 100 W 150 Ω 200 W 100 Ω 100 W 100 Ω 200 W 72 Ω 200 W 50 Ω 200 W 35 Ω 200 W 72 Ω 200 W 50 Ω 200 W 40 Ω 200 W 27 Ω 200 W Número para pedido 175U1005 175U0989 175U1006 175U0991 175U0992 175U0993 175U0994 2 x 175U09921 2 x 175U09931 2 x 175U09961 2 x 175U09951 Ciclo útil máx. [%] 14.0 40.0 8.0 20.0 16.0 9.0 5.5 12.0 11.0 6.5 4.0

1. Encomendar 2 peças.
Ângulo de montagem para resistor flatpack 100 W 175U0011 Ângulo de montagem para resistor flatpack 200 W 175U0009 Quadro de montagem para 1 resistor estreito (tipo estante de livro delgado) 175U0002

Quadro de montagem para 2 resistores estreitos (tipo estante de livro delgado) 175U0004 Quadro de montagem para 2 resistores largos (Tipo estante de livros largo) 175U0003

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

29

Product range

Consulte a Instrução MI.50.BX.YY para obter mais informaçőes.

VLT® da Série 5000
■ Números para pedidos, Resistores de Freio, VLT 5001 - 5552 / 380 - 500 V Resistores de freio padrão
Resistência VLT 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 5062 5072 5102 51222) 51522) 52022) 52522) 53022) 5352-55522) [ohm] 620 425 310 210 150 110 80 65 40 30 25 20 15 12 9.8 7.3 5.7 3.8 3.2 2.6 2.1 1.65 2.6 10% do ciclo útil Potência No. de Código. [kW] 0.065 0.095 0.250 0.285 0.430 0.60 0.85 1.0 1.8 2.8 3.5 4.0 4.8 5.5 15 13 15 22 27 32 39 56 72 175U1840 175U1841 175U1842 175U1843 175U1844 175U1845 175U1846 175U1847 175U1848 175U1849 175U1850 175U1851 175U1852 175U1853 175U2008 175U0069 175U0067 175U1960 175U1961 175U1962 175U1963 2 x 175U10611) 2 x 175U10621) 3) Resistência [ohm] 620 425 310 210 150 110 80 65 40 30 25 20 15 12 9.8 5.7 4.7 40% do ciclo útil Potência No. de Código. [kW] 0.260 0.430 0.80 1.35 2.0 2.4 3.0 4.5 5.0 9.3 12.7 13.0 15.6 19.0 38.0 38.0 45.0 175U1940 175U1941 175U1942 175U1943 175U1944 175U1945 175U1946 175U1947 175U1948 175U1949 175U1950 175U1951 175U1952 175U1953 175U2008 175U0068 175U0066

1. Encomendar 2 peças. 2. Resistores selecionados para ciclo de 300 segundos. 3. Classificação satisfeita até o VLT 5452, o torque é reduzido para o VLT 5502 e VLT 5552. Consulte a instrução MI.90.FX.YY para obter mais informaçőes.
Resistores de freio flatpack para transportadores horizontais
Tipo de VLT 5001 5001 5002 5002 5003 5004 5005 5005 5006 5008 5011 Motor [kW] 0.75 0.75 1.1 1.1 1.5 2.2 3 3 4 5.5 7.5 Resistor [ohm] 630 630 430 430 320 215 150 150 120 82 65 Tamanho 620 Ω 620 Ω 430 Ω 430 Ω 310 Ω 210 Ω 150 Ω 300 Ω 240 Ω 160 Ω 130 Ω 100 200 100 200 200 200 200 200 200 200 200 W W W W W W W W W W W Número para pedido 175U1001 175U0982 175U1002 175U0983 175U0984 175U0987 175U0989 2 x 175U09851 2 x 175U09861 2 x 175U09881 2 x 175U09901 Ciclo útil máx. [%] 14.0 40.0 8.0 20.0 16.0 9.0 5.5 12.0 11.0 6.5 4.0

1. Encomendar 2 peças. Ângulo de montagem para o resistor flatpack 100 W 175U0011 Ângulo de montagem para o resistor Flatpack 200 W 175U0009 Suporte de montagem para 1 resistor estreito (Tipo Estante de Livros delgada) 175U0002 Suporte de montagem para 2 resistores estreitos (Tipo Estante de Livros delgada) 175U0004 Suporte de montagem para 2 resistores largos (Tipo estante de livros larga) 175U0003 Consulte a Instrução MI.50.BX.YY para obter mais informaçőes. Para o VLT 5001-5062, 550-600 V, entre em contacto com Danfoss.

30

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

VLT® da Série 5000
■ Números para pedidos, Filtros de harmônicas

Os Filtros de harmônicas são utilizados para reduzir as freqüências harmônicas de rede elétrica • AHF 010: 10% de distorção de corrente • AHF 005: 5% de distorção de corrente 380-415 V, 50 Hz
IAHF,N Utilizado Motor Típico Número Danfoss para pedidos AHF 005 AHF 010 VLT 5000 5006, 5011 5016 5022, 5032 5042, 5062, 5102 5122 5152 5202, 5302 5352 5452 5502 5552 5008 5027 5052 5072

[kW] 10 A 4, 5.5 175G6600 175G6622 19 A 7.5 175G6601 175G6623 26 A 11 175G6602 175G6624 35 A 15, 18.5 175G6603 175G6625 43 A 22 175G6604 175G6626 72 A 30, 37 175G6605 175G6627 101 A 45. 55 175G6606 175G6628 144 A 75 175G6607 175G6629 180 A 90 175G6608 175G6630 217 A 110 175G6609 175G6631 289 A 132, 160 175G6610 175G6632 324 A 175G6611 175G6633 370 A 200 175G6688 175G6691 Valores nominais maiores podem ser conseguidos, conectando-se unidades de filtro em paralelo 434 A 250 Duas unidades de 217 A 578 A 315 Duas unidades de 289 A 613 A 355 Unidades de 289 A e 324 A 648 A 400 Duas unidades de 324 A

5252

Observe que a correspondência do conversor de freqüência Danfoss com o filtro é calculada a priori, com base em 400 V e assumindo uma carga típica de motor (de 4 ou 2 pólos): a serie VLT 5000 está baseada em uma aplicação de torque máx. de 160%. A corrente pré-calculada do filtro pode ser diferente dos valores nominais da corrente de entrada do VLT 5000, como estabelecido nas respectivas instruçőes funcionais, uma vez que esses números baseiam-se em condiçőes operacionais diferentes.
440-480 V, 60 Hz
IAHF,N Utilizado Motor Típico [HP] 19 A 26 A 35 A 43 A 72 A 101 A 144 A 180 A 217 A 289 A 324 A 370 A Valores nominais maiores podem 506 A 578 A 648 A Número Danfoss para pedidos AHF 005 AHF 010 VLT 5000 5011, 5016 5022 5027, 5032 5042 5052, 5062 5072 5102, 5122 5152 5202 5252 5302 5352 5452 5502 5552

10, 15 175G6612 175G6634 20 175G6613 175G6635 25, 30 175G6614 175G6636 40 175G6615 175G6637 50, 60 175G6616 175G6638 75 175G6617 175G6639 100, 125 175G6618 175G6640 150 175G6619 175G6641 200 175G6620 175G6642 250 175G6621 175G6643 300 175G6689 175G6692 350 175G6690 175G6693 ser conseguidos, conectando-se unidades de filtro em paralelo 450 Unidades de 217 A e 289 A 500 Duas unidades de 289 A 600 Duas unidades de 324 A

Observe que a correspondência do conversor de freqüência Danfoss com o filtro é calculada a priori, com base em 480 V e assumindo uma carga típica de motor (de 4 ou 2 pólos): a serie VLT 5000 está baseada em uma aplicação de torque máx. de 160%. A corrente pré-calculada do filtro pode ser diferente dos valores nominais da corrente de entrada do VLT 5000, como estabelecido nas respectivas instruçőes funcionais, uma vez que esses números baseiam-se em condiçőes operacionais diferentes.

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

31

Product range

5 175G6644 175G6656 19 A 7. 75 175G6650 175G6662 144 A 90.VLT® da Série 5000 500 V.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss . 75 90 110. A corrente pré-calculada do filtro pode ser diferente dos valores nominais da corrente de entrada do VLT 5000. Para outras combinaçőes. 5062 5062. 5072 5102 5122.5. uma vez que esses números baseiam-se em condiçőes operacionais diferentes. 5122 5152 5202 5252 5302 5352 5452 5502 5552 Observe que a correspondência do conversor de freqüência Danfoss com o filtro é calculada a priori. com base em 500 V e assumindo uma carga típica de motor. como estabelecido nas respectivas instruçőes funcionais.51.80.N Utilizado motor típico 43 72 101 144 180 217 289 324 370 (kW) 37. 5016 5022. 50 Hz I AHF.28 . para pedido AHF 010 130B2293 130B2295 130B2296 130B2298 130B2299 130B2300 130B2301 130B2302 130B2304 5042. 11 175G6645 175G6657 26 A 15. 18. 5008 5011. conectando-se unidades de filtro em paralelo 434 A 315 Duas unidades de 217 A 469 A 355 Unidades de 180 A e 289 A 578 A 400 Duas unidades de 289 A 648 A 500 Duas unidades de 324 A Utilizado Motor Típico VLT 5000 5006. 5042 5062. a série VLT 5000 baseia-se em uma aplicação de torque de 160%. 5072 5102.BX. 45 175G6649 175G6661 101 A 55.N Número Danfoss para pedidos AHF 005 AHF 010 [kW] 10 A 4. consulte o MG. 110 175G6651 175G6663 180 A 132 175G6652 175G6664 217 A 160 175G6653 175G6665 289 A 200 175G6654 175G6666 324 A 250 175G6655 175G6667 Valores nominais maiores podem ser conseguidos.5 175G6646 175G6658 35 A 22 175G6647 175G6659 43 A 30 175G6648 175G6660 72 A 37. 132 160 200 250 315 400 N°. 5122 5152 5202 5252 5302 5352 VLT 5000 160% VLT 5000 110% 32 MG. 5152 5202 5252 5302 5352 5042 5052. 690 V. para pedido AHF 005 130B2328 130B2330 130B2331 130B2333 130B2334 130B2335 130B2331 & 130B2333 130B2333 & 130B2334 130B2334 & 130B2335 N°. 5. 5027 5032 5042 5052. 5062 5072 5102.YY. 50 Hz IAHF. 45 55.

.. 200-240 V ........ L3): Tensão de alimentação......... Torque de partida....................................................... 3 x 200/208/220/230/240 V ±10% Tensão de alimentação......... 0-1000 Hz Freqüência de saída do VLT 5062............................. 0-132 Hz...VLT 5042-5352............ unidades de 525-600 V ..........................0% da tensão de alimentação nominal Fator de Potência Real (λ) ............. 160% durante 1 min........................................ 525-690 V .... 525/550/575 V Tensão nominal do motor.............. 200-240 V . 200-240 V e VLT 5001-5552................................................................................... 525-690 V . da tensão de alimentação: VLT 5001-5011............5 s Torque de aceleração ...................................................................................................... 525-600 V ............ unidades de 380-500 V .. 100% As características de torque fornecidas destinam-se ao conversor de freqüência............ 200-240 V ................ 380-500 V e VLT 5032-5052............... 200-240 V e VLT 5001-5552........................... VLT 5001-5062. 3 x 525/550/575/600 V ±10% Unidades com tensão de alimentação 525-690 V ........... 160% durante 1 min.............5% da tensão de alimentação nominal VLT 5072-5552................. 0-1000 Hz Freqüência de saída do VLT 5062-5302............ Ilimitado Tempos de rampa .............................................................................................. unidades de 200-240 V ...... aprox................ 0-132 Hz................. 380-500 V................................... VLT 5032-5052................ 380/400/415/440/460/480/500 V Tensão nominal do motor................... 0-300 Hz Freqüência de saída do VLT 5001-5011........................................ 0-132 Hz. 525-690 V ........ ±3.0% da tensão de alimentação nominal VLT 5042-5352.............................. 3 x 380/400/415/440/460/500 V ±10% Unidades com tensão de alimentação 525-600 V .......... 525-600 V ......................................... 0-132 Hz........ 0-1000 Hz Freqüência de saída do VLT 5032-5052......................... Torque de partida .............. 0-200 Hz Freqüência de saída do VLT 5352.... 160% Torque de sobrecarga..... 525/550/575/690 V Freqüência nominal do motor .. 100% Torque de sobrecarga.. 0-132 Hz............................. unidades de 525-690 V ..... 200-240 V ±1.......................... 150% durante 1 min.................... 200-240 V ............................ 200-240 V .............................................................................................. próximo da unidade (>0............... 1 vez/min................................... 525-690 V ...................... Para torque de sobrecarga normal (110%)................... 380-500 V e 525-600 V e VLT 5008-5027............................. 525-690 V ..... 0-132 Hz. VLT 5032-5052............... 0-450 Hz Freqüência de saída do VLT 5042-5302. 525-600 V ... 380-500 V ................1 % Consulte a seção sobre condiçőes especiais no Guia de Design Desbalanceamento máx............................. no nível de torque de sobrecarga alto (160%)...................... 380-500 V ........... 160% durante 1 min........ VLT 5001-5027...............B7..... 180% durante 0.............................. 0-132 Hz...................................................................... 200-240 V ±2..................... unidades de 200-240 V ........51...................... Torque de partida........28 .................. 200/208/220/230/240 V Tensão nominal do motor.....05 a 3600 s Características de torque: Torque de partida. 0-450 Hz Freqüência de saída do VLT 5352-5552...................................... 0-132 Hz........ 525-600 V .................................................................................................. MG.......... unidades de 380-500 V . 0-150 Hz Tensão nominal do motor................ L3 ............................. L2................................................. os valores são menores.......... ±3.......................... 380-500 V e 525-600 V e VLT 5001-5006....................................................................... VLT 5001-5062.............................................. 380-500 V ............. W): Tensão de saída ........................................... 0-132 Hz......................98) Número de chaveamentos na entrada de alimentação L1................................... Consulte a seção sobre condiçőes especiais no Guia de Design Dados de saída do VLT (U.... 0-700 Hz Freqüência de saída do VLT 5016-5052...................................... VLT 5001-5027............................................................................................................... 380-500 V ..................................... V........... Torque de partida......... L2........VLT® da Série 5000 ■ Dados técnicos gerais Alimentação de rede elétrica (L1........ 0-132 Hz............................. 525-600 V e VLT 5042-5352....................... 3 x 525/550/575/600/690 V ±10% Freqüência de alimentação ................................ 150% Torque de arrasto a 0 rpm (malha fechada) ................................ 0............................................................................... 0-450 Hz Freqüência de saída do VLT 5001-5052........0% da tensão de alimentação nominal VLT 5016-5062............. 50/60 Hz Chaveamento na saída .......... 0-100% da tensão de alimentação Freqüência de saída do VLT 5001-5027......... 48-62 Hz +/............VLT é uma marca registrada da Danfoss 33 Technical data ..... de 0...................90 nominal com carga nominal Fator de Potência de Deslocamento (cos ϕ) ......................................................

.................................................................................................................................. Ri ........................................................ o torque é de 130%...............................................28 ........................................................... 0 ............ o ciclo útil de frenagem é 17%.............................................................. 27........... VLT 5552 com torque de 80%.. 1 N°....................................................... 32......................................................................................................................... Cartão de controle........... de entradas de corrente analógica programáveis ........................................... 16.............. 200 Ω Resolução ........................................................................................................ 525-600 V não atende à PELV..................................... 2) Com base no ciclo de 300 segundos: Para o VLT 5502............................... terminal terra .......... 60 Faixa de corrente ..................... Com rede elétrica nominal de 441-500 V............................. Cartão de controle....................................................51........ o ciclo útil de frenagem é 8%.........................................±10 V CC (graduável) Resistência de entrada................. Ri ........................VLT é uma marca registrada da Danfoss .......... do terminal .. Para o VLT 5552...... o ciclo útil de frenagem é 13%..... Com torque de 100%... ’1’ lógico ......................................................... 2 kΩ Tempo de varredura por entrada ..... 28 V CC Resistência de entrada................. 10 kΩ N°.................................................. 53..... 3 ms N°..... do Terminal .................... 17........................... >10 V CC Tensão máxima na entrada .............. 1% do fundo de escala Tempo de varredura por entrada .......................................................... de entradas digitais programáveis .................................................................................... 19....................... ’0’ lógico ... Ri ............................................. o torque é de 145%.............................................................................. do terminal ...................................... 525-600 V não atende à PELV............... 29.......................... 3 ms Isolamento galvânico confiável: Todas as entradas digitais são isoladas galvanicamente da tensão de alimentação (PELV)............................. Além disto.................................. 34 MG. 0/4 .........................................B7........... 55 Isolamento galvânico confiável: Todas as entradas analógicas são isoladas galvanicamente da tensão de alimentação (PELV)* e das demais entradas e saídas.......... 54 Nível de tensão ...................... as entradas digitais podem ser isoladas dos outros terminais no cartão de controle pela utilização de uma fonte externa de 24 V CC e abrindo a chave 4.......... entradas analógicas: Número de entradas de tensão analógica programáveis/entradas de termistor ..................... torque de 100%...............................VLT® da Série 5000 Frenagem em nível de torque de sobrecarga alto Duração do ciclo (s) Ciclo útil da frenagem com Ciclo útil da frenagem em torque torque 100% 200-240 V 5001-5027 5032-5052 380-500 V 5001-5102 5122-5252 5302 5352-5552 525-600 V 5001-5062 525-690 V 5042-5352 120 300 120 600 600 600 120 600 Contínua 10% Contínua Contínua 40% 40%1) Contínua 40% excessivo (150/160%) 40% 10% 40% 10% 10% 10%2) 40% 10% 1) VLT 5502 com torque de 90%........................... 33 Nível de tensão ........... 18............... * VLT 5001-5062....................................................................... Erro máx......................... O VLT 5001-5062........................................................................... 8 Nº.....................±20 mA (graduável) Resistência de entrada.................. 2 Nº............................ 10 bits + sinal Precisão na entrada ........................ Com torque de 100%....................................................................................................... 0-24 V CC (lógica PNP positiva) Nível de tensão.......................................................... < 5 V CC Nível de tensão........................................... entradas digitais: N°.....

......................VLT é uma marca registrada da Danfoss 35 Technical data ............................................ ’1’ lógico ...................................... dos terminais terra ............................ 42..........24 V CC Carga mínima para a terra (terminal 39) na saída digital/pulso ............................................................................... 33 .................................... 5 kHz Freqüência máx...................... de saídas digitais e analógicas programáveis ............... RX+).................. 20......... >10 V CC Tensão máxima na entrada .............................................................................. * VLT 5001-5062.................. do terminal ................... RX-) Isolamento galvânico de segurança: Isolamento galvânico total..................... 10 bits + sinal Precisão (100-1 kHz)........................................................................ 0/4 ......................... 0-32 kHz Faixa de corrente na saída analógica .......................................................... < 5 V CC Nível de tensão................... * VLT 5001-5062.................................. alimentação de 24 V CC: Nº.. terminal 17 .................. 600 Ω Faixas de freqüência (saída digital usada como saída de pulso) .......................... terminais 29........................... 33 Freqüência máx........ 39 Isolamento galvânico confiável: A fonte de alimentação de 24 V CC está galvanicamente isolada da tensão de alimentação (PELV)*........ (proteção a curto-circuito) .............................................................. comunicação serial RS 485: N° de terminal ..................... Cartão de controle........................................ 29................. 32.................. 32. 525-600 V não atende à PELV..................................................... Cartão de controle............................................................................................................. 33 .......................................... Ri ..... no cartão de controle....................................................20 mA Carga máxima para a terra (terminal 39) na saída analógica .............. 2 kΩ Tempo de varredura por entrada .......... 33 ........... 0 ........................................................................................... Cartão de controle............................ 20 kHz (PNP coletor aberto) Freqüência máx.....................................................................5% do fundo de escala Resolução na saída analógica ................................... Erro máx: 0............................................................ 2 Nº........ MG............................ 0-24 V CC (lógica PNP positiva) Nível de tensão.......... * VLT 5001-5062....... de entradas programáveis de pulso/encoder ............................................................................................................1% do fundo de escala Precisão (1-65 kHz).............. 28 V CC Resistência de entrada.......................................................................1% do fundo de escala Isolamento galvânico confiável: Todas as entradas de pulso/encoder são isoladas galvanicamente da tensão de alimentação (PELV)*.......................................... 200 mA Nº................. 12........51.................5% do fundo de escala Precisão (1-5 kHz)........................................ Erro máx: 0............................................................................................... 45 Nível de tensão na saída digital/pulso ................ 69 (TX-................................... 500 Ω Precisão da saída analógica: ........................................................................ 29.................................................................. mas está no mesmo potencial que as saídas analógicas.B7.......................... Erro máx: 0............................ Erro máx: 1................................ terminais 17......... conectando uma fonte externa de 24 V CC e abrindo a chave 4.28 ................ 32............................................... 33 ........... 525-600 V não atende à PELV.............................................................................................. 65 kHz (Push-pull) Nível de tensão ................................. ’0’ lógico .... nos terminais 29. 4 Nº....................................................................... no terminal 17 ......... 68 (TX+....... entradas de pulso/encoder: Nº.....VLT® da Série 5000 Cartão de controle............ 525-600 V não atende à PELV................ saídas digital/pulso e analógica: N°......................................... 17... 13 Carga máx.. as entradas de pulso e do encoder podem ser isoladas dos outros terminais........................................................ 8 bits Isolamento galvânico confiável: Todas as saídas digitais e analógicas são isoladas galvanicamente da tensão de alimentação (PELV)* bem como das outras entradas e saídas............ nos terminais 29.................... Além disso.......... do terminal ........ do terminal .......................................... 3 ms Resolução .......................................................................

.............5 V CC.... cabo blindado ...B7.... de tensão ......................... de saídas de relé programáveis ............................... 500 VA Carga máx.............................................. 25 m....... seçőes transversais e conectores Comprimento máx........ consulte os dados Elétricos Seção transversal máxima do cabo da alimentação CC de 24 V externa ............ 1...... 81. de terminal........................... 250 V CA....................... para comunicação serial .. deve-se utilizar o cabo de cobre com classe de temperatura de 75°C (VLT 5072 ....5 mm 2 /AWG 16 Seção transversal máx....... do cabo do freio............ cartão de potência ............................. cartão de potência . 1-2........ de terminal (CC1) em 4-5......................................... 50 W Carga mín... do terminal ..... alternativamente a corrente pode ser reduzida de 50%............................... 36 Faixa de tensão ............. Para cargas indutivas............5552 380 ..........500 V. 82 Fonte de alimentação externa de 24 V CC: Números de terminal . do cabo do motor.500 V............... desde o conversor de freqüência à barra CC......................VLT é uma marca registrada da Danfoss ..............690 V)..........5052 200 ........ 25 V CC.... DE e PB): Nº. 2 A / 50 V CC........... 37 V CC por 10 seg................. 1 A....... 50 VA Carga máx........ cartão de controle ..240 V)....... de terminal (CA/CC) nos terminais 1-3.000 operaçőes......................5 mm2 /AWG 16 Se for necessário estar em conformidade com o UL/cUL............................. 1.VLT 5001-5027 200-240 V.......... do cabo do motor......................5 mm2 /AWG 12 Seção transversal máx...................................................................... 300 m Comprimento máx......... VLT 5042 ... cabo blindado ..........................................................................51.....VLT® da Série 5000 Saídas de relé: 1) N°.........................240 V......... modo sobrecarga normal....................... do cabo para motor... 4 mm2 /AWG 10 ... de terminal (CC1(IEC 947)) em 4-5................. Comprimentos dos cabos.............) Pré-fusível mín......... 10 mA / 24 V CA.. cartão de controle ....... 20 m Comprimento máx....... 525 ........... 20 mseg.............................. desse modo....000 operaçőes....0% da corrente de saída nominal % torque [7]. Precisão da leitura do visor (parâmetros 009-012): Corrente do motor [6] carga de 0-140% .. Erro máx: ±5% do tamanho nominal do motor 36 MG............................ do cabo do motor............ 1 A / 42..........5062 380 ................140% ............................ 24 V CC ±15% (máx. 6 A Isolamento galvânico confiável: Isolamento galvânico total se a fonte de alimentação externa de 24 V CC também for do tipo PELV.... .................................. VLT 5122-5552 380-500 V........................................ 2 A............. 35................ (CA1) em 4-5..................... 2 N°....................... de terminal..................... 2 V DC Consumo de energia ....5352 525 ..... 525-600 V ........... VLT 5001-5102 380-500 V.....28 ......... 2.......... 1-3 (freio ativado)... VLT 5001-5062 525-600 V ...................................... deve-se utilizar o cabo de cobre com classe de temperatura de 60/75°C (VLT 5001 . Se for necessário estar em conformidade com o UL/cUL. 2 A / 50 V CC.................. cartão de controle (somente carga resistiva) ...... 100 m Comprimento máx..............50 W (50 W para inicialização... 1 A Nºs dos terminais....... 1 A. cartão de controle para aplicaçőes UL/cUL 30 V CA... Erro máx: ± 2...... cartão de potência 24 V CC............ mantendo...... Terminais do resistor de freio (somente nas unidades SB......................... carga de -100 .......................... dos cabos de controle .............. cabo blindado VLT 5011 525-600 V e VLT 5008.... 15 W ................VLT 5032-5052 200-240 V.......... 4-5 (desativado) Carga máx.... VLT 5042-5352 525-690 V ... 100 mA 1) Valores nominais para um limite de até 300. 50 m Comprimento máx. Os conectores são para uso com cabos de cobre e alumínio................................ Seção transversal máx................. 50 W Carga máx........5027 200 .... o limite de 300................ de terminal (CA1) em 1-3......... a menos que seja especificado um outro. 1 A................... de terminal (CC-1 (IEC 947)) em 1-3.. EB... do cabo da divisão de carga.................................. o número de operaçőes é reduzido de 50%................. cartão de potência (cargas resistiva e indutiva) .. freio e divisão de carga....................) Ripple máx....................... 150 m Comprimento máx... cabo blindado ........ 1-2................................. 1-2..................600 V e VLT 5001 ..... do cabo do motor........ VLT 5032 ........................ cabo não blindado .......................... 50 V CA.... 25 V CC.. 1-2 (freio desativado) Carga máx....... cabo blindado VLT 5011 380-500 V .................

.........28 ..................... de 0........ 95 % sem condensação (IEC 721-3-3.............. faixa de controle (malha aberta) ........... Classe 3C3 com revestimento protetor Temperatura ambiente IP 20/Nema 1 (torque de alta sobrecarga 160%) ................................... VDE 0160/1990.................. -10°C Temperatura durante a armazenagem/transporte ..................... potência HP [9]................................... EN 61800-3.............. 0°C Temperatura ambiente mín........................... Erro máx: ±5% da saída nominal Características de controle: Faixa de freqüência . 93 % (IEC 68-2-3) para armazenagem/transporte Umidade relativa máx. EN 61000-4-4 EN 61000-4-5........ ±20% de torque nominal Precisão do controle de torque (retorno de velocidade) .....................................................B7.........................) Temperatura ambiente IP 54 (torque de sobrecarga normal 110%) 40° C máx....................3 ........................................... >1500 rpm: erro máx............... 40 °C máx...........................600 V não está em conformidade com as Diretivas EMC ou de Tensão Baixa... ±10% de torque nominal ..... MG..... 40° C máx........... EN 61000-6-2.....3) .................................. acima do nível do mar .... EN 61000-6-3........ ± 7.... 40° C máx..... < 1500 rpm: erro máx.......... acima do nível do mar.................................. com desempenho reduzido ....................... IP 54 Teste de vibração .............................. classe 3K3) para operação Ambiente agressivo (IEC 721 ............... ±20% de torque nominal ..... Classe 3C2 sem revestimento protetor Ambiente agressivo (IEC 721 ....................... 45 °C máx...............................................3) .............................. e 5122-5552........... (média de 24 horas 35°C máx............ ±5% de torque nominal Todas as características de controle são baseadas em um motor de 4 pólos assíncrono Externos: Gabinete (depende da potência) ..................1% da velocidade atual Precisão do controle de torque (malha aberta) ........) Derating para temperatura ambiente alta.......................................................... ±0..... .....5% da velocidade atual Velocidade............. (média de 24 horas 35°C máx...................... IP 20......... IP 00...............................) Temperatura ambiente IP 20/Nema 1 (torque de sobrecarga normal 110%) .... 40 °C máx. carga de 0-90% .............. >1500 rpm: erro máx...............+65/70°C Altitude máx............................... 1:100 de velocidade de sincronização Velocidade............... consulte o Guia de Design Normas EMC aplicadas.................................1000 Hz Resolução na freqüência de saída .......VLT é uma marca registrada da Danfoss 37 Technical data ......... precisão (malha aberta) ...............) Temperatura ambiente IP 54 VLT 5042-5352................5 rpm ................. 525-690 V......) Temperatura ambiente IP 20/54 VLT 5011 500 V ..................... em operação plena .................... 0 ............................................. consulte o Guia de Design Temperatura ambiente mín....... EN 61000-6-4.... de 0................................. 1000 m Derating para altitude acima de 1000 m. 1:1000 de velocidade de sincronização Velocidade..........VLT® da Série 5000 Saída [8]................................................................................... 3 mseg............................................ 150-1500 rpm: erro máx...........5 rpm .......................................................................................... ± 1.... Nema 1.......... 45 °C máx. 3 direçőes durante 2 horas (IEC 68-2-34/35/36) Umidade relativa máx.. 0-150 rpm: erro máx..................................... (média de 24 horas......................................... Erro máx............................... EN 61000-4-3...............7 g RMS 18-1000 Hz aleatório............ IP 21..... precisão (malha fechada) ..51............. Imunidade ............................................................................ (média de 24 horas 35°C máx........................... -25 ..... >1500 rpm: erro máx...... Velocidade.. EN 55011 Normas EMC aplicadas..... faixa de controle (malha fechada) ......................................... 380-500 V (torque de sobrecarga alta 160%) ..... 0....................................................................... .. EN 61000-4-6. EN 61000-4-2.............................. (média de 24 horas 35°C máx............... Emissão ..................................3 ......... (média de 24 horas............ < 1500 rpm: erro máx....12 Consulte a seção sobre condiçőes especiais no Guia de Design O VLT 5001-5062................... 525 ...) Temperatura ambiente IP 54 (torque de alta sobrecarga 160%) ... 40° C máx......................................003 Hz Tempo de resposta do sistema .....

.O VLT 5252. desliga em 85°C e pode ser reinicializado se a temperatura cair abaixo de 60°C. 380-500 V. desliga em 75°C e pode ser reinicializado se a temperatura cair abaixo de 60°C. se a temperatura atingir 90°C para o IP 00. nos terminais U. • O conversor de freqüência tem proteção contra falha de aterramento. desliga em 100°C e pode ser reinicializado se a temperatura cair abaixo de 70°C. . 380-500 V. 38 MG.B7. • A monitoração da tensão do circuito intermediário assegura o desligamento do conversor de freqüência. 525-690 V. 525-690 V.51. nos terminais U. Para o IP 54. V. desliga em 95°C e pode ser reinicializado se a temperatura cair abaixo de 65°C. . o conversor de freqüência é desligado. desliga em 75°C e pode ser reinicializado se a temperatura cair abaixo de 60°C.O VLT 5152. desliga em 105°C e pode ser reinicializado se a temperatura cair abaixo de 75°C. o conversor de freqüência desliga quando for aplicada carga ao motor. os limites são os seguintes: . Para as unidades mencionadas abaixo.VLT é uma marca registrada da Danfoss . • Se houver uma falha de rede elétrica.VLT® da Série 5000 Proteção da Série VLT 5000: • • Proteção térmica eletrônica do motor contra sobrecarga. 380-500 V.28 . . desliga em 95°C e pode ser reinicializado se a temperatura cair abaixo de 65°C. 380-500 V. • Se uma das fases de rede elétrica estiver ausente.O VLT 5122. desliga em 80°C e pode ser reinicializado se a temperatura cair abaixo de 60°C. IP 20 e Nema 1. 525-690 V. .O VLT 5152. 380-500 V. O VLT 5202. . quando a tensão nesses circuitos se tornar demasiado alta ou baixa. o conversor de freqüência é capaz de iniciar uma desaceleração controlada.O VLT 5302. A proteção de sobrecarga térmica só pode ser desarmada quando a temperatura do dissipador cair abaixo dos 60°C. V. a temperatura de corte é de 80°C.O VLT 5202-5352. A monitoração da temperatura de dissipação de calor garante que o conversor de freqüência seja desligado. • Se uma fase do motor estiver ausente. • O conversor de freqüência também está protegido contra curtos-circuitos. Consulte o parâmetro 234 Monitor da fase do motor. W do motor. desliga em 80°C e pode ser reinicializado se a temperatura cair abaixo de 60°C.O VLT 5352-5552. W do motor.O VLT 5042-5122. 380-500 V. .

