10 PROPOSTAS DA ATP AO GOVERNO PARA O TÊXTIL

1. Pressionar a Comissão Europeia no alargamento do prazo do Acordo Têxtil União Europeia-China, tornando-o coincidente com o celebrado entre os Estados Unidos e a China; bem como abranger novas categorias de produtos no acordo nomeadamente aquelas que são mais sensíveis para a Europa e onde existe maiores aumentos de exportações chinesas. 2. Liderança de um processo de reforma da OMC, capaz de desbloquear dossiers que se arrastam há anos. 3. Aplicação do Fundo de Ajustamento à Globalização às regiões particularmente afectados pelo fenómeno, entre as quais o Vale do Cávado e o Vale do Ave transformando-as em experiências-piloto para a Europa. 4. Facilitar a concentração das empresas a nível burocrático, ao mesmo tempo que esta medida deverá ser acompanhada e estimulada por benefícios fiscais evidentes, de modo a que Portugal possa contar com empresas de maior dimensão. 5. Que conste no Orçamento de Estado para 2007, mas reportando a 31 de Dezembro de 2006, a constituição por parte das empresas de uma reserva de reavaliação do imobilizado. Paralelamente que as empresas utilizem o valor tributário, considerado para efeitos de IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis).

6. Que a partir de 2008 exista uma taxa de IRC, nunca superior a 20%, tornando Portugal mais competitivo em termos fiscais. 7. Maior flexibilização dos horários de trabalho, devendo estes ser anualizados, de acordo com as necessidades reais e concretas das empresas e sem prejudicar os direitos dos trabalhadores, evitando-se assim o recurso despropositado a horas extras; estendendo-se à renovação da estruturas humanas das empresas. 8. Reforço – e a contratualização urgente – dos apoios à internacionalização das empresas da fileira moda, para 2007 e 2008, nos moldes já experimentados. 9. Revisão da futura legislação reguladora da utilização dos recursos hídricos. 10. Intensificar o esforço na diversificação das fontes energéticas, em particular nas energias renováveis, de modo a fugir à dependência dos combustíveis fósseis, entre os quais pontifica o petróleo.