P. 1
Indicadores de to Sustentável - Brasil 2002 - IBGE

Indicadores de to Sustentável - Brasil 2002 - IBGE

|Views: 2,395|Likes:
Published by Jose Nonada

More info:

Published by: Jose Nonada on Oct 16, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/20/2013

pdf

text

original

Expressa a dimensão e distribuição dos espaços territoriais que estão sob
estatuto especial de proteção.

Descrição

As variáveis são o número e a superfície das Unidades de Conservação Fede-
rais e a área associada aos biomas e ecótonos brasileros.
As Unidades de Conservação são classificadas em dois tipos de uso: Unidades
de Proteção Integral (Parque Nacional, Reserva Biológica, Reserva Ecológica e Esta-
ção Ecológica); e as de Unidades de Uso Sustentável (Área de Proteção Ambiental
– APA; Área de Relevante Interesse Ecológico – ARIE; Reserva Extrativista e Flores-
ta Nacional).

Os biomas considerados são a Amazônia, Caatinga, Campos Sulinos, Mata
Atlântica, Pantanal. Cerrado e Costeiro além disso são também considerados os
ecótonos Caatinga-Amazônia, Cerrado-Amazônia e Cerrado-Caatinga,
O indicador é composto pela razão, expressa em percentual, entre a superfície
abrangida pelas Unidades de Conservação Federais e a superfície total do bioma.
Para ambas as superfícies é utilizada a unidade de medida km2

.
A fonte das informações deste indicador é o IBAMA. As informações estão
disponível na INTERNET, no endereço: http:\\www.ibama.gov.br.

Justificativa

O desenvolvimento sustentável implica na preservação do meio ambiente
em condições de equilíbrio, que depende por sua vez da conservação dos ecos-
sistemas brasileiros. Ao lado de estratégias de proteção, tais como o controle do
impacto das ações humanas, o estabelecimento de áreas protegidas visa a vári-
os objetivos, entre os quais se destaca a proteção à biodiversidade. São objetivos
do Sistema Nacional de Unidades de Conservação contribuir para a manutenção
da diversidade biológica e dos recursos genéticos no Território Nacional e nas
águas jurisdicionais; proteger as espécies ameaçadas de extinção no âmbito
regional e nacional; contribuir para a preservação e a restauração da diversidade
de ecossistemas naturais; promover o desenvolvimento sustentável a partir dos
recursos naturais; promover a utilização dos princípios e práticas de conservação
da natureza no processo de desenvolvimento; proteger paisagens naturais e pou-
co alteradas de notável beleza cênica; proteger as características relevantes de
natureza geológica, geomorfológica, espeleológica, arqueológica, paleontológica
e cultural; proteger e recuperar recursos hídricos e edáficos; recuperar ou restau-
rar ecossistemas degradados; proporcionar meios e incentivos para atividades
de pesquisa científica, estudos e monitoramento ambiental; valorizar econômica
e socialmente a diversidade biológica; favorecer condições, e promover a educa-
ção e interpretação ambiental, a recreação em contato com a natureza e o
turismo ecológico; proteger os recursos naturais necessários à subsistência de
populações tradicionais, respeitando e valorizando seu conhecimento e sua cul-
tura e promovendo-as social e economicamente.

Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2002________________________________________

103

Dimensão ambiental - Biodiversidade

IBGE

Comentários metodológicos

As áreas de biomas consideradas correspondem à área total independente-
mente da extensão da ocupação antrópica ou intensidade de degradação.
Além das Unidades de Conservação Federais, os biomas brasileiros têm áre-
as protegidas por Unidades de Conservação Estaduais e Municipais, não incluídas
neste indicador.

0

20

40

60

80

100

120

140

1

9

3

5

1

9

4

0

1

9

4

5

1

9

5

0

1

9

5

5

1

9

6

0

1

9

6

5

1

9

7

0

1

9

7

5

1

9

8

0

1

9

8

5

1

9

9

0

1

9

9

5

2

0

0

0

Proteção integral

Uso sustentável

Gráfico 32 - Número de unidades de conservação federais,
por tipo de uso
Brasil - 1935/2000

Fonte: IBAMA. Unidades de conservação: estatísticas. Disponível em: http://www2.ibama
gov.br/unidades/geralucs/estat/evolucao>. Acesso em: mar. 2002.

Gráfico 33 - Distribuição da área das unidades de
conservação federais, por categoria
Brasil - 2000

Reserva Extrativista

Floresta Nacional

APA

ARIE

Parque Nacional

Reserva Biológica

Estação Ecológica

Fonte: IBAMA. Unidades de conservação: estatísticas. Disponível em: Ibama.gov.br/unidades/geralucs/estat/biomas>. Acesso em: mar. 2002.

104

_________________________________________Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2002

Dimensão ambiental - Biodiversidade

IBGE

Gráfico 34 - Distribuição da área das unidades de
conservação federais, por bioma e ecótonos
Brasil - 2000

Amazônia

Cerrado

Costeiro

Caatinga

Caatinga-Amazônia

Cerrado-Caatinga

Campos Sulinos

Mata Atlântica

Pantanal

Fonte: IBAMA. Unidades de conservação: estatísticas. Disponível em: Ibama.gov.br/unidades/geralucs/estat/biomas>. Acesso em: mar. 2002.

Quantidade

Área
(km2
)

Quantidade

Área
(km2
)

por tipo de uso, segundo os biomas e os ecótonos- Brasil - 2002

Tabela 55 - Área total, quantidade e área das unidades de conservação federais,

Biomas e ecótonos

Unidades de conservação federais, por tipo (1)

Área total
(km2

)

Total

Proteção integral

Total (2)

8 532 306

217

448 321

101

183 417

Amazônia

3 688 960

81

334 148

28

135 686

Caatinga

736 831

19

21 025

11

5 049

Campos Sulinos

171 377

3

3 680

2

510

Cerrado

1 967 761

35

41 061

15

26 383

Costeiro

50 568

17

6 387

6

3 164

Mata Atlântica

1 106 266

67

26 141

32

7 909

Pantanal

136 845

2

755

2

755

Ecótonos Caatinga-Amazônia

144 583

3

10 713

2

67

Ecótonos Cerrado-Amazônia

414 007

1

418

1

57

Ecótonos Cerrado-Caatinga

115 108

2

3 993

2

3 837

Quantidade

Área
(km2
)

Total

Proteção
integral

Uso
sustentável

Biomas

Unidades de conservação federais, por tipo (1)

Uso sustentável

Participação relativa (%)

Fontes: IBAMA. Unidades de conservação: sistema de informação das unidades de conservação. Disponível em:

. Acesso em: mar. 2002; IBAMA. Unidades de conservação:

estatísticas. Disponível em: . Acesso em: mar. 2002.

Nota: Áreas de sobreposição entre as Unidades de Conservação são consideradas na categoria de maior restrição. Unidades de

conservação que abarcam limites entre biomas tem áreas contabilizadas em cada qual e são enumeradas em duplicidade.

(1) Exclusive unidades de conservação marinhas. (2) Exclusive 13 102 km2

não mapeados pelo IBAMA.

Total (2)

123

264 904

5,25

2,15

3,1

Amazônia

53

198 462

9,06

3,68

5,38

Caatinga

8

15 976

2,85

0,69

2,17

Campos Sulinos

1

3 170

2,15

0,3

1,85

Cerrado

20

14 678

2,09

1,34

0,75

Costeiro

11

3 223

12,63

6,26

6,37

Mata Atlântica

34

18 233

2,36

0,71

1,65

Pantanal

-

-

0,55

0,55

0

Ecótonos Caatinga-Amazônia

1

10 646

7,41

0,05

7,36

Ecótonos Cerrado-Amazônia

1

361

0,1

0,01

0,09

Ecótonos Cerrado-Caatinga

1

155

3,47

3,33

0,13

Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2002________________________________________

105

Dimensão ambiental - Saneamento

IBGE

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->