7 5 4/10 14. Medido com cabos de motor blindados de 30 m com valores nominais de carga e freqüência.95 9 10 13. Rede elétrica 3 x 200 .95 7 8 11.5 20 5.5 10 13.5 194 IP 20/ IP54 Seção transversal máx.6 17 4.3 6.95 9 10 13.5 4/10 4.8 4/10 16/10 0. American Wire Gauge.4 4/10 [-]/UL1) [A] 16/10 0.2 3. Invólucro (200 V)IL.VLT® da Série 5000 ■ Dados elétricos ■ Tipo Livro e Compacto. consulte a seção Fusíveis.95 7 8 11.VLT é uma marca registrada da Danfoss 39 Technical data .6 2. MG.N [A] IVLT.5 4/10 25/20 0.1 1.51.5 2 4/10 7. freio e distribuição de carga [mm 2 ]/[AWG]2 ) Corrente de entrada nominal Seção transversal máx do cabo.5 58 IP 20/ IP54 5002 5.N [A] 1.2 3 4/10 9.2 1.75 1 4/10 3.N [kW] PVLT.95 [kg] [kg] [kg] [W] 7 8 11.N [HP] 5001 3.5 3. MAX (60 s) [A] Saída (240 V) Típica saída de eixo Típica saída de eixo SVLT.1 4/10 16/15 0. Para o tipo de fusível. potência [mm2]/[AWG] 2 ) Pré-fusíveis máx Eficiência3) Peso IP 20 EB Tipo Livro Peso IP 20 EB Compacto Peso IP 54 Compacto Perda de potência em carga máx.5 172 IP 20/ IP54 5006 15.5 4/10 35/30 0. 2.7 5. do cabo para o motor.N [kVA] PVLT.8 12.B7.5 76 IP 20/ IP54 5003 7.2 1.5 126 IP 20/ IP54 5005 12.2 24.240 V De acordo com os requisitos internacionais Corrente de saída Tipo de VLT IVLT.5 95 IP 20/ IP54 5004 10.95 9.5 4/10 25/25 0.4 8.0 4 4/10 11.5 0.28 .9 1. 3.3 3.4 2.

4.95 25 40 61 35/2 35/2 80 0.2 67.N [A] IVLT. A seção transversal mínima do cabo é a menor seção transversal permitida para instalação nos terminais para compatibilidade com IP 20.N [kW] PVLT.B7. do cabo.2 13.5 25 50/0 50/0 16/6 Tipo de VLT IVLT. MAX (60 s) [A] SVLT. 3.5 25 5027 88 96. . Medido com cabos de motor blindados de 30 m com valores nominais de carga e freqüência.2 97.VLT é uma marca registrada da Danfoss .6 19 11 15 35/2 35/2 10/8 61.N [HP] 5008 32 35.240 V De acordo com os requisitos internacionais Corrente de saída Saída (240 V) Típica saída de eixo Típica saída de eixo Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída Saída (240 V) Típica saída de eixo Típica saída de eixo IVLT.95 36 56 340 426 626 833 994 426 IP 20/ IP 54 545 IP 20/ IP 54 783 IP 20/ IP 54 1042 IP 20/ IP 54 1243 IP 20/ IP 54 1.5 10 5011 46 50.4 15 20 5022 73 80.9 25 15 20 35/2 35/2 10/8 73 116. Alimentação de rede elétrica 3 x 200.3 7. 5.3 30. 40 MG.torque de sobrecarga alta (160 %) .N [kW] PVLT. American Wire Gauge. Cabos de alumínio com seção transversal acima de 35 mm2 devem ser conectados para uso de um conector de AI-Cu.5 10 16/6 35/2 10/8 46 73.5 7.51. potência [mm2 ]/[AWG]2)5) Pré-fusíveis máx Eficiência3) Peso IP 20 EB Peso IP 54 Perda de energia à carga máx.N [kVA] PVLT.5 16/6 16/6 10/8 32 51.95 27 53 73 35/2 35/2 125 0.95 21 38 46 16/6 35/2 60 0.2 13 7.torque de sobrecarga normal (110 %) Invólucro [W] [W] [kg] [kg] [-]/UL1) [A] (200 V) IL.N [A] 32 IP 54 IP 20 16/6 16/6 50 0.8 30 18. freio e distribuição de carga [mm2 /AWG]2)5) Seção transversal mín.8 36.VLT® da Série 5000 ■ Compacto. freio e distribuição de carga4) [mm2 /AWG]2) Corrente de entrada nominal Seção transversal máx. MAX (60 s) [A] SVLT.3 18. Obedeça sempre as normas nacionais e locais sobre seção transversal mínima do cabo.3 25. Para o tipo de fusível. do cabo para o motor. 2.6 22 30 Torque de sobrecarga normal (110 %): Seção transversal máx.6 19.1 11 15 5016 61.28 .95 34 55 88 50/0 50/0 125 0.N [A] IVLT. do cabo para motor.N [HP] IP 54 IP 20 25 40 10 5.N [kVA] PVLT. consulte a seção Fusíveis.

6 [AWG]2. Obedeça sempre as normas nacionais e locais sobre seção transversal mínima do cabo.N [kVA] (230 V) SVLT.4.4. (rede elétrica) [-]/UL Eficiência3) Perda de potência Peso Peso Peso Invólucro Sobrecarga normal [W] Sobrecarga alta [W] IP 00 [kg] IP 20 Nema1 [kg] IP 54 Nema12 [kg] 1089 838 101 101 104 [A]1 150/150 200/200 0.N [kVA] (208 V) SVLT.240 V De acordo com os requisitos internacionais Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT.N [A] (231-240 V) IVLT. Medido com cabos de motor blindados de 30 m com valores nominais de carga e freqüência. 2.6 149.6 [AWG]2.N [A] (230 V) [mm2]4.N [kVA] (240 V) Típica saída de eixo Típica saída de eixo Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída IVLT.51. do cabo para frear Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de entrada nominal Torque de sobrecarga normal (150 %): Corrente de entrada nominal Seção transversal máx. Peso sem o contêiner de transporte.6 [AWG]2. MAX (60 s) [A] (231-240 V) Saída SVLT.96-0. do cabo para o motor.4. MAX [A] (231-240 V) Saída SVLT. 5.N [A] (200-230 V) IVLT.VLT é uma marca registrada da Danfoss 41 Technical data 3. 4.97 1361 1089 101 101 104 1612 1361 101 101 104 250/250 IL. Para o tipo de fusível.6 88 132 80 120 32 35 33 30 22 115 173 104 285 41 46 43 40 30 120 300 mcm 25 4 143 215 130 195 52 57 54 50 37 [HP] (208 V) [kW] (230 V) 115 127 104 115 41 46 43 40 30 143 158 130 143 52 57 54 50 37 170 187 154 170 61 68 64 60 45 Tipo de VLT 5032 5042 5052 IP 00 / Nema 1 (IP 20) / IP 54 1.3 126.28 . .N [kVA] (230 V) SVLT.9 [HP] (208 V) [kW] (230 V) [mm2 ]4. A seção transversal máx. consulte a seção Fusíveis. 6.N [kVA] (208 V) SVLT. fonte de alimentação e a distribuição de carga Pré-fusíveis máx.VLT® da Série 5000 ■ Compacto.6 77.3 120 300 mcm 6 8 126. do cabo fonte de alimentação Seção transversal mín. Pino de conexão: M8 Freio: M6.N [kVA] (240 V) Típica saída de eixo Seção transversal máx. MG.6 IL.N [A] (231-240 V) IVLT.4.6 [mm2]4.do cabo é a seção transversal máxima permitida para encaixar nos terminais. MAX (60 s) [A] (200-230 V) IVLT.N [A] (230 V) 101. MAX [A] (200-230 V) IVLT.N [A] (200-230 V) IVLT.B7. American Wire Gauge. A seção transversal mínima do cabo é a menor seção transversal permitida para seçőes tranversais. Alimentação de rede elétrica 3 x 200.9 101.6 [mm2 ]4.6 [AWG]2. do cabo para o motor e a distribuição de carga Seção transversal máx.

8 4/10 16/10 0.5 8.9 4/10 16/6 0.5 4/10 16/6 0.5 2 4/10 5004 5.7 4.5 2. Medido com cabos de motor blindados de 30 m com valores nominais de carga e freqüência.N [kW] PVLT.96 7 8 11.VLT® da Série 5000 ■ Tipo Estante de Livros e Compacto. do cabo para o motor.4 5.6 0. Alimentação de rede elétrica 3x 380 .2 2.3 4.N [kVA] (441-500 V) PVLT.5 4/10 5003 4.5 3.N [HP] 5001 2.B7.N [A] (460 V) 2.6 2. MAX (60 s) [A] (441-500 V) Saída Típica saída de eixo Típica saída de eixo Seção transversal máx.5 12 110 IP 20/ IP 54 Seção transversal máx. freio e distribuição de carga [mm2 ]/[AWG]2 ) SVLT.3 4. do cabo.96 7.96 7 8 11. 2.2 2.6 4.5 1.5 67 IP 20/ IP 54 3.9 3 1.3 1.7 1.8 4. Para o tipo de fusível.500 V De acordo com os requisitos internacionais Corrente de saída Tipo de VLT IVLT.5 2.N [A] (380-440 V) IVLT.2 3. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT. potência [mm2 ]/[AWG]2) Pré-fusíveis máx.8 3.6 9 4.1 2.96 7 8 11. 3.28 . 42 MG.8 7.N [A] (441-500 V) IVLT.VLT é uma marca registrada da Danfoss .N [A] (380 V) IL.3 1.N [kVA] (380-440 V) SVLT.4 4/10 16/10 0.51.1 1.1 2.9 1. American Wire Gauge.5 92 IP 20/ IP 54 5.1 6.75 1 4/10 5002 2.2 3 4/10 Corrente de entrada nominal IL. [-]/UL1) [A] Eficiência 3) Peso IP 20 EB Tipo Livro [kg] Peso IP 20 EB Compacto [kg] Peso IP 54 Compacto [kg] Perda de potência em carga máx Invólucro [W] 55 IP 20/ IP 54 1.5 3. consulte a seção Fusíveis.

6 7.N [A] (380-440 V) IVLT.6 9.N [A] (380 V) IL.0 14.5 8.5 10.5 10.5 10 4/10 Corrente de entrada nominal IL.5 5.3 4/10 25/20 0.96 9.0 5 4/10 5008 13 20. MG. Medido com cabos de motor blindados de 30 m com valores nominais de carga e freqüência. potência [mm2 ]/[AWG]2) Pré-fusíveis máx.96 9.500 V De acordo com os requisitos internacionais Corrente de saída Tipo de VLT IVLT. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT.0 4/10 35/30 0.96 9.2 13.5 5.5 7.51.2 12.28 .1 4. do cabo para o motor.5 12 9. American Wire Gauge.5 6.1 8. freio e distribuição de carga [mm2 ]/[AWG]2 ) SVLT.5 4/10 5011 16 25.6 7.3 10.N [HP] 5005 7.B7.2 12.5 23.N [kVA] (380-440 V) SVLT.N [A] (460 V) 7 6 4/10 16/15 0. Alimentação de rede elétrica 3x 380 . 2.5 10. MAX (60 s) [A] (441-500 V) Saída Típica saída de eixo Típica saída de eixo Seção transversal máx. [-]/UL1) [A] Eficiência 3) Peso IP 20 EB Tipo Livro [kg] Peso IP 20 EB Compacto [kg] Peso IP 54 EB Compacto [kg] Perda de energia à carga máx.1 7. 3. do cabo.N [kW] PVLT.5 3. consulte a seção Fusíveis.N [A] (441-500 V) IVLT.2 10.5 14 250 IP 20/ IP 54 15.1 5.9 9.VLT é uma marca registrada da Danfoss 43 Technical data .5 14 295 IP 20/ IP 54 Seção transversal máx.6 14.5 14 198 IP 20/ IP 54 12.VLT® da Série 5000 Tipo Estante de Livros e Compacto. Invólucro [W] 139 IP 20/ IP 54 1.2 11.8 11 17.6 4/10 25/25 0.N [kVA] (441-500 V) PVLT. Para o tipo de fusível.0 4 4/10 5006 10 16 8.96 7.

6 16/6 16/6 63/40 0.N [kVA] (380-440 V) SVLT. do cabo.4 41.51.2 27.3 34 37.96 21 41 419 559 IP 20/ IP 54 5022 37.5 41. freio e divisão de carga [mm2]/[AWG]2) 4) Corrente de entrada nominal IL.28 .VLT é uma marca registrada da Danfoss .5 33.5 25 16/6 35/2 10/8 44 41 16/6 35/2 63/60 0.2 15 20 16/6 16/6 10/8 37.N [kVA] (380-440 V) SVLT.B7.5 60 34 54. consulte a seção Fusíveis.N [A] (441-500 V) IVLT.5 34 16/6 16/6 63/50 0. MAX (60 s) [A] (441-500 V) Saída SVLT.N [A] (380-440 V) IVLT. Atenda sempre às normas nacionais e locais. Para o tipo de fusível. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT.96 22 41 559 655 IP 20/ IP 54 5027 44 48. A seção transversal mínima do cabo é a menor seção transversal que couber nos terminais na instalação.VLT® da Série 5000 ■ Compacto.torque de sobrecarga normal (110 [W] %) Gabinete 5016 32 35.6 29. freio e divisão de carga [mm2 ]/[AWG]2) Seção transversal mín. 44 MG. 4.7 18.8 22 30 37.96 27 42 655 768 IP 20/ IP 54 IP 54 IP 20 IP 54 IP 20 1. do cabo para o motor. potência [mm 2 ]/[AWG] Pré-fusíveis máx [-]/UL1) [A] Eficiência3) Peso do IP 20 EB [kg] Peso do IP 54 [kg] Perda de potência em carga máx.2 27.4 21. .torque de sobrecarga alta (160 %) [W] .9 44. sobre seção transversal mínima do cabo.N [A] (380-440 V) IVLT.9 30.5 35.2 15 20 24 38.5 25 32 51.7 24.500 V De acordo com as exigências internacionais Tipo de VLT Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT. 2. com valores nominais de carga e freqüência. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT.4 28. do cabo para o motor.6 24.N [kVA] (441-500 V) Potência típica no eixo PVLT.4 28.N [A] (441-500 V) IVLT. American Wire Gauge.7 34.N [A] (460 V) Seção transversal máx.4 45.N [A] (380 V) IL.4 18.8 11 15 16/6 16/6 10/8 32 27.4 24.4 24. Medido com cabos de motor blindados de 30 m.N [HP] Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída IVLT.N [kW] Potência típica no eixo PVLT. MAX (60 s) [A] (441-500 V) Saída SVLT. para compatibilizar com o IP 20.6 29.N [HP] Seção transversal máx.3 18.4 18. Alimentação de rede elétrica 3 x 380 .N [kW] Potência típica no eixo PVLT. 3.N [kVA] (441-500 V) Potência típica no eixo PVLT.

MAX (60 s) [A] (441-500 V) Saída SVLT. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT. . do cabo para o motor.6 56. freio e divisão da carga [mm2 ]/[AWG]2)4) Corrente de entrada nominal IL. Medido com cabos de motor blindados de 30 m.1 54 59.4 66. Para o tipo de fusível.3 65 71.28 .N [A] (441-500 V) IVLT.N [A] (380 V) IL. 4. do cabo para o motor. Cabos de alumínio.9 22 30 35/2 35/2 10/8 60 53 35/2 35/2 80/80 0.4 46. devem estar conectados por meio de um conector de AI-Cu.N [A] (460 V) Seção transversal máx. com valores nominais de carga e freqüência. Atenda sempre às normas nacionais e locais.2 33.6 54 86 46.500 V De acordo com as exigências internacionais Tipo de VLT Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT. consulte a seção Fusíveis.96 41 56 1065 1275 IP 20/ IP 54 5052 90 99 78 85.8 30 40 35/2 35/2 10/8 72 64 35/2 35/2 100/100 0. Alimentação de rede elétrica 3 x 380 .N [A] (380-440 V) IVLT.8 30 40 44 70.N [A] (441-500 V) IVLT.51. freio e divisão da carga [mm2 ]/[AWG]2)5) Seção transversal mín.5 55.N [kVA] (380-440 V) SVLT.N [A] (380-440 V) IVLT.B7.5 35.6 67.N [kVA] (441-500 V) Potência típica no eixo PVLT. American Wire Gauge.N [kVA] (380-440 V) SVLT.torque de sobrecarga normal (110 %) Gabinete [W] 5032 61 67.4 41. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT.N [kW] Potência típica no eixo PVLT. para compatibilizar com o IP 20.5 45 60 73 116.torque de sobrecarga alta (160 [W] %) . 2.8 68.5 46.96 28 54 768 1065 IP 20/ IP 54 5042 73 80.N [HP] Seção transversal máx. 5.3 37 50 61 97.N [kW] Potência típica no eixo PVLT. A seção transversal mínima do cabo é a menor seção transversal que couber nos terminais na instalação.VLT® da Série 5000 Compacto.3 37 50 50/0 50/0 16/6 89 77 50/0 50/0 125/125 0.N [HP] Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída IVLT. com seção transversal acima de 35 mm2. MAX (60 s) [A] (441-500 V) Saída SVLT.VLT é uma marca registrada da Danfoss 45 Technical data . MG.96 42 56 1275 1571 IP 20/ IP 54 IP 54 IP20 IP 54 IP 20 1. do cabo.6 56. potência [mm 2 ]/[AWG]2) 5) Pré-fusíveis máx [-]/UL1) [A] Eficiência3) Peso do IP 20 EB [kg] Peso do IP 54 [kg] Perda de potência em carga máx.5 46. sobre seção transversal mínima do cabo.8 65 104 55.N [kVA] (441-500 V) Potência típica no eixo PVLT. 3.

N [HP] (460 V) PVLT. do cabo para o motor. .N [kVA] (441-500 V) Potência típica no eixo PVLT.N [A] (380-440 V) IVLT. 2. do cabo para o motor.6 69. 6. potência [mm 2 ]/[AWG]2) Pré-fusíveis máx Eficiência3) Peso do IP 20 EB Peso do IP 54 Perda de potência em carga máx.N [kVA] (441-500 V) Potência típica no eixo PVLT. com valores nominais de carga e freqüência.N [A] (441-500 V) IVLT.0 55 75 75 150/300 5102 177 195 160 176 123 139 90 125 110 147 221 130 195 102 113 75 100 90 150/300 mcm6) mcm6) 120/250 120/250 mcm5) 25/4 145 128 150/300 mcm5) 25/4 174 158 150/300 Seção transversal mín. com seção transversal acima de 35 mm2. MAX (60 s) [A] (441-500 V) Saída SVLT. MAX (60 s) [A] (441-500 V) Saída SVLT.8 55 75 75 90 135 80 120 68. American Wire Gauge. Para o tipo de fusível.97 54 77 1058 1467 IP20/ IP 54 mcm5) 250/250 >0. freio e divisão de carga [mm2 ]/[AWG]2) IP 54 IP20 5062 106 117 106 117 80. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT. Freio e divisão da carga: 95 mm2 / AWG 3/0 46 MG. Atenda sempre às normas nacionais e locais.N [HP] (460 V) PVLT.B7.N [kW] (500 V) Seção transversal máx.0 92. do cabo.N [kVA] (380-440 V) SVLT.N [kVA] (380-440 V) SVLT. 3. Medido com cabos de motor blindados de 30 m. freio e divisão da carga [mm2 ]/[AWG]4) Corrente de entrada nominal IL. 4.97 43 60 1122 1322 IP20/ IP 54 5072 147 162 130 143 102 113 75 100 90 106 159 106 159 73.torque de sobrecarga alta (160 %) . consulte a seção Fusíveis. Cabos de alumínio.torque de sobrecarga normal (110 %) Gabinete mcm mcm 120/250 120/250 mcm5) 225/225 >0. Alimentação de rede elétrica 3 x 380 .VLT® da Série 5000 Compacto.VLT é uma marca registrada da Danfoss .N [A] (380-440 V) IVLT.N [kW] (400 V) PVLT.97 54 77 1467 1766 IP20/ IP 54 1. 5. sobre seção transversal mínima do cabo.8 91. para compatibilizar com o IP 20.N [A] (380 V) IL.500 V De acordo com as exigências internacionais Tipo de VLT Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT.28 .N [A] (441-500 V) IVLT.3 45 60 55 50/05) 50/05) 16/6 104 104 IP 54 IP 20 [-]/UL1) [A] [kg] [kg] [W] [W] 50/05) 50/05) 160/150 >0.51.N [kW] (400 V) PVLT.N [kW] (500 V) Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída IVLT. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT.N [A] (460 V) Seção transversal máx. A seção transversal mínima do cabo é a menor seção transversal que couber nos terminais na instalação. devem estar conectados por meio de um conector de AI-Cu.

500 V De acordo com as exigências internacionais Tipo de VLT Corrente de sobrecarga normal (110%): Corrente de saída IVLT.6 [mm2]4.N SVLT. sobre seção transversal mínima do cabo. MAX (60 s) [A] Saída Potência típica no eixo SVLT.N [A] (441-500 V) Seção transversal máx.6 do cabo.N SVLT.N SVLT.VLT® da Série 5000 ■ Compacto.51. 6. do cabo é a máxima seção transversal permitida para encaixar nos terminais. Medido com cabos de motor blindados de 30 m. Alimentação de rede elétrica 3 x 380 .N [A] (380-440 V) nominal IL. com valores nominais de carga e freqüência.N [A] (380-440 V) IVLT. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT.4. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT.N [A] (441-500 V) Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de entrada IL. para o freio e SVLT. (rede elétrica) [-]/UL Eficiência3) Perda de potência Peso Peso Peso Gabinete 1. American Wire Gauge.98 Sobrecarga normal [W] 2619 3309 4163 Sobrecarga alta [W] 2206 2619 3309 IP 00 [kg] 82 91 112 IP 21/Nema1 [kg] 96 104 125 IP 54/Nema12 [kg] 96 104 125 IP 00. A seção transversal máx. Atenda sempre às normas nacionais e locais. 4. Freio e divisão da carga: M8 MG. fonte de alimentação Prefusíveis máx.N [A] (441-500 V) IVLT.4. 5.N [A] (380-440 V) IVLT. dos cabos de motor Seção transversal de cabo máx.6 [AWG]2.6 [AWG]2. MAX (60 s) [A] Saída Potência típica no eixo Seção transversal máx. Para obter o tipo de fusível. Peso sem o contêiner de transporte.N (441-500 [kVA] (400 [kVA] (460 [kVA] (500 [kW] (400 [HP] (460 [kW] (500 V) V) V) V) V) V) V) 5122 212 233 190 209 147 151 165 110 150 132 177 266 160 240 123 127 139 90 125 110 5152 260 286 240 264 180 191 208 132 200 160 212 318 190 285 147 151 165 110 150 132 2 x 70 2 x 2/0 2 x 70 2 x 2/0 5202 315 347 302 332 218 241 262 160 250 200 260 390 240 360 180 191 208 132 200 160 5252 395 434 361 397 274 288 313 200 300 250 315 473 302 453 218 241 262 160 250 200 2 x 185 5302 480 528 443 487 333 353 384 250 350 315 395 593 361 542 274 288 313 200 300 250 Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída IVLT.N SVLT. Parafuso de fixação da fonte de alimentação e motor: M10.B7. IP 21/Nema 1 e IP 54/Nema12 3. 208 185 174 158 256 236 206 185 2 x 70 2 x 2/0 317 304 256 236 385 356 318 304 2 x 185 467 431 389 356 [AWG]2.6 [A]1 2 x 350 mcm 450/ 500/ 500 4977 4163 123 136 136 630/ 600 6107 4977 138 151 151 300/ 300 350/ 350 400 0.VLT é uma marca registrada da Danfoss 47 Technical data .28 .N [A] (441-500 V) IVLT.N (441-500 V) [kVA] (400 V) [kVA] (460 V) [kVA] (500 V) [kW] (400 V) [HP] (460 V) [kW] (500 V) [mm2]4. [mm2]4.6 2 x 350 mcm 2 x 185 2 x 350 mcm a divisão da carga Corrente de sobrecarga normal (110%): Corrente de entrada IL.4.N [A] (380-440 V) nominal IL. consulte a seção Fusíveis 2.

N [A] (441-500 V) IVLT.N (441-500 [kVA] (400 [kVA] (460 [kVA] (500 [kW] (400 [HP] (460 [kW] (500 V) V) V) V) V) V) V) 5352 600 660 540 594 416 430 468 315 450 355 480 720 443 665 333 353 384 250 350 315 5452 658 724 590 649 456 470 511 355 500 400 600 900 540 810 416 430 468 315 450 355 5502 745 820 678 746 516 540 587 400 550/600 500 658 987 590 885 456 470 511 355 500 400 4x240 4x500 mcm 2x185 2x350 mcm 5552 800 880 730 803 554 582 632 450 600 530 695 1042 678 1017 482 540 587 400 550 500 Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída IVLT. MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT. MAX (60 s) [A] Saída Potência típica no eixo SVLT.N [A] (380-440 V) nominal IL. (rede elétrica) [-]/UL Eficiência3) Perda de potência [AWG]2. SVLT.N SVLT.VLT é uma marca registrada da Danfoss .500 V De acordo com as exigências internacionais Tipo de VLT Corrente de sobrecarga normal (110%): Corrente de saída IVLT.28 .6 para o freio Corrente de sobrecarga normal (110%): Corrente de entrada IL.6 do cabo da fonte de alimentação Prefusíveis máx.N [A] (380-440 V) nominal IL.N SVLT.6 [AWG]2.N (441-500 V) [kVA] (400 V) [kVA] (460 V) [kVA] (500 V) [kW] (400 V) [HP] (460 V) [kW] (500 V) [mm2]4.4.B7. MAX (60 s) [A] Saída Potência típica no eixo Seção transversal máx.VLT® da Série 5000 ■ Compacto. Alimentação de rede elétrica 3 x 380 . MAX (60 s) [A] (380-440 V) IVLT.51.N [A] (380-440 V) IVLT.N [A] (441-500 V) IVLT.N [A] (380-440 V) IVLT.6 [A]1 Sobrecarga normal [W] Sobrecarga alta [W] Peso Peso Peso Gabinete 590 531 472 436 647 580 590 531 733 667 647 580 4x240 4x500 mcm 787 718 684 667 700/700 7630 6005 900/900 7701 6960 900/900 0. IP 21/Nema 1 234 236 270 272 270 272 e IP 54/Nema12 48 MG.4.98 8879 7691 900/900 9428 7964 277 313 313 IP 00 [kg] 221 IP 21/Nema1 [kg] 263 IP 54/Nema12 [kg] 263 IP 00. Seção transversal máx.N [A] (441-500 V) Seção transversal máx.4.N [A] (441-500 V) Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de entrada IL.6 [AWG]2.N SVLT.N SVLT. do cabo para o motor e a divisão da carga. [mm2]4.6 [mm2]4. do cabo.

3. 5. Atenda sempre às normas nacionais e locais. M8 (freio) MG. 4.28 . Parafuso de fixação da fonte de alimentação. motor e divisão da carga: M10 (terminal com furo de fixação). com valores nominais de carga e freqüência. do cabo é a máxima seção transversal permitida para encaixar nos terminais. A seção transversal máx. sobre seção transversal mínima do cabo.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss 49 Technical data . consulte a seção Fusíveis 2. Peso sem o contêiner de transporte.VLT® da Série 5000 1. 2xM8 (bloco terminal).51. Para obter o tipo de fusível. Medido com cabos de motor blindados de 30 m. 6. American Wire Gauge.

American Wire Gauge.N [A] (550 V) 1.4 2.5 2.8 2. 50 MG.N [kW] Típica saída de eixo PVLT.6 2. 3.8 2.7 4.N [HP] Torque de sobrecarga alta (160%): Corrente de saída IVLT.9 2.N [A] (550 V) IVLT.1 1.9 2.4 1.6 2.N [HP] Seção transversal máx.5 2 2.6 5.9 6.3 3.8 2.8 2.5 4/10 5 0.28 .1 1.7 1.2 2.6 4/10 3 0.7 0.2 4/10 4 0.7 2.96 10.4 3.5 4. 2.5 102 IP 20 / Nema 1 4.N [kVA] (550 V) SVLT.5 129 IL.7 1. Para os tipos de fusíveis. potência [mm2 ]/[AWG]2) Pré-fusíveis máx [-]/UL1) [A] Eficiência 3) Peso IP 20 EB [kg] Perda de energia à carga [W] máx.N [kVA] (550 V) SVLT.5 2.0 2.6 IL.96 10. do cabo para o motor.9 3.8 1.4 1.6 4.0 3.96 10.5 1.0 3.0 4.5 2.VLT® da Série 5000 ■ Compacto.5 4/10 4.7 1.N [A] (550 V) IVLT.N [kVA] (575 V) Típica saída de eixo PVLT. consulte a seção Fusíveis .5 2.2 5. freio e distribuição de carga [mm2 ]/[AWG]2) Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de entrada nominal Torque de sobrecarga alta ( 160 %): Corrente de entrada nominal 2.N [A] (600 V) Seção transversal máx.9 5.5 63 2.4 5. MAX (60 s) [A] (575 V) Saída SVLT.B7.2 2. MAX (60 s) [A] (550 V) IVLT.9 3 4 4.75 1 4/10 2.9 2.N [A] (575 V) IVLT.96 10.N [kVA] (575 V) Típica saída de eixo PVLT. MAX (60 s) [A] (550 V) IVLT.2 3 4/10 IL.3 2.9 3. do cabo.6 3.9 1.6 2.8 2.2 2.N [kW] Típica saída de eixo PVLT.9 4.600 V De acordo com os requisitos internacionais Tipo de VLT 5001 5002 5003 5004 Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT. Medido com cabos de motor blindados de 30 m com valores nominais de carga e freqüência.N [A] (575 V) IVLT.1 4.7 1.1 4.9 3.5 2 4/10 5.2 3. MAX (60 s) [A] (575 V) Saída SVLT.51.7 4.N [A] (600 V) 2.1 6.5 3. Invólucro 1. Rede elétrica 3 x 525 .9 4.7 3.6 4/10 6 0.N [A] (550 V) IL.5 71 2.2 3 2.8 2.VLT é uma marca registrada da Danfoss .

B7.3 4.0 12. potência [mm2 ]/[AWG]2) Pré-fusíveis máx Eficiência 3) Peso IP 20 EB Perda de energia à carga máx.5 10.9 9.2 8.0 17.8 5.0 7. Invólucro [kg] [W] [-]/UL1) [A] 5.0 11.4 9.96 10.5 10 4/10 SVLT. consulte a seção Fusíveis .5 12.N [A] (550 V) IL.1 9.2 5.5 18.0 6.6 11.0 4.4 10.7 9. Medido com cabos de motor blindados de 30 m com valores nominais de carga e freqüência.N [HP] 6. American Wire Gauge.N [A] (575 V) IVLT.9 7.5 160 6.N [A] (550 V) IVLT.N [A] (550 V) IVLT.N [kW] PVLT.1 4 5 4/10 9.4 4/10 15 0.5 288 11.5 7.1 6.0 14.N [kVA] (550 V) SVLT.N [A] (575 V) IVLT. MAX (60 s) [A] (575 V) Saída Típica saída de eixo Típica saída de eixo Seção transversal máx.5 4/10 11.1 6.0 9.5 236 9.2 10.5 288 6.9 3 4 4/10 6.VLT é uma marca registrada da Danfoss 51 Technical data .0 11.N [A] (600 V) Torque de sobrecarga alta ( 160 %): Corrente de entrada nominal IL.2 8.0 5.1 6.1 11.96 10.0 Tipo de VLT 5005 5006 5008 5011 Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de entrada nominal IL.0 7.0 11.N [kW] PVLT. MG.2 10.0 11.4 11. MAX (60 s) [A] (575 V) Saída Típica saída de eixo Típica saída de eixo Torque de sobrecarga alta (160%): Corrente de saída IVLT. 3.0 12. 2.8 6.2 8.N [kVA] (575 V) PVLT.3 4/10 20 0.7 4/10 10 0.N [kVA] (575 V) PVLT.1 11. MAX (60 s) [A] (550 V) IVLT.N [A] (600 V) Seção transversal máx.5 10. do cabo.5 7. Para os tipos de fusíveis.5 10.1 4 5 9. do cabo para o motor.7 11.N [HP] 5.7 11.0 7. Rede elétrica 3 x 525 . freio e distribuição de carga [mm2 ]/[AWG]2) SVLT.4 7.5 12.5 9.3 11. MAX (60 s) [A] (550 V) IVLT.2 5.5 15.N [kVA] (550 V) SVLT.2 10.96 10.2 6.600 V De acordo com os requisitos internacionais Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT.N [A] (550 V) IL.28 .3 IP 20 / Nema 1 1.0 9.0 9.2 9.6 4/10 8 0.7 6.5 11.96 10.0 5.4 11.VLT® da Série 5000 Compacto.51.1 4.

Saída Típica saída de eixo Típica saída de eixo Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída IVLT. A seção transversal mínima do cabo é a menor seção transversal permitida para instalação nos terminais para compatibilidade com IP 20.5 20 22 21 18 16 16 6 30 0. do cabo para o motor.N [A] (550 V) (60 s) [A] (550 V) IVLT. freio e distribuição de carga [mm2 ]/[AWG]2) Seção transversal mín.N [HP] MAX IL. do cabo para o motor.5 25 35 2 10 8 33 30 27 25 35 2 45 0.N [kVA] (575 V) PVLT.VLT é uma marca registrada da Danfoss .N [kVA] (550 V) SVLT.N [A] (600 V) [-]/UL1) [A] [kg] [W] 52 MG. consulte a seção Fusíveis.VLT® da Série 5000 ■ Compacto. potência [mm 2 ]/[AWG]2) Pré-fusíveis máx Eficiência3) Peso IP 20 EB Perda de potência em carga máx Invólucro 1. American Wire Gauge. freio e distribuição de carga [mm2]/[AWG]4) Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de entrada nominal Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de entrada nominal Seção transversal máx.28 . Para o tipo de fusível. Tipo de VLT IVLT.N [A] (575 V) MAX (60 s) [A] (575 V) SVLT.N [kW] PVLT.N [A] (550 V) IL. Rede elétrica 3 x 525 .N [A] (550 V) IL. Obedeça sempre as normas nacionais e locais sobre seção transversal mínima do cabo.96 23 576 5022 28 31 27 30 27 27 18. Saída Típica saída de eixo Típica saída de eixo Seção transversal máx.5 20 27 25 22 21 16 6 35 0. 4.N [kVA] (575 V) PVLT. 3.51. IVLT.96 23 707 IP 20 / Nema 1 5027 34 37 32 35 32 32 22 30 28 45 27 43 27 27 18.96 30 838 IVLT.600 V De acordo com os requisitos internacionais Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT.N [A] (550 V) (60 s) [A] (550 V) IVLT.5 25 23 37 22 35 22 22 15 20 16 6 0.N [A] (575 V) MAX (60 s) [A] (575 V) SVLT. Medido com cabos de motor blindados de 30 m com valores nominais de carga e freqüência.B7.N [kVA] (550 V) SVLT.N [HP] MAX 5016 23 25 22 24 22 22 15 20 18 29 17 27 17 17 11 15 16 6 0.N [A] (600 V) IL. IVLT. 2. do cabo.N [kW] PVLT.

28 .51. 2.N [A] (575 V) IVLT.N [A] (600 V) Seção transversal máx. MG.N [A] (550 V) (60 s) [A] (550 V) IVLT.N [kVA] (550 V) SVLT. IP 20 / Nema 1 4. Para o tipo de fusível.VLT é uma marca registrada da Danfoss 53 Technical data . do cabo para o motor. Medido com cabos de motor blindados de 30 m com valores nominais de carga e freqüência. MAX (60 s) [A] (575 V) Saída SVLT.96 48 1624 5062 81 89 77 85 77 77 55 75 65 104 62 99 62 62 45 60 50 1/0 16 6 79 72 63 58 50 1/0 100 0.N [A] (550 V) IL.N [HP] Seção transversal máx.N [A] (575 V) MAX (60 s) [A] (575 V) SVLT. 3.N [kW] PVLT.96 48 1362 5052 65 72 62 68 62 62 45 60 54 86 52 83 51 52 37 50 50 1/0 16 6 63 58 53 49 50 1/0 90 0. A seção transversal mínima do cabo é a menor seção transversal permitida para instalação nos terminais para compatibilidade com IP 20.VLT® da Série 5000 Compacto. American Wire Gauge. Obedeça sempre as normas nacionais e locais sobre seção transversal mínima do cabo. freio e distribuição de carga [mm2 ]/[AWG]2)5) Seção transversal mín.N [A] (550 V) (60 s) [A] (550 V) IVLT. MAX máx Invólucro 1. do cabo para o motor.N [kVA] (550 V) SVLT.96 48 2016 IVLT.B7.N [A] (550 V) IL.N [kVA] (575 V) PVLT.N [HP] MAX 5032 43 47 41 45 41 41 30 40 34 54 32 51 32 32 22 30 35 2 10 8 42 38 33 30 35 2 60 0. consulte a seção Fusíveis.N [kW] Típica saída de eixo PVLT.600 V De acordo com os requisitos internacionais Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT.N [kVA] (575 V) Típica saída de eixo PVLT. do cabo potência [mm 2 ]/[AWG]2) 5) Pré-fusíveis máx [-]/UL1) [A] Eficiência3) Peso IP 20 EB [kg] Perda de potência em carga [W] IVLT. freio e distribuição de carga [mm2 ]/[AWG]4) Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de entrada nominal IL. Cabos de alumínio com seção transversal acima de 35 mm2 devem ser conectados para uso de um conector de AI-Cu. Rede elétrica 3 x 525 . 5. IVLT.96 30 1074 5042 54 59 52 57 51 52 37 50 43 69 41 66 41 41 30 40 50 1/0 16 6 53 49 42 38 50 1/0 75 0.N [A] (600 V) Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de entrada nominal IL. Saída Típica saída de eixo Típica saída de eixo Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída Tipo de VLT IVLT.

VLT® da Série 5000
■ Alimentação de rede elétrica 3 x 525 - 690 V
De acordo com as exigências internacionais Tipo de VLT Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT,N [A] (525-550 V) IVLT, MAX (60 s) [A] (525-550 V) IVLT,N [A] (551-690 V) IVLT, MAX (60 s) [A] Saída Potência típica no eixo SVLT,N SVLT,N SVLT,N (551-690 [kVA] (550 [kVA] (575 [kVA] (690 [kW] (550 [HP] (575 [kW] (690 V) V) V) V) V) V) V) 5042 56 62 54 59 53 54 65 37 50 45 48 72 46 69 46 46 55 30 40 37 5052 76 84 73 80 72 73 87 45 60 55 56 84 54 81 53 54 65 37 50 45 5062 90 99 86 95 86 86 103 55 75 75 76 114 73 110 72 73 87 45 60 55 2 x 70 2 x 2/0 2 x 70 2 x 2/0 5072 113 124 108 119 108 108 129 75 100 90 90 135 86 129 86 86 103 55 75 75 5102 137 151 131 144 131 130 157 90 125 110 113 170 108 162 108 108 129 75 100 90

Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída IVLT,N [A] (525-550 V) IVLT, MAX (60 s) [A] (525-550 V) IVLT,N [A] (551-690 V) IVLT, MAX (60 s) [A] Saída Potência típica no eixo Seção transversal máx. dos cabos de motor Seção transversal de cabo máx. para o freio e a divisão da carga Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de entrada IL,N nominal IL,N IL,N Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de entrada IL,N nominal IL,N IL,N Seção transversal máx. do cabo, fonte de alimentação Prefusíveis máx. (rede elétrica) [-]/UL Eficiência3) Perda de potência Peso Peso Peso Gabinete
1. Para obter o tipo de fusível, consulte a seção Fusíveis 2. American Wire Gauge. 3. Medido com cabos de motor blindados de 30 m, com valores nominais de carga e freqüência.

SVLT,N SVLT,N SVLT,N

(551-690 V) [kVA] (550 V) [kVA] (575 V) [kVA] (690 V) [kW] (550 V) [HP] (575 V) [kW] (690 V) [mm2]4,6 [AWG]2,4,6 [mm2]4,6 [AWG]2,4,6

[A] (550 V) [A] (575 V) [A] (690 V) [A] (550 V) [A] (575 V) [A] (690 V) [mm2]4,6 [AWG]2,4,6 [A]1

60 58 58 53 51 50

77 74 77 60 58 58

89 85 87 77 74 77 2 x 70 2 x 2/0

110 106 109 89 85 87

130 124 128 110 106 109

125

160

200

200 0.98 2262 1913

250 0.98 2662 2264

0.97 0.97 0.98 Sobrecarga normal [W] 1458 1717 1913 Sobrecarga alta [W] 1355 1459 1721 IP 00 [kg] 82 IP 21/Nema1 [kg] 96 IP 54/Nema12 [kg] 96 IP 00, IP 21/Nema 1 e IP 54/Nema12

4. A seção transversal máx. do cabo é a máxima seção transversal permitida para encaixar nos terminais. Atenda sempre às normas nacionais e locais, sobre seção transversal mínima do cabo. 5. Peso sem o contêiner de transporte. 6. Parafuso de fixação da fonte de alimentação e motor: M10; Freio e divisão da carga: M8

54

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

VLT® da Série 5000
■ Alimentação de rede elétrica 3 x 525 - 690 V
De acordo com as exigências internacionais Tipo de VLT Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de saída IVLT,N [A] (525-550 V) IVLT, MAX (60 s) [A] (525-550 V) IVLT,N [A] (551-690 V) IVLT, MAX (60 s) [A] (551-690 V) Saída SVLT,N [kVA] (550 V) SVLT,N [kVA] (575 V) SVLT,N [kVA] (690 V) Potência típica no eixo [kW] (550 V) [HP] (575 V) [kW] (690 V) Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de saída IVLT,N [A] (525-550 V) IVLT, MAX (60 s) [A] (525-550 V) IVLT,N [A] (551-690 V) IVLT, MAX (60 s) [A] Saída Potência típica no eixo Seção transversal máx. dos cabos de motor Seção transversal de cabo máx. para o freio SVLT,N SVLT,N SVLT,N (551-690 V) [kVA] (550 V) [kVA] (575 V) [kVA] (690 V) [kW] (550 V) [HP] (575 V) [kW] (690 V) [mm2]4,6 [AWG]2,4,6 [mm2]4,6 [AWG]2,4,6 5122 162 178 155 171 154 154 185 110 150 132 137 206 131 197 131 130 157 90 125 110 2 x 5152 201 221 192 211 191 191 229 132 200 160 162 243 155 233 154 154 185 110 150 132 70 5202 253 278 242 266 241 241 289 160 250 200 201 302 192 288 191 191 229 132 200 160 5252 303 333 290 319 289 289 347 200 300 250 253 380 242 363 241 241 289 160 250 200 5302 360 396 344 378 343 343 411 250 350 315 303 455 290 435 289 289 347 200 300 250 2 x 185 5352 418 460 400 440 398 398 478 315 400 400 360 540 344 516 343 343 411 250 350 315

2 x 2/0 2 x 70 2 x 2/0

2 x 350 mcm 2 x 185 2 x 350 mcm

e a divisão da carga Torque de sobrecarga normal (110 %): Corrente de entrada IL,N [A] (550 V) nominal IL,N [A] (575 V) IL,N [A] (690 V) Torque de sobrecarga alta (160 %): Corrente de entrada IL,N [A] (550 V) nominal IL,N [A] (575 V) IL,N [A] (690 V) [mm2]4,6 Seção transversal máx. do cabo, fonte de alimentação Prefusíveis máx. (rede elétrica) [-]/UL Eficiência3) Perda de potência Peso Peso Peso Gabinete

158 151 155 130 124 128

198 189 197 158 151 155

245 234 240 198 189 197

299 286 296 245 234 240

355 339 352 299 286 296 2 x 185

408 390 400 355 339 352

[AWG]2,4,6 [A]1

2 x 70 2 x 2/0 315 350 350

2 x 350 mcm 400 0,98 5155 4275 123 136 136 500 5821 4875 138 151 151 550 6149 5185 151 165 165

Sobrecarga normal [W] 3114 Sobrecarga alta [W] 2664 IP 00 [kg] 82 IP 21/Nema1 [kg] 96 IP 54/Nema12 [kg] 96 IP 00, IP 21/Nema 1 e

3612 4292 2952 3451 91 112 104 125 104 125 IP 54/Nema12

1. Para obter o tipo de fusível, consulte a seção Fusíveis 3. Medido com cabos de motor blindados de 30 m, com valores nominais de carga e freqüência. 4. A seção transversal máx. do cabo é a máxima seção transversal permitida para encaixar nos terminais. Atenda sempre às normas nacionais e locais, sobre seção transversal mínima do cabo. 5. Peso sem o contêiner de transporte. 6. Parafuso de fixação da fonte de alimentação e motor: M10; Freio e divisão da carga: M8

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

55

Technical data

2. American Wire Gauge.

VLT® da Série 5000
■ Fusíveis Em conformidade com o UL

Para estar em conformidade com as aprovaçőes UL/cUL, devem ser utilizados prefusíveis de acordo com a tabela a seguir. 200-240 V
VLT 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 Bussmann KTN-R10 KTN-R10 KTN-R25 KTN-R20 KTN-R25 KTN-R30 KTN-R50 KTN-R60 KTN-R85 KTN-R125 KTN-R125 KTN-R150 KTN-R200 KTN-R250 SIBA 5017906-010 5017906-010 5017906-016 5017906-020 5017906-025 5012406-032 5014006-050 5014006-063 5014006-080 2028220-125 2028220-125 2028220-160 2028220-200 2028220-250 Fusível Littel KLN-R10 KLN-R10 KLN-R15 KLN-R20 KLN-R25 KLN-R30 KLN-R50 KLN-R60 KLN-R80 KLN-R125 KLN-R125 L25S-150 L25S-200 L25S-250 Ferraz-Shawmut ATM-R10 ou A2K-10R ATM-R10 ou A2K-10R ATM-R15 ou A2K-15R ATM-R20 ou A2K-20R ATM-R25 ou A2K-25R ATM-R30 ou A2K-30R A2K-50R A2K-60R A2K-80R A2K-125R A2K-125R A25X-150 A25X-200 A25X-250

380-500 V
Bussmann 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 5062 5072 5102 5122* 5152* 5202* 5252* 5302* 5352 5452 5502 5552 KTS-R6 KTS-R6 KTS-R10 KTS-R10 KTS-R15 KTS-R20 KTS-R25 KTS-R30 KTS-R40 KTS-R50 KTS-R60 KTS-R80 KTS-R100 KTS-R125 KTS-R150 FWH-220 FWH-250 FWH-300/170M3017 FWH-350/170M3018 FWH-400/170M4012 FWH-500/170M4014 FWH-600/170M4016 170M4017 170M6013 170M6013 170M6013 SIBA 5017906-006 5017906-006 5017906-010 5017906-010 5017906-016 5017906-020 5017906-025 5012406-032 5012406-040 5014006-050 5014006-063 2028220-100 2028220-125 2028220-125 2028220-160 2028220-200 2028220-250 2028220-315 2028220-315 206xx32-400 206xx32-500 206xx32-600 Fusível Littel KLS-R6 KLS-R6 KLS-R10 KLS-R10 KLS-R16 KLS-R20 KLS-R25 KLS-R30 KLS-R40 KLS-R50 KLS-R60 KLS-R80 KLS-R100 KLS-R125 KLS-R150 L50S-225 L50S-250 L50S-300 L50S-350 L50S-400 L50S-500 L50S-600 Ferraz-Shawmut ATM-R6 ou A6K-6R ATM-R6 ou A6K-6R ATM-R10 ou A6K-10R ATM-R10 ou A6K-10R ATM-R16 ou A6K-16R ATM-R20 ou A6K-20R ATM-R25 ou A6K-25R A6K-30R A6K-40R A6K-50R A6K-60R A6K-180R A6K-100R A6K-125R A6K-150R A50-P225 A50-P250 A50-P300 A50-P350 A50-P400 A50-P500 A50-P600

56

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

6URD30D08A0315 6. SKHA36AT0800. 5122 5152 5202 5252 5302 Nº. Nº. do plugue limitante Nº.6URD30D08A0500 6.VLT é uma marca registrada da Danfoss 57 Technical data .35 2061032.28 .B7.16 2061032.4 2061032.2 2061032.VLT® da Série 5000 * Disjuntores fabricados pela General Electric.6URD32D08A550 MG.6URD30D08A0200 6.2 2061032. do plugue limitante Nº.5 2062032. do plugue limitante SRPK800 A 600 SRPK800 A 500 SRPK800 A 400 SRPK800 A 400 SRPK800 A 300 525-600 V Bussmann 5001 5002 5003 5004 5005 5006 5008 5011 5016 5022 5027 5032 5042 5052 5062 KTS-R3 KTS-R4 KT-R5 KTS-R6 KTS-R8 KTS-R10 KTS-R15 KTS-R20 KTS-R30 KTS-R35 KTS-R45 KTS-R60 KTS-R75 KTS-R90 KTS-R100 SIBA 5017906-004 5017906-004 5017906-005 5017906-006 5017906-008 5017906-010 5017906-016 5017906-020 5017906-030 5014006-040 5014006-050 5014006-063 5014006-080 5014006-100 5014006-100 Fusível Littel KLS-R003 KLS-R004 KLS-R005 KLS-R006 KLS-R008 KLS-R010 KLS-R015 KLS-R020 KLS-R030 KLS-R035 KLS-R045 KLS-R060 KLS-R075 KLS-R090 KLS-R100 Ferraz-Shawmut A6K-3R A6K-4R A6K-5R A6K-6R A6K-8R A6K-10R A6K-15R A6K-20R A6K-30R A6K-35R A6K-45R A6K-60R A6K-80R A6K-90R A6K-100R Drives 525-600 V (UL) e 525-690 V (CE) Bussmann 5042 5052 5062 5072 5102 5122 5152 5202 5252 5302 5352 170M3013 170M3014 170M3015 170M3015 170M3016 170M3017 170M3018 170M4011 170M4012 170M4014 170M5011 SIBA 2061032.51. do plugue limitante Nº. do plugue limitante Nº.6URD30D08A0250 6. pode ser utilizado para atender os requisitos do UL.6URD30D08A0125 6. Cat.6URD30D08A0400 6. com plugues limitantes listados a seguir.55 FERRAZ-SHAWMUT 6.315 2061032.25 2061032.125 2061032.6URD30D08A0350 6.35 2061032.6URD30D08A0200 6.6URD30D08A0350 6.6URD30D08A0160 6.

Fusíveis A50X da FERRAZ SHAWMUT podem substituir o A25X para drives de 240 V.VLT é uma marca registrada da Danfoss .B7.28 .51. Fusíveis KLSR da LITTEL FUSE podem substituir o KLNR para drives de 240 V. Fusíveis FWH da Bussmann podem substituir o FWX para drives de 240 V. Fusíveis L50S da LITTEL FUSE podem substituir os fusíveis L25S para drives de 240 V. Fusíveis A6KR da FERRAZ SHAWMUT podem substituir o A2KR para drives de 240 V.VLT® da Série 5000 Fusíveis KTS da Bussmann podem substituir o KTN para drives de 240 V. 58 MG.

Os fusíveis devem ser dimensionados para proteger um circuito capaz de fornecer um máximo 100.VLT® da Série 5000 Não-conformidade com o UL Se não houver necessidade de estar em conformidade com o UL/cUL.B7. MG. é recomendável usar os fusíveis mencionados acima ou: VLT 5001-5027 VLT 5032-5052 VLT 5001-5062 VLT 5072-5102 VLT 5122-5302 VLT 5352-5552 VLT 5001-5062 200-240 V 200-240 V 380-500 V 380-500 V 380-500 V 380-500 V 525-600 V tipo gG tipo gR tipo gG tipo gR tipo gG tipo gR tipo gG Se as recomendaçőes não forem seguidas.51.000 Arms (simétrico). isso poderá resultar em dano desnecessário do drive.28 . em caso de mau funcionamento. 500/600 V máximo.VLT é uma marca registrada da Danfoss 59 Technical data .

240 V 5072 .690 V 5202 .5352 525 .240 V 5006 .500 V IP 00 Compacto 5032 .5005 380 .5011 380 .240 V 5016 .5052 200 .5352 525 .240 V 5032 .500 V 5027 . acrescentar 44 mm.500 V 5202 .5011 380 .5022 525 .5011 200 .500 V 5004 .5027 200 .5027 380 .5052 200 .500 V 5202 .5003 200 .5152 380 .5552 380 .5005 380 .500 V 5016 .690 V IP 54 Compacto /Nema 12 5001 .28 .5016 200 .5011 525 .690 V IP 20 Compacto 5001 .690 V ab: Espaço mínimo acima do gabinete be: Espaço mínimo abaixo do gabinete 1) Com desconexão.5003 200 .240 V 5001 .5552 380 .500 V 5352 .240 V 5001 .500 V 5016 .5006 200 .600 V (Nema 1) 5011 .500 V 5008 .5302 380 .240 V 5027 .500 V 5001 .500 V 5122 .240 V 5006 .500 V 5042 .5352 525 .VLT® da Série 5000 ■ Dimensőes mecânicas Todas as medidas listadas abaixo estão em mm.500 V 5004 .5032 525 .5152 525 .600 V (Nema 1) 5022 .5152 380 .240 V 5042 .5302 380 .B7.500 V 5352 .500 V 5004 .5003 200 . 800 800 954 1208 1588 2000 1208 1588 460 530 810 940 937 940 1208 1588 2000 1208 1588 308 370 370 420 420 600 420 420 282 282 350 400 495 400 420 420 600 420 420 296 335 335 3731) 3731) 4941) 3731) 3731) 195 195 280 280 421 360 3731) 3732) 4941) 3731) 3731) 85 85 70 70 70 780 780 780 1154 1535 1154 1535 260 330 560 690 830 690 1154 1535 1154 1535 270 330 270 304 304 304 304 258 258 326 375 374 375 304 304 304 304 200 225 225 225 225 225 225 225 100 100 200 200 225 225 225 225 225 225 225 D D E J J H J J F F F F G F J J H J J 700 242 260 680 200 200 D 560 242 260 540 200 200 D 395 395 800 1046 1327 1547 1046 1327 395 B 90 130 370 408 408 585 408 408 220 C 260 260 335 3731) 3731) 4941) 3731) 3731) 160 D a 384 384 780 1001 1282 1502 1001 1282 384 b 70 70 270 304 304 304 304 304 200 ab/be 100 100 225 225 225 225 225 225 100 Tipo A A B J J I J J C 395 220 200 384 200 100 C 60 MG.5005 380 .500 V 5202 .5027 200 .5006 200 .5062 380 .5062 380 .240 V 5122 .690 V 5202 .5011 380 .500 V 5352 .600 V (IP 20 e Nema 1) 5008 200 .500 V Nema 1/IP20/IP21Compacto 5032 .5062 525 .500 V 5042 .5102 380 .5152 380 .5552 380 .5152 525 .VLT é uma marca registrada da Danfoss .5006 200 . A IP 20 Tipo Estante de Livros 5001 .5102 380 .5032 380 .5052 200 .51.500 V 5032 .500 V 5042 .500 V 5042 .5152 525 .240 V 5006 .600 V (Nema 1) 5072 .5022 380 .5302 380 .690 V 5202 .240 V 5122 .240 V 5001 .240 V 5016 .

dimensions .28 .B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss 61 Measurements. MG.cont.51.VLT® da Série 5000 ■ Dimensőes mecânicas.

IP 54 62 MG.51. IP 21.) Tipo H.VLT® da Série 5000 ■ Dimensőes mecânicas (cont.B7. IP 20. IP 00. IP 54 Tipo I.28 .VLT é uma marca registrada da Danfoss . IP 00 Tipo J.

Para proteger a unidade contra o superaquecimento. a distância mínima acima e abaixo da unidade deve ser conforme mostrado na ilustração abaixo.B7. consulte a instrução MN. A temperatura máxima e a média em 24 horas podem ser obtidas na seção Dados técnicos gerais.XX.51. deverá ser realizada uma redução de potência no conversor de freqüência do . As informaçőes dadas na lista devem ser observadas para evitar sérios danos ou ferimentos. Ao instalar o conversor de freqüência do em uma superfície não plana. Se a temperatura ambiente permanecer no intervalo entre 45° e 55 °C. Veja a lista abaixo. Para que a unidade possa liberar o ar de refrigeração.28 . a menos que seja realizada uma redução para a temperatura ambiente. A durabilidade do conversor de freqüência do será reduzida.50. especialmente na instalação de unidades grandes. O conversor de freqüência do é refrigerado pela circulação do ar.YY. MG. O conversor de freqüência do deve ser instalado verticalmente.VLT® da Série 5000 ■ Instalação mecânica Esteja atento para os requisitos que se aplicam à integração e ao kit de montagem em campo. é necessário garantir que a temperatura ambiente não ultrapasse a temperatura máxima do conversor de freqüência do e que a temperatura média em 24 horas não seja excedida. como uma estrutura.VLT é uma marca registrada da Danfoss 63 Mechanical installation . de acordo com o diagrama do Guia de projeto.

5016-5062.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Lado a lado/flange a flange Todos os conversores de freqüências podem ser montados lado a lado/flange a flange. 380-500 V VLT 5352-5552. 64 MG. vertical (sem espaçadores) As telas do filtro do IP 54 devem ser substituídas quando estiverem sujas. vertical (sem espaçadores) Instalação sobre uma superfície plana. 5016-5062. 525-600 V VLT VLT VLT VLT 5008-5027. IP 00: acima e abaixo do gabinete IP 21/IP 54: apenas acima do gabinete Instalação sobre uma superfície plana. vertical (sem espaçadores) VLT 5032-5052. 525-690 V Instalação sobre uma superfície plana. 200-240 V VLT 5122-5302.VLT® da Série 5000 ■ Instalação do VLT 5001-5552 Todos os conversores de freqüências devem ser instalados de forma a garantir o resfriamento adequado. 200-240 V VLT 5001-5011. 5072-5102.28 . d [mm] Estilo Estante de Livros VLT 5001-5006. 380-500 V VLT 5042-5352. 200-240 380-500 380-500 525-600 V V V V 100 100 Comentários Instalação sobre uma superfície plana. vertical (sem espaçadores) As telas do filtro do IP 54 devem ser substituídas quando estiverem sujas. Resfriamento Todas as unidades Estilo Estante de Livros e Compacto exigem um espaço mínimo. 200-240 V VLT 5001-5011. vertical (sem espaçadores) 100 100 100 200 200 225 200 225 225 225 225 Instalação sobre uma superfície plana. 380-500 V VLT 5001-5011. 380-500 V Compacto (todos os tipos de gabinetes) VLT 5001-5006. acima e abaixo do gabinete.51.

Isso se aplica a unidades Nema 1 (IP 21) e unidades IP 54. dependendo do ambiente operacional. podem ser instaladas lado a lado sem nenhum espaço entre elas. na série mencionada acima. MG.B7. acima e abaixo do gabinete.28 . pois essas unidades não requerem refrigeração lateral.VLT é uma marca registrada da Danfoss 65 Mechanical installation . requerem um espaço mínimo de 225 mm. As telas dos filtros nas unidades IP 54 devem ser substituídas regularmente. Todas as unidades.51. na série mencionada acima. Para ter acesso ao VLT 5352-5552 é necessário um espaço livre mínimo de 579 mm na frente do conversor de freqüência.VLT® da Série 5000 ■ Instalação do VLT 5352-5552 380-500 V Nema 1 (IP 21) e IP 54 Compacto Resfriamento Lado a lado Nema 1 (IP 21) e IP 54 Compactos Todas as unidades Nema 1 (IP 21) e IP 54. e devem ser instaladas em uma superfície plana.

Verifique se essas práticas são Ao utilizar o VLT 5008-5052. conforme as normas e padrőes nacionais e locais aplicáveis.VLT é uma marca registrada da Danfoss . L1. W. ■ Instalação elétrica . suplementares. L2 e L3. É responsabilidade do usuário ou do eletricista qualificado garantir um correto aterramento e proteção. Ao utilizar o VLT 5072-5302. quando a unidade estiver O conversor de freqüência tem um valor conectada à rede elétrica.51. V. 525-600 V: Consulte também a seção Condiçőes especiais. aguarde pelo menos 15 minutos. 525-600 V: trifásico com um retificador e pequenas descargas aguarde pelo menos 4 minutos. L2 e L 3 e energizando com 2. 380-500 V: No caso de uma falha de aterramento. Relés ELCB. 380-500 V: aguarde devem ser obedecidas.VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica ■ Aterramento de segurança A tensão do conversor de freqüência NOTA!: é perigosa. mesmo depois de desligar a ■ Proteção adicional (RCD) alimentação de rede elétrica. 200-240 V: permitidas pelas normas de segurança locais.15 kV CC no máximo durante um segundo entre este curto-circuito e o chassi. ■ Teste de alta tensão É possível executar um teste de alta tensão colocando em curto-circuito os terminais U. quando da energização.alimentação de rede Ligue as três fases de alimentação aos NOTA!: terminais L1 . 525-690 V: aguarde pelo menos 20 minutos. Aplique as normas nacionais de segurança. Ao utilizar o VLT 5042-5352. 525-600 V: aguarde pelo menos 30 minutos. Ao utilizar o VLT 5008-5062. Use o terminal de aterramento (veja graves ou fatais. Se forem utilizados relés ELCB. normas de segurança. NOTA!: O interruptor RFI deve estar fechado (posição ON) quando forem executados testes de alta tensão (veja a seção Interruptor RFI). Os relés devem ser pelo menos 40 minutos. 380-500 V: aguarde pelo menos 20 minutos.28 . CC pode se desenvolver na corrente com defeito. aguarde pelo menos 15 minutos. devem ser obedecidas. podem ser utilizados como proteçőes 380-500 V: aguarde pelo menos 4 minutos. apropriados para a proteção de equipamento Ao utilizar o VLT 5001-5005. no Guia de Design. as instruçőes deste a seção Instalação elétrica. Tocar as partes eletrificadas pode causar até a morte. cabos de energia). devendo portanto incorreta do motor ou do conversor de freqüência ser apropriadamente aterrado por razőes de pode causar danos ao equipamento. Ao utilizar o VLT 5006-5022. 200-240 V e o e outros. 66 MG.B7. ou ferimentos segurança. bem como as normas nacionais e locais e as que permite aterramento reforçado. A conexão da rede elétrica e do motor deve ser interrompida no caso de testes de alta tensão da instalação total se as correntes de fuga forem altas demais. ligação múltipla à terra de proteção Ao utilizar o VLT 5001-5006. as normas locais Usando VLT 5352-5552. manual. Ao utilizar o VLT 5027-5062. A instalação elevado de corrente de fuga. um conteúdo aguarde pelo menos 15 minutos. Portanto.

Alterando o Parâmetro 446 para o modo 60° AVM.28 . alguns requisitos de EMC não estarão em conformidade. com relação à emissão e imunidade. no modo SFAVM. Se for necessário interromper a blindagem para instalar um isolador de motor ou contactor de motor.cabos do motor NOTA!: Se for usado um cabo não-blindado. a malha de blindagem deve ser continuada com a mínima impedância de HF possível. O conversor de freqüência foi testado com um determinado comprimento de cabo e uma determinada seção transversal. a capacitância do cabo . no Parâmetro 411. As conexőes de blindagem devem ser efetuadas com a maior superfície de contacto possível (usar presilha para cabo). consulte o Guia de Design.51. É importante manter o cabo do motor tão curto quanto possível. de modo a reduzir o nível de ruído e as correntes de fuga a um mínimo. e o comprimento do cabo deverá ser reduzido correspondentemente. ■ Ligação do motor Todos os tipos de motores padrão assíncrono trifásicos podem ser usados com a série 5000 VLT.VLT é uma marca registrada da Danfoss 67 Electrical installation . Consulte o Guia de Design. Os motores maiores são ligados em delta (400/690 V.B7. a freqüência em que a corrente sofre derate é movida para cima. D/Y). porque estas reduzirão muito o efeito da blindagem nas altas freqüências. ■ Sentido de rotação do motor A programação de fábrica é para a rotação no sentido horário com a saída do conversor de freqüência ligado da seguinte maneira: Terminal 96 ligado à fase U Terminal 97 ligado à fase V Terminal 98 ligado à fase W O sentido de rotação pode ser trocado invertendo duas fases do cabo do motor. o cabo do motor deve ser blindado. A blindagem do cabo do motor deve ser conectada ao gabinete do conversor de freqüência e à carcaça do motor. a freqüência de chaveamento deverá ser programada de acordo com a instrução do filtro LC. MG. A instalação com as extremidades da malha de blindagem torcidas (rabicho) deve ser evitada.e portanto a corrente de fuga aumentará. para reduzir o ruído acústico de um motor. a corrente de saída será reduzida. exceto se indicado de modo diferente para o filtro de RFI em questão. Normalmente. Isto é possível graças a diferentes dispositivos de instalação em diferentes conversores de freqüência. D/Y). os motores menores são ligados em estrela (200/400 V.VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica . Quando conversores de freqüência forem utilizados com filtros LC. Para estar em conformidade com as especificaçőes EMC. Se a seção transversal for aumentada. Ao configurar a freqüência de chaveamento maior que 3 kHz.

Se for preciso que os motores tenham valores de rotação diferentes. 104.) Código do tipo: SB.90. 81. e VLT 5042-5352. Isto por que a resistência ohmica relativamente alta dos motores pequenos necessita de uma tensão mais alta na partida e com baixos valores de rotação. 82 Função Terminais do resistor de freio Conversor de freqüência é capaz de controlar diversos motores ligados em paralelo.chave de temperatura do resistor do freio Torque: 0. A rotação do motor é mudada simultaneamente. Nos sistemas com motores ligados em paralelo. EX.YY. ■ Instalação elétrica . e ao gabinete metálico do resistor de freio. 106 e 104 deverão estar juntos em curto-circuito. Observe que cada cabo do motor deve ser o mais curto possível e não deve ultrapassar o comprimento total permitido para o motor. Dimensione a seção transversal do cabo de freio de forma a corresponder ao torque do freio. por meio de braçadeiras. PB).cabo do freio (Somente padrão com freio e estendido com freio. EB.5-0. 525-690 V.Divisão da carga (Estendido somente com códigos de tipo EB. DE.YY e MI. NOTA!: Note que tensőes de até 1099 V CC. ■ Instalação elétrica . Se esta função não for utilizada.VLT é uma marca registrada da Danfoss . O cabo de conexão do resistor de freio deve ser blindado. 380-500 V.28 . tal como termistores em cada motor (ou relés térmicos individuais) adequados para uso com conversores de freqüência. O consumo total de corrente dos motores não deve ultrapassar a corrente de saída nominal IVLT. 105 Função Chave de temperatura do resistor de freio. Deve-se instalar uma chave KLIXON que é ’normalmente fechada’. NOTA!: Esta função está disponível somente no VLT 5032-5052 200-240 V VLT 5122-5552.51. DE. os mesmos deverão possuir valores de rotação nominais diferentes. é necessária uma proteção adicional ao motor. Se a temperatura do resistor do freio estiver muito alta e a chave térmica desligar. 68 MG. N°.B7. à placa condutora traseira. DX). 106. MI. Consulte também as instruçőes do Freio. O motor iniciará a parada por inércia.FX. para obter informaçőes adicionais sobre a instalação segura.SX. no conversor de freqüência. o relé térmico eletrônico do conversor de freqüência (ETR) não pode ser utilizado como proteção do motor para cada motor porque a saída de corrente deve ser programada para a corrente total dos motores. podem ocorrer nos terminais.VLT® da Série 5000 ■ Ligação de motores em paralelo ■ Instalação elétrica . o que significa que a relação entre os valores da rotação nominal é mantido em toda a gama. o conversor de freqüência não acionará mais o freio. Podem ocorrer problemas na partida e com baixos valores de rotação se as potências dos motores forem muito diferentes.6 Nm Tamanho de parafuso: M3 N°. dependendo da fonte de alimentação. Conecte a blindagem.50. Conseqüentemente.N para o conversor de freqüência. ■ Proteção térmica do motor O relé térmico eletrônico nos conversores de freqüência recebeu a aprovação UL para a proteção individual do motor quando o parâmetro 128 é programado para trip ETR" e o parâmetro 105 ajustado para a corrente nominal do motor (vide a placa de identificação do motor).

L2. os cabos devem ser apertados com parafusos.5052 200-240 V. Para o VLT 5032 . VLT 5042-5352 525-690 V.51. 95.B7. W 94. VLT 5001-5102 380-500 V e VLT 5001-5062 525-600 V. os cabos devem ser apertados com parafusos com porca. Para obter informaçőes adicionais.XX. 99 81.50.28 . 97. Para o VLT 5001-5027 200-240 V. ■ Torques de aperto e tamanhos de parafusos A tabela mostra o torque necessário para apertar os terminais do conversor de freqüência. 89 MG. V.NX. 88. L3 96.s Não 91. A distribuição da carga necessita de equipamento extra. 93 L1. NOTA!: Note que podem ocorrer tensőes de até 1099 V CC nos terminais. 89 Função Divisão de carga Terminais para distribuição da carga O cabo de conexão deve ser blindado e o comprimento máximo. A distribuição da carga permite ligar os circuitos intermediários CC de vários conversores de freqüência. Estes valores aplicam-se aos seguintes terminais: Terminais da rede elétrica Terminais do motor Terminal de aterramento Terminais do resistor de freio Divisão de carga Nº.VLT é uma marca registrada da Danfoss 69 Electrical installation .VLT® da Série 5000 N°. 98 U. 92. 25 metros. 82 88. consulte as Instruçőes sobre Divisão da Carga MI. VLT 5122-5552 380-500 V. desde o conversor de freqüência até a barra CC.s Nº.

B7.6 1. Parafuso com porca M8 70 MG.Terminais de linha 6Nm.8 1.8 3 6 19 Parafuso com fenda Parafuso com fenda Chave Allen de 4 mm Chave Allen de 5 mm Chave Hex de 16 mm 1) 2) 3) 4) 5) Terminais para o freio: 3.5 Nm.VLT® da Série 5000 Tipo de VLT 200-240 V 5001-5006 5008 5008-5011 5011-5022 5016-502231) 5027 5032-5052 380-500 V 5001-5011 5016-5022 5016-5027 5027-5042 5032-50423) 5052-5062 5072-5102 5122-53024) 5352-55525) Torque [Nm] Parafuso/ Tamanho do parafuso com porca M3 M4 M4 M5 M5 M6 M8 (parafuso com porca e bucha) M3 M4 M4 M5 M5 M6 M6 M8 Parafuso com porca M10 Parafuso com porca M10 (terminal com orifício de fixação) Parafuso com porca M8 (bloco terminal) M3 M4 M5 M6 Parafuso com porca M10 Ferramenta IP20 IP54 IP20 IP54 0.6 1. Parafuso: M6 .28 .Chave Allen de 5 mm Divisão da carga e terminais para o freio: 9.3 Parafuso com fenda Parafuso com fenda Parafuso com fenda Chave Allen de 4 mm Chave Allen de 4 mm Chave Allen de 4 mm IP20 IP54 IP20 IP54 IP20 IP542) 0.8 3 3 6 15 24 19 19 Parafuso com fenda Parafuso com fenda Parafuso com fenda Chave Allen de 4 mm Chave Allen de 4 mm Chave Allen de 5 mm Chave Allen de 6mm Chave Allen de 8 mm Chave Hex de 16 mm Chave Hex de 16 mm 5352-55525) 525-600 V 5001-5011 5016-5027 5032-5042 5052-5062 525-690 V 5042-53524) 9.51.8 3 3 6 11.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Porca: M6 Freio e divisão da carga: 14 Nm.6 1. Parafuso Allen M6 IP54 com RFI .5 Chave Hex de 16 mm 0. Parafuso com porca M8 Terminais para o freio: 9.8 1.0 Nm.5 Nm.

um intervalo de tempo mínimo de 200 ms deve ser programado no parâmetro 120 Retardo da partida. DX. EX).6Nm Tamanho do parafuso: M3 NOTA!: Use fonte de 24 V CC do tipo PELV para assegurar q isolação galvânica correta (tipo PELV). 380-500 V.5-0.VLT é uma marca registrada da Danfoss 71 Electrical installation . 1+3 NF. pode ser instalado para proteger a fonte de 24 V CC externa. eles devem ser alimentados com uma fonte de CA externa. 1-3 4.51. 36 Função Fonte de 24 V CC externa A fonte de 24 V CC externa pode ser usada como fonte de alimentação de baixa tensão para o cartão de controle e quaisquer cartőes opcionais instalados.0. 5042-5352. 200-240 V em todos os tipos de gabinetes. os ventiladores internos não receberão alimentação de CA. 5032-5052. 5 Função Saída do relé. dependendo da carga no cartão de controle. Saída do relé. ■ Instalação elétrica . Vide também Dados técnicos gerais.5 . contudo. nos intervalos de potência VLT 5016-5102. Observe que será emitida uma advertência de baixa tensão quando a fonte de 24 V CC tiver sido conectada.B7. EB. MG. 525-690 V.5 . Se for conectada uma fonte de 24 V CC externa ou se for ligada ao mesmo tempo que a alimentação de rede elétrica. ■ Instalação elétrica .28 .6 Nm Tamanho de parafuso: M3 N°. Vide também Dados técnicos gerais. 380-500 V e VLT 5008-5027. Um pré-fusível de 6 A. nos terminais de controle do conversor de freqüência.saída do relé Torque: 0.6 Nm Tamanho do parafuso: M3 Disponível no 5122-5552. PF. N°. não haverá desarme. de retardo. 4 + 5 NA Vide parâmetro 326 no Manual de Operação. O consumo de energia é de 15-50 W. PD. no mínimo. 35.VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica .fonte de 24 Volts CC externa (Somente para versőes estendidas.0. Se o drive for alimentado pelo barramento CC (divisão da carga). Somente para unidades IP54. 1+2 NA Vide parâmetro 323 no Manual de Operação. Isto permite a operação total do LCP (inclusive a programação de parâmetro) sem conexão à rede elétrica. 200-240 V CA. Neste caso. DE.alimentação de ventilador externo Torque 0. PB. Código de tipo: PS. Torque: 0.

VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica. cabos de controle Compact IP 20/Nema 1 Bookstyle VLT 5001-5006 200-240 V VLT 5001-5011 380-500 V Compact IP 54 VLT 5001-5006 200-240 V VLT 5001-5011 380-500 V VLT 5001-5011 525-600 V 72 MG.VLT é uma marca registrada da Danfoss .B7.28 .51.

51.VLT é uma marca registrada da Danfoss 73 Electrical installation .B7.VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica. cabos de controle Fluxo 5000/5000 IP 54 Compacto VLT 5008-5027 200-240 V VLT 5016-5062 380-500 V MG.28 .

B7. VLT 5042-5152 525-690 V Observação: A chave de RFI fica sem função nos drives 525-690 V. com desconexão e fusível VLT 5122-5152 380-500 V. IP 00 Compacto. sem desconexão e fusível VLT 5122-5152 380-500 V.51.VLT® da Série 5000 IP 54 Compacto VLT 5072-5102 380-500 V IP 21/IP54 Compacto.VLT é uma marca registrada da Danfoss .28 . VLT 5042-5152 525-690 V 74 MG.

VLT é uma marca registrada da Danfoss 75 Electrical installation .28 . com desconexão e fusível VLT 5202-5302 380-500 V.51. com desconexão e fusível VLT 5202-5302 380-500 V. com desconexão e fusível VLT 5352-5552 380-500 V IP 21/IP54 Compacto.B7. VLT 5202-5352 525-690 V Observação: A chave de RFI fica sem função nos drives 525-690 V. sem desconexão e fusível VLT 5352-5552 380-500 V MG. IP 00 Compacto. VLT 5202-5352 525-690 V IP 00 Compacto.VLT® da Série 5000 IP 00 Compacto.

IP 00 76 MG.VLT® da Série 5000 IP 21 / IP54 Compacto.28 .VLT é uma marca registrada da Danfoss .51.B7. sem desconexão e fusível VLT 5352-5552 380-500 V Posição dos terminais terra. IP 21 / IP 54 Posição dos terminais terra.

28 .uma chave de fenda ou algo similar.B7. MG. A tampa de proteção (veja o desenho) pode ser removida por meio de um objeto com ponta .51. cabos de controle Compact IP 00/Nema 1 (IP 20) VLT 5032 -5052 200 -240 V VLT 5075 -5125 525 -600 V Compact IP 54 VLT 5032 -5052 200 -240 V ■ Instalação elétrica .cabos de controle Todos os terminais para os cabos de controle estão localizados sob a tampa de proteção do conversor de freqüência.VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica.VLT é uma marca registrada da Danfoss 77 Electrical installation .

o interruptor 4 na placa de controle deve estar fechado.5-0.51. Consulte a seção intitulada Conexão do barramento. na posição "ON".28 . Torque de aperto 0. os interruptores 2 e 3 (interruptores 1. comunicação serial. 55 Terra para entradas de referência analógicas 60 Entrada de referência analógica. 54 Entrada de referência analógica. 78 MG. os interruptores 2 e 3 devem estar abertos. Onde o conversor de freqüência estiver conectado a um barramento. Veja os desenhos na seção Instalação correta de EMC. A programação de fábrica é fechada (posição "ON"). referência. 16-33 20 39 Entradas digitais/entradas do codificador Terra para entradas digitais Terra para saídas digitais/analógicas 42.VLT® da Série 5000 Nº 12.±10 V Quando a tampa de proteção tiver sido removida. Para que seja possível usar 24 V CC para as entradas digitais. tensão de 0 .6 Nm Tamanho do parafuso: M3 Consulte a seção sobre aterramento dos cabos de controle reforçados/blindados. 68.4) devem estar fechados no primeiro e no último conversor de freqüência. 69 Interface RS 485.B7. a instalação correta do EMC pode começar. esse terminal não deve ser usado. Normalmente. 13 Função Fornecimento de tensão a entradas digitais.VLT é uma marca registrada da Danfoss . corrente e torque 50 Tensão de alimentação para potenciômetro e termistor de 10 V CC 53. 45 Saídas analógicas/digitais para indicar freqüência. Nos demais conversores de freqüência. corrente de 0/4 -20 mA 61 Terminação para comunicação serial.

B7.51.28 .VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica Conversão das entradas analógicas Sinal de entrada de corrente para a entrada de tensão Conecte o resistor de 510 ohms entre os terminais 0-20 mA Â 0-10 V de entrada 53 e 55 (terminais 54 e 55) e ajuste os 4-20 mA Â 2-10 V valores mínimo e máximo nos parâmetros 309 e 310 (parâmetros 312 e 313).VLT é uma marca registrada da Danfoss 79 Electrical installation . MG.

a fonte externa de 24 V CC está galvanicamente isoladado conversor de freqüência. A posição do interruptor mostrada em seguida é aquela da configuração de fábrica. RX-).VLT é uma marca registrada da Danfoss . É utilizado junto com a comunicação serial. Terminação bus O bus deve ser terminado por meio de resistências em ambas as extremidades. utilize as ligaçőes paralelas. a blindagem do cabo pode ser ligada à terra no borne 61.51. da fonte externa de 24 V CC.28 . NOTA!: Por favor note que quando o Interruptor 4 está na posição desligado. coloque os interruptores 2 e 3 na placa de comando para "ON". Para evitar correntes de equalização de potencial no cabo blindado. O interruptor 1 não tem função. RX+).B7. Para esta finalidade. enquanto o sinal N tem um potencial negativo (TX-. 80 MG. Se mais de um conversor de freqüência deve ser conectado à um determinado mestre. ■ Interruptores DIP 1-4 O interruptor está localizado no cartão de controle. O interruptor 4 é usado para separar o potencial comum (de referência) da fonte de alimentação interna de 24 V CC. O sinal P tem um potencial positivo (TX+. terminais 68 e 69. Os interruptores 2 e 3 são usados para conexão de uma interface RS 485 de comunicação serial. que é ligado ao chassi através de um circuito RC.ligação do bus O bus serial conforme às normas RS 485 (2 condutores) é conectado aos bornes 68/69 do conversor de freqüência (sinal P e N).VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica .

Boas práticas de engenharia para garantir a instalação elétrica em conformidade com a EMC. nas duas extremidades. • • MG. A malha deve ter cobertura de no mínimo 80%. alguns requisitos de emissão não são atendidos. ou seja. é importante conectar a malha no conversor de freqüência. tipicamente de cobre. para assegurar boas conexőes elétricas para instalaçőes do IP00 e IP20. Entretanto. Consulte a seção Resultados de teste de EMC no Guia de projeto. EN 55011 ou EN 61800-3 Primeiro Ambiente for requerido. • Utilize somente cabos de motor e cabos de controle que sejam blindados com malha trançada/encapados metalicamente. Entretanto. Evite que a terminação das malhas/capas metálicas esteja com as extremidades torcidas (rabichos). É importante assegurar um bom contato elétrico. O material da malha deve ser metálico. em conformidade com a EMC. Este tipo de terminação aumenta a impedância de alta freqüência da malha. com um contator de saída. Veja a ilustração.cuidados com EMC O conteúdo a seguir é uma guia de orientação de boas práticas de engenharia. para obter detalhes adicionais. Para as unidades IP54. Conecte o conduíte com malha trançada/encapado metalicamente ao terra. o que reduz a sua eficácia nessas freqüências. e conectado a um PLC que. e o chassi metálico do conversor de freqüência. Consulte também Certificação CE. é aceitável que ocorra desvio a essas orientaçőes. isto não se aplica às unidades IP54. Outras maneiras de realizar a instalação podem ter um desempenho de EMC tão bom quanto este. desde que sejam seguidas as orientaçőes das práticas de engenharia acima descritas. seja total. aço ou chumbo. na qual o conversor de freqüência está instalado. está instalado em um gabinete separado. 200-240 V em gabinetes IP20/IP21/NEMA 1. não é recomendável. é necessária uma conexão de alta freqüência ininterrupta entre o conversor de freqüência e as unidades dos motores. Nas unidades IP 54 e no VLT 5032-5052. As instalaçőes que utilizem conduítes rígidos de metal não requerem o uso de cabo blindado. 5042-5352 525-690 V e VLT 5032-5052 200-240 V em gabinete IP20/NEMA 1 e gabinete IP 54/NEMA 12. Não há requisitos especiais para os cabos para rede elétrica. quando a instalação não é executada de acordo com a diretriz bem como quando são usados cabos e fios de controle não blindados. Nestes casos. Emissão e Resultados de testes de EMC sob condiçőes especiais. Em alguns casos. embora os requisitos de imunidade sejam atendidos. Use arruelas estrela e placas de instalação galvanicamente condutoras. uma vez que elas são projetadas para montagem em parede e para o VLT 5122-5552 380-500 V. alumínio.VLT é uma marca registrada da Danfoss 81 Electrical installation A ilustração mostra um exemplo de uma instalação elétrica de um conversor de freqüência IP 20. evite utilizar cabos de motor ou de controle sem malhas de blindagem/sem capas metálicas. Utilize braçadeiras de cabos de impedância baixa ou buchas de cabo EMC. os cabos blindados são conectados utilizando conduítes EMC para garantir o desempenho apropriado com relação a EMC. ao instalar drives. . entre a chapa de montagem. Sempre que for possível. Exige-se que a conexão do conduíte. o conversor de freqüência foi instalado em uma cabine. tanto no caso dos cabos de motor como dos cabos de controle.28 . mas o cabo do motor deve ser instalado em um conduíte separado dos cabos de controle e de rede elétrica. Se a instalação se enquadrar na EN 61800-3 Segundo Ambiente.B7. não é possível conectar a malha nas duas extremidades. Consulte também Aterramento de cabos de controle com malha trançada/blindados. desde o drive até o motor. neste exemplo. mas não limitado a estes materiais. varia muito e deve-se obter informaçőes do fabricante a esse respeito. redes de comunicação industriais ou em uma instalação com transformador próprio. no Guia de Design para maiores detalhes. • • • • • Observe que.51. EN 61000-6-4. com relação à EMC.VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica . Recomenda-se seguir este guia sempre que o atendimento às normas EN 61000-6-3. O desempenho dos conduítes flexíveis.

28 .51.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss .VLT® da Série 5000 82 MG.

28 .VLT® da Série 5000 MG.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss 83 Electrical installation .51.

84 MG.B7. entretanto.1 mm. A impedância de transferência (ZT) pode ser avaliada com base nos seguintes fatores: . A malha de um cabo é normalmente concebida para reduzir a transferência de ruído elétrico. Este é o cabo de referência típico da Danfoss. Camada dupla de fio de cobre trançado com camada intermediária magneticamente blindada/encapada metalicamente. Cabo embutido em tubo de cobre ou aço. Fio de cobre entrelaçado ou cabo de fio de aço encapado metalicamente. A capacidade de um cabo em reduzir a radiação de entrada e de saída do ruído elétrico depende da impedância de transferência (ZT). .VLT® da Série 5000 ■ Utilização de cabos de emc corretos Para otimizar a imunidade EMC dos cabos de controle e as emissőes EMC dos cabos do motor. mas.geralmente informada como uma porcentagem. a área física do cabo coberta pela malha . uma malha com valor de impedância de transferência menor (ZT). Cabo de chumbo com espessura de parede de 1. normalmente. A impedância de transferência (ZT) raramente é informada pelos fabricantes de cabos.VLT é uma marca registrada da Danfoss .A condutibilidade do material da malha. recomenda-se utilizar cabos blindados/encapados metalicamente.28 . ou seja.A abrangência da malha. padrão trançado ou entrelaçado. é mais eficaz que uma malha com impedância de transferência maior (ZT).A resistência de contato entre os condutores individuais da malha.51. ou seja. . Cobertura de alumínio com fio de cobre. . Fio de cobre trançado em camada dupla.O tipo de malha. Fio de cobre trançado em camada única com cobertura de malha de porcentagem variável. é possível estimá-la ZT na avaliação do projeto físico do cabo.

Este problema pode ser resolvido fixando-se um cabo equalizador.VLT® da Série 5000 ■ Instalação elétrica . poderão ocorrer malhas de aterramento de 50/60 Hz. MG. Proteção com relação ao potencial de terra entre o PLC e o VLT Se o potencial de terra entre o conversor de freqüência e o PLC (etc. É recomendado substituir cabos de par trançado para reduzir a interferência do modo diferencial entre os condutores. pois isto poderá aumentar a impedância da malha de proteção a altas freqüências.28 . Cabos para comunicação serial As correntes de ruído de baixa freqüência entre dois conversores de freqüência podem ser eliminadas conectando-se uma extremidade da malha de proteção ao terminal 61.Aterramento dos cabos de controle Em termos gerais. poderá ocorrer ruído elétrico que perturbará todo o sistema. Este problema pode ser resolvido conectando-se uma extremidade da tela de proteção à terra através de um capacitor de 100 nF (mantendo os terminais curtos). Secção transversal mínima do cabo: 16 mm2 Para malhas de aterramento de 50/60 Hz Se forem usados cabos de controle muito longos.B7. Aterramento incorreto Não use cabos com extremidades torcidas.VLT é uma marca registrada da Danfoss 85 Electrical installation . Este terminal está conectado à terra através de um link RC interno.51. O desenho abaixo indica como deve ser feito o aterramento correto e o que fazer no caso de dúvida.) for diferente. colocado próximo ao cabo de controle. os cabos de controle devem ser blindados e a malha de proteção deve ser conectada com uma braçadeira em ambas as extremidades na carcaça da unidade. Aterramento correto Cabos de controle e cabos de comunicação serial devem ser fixados com braçadeiras em ambas as extremidades para garantir o melhor contato elétrico possível.

240 V VLT 5001 . 525-690 V.500 V VLT 5001 . NOTA!: A abertura da chave de RFI somente é permitida na programação de fábrica das freqüências de chaveamento. antes de acionar a chave de RFI. e houver motores conectados em paralelo ou cabos de motor com comprimento acima de 25 m.CX. Consulte também a nota de aplicação VLT em rede elétrica IT. as capacitâncias de RFI internas (capacitores de filtro). Caso seja exigido um desempenho de EMC ótimo.02.51. consulte a IEC 364-3. NOTA!: A chave de RFI não deve ser acionada quando a unidade estiver conectada à rede elétrica. Posição das chaves de RFI IP 20 Tipo Estante de Livros VLT 5001 . Os interruptores vermelhos são operados por meio de uma chave de fenda. quando são puxados para fora. são desconectadas para evitar danos ao circuito intermediário e para reduzir as correntes de fuga de terra (de acordo com a norma IEC 61800-3).VLT é uma marca registrada da Danfoss . Para detalhes adicionais. NOTA!: A chave de RFI conecta os capacitores galvanicamente para o ponto de aterramento. para que o conversor de freqüência esteja em conformidade com a norma de EMC. A programação de fábrica é ON. 86 MG. 1) Não é possível com as unidades 5042-5352. quando estão empurrados para dentro. MN.5006 200 .5011 380 . É importante utilizar monitores de isolação que possam ser usados em conjunto com os circuitos de potência (IEC 61557-8). Verifique se a alimentação de rede elétrica foi desligada.B7.5011 525 . Na posição OFF (Desligada).90. por exemplo.28 . Eles estão programados na posição OFF. recomenda-se que a chave de RFI seja desligada (OFF)1). entre o chassi e o circuito intermediário. recomenda-se que a chave esteja na posição ON (Ligada). e na posição ON.240 V VLT 5001 .5006 200 .5011 380 .500 V IP 20/NEMA 1 Compacto VLT 5001 .VLT® da Série 5000 ■ Chave de RFI Alimentação de rede elétrica isolada do terra: Se o conversor de freqüência for alimentado a partir de uma rede elétrica isolada ( rede elétrica IT) ou rede elétrica TT/TN-S com uma perna aterrada.600 V Alimentação de rede elétrica conectada ao ponto de aterramento: A chave de RFI deve estar na posição ON (Ligado).

500 V VLT 5042 .5062 525 .VLT é uma marca registrada da Danfoss 87 Electrical installation .600 V IP 20/NEMA 1 Compacto VLT 5011 .600 V IP 54 Compacto VLT 5001 .5027 200 .B7.500 V MG.5011 380 .51.VLT® da Série 5000 IP 20/NEMA 1 Compacto VLT 5008 200 .5022 380 .600 V IP 20/NEMA 1 Compacto VLT 5022 .240 V VLT 5016 .240 V VLT 5042 .5102 380 .5022 525 .5016 200 .28 .5032 380 .240 V VLT 5027 .500 V VLT 5027 .240 V VLT 5001 .5006 200 .500 V VLT 5016 .5032 525 .

VLT® da Série 5000 IP 54 Compacto VLT 5008 .51.VLT é uma marca registrada da Danfoss .5027 200 .5011 200 .5027 380 .500 V IP 54 Compacto VLT 5016 .240 V VLT 5032 .28 .500 V Todos os tipos de gabinete VLT 5122-5552 380 .5062 380 .5102 380 .240 V VLT 5016 .500 V IP 54 Compacto VLT 5072 .B7.500 V 88 MG.

o tempo de resposta do escravo de volta ao mestre será de no máximo 20 ms e haverá uma pausa de pelo menos 2 caracteres.51. deve haver uma pausa de pelo menos 2 caracteres (22 bits) antes que o mestre possa enviar um novo telegrama. Após um telegrama de resposta do escravo. a menos que sejam utilizados repetidores. dependendo do tipo Só um escravo que tenha recebido um telegrama sem de telegrama). "Broadcast" Um mestre pode enviar um telegrama ao mesmo tempo a todos os escravos conectados ao bus. quando existe um número igual de 1s nos 8 bits de dados e no bit de paridade no total). o escravo não envia de volta ao mestre qualquer resposta aos telegramas indicando se telegrama foi corretamente recebido ou não. seguido de um byte que indica o comprimento do telegrama (LGE) e O mestre envia continuamente telegramas aos um byte que indica o endereço do conversor de escravos e aguarda telegramas de resposta deles. Num único mestre podem ser conectados até 31 escravos. de bytes de dados (variável.B7. Um caractere termina com um bit de parada e é portanto composto de 11 bits. Com uma taxa baud de 9600 baud.VLT® da Série 5000 ■ Comunicação serial ■ Protocolos Conteúdo de um caractere (byte) Cada caractere transferido começa com um bit de partida. A comunicação em "broadcast" é configurada no formato de endereço (ADR). a pausa deve ser de pelo menos 2.VLT é uma marca registrada da Danfoss 89 Serial communication . consulte Estrutura dos telegramas. que correspondem a um byte. Durante a comunicação em "broadcast". partida (STX) = 02 Hex. O freqüência (ADR). Tempo de pausa. mín: 2 caracteres Tempo de resposta mín: 2 caracteres Tempo de resposta. no máximo. A taxa baud do conversor de freqüência deve ser a mesma que a taxa baud do mestre e pode ser selecionada no parâmetro 501 Taxa baud.3 ms. byte de controle de dados (BCC). são transmitidos 8 bits de dados. um máximo de 126 escravos Cada telegrama começa com um caractere de podem ser conectados a um mestre. Controle de tempo do telegrama A velocidade de comunicação entre um mestre e um escravo depende da taxa baud. ■ Transmissão de telegramas Telegramas de controle e de resposta A transmissão dos telegramas em um sistema mestre-escravo é controlada pelo mestre. O telegrama termina com um erros é que pode enviar um telegrama de resposta. Cada caractere possui um bit de paridade programado em "1" quando existe paridade (ou seja.28 . Quando o mestre houver terminado o telegrama. máx: 20 ms MG. Se forem ■ Estrutura dos telegramas usados repetidores. Em seguida. Segue então um certo número tempo de resposta do escravo é de 50 ms.

Os bits de endereço (0-4) não são utilizados Bit 5 = 0: Sem "Broadcast Bit 0-4 = Endereço 1-31 do conversor de freqüências 2. Com uma taxa baud de 9600 e um comprimento do telegrama de 16 bytes o telegrama estará terminado após 27. sem alteração.126 tem o seguinte perfil: 90 MG. Formato de endereço 1-126 O byte de endereço da gama 1 . no telegrama de resposta ao mestre. o CheckSum Calculado (BCS) é 0. primeiro byte BCC = 0 0 0 0 0 0 0 0 (00 H) EXOR = 0 0 0 0 0 0 1 0 (02H) = 0 0 0 0 0 0 1 0 (02H) Cada byte subseqüente é filtrado por BCS EXOR e produz um novo BCC.5 vezes o tempo do telegrama nominal.28 . 1. Quando o primeiro byte (02H) houver sido recebido: BCS = BCC EXOR "primeiro byte" (EXOR = ou-exclusivo) BCS 1.B7.5 mseg. Endereço do conversor de freqüência (ADR) São utilizados dois diferentes formatos de endereços.VLT® da Série 5000 O tempo entre os caracteres individuais de um telegrama não pode ultrapassar 2 caracteres e o telegrama deve estar terminado dentro de 1. mais o byte de endereço ADR. por exemplo. mais o dado de controle de dados BCC. Os telegramas com 4 bytes de dados têm um comprimento de: LGE = 4 + 1 + 1 = 6 bytes Os telegramas com 12 bytes de dados têm um comprimento de: LGE = 12 + 1 + 1 = 14 bytes O comprimento dos telegramas que contêm textos é 10+n bytes.51. Exemplo: escrevendo no endereço 22 (16H) do conversor de freqüências com o formato de endereço 1-31: Comprimento do telegrama (LGE) O comprimento do telegrama é o número de bytes de dados. Bit Bit de Bit 7 = 1 (formato de endereço 1-126 ativo) 0-6 = Endereço 1-126 do conversor freqüência 1-126 0-6 = 0 "Broadcast O escravo envia o byte de endereço de volta. O valor 10 representa os caracteres fixos e ’n’ é variável (depende do comprimento do texto). Formato de endereço 1-31 O byte para a faixa de endereço 1-31 tem o seguinte perfil: Byte de controle de dados (BCC) O byte de controle de dados é explicado neste exemplo: Antes que o primeiro byte do telegrama seja recebido.VLT é uma marca registrada da Danfoss . e a gama de endereços do conversor de freqüência é 1-31 ou 1-126.: BCS segundo byte BCC = 0 0 0 0 0 0 1 0 (02H) EXOR = 1 1 0 1 0 1 1 0 (D6H) = 1 1 0 1 0 1 0 0 (D4H) Bit 7 = 0 (formato de endereço 1-31 ativo) Bit 6 não é utilizado Bit 5 = 1: Broadcast.

usado para transmitir parâmetros entre mestre e escravo.A palavra de controle e o valor de referência . Os bits nos 12-15 são usados para transferir comandos de parâmetro do mestre ao escravo MG.Bloco de parâmetros. Os três tipos de telegramas são: . Existem três tipos de telegramas e o tipo de telegrama aplica-se tanto aos telegramas de controle (mestre escravo) quanto aos telegramas de resposta (escravo mestre).51.VLT® da Série 5000 e as respostas processadas enviadas de volta do escravo ao mestre. ■ Caractere de dados (byte) A estrutura dos blocos de dados depende do tipo de telegrama. o escravo enviará esta resposta: 0111 O comando não pode ser executado e fornece o seguinte relatório de erro no valor do parâmetro (PWE): - Bloco de texto.VLT é uma marca registrada da Danfoss 91 Serial communication .A palavra de status e a freqüência de saída atual (do escravo para o mestre) Comandos do parâmetro mestre escravo Bit no 15 14 13 12 Comando do parâmetro 0 0 0 0 Nenhum comando 0 0 0 1 Ler valor do parâmetro 0 0 1 0 Gravar o valor do parâmetro na RAM (palavra) 0 0 1 1 Gravar o valor do parâmetro na RAM (palavra dupla) 1 1 0 1 Gravar o valor do parâmetro na RAM e na EEprom (palavra dupla) 1 1 1 0 Gravar o valor do parâmetro na RAM e na EEprom (palavra) 1 1 1 1 Ler/gravar texto Mestre escravo da resposta Bit no Resposta 15 14 13 12 0 0 0 0 Nenhuma resposta 0 0 0 1 Valor de parâmetro transferido (palavra) 0 0 1 0 Valor de parâmetro transferido (palavra dupla) 0 1 1 1 O comando não pode ser executado 1 1 1 1 Texto transferido Se o comando não puder ser realizado. usado para ler ou gravar textos via bloco de dados. - O bloco de processo é composto de um bloco de dados de quatro bytes (2 palavras) e contém: .B7. O bloco de dados é composto de 12 bytes (6 palavras) e também contém o bloco de processo.28 . Comandos e respostas dos parâmetros (AK).

