Clases de substantivos.

Los sustantivos tienen en portugués la misma clasificación que en español:

o o o o o

Comunes Propios Concretos Abstractos Colectivos

— boi — livro — mesa. — José — Curitiba — América do Sul. — lápis — ouro — Iemanjá. — brancura — alegria — justiça. — enxame — frota — povo.

En cuanto a su formación, pueden ser:

o o o o

Primitivos Derivados Simples Compuestos

— ferro — cavalo — morte. — ferreiro, ferramenta; — cavaleiro, cavalaria — mortalha. — estrada — obra — caneta. — estrada de ferro — obra-prima — porta-caneta.

Flexão de gênero. La formación del femenino, puede realizarse:

Modificando o incorporando en la terminación: o 1 - Regla general: se cambia O por A: gato, gata — filho, filha — menino, menina.

o o o o o o o o

2 - Masculino terminado en E: se cambia por A: mestre, mestra — infante, infanta — governante, governanta. 3 - Masculino terminado en OR, ÊS, S o Z: se agrega A: doutor, doutora — freguês, freguesa — deus, deusa — juiz, juíza. 4 - Masculino terminado en ÃO: se cambia Ã, OA, u ONA: cristão, cristã — patrão, patroa — trapalhão, trapalhona. 5 - Hay algunas palabras que adicionan las terminaciones: ESA, ESSA e ISA: príncipe, pricesa — conde, condessa — sacerdote, sacerdotisa.

Utilizando otra palabra: o 1 - Los epicenos, que son sustantivos que designan animales sin distinguir masculino y femenino: tartaruga macho/fêmea — onça macho/fêmea — tubarão macho/fêmea.

o o

2 - Los comunes de dos géneros; sustantivos que designan personas pero poseen una única forma para ambos géneros: se indica el género mediante el artículo: o intérprete, a intérprete — o pianista, a pianista — o jovem, a jovem.

Utilizando palabras distintas para cada género: cavaleiro, amazona — compadre, comadre — genro, nora.

Existen palabras que carecen de distinción de género:

 

Los sobrecomunes, que son sustantivos que designan personas y solamente poseen un género, siendo el contexto de la oración el que indica si es masculino o femenino: testemunha — modelo — cadáver. Las palabras que cambian de sentido, según que se empleen en masculino o femenino: capital — guarda — cura.

úteis. barris — fuzil. EL y UL: se cambia la L por IS: hospital. animais — espiral.Palabras terminadas en N: se cambia por S: abdomen. Excepto: pólen. irmãos — mão. se forma agregando S: cadeira — cadeiras jacaré — jacarés jurití — juritís paletó — paletós Reglas especiales: urubú — urubús história — histórias lei — leis irmã — irmãs  1 . germes — regimen. jardins — jejum. Si es IL átona. jovens — som.Hay algunas palabras que tienen un plural especial: caráter. caracteres — lúcifer. cidadãos — irmão. espirais — pincel. 4 . pintor — pintores cós — coses voz — vozes.Palabras terminadas en ÃO: — agregando S: cidadão. armazéns. Las de terminación en S de sílaba átona permanecen invariables: atlas — pires — lápis — tênis — virus — cais  2 . jejuns — viajem. pães — tabelião. fuzis. anéis — túnel. viagens — trem. móveis. cambian IL por EIS: réptil. projéteis — útil. fósseis — projétil. mãos — pagão. canções. pagãos — chão. — cambiando por ÃES: capelão. . polens. luciferes. cartões — lição.Palabras terminadas en IL tónica: se cambia la L por S: barril. razões — canção. pincéis — bedel. bedéis — anel.    o 6 .Hay algunas palabras solamente tienen sentido en plural: Víveres — condolências. edens. hifen. éden. Regla general: El plural de las palabras terminadas en vocal oral o nasal. 5 . capitães — pão. lições — questão. hospitais — animal.Palabras terminadas en M: se cambia por -NS: jardim. níveis — móvel. regimes. o 8 . y en diptongo oral. homens — armazém. chãos. cães — capitão. capelães — cão. trens — jovem.Formação do plural.Palabras terminadas en AL. sons — homem. hifens. o 7 . 3 . abdomes — espécimen. tabeliães. EL.Palabras terminadas en R. espécimes — germen. túneis — nível. — cambiando por ÕES: cartão. questões — razão. mulher — mulheres rês — reses xadrez — xadrezes. répteis — fóssil. S (de sílaba tónica) y Z: se agrega ES: lugar — lugares ás — ases capataz — capatazes.

-UCHO. Por regla general un diminutivo se forma agregando -INHO o -ZINHO: casa — casinha cavalo — cavalinho pedra — pedrinha pai — paizinho mãe — mãezhina homem — homenzinho Existen asimismo otros sufijos que se emplean para formas diminutivas. ironia. Por regla general un diminutivo se forma agregando -ÃO: saia — saião livro — livrão cavalo — cavalão casa — casarão faca — facão .Os diminutivos El diminutivo es una variación del sustantivo. también pueden para expresar ideas tales como afecto. para indicar un menor tamaño. -ULO. tales como -ITO. modestia o piedad. para indicar un mayor tamaño. algunas de ellas cambiando un tanto la finalidad del empleo del diminutivo. -ECO: pé — pezito filho — filhote papel — papelucho homen — homúnculo livro — livreco Diminutivos mais frequentes que trocan o sentido da palavra animal — animalejo amor — amoreco barba — barbicha burro — borrico caixa — caixote casa — casebre corda — cordel corpo — corpúsculo espada — espadim fio — fiapo globo — glóbulo homem — homúnculo lugar — lugarejo namoro — namorico obra — opúsculo papel — papelucho parte — partícula rabo — rabicho rio — riacho rapaz — rapazote saco — sacola sono — soneca vara — vareta velho — velhote verso — versículo Os aumentativos El aumentativo es una variación del sustantivo. -OTE. los aumentativos. desprecio. ironía. Sin embargo. también puede usarse la forma de un sustantivo en diminutivo para expresar ideas tales como cariño. Como los diminutivos. desprecio.

oh! Emprega-se o h quando a etimologia (origem da palavra)ou a tradição escrita do nosso idioma assim determina. dengosa. folha. Uso do s: Emprega-se a letra s nas seguintes casos: Nos adjetivos terminados pelos sufixos –oso/-osa: indicadores de abundância. -isa. estado pleno ou grande quantidade de algo. duquesa. anti-higiênico. elimina-se o h do segundo elemento. Exemplos: desabitado. Exemplos: pré-história. lh. Exemplos: hábil habilitação hábito hálito honesto hiato híbrido hipoteca hidrogênio hífen hélice herança herói hesitar homem higiene hora honra hoje horizonte No interior dos vocábulos. Já o acidente geográfico sem h: baía de Todos os Santos. -esa. não se usa h. indicadores de origem. nh. marquês. Nos sufixos –ês. camponesa. rainha. princesa. desonra. Exemplos: Francês. reaver. profetisa. Exemplos: Fecho. formosa. exceto: a) quando ele faz parte dos dígrafos ch. grafa-se com h o nome do estado: Bahia. Nos compostos sem hífen. horroroso. poetisa. título de nobreza ou profissão. milanês. Depois de ditongos. Exemplos: Cheiroso. Por tradição. Uso do h O h não representa fonema algum e seu emprego obedece a algumas regras: Emprega-se o h no final de algumas interjeições: Ah!. Exemplos: .Aumentativos mais frequentes que trocan o sentido da palavra animal — animalaço barba — barbaça barca — barcaça bala — balaço bicho — bricharrão boca — bocaça cabeça — cabeçorra chapéu — chapelão copo — copázio corpo — corpanzil cão — canzarrão casa — casarão faca — facão festa — festança fogo — fogaréu forno — fornalha moço — mocetão muro — muralha mulher — mulheraça nariz — narigão perna — pernaça poeta — poetastro rapaz — rapagão santo — santurrão vaga — vagalhão voz — vozeirão 1. 2. b) nos compostos em que o segundo elemento com h etimológico se une ao primeiro por hífen.

Exemplos: Análise + ar = analisar. lousa. formadores de substantivos abstratos a partir dos adjetivos. As formas dos verbos pôr e querer. Veja exemplos abaixo. formador de verbo. Observação importante: : Em palavras como analisar e pesquisar não ocorre o sufixo verbal . puser. Uso e formação dos sufixos–inho/-zinho Para formar o grau diminutivo com esses sufixos. Uso do z Emprega-se a letra z nos seguintes casos:  Nos sufixos –ez/-eza. quisesse.Coisa. Adjetivo Insensato Mesquinha Altivo Magro Belo Grande Substantivo/ adjetivo Canal Hospital Atual Substantivo abstrato Insensatez mesquinhez Altivez magreza beleza Grandeza verbo Canalizar Hospitalizar atualizar  No sufixo –izar. quis. 3. quiser. mausoléu. pusesse.) desprezo feroz com z fugaz giz jaez jazigo lazer luz magazine meretriz prazer prazo profetizar rapaz rodízio sagaz talvez tenaz tez vazio veloz verniz voraz xadrez 4. basta acrescentar o sufixo –inho(a). Pesquisa + ar = pesquisar. acrescente o sufixo –zinho(a). Neusa. . Se ela apresentar outra terminação. Se a palavra primitiva terminar em s ou z.-izar. maisena. faisão. aliás análise após atrás através aviso brasa casulo catalisar cisão colisão crase despesa deusa empresa fusão Escrevem-se com s gás gasolina groselha alisar inclusive invés casa jus atraso lisonjeiro lisura bisar mês mosaico nasal obus pêsames cós revés crise síntese sinusite surpresa fase tosar três uso usina avisar Escrevem-se abalizar algoz amizade aprazível aprendiz arroz assaz atriz atroz azar azia baliza cafuzo capaz cartaz chafariz coriza cruz deslize (subst. Exemplos: Pus. você deve considerar a terminação da palavra primitiva.

exceção feita a pajem. Uso de g/j Emprega-se letra g: Sufixo diminutivo +inho +inho +inha +inho +zinho +zinho Derivada piresinho lapisinho raizinha juizinho papelziho pezinho +zinho paizinho  Nas palavras terminadas em –ágio. Nos substantivos terminados em –gem. litígio. subterfúgio. Uso de x/ch.  Depois de ditongos normalmente se emprega x. mexerico. canjica. mexerica. relógio. colégio. mexilhão. enxada. Exceção: Sergipe. gélico evangelho gengibre geringonça gíria giz escrevem-se com g herege ligeiro estrangeiro monge geada ogivas argento gim sugestão tangerina tigela vagem vagido escrevem-se anjinho berinjela cafajeste canjica gorjear gorjeta jeito jenipapo jesuíta jibóia com j jiló laje majestade manjedoura monja ojeriza pajé sarjeta traje ultraje 6.  Mecha e derivados escrevem-se com ch. Exemplos: Vertigem. -ágio. -úgio. jirau. margem. mexicano. -ígio. enxaqueca.  Emprega-se a letra j: Em palavras de origem indígena e africana. enxoval. Exemplos: enxame. lagem e labugem.   Os verbos encher.emprega-se x: Mexer. Exemplos: Pajé. encharcar e derivados escrevem-se com ch. jibóia.-égio. . Depois da sílaba me . coragem aragem. Exemplos: Pedágio.Primitiva pires lápis raiz juiz papel pé pai 5.

Exemplos: Efetuar Continuar Abençoar Perdoar Efetuar Continuar Abençoar Perdoar efetues continues abençoes perdoes efetues continues abençoes perdoes efetue continue abençoe perdoe efetue continue abençoe perdoe Os verbos terminados em –vir. Palavras do inglês aportuguesadas trocam o sh original por x. Exemplos:xangô. Exemplos: Possuir retribuir cair sair doer moer possuis retribuis cais sais móis possui continue cai sair dói mói Nota: O verbo doer não apresenta a 2ª pessoa do presente do indicativo. Exemplos: Xampu (de shampoo). xará. xerife (de sheriff). xingar. escrevem-se com x almoxarife bruxa caxumba elixir faxina lagartixa luxo bexiga capixaba coaxar engraxate graxa lixa maxixe mexer mexerico orixá oxalá praxe puxar relaxar vexame xampu xarope xavante xereta xerife xícara xingar escrevemse apretrecho archote bochecha broche cachaça cachimbo cartucheira chafariz charco chimarrão chuchu chucrute chumaço chutar com ch cochicho colcha comichão coqueluche fachada ficha flecha inchar machucar mochila pechincha piche rachar salsicha tocha 7.Palavras de origem indígena e africanas são grafadas com x. -oar escrevem-se com i na 2ª e na 3ª pessoa do singular do presente do indicativo. xique-xique. . xavante. escrevem-se com e na formas do presente do subjuntivo. Uso de e/ i Os verbos terminados em –uar e –oar.

ascensor expandir > expansão. pretensioso suspender >suspensão. exemplos: ascender > ascensão. Verbos grafados com ter originam substantivos grafados com tenção: Abster > abstenção Ater > atenção Deter > detenção Reter > retenção Nota: Escrevem-se com sc: acréscimo adolescência ascender consciência crescer descender discente (aluno) disciplina fascículo imprescindível intumescer irascível miscigenação nascer obsceno oscilar plebiscito recrudescer reminiscência rescisão ressuscitar suscitar transcender 9. Exemplos: ceder > cessão. ascensional. concessionário exceder > excessivo. c. suspensivo. Verbos grafados com nd originam substantivos grafados com ns. cessionário conceder > concessão. ambas aceitas pela norma culta: Cota = quota Catorze = quatorze Cociente = quociente Contacto = contato Carácter = caráter Óptica = ótica .anteontem campeã carestia creolina empecilho escrevem-se cadeado candeeiro cedilha destilar encarnado com e espaguete hastear irrequieto mercearia paletó penico periquito quase sequer seringa escrevem-se aborígine ansiar artifício casimira crânio criação diseneria escárnio esquisito imbuia com i invólucro lampião meritíssimo pátio penicilina pontiagudo privilégio requisito tátil umbilical  8. expansivo distender > distensão pretender > pretensão. excesso. Formas variantes Há palavras que podem ser grafadas de duas maneiras. Uso de s. sc. ss Observe as seguintes correlações: Verbos grafados com cedoriginam substantivos e adjetivos com cess. ç.

Cotidiano = quotidiano Secção = seção .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful