P. 1
A ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL ELABORADA A PARTIR DA CONVERGÊNCIA DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE AOS PADRÕES INTERNACIONAIS

A ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL ELABORADA A PARTIR DA CONVERGÊNCIA DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE AOS PADRÕES INTERNACIONAIS

|Views: 4|Likes:
Published by Daniella Spizzirri

More info:

Published by: Daniella Spizzirri on Sep 05, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/09/2013

pdf

text

original

A ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL ELABORADA A PARTIR DA CONVERGÊNCIA DAS NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE AOS PADRÕES INTERNACIONAIS

* Juarez Domingues Carneiro

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) iniciou, no ano de 2008, com a aprovação da Lei n.º 11.638/07, a convergência das Normas Brasileiras de Contabilidade aos Padrões Internacionais, processo este que foi concluído no ano de 2010. O CFC transformou em norma contábil todos os Pronunciamentos Técnicos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) que tiveram por base as Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS, sigla em inglês) e Internacional Accountant Standard (IAS) do IASB. Hoje, a melhor interpretação é a de que as empresas e os profissionais da Contabilidade dispõem de duas opções para elaborarem tanto a escrituração contábil como as Demonstrações Contábeis, ou seja, as IFRS completas ou as IFRS para as pequenas e médias empresas (PMEs) – (IFRS for SMEs). As IFRS completas são dirigidas basicamente às companhias de capital aberto e às enquadradas pela Lei n.º 11.638/07 — Companhias de grande porte —, além daquelas obrigadas por órgãos reguladores (CVM, BCB, Susep). O que se pode observar é que as pequenas e médias empresas devem adotar as IFRS para PMEs editadas pelo CFC como NBC T 19.41 – Contabilidade para Pequenas e Médias Empresas, aprovada pela Resolução CFC n.º 1.255/09. Vale ressaltar que a referida NBC T é uma versão simplificada de todas as IFRS/IAS do IASB, a qual facilita a adoção e o entendimento dos profissionais contábeis que atuam com as PMEs. É importante esclarecer que em razão do processo de convergência, a Resolução CFC n.º 1.283/10 revogou as normas que tratavam das Demonstrações Contábeis (NBC T 3 – Resolução CFC n.686/90), da avaliação patrimonial (NBC T4 – Resolução CFC n.º 732/92) e da divulgação das Demonstrações Contábeis (NBC T 6 – Resolução CFC n.º 737/92). As normas citadas, embora revogadas sem uma correspondente específica, tem seu conteúdo abrangido pelas normas convergidas, a exemplo da NBC T 19.27 – Apresentação das Demonstrações Contábeis, que elenca os procedimentos que agora devem ser adotados. Assim, ao contrário do que muitos profissionais e empresários pensam, não são as normas editadas pelo CFC que obrigam as empresas a publicarem suas demonstrações contábeis. Esta obrigação decorre de legislação específica, ou seja, da Lei n.º

sendo a seguinte.6. contemplada na Resolução CFC n.º 12.941/09.º 1. 6. Nesse aspecto. * Presidente do CFC . 11. e disciplinada pelo órgão federal ou regulador. conforme a Lei nº. inexiste qualquer inovação da Lei n. e após as normas emitidas por este CFC.404/76 (das Sociedades por Ações).638/07 e 11.º 686/90. após as alterações introduzidas pelas Leis nº.404. sofreu alteração em razão da edição das Leis n. antes prevista na NBC T 3 – Resolução CFC n.157/09 no item 143 do CT 03. quando menciona: Nova classificação do balanço 143.º 11. A estrutura do balanço. com itemização maior no Patrimônio Líquido: ATIVO PASSIVO + PATRIMÔNIO LÍQUIDO Ativo Circulante Passivo Circulante Ativo Não Passivo Não Circulante Circulante Realizável a Patrimônio Líquido Longo Prazo Investimento Capital Social Imobilizado (-) Gastos com Emissão de Ações Intangível Reservas de Capital Opções Outorgadas Reconhecidas Reservas de Lucros (-) Ações em Tesouraria Ajustes de Avaliação Patrimonial Ajustes Acumulados de Conversão Prejuízos Acumulados O fato é que o Conselho Federal de Contabilidade tem editado normas com base nos princípios contábeis em busca de regulamentar e facilitar a aplicação das legislações editadas pelo Poder Legislativo.941/09. de 1976.249/10 que induza o Conselho a extrapolar a sua competência institucional consolidada há quase 30 anos e colocar em risco a sua segurança jurídica em regular sobre normas técnicas e profissionais pautadas nos princípios da contabilidade. A classificação do balanço foi alterada a partir de 2008.638/07 e 11.

79:7.807.:J/434..43.8 0243897./0 .4:39.  ./. .425.  .7. 03  . 02 3H8  0 39073..3/.839073./06:0.43.8 #$ .8.80 48 57418843./0 #$  8.439E- .42509.42509.3.8/0439.8472.-47.8 !8   #$147$8  8 #$ .7. 439./.07.48 !./708 39073.07H3.08 439E-08  4: 80.8 84 /7/../0 /8502 /0 /:.8  574.8 506:03.3. .80. 0.4 .424 .203948 439E-08 !  6:0 9.-/.850.-/.7/ $ /4$  40 .8 #$ 5.87.8/0.-/.203948 %F.34/0     97.8 -.8 025708.43.20390 8 .8 0 2F/.394 .0884 0890 6:0 14 .48 029/48 504 429H /0 !743:3.-079408036:..8025708.39 $9.8 /.2 547 -. 08./7..43.8 4: .439E- 94/48 48 !743:3.3814724: 02 3472..43. .702 9.... .59.8/0439..4F.204739075709.8 4508 5.8472.

-/.F2 /.7.6:0./0 5.8 547 O748 70:.02.!80/9.8 504  ./.8506:03.. !06:03.8 4-7././49.7.8/0.3/054790  .8  .574../4708 '  $:805  6:08054/04-807.7.8 25708.8/07.424  %    439.  425. #084:4  3   .8 025708.8#$5.3.802F/.8 0 F/./.7F6:0. 50.

7 6:0 .9. 70107/.   './094/.8.07848251.8 #$./.0 7088.%F:2...

42.2 .9:.439E-08 6:0 .#084:43  .0884/0 .70.43.$ /4 $  .. 6:.9.8 .39008.07H3.8!8  A25479.. 1.. . . ./44 0 4 03903/20394 /48 57418843.076:0027.4/4574.

 70.44: .9.2 /.8 3472..8 0243897.8 6:0 97..08 439E-08 %  #084:4 3 .

4 5....97243. .  %  #084:4  3  .  /.

 /.  0 /.4 /.08 439E-08 % #084:43 .8 0243897.:.

8  02-47.J1.4.8 ./. .9./.8 802 :2. 70.4390/4 ..  8 3472.  902 80: .47708543/0390 0850.

08 .8 025708.439E-08  89.07/. 4-7.3.-7.8 /0243897.08 439E-08  6:0 003.%  #084:43 .  %    5708039. 48 574.0/203948 6:0 . 4: 70:.4 .4 0850./.../.8 3472.47.3/4 50. 00254 /..43.J1.  4: 80.53.8 0243897.. 0 3      /0   0 /8.8 0/9.  /. 5:-.3908570./48  882  .2 .4397E74 /4 6:0 2:948 57418843.702 8:.2  34 84 .34 .4 /.4770 /0 08.8 .8 3472.02807. /0./49.4 /0..8 ./47  0897:9:7. 504 O74 10/07.89.8 504  6:0 4-7.8 0 025708E748 5038./4-.8  .

4 /.4027. 84170:.8 08 3   .907. 0/4 /.

 0  .

3./.   .439025.#084:43  .

..3/4203.. 0 3    .881.4314720 ....797/0    803/4 ..907. 80:390  . 34902 /4%  6:. 4./.4/4-.43..34   .881.4/4-.3414.5..

083974/:/.5O8 . /./08 547 08  .907.8 $4.0/.8 50.8 .8 08 3   .

 0 .

:.8/0:.434 !7.  0.47 34 !.5O8.390 #0.8  #0807./4 . .  508 :947.97234J6:/4 .85470890   .430.8948.44 !.8029/. 3.47./..4 2.7.E..88.447.88.390 7.:.4  .59./.08920394 24-.390 9..8 #0.3J.390 7.97234 J6:/4  %'  !$$'  !%#   "&  9.:.0  #0807.4 !.59.8/0.748  0802%084:7.:.422884/0 08 39.$4.42 902.83472.0 !.

:2:./.8 08.5.9.6:07 34.94  30890 6:...-/.7 .8 504 !4/07 08.4/.94 F 6:0 4 43804 0/07./48  1.42 -.J548 . .7 0 1.80 348 573.2039.97243./48/0 43. :8908./0 902 0/9.03  ./4 3472.8 .4 /. /0 439.850...4 !.08 0/9.. /0 70:.9..4  0880 .0784 !70:J48.:2:.439E-08 02 -:8.    :8908/0.

/0  !708/0390/4   . .8 9F... 097.43.80   .. 8:.348 0 .443804 . E 6:.54. 02 70:./.439.8 0 57418843. 8:.3.3.4 .:9.7 .8 348 573./. 6:03/:. :7J/.8 5.J548 /.4384/.44.-/. . 3899:. 80:7.7 84-70 3472.7 02 78.42509H3. ..

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->