You are on page 1of 22

O CAMINHO DO CASAL

Ultimamente, tem se discutido ativamente sobre a conveniência do casamento


arranjado e do casamento por amor.
Entretanto, vou explicar como fica, interpretado espiritualmente.
Em nosso país, principalmente na cidade, e até nos lugares mais afastados,
sempre existem santuários, onde esta assentado Ubussuna ( senhor protetor,
padroeiro ), ou seja, o Deus Ubussuna, ou então o Ujigami-sama ( deus da
linhagem familiar ). Eles correspondem exatamente aos cartórios do Mundo
Material e o deus Ubussuna é quem se encarrega dos matrimônios, funerais e
até dos nascimentos. Desde os tempos antigos, quando nasce uma criança, é
costume as pessoas irem ao templo para agradecer a Deus, que lhe concedeu
a criança.
Da mesma forma, também quem une o homem e a mulher em casamento, é o
deus Ubussuna; o qual pode ser por amor ou arranjado. Mas ambos são pela
vontade do deus Ubussuna.
Entretanto, quem desconhece isso, acretita que o casamento é realizado pelas
mãos dos homens e por isso, no final de uma briga de casal, tão frequente na
sociedade, diz; “ Vão embora de casa! ”, mais isso é um grande erro.
Sendo marido e mulher, unidos pela Vontade Divina, e o fato do ser humano
dizer isso ou aquilo não seria um desrespeito enorme para com Deus?
Por mais que seja um marido ou uma mulher que não agrada, foi Deus que
definiu por existir a afinidade, portanto, é falta de consideração pensar de forma
desprezível. Deve-se, com gratidão, agradecer.
Consequentemente, sabendo disso, e reconsiderando com sentimento de
gratidão, é claro que conseguirá pensar que é uma boa esposa ou bom marido.
Existe mais uma coisa importante. É a respeito da morte de uma criança.
A sua causa se baseia na má conduta do pai.
Por exemplo, o motivo é a relação com outra mulher, além da esposa, e esse
pecado é grave; na maioria das vezes, leva a morte. Além do mais, ouve-se
dizer que existem aqueles que possuem duas, três, ou mais de dez amantes, o
que é algo realmente pavoroso.
Os ancestrais que se encontram no Mundo Espiritual ficam extremamente
irritados pelo cometimento desses pecados. Isso constitui empecilho para a
prosperidade dos descendentes, e dependendo da gravidade do pecado, pode
até mesmo cair na infelicidade de haver a extinção da familia inteira.
Por isso, os ancestrais tentam impedir a todo custo utilizando vários meios,
mas às pessoas custam a despertar.
E como o pecado cresce cada vez mais, é preciso que seja pago rapidamente.
O chefe da familia é quem deveria arcar com a responsabilidade, mas se isso
acontecesse, a vida e o futuro da familia ficariam comprometidos, e por isso, os
ancestrais sacrificam os filhos no seu lugar.
Essas coisas acontecem com frequência na sociedade, por isso, gostaria que
os leitores tomassem muito cuidado.
Existe sempre algo que faz recordar o erro cometido.
A causa principal da briga de um casal é o ciúmes da mulher e a seguir, a vida
apertada.
Por isso se o chefe da família conscientizar-se dos motivos espirituais
anteriormente citados, a causa do ciúmes irá desaparecer. E se ele se
conscientizar que um casal é unido pela Vontade de Deus, e que as relações
extra-conjugais constituem um pecado grave, não haverá outra alternativa,
senão serem bons maridos, boas esposas, enfim , um casal harmonioso. Isso
não é invenção minha para tornar os casais harmoniosos.
É algo que me foi ensinado por Deus, acrescido de experiências que obtive
durante longos anos, de modo que afirmo não haver nem um pingo de mentira.
Vou enumerar, a seguir, os ensinamentos que se referem ao assunto,
constante na Bíblia :
_ Não separe, pois, o homem o que Deus uniu (Mt 19-6).
_ Deixará o homem o pai e a mãe para unir-se à mulher e os dois serão uma
só carne (Mt 19-5).
_ Tenha uma mulher e sinta-se satisfeito.
Ofereço este texto aos casais do mundo.
Meishu Sama 25/02/49

Casamento

1 - Se Deus une os casais para que serve o ritual do casamento religioso? É


necessário casar na Igreja?
E se não casar o que acontece?
R. Ocorre o casamento porque em tudo existe matéria e espírito, e casamento
é uma determinação Divina.
Se há um consentimento para se casar, isso ocorre primeiro no mundo
espiritual e depois se materializa.
Casar ou não na Igreja não é o mais importante, para Deus não é o ponto vital.
Há a união para fazer um ao outro feliz e, cumprindo isso haverá o crescimento
espiritual de ambos, pelo amor que Deus os uniu.
Mas se casarem com todo esse ritual certamente seguirão a ordem natural das
coisas.

2- Se casamento é pré-destino por que muitos não se casam? E por que existe
o segundo casamento?
R. Algumas pessoas são pré-destinadas a não se casarem, outras por natureza
deixam passar a época do casamento.
Tudo tem sua época, seu tempo certo mas, as pessoas pelo seu egoísmo,
apego, ponto forte, procuram uma pessoa ideal. Mas esse ideal também é uma
forma de egoísmo e, casamento existe para tornarmos pessoas ideais, e
muitos, presos nisso deixam passar essa fase. O segundo casamento ocorre
por vários motivos, mas o mais significativo é quando um dos cônjuges cria
outro nível espiritual, acentuando essa diferença, e quando a outra pessoa está
numa camada mais baixa e não quer, não consegue evoluir, acabam por se
separarem.
Outro ponto onde se pode analisar é a fuga, pois numa dificuldade onde um
não tem vontade de ajudar o outro superar, encontrando só criticas onde o
negativo se predomina, o amor deixa de ser cultuado, e por isso vai tentar ser
feliz em outro casamento.

3- Hoje em dia no casamento é opcional a mulher usar o sobrenome do marido.


Como fica a linhagem espiritualmente? E no caso do casal morar junto sem o
casamento civil ou religioso?
R. O mais importante é ver pelo lado do espírito precede a matéria.
O homem faz muitas coisas, mas não se preocupa com a vontade Divina,
preocupa-se com seu comodismo.
O que simboliza a união do casal é o sobrenome e não é a toa que isso existiu.
Pois ao casarmos um é parte do outro, e é natural querer ter o sobrenome. Mas
por comodismo, se houver uma separação vai dar muito trabalho. União é uma
coisa única, mas o homem está voltado para vários outros fatores que poderão
ocorrer.

4 - Como se explica o casamento de mulher solteira com homem separado?


R. A partir do momento que esse homem se separou, foi permitido a ele ser
feliz com outra mulher, sendo esta solteira.

5 - Qual a orientação de Meishu-Sama quanto a relação sexual antes do


casamento?
R. O ideal é esperar casar para ter relação sexual. Segundo Meishu-Sama, é
isso que impulsiona para o casamento. Mas se praticar pelo amor, tendo como
objetivo o casamento, sendo felizes não há tanto problema.
Mas se fizerem só por satisfazerem criar-se-ão mágoas, ressentimentos,
barreiras interiores.

6 - Como o marido pode ajudar a esposa crescer espiritualmente?


R. Primeiro é ele quem tem que crescer espiritualmente, para depois ajudá-la.
É necessário que ele se torne uma pessoa altruísta para poder ajudar outra
pessoa.

7- Sinto dificuldades de esperar meu marido a tomar decisões. Que prática


devo realizar?
R. Talvez crescendo espiritualmente. Através do Johrei, ganhará mais
equilíbrio.

8 - Como deve ser a postura da esposa de marido desempregado que fica


muito em casa?
R. È uma fase de aprimoramento de toda a família, pois nenhum homem fica
feliz desempregado. Assim toda família deixa de crescer, é um processo de
transição. Filhos e esposa devem compreender essa situação e devem
acumular virtudes para abrir o caminho do pai. Essa é uma oportunidade para a
família crescer espiritualmente, demonstrando sua gratidão e amor ao pai.

9 - Como evitar o conflito?


R. Meishu-Sama orienta que quando o homem acumula certo grau de toxina ou
mácula, naturalmente ocorre a purificação pela doença. É a Lei da Purificação.
Quando se acumula muita mácula com o dinheiro até um certo limite, ocorrerá
a purificação para que limpe as máculas adquiridas pelo dinheiro. O acúmulo
de egoísmo também leva a purificação, e egoísmo é quem quer sempre impor
sua razão como verdade. Deixando de ser feliz por esta imposição ocorrerá a
purificação pelo conflito devido ao egoísmo. A partir do momento onde o casal
começa a ceder nas suas imposições, respeitando a opinião um do outro é
natural haver harmonia.
10 - Como a pessoa pode mudar sua postura no conflito entre o casal onde o
marido é apegado ao passado de sofrimento?
R. A maneira da esposa ajudar o marido é crescer espiritualmente e vice-versa.

