Esboço para o Tempo de Compartilhar e a Apresentação da Primária na Reunião Sacramental 2008

Sou Filho de Deus
“Todos vós [sois] filhos do Altíssimo” (Salmos 82:6).

Publicado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias © 2008 Intellectual Reserve, Inc. Todos os direitos reservados. Impresso no Brasil. Aprovação do inglês: 8/05. Aprovação da tradução: 8/05. Tradução de 2008 Outline for Sharing Time and the Children’s Sacramental Meeting Presentation. Portuguese.

INSTRUÇÕES ÀS LÍDERES DA PRIMÁRIA PARA O TEMPO DE COMPARTILHAR E A APRESENTAÇÃO DA PRIMÁRIA NA REUNIÃO SACRAMENTAL
MENSAGEM ÀS PRESIDÊNCIAS DE PRIMÁRIA Este ano ajudaremos cada criança da Primária a ganhar um testemunho de que é filha de Deus. Essa verdade do evangelho nos traz esperança. O Pai Celestial tem um plano para cada um de nós, e esse plano inclui o amor e o poder redentor do nosso Salvador Jesus Cristo, as verdades do evangelho restaurado, a família, os convênios e as bênçãos do templo. À medida que vocês lhes ensinarem as verdades do evangelho contidas neste esboço para o Tempo de Compartilhar, as crianças aprenderão quem são e o que podem tornar-se por meio da fé que exercerem no Salvador. Elas aprenderão a orar, cumprir os mandamentos, fazer e guardar convênios e expressar gratidão em palavras e atos. Como líderes, vocês terão oportunidades maravilhosas de ouvir o Espírito ao prepararem o tempo de compartilhar. Terão também a oportunidade de ensinar utilizando as escrituras, prestar testemunho e ser exemplos. Se ensinarem com o Espírito, as crianças se lembrarão por longo tempo dos sentimentos que o Espírito despertou nelas. Sabemos que o Senhor as abençoará se O servirem com fé. Nós as amamos e oramos por vocês. A Presidência Geral da Primária INSTRUÇÕES PARA O TEMPO DE COMPARTILHAR O tempo de compartilhar é um período de trinta minutos em que crianças de várias faixas etárias podem participar de atividades e cantar músicas que ensinem princípios do evangelho. As seguintes diretrizes ajudarão no planejamento do tempo de compartilhar: Estudem este material antes do início do ano; Ensinem os princípios nele contidos; Busquem inspiração para planejar o tempo de compartilhar semanal; Incluam a líder de música em seu planejamento. Utilize a música durante o tempo de compartilhar para reforçar os princípios ensinados. Metade do tempo de compartilhar deve ser usado para cantar. Isso dará à líder de música tempo suficiente para ensinar hinos novos e ajudar as crianças a se divertirem enquanto cantam; Troquem idéias de como podem ensinar o princípio do evangelho da semana, envolver as crianças e ajudá-las a aplicar esse princípio do evangelho na própria vida (ver “Métodos Didáticos”, na página 13); Anotem seu plano numa cópia da “Folha de Planejamento do Tempo de Compartilhar”, na página 12; Determinem que membro da presidência ensinará ou supervisionará o tempo de compartilhar de cada semana; Façam com que um tempo de compartilhar por mês seja uma apresentação de classe (ver “ Apresentações de Classe”, na página 13). DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO NA REUNIÃO SACRAMENTAL Sob a direção do bispo ou do presidente do ramo, a apresentação da Primária na reunião sacramental é feita no último trimestre do ano. As crianças mostrarão o que aprenderam sobre o tema deste ano “Sou Filho de Deus”. A apresentação na reunião sacramental não deve durar mais que quarenta minutos e deve seguir as normas e as diretrizes da Igreja quanto às reuniões sacramentais. Um membro do bispado ou da presidência do ramo deve encerrar a reunião com um breve discurso, confirmando os princípios ensinados na apresentação [ver Manual de Instruções da Igreja, Volume 2: Líderes do Sacerdócio e das Auxiliares (1998), p. 237]. As diretrizes a seguir também ajudarão no planejamento da apresentação na reunião sacramental: Façam uma reunião com o bispo ou presidente do ramo no começo do ano para discutir os planos preliminares. Consigam sua aprovação quando o planejamento estiver pronto; Façam o planejamento de modo que as crianças apresentem o programa com base nos temas mensais do tempo de compartilhar; Durante o ano, anotem as experiências das crianças e o que elas disserem nos discursos, pois talvez isso possa ser usado na apresentação;

1

Planejem usar vários recursos na apresentação: escrituras, experiências pessoais, música, declamações individuais ou jogral e testemunhos; Os números musicais podem incluir hinos cantados por um coro com toda a Primária, por um coro das crianças mais velhas ou das mais novas ou por pequenos grupos de crianças . Podem também incluir um ou mais solos ou duetos de crianças, bem como a participação da congregação e o acompanhamento instrumental apropriado; Planejem os ensaios de modo a não tomarem desnecessariamente o tempo das aulas ou das famílias. SIGNIFICADO DOS SÍMBOLOS E ABREVIAÇÕES Estes são os símbolos e as abreviações usados neste esboço: Música. Esses hinos reforçam o tema do ano e são recomendados para a apresentação na reunião sacramental. ENMC Gravuras MC “Meus Padrões do Evangelho” NFLR PE PGE “Proclamação” Ensino: Não Há Maior Chamado Pacote de gravuras dos manuais da Primária Músicas para Crianças Livretos Fé em Deus, última capa Noite Familiar – Livro de Recursos Princípios do Evangelho Pacote de Gravuras do Evangelho “ Família: Proclamação ao A Mundo”, A Liahona, outubro de 2004, p. 49. Sempre Fiéis

Nome e título das Gravuras do PGE Gravuras correspondentes nos pacotes de gravuras dos manuais da Primária 101—Adão e Eva 102—A Construção da Arca 105—Abraão Leva Isaque para Ser Sacrificado 117—Daniel na Cova dos Leões 216—Cristo e as Crianças 218—O Bom Samaritano 221—Os Dez Leprosos 1-33, 6-4 1-29, 2-72, 6-7 6-11 1-14, 6-13 2-35, 3-56, 7-24 1-62, 3-63, 7-21 2-45, 7-23

215—Jesus Abençoa a Filha de Jairo 2-25, 7-18

227—Jesus Orando no Getsêmani 1-72, 2-52, 3-46, 6-47, 7-30 230—A Crucificação 231—O Sepultamento de Jesus 240—Jesus o Cristo 301—A Família de Leí Deixa Jerusalém 311—Os Anti-Néfi-Leítas Enterram Suas Espadas 322—Jesus Abençoa as Crianças Nefitas 400—Joseph Smith 407—João Batista Confere o Sacerdócio Aarônico 416—A Tradução do Livro de Mórmon 507–520—Profetas dos Últimos Dias 1-59, 2-61, 3-71, 4-11, 6-27, 7-33 1-73, 3-74, 7-34 1-3, 2-3, 3-9, 4-9, 5-48, 7-1 3-40, 4-5 3-54, 4-33 2-36, 4-48 1-13, 5-2 3-11, 5-15, 6-52 5-14 2-15 (Brigham Young); 3-18, 5-58 (Lorenzo Snow); 3-19 (David O. McKay); 3-67 (Spencer W. Kimball) 1-11, 2-20, 3-13 1-12, 2-30, 3-14, 6-51 1-9, 3-24, 3-60, 7-13

233—Maria e o Senhor Ressuscitado 2-62, 7-36

SF GRAVURAS

601—O Batismo 602—O Dom do Espírito Santo 605—Um Menino Orando 608—Cristo e Crianças de Todas as Partes do Mundo

As seguintes gravuras do PGE serão usadas este ano no esboço para o tempo de compartilhar. A maioria tem uma gravura correspondente nos pacotes de gravuras dos manuais da Primária.

2

SOU FILHO DE DEUS
“Todos vós [sois] filhos do Altíssimo” (Salmos 82:6).

Objetivo: Ajudar as crianças a entender que, por serem filhas de Deus, fazem parte de um plano eterno e que há bênçãos preciosas reservadas para elas se seguirem a Jesus Cristo.

ESBOÇO PARA O TEMPO DE COMPARTILHAR Os temas mensais neste esboço apresentam escrituras que as crianças podem decorar. Os princípios do evangelho de cada semana devem ser ensinados ao longo do mês durante o tempo de compartilhar, na abertura e no encerramento da Primária. Normalmente só se ensina um princípio do evangelho por semana. Alguns princípios do evangelho vêm acompanhados de uma sugestão para o tempo de compartilhar e todos eles trazem referências de outros recursos que podem ser úteis no planejamento do tempo de compartilhar. Ocasionalmente, pode haver algo (como a dedicação de um templo ou um tema que algum líder queira abordar) que torne necessário dar uma mensagem especial ou salientar determinado tema no tempo de compartilhar. TEMA DE JANEIRO Sou filho de Deus e Ele tem um plano para mim. “Todos os seres humanos — homem e mulher — foram criados à imagem de Deus. Cada indivíduo é um filho (ou filha) gerado em espírito por pais celestiais que o amam e, como tal, possui natureza e destino divinos” (“Proclamação”, parágrafo 2). “Sou um Filho de Deus” (MC, pp. 2–3; Hinos, n° 193). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. Sou filho de Deus. Vivi com Ele no mundo prémortal. Fui criado à Sua imagem (Moisés 2:26; D&C 76:24; PE, capítulo 2; Primária 1, lição 1; Pregar Meu Evangelho, pp. 48– 49). 2. Aprendi e aceitei o plano do Pai Celestial. Tenho um destino divino (D&C 138:55–56; Abraão 3:24–27; “Proclamação”, parágrafo 3; Primária 6, lição 1; PE, capítulos 2–3; “Plano de Salvação”, SF, pp. 134–137). Discuta o seguinte: a. Vida Pré-mortal. (Eu vivi com o Pai Celestial como Seu filho espiritual. Ele apresentou Seu plano — o plano de salvação. Eu decidi seguir

o Seu plano.) Cante a primeira estrofe de “No Céu Eu Vivi” (MC, p. 140). b. Vida Mortal. (Ganhei uma família e recebi um corpo. A vida mortal é um tempo para aprender, fazer escolhas e preparar-me para a vida eterna.) Cante a segunda estrofe de “No Céu Eu Vivi”. Explique o papel de Jesus Cristo no plano de salvação. c. Vida após a Morte. (Eu ressuscitarei. Graças à Expiação de Jesus Cristo, se eu viver em retidão, poderei viver com o Pai Celestial outra vez.) Cante a terceira estrofe de “No Céu Eu Vivi”. Separe as crianças em três grupos e dê a cada grupo uma parte do plano do Pai Celestial. Peça que cada criança faça um desenho de si mesma vivendo a parte do plano dada ao grupo ao qual ela pertence. Exponha as figuras no quadro sob os títulos “Vida Pré-mortal”, “Vida Mortal” e “Vida após a Morte”. Recapitule o assunto fazendo perguntas. Preste testemunho do plano de salvação. 3. O Pai Celestial deu-me o arbítrio. Eu decidi seguir Seu plano (2 Néfi 10:23; Helamã 14:30–31; “Arbítrio”, SF, pp. 17–18; Primária 3, lição 2; Pregar Meu Evangelho, pp. 49– 50; PE, capítulo 4). 4. Como parte do plano, Jesus criou este mundo para todos os filhos de Deus. Adão e Eva foram nossos primeiros pais (Gênesis 1–2; Moisés 2–3; PE, capítulos 5–6; “Criação, A”, SF, pp. 50–51; Primária 6, lições 3 e 4). Divida o quadro-negro em oito partes. Intitule-as “Dia 1, Gênesis 1:3–5”; “Dia 2, Gênesis 1:6–8”; “Dia 3, Gênesis 1:9–13”; “Dia 4, Gênesis 1:16–19”; “Dia 5, Gênesis 1:20–23”; “Dia 6, Gênesis 1:24–28, 31”; “Dia 7, Gênesis 2:1–3” e “Porque Jesus criou este mundo para mim, eu ”. Discuta cada dia da criação, pedindo a uma criança que leia a escritura no quadro e a outra que ilustre aquele dia da criação. Para o dia 6, mostre a gravura 101 do PGE e, para o dia 7, a gravura 240. Cante “Glorioso É o Mundo” (MC, p. 122). Quando chegar à oitava parte, peça que cada criança diga algo que fará para mostrar gratidão pela criação.

3

TEMA DE FEVEREIRO As escrituras falam do Pai Celestial e de Jesus Cristo e ensinam-me como voltar à presença Deles. “Porque minha alma se deleita nas escrituras e meu coração nelas medita e escreve-as para instrução e proveito de meus filhos” (2 Néfi 4:15). “Conta-me Histórias de Cristo” (MC, p. 36). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. A Bíblia e o Livro de Mórmon testificam de Jesus Cristo (Regras de Fé 1:8; João 20:31; 1 Néfi 13:38– 40; D&C 20:8–9; PE, capítulo 10; “ Bíblia” A e “O Livro de Mórmon: Outro Testamento de Jesus Cristo”, SF, pp. 68–70; Primária 7, lição 1; Pregar Meu Evangelho, pp. 107–109). 2. As histórias da Bíblia me ensinam a viver o evangelho (D&C 42:12; para exemplos, ver Primária 6 e 7). Cante “Conta-me Histórias de Cristo” (MC, p. 36). No quadro-negro, escreva as palavras coragem, fé, amor, obediência e gratidão de maneira que as letras fiquem embaralhadas. Mostre as seguintes gravuras: PGE 117 (coragem), PGE 215 (fé), PGE 218 (amor), PGE 105 (obediência) e PGE 221 (gratidão). Peça às crianças que desembaralhem as letras das palavras e combinem os princípios com as gravuras. Converse sobre cada história. Ajude as crianças a marcar as histórias nas próprias escrituras e a anotar os princípios do evangelho. 3. As histórias do Livro de Mórmon me ensinam a viver o evangelho (2 Néfi 4:15; para exemplos, ver Primária 4). Cante “Histórias do Livro de Mórmon” (MC, pp. 62–63, quarta estrofe). Prepare uma leitura dramática da história do profeta Abinádi, extraída de Mosias 17:1–9; 18:1, 7–11, 17 e 30. Saliente a fidelidade de Abinádi e o efeito de seu testemunho sobre Alma. Peça às crianças que representem a história (ver “Leitura Dramática”, ENMC, p. 177). Pergunte: “Que princípios do evangelho aprendemos com Abinádi?” (As respostas podem incluir ser obediente, ter fé, coragem e amor pelo Salvador e compartilhar o evangelho.) Peça às crianças que contem uma ocasião em que praticaram esses princípios do evangelho. 4. Doutrina e Convênios me ensina a viver o evangelho (D&C 1:37–39; para exemplos, ver Primária 5).

TEMA DE MARÇO Jesus Cristo é o meu Salvador. “E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo” (I João 4:14). “Se ao Meu Lado Estivesse o Salvador” (página 11 deste esboço). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. Jesus Cristo é o meu Salvador e o Salvador de toda a humanidade (Mosias 3:8–10; 1 Néfi 19:9–10; 3 Néfi 27:14–16; PE, capítulo 12; “Expiação de Jesus Cristo”, SF, pp. 77–83). Mostre a gravura 227 do PGE e leia o resumo no verso. Cante “Eu Gosto de Ler sobre Jesus” (MC, p. 35). Mostre as gravuras a seguir e faça com que as crianças leiam as escrituras sugeridas: PGE 230, Mateus 27:35–38; PGE 231, Mateus 27:59–60. Cante “Ele Mandou Seu Filho” (MC, pp. 20–21). Continue a atividade com a gravura 233 do PGE, Lucas 24:36–37, 39– 43. Cante “Jesus da Morte Ressurgiu?” (MC, p. 45). Preste testemunho de que Jesus Cristo é o Salvador. 2. Jesus Cristo me ama. Graças a Sua Expiação, posso me arrepender e viver outra vez com o Pai Celestial (Isaías 53:4–6; 2 Néfi 9:21–23; Éter 12:33; Primária 6, lição 45; Primária 3, lição 22; NFLR, pp. 146–154). 3. Jesus Cristo mostrou-me como fazer a vontade do Pai Celestial (Lucas 22:42; 2 Néfi 31:7; Regras de Fé 1:3; “Obediência”, SF, pp. 117–118; PE, capítulo 35; Primária 3, lição 16). 4. Jesus Cristo vive hoje. Ele voltará. (Regras de Fé 1:10; D&C 76:22–33; Joseph Smith—História 1:16–17; PE, capítulo 43; “Milênio”, SF, pp. 110–111). Cante “Quando Jesus Voltar” (MC, pp. 46– 47). Peça a um membro da ala ou a um missionário que preste testemunho de que Jesus Cristo vive hoje e que voltará para reinar durante o milênio. (Ver “Convidados Especiais”, ENMC, p. 170.) Mostre o profeta prestando testemunho no vídeo Testemunhas Especiais de Cristo (53584 059). Cante “ Igreja de Jesus Cristo” (MC, p. 48) ou “Creio A em Cristo” (Hinos, n° 66). Preste testemunho de Jesus Cristo.

4

TEMA DE ABRIL Eu seguirei o profeta. “Certamente o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas” (Amós 3:7). “Graças Damos, Ó Deus, por um Profeta” (Hinos, n° 9; PE, p. 344). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. O profeta possui todas as chaves do sacerdócio e lidera a Igreja conforme a orientação do Senhor (D&C 21:1–5; 107:64–67; PE, capítulos 9 e 17). Peça a duas crianças que joguem uma bola uma para a outra. Explique às crianças que, se elas não prestarem atenção, não conseguirão pegar a bola. Compare o ato de pegar a bola com o ato de dar ouvidos ao profeta. (Ver “Comparações”, ENMC, pp. 163–164.) Leia D&C 21:5. Pergunte: “O que podemos fazer para estar prontos para receber as palavras do profeta?” Separe as crianças em pequenos grupos. Faça com que cada grupo escolha o retrato de um profeta moderno (PGE 400, 507–520) e leia as informações contidas no verso. Peça a cada grupo que conte algo que aprendeu acerca daquele profeta. Testifique que somos guiados por um profeta vivo hoje. Cante “Graças Damos, Ó Deus, por um Profeta” (Hinos, n° 9; PE, p. 344). 2. O profeta ensina que devo amar e perdoar aos outros (Alma 23–24; Gordon B. Hinckley, “O Perdão”, A Liahona, novembro de 2005, pp. 81–84). Conte a história dos anti-néfi-leítas. Saliente o arrependimento deles. Mostre a gravura 311 do PGE. Leia Alma 24:6–13, 17–18. Peça às crianças que dramatizem a história. (Ver “Dramatizações”, ENMC, pp. 165–166.) Pergunte: “O que aconteceu quando os anti-néfi-leítas recusaram-se a pegar em armas?” Leia Alma 24:23–26. Ensine que parte do que devemos fazer para receber o perdão do Senhor é amar e perdoar aos outros. Pergunte: “O que posso fazer para demonstrar amor e perdão às outras pessoas?” Cante “ Ama Sempre ao Teu Irmão” (MC, p. 39). 3. O profeta ensina que devo ler o Livro de Mórmon e orar sobre ele (Morôni 10:3– 4; Gordon B. Hinckley, “Um Testemunho Vibrante e Verdadeiro”, A Liahona, agosto de 2005, pp. 3–6; PE, capítulos 8 e 10). 4. O profeta ensina o que devo fazer para voltar a viver com Deus (discursos de conferências gerais recentes; D&C 1:37–38; Primária 3, lição 8).

