You are on page 1of 70

Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva

Questões Provão

PROVÃO 1996

Existe um buraco preocupante abaixo da linha d’água no casco do transatlântico que leva o
Brasil até a modernidade. Acontece que as técnicas de modernidade desceram dos escritórios
para o chão da fábrica e, enquanto se espalharam, põem à prova a capacidade intelectual e de
raciocínio dos operários que, hábeis com as mãos e fortes com os ombros, não tiveram na
adolescência a mesma formação escolar, com oito ou dez anos básicos, que os colegas da
Alemanha, França ou Estados Unidos. A carência é desprezível quando se trata de mandrilar
uma engrenagem, mas se transforma num abismo quando é preciso transferir informações
gerenciais para um computador ligado ao sistema distribuído de controle de materiais. Nesta
hora, a tecnologia desenvolvida no Primeiro Mundo e implantada na organização inteira através
de centenas de microcomputadores exige uma argúcia intelectual só disponível entre os que
fizeram ginásio caprichado.
Uma boa indústria mecânica nos Estados Unidos tem um micro para cada dois operários no
chão da fábrica. No Brasil, casos bem-sucedidos exibem um micro para cada dez
trabalhadores. O americano anda pelo galpão fazendo suas coisas e registrando-as no micro
mais próximo com sua senha. Acessa relatórios diferentes com seu cartão magnético,
informando o estágio de suas tarefas e, assim, deixa o pessoal de vendas a par do estoque de
material pronto e semi-acabado. Aqui, cada estação precisa de um encarregado, um líder, que
representa a burocracia. É menos competição, que no fim do dia significa menos empregos, ao
contrário do que pregavam os inimigos do computador.
A solução para esse buraco é tapá-lo sem desvios na rota do progresso. Para tanto, capital e
trabalho deverão arrumar uma fórmula para atualizar multidões de operários sem aumentar
custos. Mário de Andrade (adaptado).

1. Na metáfora com que se inicia o texto, o “buraco preocupante” vem a ser o (a):

A. nível de escolaridade do operário brasileiro.


B. antagonismo entre patrões e empregados.
C. desordenada automação das empresas.
D. resistência do operariado à informatização.
E. falha no recrutamento de operários por parte de empresas.

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: A leitura atenta do texto leva a esta conclusão sem necessidade de
conhecimento prévio do assunto, que deveria ser, aliás por demais conhecido de todos.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 2
Questões Provão
PROVÃO 1997

1) Assinale a opção em que NÃO se consubstancia uma forma através da qual a ética nos
negócios pode ajudar a tomada de decisão nas organizações.

A. Planejar o processo de reflexão ética de modo que as pessoas possam usá-lo para
suas próprias sugestões.
B. Ligar noções éticas, tais como direitos e justiça, à administração de sistemas de poder
para que as pessoas possam administrar esses sistemas de forma apropriada.
C. Mostrar como analisar e avaliar os diferentes componentes do processo de tomada de
decisão para que as pessoas tenham tantos recursos disponíveis quanto possíveis.
D. Oferecer um manual para que os indivíduos possam notificar a administração sempre
que observarem um trabalhador violando quaisquer dos aspectos previstos no “código
de ética” organizacional.
E. Oferecer métodos de desenvolver um clima organizacional no qual a reflexão ética
possa ser praticada e melhorada.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: A opção D não tem vinculação com tomadas de decisões. Além disso, envolve
conflitos de valores, favorecendo a delação, que, em muitos casos, é nefasta. As demais
opções não envolvem diretamente conflitos de valores e têm relação com a tomada de
decisões. A questão não é tão fácil, pois envolve um cuidadoso exame das várias opções, que
representam situações de relativa complexidade.

2) Entre as críticas à Teoria das Relações Humanas, NÃO podemos apontar:

A. Extremo racionalismo e pragmatismo na concepção da administração.


B. Concepção ingênua e romântica do operário.
C. Limitação do campo experimental.
D. Parcialidade das conclusões e ênfase nos grupos informais.
E. Inadequada visualização dos problemas das relações industriais.

Resposta: A.
Dificuldade: Média.
Comentários: Consideramos a dificuldade média porque embora a opção A seja obviamente a
correta, é necessário algum conhecimento da Teoria das Relações Humanas e uma análise
crítica das suas deficiências.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 3
Questões Provão
3) O fluxo direcional das mensagens e informações dentro de uma estrutura organizacional
pode ser classificado em comunicações descendentes (aquelas que fluem de cima para baixo),
ascendentes (aquelas que fluem de baixo para cima), e laterais (as que fluem no sentido
horizontal).
Qual dos exemplos listados abaixo corresponde a uma comunicação ascendente?

A. Políticas e procedimentos.
B. Reclamações e sugestões.
C. Grupos de trabalho.
D. Regulamentos e manuais.
E. Intercâmbio de informação interdepartamental.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Apenas pela leitura do texto e pelo bom senso é possível concluir a resposta
correta.

4) Você é o responsável pela definição do perfil do cargo de uma digitadora de computador.


Para isso, como fonte de identificação de padrão de cargo, você utiliza:

A. Mensuração do trabalho.
B. Estabelecimento participativo de metas.
C. Questionário de posição.
D. Entrevista estruturada.
E. Livros de registros de empregados.

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: A questão aborda um tópico especializado de recursos humanos que não foi
estudado no texto do nosso livro. No entanto, o simples bom senso permitiria chegar à
conclusão correta.

5) Você foi designado para fazer parte de uma comissão de cargos e salários, incumbida de
rever as carreiras e o plano de cargos da organização. Para consolidar a carreira dos
engenheiros, compete a você defender a opção por uma carreira em Y, substituindo a carreira
por linha hierárquica que vem sendo praticada. Nesse sentido, você afirma que a carreira em Y
é mais adequada porque:
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 4
Questões Provão
A. Os cargos gerenciais são mais importantes do que os cargos técnicos e,
conseqüentemente, é natural que o profissional no topo de sua carreira ocupe um
cargo gerencial.
B. Com uma carreira flexível, qualquer mudança na estrutura da empresa gera grandes
problemas na alocação das pessoas que ocupam cargos gerenciais.
C. Ela valoriza o trabalho do generalista e satisfaz as necessidades organizacionais de
expansão da amplitude administrativa.
D. Ela permite um menor número de pessoas no topo da organização, sem que,
necessariamente, seja aumentada a estrutura organizacional.
E. Ela tem como pressuposto a mobilidade e a ascensão profissional do empregado pelo
exercício de funções gerenciais ou de ocupações na sua área de especialidade.

Resposta: E.
Dificuldade: Média.
Comentários: A questão poderia ser considerada fácil para quem tem conhecimentos de
administração de cargos e salários e planos de carreira. Escolhemos o grau de dificuldade
médio porque o texto do livro, por ser um texto básico de administração não abordou os vários
tipos de planos de carreira. No entanto, com base nos conhecimentos básicos do nosso texto e
algum bom senso é possível chegar à resposta correta.

6) O planejamento estratégico de sua empresa prevê um aumento de trinta por cento da


participação de mercado do seu produto carro-chefe nos próximos três anos.

A. Planejada a demanda futura de recursos humanos.


B. Calculada a rotatividade de pessoal.
C. Feito um inventário de aptidões de recursos humanos.
D. Programada a política de férias.
E. Analisada a taxa de absenteísmo organizacional.

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: A questão pode ser resolvida com base numa simples leitura e bom senso.

7) Recomenda-se que se faça um anúncio do tipo fechado para o recrutamento de um


candidato quando queremos:

A. Atrair poucos candidatos para o cargo.


B. Receber currículos personalizados.
C. Manter a confidencialidade do nome da empresa.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 5
Questões Provão
D. Conhecer as intenções salariais dos candidatos.
E. Conhecer a habilidade redacional dos interessados.

Resposta: C.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: A questão requer o conhecimento do conceito de anúncio fechado. Este
conceito foi bem explicado no nosso texto e é muito simples. Além disso, poderia, embora com
certa dificuldade, ser inferido pela leitura da questão. Fazemos restrições à palavra redacional
no contexto em que foi usada.

8) Segundo a metodologia de Schein, a cultura de uma organização pode ser aprendida em


três níveis: (1º) dos artefatos visíveis, (2º) dos valores que governam o comportamento das
pessoas e (3º) dos pressupostos básicos e inconscientes. Sobre a dificuldade de
gerenciamento da cultura organizacional, podemos afirmar que:

A. É mais elevada no primeiro nível porque, embora esses artefatos sejam fáceis de
encontrar, nem sempre são decifráveis ou de fácil interpretação.
B. É mais elevada no segundo nível porque são necessários processos de análise e
entrevistas para identificar os valores manifestos da cultura.
C. É mais elevada no terceiro nível, pois tais pressupostos são internalizados no
inconsciente dos membros da organização.
D. O grau de dificuldade para o gerenciamento da cultura organizacional é o mesmo nos
três níveis.
E. A cultura organizacional não pode ser gerenciada em nenhum destes níveis.

Resposta: C.
Dificuldade: Alta.
Comentários: A dificuldade é alta porque é necessário conhecer a teoria de Edgar Schein,
embora seja possível concluir através do texto explicativo, mas não seria fácil.

9) Um dos desafios da Moderna Administração de Pessoal e de Recursos Humanos diz


respeito à qualidade de vida no trabalho. Sobre esta questão é correto afirmar que:

A. Em geral, os esforços para melhorar a qualidade de vida no trabalho procuram tornar


os cargos mais produtivos e satisfatórios.
B. Embora sejam usadas muitas técnicas diferentes sob o título “qualidade de vida no
trabalho,” Nenhuma delas acarreta a reformulação dos cargos.
C. Cargos altamente especializados, nos quais não há uma necessidade de identificação
com as tarefas, proporcionam níveis mais elevados de qualidade de vida no trabalho.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 6
Questões Provão
D. A qualidade de vida no trabalho não é afetada pela maneira como as tarefas são
agrupadas na organização.
E. Elementos comportamentais não precisam ser considerados em projetos de cargo que
busquem a alta qualidade de vida no trabalho.

Resposta: A.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1997. A questão
envolve a necessidade de conhecimentos dos conceitos de enriquecimento e ampliação do
trabalho (job enlargement e job enrichment), além dos conhecimentos de administração de
cargos.

10) “Somente pessoas carismáticas e com qualidades inatas podem transformar-se em


grandes líderes”.
Essa afirmação não caracteriza a linguagem administrativa moderna da teoria da liderança
porque:

A. Hoje, acredita-se que líderes são pessoas comuns que aprendem habilidades comuns,
mas que no seu conjunto formam uma pessoa incomum.
B. A teoria gerencial moderna concentra suas ações mais na explicação da natureza da
liderança do que na tentativa de propor alternativas que transformem dirigentes em
líderes.
C. A aceitação de que liderança é inata conduz a estudos sobre a transformação de
características de liderança efetiva em alternativas de comportamento gerencial a
serem ensinadas aos gerentes.
D. A liderança é vista como dependente das condições organizacionais, ou seja, do
contexto exclusivamente interno no qual o líder está inserido.
E. As características de liderança são universais e aplicáveis a qualquer tipo de pessoa e
de organização.

Resposta: A.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1997. A questão
foi considerada de dificuldade alta porque o texto do livro, por ser um texto básico de
administração não se aprofunda no estudo da liderança, embora, com os conhecimentos
adquiridos pela leitura do nosso texto, seja possível chegar à conclusão correta.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 7
Questões Provão
11) Você vem recebendo queixas no atendimento aos clientes da sua empresa e, por isto,
elaborou um programa de desenvolvimento para mudança comportamental e atitudinal de seus
atendentes. Para avaliar os resultados deste programa você buscou identificar:

A. Quão bem utilizados foram os recursos financeiros.


B. Como o programa trouxe mudança de comportamento aos treinandos.
C. A reação dos treinandos ao programa e o seu aprendizado.
D. A reação dos treinandos com relação ao conteúdo desenvolvido.
E. A reação dos treinandos quanto aos métodos utilizados.

Resposta: B.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1997.
Consideramos a dificuldade como média porque o texto do livro, por ser um texto básico de
administração não aborda os métodos de avaliação de resultados dos programas de
treinamento, assunto de um curso especializado em recursos humanos. No entanto, com os
conhecimentos adquiridos pela leitura do nosso texto, é possível chegar à conclusão correta.

12) Você é designado para implementar um processo de mudança na sua empresa, mas os
seus funcionários apresentam resistências psicológicas e emocionais. As opções abaixo
apresentam atitudes e sentimentos dos empregados que caracterizam a sua resistência
psicológica à mudança, à EXCEÇÃO de uma. Assinale-a.

A. Há um julgamento de que as mudanças podem ameaçar a segurança dos funcionários.


B. Os funcionários, como as pessoas em geral, têm medo do desconhecido.
C. O código de ética da nova administração não é aceito.
D. A liderança empresarial que está implantando a mudança não inspira confiança.
E. A manutenção da situação atual é mais fácil e confortável.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1997. A opção C
é a única que não envolve resistência psicológica, mas resistência a valores explícitos.

13) Sobre as vantagens e desvantagens da centralização e da descentralização


organizacionais, podemos afirmar corretamente que numa empresa descentralizada:

A. A eliminação dos esforços duplicados reduz os custos operacionais, embora as linhas


de comunicação mais distantes provoquem demoras prolongadas.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 8
Questões Provão
B. As decisões são tomadas mais rapidamente pelos próprios executores, mas pode
ocorrer falta de informação e de coordenação entre os departamentos.
C. O maior envolvimento na tomada de decisão entre os administradores médios aumenta
as taxas de rotatividade e absenteísmo.
D. Os tomadores de decisão são os que têm mais informação sobre a situação e, portanto,
prescindem de melhor treinamento.
E. Os administradores nos níveis mais baixos em geral se sentem frustrados porque estão
fora do processo decisorial.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1997. A leitura
do texto e conhecimentos básicos de administração levam à resposta correta.

14) A tomada de decisões é o núcleo da responsabilidade administrativa. Quanto à forma,


existem dois tipos de decisão: as decisões programáveis (de acordo com métodos e técnicas
estabelecidos) e as decisões não programáveis (que constituem novidades e tendem a ser
tomadas dentro de regras improvisadas). Com base nesta classificação, assinale o único
exemplo INCORRETO de um dos tipos de decisão.

A. Programável: Elaboração de calendário escolar dos cursos de graduação de uma


universidade.
B. Programável: Contratação de mão-de-obra extra pra vendas natalinas.
C. Não programável: Respostas às queixas dos consumidores sobre os produtos/serviços
da empresa.
D. Não programável: demissão de empregado devido a problemas recentes de maus
desempenhos.
E. Não programável: Financiamento de linha vital de pesquisa que acabe introduzindo um
produto novo e importante.

Resposta: E.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1997. A
dificuldade pode ser considerada baixa porque pela simples leitura é possível concluir a
resposta desejada.

15) Quando analisamos a evolução da história das empresas e, sobretudo, a história da sua
administração, em geral, encontramos seis fases: a artesanal, a da transição do artesanato à
industrialização, a do desenvolvimento industrial, a do gigantismo industrial, a moderna e a da
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 9
Questões Provão
incerteza. Esta última, que se iniciou na década de oitenta, marcada pela revolução do
computador, exige que o gerente:

A. Seja um decisor racional, um planejador sistemático e um coordenador e supervisor


eficiente das atividades organizacionais.
B. Seja eficaz na sua especialidade e em sua capacidade de comandar e coordenar
tarefas.
C. Pense na realidade administrativa como algo racional, controlável e passível de ser
uniformizado.
D. Compreenda que as organizações são diferentes e estão inseridas em ambientes
complexos e heterogêneos em ritmo de mudança acelerada.
E. Supervisione rotinas e lide com tecnologias específicas, ao mesmo tempo que adote
ações de curto prazo na busca de recursos.

Resposta: D.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1997. Para se
chegar à conclusão correta é necessário não apenas uma leitura cuidadosa das opções, mas
também um conhecimento da realidade empresarial atual e dos requisitos de um administrador
contemporâneo.

16) Assinale a afirmativa que NÃO se refere a um fator ambiental que tem acentuado as
preocupações com a prática participativa na gerência do mundo contemporâneo.

A. A introdução da participação está primordialmente vinculada ao aumento da eficiência e


da produtividade: se os trabalhadores participam nos lucros, têm interesse em
aumentar este lucro.
B. A democratização das relações sociais ocasiona formas de organização de instituições
sociais, que, por sua vez, irão suscitar pressões para democratizar a organização
econômica e a produção de bens e serviços.
C. A velocidade e a intensidade com que as mudanças ambientais atingem a organização
do trabalho, hoje em dia, desatualizam rapidamente as estruturas estabelecidas, os
processos de tomada de decisão e o impacto dessas decisões no ambiente
socioeconômico em que a organização opera.

D. O desenvolvimento alcançado pelos meios de comunicação coloca ao alcance de


parcelas consideráveis da população economicamente ativa condições de participação
e expressão de direitos alcançados por grupos similares.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 10
Questões Provão
E. O aumento do nível educacional e cultural determina grande elevação das aspirações
profissionais e faz crescer o hiato entre o que o indivíduo conhece e aquilo que faz ou
deseje fazer, criando novas demandas na organização do trabalho.

Resposta: A.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1997. A leitura
atenta do texto permite chegar à conclusão correta, mas é preciso muita atenção.

PROVÃO 1998

1) No seu primeiro dia de trabalho na empresa de Produtos Alimentícios Celeste, o presidente


João de Souza descreveu aos novos funcionários o seu modelo de administração com as
seguintes palavras: “A aceleração do trabalho só poderá ser obtida por meio da padronização
obrigatória dos métodos, adoção obrigatória dos melhores instrumentos e condições de
trabalho e cooperação obrigatórias. E esta atribuição de impor padrões e forçar a cooperação
compete exclusivamente à gerência.”
A partir desta citação, concluímos que a empresa estava embasada:

A. Na Teoria comportamental da Administração.


B. Na abordagem humanística da organização.
C. No modelo burocrático de organização.
D. Nos princípios da Teoria Contingencial.
E. Nos princípios da Administração Científica.

Resposta: E.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A
resposta é óbvia e requer apenas o conhecimento dos princípios da administração científica
que são estudados logo no início de qualquer curso de administração.

2) Especialistas em administração da remuneração têm observado que o mercado de trabalho


está sujeito ao que os economistas chamam de “ilusão do dinheiro”, que faz com que as
pessoas se sintam melhor recebendo um aumento de 10% numa inflação de 8%, do que se os
números forem respectivamente 3% e 1%.
O desafio de inflação baixa pode gerar insatisfação no trabalho, e precisa ser vencido através
de um gerenciamento de remuneração que busque:
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 11
Questões Provão
A. Identificar os cargos de uma mesma família e classificar, a partir de descrições
distintas, as atividades realmente executadas.
B. Categorizar a qualificação de pessoal segundo os regulamentos governamentais que
afetam salários e envolvem os componentes críticos de cada cargo.
C. Manter programas de promoção calcados na antiguidade, isto é, que o indivíduo seja
promovido após decorrido um período de tempo predeterminado independente de
outros fatores.
D. Assegurar o equilíbrio interno conseguido pela correta avaliação de cargos, de forma a
manter uma hierarquia, e o equilíbrio externo através da adequação salarial da
organização frente ao mercado de trabalho.
E. Identificar, para o sistema de cargos, funções comissionadas e sistemas de benefícios
diferenciados, que possam complementar a perda do adicional correspondente à
gratificação da função.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. Esta
questão é, na realidade relativamente fácil. Preferimos classificá-la como de dificuldade média
porque não está bem formulada. A resposta D seria correta independente da “ilusão do
dinheiro”. Em épocas de grande inflação, as empresas têm índices corretivos para fazer a
comparação correta entre os salários de empresas com datas bases diferentes. A necessidade
de coerência interna é sempre necessária e a externa é sempre possível. As demais respostas
só estão aí para confundir. Além disso, o português não está bem empregado, como o
pleonasmo período de tempo e a expressão frente a, que não era usada pelos clássicos da
língua portuguesa, que preferiam diante de, em frente de, perante, etc.

3) Ken Blanchard enfatiza: “Feedback é o café da manhã dos campeões. Dá aos empregados
uma medida do próprio desempenho”.
Você, como administrador, está preocupado em avaliar corretamente o seu pessoal, e tem
consciência das dificuldades inerentes a esse processo. Para que o efeito-halo não distorça
seu julgamento, você:

A. Tende a ser muito rigoroso ao avaliar o desempenho do seu subordinado.


B. Evita que a sua opinião pessoal a respeito do subordinado influa na mensuração do
desempenho.
C. Busca situar todos os subordinados em uma média, evitando colocá-los em posições
extremas.
D. Considera prioritariamente como fonte de classificação para a sua avaliação as ações
mais recentes dos subordinados.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 12
Questões Provão
E. Estabelece padrões de desempenho amplos que permitam flexibilidade nas avaliações.

Resposta: B.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A questão
não está bem colocada, por isso foi considerada de dificuldade média. Em primeiro lugar
vamos definir em que consiste o efeito halo. Efeito halo é um termo técnico de avaliação de
recursos humanos que consiste em julgar todas as características do avaliado em função de
um conjunto homogêneo, sem considerar as diferenças de cada item da avaliação, julgando
todos os itens da avaliação da mesma forma e sem uma avaliação analítica dos atributos do
avaliado. Isto pode ser causado pelo fato de considerar uma impressão geral predominante ou
pela importância atribuída a um erro ou a um acerto do avaliado, que acaba condicionando
todos os itens da avaliação. Em função disso, podemos eliminar todas as opções. A que mais
se aproxima de uma resposta lógica é a B, embora o efeito halo seja mais comum nas
avaliações de atributos e potencial do que de desempenho.

4) Segundo Darryl F. Zanuck, fundador da 20th Century Fox, “se dois homens num mesmo
trabalho concordam todo o tempo, então um deles não serve. Se eles discordam todo o tempo,
então os dois não servem”. Para que o administrador selecione as pessoas certas, ele precisa:

A. Atender a três desafios, que se referem à ética, à oferta de mão-de-obra e a imposições


organizacionais.
B. Diminuir o quociente de seleção para atrair mais candidatos.
C. Utilizar testes que avaliem a combinação provável entre os conhecimentos dos
candidatos e os requisitos do cargo.
D. Elaborar roteiros estruturados e não estruturados para a condução de entrevistas de
seleção.
E. Criar um relacionamento relaxado com o candidato a emprego para facilitar o clima de
comunicação.

Resposta: A.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Essa questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A
questão parece mal feita. Em que sentido a declaração de Zanuck ajuda? A opção B é
evidentemente errada. Quem bons conhecimentos de recrutamento e seleção eliminaria, após
pensar um pouco as opções D e E. Para eliminar a opção C é preciso compará-la com a A para
concluir que esta é mais apropriada. A opção C presta-se a interpretações dúbias.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 13
Questões Provão
5) Segundo Rensis Likert, quatro sistemas de administração podem ser identificados, quando
se analisa o processo decisorial, o sistema de comunicações, as relações interpessoais e os
sistemas de recompensas de uma organização. São eles: autoritário-coercitivo, autoritário-
benevolente, consultivo e participativo.
Você trabalha numa empresa industrial que utiliza tecnologia apurada e mão-de-obra
especializada, e que foi classificada no sistema autoritário-benevolente. Diante disso,
podemos afirmar que nessa empresa:

A. Há uma ênfase no sistema de recompensas sociais e as punições são raras.


B. A confiança depositada nas pessoas é bem elevada e a participação e o
envolvimento grupal são intensos.
C. O processo decisorial é centralizado na cúpula administrativa, permitindo uma
diminuta delegação de caráter rotineiro.
D. O trabalho é realizado em equipes e incentiva-se a formação de grupos.
E. O sistema de comunicações facilita o fluxo no sentido vertical (descendente e
ascendente).

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. Todo
sistema autoritário, seja ele coercitivo ou benevolente, possui um sistema decisório
centralizado. Assim, a opção C é a única válida. Preferimos considerar a dificuldade como
média, porque é necessário analisar as opções com cuidado, embora os estudos de Likert
estejam analisados extensivamente no nosso texto.

6) Interessado em investigar os diferentes sistemas de valores nacionais e de que forma eles


interagem com os sistemas de valores organizacionais, Geert Hofstede realizou uma ampla
pesquisa durante quinze anos, envolvendo 53 países e argumentou: “uma desconsideração
pelas outras culturas é um luxo a que somente os fortes podem-se dar... e até onde vão as
teorias de administração, o relativismo cultural é uma idéia cuja era já chegou.”
Sendo assim, é INCORRETO afirmar que:

A. As diferenças no caráter nacional podem ter impacto direto sobre as práticas e


relacionamentos no trabalho.
B. Considerando que as organizações desenvolvem suas próprias culturas e seus
sistemas de valores predominantes, as subsidiárias estrangeiras de organizações
multinacionais acabam por desenvolver uma cultura híbrida, refletindo a cultura
organizacional internacional e a cultura local.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 14
Questões Provão
C. O caráter nacional é unimodal, ou seja, todas as pessoas de um certo país têm
necessariamente as características associadas àquela cultura, o que facilita a
transferibilidade das práticas gerenciais.
D. Estudos comparativos de diversas culturas em organizações semelhantes sugerem que
os funcionários das diferentes sociedades podem ter expectativas bem diferentes sobre
o trabalho e a satisfação que dele obtêm.
E. Em multinacionais bem integradas com uma forte cultura pode-se verificar grande
similaridade entre seus membros, apesar das origens raciais diferentes.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. Julgamos
a questão como tendo dificuldade média porque é necessária uma leitura atenta do texto, mas
é fácil concluir que se o relativismo cultural é uma idéia cuja era já chegou, é impossível ser
correto dizer que o caráter nacional é unimodal e que todas as pessoas de um país têm
necessariamente as características associadas àquela cultura. O Brasil é um exemplo nítido de
país multicultural.

7) O título impresso no cartão de visitas de Joel Silva era “gerente de produção”, cargo no qual
ele tinha mais de 30 subordinados, que comandava em um amplo escritório. O rapaz, de 29
anos, tinha grandes ambições de progredir na organização, motivado pela perspectiva de
promoções e melhoria de status. Isto foi há dois anos, antes da empresa ser fundida com uma
concorrente. Hoje, Joel trabalha num espaço comum a outros vinte gerentes e o número de
pessoas diretamente subordinadas a ele foi cortado para apenas cinco.
Você é o diretor de Recursos Humanos desta empresa e deve enfrentar o desafio da motivação
de uma força de trabalho que, como Joel, está entediada.
Qual seria, nesse caso, a atitude correta e adequada que você tomaria?

A. Estabeleceria um programa contínuo que buscasse identificar e satisfazer as


necessidades, os desejos e as expectativas dos empregados.
B. Estabeleceria um modelo de modificação de comportamento embasado num esquema
de reforço intermitente.
C. Estabeleceria um sistema de ameaças ou coação para que o trabalho fosse realizado
acoplado a um sistema de recompensas a todos no fim do ano.
D. Implementaria uma política de elogios e reforço contínuo embasada na teoria de
condicionamento.
E. Permitiria que os empregados definissem a sua política de recompensas e punições
segundo os seus valores e prioridades.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 15
Questões Provão
Resposta: A.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A questão
não é simples para alunos de um curso básico de administração. As opções B, C e D,
visivelmente baseadas na teoria de Skinner, não funcionariam no longo prazo para pessoas do
nível de Joel. A opção E é estranhíssima, pois não considera os valores e prioridades da
própria empresa. A opção A é a opção correta. Com as necessidades, desejos e expectativas
dos empregados satisfeitas, seria possível reverter o quadro de tédio e desmotivação. É
indispensável a leitura atenta das opções para se chegar à conclusão correta.

8) Segundo William J. O’Brien, ex-presidente da Hannover Insurance, USA, “o motor da


mudança não é tecnológico, mas humano. Assim, a organização do futuro deverá ser coerente
com a aspiração das pessoas por auto-respeito e auto-realização.”
Para gerenciar esta realidade, as organizações têm criado sistemas inovadores de recompensa
e distribuição de lucros, compostos de três elementos básicos: o pagamento em termos de
salário, benefícios tais como seguro, assistência médica, férias, etc. e recompensas não
monetárias tais como reconhecimento, condições de trabalho e elogios.
A satisfação com essas recompensas é parte de uma reação complexa a uma certa situação
influenciada por diversos fatores.
Qual das afirmações abaixo CONTRADIZ os resultados das pesquisas sobre o tema?

A. A satisfação com uma recompensa é uma função de quanto se recebe e quanto a


pessoa acha que deveria ter recebido.
B. A satisfação geral com o trabalho é influenciada principalmente pela satisfação com as
recompensas extrínsecas que os empregados recebem.
C. A sensação de satisfação das pessoas é influenciada por comparações com o que
aconteceu a outras.
D. As pessoas variam muito em relação às recompensas que desejam e à importância que
atribuem a cada uma.
E. Muitas recompensas extrínsecas são importantes e gratificantes porque levam a outras
recompensas (tais como poder e status).

Resposta: B.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A
dificuldade é alta por vários motivos. A questão parece confusa e prolixa. Por exemplo, para
que serve na questão a frase: “A satisfação com essas recompensas é parte de uma reação
complexa a uma certa situação influenciada por diversos fatores.”? É preciso ler e reler para
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 16
Questões Provão
compreender o que se deseja. A opção B contradiz a afirmação: “a organização do futuro
deverá ser coerente com a aspiração das pessoas por auto-respeito e auto-realização.”

9) Jairo Magalhães é diretor de Recursos Humanos de uma empresa multinacional e percebe


que muitos funcionários que acabam de ser contratados não têm um desempenho eficaz
porque não estão integrados na organização. Para tentar resolver esse problema, Jairo
introduz na empresa programas de orientação/ integração. Esse tipo de programa traz o
benefício de:

A. Treinar os empregados nas obrigações que devem cumprir.


B. Melhorar o coeficiente de inteligência emocional dos funcionários.
C. Melhorar o conhecimento e as aptidões do cargo em todos os níveis da organização.
D. Ajudar os empregados a compreender os aspectos sociais, técnicos e culturais do local
de trabalho.
E. Reduzir os custos de consultoria externa por utilizar consultoria interna competente.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A questão
é relativamente simples, mas preferimos classificá-la como de dificuldade média porque exige
uma leitura atenta da questão e de cada uma das opções.

10) Para que os empregados de sua empresa colaborem e trabalhem juntos em diversos
projetos, optou-se por uma estrutura matricial de desenho departamental. Isto significa que a
organização:

A. Utilizou equipe-tarefa ou força-tarefa para adaptação de certos segmentos da empresa


a um produto/serviço complexo.
B. Dividiu suas unidades para que cada uma delas possa servir a um tipo especial de
cliente, num processo de diferenciação.
C. Agrupou os seus processos segundo a seqüência do ciclo de produção, por meio de
arranjo físico e disposição racional dos equipamentos.
D. Optou por uma estrutura mista na qual ele sacrifica o princípio da unidade de comando
e passa a ter uma autoridade dual.
E. Integrou todos os departamentos funcionais, mesmo com numerosos grupos de
assessoria, em torno de uma linha de produtos.

Resposta: D.
Dificuldade: Baixa.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 17
Questões Provão
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998.
Preferimos considerar a dificuldade como baixa em virtude de estar bem explicada no nosso
texto as características da estrutura matricial. De fato, embora o chefe de linha, na estrutura
matricial, seja o líder ou gerente do projeto, a autoridade funcional é bem mais forte do que na
estrutura divisionalizada e ainda é permanente, enquanto a autoridade de linha do gerente de
projeto é temporária, ficando assim enfraquecida. Portanto, na prática, fica criada a autoridade
dual. Este ponto está muito claro no nosso texto e permite uma conclusão fácil pelos que o
compreenderam.

11) “As empresas gastam mais tempo preocupando-se com os produtos do que com as
pessoas. Os presidentes do futuro entenderão que os empregados são o cerne da questão. As
pessoas trarão bons resultados se a visão, os valores e o sistema de gestão permitirem que
dêem suas contribuições.” (Edgar Bronfman Jr. Presidente da Seagram Company Ltd.)
Vários executivos apresentam discurso semelhante e enfatizam as vantagens da gestão
participativa. De fato, embora haja vários benefícios em se ter a participação no local de
trabalho, há, também, diversas barreiras que precisam ser vencidas.
Assinale a opção que NÃO constitui uma barreira a ser vencida.

A. Filosofias autoritárias.
B. Falta de vontade de participar.
C. Limitações de tarefa e de tempo.
D. Medo dos gerentes perderem o poder e o controle.
E. Grande nível de interdependência entre cargos diferentes.

Resposta: E.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. Cremos
que a dificuldade é baixa, porque até por exclusão se chega à resposta correta. É preciso
apenas bom senso.

12) As Lojas Piratininga S.A., tradicional cadeia de lojas de roupas com filiais em diversos
estados do Brasil, foi obrigada a diminuir sua estrutura devido à retração das vendas em função
da conjuntura econômica. O seu Diretor de Planejamento explicou que a empresa somente
conseguirá sobreviver se se adaptar a um ambiente mutável e heterogêneo.
Isso significa que é preciso ter um desenho organizacional:

A. Simples com reações padronizadas ao ambiente por meio de regras e regulamentos de


rotina.
B. Complexo e diferenciado para lidar com multivariados segmentos ambientais.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 18
Questões Provão
C. Onde o ambiente de tarefa permita reações padronizadas e rotineiras.
D. Onde o ambiente de tarefa permita utilizar um modelo burocrático com uniformidade de
critérios.
E. Onde o ambiente de tarefa permita à empresa pequena diferenciação de atividades.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A
dificuldade foi considerada baixa porque com uma leitura atenta se chega à conclusão correta
usando apenas o bom senso.

13)

Conselho de
Administraç
ão
Conselh
o Fiscal

Diretoria
Executiva

Departamen Departamen Departamen Departamen Departament


to de to de to de to de o de R.
Finanças Produção Marketing Logística Humanos

Na representação gráfica acima as setas indicam a existência de interações intra-


organizacionais.
Nesse mesmo gráfico, as interações intradepartamentais retratadas mostram:

A. Um Sistema-Empresa com seus subsistemas componentes.


B. Uma loja de departamentos.
C. Uma empresa produtora de mercadorias e/ou serviços.
D. As relações de uma empresa com o ambiente tarefa.
E. As relações de uma empresa com o macroambiente.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 19
Questões Provão

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Essa questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A
questão pode ser resolvida com facilidade por que sabe o que é ambiente de tarefa e
macroambiente. Este assunto foi abordado, ainda que resumidamente, nas partes 1, 3 e 7.

14) A GAMA S.A. é uma empresa de pequeno porte do setor de transporte que está
enfrentando sérios problemas financeiros decorrentes do seu processo decisório. Para justificar
esta situação, o seu Presidente afirmou que “o processo decisório na GAMA S.A. envolve uma
racionalidade limitada e é, basicamente, satisfatório e não otimizante.” Assim, nessa empresa,
o administrador:

A. Tem condições de analisar todas as alternativas possíveis e receber todas as


informações necessárias para a tomada de decisões.
B. Procura sempre alternativas ótimas dentro das possibilidades da situação envolvida
antes de tomar uma decisão.
C. Evita manter as regras estabelecidas pela empresa para tomada de decisão e somente
redefine os procedimentos quando sofre pressões.
D. Busca a incerteza e evita regras padronizadas para tomar decisões.
E. Toma decisões sem poder procurar e analisar todas as alternativas possíveis, optando,
na maioria dos casos, por alternativas satisfatórias.

Resposta: E.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. Embora a
questão seja relativamente fácil e o nosso texto aborde o assunto, a necessidade de uma
leitura atenta das opções leva-nos a classificá-la como de dificuldade média.

15) Uma equipe de reengenharia, após a realização de um diagnóstico preliminar, identificou


um processo problemático na área de produção de uma empresa: o excesso de controles
operacionais, gerando custos relativamente elevados, considerados os demais custos de
produção. Assinale a opção que não deverá ser incluída no relatório, a ser encaminhado à
Diretoria Executiva, com sugestões sobre um futuro programa de Reengenharia de Processos
na área de produção da empresa.

A. Identificar e mapear os processos relacionados com os controles operacionais na área


de produção.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 20
Questões Provão
B. Eliminar, na medida do possível, os processos que não adicionam valor para o cliente
(análise de valor).
C. Ordenar os processos problemáticos, identificados na área de produção, segundo o
grau de disfunção apresentado.
D. Relacionar os processos referentes a controles operacionais mais suscetíveis de serem
redefinidos com sucesso.
E. Tornar os controles operacionais mais presentes no processo produtivo.

Resposta: E.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. É fácil
concluir que se o problema é o excesso de controles operacionais, não faz sentido tornar os
controles operacionais mais presentes no processo produtivo da empresa. Além disso, todas as
demais opções são válidas para o aludido relatório, considerando o problema existente.

16) Segundo Paulo Roberto Motta, “as organizações inovadoras possuem maior flexibilidade na
sua estrutura: as fronteiras administrativas e as divisões internas são mais ambíguas e fluidas,
permitindo a livre circulação de idéias e encorajando iniciativas individuais; constroem uma
nova cultura em que a unidade e a diversidade convivem simultaneamente como forças de
agregação.”
Assim, pode-se afirmar que as organizações que buscam estruturas organizacionais flexíveis
devem ser:

A. Atomizadas e holográficas.
B. Burocráticas e mecanicistas.
C. Mecanicistas e atomizadas.
D. Tayloristas e holográficas.
E. Tayloristas e burocráticas.

Resposta: A.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A
resposta pode ser obtida mais facilmente por exclusão. Pelo texto é possível concluir que a as
organizações flexíveis não podem ser burocráticas nem mecanicistas. Com um pouco de bom
senso é possível concluir que também não devem ser tayloristas. Portanto, sobra apenas a
opção A, a qual se chega sem necessidade de se saber o que significa atomizadas e
holográficas. Atomizada significa que essas organizações são constituídas por células
pequenas que agem com relativa independência, proporcionando o ambiente em que se
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 21
Questões Provão
desenvolvem as pequenas empresas. Holográfica significa que sua representação gráfica
adequada deve ser feita em imagens tridimensionais.

17) Segundo o economista John Kenneth Galbraith, após a Primeira Guerra Mundial teve início
a era da incerteza, que, por suas características, impõe ao administrador o desafio de:

A. Elaborar sistemas de recompensas que satisfaçam à hierarquia, à autoridade, à


unidade de comando, à eficiência e à departamentalização.
B. Equalizar o poder dentro das organizações, reduzindo a diferença de poder e status
entre supervisores e subordinados.
C. Gerir um ambiente de turbulência e instabilidade, cheio de mudanças e transformações.
D. Introduzir nas organizações o princípio da unidade de comando e da cadeia escalar.
E. Selecionar e escolher os membros das organizações com base exclusivamente na
competência técnica e na qualificação profissional.

Resposta: C.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. Basta
uma leitura atenta e bom senso para se chegar à conclusão correta.

18) Fatores condicionantes do Desenho Organizacional

Ambiente
Objetivos Tecnologia Geral e de Estratégia
Tarefa

Desenho Organizacional

Estrutura Conseqüências Comportamento


Organizacional Organizacional
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 22
Questões Provão
Analise os fatores condicionantes do Desenho Organizacional acima e identifique
aquele cujo enfoque parte simultaneamente da análise e mapeamento ambiental (avaliação
externa) e das decisões tomadas.

A. Objetivos.
B. Estratégia.
C. Tecnologia.
D. Ambiente Geral.
E. Ambiente de Tarefa.

Resposta: B.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1998. A questão
não está muito clara. É muito fácil eliminar as opções C, D, e E, mas a eliminação da opção A
é, até certo ponto, arbitrária, uma vez que os objetivos podem ser revistos em função de
qualquer condicionante. Pelo bom senso seria possível chegar à opção B como sendo a
desejada pelos examinadores. Por isso, consideramos a questão como sendo de dificuldade
média. Os assuntos relacionados a esta questão foram abordados no texto do livro nas
seguintes partes; (a)- objetivos, partes 2 e 3; (b)- tecnologia, parte 9 (ainda que resumidamente
e particularizando alguns aspectos); (c)- ambiente geral e de tarefa, partes 1 e 3 (ainda que
denominado de microambiente); (d)- estratégia, parte 3; (e)- desenho organizacional, partes 2 e
7; (f)- estrutura organizacional, partes 2 e 7; (g)- comportamento organizacional, parte 6. Por
esta razão, incluímos esta questão do Exame Nacional de Cursos na última parte.

PROVÃO 1999
1. Presidente
Funções
Gerenciais
Nível Gerencial
da Organização

Funções
Técnicas

Nível Operacional

0% 100 %

Tempo
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 23
Questões Provão

A figura acima representa uma empresa de porte médio. De acordo com o modelo, os
supervisores passam cerca de 30% de seu tempo em atividades gerenciais e 70% em
atividades técnicas. Já o presidente passa, no mínimo, 90% do seu tempo em atividades
gerenciais e, no máximo, 10% em atividades técnicas. Se colocássemos todos os outros níveis
hierárquicos no modelo, veríamos que, ao mesmo tempo que um indivíduo progride em uma
organização, as atividades gerenciais e as exigências em relação a elas aumentam, e o
envolvimento em atividades técnicas diminui.
Muitas vezes observamos nas organizações um contraste entre o nível gerencial e o nível
funcional. Uma situação na qual o gerente se envolve mais em atividades técnicas do que o
esperado no seu nível gerencial caracteriza:

A. O exercício limitado das funções do administrador.


B. A predominância da obtenção de resultados eficazes através de pessoas.
C. Uma maior ênfase ao elemento humano na organização.
D. Uma criteriosa alocação de recursos escassos.
E. Que os seus subordinados trabalham segundo as próprias potencialidades.

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A questão
é fácil, mas não está bem formulada. Houve uma simplificação da teoria de Katz com a
eliminação da visão sistêmica. O enunciado fala em nível funcional, mas isto é estranho, o que
quer dizer com isto? Os gerentes de funções também estão em nível funcional. Seria mais
apropriado falar em nível de execução ou nível operacional, termos mais usuais. Há ainda a
cacofonia da terceira opção que deveria ser redigida uma ênfase maior e não uma maior
ênfase.

2) Uma cadeia de lanchonetes descobre que seu negócio está mudando com base em duas
constatações: (1) mais pessoas estão comendo fora, em estabelecimentos de fast-food e, (2)
devido a variações demográficas, existem menos adolescentes disponíveis para trabalhar por
um salário mínimo em empregos entediantes. O primeiro ponto sugere que a organização
deveria expandir seu negócio e tirar proveito da oportunidade de crescimento. A resposta
tradicional para mais negócios – empregar mais adolescentes - não é uma opção, como deixa
claro o segundo ponto. Uma situação como esta exige do administrador uma decisão
contingencial. Ele listou como possíveis as decisões abaixo. Entretanto, uma delas é baseada
na Abordagem Clássica da Administração. Qual?
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 24
Questões Provão
A. Ignorar as oportunidades mercadológicas de crescimento e continuar como está agora,
por medida de segurança.
B. Alterar a estrutura organizacional, aumentando a autonomia decisória dos funcionários.
C. Separar o trabalho em tarefas básicas e dividi-lo entre os funcionários, de forma que
cada um possa especializar-se numa tarefa específica.
D. Elaborar um planejamento estratégico, identificando o papel da variável demográfica na
absorção de mão-de-obra.
E. Explorar outras fontes de mão-de-obra, como, por exemplo, donas de casa,
aposentados, estudantes que abandonaram os estudos, deficientes, etc.

Resposta: C.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. Na
realidade, esta questão seria fácil se estivesse certa, mas a resposta oficial do MEC está
errada. A opção C, que o MEC considerou como certa não é baseada na Abordagem Clássica
da Administração e sim na Escola de Administração Científica, de Taylor e seus seguidores,
conforme deixamos muito claro no texto do livro. A ênfase da escola clássica é a estrutura
organizacional e as funções do administrador. Portanto, a opção B estaria correta neste caso.
Aconselhamos aos professores que decidirem utilizar esta questão que corrijam o enunciado,
trocando a expressão Abordagem Clássica da Administração por Escola de Administração
Científica. Desta forma a questão passa a ser de dificuldade baixa.

3) Você trabalha numa indústria de autopeças que está cada dia mais preocupada com o
processo da globalização e internacionalização do setor. Para enfrentar este desafio você
utiliza, para a preparação do planejamento empresarial, a abordagem PFOA (SWOT)
reproduzida a baixo.

O QUE É OPERAÇÕES PRESENTES OPERAÇÕES FUTURAS


BOM PONTOS FORTES OPORTUNIDADES
RUIM PONTOS FRACOS AMEAÇAS

Nessa abordagem são analisadas as potencialidades ou pontos fortes, as fragilidades ou


pontos fracos, as oportunidades e as ameaças para a sua empresa.
Depois de entrevistar seus gerentes e funcionários-chaves, você agrupou os dados em
unidades lógicas de planejamento, mas errou na interpretação das premissas desta matriz
quando considerou:

A. A quebra de um equipamento como uma coerção, uma imposição coercitiva do


ambiente, à qual a empresa não se pode furtar.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 25
Questões Provão
B. A política de incentivo às exportações como uma oportunidade que deve ser explorada
pela empresa.
C. O tabelamento de preços pelo Governo como uma restrição que reduz o grau de
liberdade da empresa.
D. Uma possível greve dos funcionários como uma contingência que pode afetar
seriamente o trabalho da empresa.
E. Um possível aumento da inflação como uma ameaça que pode afetar seriamente o
desempenho empresarial.

Resposta: A.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A questão
não é muito difícil. Foi considerada aqui de dificuldade alta porque seria altamente desejável
conhecimentos de estratégia para se chegar com facilidade à opção correta. Para um curso
básico de administração a questão pode ser considerada difícil.

4) Considere que o ambiente do sistema é o conjunto dos elementos situados “fora” dele e que:
1- uma mudança nos atributos desses elementos afeta o sistema; 2- esses atributos podem ser
mudados pelo funcionamento do sistema. Assim, considerando o setor de bens de consumo,
qual é o único elemento que faz parte exclusivamente do ambiente do sistema?

A. Estrutura organizacional.
B. Demanda dos produtos.
C. Processo de produção.
D. Produtos fabricados.
E. Preço de oferta dos produtos.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A questão
pode ser considerada como de dificuldade baixa porque é fácil concluir que as opções A, C, D
e E não estão “fora” do sistema.

5) Na Companhia Madureira S.A. dedicada ao ramo de bens de consumo, o Gerente de


Recursos Humanos, quando analisa os questionários de avaliação de desempenho, percebe
que a cultura paternalista da empresa faz com que a maioria dos entrevistados favoreça as
pessoas de que gosta, independente da sua competência profissional e de seus resultados.
Esta propensão, causada em geral porque os avaliadores não conseguem ficar
emocionalmente desligados, pode ser qualificada como:
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 26
Questões Provão

A. Efeito recenticidade.
B. Efeito halo.
C. Erro de tendência central.
D. Propensão de rigor.
E. Propensão de complacência.

Resposta: E.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Essa questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999.
Consideramos esta questão como de dificuldade alta porque a resposta oficial do M.E.C. está
errada. Vamos começar pela definição de efeito halo. Efeito halo é um termo técnico de
avaliação de recursos humanos que consiste em julgar todas as características do avaliado em
função de um conjunto homogêneo, sem considerar as diferenças de cada item da avaliação,
julgando todos os itens da avaliação da mesma forma e sem uma avaliação analítica dos
atributos do avaliado. Isto pode ser causado pelo fato de considerar uma impressão geral
predominante ou pela importância atribuída a um erro ou a um acerto do avaliado, que acaba
condicionando todos os itens da avaliação. De todas as opções a que mais se aproxima da
correta seria a E, mas até esta estaria errada, porque a propensão de complacência se dá em
relação a todos os avaliados e não em relação a um grupo específico. Além disso, o efeito halo
é um termo mais usado nas avaliações de potencial e de qualificações e é menos comum nas
avaliações de desempenho. Não recomendamos o uso desta questão na forma como foi
apresentada no Exame Nacional de Cursos, mas com as devidas correções. Uma correção
possível seria dizer que os avaliadores tendem a considerar como mais importantes os
acontecimentos ocorridos há pouco tempo, o que daria como opção correta o efeito
recenticidade. Outra correção possível seria dizer que os avaliadores tendem a ser muito
benevolentes com todos os avaliados, o que daria como opção correta a propensão de
complacência.

6) Miguel Sousa, dono de uma média empresa de informática, tem consciência de que a
produtividade organizacional está intimamente relacionada à qualificação dos seus
funcionários. Para isto, contrata um profissional de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) de
Recursos Humanos, que deverá:

A. Adotar o estilo “deixe que eu faço para você”, isto é, de executor de tarefas.
B. Adotar o estilo de baixa assertividade perante as áreas usuárias de T&D.
C. Conhecer de perto a realidade de trabalho à qual ele deve dar apoio.
D. Centralizar e apoiar os processos de mudança da empresa e dos indivíduos que nela
trabalham.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 27
Questões Provão
E. Exercer um papel de incentivador da elevação do grau de conformidade dos
funcionários às tarefas que devem desempenhar.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A questão
requer uma leitura cuidadosa, mas o bom senso resolve. Todo profissional de T&D deve
conhecer de perto a realidade de trabalho à qual ele deve dar apoio. As demais opções
dificilmente seriam válidas, independente do contexto.

7) Você é gerente de Recursos Humanos de um banco de investimentos que exige um perfil de


funcionário competitivo, agressivo e dinâmico. Para a seleção de um trainee, após uma pré-
seleção baseada em análise dos currículos, você considera mais vantajoso convidar os
candidatos para um(a):

A. Teste eminentemente objetivo, que confirme as habilidades técnicas e emocionais do


candidato e permita a identificação da sua capacidade para resolver problemas.
B. Entrevista rápida, de cinco minutos, para que se confirmem os dados escritos no
currículo, oferecendo uma oportunidade para maiores discernimentos quanto às
diferenças entre os candidatos.
C. Entrevista estruturada, que permite que se criem perguntas subjetivas à medida que a
entrevista prossegue, gerando uma conversação amistosa.
D. Entrevista de stress com perguntas argumentativas e provocativas, o que permite
verificar como o candidato reagirá sob pressão.
E. Entrevista padronizada para facilitar a confiabilidade de informações e o
enquadramento do candidato.

Resposta: D.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. Esta
questão é difícil se colocada num curso básico de administração, pois muitos não saberão
sequer que existe a entrevista de stress. Quem não a conhece fica imaginando que não pode
existir tal tipo de entrevista, mas ela é usada exatamente para se selecionar pessoas
agressivas e competitivas. Talvez num curso especializado de recursos humanos ela fosse de
dificuldade média.

8) Com o intuito de melhorar a mensuração dos retornos dos investimentos realizados em


Treinamento e Desenvolvimento (T&D), o Diretor de RH da Companhia ROBI COMB criticou o
seu gerente alegando que a empresa não estava avaliando bem os seus programas na área.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 28
Questões Provão
Após estudar melhor o assunto, o gerente constatou que a forma mais precisa de caracterizar
os objetivos de uma avaliação é:

A. Analisar o aprendizado dos participantes do programa aplicando testes de


conhecimento e entrevistas em profundidade.
B. Verificar a eficiência com que foram utilizados os recursos de T&D, compatibilizando os
gastos realizados com os lucros obtidos.
C. Verificar a reação dos treinandos com relação ao conteúdo desenvolvido e aos métodos
utilizados.
D. Identificar a reação dos treinandos ao programa, o seu aprendizado, as mudanças de
comportamento geradas e seu reflexo na implementação das metas organizacionais.
E. Produzir gráficos com medidas do desempenho dos instrutores, da qualidade do
material didático e da atuação da equipe logística da empresa.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A melhor
forma de se avaliar um programa de treinamento é avaliando a sua eficácia e não a sua
eficiência. As opções A, B, C e E avaliam a eficiência e não a eficácia.

9) O seu chefe elaborou um sistema de remuneração para a empresa, levando em


consideração os cinco fatores abaixo. Qual deles não se aplica a esse sistema?

A. Oferta e demanda de mão-de-obra da empresa.


B. Determinações dos sindicatos trabalhistas.
C. Capacidade de pagamento da empresa e sua produtividade.
D. Matriz de incidente crítico de desempenho.
E. Regulamentações governamentais.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. Pode-se
chegar à opção correta por eliminação. As opções A, B, C e E são válidas para um sistema de
remuneração bem feito. Note-se que um sistema de remuneração não é a mesma coisa que
um Plano de Cargos e Salários. O sistema de remuneração conduz ao que vai ser efetivamente
pago. O Plano de Cargos e Salários é um documento que consubstancia os sistemas e os
procedimentos de administração salarial da empresa. O Plano de Cargos e Salários engloba:
(a) - A relação dos cargos existentes e sua descrição em formulário padronizado; (b) - Os
fatores utilizados na avaliação dos cargos e os níveis de cada fator, bem como a descrição
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 29
Questões Provão
daquilo que se entende para cada fator e cada nível; (c) - A pontuação de cada nível em cada
fator e sua justificativa; (d) - A avaliação resultante de cada cargo em função fatores utilizados,
dos níveis atribuídos a cada cargo em cada fator e da pontuação estabelecida para cada nível;
(e) - O grupamento dos cargos em níveis de cargos para fins de administração salarial; (f) - O
resultado da pesquisa de mercado salarial para cada nível de cargos e sua respectiva faixa de
variação. A implementação dos valores salariais indicados no plano depende ainda de outros
fatores como os indicados nesta questão para o sistema de remuneração.

10) O Diretor da empresa ALFA tem uma tarefa a realizar e, para tanto, estabelece uma equipe
de projetos. O que ele precisa fazer para realçar o status deste grupo e obter a participação
entusiástica dos funcionários?

A. Incentivar todos os funcionários interessados a participarem do grupo, independente do


nível hierárquico.
B. Fazer com que o grupo aumente de tamanho incentivando adesões irrestritas.
C. Designar funcionários de prestígio, dispostos a participar como membros deste grupo.
D. Explicitar ao grupo e à organização a importância da tarefa a ser realizada, bem como
os riscos que correm os que dela participarem.
E. Não vincular este grupo a qualquer tipo de recompensa social e/ou financeira.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A questão
pode ser resolvida com uma leitura atenta e bom senso, mas requer algum discernimento para
se chegar à opção correta.

11) Você é contratado para fazer um programa de gerenciamento de cultura na Indústria


DETEX, tradicional fabricante de detergentes domésticos. Apesar de você saber que a
empresa tem valores internalizados de difícil mudança, você utiliza alguns processos e
modelos de intervenção, entre os quais um tem grandes possibilidades de prejudicar o
desempenho da empresa no médio/longo prazo. Qual?

A. Mudar o processo administrativo da alta administração, de caráter divisionista, para


uma posição coerente e coesa.
B. Introduzir um programa para mudar os artefatos visíveis da empresa, isto é, mudar a
arquitetura e o layout das salas e os uniformes.
C. Envolver e incentivar a participação dos funcionários na elaboração de um código de
ética para a organização.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 30
Questões Provão
D. Desenvolver um amplo programa de comunicação e divulgação da missão, princípios,
objetivos, filosofia e valores da empresa.
E. Permitir que os empregados definam a política de recompensas e punições segundo
sua própria visão dos objetivos empresariais.

Resposta: E.

Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A questão
envolve conhecimentos básicos de cultura empresarial. Requer uma leitura atenta.

12) Na BETA S.A., empresa que explora produtos químicos, o Diretor Superintendente Joel
Matoso percebeu que seus funcionários estavam desmotivados e não comprometidos com os
resultados do seu trabalho. Para diagnosticar melhor as causas desse clima organizacional, ele
fez uma pesquisa na qual identificou que as necessidades sociais do grupo não estavam
sendo satisfeitas. Para minimizar tal problema ele deverá:

A. Aumentar a qualidade das refeições e a duração dos intervalos para descanso.


B. Aumentar o conforto das instalações e melhorar a iluminação no ambiente de trabalho.
C. Analisar o processo de trabalho e aumentar os salários e os benefícios.
D. Implementar um programa que aumente a estabilidade dos funcionários na
organização.
E. Desenvolver um programa de participação do grupo na solução dos problemas do
trabalho.

Resposta: E.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A questão
foi considerada de dificuldade média, porque, além de requerer o conhecimento da teoria das
necessidades de Maslow, requer também uma leitura cuidadosa.

13) Você está interessado em participar de um programa de desenvolvimento gerencial sobre


técnicas de liderança. Seu chefe não quer autorizá-lo e argumenta que “a liderança é fruto de
qualidades inatas, e não produto de habilidades e conhecimentos apreendidos.”
Para alcançar o seu objetivo, você explica ao seu chefe que:

A. A concepção de liderança que você tem se baseia na teoria de características da


liderança, a qual é uma teoria genética que focaliza o indivíduo, ao invés da tarefa.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 31
Questões Provão
B. A liderança tem duas dimensões -orientação para tarefas e para indivíduos- e não pode
ser totalmente explicada nem pela abordagem genética nem pela abordagem das
características da liderança.
C. A liderança é a solução dos problemas gerenciais, e precisa respeitar a abordagem
genética, as características universais dos trabalhadores e a natureza da organização.
D. Os tipos de comportamento dependem do grau de autoridade inerente ao cargo e do
grau de liberdade disponível num contínuo de padrões de liderança.
E. Os estilos de liderança são inatos, flexíveis e não podem ser aprendidos, mas os
gerentes podem mudar a mescla de orientação para tarefa e orientação para
funcionário conforme a situação o exigir.

Resposta: B.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A questão
deve ser considerada de dificuldade alta porque requer uma leitura muito cuidadosa de cada
uma das opções e também porque o tema possui várias teorias que se contradizem em alguns
casos.

14) O presidente de uma grande loja de departamentos quer aumentar as vendas e decide
fazer uma liquidação de calçados, porque tal departamento fica localizado no fundo do segundo
andar da loja. O presidente acredita que os clientes comprarão outros produtos no trajeto até o
fundo do segundo andar. Como o departamento de calçados é o mais distante da entrada da
loja, apenas uma liquidação fantástica atrairia os clientes para o segundo andar. Ele, então,
decide fazer uma liquidação do tipo “Pague 1 e leve 2’. No entanto, o gerente do departamento
tem como meta vender o maior número de calçados possível, porque seus vendedores são
comissionados e dependem do valor total de vendas. Quando o presidente anuncia que o
departamento de calçados terá uma liquidação do tipo “Pague 1 e leve 2”, o gerente fica
enraivecido.
Podemos identificar a fonte deste conflito organizacional na:

A. Competição pelos recursos entre setores e departamentos.


B. Falha na comunicação e má interpretação da informação.
C. Diferença entre as metas dos grupos (departamentos ou unidades).
D. Divergência sobre os critérios de departamentalização.
E. Incongruência da estrutura da empresa.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 32
Questões Provão
Comentários: Essa questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. Na
realidade a questão é fácil, porque a única opção plausível é a C. No entanto, preferimos
classificá-la como de dificuldade média porque a opção correta está mal formulada. Deveria ter
sido assim redigida: diferença entre as metas dos departamentos e as da empresa.

15) A empresa SIGMA havia experimentado um enorme crescimento nos últimos anos em
função do volume de projetos contratados. Mas a estrutura organizacional da SIGMA estava
extremamente centralizada, com autoridade e responsabilidade fortemente concentradas na
diretoria. Você sugeriu uma reestruturação organizacional através da descentralização de
poder baseado no argumento de que:

A. As decisões serão tomadas por administradores que têm uma visão global da empresa.
B. As decisões serão tomadas mais rapidamente pelos próprios executores, que, em
geral, têm mais informação sobre a situação.
C. As decisões serão mais consistentes com os objetivos empresariais, facilitando a
especialização e a qualificação dos quadros superiores.
D. Será mais fácil a padronização de normas e procedimentos da empresa, sem variações
entre os seus diversos departamentos.
E. Serão eliminados esforços duplicados reduzindo os custos operacionais da empresa.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A leitura
do texto do livro proporciona os conhecimentos necessários para se chegar com facilidade à
opção correta.

16) Existe um consenso crescente de que a tomada de decisão deve levar em consideração a
natureza complexa dos negócios, resultante de ambientes organizacionais modernos que
sofrem constantes transformações.
Assim sendo, a abordagem mais contemporânea para a solução de problemas deve buscar o
pensamento:

A. Linear, supondo que cada problema tem uma solução única, e que esta afetará
basicamente a área do problema e não o restante da organização.
B. Linear, buscando a simplicidade no tratamento das decisões e considerando que o
essencial é que os problemas sejam definidos e as soluções implementadas.
C. Sistêmico, supondo que, uma vez implementada uma solução, esta permanecerá válida
e deverá ser avaliada apenas em termos de quão bem resolve o problema.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 33
Questões Provão
D. Sistêmico, focalizando os problemas como singulares, e abordando isoladamente cada
área do problema independente dos inter-relacionamentos entre os elementos
organizacionais.
E. Sistêmico, supondo que os problemas são complexos, têm mais de uma causa e mais
de uma solução, e estão inter-relacionados com o restante da organização.

Resposta: E.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 1999. A questão
exige, além de uma leitura atenta, conhecimentos do processo decisório e dos princípios
básicos da teoria dos sistemas.

PROVÃO 2000

1) Após uma entrevista de seleção para a empresa ALFA, João foi informado que não seria
admitido para o cargo de gerente por não possuir habilidades interpessoais e de comunicação
fundamentais para desempenhar a função.
Assim, quanto a João, a entrevistadora alegou que:

A. O seu conhecimento de erros de propensão em avaliação de desempenho não era


suficiente para uma boa auditoria de Recursos Humanos.
B. A sua especialização em Sistemas de Informação não favorecia a comunicação
interfuncional na empresa.
C. Ele tinha dificuldades em trabalhar em equipe, dividir as informações com os outros e
ensinar as pessoas a aprender.
D. ele tinha dificuldade em reconhecer questões complexas e resolver problemas para
benefício da organização.
E. Ele não conseguia considerar os objetivos e as estratégias gerais da empresa nas
interações entre as diferentes partes da organização.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada na Exame Nacional de Cursos de 2000. A
conclusão correta depende mais de uma leitura atenta e de discernimento do que de
conhecimentos de administração.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 34
Questões Provão
2) Você estudou o sistema de classificação da Hewlett-Packard que exige que o gerente
coloque 10% de seus funcionários na categoria “excepcional”, 40% na categoria “muito bom”,
40% na categoria “bom” e 10% na categoria “inaceitável”.
Com base neste modelo você sugere que a sua empresa introduza a escala de classificação
como método de avaliação de desempenho orientado para o passado.
Isto significa que será solicitado ao avaliador que:

A. Escolha a declaração mais descritiva em cada par de declarações sobre o empregado


que está sendo classificado.
B. Proporcione uma avaliação subjetiva do desempenho de um indivíduo, ao longo de
uma escala que vai do nível mais baixo ao mais alto.
C. Registre as declarações que descrevem o potencial do empregado, em relação ao perfil
do cargo.
D. Vá para o campo junto com um representante especializado do órgão de Recursos
Humanos e acompanhe os supervisores em suas classificações.
E. Introduza teste de conhecimento ou aptidões e observações de potencial para todas as
funções.

Resposta: B.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2000. A questão
requer uma leitura muito atenta e discernimento. Não é preciso grande conhecimento dos
sistemas de avaliação, mas é importante ter uma noção do assunto.

3) Na análise da decisão de fechamento de uma grande fábrica de refrigerantes, a sua


diretoria, composta por uma equipe de trabalho coesa, aprovou por unanimidade o projeto.
Este grupo de executivos mantinha um padrão de comportamento chamado pensamento
grupal, no qual concordar com as opiniões uns dos outros e recusar-se a criticar suas idéias se
transformaram em norma.
Para que o pensamento grupal não afete a tomada de decisão em seu grupo de trabalho você
deverá alimentar

A. A presença de indivíduos com socializações semelhantes.


B. A “ilusão de invulnerabilidade”.
C. A “ilusão de moralidade”.
D. A “ilusão de unanimidade”.
E. Uma certa intensidade de conflito construtivo.

Resposta: E.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 35
Questões Provão
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos do ano 2000. A
questão pode ser resolvida com uma leitura atenta e bom senso, mas requer uma leitura atenta
e discernimento.

4) Você é gerente de Recursos Humanos de uma média empresa que está preocupada com
reivindicações trabalhistas e exigências dos sindicatos. Para prevenir possíveis conflitos, você
elabora para a diretoria um programa de enriquecimento de cargos. Na defesa do projeto você
argumenta que o enriquecimento do cargo traz vantagens, tanto para a empresa como para o
empregado, porque pode:

A. Gerar menor absenteísmo em virtude do comprometimento e sentimento de


responsabilidade no cargo, quando o empregado não se sente explorado pela empresa
com a imposição de um trabalho mais difícil.
B. Gerar maior rotação de pessoal garantindo a multifuncionalidade e a ambigüidade das
funções no nível operacional.
C. Gerar maior produtividade diminuindo o conflito íntimo relacionado à dificuldade em
assimilar novas atribuições e responsabilidades e facilitando a supervisão direta.
D. Aumentar a motivação do pessoal em face da necessidade de todos os indivíduos de
assumir riscos e enfrentar novas oportunidades através da estandardização do
processo e dos resultados do trabalho.
E. Facilitar o ajustamento mútuo da coordenação do trabalho através de processos
simples de comunicação informal, enquanto o controle permanece nas mãos do
gerente.

Resposta: A.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2000. A questão
é realmente difícil, pois exige o conhecimento do que significa enriquecimento do trabalho e
das suas vantagens, além de uma leitura muito atenta e de discernimento.

5) O gerente geral do HOSPITAL CORAÇÃO DE OURO descreveu a um entrevistador o seu


estilo de liderança como uma mistura de todos os estilos. “Em alguns momentos, sou um
ditador, digo aos meus subordinados o que fazer. Em outros, sou um modelo de função, lidero
pelo exemplo. Nesse ambiente, geralmente deixo que as pessoas participem... Gosto muito da
idéia da participação, mas numa situação crítica, automaticamente me torno autocrático.” Este
chefe defende a abordagem situacional da liderança. A justificativa correta para defender essa
abordagem é a seguinte:
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 36
Questões Provão
A. O líder que tem poder de competência é respeitado porque possui conhecimentos ou
certas habilidades nas quais as pessoas acreditam.
B. A liderança através do poder de referência e de coerção exige fazer com que as tarefas
sejam desempenhadas para garantir que a unidade de trabalho ou a organização
atinjam suas metas.
C. As características pessoais definem o poder legítimo de um líder e são consideradas
mais importantes que o seu real comportamento na tomada de decisão.
D. As características de personalidade de fato distinguem os líderes eficazes das outras
pessoas pelo seu empenho, motivação, integridade, autoconfiança e conhecimento do
negócio.
E. Não existem traços e comportamentos universalmente importantes, pois
comportamentos eficazes variam de uma situação para outra e o líder deve primeiro
analisar a situação e depois decidir o que fazer.

Resposta: E.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2000. A questão
exige o conhecimento da liderança situacional e dos estilos de gestão. Para quem os possui, a
questão não é difícil, mesmo assim exige uma leitura cuidadosa.

6) Você é responsável pelo novo desenho organizacional de sua empresa, e com base nos
seus conhecimentos de downsizing e empowerment, você busca um número ideal de
subordinados que se reportam a um supervisor, isto é, uma amplitude de controle ótima para a
sua estrutura. Para tal você considera que a amplitude deve ser maior quando

A. O trabalho não é rotineiro.


B. O administrador não é altamente capacitado.
C. Os cargos são diferentes e as medidas de desempenho comparáveis.
D. Os subordinados preferem ter autonomia a um controle cerrado de supervisão.
E. Os subordinados não são altamente treinados.

Resposta: D.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2000. A questão
pode ser resolvida com os conhecimentos adquiridos pela leitura da parte 7 do livro. Não é
necessário nem ter conhecimentos aprofundados de downsizing e empowerment.

7) Num processo de seleção para uma função gerencial, o seu entrevistador afirma que a
perspectiva contingencial é fundamental para a gestão de negócios naquela empresa e pede
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 37
Questões Provão
que você construa uma lista de características situacionais que afetam diariamente as
decisões. Você não é escolhido para a função porque se engana ao mencionar

A. O tipo de tarefas, recursos e tecnologias que a organização utiliza.


B. Os valores, objetivos, habilidades e atitudes dos administradores e trabalhadores da
organização.
C. A taxa de mudança e o grau de complexidade do ambiente externo à organização.
D. A divisão do trabalho em tarefas especializadas nas quais se busque delegar
autoridade juntamente com responsabilidade.
E. As forças e fraquezas internas da organização.

Resposta: D.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2000. A questão
exige o conhecimento da Teoria das Organizações, especialmente da Teoria contingencial e da
Escola de Administração Científica, além de uma leitura muito atenta e discernimento.

8) Jack Smith, da General Motors, deixou Wall Street furiosa por não adotar uma posição mais
dura com a força de trabalho. Enquanto os investidores queriam custos trabalhistas mais
baixos, Smith quis uma força de trabalho que estivesse a favor da empresa, e não contra ela.
No seu processo decisório, Smith, uma vez que considerou as possíveis conseqüências das
opções, buscou uma estratégia de otimização que resulta

A. No melhor equilíbrio possível entre várias metas.


B. No máximo benefício ao menor custo, com margem de contribuição positiva.
C. Na melhor visão sistêmica do mercado.
D. Na escolha de uma alternativa definitiva, com margem de contribuição positiva.
E. Na escolha da primeira opção aceitável ou adequada para atingir uma meta ou critério
alvo.

Resposta: A.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2000. A questão
pode ser resolvida com uma leitura atenta, discernimento e bom senso e não requer
conhecimentos de processo decisório.
9) O senso comum considera a palavra “burocracia” como excesso de formalismo e papelório.
Tal idéia advém da ocorrência de conseqüências imprevistas (ou indesejadas) do modelo
burocrático ideal defendido por Weber, às quais deu-se o nome de disfunções da burocracia.
Entre essas disfunções incluem-se:
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 38
Questões Provão

A. Despersonalização do relacionamento, resistência a mudanças, imperativo tecnológico,


e ambiente turbulento.
B. Despersonalização do relacionamento, uso da categorização como técnica do processo
decisório, grupos autônomos e racionalização científica.
C. Resistência a mudanças, internalização das diretrizes, humanização do trabalho e
enriquecimento de cargos.
D. Resistência a mudanças, exibição de sinais de autoridade, superconformidade em
relação às regras e aos regulamentos e propensão dos participantes a se defenderem
de pressões externas.
E. Superconformidade em relação às regras e aos regulamentos, uso da categorização
como técnica do processo decisório, imperativo ambiental e indolência sistemática.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos do ano 2000. A
questão deve ser considerada como de dificuldade média porque todas as opções contêm
algumas proposições que são válidas para caracterizar disfunções, mas só na opção D todas
as proposições são realmente válidas. Por isto é necessária uma leitura atenta e um
conhecimento satisfatório da burocracia. O texto do livro proporciona os conhecimentos
necessários para se chegar à conclusão correta.

10) A organização Delatel exercia o controle dos seus funcionários quase que exclusivamente
através de mecanismos burocráticos, por meio de procedimentos operacionais padronizados,
regras, regulamentações e supervisão cerrada. Um consultor da empresa disse que ela estava
perdendo produtividade e que para reverter este quadro precisaria fazer uma reestruturação
através de um enxugamento downsizing para eliminar de forma planejada cargos e níveis
hierárquicos. Para implementar as suas demissões a organização optou por um programa de
demissão voluntária, mas isto gerou o seguinte problema:

A. A empresa, com esta diretriz de Recursos Humanos, estimulou a saída dos funcionários
mais qualificados.
B. A administração não conseguiu enfocar a melhoria de um elemento de cada vez, de
modo que a mudança fosse um processo cumulativo.
C. Os funcionários que saíram apresentaram um comportamento de síndrome do
sobrevivente, o que afetou a empresa como um todo.
D. Os funcionários que ficaram passaram a trabalhar dentro de um quadro orientado de
valores que faz oposição ao controle autoritário.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 39
Questões Provão
E. Foram demitidas as pessoas que não tinham mais motivação para a mudança, o que
aumentou a responsabilidade dos que permaneceram.

Resposta: A.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2000. A questão
pode ser resolvida com uma leitura atenta e bom senso, exigindo apenas mínimos
conhecimentos da teoria da burocracia.

11) A Transportadora Pesada atua em todo o território nacional e, para facilitar a sua operação,
é departamentalizada por função e por território.
O seu presidente, preocupado com a sazonalidade da demanda, optou por flexibilizar a
estrutura e definir sistemas temporários de planejamento de Recursos humanos, capazes de
constante adaptação às mutações rápidas e substanciais.
Para tanto, ele optou pela forma de organização conhecida como

A. Verticalização
B. Burocracia
C. Adhocracia
D. Estrutura por produto
E. Estrutura por especialização

Resposta: C.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2000. A questão
exige o conhecimento do significada das opções, especialmente do que significa adhocracia,
na concepção idealizada por Mintzberg. Para os que têm esse conhecimento, a questão é fácil.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 40
Questões Provão

PROVÃO 2001

1) Para o desempenho de suas funções, como administrador de uma grande empresa, João
acreditava que era importante apenas desenvolver o seu bom senso e suas habilidades
interpessoais e de comunicação.
Você, como um bom administrador, sabe que, para que tenhamos um ambiente de trabalho de
alto desempenho, isto não é suficiente. É preciso, além disso, desenvolver habilidades

A. Técnicas, conceituais e de decisão.


B. Cognitivas, afetivas e de decisão.
C. Emocionais, profissionais e de reflexão.
D. Mentais, tecnológicas e de criação.
E. Lógicas, analíticas e de avaliação.

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
é baseada na tese desenvolvida por Katz, que está bem explicada no texto do livro, por isto,
consideramos a dificuldade como sendo baixa. Existe na questão uma modificação nas
habilidades necessárias, introduzindo-se a habilidade de decisão, que é considerada como
uma habilidade separada por alguns autores. No entanto, com um pouco de raciocínio, é fácil
assimilar a diferença.

2) Jane Madeira assumiu a diretoria de Recursos Humanos de uma oficina de automóveis e


tentou identificar os princípios filosóficos subjacentes à ética de negócios da organização.
Concluiu que, na empresa, quando se decidia o que é certo ou errado, optava-se por um
utilitarismo. Portanto, nesta oficina, era considerado um comportamento ético o do gerente que
decidiu que:

A. Não há problema em usar peças de baixa qualidade, tendo em vista que é legítimo o
desejo da empresa de maximizar o seu ganho.
B. Não é correto usar pára-lamas que não são autorizados pelo fabricante do automóvel,
independente e estas peças enferrujarem mais rapidamente ou não.
C. O uso de pára-lamas de baixa qualidade é eticamente errado porque a peça irá
enferrujar rapidamente.
D. Os funcionários devem ser promovidos de acordo com suas virtudes, caráter,
motivações, intenções genuínas, segundo regras justas e parciais.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 41
Questões Provão
E. Devem ser dadas oportunidades iguais a todos os funcionários, com base em princípios
universais como honestidade e eqüidade.

Resposta: C.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
é realmente difícil, pois requer o conhecimento da teoria do utilitarismo e a dos princípios
universais, além de uma leitura muito atenta e de muito discernimento. Vamos iniciar pela
definição de utilitarismo. O utilitarismo, defendido por Jeremy Bentham e John Stuart Mill, pode
ser resumido no princípio de que a moral se justifica quando os desejos humanos concordam
com seus preceitos e coloca a felicidade como bem supremo a ser perseguido pela
humanidade, reconhecendo a impossibilidade de alcançá-la em sua plenitude. De forma
simplificada, dizemos que o utilitarismo prega que se ninguém é prejudicado, a decisão é ética.
Assim, como os clientes da oficina seriam prejudicados pelo uso dos pára-lamas de baixa
qualidade, torna-se eticamente errado utilizá-los. Isto caracteriza a opção C como a correta. No
entanto, existe uma variante desta teoria que diz que o saldo dos benefícios e dos prejuízos é o
que conta para se saber se uma decisão é ou não ética. Assim, a opção A, de acordo com
essa variante, poderia ser válida dependendo dos ganhos e dos prejuízos dos clientes e da
oficina. As opções D e E são baseadas na teoria dos princípios universais e portanto estariam
descartadas. A escolha do MEC é correta, mas a questão requer muito discernimento para se
chegar à opção certa.
3) Para a análise do portfólio de negócios da Empresa Pathi S/A foi escolhida a matriz BCG, do
BOSTON CONSULTING GROUP, que requer a avaliação de todos os serviços da organização
em termos de duas dimensões: crescimento e participação relativa de mercado. Constatou-se
que as unidades estratégicas de negócios da empresa (UENs) são “crianças-problema” ou
“sinais de interrogação” (pequena participação relativa em mercados de crescimento rápido).
O seu presidente, Dr. Walter Lima, quer transformar as UENs em estrelas (alta participação
relativa em mercados de crescimento rápido) e para tanto

A. Consolidou o domínio da empresa através da realocação dos fundos gerados.


B. Selecionou produtos em cujo investimento se possa conseguir uma participação maior.
C. Utilizou o caixa para atender a demandas financeiras da organização em outras áreas.
D. Drenou os recursos de caixa que outras UENs geraram.
E. Fez investimentos adicionais de elevados montantes de caixa para a organização e
desinversão de ativos.

Resposta: B.
Dificuldade: Alta.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 42
Questões Provão
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
poderia ser considerada de dificuldade média num curso de marketing, mas para um curso
básico de administração em que o assunto foi ventilado apenas superficialmente a questão
requer uma leitura muito atenta e muito discernimento.

4) Janaína foi trabalhar numa empresa moderna que utiliza a avaliação de 360 graus como
técnica de avaliação de desempenho. Isto significa que, nesta empresa, a avaliação de
desempenho é feita

A. Por cada pessoa que, para evitar a subjetividade implícita no processo, toma por base
alguns referenciais como critérios.
B. Por todos os elementos que mantêm alguma interação com o avaliado, de forma
circular.
C. Pela própria equipe de trabalho que se torna responsável pela definição de metas e
objetivos a alcançar.
D. Pelo gerente de linha ou supervisor, com assessoria do órgão de RH.
E. Pelo gerente, que funciona como o elemento de guia e orientação, e pelo funcionário,
que avalia o seu desempenho em função da retroação fornecida pelo gerente.

Resposta: B.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
é fácil para todos os que cursaram uma disciplina especializada em recursos humanos, que
devem saber bem o que é a avaliação de 360 graus. No nosso texto do livro não mencionamos
este ponto, por se tratar de um curso básico de administração. No entanto, temos uma nota
neste sentido no site do livro na Internet. Por esta razão, consideramos que, para os alunos
que se baseiam no nosso texto, a questão é de dificuldade média.

5) Berenice Dantas quer reformular a política de remuneração de sua empresa introduzindo um


programa de remuneração variável. Ela justifica a escolha com base nos seguintes
argumentos:

A. Facilita o equilíbrio interno (coerência dos salários dentro da organização) e o equilíbrio


externo (coerência dos salários da organização com o mercado).
B. Homogeneíza e padroniza os salários dentro da organização e facilita a administração
dos salários e o seu controle centralizado.
C. Ajusta a remuneração às diferenças individuais das pessoas e ao alcance de metas e
resultados.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 43
Questões Provão
D. Focaliza a execução das tarefas e a busca de eficiência, funcionando como elemento
de conservação da rotina e do status quo.
E. Afeta diretamente os custos fixos da organização, incentivando o espírito empreendedor
e a aceitação de riscos e responsabilidades.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001.
Consideramos a questão como de dificuldade média porque este ponto não foi diretamente
abordado no texto, embora, com os conhecimentos adquiridos e com bom senso é possível
chegar à conclusão correta.

6) Real Computadores Ltda. É uma pequena empresa de software que está crescendo
rapidamente. Os fundadores da empresa atribuem grande parte do seu sucesso à maneira
como ela está estruturada. A Real é projetada para criar conflito. Todas as equipes de produtos
e grupos de apoio competem uns com os outros por recursos internos e mercados externos.
Pode-se caracterizar a visão de conflito desta empresa como uma visão

A. De relações humanas: o conflito é uma ocorrência natural em todos os grupos e


organizações.
B. Tradicional: o conflito é visto como um resultado funcional decorrente de comunicação
deficiente.
C. Disfuncional: o conflito não pode ser eliminado e pode, em alguns casos, beneficiar o
desempenho do grupo.
D. Potencial: o conflito é visto como um resultado disfuncional decorrente de falta de
abertura e confiança entre as pessoas.
E. Interacionista: o conflito deve ser estimulado, já que um grupo harmonioso, calmo e
tranqüilo é inclinado a tornar-se estável e apático.

Resposta: E.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
poderia ser considerada de dificuldade média ou mesmo baixa para uma disciplina de
psicologia, mas, num curso básico de administração, ela será de dificuldade alta, pois precisará
ser resolvida com base no discernimento e nos conhecimentos adquiridos da abordagem
comportamental, que não pode ir a fundo na questão do conflito num curso introdutório.

7) Ricardo Cruz fazia uma carreira brilhante numa subsidiária de uma multinacional, quando foi
transferido para a matriz. Apesar de falar o idioma da empresa-mão com fluência, ele teve
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 44
Questões Provão
dificuldades de linguagem na comunicação entre culturas. Ele enfrentou problema em virtude
das barreiras causadas

A. Pela semântica: as palavras implicavam diferentes significados em idiomas diferentes


afetando as suas negociações.
B. Pela semelhança entre percepções: usar um estilo pessoal, informal, numa situação
em que se espera um estilo mais formal, pode ser embaraçoso e desagradável.
C. Pela diferença de percepções: é preciso pressupor diferenças até que as semelhanças
sejam provadas e, então, tratar as interpretações como uma hipótese funcional.
D. Pelas diferenças de tom: pessoas que falam idiomas diferentes realmente vêem o
mundo de formas diferentes, e era preciso enfatizar mais a descrição do que a
interpretação.
E. Pelas conotações das palavras: ele percebeu que palavras significam coisas diferentes
para pessoas diferentes e era preciso praticar a empatia.

Resposta: C.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
requer conhecimentos de cultura empresarial, uma leitura cuidadosa e um bom discernimento.

8) A competitividade e a globalização do setor aéreo têm obrigado as suas empresas a


gerenciarem sob uma perspectiva contingencial na qual

A. Não existe uma “única melhor maneira” de administrar e organizar, porque as


circunstâncias variam.
B. É fundamental a aplicação de análise quantitativa aos problemas e decisões
administrativas.
C. O sucesso organizacional é baseado na satisfação de necessidades econômicas e
sociais do indivíduo e do grupo.
D. A estrutura organizacional deve eliminar a variabilidade de resultados para a definição
do comportamento dos especialistas.
E. Os administradores devem enfatizar o bem-estar, a motivação e a comunicação dos
trabalhadores.

Resposta: A.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
exige o conhecimento da Teoria da Contingência, mas não é difícil para quem a conhece.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 45
Questões Provão
9) Ao optar pela determinação por projeto, a qual combina as estruturas por função e por
produto, a diretoria da Construtora Telha Larga Ltda. Solicitou que você traduzisse esta opção
em um novo organograma, sendo escolhido o organograma

A. De linha.
B. Linha x “staff”.
C. Escalar.
D. Matricial.
E. BCG.

Resposta: D.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
pode ser resolvida com os conhecimentos adquiridos pela leitura do texto.
bem claro no texto do livro.

10) A empresa Victoria está passando por uma fase de letargia, estagnação e complacência
que tem afetado significativamente os seus lucros. Segundo o seu diretor Francês, isto está
ocorrendo porque esta não é uma organização que aprende. As organizações que aprendem
gerenciam as mudanças

A. Na estrutura ou nas pessoas, através da compra de novas máquinas, equipamentos,


instalações e do treinamento e desenvolvimento de recursos humanos.
B. Na tecnologia, redesenhando o fluxo de trabalho e as estruturas de órgão e cargos,
reduzindo os níveis hierárquicos.
C. Nas pessoas, através de novos métodos de trabalho, redução de níveis hierárquicos,
aumento do desempenho individual e organizacional.
D. Nas pessoas ou na cultura da organização, com novos relacionamentos,
conhecimentos, capacidades, habilidades, expectativas percepções e motivações.
E. Nos produtos ou serviços, implementando novas redes de comunicações e novos
paradigmas organizacionais.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
requer o conhecimento do conceito das organizações que aprendem, mas não é difícil para
quem o conhece. O texto do livro explica bem este ponto.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 46
Questões Provão
11) Na fusão entre duas grandes empresas houve duas condições que caracterizaram o quadro
de pessoal: (1) a demanda excedeu a oferta para cargos operacionais, (2) a oferta excedeu a
demanda para cargos de chefias intermediárias.
Você é responsável pelo planejamento estratégico de Recursos humanos da empresa
resultante da fusão e, portanto, realizou

A. Um programa de demissões voluntárias, desligamentos e cortes de salários para as


chefias intermediárias.
B. Um programa de demissões voluntárias, desligamentos e cortes de salários para
cargos operacionais.
C. Um programa de compartilhamento de trabalho e horários reduzidos para cargos
operacionais.
D. Um programa de utilização de pessoal temporário e de horas extras para as chefias
intermediárias.
E. Um rodízio de funções tanto para as chefias intermediárias quanto para os cargos
operacionais.

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2001. A questão
poderia ser colocada na parte 5, mas, em se tratando de uma fusão e pelo fato de ser um
problema típico de fusões, preferimos deixar na parte 9.

PROVÃO 2002

1) A produção em escala se diferencia da produção artesanal em diversos aspectos. Quando


se observa o indivíduo nesse contexto, conclui-se que as características associadas
principalmente à produção em escala são:

A. A especialização do indivíduo, a visão sistêmica, a máxima produtividade e o


comprometimento.
B. A especialização do trabalho, a máxima produtividade, a visão sistêmica e o padrão de
produção.
C. A divisão do trabalho, a especialização do indivíduo, o padrão de produção e a
alienação do processo.
D. O planejamento estratégico, a divisão do trabalho, o tempo padrão e a visão
contingencial.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 47
Questões Provão
E. O padrão de produção, a motivação, a divisão do trabalho e a alienação do processo.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. A questão
poderia ser considerada de dificuldade baixa se fosse dada num curso especializado, mas na
primeira parte de um livro introdutório podemos considerá-la de dificuldade média. Em cada
alternativa de resposta existe uma característica associada à produção em escala que não é
verdadeira, exceto na alternativa C. Na alternativa A, a visão sistêmica não é característica da
produção em escala e o comprometimento é muito duvidoso. Na alternativa B, de novo a visão
sistêmica não é característica da produção em escala. Na alternativa D, a visão contingencial
não é característica da produção em escala e o planejamento estratégico pode existir ou não
de forma independente da forma de produção. Na alternativa E, a motivação não é uma
característica associada à produção em escala. Este ponto fica mais nítido no estudo da parte
6.

2) As organizações não são totalmente auto-suficientes, nem totalmente dependentes,


PORQUE
As organizações trocam recursos com o ambiente interno e dependem dele.

A. As duas afirmações são verdadeiras e a segunda justifica a primeira.


B. As duas afirmações são verdadeiras e a segunda não justifica a primeira.
C. A primeira afirmação é verdadeira e a segunda é falsa.
D. A primeira afirmação é falsa e a segunda é verdadeira.
E. As duas afirmações são falsas.

Resposta: C.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Não
considero adequada esta pergunta para uma prova. A primeira afirmação é obviamente
verdadeira. É preciso analisar cuidadosamente a segunda. Neste sentido vale a pena repetir
aqui os postulados centrais da teoria da organização. Simon, Smithburg e Thompson definem
da seguinte forma os postulados centrais da Teoria da Organização: (a) uma organização é um
sistema de comportamentos sociais interligados de numerosas pessoas, que chamaremos
participantes da organização; (b) cada participante e cada grupo de participantes recebe
incentivos da organização, em troca dos quais contribui para ela; (c) cada participante
continuará sua participação na organização enquanto os incentivos que lhe são oferecidos
forem tão grandes ou maiores do que as contribuições que dele forem solicitadas; (d) as
contribuições trazidas pelos diferentes grupos de participantes são a fonte da qual a
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 48
Questões Provão
organização retira os incentivos a eles oferecidos; (e) portanto, a organização só continuará
existindo enquanto as contribuições forem suficientes para proporcionar incentivos
suficientemente grandes para motivar as contribuições. Do texto acima se conclui que a
organização interage fortemente com os seus participantes que constituem o seu ambiente
interno. Tudo vai depender do que se entende por troca. Se tomarmos a palavra troca no seu
sentido mais amplo, concluiremos que a resposta C e não a B seria a correta. Portanto a
questão se presta a dúvidas e interrogações. A organização depende fundamentalmente do
ambiente externo. São as mudanças no ambiente externo que forçam as mudanças no
ambiente interno, mas as organizações também dependem do ambiente interno. Trata-se de
uma questão interessante para debates em sala de aula.

3) A avaliação de reação aplicada ao final de um programa de treinamento não avalia a eficácia


desse programa
PORQUE
A eficácia de um programa de treinamento é avaliada a partir dos objetivos alcançados face
aos pretendidos.

A. As duas afirmações são verdadeiras e a segunda justifica a primeira.


B. As duas afirmações são verdadeiras e a segunda não justifica a primeira.
C. A primeira afirmação é verdadeira e a segunda é falsa.
D. A primeira afirmação é falsa e a segunda é verdadeira.
E. As duas afirmações são falsas.

Resposta: A.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. A
dificuldade pode ser considerada baixa para quem conhece os conceitos de eficácia e
avaliação de reação.

4) Uma empresa acaba de instituir um programa de remuneração por habilidades e


competências. A ação prioritária de gestão de recursos humanos na implementação desse
programa será:

A. Ampliar o sistema de benefícios.


B. Mudar as técnicas de seleção.
C. Reduzir o quadro de pessoal.
D. Alterar as descrições de cargo.
E. Criar o planejamento de carreira.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 49
Questões Provão
Resposta: E.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Num
curso especializado em recursos humanos, esta questão seria de dificuldade baixa.
Consideramos de dificuldade média por se tratar de um curso introdutório em administração. A
chave da solução está na palavra prioritária. A ação prioritária será criar o planejamento de
carreira, embora possa influenciar indiretamente em outros aspectos assinalados nas outras
opções.

5) Analise os seguintes aspectos, relacionados à área de Recursos Humanos:

I – nível de competência gerencial instalado na empresa;


II – cultura organizacional;
III – política de recrutamento e seleção da empresa;
IV – relacionamento com as entidades de representação sindical;
V – índice de rotatividade de pessoal;
VI – capacidade de investimento em qualificação.

Considerando que o gerente de Recursos Humanos de uma empresa pretende introduzir o


método de avaliação de desempenho como “Avaliação Participativa por Objetivos – APPO”, tal
empresa deverá considerar, necessariamente, dentre os apresentados os seguintes aspectos:

A. I, II e V.
B. I, II e VI.
C. I, III e IV.
D. II, V e VI.
E. III, IV e V.

Resposta: B.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Num
curso especializado em recursos humanos, esta questão seria de dificuldade baixa ou média.
Consideramos de dificuldade alta por se tratar de um curso introdutório em administração. É
preciso saber o que significa cada um dos aspectos apresentados. O tópico sobre cultura
organizacional está no nosso texto na parte 6, motivo pelo qual esta questão só deve ser
apresentada aos alunos abordando em conjunto as duas partes 5 e 6.

6) Uma empresa de grande porte, após passar por um processo de reestruturação, decidiu
rever o seu sistema de remuneração. Você é o gerente de Recursos Humanos da empresa e
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 50
Questões Provão
foi solicitado a propor um sistema de remuneração estratégica, que alinha os objetivos
profissionais individuais com os da organização. O sistema proposto deverá

A. Oferecer níveis salariais acima do nível da concorrência.


B. Ampliar o pacote de benefícios.
C. Introduzir a remuneração por habilidades e competências para os cargos
administrativos.
D. Contemplar várias alternativas de remuneração que privilegiem o desempenho.
E. Basear-se nas descrições de cargo.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002.
Consideramos a dificuldade como média por se tratar de um curso introdutório de
administração. Para um curso especializado em recursos humanos, a questão poderia ser
considerada como de dificuldade baixa.

7) A empresa Alfa vem enfrentando problemas de competitividade. Como alternativa de


racionalização de custos, optou por trocar seus fornecedores, obtendo matéria-prima mais
barata. Os custos de produção diminuíram, mas a empresa passou a enfrentar um grande
volume de reclamações referentes à queda na qualidade dos produtos, comprometendo ainda
mais sua posição no mercado. A gerência de Recursos Humanos decidiu propor um programa
interno de treinamento para solucionar o problema de qualidade dos produtos. O modo como
essa decisão foi tomada é

A. Adequado porque a queda da qualidade de produtos/serviços foi fruto do desempenho


dos funcionários.
B. Adequado porque é papel do profissional de Recursos Humanos garantir a qualidade
dos produtos/serviços.
C. Adequado porque, quando a questão é qualidade, treinamento é a solução.
D. Inadequado porque o levantamento de necessidades de treinamento não considerou
todos os fatores que podem ter gerado a queda de qualidade dos produtos.
E. Inadequado porque o treinamento implicará custos que podem agravar os problemas
de competitividade da empresa.

Resposta: D.
Dificuldade: Baixa.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 51
Questões Provão
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. A questão
pode ser resolvida com uma leitura atenta e bom senso. Não é necessário possuir
conhecimentos técnicos.

8) Ao implementar um programa de avaliação organizacional, o gerente de Recursos Humanos


da empresa KLJ optou por um questionário que privilegiasse um conjunto de necessidades,
a fim de poder identificar aspectos que deveriam ser implementados para a melhoria da
motivação de seu pessoal. Assim, levou em consideração as seguintes necessidades:

I – básicas;
II – sociais;
III – salariais;
IV – de segurança;
V – de desenvolvimento;
VI – de status;
VII – de auto-realização;
VIII – de auto-avaliação.

Para uma boa avaliação comportamental, segundo o modelo de Maslow, deverão ser
contempladas no instrumento apenas as necessidades:

A. I, II, IV, VI e VII.


B. I, II, V, VI e VIII.
C. I, III, IV, V e VIII.
D. II, III, IV, VI e VII.
E. II, III, V, VII e VIII.

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002.
Consideramos a questão como sendo de dificuldade baixa pelo fato de ter sido bem estudado
no texto do livro o modelo de Maslow, que grupa as necessidades nos cinco conjuntos
mencionados na alternativa A.

9) Uma organização está mais preparada para lidar com um contexto de mudanças quando
seus membros têm o direito de exprimir suas diferenças
PORQUE
a expressão das diferenças dos membros de uma organização deve possibilitar a resolução de
seus conflitos dentro dela.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 52
Questões Provão

A. As duas afirmações são verdadeiras e a segunda justifica a primeira.


B. As duas afirmações são verdadeiras e a segunda não justifica a primeira.
C. A primeira afirmação é verdadeira e a segunda é falsa.
D. A primeira afirmação é falsa e a segunda é verdadeira.
E. As duas afirmações são falsas.

Resposta: B.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Não
parece recomendável apresentá-la numa prova. Não há a menor dúvida de que as duas
afirmações são verdadeiras e toda a atenção do aluno deve estar voltada para a segunda parte
da questão: a segunda afirmação justifica a primeira? Este ponto é passível de interpretações,
pois se, por um lado, a simples expressão das diferenças dos membros da organização não
possibilita necessariamente a resolução dos conflitos dentro dela, por outro, sem essa
expressão fica difícil a resolução de conflitos latentes. A questão é útil para a apresentação em
classe, pois se presta a discussões sobre o assunto.

10) A LCL Consultoria está realizando um estudo da estrutura organizacional da Araucária Ltda.
E propôs a criação da seguinte estrutura matricial:

D IR E Ç Ã O G E R A L

A S S E S S O R IA D E
A S S E S S O R IA D E
P E S Q U IS A E
PLAN EJAM EN TO
D E S E N V O L V IM E N T O

D IR E T O R D E D IR E T O R D E D IR E T O R D E
D IR E T O R D E
M A R K E T IN G A D M IN IS T R A Ç Ã O
PR O JETO S E N G E N H A R IA

DEPTO . DE
G E R Ê N C IA
RECURSOS
D E PRO JETO A
HUM ANO S

G E R Ê N C IA DEPTO . DE
D E PRO JETO B PRO C ESSA M ENTO
DE DADO S

Entretanto, tal tipo de estrutura organizacional apresenta maior risco de surgimento de conflitos
em função:

A. Da falta de mobilidade do conhecimento especializado.


B. Da falta de unidade de comando nos projetos.
C. Da inadequação da distribuição geográfica.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 53
Questões Provão
D. Da necessidade de contínuo treinamento das equipes.
E. Da dispersão dos trabalhos das equipes.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. O texto
do livro é bem claro sobre o assunto desta questão. A estrutura matricial, embora defina como
chefe de linha os gerentes dos projetos, na prática sua autoridade fica minada pela
transitoriedade dos projetos e, como a autoridade funcional dos órgãos permanentes é muito
forte, cria-se, na prática uma multiplicidade de comando. Isto não inviabiliza o uso dessa
estrutura, mas exige gerentes experientes e hábeis para solucionar os conflitos inevitáveis.

11) A MD Laboratórios Médicos está implantando um Sistema de Informações Gerenciais (SIG)


para transformar dados obtidos em seus sistemas operacionais em informações. Pode ser
caracterizado como parte integrante do sistema a ser implantado o Sistema de

A. Armazenamento de Conhecimento.
B. Emissão de Notas Fiscais.
C. Baixa de Equipamentos Vendidos.
D. Contabilização de Entradas de Peças no Estoque.
E. Relatório Comparativo do Número de Exames.

Resposta: E.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Num
curso especializado em informações gerenciais, esta questão seria de dificuldade baixa.
Consideramos de dificuldade média por se tratar de um curso introdutório de administração. A
opção A corresponde a sistemas especialistas. As opções B, C, e D correspondem a Sistemas
Operacionais de Contabilidade. Somente a opção E diz respeito a um SIG. A questão é
interessante, pois mostra vários tipos de sistemas usados numa empresa.

12) Uma das principais ameaças impostas às empresas no mundo atual é a de


armazenamento do conhecimento. As empresas precisam ficar menos vulneráveis à perda de
pessoas que detenham uma expertise em um certo assunto. Sendo você um gerente de
Tecnologia da Informação da Arco-Íris Ltda, para se resguardar dessa ameaça, que tipo de
sistemas você deverá implantar?

A. Sistemas de Apoio à Decisão, de maneira que a decisão seja compartilhada por toda a
equipe gerencial.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 54
Questões Provão
B. Sistemas de Informação Gerencial, de maneira a deixar toda a sua equipe informada
sobre todos os assuntos.
C. Sistema de Recursos Humanos, de maneira a disponibilizar melhores ganhos e não
permitir a perda de funcionários.
D. Sistemas Especialistas, de maneira a disponibilizar o conhecimento para outros
funcionários.
E. Sistemas Executivos de Informação, de maneira a informar à alta gerência sobre todas
as rotinas da empresa.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002.
Consideramos a questão como sendo de dificuldade média porque se trata de um curso
introdutório de administração. Várias observações precisam ser feitas em relação a esta
questão. Primeiro, o texto do livro não fala na Parte 8 dos sistemas especialistas, justamente
por ser um texto introdutório sobre processos decisórios. Segundo o assunto de administração
do conhecimento só é abordado na Parte 9. Portanto, caso seja decidido apresentar esta
questão à turma o professor deverá antes dar alguma informação sobre sistemas especialistas
e sobre administração do conhecimento, ou, alternativamente, deixar esta questão para ser
dada após o estudo da Parte 9.

13) Uma série de empresas tem recorrido a Sistemas Integrados de Gestão (ERP) como
maneira de sobreviver em um mundo cada vez mais competitivo. Se você tiver que defender a
utilização de um ERP em sua empresa, que argumento, dentre os abaixo, você deverá
empregar?

A. Os procedimentos operacionais não serão alterados com a implantação do sistema.


B. A empresa ganhará flexibilidade de operação.
C. O controle gerencial tenderá a ser fortalecido.
D. O gerenciamento de clientes será facilitado, pois a análise de crédito será mais ágil.
E. Um sistema de fluxo de informação não precisará ser implantado.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. A questão
deve ser considerada de dificuldade média num curso introdutório de administração. O texto do
livro não aborda explicitamente o tópico denominado ERP, mas uma noção do assunto pode
ser dada em classe antes de ser apresentada a questão à turma.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 55
Questões Provão
14) No dia 01 de janeiro de 2000, o MERCOSUL estava constituído pelos seguintes países

A. Brasil, Argentina, Chile e Uruguai


B. Brasil, Argentina e Uruguai
C. Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai
D. Brasil, Argentina, Chile e Paraguai
E. Brasil, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai

Resposta: C.
Dificuldade: Baixa
Comentários: Trata-se de uma questão mais de cultura do que de administração, mas se
encaixa bem no tópico de globalização.

15) Um consultor famoso, ao proferir uma palestra, fez a seguinte afirmação: O custo para
conquistar um cliente é ‘x’, para mantê-lo é 10 vezes ‘x’, e para reconquistá-lo é superior a 25
vezes ‘x’. E a burocratização de uma empresa no relacionamento com seus clientes é o
primeiro estágio para o processo entrópico desta relação. A interpretação dessa afirmação é
que:

A. É mais difícil conquistar um cliente do que mantê-lo ou reconquistá-lo, sendo que a


formalização no relacionamento com o cliente é o primeiro passo para perdê-lo.
B. É difícil conquistar um cliente, porém é mais difícil mantê-lo ou reconquistá-lo, sendo
que a formalização no relacionamento com o cliente é o primeiro passo para perdê-lo.
C. É difícil conquistar um cliente, é mais fácil mantê-lo ou reconquistá-lo, sendo que a
informalização no relacionamento com o cliente é o primeiro passo para perdê-lo.
D. É fácil conquistar um cliente, é difícil mantê-lo e é impossível reconquistá-lo, sendo que
a formalização no relacionamento com o cliente é o primeiro passo para atraí-lo.
E. É fácil conquistar um cliente, é mais fácil ainda mantê-lo ou reconquistá-lo, sendo que a
formalização no relacionamento com o cliente é o primeiro passo para atraí-lo.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Trata-se
de uma questão de marketing, mas, da forma como foi formulada, a alternativa correta pode ser
encontrada pelo simples bom senso, basta uma leitura atenta e o conhecimento do que
significa entropia, que está explicado no texto do livro na parte 7.

16) Para que uma empresa possa se configurar como uma organização de aprendizagem, ela
precisa
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 56
Questões Provão

A. Revisar os requisitos básicos dos cargos.


B. Alinhar sua política de remuneração com o mercado.
C. Criar estratégias de marketing.
D. Privilegiar a remuneração funcional.
E. Investir em formação de liderança.

Resposta: E.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Esta
questão requer não só o conhecimento do que significa uma organização que aprende, ou
learning organization, como também os conceitos de cada uma das opções apresentadas.

17) Hélio Ribeiro é um freqüente comprador de livros de Marketing pela Internet. Ele prestigia a
livraria virtual Virtulivro, da qual é cliente há quatro anos. Hélio percebe que a Virtulivro pratica
a estratégia da customização em massa quando observa que o site

A. Sugere-lhe novos títulos, baseado nas suas compras anteriores.


B. Apresenta uma grande variedade de títulos.
C. Cobra preços mais baixos do que as filiais reais.
D. Oferece uma variedade de títulos muito maior do que as lojas reais.
E. É especializado em livros de Marketing.

Resposta: A.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Esta
questão seria de dificuldade baixa para um curso especializado em Marketing. Consideramos
de dificuldade média por ser um curso introdutório de administração. O assunto desta questão
não foi abordado no texto do livro. Por isso, para que seja apresentada aos alunos, é preciso
antes uma explicação sobre alguns aspectos mercadológicos.

18) A tabela a seguir apresenta a distribuição etária da população de um país, em percentual,


ao longo do tempo (com previsão para os próximos 20 anos). Nesse país, a taxa de
crescimento populacional prevista é zero.

FAIXAS ETÁRIAS 1940 1960 1980 2000 2020


0 a 9 anos 30 31 26 18 12
10 a 19 anos 24 22 24 20 19
20 a 39 anos 30 28 29 34 36
40 a 64 anos 12 14 15 20 23
65 anos ou mais 4 5 6 8 10
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 57
Questões Provão

Como resultado da análise do quadro acima, um fabricante de

A. Sabão em pó troca a abordagem de propaganda comparativa dos seus comerciais por


um tom jocoso.
B. Balas e doces decide abris uma rede de lojas próximas a colégios.
C. Fraldas infantis passa a produzir, também, fraldas geriátricas.
D. Bicicletas lança uma linha esportiva para esportes radicais.
E. Refrigerantes descontinua sua linha diet.

Resposta: C.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Embora
se trate de uma questão de Marketing, pode ser resolvida pelo simples bom senso. Pela tabela
acima verifica-se que a população está envelhecendo. Logo, é preciso oferecer produtos que
atendam às necessidades de uma população mais velha.

19) A globalização tem imposto mudanças em diversos aspectos do mundo de negócios.


Várias são as técnicas utilizadas pelas organizações para enfrentar esse novo cenário, tais
como downsizing, delegação e equipes interfuncionais. Contudo, a utilização dessas técnicas
deve vir acompanhada de um enfoque gerencial denominado empowerment, que significa o
fortalecimento do poder decisório dos indivíduos de uma empresa, tendo como condição
inerente e necessária à sua utilização

A. A intolerância a erros de decisão.


B. A circulação restrita de informações gerenciais.
C. A competência decisória dos gestores.
D. A flexibilização da missão da empresa.
E. A inexistência de sistema de recompensas.

Resposta: C.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Quem
conhece o que significa empowerment, que foi explicado no texto do livro, não terá dificuldade
em assinalar imediatamente a opção C, mas mesmo quem não sabe o que empowerment
significa, poderá chegar à opção correta através de uma leitura atenta e bom senso.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 58
Questões Provão
“A nova ordem organizacional se desenha em ambientes altamente competitivos e de extrema
instabilidade e incerteza, a ponto de algumas questões básicas quanto ao próprio objetivo
organizacional estarem sendo colocadas incisivamente às organizações.
Há bem pouco tempo atrás, as organizações almejavam a liderança do mercado e as grandes
margens de lucro. Já o presente tem-se revelado como a era da sobrevivência organizacional.
Quanto ao futuro...”

20. Diante da instabilidade gerada pelo ambiente, que posição deve adotar uma organização?

A. Aceitar o determinismo ambiental como inevitável e se curvar às suas conseqüências.


B. Aceitar a inevitabilidade da necessidade de mudança e adaptação.
C. Aceitar os mecanismos criados para assegurar a auto-preservação das “ilhas de
eficiência”.
D. Manter as zonas de conforto imanentes e inerentes de acordo com os propósitos da
cultura organizacional.
E. Ignorar a acomodação associada à burocratização das organizações.

Resposta: B.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. Podemos
considerá-la como sendo de dificuldade baixa para os que leram o texto da parte 9 e o
assimilaram, pois o tema da questão está ali bem explicado.

21. Das situações abaixo, qual caracteriza uma mudança que está ocorrendo diante da nova
ordem organizacional?

A. A competição entre empresas diferentes passa a evitar a competição entre empresas


totalmente similares.
B. A logística tem um papel cada vez menor no contexto organizacional.
C. A ênfase na hierarquia é reduzida, e aumenta a importância da integração entre
diferentes áreas e setores.
D. As fronteiras e/ou limites industriais, que eram incertos, agora evidenciam-se com
precisão.
E. As parcerias passam a ser desnecessárias e até perigosas.

Resposta: C.
Dificuldade: Baixa.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 59
Questões Provão
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2002. O assunto
está bem exposto no texto do livro e quem o estudou não terá dificuldade de responder à
questão. Com exceção da alternativa C, as demais são obviamente erradas.

PROVÃO 2003

1) Após um Programa de Treinamento e Desenvolvimento realizado na companhia de


Melhoramentos Urbanos, houve a conscientização dos gestores para a importância da
interdependência das partes que compõem o todo. Isto tornou os gerentes mais preocupados
em investir em funcionários multitarefas, no desenvolvimento humano e no conhecimento de
todas as áreas da organização, pois o corpo de gestores passou a ter uma visão

A. Sistêmica.
B. Funcional.
C. Especializada.
D. Contingencial.
E. Racional substantiva.

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. O texto
do livro é bem claro. O conceito de visão sistêmica está definido na página 10, no item 1.2.4.

2) Em um seminário nacional, organizado para discutir a gestão empresarial no Brasil, um


renomado palestrante alertou para o fato de que muitas organizações ainda apresentam
características que denotam grande identidade com a Administração Clássica.
Considere os seguintes aspectos:

I – Ciclo motivacional;
II – Divisão de trabalho;
III – Departamentalização;
IV – Descentralização;
V – Funções da empresa;
VI – Funções da Administração;
VII –Processo decisório participativo.

As características a que o palestrante se referia são, apenas,


Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 60
Questões Provão
A. I, II, IV e V.
B. I, III, IV e V.
C. II, III, V e VI.
D. III, IV, V e VI.
E. IV, V, VI e VII.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. No início
do livro são abordados com mais ênfase os princípios da Administração Clássica. Como foi
explicado na Introdução, na página VIII, os primeiros capítulos privilegiam uma concepção
mecanicista das organizações, sem excluir, porém, desde o início, os enriquecimentos
proporcionados pelas inovações recentes. Ora, a Administração Clássica é essencialmente
mecanicista e os tópicos abordados nos primeiros capítulos com mais ênfase são os indicados
na opção C. Além disso, a explicação sobre as características da escola clássica, na página 39,
confirmam a resposta certa na opção C, pois quando se fala em estruturas de organização,
estamos nos referindo a departamentalização, divisão de trabalho e funções da empresa,
amplamente estudados nas Partes 1 e 2 do texto do livro.

3) Ao refletir sobre o planejamento da Empresa Brasileira de Panquecas (Ebrapan), o gerente


administrativo percebeu que o ambiente externo exerce sobre a organização fortes ações
diretas e indiretas. Os elementos de ação indireta afetam o clima no qual a organização opera,
podendo vir a se tornar elementos de ação direta. Entre os elementos de ação indireta que
podem influenciar a administração da Ebrapan, incluem-se

A. Grupos ecológicos, meios de comunicação e grupos de pressão política.


B. Grupos ecológicos, oferta de mão-de-obra e concorrentes.
C. Grupos de pressão política, instituições financeiras e acionistas.
D. Legislação, oferta de mão-de-obra e concorrentes.
E. Concorrentes, instituições financeiras e legislação.

Resposta: A.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. O texto
do livro explica bem esta questão no item 2.2.2., páginas 20 a 23. Concorrentes e acionistas
exercem ação direta sobre o planejamento da empresa. Por exclusão, sobra apenas a opção
A, que também constam no texto como fatores de pressão indireta. Os fatores que compõem o
macroambiente fazem pressão indireta e os que compõem o microambiente fazem pressão
direta.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 61
Questões Provão

4) Ao realizar a análise organizacional da Fábrica de Motores Microteste S/C, com sede no


ABC, verificou-se que alguns parâmetros necessitavam ser identificados em uma de suas
fábricas no interior do Estado a fim de subsidiar o processo de análise.
A esse respeito considere os aspectos a seguir relacionados.

I – Fluxograma;
II – Estrutura organizacional;
III – Política de pesquisa e desenvolvimento;
IV – Formulários;
V – Planejamento estratégico;
VI – Estrutura motivacional;
VII – Clima organizacional;
VIII – Layout do local de trabalho;
IX – Política de Marketing;
X – Organograma da fábrica.

Numa análise adequada de OSM (Organização, Sistemas e Métodos) da fábrica, devem,


prioritariamente, ser contemplados os aspectos

A. I, II, IV, VIII e X.


B. I, III, V, VII, e X.
C. II, IV, V, VII e X.
D. II, IV, VI, VIII, e X.
E. I, V, VII, VIII e X.

Resposta: A.
Dificuldade: Baixa
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. A parte 2
do livro mostra claramente que a única solução válida é a opção A.

5) Em suas atividades em uma grande empresa nacional, Mariana percebeu que havia perda
de esforços ao se pulverizarem os negócios da empresa em diversas linhas de produtos e
serviços. Para reverter essa situação organizacional, ele deverá definir:

A. Uma estratégia de maior diversificação para melhorar o desempenho da empresa junto


ao mercado.
B. Os produtos e serviços para melhor atender seus clientes internos e motivá-los para o
trabalho.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 62
Questões Provão
C. Novos canais de comunicação para melhorar sua interação com o mercado.
D. O foco da empresa para estabelecer suas prioridades, considerando os produtos,
serviços e clientes.
E. O foco da empresa para melhorar o marketing interno e as relações com a
concorrência.

Resposta: D.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. Basta um
pouco de bom senso para se chegar à conclusão correta. O livro não aborda diretamente a
questão no texto impresso, mas no site relativo à Parte 3, ao se tratar de modelos de
planejamento, indica-se uma bibliografia que conduz diretamente ao assunto, especialmente o
livro citado do Michael Porter sobre Vantagem Competitiva, onde ele mostra que a empresa
deve estabelecer uma das três seguintes estratégias: (a) diferenciação; (b) custo; (c) foco. É
fácil ver que o que falta a esta empresa é foco e não é para melhorar o marketing interno.

6) A Obras Públicas Ltda. Está se preparando para a obtenção de uma licença de construção
de uma ponte na Região sudeste. As tarefas que serão executadas são:
A,B,C,D,E,F,G,H,I,J,K,L,M. As precedências e os tempos correspondentes (entre parênteses)
para a execução de todas as tarefas são mostrados a seguir.

F (3 ) J (4 )
A (8 )

6 K (3 )
G (2 )
B (4 ) D (6 ) L (4 )
1 2 4 8
M (4 )
H (3 )
E (3 ) 7
C (9 )

I(3 )
5

A. 17
B. 16
C. 15
D. 14
E. 12

Resposta: A.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 63
Questões Provão
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. No
diagrama acima, representamos o caminho crítico em vermelho, mas é claro que na questão a
ser dada em prova ela deve ser apresentada na mesma cor das demais. Para se chegar à
resposta correta, basta somar os tempos das atividades, seguindo os diversos caminhos para
se concluir qual é o caminho crítico, que indica a resposta A como sendo a correta. O livro traz
este assunto nas páginas 179 e 180.

7) Paulo, Gerente do Departamento Financeiro da empresa Balanços S. A., recebeu a


incumbência de escolher entre Marcos e Lúcia, dois de seus subordinados, aquele que seria
promovido ao cargo de Chefe do Setor Orçamentário da empresa.
Alinhado às abordagens mais avançadas de gerenciamento de pessoas, Paulo decidiu ela
promoção de Lúcia. Ela tem demonstrado ser proativa, possuir capacidade de liderança e de
delegação, além de sólida formação acadêmica e habilidade interpessoal.
Os insumos relevantes à tomada de decisão de Paulo foram orientados para valorização do
fator

A. Experiência.
B. Competência.
C. Visão de mercado.
D. Cumprimento das rotinas de trabalho.
E. Tempo de permanência no cargo.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. Basta
uma leitura atenta ao enunciado da questão para se chegar à conclusão correta.

8) A Direção de um banco comercial de porte médio, visando a obter vantagem competitiva,


decidiu implementar um novo sistema de remuneração, baseado em resultados.
O modelo vincula a remuneração ao alcance de metas pré-negociadas, de tal forma que as
metas individuais são alinhadas às grupais, que, por sua vez, são desdobradas das metas
empresariais.
Essa forma de remuneração constitui um poderoso aliado do desempenho organizacional
porque:

A. Utiliza modelos padronizados que podem ser aplicados a diferentes ramos de


atividades.
B. Possibilita o maior comprometimento com os objetivos organizacionais.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 64
Questões Provão
C. Independe da cultura organizacional, pois o valor da recompensa é baseado no cargo
ocupado.
D. É de fácil modelagem, pois prescinde de indicadores de desempenho.
E. É concebida sob a ótica de resultados igualitários.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. Basta
uma leitura cuidadosa do enunciado para se chegar à opção correta. O livro aborda o esquema
em duas passagens: (a) quando se estuda a administração por objetivos nas páginas 175 a
177, embora sem mencionar aspectos relacionados à remuneração, que são estudados na
parte 5; (b) no site cuja chamada está na página 283.

9) Uma empresa de pesquisa do setor agro-industrial tem sofrido uma significativa evasão de
técnicos de elevada competência.
Da análise dos levantamentos das causas e desligamentos, conclui-se que a maior incidência
de respostas aponta para a impossibilidade de ascensão funcional na carreira técnica. Só há
possibilidade de ascensão quando o técnico é promovido a gerente.
O modelo de carreira adotado apresenta-se ineficaz porque se baseia

A. No fornecimento de um plano de desenvolvimento do empregado em sua área de


atuação.
B. Em estímulo ao crescimento do empregado por meio do conhecimento prático em
áreas distintas.
C. Em pressupostos de mobilidade e ascensão profissional do empregado pelo exercício
da função gerencial ou de ocupação na sua área de especialização.
D. Em pressupostos de que a estrutura organizacional contemporânea tende a ser mais
horizontalizada.
E. Em premissas de que os cargos gerenciais são mais relevantes do que os técnicos.

Resposta: E.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. Basta
uma atenta leitura do enunciado para se chegar à opção correta. Este problema é comum em
muitas empresas e a solução para isto é a adoção do plano de carreira em Y, que é um plano
de carreira próprio para funções técnicas que tem como pressuposto a mobilidade e a
ascensão profissional do empregado pelo exercício de funções gerenciais, ou,
alternativamente, de funções técnicas na sua área de especialidade. Este tipo de plano permite
mais flexibilidade na administração salarial de pessoas técnicas de alto nível, uma vez que nem
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 65
Questões Provão
todos os técnicos especializados de alto gabarito são bons administradores. Prevê a ascensão
num plano único até determinada escala, a partir do qual a carreira se bifurca em carreira
gerencial e carreira técnica especializada de alto nível.

10) Na condição de avaliador de desempenho, designado pela Gerência de Recursos


Humanos para analisar o resultado de uma pesquisa de clima organizacional no Departamento
de Vendas, você observou que os aspectos abaixo foram destacados pelo grupo como pontos
fracos.

I– Salários;
II – Reconhecimento no exercício da função;
III – Atitude dos supervisores;
IV – Possibilidade de enfrentar desafios;
V – Plano de carreira;
VI – Limpeza do local de trabalho;
VII – Segurança no trabalho.

Analisando esses aspectos segundo a Teoria de Herzberg, são considerados fatores


motivacionais apenas,

A. I, III e V.
B. I, V e VII.
C. II, IV e V.
D. II, V e VI.
E. III, VI e VII.

Resposta: C.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de cursos de 2003. Para
quem conhece bem a Teoria de Herzberg a questão será fácil e difícil para quem não a
conhece. Quem tem um conhecimento médio chegará à conclusão correta pelos conceitos de
fatores motivacionais e higiênicos, conforme definidos por Herzberg. Esses conceitos estão
bem explicados no item 16.4 do livro, das páginas 331 a 333.

11) Após muitos anos trabalhando na empresa Criativa Ltda., Luís viveu inúmeras situações de
conflito na gestão. Indagado sobre a relevância do conflito, Luís afirmou corretamente que,
numa organização que busca a inovação, o conflito
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 66
Questões Provão
A. É desejável, não devendo ser evitado, na medida em que possibilita identificar e
solucionar problemas, além de minimizar atritos.
B. Somente é desejável quando aumenta o absenteísmo, melhora a motivação e evita o
clima hostil verificado em muitas organizações.
C. Somente é aceitável quando viabiliza a hostilidade, diminuindo o estresse e a
ansiedade.
D. É aceitável, devendo, no entanto, ser evitado, na medida em que é mais gerador de
problemas e atritos do que de soluções.
E. É indesejável, devendo ser evitado, na medida em que é possível gerador de
problemas e atritos.

Resposta: A.
Dificuldade: Alta.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. Usando-
se apenas o bom senso é fácil eliminar as opções B e C, restando, portanto, um exame mais
acurado das opões A, D e E. O texto do livro aborda o tema do conflito em quatro passagens
diferentes. Na primeira, nas páginas 94 e 95, trata-se de um caso particular dos conflitos entre
autoridade de linha e funcional e a leitura desse trecho não contribui muito para a solução
desta questão. Na segunda, na página 311, quando se fala dos estudos de Mary Parker Follet.
Também a passagem é muito sucinta, mas a leitura da bibliografia aí indicada levaria facilmente
à conclusão da opção correta. Na terceira, na página 336, quando se descreve a forma de lidar
com conflitos do gerente do estilo 9,9, na concepção de Blake e Mouton. Esta forma de lidar
com conflitos é correta e sua adoção levaria à reposta correta. Também neste caso, a leitura da
bibliografia aí indicada levaria facilmente à opção A. O capítulo 21, sobre mudanças, aborda
apenas tangencialmente os conflitos. Novamente, a leitura da bibliografia indicada levaria
facilmente à conclusão correta. Mesmo os que se ativessem à leitura do texto do livro poderiam
chegar à conclusão correta.

12) Fernanda, Gerente de Desenvolvimento da Seta S.A., resolveu adotar ensino via internet
(e-learning) como tecnologia educacional, além dos programas de treinamento já existentes.
Tal decisão foi baseada em resultados obtidos junto a empresas que substituíram os métodos
tradicionais de aprendizagem pelo e-learning.
Para sua surpresa, os resultados alcançados pelo novo método não foram satisfatórios.
Esse tipo de insucesso ocorre devido à inexistência, na empresa, de

A. Uma matriz de incidentes críticos.


B. Cultura organizacional favorável.
C. Instrutores com formação em tecnologia da informação.
D. Computadores de última geração.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 67
Questões Provão
E. Vinculação do método de aprendizagem a recompensas financeiras.

Resposta: B.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. O
enunciado não especifica com clareza a inexistência de nenhum dos elementos contidos nas
diversas opções, mesmo porque, se o fizesse, a questão seria óbvia. É preciso, portanto,
concluir qual a opção mais comum e provável e, no caso, não há dúvida de que seria a opção
B.

13) Uma revista de negócios de circulação nacional apresenta o modelo de “produção enxuta”
abaixo, adotado por uma empresa transnacional.

T E C N O L O G IA

IN F O R M A Ç Õ E S PRO CESSO S PRO DUTO S

PESSO AS

Considerando que o modelo está inserido no ambiente e com ele interage, este sistema é do
tipo:
A. Estático.
B. Independente.
C. Autodeterminado.
D. Fechado.
E. Aberto.

Resposta: E.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. A solução
poderia ser obtida apenas pelo bom senso. Os sistemas abertos e fechados estão claramente
explicados no livro nas páginas 424 e 425 e já há uma introdução neste sentido nas páginas 20
a 23. A simples leitura desses textos leva facilmente à opção E como a única válida.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 68
Questões Provão

14) A empresa AGT Consultores Associados propôs a reorganização da estrutura da


Construtora Prédio Feito S.A., de modo a privilegiar:
- o desenvolvimento de um forte e coeso trabalho de equipe;
- a eliminação de mão-de-obra ociosa;
- a eliminação de uma extensa cadeia hierárquica;
- a melhoria do processo comunicativo nos empreendimentos.
Para cada novo empreendimento passou, então, a adotar a seguinte estrutura:

CO ORDENAÇÃO COORDENAÇÃO CO ORDEN AÇÃO


DE PRO JETO S D E E N G E N H A R IA C O M E R C IA L

S U P E R V IS Ã O D E
PRO JETO S
P R E D IA IS

S U P E R V IS Ã O D E
PRO JETO S DE
U R B A N IZ A Ç Ã O

Conclui-se, assim, que a empresa de consultoria propôs uma estrutura:

A. Linear.
B. Matricial.
C. Geográfica.
D. Especialista.
E. Qualitativa.

Resposta: B.
Dificuldade: Baixa.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. A parte 7
do livro explica em detalhe este tipo de estrutura.

15) Como estagiária de Administração de uma prefeitura municipal, Júlia teve oportunidade de
observar, de perto, um modelo burocrático de organização que só conhecia de livros.
Assim, que característica ela identificou nessa organização?

A. A liderança competitiva.
B. A descontinuidade do trabalho.
C. A monopolização de posições.
D. O profissionalismo de seus membros.
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 69
Questões Provão
E. O vínculo ao ocupante e não ao cargo.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. O texto
do livro é claro a este respeito. Na página 39, está escrito que a burocracia enfatiza a
formalização, a divisão do trabalho, a hierarquia, a impessoalidade e profissionalização e
competência técnica de seus membros. As outras quatro opções estão totalmente fora das
características da burocracia. O mesmo está dito na página 473, item 24.1.1.

16) O Grupo Lazer S. A., que atua no setor hoteleiro, resolveu investir em educação, criando
uma universidade corporativa de serviços. Essa decisão foi baseada na premissa de que a
universidade corporativa cresce em importância, nos dias atuais, em função

A. Da necessidade de padronização das atividades operativas e comerciais.


B. Da determinação legal que incentiva a formação do trabalhador.
C. Do aumento de rotatividade de seu corpo funcional e redução do absenteísmo.
D. Do desenvolvimento de novas tecnologias e da rápida obsolescência dos
conhecimentos organizacionais.
E. Da maior flexibilização das relações de trabalho e da jornada laboral.

Resposta: D.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. O
enunciado mostra que a empresa opera com uma estrutura organizacional divisionalizada por
unidades estratégicas de negócio e que no nível corporativo, ou seja, na Administração Central,
foi criada uma universidade corporativa, ou seja, um centro de treinamento de nível superior,
especializado nos negócios da empresa, para atender às necessidades do conjunto. O simples
bom senso e o conhecimento do que ocorre no mundo empresarial no século XXI levam à
conclusão de que a opção correta é a D. Na parte 9 do texto do livro, está implícita ao longo de
todos os capítulos a importância da inovação, das novas tecnologias e da velocidade das
mudanças que tornam obsoletas as situações existentes mais depressa do que no passado.

17) Marcos, Gerente de Recursos Humanos, delineou um programa de Qualidade de Vida no


Trabalho – QVT, a ser implantado nos próximos três meses, sem custos adicionais. O
programa de QVT está centrado nos seguintes pontos-chave:

I – definição de jornada de trabalho flexível;


II – estabelecimento de normas e rotinas rígidas de trabalho;
Administração – Princípios e Tendências – Francisco Lacombe – Editora Saraiva 70
Questões Provão
III – reestruturação do trabalho por meio do enriquecimento de tarefas dos colaboradores;
IV – revisão do Plano de Cargos e Salários da companhia;
V – desenvolvimento de trabalho voluntário dos colaboradores junto a comunidades carentes;

Estão corretos, apenas, os pontos:

A. I, II e IV.
B. I, III e V.
C. II, III e IV.
D. I, II, III e V.
E. II, III, IV e V.

Resposta: B.
Dificuldade: Média.
Comentários: Esta questão foi apresentada no Exame Nacional de Cursos de 2003. Este
assunto foi abordado no texto do livro em duas passagens: (a) na página 331, quando foi
estudado o conceito de enriquecimento do trabalho; (b) nas páginas 515 a 518, quando foram
estudados o teletrabalho e as jornadas atípicas. Pelo que se depreende da leitura desses
textos conclui-se que os itens I e III estão incluídos na resposta certa e que o item II está
excluído. Logo, a única opção correta é a B. Pode haver alguma dúvida em relação ao item V,
se ele contribui efetivamente para a Qualidade de Vida no Trabalho. Vai de pender da forma
como será implantado. Também há que se considerar se estamos considerando a QVT só na
empresa ou na sociedade. Se estamos considerando a QVT na sociedade, o item V está
obrigatoriamente incluído na resposta correta. Se estivermos considerando apenas o sistema
empresa, poderá estar ou não, dependendo da sua operacionalização. No entanto,
independente disso, a resposta correta será sempre a B, pois é a única que satisfaz às
condições apontadas, uma vez que o item II, que está obrigatoriamente fora, está em todas as
demais opções.