You are on page 1of 1

Reflexão crítica sobre a função da Ciência na sociedade.

Aula 1
“O Homem é a medida de todas as coisas”
Protágoras de Abdera (480-410 a.C.)
A Ciência foi com o passar do tempo tornando-se um elemento essencial na sociedade. A substituição
das explicações religiosas pelas explicações científicas significou uma revolução em termos de
comportamento humano e compreensão do mundo. As teorias científicas, dessa forma, baseiam-se na
razão e tem como medida o ser humano. Ou seja, utilizam o pensamento racional tendo como
finalidade o bem estar do homem e da sociedade. As explicações para o mundo e a natureza
encontram-se ou seriam descobertas passando pelo próprio corpo físico do ser humano, através dos
seus sentidos. Os períodos do Renascimento (séc. XIV-XVI) e o Iluminismo (séc. XVII-XVIII) foram
na História momentos marcantes para a consolidação de um processo de conhecimento que se
baseasse, respectivamente, no homem e na razão.
O mais importante para entendermos a importância da ciência foi o desenvolvimento de novas técnicas
que acompanhavam as descobertas científicas sobre os fenômenos naturais. Por exemplo: os estudos
matemáticos auxiliaram na melhoria das técnicas de construção. O avanço no conhecimento da
astronomia possibilitou as viagens marítimas que levaram ao “descobrimento” da América no século
XVI.
O crescente aumento de informações e experimentações foi tão grande no século XVIII e XIX que
temos a chamada Era Industrial, ou Industrialização. Onde a Ciência e suas técnicas auxiliaram o
ser humano a cada vez mais dominar a natureza e transformar a sociedade, em todos os âmbitos. Esse
período foi marcante para o surgimento do chamado progresso científico.
A Ciência não é, no entanto, isenta de influência das idéias que prevalecem em cada época.
Principalmente, das relações sociais, políticas, econômicas e culturais que prevalecem em cada
período da história. Pensando em nosso próprio tempo, vejamos o que diz Edgar Morin a respeito
disso:
“(...) é evidente que o conhecimento científico determinou progressos técnicos inéditos, tais como a
domesticação da energia nuclear e os princípios da engenharia genética. A ciência é, portanto,
elucidativa (resolve enigmas, dissipa mistérios), enriquecedora (permite satisfazer necessidades
sociais e, assim, desabrochar a civilização); é de fato, e justamente, conquistadora, triunfante. E,
no entanto, (...) apresenta-nos, cada vez mais, problemas graves que se referem ao conhecimento
que produz, à ação que determina, à sociedade que transforma. (...) Para conceber e
compreender esse problema há que acabar com a tola alternativa da ciência “boa”, que só traz
benefícios, ou da ciência “má”, que só traz prejuízos. Pelo contrário, há que, desde partida,
dispor de pensamento capaz de compreender a ambivalência, isto é, a complexidade intrínseca
que se encontra no cerne da ciência”.[1]

[1] Edgar Morin. Ciência com Consciência, pp. 15-16.

Responda em grupo:
1) O que você entendeu pela frase a seguir: “ As teorias científicas , dessa forma, baseam-se na razão e tem
como medida o ser humano”
2) Segundo o texto , qua é a importância do método científico? Cite exemplos.
3) Segundo as discussões realizadas na aula e pela leitura do texto , podemos afirmar que a ci~ecia é neutra e
isenta de ideologias?