TEMA DE MAIO O Pai Celestial planejou que eu nascesse numa família. Posso fortalecer minha família hoje. “ família é essencial ao plano do Criador para o destino A eterno de Seus filhos” (“Proclamação”, parágrafo 1). “Lar” (O Amigo, A Liahona, outubro de 2007, p. A10). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. As famílias das escrituras me ensinam como posso fortalecer minha família (1 Néfi 8; 16; Mosias 27; Primária 3, lição 39). Separe as crianças em três grupos e dê a cada grupo uma gravura, um hino da Primária e referências de escrituras. a. PGE 102; “Segue o Profeta”, terceira estrofe (MC, pp. 58–59); Moisés 8:18–20; Gênesis 6:9–14, 22; 8:20. b. PGE 301; “Néfi Era Valente”, terceira estrofe (MC, pp. 64–65); 1 Néfi 3:1–7. c. Gravura 1-69 ou 4-53; “Ouse Ser Bom” (MC, p. 80); Éter 1:38– 43; 6:2–12. Escreva os acontecimentos básicos de cada história no quadro-negro enquanto cada grupo mostra a sua gravura, canta o hino e conta a história. (Por exemplo: cercados de iniqüidade, reunidos, seguiram o plano de Deus, mostraram gratidão ao Senhor.) Pergunte: “O que as pessoas dessas famílias fizeram para fortalecer umas às outras?” Peça às crianças que escrevam ou desenhem três maneiras pelas quais podem fortalecer a própria família. 2. Cada membro de minha família tem um papel divino (Efésios 6:1– 4; Mosias 4:14–15; Alma 56:47– 48; 57:21; D&C 68:25; PE, capítulo 37; “Proclamação”, parágrafos 6–7). 3. O estudo das escrituras, a oração familiar e a noite familiar podem fortalecer minha família (1 Néfi 19:22–23; D&C 88:118–119; “Noite Familiar” e “Oração Familiar”, SF, pp. 115–117, 124; NFLR, pp. 3–6, 17–19). 4. O sacerdócio pode abençoar e fortalecer minha família (2 Néfi 4:3–12; D&C 121:41– 43; PE, capítulo 13; “O Sacerdócio e Família”, SF, pp. 161–162). Escolha algumas crianças para representar uma família: O menino mais velho representará o líder

5

do sacerdócio. As outras crianças devem fechar os olhos e tentar caminhar pela sala. Repita o exercício, só que, desta vez, com o líder do sacerdócio conduzindo a família. Faça um debate com as seguintes perguntas: a. O que é o sacerdócio? (O poder e a autoridade de Deus) b. Como os homens recebem o sacerdócio? [Pela imposição das mãos de quem possui autoridade (ver Regras de Fé 1:5)] c. O que os homens devem fazer com o sacerdócio que possuem? [Ser uma bênção para outras pessoas (D&C 121:36, 41)] d. O que os portadores do sacerdócio podem fazer para abençoar e fortalecer a família? (Aconselhar, ensinar, liderar, realizar ordenanças, etc.) Explique às crianças que Leí deu bênçãos do sacerdócio aos membros de sua família. Consulte 2 Néfi 4:3–12. (Ver “ Aplicação das Escrituras”, ENMC, pp. 170–171.) Cante “Faz-me Andar Só na Luz” (Hinos, n° 199). Ensine que outros líderes do sacerdócio podem abençoar a família quando não há um portador do sacerdócio no lar. Preste testemunho de que o sacerdócio abençoa e fortalece as famílias. TEMA DE JUNHO O templo é uma bênção para mim e minha família. “E em verdade vos digo: Que essa casa seja construída ao meu nome, a fim de que nela eu revele minhas ordenanças a meu povo” (D&C 124:40). “Eu Gosto de Ver o Templo” (MC, p. 99). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. Viverei hoje de modo a ser digno de ir ao templo e farei minha parte para ter uma família eterna (D&C 97:15–17; “Templos”, SF, pp. 182–186; Primária 3. lição 35). Convide as crianças a expressarem seus sentimentos em relação ao templo. Cante “Eu Gosto de Ver o Templo” (MC, p. 99). Desenhe no quadro-negro um mapa com estradas que levem a uma gravura de um templo e uma família. Desenhe outras estradas no mapa que levem a uma região chamada “lugar nenhum”. Escreva em papeizinhos ações que conduzem ao templo (por exemplo: ler

as escrituras, mostrar amor, etc.). Em outro conjunto de papéis, escreva ações que não levam a lugar nenhum (esquecer de orar, não compartilhar, etc.). Coloque os papéis numa sacola. Peça a cada criança que pegue um papel da sacola, veja a que destino a ação conduz e coloque a ação na estrada correspondente. Toda vez que alguém tirar uma ação que conduza ao templo, cante os dois primeiros versos de “Eu Gosto de Ver o Templo”. No final da atividade, cante o hino inteiro. Ajude as crianças a memorizarem Alma 37:35. (Ver “Memorização”, ENMC, pp. 171–172.) 2. Meu dízimo ajuda a construir templos (Malaquias 3:10; D&C 97:10–12; Pregar Meu Evangelho, p. 80; PE, capítulo 32). 3. Eu trabalharei na história de minha família para que meus antepassados possam receber as bênçãos do templo (Malaquias 4:5–6; D&C 138:47– 48; NFLR, pp. 203–204; PE, capítulo 40; “História da Família e Genealogia, O Trabalho de”, SF, pp. 94–98; Pregar Meu Evangelho, pp. 87–88). 4. Eu serei reverente, minhas roupas serão recatadas e falarei com gentileza para ser digno de entrar no templo (D&C 109:20–21; Susan W. Tanner, “A Santidade do Corpo”, A Liahona, novembro de 2005, pp. 13–15). Use áreas de trabalho para explicar como nos preparamos para o templo. (Ver “Exemplos de Áreas de Trabalho”, ENMC, p. 179.) Separe as crianças em três grupos para que visitem cada área de trabalho. Área da Reverência: Pergunte: “O que é reverência?” Cante “Reverência É Amor” (MC, p. 12). Prepare um conjunto de cartões e escreva ações reverentes e em outro ações irreverentes. Coloque os cartões com a face virada para baixo sobre a mesa. Peça às crianças que escolham um cartão. Fale de cada ação com as crianças e, depois, peça que cada uma complete a frase a seguir, explicando como será reverente: “Eu serei reverente ”. Área do Recato: Use um exemplo, citação, poema ou história para ensinar as crianças a se vestirem com recato. Cante “O Senhor Deu-me um Templo” (MC, 73). Peça que cada criança complete a frase “Eu me vestirei com recato usando ”. Área do Falar com Gentileza: Faça com que as crianças entendam a natureza sagrada dos nomes

6

do Pai Celestial e de Jesus Cristo e que devemos falar sobre Eles de modo reverente. Devemos também falar com respeito e gentileza com as pessoas da nossa família, professores e amigos e agir da mesma forma quando falarmos deles. Faça uma lista das palavras que podemos usar quando falamos com essas pessoas. Peça que cada criança complete a frase “Eu serei gentil, usando as palavras ”. TEMA DE JULHO Como sei que somos todos filhos de Deus, falarei do evangelho com outras pessoas. “E, se (...) trouxerdes a mim mesmo que seja uma só alma, quão grande será vossa alegria (...)!” (D&C 18:15) “Chamados a Servir” (Hinos, n° 166). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. Eu me prepararei para ser um missionário orando e lendo as escrituras diariamente (Alma 17:2–3; 33:14; D&C 104:58–59; Pregar Meu Evangelho, pp. 74–75; PE, capítulo 33; Primária 7, lição 44; “Obra Missionária”, SF, pp. 118–120). 2. Eu me prepararei para ser um missionário sendo fiel e obediente (Alma 8; 17–19; Helamã 5; Pregar Meu Evangelho, p. 129). 3. Viver os padrões do evangelho ajuda-me a ser um missionário agora (Alma 17:2– 4; D&C 4:2, 6–7; “Meus Padrões do Evangelho”. Divida o quadro-negro em três partes. Em cada uma, embaralhe as palavras de uma destas frases tiradas de “Meus Padrões do Evangelho”: Lerei e assistirei apenas a coisas que sejam agradáveis ao Pai Celestial. Ouvirei somente músicas que sejam agradáveis ao Pai Celestial. Procurarei ter bons amigos e tratar os outros com gentileza. Convide as crianças a colocar as palavras em ordem, ler o padrão do evangelho e dizer como podem vivê-lo. Compare os padrões do evangelho com uma corrente que nos mantém seguros junto ao Salvador assim como a corrente da âncora segura o barco durante as tempestades. Dê tiras de papel às crianças e peça-lhes que escrevam em cada tira algo que farão para viver esses padrões do evangelho. Depois que elas terminarem, monte

uma corrente com as tiras de papel, usando fita adesiva para fechar cada elo. Pregue uma ponta da corrente numa gravura de Jesus Cristo e peça a uma criança que segure a outra ponta. Cante “Buscarei Cedo ao Senhor” (MC, p. 67). Preste testemunho de que, quando vivemos os padrões do evangelho, podemos ser missionários por meio do exemplo que damos para os outros. 4. Eu ajudo a abençoar outras pessoas quando compartilho o evangelho (Atos 27–28; Alma 32:23; D&C 18:15–16; 84:88; Primária 3, lição 25). Diga às crianças que o Apóstolo Paulo foi um grande missionário. Leia Romanos 1:16. Peça-lhes que repitam: “Não me envergonho do evangelho de Cristo”. Cante “ Igreja de Jesus Cristo” (MC, A 48). Conte as experiências missionárias de Alma e Amuleque, Amon ou Samuel, o lamanita. Fale com as crianças sobre o que fez com que eles fossem bons missionários e de como podemos ser missionários agora. Peça às crianças que descrevam como elas podem ser missionárias em casa, na Igreja e na escola. Relate uma experiência missionária sua ou uma tirada de O Amigo. Preste testemunho das bênçãos que outras pessoas recebem quando falamos do evangelho. TEMA DE AGOSTO Eu demonstrarei que tenho fé em Jesus Cristo por meio do meu batismo e confirmação. “E seus filhos serão batizados para a remissão de seus pecados quando tiverem oito anos de idade; e receberão a imposição das mãos” (D&C 68:27). “O Batismo de Jesus Cristo” (Seção Infantil, A Liahona, setembro de 1997, p. 5). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. Eu demonstrarei que tenho fé por meio do meu batismo e confirmação e guardando meus convênios batismais (Mosias 18:8–13; D&C 20:37; Fé em Deus, pp. 2–3; Primária 3, lições 11 e 16; PE, capítulo 20). Explique o que é um convênio (ver “Convênio”, SF, pp. 45– 46). Discuta Mosias 18:8–13 e os convênios que as pessoas fazem quando se batizam. Explique às crianças que, quando somos batizados, fazemos convênio de guardar todos os mandamentos do Senhor. Escreva as seguintes escrituras no quadro-negro: Malaquias 3:10 (dízimo); D&C

7

59:9–10 (ir à Igreja); Êxodo 20:12 (obedecer aos pais); D&C 89:7–11 (Palavra de Sabedoria); João 13:34 (amar uns aos outros). Escreva os mandamentos contidos nessas escrituras em pedaços de papel recortados como se fossem as pedras que calçam um caminho. Espalhe-os no quadro-negro fixando-os com fita adesiva. Abra um caminho do quadro-negro até o fundo da sala. Coloque uma gravura que mostre um batismo no começo do caminho e uma do Salvador no final. Peça às crianças que abram cada escritura e encontrem a pedra correspondente. Peça a uma criança que coloque essa “pedra” no caminho que leva a Jesus Cristo. Explique-lhes que a obediência aos mandamentos faz com que nos aproximemos mais Dele. Cante “Guarda os Mandamentos” (MC, pp. 68–69 ou Hinos, n° 194). 2. O Espírito Santo me incitará ao arrependimento e a viver em retidão após o meu batismo e minha confirmação (2 Néfi 31:12–13; “Espírito Santo”, SF, pp. 74–76; Primária 3, lição 12; PE, capítulo 21). Mostre as gravuras 601 e 602 do PGE. Lembre às crianças que após o batismo elas recebem o dom do Espírito Santo. Use um labirinto (O Amigo, A Liahona, outubro de 2005, p. A4; ou Primária 5, lição 12) para ensinar como o Espírito Santo as ajudará a fazer escolhas que as levarão de volta à presença do Pai Celestial e de Jesus. Cante “O Espírito Santo” (MC, p. 56). Convide um líder do sacerdócio para falar às crianças a respeito do Espírito Santo. 3. Quando tomo o sacramento, eu renovo meus convênios batismais (Lucas 22:7–20; 3 Néfi 18:1–11; D&C 20:75–79; Primária 3, lição 33; PE, capítulo 23). 4. O Pai Celestial perdoa a todos os que verdadeiramente se arrependem (Mosias 4:10; D&C 1:31–32; Regras de Fé 1:4; PE, capítulo 19; “ Arrependimento”, SF, pp. 18–22; Primária 3, lição 10. TEMA DE SETEMBRO Posso orar ao Pai Celestial, e Ele ouvirá e responderá a minhas orações. “Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis” (Marcos 11:24). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. Eu aprendo a respeito da oração nas escrituras (Mateus 6:9–15; Enos 1:1–18; D&C 88:63; Joseph Smith—História 1:14–20; Primária 7, lição 11).

2. O Pai Celestial quer que eu ore a Ele com freqüência — a qualquer hora e em qualquer lugar (Mateus 6:5–8; Alma 34:17–28; 37:37; Primária 3, lição 34; PE, capítulo 8). 3. O Pai Celestial me conhece. Ele responderá a minhas orações da maneira que for melhor para mim (Mosias 24:7–24; D&C 90:24; Primária 3, lição 19; “Oração”, SF, pp. 120–125). Pergunte: “O Pai Celestial ouve e responde a nossas orações?” Cante a primeira estrofe de “Oração de uma Criança” (MC, pp. 6–7). Faça com que as crianças representem a história de Amulom perseguindo Alma e seu povo enquanto Mosias 24:8–22 é lido em voz alta (ver “Dramatizações”, ENMC, pp. 165–166). Pergunte: “Como Alma e seu povo oraram em seu coração? Como o Pai Celestial respondeu a suas orações? Como o povo de Alma foi abençoado? O que eles fizeram quando chegaram ao vale de Alma?” Leia Mateus 6:6–8, e peça às crianças que vejam como essa escritura se aplica a elas. Conversem sobre como o Pai Celestial nem sempre responde a nossas orações da maneira que esperamos, mas sem dúvida nos abençoa com as coisas de que necessitamos. Cante a segunda estrofe de “Oração de uma Criança” e a primeira e a segunda estrofes juntas. Preste testemunho de como o Pai Celestial responde às suas orações. 4. As respostas a minhas orações vêm do Pai Celestial por intermédio do Espírito Santo, das escrituras e de outras pessoas (2 Néfi 32:3; D&C 9:7–9; 112:10; PE, capítulo 8; “Receber Resposta das Orações”, SF, pp. 124–125). Mostre a gravura 605 do PGE. Acima da gravura, escreva “Como recebemos respostas às nossas orações?” Utilize as seguintes histórias e hinos para ensinar três maneiras pelas quais podemos receber respostas a nossas orações. a. Cante “Sua Mansa Voz” (O Amigo, A Liahona, abril de 2006, p. A13). Fale sobre o desejo de Oliver Cowdery de traduzir as placas (Primária 5, lição 7). Peça a uma criança que represente Oliver Cowdery e leia D&C 9:7–9. Conversem sobre como o Espírito Santo nos ajuda a sentir se algo é certo ou errado. Qual é uma das formas de recebermos respostas às nossas orações? (Por meio do Espírito Santo.) b. Cante “Ler, Ponderar e Orar” (MC, p. 66). Conte a história de quando Joseph Smith

8

refletiu sobre como poderia saber qual igreja era certa. Peça a uma criança que represente Joseph Smith e leia Joseph Smith—História 1:10–12. O que levou Joseph Smith a procurar a resposta para as dúvidas que tinha? (As escrituras.) c. Cante “ Amai-vos Uns aos Outros” (MC, p. 74 ou Hinos, n° 197). Conte a história do povo de Lími e como suas orações pela libertação do cativeiro foram respondidas (ver Mosias 21:13–15; 22:2–16). Como as orações do povo de Lími foram respondidas? (Por outras pessoas.) Peça às crianças que contem experiências de quando o Pai Celestial respondeu às orações delas por intermédio do Espírito Santo, das escrituras ou de outras pessoas. Preste testemunho de que as orações são respondidas. TEMA DE OUTUBRO Como sou filho de Deus, eu O servirei de todo o coração, poder, mente e força. “Portanto, ó vós que embarcais no serviço de Deus, vede que o sirvais de todo o coração, poder, mente e força, para que vos apresenteis sem culpa perante Deus no último dia” (D&C 4:2). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. Para servir a Deus, no dia santificado farei coisas que me ajudem a sentir-me mais próximo do Pai Celestial e de Jesus (Êxodo 20:8–11; D&C 59:9–10; “Dia do Senhor”, SF, pp. 56–57; PE, capítulo 24; Primária 6, lição 20, Primária 7, lição 14). 2. Posso servir ao Pai Celestial, servindo aos outros (Mateus 25:31– 40; Mosias 2:17; Primária 3, lição 37; PE, capítulo 28; “Serviço”, SF, pp. 178–179). Cubra a gravura 608 do PGE com uma folha de papel em que esteja escrito “ quem estamos serA vindo?”, e coloque-a no quadro-negro. No lado esquerdo da gravura, escreva Necessidades, e no lado direito, Serviço. Leia Mateus 25:35–36. Escreva frases na coluna Necessidades ou na coluna Serviço enquanto a escritura estiver sendo lida. Por exemplo: tive fome/destes-me de comer. Leia Mateus 25:37– 40 e retire a folha de papel que cobre a gravura. Converse com as crianças sobre como podemos servir ao Pai Celestial quando servimos aos outros. Peça às crianças que pensem nas necessidades de seus familiares e amigos. Depois, pergunte que serviços elas podem prestar e anote essas

sugestões na coluna correspondente do quadro-negro. Por exemplo: um amigo se sente sozinho/vou brincar com ele. Ajude as crianças a memorizarem Mateus 25:40 (ver “Memorização”, ENMC, pp. 171–172). Cante “Eu Andarei Contigo”, (MC, pp. 78–79). 3. Os profetas e apóstolos ensinam-me a servir (Primária 6, lição 8; consulte discursos de conferências gerais recentes). 4. Outras pessoas me servem; por isso eu também quero servir (D&C 59:5–6; Mateus 22:35– 40; Primária 7, lição 20; Primária 3, lição 45). Converse com as crianças sobre as maneiras pelas quais as outras pessoas nos servem e escreva-as no quadro-negro. Explique-lhes que, assim como outras pessoas nos servem, devemos servir ao próximo. Cante “Eu Quero Ser Como Cristo” (MC, pp. 40– 41). Leia Gálatas 6:2. Explique o que é um fardo e fale sobre como todos nós temos fardos para carregar na vida. Peça às crianças que digam alguns fardos que elas carregam, tais como dificuldade de ler ou solidão. Faça um rótulo com o nome de cada fardo e prenda cada um a uma pedra, depois coloque as pedras dentro de uma cesta ou mochila. Peça às crianças que retirem uma pedra de cada vez e falem de como podem ajudar alguém a carregar esse fardo. Sugira que cada criança escreva um bilhete amável para alguém (ver o livreto Fé em Deus, p. 9). TEMA DE NOVEMBRO Sou grato por saber que todos nós somos filhos de Deus. “ Agradecerás ao Senhor teu Deus em todas as coisas” (D&C 59:7). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. Sou grato por ser um filho amado de Deus (Morôni 10:17–18; Primária 3, lição 30; “Gratidão”, SF, p. 93). Explique às crianças que, embora sejamos todos filhos de Deus, somos todos diferentes. Peça que cada criança faça um fantoche de papel que se pareça com ela mesma (ver “Fantoches”, ENMC, pp. 176–177). Peça-lhes que escrevam na frente do fantoche “Sou grato por quem sou porque posso ”. Cante “Nós Somos Diferentes” (Seção Infantil, A Liahona, agosto de 1992, p. 11). Ensine que todos nós temos dons e talentos diferentes que recebemos do Pai Celestial. Exponha

9

os fantoches à frente da Primária. Saliente que todos são diferentes e especiais. Pergunte: “ A quem devemos agradecer por esses talentos especiais?” Leia D&C 6:10. Pergunte “Como podemos agradecer ao Pai Celestial por nossos talentos?” Cante “Sou um Filho de Deus” (Hinos, n° 193). 2. Sou grato por meu corpo. Sei que o meu corpo é um templo (I Coríntios 3:16–17; Regras de Fé 1:13, “Meus Padrões do Evangelho”; “Piercing”, “Recato” e “Palavra de Sabedoria”, SF, pp. 134, 145–147, 126–128). 3. O Pai Celestial ama a todos os Seus filhos (Marcos 10:13–14; 2 Néfi 26:33; 3 Néfi 17:11–23; Primária 7, lição 40; Primária 3, lição 30; artigos de O Amigo). Mostre um mapa do mundo. Localize Jerusalém no mapa. Mostre a figura 216 do PGE. Conte a história de quando Jesus abençoou as crianças e leia Marcos 10:16. Localize as Américas no mapa. Mostre a figura 322 do PGE. Conte a história de quando Jesus abençoou as crianças nas Américas e leia 3 Néfi 17:21. Cante “Eu Gosto de Ler sobre Jesus” (MC, p. 35). Conversem sobre como as crianças falam idiomas diferentes. Use a música “Crianças de Todo o Mundo” (MC, pp. 4–5), faça tiras de papel com a palavra “obrigado” em seis idiomas. Dê uma tira de papel a cada criança e peça-lhes que coloquem cada um no ponto do mapa onde essa língua é falada. Cante “Crianças de Todo o Mundo” e “De Mãos Dadas, Toda a Terra” (O Amigo, A Liahona, outubro de 2003, pp. A12–13). 4. Posso tratar todos os filhos de Deus com respeito e gentileza [Efésios 4:32; Alma 1:29–30; “Caridade”, SF, pp. 32–33; Primária 3, lições 31 e 44; “Eu Andarei Contigo” (MC, pp. 78–79)]. TEMA DE DEZEMBRO Eu amo meu Salvador, Jesus Cristo, e Seu evangelho restaurado. “E falamos de Cristo, regozijamo-nos em Cristo, pregamos a Cristo, profetizamos de Cristo e escrevemos de acordo com nossas profecias” (2 Néfi 25:26). Princípios do Evangelho para Cada Semana 1. Os profetas predisseram que Jesus Cristo viria à Terra (Isaías 53; 1 Néfi 11; Jacó 4:4; Alma 7:9–13; Helamã 14:1–8; Primária 6, lição 46). 2. As profecias se cumpriram: Jesus nasceu e os justos se regozijaram (Lucas 2; 3 Néfi 1:8–21;

Primária 3, lição 47; Primária 7, lição 4; NFLR, pp. 156–160). 3. Jesus Cristo restaurou o evangelho por intermédio do Profeta Joseph Smith (D&C 1:17, 30; 20:1–2; Joseph Smith—História 1:16–19, 30, 33–34; “Restauração do Evangelho”, SF, pp. 151–155; PE, capítulo17). Use escrituras e hinos para contar a história da restauração do evangelho (ver “Músicas com Narrativas”, ENMC, pp. 174–175). Mostre a gravura 416 do PGE. Leia Joseph Smith—História 1:67. Explique como a tradução do Livro de Mórmon restaurou a doutrina verdadeira. Cante “Ler, Ponderar e Orar” (MC, p. 66). Leia Joseph Smith—História 1:68–69 e mostre a gravura 407 do PGE. Ensine como foi a restauração do Sacerdócio Aarônico. Cante “Orar com Fé” (Seção Infantil, A Liahona, março de 1991, p. 5). Leia Joseph Smith—História 1:70. Explique como ocorreu a restauração das ordenanças da Igreja. Cante a segunda estrofe de “O Batismo de Jesus Cristo” (Seção Infantil, A Liahona, setembro de 1997, p. 5). Leia Joseph Smith—História 1:73. Fale a respeito das bênçãos de ter o dom do Espírito Santo. Cante “O Espírito Santo” (MC, p. 56). Testifique às crianças que a restauração da Igreja por intermédio de Joseph Smith é uma grande bênção. 4. Sei que sou filho de Deus e que Jesus Cristo é meu Salvador e, por isso, vou ... (Mosias 5:7; 3 Néfi 27:21). Peça às crianças que se levantem e cantem “É Bom Cantar” (MC, p. 129), seguindo o líder. Antecipadamente, peça a uma criança que, durante a música, faça gestos diferentes dos que o líder fizer. Ensine a importância de seguir o líder correto. Escreva as palavras de 3 Néfi 27:21 de maneira embaralhada no quadro-negro: “ Aquilo que me vistes fazer, isso fareis”. Peça às crianças que coloquem as palavras na ordem certa consultando a escritura. Pergunte: “Quem essa escritura ensina que devemos seguir?” (Cristo) Escolha gravuras do PGE que mostrem algumas das obras de Jesus. Conte brevemente a história de cada gravura e discuta como podemos seguir Jesus. Peça às crianças que façam um desenho do que farão para seguir o Salvador e que completem a frase “Sei que sou filho de Deus e que Jesus Cristo é meu Salvador e, por isso, vou ”. Preste testemunho de que podemos seguir o exemplo de Jesus Cristo. Cante “Eu Quero Ser Como Cristo” (MC, pp. 40– 41).

10

SeSE AO MEULado ESTIVESSE O oALVADOR ao Meu LADO Estivesse S Salvador
4 œ œ &4 &4 Œ 4 & œ œ
Meditativo

œ .. œ .. ..

q = 90–100

œ œ J ˙. j œ œ œ

œ

œ œ

œ

œ œ

œ

œ w. w w œ .. œ

j œ œ

Letra e música: Sally DeFord

œ
?

˙.
1

œ œ .. œ

œ œ ˙

œ

˙ œ œ

œ˙ .. œ ˙

œ

j œ œ

œ

˙. œ Œ Œ œ w

˙ œ œ
Cum - pri Mais gen Sei que

œ œ ? œ

1. SeIao meu 2. SeIao meu 3. —

la - doIE- leIes - ti - ves - se, la - doIE- leIes - ti - ves - se, E - leIes- táIao meu la - do,

œ ˙. j œ œ œ

œ œ œ œ œ œ

œ

˙

Meu a - gir se - ri - aIas - sim? Meu fa - lar se - ri - aIas - sim? Mes-mo que nãoIO pos - sa ver;

œ œ. ˙ j œ œ œ

˙.

˙ j œ œ œ ˙

& œ .. œ

˙. œ ˙ œ œ œ. ˙ Œ
1

ri - aIos man - da - men- tos e sóIo e bom se - ri - a eu, se til tem gran - deIa - fei - ção por mim e

Bem fa - ri - a,Ien - fim? Sem-preIO vis - seIa - qui? Quer me pro - te - ger.

Se - gui - ri - a Seu e Fa - la - ri - a doIe - van Que -roIen - tão ser tal pes -

? œ ˙. & œ ˙
2 1

œ œ œ œ

œ ˙ œ œ

˙ ˙ œ œ. w

˙ ˙ j œ œ œ

bw w œ. ˙ j œ œ œ
eu vis - se, eu vis - se, eu vis - se,

˙ ˙

˙ ˙ œ œ ˙ w

œ. œ ˙

. ? ˙. ˙

xem - plo, Com mais fé, ver - da - deIeIa - mor, SeIo Sal - va - dor ge - lho, Sim, com re - ve - rên - ciaIeIar - dor, SeIo Sal - va - dor so - a QueIeu se - ri - a,Ieu sei — oh, sim, SeIo Sal - va - dor

bem a - qui, bem a - qui, bem a - qui,

œ

œ

œ

œ #œ œœ .. ˙ w
3.

˙

#˙ ˙ ˙
-

œ ˙ ˙. w œ
por

œ w ˙
mim.

œ ˙ ˙.

œ

1. 2.

& œ . œ œ . œj ˙ . ˙ œ ˙.
Ze - lan - do Ze - lan - do por mim? por mim?

œ œ

˙

Œ

œ

œ

œ

Ze - lan

do

w

.. ˙

˙

œ œ œ œ

œ ˙.
°

˙.
*

Direitos Autorais © 1991 Sally DeFord. Todos os direitos reservados. Esta música pode ser copiada para uso no lar ou na Igreja, não para fins comerciais. Este comunicado deve ser incluído em todas as cópias.

11

FOLHA DE PLANEJAMENTO DO TEMPO DE COMPARTILHAR
Data: Tema do mês: Princípio do evangelho da semana:

Como posso apresentar o princípio do evangelho às crianças? (“Iniciar a Aula”, ENMC, p. 93 e “Atividades Motivadoras”, ENMC, p. 160)

Como posso ensinar o princípio do evangelho e envolver as crianças?

Escrituras (“Ensinar a Partir das Escrituras”, ENMC, pp. 54 – 59)

Música (“Música”, ENMC, pp. 172–174; “Como Usar Este Livro”, MC, pp. 149–150)

Métodos didáticos que envolvam as crianças (“Métodos Didáticos”, ENMC, pp. 158–184)

Como posso ajudar as crianças a aplicar esse princípio do evangelho à própria vida? (“Métodos Didáticos”, ENMC, pp. 158–184)

Conclusão e testemunho (“Encerrar a Aula”, ENMC, pp. 94 –95)

Avaliação: Conseguimos realizar o que queríamos? Como poderíamos melhorar?

Observação: Se necessário, faça cópias para a presidência da Primária e para os professores.

12

APRESENTAÇÕES DE CLASSE Uma vez por mês, uma classe deve apresentar o tempo de compartilhar. É uma oportunidade para as crianças de cada classe ensinarem o evangelho às outras. A experiência reforçará os princípios que vocês vêm ensinando e ajudará as crianças a ganharem confiança por meio da participação em uma apresentação em grupo. O professor e seus alunos planejam e dirigem a apresentação da classe. A apresentação deve reforçar um dos princípios do evangelho ensinados naquele mês. Há métodos interessantes para o ensino do evangelho em Ensino, Não Há Maior Chamado (ENMC). Abaixo encontra-se uma lista desses métodos. A presidência e a líder de música da Primária devem estar prontas para ajudar a classe, se necessário.

MÉTODOS DIDÁTICOS Esta é uma lista de métodos que podem ser usados para ensinar os princípios do evangelho e envolver as crianças no tempo de compartilhar (ver “Métodos Didáticos”, ENMC, pp. 158–184). Aplicação das Escrituras Área de Trabalho Atividades com Mímica Atividades de Desenho Atividades Motivadoras Aulas Expositivas Auxílios Visuais Cineminha Comparações e Atividades com Objetos Convidados Especiais Declamações Demonstrações Dioramas Discussões Dramatizações Escrituras Estudos de Caso Exemplos Exercícios Escritos e Folhas de Atividade Fantoches Figuras de Papel Flanelógrafos Gravuras Histórias Jogos Jograis Leitura Dramática Levantamento de Idéias (Tempestade Cerebral) Mapas Memorização Música Músicas com Narrativas Painéis de Discussão Perguntas Quadro-negro Recursos Audiovisuais Retroprojetor Simulação de Situações Técnicas de Aplicação Trabalho em Grupo

O esboço anual para o tempo de compartilhar e a apresentação das crianças na reunião sacramental está disponível na página oficial da Igreja na Internet: www.lds.org.
13

PORTUGUESE

4

02005 50059
00550 059

0

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful