You are on page 1of 8

COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO - CELPE

Norma: Código: Folha:

COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA
Macroprocesso:

DC20.05
Primeira Edição:

1/8

ATENDER A NOVAS LIGAÇÕES
Processo: Edição:

14/07/2004
Data:

REALIZAR NOVAS LIGAÇÕES EM ALTA TENSÃO

12/06/2006

CONTROLE DE APROVAÇÃO REVISADO PELO ÓRGÃO NORMATIVO Gerivaldo Rodrigues da Silva Jr. Luiz Vicente – PCCI ELABORADO APROVADO Bruno da Silveira Lobo

HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES EDIÇÃO 01 02 03 04 DATA 27/07/2004 29/07/2005 17/02/2006 12/06/2006 ALTERAÇÕES EM RELAÇÃO À REVISÃO ANTERIOR Edição Inicial. Adequação às normas de fornecimento de energia elétrica Exclusão do limite de 03 unidades consumidoras para compartilhamento de subestação, por solicitação do órgão de regulação técnica. Adequação após publicação da EB20.17, que estabelece os aspectos comerciais.

DISTRIBUIÇÃO: A distribuição deste documento é de responsabilidade da Unidade de Controles Internos - PCCI ARQUIVAMENTO: O arquivamento deste documento é de responsabilidade do Departamento de Administração - GDM ATUALIZAÇÃO: A atualização deste documento é de responsabilidade da Unidade de Engenharia Básica - EIEB

AA10.01.F01

............................................................................. 7 ANEXO C – COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA ABRIGADA.......................................05 Primeira Edição: 2/8 ATENDER A NOVAS LIGAÇÕES Processo: Edição: 14/07/2004 Data: REALIZAR NOVAS LIGAÇÕES EM ALTA TENSÃO 4ª 12/06/2006 ÍNDICE 1............. COM DOIS TRANSFORMADORES PARTICULARES ................................................. RESPONSABILIDADES ...............................................................01......................................... CONCEITUAÇÃO ................................... 3 5...................................................................................... 3 4......................... DISPOSIÇÕES GERAIS....CELPE Norma: Código: Folha: COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA Macroprocesso: DC20..................... 6 ANEXO B – COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA ABRIGADA..................................... 3 3.........................COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO .... 5 6................................................................... 3 2...........................F01 ........... 8 AA10..................................... APROVAÇÃO ...................................................... 5 ANEXO A – COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA AÉREA .................. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS................................................................... OBJETIVO .........

3. e de conexão ou de adesão. 3.3 Grupo “A” Grupamento composto de unidades consumidoras com fornecimento em tensão igual ou superior a 2.F01 . DISPOSIÇÕES GERAIS 4.01.5 Unidade Consumidora Conjunto de instalações e equipamentos elétricos caracterizado pelo recebimento de energia elétrica em um só ponto de entrega. CONCEITUAÇÃO 3. unidades consumidoras do grupo A. OBJETIVO Estabelecer critérios técnicos básicos para o compartilhamento de subestação transformadora particular de unidades consumidoras do Grupo A. 3.COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO .1 As unidades consumidoras do Grupo A podem compartilhar subestação transformadora. 2. conforme cada caso. ou. atendidas em tensão inferior a 2. 3. que solicitar a CELPE o fornecimento de energia elétrica e assumir a responsabilidade pelo pagamento das faturas e pelas demais obrigações fixadas pelas normas e regulamentos da ANEEL.3 kV. legalmente representada. desde que atendidos os requisitos técnicos da CELPE e pactuados os consumidores entre si e a CELPE.1 Consumidor Pessoa física ou jurídica. localizadas em uma mesma propriedade e/ou cujas propriedades sejam contíguas. assim vinculando-se aos contratos de fornecimento. 4.05 Primeira Edição: 3/8 ATENDER A NOVAS LIGAÇÕES Processo: Edição: 14/07/2004 Data: REALIZAR NOVAS LIGAÇÕES EM ALTA TENSÃO 4ª 12/06/2006 1.1 Compete aos órgãos de clientes corporativos e atendimento a grandes clientes realizar o atendimento e negociação das condições com o consumidor. enviando a solicitação com as condições negociadas ao órgão de gestão de contratos de clientes para emissão dos contratos de compartilhamento e demanda.4 Subestação Transformadora Compartilhada Subestação particular utilizada para fornecimento de energia elétrica simultaneamente a duas ou mais unidades consumidoras.3 Compete aos órgãos de ligação a efetivação da ligação da unidade consumidora. quando houver opção tarifária binômia.CELPE Norma: Código: Folha: COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA Macroprocesso: DC20.2 Edificação de Uso Coletivo Conjunto vertical ou horizontal com várias unidades consumidoras que ocupem um mesmo terreno privado e possuam área de circulação comum. 3. sendo vedada a AA10. 2. de uso. ou comunhão de fato ou de direito. RESPONSABILIDADES 2.3 kV a partir de sistema subterrâneo de distribuição e faturadas neste grupo.2 Somente podem compartilhar subestação transformadora. com medição individualizada e correspondente a um único consumidor.2 Compete aos órgãos de expansão de rede a análise e a liberação dos projetos elétricos apresentados pelos consumidores. ainda. 4. 2.

3 A adesão de nova unidade consumidora só é permitida. 4.13 4. B e C são meramente orientativos.15 O anexo C mostra detalhes do compartilhamento de subestação transformadora abrigada com 2 (dois) transformadores particulares.4. 4. 4.11 No caso de edificação de uso coletivo. não envolvidos no referido compartilhamento. atendendo ao disposto no item 4. 4. 4. além daquelas inicialmente pactuadas. em três vias.05 Primeira Edição: 4/8 ATENDER A NOVAS LIGAÇÕES Processo: Edição: 14/07/2004 Data: REALIZAR NOVAS LIGAÇÕES EM ALTA TENSÃO 4ª 12/06/2006 utilização da via pública ou propriedade de terceiros. em três vias. 4.01. 4. AA10.14 As medições são alimentadas sempre a partir de barramento e por eletrodutos individuais. com a respectiva solicitação de compartilhamento de subestação transformadora. quando houver necessidade técnica. 4.15 Medição da norma DA30. o consumidor deve apresentar projeto elétrico. O anexo B mostra detalhes do compartilhamento de subestação transformadora abrigada. o consumidor individual deve apresentar projeto elétrico.12 4.27 Fornecimento de Energia Elétrica em Tensão Primária de Distribuição – Classe 15 kV. 4. 4.10 Cabe exclusivamente ao proprietário da subestação transformadora a responsabilidade legal pela manutenção das instalações.16 Os anexos A.F01 .COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO .4 O compartilhamento de subestação pode ocorrer em edificações de uso coletivo. 4. 4.9 Cabe exclusivamente ao proprietário da subestação transformadora.8 As medições das unidades consumidoras compartilhando subestação são únicas e individuais por unidade consumidora.7 A CELPE pode solicitar a adequação da subestação existente aos dispositivos da norma DA30.1 A carga instalada da unidade consumidora for superior a 75 kVA e não houver condições técnicas de fornecimento a esta unidade consumidora através da unidade transformadora de propriedade da CELPE existente na edificação.27 Fornecimento de Energia Elétrica em Tensão Primária de Distribuição – Classe 15 kV. O anexo A mostra detalhes do compartilhamento de subestação transformadora aérea. mediante acordo entre os consumidores participantes do compartilhamento e a CELPE. arbitrar as condições de custeio para a operação e manutenção da subestação transformadora e firmar acordo direto com os novos integrantes. quando: 4. para ligação de unidade consumidora que participe do mesmo. 4. de acordo com a norma DA30.19 Fornecimento de Energia Elétrica a Edificações de Uso Coletivo.4.6 Para análise da solicitação de compartilhamento de subestação. excluindo-se a CELPE de qualquer interferência ou responsabilidade.CELPE Norma: Código: Folha: COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA Macroprocesso: DC20. de acordo com a norma DA30.5 Os custos decorrentes da adequação e melhoria da subestação em edificação de uso coletivo são de responsabilidade da unidade consumidora a ser atendida pelo compartilhamento.2 Houver espaço físico para instalação do transformador particular da unidade consumidora.27 Fornecimento de Energia Elétrica em Tensão Primária de Distribuição – Classe 15 kV.

Emissão de Instrumentos Normativos NBR ISO 9001 .Institute of Electrical and Electronics Engineers IEC .Sistemas de Gestão da Qualidade NR 10 – Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade Resolução Nº 456 – Condições Gerais de Fornecimento de Energia Elétrica Na ausência de normas específicas da ABNT ou em casos de omissão das mesmas.Internacional Electrotechnical Commission AA10.05 Primeira Edição: 5/8 ATENDER A NOVAS LIGAÇÕES Processo: Edição: 14/07/2004 Data: REALIZAR NOVAS LIGAÇÕES EM ALTA TENSÃO 5.F01 .COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO . inclusive o National electric Safety Code (NESC).01. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Os equipamentos e as instalações de consumidor devem atender às exigências da última revisão das normas da ABNT. devem ser observados os requisitos das últimas edições das normas e recomendações das seguintes instituições: ANSI . resoluções dos órgãos regulamentadores oficiais. NEMA .01.American National Standard Institute.National Electrical Manufacturers Association NEC .EPI 6. em especial as listadas a seguir: AA10. APROVAÇÃO 4ª 12/06/2006 Bruno da Silveira Lobo Departamento de Planejamento de Investimentos .National Electrical Code IEEE .CELPE Norma: Código: Folha: COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA Macroprocesso: DC20.

40m) EM ALVENARIA HASTE DE ATERRAMENTO (Ø16x2400mm) VERSÃO: 1 DATA: 01/06/2005 APROVADO: EIEB ESCALA: S/ESCALA COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA AÉREA AA10.COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO .05 Primeira Edição: 6/8 ATENDER A NOVAS LIGAÇÕES Processo: Edição: 14/07/2004 Data: REALIZAR NOVAS LIGAÇÕES EM ALTA TENSÃO 4ª 12/06/2006 ANEXO A – COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA AÉREA MURETA EM ALVENARIA E COBERTA COM INCLINAÇÃO P/ PROTEÇÃO CONTRA CHUVA CAIXA DE INSPEÇÃO (0.F01 500 .CELPE Norma: Código: Folha: COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA Macroprocesso: DC20.01.30x0.30x0.

COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO .CELPE Norma: Código: Folha: COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA Macroprocesso: DC20.05 Primeira Edição: 7/8 ATENDER A NOVAS LIGAÇÕES Processo: Edição: 14/07/2004 Data: REALIZAR NOVAS LIGAÇÕES EM ALTA TENSÃO 4ª 12/06/2006 ANEXO B – COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA ABRIGADA TUBO DE FERRO GALVANIZADO A CAIXA F3 A B B TELA TELA X0 X1 X2 X3 CAIXA F3 TUBO DE FERRO GALVANIZADO 1200 CORTE "B-B" TUBO DE FERRO GALVANIZADO 500 CORTE "A-A" VERSÃO: 1 DATA: 01/06/2005 APROVADO: EIEB ESCALA: S/ESCALA COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA ABRIGADA AA10.F01 .01.

COM DOIS TRANSFORMADORES PARTICULARES TUBO DE FERRO GALVANIZADO A B B CAIXA F3 A TELA CAIXA F3 TELA X0 X1 X2 X3 CAIXA F3 TUBO DE FERRO GALVANIZADO CORTE "B-B" TUBO DE FERRO GALVANIZADO CORTE "A-A" VERSÃO: 1 DATA: 28/07/2005 APROVADO: EIEB ESCALA: S/ESCALA COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA ABRIGADA COM DOIS TRANSFORMADORES AA10.05 Primeira Edição: 8/8 ATENDER A NOVAS LIGAÇÕES Processo: Edição: 14/07/2004 Data: REALIZAR NOVAS LIGAÇÕES EM ALTA TENSÃO 4ª 12/06/2006 ANEXO C – COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA ABRIGADA.CELPE Norma: Código: Folha: COMPARTILHAMENTO DE SUBESTAÇÃO TRANSFORMADORA Macroprocesso: DC20.COMPANHIA ENERGÉTICA DE PERNAMBUCO .01.F01 1200 .