o bloco PWE não contém um valor. o valor de dados é selecionado escrevendo-se o valor no bloco PWE. Se o escravo responder a uma solicitação de parâmetro (comando de leitura). Para conseguir ler um texto via bloco PWE.635 Os dados da placa de identificação são do tipo de dados 9.28 . mas somente o byte inferior é utilizado como índice.Selecionando um valor para os dados. Por exemplo.99. o valor do parâmetro atual no bloco PWE é transferido e retornado ao mestre. Via comunicação serial. conhecido como LGE. só é possível ler os parâmetros que contenham o tipo de dados 9 (seqüência de texto). o comprimento do telegrama é variável.51. por exemplo. Consulte Resumo de Advertências e Alarmes para identificar o código da falha.) IND = 0001 Hex . Exemplo . parâmetro 615 Código das falhas. PKE = 1267 Hex (parâmetro de leitura 615 Código das falhas. o novo valor é gravado no bloco PWE e enviado ao escravo. parâmetro 001 Idioma onde [0] corresponde a Inglês e [3] corresponde ao Dinamarquês. 92 MG. Se um parâmetro não contiver um valor numérico. um byte inferior e um byte superior. Valor do parâmetro (PWE) 17 130 131 Número de parâmetro (PNU) Os bits nos 0-10 são utilizados para transferir números de parâmetro. e seu valor depende do comando dado (AK). Índice O bloco de valor do parâmetro consiste de 2 "words" (4 bytes). O índice é utilizado em conjunto com o número do parâmetro para acesso de escrita/gravação nos parâmetros que têm índice.Índice no. Determinados parâmetros podem apenas ser alterados quando o motor está desligado Não existe acesso de barramento ao parâmetro definido Não é possível alterar dados porque a Configuração de fábrica está selecionada O conversor de freqüência responderá no bloco do valor de parâmetros (PWE) com um valor de código de falha de 1 . porque os textos têm comprimentos diferentes. no parâmetro 621 Tipo de unidade é possível ler o tamanho da unidade e a gama de valores de tensão da rede. O comprimento do telegrama é definido no segundo byte do telegrama. Quando uma seqüência de texto é transferida (lida). Se você desejar que o mestre altere um valor de parâmetro (gravar). Parâmetro 621 . o comando do parâmetro (AK) deve ser definido para ’F’ Hex.VLT® da Série 5000 Resposta (0111) 0 1 2 3 4 5 Relatório de erro O número do parâmetro usado não existe Não há acesso de gravação ao parâmetro definido O valor dos dados excede os limites do parâmetro O sub-índice usado não existe O parâmetro não é do tipo "array" O tipo de dados não corresponde ao parâmetro definido A alteração de dados no parâmetro definido não é possível no modo atual do conversor de freqüência. Vide Exemplo . por exemplo. A função de um determinado parâmetro é definida na descrição do parâmetro na seção intitulada Programação. O índice é composto de 2 bytes.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss .Índice: O primeiro código de erros (índice [1]) no parâmetro 615 Código de erros (ERROR CODE) deve ser lido. Se o mestre solicitar um valor de parâmetro. mas várias opçőes de dados.

ler parâmetro 207 Tempo de aceleração 1 (RAMP UP TIME 1) IND = 0000 Hex PWEHIGH = 0000 Hex PWELOW = 0000 Hex Se o valor do parâmetro 207 Tempo de aceleração 1 for 10 seg. O valor é gravado em EEPROM porque deve ser recuperado após falha na rede. o índice deve ter o seguinte formato: PWELOW = 03E8 Hex – Valor de dados 1000.51. o comando de parâmetro (AK) deve ser definido para ’F’ Hex.Leitura de um valor de parâmetro: O valor do parâmetro 207 Tempo de aceleração 1 (RAMP UP TIME 1) é requerido.Selecionar opção de dados kg/hora [20] A resposta do escravo para o mestre será: ..Escrita do parâmetro 202 Limite superior da freqüência de saída.VLT é uma marca registrada da Danfoss 93 Serial communication Tipos de dados 3 4 5 6 7 9 10 13 33 35 Descrição Número inteiro 16 Número inteiro 32 8 sem sinal 16 sem sinal 32 sem sinal Seqüência de texto Seqüência de byte Diferença de tempo Reservado Seqüência de bit Exemplo . A resposta do escravo para o mestre será: Alguns conversores de freqüência têm parâmetros para os quais pode ser escrito um texto. O valor é gravado em EEPROM porque deve ser recuperado após falha na rede. Em um comando de leitura. fMAX a ser modificado para 100 Hz. fMÁX IND = 0000 Hex PWEHIGH = 0000 Hex Exemplo . PKE = E19F Hex . o texto deve ter o seguinte formato: Tipos de dados suportados pelo conversor de freqüência: Sem sinal significa que não há sinal operacional no telegrama.28 . Para conseguir gravar um texto com o bloco PWE.Escrever um valor de parâmetro : Parâmetro 202 Limite superior da freqüência de saída.Gravar no parâmetro 416 Unidades de processo (PROCESS UNITS) IND = 0000 Hex PWEHIGH = 0000 Hex PWELOW = 0014 Hex . Em um comando de gravação. Exemplo . correspondendo a 100 Hz. PKE = E0CA Hex . O mestre envia a seguinte solicitação: PKE = 10CF Hex .B7. consulte a conversão. a resposta do escravo para o mestre será: MG.Seleção de um valor de dados: Para selecionar kg/hora [20] no parâmetro 416 Unidades de processo (PROCESS UNITS).VLT® da Série 5000 O caractere de índice é usado para indicar se o comando é de leitura ou gravação.

VLT é uma marca registrada da Danfoss .01 0. que sempre ocorrem na seqüência definida. predefinida 1 2 3 4 Parâmetro 215 216 217 218 Bit 01 0 0 1 1 Bit 00 0 1 0 1 NOTA!: No parâmetro 508 Seleção da referência pré-ajustada é feita uma seleção para definir como os Bits 00/01 são filtrados pela função correspondente nas entradas digitais. de saída atual Ref.1 0. ativado Inversão Bit 00/01: O bit 00/01 é utilizado para selecionar entre as duas referências pré-programadas (parâmetros 215-218 Referência pré-ajustada) de acordo com a seguinte tabela: Telegrama de controle (mestre escravo) Telegrama de controle (escravo mestre) PCD 1 "Control word" "Status word" PCD 2 Valor de referência Freq.0001 0. por exemplo) para um escravo (conversor de freqüência). o parâmetro 512 Perfil do telegrama deve ser programado para Protocolo FC [1].1.1. pois um valor de conversão 0. 15 Bit = 0 Opção de referência pré-ajustada.1 100 10 1 0. Exemplo: Parâmetro 201 Limite inferior da freqüência de saída. será recebido como 10. portanto. ativado Relé 04. Como o valor do parâmetro só pode ser transferido na forma de um número inteiro.00001 ■ Palavras de Processo O bloco de palavras de processo é dividido em dois blocos de 16 bits. A palavra de controle é usada para enviar comandos de um mestre (um PC.28 . msb Freio CC Parada por inércia Parada rápida Congelar saída Parada da aceleração Sem função Sem função Rampa 1 Dados inválidos Sem função Sem função Seleção do Setup (lsb) Seleção de Setup (msb) Sem função Bit = 1 Aceleração Ativar Aceleração Ativar aceleração Partida Reiniciar Jog Rampa 2 Válidos Relé 01. O valor 100. são exibidos os diversos atributos de cada parâmetro.1 significa que o valor transferido é multiplicado por 0. Conversão: Na seção intitulada Definiçőes de fábrica. Para predefinir a freqüência mínima para 10 Hz deve-se transferir o valor 100. fMIN tem um fator de conversão de 0. Bit 00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 Tabela de conversão Conversão índice 74 2 1 0 -1 -2 -3 -4 -5 Conversão fator 0.001 0.B7.51. lsb Opção de referência pré-ajustada. 94 MG.0.VLT® da Série 5000 ■ Palavra de estado de acordo com oPerfil FC Para selecionar Protocolo FC na palavra de controle. deve ser usado um fator de conversão para transmitir decimais.

na qual a velocidade do motor é reduzida até parar através do parâmetro desaceleração selecionado. Bit 06. Bit 09 = “1†significa que a rampa 2 (parâmetros 209/210) está ativa. A freqüência congelada de saída agora só pode ser modificada por intermédio das entradas digitais programadas com Aceleração e Desaceleração. é possível desativar a "control word" se você não deseja utilizá-la vinculada a parâmetros de atualização ou leitura. Bit 07. Bit 15 Reversão: Bit 15 = ’0’ não provoca inversão. NOTA!: Se Saída congelada o conversor de freqüência não pode ser parado através do Bit 06 Partida ou através de uma entrada digital. Dados não válidos/Dados válidos: É usado para informar ao conversor de freqüência se a palavra de controle deve ser utilizada ou ignorada. Bit 06 = ’1’ habilita o conversor de freqüência a dar a partida no motor se outras condiçőes de partida tiverem sido satisfeitas. Bit 09. Partida/Parada da aceleração: O bit 06 = ’0’ provoca uma parada. A função só é possível quando Múltiplas Configuraçőes for selecionada no parâmetro 004 Configuração ativa. A reinicialização é ativada no limite extremo do sinal. MG. Relé 01: Bit 11 = "0" Relé não ativado. Jog: Bit 08 = ’1’ faz com que a freqüência de saída seja determinada pelo parâmetro 213 Freqüência de jog.28 . Bit 03. Seleção de rampa 1/2: Bit 09 = “0†significa que aceleração 1 está ativa (parâmetros 207/208). Parada por inércia: Bit 03 = ’0’ habilita o conversor de freqüência a "liberar" o motor imediatamente (os transistores de saída são "desligados"). O conversor de freqüência só pode ser parado pelo seguinte: • Bit 03 Parada por inércia • Bit 02 Frenagem de CC • Entrada digital programada para Frenagem CC . através do parâmetro 212 Tempo de desaceleração de parada rápida (QUICK STOP RAMP-DOWN TIME). Reiniciar: Bit 07 = ’0’ não provoca um reset. Duração e corrente de frenagem são definidos nos parâmetros 125 e 126. freio CC: Bit 02 = ’0’ conduz à frenagem e à parada de CC. Bit 04. Bit 12 = "1" Relé 04 ativado. Observação: No parâmetro 505 Partida.51. ou seja.VLT® da Série 5000 Bit 07 = ’1’ causa o reset de um desarme. independente do tipo de telegrama utilizado. na transição da lógica ’0’ para a lógica ’1’. Bit 10. Esta função é relevante porque a "control word" está sempre contida no telegrama. uma vez que Bit da palavra de controle foi escolhido no parâmetro 326. uma vez que Bit da palavra de controle foi escolhido no parâmetro 323. Parada rápida: Bit 04 = ’0’ provoca uma parada na qual a velocidade do motor é reduzida até parar. Observação: No parâmetro 507 Seleção de Configuração é feita uma seleção para definir como são filtrados os Bits 13/14 com a função correspondente nas entradas digitais. Parada por inércia ou Reset e parada por inércia. Freqüência de saída congelada: Bit 05 = ’0’ congela a freqüência de saída atual (em Hz). ou seja. Observação: No parâmetro 502 Parada por inércia é feita uma seleção para definir como é filtrado o Bit 03 com a função correspondente em uma entrada digital.VLT é uma marca registrada da Danfoss 95 Serial communication Configuração 1 2 3 4 Bit 14 0 0 1 1 Bit 13 0 1 0 1 . Bit 05. de modo que o motor gire até parar. Relé 04: Bit 12 = "0" Relé 04 não foi ativado. Bit 11 = " 1" Relé 01 ativado. Bit 13/14. Seleção de Setup: Bits 13 e 14 são usados para selecionar dos quatro Setups do menu. Bit 10 = ’0’ faz ignorar a palavra de controle. Bit 10 = ’1’ faz utilizar a palavra de controle. é feita uma seleção para definir como é filtrado o Bit 06 Parada/partida em rampa com a função correspondente em uma entrada digital. Bit 03 = ’1’ habilita o conversor de freqüência a dar partida no motor se as outras condiçőes de partida tiverem sido satisfeitas.B7. Bit 11. Bit 12. Bit 02 = ’1’ conduz à aceleração. conforme a seguinte tabela: Bit 02. Bit 08.

mas existe um comando de parada por inércia ativo através de entradas digitais ou via comunicação serial. Bit 02. O bit 15 só provoca a reversão quando Comunicação serial. Lógica or ou Lógica and for selecionada. por exemplo) sobre o modo do escravo (conversor de freqüência). Bit 03 = ’1’ significa que o conversor de freqüência está desarmado e que precisa de um sinal de reset para que seu funcionamento seja restabelecido. Bit 00 = ’1’ significa que os controles do conversor de freqüência estão prontos.51. Velocidade ≠ ref. Bit 00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 Bit = 0 Controle não preparado VLT não pronto Parada por inércia Sem falha Reservado Reservado Reservado Sem advertência. Observação: Na programação de fábrica. Bit 02 = ’1’. Bit 03. 96 MG. O conversor de freqüência liberou o motor. Bit 04. Sem uso: Bit 04 não é usado na status word.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Escravo Mestre. O conversor de freqüência está pronto para funcionar.VLT® da Série 5000 Bit 15 = ’1’ provoca inversão. Controle não pronto/pronto: Bit 00 = ’0’ significa que o conversor de freqüência desarmou. O conversor de freqüência pode dar partida no motor quando for dado um comando de partida. A status word é usada para informar o mestre (um PC. Drive pronto: Bit 01 = ’1’.B7. Bit 01. mas que o componente de potência não está necessariamente recebendo qualquer alimentação de energia (no caso de fornecimento externo de 24 V para os controles). a reversão ■ Status Word de acordo com o Perfil do FC é definida como digital no parâmetro 506 Reversão. Controle local Fora da faixa Não funcionando Teste de freio OK Tensão OK Torque OK Bit =1 Pronto Pronto Ativo Desarme Advertência Velocidade = ref.28 . Parada por inércia: Bit 02 = ’0’. Sem desarme/desarme: Bit 03 = ’0’ significa que o conversor de freqüência não está em modo de falha. Controle do bus Freqüência OK Em funcionamento Teste de freio falhou Acima do limite Acima do limite Advertência térmica Bit 00.

Bit 12 = ’1’ teste de freio falhou Bit 13. durante a partida/parada. Velocidade≠ ref/velocidade = ref. de saída ou do parâmetro 202 Freqüência mín. Bit 11 = ’1’ significa que o conversor de freqüência tem um sinal de partida ou que a freqüência de saída é maior que 0 Hz. Bit 10. Bit 08 = ’1’ significa que a velocidade atual do motor é a mesma que a referência de velocidade predefinida. Torque OK/acima do limite: Bit 14 = ’0’ significa que a corrente do motor está abaixo do limite de torque selecionado no parâmetro 221. Não é possível controlar o conversor de freqüência via comunicação serial. no conversor de freqüência ou em um termistor conectado a uma entrada analógica. Bit 14. Bit 13 = ’1’ significa que a tensão CC no circuito intermediário do conversor de freqüência está muito baixa ou muito alta. Bit 14 = ’1’ significa que o limite de torque no parâmetro 221 foi excedido.51. Bit 07 = ’1’ significa que ocorreu uma advertência. da velocidade em aceleração/desaceleração. Sem uso: Bit 06 não é usado na status word. MG. Bit 11. Teste de freio: Bit 12 = ’0’ teste de freio OK. Sem advertência/com advertência: Bit 07 = ’0’ significa que não há advertências.28 . Bit 09 = ’1’ significa que é possível controlar o conversor de freqüência via comunicação serial. Funcionando/não funcionando: Bit 11 = ’0’ significa que o motor não está funcionando.VLT é uma marca registrada da Danfoss 97 Serial communication . Bit 09. de saída. Bit 15. Aviso de tensão alta/baixa: Bit 13 = ’0’ significa que não há avisos de tensão. se a freqüência de saída tiver alcançado o valor do parâmetro 201 Freqüência máx. Advertência térmica: Bit 15 = ’0’ significa que não há advertência de temperatura. na unidade de controle. Fora da faixa de freqüência: Bit 10 = ’0’.VLT® da Série 5000 Bit 05.B7. Bit 15 = ’1’ significa que o limite de temperatura foi excedido no motor.: Bit 08 = ’0’ significa que o motor está funcionando. Sem uso: O bit 05 não é usado na status word. mas que a velocidade atual é diferente da referência de velocidade predefinida. Bit 06. ou que o Controle local no parâmetro 002 Operação local/remota está selecionado. Bit 12. Controle da operação local/comunicação serial: Bit 09 = ’0’ significa que [STOP/RESET] está ativado. Bit 10 = ’1’ significa que a freqüência de saída está dentro dos limites definidos. por exemplo. Este pode ser o caso. Bit 07. Bit 08.

ou seja. Bit 06. Reiniciar: Consulte a descrição em Palavra de controle segundo o protocolo FC. Bit 12 = ’1’ significa que a referência é aumentada. Bit 11 = ’1’ significa que a referência é reduzida. Jog 2: Bit 09 = "1" significa que a freqüência de saída é determinada pelo parâmetro 510 Bus jog 2.28 . Bit 12 = ’0’ causa nenhuma alteração na referência.B7. Parada rápida: Consulte a descrição em Palavra de controle segundo o protocolo FC. Bit 10. Catch-up: Usado para aumentar a referência de velocidade pelo valor do parâmetro 219 Referência catch-up/diminuir a velocidade(CATCH-UP/SLOW DOWN REFERENCE). Bit 07.VLT é uma marca registrada da Danfoss . o parâmetro 512 Telegram Profile deve ser configurado como Profidrive [0]. Mestre Escravo. slow-down terá a maior prioridade. ■ Palavra de controle segundo oPerfil do barramento de campo Para selecionar Profidrive na palavra de controle. Partida/Parada da aceleração: Consulte a descrição em Palavra de controle segundo o protocolo FC. a velocidade de referência será reduzida. Jog 1: Bit 08 = "1" significa que a freqüência de saída é determinada pelo parâmetro 09 Bus jog 1. o relé de saída será ativado quando a freqüência de saída for 0 Hz. Bit 11. Bit 09.VLT® da Série 5000 Bit 00-01-02 = ’1’ significa que o conversor de freqüência pode dar partida no motor se forem satisfeitas outras condiçőes de partida. Bit 12.51. Bit 00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 Bit = 0 OFF 1 OFF 2 OFF 3 Parada por inércia Parada rápida Freqüência de saída congelada Parada da aceleração Bit =1 LIGADO 1 LIGADO 2 LIGADO 3 Partida Reiniciar Barramento jog 1 Barramento jog 2 Dados inválidos Dados inválidos Reduzir a velocidade Catch-up Selecionar Configurar (lsb) Selecionar Configurar (msb) Inversão Bit 00-01-02. A palavra de controle é usada para enviar comandos de um mestre (um PC. que utiliza o tempo de aceleração nos parâmetros 207/208 ou 209/210. Bit 08. Se tanto Slow down quanto Catch-up estiverem ativados (bits 11 e 12 = "1"). 98 MG. "Reduzir a velocidade": Usado para reduzir a referência de velocidade pelo valor no parâmetro 219 Referência catch-up/reduzir a velocidade (CATCH-UP/SLOW-DOWN REFERENCE). Parada por inércia: Consulte a descrição em Palavra de controle segundo o protocolo FC. Freqüência de saída congelada: Consulte a descrição em Palavra de controle segundo o protocolo FC. Bit 03. Bit 11 = ’0’ causa nenhuma alteração na referência. Se o Relê 123 estiver selecionado no parâmetro 323 Saída do relê (RELAY OUTPUT). Bit 05. por exemplo) para um escravo (conversor de freqüência). OFF1-2-3/ON1-2-3: Bit 00-01-02 = ’0’ causa parada da aceleração. Bit 04. Dados não válidos/Dados válidos: Consulte a descrição em Palavra de controle segundo o protocolo FC.

Comunicação serial Limite de freqüência OK Motor em funcionamento Aviso de tensão Current limit Aviso de temperatura Bit 00. Escravo Mestre. Unidade pronta: Consulte a descrição em Palavra de estado conforme o protocolo FC. ■ Palavra de estado de acordo com o Perfil do barramento de campo A palavra de estado é usada para informar o mestre (um PC. Coasting stop: MG. 01 ou 02 na palavra de controle é ’0’ (OFF1. Control not ready/ready: Bit 00 = ’0’ significa que o Bit 00. Bit 00 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 Bit =0 Bit =1 Controle pronto Unidade pronta Parada por inércia Sem trip LIGADO 2 LIGADO 3 Iniciar ativação Trip OFF 2 OFF 3 Iniciar desativação Aviso Velocidade ≠Ref.VLT® da Série 5000 Bit 13/14. por exemplo) sobre o modo do escravo (conversor de freqüência). Seleção de Setup: Consulte a descrição em Palavra de controle segundo o protocolo FC. OFF2 ou OFF3) ou que o conversor de freqüência não está pronto para funcionar. Bit 01.B7. Bit 15 Reversão: Consulte a descrição em Palavra de controle segundo o protocolo FC.VLT é uma marca registrada da Danfoss 99 Serial communication .51. Bit 00 = ’1’ significa que o conversor de freqüência está pronto para funcionar. Bit 02.28 . Controle local Fora da faixa de freqüência Velocidade = ref.

Bit 07. 05 = ’1’ significa que o bit 02 na palavra controle = ’0’. Limite de corrente: Consulte a descrição em Palavra de estado conforme o protocolo FC.28 . após a ativação de DESLIGADO2 ou DESLIGADO3 e após a ligação da tensão da rede.51.: Consulte a descrição em Palavra de estado conforme o protocolo FC. Velocidade ≠ref/velocidade = ref. Bit Bit de Bit de Bit Bit de Bit de 04. Funcionando/não funcionando: Consulte a descrição em Palavra de estado conforme o protocolo FC.VLT® da Série 5000 Bit 02 = ’0’ significa que Bits 00. Bit 06. Aviso de tensão alta/baixa: Consulte a descrição em Palavra de estado conforme o protocolo FC. Bit 08. Bit 10. 02 ou 03 na palavra de controle é "0" (DESLIGADO1. 04 = ’1’ significa que o bit 01 na palavra controle = ’0’. No trip/trip: Consulte a descrição em Palavra de estado conforme o protocolo FC. Speed: Consulte a descrição em Palavra de estado segundo o protocolo FC. 01.B7. LIGADO 2/DESLIGADO 2: 04 = ’0’ significa que Bit 01 na palavra controle = ’1’. 05. Bit 15. Consulte a descrição em Palavra de estado conforme o protocolo FC. Bit 14. Bit 02 = ’1’ significa que os Bits 00. 02 e 03 na palavra de controle são "1" e que o conversor de freqüência não entrou em desarme. DESLIGADO3 ou Parada por inércia). Bit 03. LIGADO 3/DESLIGADO 3: 05 = ’0’ significa que Bit 02 na palavra controle = ’1’. Aviso de temperatura: 100 MG. Bit 11. Bit 13. No warning/warning: Consulte a descrição em Palavra de estado conforme o protocolo FC.VLT é uma marca registrada da Danfoss . 02 e 10 são definidos como ’1’. Warning: Consulte a descriçã o em Palavra de estado conforme o protocolo FC. Start enable/start disable: Bit 06 = ’1’ após o reset de um trip. Start disable é reinicializado configurando-se o bit 00 na palavra de controle como ’0’ e os bits 01. Bit 09.

adicionado em binário para obter-se o complemento de 2: ."Status word" e freqüência de saída atual: O mestre recebe uma mensagem de status do conversor de freqüência indicando que a freqüência de saída atual é de 50% da gama de freqüência de saída. Referência = E000 Hex -50% de referência. Isto é feito convertendo-se o valor da referência binária para um complemento de 2. máxima ). que corresponde a 25 Hz.VLT é uma marca registrada da Danfoss 101 Serial communication O conversor de freqüência deve receber um comando de partida e a referência deve ser configurada para -50% (-2000 Hex) da gama de referência. em seguida. 202 Limite máximo da freqüência de saída = 50 Hz "Status word" = 0F03 Hex. 2000 Hex Complemento de 1 Complemento de 2 0010 0000 0000 0000 0000 1101 1111 1111 1111 1111 + 1 1110 0000 0000 0000 0000 "Control word" = 047F Hex Comando de partida. Exemplo . da comunicação serial: O conversor de freqüência deve receber um comando de partida e a referência deve ser configurada para 50% (2000 Hex) da gama de referência. 202 Limite máximo da freqüência de saída). O valor de referência é inicialmente convertido para complemento de 1 e. MG.B7. 205 Ref. ■ Freqüência de saída atual O valor atual da freqüência de saída do conversor de freqüência é transmitido sob forma de uma "word" de 16 bits. Freqüência de saída= 2000 Hex 50% da gama da freqüência de saída. A referência da comunicação serial tem o seguinte formato: 0-16384 (4000 Hex) 0-100% (Par. O valor é transmitido como número inteiro de 0 . Exemplo . O valor é transferido em números inteiros de 0 .Par.51.±32767 (±200%). Vide exemplo. Par.VLT® da Série 5000 ■ Referência da comunicação serial A referência de comunicação serial é transmitida para o conversor de freqüência na forma de uma "word" de 16 bits. mínima . 16384 (4000 Hex) corresponde a 100%. 201 Limite mínimo da freqüência de saída . É possível modificar o sentido da rotação por intermédio da referência serial.28 . 201 Limite mínimo da freqüência de saída = 0 Hz Par. 16384 (4000 Hex) corresponde a 100%. 204 Ref. A freqüência de saída tem o seguinte formato: 0-16384 (4000 Hex) 0-100% (Par."Control word" e ref. "Control word" = 047F Hex Comando de partida.±32767 (±200%). Referência = 2000 Hex referência de 50%.Par.

o pcd1 irá alterar para o novo status. por exemplo.. O comportamento básico indica se. Resposta do conversor de freqüência: Telegrama para o conversor de freqüência: stx 02 lge 06 adr 04 pcd 1 04 7C pcd 2 20 00 bcc 58 stx 02 lge 06 adr 04 pcd 1 06 07 pcd 2 00 00 bcc 01 Todos os números são em formato hexadecimal .baixa irão conter o valor real do parâmetro 520 multiplicado por 100. Resposta do conversor de freqüência: stx 02 lge 0E adr 01 pke 22 08 ind 00 00 pwe. Todos os números são em formato hexadecimal . Isto significa que se a corrente de saída real for 5. corrente do motor. A tabela a seguir mostra os elementos de descrição de parâmetros disponíveis: Índice 1 2 4 6 7 8 20 21 Descrição Características básicas Número de elementos (tipos de matrizes) Unidade de medida Nome Limite inferior Limite superior Valor-padrão Características adicionais No exemplo a seguir. Ler elementos de descrição do parâmetro foi escolhido no parâmetro 001. ■ Exemplo 2: Somente para controlara unidade Este telegrama define a palavra de controle para 047C Hex (comando Iniciar)) com uma velocidade de referência de 2000 Hex (50%). A resposta do conversor de freqüência dá informaçőes sobre o status da unidade quando recebeu o comando. ■ Ler os elementos de descrição do parâmetro Com Ler elementos de descrição do parâmetro. 102 MG.B7. Características básicas (índice 1): O comando Características básicas é dividido em duas partes. o valor que virá do conversor de freqüência será 524.VLT® da Série 5000 ■ Exemplo de telegrama ■ Exemplo1: Para controlar os parâmetros de leitura e da unidade Este telegrama lê o parâmetro 520.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Pcd 1 e pcd 2 do exemplo 2 podem ser usados e adicionados ao exemplo. alta 00 00 pot. conversão. A parte do tipo de dados indica se um parâmetro é 16 com sinal. o que significa que será possível controlar a unidade e ler a corrente ao mesmo tempo. 32 sem sinal no byte baixo de PWELOW. representando o comportamento básico e o tipo de dados. etc. low 02 0C pcd 1 06 07 pcd 2 00 00 bcc 28 Todos os números são em formato hexadecimal ..51. Telegrama para o conversor de freqüência: stx 02 lge 0E adr 01 pke 12 08 ind 00 00 pot. A resposta do conversor de freqüência corresponderá ao comando acima. Ao enviar o comando novamente..alta e pot. Nome. NOTA!: O parâmetro 512 é definido para Unidade FC.28 .. o texto está disponível ou se o parâmetro é uma matriz como informaçőes de bit simples no byte alto de PWELOW. Valor-padrão. é possível ler as características de um parâmetro que poderiam ser. por exemplo. As Características básicas retornam um valor de 16 bits para o mestre em PWELOW. high 00 00 pwe. Idioma (LANGUAGE) e o elemento solicitado é índice 1 Características básicas .24 A. mas pot. baixa 00 00 pcd 1 00 00 pcd 2 00 00 bcc 17 Todos os números são em formato hexadecimal.

Idioma (LANGUAGE). Se o bit 12 for verdadeiro. o parâmetro só poderá ser redefinido. os limites superiores e inferiores do valor do parâmetro não serão relevantes.VLT é uma marca registrada da Danfoss 103 Serial communication . Alemão. Por exemplo.51. O bit 10 indica que existe texto adicional disponível.28 .VLT® da Série 5000 Comportamento básico do PWE alto: Bit 15 14 13 12 11 10 9 8 0-7 Descrição Parâmetro ativo Matriz O valor do parâmetro só pode ser redefinido Valor do parâmetro diferente da configuração de fábrica Texto disponível Texto adicional disponível Apenas para leitura Limite superior e inferior não relevante Tipo de dados Parâmetro ativo só está ativo ao comunicar-se pelo Profibus. PWELOW tipo de dados Dec. Se o bit 9 for verdadeiro. O bit 11 indica que o texto está disponível. o valor do parâmetro será diferente da configuração de fábrica. e para o campo de índice 1. contém texto para o campo de índice 0. o parâmetro 001. o valor do parâmetro será apenas para leitura e não poderá ser alterado. não gravado. 3 4 5 6 7 9 10 13 33 35 Tipo de dados 16 com sinal 32 com sinal 8 sem sinal 16 sem sinal 32 sem sinal Seqüência visível Seqüência de byte Diferença de tempo Reservado Seqüência de bit MG. Matriz significa que o parâmetro é uma matriz. Inglês. Se o bit 8 for verdadeiro. Se o bit 13 for verdadeiro.B7.

VLT® da Série 5000
Exemplo Neste exemplo, o mestre lê as Características básicas do parâmetro 001, Idioma (LANGUAGE). O telegrama a seguir deve ser enviado para o conversor de freqüência VLT:

STX 02 STX = LGE = ADR =

LGE 0E

ADR 01

PKE 40 01

IND 00 01

PWEHIGH PWELOW PCD1 00 00 00 00 XX XX

PCD2 XX XX

BCC XX

PKE =

IND =

02 Byte de início 0E Tamanho do telegrama restante Envia o conversor de freqüência VLT no Endereço 1, formato Danfoss 4001; 4 no campo PKE indica Ler descrição do parâmetro e 01 indica o parâmetro número 001, Idioma (LANGUAGE) 0001; 1 indica que as Características básicas são necessárias. LGE 0E ADR 01 PKE 30 01 IND 00 01

A resposta do conversor de freqüência VLT será:

STX 02 PKE =

PWEHIGH PWELOW PCD1 00 00 04 05 XX XX

PCD2 XX XX

BCC XX

PWELOW =

02 Byte de início IND = 0001; 1 indica que as Características básicas foram enviadas 0405; 04 indica que Comportamento básico como bit 10 corresponde a Texto adicional. 05 é o tipo de dados que corresponde a 8 sem sinal.

104

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

VLT® da Série 5000
Número de elementos (índice 2): Esta função indica o Número de elementos (matriz) de um parâmetro. A resposta para o mestre será PWELOW. Conversão e Unidade de medida (índice 4): O comando Conversão e unidade de medida indica a conversão de um parâmetro e unidade de medida. A resposta para o mestre será PWELOW. O índice de conversão estará no byte alto de PWE LOW e o índice da unidade estará no byte baixo de PWE LOW. Observe que o índice de conversão é 8 com sinal e o índice de unidade é 8 sem sinal, consulte as tabelas a seguir. O índice da unidade define a "Unidade de medida". O índice de conversão define como o valor deveria ser escalado para obter a representação básica da "Unidade de medida". A representação básica é onde o índice de conversão é igual a "0". Exemplo: Um parâmetro tem um "índice de unidade" 9 e um "índice de conversão" 2. O valor bruto (inteiro) é 23. Isso significa que temos um parâmetro da unidade "Potência" e o valor bruto deveria ser multiplicado por 10 para a potência 2 e a unidade é W. 23 x 102 = 2300 W Tabela de conversão e unidade de medida
Índice da unidade 0 4 8 9 11 16 17 21 22 24 27 28 Unidade de medida Dimensão menos Tempo Energia Potência Velocidade Torque Temperatura Tensão Corrente Proporção Alteração relativa Freqüência s h j kWh W kW 1/s 1/mín. (RPM) Nm K °C V A % % Hz 0 3 0 67 0 0 100 0 0 0 0 0 Designação Índice de conversão 0 0 74 0 Índice de conversão 0 1 2 3 -1 -2 -3 67 74 75 100 Fator de conversão 1 10 100 1000 0.1 0.01 0.001 1/60 3600 3600000 1

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

105

Serial communication

VLT® da Série 5000
Nome (índice 6): O Nome retorna um valor de seqüência no formato ASCII, contendo o nome do parâmetro. Exemplo: Neste exemplo, o mestre lê o nome do parâmetro 001, Idioma (LANGUAGE) . O telegrama a seguir deve ser enviado para o conversor de freqüência VLT:

STX 02 STX = LGE = ADR =

LGE 0E

ADR 01

PKE 40 01

IND 00 06

PWEHIGH PWELOW PCD1 00 00 00 00 XX XX

PCD2 XX XX

BCC XX

PKE =

IND = STX 02 LGE 12

02 Byte de início 0E Tamanho do telegrama restante Envia o conversor de freqüência VLT no Endereço 1, formato Danfoss 4001; 4 no campo PKE indica Ler descrição do parâmetro e 01 indica o parâmetro número 001, Idioma (LANGUAGE) 0006; 6 indica que Nomes são necessários. ADR 01 PKE 30 01 IND 00 06

A resposta do conversor de freqüência VLT será:

PVA 4C41 4E47 5541 4745

PCD1 XXXX

PCD2 XXXX

BCC XX

PKE =

IND = PVA =

3001; 3 é a resposta para Nome e 01 indica o parâmetro número 001, Idioma (LANGUAGE) 00 06; 06 indica que Nome foi enviado. 4C 41 4E 47 55 41 47 45 LANGUAGE

O canal do valor do parâmetro agora está configurado para uma seqüência visível, que retorna um caractere ASCII para cada letra no nome do parâmetro.

106

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

VLT é uma marca registrada da Danfoss 107 Serial communication . Se um do bit 0 Valor-padrão especial . Se o bit 15 for verdadeiro. As Características adicionais retornam uma resposta em PWELOW. Valor padrão (índice 20): O Valor-padrão retorna o valor-padrão de um parâmetro. Características adicionais (índice 21): O comando pode ser utilizado para obter algumas informaçőes adicionais sobre um parâmetro.51. Dependência da unidade de potência. . Bit 8 0 0 1 1 Bit 7 0 1 0 1 Descrição Sem acesso Apenas para leitura Leitura/gravação Gravar com bloqueio O bit 9 indica Acesso sem barramento. por exemplo Acesso sem barramento. bit 1 Limite superior especial e bit 2 Limite inferior especial for verdadeiro. Limite superior (índice 8): O Limite superior retorna o valor máximo permitido de um parâmetro. o parâmetro não poderá ser alterado enquanto estiver em execução. Os bits 10 e 11 indicam que este parâmetro pode apenas ser lido pelo barramento. etc. consulte a tabela. MG.28 . Se o bit 1 for ’1’ lógico. a condição será verdadeira de acordo com a tabela a seguir: Bit 0 1 2 7 8 9 10 11 13 15 Descrição Valor-padrão especial Limite superior especial Limite inferior especial LSB Acesso LCP MSB Acesso LCP NoBusAccess Barramento std apenas para leitura Profibus apenas para leitura ChangeRunning PowerUnitDependency Se o bit 13 for verdadeiro.B7. o parâmetro terá valores dependentes da unidade de potência. o parâmetro dependerá da unidade de potência. O tipo de dados do Limite inferior é igual para o próprio parâmetro.VLT® da Série 5000 Limite inferior (índice 7): O Limite inferior retorna o valor mínimo permitido de um parâmetro. Bits 7 e 8 indicam os atributos para o acesso LCP. O tipo de dados do Valor-padrão é igual para o próprio parâmetro. que é a configuração de fábrica. O tipo de dados do Limite superior é igual ao do próprio parâmetro.

51. O telegrama é configurado para ler o valor dos dados [0] que corresponde ao Inglês. Valor 0 1 2 3 4 5 Índice 1 2 3 4 5 6 Texto Inglês Alemão Francês Dinamarquês Espanhol Italiano Exemplo: Neste exemplo. for verdadeiro em Características básicas. é possível ler texto adicional se o bit 10. O telegrama a seguir deve ser enviado para o conversor de freqüência VLT: STX 02 STX = LGE = ADR = LGE 0E ADR 01 PKE F0 01 IND 00 01 PWEHIGH PWELOW PCD1 00 00 00 00 XX XX PCD2 XX XX BCC XX PKE = IND = STX 02 PKE = LGE 11 02 Byte de início 0E Tamanho do telegrama restante Enviar o conversor de freqüência VLT no Endereço 1. Para ler o texto adicional. O índice deve ser calculado depois da seguinte equação: Índice = Valor do parâmetro + 1 (consulte a tabela a seguir). o comando do parâmetro (PKE) deve ser definido como F hex. 108 MG. 0001. 0001. Idioma. Texto adicional disponível. Idioma. formato Danfoss F001.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Os índices válidos estão na faixa de 1 a 254. o Mestre lê o texto adicional no parâmetro 001. 1 indica que o texto para o valor do parâmetro [0] é exigido ADR 01 PKE F0 01 IND 00 01 A resposta do conversor de freqüência VLT será: PVA 454E 474C 4953 48 PCD1 XX XX PCD2 XX XX BCC XX IND = PVA = F001. F no campo PKE indica Ler texto e 01 indica o parâmetro número 001. consulte Bytes de dados . O campo de índice é utilizado para apontar qual elemento deve ser lido.28 .VLT® da Série 5000 ■ Texto adicional Com este recurso. F é a resposta para Transferência de texto e 01 indica o parâmetro número 001. que retorna um caractere ASCII para cada letra no nome do índice. 1 indica que o índice [1] é enviado 45 4E 47 4C 49 53 48 INGLÊSH O canal do valor do parâmetro agora está configurado para uma seqüência visível.B7. Idioma.

borne 16 300 Entrada digital.51. 4. 5. Todavia. 2.VLT® da Série 5000 ■ Correia transportadora Uma correia transportadora deve ser controlada usando-se as entradas digitais. uma parada rápida por meio do contato 4. borne 27 304 Todos os outros ajustes são baseados na programação de fábrica. borne 18 302 Entrada digital. 6. borne 17 301 Entrada digital.28 . Uma parada através da elevação de velocidade pode ser ativada por meio do contato 1. Acione a correia transportadora movimentando-a para a direita (sentido horário) através do contato 2 e para a esquerda (sentido anti-horário) através do contato 3. de 0 a 132 Hz 3-10 (Hz) 10-20 s 10-20 s 10-20 s 10-20 s Parada (ativa c/NL) Referência congelada Partida com pulso Partida com reversão Parada rápida (ativa c/NL) Valor do dado: [1] MG. freqüência / direção Parâmetro: 200 Referência mínima 204 Tempo de rampa de aceleração 207 1 Tempo de rampa de 208 desaceleração 1 Tempo de rampa de aceleração 209 2 Tempo de rampa de 210 desaceleração 2 Entrada digital. 1. 3. Parada por pulso (comando lógico em zero) Partida por pulso para a direita Partida por pulsos para a esquerda Parada rápida Aceleração Desaceleração A programação abaixo deve ser efetuada na seqüência proposta: Função: Rotação. borne 19 303 Entrada digital. os dados do motor (dados de placa) devem sempre ser introduzidos nos parâmetros 102-106. Ajustes: Ambos sentidos.B7. A referência aumentará enquanto o contato 5 (aceleração) estiver ativado e será reduzida quando o contato 6 (desaceleração) estiver ativado.VLT é uma marca registrada da Danfoss 109 Connection example [2] [7] [2] [2] [2] .

lsb Referência pré-ajustada. Seleção do "Setup" lsb Partida /parada Referência pré-programada. lsb Referência pré-programada.B7. 2. determinadas pela mudança entra as referências pré-configuradas. 110 MG. borne 32 Entrada digital. é feita uma mudança de "Setup" para o "Setup" 2. os dados do motor (dados da placa) devem sempre ser introduzidos nos parâmetros 102-106. borne 16 Entrada digital.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Início/parada através do contato 2.VLT® da Série 5000 ■ Bomba Uma bomba deve operar em seis velocidades diferentes. 1. 3. msb Cópia para Setup 2 de # Setup 1 60 10% 20% 30% 40% Setup 2 60 70% 100% Valor do dado: [5] [10] [6] [6] [2] [1] [2] Todos os outros ajustes são baseados nas programaçőes de fábrica. msb A programação abaixo deve ser efetuada na seqüência proposta: Função: "Setup" ativado Entrada digital. 1 0 0 0 0 1 1 Nº do contato: 3 4 0 0 0 1 1 0 1 1 0 0 0 1 Referência pré-configurada 1 Referência pré-configurada 2 Referência pré-configurada 3 Referência pré-configurada 4 Referência pré-configurada 5 Referência pré-configurada 6 Quando o contato 1 está ativado.28 . Todavia. 4.51. borne 33 Cópia do "Setup" Ajustes do "Setup" Referência máxima Referência pré-programada 1 Referência pré-programada 2 Referência pré-programada 3 Referência pré-programada 4 Ajustes do "Setup" Referência máxima Referência pré-programada 5 Referência pré-programada 6 Parâmetro 004 300 306 307 006 005 205 215 216 217 218 005 205 215 216 Ajustes: Setup múltiplo Seleção do Setup lsb Referência pré-ajustada.

borne 54 Borne 18. 0-132 Hz Termistor Advertência do termistor/trip do termistor Referência Partida Parada por inércia. entrada digital Borne 42. .B7. os dados do motor (dados de placa) devem sempre ser introduzidos nos parâmetros 102-106. ativa c/NL Limite de torque e parada Rotação. borne 53 Proteção térmica do motor Entrada analógica. enquanto o início/parada é feito através do contato 1. Partida 2.VLT é uma marca registrada da Danfoss 111 Connection example Todos os outros ajustes são baseados na programação de fábrica. saída 200 308 128 311 302 304 319 [1] [4] [1] ou [2] [1] [1] [0] [27] MG. entrada digital Borne 27. reqüência/direção Entrada analógica. Sinal de referência de velocidade A programação abaixo deve ser efetuada na seqüência proposta: Valor do dado: [15] Função: Características do torque Parâmetro 101 Ajustes: Característica de motor normal/especial "Both directions". Todavia. A direção de rotação (direita ou esquerda) é controlada por meio do contato 2.28 .VLT® da Série 5000 ■ Ponterolante Um dispositivo de acionamento de portas com motores idênticos é controlado por um sinal externo de 0-10 Volt.51. 1. Reversão 3.

de 0 a 132 Hz -Máx . feedback de velocidade Um enrolador enrola ou desenrola material de um rolo a uma tensão constante.+Máx Programada para torque mín. entrada A Feedback do encoder. entrada analógica Velocidade PID filtro passa baixa Parâmetro: 100 200 203 204 205 214 306 307 329 308 311 421 Programação: Regulação de torque. entrada do encoder A Terminal 33. entrada do encoder B Pulso/rpm de feedback do encoder Terminal 53. na ordem mostrada: Valor do dado: Função: Configuração Freqüência/direção de rotação Gama de referência/feedback Referência mínima Referência máxima Função de referência Terminal 32.B7. (Nm) Relativo Feedback do encoder. feedback de velocidade Ambos sentidos. Referência Referência relativa 10 mseg. (Nm) Programada para torque máx.VLT® da Série 5000 ■ Regulação de torque. Um dispositivo mede o raio do rolo e ajusta o torque do motor para assegurar que a tensão seja constante.VLT é uma marca registrada da Danfoss .28 .51. [1] [1] [25] [24] [1] [4] 112 MG. entrada B Programado para pulsos do encoder/rev. O dispositivo de medição deve ter um sinal de saída não linear. entrada analógica Terminal 54. Os itens a seguir devem ser programados.

). pois o torque é calculado pelo conversor de freqüência VLT com base na corrente medida. sinais de pulso e/ou comunicação serial. continuação: O ganho Proporcional. Isso permite. o que significa que se a somatória de todas as referências estiver fora da faixa de retorno. Todas as referências serão adicionadas e a somatória será a referência para a regulagem subseqüente. É possível limitar a faixa de referência a uma faixa menor do que a faixa de retorno. As entradas não utilizadas podem ser desativadas. O controle de velocidade e o controle de processo são na forma de um controlador PID requerendo um retorno a uma entrada. RPM. Em determinadas aplicaçőes. A faixa de retorno é definida nas unidades que pertencem ao aplicação (Hz. circuito fechado. Nesses casos.28 . ou se o controle inverso. no entanto. o tempo de Integração e o tempo de Diferenciação do controlador de MG. Do mesmo modo que na faixa de retorno. mas vários recursos especiais que são relevantes ao controle de processo. decidindo desse modo se deve ser usado para retorno em conexão com um dos controladores. A integração será ajustada para um ganho que corresponda à freqüência de saída dada. Referência: Para os dois controladores. é feita a opção de controlador. qualquer tentativa de alterar a velocidade do motor será restringida por esse limite. é possível programar uma freqüência de partida na qual o VLT 5000 irá aguardar sem ativar o controlador até essa freqüência ser atingida. Existe uma opção entre ser requerido o controle normal.51. Existe também a opção do integrador continuar integrando no caso de um erro. °C etc. PID para controle de processo: Este controle PID foi otimizado para o controle de processo. Sinal de feedback Uma faixa de retorno deve ser definida para os dois controladores. Isto pode ser vantajoso se você quiser evitar que uma mudança inadvertida em uma referência externa faça que a soma das referências se afaste demais do valor de referência ideal. mesmo se a velocidade do motor não puder ser alterada. onde a velocidade é reduzida no caso de um erro. Se o VLT 5000 estiver em tal situação limite. A configuração é afetada diretamente em um parâmetro para o terminal de entrada individual. Controle de velocidade. Isso fará o integrador trabalhar como uma espécie de contador. um para controle de processo e um para controle de torque. Este controlador não tem um recurso de avanço. quando o retorno indicar que a velocidade deve ser alterada em uma direção contrária à situação limite. Essa faixa de retorno ao mesmo tempo limita a faixa de referência possível. No parâmetro 100 Configuração. Estas podem ser definidas entre –100% e +100% da referência máxima ou a soma das referências externas. ou seja. bar. poderá ser necessário permitir que o integrador continue a integrar na falha. é difícil ou completamente impossível medir um fator tal como o nível. é possível definir quatro referências predefinidas. a escolha do tipo de controlador irá afetar as opçőes a serem feitas nos parâmetros comuns. As referências externas podem ser sinais analógicos. Além disso. Controle de velocidade: Este controle PID foi otimizado para ser utilizado em aplicaçőes que precisem manter uma determinada velocidade do motor. a referência ficará limitada a permanecer dentro dessa faixa. há várias definiçőes que são feitas nos mesmos parâmetros. por exemplo. esses dois sinais serão somados. O integrador vem de fábrica predefinido para interromper a integração. a faixa de referência é definida nas unidades que pertencem aos aplicaçőes em questão. Se o retorno foi selecionado em dois terminais ao mesmo tempo. acumular rapidamente a pressão estática necessária em um sistema de bombeamento. o que garante que não perturbem o controle. mesmo se o VLT 5000 estiver na freqüência mínima/máxima ou no limite de corrente. O controle de torque é na forma de um controlador PI que não requer um retorno. a integração provocará um retardamento nessa alteração que depende do tempo para o qual o integrador foi supercompensado no erro anterior. Os parâmetros específicos do regulador de velocidade são os parâmetros 417 a 421.B7. circuito fechado ou Controle de processo. Definindo o controlador de velocidade e de processo Com respeito aos dois controladores PID. Controle de processo PID . onde a velocidade é aumentada no caso de um erro entre a referência e o retorno.VLT® da Série 5000 ■ Controladores VLT 5000 O VLT 5000 tem três controladores internos: um para controle de velocidade.VLT é uma marca registrada da Danfoss 113 Connection example .

VLT é uma marca registrada da Danfoss . Os parâmetros específicos do regulador de processo são os parâmetros de 437 a 444. O ganho proporcional é definido como uma porcentagem no parâmetro 433. Isto porque a maioria das aplicaçőes de ventiladores e bombas reage relativamente devagar. Quando este modo for selecionado. Há também um filtro passa-baixo para o controlador de processo. ambos foram definidos na fábrica e normalmente não requerem modificação. o que torna uma vantagem alimentar um sinal o mais estável possível ao controlador de processo. Este pode ser definido para remover uma parte muito maior das oscilaçőes do sinal de retorno do que o filtro passa-baixo do controlador de velocidade. O ganho proporcional de torque e o tempo de integração são definidos no parâmetro 434 Tempo de integração de torque. O controle está na forma de um PI que não requer retorno porque o torque é calculado com base na medição de corrente do 6VLT 5000. Configuração do controlador de torque (circuito aberto): Este controle é selecionado se o Controle de torque . Porém.B7.51.28 . é possível limitar a influência do diferenciador em relação a alteraçőes rápidas no erro entre o sinal de referência e o de retorno. circuito aberto tiver sido selecionado em 100 Configuração . Como ocorre no controle de velocidade.VLT® da Série 5000 processo são definidos em parâmetros individuais e as faixas de configuração são adaptadas aos requisitos do controle de processo. 114 MG. a referência usará a unidade Nm.

10/50 Hz. 5 seg. O controle é do tipo inverso. a velocidade diminui./máx.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss 115 Connection example . escala máxima Referência mínima: Referência máxima Controle inverso Freqüência mínima Freqüência máxima Ganho proporcional Tempo de integração Parâmetro no 100 314 315 316 414 415 416 308 309 310 204 205 437 201 202 440 441 Configuração Controle de processo. a temperatura deve ser regulável de .5 . 0 a 10 V (ponto de ajuste) 3. a velocidade do ventilador também aumenta de modo a gerar mais ar.28 . escala mínima Terminal 53.) [1] [10] [1] Valor de dados no [3] [2] MG. Partida/Parada 2. Quando a temperatura cai. 1. O seguinte deve ser programado o seguinte na ordem mostrada – consulte explicação das configuraçőes nas Instruçőes operacionais: Função: Ativação do regulador de processo Sinal de retorno Terminal 60. 4 a 20 mA (retorno).0) Dependente da aplicação (por exemplo. Em um sistema de ventilação. Temperatura de referência de 5 a 35°C.51. NOTA!: O exemplo mostra um transmissor de dois fios. Velocidade mín. O transmissor usado é um sensor de temperatura com uma faixa de trabalho de –10 a 40°C.35°C com um potenciômetro de 0-10 Volt. 4 a 20 mA. escala máxima Retorno mínimo Retorno máximo Unidades de processo Referência Terminal 53.VLT® da Série 5000 ■ PID para controle de processo A seguir está um exemplo de um regulador de processo usado em um sistema de ventilação. Transmissor de temperatura –10 a 40°C. circuito fechado Sinal de retorno 4 mA 20 mA (configuração de fábrica) -10°C 40°C °C Referência (configuração de fábrica) 0 Volt (configuração de fábrica) 10 Volt (configuração de fábrica) -5°C 35°C Inverso 10 Hz 50 Hz Dependente da aplicação (por exemplo 1. o que significa que quando a temperatura aumenta. O regulador de processo integrado é usado para manter constante a temperatura definida. escala mínima Terminal 60.

Da mesma forma. a potência é diminuída.10 Uma correia transportadora que transporta peças pesadas deve manter uma velocidade constante. push-pull. Referência de velocidade 0-1500 rpm.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Encoder de 1024 pulsos/rpm. Este é o caso de uma regulação normal. Borne 53. + 10%) Referência (programação de fábrica) 0 Volts (programação de fábrica) 10 Volts (programação de fábrica) 0 rpm 1500 rpm 0 Hz 75 Hz Dependente da aplicação Dependente da aplicação Dependente da aplicação Valor dos dados n. a potência fornecida ao motor da correia transportadora aumenta para manter a velocidade constante. escala máx. entrada A 0 rpm 1650 rpm (máx. entrada B Feedback do encoder.B7.vide explicação das configuraçőes no Manual de Operação: Função: Ativação do regulador de processo Sinal de feedback Borne 32 Borne 33 Feedback mínimo Feedback máximo Referência Borne 53. push-pull. [1] [2] [24] [25] [1] 116 MG. 0-10 V 3. 1. O feedback utilizado é um encoder com uma resolução de 1024 pulsos/rpm.28 . Partida/Parada 2. quando a carga diminui. malha fechada Sinal de feedback Feedback do encoder. 175ZA451. 0-10 Volts. que é ajustada por intermédio de um potenciômetro na gama de 0-1500 rpm. Referência mínima Referência máxima Velocidade mínima Velocidade máxima Ganho proporcional Tempo de integração Tempo de diferenciação Parâmetro n. escala mín. o que significa que quando a carga aumenta. ref. A seguinte programação deve ser feita na ordem mostrada .VLT® da Série 5000 ■ PID para regulação de velocidade São fornecidos a seguir alguns exemplos de programação do PID para regulação de velocidade do VLT da Série 5000.51. A velocidade selecionada deve ser mantida constante e deve ser aplicado o regulador de velocidade integrado PID. 100 314 306 307 414 415 308 309 310 204 205 201 202 417 418 419 Configuração Regulação de velocidade.

VLT® da Série 5000 ■ PI para regulação de torque É dado a seguir um exemplo de programação do regulador de torque VLT da Série 5000. Referência [Nm] Otimização do regulador de torque As configuraçőes básicas agora estão feitas e a programação de fábrica foi otimizada para a maioria dos processos. Nos casos onde a programação de fábrica foi modificada.2. Partida/parada 2.28 . para uma retalhadora. escala máxima Velocidade mínima Velocidade máxima Parâmetro n. Feedback O sinal de feedback representa um torque estimado. Podem ser configuradas as referências mínima e máxima (204 e 205). que limitam a soma de todas as referências. escala mínima Terminal 53. Referência A referência é sempre dada em Nm. 100 433 434 308 309 310 201 202 Configuração Regulação de torque.B7. independente da velocidade da esteira rolante. Raramente é necessário otimizar o ganho proporcional do torque no parâmetro 433 e o tempo de integração do torque no parâmetro 434.02 s (programação de fábrica) Referência (programação de fábrica) 0 V (programação de fábrica) 10 V (programação de fábrica) 0 Hz 50 Hz [1] MG. [4] Função: Ativação do regulador de processo Ganho proporcional de torque Tempo de integração do torque Referência Terminal 53. calculado pelo conversor de freqüência VLT com base nos valores medidos de corrente.VLT é uma marca registrada da Danfoss 117 Connection example . a esteira deve mover o fardo para a retalhadora o mais rápido possível. Uma esteira rolante é utilizada para transportar fardos para a frente. uma força constante. Se houver um espaço entre os fardos. 1. com Os itens dados a seguir devem ser programados na ordem mostrada: Valores dos dados n.51. A faixa de valores de referência não pode ultrapassar a faixa de valores de feedback. malha aberta 100% (programação de fábrica) 0. recomenda-se alterar essa configuração por um fator máximo de +/.

também estão de acordo com os requisitos relacionados a isolamento elevado e com o teste relevante descrito na EN 50178. assim chamados: 1. Estes requisitos encontram-se descritos na norma EN 50178. Acoplador óptico. fonte de 24 V externa. devem ser usados apenas relés de corrente de falha. que são adequados para proteção contra correntes CC (DIN VDE 0664). 5. 2. 4. Isolamento de sinal do UCC. Os componentes do isolamento elétrico. Os relés de corrente de falha RCD do tipo B são compatíveis com esses requisitos. 2. Transdutores de corrente (corrente de efeito Hall transdutores). A gate drive controla os IGBTs (transformadores/ opto-acopladores). Isolamento galvânico ■ Corrente de fuga à terra A fuga de corrente é causada em primeiro lugar pela capacitância entre as fases do motor e a blindagem do cabo do motor. como descrito a seguir. deve ser instalado um aterramento reforçado. O isolamento galvânico (garantido) é obtido satisfazendo-se as exigências relativas à alta isolação e favorecendo significativas distâncias de circulação. conforme a norma IEC 755-2. O isolamento galvânico pode ser visto em cinco locais (ver desenho abaixo). Deve haver compatibilidade com os seguintes requisitos. 4. que não são adequados para correntes CC. Nunca utilize o relé ELCB (tipo A). em ordem de prioridade: 1. O nível da fuga de corrente à terra depende dos seguintes fatores. Acoplador óptico. se (por engano) o conversor de freqüência não tiver sido ligado à terra. 3. A proteção contra o choque elétrico é garantida se a alimentação elétrica é do tipo PELV e a instalação é efetuada como descrito nas normas locais relativas ao isolamento PELV.Tensão Extra Baixa Protetiva) (Não se aplica às unidades 525-600 V). Para os conversores de freqüência trifásicos.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss 118 . Todos os terminais de controle e terminais de relés 01-03 estão em conformidade com a PELV (Protective Extra Low Voltage . 3.VLT® da Série 5000 ■ Isolamento galvânico (PELV) PELV oferece uma proteção mediante baixíssima tensão.51. para a conformidade com EN 50178. NOTA!: Desde que a corrente de fuga é >3. Um eventual filtro RFI contribui para o aumento de fuga de corrente porque o circuito do filtro é ligado ao terra mediante capacitores. indicando a tensão referente à corrente intermediária. Ser adequado para a proteção de equipamentos com uma componente de corrente contínua (CC) na corrente de falha (retificador trifásico) Ser adequado para permitir uma breve descarga de corrente à terra quando da energização Ser adequado para elevadas fugas de corrente. Comprimento do cabo do motor Cabo do motor com ou sem blindagem Freqüência de chaveamento Eventual utilização do filtro RFI Motor aterrado ou não no local A fuga de corrente é importante para a segurança durante o manuseio / funcionamento do conversor de freqüência.28 . MG. Fonte de alimentação (SMPS) incl. módulo de frenagem. 5.5 mA.

Sobrecarga estática Quando o conversor de freqüência estiver com sobrecarga (o limite de torque no parâmetro 221/222 foi atingido). MG.51. que normalmente é 15% abaixo da tensão de alimentação nominal mais baixa do conversor de freqüência. Um curto-circuito entre duas fases de saída causará uma sobrecorrente no inversor. Se a sobrecarga for excessiva. a carga gera energia. Durante a desaceleração. Ligando a saída É inteiramente permitido ligar a saída entre o motor e o conversor de freqüência. O inversor desliga para proteger os transistores e os capacitores do circuito intermediário quando um determinado nível de tensão é alcançado. No entanto. Falha de aterramento O inversor desliga dentro de alguns &mu. no motor e na instalação.VLT® da Série 5000 ■ Condiçőes de operação extremas Curto-circuito O conversor de freqüência é protegido contra curtos-circuitos por meio de medição de corrente em cada uma das três fases do motor.5 seg.B7. A carga impulsiona o motor (em freqüência de saída constante do conversor de freqüência). A operação dentro do limite de torque pode ser limitada no tempo (0-60 s) no parâmetro 409. O tempo antes do inversor parar depende da tensão da rede antes da queda e na carga do motor. poderá ocorrer uma corrente que faz o conversor de freqüência parar depois de aproximadamente 1.VLT é uma marca registrada da Danfoss 119 Special conditions . a carga será baixa e o tempo de desaceleração será muito curto para que a energia seja dissipada como perda no conversor de freqüência.s o cartão do driver desliga o inversor e o conversor de freqüência mostrará um código de falha. cada transistor do inversor será desligado individualmente quando a corrente em curto-circuito ultrapassar o valor permitido. Queda de tensão na rede Durante uma queda de tensão na rede. Sobretensão gerada pelo motor A tensão no circuito intermediário aumenta quando o motor atua como um gerador. 2.s no caso de falha de aterramento em uma fase do motor. Isto ocorre em dois casos: 1. A unidade de controle tenta corrigir a aceleração se possível. Após 5-10 &mu. embora dependendo da impedância e da freqüência do motor.28 . Não é possível danificar o VLT série 500 de nenhuma maneira quando se liga a saída. No entanto. é possível que apareçam mensagens de falha. ou seja. se o momento de inércia for alto. o conversor de freqüência continua até a tensão do circuito intermediário cair abaixo do nível de parada mínimo. os controles reduzirão a freqüência de saída numa tentativa de reduzir a carga. embora dependendo da impedância e da freqüência do motor.

B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss .35). 3. o tempo de subida e a tensão de pico aumentarão. blindado ou não blindado) indutância VLT 5016-5102 / 380-500 V TenComprimento do cabo 32 metros 70 metros 132 metros são de rede elétrica 380 V 380 V 380 V Tempo de subida 0. Se forem usados motores muito pequenos sem isolação da bobina de fase. VLT 5001-5011 / 380-500 V TenComprimento do cabo 50 metros 150 metros 50 metros 150 metros são de rede elétrica 500 V 500 V 380 V 380 V Tempo de subida 0.36 µs Tensão de pico 1360 V dU/dt 3022 V/µs 1. 2.11 µs Tensão de pico 950 V 950 V 950 V dU/dt 2794 V/µs 1267 V/µs 685 V/µs A indução natural causa um pico transitório UPEAK na tensão do motor. Se o cabo do motor for curto (alguns metros).66 µs 1159 1428 V/µs Tensão de rede 690 V Tempo de 0.72 µs 1329 640 V/µs 575 V 0.60 µs 1.5 µs 1 µs 0. Se a tensão de pico for muito alta. O tempo de subida e a tensão de pico UPEAK afetam a vida útil do motor. VLT 5016-5062 / 525-600 V Tensão Comprimento do cabo 35 metros de rede 575 V Tempo de 0. O tempo de subida aumenta/diminui proporcionalmente com o comprimento de cabo. comprimento.28 .71 µs 0. seção transversal. Valores típicos para o tempo de subida e tensão de pico UPEAK. 120 MG.34 µs Tensão de pico 1040 V dU/dt 2447 V/µs VLT 5352-5552 / 380-500 V TenComprimento do cabo 29 metros 29 metros são de rede elétrica 500 V 400 V Tempo de subida 0. Se o cabo do motor for comprido (100 m).27 µs 0.51.9 (Tensão de encadeamento CC = Tensão de rede elétrica x 1. medidos nos terminais do motor entre duas fases: Para obter os valores aproximados para comprimentos de cabo e tensőes não mencionados abaixo. antes deste estabilizar em um nível que depende da tensão no circuito intermediário.6 µs 1.61 µs Tensão de pico 1165 V 942 V dU/dt 1389 V/µs 1233 V/µs VLT 5001-5011 / 525-600 V TenComprimento do cabo 35 metros são de rede elétrica 600 V Tempo de subida 0. o tempo de subida e a tensão de pico serão relativamente baixos.59 µs Tensão de pico 1425 dU/dt 1983 V/µs elétrica subida 1) Com o filtro dU/dt da Danfoss. os motores sem isolação da bobina de fase serão os primeiros a ser afetados. UPEAK = Tensão de encadeamento CC x 1.38 µs elétrica subida Tensão de pico 1430 V dU/dt 3011 V/µs Os dados são medidos utilizando-se a IEC 60034-17. recomenda-se instalar um filtro LC após o conversor de freqüência. utilize as seguintes regras práticas: VLT 5122-5302 / 380-500 V TenComprimento do cabo 70 metros são de rede elétrica 400 V Tempo de subida 0.VLT® da Série 5000 ■ Tensão de pico no motor Quando um transístor do inversor estiver aberto. a tensão do motor aumenta por uma taxa dU/dt que depende de: do cabo do motor (tipo.33 µs Tensão de pico 1230 V 1270 V 1000 V 1000 V dU/dt 1968 V/µs 1270 V/µs 1333 V/µs 602 V/µs VLT 5042-5352 / 525-690 V Comprimento do cabo 25 metros 25 metros 25 metros 690 V1) 1.

240 V.VLT® da Série 5000 ■ Chaveamento na entrada O chaveamento na entrada depende da tensão de alimentação de rede elétrica em questão e se a descarga Rápida do capacitor intermediário tiver sido escolhida. Bobinas do circuito intermediário CC. VLT 5016-5102 380 . encontram-se os valores típicos medidos a uma distância de 1 m da unidade em carga máxima: VLT 5001-5006 200 .500 V Unidades IP 00/ IP 21 /NEMA 1: Unidades IP 54 VLT 5452-5552 / 380 .51. 74 s 95 s 123 s 158 s ■ Ruído acústico A interferência acústica do conversor de freqüência tem origem em duas fontes: 1.B7.240 V. Ventilador interno. A tabela a seguir apresenta o tempo de espera entre cortes.VLT é uma marca registrada da Danfoss 121 Special conditions .240 V Unidades IP 20/NEMA 1: Unidades IP 54 VLT 5122-5302 / 380 .600 V Unidades IP 20/NEMA 1: VLT 5042-5352 / 525 . 2.600 V Unidades IP 20/NEMA 1: VLT 5016-5062 / 525 . Em seguida.500 V Unidades IP 21/NEMA 1: Unidades IP 54 VLT 5352 / 380 .500 V Unidades IP 20: Unidade IP 20 (VLT 5062-5102): Unidades IP 54 VLT 5032-5052 / 200 .500 V Todos os tipos de gabinetes: 100 dB(A) 80 dB(A) 80 dB(A) 73 dB(A) 73 dB(A) 70 dB(A) 65 dB(A) 67 dB(A) 66 dB(A) 61 dB(A) MG.28 . Tensão de rede elétrica Sem descarga rápida Com descarga rápida 380 V 415 V 460 V 500 V 690 V VLT 5001-5011 / 525 . VLT 5001-5011 380 .690 V Unidades IP 20/NEMA 1: Unidades IP 54 74 dB(A) 74 dB(A) 66 dB(A) 62 dB(A) 48 s 65 s 89 s 117 s 120 s Medido a 1 metro da unidade em carga total.500 V Unidades IP 20: Unidades IP 54 50 dB(A) 62 dB(A) VLT 5008-5027 200 .

medida durante 24 horas. Em função deTAMBversus altitude a 100% da corrente de saída.AVG). 45°C 2.VLT é uma marca registrada da Danfoss . 122 MG.VLT® da Série 5000 ■ Redução ■ Derating para a temperatura ambiente A temperatura ambiente (TAMB.51. deve ser pelo menos 5 °C menor. deve ser decrescida de 1%/ °C. será necessário um derating da corrente contínua de saída. acima do máximo de 45 °C (sobrecarga de 160%) e 40 °C (sobrecarga de 110%). Redução da intensidade da corrente de saída em relação à altitude a TAMB = máx. ■ "Derating"para pressão atmosférica "Derating" devido à pressão atmosférica Abaixo de 1000 m de altitude não é necessária nenhuma redução de potência.MAX) é a temperatura máxima permitida. A temperatura média (TAMB.28 .B7. a temperatura ambiente (TAMB) ou a corrente de saída máxima (IVLT.MAX) devem ser reduzidas de acordo com o diagrama a seguir: 1. Acima de 1000 m. Se o conversor de freqüência for operado em temperaturas acima de 45 °C. 380-500 V e VLT 5042-5352. 525-690 V. A corrente dos VLT 5122-5552.

o nível de carga do motor pode ser reduzido. [kHz] 10.0 1.0 3. o conversor de freqüência irá automaticamente reduzir a corrente nominal quando a freqüência de chaveamento ultrapassar 4.0 3. A tabela fornece as freqüências de chaveamento mínima.0 1.0 2. 690 V 5352. Este problema ocorre quando O conversor de freqüência foi testado com 300 m de o torque de carga é constante (por exemplo. Em baixa rotação.0 3.0 10.0 4.0 1.5 4.5 5. 200 V 5001-5011.0 kHz.0 3.0 14.5 4. 500 V 5352-5552.0 14.0 4. o motor deve receber um suprimento adicional de ar para refrigeração. uma cabo não-blindado e 150 m de cabo blindado.0 3. e por isso a uma corrente de fuga maior para a terra).0 3.5 2.5 10. 60 graus.28 .0 2.0 MG. 690 V 3. 600 V 5032-5052.0 5.0 3. [kHz] VLT VLT VLT VLT VLT VLT VLT VLT VLT VLT VLT VLT VLT VLT 5001-5006.0 3.5 4. ■ Derating para freqüência de chaveamento alta Uma freqüência de chaveamento maior (a ser definida no parâmetro 411) ocasiona perdas maiores nos circuitos eletrônicos do conversor de freqüência. AVM SFAVM Min.5 1.5 3. 600 V 5062. O padrão de chaveamento pode ser alterado no parâmetro 446 e a freqüência de chaveamento no parâmetro 411.5 3.0 2.5 1. [kHz] 4.5 Máx.0 4.51. é necessário verificar se a refrigeração do ■ Reduzindo a capacidade para instalarcabos motor é apropriada.VLT é uma marca registrada da Danfoss 123 Special conditions .0 3.0 1. 200 V 5008-5027. (Seção transversal maior leva a uma maior capacidade de aterramento. Ao invés dessa refrigeração adicional. Se for usado um cabo com seção transversal maior. a redução é feita linearmente.5 Min.0 10.0 3. 500 V 5016-5052.0 4.VLT® da Série 5000 ■ "Derating" para funcionamento em baixa motor maior. o ventilador de motor longos ou cabos com seção não consegue fornecer o volume necessário de ar transversalmaior.5 4. A reduzida ventilação disponível é quem decide o tamanho do torque que pode ser permitido sob carga contínua. 500 V 5122-5302.5 4. esteira) em toda a gama de regulação.0 4.0 7.5 4.0 10.5 4.0 7.5 4. Isto pode ser feito escolhendo um O conversor de freqüência foi projetado para trabalhar com um cabo de motor com uma seção transversal certificada. Em ambos os casos.5 3.0 3.5 3.0 1. 200 V 5032-5052.0 10. Se o motor tiver que funcionar continuamente a uma rotação inferior à metade do valor nominal.0 1.5 4. Se SFAVM tiver sido selecionado.5 3. Se 60° AVM for selecionado. até atingir 60% da IVLT.5 3.0 3.0 3. o projeto do conversor de velocidade freqüência estabelece limites no que diz respeito ao Quando um motor está conectado a um conversor de tamanho do motor que pode ser conectado a ele.5 4. 600 V 5042-5302.0 14.0 Fáb.0 3.0 3. [kHz] 5.0 3.5 3.0 4.B7.0 3. No entanto. máxima e a definida na fábrica. 600 V 5016-5027.0 2. recomenda-se reduzir a tensão de saída em 5% para cada grau de aumento na seção transversal.5 4. 500 V 5001-5011.N. 500 V 5062-5102. para o conversor de freqüência.5 Máx.0 4. [kHz] 3.5 Fáb.0 3. freqüência.0 3.N quando a freqüência de chaveamento ultrapassar 3. o conversor de freqüência automaticamente reduzirá a corrente nominal de saída IVLT.0 3.0 3. [kHz] 3.0 3.0 3.0 3.5 kHz.0 3. para refrigeração.0 3.0 2. no parâmetro 446.0 3.

28 .B7.VLT® da Série 5000 124 MG.51.VLT é uma marca registrada da Danfoss .

VLT é uma marca registrada da Danfoss 125 Special conditions . tempo e freqüência de saída do motor.4.requisitos gerais Vibração aleatória de banda larga . a 40°C. EN 50178 pkt. classe E.1970. IEC 68-2-36: ■ Umidade do ar O conversor de freqüência foi projetado para atender à norma IEC 68-2-3. MG. ■ Vibração e choque O conversor de freqüência foi testado de acordo com um procedimento baseado nos seguintes padrőes: IEC 68-2-6: IEC 68-2-34: IEC 68-2-35: Vibração (senoidal) .média capacidade de reprodução O conversor de freqüência está em conformidade com os requisitos que correspondem às condiçőes quando a unidade é montada nas paredes e pisos de estabelecimentos de produção.alta capacidade de reprodução Vibração aleatória de banda larga . como também em painéis fixados na parede ou no piso. Veja o parâmetro 128 no Manual de Operação.2/DIN 40040. Vibração aleatória de banda larga . 9.2.28 .B7.51.VLT® da Série 5000 ■ Proteção térmica do motor A temperatura do motor é calculada com base na corrente.

óleo ou corrosão em peças metálicas.B7. Vapor. Indicadores típicos de líquidos prejudiciais no ar são água. podem causar falhas mecânicas. impedindo o contado de gases agressivos com o conversor de freqüência.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Não tomar as medidas de proteção necessárias aumenta o risco de paradas.28 . Líquidos podem ser transportados pelo ar e condensar no conversor de freqüência. não deve ser instalado em ambientes onde haja líquidos. NOTA!: Colocar os conversores de freqüência em ambientes agressivos irá aumentar o risco de paradas e também reduzir consideravelmente a vida útil do conversor. recomenda-se envolver o equipamento com invólucro de classificação IP 54. Em ambientes com muita poeira. em certa medida. recomenda-se que o equipamento seja montado em uma cabine ventilada. reduzindo assim a vida útil do conversor de freqüência. Consultar também a Instrução MN. partículas ou gases em suspensão no ar capazes de afetar e danificar os componentes eletrônicos.IX. Pode ser adquirido como opção de proteção adicional um revestimento externo das placas de circuito impresso. às condiçőes ambientais. placas de circuito impresso podem ser adquiridas com revestimento como opção. Níveis excessivos de partículas de poeira geralmente são encontrados em cabines de instalação e instalaçőes elétricas existentes. elétricas ou de temperatura no conversor de freqüência. deve ser verificada a presença de líquidos. O conversor de freqüência. Nesses ambientes.YY 126 MG. Em ambientes com altas temperaturas e muita umidade. portanto. Isto pode ser feito observando-se as instalaçőes existentes nesse ambiente. Como proteção adicional. Uma indicação típica dos níveis excessivos de partículas no ar são partículas de poeira em volta do ventilador do conversor de freqüência. Partículas em suspensão no ar.90. Um indicador de gases agressivos no ar é o enegrecimento de barras e extremidades de fios de cobre em instalaçőes existentes. óleo e maresia podem causar corrosão nos componentes e peças metálicas. partículas e gases no ar ambiente. recomenda-se envolver o equipamento com proteção de classificação IP 54 ou uma cabine para equipamento IP 00/20/Nema 1. Nesses ambientes. Antes de instalar o conversor de freqüência.51. um conversor de freqüência contém um grande número de componentes eletrônicos e mecânicos que são vulneráveis. nitrogênio e cloro nos componentes do conversor de freqüência. Além disso.VLT® da Série 5000 ■ Ambientes agressivos Do mesmo modo que todos os equipamentos eletrônicos. Essas reaçőes químicas irão rapidamente afetar e danificar os componentes eletrônicos. os líquidos podem corroer os componentes e as peças metálicas. como partículas de poeira. haverá reação química de gases corrosivos como compostos de enxôfre.

VLT® da Série 5000 ■ Eficiência Para reduzir o consumo de energia é importantíssimo otimizar a eficiência dos sistemas. Em geral. Em geral. Eficiência do motor (ηMOTOR ) A eficiência de um motor ligado ao conversor de fre-qüência depende da forma senoidal da corrente. Nos motores pequenos. é possível calcular a eficiência do sistema. Os motores de 11 kW e superiores obtêm maior eficiência (1-2%). Isto também significa que a eficiência do conversor não se altera mediante a escolha de diferentes carac-terísticas U/f. mas nos motores a partir de 11 kW conseguem-se vantagens consideráveis.N por ex: com carga parcial ou bombas muito grandes. Todavia as características U/f influenciam no rendi-mento do motor.B7. tanto quando fun-ciona com o conversor de freqüência como quando funciona diretamente com tensão de rede. A eficiência é um pouco reduzida se a freqüência de chaveamento se fixa num valor superior a 4 kHz (3 kHz para VLT da Série 5005) (parâmetro 411). Em geral. A taxa de eficiência também será ligeiramente reduzida se a tensão da rede for de 500 V ou se o cabo do motor for mais longo do que 30 m. a eficiên-cia do motor é quase constante. MG. A eficiência de cada elemento do sistema deve ser a mais alta possível. A eficiência do motor depende do tipo do motor. é a mesma obtida na freqüência nominal do motor fM. A eficiência melhora uma vez que a forma senoidal da corrente do motor é quase perfeita à uma freqüência de chaveamento alta. com cargas diferentes. a freqüência de chaveamento não influi no rendimento dos motores de pequenas dimensőes.51. a eficiência. quando o motor fornece 100% ou 75% de torque no eixo. Eficiência do sistema (η SYSTEM) Para calcular a eficiência do sistema. a eficiência do VLT da Série 5000 (ηVLT) é multiplicada pela eficiência do motor (ηMOTOR): η SISTEMA) = ηVLT x ηMOTOR Com base no gráfico desta página.VLT é uma marca registrada da Danfoss 127 Special conditions . pode-se dizer que a eficiência é a mesma do funcionamento na rede. Eficiência do VLT da Série 5000 (ηVLT) A carga do conversor de freqüência não influi muito sobre a sua eficiência. a característica U/f influi muito pouco sobre a eficiência. Numa faixa de 75-100% do torque nominal.28 .

28 . 128 MG.51. ê O fator de potência indica a extensão em que o conversor de freqüência impőe uma carga na alimentação de rede.B7. Consulte também Application Note MN. tensőes harmônicas I diferentes N com 50 Hz como a freqüência básica: Algumas das correntes harmônicas podem interferir no equipamento de comunicação ligado ao mesmo transformador ou causar ressonância em conexão com baterias de correção do fator de potência.90. Correntes harmônicas comparadas com a corrente de entrada RMS: IRMS I1 I5 I7 I11-49 Corrente de entrada 1.FX.VLT é uma marca registrada da Danfoss .02.9 0. Conseqüentemente. Correntes harmônicas Hz I1 50 Hz I5 250 Hz I7 350 Hz As correntes harmônicas não afetam diretamente o consumo de energia. mais alto será o IRMS para o mesmo desempenho em kW. Uma corrente não-senoidal pode ser transformada através de uma análise de Fourier e dividida em correntes senoidais com freqüências diferentes.2 < 0.1 A distorção de tensão na alimentação de rede depende do tamanho das correntes harmônicas multiplicado pela impedância de rede para a freqüência em questão. o conversor de freqüência tem bobinas de circuito intermediário como padrão. é importante manter as correntes harmônicas em um nível baixo para não sobrecarregar o transformador e não superaquecer os cabos. porém aumentam as perdas de calor na instalação (transformador. ■ Fator de potência O fator de potência é a relação entre I 1 e IRMS . Isso normalmente reduz a corrente de entrada I RMS em 40%. cabos). O fator de potência para controle trifásico: Quanto mais baixo for o fator de potência. ou seja. A distorção de tensão total THD é calculada com base nos harmônicos de tensão individual com a seguinte fórmula: Para obter correntes harmônicas baixas.4 0.VLT® da Série 5000 ■ Interferência/Harmônicos da alimentaçãode rede Um conversor de freqüência absorve uma corrente não-senoidal da rede. em instalaçőes com alta porcentagem de carga retificadora.0 0. o que aumenta a tensão de entrada IRMS.

MG. um fator de potência alto indica que as diferentes correntes harmônicas são baixas.28 .VLT® da Série 5000 Além disso.B7.VLT é uma marca registrada da Danfoss 129 Special conditions .51.

O conversor de freqüência é vendido como componentes/aparelhos é tão pequena que não parte de um sistema completo. 1997. somente componentes com marca CE. O conversor de freqüência é vendido para ser Os conversores de freqüência devem ter a etiqueta instalado no local onde é utilizado por um técnico CE em conformidade com a diretriz de baixa profissional de instalaçőes. A diretriz de baixa tensão (73/23/EEC) 2. Para estas aplicaçőes o relativos ao conversor de freqüência. A União ■ O que está abrangido Européia introduziu a etiqueta CE como uma As "Normas relativas à Aplicação da Diretiva do maneira simples de mostrar se um produto atende às Conselho (89/336/CEE)" da U. Na grande maioria dos casos. que ao consumidor final. como um componente complexo que faz parte de uma instalação. Como se o conversor de freqüência for vendido para o conversor de freqüência é em grande parte uso doméstico. O fabricante que fornecer o sistema pode conformidade mediante solicitação.500 Volts a instalação completa necessitam de marca CC. A Danfoss coloca as etiquetas CE em CE. Essa diretriz aplica-se a todo equipamento que foi projetada e instalada por profissionais e aparelho elétrico usado nas faixas de tensão do ramo. Todo o sistema deverá ter de 1996.B7. Os conversores de freqüência explicado se a questão está abrangida pela diretiva são controlados por três diretrizes da União Européia: de CEM e se tem que possuir a marca CE. de acordo com a diretiva CEM. que entrou em vigor em 1º de janeiro de instalação fabril ou de aquecimento/ventilação. Para cada uma destas situaçőes é qualidade do produto. o conversor de freqüência é usado por profissionais da área. são fornecidas é um dos seus passatempos ou então num informaçőes sobre os aspectos de segurança eletrodoméstico etc. especialista. Se escolher utilizar normas seguidas pelos nossos diferentes produtos.28 .51. sistema O que é etiqueta CE? ou instalação repousa sobre o instalador. A diretriz de maquinário (98/37/EEC) Todas as máquinas com partes móveis críticas 1. Deve-se observar que a responsabilidade pelas ■ O conversor de freqüência VLT Danfoss e as marcas CE As marcas CE constituem uma característica positiva quando utilizadas para os fins às quais foram 130 MG. O propósito da etiqueta CE é evitar obstáculos técnicos no comércio dentro da Área de Livre Comércio Europeu e da União Européia. e fornecemos outros tipos de assistência para garantir um resultados otimizados de EMC. sistema ou equipamento maiores. A etiqueta situaçőes típicas da utilização de um conversor CE não informa sobre as especificaçőes ou a de freqüência. O técnico A diretriz EMC (89/336/EEC) pode assegurar-se disto usando componentes. que a interferência mútua entre os diferentes 3. O conversor de freqüência é vendido diretamente estão cobertas pela diretriz de maquinário.000 Volts CA e de 75 a 1. A instalação do conversor é feita No entanto. CE em conformidade com a diretiva CEM. destacam três diretrizes relevantes da União Européia.E. comercializado completo. não se enquadra na diretriz de maquinário.VLT é uma marca registrada da Danfoss . A Danfoss coloca as etiquetas CE de a marca CE em conformidade com a diretiva acordo com a diretriz e emite uma declaração de CEM.VLT® da Série 5000 ■ Etiqueta CE propriedades finais de EMC do aparelho. não Oferecemos os filtros que constam nas especificaçőes será preciso testar o sistema inteiro. EMC é a sigla de compatibilidade eletromagnética. Pode ser uma tensão. Todavia conformidade com a diretriz e emite uma declaração o aparelho deve ser conforme aos requisitos de conformidade mediante solicitação. Nem o conversor de freqüência nem de 50 a 1. O sistema é chega a afetar o funcionamento dos mesmos. se um conversor de freqüência for por ele próprio para uso numa máquina que destinado a uso em uma máquina. Além disso. CEM fundamentais da diretiva. aparelhos e sistemas que têm a marca CE em A compatibilidade eletromagnética significa conformidade com a diretiva CEM. isto aplica-se por exemplo entrou em vigor em 1o de janeiro de 1995. Este manual garantir a marca CE conforme a diretiva CE fornece instruçőes detalhadas para fazer a instalação seja usando componentes com marca CE ou correta de EMC. O consumidor final não é um elétrico. Pode ser um sistema A diretriz EMC entrou em vigor no dia 1º de janeiro de ar condicionado. especificamos as testando a CEM do sistema. Isto é feito conversor de freqüência VLT deverá ter a marca por meio de uma declaração de fabricante.

28 .E. sistema ou instalação serão do técnico instalador. ser bastante diferentes. Este é o motivo pelo qual a marca CE pode difundir nos instaladores uma falsa sensação de segurança quando o conversor de freqüência é utilizado como componente num sistema.VLT® da Série 5000 criadas. como um componente complexo. As normas e níveis de teste determinados para Sistemas de Transmissão de Potência são compatíveis desde que sejam seguidas MG. especificamos quais as normas e quais dos diferentes produtos se encontram em conformidade com as mesmas. no Manual de Operação para uma instalação conforme os requisitos CEM e a filtragem de acordo com a CEM. Nós colocamos marcas CE nos nossos conversores de freqüência VLT em conformidade com a diretiva de baixa tensão. sistema ou instalação maiores. a Danfoss preparou normas para a instalação com a CEM para o Sistema de Acionamento Elétrico. Para ajudar o técnico. isto é.B7. ■ Conformidade com a diretiva CEM 89/336/CE Na grande maioria dos casos. Sobre esta base é concedida uma declaração de conformidade com a diretiva CEM. Damos uma declaração de conformidade para confirmar o fato de que a nossa marca CE está conforme a diretiva sobre a baixa tensão A marca CE aplica-se igualmente à diretiva CEM. Além disso. as marcas CE poderão cobrir muitas e diversas especificaçőes. facilitar as transaçőes comerciais no âmbito dos países da U. Veja a Secção sobre instalação elétrica. Oferecemos os filtros indicados nas especificaçőes e além disso estamos à sua disposição para outros tipos de assistência que contribuam obter os melhores resultados em termos de CEM. O Manual de Operação fornece instruçőes de instalação detalhadas para garantir a conformidade aos requisitos CEM. Chamamos a atenção para o fato que as responsabilidades finais sobre a CEM no aparelho.51. o conversor de freqüência VLT é utilizado pelos profissionais deste ramo. as instruçőes para instalação correta de CEM. fazendo parte de um aparelho. As especificaçőes abrangidas podem. No entanto. com efeito.VLT é uma marca registrada da Danfoss 131 Special conditions . e da EFTA. Esta é a razão pela qual a marca CE pode dar uma falsa impressão de segurança aos instaladores quando utilizarem um conversor de freqüência como um componente num sistema ou num aparelho. Sobre esta base é concedida uma declaração de conformidade com a diretiva CEM.

no entanto. ela causará maior interferência na rede elétrica na faixa de freqüência de rádio aproximadamente abaixo de 5 MHz. barramento padrão. Com relação à instalação. É gerada interferência de rádio superior a 50 MHz (aérea).28 . será necessário quebrar a blindagem para evitar loops de corrente.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Os cabos com nível de sinal sensitivo não devem ficar ao lado dos cabos do motor e do freio. cabo de controle. haverá.B7.VLT® da Série 5000 ■ Aspectos gerais de emissőes EMC Geralmente é conduzida a interferência elétrica em freqüências na faixa de 150 kHz a 30 MHz. Uma vez que a fuga de corrente(I1 ) é conduzida de volta à unidade através da malha de blindagem (I 3 ). 132 MG. Como mostra o desenho abaixo. as correntes de capacitância do cabo do motor junto com um alto dV/dt da tensão do motor geram fuga de corrente. Em algumas situaçőes. Isto é porque os cabos blindados têm maior capacitância à terra do que os cabos não-blindados. Também é importante garantir um bom contato elétrico da placa de suporte por meio dos parafusos de montagem com o chassi do conversor de freqüência VLT . O cabo blindado do motor deve ser conectado aos invólucros do VLT e do motor. é importante usar cabos de motor e de freio o mais curtos possível. em princípio. o que reduz o efeito da blindagem e aumenta a fuga de corrente (I4 ). Se um cabo blindado for usado para Profibus.51. que quando se usam cabos não-blindados alguns requisitos de emissão não são cumpridos. de acordo com a figura abaixo. interface de sinal e freio. a placa de suporte deve ser de metal porque as correntes da blindagem deverão ser conduzidas de volta à unidade. Nos casos onde a blindagem deve ser colocada em uma placa de suporte do conversor de freqüência VLT. no entanto. Para reduzir o nível de interferência de todo o sistema (unidade + instalação) o máximo possível. somente um pequeno campo eletro-magnético (I4 ) derivado do cabo blindado do motor. relê. O uso de um cabo blindado de motor aumenta a fuga de corrente (consulte a figura abaixo). NOTA!: Observe. Estas últimas aumentam a impedância da malha em freqüências mais altas. a blindagem deve ser montada no invólucro em ambas as extremidades. A malha reduz a interferência irradiada mas aumenta a interferência de baixa freqüência na rede. A melhor maneira de fazer isso é usando braçadeiras de malha integradas para evitar extremidades de malha torcidas (rabichos). embora os requisitos de imunidade o sejam. particularmente pelo sistema eletrônico de controle. cabo do motor e motor. A interferência aérea proveniente do sistema da unidade na faixa de 30 MHz a 1 GHz é gerada pelo inversor. geralmente é menos complicado usar cabos não-blindados do que blindados. Se a fuga de corrente não for filtrada.

380-500 V. 525-690 V. Para minimizar o ruído da rede elétrica e o ruído irradiado do sistema do conversor de freqüência. comércio e indústrias leves EN 55011 Classe B1 Conduzido 150 kHz-30 MHz Não Sim Não 2) VLT 5001-5011/380-500 V VLT 5001-5006/200-240 V Irradiado 30 MHz-1 GHz Não Sim Sim 1) Ambiente Norma básica Setup Cabo do motor Irradiado 30 MHz-1 GHz Não Não Não Não Não 300 m não-blindado/não-encapado metalicamente VLT 5000 com opção de filtro RFI 50 m trançado blindado/encapado metalicamente (Estilo Estante de Livros 20 m) 150 m trançado blindado/encapado metalicamente VLT 5000 com opção de filtro RFI 300 m não-blindado/não-encapado metalicamente + filtro LC 50 m trançado blindado/encapado metalicamente 150 m trançado blindado/encapado metalicamente Não Não 1) Para os VLT 5011/380-500 V e VLT 5006/200-240 V somente estará em conformidade se for usado cabo trançado blindado/encapado metalicamente de 100 m no máximo. Residências.B7. uma caixa de controle com Emissão Ambiente industrial EN 55011 Classe A1 Conduzido 150 kHz-30 MHz Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não Não Sim 2) 1) 3) potenciômetro. atende a classe A2 com 150 m de cabo blindado sem filtro de RFI (R0) e a classe A1 com 30 m de cabo blindado com filtro de RFI (R1). MG.VLT é uma marca registrada da Danfoss Emissão Ambiente industrial EN 55011 Classe A1 Conduzido 150 kHz-30 MHz Não Não Sim 2) 6) 2) Não se aplica a 5011/380-500 V e 5006/200-240 V 3) Dependendo das condiçőes de instalação Residências. se relevantes). 3) VLT 5032-5052 / 200-240 V com filtro externo.28 . 525-690 V.Resultados do Teste de EMC (Emissão.51. 2) Dependendo das condiçőes de instalação. um cabo de controle blindado. 4) VLT 5122-5552. VLT® da Série 5000 5) VLT 5042-5352. 133 . 6) Não se aplica a VLT 5042-5352. além de um motor e cabo de motor. comércio e indústrias leves EN 55011 Classe B Irradiado 30 MHz-1 GHz Não Sim6) Não Sim Sim6) Sim6) Sim6) Conduzido 150 kHz-30 MHz Não Não Não Sim 1)3) 6) Não Irradiado 30 MHz-1 GHz Não Não Não Não Não VLT 5016-5552/380-500 V VLT 5008-5052/200-240 V Ambiente VLT 5042-5352/525-690 V Norma básica Setup Cabo do motor VLT 5000 sem o 300 não-blindado/não-encapado metalicamente opcional de filtro de RFI4) 5) 150 m trançado blindado/encapado metalicamente VLT 5000 300 m não-blindado/não-encapado metalicamente com opcional de filtro de RFI 50 m trançado blindado/encapado metalicamente 150 m trançado blindado/encapado metalicamente 1) Não se aplicam ao VLT 5122-5552 / 380-500 V. os cabos do motor devem ter o menor comprimento possível e as extremidades da blindagem devem ser feitas de acordo com a seção de instalação elétrica. atende a classe A-2 com 50 m de cabo blindado sem o filtro de RFI (código tipo R0). Imunidade) Os resultados de testes a seguir foram obtidos usando um sistema com um conversor de freqüência VLT (com opcionais.

• • • EN 61000-4-5 (IEC 61000-45): Transitórios repentinos Simulação de transitórios originados. Distribuição restrita. • Consulte o seguinte formulário sobre imunidade a EMC.VLT é uma marca registrada da Danfoss . etc. Os testes foram executados de acordo com as seguintes normas básicas: • EN 61000-4-2 (IEC 61000-4-2): Descargas eletrostáticas (ESD) Simulação de descargas eletrostáticas de seres humanos. Equipamento usado em ambiente industrial. EN 61000-4-3 (IEC 61000-4-3): Radiação de campo eletromagnético de entrada. comércio e indústrias leves).B7. científicos e médicos (ISM) de alta freqüência.VLT® da Série 5000 ■ Níveis de compatibilidade requeridos Padrão / ambiente EN EN EN EN 61000-6-3 61000-6-4 61800-3 (restrito) 61800-3 (não-restrito) Primeiro ambiente Residências. EN 61000-4-6 (IEC 61000-4-6): Modo RF comum. chaveamento dos capacitores de correção do fator de potência. um cabo de controle blindado e uma caixa de controle com potenciômetro. por exemplo. os testes de imunidade a seguir foram realizados em um sistema consistindo de um conversor de freqüência (com opcionais. Distribuição irrestrita. de relés ou de outros dispositivos similares. EN 61000-4-4 (IEC 61000-4-4): Transitórios eruptivo Simulação da interferência originada pelo chaveamento de um contactor. Equipamento usado em áreas com rede de alimentação pública (residências. Distribuição irrestrita.28 .51. Equipamento usado em um ambiente industrial. comércio e indústrias leves Conduzido Irradiado Classe B Classe B Classe A-1 Classe B Classe A-1 Classe B Segundo ambiente Ambiente industrial Conduzido Classe A-1 Classe A-2 Classe A-1 Irradiado Classe A-1 Classe A-2 Classe A-1 EN 55011: Classe A-1: Classe A-2: Classe B: Valores-limite e métodos de medição da interferência de rádio de equipamentos industriais. Simulação do efeito de equipamento rádiotransmissor ligado aos cabos de conexão. modulada em amplitude Simulação dos efeitos de radar e de equipamento de radiocomunicação. • 134 MG. ■ Imunidade a EMC Para documentar a imunidade contra a interferência de fenômenos elétricos. Pulso de teste VDE 0160 classe W2: Transitórios da rede elétrica Simulação de transitórios de alta energia. bem como equipamento de comunicaçőes móvel. produzidos pela ruptura do fusível principal. cabo de motor e motor. se relevantes). por relâmpagos nas proximidades das instalaçőes.

51.28 . continuação Pico de energia IEC 61000-4-5 VDE 0160 IEC 61000-4-6 IEC 61000-4-2 IEC 61000-4-3 rede elétrica modo comum ESD Campo eletromagnético irradiado Distorção na Tensão de RF Norma básica Erupção IEC 61000-4-4 Critério de aceitação DM OK — — — — — — — — — OK — — — — — OK — — — — — — OK OK — — — OK — — — — — — — — — OK — — — — — — — — — — OK CM — CM B B B A A CM OK OK OK OK — OK OK OK OK OK Conexão da porta CM Linha OK Motor OK Linhas de controle OK Aplicação e opcionais de Fieldbus OK Interface de sinal<3 m OK Gabinete — Distribuição da carga OK Bus standard OK MG.VLT é uma marca registrada da Danfoss Freio OK 24 V CC externa OK DM: Modo diferencial CM: Modo comum CCC: Acoplamento capacitivo com braçadeira DCN: Rede com acoplamento direto VLT® da Série 5000 135 .Imunidade.B7.

28 . Injeção na blindagem do cabo 2.51. 380 VCA: Classe 2/1250 VPEAK.3 x UN: pulso de teste máx.136 Erupção IEC 61000-4-5 VDE 0160 2 kV/2Ω 4 kV/12Ω — — — 2 kV/2Ω1) — — — — — — — — — — 2 kV/2Ω1) — — — — — — — 2.3 x UN2) 10 VRMS 10 VRMS 10 VRMS 10 VRMS 10 VRMS IEC 61000-4-6 IEC 61000-4-2 IEC 61000-4-3 rede elétrica modo comum Pico de energia ESD Campo eletromagnético irradiado Distorção na Tensão de RF — 6 kV CD — — – 4 — — – 4 kV/2Ω1) — — — — kV/2Ω1) — — — — — — — — 10 VRMS 10 VRMS 10 VRMS 10 VRMS — — 8 kV AD 10 V/m — — Imunidade.B7. 415 VCA: Classe 1/1350 VPEAK VLT® da Série 5000 MG. continuação Especificaçőes básicas IEC 61000-4-4 Linha 4 kV/5 kHz/DCN Motor 4 kV/5 kHz/CCC Linhas de controle 2 kV/5 kHz/CCC Aplicação e opcionais de Fieldbus 2 kV/5 kHz/CCC Interface de sinal 1 kV/5 kHz/CCC <3 m Gabinete Distribuição da carga 4 kV/5 kHz/CCC Bus standard 2 kV/5 kHz/CCC Freio 4 kV/5 kHz/CCC 24 V CC externa 2 kV/5 kHz/CCC DM: Modo diferencial CM: Modo comum CCC: Acoplamento capacitivo com braçadeira DCN: Rede com acoplamento direto 1.VLT é uma marca registrada da Danfoss . 2.

A diferença entre o grupo 1 e o grupo 2 é que no grupo 1 todos os sinais de parada devem ser anulados para o motor partir.VLT é uma marca registrada da Danfoss 137 Definitions Grupo 1. Entrada: Comando do controle: Mediante o display e as entradas digitais. frenagem CC. ηVLT A eficiência do conversor de freqüência é definida como a relação entre a saída de potência e o ingresso de potência.VLT® da Série 5000 ■ Definiçőes VLT: IVLT.28 . UM. Reversão. UVLT MAX A máxima tensão de saída. Parada por inércia. preset Uma referência definida com firmeza que pode ser programada de -100% a +100% da faixa de referência.N A corrente nominal do motor (dados da placa de identificação).N A freqüência nominal do motor (dados da placa de identificação).N A potência nominal fornecida pelo motor (dados da placa de identificação). fM A freqüência transmitida ao motor. O motor pode então partir com um único sinal de partida no grupo 2. são os chamados comandos inibidores da partida. é possível dar a partida e parar o motor conectado. Partida. Parada rápida.N A tensão nominal do motor (dados da placa de identificação). MG. Saída: lM A corrente transmitida ao motor. Comando de parada: Comando de parada: Motor: IM.N A corrente de saída nominal fornecida pelo conversor de freqüência VLT.B7. fM.MAX Corrente de saída máxima IVLT. Torque de Segurança: Grupo 1 Grupo 2 Reset.N O torque nominal (motor). Jogging e Saída congelada.51.N A velocidade nominal do motor (dados da placa de identificação). com as seguintes prioridades: PM. . TM. Reset e parada por inércia. Parada e a tecla "Stop". Referências: Ref. Um comando de parada dado com um comando do grupo 1 é indicado no display como STOP. As funçőes são divididas em dois grupos. Um comando de parada não efetuada dado com um comando do grupo 2 é indicado no display como STAND BY. Partida com reversão.vide este grupo. fMAX A freqüência máxima transmitida ao motor. Comando inibidor da partida: É um comando de parada que pertence ao grupo 1 dos comandos de controle . fMIN A freqüência mínima transmitida ao motor. nM. fJOG A freqüência transmitida ao motor quando a função jog estiver ativada (via terminais digitais ou teclado). UM A tensão transmitida ao motor. partida com pulso.

Ref. lsb: É o bit menos significativo. Há dois tipos de entradas analógicas: Entrada de corrente. Usado na comunicação serial. Diversos: ELCB: Earth Leakage Circuit Breaker (disjuntor para a corrente de fuga à terra). Setup: Há quatro setups.B7. 138 MG. Regulado no parâmetro 204. Pode ser tensão ou corrente. Trip bloqueado: É um estado que ocorre em situaçőes anormais. em alguns casos. Entrada de tensão.: no frontal de um painel de distribuição. mas esta dependência da carga não é desejada. Saídas analógicas: Há 2 saídas analógicas. temperatura etc. se o conversor de freqüência for sujeito a um superaquecimento. Entradas analógicas: As entradas analógicas podem ser utilizadas para a programação/controle de várias funçőes do conversor de freqüência. de pulso É um sinal transmitido às entradas digitais (terminal 17 ou 29). Termistor: Uma resistência variável com a temperatura localizada onde a temperatura deve ser monitorada (conversor de freqüência ou motor). quer quando a referência de velocidade for mudada quer em relação ao torque da carga. 0-20 mA. 54 ou 60. automaticamente. É possível mudar de um para outro destes quatro setups de parâmetros e alterar um Setup. por ex. Usado na comunicação serial. Ref.) regulando a freqüência de saída para coincidir com a variação da carga. enquanto outro Setup estiver ativado. msb É o bit mais significativo. Trip: É um estado que ocorre em situaçőes anormais. VVCplus Se comparado com um controle da tensão/freqüência padrão. Iniciação: Se for efetuada a iniciação. Regulado no parâmetro 205. 4-20 mA ou um sinal digital.VLT® da Série 5000 Há quatro referências pré-configuradas. com o kit fornecido para a instalação. Um ‘trip’ pode ser anulado apertando ‘reset’ ou. LCP: O painel de controle . por ex. por ex. 0-10 V CC. que podem ser selecionadas através dos terminais digitais. PID: O regulador PID mantém a saída do processo desejada (pressão. nos quais é possível gravar os valores dos parâmetros. O conversor de freqüência compensa o escorregamento fornecendo para a freqüência um incremento que segue a corrente efetivamente medida.: se o conversor de freqüência for sujeito a um superaquecimento.28 . que consiste de uma interface completa para o controle e a programação do conversor de freqüência da série 5000. Um ‘trip’ bloqueado pode ser anulado interrompendo a alimentação e dando uma nova partida no conversor de freqüência. analógica É um sinal transmitido à entrada 53. O painel de controle é extraível e pode alternativamente ser instalado até a 3 metros de distância do conversor de freqüência.VLT é uma marca registrada da Danfoss . Ref. que são capazes de fornecer um sinal de 0-20 mA. Compensação de escorregamento: Normalmente a velocidade do motor será influenciada pela carga. RefMIN É o menor valor que o sinal de referência pode ter. o conversor de freqüência retorna à programação da fábrica. o VVCplus melhora a dinâmica e a estabilidade. RefMAX É o maior valor que o sinal de referência pode ter. binária É um sinal transmitido à porta de comunicação serial.51.

Encoder de pulso: É um transmissor de pulso digital externo utilizado para informar por ex.51. uma unidade norte. ou seja. como correias transportadoras e guindastes.5067 mm2. pressione simultaneamente as [CHANGE DATA] + [Menu] + [OK]. Características de torque variável. duas delas ativam um relé.VLT é uma marca registrada da Danfoss 139 Definitions . Esta potência de frenagem regenerativa aumenta a tensão do circuito intermediário e um "chopper" garante que a potência é transmitida para a resistência do freio. em descanso. Entradas digitais: As entradas digitais pode ser utilizadas para a programação/controle de várias funçőes do conversor de freqüência. Iniciação manual: Para realizar a iniciação manual. que determina os parâmetros elétricos do motor conectado.americana de medida para medição de secção transversal de cabos. utilizadas por todas as aplicaçőes. Parâmetros MG. Parâmetros on-line/off-line: Parâmetros on-line são ativados imediatamente após a mudança no valor dos dados. Saídas digitais: Há quatro saídas digitais. 1 MCM ≡ 0. a unidade de medida americana para secção transversal de cabos. 40 mA). As características de TC não são utilizadas para bombas e ventiladores. usado para bombas e ventiladores.28 . Resistência elétrica do freio: A resistência elétrica de freio é um módulo capaz de absorver a potência que é gerada na frenagem regenerativa. Ajuste automático do motor. Características CT: Características de torque constante.VLT® da Série 5000 off-line não são ativados até que OK tenha sido digitado na unidade de comando. AWG: Significa "American Wire Gauge". As saídas são capazes de fornecer um sinal de 24 V CC (máx. MCM: Padrőes para Mille Circular Mil. O encoder é utilizado em aplicaçőes nas quais for necessária uma grande precisão no controle da velocidade. a velocidade do motor.B7. AMA: Algoritmo de ajuste do motor. SFAVM Padrão de chaveamento conhecido como S tator F lux oriented A synchronous V ector M odulation (Modulação Vetorial Assíncrona orientada pelo Fluxo do Estator). 60° AVM Padrão de chaveamento conhecido como 60° A synchronous V ector M odulation (Modulação Vetorial Assíncrona).

28 . 4-Setup: "Sim" significa que o parâmetro pode ser programado individualmente em cada um dos quatro setups.000 Configuração 1 Active setup Nenhuma cópia Nenhuma cópia 1 Freqüência [Hz] Referência [%] Motor current [A] Power [kW] LCP digital control/as par.1 Linha de display 1.1 0.01 .500. o mesmo parâmetro poderá ter quatro valores de dados diferentes.B7. Tipo de Descrição 3 Número inteiro 16 4 Número inteiro 32 5 8 sem sinal 6 16 sem sinal 7 32 sem sinal 9 Seqüência de texto 140 MG. Índice de conversão 74 2 1 0 -1 -2 -3 -4 Fator de conversão 0.1 100 10 1 0.0001 Tipo de dados: O tipo de dados mostra o tipo e o comprimento do telegrama.2 Linha de display 1. "Não" significa que o valor de dados será o mesmo em todos os quatro setups. memorizada Advertência na linha 1/2 0. "Não" significa que o conversor de freqüência deve estar parado para que se possa fazer uma alteração.3 Controle local/configura Parada local Jog local Local reversing Local reset of trip Travar contra alteração dos dados Estado de operação ao ligar. ou seja.00 Sim Sim Sim Sim Sim Não Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não Sim Sim Não Não Não Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não 0 0 -3 0 0 0 0 -2 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 5 5 4 5 5 5 5 6 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 Alteraçőes durante a operação: "Sim" significa que o parâmetro pode ser alterado. enquanto o conversor de freqüência está em operação.VLT® da Série 5000 ■ Programação de fábrica 4-configuPNU # Parâmetro descrição Configuração de fábrica Variação Alteraçőes raçőes Conversão índice Dados tipo durante a operação 001 002 003 004 005 006 007 008 009 010 011 012 013 014 015 016 017 018 019 027 Idioma Controle local/remoto Local reference Active setup Configuração de programação Cópia de configuraçőes LCP copy Escala da freqüência do motor no display Linha de display 2 Linha de display 1.VLT é uma marca registrada da Danfoss .51.100 Possível Não é possível Não é possível Possível Não bloqueado Parada forçada. Índice de conversão: Esse número refere-se a um valor de conversão a ser usado durante a gravação ou leitura por meio de um conversor de freqüência. controle local Leitura de advertência Inglês Controle remoto 000.001 0.01 0. ref.

0 .0 seg.5 s 0.0 Hz 0 . 0 . 0.100 % 0 .0 s 0.0 Hz 0.0 seg.B7.0 seg. Movimento por inércia no tempo de retardo da Parada por inércia 0.0-60.0 s Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim 0 -3 -1 -1 0 0 -1 0 0 -1 -1 0 0 -1 -1 -1 6 6 5 5 5 5 5 6 6 6 6 5 5 5 6 6 de 0.500 % 0.0 Hz 50 % 50 % 10. Adaptação desligada depende da unidade depende da unidade 100 % 1.par.0 Hz 0.0 -10. 202 Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Freqüência de corte de frenagem Desligado Sem proteção Não 0.300 % 0.0 Hz 100 % 0 .VLT é uma marca registrada da Danfoss 141 Factory settings .51.par. malha aberta Torque alto constante depende da unidade depende da unidade 50 Hz / 60 Hz depende da unidade depende da unidade 0.05 -1.100 % 0.0 Hz Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não Sim Sim Sim Sim 0 0 1 0 0 -2 0 0 -4 -2 0 -1 5 5 6 6 6 7 6 5 7 7 6 6 Adaptação automática do motor.10.0 -0.IVLT.0 V 0 seg.300 % -500 . 0.50 s 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 145 Atenuação da ressonância Constante de tempo da do amortecimento da ressonância Torque de partida alto Atraso na partida Função da partida Função na parada Freqüência mínima para ativar a função na parada Corrente de frenagem CC Corrente DC de frenagem Tempo de frenagem DC DC Proteção térmica do motor Ventilador externo do motor Freqüência ao iniciar Tensão de partida Tempo mínimo do freio CC 100 % 5 ms 0. 103 de 0 a 10 seg.18-600 kW 200 -600 V Não Sim Não Não Não Não Não Não Não Não 0 .MAX 100 -60000 rpm 0.0 .0 a 10.00 s Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim 0 0 0 -2 6 6 3 6 Compensação de carga com alta 100 % velocidade Compensação de escorregamento da compensação de escorregamento Constante de tempo 100 % 0. 0 rpm Magnetização normal de freqüência mínima Compensação de carga com baixa Controle de velocidade.500 % de 5 a 50 ms.28 . 0.01 .300 % 0 .VLT® da Série 5000 4-configuPNU # Parâmetro descrição Configuração de fábrica Variação Alteraçőes raçőes Conversão índice Dados tipo durante a operação 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 Configuração Características do torque Potência do motor Tensão do motor Freqüência do motor Corrente do motor Velocidade nominal do motor AMA Resistência estator Reatância do estator Magnetização do motor. Sim Sim Sim MG.1 .0 -10.

0 .000 .000 Linear Depends on unit Depends on unit Depends on unit Depends on unit Depends on unit Depends on unit 66 / 132 Hz Catch up/slow down value 0.0 . 223 .000-RefMAX RefMIN -100.3600 0.3600 0.100.05 .00 % 0.100.par.100.par.0 .3600 0.0 Hz -4000.100.100.0 .28 .05 .000.00 % .000 50.51.par.00 .100.0 A IVLT.0 .000. 202 . 202 -100.3600 0.00 % .max 0.00 .00 % Torque limit for motor mode Torque limit for regenerative operation Warning: Low current Warning: High current Warning: Low frequency Warning: High frequency Warning: Low feedback Warning: High feedback Frequency bypass. 0-132 Hz 0.VLT® da Série 5000 4-configuPNU # Parametro descrição Configuração de fábrica Faixa Alteraçőes raçoes Indice de conversão Tipo de datos durante a operação 200 201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 211 212 213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 224 225 226 227 228 229 230 231 232 233 234 Output frequency range/direction Only clockwise.MAX 0. 225 .00 % 0. 200 0.MAX 0. 228 Par.000.par. 200 Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes 0 -1 -1 0 -3 -3 0 -2 -2 -2 -2 -2 -2 -1 0 -2 -2 -2 -2 -2 -1 -1 -1 -1 -1 -1 -3 -3 5 6 6 5 4 4 5 7 7 7 7 7 7 6 5 3 3 3 3 6 6 6 6 6 6 6 4 4 6 6 6 6 6 5 Output frequency low limit 0.0 Hz 0.0 Hz 0.100 % 0.par.0 Hz Sum 0.000 4000.0 .100.00 .100.00 % Min . 227 .05 .000.xxx % 0. 200 No Yes Yes Yes -100.00 .B7.0 Hz Output frequency high limit Reference/feedback area Minimum reference Maximum reference Ramp type Ramp-up time 1 Ramp-down time 1 Ramp-up time 2 Ramp-down time 2 Jog ramp time Quick stop ramp-down time Jog frequency Reference function Preset reference 1 Preset reference 2 Preset reference 3 Preset reference 4 10.0 Hz Enable 0.par.par.100.000 0.fMAX fMIN . 200 0.0 % .3600 0.par.00 .par.00 % .0 Hz 132.xxx % 0. bandwidth Frequency bypass 1 Frequency bypass 2 Frequency bypass 3 Frequency bypass 4 Motor phase monitor 0. 224 Par.100 % 0.05 .0 Hz 0.VLT é uma marca registrada da Danfoss . 226 Par.00 % 0.0 .000 0 .par.IVLT.000 OFF 160 % 160 % Yes Yes Yes Yes Yes Yes 0 -1 -1 -1 -1 0 142 MG.05 .05 .0 % .3600 0. 200 0.0 .00 % 0.

Não operacional 1 seg. saída 324 Relé 01. OFF 0% 100% 0% 100% 300% 322 Terminal 45. saída.99 De 1 a 99 Sim Sim Sim Sim Sim 1 . retardo OFF 326 Relé 04.0 V 0. freqüência máx 329 Feedback do codificador.10.0 V 0.60 seg 000 . entrada 307 Entrada digital. saída pulso 321 Terminal 45. entrada 305 Terminal 29. ativa c/ NL O Jog Escolha de configuração.0 V 10. Temporização na energização 325 Relé 01. Sim Sim 0 .20.10.IMAX Þ 0-20 mA 1 . lsb/desaceleração Referência 0.20. 0. saída 327 Referência por pulso.32000 Hz 0.4096 pulsos/rev. entrada analógica de tensão 312 Terminal 54.100% 000 . corrente de entrada analógica 315 Terminal 60.00 seg.500% 000 . pulso/rev. Sim Sim Sim Sim Sim 1 .0 V Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim No Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim 0 0 0 0 0 0 0 0 0 -1 -1 0 -1 -1 0 -4 -4 0 0 0 0 0 0 0 -2 -2 0 0 0 0 0 -1 0 0 0 0 0 0 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 5 6 5 6 5 6 6 5 6 6 6 5 6 5 6 6 6 6 6 1 .00 seg. escala máx 314 Terminal 60. entrada 302 Entrada digital.B7.controle remoto 5000 Hz 25000 Hz 1024 pulsos/rev.10.32000 Hz Sim Sim 0.600 % Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim 320 Terminal 42.00 . escala máx 311 Terminal 54.fMAX Þ 0-20 mA Pronto . Pronto .VLT é uma marca registrada da Danfoss 143 Factory settings 5 . Terminal 308 Terminal 53.100% 000 .0 .0 mA seg. escala mínima 310 Terminal 53.0 mA 0.0 V Não operacional 0. saída 323 Relé 01. valor de escala 5000 Hz 0 .VLT® da Série 5000 AlPNU Parâmetro # descrição Configuração de fábrica Faixa teraçőes 4-configuraçőes Conversão índice Tipo de dados durante a operação 300 Terminal 16. escala máxima de saída 361 Limite de perda do codificador Reinicializar Congelar referência Partida Inversão Parada por inércia.0 mA 20.0 . tensão de entrada analógica 309 Terminal 53. escala mínima de saída 360 Terminal 45. escala máx 317 Tempo esgotado 318 Função após o time-out 319 Borne 42. escala mínima 316 Terminal 60. msb/aceleração Escolha de configuração. escala mínima 313 Terminal 54. entrada 304 Terminal 27. 0.0 . escala de pulso 5000 Hz MG. entrada 301 Terminal 17.10.0 .600 seg.0 V Referência 0.0 .51. freqüência máx 328 Feedback de pulso. entrada 306 Terminal 32.600 seg. Terminal 303 Terminal 19. escala mínima de saída 358 Terminal 42.0 . saída. 330 Função congelar referência/saída 345 Timeout de perda do codificador 346 Função de perda do codificador 357 Terminal 42.500% 000 .0 V 10.00 . 0.nenhuma advertência térmica 0. escala máxima de saída 359 Terminal 45.0 mA 10 seg.0 V 0.28 . Desligado 0 .

430 0.UVLT.0 10 ms 20.000 .0 V parameter 103 parameter 104 parameter 103 parameter 104 parameter 103 parameter 104 parameter 103 144 MG.B7. Depends on type of unit 3 .10 sec.0 .00 .200 ms 0.14 kHz 0 .VLT é uma marca registrada da Danfoss .0 .parameter 426 0.28 .000 % 0. ohm 402 Brake power limit.000 1500. kW 403 Power monitoring 404 Brake check 405 Reset function 406 Automatic restart time 407 Mains Failure 408 Quick discharge 409 Trip delay torque 410 Trip delay-inverter 411 Switching frequency frequency 413 Overmodulation function 414 Minimum feedback 415 Maximum feedback 416 Process unit 417 Speed PID proportional gain 418 Speed PID integration time 419 Speed PID differentiation time 420 Speed PID diff. MAX Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes No No No No No Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes 0 -1 2 0 0 0 0 0 0 0 0 2 0 -1 -3 -3 0 -3 -4 -4 -1 -4 -1 -1 -1 -1 -1 -1 -1 -1 5 6 6 5 5 5 5 5 5 5 5 6 5 5 4 4 5 6 7 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 412 Output frequency dependent switching Not possible On 0. MAX 0.0.0 .015 8 ms 30 ms 5. MAX par.UVLT. Depends on type of unit 0 .999.0 .426 -par.000 0.0 .parameter 103 0.100.428 0.150 2.UVLT.VLT® da Série 5000 ConverPNU Parâmetro # descrição Programação de fábrica Variação Alteraçőes 4-Setup durante a operação são índice Dados tipo 400 Brake function/overvoltage control 401 Brake resistor.424-par.99 ms 0.35 sec.000.50.000 . No function Not possible Off 0 . Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes -100. MAX par.200. gain ratio 421 Speed PID low-pass filter 422 U 0 voltage at 0 Hz 423 U 1 voltage 424 F 1 frequency 425 U 2 voltage 426 F 2 frequency 427 U 3 voltage 428 F 3 frequency 429 U 4 voltage Off Depends on the unit Depends on the unit On Off Manual reset 5 sec.000.0 5 .00 ms 5.51.0 .UVLT.FBHIGH FBLOW .60 sec.00 .0 .

00 0.99 s.00 .000 0 . 0.001 .99 s.+100% 0. Normal Ligado parâmetro 201 0.000 s.01 .00-10.002 a 2.0 0.UVLT.0 0.fmáx 0.50.28 .01 Inativo SFAVM 100% 1 0% par.10.1000 Hz 0 (Desligado) .01-100 483 Compensação de ligação CC dinâmica Ligado MG. (OFF) 5.00 s 5.0 . MAX par.B7.50% Sim Não Não Sim Não Não Sim Não Depende da unidade Depende da unidade 1 Ligado Ativar Trip 0.00 s. malha fechada 454 Compensação de tempo inativo 455 Monitor de faixa de freqüência 457 Função de perda de fase parâmetro 104 parâmetro 103 parâmetro 104 100% 0.432 . (OFF) 0. Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não Sim Não -1 -1 -1 0 -3 0 0 -1 -2 -2 -2 -1 -2 0 0 0 -2 -2 0 0 0 0 0 0 6 6 6 6 7 5 5 6 6 7 6 6 6 5 5 3 4 6 6 4 5 5 5 5 fmín .51.0 .VLT é uma marca registrada da Danfoss 145 Factory settings .426 .426-par.100.01 a 9999.500% 0.VLT® da Série 5000 4-configuPNU Parâmetro # descrição Configuração de fábrica Variação Alteraçőes raçőes durante a operação Conversão índice Dados tipo 430 Freqüência F 4 431 Tensão U 5 432 Freqüência F 5 433 Ganho proporcional no torque 434 Tempo integral do torque 437 Controle normal/inverso de PID de processo 438 Anti conflito no PID de processo 439 Freqüência de partida no PID de processo 440 Ganho proporcional no PID de processo 441 Tempo integral do PID de processo 442 Tempo de diferenciação do PID de processo 443 Limite de ganho diferencial no processo PID 444 Período do filtro passa baixa do PID de processo 445 Início em andamento 446 Padrão de chaveamento 447 Compensação de torque 448 Relação de marcha 449 Perda por fricção 450 Falha na tensão da rede de alimentação 453 Relação de marcha de velocidade.02 seg.10.01 9999.00 Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim -100 .

VLT® da Série 5000
Configuração de PNU # Parâmetro descrição fábrica Variação Alteraçőes 4-configuraçőes Conversão índice Dados tipo

durante a operação

500 501 502 503 504 505 506 507 508 509 510 511 512 513 514 515 516 517 518 519 520 521 522 523 524 525 526 527 528 529 530 531 532 533 534 535 536 537 538 539 540 541 553 554 557 558 580 581 582

Endereço Taxa de velocidade Parada por inércia Parada rápida Freio CC Partida Inversão Seleção de configuração Seleção de velocidade Barramento jog 1 Barramento jog 2

1 9600 Baud Lógica ou Lógica ou Lógica ou Lógica ou Lógica ou Lógica ou Lógica ou 10.0 Hz 10.0 Hz

0 - 126

De 0,0 ao parâmetro 202 De 0,0 ao parâmetro 202

Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim

Não Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim

0 0 0 0 0 0 0 0 0 -1 -1

6 5 5 5 5 5 5 5 5 6 6

Perfil do telegrama Unidade FC Intervalo de tempo do barramento 1 seg. Função de intervalo de tempo do barramento Desligado Leitura de dados: Reference % Leitura de dados: Unidade de referência Leitura de dados: Feedback Leitura de dados: Freqüência Leitura de dados: Freqüência x Escala Leitura de dados: Current Leitura de dados: Torque Leitura de dados: Power, kW Leitura de dados: Power, HP Leitura de dados: Tensão do motor Leitura de dados: Tensão da barra CC Leitura de dados: Temp. do motor Leitura de dados: Temp. VLT Leitura de dados: Entrada digital Leitura de dados: Terminal 53,entrada analógica Leitura de dados: Terminal 54,entrada analógica Leitura de dados: Terminal 60,entrada analógica Leitura de dados: Referência de pulso Leitura de dados: Referência externa % Leitura de dados: Palavra de estado, binário Leitura de dados: Potência do freio/2 min. Leitura de dados: Potência do freio/s. Leitura de dados: Temperatura no dissipador de calor Leitura de dados: Palavra de alarme, binário Leitura de dados: Palavra de controle VLT, binário Leitura de dados: Palavra de advertência, 1 Leitura de dados: Palavra de estado estendida Texto do visor 1 Texto do visor 2 Leitura de dados: Motor RPM Leitura de dados: RPM do motor x escala Parâmetro definido Parâmetro definido Parâmetro definido

1 - 99 s

Não Sim Sim Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não

Sim Sim Sim Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não Não

0 0 0 -1 -3 -3 -1 -2 -2 -1 1 -2 -1 0 0 0 0 -2 -2 -5 -1 -1 0 2 2 0 0 0 0 0 0 0 0 -2 0 0 0

5 5 5 3 4 4 6 7 7 3 7 7 6 6 5 5 5 3 3 3 7 3 6 6 6 5 7 6 7 7 9 9 4 4 6 6 6

146

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

VLT® da Série 5000
Configuração de PNU # 600 601 602 603 604 605 606 607 608 609 610 611 612 613 614 615 616 617 618 619 620 621 622 623 624 625 626 627 628 629 630 631 Parametro descrição Operating data: Operating hours Operating data: Hours run Operating data: kWh counter Operating data: Number of power-up’s Operating data: Number of overtemperatures Operating data: Number of overvoltages Data log: Digital input Data log: Bus commands Data log: Bus status word Data log: Reference Data log: Feedback Data log: Motor frequency Data log: Motor voltage Data log: Motor current Data log: DC link voltage Fault log: Error code Fault log: Time Fault log: Value Reset of kWh counter Reset of hours-run counter Operating mode Normal function Nameplate: VLT type Nameplate: Power section Nameplate: VLT ordering number Nameplate: Software version no. Nameplate: LCP identification no. Nameplate: Database identification no. Nameplate: Power section identification no. Nameplate: Application option type Nameplate: Application option ordering no. Nameplate: Communication option type Nameplate: Communication option ordering no. No No 0 9 No No 0 9 No No No No 0 0 9 9 No No 0 9 No reset No reset Normal function No No No No No No No No No No No No Yes Yes No No No No No No No No No No No No No No No No No No No No No No No No No No No No 0 0 0 -1 -3 -1 -1 -2 0 0 -1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 -2 5 6 6 3 4 3 6 3 6 5 7 3 5 5 5 9 9 9 9 9 9 No No 0 6 No No 0 6 fábrica Faixa Alteraçőes No No No No 4-configuraçoes No No No No Indice de conversão 74 74 1 0 Tipo de datos 7 7 7 6 durante a operação

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

147

Factory settings

VLT® da Série 5000
4-configuPNU # Parametro descrição Configuração de fábrica Faixa Alteraçőes raçoes Indice de conversão Tipo de datos

durante a operação

700 701 702 703 704 705 706 707 708 709 710 711

Relay 6, function Relay 6, ON delay Relay 6, OFF delay Relay 7, function Relay 7, ON delay Relay 7, OFF delay Relay 8, function Relay 8, ON delay Relay 8, OFF delay Relay 9, function Relay 9, ON delay Relay 9, OFF delay

Ready signal 0 sec. 0 sec. Motor running 0 sec. 0 sec. Mains ON 0 sec. 0 sec. Fault 0 sec. 0 sec. 0.00-600 sec. 0.00-600 sec. 0.00-600 sec. 0.00-600 sec. 0.00-600 sec. 0.00-600 sec. 0.00-600 sec. 0.00-600 sec.

Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes

Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes Yes

0 -2 -2 0 -2 -2 0 -2 -2 0 -2 -2

5 6 6 5 6 6 5 6 6 5 6 6

148

MG.51.B7.28 - VLT é uma marca registrada da Danfoss

........................................................................................... 79 Instalação elétrica ................................................... 24 L Ler os elementos de descrição do parâmetro ...........................Aterramento dos cabos de controle ............51............................. 126 Aterramento ............... 13 Dimensőes mecânicas ...................................ligação do bus ...... 35 Cartão de controle.............................................................................28 ....................................... 81 Factory Settings ......... 35 Chave de RFI ......................... 122 DeviceNet.............................140 Fator de potência ......... 85 Instalação elétrica ................................ 20 Filtro de harmônicas ....................................................... 71 Instalação elétrica...................... 68 Instalação elétrica .. 36 Ambientes agressivos ............ w): ......................... 36 Conversão e unidade de medida ............................................................................... 81 D Dados de saída ..................................... 66 Código de tipos ........ L2................................................. 4 Advertência geral ........... 128 Interruptores DIP 1-4 ...........................................102 Ligação de motores em paralelo ..............................................137 Derating para a temperatura ambiente ....................... 66 Instalação elétrica ...cabos do motor ......... 35 Cartão de controle................................................................................................. saídas digital/pulso e analógica: ........... 68 A A fonte de 24 V CC externa ................ 72 Instalação mecânica ........................... 26 Filtros de harmônicas..........chave de temperatura do resistor do freio ................................................... 67 MG........... 63 Interbus ....................................... 80 Instalação elétrica ...................... 89 Etiqueta CE ........................................................................ comunicação serial RS 485 ............... 81 característica de torque alto ..............................................128 Ferramentas de Software de PC . 107 Características básicas ..................... 123 Derating" para funcionamento em baixa velocidade ........... 6 Isolamento galvânico (PELV) ..... 31 Fusíveis ........ 80 Introdução .... 85 Cabos de controle . 12 Digite a seqüência de números do código para pedido .. entradas digitais: .................................................................................................B7..................................... 33 Definiçőes ............. alimentação de 24 V CC .................................... 68 Instalação elétrica ............................................. 19.. v................................................11 Diagrama Principal ........................................................................................ 122 Derating para freqüência de chaveamento alta .. 4 Alimentação de rede elétrica (L1..............alimentação de ventilador externo ......................................................................................... 71 Advertência contra .................................................................................................... 80 I Instalação elétrica ..... 24 Interferência/Harmônicos da alimentaçãode rede .................. 35 Cartão de controle............ 81 Cabos de motor ..................................................... 71 Instalação elétrica ....................... 91 Cartão de controle........... 34 Cartão de controle..cuidados com EMC ................. 37 F B braçadeiras de cabos................................. 33 Caractere de dados (byte) .... 123 Derating"para pressão atmosférica ............................................................ entradas analógicas .......... 102 Características de controle ............ 66 E Estrutura dos telegramas ........ 60 Divisão da carga ............. entradas de pulso/encoder ..................................................... 13 Características adicionais .............................VLT® da Série 5000 ■ Índice Diagrama .............VLT é uma marca registrada da Danfoss 149 Índice ............................................................................................................................................... 33 Dados técnicos gerais ........................................................................................................ 71 Instalação elétrica ...................................................cabos de controle .......................... 118 Instalação elétrica ......................................................cabo do freio ............................. 86 Comprimentos de cabo ............................................................ 66 Instalação elétrica ............................... 17 Cabo equalizador .......................... 77 Instalação elétrica ........................................................... 19 Filtro LC ...........alimentação de rede .................... 85 Aterramento de segurança ............................................. 105 Corrente de fuga à terra .......... 33 Dados de saída do vlt (u................................................................................ 67 Ligação do motor ............... 56 C comunicação serial ...................... 33 Alimentação externa de 24 V CC ..................................................saída do relé ...................fonte de 24 Volts CC externa .................................................................................. cabos de controle ........ 85 conexão da rede elétrica e do motor ............................. 34 Cartão de controle.......................................................... L3): ............................................130 Externos......... 13 característica de torque normal ... 66..... 37 Características de torque ............. 118 G Galvanicamente isolada .......

.............. 98 Palavra de estado .................... 4 U Umidade do ar .................................................... 94 PLC ................ 24 Proteção da Série VLT 5000: .................................. 86 RS 485 ........... 64............................................................. 39 Resfriamento .............................125 Utilização de cabos de emc corretos ......... 20 Palavra de controle ........................................................................................................................ 89 M MCT 10 .......................................... 36 Profibus ................. 36 Saídas do relé: .... 66 Texto adicional ............. 107 Limite superior ............................................... 25 Vibração e choque .........................120 Tensão de pico .................120 Teste de alta tensão .......................................................................................................... 98 Perfil FC ............................ 133 Ruído acústico ............VLT é uma marca registrada da Danfoss .....................................................28 .................................................................................................................... 85 Precisão da leitura do visor (parâmetros 009-012) ....................................................................................................................................................................................................... 36 Resistores de freio .................................. 89 R rede elétrica IT .....................................................................................................................................................................................................................B7................................................... 105 Nome .....51.......................................................................................... 94..................................................... 21 Rede elétrica .................... 65 Resistor do freio ..............VLT® da Série 5000 Limite inferior ...........107 P Profibus DP-V1 .................................................................. 67 Status Word ...................................................................... 36 Sentido de rotação do motor .............. 84 V O Opção de aplicativo ........................................... 7 LonWorks ................... 24 T Tampa de terminal........................................................................................ 80 Reatores de linha ...............................125 Valor-padrão ........................................................ 29 Resultados do Teste de EMC ....................... 121 S Saídas de relé: ............... 94 Protocolos .... 20 Modbus ........ 69 Transmissão de telegramas ........................... 38............... 99 Perfil do barramento de campo ..............................................................108 Torques de aperto e tamanhos de parafusos .................................................... 68 Protocolo FC ..............................................106 Normas de segurança ...................................................................................................................................... 19 Tempo de subida ........................................................................ 96 150 MG............................................................ 107 Literatura .......... 24 N Número de elementos ................................................................ 38 Proteção individual do motor ............................................................. 19........ 68 Proteção térmica do motor ...........................

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful