Significado psicológico/fisiológico das cores Sou a cor da luz, do sol, do ouro.

Sou quente, sou arrogante, sou fascinante! Sou atrevida, incontrolada…

Sou a cor do fogo, o símbolo da atenção, do perigo, da acção. Sou uma cor excitante! Também simbolizo o domínio e o atrevimento…

Sou elegante, séria, segura, tranquila, sou um pouco fria. Há quem diga que lembro a inteligência, a verdade, a sabedoria! Misturada com o branco lembro a pureza, a grandeza, a paz.

Toda eu sou entusiasmo. Interesso-me por tudo, animo os tristes porque sou atrevida, alegre… misturada com o branco sugiro a cor da pele.

Sou a cor da dúvida; conforme o meu valor, simbolizo uma ausência de energia mais ou menos marcada.

Sou esperança, frescura, melancolia. Sou juvenil, amistosa, boa companheira, faço recordar a primavera, a natureza, o equilíbrio. Evito o perigo porque sou tranquila.

Sou a cor do realismo, muitas vezes referencio terra, sou compacta, sólida e utilitária; simbolizo um quotidiano simples, robusto activo, de boa saúde!

Sou quieta, discreta, às vezes sou triste. Simbolizo a penitência, a serenidade, o sofrimento, o silêncio…

Eu digo não a tudo!!! Sou a negação da própria cor. Sou triste, triste, triste.

Dizem que eu não sou cor, sou luz; mas a verdade é que tenho “cor”! Tenho até todas as cores! Dizem que sou a paz, a tranquilidade, a inocência. Digo sim a tudo!