11 - De quem é a decisão final em qualquer situação? E em casos de doença


do filho?
R. Deve ser feita pelo marido, pois Meishu-Sama orienta que o esposo
representa o lado espiritual, e a esposa o lado material, e estes dois lados para
terem vida tem que estar unidos. Um não é mais importante que o outro. Para o
marido decidir, tem que ter apoio da esposa, filhos. Se ambos buscarem a
decisão para o agrado de todos é natural ganharem sabedoria e força. Todos
devem participar, pois o pai representando o espírito deve analisar o melhor
para a família. O homem que tem visão ampla, Meishu-Sama diz que pensa em
tudo, é que ganha sabedoria e, isso na Igreja Messiânica é homem Daijo, e o
homem que pensa na sua satisfação momentânea, com visão pequena
chamamos de Shojo, geralmente criam conflito.

Relação Marido e Mulher

1 - O que é afinidade entre marido e mulher?


R. Afinidade espiritual já vem traçada de outras vidas, ninguém se casa se não
tiver alguma relação em vidas passadas. Afinidade espiritual se deve a relação
de vidas passadas e dentro dessa relação pode ter afinidade positiva maior que
negativo, então esse casal terá mais facilidade de serem felizes. Existe aqueles
que a afinidade negativa é maior que a positiva, então esse casal trás máculas
de vidas passadas, e precisarão sofrer para resgatar essas máculas. As
máculas precisarão ser eliminadas, e o sofrimento é uma das formas de
eliminá-la. O acúmulo de virtudes, e trabalhar pelo bem do próximo é outra
maneira de acumular méritos. Assim, a afinidade negativa passará a ser mais
positiva e se tornarão mais felizes. Mas essa afinidade vem de várias
reencarnações.

2 - É autoritarismo mandar na mulher quando o marido julga que é importante o


que está pedindo?
R. Se a mulher acha isso, não está unida pelo amor. Eles se unem com o
sonho de criarem a felicidade, mas no caminho vão tendo aprimoramentos,
sofrimentos e, por não terem sabedoria não transformam isso em alimento
espiritual. Então, vai gerando mágoas, ressentimentos e descentralizando a
felicidade, começa a achar que tudo é autoritarismo. A felicidade do casal está
se distanciando.

3 - Como se reflete na vida da família a falta de sinceridade do marido ou da


esposa?
R. Tratando-se de traição, macula muito espiritualmente a linhagem, porque
quando se unem foi por vontade de Deus, e dentro desta união devem tirar
toda sua necessidade de satisfação tanto afetiva, sexual, ideológica. Mas tendo
isso numa mulher e não buscá-lo, a atitude de fugir de sua missão já constitui
um desvio da verdade e quando se consuma que estão centralizados no seu
egoísmo, a linhagem, os antepassados, os descendentes sendo maculados por
estas atitudes egoísticas do pai ou da mãe é natural ocorrer purificação, e pode
ocorrer de várias formas.

4 - Num lar onde tudo está bem, por que o marido sente tristeza?
R. Por que ele tem missão grande. Tem missão de ajudar outras pessoas a
criar a mesma felicidade que constitui seu lar, e seus antepassados estão
esperando que ele procure aumentar essa capacidade de ajudar outros lares.

5- Há troca de Johrei entre o casal, mas a esposa se queixa de sentir-se fraca


espiritualmente. Como ajudá-la?
R. Estar sempre cansada, desmotivada é porque tem muita toxina no seu
sangue e isso, se acumula nos locais de grande concentração nervosa e o
processo purificador que Meishu-Sama fala, chama-se de estado ligeiramente
febril, faz com que fique indisposta, nervosa, desanimada e se irritam por
qualquer coisa. Isso constitui um processo lento e constante de eliminação
dessas toxinas. Ficando nessas condições há uma purificação física, mas
procurando servir ao próximo, ministrar Johrei, ganha mérito e acelera a
eliminação dessas máculas.

6 - Como superar a fase de desinteresse entre marido e mulher?


R. Na questão sexual, a falta de interesse do casal é devido ao relaxamento. É
não se preocupar se sua forma de ser está estimulando o outro. Meishu-Sama
diz que preocupar-se como se vestir, estar com boa aparência, preocupar estar
com sua casa bonita, também é uma forma de altruísmo. Oferecer o melhor de
si para uma pessoa fisicamente é altruísmo, e quando deixa de se preocupar
com o outro é relaxamento, vai criando desinteresse um pelo outro. Todos
gostam de coisa bonita e boa, e senão cuidar-se vai ficando feia. É preciso
melhorar a si próprio em tudo: fisicamente, postura, maneira de falar,
sentimento. Tudo isso é forma de belo.

7 - Quando a separação de casais é permitida?


R. Há casos em que a separação é permitida quando acaba a missão e ambos
saem do relacionamento com gratidão um pelo outro. Se há separação com
angústia, mágoa, insatisfação, significa que não teve permissão de Deus.

8 - Como mudar a relação em que a pessoa tem vida dupla e o marido


insatisfeito com a situação se apega aos 3 filhos?
R. Essa mulher já não pensa mais no lar, está pensando só em si e o marido
também. Está cuidando dos filhos para fugir e não para crescer. Ambos tem
que colocar seus sonhos em primeiro lugar, e é por isso que se casaram.
Colocando isso em primeiro lugar ambos tentarão se perdoarem e tentarão
reconstruir seus sonhos.

9 - Por que ocorre paixão de um dos cônjuges por uma outra pessoa? Como
fica o casamento? A pessoa se entrega ou resiste?
R. Meishu-Sama diz que isso é teste de vida. Uma vez Meishu-Sama também
se apaixonou por uma gueixa, mas ele interpretou como teste de vida e
procurou fazer disso crescimento espiritual. Ninguém é culpado de se
apaixonar por outra pessoa. Mas se esse já tem um homem ou uma mulher, é
natural isso ser um teste. Se fosse sozinho poderia tentar construir algo, mas
sendo casado isso é um teste, e com isso deve preocupar-se em fortalecer
mais a união do casal, e crescer sua espiritualidade, que esta paixão da
mesma forma que surgiu irá desaparecer.

10 - De quem é a dívida quando a mulher se sente atraída por outro homem?


R. Ambos.

11 - A esposa do segundo casamento assume a dívida da primeira esposa?


R. Ninguém assume dívida de ninguém. Em um casamento há um nível de
felicidade e um nível de aprimoramento. Se uma pessoa ajuda outra a fugir do
seu aprimoramento é natural que aquilo que ela não aprimorou venha
aprimorar ao meu lado. Aquilo que as pessoas precisam aprender ou aprimorar,
não tem jeito, e não importa quem esteja ao seu lado. Mas se está ao lado da
esposa com quem Deus definiu, terá mais força. Se fugiu significa que está
deixando de querer crescer.

12 - Por que a esposa além de ser traída fica com câncer no útero?
R. Talvez pela quantidade de máculas ser muito grande.

13 - Qual é a causa do aparecimento do mioma? Como evitar?


R. Muitas vezes é acumulado por toxina úrica, ou seja, temos um
funcionamento renal, e o rim tem a função de filtrar o que é útil e o que não é
no organismo. Aquilo que não é bom precisa por para fora, mas se o rim não
está bem, ele não elimina o necessário através da urina. Então aquilo que não
saiu, retorna ao sangue e vai acumulando em regiões onde tem mais força, e a
mulher tem mais força no útero, e aí as toxinas vão se acumulando, criando o
mioma. Basta tirar o remédio, aumentar o Johrei, e ter uma boa alimentação
para o bom funcionamento renal, é natural eliminar o mioma.

14 - Sexo todos os dias é encosto? E o sexo anal é encosto de raposa?


R. Acredito que não. Se os torna feliz deve praticá-lo sempre que desejar, sem
ditar regras, apenas respeitar seu companheiro (a). E quanto ao sexo anal,
segundo Meishu-Sama, ali é o local de saída, não de entrada. O ideal é seguir
a natureza.

15 - Como atingir o orgasmo?


R. Se tem dificuldade de orgasmo, talvez é devido a grande quantidade de
toxinas no útero, vagina, lábios vaginais e, isto cria certa frigidez por dificuldade
de irrigação necessária, e isto faz com que sinta dor, dificultando chegar ao
orgasmo. É necessário também que seja cortês, que haja muito carinho para
se chegar ao orgasmo.

16 - Como fica o homem que está sendo tentado pela pomba gira e não sabe?
R. Talvez tudo começa a dar errado no trabalho, no lar, a relação com a
esposa, sem saber a explicação da origem do problema.

Palestra do Ministro Rubens Medeiros

Bem, qualquer união, seja por amor, seja porque engravidou, ou casamento
arranjado, como se tinha antigamente, onde o pai definia com quem se casaria,
e tinham que se casar de qualquer maneira, e a isso no Japão chamasse Miai,
arranjando-se namorado para um, e namorada para outra, assim, segundo
Meishu-Sama, as pessoas se unem e casam por determinação Divina, pela
afinidade espiritual.
Esta afinidade espiritual é que define o casamento. Segundo Meishu-Sama, o
casamento não é escolha do homem. Deus é quem escolhe com quem você
vai se casar. Como Deus escolhe?
De uma maneira simples, fazendo você se apaixonar. Porque você se
apaixonou por ela, e não por minha esposa, por uma vizinha, ou por uma
colega? Por que você quis casar com ela, e não com tantas outras mulheres
que conheci? É através da paixão que o coração bate mais forte e faz a gente
querer casar.
Mas quem domina esta paixão? Qual o homem que domina uma paixão? É
através dela, que Deus faz a gente casar. Então mesmo que a gente ache que
fomos nós que escolhemos determinada pessoa, não fomos nós.
Foi Deus que fez você escolher. E dentro desta união do casamento, está a
afinidade espiritual das duas linhagens. Vamos colocar aqui a linhagem
masculina, de um Souza, por exemplo, e de um Silva para uma linhagem
feminina, só para entendermos.
Os ancestrais pelo desígnio de Deus, que seria a linhagem espiritual e seu
tronco espiritual por desígnio de Deus e por afinidade, determina aos
antepassados que segundo a vontade do padroeiro de onde nascemos, pois
cada cidade, cada local tem um padroeiro, onde se toma conta espiritualmente
desta região, e é ele quem determina a vontade Divina de casar esse com
esse, esse com aquele.
Então o padroeiro da nossa cidade, a qual nós temos afinidade espiritual com
este padroeiro é quem determina com quem vamos nos casar, dentro da
vontade Divina. Mas o casamento existe por afinidade espiritual.
Esta linhagem Souza, tem afinidade espiritual com a linhagem Silva, e dentro
desta linhagem espiritual e desta afinidade espiritual, poder ter aqui um positivo
maior que o negativo.
Se a linhagem positivo das duas linhagens for maior que o negativo, então qual
será a tendência deste casal?
Se dão bem, as coisas se encaixam mais facilmente. Porque a vida do casal,
não o amor, a vida do casal em si, depende desta diferença da afinidade
espiritual.
Mas, também, existe casal onde a afinidade espiritual positiva é menor que a
negativa, então este casal enfrentará maior dificuldade no seu dia a dia, terá
maior sofrimento, e isto faz com que pensemos:
Puxa! Aquela pessoa teve sorte no casamento, tem um bom marido, ou uma
boa esposa.
Aquela pessoa não teve sorte no casamento, um bom marido ou uma boa
esposa, e sim o reflexo da afinidade espiritual entre as duas linhagens. Se os
antepassados da Silva tem muita dívida espiritual, que é a afinidade negativa
certo, a dívida espiritual negativa está grande.
Essa negatividade, esta dívida espiritual vai refletir nele, para ele agir de
maneira que ela sofra.
Mas a causa espiritual não é ele, e sim ela. Tudo reflete nele, porque ele vai ser
o espelho dela.
Ou vice-versa, se ele tem aqui dívida espiritual, afinidade espiritual negativa,
esta afinidade vai se refletir energia espiritual no lar através da esposa. Porque
através da esposa entre uma energia espiritual X, e através do marido uma
energia espiritual Y, gerando a união dessas duas energias espirituais é que
cria a felicidade e proteção aos filhos e ao casal.
Por isso para nós que somos religiosos, temos que analisar bem se estamos
indo trabalhar fora por uma questão de necessidade ou por fuga. Por muitas
vezes, é até muito insensato a pessoa trabalhar fora.
Vamos supor que a pessoa ganhe 100.000,00 e paga empregada, isso e aquilo
outro, no final das constas resta à ela só 5.000,00, e por muitas vezes o marido
tem que dar dinheiro à ela. Não tem lógica.
Com isso na verdade o marido deixa de crescer espiritualmente e
profissionalmente também. Meishu-Sama diz que está fora da missão e da
ordem. Se há necessidade é uma coisa, se não há, é apenas valorização ou
fuga, e mesmo ela ganhando 100 e o marido 200, se ela ficasse em casa, o
marido ganharia mais energia espiritual e passaria a ganhar 500, 600, etc.
Dificuldade é uma questão de aprimoramento.
Na união do homem e da mulher está traçado um caminho. Devido como se
segue este caminho, pode acontecer isto ou aquilo, o que reflete muito no (s)
filho (s).
Em primeiro lugar, muitas vezes o que acontece com a mulher, são máculas
que o marido recebeu ou que ele gerou. Mas como ele é o chefe da família e
tem a missão e a responsabilidade espiritual de dar o alimento para os filhos, a
esposa purifica no seu lugar. Alguma coisa que ele tinha que passar, porém
prejudicaria o seu trabalho ou o crescimento da família, então a esposa purifica
em seu lugar.
Muitas doenças de vocês são máculas que o marido adquiriu. Ele é que se
sujou, mas você está limpando por ele, porque Deus está olhando o conjunto.
Se o marido purificasse seria pior, traria mais problemas para a família, então
minimizando o sofrimento, a esposa purifica em seu lugar.
Vamos exemplificar. Pensamentos negativos que recebe de outras pessoas,
como sentimento de desejo de outra mulher. Aguçado e desejando esse
sentimento sendo ele casado, haverá uma disputa espiritual entre esta e sua
esposa. Com o marido foi gerado a mácula, mas a esposa é quem vai purificar.
Muitas doenças é guerra de sonen, que somatiza espiritualmente e se
materializa.
Então o que o homem faz reflete diretamente na sua esposa, no seu espírito.
-- Ah! Eu não faço nada, e meu filho é isso, é aquilo, tem problema. É você que
está gerando isto.
E isso não é visível, você não acredita. Mas, seu filho não vai melhorar
enquanto ele não mudar.
É uma visão espiritualista de Meishu-Sama, que também orienta, que muitas
vezes, o sofrimento dos filhos decorre da traição do pai. Dependendo, se a
linhagem for de baixo nível, aceita a traição e outras coisas.
Para trair sendo casado, você precisa utilizar de vários meios, como iludir e
mentir para conquistar uma mulher.
Então o que você vai falar?
-- Olha, você é a mulher dos meus sonhos. Puxa vida! Minha esposa não me
compreende, quero ficar com você. São aquelas velhas cantadas, não é
assim? Aí transa. Quando transa, ela passa a encostar nele.
O pensamento dela, passa espiritualmente a ficar encostado nele. Isso
espiritualmente incomoda a esposa, e ela vai sentir o marido esquisito. É fácil
saber quando uma pessoa foi em algum lugar suspeito.
Só que eu não posso falar tudo porque os homens me matam.
-- Eu vou chegar lá. Estou começando da gente, porque é mais fácil. Mas vai
chegar a vez delas!!!
Incomoda espiritualmente a esposa, fica esquisito. Aí ela começa a perguntar:
Você não está legal! - Eu estou, quem não está é você. E começa aquele
ambiente ruim. Então, ela começa a pensar o que? Ah!
Ele tem alguma coisa, tem uma amante!
Nasce a guerra entre ela e a amante. Mesmo que não a conheça, através dele
faz-se um triângulo.
Então haverá a disputa entre as duas. Se ela é mais forte na sua força
individual do seu mérito, ela consegue vencer. Só que aquela que perde,
acumula doença no útero, Meishu-Sama diz.
Acho que sabem qual é a doença, mas não é só neste caso, pois nossa
tendência é generalizar as coisas. Minha proposta com os senhores aqui, não é
determinar nada, e sim dar argumentos de reflexão, análise de postura. Porque
se estão aqui, estão buscando ideal e a construção do Paraíso Terrestre em
seus lares. Felicidade que Meishu-Sama propõe a humanidade. Então,
determinar isso ou aquilo, eu nunca vou responder, pois é anti-ético. Não existe
só esta causa. Se eu dou nome às doenças, vocês vão jogar tudo para outro
lado dizendo:
-- Eu estou com mioma, seu sem vergonha, você está com amante! Pá!Pá!!!
A tendência é essa, é radicalizar tudo. O que eu quero, é análise. Como está
minha esposa?
Eu como homem estou criando mácula ou não para ela? Será que estou
gerando este tipo de sonen nas mulheres ou não? É apenas se educar para
salvaguardar sua esposa, só isso.
Essa é a proposta, então, por favor eu nunca vou dizer o nome das doenças.
Outro ponto importante que Meishu-Sama orienta, e que é muito importante
são as doenças graves, estas que coloca a vida do filho em risco, crônica,
Meishu-Sama diz que deve haver grande reflexão do pai.
Que o filho está purificando no lugar do pai. Uma das causas de morte dos
filhos é a postura dos pais.
Porque as atitudes do homem estão maculando tanto os antepassados da
linhagem, que eles estão caindo em um nível espiritual muito baixo e, vão
perder a permissão de reencarnar.
Será extinta esta linhagem, se continuar regredindo assim.
E quem deveria arcar com isso, quem deveria pagar essas máculas? É o chefe
de casa, porque ele está gerando isso. Mas se isso acontece, compromete
muito o futuro e a prosperidade da família.
Então o antepassado leva um filho. É um alerta para o pai. Este ponto deu para
entender?
Quando eu fazia seminário só para homens, eu falava:
-- Eu acho que não existe vagina tão cara que mereça a vida de um filho. É um
homem muito pequeno, não é?
Deixar seu filho sofrer por causa de um ego! Este homem não deve ser
considerado homem.
Por isso Meishu-Sama orienta que ter o que você tem, é merecimento que você
criou.
E entrando agora na esposa, nas mulheres. Vocês mulheres, tem a função
realmente de servir ao homem.
Através do servir ao homem, vocês estão resgatando dívida espiritual da
linhagem dos antepassados de vocês para o antepassado dele. Se você
nasceu mulher, significa que sua linhagem tem dívida espiritual com alguém.
Você nasceu para casar, e com esse casamento servir ao crescimento deste
homem, ao desenvolvimento da sua espiritualidade, do seu caráter, você está
resgatando a mácula dos seus antepassados.
(Ou o mundo todo está errado, ou só o feminismo que está certo).
As mulheres tem direitos iguais, mas tem missão totalmente diferente. O valor
do homem de ser humano é igual.
Não há melhor, nem pior, nem mais elevado ou inferior, mas como missão é
totalmente diferente.
O materialismo é que quer mostrar igualdade das coisas. Isso é um prato feito
para que seja destruído, o que é o ponto vital da criação do Paraíso Terrestre,
que a base, o lar.
Maior trabalho de Satanás é destruir o lar. Porque o lar é a base para formar o
homem perfeito, altruísta.
Semente que é base. O Satanás atua aí, porque criando um homem egoísta é
mais fácil dele dominar.
Então, esta missão de criar filho altruísta é da mãe. A personalidade, caráter,
postura de filho (a) é reflexo e influência direta da esposa. A esposa cuidando
todos os dias das crianças, ela pode ensinar tanto o altruísmo como o egoísmo
a elas. Por isso, quando um filho está ruim no comportamento na escola, a
gente fala:
-- Mude a senhora, se torne altruísta, mude um pouco. Porque é a sua
influência direta que acontece ali.
E existe purificações normais de criança, que trazem toxinas, máculas de
outras vidas, é coisa simples.
O que falei de doenças, são aquelas crônicas e graves, que são reflexo do pai.
Doença normal como catapora, gripe, febre, é um processo de limpeza natural.
E comportamento, postura, agressividade, e coisas da personalidade da
criança é reflexo da mãe. Porque é a mãe que está dia a dia ensinando isso.
Tanto que vocês poder ver que no dia a dia a criança recorre á quem? A mãe.
Quando que a criança recorre ao pai? Quando está com grande medo de
alguma coisa, não é? Porque são energias diferentes. No dia a dia é manhê,
manhê! Mas quando está com medo: é paiê!!
Quem é pai sabe disso, já viveu esta experiência na sua vida. Quando tem vida
em perigo o filho grita o nome do papai. Medo de alguma coisa grita papai.
Outro ponto importante, é que a esposa deve obedecer o pensamento do
marido, não querer alterar o pensamento do marido, polir.
E saber que sua missão em casa é servir.
-- Ah! Tudo eu! Eu não sei...
-- É tudo você! Você é mulher para isso!
Quando se fala dessa lei espiritual acha-se que é machismo. Ah! Meishu-Sama
é coisa de japonês, é machismo...
Não é machismo, é lei de Deus.
-- Olha bem, eu já engravidei do primeiro filho, do segundo, agora se você
quiser, você engravida. Pode falar assim? Não dá.
-- Ah, não. Meu seio vai cair, não vou dar leite não. Não tenho.
Missão é missão, tanto que a própria natureza de vocês fica diferente quando
tem um filho.
Isso não é coisa do homem, é de Deus.
E hoje nessa vida vocês são mulheres, na outra vida podem ser homem,
porque Meishu-Sama diz que sexo não é determinado eternamente, muda-se
de acordo com a necessidade de sua linhagem.
Talvez hoje, quem é mulher já foi homem. Tanto que um dos casos reais do
homossexualismo é que em outra vida foi muito feliz como mulher, após morrer,
no mundo espiritual recebe uma nova missão para reencarnar como homem.
Mas eu estou espiritualmente muito apegado a felicidade que senti na forma de
mulher, mas Deus designou, e volta, mas interiormente tem emoções
femininas. Essa é a verdadeira causa do homossexualismo e do lesbianismo.
Isso muda o crescimento espiritual, com o desapego. Então ser homossexual é
uma contrariedade do sentido da lei da determinação Divina. E apego, porque
interiormente está apegado a forma passada.
Agora há o homossexualismo causado pela conduta da mãe.
Ocorre quando ela anula a presença do pai, ela é a dona da casa.
-- Ah, o papai autorizou mas você não vai, eu não quero.
Essa inversão da lei da ordem espiritual, cria uma mácula que reflete no filho.
A Psicologia fala que ele identificou com a imagem feminina, que não tem
imagem paterna, mas Meishu-Sama diz que é a lei da ordem que está
invertida.
Essa postura, tem um reflexo espiritual no filho.
Há também a causa do homossexualismo pela educação. O verdadeiro é
aquele que é de espírito.
O travesti, Roberta Close é espiritual, não muda. É tão apegado, que põe seu
físico igual.
Hoje são transformistas, isso é o verdadeiro, tanto que eles se assumem e
levantam a bandeira e vai que vai, porque interiormente são mulheres. Então
precisa ser protegida, introduzida, e toda essa sensação natural da mulher, ele
tem mesmo sendo homem, porque interiormente é mulher.
Esse caso de inversão da ordem é falso, diz Meishu-Sama.
Toda pessoa tem o masculino e feminino. Ninguém é totalmente esse ou
aquele. Então vamos supor que dentro das minhas reencarnações eu tenha
55% masculino, 45% feminino. Dependendo da criação isso pode variar 60%,
70% aqui, ou 50%, 55% ali; assim, até a gente pensa como é uma criança
mimada.
Há casos onde 90% é masculino e 10% feminino, que até dizemos “os burros
também amam”, com isso não consegue dar carinho porque essa parte afetiva
é o lado feminino. O lado masculino é a força diz Meishu-Sama.
-- Oh, vem cá, vamos transar. Eu te amo. Vou falar para que? Você já sabe.
Não é que ele não ame, não goste, mas o seu masculino é tão forte, que não
tem delicadeza, não tem suavidade. Ele precisa praticar algo que desenvolva
sua sensibilidade, uma sensibilização artística qualquer, um arranjo floral por
exemplo.
Se uma criança já tem um jeitinho, dá para perceber. Eu acompanhei muitos
casos, que olhando a criança, o corpo do menino parecia de mulher, até o
contorno. Orientava que tinha que educar mais firmemente se não, via ser
homossexual, pelo lado espiritual.
Tanto que geralmente, os pais gostam de colocar roupinha nas crianças disso,
daquilo.
Porém precisam olhar a tendência. Eu tenho um filho que é terrível, acho o
masculino forte demais, tudo o que ele faz não tem jeito, falo mil vezes: filho
não faz isso, ajuda a mamãe, para com isso! Não tem jeito.
Por exemplo, você dá a pastinha dele, ele não consegue colocá-la assim no
carro, ou colocar assim no sofá da sala. É o Rogério. Hoje veio uma senhora
conversar comigo.
-- Sabe ministro, meu marido ele é assim sabe, não dá. Até que eu gosto dele,
mas ele é assim, é assado, ele é aquilo, aquilo, e aquilo outro.
-- A senhora quer separar?
-- Não, não!!!
-- Do jeito que a senhora fala dele, quer separar. Se a senhora não separar,
para mim a senhora é burra.
-- Não, não!!!
-- Um homem desses que não presta para andar junto! Burrice da senhora.
-- Meu marido não dá carinho, não faz aquilo, não faz nada.
-- Continua com ele!!!
A tendência do homem é agarrar no negativo das coisas, principalmente, a
mulher.
Meishu-Sama diz:
-- Na verdade a mulher comanda o homem, mas tem que ter inteligência, tem
que construir a cabeça dele.
Porque homem é linha vertical e mulher é linha horizontal, Meishu-Sama diz.
Até sexualmente é assim, o orgasmo da mulher é assim. Aí chega no orgasmo
depois volta, aí vai no orgasmo de novo. Do homem, o nosso é assim. Então
em relação a mulher, todo o homem poder ter ejaculação precoce, isso é
treinamento. Meishu-Sama fala que deve treinar, senão não vai conseguir
satisfazer a mulher.
É a energia espiritual do casal, onde 50% da energia vem através do sexo.
Nós somos adultos, casados, não tem nenhuma criança. Quando o casal faz
amor gostoso, legal, como a gente acorda no dia seguinte?
-- Que dia lindo. Bom dia meu amor!!! Mas podem ver como a gente acorda
feliz mesmo.
Meishu-Sama diz que tem que ter altruísmo, se preocupar, será que está
agradando?
Está ganhando energia ou não. Será que assim bem, você está feliz, satisfeita
ou não.
Ter essa preocupação.
Meishu-Sama diz que sexo é livre uma vez que dê alegria aos dois. Até sexo
anal Meishu-Sama fala que não é bom, mas uma vez que seja felicidade para
os dois, está bom. Mas Meishu-Sama diz que pela natureza, o ânus é local de
saída, não de entrada. Mas se pratica, tem que saber se está feliz. Muitas
vezes a esposa aceita, faz porque senão ele pega outra na rua. Faz com
sofrimento, e este sofrimento acumulado criará câncer na próstata do homem.
Meishu-Sama diz isso claramente. Ter causado danos ao ânus alheio é a única
causa.
Não sei de outra vida, não sei se dessa vida, mas causa câncer na próstata.
Meishu-Sama diz ter recebido ira.
Única causa que Meishu-Sama colocou até hoje. Agora da onde vem isso não
dá para saber. Vai ver que ele pensava quando pegava um caso de câncer na
próstata, recebeu ira, não é!!
Como também impotência precoce é sentimento negativo que você criou com o
pênis.
Por onde você cria as coisas que adquiri a doença, Meishu-Sama diz. Pode ser
de outra vida ou dessa vida.
Exemplo de umas das causas de câncer na vagina é:
Eu sou casado, aí Joceli começa a me paquerar, mas não porque me ama, só
para me seduzir, quer viver bem. Quando entre uma amante no meio nós
chamamos de espírito de raposa, conhecido como pomba-gira, que na verdade
é espírito animal. Meishu-Sama fala que esse espírito querendo destruir o
homem, ele fica atento principalmente em homem de grande influência
espiritual. Homem que trabalha numa firma, dono de negócios, é porque
mantém elo espiritual com todos os outros abaixo de você. Então se você é
mácula, a cabeça, outros serão maculados também. Tanto que se meu chefe
faz eu também vou fazer, e aí começa a corrupção sempre de cima para baixo.
Aí vamos supor que esse espírito deseja me pegar, então ele fica atento.
Quando o casal entra em um aprimoramento, alguma discussão, pois ninguém
é perfeito, e depois fica tudo bem.
Mas esse espírito percebe, sabe que está em conflito e eu estou vulnerável,
então ele encosta, porque a pessoa dela tem interesse em mim, senão não
encostaria e começa a me seduzir. Como eu estou sem força, eu entro na dela,
torna-se minha amante, e ela fica comigo, me apoia, e ganha minha confiança
quando começo a brigar mais em casa.
-- Eu tenho amante mesmo , porque você não faz isso e pá, pá, pá! E começa
a refletir no trabalho, ela começa a levar o meu dinheiro, muitas coisas, ate eu
cair no lixo.
Aí ela fala:
Não dá mais tá, tchau.
Porque o objetivo desse espirito era me destruir e usou ela. Quando ele me
destrói, ele desencosta nela, mais meu sentimento, meu ódio, meu sonen, vai
para quem? Para ela. E através de que ela me conquistou?
Vagina , então ela encosta ali e gera câncer.
Qualquer religião fala, casamento é uma coisa séria, desde tempos antigos.
Uma coisa que a gente e os senhores que casaram na igreja católica ouviram
falar é que o que Deus une, o homem não separa, mesmo separando não
desune por causa da afinidade e elo espiritual. Não mentiu não, e o pessoal ri
quando o padre diz que Deus uniu, o homem não desune. Se separa arranja
outro, mas não larga espiritualmente essa união e sempre esta influenciado,
então espiritualmente está correto como Cristo falou pela verdade espiritual,
não materialmente.
Numa união está pré determinado o número de filhos, ocorre que muitas vezes
e impedido o nascimento desses filhos. Porém cada filho trás consigo algo
para complemento da missão.
Tem filho que nasce com a missão de cuidar dos pais. Ele vai ser aquele que
sempre vai estar junto da família. Mesmo quando casar, papai, mamãe vão
estar junto, sempre dando assistência.
Tem aquele que nasce para ser o intelectual da família, que desenvolve a parte
intelectual da linhagem.
Tem aquele que nasce para ser o gerador de união, aquele que sempre cria
harmonia, ele sempre consegue envolver e mudar o sentimento dos pais
criando harmonia.
Tem aquele que nasce para aprimorar os pais. Tem aquele que nasce com o
tino comercial.
Então fazer faculdade ou não também é pré destino, também está dentro da
missão.
O materialismo diz que todo mundo tem que fazer.
Ah! Seu irmão fez faculdade, você não vai fazer?
Isso é olhando o materialismo. Talvez nasceu para ser comerciante, para
desenvolver o tino comercial da família.
Tem aquele que não tem jeito, ele é intelectual.
-- Meu filho vá brincar, jogar bola!
-- Ah! Não quero, eu to bem, deixa ficar aqui lendo.
É porque materialismo quer padronizar. Acha que você é igual ao outro. Seu
irmão fez isso, você vai fazer também. Cada um é um. Por isso, educar dentro
dessa linha que Meishu-Sama dá é fácil. Então eu estou estudando meu filho.
Esse nasceu para que? E ficando atento Deus vai mostrando, porque já está
delineado, a própria criança vai seguindo. Só precisa apoiar. O que cria grande
problema é você querer desviar isso. A criança, esse espírito nasceu para esse
caminho e você, quer esse. Vai ter problema, vai ter conflito.
E quando impede o nascimento de um filho, o que estava pré destinado a ter,
passa a não ter saúde, condição material, condição espiritual, sentimental, e o
que ele quer na vida.
O que não deixa de trazer você também não ganha.
Muitos homens que sobem, sobem e de repente cai, cai, é um dos pontos.
E também, muitas vezes seu filho tem afinidade espiritual negativo com a
gente, é missão dos pais amá-lo a ponto de quebrar esta afinidade.
-- Meu filho é terrível!!!
Então você é que tem que amá-lo para quebrar esta afinidade. Quando você
crescer o filho muda, Meishu-Sama diz.
-- Ministro, essa influência de pai para filho vai até quando?
-- Eternamente.
Até hoje vocês são influenciados pelos pais. A mim também. Mesmo que minha
família tenha uma tendência, pelo meu esforço espiritual, eu posso influenciar e
mudar isso, mesmo não sendo membro, mesmo não sendo nada. Se eu me
fortaleço, toda minha família cresce, toda minha família muda, porque nasci
com a missão de salvar minha família espiritualmente, por essa razão uns se
tornam membros outros não. Uns pegam firme, outros não.
Eu nasci com a missão de salvar justamente minha família cuidando dos
outros.
Na minha casa nunca estou, minha mão quando enfrenta purificação, nunca
estou ao lado, meu irmão é que cuida.
-- Puxa, minha família faz festa e nem me chama!
Porque não é missão conviver com isso. É outra missão, então cada um
também tem.
Tem aquele que fica longe da família.
E muitas vezes também Meishu-Sama diz, quando a gente evita filho, por
exemplo: Eu Rubens nasci dentro da minha linhagem e esta tem uma missão;
carregar esta mesa. Se eu sou filho único porque alguém limitou, sozinho,
sacrificante, não é? Se eu tenho mais irmão, então divide. Você pega um pouco
aí, você um pouco aqui e vamos embora, mais fácil. Muitas purificações de
filhos se alivia quando tem outros filhos, porque divide. A carga de 100% você
divide em 25%, mais 25% é mais fácil.
Sexta feira ouvi um relatório de uma senhora. Minha filha está mudando.
Realmente com o nascimento de outro filho, a purificação dela está cedendo. O
médico falou que tem chance de ficar boa. Aí ele já falou:
-- Pode ter mais um filho. Muitas vezes tem esta relação espiritual.
Eu acredito que os senhores estão pensando muitas coisas, então como
pontos principais, que coloquei, já com uma hora e dez minutos que estamos
conversando, gostaria de fazer um intervalo.
Vamos lá então para o segundo tempo. Esse tema casamento, união, graças a
Deus é sempre polêmico.
É mistério essas coisas.
Teve muitos assuntos gerais e perguntas como, aborto, relação, separação,
filhos, então vou tentar pegar em bloco, e em especial teve uma pergunta que
pedisse que eu lesse.
Se o senhor fosse mulher, você acreditaria que praticaria sem reclamar tudo
que falou ou que sabe?
Eu acho que é questão de fé. Se eu fosse mulher praticando a fé eu seguiria o
que eu acredito, ou tentaria seguir por uma questão de determinação, porque é
uma coisa interessante e, se a pessoa acredita em Deus, na sua existência, ele
passa a ter uma postura diferente de vida que tinha. E me perguntaram: Deus
existe?
Eu nunca vi, mas acreditando que ele existe eu sou um tipo de homem. Se
acreditasse que não existisse certamente me tornaria outro tipo de homem,
então para mim é importante eu acreditar porque isso me ajuda a querer me
melhorar como pessoa, como homem, como indivíduo, um pai, um amigo,
marido e procurar um caminho que não gere tantas infelicidades e sentimentos
negativos para pessoas, então por tudo isso, hoje vocês estão aqui por uma
questão de fé. Então se eu fosse mulher, eu tentaria seguir até mesmo para
saber se o que Meishu-Sama fala é verdade ou mentira.
Uma das minhas características é ir sempre a fundo, para confirmar as coisas.
Quem sabe se na outra vida eu caso com você e você vem homem, aí eu
pratico isso, porque quem me perguntou isso foi mulher, sabe! As mulheres
ficam no nosso pé.
Tem outro ponto que gostaria de comentar, pode ser entendido mundo
espiritual, mundo ancestral, como manifestação do nosso código genético.
Sonen o que é? Como se desenvolve?
Meishu-Sama orienta que os códigos genéticos, eles trazem os cromossomos,
em especial, trazem toda herança espiritual da linhagem, a beleza física, o tipo
de característica, o tipo de compreensão, sensibilidade, tudo isso vem através
dos cromossomos, que são as somas de toda herança espiritual dos
antepassados e de sua herança.
É a soma. Uma vez eu vi que se nós pegássemos todos os cromossomos e
colocássemos eles esticados, sabe a metragem que dá? Uma volta ao mundo.
Então apenas Meishu-Sama coloca isso, realmente a parte genética é uma
herança dos antepassados.
Até Meishu-Sama diz que beleza também é herança espiritual, é mérito
espiritual. E o Sonen que Meishu-Sama coloca? O que é o Sonen que a gente
fala, é uma expressão japonesa. Mas o Sonen é a atitude mental.
Aquilo que você emite para o outro. Tentei pegar uma expressão científica,
seria a soma de pensamentos e dos sentimentos, é aquilo que você emite.
Por exemplo, Meishu-Sama diz: jogar praga, o que pega não é a praga, é esse
pensamento, sentimento para que aconteça algo ruim, isto que é Sonen. É
atitude mental. Tem atitudes positivas e negativas.
Pessoa que por nível espiritual na sua cabeça, a atitude mental tende a ser
mais negativo, ele tem algo para reclamar. Se ontem estava calor ele reclamou
também, se a comida está quente reclama, fria reclama, e a pessoa sempre
com atitude mental negativa. São pessoas que sempre criam ao seu redor um
ambiente espiritual negativo, isso é criado pelo seu Sonen.
Meishu-Sama diz que podemos supor que ele me chama para ir à casa dele.
Ele diz, eu tenho que ir lá, que droga, não estou a fim, mas eu tenho que ir lá.
Materialmente eu vou, mas o que vai acontecer é o ambiente espiritual que
criei e que vai influenciar esse encontro, porque pensamento é que vai primeiro
e cria ambiente positivo ou negativo e quando se encontra materializa isso.
Por exemplo: num casamento. Nós somos casados, se a gente se agarrar no
lado negativo, quem que fica junto? Ninguém. Eu mesmo já pensei muitas
vezes - casar, que coisa boa, mas também já pensei que droga ter casado. Ter
filhos já pensei, que delícia, mas pô! É uma barra, também já pensei. Se eu me
agarrar no lado negativo do casamento, da esposa, não tem jeito. Sonen é
isso, é o pensamento que se cria, mas se vê o lado positivo, você tem outras
atitudes para enfrentar os problemas com filhos, casamento, etc. Porque
Meishu-Sama diz que o importante é entender que máculas todos nós temos,
porque nossa missão não é se esquivar dos problemas, e com que postura e
atitude enfrentar os problemas e vencê-los.
E em relação, numa relação sexual podemos deixar o mundo espiritual agir, ao
ejacularmos dentro da mulher ou temos que nos precaver tirando no ato da
ejaculação ou preservativo? Pois se seguirmos a lei da natureza, os animais só
se relacionam para procriação. Como podemos descobrir o número de filhos,
qual o caminho?
-- Realmente se olharmos a nível de procriação, todo ser humano, ele tem
relação sexual pra procriar, nós também. Só que Deus, pelo nível humano,
colocou uma coisa chamado prazer. Mas o objetivo essencial da relação sexual
é a procriação, porém nós temos a permissão por sermos humanos de termos
o prazer, onde entre o egoísmo e o altruísmo do homem o desejo sexual é uma
coisa inerente ao homem, ele tem naturalmente a ejaculação, o orgasmo, é
natural. O que difere é como você conduz a permissão de ter o prazer.
Para isso é que depende de egoísmo e altruísmo.
Como utilizar o prazer? Só isto. Por exemplo: já estamos no assunto do sexo.
Tem muitas mulheres que tem dificuldade do orgasmo, então ela está privada
do prazer, com isso também o homem sofre, por não conseguir corresponder a
esse desejo da mulher, e isso significa aprimoramento para o casal, não é só
de um. Certamente, a dificuldade do orgasmo pode vir por vários fatores, como:
frigidez que Meishu-Sama orienta que são toxinas que fica nos lábios vaginais
que impede a lubrificação e com isso cria atrito, machuca e isso naturalmente
com dor, ninguém consegue ter prazer nenhum fisicamente.
Espiritualmente, também pode ser como ponto para que o casal reflita o seu
relacionamento fora da cama também, porque o prazer é uma coisa que deve
se consumar com o sexo, mas ele não nasce em cima de uma cama, ele nasce
no dia a dia, e isso é que está o treinamento do altruísmo.
Eu brinco muito, graças a Deus a minha posição permite-me ouvir várias
coisas, então tem pessoas que diz:
-- Ministro, eu vou embora mais cedo hoje porque quando sai de casa meu
marido me falou: Bom dia!
Quando ele fala isso, é porque a noite ele quer! Nunca dá, nunca faz um
carinho, quando faz a mulher pensa, hoje tem! Na verdade, essa postura
espiritualmente falando, este homem está com nível animal. Como animal?
Animal vai pelo cheiro, não é? Então isso mostra que as pessoas ficam presas
no ponto sexual, mas esse ponto é a soma de muitas coisas. O prazer tem uma
fase para amantes. De dia a gente briga, de noite a gente se ama, isso na
verdade é conceito egoísta. É uma mensagem egoísta, animal. O casamento é
uma missão, de um procurar fazer o outro feliz, isso é a missão básica do
casamento.
Como cada um de nós não somos completos, temos que nos completarmos
mutuamente.
Tem gente que pergunta: e quando marido impor as coisas? Eu acho que não é
a questão impor, é como conduz a sua vida ao seu lar. Por exemplo, sempre
quando eu atendo as pessoas com problemas de casamento, eu sempre
pergunto um ponto principal. Qual o objetivo da vida de vocês? Para que
vivem? Acho que é ponto máximo para o casal se reerguer em qualquer
situação. Isso para ver se sua vida está voltada mais para o aspecto animal da
vida ou para o aspecto sublimar da vida. Que realmente esses objetivos são
obedecido aos ciclos das idades.
É muito comum dentro do relacionamento do casal um jovem de 20 a 30 anos
estar sexualmente uma fera, a mulher também. De 30 a 40 anos, apenas muda
a condição do treinamento do altruísmo, por que?
Até mais ou menos 30 anos de vida, em média, casou na faixa dos 20, ainda
está curtindo, com 30 anos vem os filhos e nessa idade o homem começa a se
preocupar mais com a parte financeira, porque sabe que depende desse
sucesso. Isso é um ciclo da vida do casal, porque o futuro depende disto.
Naturalmente, o sexo que antes era o principal, passa a ser secundário e há
um esfriamento reduzindo a intensidade.
Nessa fase, muitas vezes a esposa não consegue entender, e a mulher se
esfria. Ao chegar aos 45 anos, chamada idade do lobo, financeiramente a
questão está quase definida, então ele volta ao máximo sexualmente, e a
mulher então nesta fase abre uma brecha para outra, uma fase para amante.
Pode-se ouvir também: nossa como pode meu pai com 60 anos arranjar uma
menininha.
Porque Meishu-Sama diz que homem e mulher com 60 anos, muitas vezes
deixa de lado isso.
Isso tudo é natureza humana.
Outro dia uma coordenadora me perguntou: como está sua vida sexual? De 0 a
10, dou 4 e 5; 5, porque filhos pequenos, fase de trabalho intensiva, é natural a
coisa ficar morna.
Cansados ninguém consegue fazer nada, o homem cansado brocha, a mulher
também, que naturalmente a lubrificação, o prazer, o sentimento, isso é a
reação da mulher, Meishu-Sama diz: Quando se faz amor gostoso aumenta a
lubrificação, isto é, ereção. Então num casamento, tem que entender isso. Se
sair e transar com uma menina da rua é lógico que vai ser bom, porque é
prazer egoísta, não tem altruísmo, não dá trabalho porque não tem assuntos
comuns, vai falar futilidades, não tem a luta de um construir o lado, porque aí
existe altruísmo, renúncia. Meishu-Sama diz que primeiro passo do altruísmo é
a renúncia para um bem maior.
Os problemas que vocês tem são para vocês buscarem, querem ficar livres,
tentem aprender com o problema nesse aspecto sexual do relacionamento. Se
aprenderem ganharão muito mais força interior, mais capacidade, mais sabor
das coisas e isso que é missão do casamento. Minha esposa ficou grávida, eu
fiquei nove meses sem ter relação, porque senão iria abortar, mais o resguardo
de Meishu-Sama é 75 dias, é quase um ano, com um agravante.
Ela falava assim para mim: Você está se arrumando por que? Para ir à Igreja
se mostrar?
Eu dizia que era para ver Meishu-Sama.
-- Ah! Meishu-Sama vê você por dentro. Porque estava inseguro, porque se
desse carinho, ficar excitado e não poder transar, pode dar contração, vai
abortar, então eu me segurava.
Falava: olha bem, eu vou para a Igreja. Então ela achava que eu estava
apelando. Ciúme constante em casa.
Eu chegava à noite e me cheirava. Eu falava: não estou fedendo.
-- Você é homem comum, não vai agüentar, vai me trair.
Olha eu sei, até posso, mas eu tenho um objetivo. Se quisesse outro objetivo
eu não estaria na Igreja, se acreditasse em outras coisas não estaria aqui
dentro, por isso você precisa confiar em mim, eu dava carinho.
-- E você não me toca.
-- Porque eu tenho medo. Se eu tocar você fica excitada, e a gente não pode, é
a primeira vez que eu estou passando isso. é tudo aprimoramento.
Acordo às 5 horas, fazia tudo para ela, vinha para a Igreja, às 12 horas voltava
para casa, dava almoço, voltava e isso foi durante 11 meses e 15 dias.
Como foi bom, como fortaleceu meu elo espiritual com a minha esposa. Como
ela ganhou confiança total.
Qual é a causa disso? Aprimorar, evoluir.
Meu marido é assim, assado. Para crescer e para se construir mutuamente, só
isto.
Para se construir tem que aprender a lutar por um objetivo. Senão, se luta pelo
ego, vira é GÁ.
Assim, toda família ganha força.
Com o tempo rompe. Por exemplo: você separa dele, aí começa a namorar
outro.
Se ele para de pensar em você, se ele arranja um caminho feliz e você
também, esse elo espiritual corta.
Mas se ele encontra felicidade e você não, e fica falando é aquele cara
desgraçado, então não rompe.
Afinidade espiritual podemos ter com várias pessoas, mas elo espiritual é
quando entra em contato. Afinidade vem de outras vidas e o elo se cria nessa
vida. Então esse elo só se rompe quando deixo de pensar.
Eu tive uma noiva, eu tenho elo espiritual até hoje. Só que graças a Deus é
positivo, porque tenho gratidão por ela. Eu estava no Japão fazendo seminário,
ela era minha noiva, casou-se aqui com outro rapaz.
Mas graças a ela que me fez ficar no seminário senão tinha saído fora. Então,
o elo só se rompe quando não pensar mais. Eu tive um amigo que nem me
lembro a cara dele. Então já rompeu.
Agora se cruzou e teve filhos é o que Meishu-Sama fala: o elo espiritual
consangüíneo é inrrompível.
Então os filhos passam a ser uma família só, há influência, só que talvez aqui
possa perdurar mais a afinidade positiva ou negativa ali, aí depende do
merecimento de casa um.
Pode unir até melhorar e geralmente quem fica sofrendo, com revolta, com
rancor é ele o causador espiritual de tudo, ele é quem tem a chave do
problema na mão. Com rancor assumiu tudo, é o causador dele ter ido embora,
ou dela ter ido embora.
O filho adotivo Meishu-Sama orienta que é uma coisa delicada, falamos até
que é uma faca de dois gumes, porque o filho adotivo se vem por merecimento
ele vem por um bom caminho, é um espírito de alto nível, porque o espírito
gerado por prazer puramente, por exemplo, fui num baile e conheci uma
garota, transamos e ela engravidou.
Então esse filho vem pelo nível espiritual simplesmente da paixão. Paixão não
é amor.
Nós nos conhecemos e nos apaixonamos, depois morre a paixão, e começa o
desenvolvimento do amor.
A paixão não significa só amor, atração, tem outras coisas que vou explicar.
Mas, transou, engravidou, o nível espiritual dessa criança é baixo. Se ela, por
exemplo, falar que não vai criar, vou dar, vai atrapalhar minha vida, ela está
criando para o espírito rejeição e fica impregnado na criança e aquele que vai
adotar, ele adota por amor egoísta. Ninguém que tem quatro ou cinco filhos,
fala vou adotar mais um, isso é altruísmo. Quem adota é porque não tem, e
não quando vai atrás pega criança no nível do seu egoísmo, porque existe uma
causa espiritual que impede de ter filhos. Se não mudar essa causa, ele vai
adotar um filho, essa causa que impedia de ter filhos vai para esse filho, então
o que eles iriam sofrer, enfrentar sem ter filhos, vai enfrentar através do filho
adotivo, mais a linhagem desse filho, que não é a dele, que é a rejeição, a
revolta e a tristeza, porque colocando a gente por nível normal, independente
do nível social, sentimental, a pessoa que tem certo nível espiritual jamais dá
seu filho. Nem admite, eu me prostituo, roubo, mas eu criarei meu filho.
Se dá é porque o próprio nível espiritual não é bom, então filhos adotivos com o
tempo causam muitos problemas.
Ah! E porque ele soube que é filho adotivo ficou assim, etc. Não é por isso não.
Aflora.
Porque tem filhos adotivos que são excelentes porque veio por merecimento,
cai na sua frente, você ganhou a permissão de resgatar essa dívida, criando
alguém. Aí essa criança passa a dar continuidade a sua linhagem.
Meishu-Sama até diz que se você pegar um filho, falando por favor eu não
queria dar, mas eu não tenho condições, crie com amor, esse filho é bom. Pode
pegar para adotar, porque tem amor de quem faz, tem amor de quem tá dando.
Porque isso Meishu-Sama coloca bem claro.
Eu acompanhei um caso que adotou dois filhos. Os dois filhos tiveram doença
mental.
Meishu-Sama diz tudo na questão de já ter seu filho, já tem elo espiritual,
irrompível, consangüíneo.
Então, amor não é estar junto. Por exemplo, tem elo espiritual, então você e
seu filho, por uma questão de força maior você se separou, então esse
conjunto foi rompido, hoje estava assim, a mãe e o nenê numa casa e você
sozinho. Só que você tem elo espiritual com sua ex-esposa e com seu filho. Se
fosse amor quer que seja feliz, torne-se um homem de alto nível espiritual para
tirar dele a mácula que fez você se separar de sua esposa.
Se ama você tem da sua mulher como de seu filho. E quem se unir a você
também tem que entender isso, pois se essa pessoa combater a ela, o
casamento de vocês vai ser sofrimento puro.
Por exemplo, a gente fala, pai é o que cria no sentido da formação. Mas no
sentido espiritual não dá pra negar que pai é quem faz. Eu posso criar, por
exemplo, quatro homens, três mulheres, que cuido como meus filhos.
Muitos já são Ministros, outras casadas, que moraram comigo, dois anos e fui
formando pessoas com problemas em casa, revolta.
Meishu-Sama diz que se criar méritos, acumula virtudes, eu consigo resgatar
dívidas.
Quando entendermos nossos erros, dependendo do nosso nível pedimos
perdão às pessoas que magoamos, amigos, namorados. Meishu-Sama eu pedi
perdão, agora vou merecer para que através do meu esforço eu anule essa
mágoa espiritual.
O que faz você pedir perdão é o seu sentimento, isto significa deixo dar chance
de você pagar, mas não significa que você saldou a dívida. Porque, desculpe,
você me perdoa, eu aprontei aquilo com você. Tudo bem.
Dessa vez eu perdoei, agora quero ver se ele vai corresponder ao perdão que
eu dei. Uma vez, duas, mas na terceira você não acredita mais e Deus a
mesma coisa. A mácula espiritual só é limpa quando você muda sua postura.
O perdão dá chance de você crescer.
E sexo antes do casamento Meishu-Sama diz: não é bom. O ideal é provar a
fruta proibida quando casar, mas se fizer antes do casamento, pois
ultimamente não tem jeito, pelo menos, tome cuidado com que sentimento vai
gerar, só isso. Como você conquistou esse namoro, essa transa. Porque
geralmente as pessoas começam uma conquista em alto nível, como: Você
agora é meu sonho, você me dá força e, geralmente quando sai fala: sai
desgraçado, sem vergonha, e isso é problema. Então Meishu-Sama fala:
Comece e termine em alto nível também.
Japão, por exemplo, eu quase que fui adotado por uma família japonesa. Então
tinha 2 homens, ele mais velho e eu mais novo e, tinha 2 meninas. Dando um
nome por exemplo como Cristine a mais nova e Angela a mais velha de outra
casa. Eu mais novo namorei e me apaixonei pela Angela que era mais velha e,
com o tempo o mais velho da minha casa se apaixonou pela mais nova.
Na cultura japonesa o correto é o homem mais velho com a mulher mais velha,
então não foi permitido a união desse casal. Aí como estavam apaixonados, eu
como brasileiro disse para eles fugirem para Tailândia, se casar e depois deixa
prá lá, já casou mesmo. E o cara fez, casou e voltou. Quando voltou envolveu o
Rubens seminarista, processo, igreja. Eu falava para não separar, ficar firme
que a gente iria vencer isso, porque Meishu-Sama falou que se apaixonou é
porque tem afinidade espiritual, tem que vencer firme, mas, estava lutando
contra uma cultura milenar.
Para meu filho eu falo: não meu filho, você tem que passar por tudo isso aqui.
Vale ou não a pena. Vale pai, então eu agüento. Eu falo pra minha esposa:
não, isso não vai fazer. Por que? Ah! Já sei. Por causa do nosso objetivo, que
mantém o casal, até para educar os filhos. O que menos eu faço é conviver
com meus filhos, muitos falam: família, parentes. Olha essas crianças vão ter
problemas, não tem imagem de pai. Tem sim, minha esposa cria. Sabe, papai
tá lutando lá na igreja. Saudade, dor, insegurança, tristeza, normal como
qualquer um tem, porém, com esse objetivo.
Será que deu para dar um apanhado da questão do casamento, união.
Agora, separação. Se uma pessoa casa, tem filhos com uma, separa, tem
filhos com outra?
No casamento, eles podem até se separar. Tem pessoas que estão pré-
destinadas a ter 1, 2 ou até 3 casamentos. Só sugiro uma coisa aos homens.
Mulher que casou e os maridos morreram, não casem. Só não vou explicar
porque. Isso é uma questão puramente de fé. Meishu-Sama diz: não podemos
subestimar pensamentos do mal.
Não é o que vou falar, como vai ser utilizado tenho que pensar. A recíproca é
sempre verdadeira.
Mas, aí casou e teve dois filhos. Essa casal briga muito. Se briga muito é
porque tem afinidade espiritual negativa. Aí vamos imaginar que ele arranje
uma outra e separe, mas quem pediu a separação foi ele, então esta afinidade
espiritual que fazia haver este conflito, ele leva junto para outra união. Então
vamos supor que havia afinidade negativa 60, ele leva para lá. Com essa que
ele encontrou, ela tem 30, aí fica 90 e isso vai refletir de alguma forma no
desenvolvimento dessa união, pode ser no aspecto financeiro, sentimental ou
social. Alguma coisa sempre acontece.
Porque Meishu-Sama diz: quem pede a separação assume toda a dívida
espiritual, porque está fugindo da raiva.
Agora, ele pode casar aqui e ter filhos, não tem problema, ele passa a ter 2
aprimoramentos.
Quando é realmente cumprimento da missão, termina-se assim, olha, valeu, foi
bom, gosto de você mas sai num bom nível espiritual. Isso quer dizer que
encerrou a missão de aprimoramento um com o outro. Isso é pré-destino.
Quando sai com ira, raiva, mágoa não encerrou a missão, estava acumulando
o que purificar, o que sofrer.
Quando ocorre, mas dependendo do caráter do marido ou da esposa, mesmo
depois que falecer, tem que ficar um tempo sem arranjar ninguém, por causa
do apego. Mulher muito ciumenta, o homem tem que ficar em média 1 a 5
anos, para homem também com muito apego tem que esperar. Meishu-Sama
diz é 1 ano. Teve um caso que eu acompanhei, que realmente quando o casal
ia ficar junto, ter relação, o marido começou a passar mal. Não conseguiu ter.
Um exemplo: Dona Flor e seus dois maridos, que juntou um só ideal, o vadio
safado, sem vergonha na cama e o outro certinho na vida social. E os filhos do
casal que se separam? Esses irmãos tem afinidades e elos espirituais
também? Então a conduta é influência dessa família? Influência os 4 a
conduta dessa mulher, o sentimento dela para com o marido, influência os 4
também?
Porque quando tem filhos cruzou o sangue, cruzou a linhagem, não desfez
mais o elo espiritual.
Namorado desfaz. Por exemplo: eu namoro você, a gente vai casar, separou,
cortou o elo, acabou.
Mas se tiver filho, se torna irrompível. O casamento no sentido de união,
sentimento, não no papel.
Quando separa e não tem filhos? Eles sofreram o pão que o diabo amassou.
Só que em 1979 eu retornei e só voltei em 1983. Eles por carta se
correspondiam, sofreram muito e para continuarem juntos tiveram que
renunciar a família.
Então por esse sofrimento que causei, porque se eu tivesse inteligência teria
conduzido de outra maneira essa questão, mas é criança envolvida por
sentimento. Gostava dele, pois era um amigão do peito no Japão, e eu
simplesmente botei minha cultura dentro deles. Então por isso tudo, fui pedir
perdão a eles. Levei 5 anos e em 1983 procurei-os e não os achei, só em 1986.
Muita pretensão, tentar procurar por um tato melhor possível porque, se
botarmos a cabeça para fora de qualquer maneira podemos ser decapitados,
cair no descrédulo total, porque a força contrária é muito forte também.
Mas testamos com um quadro grande de pessoas que possuem Aids. Esses
quadros são cuidados especialmente por ministros, reverendos, médicos da
fundação e todas as pessoas que estamos acompanhando, que mudaram seu
sentimento, seu pensamento, que começaram ser pessoas altruístas, todas se
tornaram apenas portadoras, tem o vírus mas não é mais manifestante e já foi,
chegando perto da morte, mas agora são apenas portadores.
A Aids é interessante porque tudo é questão de afinidade e ligações.
De que maneira você adquiri Aids essencialmente, tirando a transfusão?
Eu achei interessante uma coisa que meu filho falou para mim: pai, sabe qual é
o melhor remédio contra Aids? Não filho - é comida caseira. Então pensa bem,
o que será que o mundo espiritual quer advertir à humanidade. Quem tem
medo de Aids é que tem caso. Se eu pegar é porque eu tive um acidente e
recebi transfusão de sangue ou por um vírus em contato, ou pela minha esposa
se ela arranjar outro. A tendência é nunca ter, vocês também podem ficar
tranqüilos. Por isso, a Igreja interpreta que é um grito da alma, uma
advertência, porque se continuasse o mundo do jeito que estava indo, ia ser
destruído uma coisa chamada conceito familiar, e quando destrói o conceito
familiar é que Satanás está dominando porque quebra a base de formação de
qualquer ser humano.
Por isso Meishu-Sama fala que preocupação do membro é cuidar também do
seu lar, salvaguardar isso.
Eu quero agradecer a atenção de vocês e desejar um bom retorno aos lares.

Prática da semana: Colocar em prática os conceitos de casamento e


relacionamento entre casais.