P. 1
Creative Suite Cs5 Help

Creative Suite Cs5 Help

|Views: 1,313|Likes:
Published by ametacontabil

More info:

Published by: ametacontabil on Nov 07, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/26/2012

pdf

text

original

Sections

  • Capítulo 1: Recursos
  • Ativação e registro
  • Serviços, downloads e extras
  • Sobre o Version Cue e o Adobe Drive
  • Capítulo 2: Adobe Bridge
  • Trabalhando com o Adobe Bridge
  • Área de trabalho
  • Visualize e gerencie arquivos
  • Organize os arquivos em coleções
  • Trabalhe com imagens e mídia dinâmica
  • Exporte fotos para JPEG
  • Execute tarefas automatizadas com o Adobe Bridge
  • Metadados e palavras-chave
  • Atalhos de teclado
  • Capítulo 3: Mini Bridge
  • Abrir o Mini Bridge
  • Preferências do Mini Bridge
  • Procurar arquivos no Mini Bridge
  • Abrir ou inserir arquivos usando o Mini Bridge
  • Visualizar arquivos no Mini Bridge
  • Renomear arquivos no Mini Bridge
  • Favoritos e coleções no Mini Bridge
  • Capítulo 4: Camera Raw
  • Introdução ao Camera Raw
  • Navegação, abertura e salvamento de imagens no Camera Raw
  • Ajustes de cores e tons no Camera Raw
  • Visualização de cortes de sombras e realces no Camera Raw
  • Girar, cortar e retocar imagens no Camera Raw
  • Ajustes locais no Camera Raw
  • Sobre ajustes locais no Camera Raw
  • Salvar e aplicar predefinições de ajustes locais no Camera Raw
  • Correção de distorções de lente no Camera Raw
  • Aplicar nitidez e redução de ruído no Camera Raw
  • “Atualização da versão do processo no Camera Raw” na página 78
  • Efeitos de vinheta e granulação no Camera Raw
  • Gerenciamento de configurações do Camera Raw
  • Especificação do local de armazenamento para configurações do Camera Raw
  • Capítulo 5: Gerenciamento de cores
  • Introdução ao gerenciamento de cores
  • Mantenha as cores uniformes
  • Sincronize as configurações de cores em aplicativos Adobe
  • Configure o gerenciamento de cores
  • Imagens importadas com gerenciamento de cores
  • Gerencie as cores de documentos para exibição on-line
  • Revisão de cores
  • Documentos com gerenciamento de cores durante a impressão
  • Trabalhe com perfis de cores
  • Configurações de cor
  • Capítulo 6: Salvar para a Web e dispositivos
  • Otimização de imagens
  • Opções de otimização de imagens gráficas da Web
  • Personalização da tabela de cores para imagens GIF e PNG-8
  • Configurações de saída para elementos gráficos da Web
  • Capítulo 7: Conectar-se ao CS Live
  • Capítulo 8: CS Review
  • Visão geral do CS Review
  • Iniciar uma revisão usando o painel CS Review
  • Gerenciar uma revisão
  • Participar de uma revisão

ADOBE® CREATIVE SUITE® 5

Avisos legais

Avisos legais
Para ver os avisos legais, consulte http://help.adobe.com/pt_BR/legalnotices/index.html.

Última atualização em 24/6/2011

iii

Conteúdo
Capítulo 1: Recursos Ativação e registro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1 Serviços, downloads e extras ........................................................................................... 2 .................................................................................. 2 Sobre o Version Cue e o Adobe Drive Capítulo 2: Adobe Bridge Trabalhando com o Adobe Bridge Área de trabalho Visualize e gerencie arquivos

..................................................................................... 3

...................................................................................................... 5 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33

Trabalhe com imagens e mídia dinâmica Metadados e palavras-chave Atalhos de teclado

Execute tarefas automatizadas com o Adobe Bridge

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45

Capítulo 3: Mini Bridge Abrir o Mini Bridge . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 48 Preferências do Mini Bridge . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50 Procurar arquivos no Mini Bridge Visualizar arquivos no Mini Bridge Renomear arquivos no Mini Bridge Favoritos e coleções no Mini Bridge Capítulo 4: Camera Raw Introdução ao Camera Raw

Abrir ou inserir arquivos usando o Mini Bridge

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 51 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 57 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 61 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 69 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 74 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 76 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 80 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 81

Navegação, abertura e salvamento de imagens no Camera Raw Ajustes de cores e tons no Camera Raw Ajustes locais no Camera Raw Girar, cortar e retocar imagens no Camera Raw Correção de distorções de lente no Camera Raw Aplicar nitidez e redução de ruído no Camera Raw Efeitos de vinheta e granulação no Camera Raw Gerenciamento de configurações do Camera Raw Capítulo 5: Gerenciamento de cores Introdução ao gerenciamento de cores Mantenha as cores uniformes

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 70

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 87 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 93 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 95 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 99

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 89

Imagens importadas com gerenciamento de cores Revisão de cores

Gerencie as cores de documentos para exibição on-line

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 96 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 101

Documentos com gerenciamento de cores durante a impressão Trabalhe com perfis de cores Configurações de cor

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 107

Última atualização em 24/6/2011

. . . . . . . . . . . . . . . . . 135 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 118 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 130 Configurações de saída para elementos gráficos da Web Capítulo 7: Conectar-se ao CS Live Capítulo 8: CS Review Visão geral do CS Review Gerenciar uma revisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 112 Opções de otimização de imagens gráficas da Web . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 144 Iniciar uma revisão usando o painel CS Review Participar de uma revisão Última atualização em 24/6/2011 . . . .CREATIVE SUITE 5 Conteúdo iv Capítulo 6: Salvar para a Web e dispositivos Otimização de imagens . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 137 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 139 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

O Programa de aprimoramento do produto Adobe somente coleta as informações sobre os recursos e ferramentas usados no software e sobre a freqüência de utilização.1 Capítulo 1: Recursos Ativação e registro Ajuda na instalação Para obter ajuda com os problemas de instalação. Programa de aprimoramento do produto Adobe Depois que você usar o software da Adobe um certo número de vezes.com/go/learn_cs_br.adobe. obrigado. A ativação de uma licença de varejo para um único usuário serve para dois computadores. o software da Adobe contata a Adobe para concluir o processo de ativação de licença. insira sua ID da Adobe quando for solicitado a instalar ou iniciar o software. participar. Última atualização em 24/6/2011 . você pode instalar o produto em um computador de mesa no trabalho e em um laptop em casa. consulte a página Ajuda e suporte do Creative Suite em www. ❖ Para registrar. Se optar por participar. notificações de atualizações e outros serviços. Nenhuma informação pessoal é gravada ou enviada. • Para deixar de participar. Ativação de licença Durante o processo de instalação.com/go/activation_br. escolha Ajuda > Programa de aprimoramento do produto e clique em Não. Registro Registre o produto para receber suporte gratuito para instalação. uma caixa de diálogo aparece. Por exemplo.adobe. Se você não desejar inserir sua ID da Adobe durante a instalação ou inicialização. Você pode entrar ou sair do programa a qualquer momento: • Para participar. Para obter mais informações sobre a ativação do produto. Escolha Ajuda > Desativar. escolha Ajuda > Programa de aprimoramento do produto e clique em Sim. os dados sobre o uso do software da Adobe serão enviados à Adobe. primeiro desative-o em um dos dois computadores. Se desejar instalar o software em um terceiro computador. A Adobe fornece mais informações sobre o Programa de aprimoramento do produto em uma FAQ (seção de perguntas freqüentes) no site da Adobe. será possível registrar o produto a qualquer momento escolhendo Ajuda > Registro do produto. Nenhum dado pessoal será transmitido. visite o site da Adobe em www. perguntando se deseja participar do Programa de aprimoramento do produto Adobe.

adobe.adobe. Obtenha ajuda em www. Adobe TV Visite Adobe TV em http://tv. navegue até a pasta do seu idioma no disco. navegue até a pasta de aplicativos no seu computador.adobe. criar efeitos profissionais especializados e mais.com/go/downloads_br para encontrar atualizações. downloads e extras Adobe Exchange Visite o Adobe Exchange em http://www.com/br/support/adobedrive. Os plug-ins e as extensões podem ajudar a automatizar tarefas.com/go/learn_vc_end_br.adobe. Alguns extras são instalados no seu computador durante o processo de configuração.adobe. Leia Perguntas freqüentes em www. Um fornecedor de gerenciamento de ativos também pode fornecer um conector personalizado para o Adobe Drive 2. • Windows: [unidade de inicialização]\Arquivos de Programas\Adobe\[aplicativo Adobe] • Mac OS: [unidade de inicialização]/Applications/[aplicativo Adobe] Para visualizar os extras do disco. assim como milhares de plug-ins e extensões dos desenvolvedores da Adobe e de terceiros. Sobre o Version Cue e o Adobe Drive O Adobe Drive 2.com/go/exchange_br para fazer o download de amostras. Última atualização em 24/6/2011 . Para visualizar os extras instalados durante o processo de configuração.com/go/adobedrive_br. O Adobe Drive 2.0 para permitir o acesso fácil a ativos armazenados no repositório. Downloads da Adobe Visite www.adobe.0 também pode ser estendido para oferecer suporte ao acesso a sistemas de gerenciamento de ativos de terceiros. personalizar fluxos de trabalho.CREATIVE SUITE 5 Recursos 2 Serviços. outros estão localizados no disco.com/go/labs_br fornece a oportunidade para experimentar e avaliar as novas tecnologias e produtos emergentes da Adobe. testes e outros softwares úteis gratuitos.adobe. Adobe Labs O Adobe Labs em http://www. Extras Alguns discos de instalação contêm vários extras para ajudá-lo a aproveitar ao máximo o software da Adobe.0 permite que usuários do Creative Suite 4 e 5 acessem arquivos armazenados em uma instalação do Servidor do Version Cue CS4.com para ver vídeos de instrução e inspiração. Faça download do Adobe Drive 2 em www.

PDF e arquivos de mídia dinâmica.3 Capítulo 2: Adobe Bridge Trabalhando com o Adobe Bridge Sobre o Adobe Bridge CS5 O Adobe® Bridge. Se o Photoshop ou o After Effects não estiver instalado. O Mini Bridge se comunica com o Adobe Bridge para criar miniaturas e manter os arquivos atualizados e sincronizados.5 instalado. poderá abrir ou importar arquivos camera raw do Adobe Bridge. o Adobe After Effects® CS5/CS5. classificar. Essa sincronização garante que as configurações de cor tenham a mesma aparência em todos os componentes do Adobe Creative Suite.5. O Mini Bridge permite trabalhar com mais facilidade em arquivos no aplicativo host.5 e Adobe InCopy® CS5/CS5. O Mini Bridge comunica-se com o Adobe Bridge para criar miniaturas e manter os arquivos atualizados. Você pode editar as imagens diretamente na caixa de diálogo Camera Raw sem iniciar o Photoshop ou o After Effects e copiar as configurações de uma imagem para outra.5. mover e excluir arquivos. procure e gerencie arquivos no painel Mini Bridge do Photoshop. Você também pode visualizar arquivos e dados importados de uma câmera fotográfica ou de uma filmadora digital. layout de página. Última atualização em 24/6/2011 . você também poderá usar o Adobe Bridge para sincronizar configurações de cores entre componentes gerenciados por cor do Adobe Creative Suite.5. O Mini Bridge permite trabalhar com mais facilidade em arquivos no aplicativo host.5 ou uma edição do Adobe Creative Suite 5 ou CS5. Se você possuir o Adobe Photoshop CS5. Adobe InDesign® CS5/CS5. além de visualizar arquivos e ainda adicionar metadados (informações de arquivos). ainda será possível visualizar os arquivos Camera Raw no Adobe Bridge. do InDesign ou do InCopy. Web. editar metadados. Você pode arrastar ativos para layouts. girar imagens e executar comandos em lote. gerenciar e processar imagens. facilitando a localização dos arquivos. Consulte “Mini Bridge” na página 48. Como exportar fotos para JPEG Salve arquivos JPEG para compartilhamento na Web. pesquisar. Navegação em arquivos A partir do Adobe Bridge você pode visualizar. DVD. projetos e composições conforme necessário. O Adobe Bridge pode ser usado para renomear. filtrar. editá-los e salvá-los em um formato compatível com o Photoshop. Mini Bridge Navegue por ativos e gerencie-os usando o painel Mini Bridge no Adobe Photoshop® CS5. Consulte “Exporte fotos para JPEG” na página 30. O Adobe Bridge mantém arquivos nativos da Adobe (como PSD e PDF) e outros tipos de arquivo para facilitar o acesso. fornecido com os componentes do Adobe Creative Suite® 5 e CS5. Mais tópicos da Ajuda “Visualize e gerencie arquivos” na página 15 “Mini Bridge” na página 48 “Trabalhe com o Camera Raw” na página 31 “Gerencie cores” na página 14 O que há de novo no Adobe Bridge CS5 Mini Bridge Abra. vídeo e dispositivos móveis. permite organizar. navegar e localizar os ativos necessários que você utiliza para criar conteúdo para impressão. Gerenciamento de cores Caso utilize uma edição do Adobe Creative Suite 5 ou CS5.

clique duas vezes em um arquivo para abri-lo ou importá-lo nesse componente do Creative Suite 5 e não no aplicativo nativo. Use expressões regulares para corresponder padrões em nomes de arquivos. em seguida. visualizar os novos nomes para todos os arquivos no lote e salvar esquemas de nomeação usados com mais frequência como predefinições. se você escolher Arquivo > Procurar no Bridge no Adobe Premiere Pro e. Consulte “Criar galerias na Web e PDFs com o Adobe Output Module” na página 33. esse arquivo será adicionado ao painel Projeto do Adobe Premiere Pro e não será aberto no Photoshop. depois de usar Arquivo > Procurar para iniciar o Adobe Bridge. Iniciar o Adobe Bridge Você pode iniciar o Adobe Bridge diretamente ou iniciá-lo de qualquer um dos seguintes componentes do Adobe Creative Suite 5 ou CS5.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 4 Barra de caminho avançada A barra de caminho oferece mais opções de navegação: clique para editar o caminho diretamente ou arraste um item até a barra de caminhos para ir até lá. Visualizações de áudio e vídeo em tela inteira O Adobe Bridge CS5 reproduz visualizações em tela interia de arquivos de mídia dinâmica. FLV e F4V. incluindo modelos do Airtight Interactive e mais opções para personalizar a aparência de galerias da Web. Última atualização em 24/6/2011 . Captivate®. na barra de aplicativos. incluindo arquivos SWF. Tutoriais de vídeo do Adobe Bridge Aprenda como usar os novos recursos no Adobe Bridge CS5 assistindo a um dos vídeos a seguir: • O que é o Adobe Bridge CS5? oferece uma visão geral de alto nível de muitos recursos • A visão geral dos novos recursos do Adobe Bridge CS5 abrange a renomeação em lotes(2:10). Consulte “Renomear arquivos em lote” na página 22. InDesign. Por exemplo. Retornar ao último componente aberto do Adobe Creative Suite 5 a partir do Adobe Bridge ❖ Escolher Arquivo > Retornar ao [Componente] ou clique no botão Retornar ao [Componente] . Iniciar o Adobe Bridge a partir de um componente do Adobe Creative Suite 5 ❖ Siga um destes procedimentos: • Escolher Arquivo > Procurar ou Arquivo > Procurar no Bridge (o que estiver disponível). Adicione texto e marcas d'água gráficas personalizados às folhas de contato em PDF. Consulte “Reproduza as visualizações em tela inteira de arquivos de mídia dinâmica” na página 29. Encore®. aplique controles mais precisos sobre layouts e amplie as visualizações. Flash® Professional. Galerias da Web aprimoradas e folhas de contato em PDF Aproveite os novos modelos de galerias. Exiba arquivos vinculados do InDesign Exiba os arquivos vinculados em documentos do InDesign no Adobe Bridge. Consulte “Navegue por arquivos e pastas” na página 15. Consulte “Exiba os arquivos vinculados do InDesign” na página 39. InCopy. permitindo que você substitua toda ou parte de uma seqüência de caracteres em um nome de arquivo. o Módulo de saída Adobe (7:02) e o Mini Bridge (8:30) Para acessar links para outros conteúdos de aprendizagem do Adobe Bridge. Photoshop e Premiere® Pro. Nota: No After Effects ou Premiere Pro.5: After Effects. • Clique no botão Mini Bridge na barra de aplicativos. clicar duas vezes em um arquivo do Photoshop. Salve galerias da Web e layouts em PDF personalizados como estilos para facilitar a reutilização. Renomeie em lote As novas opções de nomeação de arquivo oferecem maior flexibilidade sobre as operações de renomeação em lote. Illustrator®. acesse Ajuda e suporte do Bridge. o painel Exportar (4:40).

localizado na pasta Applications/Adobe Inicie o Adobe Bridge automaticamente O Adobe Bridge pode ser configurado para ser executado automaticamente em segundo plano sempre que você efetuar login. ❖ Para configurar o Adobe Bridge para que abra automaticamente em segundo plano no momento do logon.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 5 Alterne para o Adobe Bridge a partir do Mini Bridge ❖ (Photoshop. A execução do Adobe Bridge em segundo plano consome menos recursos do sistema até que você esteja pronto para usá-lo. que contêm vários outros painéis. • Clique com o botão direito do mouse no ícone do Adobe Bridge na bandeja do sistema e escolha Ocultar Bridge para executá-lo em segundo plano.1 para executá-lo em segundo plano. É possível ajustar área de trabalho do Adobe Bridge movendo ou redimensionando esses painéis. InCopy) Clique no botão Abrir Bridge na parte superior do painel Mini Bridge. escolha Adobe Bridge CS5.1 no Encaixe e escolha Mostrar ou Ocultar. • Escolha Arquivo > Ocultar para executar o Adobe Bridge em segundo plano. execute uma das seguintes ações: • Clique no ícone do Adobe Bridge CS5. execute um dos seguintes procedimentos: • Na primeira vez que você iniciar o Adobe Bridge. clique em Sim quando for perguntado se deseja iniciar o Adobe Bridge automaticamente no momento do logon. InDesign.1 Bridge CS5.1. clique com o botão direito do mouse no ícone da bandeja do sistema do Adobe Bridge e escolha Iniciar o Bridge ao fazer logon. . • (Mac OS) Para alternar entre os modos operacionais. • No Adobe Bridge.1 > Ocultar Adobe Bridge CS5. Oculte ou mostre o Adobe Bridge • (Windows) Para alternar entre os modos operacionais. Área de trabalho Visão geral da área de trabalho A área de trabalho do Adobe Bridge consite em três colunas ou painéis. • No painel Avançado da caixa de diálogo Preferências do Adobe Bridge. Você pode criar áreas de trabalho personalizados ou selecionar uma das várias áreas de trabalho pré-configurados do Adobe Bridge. Inicie o Adobe Bridge diretamente • (Windows) Escolha Adobe Bridge CS5. • (Mac OS) Clique duas vezes no ícone Adobe Bridge CS5.1 no menu Iniciar > Programas. execute uma das seguintes ações: • Clique com o botão direito do mouse no ícone do Adobe Bridge na bandeja do sistema e escolha Mostrar Bridge para abrir o aplicativo. Última atualização em 24/6/2011 . • (Windows) Quando o Adobe Bridge estiver aberto. escolha Iniciar o Bridge ao fazer logon.

localize e abra coleções e coleções inteligentes. pelo painel Pastas ou pelo painel Coleções. Última atualização em 24/6/2011 . Botões de exibição F. Seletor de miniatura E. Se forem selecionados vários arquivos. os dados compartilhados (como palavras-chave. É possível reduzir ou ampliar uma visualização redimensionando o painel. Painel 'Metadados' Contém informações de metadados do arquivo selecionado.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 6 A B F E C D Área de trabalho do Adobe Bridge A. data de criação e configuração de exposição) serão listados. Pesquisar Estes são os principais componentes da área de trabalho do Adobe Bridge: Barra de aplicativos Oferece botões para tarefas essenciais. Barra de aplicativos B. pela Barra de caminho. alternar áreas de trabalho e pesquisar arquivos. Painel Coleções Permite que você crie. Painel Filtro Permite classificar e filtrar arquivos que aparecem no painel Conteúdo. Item selecionado D. Painéis C. Painel Favoritos Proporciona aceso rápido a pastas navegadas com mais frequência. como navegar pela hierarquia de pastas. Painel Conteúdo Exibe os arquivos especificados pelos botões do menu de navegação. pelo painel Favoritos. Use-o para navegar por pastas. Painel Visualização Exibe uma visualização do(s) arquivo(s) selecionado(s). Painel Exportar Salve fotos como JPEG para uploads na Web. Barra de caminho Mostra o caminho para a pasta que você está visualizando e permite navegar pelo diretório. Painel Palavras-chave Ajuda a organizar as imagens associando palavras-chave a elas. As visualizações são separadas e normalmente maiores que a imagem em miniatura exibida no painel Conteúdo. Painel Pastas Exibe a hierarquia de pastas.

• Arraste a barra divisória horizontal entre os painéis para torná-los maiores ou menores.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 7 Painel 'Saída' Contém opções para ca criação de documentos PDF ou galerias da Web em formato HTML ou Flash. 2 Clique em Geral e selecione as opções desejadas na área Itens favoritos da caixa de diálogo Preferências. seguido do nome do painel que deseja exibir ou ocultar. Mais tópicos da Ajuda “Selecione e gerencie áreas de trabalho” na página 8 “Navegue por arquivos e pastas” na página 15 “Classifique e filtre arquivos” na página 20 “Metadados e palavras-chave” na página 35 “Organize os arquivos em coleções” na página 18 “Visualize e compare as imagens” na página 26 “Execute tarefas automatizadas com o Adobe Bridge” na página 33 Ajuste os painéis Você pode ajustar a janela do Adobe Bridge movendo e redimensionando seus painéis. Definir as preferências de Favoritos 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. com exceção do painel central (que varia dependendo da área de trabalho escolhida). Adicione itens ao painel Favoritos Você pode adicionar itens ao painel Favoritos especificando-os nas preferências da opção Geral ou arrastando-os para o painel Favoritos. Mostre ou oculte os painéis ❖ Siga um destes procedimentos: • Pressione Tab para mostrar ou ocultar todos os painéis.1 > Preferências (Mac OS). • Escolha Janela. Aparece quando a área de trabalho Saída é selecionada. os painéis não podem ser movidos para fora da janela do Adobe Bridge. Última atualização em 24/6/2011 . • Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou clique com a tecla Ctrl pressionada (Mac OS) em uma guia de painel e escolha o nome do painel que deseja exibir. Entretanto. • Arraste a barra divisória vertical entre os painéis e o painel Conteúdo para redimensionar esses painéis ou o painel Conteúdo. Mova ou redimensione os painéis ❖ Siga um destes procedimentos: • Arraste um painel para outro pela sua guia.

Ao salvar várias áreas de trabalho do Adobe Bridge. Metadados Exibe o painel Conteúdo na visualização Lista. Coleções. Visualização. Arraste os botões para reorganizar a ordem deles. Conteúdo. Última atualização em 24/6/2011 . Tira de filme. Essa área de trabalho é disponibilizada quando o script de inicialização do Adobe Output Module é selecionado em Preferências do Adobe Bridge. Ou clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) em um item e escolha Remover de favoritos no menu de contexto. • Clique em um dos botões da área de trabalho (Saída. Visualização.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 8 Adicione itens a Favoritos ❖ Siga um destes procedimentos: • Arraste um arquivo ou pasta para o painel Favoritos a partir do Windows Explorer (Windows). Você pode selecionar uma Área de trabalho pré-configurado ou uma Área de trabalho personalizado salvo anteriormente. Pastas. Selecione uma área de trabalho ❖ Siga um destes procedimentos: • Escolha Janela > Área de trabalho e. Filtro e Exportar. você pode trabalhar em diferentes layouts (e alternar rapidamente entre eles). Filtro. selecione a área de trabalho desejada. Metadados. Arraste a barra vertical à esquerda dos botões da área de trabalho para exibir mais ou menos botões. Palavras-chave. Para remover um item do painel Favoritos. Botões da área de trabalho e menu pop-up Áreas de trabalho padrão O Adobe Bridge fornece várias áreas de trabalho pré-configuradas: Saída Exibe os painéis Favoritos. Mesa de luz ou Pastas) na barra de aplicativos do Adobe Bridge. Pastas. Metadados e Palavras-chave. em seguida. Fundamentos. Metadados. do Finder (Mac OS) ou do painel Conteúdo ou Pastas do Adobe Bridge. Conteúdo. uma pasta ou uma coleção no Adobe Bridge e escolha Arquivo > Adicionar a favoritos. você pode usar uma área de trabalho para classificar novas fotos e outra para trabalhar com arquivos de filme a partir de uma composição do After Effects. Selecione e gerencie áreas de trabalho Uma área de trabalho do Adobe Bridge é uma certa configuração ou layout de painéis. juntamente com os painéis Favoritos. Fundamentos Exibe os painéis Favoritos. selecione-o e escolha Arquivo > Remover de favoritos. Visualização e Saída. Por exemplo. • Selecione um arquivo. Exportar.

consulte a Ajuda do Mac OS. Você pode personalizar a exibição no painel Conteúdo exibindo informações de texto detalhadas com miniaturas ou miniaturas como uma lista. Visualização Exibe um painel Visualização grande. Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) em um botão da área de trabalho para reiniciar ou excluir a área de trabalho ou inserir uma área de trabalho diferente à esquerda desse botão.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 9 Tira de filme Exibe miniaturas em uma linha horizontal de rolagem (no painel Conteúdo) junto com uma visualização do item selecionado no momento (no painel Visualização). Coleções e Exportar. o Adobe Bridge gera miniaturas gerenciadas por cor e as exibe no painel Conteúdo com nomes de arquivos ou pastas. Salve o layout atual do Adobe Bridge como uma área de trabalho 1 Escolha Janela > Área de trabalho > Nova área de trabalho. pressionar Command + F5 para carregar a área de trabalho Palavras-chave inicia o Mac OS VoiceOver por padrão. Mesa de luz Exibe apenas o painel Conteúdo. Nota: No Mac OS. Palavraschave. um painel Conteúdo estreito e vertical na visualização Miniaturas e os painéis Favoritos. Filtro. A escolha de Layout automático garante que o Adobe Bridge irá alternar entre um layout horizontal e um vertical conforme necessário. juntamente com os painéis Favoritos. 2 Insira um nome para a área de trabalho. Os arquivos são exibidos na visualização Miniaturas. Ajuste a exibição do painel Conteúdo O painel Conteúdo exibe miniaturas. Palavras-chave Exibe o painel Conteúdo na visualização Detalhes. Filtro. Por padrão. Clique na seta para baixo na extremidade direita dos botões da área de trabalho para acessar comandos úteis para configurar as áreas de trabalho do Adobe Bridge. Exibe também os painéis Favoritos. Exclua ou restaure áreas de trabalho personalizadas ❖ Escolha Janela > Área de trabalho e escolha um dos seguintes comandos: Excluir área de trabalho Exclui o área de trabalho salva. Pastas. Pastas e Exportar. Pastas Exibe o painel Conteúdo na visualização Miniaturas. Filtro e Exportar. Escolha a área de trabalho no menu Área de trabalho na caixa de diálogo Excluir Área de Trabalho e clique em Excluir. desative primeiro o atalho do VoiceOver nas preferências de atalhos de teclado do Mac OS. Pastas. Você não pode excluir áreas de trabalho inclusas no Adobe Bridge. Redefina áreas de trabalho padrão Restaura a área de trabalho selecionada no momento na configuração de Fundamentos. Escolha Layout horizontal ou Layout vertical no menu do painel Conteúdo para posicionar as barras de rolagem. Para obter instruções. juntamente com os painéis Favoritos. Também é possível redimensionar as miniaturas e especificar sua qualidade. bem como rótulos e classificações. Para carregar a área de trabalho Visualização usando o atalho do teclado. Última atualização em 24/6/2011 . miniaturas detalhadas ou uma lista dos arquivos e pastas na pasta selecionada. selecione as opções de área de trabalho na caixa de diálogo Nova área de trabalho e clique em Salvar. Coleções e Exportar.

• Mostrar somente miniatura. na parte inferior da janela do Adobe Bridge. escolha o tipo de metadados a ser exibido. escolha Layout horizontal ou Layout vertical no menu do painel Conteúdo. • Como Lista para exibir arquivos e pastas como uma lista de nomes de arquivos com metadados associados em um formato de coluna. Clique no botão Maior tamanho de miniatura. Ajuste o tamanho de miniaturas Torne as miniaturas menores para que você possa visualizar um número maior delas de uma vez ou amplie-as para ver os seus detalhes. • Como Detalhes para exibir miniaturas com informações de texto adicionais. rótulos ou classificações. Exibir conteúdo como detalhes ou Exibir conteúdo como lista.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 10 Escolha um modo de exibição ❖ Escolha um dos itens a seguir no menu Visualizar: • Como Miniaturas para exibir arquivos e pastas como miniaturas com nomes de pasta ou arquivo. • Clique no botão Menor tamanho de miniatura. Clique nos botões no canto inferior direito da janela do Adobe Bridge para Exibir conteúdo como miniaturas. na extremidade direita do controle deslizante de miniatura para aumentar o número de colunas na painel Conteúdo em uma coluna. • Arraste o controle deslizante de Miniatura . 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. Nota: Ao redimensionar a janela do Adobe Bridge no modo Layout automático. para exibir miniaturas sem informações sobre texto. Para evitar esse comportamento. O Adobe Bridge aumenta automaticamente o tamanho das miniaturas para o número de colunas exibidas. Exiba metadados adicionais para miniaturas A preferência Linhas adicionais de metadados de miniaturas especifica se as informações de metadados adicionais serão mostradas com as miniaturas no painel Conteúdo. ❖ Escolha Exibir > Bloquear grade ou clique no botão Bloquear grade próximo ao controle deslizante de Miniatura na parte inferior da janela do Adobe Bridge.1 > Preferências (Mac OS) e clique em Miniaturas. É possível exibir até quatro linhas adicionais de informações. a configuração das miniaturas será mantida se a janela for redimensionada ou se os painéis forem abertos ou fechados. Última atualização em 24/6/2011 . na extremidade esquerda do controle deslizante de miniatura para reduzir o número de colunas na painel Conteúdo em uma coluna. Quando a grade estiver bloqueada. arraste o controle deslizante para a direita para aumentar o tamanho das miniaturas. Bloqueie a grade Bloqueie a grade para que o Adobe Bridge sempre exiba miniaturas completas no painel Conteúdo. bem como rótulos e classificações. Caso não consiga ver o nome do arquivo ou outros metadados com uma imagem miniatura no painel Conteúdo. 2 Na área Linhas adicionais de metadados de miniaturas. as miniaturas no painel Conteúdo também são redimensionadas.

2 Siga um destes procedimentos: • Clique em qualquer cabeçalho de coluna para alterar a direção da ordem de classificação. ele exibirá o ícone associado a esse tipo de arquivo específico. • Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) em qualquer cabeçalho de coluna para escolher uma categoria de metadados diferente. com base na resolução do monitor. escolha uma pasta e selecione o botão Navegar rapidamente dando preferência a imagens incorporadas . 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5.1 > Preferências (Mac OS) e clique em Miniaturas. Consulte “Use a ferramenta Lupa” na página 28 e “Visualize imagens como uma apresentação de slides” na página 28. Sempre alta qualidade é a configuração de qualidade padrão. inserir uma nova coluna. • Alta qualidade em demanda para usar miniaturas incorporadas até visualizar uma imagem. 1 Escolha Exibir > Como lista. 2 Selecione Gerar visualizações do tamanho do monitor. redimensionar a coluna ou retornar à configuração padrão. na barra de aplicativos do Adobe Bridge. clique no botão Opções de qualidade de miniaturas e geração de visualizações • Prefira Incorporada (mais rápida) para usar as miniaturas de baixa resolução incorporadas no arquivo de origem. . O Adobe Bridge desconsidera essa configuração ao exibir miniaturas para arquivos de vídeo. • Sempre alta qualidade para sempre exibir miniaturas gerenciadas por cor para todas as imagens. Especifique visualizações do tamanho do monitor As visualizações do tamanho do monitor exibem as visualizações com a melhor qualidade possível. fechar a coluna. as imagens aparecem nítidas no modo de tela inteira. momento em que o Adobe Bridge cria miniaturas gerenciadas por cor a partir dos arquivos de origem. de alta qualidade ou visualizações 1:1 de miniaturas de imagem para pastas de imagem individuais. Última atualização em 24/6/2011 .1 > Preferências (Mac OS) e clique em Avançado. Personalize a visualização Lista Você pode personalizar a visualização Lista classificando e redimensionando as colunas e escolhendo quais categorias de metadados exibir. • Gerar visualizações 100% para criar visualizações 100% de imagens no plano de plano para visualizações com Lupa ou Apresentações de slides. na barra de aplicativos do Adobe Bridge e escolha uma das seguintes opções: • Para exibir visualizações de miniatura com qualidade mais alta. Essas miniaturas não são gerenciadas por cor. Essa opção equivale a escolher Navegar rapidamente dando preferência a imagens incorporadas. Especifique a qualidade da miniatura Você pode especificar se o Adobe Bridge exibirá visualizações incorporadas. mas usa mais espaço em disco e faz com que a navegação inicial seja mais lenta.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 11 Limite o tamanho do arquivo de miniaturas É possível limitar o tamanho do arquivo para o qual o Adobe Bridge criará as miniaturas (a exibição de arquivos grandes pode diminuir o desempenho). Com as visualizações do tamanho do monitor ativadas. • Para uma navegação mais rápida. Essa opção acelera as operações com lupa ou apresentações de slides. 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. Se o Adobe Bridge não puder criar miniaturas. 2 Digite um número na caixa Não processar arquivos maiores que.

Última atualização em 24/6/2011 . exibindo os painéis e permitindo a movimentação do Adobe Bridge para trás da janela atual. você pode usar o modo Compacto depois de selecionar os arquivos que planeja usar e arrastá-los para o aplicativo à medida ue precisar deles. 2 Siga um ou os dois procedimentos a seguir: • Arraste o controle deslizante de Brilho da interface do usuário para escurecer ou clarear o fundo do Adobe Bridge. Ajuste o brilho e as cores Clareie ou escureça o fundo do Adobe Bridge e especifique cores de destaque nas preferências da opção Geral. a janela do Adobe Bridge no modo Compacto flutua por cima de todas as janelas (No modo Completo. Especifique as cores de destaque 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5.1 > Preferências (Mac OS) e clique em Geral. 1 Clique no botão Alternar para o modo Compacto 2 Siga um destes procedimentos: . • Clique no botão Alternar para o modo Ultracompacto • Clique no botão Alternar para modo Completo . Um subconjunto dos comandos comuns do Adobe Bridge continua disponível no menu pop-up no canto superior direito da janela. Trabalhar no modo Compacto Alterne para o modo Compacto quando você quiser diminuir a janela do Adobe Bridge. 2 Escolha uma cor de destaque no menu Cor de destaque. • Clique duas vezes entre os dois cabeçalhos de coluna para redimensionar automaticamente a coluna à esquerda. os painéis são ocultados e o painel Conteúdo é simplificado.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 12 Nota: A coluna Nome sempre fica na extremidade esquerda. Por padrão. • Arraste a barra do divisor vertical entre as duas colunas para ampliá-las ou estreitá-las. minimizando ainda mais a janela do Adobe Bridge. • Arraste o controle deslizante de Imagem de tela de fundo para que o fundo do slide apareça e para escurecer ou clarear os painéis Conteúdo e Visualizar. Cancele a selação Janela compacta sempre visível. Você pode clicar novamente no botão para retornar ao modo Compacto. No modo Compacto.) Essa janela flutuante é útil porque está sempre disponível à medida que você trabalha em diferentes aplicativos. • Escolha comandos no menu localizado no canto superior direito da janela do Adobe Bridge. Clareie ou escureça o fundo 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. a janela do Adobe Bridge pode ser movida para trás das outras janelas. no menu da janela do Adobe Bridge. para ocultar o painel Conteúdo.1 > Preferências (Mac OS) e clique em Geral. para impedir que a janela do Adobe Bridge no modo Compacto flutue sobre todas as outras janelas. Por exemplo. para retornar ao modo Completo.

cria um cache local para compartilhamento ou arquivamento em disco. Nota: Os arquivos em cache exportados são arquivos ocultos. miniaturas e metadados não estiverem sendo atualizados. um cache para a pasta selecionada e todas as pastas dentro dela (exceto os aliases ou os atalhos para outras pastas). você pode optar em exportálo para compartilhamento ou arquivamento e também optar em gerar visualizações 100%. escolha Exibir > Mostrar arquivos ocultos. os itens em cache mais antigos serão removidos quando você sair do Adobe Bridge. o Adobe Bridge cria arquivos em cache para a pasta selecionada e suas subpastas. Compactar cache Otimize o cache removendo registros obsoletos para reduzir o número total de registros. por exemplo.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 13 Trabalhe com o cache O cache armazena informações de miniaturas e metadados (bem como metadados que não podem ser armazenados no arquivo. Porém.) Defina as preferências de cache 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. Por exemplo. Por exemplo. Ao criar um cache. Exportar caches automaticamente para pastas quando possível Cria arquivos em cache exportados na pasta visualizada. os arquivos em cache também são copiados.1 > Preferências (Mac OS). Você também pode gerar visualizações 100% em cache para ajudar a melhorar o desempenho ao visualizar imagens em 100% em apresentações de slides e visualizações em tela interia ou usando a ferramenta Lupa. Última atualização em 24/6/2011 . O cache exportado é baseado no cache central e inclui informações duplicadas. Esse comando será útil se você suspeitar que o cache de uma pasta é antigo e precisa ser regenerado. o armazenamento do cache ocupa espaço em disco. 2 Clique em cache. Você pode gerenciar o cache limpando-o e definindo as preferências para controlar seu tamanho e localização. Porém. porque elas são exibidas de forma mais rápida quando visualizadas no Adobe Bridge em um computador diferente. você não pode inserir arquivos em cache em uma pasta de um disco somente leitura. exportar arquivos em cache é úti ao compartilhar imagens. como um CD ou um DVD para arquivamento. Para vê-los no Adobe Bridge. 3 Siga um destes procedimentos: Manter visualizações 100% no cache Mantém visualizações 100% de imagens no cache para acelerar as operações de zoom em uma apresentação de slides ou em visualização em tela inteira e ao usar a ferramenta Lupa. Crie e gerencie o cache ❖ Escolha um dos comandos a seguir no menu Ferramentas > Cache: Crie e exporte o cache Cria. A opção Exportar cache para pastas. Quando essa opção está selecionada. Tamanho do cache Arraste o controle deslizante para especificar um tamanho de cache maior ou menor. o Adobe Bridge usa o cache exportado para exibir as miniaturas mais rápido. (Se. Quando uma pasta é copiada para um disco externo. manter visualizações 100% em cache pode usar muito espaço em disco. quando possível. na caixa de diálogo Criar cache. Limpar o cache Exclua todo o cache para liberar espaço no disco rígido. como rótulos e classificações) para melhorar o desempenho ao visualizar miniaturas ou pesquisar arquivos. Se o cache estiver próximo ao limite definido (500. A nova localização entrará em vigor da próxima vez que você iniciar o Adobe Bridge. Local Especifique uma nova localização para o cache. como uma pasta no CD arquivado. Esse comando reduz o tempo gasto aguardando que as informações sobre miniaturas e arquivos sejam exibidas enquanto você navega nas subpastas. como um processo de fundo. Quando você navega por uma pasta não visualizada anteriormente no Adobe Bridge.000 registros) ou se o volume que contém o cache estiver muito cheio. Limpar cache da pasta [Pasta selecionada] Limpa o cache da pasta selecionada.

1 > Preferências (Mac OS) e clique em Avançado. 2 Siga um ou os dois procedimentos a seguir: • Escolha um idioma no menu Idioma para exibir menus. Última atualização em 24/6/2011 . Ao especificar as configurações de cor do Creative Suite usando o comando Editar > Configurações de cor do Creative Suite no Adobe Bridge.5 instalados.1 > Preferências (Mac OS) e clique em Scripts de inicialização. de desempenho e de manipulação de arquivos. ao contrário das miniaturas rápidas. a qualidade da miniatura determina se as configurações de perfil de cor são usadas. Preferências Várias configurações de programas são armazenadas no arquivo de preferências do Adobe Bridge. Os scripts listados variam dependendo dos componentes do Creative Suite 5/5. 3 Clique em OK e reinicie o Adobe Bridge. • Para ativar ou desativar todos os scripts. 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. para determinar a qualidade da miniatura. Use as Preferências avançadas e o botão Opção de qualidade de miniaturas e geração de visualizações na barra de aplicativos. Essa sincronização garante que as configurações de cor tenham a mesma aparência em todos os componentes gerenciados por cor do Adobe Creative Suite 5. 2 Siga um destes procedimentos: • Selecione ou cancele a seleção dos scripts desejados. Mais tópicos da Ajuda “Sincronize as configurações de cores em aplicativos Adobe” na página 91 Altere as configurações de idioma O Adobe Bridge pode exibir menus. opções e dicas de ferramentas nesse idioma. As miniaturas de alta qualidade usam configurações do perfil de cor. essas configurações serão sincronizadas automaticamente. opções e dicas de ferramentas em vários idiomas. O novo idioma entrará em vigor da próxima vez que você iniciar o Adobe Bridge. incluindo opções de exibição.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 14 Gerencie cores No Adobe Bridge. Você também pode especificar que o Adobe Bridge utilize um idioma específico para atalhos do teclado. clique em Ativar tudo ou Desativar tudo. Desative os scripts de inicialização para melhorar o desempenho ou solucionar incompatibilidades entre scripts. do Adobe Photo Downloader. 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. • Escolha um idioma no menu Teclado para usar essa configuração de teclado do idioma para os atalhos de teclado. Ative os scripts de inicialização Você pode ativar ou desativar scripts de inicialização nas preferências do Adobe Bridge. você podrá usar o Adobe Bridge para sincronizar configurações de cor entre todos os componentes gerenciados por cor do Adobe Creative Suite. Caso possua o Adobe Creative Suite 5. • Clique em Revelar meus scripts de inicialização para acessar a pasta Scripts de inicialização do Adobe Bridge no disco rígido.

3 Clique em OK ou em Cancelar para abrir o Adobe Bridge sem redefinir as preferências. Por exemplo. Abrir preferências ❖ Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. escolha Editar > Preferências do Camera Raw (Windows) ou Adobe Bridge CS5. Restaurar preferências A restauração de preferências retorna as configurações a seus padrões e pode corrigir um comportamento incomum do aplicativo. • Clique no botão Ir para pai ou Favoritos ou Revelar recente .1 > Preferências do Camera Raw (Mac OS). As preferências do Camera Raw são especificadas separadamente. Clique duas vezes com a tecla Ctrl pressionada (Windows) ou com a tecla Command pressionada (Mac OS) em uma pasta no painel Conteúdo para abrir a pasta em uma nova janela. Expurgar todo o cache de miniaturas O expurgo do cache de miniaturas pode ajudar se o Adobe Bridge não estiver exibindo as miniaturas de forma apropriada.1 > Preferências (Mac OS). Última atualização em 24/6/2011 . • Arraste uma pasta do Windows Explorer (Windows) ou do Finder (Mac OS) para a barra de caminho para acessar esse local no Adobe Bridge.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 15 Informações detalhadas sobre configurações de preferências específicas aparecem nos tópicos específicos da tarefa. Redefinir áreas de trabalho padrão Retorna todas as áreas de trabalho aos seus padrões de configuração de fábrica. Para revelar um arquivo no sistema operacional. O Adobe Bridge recria o cache de miniaturas ao ser iniciado. Pressione a tecla de seta para a direita para expandir uma pasta. Visualize e gerencie arquivos Navegue por arquivos e pastas • Siga um destes procedimentos: • Selecione uma pasta no painel Pastas. pesquise "preferências de cache" na Ajuda para obter informações sobre configurações de preferências de cache. Pressione a tecla de seta para a esquerda para contrair uma pasta. • Clique duas vezes em uma pasta no painel Conteúdo para abri-la. Para abrir as preferências do Camera Raw no Adobe Bridge. • Clique no botão Retornar ou Avançar na barra de aplicativos para navegar entre pastas recém-visitadas. Alguns rótulos e classificações podem ser perdidos. selecione um ou mais opções a seguir: Redefinir preferências Retorna as preferências aos seus padrões de fábrica. Pressione as teclas de seta para baixo e para cima no painel Pastas para navegar pelo diretório. 1 Mantenha pressionada a tecla Ctrl (Windows) ou a tecla Option (Mac OS) durante a inicialização do Adobe Bridge. selecione-o e escolha Arquivo > Revelar no Explorer (Windows) ou Arquivo > Revelar no Finder (Mac OS). • Selecione um item no painel Favoritos. 2 Na caixa de diálogo Redefinir configurações. na barra de aplicativos e escolha um item. O Adobe Bridge cria um novo arquivo de preferências ao ser iniciado.

não é preciso navegar pelas subpastas. • Escolha Arquivo > Abrir no Camera Raw para editar as configurações do Camera Raw relativas ao arquivo. você também pode arrastar uma pasta do Finder para o ícone do Adobe Bridge para abri-la. • Arraste o arquivo para um ícone do aplicativo. Nota: Mostre ou oculte a barra de caminho escolhendo Janela > Barra de caminho. Abrar ou inserar arquivos Você pode abrir arquivos no Adobe Bridge. • Pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS). O "cruising" de pastas permite que você veja e acesse as subpastas do item selecionado. mesmo aqueles que não foram criados com softwares da Adobe. Quando você usa o Adobe Bridge para abrir um arquivo. esse arquivo é aberto em seu aplicativo nativo ou no aplicativo que você especificar. Mais tópicos da Ajuda “Obtenha fotos de uma câmera digital ou de um leitor de cartão” na página 25 Abra arquivos ❖ Selecione um arquivo e siga qualquer um destes procedimentos: • Escolha Arquivo > Abrir. Como a visualização contínua exibe todos os conteúdos de uma pasta.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 16 • Arraste uma pasta do Windows Explorer (Windows) ou do Finder (Mac OS) para o painel Visualizar para abri-la. ❖ Para exibir o conteúdo das pastas no modo uniforme. • Clique no último item na barra de caminho para editar o caminho. • Pressione Ctrl+tecla de seta para baixo (Windows) ou Command+tela de seta para baixo (SO Mac). Última atualização em 24/6/2011 . Você também pode clicar em uma seta voltada para a direita na barra de caminho para acessar as subpastas do item anterior. Você tamb e pode usar o Adobe Bridge para inserir arquivos em um documento aberto em um aplicativo da Adobe. Pressione Esc para retornar ao modo de ícone. No Mac OS. • Use a barra de caminho para navegar: • Clique em um item na barra de caminho para ir até ele. • Arraste um item do painel Conteúdo para a barra de caminho para ir até esse local. • Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control (Mac OS) pressionada em um item na barra de caminho para ativar o “cruising” de pastas. Mostre o conteúdo de subpastas É possível especificar que o Adobe Bridge exiba pastas e subpastas em uma visualização contínua e "uniforme". • Clique duas vezes no arquivo no painel Conteúdo. incluindo as subpastas. • Escolha Arquivo > Abrir com. choose Mostrar > Mostrar itens de subpastas. seguido do nome do aplicativo a ser usado para abrir o arquivo.

refine os critérios e clique em Salvar. 2 Escolha uma pasta em que deseja pesquisar. você pode usar esse comando para inserir uma imagem JPEG no Adobe Illustrator. 5 Escolha uma opção no menu Corresponder para especificar se nenhum ou todos os critérios devem ser atendidos. 7 (Opcional) Selecione Incluir arquivos não indexados para especificar que o Adobe Bridge pesquise os arquivos não armazenados e os armazenados em cache. Digite um nome para a coleção inteligente no painel Coleções e pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS). para estender a pesquisa a qualquer subpasta da pasta de origem. Mais tópicos da Ajuda “Crie uma coleção inteligente” na página 18 Pesquise arquivos e pastas com o Adobe Bridge 1 Escolha Editar > Localizar. Você pode salvar esses critérios de pesquisa como uma coleção inteligente. clique no sinal de menos (-). 2 Clique no nome do aplicativo (ou Nenhum) e clique em Procurar para localizar o aplicativo a ser usado.1 > Preferências (Mac OS) e clique em Associações de tipos de arquivos. 6 (Opcional) Selecione Incluir todas as subpastas. 8 Clique em Localizar. Insira arquivos • Selecione o arquivo e escolha Arquivo > Inserir. • Arraste um arquivo do Adobe Bridge para o aplicativo desejado. A caixa de diálogo Coleção inteligente inclui automaticamente os critérios da pesquisa. Para remover critérios de pesquisa. Insira o texto de pesquisa na caixa da direita. selecione Ocultar associações de arquivos indefinidas. o documento no qual você deseja inseri-lo talvez precise ser aberto primeiro. 1 Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. Dependendo do arquivo. A pesquisa de arquivos não armazenados em cache (em pastas que ainda não foram acessadas no Adobe Bridge) é mais lenta do que a pesquisa em arquivos em cache. seguido do nome do aplicativo. que é uma coleção que se mantém atualizada com os arquivos que atendam aos seus critérios. 3 Escolha critérios de pesquisa selecionando opções e limitadores nos menus de Critérios. Se desejar. 4 Para ocultar todos os tipos de arquivos que não possuem aplicativos associados. 9 (Opcional) Para salvar os critérios de pesquisa.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 17 Altere associações de tipos de arquivos A seleção do aplicativo que abrirá um tipo de arquivo específico afeta apenas os arquivos que são abertos com o uso do Adobe Bridge e substitui as configurações do sistema operacional. 3 Para redefinir as associações de tipos de arquivos para suas configurações padrão. clique no sinal de mais (+). clique em Redefinir para associações padrão. Por exemplo. Pesquise arquivos e pastas Você pode pesquisar arquivos e pastas com o Adobe Bridge usando várias combinações de critérios de pesquisa. clique no botão Nova coleção inteligente no painel Coleções quando o Bridge exibir os seus resultados de pesquisa. Última atualização em 24/6/2011 . 4 Para adicionar critérios de pesquisa.

Os usuários do Windows XP podem fazer download e instalá-lo a partir do site da Microsoft. na parte inferior do painel Coleções. O Adobe Bridge detectará se o Windows Desktop Search está instalado e habilitará a funcionalidade de forma apropriada. nomes de pastas e palavras-chave de imagens. bem como crie e edite coleções inteligentes. Por padrão. A pesquisa do Adobe Bridge verifica a pasta selecionada no momento e todas as subpastas. selecione o arquivo e escolha Arquivo > Revelar no Bridge. Crie uma coleção ❖ Siga um destes procedimentos: • Clique no botão Nova coleção . Crie uma coleção inteligente ❖ Clique no botão Nova coleção inteligente . 1 Clique no ícone de lupa no campo Pesquisa rápida e escolha Adobe Bridge. Windows Desktop Search (Windows) ou Spotlight (Mac OS) como o seu mecanismo de pesquisa. Clique em Sim quando perguntado se deseja incluir os arquivos selecionados na nova coleção. Para navegar até a pasta em que o arquivo está fisicamente localizado. O painel Coleções permite que você crie.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 18 Execute uma Pesquisa rápida Você pode usar o campo Pesquisa rápida na barra de aplicativos do Adobe Bridge para localizar arquivos e pastas no Adobe Bridge. na parte inferior do painel Coleções para criar uma coleção nova e vazia. A Pesquisa rápida permite que você pesquise usando o mecanismo de pesquisa do Adobe Bridge ou o Windows Desktop Search (Windows) ou Spotlight (Mac OS). O mecanismo do Adobe Bridge pesquisa nomes de arquivos e palavras-chave. O Windows Desktop Search padrão indexa somente o diretório Documents and Settings. • Selecione um ou mais arquivos no painel Conteúdo e. clique no botão Nova coleção no painel Coleções. Nota: O Windows Desktop Search é instalado por padrão para o Vista. 3 Especifique novos critérios para a coleção inteligente e clique em Salvar. Última atualização em 24/6/2011 . modifique suas opções na caixa de diálogo Windows Desktop Search Options . As coleções inteligentes são tipos de coleções geradas a partir de uma pesquisa salva. Para adicionar ou remover uma coleção inteligente do painel Favoritos. clique com o botão direito do mouse (Windows) ou clique + Control (Mac OS) na coleção inteligente no painel Coleções e escolha Adicionar a favoritos ou Remover de favoritos. Edite uma coleção inteligente 1 Selecione uma coleção inteligente no painel Coleções. se você selecionar um arquivo em uma coleção. ele será listado como localizado na pasta de coleções. localize e abra coleções. em seguida. Importante: Remova fotos de uma coleção inteligente editando os critérios. mesmo que estejam localizadas em pastas ou discos rígidos diferentes. incluindo Meu computador (Windows) e Computador (Mac OS). 2 Insira os critérios de pesquisa. A exclusão de uma foto ao visualizar uma coleção inteligente moverá a foto para a Lixeira (Windows) ou Lixo (Mac OS). Para incluir outors locais. Organize os arquivos em coleções As coleções são uma forma de agrupar fotos em um local para facilitar a visualização. 2 Clique no botão Editar coleção inteligente . Os mecanismos de pesquisa do sistema operacional examinam a pasta selecionada no momento ou Meu computador (Windows) e Computador (Mac OS). Os mecanismos do sistema operacional procuram nomes de arquivos. 3 Pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS).

2 Na caixa de diálogo Localizar arquivo ausente. Localize os arquivos que faltam O Adobe Bridge rastreia os locais dos arquivos em coleções. siga um destes procedimentos: • Arraste os arquivos do painel Conteúdo. • Selecione um arquivo no painel Conteúdo e pressione Excluir. em seguida. Se uma coleção incluir arquivos que foram movidos ou renomeados no Explorer (Windows) ou no Finder (Mac OS) ou se os arquivos estiverem em um disco rígido removível que não esteja conectadono momento da visualização da coleção. selecione os arquivos ausentes e execute um dos seguintes procedimentos: • Clique em Procurar para navegar para a nova localização dos arquivos. Remova arquivos de uma coleção ❖ Para remover arquivos de uma coleção. Exclua uma coleção Ao excluir uma coleção. 2 Arraste um arquivo do painel Conteúdo para a coleção no painel Coleções ao qual deseja copiá-lo. • Copie e cole arquivos do painel Conteúdo em um nome de coleção no painel Coleções. Última atualização em 24/6/2011 . 1 Clique em Corrigir para localizar os arquivos que faltam. selecione um nome de coleção e. Se um arquivo for movido no Adobe Bridge. • Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou ou mantenha pressionada a tecla Control (Mac OS) em um nome de coleção e escolha Renomear no menu. Nenhum arquivo é excluído do seu disco rígido. selecione a coleção no painel Coleções e execute um dos procedimentos a seguir: • Selecione um arquivo no painel Conteúdo e clique em Remover da coleção ou clique com o botão direito do mouse (Windows) ou mantenha pressionada a tecla Control e clique (Mac OS) e escolha Remover da coleção. em seguida. do Explorer (Windows) ou do Finder (Mac OS) para o nome da coleção no painel Coleções. clique no ícone da lixeira. ou em Cancelar para mantr o arquivo. você simplesmente a removerá da lista de coleções no Adobe Bridge. em Excluir para movê-lo para a Lixeira (Windows) ou para o Lixo (Mac OS). • Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou mantenha pressionada a tecla Control (Mac OS) em um nome de coleção e. Copie arquivos entre coleções 1 Selecione uma coleção no painel Coleções. escolha Excluir no menu. Adicione arquivos a uma coleção ❖ Para adicionar arquivos a uma coleção. o Adobe Bridge exibirá um alerta na parte superior do painel Conteúdo indicando que os arquivos estão ausentes. substitua o nome da coleção. Em seguida. ❖ Para excluir uma coleção.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 19 Renomeie uma coleção ❖ Siga um destes procedimentos: • Clique duas vezes no nome da coleção e digite um novo nome. Clique em Rejeitar para marcar o arquivo como rejeitado. siga um destes procedimentos: • No painel Coleções. ele permanecerá na coleção.

escolha Rótulo > Sem classificação. certifique-se de que a coluna Classificações esteja visível. Você pode rotular e classificar pastas e arquivos. Além disso. você pode classificar os arquivos de acordo com a sua classificação ou o seu rótulo de cor. Após essa etapa inicial. É possível filtrar arquivos por classificação. é possível usar o comando Classificar para exibir e trabalhar com os arquivos que você rotulou uma determinada cor. Para remover os rótulos dos arquivos. até que você escolha outra opção. Nota: Ao exibir as pastas. Você pode atribuir nomes a rótulos nas preferências de Rótulos. • Para remover todas as estrelas. Classifique e filtre arquivos Por padrão. Se necessário. o Adobe Bridge mostra arquivos rotulados e não rotulados. todos os arquivos com o rótulo antigo são exibidos com rótulos brancos no painel Conteúdo. rotule-os com uma certa cor ou atribua classificações de zero (0) a cinco estrelas. o Adobe Bridge classifica arquivos exibidos no painel Conteúdo por nome de arquivo. clique no ponto que representa o número de estrelas a serem atribuídas ao arquivo. escolha Rótulo > Rejeitar ou pressione Alt+Delete (Windows) ou Option+Delete (Mac OS). palavras-chave e data de criação ou data de modificação. entre outros critérios. escolha Exibir > Mostrar arquivos rejeitados.) • Escolha uma classificação no menu Etiqueta. • Para adicionar ou remover uma estrela. suponha que você esteja visualizando um grande número de imagens importadas no Adobe Bridge. Última atualização em 24/6/2011 . Em seguida. rótulo. escolha Rótulo > Sem rótulo. Por exemplo. tipo. Classifique os arquivos 1 Selecione um ou mais arquivos. Nota: Para ocultar arquivos rejeitados no Adobe Bridge. Você pode classificar os arquivos de modo diferente usando o comando Classificar ou o botão da barra de aplicativos Classificar por. os pontos não são exibidos em visualizações de miniaturas muito pequenas. (Na visualização de Miniatura. Você pode controlar quais arquivos aparecem no painel Conteúdo escolhendo critérios no painel Filtro. 2 Siga um destes procedimentos: • No painel Conteúdo. • Para adicionar uma classificação de rejeitar. Na Exibição em lista. Rotule os arquivos ❖ Selecione um ou mais arquivos e escolha um rótulo no menu Rótulo. o nome é adicionado aos metadados do arquivo quando o róutulo é aplicado. você pode rotular as imagens que deseja guardar. Enquanto examina cada imagem nova. é preciso selecionar uma miniatura para que os pontos sejam exibidos. Rotular e classifique arquivos Para marcar os arquivos rapidamente. Assim. • Clique em Remover para remover os arquivos ausentes da coleção. Quando os nomes dos rótulos são alterados em preferências. redimensione as miniaturas até exibir os pontos.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 20 • Clique em Ignorar para ignorar os arquivos ausentes. escolha Rótulo > Aumentar classificação ou Rótulo > Diminuir classificação.

para exibir arquivos GIF ou JPEG que tenham duas estrelas.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 21 Os critérios que aparecem no painel Filtro são gerados dinamicamente dependendo dos arquivos exibidos no painel Conteúdo e dos seus metadados ou locais associados. ❖ No painel Filtro. Última atualização em 24/6/2011 . Classifique os arquivos • Escolha uma opção no menu Exibir > Classificar ou clique no botão Classificar na barra de aplicativos para classificar arquivos pelos critérios listados. Por exemplo. • Na Exibição em lista. o painel Classificar conterá uma opção Por pasta. para exibir arquivos GIF e JPEG. o painel Filtro terá critérios como dimensões. álbum. selecione um ou mais critérios: • Selecione critérios na mesma categoria (por exemplo. Por exemplo. Por exemplo. ritmo e loop. Nota: Se você filtrar uma pilha fechada. observando o painel Filtro. se o painel Conteúdo contiver arquivos de áudio. o Adobe Bridge exibirá todos os arquivos dessa pilha que atenderem aos critérios de filtragem do arquivo da parte superior. • Selecione categorias no menu do painel Filtro. Especifique se o Adobe Bridge mostra ou oculta pastas. arquivos rejeitados e arquivos ocultos (como arquivos em cache) no painel Conteúdo escolhendo opções no menu Exibir. orientação e dados de câmera. Por exemplo. gênero. • Selecione critérios entre categorias (por exemplo. Por exemplo. Se o painel Conteúdo exibir resultados de pesquisa ou uma coleção com arquivos provenientes de várias pastas. Se o painel Conteúdo tiver imagens. selecione Imagem GIF e Arquivo JPEG abaixo de Tipo de arquivo e duas estrelas em Classificações. Se você filtrar uma pilha expandida. como tempo de exposição e valor de abertura. você pode ver rapidamente quantos arquivos têm uma classificação ou uma palavra-chave específica. o painel Filtro conterá uma Pasta pai que permitirá a você filtrar os arquivos pela pasta em que estão localizados. O painel Filtro exibe o número de itens no conjunto atual que possuam um valor específico. clique com a tecla shift pressionada em duas estrelas para exibir todos os arquivos que possuam duas ou mais estrelas. Clique com a tecla Shift pressionada nos critérios de classificação para selecionar aquela classificação ou uma classificação maior. o Adobe Bridge só exibirá essa pilha se o item (miniatura) na parte superior atender aos critérios de filtragem. o painel Filtro conterá critérios de artista. ou se o painel Conteúdo exibir uma visualização uniforme. Selecione Expandir tudo ou Contrair tudo no menu do painel Filtro para abrir ou fechar todas as categorias de filtro. tonalidade. clique com a tecla Alt pressionada em Imagem GIF para desmarcar essa opção e selecione todos os outros tipos de arquivos listados. clique em qualquer cabeçalho de coluna para classificar por esses critérios. uma coleção ou exibição uniforme. Escolha Manualmente para classificar pela última ordem em que você arrastou os arquivos. Filtre os arquivos Controle quais arquivos aparecem no painel Conteúdo selecionando um ou mais critérios no painel Filtro. Se o painel Conteúdo exibir resultados de pesquisa. • Clique com a tecla Alt pressionada (Windows) ou com a tecla Option pressionada (Mac OS) para inverter os critérios selecionados. independente de estarem visíveis ou não. tipos de arquivos e classificações) para exibir arquivos que atendem a todos os critérios. tipos de arquivos) para exibir arquivos que atendam a qualquer um dos critérios. selecione Imagem GIF e Arquivo JPEG abaixo de Tipo de arquivo. Por exemplo. que permite que você classifique os arquivos pela pasta em que estão localizados. se você tiver selecionado Imagem GIF abaixo de Tipo de arquivo.

movar e exclua arquivos e pastas O Adobe Bridge facilita a cópia e a movimentação de arquivos entre pastas.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 22 Limpe os filtros ❖ Clique no botão Limpar filtro . Para outras tarefas de processamento em lote. na parte inferior do painel Filtro. pressione Excluir e. Mova arquivos para outra pasta • Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Ctrl pressionada (Mac OS) nos arquivos. clique no botão Manter filtro ao navegar . • Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Ctrl pressionada (Mac OS) nos arquivos ou nas pastas. selecione Escolher pasta). em seguida. arraste-o com a tecla Shift (Windows) ou com a tecla Command (Mac OS) pressionada. Última atualização em 24/6/2011 . escolha Mover para e selecione um local na lista (para especificar um local diferente. Para mover um arquivo para um volume montado diferente. • Arraste os arquivos para uma pasta diferente na janela do Adobe Bridge ou no Windows Explorer (Windows) ou no Finder (Mac OS). você pode escolher as mesmas configurações para todos os arquivos selecionados. 1 Selecione os arquivos que deseja renomear. Bloqueie filtros Para impedir que os critérios de filtragem sejam apagados durante a navegação para outro local no Adobe Bridge. 2 Escolha Ferramentas > Renomear em lote. 3 Defina as seguintes opções: Pasta de Destino Insira os arquivos renomeados na mesma pasta. Se você optar em inserir os arquivos renomeados em uma pasta diferente. • Selecione os arquivos ou as pastas e pressione Ctrl+Delete (Windows) ou Command+Delete (Mac OS). mova-os para outra pasta ou insira as cópias em outra pasta. Renomear arquivos em lote Você pode renomear arquivos em um grupo ou em lote. Ao renomear arquivos em lote. na parte inferior do painel Filtro. Nota: Se o arquivo que você estiver arrastando estiver em um volume montado diferente do volume do Adobe Bridge. Copie. escolha Copiar para e selecione um local na lista (para especificar um local diferente. Exclua arquivos ou pastas • Selecione os arquivos ou as pastas e clique no botão Excluir Item . selecione Escolher pasta). Copie arquivos e pastas • Selecione os arquivos ou as pastas e escolha Editar > Copiar. clique em Excluir na caixa de diálogo. você pode usar scripts para executar tarefas automatizadas. • Arraste os arquivos ou as pastas com a tecla Ctrl pressionada (Windows) ou com a tecla Option pressionada (Mac OS) para uma pasta diferente. • Selecione os arquivos ou as pastas. clique em Procurar para selecionar a pasta. o arquivo será copiado e não será movido.

Usar expressão regular permite usar expressões regulares para localizar sequências de caracteres baseadas em padrões dos nomes de arquivo. Para salvar configurações de renomeação em lote para reutilização. • Substituição de seqüência de caracteres Permite alterar todo o nome de um arquivo. Mais tópicos da Ajuda “Execute tarefas automatizadas com o Adobe Bridge” na página 33 Empilhar arquivos As Pilhas permitem agrupar arquivos em uma única miniatura. Uma pilha do Adobe Bridge no painel Conteúdo (contraída) Última atualização em 24/6/2011 . Em primeiro lugar. Os comandos aplicados nas pilhas contraídas aplicam-se somente ao arquivo na parte superior da pilha (caso tenha selecionado apenas o arquivo da parte superior da pilha) ou a todos os arquivos da pilha (se você selecionou todos os arquivos da pilha clicando na borda da pilha). que convertem grupos de imagens em camadas e as armazenam em um Objeto inteligente. Por exemplo. Nome do arquivo intermediário substitui uma seqüência de caracteres definida por opções precedentes nos menus pop-ups de Novos nomes de arquivo. O sistema operacional atual é selecionado por padrão e não pode ser desmarcado. Visualização Um nome de arquivo atual e um novo nome de arquivo aparecem na área Visualização na parte inferior da caixa de diálogo Renomear em lote. clique no botão Visualização. Em Compatibilidade. 4 (Opcional) Selecione uma predefinição no menu Predefinições para renomeá-la com esquemas de nomeação usados com mais frequência.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 23 Novos nomes de arquivo Escolha elementos nos menus e insira texto conforme apropriado para criar novos nomes de arquivos. clique em Salvar. escolha o que você deseja substituir: Nome do arquivo original substitui a sequência de caracteres do nome de arquivo original. use pilhas para organizar seqüências de imagens. ou parte dele. A ordem de classificação padrão em uma pilha tem como base a ordem de classificação da pasta que contém a pilha. Os comandos que você aplica às pilhas expandidas aplicam-se a todos os arquivos da pilha. em texto personalizado. Para ver como todos os arquivos selecionados serão renomeados. Você pode empilhar qualquer tipo de arquivo. que costumam ser formadas por vários arquivos de imagem. Por exemplo. Clique no botão de Mais (+) ou no botão de Menos (-) para adicionar ou excluir elementos. Comandos que se aplicam a um único arquivo também se aplicam às pilhas. Opções Selecione Preservar nome de arquivo atual nos metadados XMP para manter o nome de arquivo original nos metadados. Substituir tudo substitui todas as subsequências de caracteres que correspondam ao padrão na sequência de caracteres de origem. você pode rotular uma pilha da mesma forma como o faria para um único arquivo. selecione os sistemas operacionais com os quais você deseja que os arquivos renomeados sejam compatíveis. Nota: As pilhas do Adobe Bridge são diferentes das pilhas de imagens do Photoshop.

não é possível aninhar pilhas. • Para selecionar todos os arquivos de uma pilha contraída. manrenha o mouse sobre a pilha no painel Conteúdo até que o controle deslizante apareça e. Nota: Embora você possa adicionar uma pilha a outra pilha.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 24 Uma pilha expandida Mais tópicos da Ajuda “Empilhar automaticamente as imagens HDR e panorâmicas” na página 35 Crie uma pilha de arquivos ❖ Selecione os arquivos que você deseja incluir na pilha e escolha Pilhas > Agrupar como pilha. Gerencie as pilhas • Para alterar a miniatura da pilha. • Para definir a taxa de quadros de reprodução. escolha Pilhas > Contrair todas as pilhas. clique no número da pilha ou escolha Pilhas > Abrir pilha. Última atualização em 24/6/2011 . • Para definir a taxa de quadros padrão de reprodução da pilha. clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Ctrl pressionada (Mac OS) e escolha uma taxa de quadros no menu Pilhas > Taxa de quadros. Visualize as imagens em pilhas Em pilhas que contenham 10 ou mais imagens. clique no número da pilha ou escolha Pilhas > Fechar pilha. Os arquivos nas pilhas adicionadas são agrupados com os arquivos nas pilhas existentes. • Para remover arquivos de uma pilha. expanda essa pilha e. • Para adicionar arquivos a uma pilha. em seguida. Para expandir todas as pilhas. clique em Reproduzir ou arraste o controle deslizante. você pode visualizar (deslizar) as imagens em uma taxa de quadros especificada e ativar a sequência em papel translúcido. escolha Pilhas > Expandir todas as pilhas. Você também pode clicar com a tecla Alt pressionada (Windows) ou com a tecla Ctrl pressionada (Mac OS) na miniatura da pilha. aumente o tamanho da miniatura arrastando o respectivo controle deslizante na parte inferior da janela do Adobe Bridge. Se você não visualizar o botão Reproduzir ou o controle deslizante. escolha uma taxa de quadros no menu Taxa de quadros de reprodução da pilha nas preferências de Reprodução. O número na pilha indica quantos arquivos ela contém. • Para visualizar uma pilha. Para contrair todas as pilhas. • Para contrair uma pilha expandida. que permite visualizar estruturas anteriores e posteriores como sobreposições semitransparentes da estrutura atual. • Para expandir uma pilha contraída. clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) no arquivo que deseja selecionar como a nova miniatura e escolha Pilhas > Forçar para a parte superior da pilha. arraste os arquivos para fora dela. arraste os arquivos que você deseja adicionar à pilha. Para remover todos os arquivos de uma pilha. clique na borda da pilha. selecione a pilha contraída e escolha Pilhas > Desagrupar da pilha. O primeiro arquivo selecionado se torna a miniatura da pilha. em seguida.

CREATIVE SUITE 5
Adobe Bridge

25

• Para ativar a sequência de papel translúcido, clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Ctrl
pressionada (Mac OS) na pilha e escolha Pilha > Ativar sequência de papel translúcido.

Trabalhe com imagens e mídia dinâmica
Obtenha fotos de uma câmera digital ou de um leitor de cartão
A

B

C

D

E

Adobe Bridge Photo Downloader A. Nome do dispositivo conectado B. Opções de salvamento de arquivos C. Opções de renomeação de arquivos D. Opções para a conversão e cópia de arquivos E. Botão Obter fotos

1 Conecte a câmera ou o leitor de cartão ao computador (se necessário, consulte a documentação do dispositivo). 2 Siga um destes procedimentos:

• (Windows) Clique em Fazer download de imagens - Use o Adobe Bridge CS5 na janela Reprodução automática ou
escolha Arquivo > Obter fotos da câmera.

• (Mac OS) No Adobe Bridge, escolha Arquivo > Obter fotos da câmera.
(Mac OS) Você pode configurar o Adobe Bridge para abrir automaticamente o Photo Downloader quando uma câmera for conectada ao computador. Escolha Adobe Bridge CS5.1 > Preferências. Na área Comportamento do painel Geral, selecione Quando uma câmera for conectada, inicie o Adobe Photo Downloader. Em seguida, clique em OK.
3 Na janela do Adobe Bridge CS5.1 Photo Downloader, escolha o nome da câmera ou do leitor de cartão no menu

Obter fotos de. Se você clicar na caixa de diálogo Avançado, as imagens miniaturas de cada foto na memória da sua câmera serão exibidas.
4 Para remover uma foto de um lote de importação, clique na caixa de diálogo Avançado e, em seguida, clique na

caixa abaixo da miniatura da foto para selecioná-la.
5 Para alterar o local padrão da pasta, clique no botão Procurar (Windows) ou no botão Escolher (Mac OS) próximo

a Local e especifique um novo local.

Última atualização em 24/6/2011

CREATIVE SUITE 5
Adobe Bridge

26

6 Para armazenar as fotos em suas próprias pastas, selecione Criar subpasta(s) e escolha uma destas opções:

• Data de hoje cria uma subpasta cujo nome é a data atual. • Data da fotografia cria uma subpasta cujo nome é a data e a hora em que a foto foi tirada. • Nome personalizado cria uma subpasta usando o nome que você digitar.
7 Para renomear os arquivos à medida que eles forem importados, escolha uma opção no menu Renomear arquivos.

Todas as fotos no lote de importação compartilham o mesmo nome e cada foto tem um número exclusivo anexado ao final. Para preservar o nome de arquivo original da câmera nos metadados XMP para futura consulta, marque a opção Preservar nome de arquivo atual nos metadados XMP.
8 Para abrir o Adobe Bridge depois de importar fotos, selecione Abrir o Adobe Bridge. 9 Para converter arquivos Camera Raw em DNG ao importá-los, selecione Converter para DNG. 10 Para excluir as fotos originais de sua câmera ou leitor de cartão depois do download, selecione Excluir arquivos

originais.
11 Para salvar cópias de fotos à medida que elas são importadas, selecione Salvar cópias em e especifique um local. 12 (Opcional) Para aplicar metadados, clique no botão Caixa de diálogo avançada. Em seguida, digite as informações

nas caixas de texto Criador e Direitos autorais ou escolha um modelo de metadados no menu Modelo a ser usado.
13 Clique em Obter fotos. As fotos são exibidas no Adobe Bridge.

Visualize e compare as imagens
Você poderá visualizar as imagens no Adobe Bridge no painel Visualização, na visualização Tela inteira e no modo de Revisão. O painel Visualização exibe até nove imagens em miniatura para comparações rápidas. A visualização em Tela inteira exibe as imagens em tela inteira. O modo de Revisão exibe imagens em uma visualização em tela inteira que permite navegar pelas imagens, refinar a seleção, rotular, classificar, girar imagens e abri-las no Camera Raw.

Visualize imagens usando o painel Visualização
❖ Selecione até nove imagens no painel Conteúdo e, se necessário, escolha Janela > Painel visualização.

Visualize imagens usando a visualização em Tela inteira
• Selecione uma ou mais imagens e escolha Exibir > Visualização em tela cheia ou pressione a barra de espaço. • Pressione a tecla com o sinal de mais (+) ou de menos (-) para ampliar ou reduzir a imagem ou clique na imagem
para chegar ao ponto desejado. Você também pode usar a roda de rolagem do mouse para aumentar ou diminuir a ampliação.

• Para deslocar a imagem, aplique mais zoom e arraste. • Pressione as teclas de seta para a direita ou para a esquerda para ir para a imagem posterior ou anterior na pasta.
Nota: Se você selecionar várias imagens antes de entrar na Visualização em tela inteira, pressione as teclas de seta para a direita ou para a esquerda para percorrer as imagens selecionadas.

• Pressione a barra de espaço ou a tecla Esc para sair da Visualização em tela inteira.

Avalie e selecione imagens utilizando o modo de Revisão
O modo de revisão é uma visualização em tela inteira dedicada para a navegação em uma seleção de fotos, refinamento da seleção e execução de edições básicas. O modo de Revisão exibe as imagens em um "carrossel" giratório no qual você pode navegar de forma interativa.

Última atualização em 24/6/2011

CREATIVE SUITE 5
Adobe Bridge

27

Modo de Revisão

1 Abra uma pasta das imagens ou selecione as imagens que você deseja revisar e escolha Exibir > Modo de revisão. 2 Siga um destes procedimentos:

• Clique nos botões com a seta para a direita ou para a esquerda no canto inferior esquerdo da tela ou pressione as
teclas de seta para a direita ou para a esquerda no teclado para ir para a próxima imagem ou voltar para a imagem anterior.

• Arraste a imagem do primeiro plano para a direita ou para a esquerda para trazer a imagem anterior ou a próxima
para frente.

• Clique em qualquer imagem do fundo para trazê-la para frente. • Arraste qualquer imagem para fora da parte inferior da tela para removê-la da seleção. Ou clique no botão com a
seta para baixo no canto inferior esquerdo da tela.

• Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) em qualquer
imagem para classificá-la, aplicar um rótulo, girá-la ou abri-la.

• Pressione ] para girar a imagem do primeiro plano 90° no sentido horário. Pressione [ para girar a imagem 90° no
sentido anti-horário.

• Pressione Esc ou clique no botão X no canto inferior direito da tela para sair do Modo de revisão. • Clique no botão Nova coleção no canto inferior direito da tela para criar uma coleção a partir de imagens
selecionadas e para sair do Modo de revisão. Pressione H quando estiver no Modo de revisão para exibir os atalhos do teclado que funcionam no Modo de revisão.

Última atualização em 24/6/2011

incluindo transições e legendas. Girar 90° em sentido anti-horário ou Girar 180°. No modo de Revisão. clique em cada imagem. O giro não afeta os dados da imagem. Você pode exibir uma ferramenta Lupa por imagem. • Para sincronizar várias ferramentas Lupa no painel Visualização. clique ou arraste com a tecla Ctrl pressionada (Windows) ou clique ou arraste com a tecla Command pressionada (Mac OS) em uma das imagens. girar uma imagem no Adobe Bridge também pode girar a visualização da imagem no aplicativo nativo. utilize a roda de rolagem do mouse ou pressione a tecla do sinal de mais (+) ou do sinal de menos (-). se a imagem for exibida a menos que 100%. • Para exibir várias ferramentas Lupa em várias imagens no painel Visualização. Trata-se de uma forma muito fácil de trabalhar com versões em grande escala de todos os arquivos gráficos em uma pasta. clique no X no canto inferior direito da ferramenta ou clique dentro da área ampliada da ferramenta.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 28 Use a ferramenta Lupa A ferramenta Lupa permite ampliar uma parte de uma imagem. Por padrão. Você pode deslocar e aplicar zoom em imagens durante uma apresentação de slides e definir opções que controlam a exibição da apresentação de slides. 2 Siga um destes procedimentos: • Escolha Editar > Girar 90° em sentido horário. • Para ampliar uma imagem com a ferramenta Lupa. você também pode clicar no botão da ferramenta Lupa no canto inferior direito da tela. PSD. A ferramenta Lupa está disponível no painel Visualização e na imagem do primeiro plano ou selecionada no modo de Revisão. TIFF e do Camera Raw no Adobe Bridge. Visualize uma apresentação de slides ❖ Abra uma pasta de imagens ou selecione as imagens que você deseja visualizar na apresentação de slides e escolha Visualizar > Apresentação de slides. a ferramenta Lupa ampliará para 100%. • Clique nos botões Girar 90° em sentido horário ou Girar 90° em sentido anti-horário na barra de aplicativos. Gire as imagens Você pode girar a visualização de imagens de arquivos JPEG. Visualize imagens como uma apresentação de slides O comando Apresentação de slides permite visualizar miniaturas como uma apresentação de slides que ocupa a tela inteira. 1 Selecione uma ou mais imagens na área de conteúdo. • Arraste a ferramenta Lupa pela imagem ou clique em uma área diferente da imagem para alterar a área ampliada. No modo de Revisão. porém. você também pode clicar no botão da ferramenta Lupa no canto inferior direito da tela. • Para ampliar e reduzir com a ferramenta Zoom. Última atualização em 24/6/2011 . Exiba comandos que funiconam com as apresentações de slides ❖ Pressione H durnate a visualização de Apresentação de slides. clique na imagem no painel Visualização ou no modo de Revisão. • Para ocultar a ferramenta Lupa.

mas a velocidade de exibição pode se tornar lenta e podem haver outras limitações. clique no botão Repetir Volume para ajustar o volume. clique no botão Pausa para dar para ativar ou desativar a repetição contínua ou clique no botão É possível clarear ou escurecer a interface do Adobe Bridge para visualizar melhor os arquivos de mídia dinâmica. Use as preferências de Reprodução para controlar como os arquivos de mídia são reproduzidos. Opções de exibição Escolha desativar os outros monitores. 2 No painel Visualização.1 > Preferências (Mac OS). Última atualização em 24/6/2011 . clique no botão Reproduzir pausa na reprodução. FLV e F4V e a maioria dos arquivos suportados pela versão do QuickTime instalada no seu computador. escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. para iniciar o vídeo. repetir a apresentação de slides ou aplicar zoom de um lado para o outro. Consulte “Ajuste o brilho e as cores” na página 12. 1 Em preferências Avançadas. de áudio e 3D no Adobe Bridge. Opções de transição Especifique os estilos e a velocidade das transições. selecione Usar apklicação de acabamento do software. Opções de slide Especifique a duração do slide. Reproduza as visualizações em tela inteira de arquivos de mídia dinâmica 1 Selecione o arquivo a ser visualizado no painel Conteúdo. clique no botão Repetir para ativar ou desativar a repetição contínua ou clique no botão Volume para ajustar o volume. Definir preferências de reprodução 1 No Adobe Bridge. Utilize o acabemento do software para as visualizações Selecione essa opção se as apresentações de slides ou as imagens no painel Visualização. Visualizar arquivos de mídia no painel Visualizar 1 Selecione o arquivo a ser visualizado no painel Conteúdo. 2 Escolha Exibir > Visualização em tela inteira. clique no botão Reproduzir para reiniciar a reprodução. bem como as legendas e o dimensionamento de slides. 2 Clique em Reprodução. Nota: A aplicação do acabamento de software é ativada automaticamente em computadores com menos de 64 MB de VRAM e em sistemas de monitor duplo com menos de 128 MB de VRAM. 4 Pressione Esc para retornar ao Adobe Bridge. Visualize os arquivos de mídia dinâmica Você pode visualizar a maioria dos arquivos de vídeo. A utilização da aplicação de acabamento de software para visualizações exibe corretamente as visualizações. Visualização em tela cheia ou Modo de revisão não forem exibidas corretamente. 3 Clique no botão Pausa para dar pausa na reprodução.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 29 Opções de apresentação de slides Pressione L durante a visualização da Apresentação de slides ou escolha Visualizar > Opções de apresentação de slides para exibir as opções de apresentações de slide. 2 Reinicie o Adobe Bridge. Você pode visualizar arquivos SWF.

e escolha Photoshop. • Para remover uma foto de uma fila. (Consulte “Empilhar arquivos” na página 23. Salvar na unidade de disco rígido Facebook Salva fotos JPEG em um local na unidade de disco rígido. como Facebook. Cancele a seleção dessa opção se desejar reproduzir o arquivo de vídeo apenas uma vez.com • Para ativar ou desativar os módulos de exportação. Cada módulo permite que você especifique o tamanho da imagem e outras opções. Carrega fotos em uma conta do Facebook. Repita arquivos de vídeo quando visualizados Repita continuamente (em loops) o arquivo de vídeo. Gerenciar módulos de exportação O Adobe Bridge usa módulos para a exportação de fotos. Carrega fotos em uma conta do Photoshop. Última atualização em 24/6/2011 . Taxa de quadros de reprodução da pilha Em pilhas com 10 ou mais imagens.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 30 3 Altere uma das configurações a seguir e clique em OK.) Reproduza os arquivos de áudio automaticamente quando visualizados Ao clicar em um arquivo de áudio para exibi- lo no painel Visualização. Reproduza os arquivos de vídeo automaticamente quando visualizados Reproduza um arquivo de vídeo automaticamente no painel Visualização ao selecioná-lo no painel Conteúdo. Você pode carregar fotos em um álbum existente ou em um novo álbum. clique no botão de menu do painel Exportar Gerenciar módulos. você pode visualizar (deslizar) as imagens. Flickr e Photoshop.com. Baixe atualizações na página de atualizações de produtos Adobe. Importante: Ao usar o painel Exportar. Exporte fotos para JPEG O painel Exportar no Adobe Bridge CS5 fornece uma maneira simplificada de salvar fotos como JPEG e carregá-las com facilidade em sites de compartilhamento de fotos. Cancele a seleção dessa opção se desejar reproduzir o arquivo de áudio apenas uma vez. Cada módulo armazena fotos em uma fila até que você as exporte. clique no botão de menu do painel Exportar exportação. Essa opção permite que você especifique uma taxa de quadros para visualizar as pilhas de imagens. consulte Exportando do Bridge CS5 para sites sociais de mídia de Michael Hoffman. • Oculte/mostre o conteúdo de uma fila clicando no triângulo à esquerda do nome do módulo. Nota: A exportação para Facebook. Repeta os arquivos de áudio quando visualizados Repete continuamente (em loops) o arquivo de áudio.com está disponível apenas na América do Norte. selecione-a e clique no botão Remover foto . Você pode especificar as configurações de privacidade antes de carregar a foto. incluindo uma galeria ou uma coleção específica. arraste-as do painel Conteúdo para um módulo no painel Exportar. Flickr Carrega fotos em uma conta do Flickr. Flickr e Photoshop. • Para exibir seu histórico de exportação. Para obter mais informações sobre como usar o painel Exportar no Adobe Bridge. certifique-se de ter instalado a atualização mais recente do Adobe Bridge. Desative essa opção para reproduzir os arquivos de áudio manualmente.com. o áudio começa a ser reproduzido automaticamente. e escolha Andamento da Usar filas de exportação • Para adicionar fotos a uma fila.

• (Flickr) Especifique as configurações de privacidade das fotos antes de carregá-las. especifique as opções na caixa de diálogo Exportar e insira um nome no campo Nome da predefinição e clique em Salvar. Última atualização em 24/6/2011 .com ou uma pasta na sua unidade de disco rígido. Metadados Especifique os metadados e as palavras-chave a serem incluídos com a imagem exportada: • Inclua metadados originais Inclua todos os metadados. Exporte as fotos 1 Clique duas vezes em uma fila ou clique no botão Exportar trabalho 2 Especifique as opções na guia Destino da caixa de diálogo Exportar: . processa arquivos do Camera Raw. • Aplique o modelo de metadados Consulte “Trabalho com modelos de metadados” na página 41. ❖ Para reutilizar as configurações. • Escolha um local para os arquivos exportados. clique no botão Limpar trabalho • Clique no botão Revelar no Bridge . apenas os direitos autorais. O software Adobe Photoshop Camera Raw. Bicúbica mais nítida aplica nitidez. como um conjunto do Flickr. o Adobe Bridge ignora a caixa de diálogo Exportar e inicia a exportação diretamente. Exporte as fotos usando predefinições As predefinições aparecem como filas no painel Exportar. • (Salvar na unidade de disco rígido) Especifique como resolver conflitos de nome. • Qualidade da imagem Números mais altos preservam mais a qualidade da imagem e aplicam menos compactação. Você pode renomear os arquivos. 3 Especifique as opções na guia Opções de imagem da caixa de diálogo Exportar: Tamanho e qualidade da imagem Se você escolher Tamanho manual em vez de Não redimensionar. 4 Clique em Exportar. os direitos autorais e as informações de contato ou todos os metadados. • Sempre aplicar acabamento a partir da imagem de visualização Cria o JPEG a partir da imagem em tamanho natural e não de uma visualização com qualidade inferior. especifique o seguinte: • Restringir para encaixar Especifique. Você também pode processar arquivos JPEG (.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 31 • Para esvaziar uma fila inteira. uma galeria do Photoshop. substituir os arquivos existentes com o mesmo nome ou ignorar o arquivo ao exportar.JPG) ou TIFF abrindo os no Camera Raw no Adobe Bridge. o comprimento máximo do lado mais longo da imagem. • (Módulos de compartilhamento de fotos) Faça login no site. • Método de redefinição de resolução Bilinear fornece resultados de qualidade média. Bicúbica é um método mais lento do que o bilinear. o que torna esse método ideal para preservar detalhes em imagens com resolução redefinida. O Adobe Bridge preserva as proporções da imagem exportada. para acessar uma foto em fila no painel Conteúdo. mas produz graduações de tons mais suaves. exceto metadados de câmera e do Camera Raw. • Palavras-chave adicionais Digite qualquer palavra-chave adicional que você queira aplicar à foto. Quando você exporta um trabalho usando uma predefinição. disponível no Adobe Bridge se você tiver o Adobe Photoshop ou o Adobe After Effects instalado. Trabalhe com o Camera Raw Os arquivos de Camera Raw contêm dados de imagens não processados do sensor de imagem de uma câmera. em pixels.

Nota: Para procurar perfis de dispositivos ou para criar documentos móveis. clique duas vezes nos arquivos em estado original para que sejam abertos no Photoshop. Para continuar o teste. • Para abrir arquivos no estado original no diálogo Camera Raw a partir do Adobe Bridge. 2 Siga um destes procedimentos: • Escolha Arquivo > Testar no Device Central. MP4. clique duas vezes em um arquivo JPEG ou TIFF para abri-lo no Camera Raw. Essa capacidade pode simplificar os fluxos de trabalho de teste para vários tipos de arquivos. URL e WEBLOC. especifique essa opção nas preferências do Adobe Bridge. especifique essas opções nas preferências do Camera Raw. CHTML. Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. selecione Clicar duas vezes para editar as configurações do Camera Raw no Bridge. escolha Abrir automaticamente [JPEGs ou TIFFs] com configurações. JPG. de um arquivo do Flash e de um arquivo do Illustrator em um dispositivo móvel. JPEG. Por exemplo. como o Photoshop ou o Flash Professional. Na área Comportamento da guia Geral. Para abrir arquivos JPEG e TIFF no Photoshop. XHTML. Em Controle de JPEG e TIFF. M4V. PNG. visualizar qual será a aparência de uma imagem do Photoshop. A visualização de um conteúdo no Adobe Bridge também é útil quando você está reutilizando um conteúdo existente. talvez você queira testar os arquivos de papel de parede nos dispositivos móveis mais recentes. GIF. HTML. Se essa preferência não estiver selecionada. O Adobe Device Central é aberto com a guia Biblioteca de dispositivos exibida. O Adobe Bridge também proporciona acesso direto ao Adobe Device Central sem a necessidade de abrir um componente do Creative Suite.1 > Preferências do Camera Raw (Mac OS). você pode ter alguns arquivos de papel de parede criados há algum tempo atrás para um determinado grupo de dispositivos. em diversos dispositivos móveis. • Clique com o botão direito do mouse e escolha Testar no Device Central. O arquivo é exibido na guia Emulador do Adobe Device Central. Escolha Editar > Preferências do Camera Raw (Windows) ou Adobe Bridge CS5. HTM. • Para abrir arquivos JPEG ou TIFF na caixa de diálogo Camera Raw no Adobe Bridge. MPG. clique duas vezes no nome de um dispositivo diferente nas listas Conjuntos de dispositivos ou Dispositivos disponíveis. Flash e Illustrator. WBM. 1 Para acessar o Adobe Device Central no Adobe Bridge. Última atualização em 24/6/2011 . O designer pode navegar até essa pasta no Adobe Bridge e. Depois. como Photoshop. Agora. escolha JPEG > Abrir automaticamente todos os JPEGs suportados e/ou TIFF > Abrir automaticamente todos os TIFFs suportados. um designer que utilize vários componentes do Creative Suite pode usar uma pasta no Adobe Bridge para organizar vários arquivos usados no mesmo projeto. Os formatos com suporte são: SWF. Mais tópicos da Ajuda “Abertura de imagens no Camera Raw” na página 59 Use o Adobe Device Central com o Adobe Bridge O Adobe Device Central permite que profissionais e desenvolvedores criativos usem o Adobe Bridge para visualizar a aparência de tipos diferentes de arquivos. em seguida. Basta atualizar a lista de perfis no Adobe Device Central e testar os arquivos de papel de parede antigos nos novos dispositivos diretamente do Adobe Bridge. MPEG. para processar arquivos em lote ou aplicar as configurações a arquivos sem abrir a caixa de diálogo Camera Raw. selecione um arquivo individual. AVI. Nota: O uso do Adobe Device Central com o Adobe Bridge não tem suporte no Photoshop Elements 8 para Mac®. selecione Ferramentas > Device Central. MOV. Por exemplo.1 > Preferências (Mac OS).CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 32 Use o Adobe Bridge para copiar e colar as configurações de um arquivo para outro. 3GP.

) Para obter informações sobre um determinado comando. Crie uma galeria de fotos na Web Uma galeria de fotos na Web é um site que apresenta uma página inicial com imagens em miniatura associadas a páginas de galerias que exibem imagens em tamanho máximo. especifique o seguinte: Usar modo solo para o comportamento do painel Saída Permite que apenas um compartimento de opções no painel Saída seja aberto de cada vez. visite o Bridge Developer Center. você poderá usar os comandos no submenu Ferramentas > Photoshop para processar fotos selecionadas no Adobe Bridge. que você pode selecionar e personalizar no painel Saída. seguido pelo comando desejado. consulte ou pesquise a documentação referente ao componente. Para obter informações sobre como criar scripts. permite criar galerias de fotos na Web e gerar folhas de contatos e apresentações em tela intira do Adobe PDF. selecione Adobe Output Module para habilitar o painel Saída. 2 Escolha Ferramentas > [Componente]. O script do Auto Collection CS5 empilha conjuntos de fotos para serem processadas em panoramas ou imagens HDR no Photoshop. Em seguida. Use se o servidor FTP não aceitar caracteres de vários bytes. o comando será aplicado onde for possível a todos os arquivos da pasta. Nota: Outros fabricantes também podem criar e adicionar seus próprios itens ao menu Ferramentas para acrescentar funcionalidades ao Adobe Bridge. Última atualização em 24/6/2011 . por exemplo. ele não aparecerá no menu Ferramentas. 2 No painel Saída das preferências do Adobe Bridge. Criar galerias na Web e PDFs com o Adobe Output Module O Adobe Output Module é um script que acompanha o Adobe Bridge CS5. Se você selecionar uma pasta. Preservar perfil de cor incorporado Preserva um perfil de cor incorporado na imagem. quando possível. o Adobe Output Module o converterá para sRGB.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 33 Execute tarefas automatizadas com o Adobe Bridge Execute tarefas automatizadas O menu Ferramentas contém submenus para vários comandos disponíveis nos diferentes componentes do Adobe Creative Suite. Preferências do Adobe Output Module 1 No painel Inicializar scripts das preferências do Adobe Bridge. O Adobe Bridge também contém scripts úteis de automação. 1 Selecione os arquivos ou pastas que deseja utilizar. O script do Adobe Output Module. (Se o seu componente não tiver nenhuma tarefa automatizada disponível. na parte superior do painel Saída. Converter nomes de arquivo de vários bytes para ASCII completo Remove caracteres de vários bytes de nomes de arquivos ao gerar uma galeria. O Adobe Output Module está disponível na área de trabalho Saída. clique no botão Galeria da Web. 1 Selecione as imagens que você deseja incluir na galeria e escolha Janela > Área de trabalho > Saída. Por exemplo. A execução dessas tarefas a partir do Adobe Bridge poupa tempo porque você não tem de abrir cada arquivo individualmente. se o Adobe Photoshop estiver instalado. Você também pode criar folhas de contatos e apresentações em PDF com o Adobe Output Module. Se o perfil não tiver suporte em JPEG. Você pode usá-lo para criar galerias na Web em HTML e Flash que são carregadas em um servidor Web. O Adobe Output Module fornece vários modelos de galerias.

Clique em Visualizar no navegador para visualizar a galeria no seu navegador da Web padrão. a orientação. a qualidade de compactação de imagens JPEG. Sobreposições Imprima o nome do arquivo embaixo de cada imagem e os números de páginas em um cabeçalho ou um rodapé. a qualidade das imagens JPEG. Ao especificar as opções de reprodução. consulte Imprimir fotos em um layout do pacote de figuras no Photoshop Community Help. 5 Para carregar sua galeria via FTP. Em seguida. Nota: O Adobe Bridge adiciona caracteres ao texto digitado no campo Senha após você clicar ou pressionar Tab para mudar de campo. você também pode criar um PDF para ser usado como uma tela inteira ou uma apresentação de slides. Aparência As opções variam dependendo do modelo selecionado. um nome de contato e um endereço de e-mail. Configurações de saída (Somente para galerias do Airtight) Especificam o tamanho e a qualidade das imagens de galeria JPEG. Layout Opções de posicionamento de imagens e espaçamento entre elas. 3 Clique em Atualizar visualização para exibir a galeria no painel Visualização de saída no Adobe Bridge. Em seguida. Última atualização em 24/6/2011 . clique em Salvar. Para obter mais informações. personalize a aparência da galeria usando as opções nos seguintes compartimentos: Informações do site Especifique as informações que aparecem em cada página da galeria. personalize o PDF usando as opções nos seguintes compartimentos: Documento Especifique o tamanho da página. uma descrição. com base nos metadados de imagens. Em seguida. 6 Para salvar sua galeria na unidade de disco rígido. Nota: Ao digitar o caminho do servidor. abra o compartimento Criar galeria. a qualidade de saída (em ppi). Crie uma folha de contato em PDF Utilize o Adobe Output Module para criar folhas de contatos em PDF de uma ou mais imagens. nas imagens da galeria. Senha e Pasta de destino. a cor do fundo e permissões opcionais. layouts e se é preciso incluir nomes de arquivos em imagens da galeria em HTML. Escolha cores para diferentes elementos da galeria. use o plug-in opcional Pacote de figuras para o Photoshop CS5. 1 Selecione as imagens que você deseja incluir no arquivo PDF e escolha Janela > Área de trabalho > Saída.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 34 2 Escolha uma galeria no menu Modelo e especifique um tamanho de miniatura no menu Estilo. Em seguida. Especifique o tamanho das imagens e das miniaturas. Informações da imagem (Somente para galerias do Airtight) Incluem uma legenda. use barras para designar diretórios. 2 Escolha uma opção no menu Modelo. Importante: As visualizações da galeria exibem até 20 arquivos. Nota: Para criar layouts de impressão que contenham imagens com mais de um tamanho. O Adobe Bridge adiciona esses caracteres por razões de segurança. os efeitos de transição. Digite um endereço de Servidor FTP. na parte superior do painel Saída. como texto. Nome de usuário. Em seguida. mas a galeria completa está salva e carregada 4 (Opcional) Salve configurações personalizadas para reutilização clicando no botão Salvar estilo . incluindo um título. Para folhas de contatos de várias imagens. abra o compartimento Criar galeria e especifique um Local para salvar. clique em Carregar. texto do cabeçalho. clique no botão PDF. Paleta de cores As opções variam dependendo do modelo selecionado. todas as imagens no layout têm um tamanho uniforme. fundo e bordas. Confirme junto ao seu provedor de hospedagem na Web o caminho de acesso à sua pasta pública no servidor Web.

Nota: Você deve ter o Adobe Bridge com o Photoshop CS5 para que o recurso Auto Collection CS5 esteja disponível. Marca d'água Adicione um texto ou uma marca d'água gráfica em cada página ou em cada imagem. nas configurações de exposição e no alinhamento da imagem. Metadados e palavras-chave Sobre metadados Metadados são um conjunto de informações padronizadas sobre um arquivo. o espaço de cor. o script interpretará as fotos como um conjunto HDR. a opacidade. como altura. como o nome do autor. Personalize a fonte. o copyright e as palavras-chave aplicadas ao arquivo. a maioria das câmeras digitais anexa algumas informações básicas a um arquivo de imagem. o deslocamento e a rotação do texto ou do gráfico. Reprodução Opções de como o PDF é reproduzido na tela do Adobe Acrobat® ou do Adobe Reader®. escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5 > Preferências (Mac OS). Se a exposição for constante e as sobreposições de conteúdos forem inferiores a 80%. Última atualização em 24/6/2011 . Importante: O painel Visualização de saída exibe apenas a primeira página do PDF. Empilhar automaticamente as imagens HDR e panorâmicas O script do Auto Collection CS5 no Adobe Bridge reúne conjuntos de imagens em pilhas para serem processados como HDR (high dynamic range) ou compostos panorâmicos no Photoshop CS5. 5 Para abrir automaticamente o PDF no Acrobat ou no Reader depois de salvá-lo. Você pode usar metadados para simplificar o fluxo de trabalho e organizar seus arquivos.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 35 Cabeçalho. Personalize a escala. o script interpretará as fotos como parte de um panorama. clique em Salvar. 2 No painel Scripts de inicialização. Os carimbos de data e hora devem ser de 18 segundos para que o script do Auto Collection processe as fotos. rodapé Ative cabeçalhos e rodapés e especifique o posicionamento e o tipo de cada um. 1 Para ativar o script do Auto Collection CS5. selecione Auto Collection CS5 e clique em OK. 4 Escolha Ferramentas > Photoshop > Processar coleções no Photoshop para mesclar as fotos automaticamente e exibir o resultado no Adobe Bridge. 3 Clique em Atualizar visualização para visualizar o PDF no painel Visualização de saída. 3 Selecione uma pasta com as fotos HDR ou panorâmicas e escolha Pilhas > Empilhar automaticamente panorama/HDR. Por exemplo. formato de arquivo e hora na qual a imagem foi capturada. O script coleta as imagens em pilhas baseado no tempo de captura. largura. Se as configurações de exposição variarem entre as fotos e as sobreposições de conteúdos em de mais de 80%. selecione Exibir PDF depois de salvar na parte inferior do painel Saída. o tamanho e a cor do texto.1. 4 (Opcional) Salve as configurações personalizadas para reutilização futura clicando no botão Salvar modelo . Caso contrário. a resolução.

Porém. Por exemplo. como Exif. o Adobe Drive) também usam o XMP para comunicar e armazenar informações. os metadados serão armazenados em um arquivo de cache separado. Se não for possível armazenar as informações no arquivo. Última atualização em 24/6/2011 . são sincronizados e descritos com XMP para que possam ser facilmente visualizados e gerenciados. como uma descrição e informações de direitos autorais. Se você for um desenvolvedor C++ ou Java.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 36 Sobre o padrão XMP As informações de metadados são armazenadas com o uso do padrão XMP (Extensible Metadata Platform). de PSD para JPG). Trabalho com metadados no Adobe Bridge e nos componentes do Adobe Creative Suite Vários dos poderosos recursos do Adobe Bridge que permitem organizar. Outros aplicativos e recursos (por exemplo. e na maioria dos casos. data de criação e data de modificação. você pode exibir os metadados IPTC (IIM. Por exemplo. Na maioria dos casos. No painel Metadados. como comentários de versão. visite o site da Adobe. utilize o XMP Toolkit SDK para personalizar o processamento e a troca de metadados. uma propriedade pode ser identificada como Autor em uma visualização e como Criador em outra visualização. que podem ser pesquisados com o uso do Adobe Bridge. Mais tópicos da Ajuda “Adione metadados usando a caixa de diálogo Informações do arquivo” na página 40 “Trabalho com modelos de metadados” na página 41 “Importe metadados para um documento” na página 42 Sobre o painel Metadados Os metadados de um arquivo contêm informações sobre conteúdo. elas continuam padronizadas através do XMP. GPS e TIFF. Dependendo do arquivo selecionado. Esse conjunto de metadados fica oculto por padrão porque é substituído pelo IPTC Core. status de direitos autorais. Os metadados também são mantidos quando os arquivos são inseridos em um documento ou projeto Adobe. Para obter mais informações. existem várias visualizações para a mesma propriedade de metadados. os metadados permanecem com o arquivo mesmo se o formato do arquivo for allterado (por exemplo. denominado arquivo secundário. Se você for um desenvolvedor Adobe Flash ou Flex. O XMP facilita a troca de metadados entre os aplicativos Adobe e em fluxos de trabalho de publicação. XMP é criado em XML. o Adobe InDesign e o Adobe Photoshop foram criados. os metadados são armazenados no arquivo. no qual o Adobe Bridge. IPTC (IIM). em seguida. origem e histórico do arquivo. pesquisar e controlar os arquivos e versões dependem dos metadados XMP nos arquivos. legado) selecionando-os nas opções de Metadados da caixa de diálogo Preferências. é possível salvar metadados de um arquivo como um modelo e. IPTC (IIM. legado) Exibe metadados editáveis. utilize XMP File Info SDK para personalizar a caixa de diálogo Informações do arquivo. Os metadados armazenados em outros formatos. O Adobe Bridge fornece duas maneiras de trabalhar com metadados: por meio do painel Metadados e por meio da caixa de diálogo Informações do arquivo. você pode exibir e editar os metadados dos arquivos selecionados. os seguintes tipos de metadados podem aparecer: Propriedades do arquivo Descreve as características do arquivo. importar os metadados para outros arquivos. Em alguns casos. incluindo tamanho. Mesmo que você personalize essas visualizações para fluxos de trabalho específicos. o Adobe Illustrator. Os ajustes feitos nas imagens com o Photoshop® Camera Raw são armazenados como metadados XMP. usar metadados para pesquisar arquivos e usar modelos para anexar e substituir metadados. mas ambas referem-se à mesma propriedade subjacente.

Arquivos vinculados Lista os arquivos que estão vinculados a um documento do Adobe InDesign. As fotos sem informações de GPS não têm metadados de GPS. Você também pode optar em mostrar ou ocultar o placar de metadados.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 37 IPTC Core Exibe metadados editáveis sobre o arquivo. Mostre ou oculte o placar de metadados O placar de metadados usa ícones comuns para comandos e funções de câmera digital. cena e captura. incluindo título. especialmente para notícias e bancos de imagens. Especifique os metadados exibidos no painel Metadados 1 Siga um destes procedimentos: • Escolha Preferências no menu do painel Metadados. incluindo proporções de pixel. descrição e direitos autorais. A especificação IPTC Core foi desenvolvida pelo IPTC (International Press Telecommunications Council) para fotografia profissional. para ocultar os campos que não possuem informações. Camera Raw Exibe configurações aplicadas pelo plug-in Camera Raw. DICOM Exibe informações sobre imagens salvas no formato DICOM (Digital Imaging and Communications in Medicine).1 > Preferências (Mac OS) e selecione Metadados na lista da esquerda. Vídeo Exibe metadados de arquivos de vídeo. Defina as preferências dos metadados Você pode especificar os tipos de metadados exibidos no painel Metadados. autor. GPS Exibe informações de navegação de um sistema de posicionamento global (GPS) disponível em algumas câmeras digitais. 2 Selecione os campos de metadados que você deseja exibir no painel Metadados. 4 Clique em OK. um resumo abreviado de metadados importantes que aparece na parte superior do painel Metadados. número da faixa e gênero. 3 Selecione a opção Ocultar campos vazios. Última atualização em 24/6/2011 . • Escolha Editar > Preferências (Windows) ou Adobe Bridge CS5. Nota: A preferência do Registro do histórico deve ser ativada no Photoshop para que o registro seja salvo com os metadados do arquivo. incluindo artista. Fontes Lista as fontes usadas nos arquivos do Adobe InDesign. álbum. incluindo as configurações da câmera utilizadas no meomento em que a imagem foi capturada. Áudio Exibe metadados de arquivos de áudio. Chapas Lista chapas CMYK especificadas para a impressão de arquivos do Adobe Illustrator. Amostras de documentos Listam as amostras usadas em arquivos do Adobe InDesign e do Adobe Illustrator. SWF móvel Revela informações sobre os arquivos SWF. Editar histórico Mantém um registro de alterações feitas nas imagens com o Photoshop. Dados da câmera (Exif) Exibe informações atribuídas por câmeras digitais.

proceda da forma a seguir: • Selecione ou cancele a seleção Exibir placar de metadados no menu do painel Metadados. Equilíbrio de branco D. Velocidade do obturador H. Exiba os metadados ❖ Siga um destes procedimentos: • Selecione um ou mais arquivos e exiba as informações no painel Metadados. só serão exibidos os metadados comuns aos arquivos. Tamanho da imagem F. Clique no triângulo para exibir tudo o que há em uma categoria. Compensação de exposição I. • Selecione ou cancele a seleção Exibir placar de metadados nas Preferências de metadados. na caixa de diálogo Informações do arquivo ou com miniaturas no painel Conteúdo. Ícones do Equilíbrio de branco que aparecem no placar de metadados: Como Foto Automático Luz do dia Nublado Sombra Tungstênio Fluorescente Flash Personalizada ❖ Para mostrar ou ocultar o placar de metadados. Modo de medida C. use o painel Metadados. ISO Ícones do Modo de medida que aparecem no placar de metadados: Média ou média ponderada centralizada Spot Matriz ou padrão Média ponderada centralizada ou ponderada ESP digital Precisa Multispot Parcial Outro ou desconhecido Nota: Consulte a documentação que acompanha sua câmera para obter mais informações sobre os ícones do modo de medida. Você pode alterar o tamanho da face de tipos no painel escolhendo Aumentar tamanho da fonte ou Diminuir tamanho da fonte no menu do painel. Última atualização em 24/6/2011 . Dimensões da imagem E. Se você selecionar vários arquivos. Perfil de cor ou extensão de nome do arquivo G. Use as barras de rolagem para exibir as categorias ocultas. Para editar metadados. Exiba e edite os metadados Você pode exibir os metadados no painel Metadados. Abertura B.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 38 A B C D E F G H I Tecla do placar de metadados A.

) Edite metadados no painel Metadados 1 Clique no ícone do Lápis na extremidade direita do campo de metadados que você deseja editar. 3 Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou clique com a tecla Control pressionada (Mac OS) para ver os arquivos vinculados no painel Conteúdo. na parte inferior do painel. escolha Exibir > Atualizar ou pressione F5. Para cancelar qualquer alteração que você tenha feito. (Os metadados só aparecerão em uma dica de ferramenta se a opção Mostrar dicas de ferramentas estiver selecionada nas preferências de Miniaturas. Se você adicionar uma classificação de estrelas ou informações de IPTC a uma foto no Adobe Bridge. ele exibe uma identificação Com configurações na miniatura de foto do painel Conteúdo. Em seguida. 3 Pressione Tab para percorrer os campos de metadados. perceberá um atraso na atualização que aparece nos painéis Conteúdo e Visualização. • Escolha Exibir > Como detalhes. Quando o Adobe Bridge detecta mudanças de metadados que tenham sido feitas em uma foto. As alterações de metadados feitas no Lightroom devem ser salvas em XMP no Lightroom para que o Adobe Bridge possa reconhecê-las. cada aplicativo poderá ler as alterações de metadados efetuadas nos demais. detecta as alterações e atualiza as visualizações automaticamente. 1 Selecione um documento do Adobe InDesign com arquivos vinculados no painel Conteúdo da janela do Adobe Bridge. • Escolha Exibir > Como lista para exibir os metadados em colunas no painel Conteúdo. por exemplo. • Posicione o ponteiro sobre uma miniatura na área de conteúdo. Ao procurar arquivos. Da mesma forma. Os metadados dos arquivos vinculados estão disponíveis no Adobe Bridge. clique no botão Cancelar . Use as setas para a direita e a esquerda para rolar por categorias ou clique na seta para baixo e selecione uma categoria na lista. o Camera Raw e o Lightroom usam o padrão XMP para o armazenamento de metadados. o Adobe Bridge repete a leitura dos metadados. clique no botão Aplicar . para exibir os metadados próximos às miniaturas no painel Conteúdo. o Adobe Bridge não exibir automaticamente as alterações de metadados do Lightroom ou do Camera Raw. o Lightroom poderá exibir esses metadados no módulo Biblioteca. selecione uma das categorias listadas na parte superior da caixa de diálogo. 4 Quando terminar de editar os metadados. Exibição de metadados do Camera Raw e do Lightroom no Adobe Bridge Como o Adobe Bridge. Última atualização em 24/6/2011 . 2 Digite na caixa para editar ou adicionar metadados. ajustes ou outras alterações de metadados que você faça em uma foto no Camera Raw ou no Lightroom são exibidos no Adobe Bridge. Nota: Se você alternar rapidamente entre o Lightroom e o Adobe Bridge. depois de esperar alguns segundos. na parte inferior do painel Metadados. expanda a seção Arquivos vinculados para exibir os nomes e os caminhos dos arquivos vinculados. 2 No painel Metadados.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 39 • Selecione um ou mais arquivos e escolha Arquivo > Informações do arquivo. Se. Mais tópicos da Ajuda “Trabalhar com o Camera Raw e o Lightroom” na página 57 Exiba os arquivos vinculados do InDesign Os documentos do Adobe InDesign CS5 que contêm arquivos vinculados exibem uma identificação de vínculo no canto superior direito da miniatura no painel Conteúdo.

Imagem lista as informações descritivas da imagem. autor. Nota: Você também pode exibir os metadados no painel Metadados. A caixa de diálogo Informações de arquivo também exibe painéis de metadados personalizados. as propriedades do arquivo. 2 Escolha Arquivo > Informações do arquivo. como título do documento. selecione Com direitos autorais no menu pop-up Status de direitos autorais. Em seguida. informações sobre direitos autorais e sobre o autor. IPTC Extension Inclui outras informações de identificação sobre o conteúdo da foto. Chapas (apenas no Illustrator) ou Amostras de documentos. um histórico de edições. incluindo as dimensões de pixel e a resolução. o texto de aviso e o URL da pessoa ou da empresa que detém os direitos autorais. Dados da câmera No lado esquerdo. incluindo título. modelo. descrição e tipo de conteúdo. Para especificar informações de direitos autoraris. incluindo largura e altura do quadro de vídeo. Se você selecionar vários arquivos. informações de transmissão. Origem Permite inserir informações sobre o arquivo que são úteis para fontes de notícias. o painel Metadados exibe chapas e amostras de cores usadas no documento. Categorias Permite inserir informações baseadas em categorias da Associated Press. 2 No painel Metadados. IPTC Core Inclui quatro áreas: Conteúdo descreve o conteúdo visual da imagem. Adione metadados usando a caixa de diálogo Informações do arquivo A caixa de diálogo Informações do arquivo exibe os dados da câmera. instruções especiais e informações de título. em certas exibições do painel Conteúdo e ao posicionar o ponteiro sobre a miniatura no painel Conteúdo. Contato lista as informações de contato do fotógrafo. Dados de Áudio Permite inserir informações sobre o arquivo de áudio. No lado direito. 1 Selecione um ou mais arquivos. o painel Metadados exibe fontes e amostras de cores usadas no documento. a caixa de diálogo mostrará onde estão os diferentes valores de um campo de texto. expanda as seções Fontes (apenas no InDesign). Descrição Permite que você digite informações do documento relacionadas ao arquivo. 1 Selecione um documento do InDesign ou do Illustrator no painel Conteúdo da janela do Adobe Bridge. e permite inserir informações como nome da fita e nome da cena. digite o proprietário dos direitos autorais. Dados de Vídeo Lista informações sobre o arquivo de vídeo. incluindo detalhes relacionados a direitos. lista as informações do arquivo somente leitura sobre o arquivo de imagem. como o título e o artista. Última atualização em 24/6/2011 . autor. Você pode adicionar adicionar metadados diretamente à caixa de diálogo Informações do arquivo. Quando você seleciona um documento do Illustrator. como marca. 3 Selecione uma das opções a seguir nas guias localizadas na parte superior da caixa de diálogo: Use as teclas de setas para direita e para a esquerda para rolar as guias ou clique na seta voltada para baixo e escolha uma categoria na lista. SWF móvel Lista informações sobre arquivos de mídia de dispositivos móveis. descrição e palavras-chave que podem ser usadas para procurar o documento. velocidade do obturador e número F.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 40 Exiba as cores (Illustrator e InDesign) ou as fontes (InDesign) Quando você seleciona um documento do InDesign. Qualquer informação digitada em um campo substitui os metadados existentes e aplica o novo valor a todos os arquivos selecionados. lista as informações somente leitura sobre a câmera e as configurações usadas para tirar a foto. incluindo quando e onde o arquivo foi criado. Status lista as informações sobre o fluxo de trabalho e os direitos autorais.

4 Clique em Salvar. o Adobe Bridge eliminará os metadados existentes quando o modelo for aplicado. Avançado Exibe as propriedades dos metadados conforme elas são armazenadas dentro de suas estruturas de namespace Dados não processados Exibe informações de texto XMP sobre o arquivo. Os modelos criados são armazenados em um local compartilhado. estudos. Clique no menu pop-up no canto superior direito da caixa de diálogo Criar modelo de metadados e escolha Mostrar pasta de modelos. Você também pode modificar os metadados na caixa de diálogo Informações do arquivo e salvá-los como um arquivo de texto com uma extensão de nome de arquivo . 4 Digite as informações que você deseja adicionar em qualquer campo exibido. 5 (Opcional) Clique em Preferências. Você pode compartilhar arquivos XMP com outros usuários ou aplicá-los a outros arquivos. execute um dos seguintes procedimentos: • Escolha Ferramentas > Criar modelo de metadados. acessado por todos os softwares ativados para XMP. Mostrar ou excluir modelos de metadados 1 Para mostrar os modelos de metadados no Windows Explorer (Windows) ou no Finder (Mac OS). 2 Digite um nome na caixa Nome do modelo. Você pode salvar metadados em um modelo que pode ser usado para preencher metadados nos documentos do InDesign e em outros documentos criados com um software ativado para XMP. na parte inferior da caixa de diálogo Informações do arquivo e escolha Mostrar pasta de modelos. Histórico Exibe as informações do registro de histórico do Adobe Photoshop relacionadas às imagens salvas com o Photoshop. A opção Histórico só aparecerá se o Adobe Photoshop estiver instalado.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 41 DICOM Lista informações sobre pacientes. redefinir alterações de XMP ou restaurar a caixa de diálogo padrão. 3 Selecione os metadados que serão incluídos no modelo nos campos da caixa de diálogo Criar modelo de metadados e digite os valores dos metadados nas caixas. séries e equipamentos para imagens DICOM. Nota: Se você selecionar uma opção de metadados e deixar a caixa de texto correspondente vazia. 2 Selecione o modelo que você deseja excluir e pressione Excluir ou arraste-o para a Lixeira (Windows) ou para o Lixo (Mac OS).xmp. Última atualização em 24/6/2011 . Trabalho com modelos de metadados Você pode criar novos modelos de metadados no Adobe Bridge utilizando o comando Criar modelo de metadados. • Escolha Arquivo > Informações do arquivo. na parte inferior da caixa de diálogo Informações do arquivo para acessar as opções que agilizam a edição de metadados: ativar o preenchimento automático. • Escolha Criar modelo de metadados no menu do painel Metadados. 6 Clique em OK para aplicar as alterações. Criar um modelo de metadados 1 Siga um destes procedimentos: • Escolha Ferramentas > Criar modelo de metadados. Clique no menu pop-up.

6 Vá para o arquivo de texto XMP e clique em Abrir. 3 Clique em Salvar. Última atualização em 24/6/2011 . • Escolha Editar modelo de metadados.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 42 Aplicar modelos de metadados a arquivos no Adobe Bridge 1 Selecione um ou mais arquivos. seguido pelo nome do modelo. seguido do nome do modelo. • Substituir metadados. 2 Escolha Exportar no menu pop-up localizado na parte inferior da caixa de diálogo. 2 Escolha um dos comandos a seguir no menu do painel Metadados ou no menu Ferramentas: • Anexar metadados. seguido pelo nome do modelo no menu do painel Metadados. Este comando substitui completamente quaisquer metadados existentes no arquivo pelos metadados do modelo. Nota: Você deve salvar um modelo de metadados antes que possa importar os metadados de um modelo. 2 Insira os novos valores dos metadados em qualquer uma das caixas. mas acrescentar propriedades correspondentes do modelo (Padrão) Aplica os metadados do modelo onde não existe nenhum valor ou propriedade de metadados ao arquivo. Importe metadados para um documento 1 Selecione um ou mais arquivos. 3 Escolha Importar no menu pop-up na parte inferior da caixa de diálogo. escolha um local para o arquivo e clique em Salvar. seguido do nome do modelo. 3 Digite um nome de arquivo. Editar modelo de metadados 1 Siga um destes procedimentos: • Escolha Ferramentas > Editar modelo de metadados. Manter metadados originais. Manter metadados originais. mas substituir propriedades correspondentes do modelo Substitui apenas os metadados que possuem propriedades diferentes no modelo. 2 Escolha Arquivo > Informações do arquivo. 5 Clique em OK. 4 Especifique como deseja importar os dados: Apagar as propriedades existentes e substituir pelas propriedades do modelo Substitui todos os metadados no arquivo pelos metadados no arquivo XMP. Esse comando aplica os metadados do modelo onde não existe nenhum valor ou propriedade de metadados ao arquivo. Salvar os metadados na caixa de diálogo Informações do arquivo como um arquivo XMP 1 Escolha Arquivo > Informações do arquivo.

como Juanita. Por exemplo. coloque-a entre colchetes. clique na caixa da palavra-chave com a tecla Shift pressionada. se a opção Nomes estiver selecionada. digite Los Angeles e. você pode usar o painel Filtrar para exibir em uma pasta todos os arquivos que compartilhem palavras-chave e pode usar o comando Localizar para localizar arquivos que contenham a palavra-chave especificada. Para remover também a marca de seleção de todas as palavras-chave mães. Mais tópicos da Ajuda “Classifique e filtre arquivos” na página 20 Crie novas palavras-chave ou subpalavras-chave 1 No painel Palavras-chave. 2 Clique no botão Nova palavra-chave ou no botão Nova subpalavra-chave ou Nova subpalavra-chave no menu do painel. Além disso. você identifica arquivos baseado no conteúdo. Para alterar o comportamento de forma que um clique em uma subpalavra-chave adicione automaticamente as palavras-chave mães (e clicar com a tecla Shift pressionada adiciona somente a subpalavra-chave). Como remova palavras-chave de um arquivo • Para remover a marca de seleção. Por exemplo. Com o uso de palavras-chave. Última atualização em 24/6/2011 . as palavras-chave mães também serão adicionadas ao arquivo. Adicione palavras-chave a arquivos 1 Selecione o arquivo ou os arquivos aos quais adicionar palavras-chave. Use vírgulas para indicar subpalavras-chave e pontos-e-vírgulas para indicar entradas separadas. As palavras-chave entre colchetes não podem ser adicionadas a arquivos. clique no botão Nova subpalavra-chave. 2 No painel Palavras-chave. Se desejar que uma palavra-chave mãe seja usada somente para fins estruturais. para adicionar "Los Angeles" à categoria Locais. Se você selecionar vários arquivos mas a palavra-chave for adicionada a apenas alguns deles. Por exemplo. como [Nomes]. Você também pode adicionar palavras-chave usando a caixa Localizar na parte inferior do painel Palavras-chave. Nota: Se você clicar em uma subpalavra-chave com a tecla Shif pressionada. Clique na caixa com a tecla Shift pressionada para selecionar todas as palavras-chave mães.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 43 Aplique palavras-chave em arquivos O painel Palavras-chave permite criar e aplicar palavras-chave do Adobe Bridge aos arquivos. em seguida. selecione a caixa ao lado do nome da palavra-chave ou da subpalavra-chave. o acréscimo de uma nova palavra-chave criará uma palavra-chave no mesmo nível que Nomes. As palavras-chave podem ser organizadas em categorias hierárquicas consistindo em palavras-chave mães e filhas (denominadas subpalavras-chave). selecione o arquivo e clique na caixa prósxima ao nome da palavra-chave ou do conjunto de palavras-chave. o acréscimo de uma nova subpalavra-chave permite que você crie uma palavra-chave em Nomes. selecione a palavra-chave "Locais". Uma marca de seleção é exibida na caixa ao lado da palavra-chave quando ela é adicionada a um arquivo selecionado. selecione Aplicar automaticamente palavras-chave mães nas preferências de Palavras-chave. será exibido um hífen (-) na caixa da palavra-chave. selecione uma palavra-chave. ou escolha Nova palavra-chave 3 Digite o nome da palavra-chave e pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS). como Esportes.

Quando um item for bloqueado. clique em Sim. • Para excluir uma palavra-chave. clique no botão Excluir palavrachave na parte inferior do painel ou escolha Excluir no menu do painel. Nota: As palavras-chave temporárias. todas as palavras-chave contendo os caracteres digitados são realçadas. Para remover de forma forçada uma marca de seleção de uma palavra-chave e de suas mães. arraste-a para a palavra-chave mãe na qual ela deve aparecer e. Última atualização em 24/6/2011 . Em seguida. Por exemplo. (Consulte “Pesquise arquivos e pastas” na página 17. selecione-a clicando em seu nome e. clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Ctrl pressionada (Mac OS) na palavra-chave e selecione Tornar persistente no menu contextual. como aquelas que você obtém de outros usuários. O nome original da palavra-chave permanece em todos os demais arquivos a que ela tenha sido adicionada anteriormente. provocando o aparecimento de um hífen na caixa da palavra-chave. Para remover todas as palavras-chave do arquivo. • Para pesquisar arquivos usando palavras-chave. pressione Alt+Shift (Windows) ou Option+Shift (Mac OS) e clique na caixa da palavra-chave. Nota: Quando uma palavra-chave é renomeada. Clique em Localizar próxima palavra-chave ou Localizar palavra-chave anterior para selecionar uma palavra-chave realçada diferente. Para realçar somente palavras-chave que comecem com os caracteres que você digitou. aparecem em itálico no painel Palavras-chave. o nome só é alterado nos arquivos selecionados. em seguida. selecione a palavra ou o conjunto de palavras-chave e escolha Renomear no menu do painel. somente "Indiana" será realçada. editar metadados ou aplicar rótulos ou classificações. Se a opção Começa com estiver selecionada. Esse método é especialmente útil quando você seleciona vários arquivos em que a palavrachave foi aplicada somente a alguns. se a opção Contain estiver selecionada e você digitar "in". clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) em um arquivo no painel Conteúdo e escolha Bloquear item. Gerencie palavras-chave ❖ Siga um destes procedimentos: • Para renomear uma palavra-chave. A primeira ocorrência é realçada em verde. todas as ocorrências subseqüentes são realçadas em amarelo. • Para expandir ou contrair as categorias de palavras-chave. digite sobre o nome no painel e pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS). em seguida. • Para mover uma palavra-chave para um grupo de palavras-chave diferentes. você não poderá adicionar ou remover palavras-chave. Para tornar essas palavras-chave permanentes no Adobe Bridge. clique na palavra-chave com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) presssionada. clique na seta próxima à categoria ou selecione Expandir tudo ou Contrair tudo no menu do painel.) Localize palavras-chave ❖ Na caixa da parte inferior do painel Palavras-chave. clique no ícone de lupa na caixa de pesquisa e escolha Começa com como o método de pesquisa. arraste a subpalavra-chave abaixo da lista de palavraschave para a parte inferior do painel Palavras-chave. digite o nome da palavra-chave que você está procurando. • Selecione o arquivo e. Para bloquear um arquivo de forma que as palavras-chave não possam ser removidas acidentalmente. selecione Remover palavras-chave no menu do painel Palavras-chave. selecione Localizar no menu do painel Palavras-chave. • Para alterar uma subpalavra-chave em uma palavra-chave. Por padrão. em seguida. tanto "Indiana" quanto "Maine" serão realçadas.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 44 • Para remover forçosamente uma marca de seleção. libere o botão do mouse.

selecione Limpar e importar no menu do painel Palavras-chave e. Além de utilizar os atalhos de teclado. clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Ctrl pressionada (Mac OS) em uma área. • Para exportar um arquivo de palavras-chave. o atalho de teclado aparece à direita do nome do comando no menu. selecione Exportar no menu do painel Palavras-chave. como o Adobe Photoshop Lightroom. em seguida. em seguida. • Para importar um arquivo de palavras-chave para o Adobe Bridge e remover as palavras-chave existentes. Os menus contextuais exibem comandos relacionados à ferramenta. Quando disponível. Esta não é uma lista completa de atalhos de teclado. à seleção ou ao painel ativo. Para exibir um menu contextual. clique duas vezes no arquivo a ser importado. selecione Importar no menu do painel Palavras-chave e. você pode acessar vários comandos usnado os menus contextuais.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 45 Importe ou exporte palavras-chave Você pode importar arquivos de texto recuados por tabulação exportados de outros aplicativos. clique duas vezes no arquivo a ser importado. • Para importar um arquivo de palavras-chave para o Adobe Bridge sem remover as palavras-chave existentes. Atalhos de teclado Os atalhos de teclado permitem a seleção rápida de ferramentas e a execução de comandos sem o uso de um menu. especifique um nome de arquivo e clique em Salvar. Você também pode exportar palavras-chave do Adobe Bridge como arquivos de texto. que é um subconjunto do UTF-8. Resultado Ir para a próxima exibição Ir para a exibição anterior Mostrar/ocultar painéis Windows Ctrl + \ Ctrl + Shift + \ Guia Mac OS Command + \ Comando+Shift+\ Guia Command + ‘ Alternar entre a classificação de estrela de 0 Ctrl+‘ e1 Aumentar o tamanho das miniaturas Reduzir o tamanho das miniaturas Ctrl + sinal de mais (+) Ctrl + sinal de menos (-) Command+sinal de mais (+) Command + sinal de menos (-) Command+Shift+sinal de mais (+) Aumentar o tamanho da miniatura em uma Ctrl + Shift + sinal de mais (+) etapa Reduzir o tamanho da miniatura em uma etapa Mover uma pasta para cima (no painel Pastas ou em uma linha) Mover uma pasta para baixo (no painel Pastas ou em uma linha) Mover para um nível acima (no painel Pastas) Mover um item para a esquerda Mover um item para a direita Ctrl + Shift + sinal de menos (-) Command+ Shift+sinal de menos (-) Seta para cima Seta para cima Seta para baixo Seta para baixo Ctrl+Seta para cima Command + Seta para cima Seta para esquerda Seta para direita Seta para esquerda Seta para direita Última atualização em 24/6/2011 . Esta tabela contém principalmente só os atalhos que não são exibidos em comandos de menu ou em dicas de ferramentas. Esses arquivos são codificados como UTF-8 ou ASCII.

ou superior. Seta para cima ou Seta para baixo Seta para cima ou Seta para baixo F1 Guia Command+/ Guia Exibir a Ajuda Renomear próximo (com o nome do arquivo selecionado no painel Conteúdo) Renomear anterior (com o nome do arquivo Shift + Tab selecionado no painel Conteúdo) Mostrar itens com classificação de estrela de 1 a 5. no painel Filtro Limpar filtros Inversão no painel Filtro Exibir ferramenta Lupa no painel Visualização ou no Modo revisão Mover ferramenta Lupa Exibir Lupas adicionais no painel Visualização (várias seleções) Mover várias ferramentas Lupas simultaneamente Ampliar com a ferramenta Lupa Reduzir com a ferramenta Lupa Ampliar com a ferramenta Lupa (seleção múltipla) Reduzir com a ferramenta Lupa (seleção múltipla) Selecionar todos os itens em uma pilha Aplicar ou remover palvras-chave atuais e todas as palavras-chave mães no painel Palavras-chave Ctrl + Alt + 1 a 5 Shift + Tab Command + Option + 1 a 5 Ctrl + Alt + Shift + 1 a 5 Command + Option + Shift + 1 a 5 Ctrl + Alt + 6 a 9 Command + Option + 6 a 9 Shift + clique Shift + clique Ctrl + Alt + A Alt + clique Clique Command + Option + A Option + clique Clique Clique ou arraste Clique Clique ou arraste Clique Ctrl + clique ou Ctrl + arraste Command + clique ou Command + arraste + Ctrl+sinal de mais (+) + Command + sinal de mais (+) Ctrl + sinal de menos (-) Command + sinal de menos (-) Alt + clique Shift + clique Option + clique Shift + clique Última atualização em 24/6/2011 . Seta para esquerda. no painel Filtro Mostrar itens com classificação de estrela selecionada no painel Filtro Mostrar itens com rótulos 1 a 4 no painel Filtro Mostrar todos os itens com classificação selecionada. ou superior.CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 46 Resultado Mover para o primeiro item Mover para o último item Adicionar à seleção (descontínua) Atualizar painéis de conteúdo Adicionar um item à seleção Windows Início Fim Ctrl + clique F5 Mac OS Início Fim Command + clique F5 Shift + Seta para direita. Shift + Seta para direita. Seta para esquerda.

CREATIVE SUITE 5 Adobe Bridge 47 Resultado Remover de forma forçada as palavraschave atuais no painel Palavras-chave Abrir triângulo de divulgação no painel Palavras-chave Fechar triângulo de divulgação no painel Palavras-chave Windows Alt + clique Mac OS Option + clique Ctrl + Seta para direita Command + Seta para a direita Ctrl + Seta para esquerda Command + Seta para a esquerda Última atualização em 24/6/2011 .

Contêiner de visualização Mais tópicos da Ajuda “Adobe Bridge” na página 3 Utilização do Photoshop CS5 Utilização do InDesign CS5 e CS5. Itens Recentes ou Favoritos C.5 Abrir o Mini Bridge Abra o Mini Bridge seguindo um destes procedimentos no Photoshop. Adobe InDesign® CS5 e CS5. Barra de caminho F. e Adobe InCopy® CS5 e CS5. Ir para Bridge D. Ir para Origem. manter arquivos sincronizados e executar outras tarefas.5 Utilização do InCopy CS5 e CS5.5 que permite trabalhar com ativos em um painel no aplicativo host. InCopy) Escolher Janela > Mini Bridge. Última atualização em 24/6/2011 . • (Photoshop) Clique no botão Mini Bridge na barra de aplicativos. • (Photoshop) Escolher Janela > Extensões > Mini Bridge. O Mini Bridge se comunica com o Adobe Bridge para criar miniaturas. A B C D E F H G Exibição da navegação no Mini Bridge A. • (InDesign. no InDesign ou no InCopy: • (Photoshop) Escolher Arquivo > Procurar no Mini Bridge. Voltar / Avançar B. É um modo útil de acessar muitos recursos do Adobe Bridge quando você trabalha em mais de um dos aplicativos.5. Contêiner de conteúdo H.48 Capítulo 3: Mini Bridge Mini Bridge é uma extensão do Adobe® Photoshop® CS5. Pesquisa E. Contêiner de navegação G.

data de criação e outros critérios de metadados. Aparência O seletor de Brilho da interface do usuário ajusta a luminosidade do fundo do painel Mini Bridge. Consulte “Filtre os arquivos” na página 21. Última atualização em 24/6/2011 . Procurar arquivos no Mini Bridge • Clique no botão Procurar arquivos Visualização e a Barra de caminho. bem como a barra de caminho. o contêiner • Clique no botão de menu Visualização do painel • Navegue até os arquivos usando os contêineres Navegação.CREATIVE SUITE 5 Mini Bridge 49 Preferências do Mini Bridge • Clique no botão Configurações na home page do painel Mini Bridge. • (Photoshop) Clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control (Mac OS) e escolha Abrir no Camera Raw. Consulte “Altere associações de tipos de arquivos” na página 17. • Clique nele duas vezes para abri-lo no aplicativo de sua preferência. Consulte “Trabalhe com o Camera Raw” na página 31. Filtro Selecionar Alterna a exibição de arquivos rejeitados. • Especifique o que você deseja ver no contêiner de Conteúdo usando os botões de menu a seguir. para alternar entre o contêiner Navegação. proceda de uma das formas a seguir. Selecione Bloqueio de grade para exibir sempre miniaturas completas não importando como o painel Mini Bridge esteja dimensionado. Abrir ou inserir arquivos usando o Mini Bridge Para abrir ou inserir um arquivo usando o Mini Bridge. Depois. Seletor de miniatura Aumente ou diminui as miniaturas arrastando o seletor . Consulte “Classifique os arquivos” na página 21. Consulte “Navegue por arquivos e pastas” na página 15 e “Pesquise arquivos e pastas” na página 17. como Detalhes ou como Lista . Visualização e Conteúdo. como Película . Como alternativa. arquivos ocultos e pastas e Selecionar tudo. na home page do painel Mini Bridge. Filtra por classificação por estrelas ou rótulos. use o botão Pesquisar para encontrar arquivos com base nos critérios que você especificar. • Para ajustar a exibição do contêiner de Conteúdo. tipo de arquivo. Cancelar todas as seleções ou Inverter seleção. selecione-o no contêiner Conteúdo e siga um destes procedimentos: • Arraste-o até o aplicativo host ou até o ícone do aplicativo host. Botão do menu de visualização Especifique como o contêiner de Conteúdo exibe os arquivos: como Miniaturas . especifique o seguinte: Inicialização do Bridge Opções para controlar como o Mini Bridge e o Adobe Bridge se comunicam. Classificar Classifica por nome de arquivo. Selecione Painel de gerenciamento de cores para aplicar o perfil ICC do seu monitor a miniaturas e visualizações de imagens no Mini Bridge. Ou clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control (Mac OS) no arquivo e selecione Abrir imagem ou Abrir com aplicativo padrão. Consulte “Ajuste a exibição do painel Conteúdo” na página 9. O fundo da imagem ajusta a luminosidade do fundo dos contêineres de Conteúdo e de Visualização.

CREATIVE SUITE 5
Mini Bridge

50

• Clique no botão Ferramentas

e escolha Inserir > Em [Aplicativo].

• (InDesign) Arraste um snippet do contêiner de Conteúdo para um documento, posicionando o cursor carregado
onde você deseja que o canto superior esquerdo do snippet esteja. Os arquivos do snippet têm a extensão de arquivo .IDMS ou .INDS.

• Para executar uma tarefa automatizada, selecione um ou mais arquivos, clique no botão Ferramentas

e escolha [Aplicativo host] > [Tarefa automatizada]. Para obter informações sobre determinado comando, visualize ou pesquise na Ajuda do Photoshop CS5 ou do InDesign CS5, conforme necessário. na parte superior do painel do Mini Bridge. Ou clique com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control (Mac OS) em um item no contêiner Conteúdo e selecione Revelar no Bridge.

• Para abrir um arquivo no Adobe Bridge, clique no botão do Adobe Bridge

Visualizar arquivos no Mini Bridge
• Abre uma visualização em tamanho de painel
apresentação de slides imagens” na página 26. , uma visualização em tela cheia , uma visualização de ou imagens para comparação no modo Revisão . Consulte “Visualize e compare as

• Clique no botão Visualização e escolha Definir opções da Apresentação de slides no Bridge para especificar opções
de apresentação de slides. Consulte “Visualize imagens como uma apresentação de slides” na página 28.

Renomear arquivos no Mini Bridge
• Clique em um nome de arquivo no contêiner Conteúdo e digite para renomeá-lo. Ou clique no instantâneo com o
botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control (Mac OS) em um arquivo e escolha Renomear.

Favoritos e coleções no Mini Bridge
Os Favoritos e as coleções do Adobe Bridge aparecem no Mini Bridge.

• Para adicionar um item a Favoritos ou a uma coleção, arraste-o do contêiner Conteúdo até a lista ou coleção no
contêiner Navegação. Consulte “Adicione itens a Favoritos” na página 8 e “Organize os arquivos em coleções” na página 18.

Última atualização em 24/6/2011

51

Capítulo 4: Camera Raw
Introdução ao Camera Raw
Sobre arquivos camera raw
Um arquivo camera raw contém dados de imagem não processados e não compactados em tons de cinza obtidos pelo sensor de imagem de uma câmera digital, juntamente com informações sobre o modo como a imagem foi capturada (metadados). O software Photoshop® Camera Raw interpreta o arquivo camera raw usando as informações sobre a câmera e os metadados da imagem para construir e processar imagens coloridas. Imagine um arquivo camera raw como um negativo fotográfico. O arquivo pode ser reprocessado a qualquer momento para se obter os resultados desejados, com ajustes de equilíbrio de branco, escala de tons completa, contraste, saturação de cores e nitidez. Quando você ajusta uma imagem camera raw, os dados camera raw originais são preservados. Os ajustes são armazenados como metadados em um arquivo secundário de acompanhamento, em um banco de dados ou no próprio arquivo (no caso do formato DNG). Quando você tira fotos em arquivos JPEG com uma câmera, ela processa automaticamente o arquivo JPEG para aprimorar e compactar a imagem. Geralmente, você tem pouco controle sobre como esse processo ocorre. A captura de imagens camera raw com uma câmera oferece mais controle do que a captura de imagens JPEG, porque o formato camera raw não se restringe ao processamento feito por essa câmera. Ainda é possível editar imagens JPEG e TIFF no Camera Raw, mas você estará editando pixels que já foram processados pela câmera. Os arquivos camera raw sempre contêm os pixels originais e não processados da câmera. Para capturar imagens camera raw, você deve configurar a câmera para salvar arquivos no formato de arquivo camera raw próprio dessa câmera. Nota: O Photoshop Raw (.raw) é um formato de arquivo para a transferência de imagens entre aplicativos e plataformas de computador. Não confunda os formatos de arquivo Photoshop raw e camera raw. As extensões dos arquivos camera raw podem variar dependendo do fabricante da câmera. As câmeras digitais capturam e armazenam dados camera raw com uma curva de resposta de tons linear (gama de 1.0). O filme e o olho humano têm uma resposta não linear e logarítmica à luz (gama maior do que 2). Uma imagem camera raw não processada exibida como uma imagem em tons de cinza pareceria muito escura, porque o que aparece com o dobro do brilho no sensor fotográfico parece ter menos do dobro do brilho para o olho humano. Para obter uma lista das câmeras compatíveis e mais informações sobre o Camera Raw, consulte Suporte ao arquivo do Camera Raw digital. Para ver uma lista das câmeras e das versões do Camera Raw exigidas, consulte Plug-in do Camera Raw |Cameras com suporte (kb407111).

Sobre o Camera Raw
O software Camera Raw está incluído como um plug-in no Adobe After Effects® e no Adobe Photoshop e também adiciona funcionalidade ao Adobe Bridge. O Camera Raw fornece a cada um desses aplicativos a capacidade de importar e trabalhar com arquivos camera raw. Também é possível usar o Camera Raw para trabalhar com arquivos JPEG e TIFF.

Última atualização em 24/6/2011

CREATIVE SUITE 5
Camera Raw

52

Nota: O Camera Raw oferece suporte a imagens com até 65.000 pixels de altura ou largura e até 512 megapixels. O Camera Raw converte imagens CMYK em RGB ao abrir. Para obter uma lista das câmeras compatíveis, consulte Suporte ao arquivo do Camera Raw digital. É necessário ter o Photoshop ou o After Effects instalado para abrir arquivos na caixa de diálogo Camera Raw do Adobe Bridge. No entanto, se o Photoshop ou o After Effects não estiver instalado, você ainda poderá visualizar as imagens e ver seus metadados no Adobe Bridge. Se outro aplicativo estiver associado ao tipo de arquivo da imagem, será possível abrir o arquivo nesse aplicativo no Adobe Bridge. Com o Adobe Bridge, é possível aplicar, copiar e limpar configurações da imagem, observar visualizações e metadados de arquivos camera raw sem abri-los na caixa de diálogo Camera Raw. A visualização do Adobe Bridge é uma imagem JPEG gerada com o uso das configurações atuais da imagem. A visualização não é composta pelos dados camera raw, que apareceriam como uma imagem em tons de cinza muito escuros. Nota: Um ícone de atenção é exibido nas miniaturas e na imagem de visualização na caixa de diálogo Camera Raw durante a geração da visualização a partir da imagem camera raw. É possível modificar as configurações padrão usadas pelo Camera Raw para um modelo específico de câmera. Para cada modelo de câmera, é possível também modificar os padrões para uma configuração ISO ou uma câmera específica (por número de série). Você pode modificar e salvar configurações da imagem como predefinições para serem usadas com outras imagens. Quando o Camera Raw é usado para fazer ajustes (incluindo a retificação e o recorte) em uma imagem camera raw, os dados originais camera raw da imagem são preservados. Os ajustes são armazenados no banco de dados Camera Raw como metadados incorporados a um arquivo de imagem ou a um arquivo XMP secundário (um arquivo de metadados que acompanha um arquivo camera raw). Para obter mais informações, consulte “Especificação do local de armazenamento para configurações do Camera Raw” na página 82. Após o processamento e a edição de um arquivo camera raw usando o plug-in Camera Raw, um ícone na miniatura da imagem no Adobe Bridge. é exibido

Se o arquivo camera raw for aberto no Photoshop, será possível salvar a imagem em outros formatos de imagem, como PSD, JPEG, PSB (Formato de Documento Grande), TIFF, Cineon, Photoshop Raw, PNG ou PBM. Na caixa de diálogo Camera Raw, os arquivos processados podem ser salvos nos formatos DNG (Negativo Digital), JPEG, TIFF ou Photoshop (PSD). Embora o software Photoshop Camera Raw abra e edite um arquivo de imagem camera raw, ele não pode salvar uma imagem no formato camera raw. Quando novas versões do Camera Raw estiverem disponíveis, você poderá atualizar o software instalando uma nova versão do plug-in. Verifique se há atualizações do software da Adobe selecionando Ajuda > Atualizações. Modelos diferentes de câmera salvam imagens camera raw em formatos diferentes e os dados devem ser interpretados de maneira diferente para esses formatos. O Camera Raw inclui suporte para muitos modelos de câmera e é capaz de interpretar diversos formatos camera raw.

Sobre o formato DNG (Negativo Digital)
O formato DNG (Negativo Digital) é um formato não proprietário, documentado publicamente e com amplo suporte para o armazenamento de dados camera raw. Os desenvolvedores de hardware e software usam o formato DNG porque ele resulta em um fluxo de trabalho flexível para o processamento e arquivamento de dados camera raw. É possível também usar o DNG como formato intermediário para armazenar imagens que foram originalmente capturadas com um formato camera raw proprietário.

Última atualização em 24/6/2011

clique em Automático na guia Básico. não precisam de conhecimentos específicos da câmera para decodificar e processar arquivos criados por uma câmera que ofereça suporte a DNG. vá para a página de downloads da Adobe. Se desejar que o Camera Raw analise a imagem e aplique ajustes de tons aproximados. Para fazer download da versão mais recente do DNG Converter. Para obter mais informações sobre o formato DNG e o conversor DNG. Use o comando Obter fotos da câmera. organize-os e (opcionalmente) converta-os em DNG. organizá-las. é muito mais provável que as imagens não processadas armazenadas como arquivos DNG sejam legíveis por software no futuro distante. Ajuste as cores. para realizar essas tarefas automaticamente. Use outras ferramentas e controles na caixa de diálogo Camera Raw para realizar tarefas. consulte a página do produto Digital Negative (DNG). usar controles em outras guias para ajustar os resultados. Faça outros ajustes e correções de imagem. É possível converter os arquivos camera raw para o formato DNG usando o Adobe DNG Converter ou a caixa de diálogo Camera Raw. Para salvar os ajustes como os padrões a serem aplicados a todas as imagens de um modelo de câmera específico. tornando o DNG uma opção segura para o arquivamento. Como o DNG é documentado publicamente. (Opcional) Salve as configurações da imagem como uma predefinição ou como configurações padrão da imagem. Os ajustes de cores incluem o equilíbrio de branco. salve as configurações como uma predefinição. os usuários poderão não ter acesso às imagens armazenadas nesse formato. 2. atribuir a elas nomes úteis e prepará-las para uso. em seguida.) 3. é necessário transferi-las do cartão de memória da câmera. After Effects ou Photoshop.) 4. como tornar a imagem nítida. Abra os arquivos de imagem no Camera Raw.) Última atualização em 24/6/2011 . no Adobe Bridge. que poderão ser perdidas definitivamente. Também é possível abrir arquivos JPEG e TIFF no Camera Raw a partir do Adobe Bridge. (Consulte “Aplicação de configurações salvas do Camera Raw” na página 84. (Consulte “Salvar. salve as configurações da imagem como os novos padrões do Camera Raw. Processamento de imagens com o Camera Raw 1. escolha o comando adequado no menu Configurações do Camera Raw . em vez de a um arquivo XMP secundário ou ao banco de dados do Camera Raw. os leitores de software.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 53 Como os metadados DNG são publicamente documentados. É possível fazer a maioria dos ajustes na guia Básico e. 5. o tom e a saturação. Se o suporte para um formato proprietário for interrompido. Para aplicar as configurações usadas na imagem anterior ou as configurações padrão da câmera modelo da câmera ou das configurações ISO. redefinir e carregar configurações do Camera Raw” na página 82. Os metadados para os ajustes feitos nas imagens armazenadas como arquivos DNG podem ser incorporados ao próprio arquivo DNG. reduzir o ruído. É possível abrir os arquivos camera raw no Camera Raw a partir do Adobe Bridge. Para aplicar os mesmos ajustes em outras imagens mais tarde. como o Camera Raw. corrigir defeitos das lentes e retocar. Copie os arquivos camera raw para a unidade de disco rígido. Antes de realizar qualquer trabalho nas imagens representadas pelos arquivos camera raw. uma câmera específica ou uma configuração ISO específica. (Consulte “Abertura de imagens no Camera Raw” na página 59.

os botões Salvar imagem e Concluído não estarão disponíveis. para omitir a caixa de diálogo Salvar opções do Camera Raw e salvar os arquivos usando o conjunto mais recente de opções de gravação. salvar a imagem ajustada em outro formato ou cancelar e descartar os ajustes. O arquivo de imagem camera raw original permanece inalterado. Você pode acessar as configurações de Opções de fluxo de trabalho clicando no link abaixo da visualização da imagem na caixa de diálogo Camera Raw. É possível clicar duas vezes na camada Objeto inteligente que contém o arquivo raw a qualquer momento para ajustar as configurações do Camera Raw. Defina opções para especificar como as imagens são salvas do Camera Raw e como o Photoshop deve abri-las. Salvar imagem Aplica as configurações do Camera Raw às imagens e salva cópias dessas imagens em um formato de arquivo JPEG. Pressione Shift enquanto clica em Abrir imagem para abrir o arquivo raw no Photoshop como um objeto inteligente. Salve a imagem ou abra-a no Photoshop ou no After Effects. (Consulte “Salvar uma imagem Camera Raw em outro formato” na página 59. Última atualização em 24/6/2011 . Concluído Fecha a caixa de diálogo Camera Raw e armazena as configurações de arquivos no arquivo do banco de dados do camera raw. Se você abrir a caixa de diálogo Camera Raw no After Effects. abrir a imagem ajustada no Photoshop ou no After Effects. Cancelar Cancela os ajustes especificados na caixa de diálogo Camera Raw. Pressione Alt (Windows) ou Option (Mac OS). TIFF ou DNG. 7.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 54 6.) Abrir imagem ou OK Abre cópias dos arquivos de imagem camera raw (com as configurações do Camera Raw aplicadas) no Photoshop ou no After Effects. Defina as opções de fluxo de trabalho para o Photoshop. PSD. você pode aplicar os ajustes ao arquivo camera raw. Ao concluir o ajuste da imagem no Camera Raw. em um arquivo secundário XMP ou no arquivo DNG.

Setas de navegação K. Tira de filme B. Clique na tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) para usar o próximo valor de zoom mais baixo. que estão disponíveis quando você abre a caixa de diálogo Camera Raw no Adobe Bridge ou no Photoshop. Níveis de zoom I. como o link de Opções de fluxo de trabalho. Controles de exibição do Camera Raw Ferramenta Zoom Define o zoom de visualização para o próximo valor predefinido quando o usuário clica na imagem de visualização. Guias de ajuste da imagem F. Vários comandos nesse menu também estão disponíveis no menu Editar > Configurações de desenvolvimento. Clique duas vezes na ferramenta Mão para ajustar a imagem de visualização à janela. clique no botão no canto superior direito das guias de ajuste da imagem. Opções de fluxo de trabalho J. Mantenha a barra de espaço pressionada para ativar temporariamente a ferramenta Mão durante o uso de outra ferramenta. Alternar tira de filme C. Histograma G. clique duas vezes na ferramenta Zoom. Alterne para o modo de tela inteira E. Menu Configurações do Camera Raw H. Controles deslizantes de ajuste Nota: Alguns controles. Ferramenta Mão Move a imagem na janela de visualização caso a imagem de visualização esteja definida em um nível de zoom maior que 100%. Nome da câmera ou formato do arquivo D. Para retornar a 100%.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 55 Visão geral da caixa de diálogo Camera Raw A B C D E F G H I J K Caixa de diálogo Camera Raw A. Última atualização em 24/6/2011 . Arraste a ferramenta Zoom na imagem de visualização para aplicar mais zoom em uma área selecionada. não estão disponíveis quando você abre a caixa de diálogo Camera Raw no After Effects. Menu Configurações do Camera Raw Para abrir o menu Configurações do Camera Raw. no Adobe Bridge.

Salve e aplique conjuntos de ajustes de imagem como predefinições. Adicione cores a imagens monocromáticas ou crie efeitos especiais com imagens coloridas. O cache do Adobe Bridge armazena dados para as miniaturas de arquivo. suas miniaturas e visualizações usam as configurações padrão do camera raw ou as configurações ajustadas pelo usuário. escolha Editar > Preferências do Camera Raw (Windows) ou Bridge > Preferências do Camera Raw (Mac OS). verde e azul do pixel sob o ponteiro na imagem de visualização. Ajuste a tonalidade usando uma Curva paramétrica e uma Curva de ponto. Visualização Exibe uma visualização dos ajustes de imagem feitos na guia atual. Guias de ajuste da imagem Básico Ajuste o equilíbrio de branco. Nota: o cache do Camera Raw comporta dados de aproximadamente 200 imagens para cada gigabyte de armazenamento em disco alocado. Também será possível expurgá-lo e regenerá-lo se houver suspeitas de que ele esteja corrompido ou que seja muito antigo. Sombras e realces Exibe o corte de sombras e realces usando os botões na parte superior do Histograma. 1 No Adobe Bridge. Desmarque essa opção para mostrar a imagem com as configurações originais da guia atual combinadas com as configurações em outras guias. Predefinições Instantâneos Trabalhar com o cache do Camera Raw no Adobe Bridge Quando arquivos camera raw são exibidos no Adobe Bridge. Efeitos Simule uma granulação do filme ou aplique uma vinheta de corte posterior. Curva de tons Detalhe Torne as imagens mais nítidas ou reduza o ruído. o cache do Camera Raw está definido para um tamanho máximo de 1 GB.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 56 Selecionar nível de zoom Escolha uma configuração de ampliação no menu ou clique nos botões Selecionar nível de zoom. Saturação e Luminância. as distorções geométricas e as vinhetas gerados pela lente da HSL / Tons de cinza Divisão de tons Correções de lentes câmera. metadados e informações do arquivo. Por padrão. Como o cache pode ficar muito grande. Ou com a caixa de diálogo Camera Raw aberta. Calibração de câmera Aplique perfis de câmera a imagens raw para corrigir projeções de cores e ajustar cores não neutras para compensar o comportamento do sensor de imagem de uma câmera. Ajuste as cores usando ajustes de Matiz. combinada com as configurações em outras guias. RGB Mostra os valores de vermelho. Esse limite pode ser aumentado nas Preferências do Camera Raw. Sombras cortadas aparecem em azul e realces cortados aparecem em vermelho. a saturação de cor e a tonalidade. O armazenamento desses dados em cache reduz o tempo de carregamento quando você retorna para uma pasta já visualizada no Adobe Bridge. Última atualização em 24/6/2011 . O cache do Camera Raw acelera a abertura de imagens no Camera Raw e a reconstrução de visualizações no Adobe Bridge quando as configurações da imagem são alteradas no Camera Raw. Compense o desvio cromático. Criar versões de uma foto que gravam o seu estado em qualquer etapa do processo de edição. clique no botão Abrir a caixa de diálogo Preferências . O corte de sombras será mostrado se todos os três canais RGB forem cortados (preto sem detalhes). O corte de realces será mostrado se qualquer um dos três canais RGB for cortado (completamente saturado sem detalhes). pode ser necessário expurgá-lo do Camera Raw ou limitar o seu tamanho.

XMP”. como todas as fotos tiradas nas mesma condições. É possível aplicar rapidamente um conjunto de ajustes a um conjunto inteiro de imagens. em seguida. Em geral. e. clique no botão Abrir a caixa de diálogo Preferências . Trabalhar com o Camera Raw e o Lightroom O Camera Raw e o Lightroom compartilham a mesma tecnologia de processamento de imagem para assegurar resultados consistentes e compatíveis entre os aplicativos. A exibição Tira de filme é aberta por padrão quando você abre várias imagens no Camera Raw pelo Adobe Bridge. depois de você determinar quais serão usadas para a saída final. abertura e salvamento de imagens no Camera Raw Processamento. comparação e classificação de várias imagens no Camera Raw A melhor forma de trabalhar com várias imagens camera raw é usar a exibição Tira de filme no Camera Raw. Ou com a caixa de diálogo Camera Raw aberta.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 57 2 Siga um destes procedimentos: • Para alterar o tamanho do cache. Para que o Camera Raw visualize os ajustes de imagem feitos no módulo Develop do Lightroom. Mais tópicos da Ajuda “Especificação do local de armazenamento para configurações do Camera Raw” na página 82 Navegação.XMP” e desmarque Ignorar arquivos secundários “. • Para expurgar o cache do camera raw. clique com a tecla Shift pressionada em duas miniaturas. 2 Selecione Salvar configurações da imagem em > Arquivos secundários “. Os ajustes feitos em cópias virtuais não são exibidos ou não estão disponíveis no Camera Raw. Para visualizar as alterações do Lightroom no Camera Raw e assegurar que os ajustes do Camera Raw possam ser visualizados no Lightroom e no Adobe Bridge. 1 No Adobe Bridge. escolha Editar > Preferências do Camera Raw (Windows) ou Bridge > Preferências do Camera Raw (Mac OS). salve-os clicando em Concluído e Abrir imagem. Para adicionar uma imagem a uma seleção. clique na miniatura correspondente. proceda da forma a seguir. os ajustes são aplicados a todas as imagens selecionadas. digite um valor Tamanho máximo. • Para selecionar uma imagem. clique com a tecla Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS) na miniatura correspondente. As imagens podem ter três estados no painel Tira de filme: desmarcado. É possível sincronizar os ajustes locais e globais. Nota: O Camera Raw só lê as configurações atuais da imagem principal no catálogo do Lightroom. selecionado (mas não ativo) e ativo (também selecionado). 3 Após aplicar os ajustes a uma fotografia no Camera Raw. Última atualização em 24/6/2011 . É possível também sincronizar as configurações para que elas sejam aplicadas a partir da imagem ativa a todas as imagens selecionadas. as alterações de metadados devem ser salvas em XMP no Lightroom. Para selecionar um intervalo de imagens. Os ajustes feitos no Camera Raw também são exibidos nos painéis de Conteúdo e de Visualização do Adobe Bridge. Nota: A exibição Tira de filme não fica disponível ao importar várias imagens para o After Effects. ajustar as fotos individuais mais tarde. clique em Selecionar local. • Para alterar o local do cache do Camera Raw. clique no botão Descartar cache.

TIFF e PDF. O arquivo será enviado para a Lixeira (Windows) ou para o Lixo (Mac OS). na parte • Para aplicar as configurações da imagem ativa a todas as imagens selecionadas. Convém criar ações diferentes para a abertura de arquivos de imagem camera raw com configurações distintas. Desmarque Cancelar ação do comando "Abrir" apenas se desejar que a ação opere em arquivos abertos. • Ao usar o comando Lote. na parte superior do painel Tira de filme. acesse Sincronização de edições no Adobe Camera Raw de Dan Moughamian. como os formatos PSD.) Para assistir a um tutorial sobre como sincronizar edições em várias fotos do Camera Raw. PSB (Formato de Documento Grande). pois o comando Lote não salva automaticamente os arquivos de origem. a caixa de diálogo Camera Raw reflete as configurações que estavam efetivadas no momento em que a ação foi gravada.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 58 • Para alterar a imagem ativa sem alterar as imagens selecionadas. No Photoshop. • Para marcar as imagens selecionadas para exclusão. O Processador de imagens é especialmente útil para salvar arquivos de imagem em diferentes formatos durante a mesma sessão de processamento. as configurações específicas de cada imagem (a partir do banco de dados do Camera Raw ou de arquivos secundários XMP) serão usadas para executar essa ação. na • Se você pretende usar a ação com o comando Lote. Os comandos Abrir na ação fazem referência aos arquivos em lote e não aos arquivos especificados por nome nessa ação. Estas são algumas dicas para automatizar o processamento de arquivos de imagem camera raw: • Ao gravar uma ação. Se essa opção for selecionada. • Para aplicar uma classificação com estrelas. DNG. convém usar o comando Salvar como e escolher o formato de arquivos ao salvar a imagem camera raw. Última atualização em 24/6/2011 . (Se optar por manter uma imagem que foi marcada para exclusão. Dessa forma. • Quando uma ação é usada para abrir um arquivo camera raw. quando você fechar a caixa de diálogo Camera Raw. • Ao criar um droplet. Cancele a seleção de Cancelar ação do comando “Salvar como” para salvar os arquivos processados pelo comando Lote no local especificado na caixa de diálogo Lote. e escolha as configurações a serem sincronizadas. JPEG. selecione Cancelar ação do comando "Salvar como" para usar as instruções de Salvar como do comando Lote. clique em uma classificação abaixo da miniatura da imagem. selecione Omitir caixas de diálogo de opções de abertura de arquivos na área Executar da caixa de diálogo Criar droplet. selecione Omitir caixas de diálogo de opções de abertura de arquivos para impedir a exibição da caixa de diálogo Camera Raw para cada imagem camera raw processada. o Processador de imagens ou o comando Criar droplet para processar um ou mais arquivos de imagem. Automação do processamento de imagens com o Camera Raw É possível criar uma ação para automatizar o processamento de arquivos de imagens com o Camera Raw. selecione primeiro Configurações da imagem no menu Configurações do Camera Raw caixa de diálogo Camera Raw. selecione Cancelar ação do comando "Abrir". você deverá selecioná-la no painel Tira de filme e clicar novamente em Marcar para exclusão antes de fechar a caixa de diálogo Camera Raw. clique em Marcar para exclusão . A automação pode ser aplicada ao processo de edição e ao processo de gravação dos arquivos em formatos específicos. clique em uma seta de navegação inferior do painel de visualização. em vez das instruções de Salvar como na ação. a ação deverá conter um comando Salvar como. também é possível usar o comando Lote. ou se a ação usar o comando Abrir para recuperar as informações necessárias. • Ao usar o comando Lote. Isso evita a exibição da caixa de diálogo Camera Raw para cada imagem camera raw processada. • Usando o comando Lote. clique no botão Sincronizar. Um X vermelho será exibido na miniatura da imagem marcada para exclusão.

As configurações do Camera Raw aplicadas ao primeiro arquivo camera raw após a importação são aplicadas aos arquivos restantes na seqüência. em seguida. É possível clicar duas vezes na camada Objeto inteligente que contém o arquivo raw a qualquer momento para ajustar as configurações do Camera Raw. Ao concluir a realização dos ajustes na caixa de diálogo Camera Raw. marque a caixa Seqüência do Camera Raw e clique em Abrir. escolha Arquivo > Abrir com > Adobe Photoshop CS5. Clique duas vezes com a tecla Shift pressionada em uma miniatura no Adobe Bridge para abrir uma imagem camera raw no Photoshop sem abrir a caixa de diálogo Camera raw. escolha Arquivo > Abrir com > Adobe After Effects CS5. Todos os outros quadros usam as configurações que o primeiro arquivo na seqüência específica. selecione Todos os arquivos no menu Ativar (Mac OS) ou no menu Arquivos do tipo (Windows). JPEG ou DNG. selecione um ou mais arquivos camera raw no Adobe Bridge e. em seguida. escolha Arquivo > Importar no After Effects. clique em OK para aceitar as alterações. (Também é possível escolher Arquivo > Importar comando no After Effects e navegar para selecionar arquivos camera raw. em seguida.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 59 Abertura de imagens no Camera Raw • Para processar imagens raw no Camera Raw. clique em Concluído para aceitar as alterações e fechar a caixa de diálogo. selecione o comando Arquivo > Importar para o After Effects e. Mantenha a tecla Shift pressionada ao escolher Arquivo > Abrir para abrir várias imagens selecionadas. • Para processar imagens JPEG ou TIFF no Camera Raw. Pressione Shift enquanto clica em Abrir imagem para abrir a imagem no Photoshop como um Objeto inteligente. na caixa de diálogo Importar arquivo do After Effects. Ao concluir a realização dos ajustes na caixa de diálogo Camera Raw.) Ao concluir a realização de ajustes na caixa de diálogo Camera Raw. serão abertas automaticamente no Camera Raw. Pressione Alt (Windows) ou Option (Mac OS) para abrir uma cópia da imagem ajustada e não salvar os ajustes nos metadados da imagem original. escolha Arquivo > Abrir no Camera Raw ou pressione Ctrl+R (Windows) ou Command+R (Mac OS). Última atualização em 24/6/2011 . Mais tópicos da Ajuda “Trabalhe com o Camera Raw” na página 31 Salvar uma imagem Camera Raw em outro formato É possível salvar arquivos camera raw na caixa de diálogo Camera Raw nos formatos PSD. na seção de Controle de JPEG e TIFF das preferências do Camera Raw. (Também é possível escolher o comando Arquivo > Abrir no Photoshop e navegar para selecionar arquivos camera raw. É possível especificar se as imagens JPEG ou TIFF. escolha Arquivo > Abrir no Camera Raw ou pressione Ctrl+R (Windows) ou Command+R (Mac OS). Selecione o arquivo a ser importado. Selecione as imagens.) Ao concluir os ajustes na caixa de diálogo Camera Raw. em seguida. selecione Camera Raw no menu Formato e clique em Abrir. selecione um ou mais arquivos JPEG ou TIFF no Adobe Bridge e. selecione um ou mais arquivos camera raw no Adobe Bridge e. Nesse caso. Também é possível clicar em Abrir imagem para abrir uma cópia da imagem ajustada no Photoshop. selecione um ou mais arquivos camera raw no Adobe Bridge e. as configurações no arquivo XMP ou no arquivo DNG são aplicadas ao quadro específico na seqüência. clique em Concluído para aceitar as alterações e fechar a caixa de diálogo. em seguida. TIFF. • Para importar imagens camera raw no After Effects usando o Adobe Bridge. • Para importar imagens camera raw no Photoshop. • Para importar arquivos TIFF e JPEG para o After Effects usando o Camera Raw. clique em Abrir imagem para aceitar as alterações e abrir a imagem ajustada no Photoshop. com as configurações do Camera Raw. • Para importar imagens do Camera Raw no After Effects como uma seqüência. a menos que um arquivo XMP secundário esteja presente nos outros arquivos da seqüência.

3. aumentando o tamanho do arquivo e melhorando a qualidade da imagem. Isso é muito útil para o processamento de vários arquivos nessa caixa de diálogo e para a gravação de todas as imagens no mesmo formato. 1 Na caixa de diálogo Camera Raw. clique no botão Salvar imagem. a conversão usa a compactação sem perda. É possível especificar se os dados de pixels cortados devem ou não ser preservados no arquivo PSD. • Compatibilidade Especifica as versões do Camera Raw e do Lightroom que pode ler o arquivo. clique no botão Selecionar pasta e navegue até esse local.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 60 Quando o comando Salvar é usado na caixa de diálogo Camera Raw. • Visualização de JPEG Incorpora uma visualização JPEG ao arquivo DNG. Por padrão. Negativo Digital Salva uma cópia do arquivo camera raw no formato DNG. Se visualizações JPEG forem incorporadas. digite um valor de 0 a 12 ou escolha uma opção no menu. Photoshop Salva cópias dos arquivos camera raw no formato PSD. edição de imagens e layout de página. Se escolher Personalizar. Definição do nome de arquivo Especifica o nome do arquivo usando uma convenção de definição de nome de arquivo que inclui elementos. O formato JPEG é usado mais freqüentemente para exibir fotografias e outras imagens de tom contínuo. Clique em Salvar com a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada para omitir a caixa de diálogo Opções de salvamento do Camera Raw ao salvar um arquivo. Última atualização em 24/6/2011 . O formato TIFF fornece maior compactação e compatibilidade com outros aplicativos em comparação com o formato PSD. O TIFF é um formato flexível de imagem bitmap compatível com praticamente todos os aplicativos de pintura. • Incorporar arquivo raw original Armazena todos os dados de imagens camera raw originais no arquivo DNG. o que significa que nenhuma informação é perdida. Usar nomes de arquivo informativos com base em uma convenção de definição de nome de arquivo ajuda a manter os arquivos de imagem organizados. JPEG Salva cópias dos arquivos camera raw no formato JPEG (Joint Photographic Experts Group). a intensidade de compactação aplicada será menor. A seleção de Linear (sem mosaicos) armazena os dados da imagem em um formato interpolado. como data e números de série da câmera. Isso significa que outro software pode ler o arquivo mesmo que o software não tenha um perfil para a câmera digital que capturou a imagem. ZIP ou nenhuma compactação. os arquivos são inseridos em uma fila para serem processados e salvos. Se necessário. Se um valor mais alto for digitado ou se a opção Alta ou Máxima for escolhida. poderá escolher o tamanho dessa visualização. Se você optar por incorporar uma visualização JPEG. apresentações e outros serviços on-line. 2 Na caixa de diálogo Opções de salvamento. outros aplicativos poderão ver o conteúdo do arquivo DNG sem analisar os dados camera raw. você deverá especificar se deseja a compatibilidade com DNG 1. TIFF Salva cópias dos arquivos camera raw como arquivos TIFF (Tagged-Image File Format). 4 Clique em Salvar. Especifique a compactação a ser aplicada: LZW. como galerias de foto da Web. 3 Escolha um formato de arquivo no menu Formato.1 ou DNG 1. no canto inferior esquerdo da caixa de diálogo. Para especificar a intensidade da compactação. embora o tamanho do arquivo seja reduzido. especifique as seguintes opções: Destino Especifica o local para salvar o arquivo. apresentações de slides.

clique em Apagar classificadores. Os valores RGB do pixel sob o ponteiro (na imagem de visualização) são exibidos abaixo do histograma. Última atualização em 24/6/2011 . em vez de acumulá-los em uma das duas extremidades. mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) enquanto arrasta os controles deslizantes Exposição. A cor branca é exibida quando os três canais se sobrepõem. um histograma com um pico no lado direito indica um corte de realces. consulte “Visualização de cortes de sombras e realces no Camera Raw” na página 61.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 61 Ajustes de cores e tons no Camera Raw Histograma e níveis RGB no Camera Raw Um histograma é uma representação do número de pixels de cada valor de luminância em uma imagem. os pixels que estão sendo cortados. Selecione Sombras ou Realces para ver. Para apagar os classificadores de cores. verde e azul. amarelo. Os valores overbright são cortados para saírem em branco e os valores overdark são cortados para saírem em preto. Um histograma com valores diferentes de zero para cada valor de luminância indica uma imagem que usa toda a escala de tons. Ou pressione U para ver o corte de sombras e O para ver o corte de realces. e o ciano é igual aos canais verde + azul). O resultado é uma perda de detalhes da imagem. em uma imagem de visualização. clique nele pressionando Alt (Windows) ou Option (Mac OS). Recuperação ou Preto. que representam os canais das cores vermelha. selecione as opções Sombras ou Realces na parte superior do histograma. Para obter mais informações. magenta e ciano são exibidos quando dois canais RGB se sobrepõem (o amarelo é igual aos canais vermelho + verde. • Para ver os pixels que estão sendo cortados com o restante da imagem de visualização. Nota: Também é possível usar a ferramenta Classificador de cores para inserir até nove classificadores na imagem da visualização. o magenta é igual aos canais vermelho + azul. Visualização de cortes de sombras e realces no Camera Raw O corte ocorre quando os valores de cor dos pixels são maiores que o maior valor ou menores que o menor valor que podem ser representados na imagem. Os valores RGB aparecem acima da imagem de visualização. Um histograma que não usa o intervalo de tons inteiro corresponde a uma imagem sem brilho. Um histograma é composto por três camadas de cores. Para remover um classificador de cores. O histograma é alterado automaticamente à medida que as configurações são ajustadas na caixa de diálogo Camera Raw. A caixa de diálogo Camera Raw exibe os valores RGB do pixel sob o ponteiro. que não apresenta contraste. Uma tarefa comum para o ajuste de uma imagem é aumentar os valores em pixels de maneira mais uniforme da esquerda para a direita no histograma. Um histograma com um pico no lado esquerdo indica um corte de sombras. • Para visualizar apenas os pixels que estão sendo cortados.

A guia Básico. o corte ocorre porque o espaço de cor no qual você está trabalhando tem uma gama muito pequena. O plug-in Camera Raw faz a leitura desse valor e o torna a configuração inicial quando um arquivo é aberto na caixa de diálogo Camera Raw. pois as fontes de luz natural e incandescente fornecem luz em uma distribuição previsível de acordo com a temperatura. • Automático Calcula o equilíbrio de branco com base nos dados da imagem. Temperatura Ajusta o equilíbrio de branco de acordo com uma temperatura de cor personalizada. Você pode ajustar o Equilíbrio de branco caso ele não apresente o valor ideal. na caixa de diálogo Camera Raw. verde. ajustar a iluminação automática da cena.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 62 Para os controles deslizantes de Exposição e Recuperação. essa configuração gera a temperatura de cor correta ou uma temperatura com valor muito próximo. o Camera Raw pode determinar a cor da luz na qual a cena foi fotografada e. A temperatura da cor (em Kelvin) é usada como medida da iluminação da cena. De modo oposto. a imagem se torna preta e as áreas cortadas aparecem em branco. Uma câmera digital registra o equilíbrio de branco no momento da exposição como uma entrada de metadados. Nota: Nem todas as projeções de cor são resultantes do equilíbrio de branco incorreto. se elas estiverem disponíveis. a seleção de Como foto será a mesma da escolha de Automático. ajustar as cores na imagem para tornar as cores desses objetos neutras. Use o DNG Profile Editor para corrigir uma projeção de cor que permanece após o ajuste do equilíbrio de branco. a imagem se torna branca e as áreas cortadas aparecem em preto. possui três controles para corrigir uma projeção de cores na imagem: Equilíbrio de branco O Camera Raw aplica a configuração do equilíbrio de branco e altera as propriedades Temperatura e Colorir na guia Básico de maneira apropriada. em seguida. As cores da imagem tornam-se mais quentes (tom amarelado) para compensar a temperatura de cores mais alta (tom azulado) da luz ambiente. O plug-in do Camera Raw torna as cores da imagem mais azuis para compensar essa temperatura mais baixa (tom amarelado) na iluminação ambiente. Em geral. Nublado. considere trabalhar em um espaço de cor com uma gama maior. Nota: Se o Camera Raw não reconhecer a configuração de equilíbrio de branco de uma câmera. Um objeto branco ou cinza em uma cena é executado na projeção de cores pela luz ambiente ou flash utilizado para tirar a foto. em seguida. magenta. como o ProPhoto RGB. Nota: Em alguns casos. amarelo). Controles de equilíbrio de branco no Camera Raw Em termos simples. o ajuste do equilíbrio de branco consiste em identificar os objetos na imagem que devem ter cores neutras (branco ou cinza) e. O Camera Raw e os arquivos DNG também têm as seguintes configurações de equilíbrio de branco: Luz do dia. Sombra. Reduz a temperatura para corrigir uma fotografia tirada com uma temperatura de cor mais baixa na iluminação. As áreas coloridas indicam o corte em um canal de cor (vermelho. azul) ou em dois canais de cores (ciano. Consulte “Ajuste da renderização de cores da câmera no Camera Raw” na página 67. Última atualização em 24/6/2011 . Quando você usa a ferramenta Equilíbrio de branco para especificar um objeto que deve ser branco ou cinza. aumenta a temperatura para corrigir uma fotografia tirada com uma temperatura de cor mais alta. Para o controle deslizante de Preto. Fluorescente e Flash. Se as cores estão sendo cortadas. Tungstênio. • Como foto Usa as configurações de equilíbrio de branco da câmera. Use esses controles para ajustar o equilíbrio de cores.

C. Última atualização em 24/6/2011 . como uma imagem TIFF ou JPEG.000 Kelvin a 50. o Camera Raw tenta aproximar uma temperatura de cor ou um equilíbrio de branco diferente. pressione Shift e clique duas vezes no controle deslizante. em vez de um realce especular. Brilhos e Contraste). como Exposição ou Recuperação. Ao clicar em Automático na parte superior da seção de controles de tons da guia Básico. clique duas vezes no controle deslizante. Pretos. escolha uma área de realce que contenha detalhes de branco significativos. A B C Correção do equilíbrio de branco A. Para arquivos JPEG ou TIFF. Recuperação. Ajuste de tons no Camera Raw Ajuste a escala de tons da imagem usando os controles de tons na guia Básico. Mover o controle deslizante de Temperatura para a direita corrige uma fotografia tirada com uma temperatura de cor mais alta na iluminação. É possível clicar duas vezes na ferramenta Equilíbrio de branco para redefinir o Equilíbrio de branco para Como foto.000 Kelvin. o Camera Raw analisa a imagem camera raw e faz ajustes automáticos nos controles de tons (Exposição. Mover o controle deslizante de Temperatura para a esquerda corrige uma fotografia tirada com uma temperatura de cor mais baixa na iluminação. aumenta a Tonalidade para adicionar magenta. selecione a ferramenta Equilíbrio de branco e clique em uma área da imagem de visualização que apresente um tom de branco ou cinza neutro. Reduz a Tonalidade para adicionar verde à imagem. uma escala aproximada de -100 a 100 é usada no lugar da escala de temperatura. Fotografia após o ajuste da temperatura de cor Colorir Ajusta o equilíbrio de branco para compensar uma tonalidade de verde ou magenta. Também é possível aplicar configurações automáticas separadamente para controles de tons individuais.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 63 Nota: O intervalo e as unidades para os controles Temperatura e Colorir são diferentes quando você está ajustando uma imagem que não é Camera Raw. o Camera Raw não fornece a escala de temperatura Kelvin real. As propriedades Temperatura e Tonalidade se ajustam para tornar a cor selecionada exatamente neutra (se possível). o Camera Raw fornece um controle deslizante de ajuste em temperatura real para arquivos raw de 2. Para aplicar um ajuste automático a um controle de tom individual. Se você clicar em tons de branco. Luz de preenchimento. Para ajustar rapidamente o equilíbrio de branco. mas como o valor original já foi usado para alterar os dados de pixel no arquivo. Nesses casos. B. Para retornar um controle de tom individual ao seu valor original. Por exemplo.

digite um número na caixa ou selecione o valor na caixa e pressione a tecla de Seta para cima ou a tecla de Seta para baixo. você comparará imagens que já foram ajustadas.50 é como a redução dessa abertura em interrupções de 1-1/2. clique duas vezes no controle deslizante.) • Para ajustar manualmente um controle de tons. Geralmente. No entanto. Quando o contraste é aumentado. Recuperação ou Pretos depois de ajustar o Brilho. em seguida. um ajuste de 1. afetando principalmente os tons médios.) Recuperação Tenta recuperar detalhes dos realces. a melhor maneira de usar esse controle é definir a escala geral de tons configurando Exposição. Conforme fizer ajustes. mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) para visualizar o local em que os realces e as sombras são cortados. sem clarear os pretos. Recuperação e Pretos. Grandes ajustes de brilho podem afetar o corte de sombras ou realces. selecione Aplicar ajustes automáticos de tons na seção Configurações de imagem padrão das preferências do Camera Raw. O aumento de Pretos expande as áreas que são mapeadas para o preto. Caso contrário. observe os pontos finais do histograma ou use as visualizações de corte de realces e sombras. Pretos Especifica quais níveis de entrada são mapeados para o preto na imagem final. para obter uma aproximação inicial das melhores configurações para a imagem. é provável que não queira desfazer esse trabalho aplicando ajustes automáticos de tons. arraste o controle deslizante. se necessário. As visualizações no Adobe Bridge usam as configurações de imagem padrão. Recuperação ou Pretos.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 64 Quando você ajusta tons automaticamente. A maior alteração está nas sombras. Reduza a Exposição para escurecer a imagem e aumente a Exposição para clarear a imagem. • Para redefinir um valor para o seu padrão. Os valores são determinados em incrementos equivalentes a interrupções em “f”. o Camera Raw ignora os ajustes feitos anteriormente em outras guias (como o ajuste de tons na guia Curvas de tons). O uso da Luz de preenchimento é semelhante ao uso da parte de sombras do filtro Sombra/Realce do Photoshop ou do efeito Sombra/Realce do After Effects. Por essa razão. é recomendável aplicar normalmente os ajustes de tons em primeiro lugar. Mova o controle deslizante até o início do corte e reverta suavemente o ajuste. o que muitas vezes cria a impressão de um contraste mais intenso na imagem.50 é semelhante à ampliação da abertura em interrupções de 11/2. Se você é cuidadoso durante a captura de imagens e tirou fotos com exposições diferentes propositalmente. Nota: Se você estiver comparando imagens com base em suas visualizações no Adobe Bridge. O uso do controle deslizante de Pretos é semelhante ao uso do controle deslizante de pontos pretos para os níveis de entrada no comando Níveis do Photoshop ou do efeito Níveis do After Effects. De forma semelhante. consulte “Visualização de cortes de sombras e realces no Camera Raw” na página 61. o Brilho compacta os realces e expande as sombras quando o controle deslizante é movido para a direita. defina o Brilho. Ao mover o controle deslizante Exposição. como um efeito maior em valores mais altos. Brilho Ajusta o aspecto claro ou escuro da imagem. O Camera Raw pode reconstruir alguns detalhes de áreas nas quais um ou dois canais de cores são cortados para o branco. o que é o padrão. em vez de cortar a imagem em realces e sombras. Um ajuste de +1. (Para obter mais informações. Por outro lado. Contraste Aumenta ou diminui o contraste da imagem. talvez queira deixar a preferência Aplicar ajustes automáticos de tons desmarcada. de modo que talvez você queira reajustar a propriedade Exposição. O Camera Raw pode reconstruir alguns detalhes de áreas nas quais um ou dois canais de cores são cortados para o preto. de forma semelhante à propriedade Exposição. Exposição Ajusta o brilho geral da imagem. (Use a Recuperação para reduzir os valores de realce. Luz de preenchimento Tenta recuperar detalhes das sombras. as áreas da imagem meio escuras tornam-se mais escuras e as áreas da imagem meio claras tornam-se Última atualização em 24/6/2011 . você também pode experimentar clicar em Automático e desfazer os ajustes se desejar. com alterações menores nos tons médios e realces. Se desejar que as configurações de imagem padrão incluam ajustes automáticos de tons.

Contraste Médio é a configuração padrão. Claros. Em geral. • Escolha uma opção no menu Curva da guia aninhada Ponto. • Arraste um ponto na curva na guia aninhada Ponto. As propriedades da região central (Escuros e Claros) afetam principalmente a região centra da curva. A ferramenta Ajuste de destino da curva paramétrica ajusta a região de curvas de Realces. use os controles na guia HSL / Tons de cinza. a propriedade Contraste é usada para ajustar o contraste dos tons médios após a definição dos valores de Exposição. O eixo horizontal representa os valores dos tons originais da imagem (valores de entrada) com preto à esquerda e valores progressivamente mais claros à direita. Mais tópicos da Ajuda “Ajuste da cor ou do tom usando a ferramenta de Ajuste de destino no Camera Raw” na página 66 Controles de claridade. é recomendável aplicar zoom de 100% ou mais. com base nos valores da imagem na qual você clicou. Se um ponto da curva for movido para cima. se for movido para baixo. com preto na parte inferior e. aumente a configuração até ver halos ao lado dos detalhes da aresta da imagem e. Vibratilidade e Saturação na guia Básico. As áreas da curva afetadas pelas propriedades da região (Realces. reduza um pouco a configuração. Uma linha reta de 45 graus indica que não há alterações na curva de resposta de tons: os valores de entrada originais correspondem exatamente ao valores de saída. As curvas de tons representam alterações feitas na escala de tons de uma imagem. Escuros ou Sombras) dependem do local onde você definiu os controles de divisão na parte inferior do gráfico. ❖ Para ajustar curvas de tons. • Selecione a ferramenta Ajuste de destino da curva paramétrica na barra de ferramentas e arraste na imagem. branco na parte superior. com melhor efeito nos tons médios. Expanda ou recolha as regiões da curva que os controles deslizantes afetam arrastando os controles do divisor de regiões no eixo horizontal do gráfico. Nota: A ferramenta Ajuste de destino não afeta curvas pontilhadas. Conforme você arrasta o ponto.) Claridade Adiciona profundidade a uma imagem pelo aumento do contraste local. Para maximizar o efeito. O eixo vertical representa os valores de tons alterados (valores de saída). a saída será um tom mais claro. Escuros ou Sombras na guia aninhada Paramétrico. Esta configuração é como tirar nitidez de uma máscara de raio grande. (Para ajustar a saturação para um intervalo específico de cores. Ao usar essa configuração. a saída será um tom mais escuro. Use a curva de tons na guia aninhada Paramétrico para ajustar os valores em intervalos de tons específicos na imagem. Última atualização em 24/6/2011 .CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 65 mais claras. Pretos e Brilho. A configuração escolhida é refletida na guia Ponto. Ajuste das curvas de tons no Camera Raw Utilize os controles na guia Curva de tons para ajustar imagens após fazer ajustes de tons na guia Básico. As propriedades Realce e Sombras afetam principalmente as extremidades do intervalo de tons. mas não nas configurações da guia Paramétrico. progressivamente. Claros. os valores de tons de Entrada e Saída são exibidos abaixo da curva de tons. Claros. Escuros ou Sombras. vibratilidade e saturação no Camera Raw É possível alterar a saturação (vivacidade ou pureza da cor) de todas as cores ajustando os controles de Claridade. em seguida. escolha uma opção: • Arraste os controles deslizantes de Realces.

você pode diminuir os valores de Vermelho na guia aninhada Saturação. clique na ferramenta na barra de ferramentas e escolha o tipo de correção que deseja fazer: Matiz. A seleção da ferramenta Ajuste de destino da Mistura em tons de cinza converte a imagem em tons de cinza. Matiz Altera a cor. apenas uma guia aninhada será exibida: Mistura de escala de cinza Use os controles nesta guia para especificar a contribuição de cada intervalo de cores para a versão da escala de cinza da imagem. arrastar sobre a imagem é uma forma de trabalho mais intuitiva. Em seguida. 1 Para fazer ajustes de cor usando a ferramenta Ajuste de destino . permite fazer correções de tom e de cor arrastando diretamente sobre uma foto. Controles HSL / Escala de cinza no Camera Raw Os controles podem ser usados na guia HSL / Escala de cinza para ajustar os intervalos de cores individuais. arraste na imagem. por exemplo. Controles deslizantes de mais de uma cor podem ser afetados quando você arrasta com a ferramenta Ajuste de destino. O atalho de teclado T alterna para a última ferramenta Ajuste de destino usada. Se você selecionar Converter em escala de cinza. você pode arrastrar para baixo em um céu azul para remover a saturação. Luminância ou Mistura em tons de cinza. com base nos valores da imagem na qual você clicou. Saturação Altera a vivacidade ou a pureza da cor. Por exemplo. Saturação Ajusta a saturação de todas as cores da imagem uniformemente de -100 (monocromático puro) até +100 (dobro da saturação). arraste para baixo ou para a esquerda.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 66 Vibratilidade Ajusta a saturação para que o corte seja minimizado quando as cores atingirem a saturação completa. A ferramenta Ajuste de destino da curva paramétrica ajusta a região de curvas de Realces. ou arrastar para cima em uma jaqueta vermelha para intensificar a matiz. clique na ferramenta na barra de ferramentas e escolha Curva paramétrica. Saturação. Para aumentar os valores. As guias aninhadas a seguir contêm controles para ajustar um componente de cor para um intervalo de cores específico. se um objeto em vermelho parecer muito vívido e distrativo. é possível alterar um céu azul do cinza para o azul levemente saturado. Claros. Esta configuração altera a saturação de cores com menor saturação e possui menor efeito nas cores com maior saturação. Usando a ferramenta Ajuste de destino. Luminância Altera o brilho do intervalo de cores. Em seguida. Para diminuir os valores. em vez de usar os controles deslizantes nas guias de ajuste da imagem. Escuros ou Sombras. Última atualização em 24/6/2011 . 2 Para fazer ajustes na curva de tom usando a ferramenta Ajuste de destino . arraste na imagem. às vezes chamada de "ferramenta TAT". A Vibratilidade também evita que os tons de pele tornem-se muito saturados. Por exemplo. é possível alterar um céu azul (e todos os outros objetos em azul) do ciano ao roxo. Ajuste da cor ou do tom usando a ferramenta de Ajuste de destino no Camera Raw A ferramenta Ajuste de destino . Por exemplo. arraste para cima ou para a direita. Para algumas pessoas.

Os perfis de câmera Adobe Standard e Camera Matching foram criados para serem um ponto de partida para outros ajustes na imagem. Esses perfis são produzidos fotografando-se um alvo colorido sob condições de iluminação padronizadas e não são perfis de cor ICC. os valores negativos aumentam a influência dos controles de Sombra. ajuste as propriedades de Matiz e Saturação para os realces e sombras. 3 Ajuste o controle Equilíbrio para equilibrar a influência entre os controles Realce e Sombra. Portanto. O Matiz define a cor do tom. coloque-os nos seguintes locais: Windows XP C:\Documents and Settings\All Users\Application Data\Adobe\CameraRaw\CameraProfiles Windows Vista C:\ProgramData\Adobe\CameraRaw\CameraProfiles Windows 7 C:\ProgramData\Adobe\CameraRaw\CameraProfiles Mac OS /Library/Application Support/Adobe/CameraRaw/CameraProfiles Aplicação de um perfil de câmera ❖ Para aplicar um perfil de câmera. Curva de tons. como uma aparência com processamento cruzado. de perfis de câmera Adobe anteriores. Versão do ACR Esses perfis são compatíveis com versões antigas do Camera Raw e do Lightroom. como uma aparência em sépia. no qual uma cor diferente é aplicada às sombras e aos realces. Para instalar perfis de câmera manualmente. selecione-o no menu pop-up Perfil de câmera na guia Calibração de câmera da caixa de diálogo Camera Raw. Ajuste da renderização de cores da câmera no Camera Raw Para cada modelo de câmera compatível. Os perfis do ACR oferecem um comportamento consistente com fotos antigas. Você pode adicionar uma cor no intervalo de tons. Os valores positivos aumentam a influência dos controles de Realce. como vermelhos. As sombras das extremidades e os realces permanecem em preto e branco. entre outras. É possível também aplicar tratamentos especiais.) 2 Na guia Divisão de tons. Use perfis Camera Matching caso prefira o acabamento de cores oferecido pelo software do fabricante da câmera. Adobe Standard Os perfis padrão melhoram significativamente o acabamento de cor. o Camera Raw usa perfis de cores para processar imagens raw. HSL / Tons de cinza. Última atualização em 24/6/2011 . a uma imagem colorida. (Essa pode ser uma imagem que você converteu em escala de cinza selecionando Converter em escala de cinza na guia HSL / Escala de cinza. ou criar um resultado da divisão de tons.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 67 Mais tópicos da Ajuda “Controles HSL / Escala de cinza no Camera Raw” na página 66 “Ajuste das curvas de tons no Camera Raw” na página 65 Adição de tons a uma imagem em escala de cinza no Camera Raw Use os controles na guia Divisão de tons para colorir uma imagem em escala de cinza. use os perfis com os controles de cor e tom nas guias de ajuste de imagem Básico. a Saturação define a intensidade do resultado. A versão corresponde à versão do Camera Raw na qual o perfil foi exibido pela primeira vez. amarelos e laranjas. Camera Matching Os perfis Camera Matching tentam fazer a correspondência com a aparência das cores do fabricante de acordo com configurações específicas. 1 Selecione uma imagem em escala de cinza. especialmente em tons quentes.

Mais tópicos da Ajuda “Salvar. 2 Clique no botão do menu Configurações do Camera Raw e escolha Salvar novos padrões do Camera Raw no menu. O menu pop-up Perfil de câmera exibe somente os perfis da sua câmera. 1 Escolha um perfil no menu pop-up Perfil de câmera na guia Calibração de câmera da caixa de diálogo Camera Raw. 5 Para aplicar a predefinição a um grupo de imagens. predefinição no menu Configurações do Camera Raw. selecione as imagens e escolha Aplicar predefinição > Nome da e escolha Salvar configurações no menu: 3 Na caixa de diálogo Salvar configurações. Criação de uma predefinição de perfil de câmera Se você estiver aplicando sempre o mesmo perfil. Os perfis Adobe Standard e Camera Matching só funcionam com imagens raw.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 68 O perfil Adobe Standard para uma câmera é chamado de Adobe Standard. você selecionou uma imagem TIFF ou JPEG. Nota: Se você tiver selecionado um arquivo do Camera Raw e os perfis Adobe Standard e Camera Matching não forem exibidos no menu pop-up Perfil de câmera. 2 Escolha um perfil no menu pop-up Perfil de câmera na guia Calibração de câmera da caixa de diálogo Camera Raw. escolha Sincronizar > Calibração de câmera e clique em OK. Importante: Deixe os controles deslizantes da guia Calibração de câmera definidos para 0 quando ajustar perfis de câmera com o DNG Profile Editor. escolha Subconjunto > Calibração de câmera e clique em OK. redefinir e carregar configurações do Camera Raw” na página 82 “Aplicação de configurações salvas do Camera Raw” na página 84 Última atualização em 24/6/2011 . Os perfis do Camera Matching incluem o prefixo Camera no nome. use o utilitário DNG Profile Editor autônomo. use o DNG Profile Editor para corrigir uma projeção de cores indesejada em um perfil ou otimizar as cores para uma aplicação específica. Aplicação de um perfil a um grupo de imagens 1 Selecione as imagens na Tira de filme. 3 Clique no botão Sincronizar. Personalização de perfis usando o DNG Profile Editor Para melhorar o acabamento de cores ou personalizar um perfil de câmera. baixe a atualização mais recente do Camera Raw na página Suporte ao arquivo do Camera Raw digital page. Se o único perfil no menu Perfil de câmera for Incorporado. O DNG Profile Editor e sua documentação estão disponíveis para download na página Digital Negative (DNG). Especificação de um perfil de câmera padrão 1 Selecione um perfil no menu pop-up Perfil de câmera na guia Calibração de câmera da caixa de diálogo Camera Raw. 2 Clique no botão do menu Configurações do Camera Raw 4 Nomeie a predefinição e clique em Salvar. crie e aplique uma predefinição para tornar seu trabalho mais eficiente. 4 Na caixa de diálogo Sincronizar. Por exemplo. como retratos em estúdio ou folhagem de outono.

arraste a área de corte ou suas alças. 2 Arraste a ferramenta Retificar na imagem de visualização para estabelecer o que é horizontal ou vertical. clique com a tecla Ctrl (Mac OS) ou com o botão direito do mouse (Windows) no corte. Nota: Para cancelar a operação de corte. selecione a ferramenta Retificar (ou pressione A). Para restringir a área de corte inicial à uma proporção específica. arraste o controle deslizante Tamanho da pupila para a direita para aumentar o tamanho da área corrigida. 4 Quando estiver satisfeito com o corte. selecione a ferramenta Corte demarcado (ou pressione C).CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 69 Girar. dimensionar ou girar a área de corte. pressione a tecla Esc com a ferramenta Corte demarcado ativa ou clique e mantenha pressionado o botão da ferramenta Corte demarcado e escolha Limpar corte no menu. 2 Arraste na imagem de visualização para desenhar a caixa da área de corte. Remoção de olhos vermelhos no Camera Raw 1 Aplique zoom de pelo menos 100% na imagem. Corte de imagens no Camera Raw 1 Na caixa de diálogo Camera Raw. (ou pressione E). selecione a ferramenta Remoção de olhos vermelhos 3 Arraste uma seleção na foto ao redor dos olhos vermelhos. Desmarque a seleção de Mostrar sobreposição para desativar a seleção e verificar sua correção. 5 Arraste o controle deslizante Escurecer para a direita para escurecer a área da pupila dentro da seleção e a área da íris fora da seleção. 3 Para mover. Nota: Usando os comandos no menu Editar. também é possível girar imagens no Adobe Bridge sem abrir a caixa de diálogo Camera raw. (ou pressione R). Para aplicar uma restrição a um corte aplicado anteriormente. mantenha pressionado o botão do mouse ao selecionar a ferramenta Corte demarcado e escolha uma opção do menu. Última atualização em 24/6/2011 . Retificação de imagens no Camera Raw 1 Na caixa de diálogo Camera Raw. pressione Enter (Windows) ou Return (Mac OS). Nota: A ferramenta Corte demarcado fica ativa imediatamente depois que a ferramenta Retificar é utilizada. 2 Na barra de ferramentas. cortar e retocar imagens no Camera Raw Girar imagens no Camera Raw • Clique no botão Girar imagem 90° no sentido anti-horário • Clique no botão Girar imagem 90° no sentido horário (ou pressione L). Para cancelar o corte e fechar a caixa de diálogo Camera Raw sem processar o arquivo de imagem camera raw. O Camera Raw mede a seleção para corresponder à pupila. É possível ajustar o tamanho da seleção arrastando suas bordas. A imagem cortada é redimensionada para preencher a área de visualização e o link de opções de fluxo de trabalho abaixo da área de visualização exibe o tamanho e as dimensões da imagem atualizada. 4 Nas opções de ferramenta no Histograma. clique no botão Cancelar ou cancele a seleção da ferramenta Corte demarcado e pressione a tecla Esc.

clique no botão Limpar tudo nas opções de ferramenta. Você pode aplicar dois tipos de ajustes locais a qualquer foto. • Para cancelar a operação. Você também pode sincronizar configurações de ajustes locais em várias imagens selecionadas e criar predefinições de ajustes locais para reaplicar rapidamente um efeito utilizado com freqüência. arraste dentro do círculo verde e branco para movê-lo para outra área da imagem. conforme desejar. A ferramenta Filtro graduado permite que você aplique os mesmos tipos de ajustes gradualmente em uma região da foto. 5 Siga um destes procedimentos: • Para especificar a área de amostra.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 70 Nota: Movimente-se entre as várias áreas de olhos vermelhos selecionadas clicando na seleção. • Para especificar a área selecionada a ser clonada ou recuperada. arraste o controle deslizante Raio para especificar o tamanho da área de atuação da ferramenta Remoção de manchas. Brilho. a iluminação e o sombreamento da área de amostra à área selecionada. Claridade e outros ajustes seletivamente. permite corrigir uma área selecionada da imagem com uma amostra de outra na barra de ferramentas. Para fazer ajustes em uma área específica da foto. Clonar Aplica a área de amostra da imagem à área selecionada. selecione uma das seguintes opções: Recuperar Corresponde a textura. 4 Mova a ferramenta Remoção de manchas para a foto e clique na parte da foto que precisa ser retocada. mova o ponteiro sobre a borda de um dos círculos até que o ponteiro se transforme em uma seta de duas pontas e. A ferramenta Pincel de ajuste permite que você aplique Exposição. Remoção de manchas no Camera Raw A ferramenta Remoção de manchas área. pressione a tecla Backspace (Windows) ou Delete (Mac OS). você pode usar a ferramenta Pincel de ajuste e a ferramenta Filtro graduado no Camera Raw. Ajustes locais no Camera Raw Sobre ajustes locais no Camera Raw Os controles nas guias de ajuste da imagem do Camera Raw permitem que você altere a cor e o tom de uma foto. • Para ajustar o tamanho dos círculos. como uma subexposição e uma superexposição em fotos tradicionais. arraste a seta para tornar ambos os círculos maiores ou menores. no Histograma. Repita esse procedimento para cada área da imagem que necessita de retoque. arraste dentro do círculo vermelho e branco. Para remover todas as áreas de amostra e reiniciar. em seguida. Um círculo tracejado vermelho e branco aparece sobre a área selecionada. Você pode tornar a região mais larga ou mais estreita. 1 Selecione a ferramenta Remoção de manchas 2 No menu Tipo. “pintando-os” na foto. O círculo tracejado verde e branco especifica a área de amostra da foto usada para clonar ou recuperar. 3 (Opcional) Nas opções de ferramentas. Última atualização em 24/6/2011 .

O Camera Raw abre as opções da ferramenta Pincel de ajuste em Histograma e define o modo da máscara como Novo. Difusão Controla a rigidez do traçado com pincel. aplicar o ajuste à foto. arraste-o para a esquerda para diminuir. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar a exposição. com um efeito maior nos tons médios. aumentando o contraste local. Em seguida. Cor Aplica uma tonalidade na área selecionada. arraste-o para a esquerda para diminuir. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar o contraste. Clique várias vezes para selecionar um ajuste mais intenso. Eles nunca são aplicados de forma permanente à foto. Mais tópicos da Ajuda “Processamento. Fluxo Controla a taxa de aplicação do ajuste. arraste-o para a esquerda para desfocar os detalhes. Última atualização em 24/6/2011 . Saturação Altera a vivacidade ou a pureza da cor. 3 Especifique as opções de pincel: Tamanho Especifica o diâmetro da ponta do pincel em pixels. O fluxo de trabalho recomendado é selecionar uma ferramenta. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar o contraste. Detalhe e Mascarando especificadas na guia Detalhe. arraste-o para a esquerda para diminuir. dependendo das preferências do Camera Raw especificadas.) Arraste o controle deslizante para a direita para que os detalhes fiquem mais nítidos. (Consulte “Aplicar nitidez em fotos no Camera Raw” na página 76. Claridade Aumenta a profundidade de uma imagem. usando os valores em Raio. como um efeito maior em valores mais altos. Densidade Controla a intensidade da transparência no traçado. Brilho Ajusta o brilho geral da imagem. Clique duas vezes no controle deslizante para redefinir o efeito como zero. 2 Selecione o tipo de ajuste desejado nas opções da ferramenta Pincel de ajuste arrastando o controle deslizante de qualquer um dos seguintes efeitos: Exposição Define o brilho geral da imagem. em seguida. arraste-o para a esquerda para diminuir. Selecione o matiz clicando na caixa de amostra de cor à direita do nome do efeito. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar o brilho. Como em todos os outros ajustes aplicados no Camera Raw. Os ajustes locais são salvos com uma imagem da mesma forma que os ajustes globais: em um arquivo secundário XMP ou no banco de dados do Camera Raw.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 71 A obtenção dos ajustes locais “corretos” no Camera Raw pode exigir alguns testes. arraste-o para a esquerda para diminuir. Contraste Ajusta o contraste da imagem. os ajustes locais não são destrutivos. Clique nos ícones de adição (+) ou de subtração (-) para aumentar ou diminuir o efeito de uma quantidade predefinida. especificar suas opções e. você pode retornar e editar esse ajuste ou aplicar um novo ajuste. Nitidez Aprimora a definição da borda para revelar detalhes. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar a saturação. com um efeito maior nos tons médios. comparação e classificação de várias imagens no Camera Raw” na página 57 “Salvar e aplicar predefinições de ajustes locais no Camera Raw” na página 73 “Especificação do local de armazenamento para configurações do Camera Raw” na página 82 Aplicação de ajustes locais com a ferramenta Pincel de ajuste no Camera Raw 1 Selecione a ferramenta Pincel de ajuste na barra de ferramentas (ou pressione K).

4 Mova a ferramenta Pincel de ajuste sobre a imagem. Mostrar máscara Alterna a visibilidade da sobreposição da máscara na visualização da imagem. 2 Selecione o tipo de ajuste desejado nas opções da ferramenta Filtro graduado arrastando o controle deslizante de qualquer um dos seguintes efeitos: Exposição Define o brilho geral da imagem. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar a exposição. Para personalizar a cor de sobreposição da máscara. Ao soltar o mouse. o círculo sólido pode não estar visível. Em seguida. com um efeito maior em valores mais altos. pressione Y ou coloque o ponteiro sobre o ícone de pino. certifique-se de estar no modo Adicionar para alterná-los. clique em Apagar nas opções da ferramenta Pincel de ajuste e pinte sobre o ajuste. • Pressione Ctrl+Z (Windows) ou Command+Z (Mac OS) para desfazer seu último ajuste. especifique o Tamanho. • Clique em Limpar tudo. Brilho Ajusta o brilho geral da imagem. O círculo sólido indica o tamanho do pincel. Em seguida. clique na amostra de cor ao lado da opção Mostrar máscara. clique no botão do menu Configurações de ajuste locais e escolha Tamanho da borracha separada. com um efeito maior nos tons médios. • Para alternar a visibilidade da sobreposição da máscara. para remover todos os ajustes da ferramenta Pincel de ajuste e defina o modo da máscara como Novo. o Fluxo e a Densidade da borracha. Com valores de difusão muito baixos. o modo da máscara é alterado para Adicionar. • Para desfazer parte do ajuste. um ícone de pino aparece no ponto de aplicação. use a opção Mostrar máscara. Nota: Se a Difusão estiver definida como 0. 5 Pinte a área da imagem que você deseja ajustar com a ferramenta Pincel de ajuste. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar o brilho. arraste-o para a esquerda para diminuir. Nas opções da ferramenta Pincel de ajuste. 6 (Opcional) Refine o ajuste realizando um destes procedimentos: • Arraste um dos controles deslizantes de efeito nas opções da ferramenta Pincel de ajuste para personalizar o efeito na imagem. a Difusão. O círculo tracejado preto-e-branco indica a intensidade da difusão. Última atualização em 24/6/2011 . A cruz indica o ponto de aplicação.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 72 Máscara automática Limita os traçados do pincel em áreas de cor semelhante. O Camera Raw abre as opções da ferramenta Filtro graduado em Histograma e define o modo de máscara como Novo. Nota: Ao trabalhar com vários ajustes do Pincel de ajuste. selecionando o pino e pressionando Excluir. Aplicação de ajustes locais com a ferramenta Filtro graduado no Camera Raw 1 Selecione a ferramenta Filtro graduado na barra de ferramentas (ou pressione G). 7 (Opcional) Clique em Novo para aplicar um ajuste adicional da ferramenta Pincel de ajuste e refine-o conforme desejar usando as técnicas da etapa 6. • Remova o ajuste completamente. na parte inferior das opções de ferramenta. Para criar um pincel de borracha que tenha características diferentes da ferramenta Pincel de ajuste. • Pressione V para ocultar ou mostrar o ícone de pino. o círculo preto-e-branco indicará o tamanho do pincel. escolha uma nova cor no Seletor de cores. arraste-o para a esquerda para diminuir o brilho. Clique no ícone de pino para selecionar o ajuste e refiná-lo.

• Arraste o ponto verde ou vermelho para expandir. Nitidez Aprimora a definição da borda para revelar detalhes. • Posicione o ponteiro sobre a linha pontilhada verde e branco ou vermelho e branco. arraste-o para a esquerda para diminuir o contraste. Para criar. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar o contraste. Claridade Aumenta a profundidade de uma imagem aumentando o contraste local. • Remova o filtro pressionando Excluir. Saturação Altera a vivacidade ou a pureza da cor.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 73 Contraste Ajusta o contraste da imagem. contratar e girar o efeito. • Arraste a linha pontilhada preto e branco para deslocar o efeito. arraste-o para a esquerda para diminuir a saturação. Salvar e aplicar predefinições de ajustes locais no Camera Raw Você pode salvar ajustes locais como predefinições para que possa aplicar os efeitos rapidamente em outras imagens. arraste para girar o efeito. com um efeito maior nos tons médios. selecionar e gerenciar predefinições de ajustes locais. Selecione o matiz clicando na caixa de amostra de cor à direita do nome do efeito. • Alterne a visibilidade de sobreposições de guias selecionando a opção Mostrar sobreposição (ou pressione V). O filtro começa no ponto vermelho e na linha pontilhada vermelha e continua até o ponto verde e a linha pontilhada verde. Para aplicar predefinições de ajustes locais. Última atualização em 24/6/2011 . até uma seta de duas pontas ser exibida. usando as quantidades em Raio.) Arraste o controle deslizante para a direita para que os detalhes fiquem mais nítidos. para remover todos os efeitos da ferramenta Filtro graduado e definir o modo de máscara como Novo. use a ferramenta Pincel de ajuste ou a ferramenta Filtro graduado . O modo da máscara é alternado para Editar nas opções da ferramenta Filtro graduado. até uma seta de duas pontas ser exibida. Em seguida. clique em uma sobreposição para selecionar esse efeito e refine-o. Cor Aplica uma tonalidade na área selecionada. Clique nos ícones de adição (+) ou de subtração (-) para aumentar ou diminuir o efeito de uma quantidade predefinida. 5 (Opcional) Clique em Novo para aplicar um efeito da ferramenta Filtro graduado e refine-o conforme desejar usando as técnicas da etapa 4. (Consulte “Aplicar nitidez em fotos no Camera Raw” na página 76. afaste-o do ponto verde ou vermelho. aproxime-o do ponto verde ou vermelho. Clique duas vezes no controle deslizante para redefinir o efeito como zero. • Clique em Limpar tudo. Detalhe e Mascarando especificadas na guia Detalhe. • Posicione o ponteiro sobre a linha pontilhada verde e branco ou vermelho e branco. na parte inferior das opções da ferramenta. Nota: Ao trabalhar com vários efeitos de Filtro graduado. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar o contraste. 3 Arraste na foto para aplicar um filtro graduado em uma região da foto. 4 (Opcional) Refine o filtro realizando um destes procedimentos: • Arraste um dos controles deslizantes de efeito nas opções da ferramenta Filtro graduado para personalizar o filtro. use o menu Configurações do Camera Raw nas opções de ferramentas Pincel de ajuste ou Filtro graduado. arraste para expandir ou contrair o efeito no final do intervalo. arraste-o para a esquerda para desfocar os detalhes. Arraste o controle deslizante para a direita para aumentar a saturação. Em seguida. • Pressione Ctrl+Z (Windows) ou Command+Z (Mac OS) para desfazer seu último ajuste. arraste-o para a esquerda para diminuir o contraste.

Use os controles na seção Vinhetas de lente da guia Correções de lentes para compensar as vinhetas. Desvio cromático é causado pela falha da lente em focalizar diferentes cores sobre o mesmo ponto. clique no botão do menu Configurações do Camera Raw . como Tamanho. Vinhetas tornam as bordas. Em um tipo de desvio cromático. • Quando estiver aplicando uma predefinição de ajuste local com a ferramenta Pincel de ajuste. especialmente os cantos de uma imagem. mais escuras em comparação com o centro. • Depois que uma predefinição de ajuste local for aplicada. Fluxo e Densidade. A Distorção para fora faz com que linhas retas pareçam estar curvadas para fora. as predefinições de ajustes locais podem ser aplicadas por uma dessas ferramentas. Renomear o “nome predefinido” Renomeia a predefinição de ajuste local selecionada. Digite um nome e clique em OK. ❖ Nas opções de ferramenta Pincel de ajuste ou Filtro graduado da caixa de diálogo Camera Raw.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 74 Nota: Os ajustes locais não podem ser salvos com as predefinições de imagens do Camera Raw. Essa situação geralmente resulta em uma borda roxa ao redor de cada realce especular. A predefinição aplica as configurações de efeito no tamanho de pincel especificado. como aqueles encontrados quando a luz é refletida fora da superfície de água ondulada ou de bordas de metal polido. Como resultado. Difusão. Outro tipo de artefato cromático afeta as bordas de realces especulares. • As mesmas configurações de efeitos estão disponíveis para as ferramentas Pincel de ajuste e Filtro graduado. Digite um nome e clique em OK. Você pode corrigir essas distorções e aberrações aparentes usando a guia Correções de lente da caixa de diálogo Camera Raw. Última atualização em 24/6/2011 . Nome predefinido Selecione uma predefinição para aplicar suas configurações com as ferramentas Pincel de ajuste ou Filtro graduado. a imagem de cada cor de luz está no foco. Exclusão do "nome predefinido” Exclui a predefinição de ajuste local selecionada. você poderá refiná-la de acordo com as suas preferências. independentemente da ferramenta que foi usada para criar a predefinição. você ainda poderá personalizar as opções do pincel. lembre-se do seguinte: • Somente uma predefinição de ajuste local pode ser selecionada por vez. As predefinições salvas são exibidas no menu Configurações de ajustes locais e podem ser aplicadas a qualquer imagem aberta no Camera Raw. A Distorção para dentro faz com que linhas retas pareçam estar curvadas para dentro. escolha um dos seguintes comandos: Nova configuração de correção local Salva as configurações de efeito do ajuste local como uma predefinição. interrupções em f e distâncias de foco. Quando estiver usando as predefinições de ajuste local. Mais tópicos da Ajuda “Aplicação de ajustes locais com a ferramenta Pincel de ajuste no Camera Raw” na página 71 “Aplicação de ajustes locais com a ferramenta Filtro graduado no Camera Raw” na página 72 Correção de distorções de lente no Camera Raw Sobre correções de lente no Camera Raw As lentes das câmeras podem exibir determinados tipos de defeitos em certos comprimentos focais. mas cada imagem apresenta um tamanho um pouco diferente. Em seguida.

Valores maiores que 100 aplicam uma correção maior à vinheta. 4 (Opcional) Para aplicar suas alterações ao perfil padrão. valores menores que 100 aplicam menos correção à dispersão de cores. especifique um perfil manualmente selecionando um Fabricante. valores menores que 100 aplicam menos correção à vinheta. 1 Clique na guia aninhada Manual da guia Correções de lente da caixa de diálogo Camera Raw. Valores maiores que 100 aplicam uma correção maior à distorção. Os perfis são baseados em metadados Exif que identificam a câmera e a lente que capturou a foto e são compensados adequadamente. acesse Correção de lentes e redução de ruídos com o Adobe Camera Raw de Russell Brown. Arraste para a esquerda para corrigir uma distorção para dentro e retificar linhas curvadas para dentro do centro. escolha Configuração > Salvar novos padrões de perfil de lente. Vertical Corrige a perspectiva causada pela inclinação da câmera para cima ou para baixo. Última atualização em 24/6/2011 . Faz linhas verticais parecerem paralelas. Vinheta O valor padrão 100 aplica 100% de correção de vinheta ao perfil. Desvio cromático O valor padrão 100 aplica 100% de correção de desvio cromático ao perfil.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 75 Imagem original (na parte superior) e após a correção do desvio cromático (na parte inferior) Corrigir a perspectiva da imagem e falhas na lente automaticamente As opções da guia aninhada Perfil da guia Correções de lente da caixa de diálogo Camera Raw corrigem distorções em lentes de câmeras comuns. Para assistir a um tutorial de vídeo sobre correções de lentes no Camera Raw. um Modelo e um Perfil. valores menores que 100 aplicam menos correção à distorção. ajuste uma das seguintes opções: Distorção Arraste para a direita para corrigir a distorção para fora e retificar linhas curvadas para fora do centro. Nota: Algumas câmeras só possuem uma lente e algumas lentes só possuem um perfil. selecione Ativar correções de perfil de lente. Corrigir a perspectiva da imagem e falhas na lente manualmente Correções de transformação e de vinheta podem ser aplicadas a fotos originais e cortadas. As vinhetas da lente ajustam os valores de exposição para clarear cantos escuros. 2 Se o Camera Raw não encontrar um perfil adequado automaticamente. personalize a correção aplicada pelo perfil da lente usando os controles deslizantes Intensidade: Distorção O valor padrão 100 aplica 100% de correção de distorção ao perfil. Valores maiores que 100 aplicam uma correção maior à dispersão de cores. 1 Na guia aninhada Perfil da guia Correções de lente. 3 Se desejar. 2 Em Transformação.

Detalhe e Mascarando quando a nitidez local é aplicada. Ponto médio Arraste o controle deslizante Ponto médio para a esquerda (valor mais baixo) para aplicar o ajuste Intensidade a uma área a partir dos cantos. Mova o controle deslizante para a esquerda (valores negativos) para escurecer os cantos da foto. ajuste uma das seguintes opções: Corrigir margem de vermelho/ciano Ajusta o tamanho do canal de vermelho em relação ao canal de verde. Ao abrir um arquivo de imagem camera raw. com base no limiar especificado. clique no botão Abrir caixa de diálogo Preferências ferramentas. defina o Volume como um valor menor para imagens mais limpas. 1 Aplique zoom na imagem de visualização até pelo menos 100%. ajuste uma das seguintes opções: Intensidade Mova o controle deslizante Intensidade para a direita (valores positivos) para clarear os cantos da foto. Para ver mais claramente a dispersão de cores. Escolha Desativar para desativar o comando Remover borda.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 76 Horizontal Corrige a perspectiva causada pela angulação da câmera para a esquerda ou para a direita. Em geral. Use a opção Aplicar nitidez a nas preferências do Camera Raw para especificar se a nitidez é aplicada a todas as imagens ou apenas às visualizações. Aplicar nitidez e redução de ruído no Camera Raw Aplicar nitidez em fotos no Camera Raw Os controles de nitidez na guia Detalhes ajustam a definição de bordas na imagem. ajuste um destes controles: Intensidade Ajusta a definição de bordas. Corrigir margem de azul/amarelo Ajusta o tamanho do canal de azul em relação ao canal de verde. Girar Corrige a inclinação da câmera. que localiza os pixels diferentes dos pixels adjacentes. 2 Na guia Detalhes. Dimensionar Aumenta ou diminui o tamanho da imagem. 3 Em Desvio cromático. incluindo qualquer alteração nítida em valores de cor. Última atualização em 24/6/2011 . Faz linhas horizontais parecerem paralelas. no ISO e na compensação de exposição. escolha Realçar bordas para corrigir a dispersão de cor somente nas bordas de realce. As ferramentas Pincel de ajuste e Filtro graduado utilizam os valores Raio. o plug-in Camera Raw calcula o limite a ser usado com base no modelo da câmera. Aumente o valor do Volume para aumentar a nitidez. Remover borda Escolha Todas as bordas para corrigir a dispersão de cor de todas as bordas. Arraste o controle deslizante para a direita (valor mais alto) para restringir o ajuste a uma área mais próxima aos cantos. Se a seleção de Todas as bordas resultar em linhas cinzas finas ou outros efeitos indesejados. Ajuda a remover áreas vazias causadas por correções e distorções de perspectiva. onde é mais provável que a dispersão ocorra. e aumenta o contraste dos pixels de acordo com a intensidade determinada. Exibe áreas da imagem que extrapolam o limite de corte. Aplique mais zoom em uma área que contenha detalhes muito escuros ou muito pretos em contraste com um fundo claro ou branco. Para abrir as preferências no Camera Raw. Um valor igual a zero na barra de (0) desativa o nível de nitidez. 4 Em Vinhetas de lente. O ajuste é uma variação do filtro Tirar nitidez da máscara. Verifique a dispersão das cores. pressione a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) quando mover um controle deslizante para ocultar qualquer dispersão de cores corrigida por outro controle deslizante de cores.

Importante: Ao fazer os ajustes de redução de ruído. que é geralmente visível como artefatos coloridos na imagem.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 77 Raio Ajusta o tamanho dos detalhes onde a nitidez é aplicada. As configurações menores basicamente tornam as bordas nítidas para remover o desfoque. Com uma configuração igual a zero (0). 3 (Opcional) Para aplicar a nitidez do Camera Raw 6 a imagens que foram editadas em uma versão anterior do Camera Raw. a nitidez é predominantemente restringida às áreas próximas das bordas mais fortes. e o ruído cromático (colorido). O uso de um raio muito grande geralmente resulta em resultados de aparência não natural. Ajustar os seletores de Cor e Detalhes de cores reduzirá o ruído cromático preservando os detalhes de cores (parte inferior à direita). O ruído de imagem inclui o ruído de luminância (tons de cinza). primeiro amplie a imagem de visualização para pelo menos 100% para visualizar a redução de ruído. Última atualização em 24/6/2011 . Os valores mais altos são úteis para tornar as texturas na imagem mais evidentes. no canto inferior direito da visualização da Mais tópicos da Ajuda “Aplicação de ajustes locais com a ferramenta Pincel de ajuste no Camera Raw” na página 71 “Aplicação de ajustes locais com a ferramenta Filtro graduado no Camera Raw” na página 72 “Atualização da versão do processo no Camera Raw” na página 78 Redução de ruído no Camera Raw A seção Redução de ruído da guia Detalhe tem controles para reduzir o ruído da imagem. Fotos com detalhes maiores talvez consigam usar um raio maior. Pressione a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) enquanto estiver arrastando o controle deslizante para ver as áreas mais nítidas (branco) em comparação com as áreas mascaradas (preto). Com uma configuração igual a 100. que faz uma imagem parecer granulada. os artefatos externos visíveis que prejudicam a qualidade da imagem. Fotos com detalhes muito pequenos podem precisar de uma configuração menor. . tudo na imagem receberá a mesma quantidade de nitidez. Detalhe Ajusta a quantidade de informações de alta freqüência que possuem nitidez na imagem e quanto o processo de nitidez enfatiza as bordas. Fotografias tiradas com altas velocidades ISO ou com câmeras digitais menos sofisticadas podem ter um ruído perceptível. clique no botão Atualizar para processo atual (2010) imagem. Mascarando Controla uma máscara de borda.

As fotos que são editadas pela primeira vez no Camera Raw 6 utilizam esses novos processos. Para assistir a tutoriais de vídeo sobre como reduzir ruídos no Camera Raw.0 de Justin Seeley Mais tópicos da Ajuda “Atualização da versão do processo no Camera Raw” na página 78 Atualização da versão do processo no Camera Raw O Camera Raw 6 usa processos aprimorados para calcular os ajustes dos Detalhes. Mas as fotos que foram editadas usando uma versão anterior do Camera Raw não usam esses processos. Valores inferiores removem salpicados de cor. Luminância Reduz o ruído da luminância. Útil para fotos muito ruidosas. mas podem resultar em salpicado de cor. Valores superiores preservam mais detalhes mas produzem resultados mais ruidosos. Detalhe da luminância Controla o limite de ruído de luminância. Última atualização em 24/6/2011 . Cor Reduz o ruído de cor. Contraste de luminância e Detalhes de cores estiverem esmaecidos. Valores superiores protegem bordas finas e detalhadas. mas também têm menos contraste. mas também removem alguns detalhes. clique no botão Atualizar para processo atual (2010) no canto inferior direito da visualização da imagem. mas também podem resultar em sangramento de cor. Contraste de luminância Controla o contraste da luminância. Detalhes de cores Controla o limite de ruído de cor. Útil para fotos muito ruidosas.Camera Raw 6. Valores inferiores produzem resultados mais harmoniosos. Valores superiores preservam o contraste. acesse: • Melhor redução de ruídos no Photoshop CS5 de Matt Kloskowski • Correção de lentes e redução de ruídos com o Adobe Camera Raw de Russell Brown • Photoshop CS5 .CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 78 Nota: Se os seletores de Detalhe da luminância. Valores inferiores produzem resultados mais limpos. mas podem produzir borrões ruidosos.

.Camera Raw 6. • Para aplicar a versão do processo usada pelas versões anteriores do Camera Raw. Para se beneficiar do processamento mais recente. Para obter mais informações sobre versões do processo.0 (vídeo) de Justin Seeley Mais tópicos da Ajuda “Aplicar nitidez em fotos no Camera Raw” na página 76 “Redução de ruído no Camera Raw” na página 77 Última atualização em 24/6/2011 . • Para atualizar uma foto para o processo Camera Raw 6. acesse a guia Calibração de e escolha Processo > 2003. execute um dos seguintes procedimentos: • Clique no botão Atualizar para processo atual (2010) • Na guia Calibração de câmera câmera . consulte: • Acréscimos impressionantes ao Adobe Camera Raw--versão de processo 2010 de Rafael Concepcion • Alterações no processamento do Camera Raw no CS5 (vídeo) de Matt Kloskowski • Photoshop CS5 . escolha Processo > 2010 (Atual).CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 79 A Versão 2010 do processo (parte superior) apresenta nitidez e redução de ruídos aprimorados comparados à Versão 2003 do processo (parte inferior). A versão do processo especifica qual versão das funções de nitidez e redução de ruído do Camera Raw é usada para ajustar e dar acabamento às fotos. você pode atualizar as fotos editadas anteriormente para a versão do processo mais recente. no canto inferior direito da visualização da imagem.

use o recurso Vinheta de corte posterior. Aplicação de uma vinheta de corte posterior no Camera Raw Para aplicar uma vinheta a uma imagem cortada para efeito artístico. A partir do tamanho 25.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 80 Efeitos de vinheta e granulação no Camera Raw Simulação da granulação do filme no Camera Raw A seção Granulação da guia Efeitos tem controles para a simulação de granulação de filmes para um efeito estilístico remanescente de estoques de filmes particulares. os controles Tamanho e Aspereza determinam o caractere da granulação. efeito de granulação aplicado (parte inferior). Juntos. arraste para a direita para tornar a granulação menos uniforme. Arraste para a direita para aumentar a intensidade. Verifique a granulação em níveis variáveis de ampliação para assegurar que o caractere apareça como desejado. Última atualização em 24/6/2011 . Nenhuma granulação aplicada (parte superior). acesse O novo efeito Granulação no CS5 de Matt Kloskowski ou Granulação em filme preto-e-branco no Photoshop e no Lightroom de Dan Moughamian. Defina para zero para desativar a granulação. Intensidade Controla a intensidade da granulação aplicada na imagem. Arraste para a esquerda para tornar a granulação mais uniforme. Você também pode usar o efeito de granulação para mascarar artefatos de ampliação ao fazer grandes impressões. a imagem pode parecer ligeiramente desfocada. Aspereza Controla a regularidade da granulação. Tamanho Controla o tamanho da partícula da granulação. Para assistir a um tutorial de vídeo sobre como usar o efeito Granulação no Camera Raw.

Arredondamento Valores positivos tornam o efeito mais circular e valores negativos tornam o efeito mais oval. Ponto médio Valores maiores restringem o ajuste à área mais próxima aos cantos e valores menores aplicam o ajuste a uma área maior distante dos cantos. caso deseje usá-lo em outro momento. 2 Digite um nome na caixa de diálogo Novo instantâneo e clique em OK. Apropriado para imagens com áreas de realce importantes. como no brilho de um poste de iluminação ou de outra fonte luminosa. Quando trabalhar com instantâneos. 1 Corte a imagem. Intensidade Valores positivos clareiam os cantos e valores negativos os escurecem. clique no botão Novo instantâneo na parte inferior da guia Instantâneos. sem precisar duplicar o original. use a guia Instantâneo da caixa de diálogo Camera Raw. Realces (Disponível para um efeito Prioridade de realce ou Prioridade de cor quando a Intensidade é um valor negativo) Controla o grau de "penetração" do realce em áreas brilhantes de uma imagem. A criação de instantâneos de uma imagem em vários momentos do processo de edição permite comparar facilmente os efeitos dos ajustes. Prioridade de cor Aplica a vinheta de corte posterior preservando as matizes das cores. Também é possível retornar a um estado anterior.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 81 Para assistir a um tutorial de vídeo sobre como criar vinhetas de corte posterior no Camera Raw. selecione um Estilo. crie um instantâneo. 2 Na área Vinheta de corte posterior da guia Efeitos. mas pode levar à perda de detalhes em realces brilhantes. Última atualização em 24/6/2011 . Gerenciamento de configurações do Camera Raw Salvar estados de imagem como instantâneos no Camera Raw Para gravar o estado de uma imagem a qualquer momento. A visualização da imagem também será atualizada. 1 Para criar um instantâneo. 3 Refine o efeito ajustando qualquer um dos seletores a seguir. Os instantâneos são representações armazenadas de uma imagem que contêm o conjunto completo de edições que foram feitas até o momento em que o instantâneo foi criado. Para criar e gerenciar instantâneos. Difusão Valores maiores aumentam a suavização entre o efeito e os pixels adjacentes e valores menores reduzem essa suavização. Outro benefício dos instantâneos é que eles permitem que você trabalhe a partir de várias versões de uma imagem. clique no instantâneo com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) e escolha Renomear. • Clique em um instantâneo para alterar as configurações atuais da imagem para as configurações do instantâneo selecionado. mas pode levar a alterações de cores em áreas escuras de uma imagem. Sobreposição de tinta Aplica a vinheta de corte posterior mesclando as cores da imagem original com preto ou branco. Consulte “Corte de imagens no Camera Raw” na página 69. execute um dos seguintes procedimentos: • Para renomear um instantâneo. acesse Criação de vinhetas no Camera Raw CS5 de Matt Kloskowski. Apropriado quando um efeito de suavização é desejado. O instantâneo é exibido na lista da guia Instantâneos. Prioridade de realce Aplica a vinheta de corte posterior protegendo o contraste de realce. mas pode reduzir o contraste do realce.

Última atualização em 24/6/2011 . selecione-o e clique no botão Lixo na parte inferior da guia. do Adobe Bridge. Especificação do local de armazenamento para configurações do Camera Raw Escolha uma preferência para especificar o local em que as configurações são armazenadas. Todos os ajustes de imagem feitos durante a sessão de edição atual também serão perdidos. • Para desfazer as alterações feitas no instantâneo. deseja preservar as configurações do camera raw. ❖ Clique no botão do menu Configurações do Camera Raw e escolha um comando no menu: Salvar configurações Salva as configurações atuais como predefinidas. redefinir e carregar configurações do Camera Raw É possível reutilizar os ajustes feitos em uma imagem. clicar em Carregar. As configurações padrão são aplicadas a um modelo específico de câmera. um número de série específico de câmera ou uma configuração ISO específica. ao mesmo tempo. Salvar novos padrões do Camera Raw Salva as configurações atuais como novas configurações padrão para outras imagens realizadas com a mesma câmera. selecioná-lo e. em seguida. Da mesma forma. É possível salvar todas as configurações de imagem do Camera Raw ou qualquer subconjunto dessas imagens como uma predefinição ou um novo conjunto de padrões. Importante: Tome cuidado ao clicar em Cancelar para desfazer alterações no instantâneo. Os arquivos XMP são úteis quando você pretende mover ou armazenar os arquivos de imagem e. Selecione as opções adequadas na seção Configurações padrão da imagem das preferências do Camera Raw para especificar se deseja associar os padrões a um número de série de câmera específico ou a uma configuração ISO. o comando Carregar configurações pode ser usado para procurar e aplicar configurações salvas em outros locais. dependendo das configurações na seção Configurações padrão da imagem das preferências do Camera Raw. nomeie e salve a predefinição. clique no instantâneo com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) e escolha Atualizar com as configurações atuais. no menu Editar > Desenvolver configurações. Redefinir padrões do Camera Raw Restaura as configurações padrão originais para a câmera atual. na qual é possível procurar o arquivo de configurações. Ou clique no instantâneo com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) e escolha Excluir. os instantâneos criados no Camera Raw são exibidos e podem ser editados no Lightroom. clique em Cancelar. o modelo da câmera ou a configuração ISO. Os instantâneos aplicados no Photoshop Lightroom são exibidos e podem ser editados na caixa de diálogo Camera Raw. As predefinições não serão listadas nesses locais se não forem salvas na pasta de configurações do Camera Raw. O comando Exportar configurações pode ser usado para copiar as configurações no banco de dados do Camera Raw em arquivos XMP secundários ou para incorporar essas configurações em arquivos DNG (Negativo Digital). As predefinições são exibidas por nome na guia Predefinições. Salvar. Escolha as configurações a serem salvas na predefinição e. como o mesmo modelo de câmera ou a mesma configuração ISO. no menu de contexto para imagens camera raw no Adobe Bridge e no submenu Aplicar predefinições do menu Configurações do camera raw na caixa de diálogo Camera raw. Você pode salvar e excluir predefinições usando os botões na parte inferior da guia Predefinições. • Para excluir um instantâneo. em seguida.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 82 • Para atualizar ou substituir um instantâneo com configurações atuais da imagem. Carregar configurações Abre a caixa de diálogo Carregar configurações de conversão raw. Entretanto.

Ou no Photoshop. profundidade de bits. grava as configurações no arquivo de banco de dados do Camera Raw. Arquivos secundários “. O Adobe Bridge. O plug-in do Camera Raw não consegue gravar um arquivo XMP em um volume somente leitura e. 2 Na caixa de diálogo Preferências do Camera Raw. é possível visualizar arquivos XMP escolhendo Visualizar > Mostrar arquivos ocultos. escolha uma destas opções no menu Salvar configurações da imagem em: Banco de dados do Camera Raw Armazena as configurações em um arquivo de banco de dados do Camera Raw. Quando uma imagem camera raw é reaberta. Quando um arquivo DNG é processado no Camera Raw. as configurações de imagem são armazenadas em um destes dois locais: no arquivo de banco de dados do Camera Raw ou em um arquivo secundário XMP. Se os arquivos forem abertos a partir de um volume somente leitura. todas as configurações assumem como padrão os valores usados na última vez em que o arquivo foi aberto. com o mesmo nome base e com uma extensão . As configurações dos arquivos TIFF e JPEG são sempre armazenadas no próprio arquivo.xmp. De maneira semelhante. Nota: Quando você importa uma seqüência de arquivos camera raw no After Effects. mas também podem ser armazenadas em um arquivo secundário XMP. tamanho em pixel e resolução) não são armazenados com as configurações. as configurações para o primeiro arquivo são aplicadas a todos os arquivos na seqüência que não têm seus próprios arquivos secundários XMP. Photoshop.XMP” Armazena as configurações em um arquivo separado. excluir) arquivos XMP secundários juntamente com os arquivos camera raw correspondentes. é necessário gerenciar (por exemplo. portanto. O After Effects não verifica o banco de dados do Camera Raw. Esse banco de dados é indexado pelo conteúdo do arquivo para que a imagem mantenha configurações do Camera Raw mesmo que o arquivo de imagem do Camera Raw seja movido ou renomeado. as configurações de imagem são armazenadas no próprio arquivo DNG. outro computador e assim por diante). Importante: Se você estiver usando um sistema de controle de revisão para gerenciar os arquivos e armazenando configurações em arquivos XMP secundários. escolha Editar > Preferências do Camera Raw (Windows) ou Bridge > Preferências do Camera Raw (Mac OS). como um CD ou um DVD. Última atualização em 24/6/2011 . Se você armazenar as configurações do camera raw no banco de dados do Camera Raw e pretender mover os arquivos para um local diferente (CD. localizado na pasta Document and Settings/[nome do usuário]/Application Data/Adobe/CameraRaw (Windows) ou Users/[nome do usuário]/Library/Preferences (Mac OS). Também é possível clicar no botão Abrir a caixa de diálogo Preferências na caixa de diálogo Camera Raw. renomear. escolha Editar > Preferências > Camera Raw (Windows) ou Photoshop > Preferências > Camera Raw (Mac OS). 1 No Adobe Bridge.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 83 Quando um arquivo de imagem camera raw é processado com o Camera Raw. lembre-se de que é necessário verificar os arquivos secundários na entrada e na saída para alterar imagens camera raw. After Effects e Camera Raw cuidam dessa sincronização de arquivos enquanto você trabalha com os arquivos localmente. lembre-se de copiá-los para a unidade de disco rígido antes de abri-los.XMP" na seção Tratamento de arquivos DNG da caixa de diálogo Preferências do Camera Raw. Uma preferência pode ser definida para especificar o local em que as configurações são armazenadas. Os atributos de imagem (perfil do espaço de cores de destino. mover. 3 Se desejar armazenar todos os ajustes em arquivos DNG nos próprios arquivos DNG. selecione Ignorar arquivos secundários ". use o comando Exportar configurações para XMP para exportar as configurações para arquivos XMP secundários. Essa opção é útil para o arquivamento a longo prazo de arquivos raw com configurações associadas e para o intercâmbio desses arquivos camera raw em fluxos de trabalho de vários usuários. Esses mesmos arquivos secundários XMP podem armazenar dados do IPTC (International Press Telecommunications Council) ou outros metadados associados a um arquivo de imagem camera raw. DVD. No Adobe Brigde. na mesma pasta do arquivo camera raw.

clique no menu Configurações do Camera Raw 3 Escolha uma das seguintes opções: Configurações da imagem Usa as configurações da imagem camera raw selecionada. Ou na caixa de diálogo Camera Raw. 3 Na caixa de diálogo Colar configurações do Camera Raw. da mesma câmera. Nome predefinido Usa as configurações (que podem ser um subconjunto de todas as configurações da imagem) salvas como uma predefinição. selecione um ou mais arquivos. selecione um arquivo e escolha Editar > Desenvolver configurações > Copiar configurações do camera raw.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 84 Mais tópicos da Ajuda “Trabalhar com o Camera Raw e o Lightroom” na página 57 Cópia e colagem de configurações do Camera Raw No Adobe Bridge. é possível copiar e colar as configurações do Camera Raw de um arquivo de imagem para outro. Aplicação de uma predefinição Última atualização em 24/6/2011 . 1 No Adobe Bridge. 2 Selecione um ou mais arquivos e escolha Editar > Desenvolver configurações > Colar configurações do Camera Raw. do mesmo modelo de câmera ou configuração ISO. escolha Editar > Desenvolver configurações ou clique com o botão direito do mouse em um arquivo selecionado. o modelo da câmera ou a configuração ISO. Aplicação de configurações salvas do Camera Raw 1 No Adobe Bridge ou na caixa de diálogo Camera raw. 2 No Adobe Bridge. Essa opção está disponível . É possível também clicar com o botão direito do mouse (Windows) ou com a tecla Control pressionada (Mac OS) em arquivos de imagens para copiar e colar usando o menu de contexto. escolhas as configurações a serem aplicadas. Conversão anterior Usa as configurações da imagem anterior. apenas no menu Configurações do Camera Raw na caixa de diálogo Camera Raw. Padrões do Camera Raw Usa as configurações padrão salvas para a câmera específica.

Por exemplo. o espaço de cor. Nota: o tamanho em pixel da imagem sempre pode ser alterado após a abertura dessa imagem no Photoshop. escolha Exportar configurações para XMP ou Atualizar visualizações DNG. escolha ProPhoto RGB e. Para câmeras com pixels não quadrados. O tamanho que representa a melhor qualidade é marcado com um asterisco (*) no menu Tamanho. quando impressa em 72 dpi. Para especificar as configurações das opções dos fluxos de trabalho. Os arquivos secundários XMP são criados na mesma pasta que os arquivos de imagem camera raw. 3 No menu Configurações do Camera Raw . Tamanho Especifica as dimensões em pixels da imagem quando ela é importada para o Photoshop. a nitidez da saída e as dimensões em pixels. O perfil de origem de arquivos de imagem camera raw é normalmente o espaço de cores original da câmera. Os perfis listados no menu Espaço estão incorporados ao Camera Raw. Resolução Especifica a resolução na qual a imagem é impressa. defina o Espaço para o perfil de cor que você usa no seu espaço de trabalho RGB do Photoshop. 2 Se você estiver exportando configurações ou visualizações para vários arquivos. Selecionar um tamanho maior é como aumentar a resolução no Photoshop.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 85 Nota: É possível também aplicar essas predefinições na guia Predefinições. Geralmente. Você também pode atualizar visualizações JPEG incorporadas a arquivos DNG. As opções de fluxo de trabalho determinam como o Photoshop abre esses arquivos. Se os arquivos de imagem camera raw tiverem sido salvos no formato DNG. A seleção de um tamanho diferente minimiza a redefinição da resolução que deve ser executada pelo Camera Raw. Para usar um espaço de cores não listado no menu Espaço. Profundidade Especifica se o arquivo é aberto como uma imagem de 8 bpc ou 16 bpc no Photoshop. use o menu Tamanho do corte. em seguida. as configurações serão incorporadas aos próprios arquivos DNG. selecione as miniaturas correspondentes na visualização Tira de filme. As configurações do fluxo de trabalho não afetam os dados do camera raw. Para câmeras de pixels quadrados. a escolha de um tamanho menor do que o original pode acelerar o processamento se você estiver planejando uma imagem final menor. incluindo a profundidade de bits de cor. o tamanho original é o que preserva com mais exatidão o número total de pixels. apresenta cerca de 28-1/2 x 21-1/4 Última atualização em 24/6/2011 . clique no texto sublinhado na parte inferior da caixa de diálogo Camera Raw. converta no espaço de trabalho desejado quando o arquivo for aberto no Photoshop. resultando em um aprimoramento moderado da qualidade das imagens. As dimensões em pixels padrão são as utilizadas para fotografar a imagem. 1 Abra os arquivos na caixa de diálogo Camera Raw. Essa configuração não afeta as dimensões em pixels. será possível usar o comando Exportar configurações para XMP para copiar as configurações para arquivos secundários XMP ou incorporá-las a arquivos DNG. mas não afetam o modo como o After Effects importa um arquivo camera raw. Exportação de configurações do Camera Raw e visualizações DNG Se as configurações de arquivos forem armazenadas no banco de dados do Camera Raw. uma imagem de 2048 x 1536 pixels. Especificação de opções de fluxo de trabalho do Camera Raw As opções de fluxo de trabalho especificam as configurações de todas as saídas de arquivos do Camera Raw. Espaço Especifica o perfil das cores de destino. Isso é útil para preservar as configurações de imagem junto com arquivos camera raw quando esses arquivos forem movidos. Para criar uma nova amostra de uma imagem.

será possível alterar o menu pop-up Intensidade para Baixa ou Alta. a configuração Intensidade pode ficar na opção Padrão. pressione Shift ao clicar em Abrir. Tornar mais nítido para Permite aplicar a nitidez de saída para tela. para aumentar ou diminuir a intensidade da nitidez aplicada. Quando impressa em 300 dpi. Na maioria dos casos. Também é possível usar o comando Tamanho da imagem para ajustar a resolução no Photoshop. papel fosco ou papel brilhante. Para anular essa preferência para imagens selecionadas. Se você aplicar a nitidez de saída.CREATIVE SUITE 5 Camera Raw 86 polegadas. a mesma imagem apresenta cerca de 6-3/4 x 5-1/8 polegadas. Abrir no Photoshop como Objetos inteligentes Faz com que as imagens Camera Raw sejam abertas no Photoshop como uma camada de Objeto inteligente em vez de uma camada de fundo ao clicar no botão Abrir. Última atualização em 24/6/2011 .

Esses modelos são descritos como independentes de dispositivo. RGB CMYK A B C Gamas de cores de vários dispositivos e documentos A. Porque algumas vezes as cores não correspondem Nenhum dispositivo em um sistema de editoração eletrônica é capaz de reproduzir a escala completa de cores visível ao olho humano. Espaço de cor Lab B. Como esses espaços de cores são variáveis. como diferenças de fabricação em monitores ou a idade do monitor. Documentos (área de trabalho) C.87 Capítulo 5: Gerenciamento de cores Introdução ao gerenciamento de cores Um sistema de gerenciamento de cores reconcilia as diferenças de cores entre dispositivos para que você possa prever com segurança as cores que seu sistema basicamente produzirá. eles são descritos como modelos dependentes de dispositivo. Como esses modelos variam de acordo com cada dispositivo ou espaço de cor associado. O gerenciamento de cores também permite a criação de saídas baseadas nos padrões de produção de impressão ISO. Dispositivos Última atualização em 24/6/2011 . Alguns modelos de cores (como CIE L*a*b) possuem um espaço de cor fixo porque estão diretamente relacionados à maneira como os seres humanos percebem as cores. da mídia de impressão (o papel de jornal reproduz uma gama menor que o papel de revista) e de outras variações naturais. as cores podem sofrer alterações na aparência à medida que você transfere documentos entre dispositivos diferentes. HSB. As variações de cores podem resultar de diferenças nas origens das imagens. Cada dispositivo opera dentro de um espaço de cores específico que pode produzir um determinado intervalo ou gama de cores. SWOP e Japan Color. HSL. CMYK e assim por diante) podem apresentar muitos espaços de cores diferentes. desde a captura digital até a saída final. A exibição das cores com precisão permite que você tome decisões seguras relativas às cores em todo o fluxo de trabalho. Um modelo de cores determina a relação entre valores e o espaço de cor define o significado absoluto desses valores como cores. da forma como os aplicativos definem as cores. Outros modelos de cores (RGB.

um formato definido pelo International Color Consortium (ICC) como um padrão entre plataformas. um método de conversão de cores que preserve as relações corretas entre as cores de uma fotografia da vida selvagem poderá alterar as cores em um logotipo que contenha tons uniformes de cores. Você pode não precisar do gerenciamento de cores se o seu processo de produção for rigidamente controlado para um único meio.) • Avaliar precisamente e incorporar de forma uniforme os elementos gráficos coloridos de várias origens diferentes caso elas também utilizem o gerenciamento de cores e. O valor do gerenciamento de cores aumenta quando você tem mais variáveis no processo de produção. Como não há um único método de conversão de cores que seja ideal para todos os tipos de elementos gráficos. Um sistema de gerenciamento de cores (CMS) compara o espaço de cor em que a cor foi criada com o espaço de cor onde ela será utilizada e faz os ajustes necessários para representar a cor da forma mais uniforme possível entre dispositivos diferentes. mesmo que e em alguns casos elas não o façam. Nota: Não confunda gerenciamento de cores com correção de cores. Por exmeplo. (A prova de monitor está sujeita às limitações do monitor e a outros fatores. Por exemplo. você ou o seu provedor de serviços de impressão pode estar adaptado ao formato de imagens CMYK e especificar valores de cores para um conjunto de condições de impressão conhecido e específico. Um sistema de gerenciamento de cores não corrigirá uma imagem que foi salva com problemas de equilíbrio de cor ou de tom. Por exemplo. Você terá vantagens com um sistema de gerenciamento de cores se precisar executar algum destes procedimentos: • Obter saídas coloridas previsíveis e uniformes em vários dispositivos de saída incluindo separações de cores. impressoras de mesa e monitores. O gerenciamento de cores é especialmente útil para ajustar a cor em dispositivos com uma gama relativamente limitada. um perfil de scanner informa a um sistema de gerenciamento de cores como o scanner “vê” as cores. Ele fornece um ambiente onde você pode avaliar imagens com precisão no contexto da saída final. Um sistema de gerenciamento de cores converte as cores com a ajuda de perfis de cores. O gerenciamento de cores é recomendado se você pretende reutilizar os elementos gráficos coloridos para as mídias online e impressa. um sistema de gerenciamento de cores fornece opções para métodos de aplicação de acabamento ou métodos de conversão. suas especificações de cores dependerão do dispositivo. Mais tópicos da Ajuda “Sobre perfis de cores” na página 101 “Sobre propósitos de saída” na página 110 Você precisa de gerenciamento de cores? Sem um sistema de gerenciamento de cores. Um perfil é uma descrição matemática do espaço de cor de um dispositivo.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 88 O que é um sistema de gerenciamento de cores? Os problemas de correspondência de cores resultam do fato de vários dispositivos e softwares usarem espaços de cores diferentes. usar vários tipos de dispositivos em um único meio (como prensas de impressão diferentes) ou caso gerencie várias estações de trabalho. • Fazer uma prova de monitor (visualização) que reproduza precisamente um documento em cores no monitor fazendo-o simular um dispositivo de saída específico. como as condições de iluminação do ambiente. Uma solução é ter um sistema que interprete e converta as cores com precisão entre os dispositivos. O gerenciamento de cores da Adobe usa perfis ICC. para que você possa aplicar um método apropriado a um elemento gráfico específico. Última atualização em 24/6/2011 . como prensas de impressão de processos a quatro cores.

Isso significa que as cores têm a mesma aparência. A cor da sala pode afetar a percepção de cor no monitor e no material impresso. controle as cores e a luz em seu ambiente de trabalho executando os procedimentos a seguir: • Visualize os documentos em um ambiente que forneça um nível de luz e temperatura de cor uniformes. • Remova os padrões de fundo coloridos da área de trabalho do monitor. você pode querer ver que aparência um catálogo de artigos de uso doméstico teria em um ambiente com luzes incandescentes usadas em residências ou visualizar um catálogo de móveis de escritório em um ambiente com iluminação fluorescente usada em escritórios. Última atualização em 24/6/2011 . Para eliminar as projeções verde azuladas da iluminação fluorescente. A melhor cor para um ambiente de exibição é o cinza neutro. Além disso. você pode instalar lâmpadas D50 (5000° K). • Visualize as provas de documentos nas condições reais em que seu trabalho final será apresentado. Por exemplo. • Imprimir cores corretamente em um dispositivo de saída em cores desconhecido. Configure a área de trabalho para exibir somente tons neutros de cinza. Padrões muito detalhados ou brilhantes em torno de um documento interferem na percepção precisa das cores. mantenha as cortinas fechadas ou trabalhe em uma sala sem janelas. Isso é importante na criação de imagens que eventualmente serão usadas em mídia impressa e on-line. • Visualize o documento em uma sala com paredes e teto de cores neutras. por exemplo. Mantenha as cores uniformes Sobre o gerenciamento de cores em aplicativos Adobe O gerenciamento de cores da Adobe o ajuda a manter a aparência das cores quando você importa imagens de origens externas. Por exemplo. Você também pode exibir documentos impressos usando uma caixa de luz D50. as configurações de cores são sincronizadas entre os aplicativos para permitir uma exibição uniforme de cores RGB e CMYK. Por padrão. Crie um ambiente de exibição para o gerenciamento de cores Seu ambiente de trabalho influencia a maneira como você vê as cores no monitor e na saída impressa. você pode armazenar um documento on-line para permitir a impressão colorida por demanda reproduzível uniformemente em qualquer parte do mundo. as características de cores da luz do sol mudam ao longo do dia e alteram a maneira como as cores são exibidas na tela. A base desse sistema são as convenções desenvolvidas pelo International Color Consortium. Se você adquiriu o Adobe Creative Suite.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 89 • Enviar documentos em cores para diferentes mídias e dispositivos de saída sem ter de ajustar manualmente as cores dos documentos ou dos elementos gráficos originais. sempre tome as decisões finais sobre cores levando em consideração as condições de iluminação especificadas pelos requisitos legais para provas em seu país. Entretanto. a cor das suas roupas refletindo no vidro do monitor pode afetar a aparência das cores na tela. Para obter melhores resultados. um grupo responsável pela padronização de procedimentos e formatos de perfis para que seja possível obter cores uniformes e precisas em um fluxo de trabalho. independentemente do aplicativo no qual sejam exidas. Por isso. o gerenciamento de cores está ativado em aplicativos Adobe com gerenciamento de cores. edita documentos e os transfere entre aplicativos Adobe e gera composições concluídas.

Se você decidir alterar as configurações padrão.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 90 As configurações de cores do Adobe Creative Suite são sincronizadas em um local central por meio do Adobe Bridge.) 3. em um fluxo de trabalho de impressão CMYK comercial. (Consulte “Sobre perfis de cores” na página 101 e “Instale um perfil de cor” na página 104. entre em contato com o provedor de serviços para determinar o perfil do dispositivo ou da condição de impressão. Por exemplo. Etapas básicas para a produção de cores uniformes 1. como scanners e impressoras.) Última atualização em 24/6/2011 . predefinições práticas e fáceis permitirão configurar o gerenciamento de cores da Adobe para atender às condições de saída comuns. Ver cores com precisão é essencial se você estiver tomando decisões criativas que envolvam a cor que você especifica em seu documento. Você também pode usar software e hardware de terceiros para criar perfis mais precisos para condições e dispositivos específicos. como software e hardware serão configurados para integração no sistema de gerenciamento de cores e em que nível esse gerenciamento será implementado. Um perfil de monitor é o primeiro perfil que vocẽ deve criado. (Consulte “Calibre e crie o perfis de seu monitor” na página 103. em um fluxo de trabalho de impressão digital RGB/CMYK mista e em um fluxo de trabalho de publicação na Internet. Discuta com os seus grupos de trabalho e fornecedores de serviços como será a integração do fluxo de trabalho com cores. Você também pode personalizar as configurações de cores para atender às necessidades de seu fluxo de trabalho com cores específico. Perfis de dispositivos geralmente são instalados quando um dispositivo é adicionado ao sistema. Lembre-se de que os tipos de imagens com os quais trabalha e seus requisitos de saída afetam a forma como você utiliza o gerenciamento de cores. existem questões diferentes de uniformidade de cores em um fluxo de trabalho de impressão de fotos RGB. (Consulte “Você precisa de gerenciamento de cores?” na página 88) 2. O sistema de gerenciamento de cores utiliza perfis para detectar como um dispositivo produz cores e quais são as cores reais de um documento. Adicione perfis em seu sistema para qualquer dispositivo de entrada e de saída que você planeja usar. Se o seu documento destinar-se a ser impresso comercialmente. Consulte seus parceiros de produção (se houver) para garantir que todos os aspectos de seu fluxo de trabalho de gerenciamento de cores se integrem facilmente com o deles. Calibre o monitor e crie um perfil para ele.

Para o Acrobat. Sincronize as configurações de cores em aplicativos Adobe Caso utilize o Adobe Creative Suite. A Adobe recomenda que você sincronize as configurações de cores antes de trabalhar com documentos novos ou existentes. clique em Mostrar arquivos de configurações de cores salvos. como um arquivo recebido de um provedor de serviços de impressão. utilize o Adobe® Bridge para escolher uma configuração de gerenciamento de cores padrão e sincronizar as configurações de cores em todos os aplicativos antes de trabalhar com documentos. Se nenhuma configuração padrão atender a seus requisitos. (Consulte “Prova de cores em monitor” na página 96. Se as configurações de cores não estiverem sincronizadas. Essa sincronização garante que as configurações de cor tenham a mesma aparência em todos os aplicativos Adobe com gerenciamento de cores. Para abrir o Bridge em um aplicativo do Creative Suite.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 91 4. você pode alterar as configurações de cores executando um dos procedimentos a seguir: • Se você usar vários aplicativos Adobe. ative a Visualização de superimposição para visualizar as superimposições com precisão em uma prova de monitor. Para abrir o Bridge diretamente. selecione Mostrar lista expandida de arquivos de configurações de cores para exibir outras configurações. Depois de criar um documento. Use o gerenciamento de cores ao imprimir e salvar arquivos. a opção Visualização de superimposição é aplicada automaticamente. Última atualização em 24/6/2011 . você poderá usar o Adobe Bridge para sincronizar automaticamente as configurações de cores nos aplicativos. você pode usar uma prova de monitor para ver a aparência das cores quando impressas ou exibidas em um dispositivo específico. Para instalar um arquivo de configurações personalizado. 2 Escolha Editar > Configurações de cores do Creative Suite. As configurações de cores padrão são suficientes para a maioria dos usuários. salvar arquivos e preparar arquivos para exibição on-line. (Opcional) Visualize cores usando uma prova de monitor. 3 Selecione uma configuração de cores na lista e clique em Aplicar. escolha Adobe Bridge no menu Iniciar (Windows) ou clique duas vezes no ícone do Adobe Bridge (Mac OS).) • Se você usar somente um aplicativo Adobe ou deseja personalizar opções de gerenciamento de cores avançadas. 6. Deixe as opções de gerenciamento de cores ativadas ao imprimir documentos. (Consulte “Sincronize as configurações de cores em aplicativos Adobe” na página 91. poderá alterar as configurações de cores de um aplicativo específico. (Consulte “Configure o gerenciamento de cores” na página 92. escolha Arquivo > Procurar. Porém. uma mensagem de aviso será exibida na parte superior da caixa de diálogo Configurações de cores de cada aplicativo. (Consulte “Impressão com gerenciamento de cores” na página 99 e “Gerencie as cores de documentos para exibição on-line” na página 95). Configure o gerenciamento de cores em aplicativos Adobe. Se você trabalhar com documentos que contenham superimposições. Manter a aparência uniforme das cores em todos os dispositivos do fluxo de trabalho é o objetivo do gerenciamento de cores.) 5.) Nota: Somente a prova de monitor não permite visualizar a aparência da superimposição quando impressa em uma impressora offset. 1 Abra o Bridge.

e como o sistema de gerenciamento de cores converte cores. 2 Escolha uma opção para Na tela: Exibir todos os pretos com precisão Exibe preto CMYK puro como cinza escuro. Para exibir a descrição de uma configuração. Porém. A descrição é exibida na parte inferior da caixa de diálogo. Se preferir ver a diferença entre preto puro e rich black como aparecerão quando impressos em impressora comercial. InDesign) O preto CMYK puro (K=100) aparece como preto azeviche (ou rich black) quando visualizado na tela. 1 Escolha Editar > Preferências > Aparência do preto (Windows) ou [nome do aplicativo] > Preferências > Aparência do preto (Mac OS). Essa configuração permite ver a diferença entre preto puro e rich black. você poderá alterar as preferências de Aparência do preto. 2 Selecione uma configuração de cores no menu Configurações e clique em OK. Em certas situações. o preto CMYK puro é gerado como preto azeviche (RGB=000). Nota: Se você trabalha com mais de um aplicativo Adobe. o que ocorre quando você abre e importa arquivos com perfis incorporados. impresso em impressora de mesa que não seja PostScript ou exportado para um formato de arquivo RGB. Nota: As configurações de cores do Acrobat são um subconjunto daquelas usadas no InDesign. Essa configuração permite ver a diferença entre preto puro e rich black. A configuração selecionada determina as áreas de trabalho de cores usadas pelo aplicativo. Exibir todos os pretos como rich black Exibe o preto CMYK puro como preto azeviche (RGB=000). Illustrator e no Photoshop. a personalização é recomendada somente para usuários avançados.) Mais tópicos da Ajuda “Personalize as configurações de cores” na página 107 Altere a aparência do preto CMYK (Illustrator. (Consulte “Sincronize as configurações de cores em aplicativos Adobe” na página 91. Essas preferências não alteram os valores de cor em um documento. Photoshop) Escolha Editar > Configurações de cores. selecione-a e posicione o ponteiro sobre seu nome. Essa configuração faz com que preto puro e rich black tenham a mesma aparência na tela. Essa configuração faz com que preto puro e rich black tenham a mesma aparência. pode ser preciso personalizar opções específicas na caixa de diálogo Configurações de cores. • (Acrobat) Selecione a categoria Gerenciamento de cores da caixa de diálogo Preferências. é altamente recomendável sincronizar as configurações de cores em todos os aplicativos. InDesign. como quando o provedor de serviços fornece um perfil de saída personalizado.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 92 Configure o gerenciamento de cores 1 Siga um destes procedimentos: • (Illustrator. o preto CMYK puro é gerado usando os números de cores no documento. Última atualização em 24/6/2011 . 3 Escolha uma opção para Impressão/Exportação: Saída de todos os pretos com precisão Ao imprimir em uma impressora de mesa não PostScript ou ao exportar para um formato de arquivo RGB. Saída de todos os pretos como rich black Ao imprimir em uma impressora de mesa não PostScript ou ao exportar para um formato de arquivo RGB.

é difícil reproduzir com exatidão uma cor especial em um monitor ou em um dispositivo de prova porque existem muitas tintas de cores especiais fora das gamas de cores desses dispositivos. • (Illustrator e InDesign) Ative a Visualização de superimposição para obter uma visualização precisa e uniforme das cores especiais. use valores CMYK equivalentes. Última atualização em 24/6/2011 . Imagens importadas com gerenciamento de cores Gerenciamento de cores de imagens importadas (Illustrator. que você pode carregae utilizando o menu do painel Amostras. Nota: As cores especiais com o gerenciamento de cores permite exibir com mais precisão uma cor especial em um dispositivo de prova e monitor. qualquer cor aplicada ou criada em um aplicativo Adobe com gerenciamento de cores utiliza automaticamente um perfil de cor que corresponda ao documento. Esse fluxo de trabalho é benefico se você quiser adotar práticas progressivas de gerenciamento de cores. Lembre-se das diretirizes a seguir para trabalhar com cores do processo e especiais: • Escolha uma área de trabalho CMYK que se corresponda às suas condições de saída CMYK para garantir que você possa definir e visualizar as cores do processo com precisão. Os aplicativos Adobe vêm com diversas bibliotecas de cores padrão. Se você alternar entre modos de cores. Para obter instruções sobre como alternar entre valores Lab e CMYK para cores especiais. • (Acrobat. DIC e HKS) e converter essas cores em cores de processo. PANTONE.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 93 Processo de gerenciamento e cores especiais Quando o gerenciamento de cores está ativado. Por exemplo. pesquise a Ajuda do Illustrator ou do InDesign. em vez de serem convertidos pelo sistema de gerenciamento de cores. o sistema de gerenciamento de cores usará os perfis apropriados para converter a cor no novo modelo de cor escolhido. Mais tópicos da Ajuda “Opções de diretivas de gerenciamento de cores” na página 109 Utilização de um fluxo de trabalho CMYK seguro Um fluxo de trabalho CMYK seguro garante que os números de cores CMYK sejam preservados até o dispositivo de saída final. o aplicativo Adobe usa o perfil do documento atual para definir as cores da imagem. • Selecione cores em um biblioteca de cores. as diretivas de cores da caixa de diálogo Configurações de cores determinam como o aplicativo Adobe trata o perfil. InDesign) Como imagens importadas são integradas em um espaço de cor de um documento depende da imagem ter ou não um perfil incorporado: • Quando você importa uma imagem que não contém um perfil. Entretanto. • Quando você importa uma imagem que contém um perfil incorporado. Se desejar que a exibição e a saída dessas cores sejam correspondentes às versões anteriores do Illustrator ou do InDesign. A utilização de valores Lab fornece mais precisão e garante a exibição uniforme de cores em aplicativos do Creative Suite. Illustrator e InDesign) Use valores Lab (o padrão) para exibir cores especiais predefinidas (como cores das bibliotecas TOYO. você pode usar perfis CMYK para fazer a prova de monitor e documentos de prova impressos sem permitir que ocorram conversões de cores indesejadas durant a saída final.

Os modelos de cores RGB e Lab representam gamas de cores mais amplas do que a maioria dos dispositivos de saída pode reproduzir. Isso pode ser necessário quando você estiver importando uma imagem que não contenha nenhum perfil ou com um perfil incorporado incorretamente. isso pode fazer com que as cores sejam separadas novamente. altere a diretiva de cor CMYK para Preservar perfis incorporados na caixa de diálogo Configurações de cores. em seguida.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 94 Por padrão. pesquise a Ajuda. Formato de documento grande e TIFF. Se você precisar salvar em um modelo de cores diferente do RGB ou do Lab. Photoshop EPS. 1 Siga um destes procedimentos: • Se a imagem já estiver no layout. mantenha uma cópia do elemento gráfico original. 3 (Opcional) Escolha um propósito de saída e. objetos em preto CMYK puro podem ser separados como rich black. No entanto. • Se você estiver prestes a importar o gráfico. Mais tópicos da Ajuda “Opções de diretivas de gerenciamento de cores” na página 109 Prepare gráficos importados para o gerenciamento de cores Use as diretrizes gerais a seguir para preparar elementos gráficos para o gerenciamento de cores em aplicativos Adobe: • Incorpore um perfil compatível com ICC ao salvar o arquivo. Como resultado. selecione a guia Cor. substituir ou desativar perfis de imagens bitmap importadas. se o perfil padrão do fabricante do scanner foi incorporado mas você já tiver gerado um perfil personalizado. o Illustrator e o InDesign são compatíveis com o fluxo de trabalho CMYK seguro. poderá ser atribuído o perfil mais recente. vídeo e Web. Última atualização em 24/6/2011 . é melhor usar o propósito de saída padrão. clique em OK. prepare o gráfico usando cores RGB ou LAB sempre que possível. o aplicativo ignora o perfil e preserva os números não processados de cores. como para impressão. AI (Illustrator). • Para reutilizar um elemento gráfico em cores em diversos dispositivos ou mídias de saída final. Na maioria dos casos. você pode cancelar configurações de CMYK seguro. INDD (InDesign). escolha Arquivo > Inserir. Nota: Você também pode exibir ou alterar perfis de objetos no Acrobat. Mais tópicos da Ajuda “Incorpore um perfil de cores” na página 104 Exiba ou altere perfis de imagens bitmap importadas (InDesign) O InDesign permite visualizar. Por exemplo. quando você abre ou importa uma imagem CMYK com um perfil incorporado. selecione Mostrar opções de importação. PDF. Os formatos de arquivos compatíveis com os perfis incorporados são JPEG. em seguida. Ao imprimir um documento ou salvá-lo em Adobe PDF. Se o perfil estiver incorporado no momento. preservando o máximo de informações de cores possível antes de serem convertidos em uma gama de cores de saída menor. 2 Em Perfil. escolha o perfil de origem a ser aplicado ao elemento gráfico no documento. selecione-a e escolha Objeto > Configurações de cor da imagem. selecione e abra o arquivo e. seu nome aparecerá na parte superior do menu Perfil. É possível restaurar facilmente o fluxo de trabalho CMYK seguro alterando a diretiva de cor CMYK novamente volta para Preservar números (ignorar perfis vinculados). Para obter mais informações sobre opções de gerenciamento de cores para imprimir e salvar PDFs. PSD (Photoshop). Por exemplo. Se desejar que o aplicativo ajuste os números de cor baseado em um perfil incorporado.

0 ou versão posterior executado em um sistema de gerenciamento de cores configurado de forma adequada. Com a mídia on-line. você também pode converter as cores em sRGB manualmente usando o comando Editar > Converter em perfil. limitando seu controle sobre a uniformidade das cores. quaisquer elementos gráficos RGB criados usarão sRGB como o espaço de cor. Ao trabalhar com imagens que tenham um perfil de cor incorporado diferente de sRGB. você tem muito mais controle sobre a aparência do documento final. Mais tópicos da Ajuda “Impressão com gerenciamento de cores” na página 99 Última atualização em 24/6/2011 . InDesign) ou na caixa de diálogo Preferências no painel Gerenciamento de cores (Acrobat). Com a área de trabalho definida como sRGB.) No Photoshop e no InDesign. Com a mídia impressa. a Adobe recomenda que vocẽ use o espaço de cor sRGB. Mais tópicos da Ajuda “Sobre áreas de trabalho de cores” na página 107 “Opções de diretivas de gerenciamento de cores” na página 109 Gerenciamento de cores de PDFs para exibição on-line Ao exportar PDFs. Nota: No InDesign. (Certifique-se de que sua área de trabalho RGB esteja definida como sRGB. possivelmente nãocalibrados. os perfis CMYK podem variar de 0. porém.5 a 2 MB. o comando Converter em perfil apenas converte as cores de objetos nativos não inseridos no documento. Illustrator. mas você pode verificar se sRGB está selecionado na caixa de diálogo Configurações de cores (Photoshop. Lembre-se de que incorporar perfis de cores aumenta o tamanho dos PDFs. Quando você gerenciar as cores de documentos que serão visualizados apenas na Web.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 95 Mais tópicos da Ajuda “Converta as cores do documento em outro perfil (Photoshop)” na página 106 Gerencie as cores de documentos para exibição on-line Gerencie as cores de documentos para exibição on-line O gerenciamento de cores para exibição on-line é muito diferente do gerenciamento de cores para mídia impressa. PDFs com perfis incorporados reproduzem cores de forma uniforme no Acrobat 4. você pode optarpor incorporar perfis. selecione Converter em área de trabalho como a diretiva de gerenciamento de cores RGB. você deve converter as cores da imagem em sRGB antes de salvá-la para uso na Web. Os perfis RGB normalmente são pequenos (em torno de 3 KB). seu documento será exibido em uma grande variedade de monitores e sistemas de exibição em vídeo. Se desejar que o aplicativo converta automaticamente as cores em sRGB ao abrir a imagem. sRGB é a área de trabalho padrão da maioria das configurações de cores da Adobe.

porque podem ser executados em sistemas onde os monitores não são calibrados. poucas páginas da Web contêm imagens com perfis incorporados. a Visualização de superimposição é aplicada automaticamente. como a reprodução das cores varia entre monitores não calibrados. Em um fluxo de trabalho com gerenciamento de cores. Entre os navegadores que dão suporte ao gerenciamento de cores. poderá obter algum grau de gerenciamento de cores de imagens em HTML equipando todos os computadores com um navegador compatível com o gerenciamento de cores e calibrando todos os monitores. Se você trabalha com documentos que contêm superimposições.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 96 Gerenciamento de cores de documentos HTML para exibição on-line Muitos navegadores da Web não dão suporte ao gerenciamento de cores. Lembre-se de que a confiabilidade da prova eletrônica depende da qualidade do monitor. O monitor exibe a interpretação do perfil de prova dos valores de cores do documento. Para o Acrobat. como a intranet de um estúdio de design. você não poderá prever realmente a verdadeira extensão das possíveis variações de exibição. Nota: Somente a prova de monitor não permite ver a aparência da superimposição quando impressa em uma impressora offset. Além disso. B. Porém. O documento é criado em seu espaço de cor de trabalho. Última atualização em 24/6/2011 . • Escolha Personalizada (Photoshop e InDesign) ou Personalizar (Illustrator) para criar uma configuração de prova personalizada para uma condição de saída específica. C. nem todos podem ser considerados gerenciados. Essa opção é recomendada para obter a visualização mais precisa do resultado impresso final. ative a Visualização de superimposição para visualizar as superimposições com precisão em uma prova de monitor. você faz uma prova impressa do documento para visualizar como serão reproduzidas as cores em um dispositivo de saída específico. A B C Usando uma prova de monitor para visualizar a saída final de um documento no monitor A. Você pode exibir na tela como ficarão as cores do documento quando reproduzidas em um determinado dispositivo de saída. Você pode ter uma idéia precisa da aparência das cores em monitores não calibrados usando o espaço de cor sRGB. dos perfis do monitor e dos dispositivos de saída e das condições de iluminação do ambiente de trabalho. Revisão de cores Sobre a prova de cores em mídia eletrônica Em um processo de produção de editoração tradicional. Se você gerenciar um ambiente extremamente controlado. Prova de cores em monitor 1 Escolha Exibir > Configuração de prova e siga um destes procedimentos: • Escolha uma predefinição que corresponda à condição de saída que você deseja simular. Os valores de cores do documento são convertidos no espaço de cor do perfil de prova escolhido (geralmente o perfil do dispositivo de saída). você pode usar a precisão dos perfis de cores para fazer uma prova do documento diretamente no monitor.

perfis personalizados para combinações específicas de papéis e impressoras criam a prova de monitor mais precisa. Para comparar as cores da imagem original com as cores da prova de monitor. Simular cor do papel Simula o branco escuro do papel verdadeiro. RGB Macintosh legado (Photoshop e Illustrator) Cria uma prova de monitor de cores simulando o MacOS 10.5 e anteriores. Daltonismo (Photoshop e Illustrator) Cria uma prova de monitor reflete as cores visíveis para uma pessoa com daltonismo. aproximam a percepção de cores para as formas mais comuns de daltonismo. Essas opções não estão disponíveis para documentos Lab ou CMYK. Simular Tinta Preta Simula o cinza escuro que você realmente obtém em vez de preto sólido em muitas impressoras. As duas opções de provas de monitor. de acordo com o perfil de prova. Nem todos os perfis dão suporte a essa opção. RGB do monitor (Photoshop e Illustrator) Cria uma prova de monitor de cores RGB usando o perfil do monitor atual como perfil de prova. utilizando o perfil CMYK do documento. Chapa de preto ativo ou Chapas de CMY ativo (Photoshop) Cria uma prova de monitor de cores de tinta CMYK específica utilizando a área de trabalho CMYK atual. Chapa de amarelo ativo. Para obter mais informações. Na maioria dos casos. Chapa de magenta ativo. Essa opção é mais útil quando você segue um fluxo de trabalho CMYK seguro. especifica um propósito de saída para a conversão de cores no dispositivo que você está tentando simular. abra o documento em uma nova janela antes de configurar a prova de monitor. Predefinições da prova de monitor CMYK Ativo Cria uma prova de monitor das cores utilizando a área de trabalho CMYK atual definida na caixa de diálogo Configurações de cores. Protanopia e Deuteranopia.6 e posteriores. A utilidade do perfil escolhido depende do nível do grau de precisão com que ele descreve o comportamento do dispositivo. As opções RGB Macintosh legado.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 97 2 Escolha Exibir > Cores de prova para ativar ou desativar a exibição da prova de monitor. Padrão de Internet e Monitor presumem que o dispositivo simulado exibirá seu documento sem usar o gerenciamento de cores. RGB padrão de Internet (Photoshop e Illustrator) Cria uma prova de monitor de cores simulando o Windows e o MacOS 10. Última atualização em 24/6/2011 . Nem todos os perfis dão suporte a essa opção. de acordo com o perfil da prova. Preservar números CMYK ou Preservar números RGB Simula como as cores serão exibidas sem serem convertidas para o espaço de cor do dispositivo de saída. uma marca de seleção será exibida ao lado do comando Cores de prova e o nome do perfil ou a predefinição de prova aparecerá na parte superior da janela do documento. Chapa de ciano ativo. Opções personalizadas de prova em mídia eletrônica Dispositivo para simulação Especifica o perfil de cor do dispositivo para o qual você deseja criar a prova. Quando a prova monitor estiver ativada. Selecione essa opção se você planeja usar a compensação de ponto preto ao imprimir (que é recomendado na maioria das situações). Usar compensação de ponto preto (Photoshop) Garante que os detalhes de sombras na imagem sejam preservados simulando o intervalo dinâmico completo do dispositivo de saída. consulte “Prova de monitor para daltonismo (Photoshop e Illustrator)” na página 98. Propósito de saída (Photoshop e Illustrator) Quando a opção Preservar números não está selecionada. CMYK do documento (InDesign) Cria uma prova de monitor.

Prova de monitor para daltonismo (Photoshop e Illustrator) O CUD (Color Universal Design) garante que as informações gráficas sejam transmitidas de forma precisa para as pessoas com vários níveis de percepção de cores. Prova para daltônicos C. 2 (Opcional) Para exibir o documento original e uma prova de monitor simultaneamente. • O verde azulado é menos confundido do que o verde amarelado.) No Photoshop. • O cinza pode ser confundido com magenta. feche todas as janelas de documentos antes de escolher o comando Visualizar > Configuração de prova > Personalizar. as demais tem formas mais brandas de daltonismo. o vermelho alaranjado é mais fácil de reconhecer. Se houver dificuldade para diferenciar objetos em provas de daltonismo. escolha Janela > Nova Janela (Illustrator) ou Janela > Organizar > Nova Janela (Photoshop).CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 98 No Photoshop. que fornece a prova de monitor mais precisa para daltonismo. • Evite as seguintes combinações: vermelho e verde. verde pálido ou verde esmeralda. selecione Tipo protanopia ou Tipo deuteranopia. rosa pálido. se você quiser que a configuração de prova personalizada seja a configuração de prova padrão para os documentos. verifique seu documento nas duas exibições. proceda da forma a seguir: 1 Converta o documento para o modo de cores RGB. pesquise "Imprimir uma prova impressa" na Ajuda do Photoshop. Última atualização em 24/6/2011 . Design otimizado Para determinar se um documento é compatível com CUD. Para obter mais informações. pretas ou de cores escuras nos limites de cores. • Evite itens vermelhos em fundos coloridos escuros ou itens brancos em fundos amarelos ou vermelhosalaranjados. incluindo as pessoas com daltonismo. 3 Escolha Exibir > Configuração de prova > Daltonismo e. • Adicione bordas brancas. azul escuro e violeta. (Para estar de acordo com o CUD. Imagem original B. ajuste o design executando um dos procedimentos a seguir: • Altere o brilho ou a matiz da cor: • O vermelho puro tende a aparecer escuro e turvo. • Use famílias ou estilos de fontes diferentes. você pode imprimir a prova. Vários países possuem diretrizes que exigem gráficos compatíveis com CUD em espaços públicos. A B C Ajuste o design para o daltonismo A. em seguida. Um terço das pessoas com daltonismo são intensamnte afetadas. • Aplique padrões ou formas diferentes. amarelo e verde brilhante. Os tipos mais comuns de daltonismo são a protanopia (sensibilidade reduzida para a cor vermelha) e a deuteranopia (sensibilidade reduzida para a cor verde). azul claro e rosa.

Nesse fluxo de trabalho. Nem todos os perfis suportam essa opção. Documentos com gerenciamento de cores durante a impressão Impressão com gerenciamento de cores As opções de gerenciamento de cores para impressão permitem especificar como os aplicativos Adobe devem tratar os dados de imagens de saída para que a impressora gere cores consitentes com o que aparece no monitor. clique em Salvar. 2 Siga um destes procedimentos: • Para salvar uma configuração de prova personalizada. Nem todos os perfis suportam essa opção. • (InDesign) Não usar o gerenciamento de cores. não ocorre conversão de cores. Permita que a impressora determine as cores durante a impressão Neste fluxo de trabalho.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 99 Salve ou carregue uma configuração de prova personalizada (Photoshop. Por exemplo. o aplicativo faz a conversão mínima de cores necessária para que o documento ingresse em um espaço de cor impressora suporte. Simular cor do papel Simula o branco escuro do papel verdadeiro. o aplicativo faz a conversão para RGB ou Lab. salve a predefinição no local padrão. 2 Escolha o perfil de cor de um dispositivo de saída específico no menu Perfil de simulação. de acordo com o perfil de prova. • Permitir que o aplicativo determine as cores. dependendo da sua versão do Acrobat: • (Acrobat 9) Escolha Avançado > Imprimir produção > Visualização do resultado. ao imprimir imagens CMYK ou em duotônico usando uma impressora jato de tinta. clique em Carregar. você tem as opções a seguir para lidar coma as cores durante a impressão: • Permitir que a impressora determine as cores. Prova de cores em monitor (Acrobat) 1 Realize um destes procedimentos. 3 Escolha uma opção de prova de monitor: Simular tinta preta Simula o cinza escuro que você realmente obtém em vez de preto sólido em muitas impressoras. Esse método é útil principalmente para imprimir testes ou gerar perfis personalizados. Para garantir que a nova predefinição seja exibida no menu Exibir > Configuração de prova. • (Acrobat X) Escolha Ferramentas > Imprimir produção > Visualização do resultado. InDesign) 1 Escolha Exibir > Configuração de prova > Personalizar. Em geral. Suas opções para a impressão de documentos com gerenciamento de cores dependem do aplicativo Adobe usado. dependendo do suporte da impressora. de acordo com o perfil da prova. • Para carregar uma configuração de prova personalizada. Última atualização em 24/6/2011 . além do dispositivo de saída selecionado. Você também pode precisar desativar o gerenciamento de cores no driver da impressora.

CREATIVE SUITE 5
Gerenciamento de cores

100

Esse método é especialmente conveniente ao imprimir em impressoras de fotos jato de tinta, porque cada combinação de tipo de papel, resolução de impressão e outros parâmetros de impressão (como impressão em alta velocidade) requer um perfil diferente. A maioria das novas impressoras fotográficas jato de tinta vem com perfis bastante precisos embutidos no driver, portanto, permitir que a impressora selecione o perfil correto economizará tempo e diminuirá os riscos. Esse método também é recomendado se você não estiver familiarizado com o gerenciamento de cores. Caso escolha esse método, é muito importante que você configure as opções de impressão e ative o gerenciamento de cores em seu driver de impressora. Pesquise a Ajuda para ver outras instruções. Se você selecionar uma impressora PostScript, poderá se beneficiar do gerenciamento de cores PostScript. O gerenciamento de cores PostScript possibilita a execução de uma saída de composição de cores ou separações de cores no processador de imagens rasterizadas (RIP); um processo chamado separações in-RIP, que um programa só precise especificar parâmetros de separação e deixe o dispositivo calcular os valores de cores finais. Os fluxos de trabalho de saída PostScript com cores gerenciadas exigem um dispositivo de saída que suporte o gerenciamento de cores PostScript usando a versão 2017 do PostScript Level 2 ou posterior ou o PostScript Lanuage Level 3.

Permita que o aplicativo determine as cores durante a impressão
Neste fluxo de trabalho, o aplicativo faz toda a conversão de cores, gerando dados de cores específicos para um dispositivo de saída. O aplicativo usa os perfis de cores atribuídos para converter as cores para a gama do dispositivo de saída e envia os valores resultantes para o dispositivo de saída. A precisão desse método depende da precisão do perfil de impressora que você selecionou. Use esse fluxo de trabalho quando houver perfis ICC personalizados para cada combinação específica de impressora, tinta e papel. Caso escolha esta opção, é muito importante que você desative o gerenciamento de cores no driver da impressora. Permitir que o aplicativo e o driver da impressora gerenciem simultaneamente as cores durante a impressão pode resultar em uma cor imprevisível. Pesquise a Ajuda para ver outras instruções.

Obtenha perfis personalizados para impressoras de mesa
Se os perfis de saída fornecidos com a impressora não produzirem resultados satisfatórios, você poderá obter perfis personalizados das seguintes formas:

• Adquira um perfil para o seu tipo de impressora e de papel. Esse normalmente é o método mais fácil e barato. • Adquira um perfil para sua impressora e papel específicos. Esse método envolve imprimir um destino para a criação
de perfil em sua impressora e papel e fornecer o destino a uma empresa que criará um perfil específico. É mais caro do que adquirir um perfil padrão, mas pode oferecer melhores resultados porque compensa qualquer variação de fabricação entre impressoras.

• Crie seu próprio perfil usando um sistema baseado em scanner. Esse método envolve usar um software de criação
de perfis e o seu próprio scanner de mesa para digitalizar o destino para a criação do perfil. Ele pode oferecer resultados excelentes para papéis de superfície fosca, mas não para papéis brilhantes (os papéis brilhantes tendem a apresentar clareadores fluorescentes que modificam a aparência do papel quando em um scanner e sob a luz da sala).

• Crie seu próprio perfil usando uma ferramenta de hardware para a criação de perfis. Esse método é caro mas pode
oferecer os melhores resultados. Uma boa ferramenta de hardware pode criar um perfil preciso mesmo com papéis brilhantes.

• Refine um perfil criado usando um dos métodos anteriores com software de edição de perfis. Esse software pode
ser de uso complexo, mas permite corrigir problemas em um perfil ou simplesmente ajustá-lo para produzir resultados mais adequados.

Última atualização em 24/6/2011

CREATIVE SUITE 5
Gerenciamento de cores

101

Mais tópicos da Ajuda
“Instale um perfil de cor” na página 104

Gerencie cores de PDFs para impressão
Ao criar PDFs Adobe para a impressão comercial, você pode especificar como as informações de cores serão representadas. A forma mais fácil de fazer isso é usar um padrão PDF/X; entretanto, você também pode especificar opções de tratamento de cores manualmente na seção Saída da caixa de diálogo PDF. Para obter mais informações sobre PDF/X e como criar PDFs, pesquise a Ajuda. Em geral, você tem estas opções para tratar as cores durante a criação de PDFs:

• (PDF/X-3) Não converte cores. Use esse método ao criar um documento que será impresso ou exibido em vários
dispositivos ou em dispositivos desconhecidos. Quando você seleciona um padrão PDF/X-3, os perfis de cor são incorporados automaticamente ao PDF.

• (PDF/X-1a) Converte todas as cores no espaço de cor CMYK de destino. Use esse método se desejar criar um
arquivo pronto para impressão que não requeira nenhuma outra conversão de cor. Quando você seleciona um padrão PDF/X-1a, nenhum perfil é incorporado ao PDF.

• (Illustrator e InDesign) Converte cores que têm perfis incorporados no espaço de cor de destino, mas preserva os
números dessas cores sem perfis incorporados. Você pode selecionar essa opção manualmente na seção Saída da caixa de diálogo PDF. Use esse método se o documento contiver imagens CMYK sem gerenciamento de cores e se você desejar garantir que os números das cores sejam preservados. Nota: Todas as informações de cores especiais são preservadas durante a conversão de cores; somente as cores de processo equivalentes são convertidas no espaço de core designado.

Mais tópicos da Ajuda
“Utilização de um fluxo de trabalho CMYK seguro” na página 93

Trabalhe com perfis de cores
Sobre perfis de cores
Um gerenciamento de cores preciso e uniforme requer perfis precisos compatíveis com ICC de todos os dispositivos de cores. Por exemplo, sem um perfil de scanner preciso, uma imagem digitalizada com perfeição pode parecer incorreta em outro programa, simplesmente por causa de diferenças entre o scanner e o programa que estiver exibindo a imagem. Essa representação enganosa pode levá-lo a fazer "correções" desnecessárias, trabalhosas e potencialmente danosas em uma imagem já satisfatória. Com um perfil preciso, o programa que importar a imagem poderá corrigir quaisquer diferenças de dispositivos e exibir as cores reais de uma digitalização. Um sistema de gerenciamento de cores usa os seguintes tipos de perfis:
Perfis do monitor Descrevem como o monitor está reproduzindo as cores no momento. Esse é o primeiro perfil que você deve criar porque a exibição precisa das cores no monitor permite tomar decisões cruciais sobre cores no processo de design. Se a imagem visualizada no monitor não representar as cores reais do documento, você não poderá manter a uniformidade de cores. Perfis de dispositivos de entrada Descrevem quais cores um dispositivo de entrada pode capturar ou digitalizar. Se a

sua câmera digital oferece opções de perfis, a Adobe recomenda selecionar Adobe RGB. Caso contrário, use sRGB (que é o padrão na maioria das câmeras). Os usuários experientes também podem cogitar em usar perfis diferentes para

Última atualização em 24/6/2011

CREATIVE SUITE 5
Gerenciamento de cores

102

diferentes fontes de luz. Para perfis de scanners, alguns fotógrafos criam perfis separados para cada tipo ou marca de filme digitalizado em um scanner.
Perfis de dispositivos de saída Descrevem o espaço de cor de dispositivos de saída como impressoras de mesa ou impressoras gráficas. O sistema de gerenciamento de cores usa perfis de dispositivos de saída para mapear de forma apropriada as cores em um documento para as cores na gama do espaço de cor de um dispositivo de saída. O perfil de saída também deve levar em consideração as condições de impressão específicas, como o tipo de papel e tinta. Por exemplo, um papel brilhante é capaz de exibir um intervalo de cores diferente em comparação a um papel fosco.

A maioria dos drivers de impressoras vem com perfis de cores internos. É uma boa idéia experimentar esses perfis antes de investir em perfis personalizados.
Perfis de documentos Definem o espaço de cor RGB ou CMYK específico de um documento. Ao atribuir, ou marcar, um documento com um perfil, o aplicativo fornece uma definição da real aparência das cores no documento. Por exemplo, R=127, G=12, B=107 é apenas um conjunto de números que diferentes dispositivos exibirão de forma diferente. Mas quando marcados com o espaço de cor RGB da Adobe, esses números especificam uma cor ou comprimento de onda de luz real; nesse caso, uma cor específica de roxo.

Quando o gerenciamento de cores está ativado, os aplicativos Adobe atribuem automaticamente novos documentos a um perfil basados nas opções de Área de trabalho da caixa de diálogo Configurações de cores. Documentos sem perfis atribuídos são conhecidos como documentos sem marcas de formatação e contêm apenas números não processados de cores. Ao trabalhar com documentos sem marcas de formatação, os aplicativos Adobe usam o perfil da área de trabalho atual para exibir e editar cores.

A

B C D

Gerenciamento de cores com perfis A. Os perfis descrevem os espaços de cores do dispositivo de entrada e do documento. B. Com o uso das descrições dos perfis, o sistema de gerenciamento de cores identifica as cores reais do documento. C. O perfil do monitor informa ao sistema de gerenciamento de cores como converter os valores numéricos do documento no espaço de cor do monitor. D. Com o uso do perfil do dispositivo de saída, o sistema de gerenciamento de cores converte os valores numéricos do documento nos valores de cores desse dispositivo de saída para que as cores sejam impressas com a aparência correta.

Mais tópicos da Ajuda
“Calibre e crie o perfis de seu monitor” na página 103 “Permita que a impressora determine as cores durante a impressão” na página 99

Última atualização em 24/6/2011

Esses parâmetros funionam da mesma foram como o fazem em uma televisão. • Para obter os melhores resultados. use softwares de terceiros e dispositivos de medição. Depois que o monitor estiver calibrado. Esse perfil descreve o comportamento das cores do monitor. 1 Certifique-se de ter ligado o monitor a pelo menos meia hora. ajustar o monitor para exibir cores usando a temperatura de cor de ponto branco padrão em artes gráficas de 5.000 graus° K (Kelvin). Um utilitário de calibração de monitores ajuda a configurar o intervalo de brilho e de contraste ideal para a calibração. Os valores produzidos por um monitor do preto ao branco não são lineares. 2 Certifique-se de que o seu monitor estesteja exibindo milhares de cores ou mais. juntamente com o software pode criar perfis mais acurados porque um instrumento pode medir as cores exibidas em um monitor com muito mais precisão do que o olho humano. como um colorímetro. Isso lhe dará tempo suficiente para aquecer e produzir uma saída mais uniforme. da intensidade da exibição. Última atualização em 24/6/2011 . Substância fosforescente As substâncias que os monitores CRT utilizam para emitir luz. o uso de um dispositivo de medição. Padrões muito detalhados ou brilhantes em torno de um documento interferem na percepção precisa das cores. respectivamente. instale e use um utilitário de calibragem de monitores. use o utilitário Calibrar. Gama O brilho dos valores das tonalidades médias. Caracterizar o monitor cria simplesmente um perfil que descreve como o monitor está reproduzindo as cores no momento. Se você achar difícil ou impossível calibrar o seu monitor em relação a um padrão. A calibração do monitor envolve o ajuste das seguintes configurações de vídeo: Brilho e contraste O nível e o intervalo geral. Calibre e crie o perfis de seu monitor Ao calibrar o seu monitor. Em geral. não uma linha reta. De preferência. Se você fizer um gráfico com os valores. Diferentes fósforos têm diferentes características de cores.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 103 “Obtenha perfis personalizados para impressoras de mesa” na página 100 “Sobre áreas de trabalho de cores” na página 107 Sobre a calibração e a caracterização do monitor O software de criação de perfis pode calibrar e caracterizar o seu monitor. o utilitário de criação de perfil permite que você salve um perfil de cor. 3 Remova padrões de fundo coloridos da área de trabalho do monitor e defina para que ela exiba tons de cinza neutros. • No Mac OS. localizado na guia Preferências do sistema/Monitores/Cor. as cores que podem ou não ser exibidas no monitor e como os valores numéricos de cores em uma imagem devem ser convertidos para que essas cores sejam exibidas com precisão. eles formarão uma curva. Nota: O desempenho do monitor muda e declina com o tempo. você o está ajustando para que ele fique em conformidade com uma especificação conhecida. Ponto branco A cor e a intensidade do branco mais brilhante que o monitor pode reproduzir. O gama define o valor daquele ponto médio da curva entre o preto e o branco. pode ser pelo fato dele estar muito velho e com as cores desbotadas. ou seja. recalibre o monitor e refaça seu perfil aproximadamente uma vez por mês. que ele esteja exibindo milhões de cores ou 24 bits ou superior. Calibrar o monitor torna-o compatível com um padrão predefinido — por exemplo. 4 Siga um dos procedimentos abaixo para calibrar o monitor e criar um perfil para ele: • No Windows.

você deve salvar ou exportar o documento em um formato que suporte perfis ICC. JPEG. fazer download de perfis na Web ou criar perfis personalizados usando equipamentos profissionais de criação de perfis. reinicie os aplicativos Adobe. dependendo do aplicativo. O Acrobat anexa o perfil apropriado. conforme especificado na caixa de diálogo Converter cores. os perfis de cores são instalados quando um dispositivo é adicionado ao sistema. clique com o botão direito do mouse em um perfil e selecione Instalar perfil. Para obter instruções sobre como atribuir manualmente o perfil do monitor. A precisão desses perfis (normalmente chamados de perfis genéricos ou perfis predefinidos) variar de acordo com cada fabricante. Formato de Documento Grande ou TIFF. O nome e local exatos dessa opção variam. Altere o perfil de cores de um documento Existem bem pouquíssimas situações que exigem que você altere o perfil de cor de um documento. consulte os tópicos de conversão de cores na Ajuda do Acrobat. Photoshop EPS. Mais tópicos da Ajuda “Obtenha perfis personalizados para impressoras de mesa” na página 100 Incorpore um perfil de cores Para incorporar um perfil de cores em um documento criado no Illustrator. Última atualização em 24/6/2011 . A alteração do perfil só é recomendada para usuários experientes. Você pode alterar o perfil de cor de um documento das formas a seguir: • Atribua um novo perfil. Para obter mais informações. ao espaço de cor selecionado no PDF. Os números de cores no documento permanecem os mesmos. INDD (InDesign). 2 Selecione a opção de incorporação de perfis ICC. Instale um perfil de cor Geralmente. AI (Illustrator). Pesquise a Ajuda da Adobe para obter outras instruções. • Remova o perfil para que o documento não tenha mais o gerenciamento de cores. 1 Salve ou exporte o documento em um dos seguintes formatos de arquivo: Adobe PDF. Você também pode obter perfis de dispositivo de seu provedor de serviços. consulte o sistema de Ajuda de seu sistema operacional.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 104 A maioria dos softwares de criação de perfis atribui automaticamente o novo perfil como o perfil de monitor padrão. Isso ocorre porque o seu aplicativo atribui automaticamente o perfil de cor baseado nas configurações selecionadas na caixa de diálogo Configurações de cores. no InDesign ou no Photoshop. Depois de instalar os perfis de cores. mas o novo perfil pode alterar drasticamente a aparência das cores exibidas no seu monitor. Você também pode copiar os perfis na pasta WINDOWS\system32\spool\drivers\color. PSD (Photoshop). • No Windows. copie os perfis para a pasta /Library/ColorSync/Profiles ou para a pasta /Users/[nome do usuário]/Library/ColorSync/Profiles. As únicas ocasiões em que você deve alterar manualmente um perfil de cor é ao preparar um documento para um destino de saída diferente ou para corrigir um comportamento de diretiva que não deve mais ser implementado no documento. • No Mac OS. Incorpore um perfil de cor (Acrobat) Você pode incorporar um perfil de cor em um objeto ou em um PDF inteiro.

pesquise na Ajuda. Atribuir perfil Permite selecionar outro perfil. relativo a cores resultantes de interações de transparências na página. selecione uma das seguintes opções: Descartar (Usar área de trabalho atual) Remove o perfil existente do documento. Mais tópicos da Ajuda “Altere o perfil de cores de um documento” na página 104 Atribua ou remova um perfil de cor (InDesign) 1 Escolha Editar > Atribuir perfis. O aplicativo atribui o novo perfil ao documento sem converter cores para o espaço do perfil. Atribuia ou remova um perfil de cor (Illustrator.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 105 • (Acrobat. Selecione esta opção somente se tiver certeza de que não deseja gerenciar as cores do documento. Depois que você remover o perfil de um documento. Photoshop) 1 Escolha Editar > Atribuir perfil. Método pós-mesclagem Define o propósito de saída para a prova ou o espaço de cor final. Trabalho [modelo de cores: área de trabalho] Atribui o perfil da área de trabalho ao documento. Use esta opção quando o documento incluir objetos transparentes. 2 Selecione uma opção e clique em OK: Não efetuar o gerenciamento de cores neste documento Remove o perfil existente do documento. você pode optar por um dos quatro propósitos padrão ou por Usar o propósito das configurações de cor. Os tipos de elementos gráficos incluem as seguintes opções: Método de cor sólida Define o propósito de saída de todas as artes vetoriais (áreas sólidas de cor) nos objetos nativos do InDesign. Perfil Permite selecionar outro perfil. Método de imagem padrão Define o propósito de saída padrão para imagens bitmap inseridas no InDesign. Depois que você remover o perfil de um documento. Atribuir área de trabalho atual [área de trabalho] Atribui o perfil da área de trabalho ao documento. selecione Visualizar e clique em OK. Para obter mais informações sobre propósitos de saída. É possível cancelar essa configuração imagem por imagem. Os números de cores são alterados para preservar as aparências das cores originais. Isso pode alterar drasticamente a aparência das cores quando exibidas no seu monitor. O aplicativo atribui o novo perfil ao documento sem converter cores para o espaço do perfil. a aparência das cores será definida pelos perfis de área de trabalho do aplicativo. Photoshop e InDesign) Converta as cores do documento no espaço de cor de um perfil diferente. 4 Para visualizar os efeitos da nova atribuição de perfil no documento. Para cada tipo de elemento gráfico. 2 Para Perfil RGB e Perfil CMYK. Isso pode alterar drasticamente a aparência das cores quando exibidas no seu monitor. Última atualização em 24/6/2011 . Selecione esta opção somente se tiver certeza de que não deseja gerenciar as cores do documento. 3 Escolha um propósito de saída para cada tipo de elemento gráfico no documento. que usa o propósito de saída especificado na caixa de diálogo Configurações de cores. a aparência das cores será definida pelos perfis de área de trabalho do aplicativo e você não poderá mais incorporar um perfil ao documento.

selecione Visualizar. Mais tópicos da Ajuda “Altere o perfil de cores de um documento” na página 104 Converta cores de documentos em perfis de cores Multicanal. Última atualização em 24/6/2011 . Vínculo de dispositivo ou Abstrato (Photoshop) 1 Escolha Editar > Converter em perfil. especifique um mecanismo de gerenciamento de cores. Perfis abstratos podem ter valores LAB/XYZ para os valores de entrada e de saída. Eles são combinados no menu Perfil na exibição Básica. Abstrato Perfis que permitem efeitos de imagem personalizados. 3 Em Opções de conversão. Para obter mais informações.) 4 Para nivelar todas as camadas do documento em uma única camada após a conversão. Eles são úteis quando são necessários mapeamentos específicos de valores de dispositivo (como 100% preto). LAB e CMYK são agrupados por categoria na exibição Avançada. selecione Achatar imagem. consulte os tópicos de conversão de cores na Ajuda do Acrobat. sem usar um espaço de cor intermediário no processo. Os tipos de perfis ICC adicionais a seguir estão disponíveis no Espaço de destino: Multicanal Perfis que oferecem suporte a mais de quatro canais de cores. escolha o perfil de cor no qual você deseja converter as cores do documento. 3 Para visualizar os efeitos da conversão no documento. 2 Em Espaço de destino. Mais tópicos da Ajuda “Altere o perfil de cores de um documento” na página 104 Converta as cores do documento em outro perfil (Acrobat) Converta as cores em um PDF usando Ferramentas > Imprimir produção > Converter cores. Nota: Perfis de cors cinza. (Consulte “Opções de conversão de cores” na página 110. O documento será convertido e marcado com esse novo perfil. selecione Visualizar. Eles são úteis ao imprimir com mais de quatro tintas. RGB. 2 Clique em Avançado. o que permite a geração de um LUT personalizado para a obtenção do efeito especial desejado. 5 Para visualizar os efeitos da conversão no documento. Vínculo de dispositivo Perfis que transformam de um espaço de cor de dispositivo para outro.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 106 Mais tópicos da Ajuda “Altere o perfil de cores de um documento” na página 104 “Exiba ou altere perfis de imagens bitmap importadas (InDesign)” na página 94 Converta as cores do documento em outro perfil (Photoshop) 1 Escolha Editar > Converter em perfil. um propósito de saída e opções de ponto preto e de pontilhamento (se disponível).

selecione o arquivo que deseja carregar e clique em Abrir. Para compartilhar configurações de cores personalizadas com o Acrobat. é melhor usar uma configuração de cor predefinida testada pela Adobe Systems. selecione a categoria Gerenciamento de cores da caixa de diálogo Preferências. selecione o perfil e posicione o ponteiro sobre o nome dele. Você pode escolher perfis de área de trabalho na caixa de diálogo Configurações de cores. o aplicativo usará uma diretiva de gerenciamento de cores para determinar como tratar os dados de cores. RGB Determina o espaço de cor RGB do aplicativo. em seguida.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 107 Configurações de cor Personalize as configurações de cores Para a maioria dos fluxos de trabalho com gerenciamento de cores. Em geral. Nota: No Acrobat. Última atualização em 24/6/2011 . Na maioria dos casos. Assim ele ficará disponível na categoria Gerenciamento de cores da caixa de diálogo Preferências. Sobre áreas de trabalho de cores Uma área de trabalho é um espaço de cor intermediário usado para definir e editar cores em aplicativos Adobe. cada novo documento RGB que você criar utilizará as cores dentro da gama do Adobe RGB (1998). Por exemplo. Cada modelo de cores tem um perfil de área de trabalho associado a ele. clique em Salvar na caixa de diálogo Configurações de cores. Se você abrir um documento incorporado com um perfil de cor que não corresponda ao perfil da área de trabalho. você pode salvá-las como uma predefinição. Depois de personalizar as opções. • Para carregar uma predefinição de configurações de cores que não tenha sido salva no local padrão. Um perfil de área de trabalho funciona como o perfil de origem para documentos recém-criados que usam o modelo de cores associado. No Acrobat. Mais tópicos da Ajuda “Sobre perfis de cores ausentes e não-correspondentes” na página 108 “Opções de diretivas de gerenciamento de cores” na página 109 Opções da área de trabalho Para exibir opções da área de trabalho no Photoshop. Salvar as configurações de cores garante que você possa reutilizá-las e compartilhá-las com outros usuários ou aplicativos. você deve criar o arquivo no InDesign. Para garantir que o aplicativo exiba o nome da configuração na caixa de diálogo Configurações de cores. • Para salvar configurações de cores como uma predefinição. em vez do perfil de um dispositivo específico (como um perfil de monitor). escolha Editar > Configurações de cores. salvá-lo na pasta Configurações padrão. A descrição é exibida na parte inferior da caixa de diálogo. Caso salve o arquivo em um local diferente. Illustrator ou Photoshop e. se Adobe RGB (1998) for o perfil de área de trabalho RGB atual. a diretiva padrão é preservar o perfil incorporado. clique em Carregar na caixa de diálogo Configurações de cores. As Áreas de trabalho também determinam a aparência de cores em documentos sem marcas de formatação. é melhor escolher Adobe RGB ou sRGB. você deverá carregá-lo antes que possa selecionar a configuração. salve o arquivo no local padrão. no Illustrator e no InDesign. você não pode salvar configurações de cores personalizadas. Para exibir uma descrição de um perfil qualquer. A alteração de opções específicas só é recomendada se você tiver experiência em gerenciamento de cores e estiver muito confiante em relação às alterações que fizer. Você também pode adicionar configurações manualmente à pasta Configurações padrão.

adobe. Nota: No Photoshop.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 108 O sRGB é recomendado para preparar imagens para a Web. consulte a base de conhecimento de suporte do Photoshop em www. porque a gama do Adobe RGB inclui algumas cores imprimíveis (cianos e azuis em especial) que não podem ser definidas com o uso do sRGB. apenas esses perfis aparecem nos menus da área de trabalho. Um perfil de cor deve ser bidirecional (ou seja. É comum encontrar as seguintes exceções em seu fluxo de trabalho com gerenciamento de cores: • É possível abrir um documento ou importar dados de cores (por exemplo.com/support/products/photoshop. Os aplicativos Adobe vêm com um conjunto padrão de perfis da áreas de trabalho recomendado e testado pela Adobe Systems para a maioria dos fluxos de trabalho de gerenciamento de cores. Todos os espaços de cores CMYK dependem do dispositivo. copiando e colando ou arrastando e soltando) de um documento que não esteja marcado com um perfil. Nota: No Acrobat. O Adobe RGB é recomendado para preparar documentos para impressão. Em qualquer caso. o que significa que são baseados em combinações reais de tinta e de papel. Para obter mais informações sobre propósitos de saída. Porém. consulte a Ajuda do Acrobat. O Adobe RGB também é uma boa opção ao trabalhar com imagens de câmeras digitais profissionais. • Você pode abrir um documento ou importar dados de cores de um documento marcado com um perfil diferente da área de trabalho atual. Cinza (Photoshop) ou Tons de cinza (Acrobat) Determina o espaço de cor tons de cinza do aplicativo. alguns documentos existentes podem não usar o perfil de área de trabalho que você especificou e alguns documentos existentes podem não ter as cores gerenciadas. Sobre perfis de cores ausentes e não-correspondentes Para um documento criado recentemente. porque define o espaço de cor do monitor padrão usado para exibir imagens na Web. Isto é o que geralmente ocorre quando você abre um documento criado em um aplicativo não dá suporte ao gerenciamento de cores ou que está com o gerenciamento de cores desativado. porque a maioria dessas câmeras usa o sRGB como o espaço de cor padrão. CMYK Determina o espaço de cor CMYK do aplicativo. porque a maioria dessas câmeras usa o Adobe RGB como o espaço de cor padrão. a Adobe recomenda que você use um perfil de área de trabalho padrão em vez de criar um perfil personalizado. o documento usa o perfil de área de trabalho associado a seu modo de cor para a criação e edição de cores. Por padrão. Para obter mais informações. As áreas de trabalho CMYK fornecidas pela Adobe são baseadas em condições de impressão comercial padrão. Isso pode ocorrer quando você abre um documento que foi criado com configurações de gerenciamento de cores diferentes ou digitalizado e marcado com um perfil de scanner. você pode usar o espaço de cor em um propósito de saída incorporado em vez de um espaço de cor do documento para exibir e imprimir. Entretanto. deve conter especificações para a conversão para dentro e para fora dos espaços de cores) para que seja exibido nos menus da área de trabalho.html. Especial (Photoshop) Especifica o ganho de pontos a ser usado para exibir canais de cores especiais e de dois tons. selecione Modo avançado (Illustrator e InDesign) ou Mais opções (Photoshop). O sRGB também é uma boa opção para trabalhar com imagens de câmeras digitais ao nível de consumidor. você pode criar perfis de áreas de trabalho personalizados. o fluxo de trabalho de cores normalmente funciona de forma simples: a menos que especificado de outra maneira. o aplicativo usa uma diretiva de gerenciamento de cores para decidir como tratar os dados de cores no documento. Para exibir outros perfis de cores instalados em seu sistema. Última atualização em 24/6/2011 .

você pode optar em atribuir o perfil de área de trabalho atual ou um perfil diferente. dependendo das opções definidas na caixa de diálogo Configurações de cores. No InDesign. • Ajustar o documento ou os dados de cores importados. Uma exceção é se você destver preocupado em preservar números CMYK. o aplicativo poderá exibir uma mensagem de aviso. Você pode escolher diretivas diferentes para imagens RGB e CMYK e pode especificar quando deseja que as mensagens de aviso apareçam. Ao importar dados de cores. ao abrir um documento sem um perfil de cor. mas em geral você tem as seguintes opções: • (Recomendado) Deixar o documento ou os dados de cores importados como estão. Para exibir as opções de diretivas de gerenciamento de cores. Selecione esta opção se você deseja descartar qualquer metadado de cores fornecido pelo criador do documento original. selecione Preservar números (Ignorar perfis vinculados). Os avisos de perfil estão desativados por padrão. As mensagens de aviso variam entre aplicativos. Escolha entre as seguintes opções: • Preservar perfis incorporados Sempre preservar perfis de cores incorporados ao abrir arquivos. A descrição é exibida na parte inferior da caixa de diálogo. mas ainda permite usar o gerenciamento de cores para exibir cores com precisão em aplicativos Adobe. Selecione esta opção se você deseja garantir o gerenciamento de cores apropriado dos documentos de acordo com cada caso. Selecione esta opção se você deseja garantir o gerenciamento de cores apropriado das cores coladas de acordo com cada caso. escolha Editar > Configurações de cores. você pode optar em converter as cores para a área de trabalho atual para preservar sua aparência. Por exemplo. Por exemplo. você pode cancelar essa diretiva de acordo com o objeto escolhendo Objeto > Configurações de cores da imagem. Você terá a opção de cancelar o comportamento padrão da diretiva. CMYK e Cinza (A opção Cinza está disponível somente no Photoshop. • Desativado Ignora perfis de cores incorporados ao abrir arquivos e importar imagens e não atribui o perfil de área de trabalho a novos documentos. deixar o documento sem um perfil de cor (se não houver um) ou preservar os números de dados de cores colados. você pode optar em descartar o perfil ou converter as cores para a área de trabalho atual. mas você pode ativá-los para garantir o gerenciamento de cores do documento adequado de acordo com cada caso. • Preservar números (Ignorar perfis vinculados) Esta opção está disponível para CMYK no InDesign e no Illustrator. Perfis não-correspondentes: perguntar ao colar Exibe uma mensagem sempre que o perfil de cores não corresponder às cores importadas para um documento por meio de colagem ou com o recurso arrastar e soltar. Preserva números de cores ao abrir arquivos e importar imagens. Essa é a opção recomendada para a maioria dos fluxos de trabalho porque fornece um gerenciamento de cores consistente. Selecione esta opção se você deseja usar um fluxo de trabalho CMYK seguro. selecione-a e posicione o ponteiro sobre nome da diretiva.) Especifica uma diretiva a ser seguida ao trazer cores para a área de trabalho atual (abrindo arquivos ou importando imagens para o documento atual). você pode optar em usar o perfil incorporado (se houver). Selecione esta opção se desejar forçar todas as cores a usar um único perfil (o perfil de área de trabalho atual). RGB. Ao abrir um documento com um perfil de cor não-correspondente. Última atualização em 24/6/2011 . nesse caso. Você terá a opção de cancelar o comportamento padrão da diretiva. • Converter em área de trabalho Converte cores no perfil de área de trabalho atual ao abrir arquivos e importar imagens. Opções de diretivas de gerenciamento de cores Uma diretiva de gerenciamento de cores determina como o aplicativo trata os dados de cores quando você abre um documento ou importa uma imagem.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 109 Se o perfil estiver ausente ou se for correspondente à área de trabalho. Perfis não-correspondentes: perguntar ao abrir Exibe uma mensagem sempre que você abrir um documento marcado com um perfil diferente da área de trabalho atual. Para exibir a descrição de uma diretiva.

que foi testado pela Adobe Systems para atender aos padrões da indústria. Utilizar pontilhamento (Photoshop) Controla se as cores devem ser pontilhadas na conversão de imagens de 8 bits por canal entre espaços de cores. No Acrobat. Para exibir as opções de conversão. Você terá a opção de cancelar o comportamento padrão da diretiva. Selecione esta opção se você deseja garantir o gerenciamento de cores apropriado dos documentos de acordo com cada caso. Propósitos de saída diferentes utilizam regras diferentes para determinar como as cores de origem são ajustadas. escolha Editar > Configurações de cores e selecione Modo avançado (Illustrator e InDesign) ou Mais opções (Photoshop). as cores que se encaixam na gama de destino podem permanecer inalteradas ou podem ser ajustadas para preservar a escala original de relações visuais quando são convertidas para uma gama de destino menor. Selecione essa opção se você planeja usar a compensação de ponto preto ao imprimir (recomendado na maioria das situações). InDesign) Especifica o propósito de saída usado para converter um espaço de cor em outro. A descrição é exibida na parte inferior da caixa de diálogo. Propósito (Photoshop. Color Management Module) usado para mapear a gama de um espaço de cor para a gama de outro. o Photoshop combina as cores no espaço de cor de destino para simular uma cor ausente que existia no espaço de origem. Para a maioria dos usuários. é melhor usar o propósito de saída padrão para a configuração de cor selecionada. Usar compensação de ponto preto Garante que os detalhes de sombras na imagem sejam preservados simulando o intervalo dinâmico completo do dispositivo de saída. Sobre propósitos de saída Um propósito de saída determina como um sistema de gerenciamento de cores trata a conversão de cores entre dois espaços de cores. o propósito de saída padrão será o Perceptivo. Essa opção reflete o gerenciamento de cores padrão no After Effects. Por exemplo. se você escolher uma configuração de cor da América do Norte ou da Europa. Illustrator. As diferenças entre os propósitos de saída são aparentes apenas quando você imprime um documento ou o converte para uma área de trabalho diferente. ele também pode resultar em tamanhos de arquivos maiores quando as imagens são compactadas para uso na Web. selecione a opção e posicione o ponteiro sobre o nome da opção. A alteração dessas opções é recomendável somente se você tiver experiência em gerenciamento de cores e estiver muito confiante em relação às alterações que fizer. Mecanismo Especifica o Módulo de gerenciamento de cores (CMM. Última atualização em 24/6/2011 . selecione a categoria Gerenciamento de cores da caixa de diálogo Preferências. Em geral. Alguns perfis produzem resultados idênticos para propósitos de saída diferentes. o propósito de saída padrão será o Colorimétrico relativo. Para exibir uma descrição de uma opção de mecanismo ou de propósito.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 110 Perfis ausentes: perguntar ao abrir Exibe uma mensagem sempre que você abre um documento não marcado. o mecanismo padrão Adobe (ACE) atende a todas as necessidades de conversão. Por exemplo. Ao selecionar a opção Utilizar pontilhamento. O resultado da escolha de um propósito de saída dependerá do conteúdo gráfico dos documentos e dos perfis utilizados para especificar espaços de cores. Embora o pontilhamento ajude a reduzir a aparência em blocos ou em bandas de uma imagem. Se você escolher uma configuração de cor para o Japão. Compensar para perfis com acabemento de cena (Photoshop) Compara o contraste de vídeo ao converter da cena par perfis de saída. Opções de conversão de cores As opções de conversão de cores permitem controlar como o aplicativo trata as cores de um documento à medida que passa de um espaço de cor para outro.

Nota: Quando você seleciona Mesclar cores RGB utilizando gama. Esse propósito é adequado para imagens fotográficas com várias cores fora da gama. Quando essa opção é cancelada. embora os próprios valores de cores possam ser alterados. Mesclar cores RGB utilizando gama Controla como as cores RGB se misturam para produzir dados compostos (por exemplo. Entretanto. as cores RGB são mescladas no espaço de cor correspondente ao gama especificado. É o propósito de saída padrão da indústria de impressão japonesa. Colorimétrico absoluto Não altera as cores contidas na gama de cores de destino. Nenhum redimensionamento de cores para o ponto branco de destino é realizado. Esse propósito visa manter a precisão das cores às custas da preservação das relações entre elas e é adequado para a realização de provas para simular a saída de um dispositivo específico. como gráficos ou diagramas. Saturação Tenta produzir cores vivas em uma imagem às custas da precisão das cores. O método de renderização Colorimétrico relativo preserva uma quantidade maior das cores originais da imagem em comparação ao Perceptivo. Colorimétrico relativo Compara o realce extremo do espaço de cor de origem com o do espaço de cor de destino e altera todas as cores conforme necessário. Esse propósito de saída é especialmente útil para visualizar como a cor do papel afeta as cores impressas. É o método de renderização padrão para impressão na América do Norte e na Europa. As cores fora da gama são alteradas para a cor mais próxima que pode de ser reproduzida no espaço de cor de destino. Esse propósito de saída é adequado para elementos gráficos comerciais. Controles avançados no Photoshop No Photoshop. os documentos em camadas terão uma aparência diferente se exibidos em aplicativos que não sejam o Photoshop. isso gera uma falta de correspondência entre a exibição no monitor e na saída.CREATIVE SUITE 5 Gerenciamento de cores 111 Você pode selecionar um propósito de saída ao definir opções de conversão de cores para o sistema de gerenciamento de cores. as cores RGB são mescladas diretamente no espaço de cor do documento. As cores fora de gama são cortadas. quando você mistura ou pinta camadas usando o modo Normal). Quando essa opção é selecionada. Última atualização em 24/6/2011 . onde as cores saturadas com brilho são mais importantes do que a relação exata entre cores. Um gama de 1. Quando a seleção dessa opção é cancelada. Remover saturação de cores do monitor em Determina a necessidade de remover a saturação de cores pela quantidade especificada quando exibidas no monitor.00 é considerado “colorimetricamente correto” e deve gerar a menor quantidade de efeitos de aresta. essa opção pode ajudar a visualizar o intervalo completo de espaços de cores com gamas maiores que as do monitor. para as cores do teste do monitor e ao imprimir arte-final: Perceptivo Visa preservar a relação visual entre as cores de forma para que ela seja percebida como natural ao olho humano. você exibe os controles avançados para o gerenciamento de cores escolhendo Editar > Configurações de cores e selecionando Mais opções. Quando selecionada. cores distintas na imagem podem ser exibidas como uma única cor.

é possível especificar a qualidade da imagem. Salvar como e Processador de imagens do Photoshop No Photoshop. Também é possível especificar a transparência e o fosco. Esse arquivo conterá todas as informações necessárias para exibir a imagem em um navegador da Web. modificar as configurações de otimização para selecionar a combinação mais adequada de configurações. Última atualização em 24/6/2011 . Ao salvar um arquivo otimizado utilizando o comando Salvar para a Web e dispositivos. selecionar opções para controlar o pontilhamento e redimensionar a imagem para dimensões de pixel especificadas ou para determinada porcentagem do tamanho original. Salvar para a Web e dispositivos É possível usar os recursos de otimização na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos para visualizar imagens otimizadas em diferentes formatos de arquivo e com atributos de arquivo diferentes. geralmente é preciso conciliar a qualidade de exibição e o tamanho do arquivo da imagem.Visão geral Use a caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos (Arquivo > Salvar para a Web e dispositivos) para selecionar opções de otimização e visualizar a arte-final otimizada. links e animações — adicionados ao arquivo não são preservados. é possível usar o comando Salvar como para salvar uma imagem como um arquivo GIF. a transparência ou a aparência fosca do fundo.112 Capítulo 6: Salvar para a Web e dispositivos Otimização de imagens Sobre a otimização Ao preparar imagens para a Web e para outras mídias on-line. Você pode usar o Processador de imagens para redimensionar e converter o perfil de cor das imagens em sRGB padrão da Web. durante a visualização. Também é possível usar o Processador de imagens do Photoshop para salvar cópias de uma pasta de imagens em formato JPEG. a exibição de cores e o método de download. você pode escolher gerar um arquivo HTML para a imagem. Dependendo do formato do arquivo. Entretanto. É possível visualizar simultaneamente várias versões de uma imagem e. Salvar para a Web e dispositivos . os recursos da Web — como fatias. JPEG ou PNG.

CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 113 A C B D E F G H I Caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos (Versão do Photoshop) A. Até 4 Exibe quatro versões da imagem lado a lado. Otimizado Exibe a imagem com as configurações de otimização atuais aplicadas. Menu pop-up Otimizar D. • Selecione a ferramenta Mão (ou mantenha a barra de espaço pressionada) e arraste na área de visualização para se deslocar pela imagem. Também é possível digitar um percentual de ampliação ou escolher um na parte inferior da caixa de diálogo. Imagem otimizada Visualização de imagens na caixa de diálogo ❖ Clique em uma guia na parte superior da área da imagem para selecionar uma opção de exibição: Original Exibe a imagem sem otimização. Imagem original I. Caixa de texto Zoom G. A ferramenta Zoom pode ser usada para ampliar ou reduzir a visualização. Controles de animação (somente no Photoshop) F. • Selecione a ferramenta Zoom e clique em uma visualização para aplicar mais zoom. Menu pop-up Tabela de cores E. use a ferramenta Mão para apresentar outra área na visualização. Última atualização em 24/6/2011 . mantenha a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) pressionada e clique em uma visualização para aplicar menos zoom. Opções de exibição B. Navegação na caixa de diálogo Se a arte-final inteira não estiver visível na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. Menu Visualizar no navegador H. Até 2 Exibe duas versões da imagem lado a lado. Caixa de ferramentas C.

selecione uma ou mais que deseje otimizar. Ao trabalhar no modo Até 4. É possível escolher uma velocidade de modem no menu popup Visualizar. Isso garante que as cores visualizadas na imagem otimizada serão apresentadas da mesma forma em navegadores diferentes. Cor do monitor Não faz ajustes no gama da imagem. selecione-a e.5 e versões anteriores. O comentário da imagem original mostra o nome e o tamanho do arquivo. 7 (somente no Photoshop) No menu Metadados. você pode visualizar a aparência das suas imagens em sistemas com diferentes valores de gama e efetuar ajustes de gama nessas imagens para compensar. Caso selecione Até 4. ❖ Escolha uma das opções a seguir usando o menu pop-up Visualizar da caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. gerar automaticamente versões da imagem com qualidade mais baixa.2 usado pelo Windows e pelo Mac OS 10. 6 Ao otimizar uma imagem com um perfil de cor incorporado diferente de sRGB. o tamanho do arquivo otimizado e o tempo estimado de download usando a velocidade de modem selecionada. No Photoshop. escolha Original no menu Predefinição. 5 Ajuste as configurações de otimização até estar satisfeito com a relação entre a qualidade da imagem e o tamanho do arquivo. 3 (Opcional) Se a imagem tiver várias fatias. Usar perfil do documento Ajusta o gama para corresponder. em um documento gerenciados por cores. depois de alterar as configurações de otimização. selecione que metadados devem ser salvos com o arquivo otimizado.) Os metadados são totalmente compatíveis com o formato de arquivo JPEG e parcialmente compatíveis com os arquivos GIF e PNG. 2 Clique em uma guia na parte superior da caixa de diálogo para selecionar uma opção de exibição: Otimizado. 4 Selecione uma configuração de otimização predefinida no menu Predefinição ou defina opções individuais de otimização. Ativar uma opção de visualização não afeta a saída da imagem final. em seguida. clique na visualização que deseja otimizar. otimize todas elas. Visualização do gama da imagem com diferentes valores O valor do gama do monitor de um computador faz com que uma imagem pareça mais clara ou mais escura em um navegador da Web.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 114 Visualização das informações da imagem otimizada e do tempo de download A área de comentários abaixo de cada imagem da caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos oferece informações sobre a otimização. Se a imagem tiver várias fatias.8 usado pelo Mac OS 10. Otimização de imagens para a Web 1 Escolha Arquivo > Salvar para a Web e dispositivos. A opção Converter em sRGB é selecionada por padrão. O comentário da imagem otimizada mostra as opções de otimização atuais. Macintosh legado (Sem gerenciamento de cores) Simula o gama padrão de 1. Para restaurar uma visualização otimizada à versão original. As opções disponíveis variam conforme o formato de arquivo selecionado. escolha Ocupar novamente visualizações no menu Otimizar para. Até 2 ou Até 4.6 e versões posteriores. Última atualização em 24/6/2011 . a qualquer perfil de documento anexado. Windows (Sem gerenciamento de cores) Simula o gama padrão de 2. converta as cores da imagem em sRGB antes de salvá-la para uso na Web. A cor do monitor é a configuração padrão. (Escolha Arquivo > Informações do arquivo para visualizar ou inserir metadados de documentos.

pressione Alt/Option e clique em Lembrar.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 115 Nota: Os metadados de saída estão em conformidade com os padrões do Metadata Working Group. somente arquivos de imagem ou somente um arquivo HTML. cidade. Para redefinir as configurações de otimização com a última versão salva. país. Produz o menor tamanho de arquivo. estado/província. Copyright Salva avisos de copyright. siga estes procedimentos e depois clique em Salvar: • Digite um nome de arquivo e selecione um local para o(s) arquivo(s) resultante(s). e-mail(s). comprimento focal. Dessa forma. exceto dados EXIF sobre configurações de câmera. status de copyright e URL com informações de copyright. 1 Defina as opções de otimização conforme desejado e escolha Salvar configurações no menu da paleta Otimizar. 8 Clique em Salvar. 9 Na caixa de diálogo Salvar otimizado como. com as configurações nomeadas predefinidas. • Selecione uma opção de formato para especificar que tipos de arquivo você deseja salvar: um arquivo HTML e arquivos de imagem. • (Opcional) Defina as configurações de saída de arquivos HTML e de imagem. Se um conjunto nomeado ou predefinido for editado. padrão de medição e uso do flash. o menu Predefinição exibirá o termo “Sem nome”. consulte www. As configurações salvas são exibidas no menu pop-up Predefinição. CEP. Para manter as mesmas configurações na próxima vez em que abrir a caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. Para assistir a um vídeo sobre como salvar arquivos para a Web no Illustrator. endereço.adobe. 2 Nomeie as configurações e salve-as na pasta apropriada: Photoshop (Windows XP) Document and Settings\[Nome de usuário]\Application Data\Adobe\Adobe Photoshop CS5\Optimized Settings Última atualização em 24/6/2011 . alguns metadados JPEG são armazenados nos formatos EXIF e IIM e não no formato XMP. Todos exceto as informações de câmera Salva todos os metadados. Informações de contato e direitos autorais Salva todas as informações de copyright e as seguintes informações: criador. compensação de exposição. selecione uma opção de salvamento no menu Fatias: Todas as fatias ou Fatias selecionadas. cargo do criador. • Se a imagem tiver várias fatias. Mais tópicos da Ajuda Vídeo sobre como salvar para a Web no Illustrator “Opções de otimização de imagens gráficas da Web” na página 118 “Visualização de imagens otimizadas no navegador da Web” na página 118 “Definição de opções de saída” na página 130 Salvamento ou exclusão de predefinições de otimização As configurações de otimização podem ser salvas como um conjunto nomeado e aplicadas a outras imagens. pressione Alt (Windows) ou Option (Mac OS) e clique em Redefinir. termos de uso de direitos. como velocidade do obturador. telefone(s) e site(s). Tudo Salva todos os metadados do arquivo. Nenhum Nenhum metadado salvo (exceto para aviso de direitos autorais EXIF em arquivos JPEG).com/go/vid0063_br. data e hora.

(à direita • Para desvincular uma fatia. 3 (Opcional) Selecione as fatias que deseja otimizar e o formato de arquivo desejado. 5 Digite o tamanho de arquivo desejado. no menu Otimizar (à direita do menu Predefinição). clique no botão Alternar visibilidade de fatias . selecione-a e. clique em uma fatia para selecioná-la. Trabalho com fatias na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos Se a imagem tiver várias fatias. escolha Desvincular todas as fatias.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 116 (Windows Vista) Usuários\[Nome de usuário]\AppData\Roaming\Adobe\Adobe Photoshop CS5\Optimized Settings (Mac OS) Usuários/[Nome de usuário]/Library/Preferences/Adobe Photoshop CS5 Settings/Optimized Settings Illustrator (Windows XP) Document and Settings\[Nome de usuário]\Application Data\Adobe\Adobe Illustrator CS5 Settings\[Idioma]\Save for Web Settings\Optimize (Windows Vista) Users\[Nome de usuário]\AppData\Roaming\Adobe\Adobe Illustrator CS5 Settings\[Idioma]\Save for Web Settings\Optimize (Mac OS) Usuários/[Nome de usuário]/Library/ApplicationSupport/Adobe/Adobe Illustrator CS5/[Idioma]/Save for Web Settings/Optimize Nota: Se as configurações forem salvas em outro local. 4 Selecione Otimizar para tamanho de arquivo. 6 Selecione uma opção Iniciar com: Configurações atuais Usa o formato atual de arquivo. Clique ou arraste com a tecla Shift pressionada para selecionar várias fatias. Caso selecione Até 4. • Para vincular fatias. especifique as que devem ser otimizadas. fatias não selecionadas ficam desativadas. O ícone de vínculo é exibido nas fatias vinculadas. As fatias vinculadas nos formatos GIF e PNG-8 compartilham uma paleta de cores e um padrão de pontilhamento para evitar o aparecimento de interrupções entre as fatias. • Para selecionar fatias na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. no menu Otimizar. selecione duas ou mais fatias e escolha Vincular fatias no menu pop-up Otimizar do menu Predefinição). escolha Desvincular fatia. escolha a ferramenta Seleção de fatia e. Até 2 ou Até 4. selecione-a no menu Predefinição e. É possível aplicar configurações de otimização a fatias adicionais. 3 Para excluir uma predefinição. 2 Clique em uma guia na parte superior da caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos para selecionar uma opção de exibição: Otimizado. • Para mostrar ou ocultar todas as fatias. • Para desvincular todas as fatias de uma imagem. no menu pop-up Otimizar. elas não estarão disponíveis no menu pop-up Predefinição. em seguida. Última atualização em 24/6/2011 . selecione Excluir configurações. • Para visualizar opções de fatias na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. Compactação de gráficos da Web em um tamanho específico de arquivo 1 Escolha Arquivo > Salvar para a Web e dispositivos. Esse procedimento não afeta a cor da imagem final. vinculando-as. Seleção Automática GIF/JPEG Seleciona automaticamente o formato ideal de acordo com o conteúdo da imagem. selecione a ferramenta Seleção de fatia e clique duas vezes em uma fatia. Nota: Na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. no menu pop-up Otimizar. escolha a visualização que deseja otimizar.

Geração de camadas CSS para elementos gráficos da Web É possível usar camadas na arte-final do Illustrator para gerar camadas CSS no arquivo HTML resultante.Visão geral” na página 112 “Otimização de imagens para a Web” na página 114 Última atualização em 24/6/2011 . Suavização de serrilhado (somente no Illustrator) Remove bordas irregulares na arte-final aplicando a suavização do serrilhado. 2 Defina estas opções adicionais: Limitar proporções Mantém as proporções atuais entre a largura e a altura dos pixels. 1 Clique na guia Tamanho da imagem. Usando o Adobe GoLive. Mais tópicos da Ajuda “Salvar para a Web e dispositivos . 3 Selecione uma camada no menu pop-up Camada e defina as seguintes opções conforme desejado: Visível Cria uma camada CSS visível no arquivo HTML resultante. A paleta Camadas na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos permite controlar as camadas de nível superior na arte-final que serão exportadas como camadas CSS e se as camadas exportadas serão visíveis ou invisíveis. é possível redimensionar uma imagem para dimensões em pixel especificadas ou para uma porcentagem do tamanho original. Qualquer arte-final fora do limite da Tela de pintura será excluída. Nota: Nenhum dos recursos na paleta Tamanho da imagem está disponível para formatos de arquivo SWF e SVG. Geralmente. é possível animar uma camada CSS e usar as ações JavaScript incorporadas para criar efeitos interativos. exceto Recortar para tela de pintura. a cada fatia da imagem ou a todas as fatias. Recortar para tela de pintura (somente no Illustrator) Recorta o tamanho da arte-final para corresponder ao limite da Tela de pintura do documento. Oculta Cria uma camada CSS oculta no arquivo HTML resultante. Redimensionamento da arte-final durante a otimização Na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 117 7 Selecione uma opção Usar. na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. para indicar se quer aplicar o tamanho especificado de arquivo somente à fatia atual. Uma camada CSS é um elemento que tem uma posição absoluta e pode se sobrepor a outros elementos em uma página da Web. Clique em OK. 3 Digite novas dimensões em pixels ou especifique uma porcentagem para qual a imagem deve ser redimensionada e clique em Aplicar. Qualidade (Somente no Photoshop) Especifica o método de interpolação. Bicúbica mais nítida produz resultados melhores na redução do tamanho da imagem. As camadas CSS são equivalentes às camadas do GoLive. A exportação de camadas CSS é útil quando você planeja criar efeitos dinâmicos em uma página da Web. 1 Clique na guia Camadas na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. 2 Selecione Exportar como camadas CSS.

Salvar um arquivo em e-mail 1 Escolha Arquivo > Salvar para a Web e dispositivos. Clique novamente em Salvar. Opções de otimização JPEG JPEG é o formato padrão para a compactação de imagens de tons contínuos. a qualidade da imagem. Para e-mail. ou seja. as especificações de compactação e outras informações de HTML da imagem. o tamanho do arquivo. Na caixa de diálogo Navegadores. Os formatos vetorias podem também incluir dados rasterizados. selecione Editar lista no menu pop-up do navegador. 4 Na área Tamanho da imagem. clique no ícone do navegador. Nos outros. • Para selecionar um navegador diferente. editar ou remover um navegador em um menu pop-up. é possível arrastar o arquivo para o corpo da mensagem. JPEG. A otimização de imagens para o formato JPEG baseia-se na compactação com perdas. • Para visualizar uma imagem no navegador da Web padrão. A visualização do navegador exibe a imagem com a legenda relacionando o tipo de arquivo. Opções de otimização de imagens gráficas da Web Formatos de elementos gráficos da Web Os formatos de elementos gráficos da Web podem ser bitmap (rasterizado) ou vetorial. Em seguida. Os formatos bitmap (GIF. É possível exportar de Salvar para a Web e dispositivos para SVG e SWF somente no Adobe Illustrator. Envie o arquivo por e-mail. selecione Apenas imagens. como fotografias. serão alteradas em diferentes resoluções de monitor. Em alguns programas de e-mail. 2 Clique na guia Otimizar. Digite um nome de arquivo e um local onde salvar o arquivo. 5 Clique em Salvar. clique no ícone do elo de corrente à direita das caixas L e A para manter as proporções da imagem. que descarta os dados seletivamente. selecione Outro no menu pop-up do navegador (ao lado do ícone do navegador). Use um tamanho menor caso o destinatário tenha uma conexão lenta de Internet. é possível encontrar todos os navegadores no computador e definir o navegador padrão para visualizar a imagem. as dimensões em pixels. Em Formato. possivelmente. Os formatos vetoriais (SVG e SWF) não dependem da resolução e podem ser ampliados ou reduzidos sem perdas na qualidade da imagem. na parte inferior da caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 118 Visualização de imagens otimizadas no navegador da Web É possível visualizar uma imagem otimizada em qualquer navegador instalado em seu sistema a partir da caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos (Arquivo > Salvar para a Web e dispositivos). • Para adicionar. 400 pixels é um bom tamanho. na parte superior da caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. use o comando Anexar ou Inserir. PNG e WBMP) dependem da resolução. digite uma largura. Última atualização em 24/6/2011 . as dimensões de uma imagem de bitmap e. 3 Escolha JPEG baixo no menu Predefinição.

uma boa opção é salvar o arquivo de origem em seu formato original (por exemplo. Menu Otimizar Qualidade Determina o nível de compactação. Nota: As opções Cor do primeiro plano e Cor do fundo estão disponíveis somente no Photoshop. C A B Configurações de otimização para JPEG (Versão do Photoshop) A. O formato JPEG otimizado é recomendado para se obter a maior compactação possível do arquivo. Mais tópicos da Ajuda “Otimização de imagens para a Web” na página 114 Última atualização em 24/6/2011 . Fosco Especifica uma cor de preenchimento para pixels que eram transparentes na imagem original. Esta opção aplica um efeito idêntico ao do filtro Desfoque Gaussiano e permite que o arquivo seja mais compactado. permitindo que os usuários visualizem uma versão da imagem em baixa resolução antes da conclusão do download. Branco. Nota: JPEGs progressivos requerem mais memória RAM para serem visualizados e não são compatíveis com alguns navegadores. Otimizado Cria um JPEG otimizado com um arquivo levemente menor.1 a 0. usar uma configuração de alta qualidade gera um arquivo maior do que se for usada uma configuração de baixa qualidade. Preto ou Outro (para usar o seletor de cores). Photoshop . gerando um arquivo menor. maior a quantidade de detalhes preservados pelo algoritmo de compactação. Recomenda-se uma configuração de 0. enquanto os pixels que eram parcialmente transparentes na imagem original são mesclados com a cor selecionada. Os pixels que eram totalmente transparentes na imagem original são preenchidos com a cor selecionada. Incorporar perfil de cores (Photoshop) ou Perfil ICC (Illustrator) Preserva os perfis de cores no arquivo otimizado. Cor do primeiro plano. Entretanto. Alguns navegadores usam perfis de cores para correção de cores. A imagem aparece como uma série de sobreposições.PSD). Cor do fundo. Menu Formato de arquivo B. Visualize a imagem otimizada com várias configurações de qualidade para determinar o melhor equilíbrio entre qualidade e tamanho de arquivo. Progressivo Exibe progressivamente a imagem no navegador da Web.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 119 Nota: Como os dados da imagem são perdidos durante o salvamento de um arquivo no formato JPEG. Menu Qualidade de compactação C. Clique na amostra de cor Fosco para selecionar uma cor no seletor de cores ou selecione uma opção no menu Fosco: Cor do conta-gotas (para usar a cor na caixa de amostra do conta-gotas). caso você planeje fazer outras edições no arquivo ou criar versões JPEG adicionais.5. A opção Progressivo requer o uso do formato JPEG otimizado. Quanto maior a configuração de Qualidade. Desfoque Especifica a intensidade de desfoque a ser aplicado à imagem. mas alguns navegadores mais antigos não aceitam esse recurso.

também é possível ajustar o número de cores na tabela de cores da imagem. A opção Perda pode reduzir o tamanho do arquivo de 5% a 40%. Consulte “Personalização da tabela de cores para imagens GIF e PNG-8” na página 124. mas que favorece áreas amplas de cores e a preservação de cores da Web. como linha de arte. podendo exibir até 256 cores. • Seletivo Cria uma tabela de cores semelhante à tabela de cores Perceptual. uma imagem contendo apenas as cores azul e verde produz uma tabela de cores formada principalmente de azuis e verdes. Uma configuração mais alta de Perda resulta no descarte de mais dados. ele tem uma paleta de cores personalizada. A maioria das imagens concentra cores em áreas específicas do espectro. algumas vezes. Método de Redução de Cor e Cores Especifica um método para gerar a tabela de busca de cores e o número desejado de cores na tabela. (Esta paleta também é denominada paleta segura para a Web. o aplicativo escolhe a mais próxima na tabela ou simula essa cor usando uma combinação das cores disponíveis.) A paleta da Web pode criar arquivos maiores e é recomendada somente quando a prioridade é evitar o pontilhamento do navegador. preservando detalhes de nitidez. • Limitado (Web) Usa a tabela de cores padrão de 216 cores. obtendo amostras das cores do espectro predominante na imagem. o PNG-8 compacta eficientemente áreas sólidas de cor. Menu Formato de arquivo B. • Adaptável Cria uma tabela de cores personalizada. essa tabela de cores produz imagens com a maior integridade de cores. Por exemplo. de até 50% sem prejudicar a imagem. Nota: Não é possível usar a opção Perda com a opção Entrelaçado ou com os algoritmos de Ruído ou Pontilhamento padrão. logotipos ou ilustrações com texto. Menu Otimizar Perda (somente para GIF) Reduz o tamanho do arquivo descartando dados seletivamente. D A B C Configurações de otimização para GIF (Versão do Photoshop) A. Selecione um dos seguintes métodos de redução de cor: • Perceptivo Cria uma tabela personalizada de cores. Se uma das cores da imagem original não aparece na tabela de busca de cores. dando prioridade a cores às quais o olho humano é mais sensível. O processo de determinar as cores a serem usadas chama-se indexação. por isso as imagens nos formatos GIF e PNG-8 às vezes são chamadas de imagens de cores indexadas. Menu Algoritmo de redução de cor C. Menu algoritmo de pontilhamento D.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 120 Opções de otimização GIF e PNG-8 GIF é o formato padrão para compactação de imagens com cores uniformes e detalhes bem definidos. uma tabela de busca de cores é criada para armazenar e indexar as cores na imagem. Para converter uma imagem em cores indexadas. Esta opção garante que nenhum pontilhamento do navegador seja aplicado às cores quando a imagem é exibida usando cores de 8 bits. Da mesma forma que o formato GIF. Seletivo é a opção padrão. Os arquivos PNG-8 e GIF têm suporte a cores de 8 bits. Além das opções a seguir. É possível aplicar um valor de Perda de 5% a 10% e. • Personalizada Usa uma paleta de cores criada ou modificada pelo usuário. Geralmente. Quando se abre um arquivo GIF ou PNG-8 existente. Última atualização em 24/6/2011 . comum às paletas de 8 bits (256 cores) do Windows e do Mac OS.

geralmente menos perceptível do que o pontilhamento Padrão. Windows Use uma paleta de cores definida. mas também pode aumentar o tamanho do arquivo. • Para preencher pixels totalmente transparentes com a cor selecionada e mesclar pixels parcialmente transparentes com a mesma cor. Branco. Transparência e fosco Determina como serão otimizados os pixels transparentes da imagem. • Ruído Aplica um padrão aleatório semelhante ao método de pontilhamento por Difusão. Tons de cinza. use a paleta Tabela de cores da caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. Mac OS. Preto ou Outro (para usar o seletor de cores). selecione uma cor fosca e cancele a seleção de Transparência. Cor do fundo. Nota: As opções Cor do primeiro plano e Cor do fundo estão disponíveis somente no Photoshop. Já as imagens com cor de tom contínuo (principalmente degradês de cor) podem requerer pontilhamento para evitar bandas de cor. mas sem difundir o padrão pelos pixels adjacentes. utilize a menor porcentagem de pontilhamento que forneça os detalhes de cor desejados. O pontilhamento refere-se ao método de simulação de cores não disponíveis no sistema de exibição de cores do computador. • Para selecionar uma cor fosca. Imagem GIF com pontilhamento de 0% (à esquerda) e com pontilhamento de 100% (à direita) Selecione um dos seguintes métodos de pontilhamento: • Difusão Aplica um padrão aleatório. • Para tornar os pixels totalmente transparentes e mesclar pixels parcialmente transparentes com uma cor. selecione Transparência e selecione uma cor fosca. Última atualização em 24/6/2011 . Uma porcentagem maior de pontilhamento cria a aparência de mais cores e detalhes em uma imagem. selecione uma opção no menu Fosco: Cor do conta-gotas (para usar a cor na caixa de amostra do contagotas). Os efeitos do pontilhamento são difundidos entre os pixels adjacentes. • Preto-e-branco. Cor do primeiro plano. clique na amostra de cor Fosco e selecione uma cor no seletor de cores. Para obter a compactação ideal.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 121 Para personalizar a tabela de busca de cores. • Padrão Aplica um padrão de quadrados de meio-tom para simular todas as cores que não estejam na tabela de cores. O método de pontilhamento de Ruído não apresenta interrupções. Método de pontilhamento e pontilhado Determina o método e a intensidade da aplicação do pontilhamento. Como alternativa. Imagens contendo principalmente cores sólidas podem funcionar bem sem pontilhamento.

geralmente menos perceptível do que o pontilhamento Padrão. Com o algoritmo de Ruído. Imagem original B. mas sem difundir o padrão pelos pixels adjacentes. Se selecionar este algoritmo. Transparência selecionada com cor fosca C. Os efeitos do pontilhamento são difundidos entre os pixels adjacentes. especifique uma porcentagem de Pontilhamento para controlar a quantidade de pontilhamento aplicada à imagem. • Pontilhamento de transparência por difusão aplica um padrão aleatório.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 122 A B C D Exemplos de transparência e fosco A. Transparência cancelada com cor fosca Pontilhamento de transparência Quando a opção Transparência está selecionada. é possível escolher um método de pontilhamento de pixels parcialmente transparentes: • A opção Sem pontilhamento de transparência não aplica pontilhamento a pixels parcialmente transparentes na imagem. • Pontilhamento de transparência de ruído aplica um padrão aleatório semelhante ao algoritmo Por Difusão. não aparecem interrupções. Exemplo de pontilhamento de Transparência padrão (à esquerda) e aplicado a um fundo de página da Web (à direita) Última atualização em 24/6/2011 . • Pontilhamento de Transparência Padrão aplica um padrão de quadrados de meio-tom a pixels parcialmente transparentes. Transparência selecionada sem aparência fosca D.

Preto ou Outro (para usar o seletor de cores). A tabela de cores da fatia selecionada é exibida na tabela de cores Salvar para a Web e dispositivos. Use as opções Transparência e Fosco na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos para especificar como os pixels em imagens GIF e PNG são otimizados. Nota: As opções Cor do primeiro plano e Cor do fundo estão disponíveis somente no Photoshop. • Para preencher pixels totalmente transparentes com a cor selecionada e mesclar pixels parcialmente transparentes com a mesma cor. Cor do fundo. que pode corresponder ao fundo da página da Web. Ajuste à Web Especifica um nível de tolerância no deslocamento de cores para os equivalentes mais próximos da paleta da Web (e evita o pontilhamento das cores em um navegador). Quando várias fatias que usam tabelas de cores diferentes são selecionadas. ❖ Selecione uma fatia otimizada em formato GIF ou PNG-8. Visualização da tabela de cores de uma fatia otimizada A tabela de cores de uma fatia aparece no painel Tabela de cores da caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. selecione Transparência e selecione Nenhum no menu Fosco. Cor do primeiro plano. Entretanto. o entrelaçamento também aumenta o tamanho do arquivo. selecione uma opção no menu Fosco: Cor do conta-gotas (para usar a cor na caixa de amostra do contagotas). selecione Transparência. • (GIF e PNG-8) Para tornar todos os pixels com transparência maior do que 50% totalmente transparentes e todos os pixels com 50% ou menos de transparência totalmente opacos. Branco.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 123 Entrelaçar Exibe uma versão da imagem em baixa resolução no navegador enquanto o arquivo completo da imagem está sendo transferido por download. os pixels transparentes podem ser visualizados em contraste com uma cor padrão de fundo. A aparência fosca do fundo funciona melhor se o fundo da página da Web for uma cor sólida e se você souber qual é essa cor. Para selecionar uma cor fosca. A transparência do fundo preserva pixels transparentes na imagem. selecione Transparência e selecione uma cor fosca. Mais tópicos da Ajuda “Otimização de imagens para a Web” na página 114 Otimização da transparência em imagens GIF e PNG A transparência permite a criação de imagens não retangulares para a Web. as cores da tabela podem variar entre as fatias (para evitar isso. Como alternativa. Isso permite que o fundo da página da Web seja mostrado por meio das áreas transparentes da imagem. A aparência fosca do fundo simula a transparência preenchendo ou misturando pixels transparentes com uma cor fosca. clique na amostra de cor Fosco e selecione uma cor no seletor de cores. Se a imagem contém várias fatias. selecione uma cor fosca e cancele a seleção de Transparência. Nota: Em navegadores que não oferecem suporte à transparência PNG-24. O entrelaçamento pode fazer com que o tempo de download pareça menor e pode garantir aos usuários que o download está em andamento. • (PNG-24) Para salvar uma imagem com transparência em vários níveis (até 256 níveis). a opção Fosco fica desativada. a tabela de cores fica vazia e a barra de status exibe a mensagem “Misturado”. • (GIF e PNG-8) Para tornar os pixels totalmente transparentes e mesclar pixels parcialmente transparentes com uma cor. Última atualização em 24/6/2011 . vincule-as primeiro). como o cinza. Um valor mais alto desloca mais cores. Como a transparência em vários níveis permite que uma imagem seja misturada a qualquer cor de fundo.

1 Se houver cores selecionadas atualmente na tabela de cores. cO menu da paleta Tabela de cores também oferece comandos para selecionar cores. a redução no número de cores preserva a qualidade da imagem. Última atualização em 24/6/2011 . a cor original será exibida no lado superior esquerdo e a nova será exibida no lado inferior direito. no menu da paleta Tabela de cores. Para selecionar um grupo de cores não adjacentes. 2 Escolha uma cor seguindo um destes procedimentos: • Clique na caixa Cor do conta-gotas na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos e escolha uma cor no seletor de cores. • Selecione Nova cor no menu da paleta Tabela de cores. A adição de uma cor a uma tabela dinâmica desloca na paleta a cor mais próxima da nova cor. • A opção Classificar por luminância classifica pela luminosidade ou brilho de uma cor. indicando que a cor está bloqueada. deslocar as cores selecionadas para a cores seguras para Web e bloquear as cores selecionadas para evitar que sejam retiradas da paleta. Cores neutras têm matiz igual a 0 e ficam junto às vermelhas. 3 Siga um destes procedimentos: • Clique no botão Nova cor na tabela de cores. para cancelar a seleção dessas cores. São selecionadas todas as cores nas linhas entre a primeira e a segunda cor selecionada.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 124 Personalização da tabela de cores para imagens GIF e PNG-8 Use a paleta Tabela de cores na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos para personalizar as cores em imagens GIF e PNG-8 otimizadas. A nova cor será exibida na tabela de cores com um pequeno quadrado branco no canto inferior direito. • A opção Classificar por popularidade classifica pela freqüência de exibição das cores na imagem. Para mudar a tabela de cores para uma paleta Personalizada. reduzindo o tamanho do arquivo. • Para selecionar uma cor. pressione Shift e clique em outra cor. A adição de uma cor a uma tabela fixa ou Personalizada acrescenta uma cor à paleta. Seleção de cores na tabela de cores Uma borda branca é exibida em torno das cores selecionadas na Tabela de cores. • Selecione a ferramenta Conta-gotas na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos e clique na imagem. clique na cor na Tabela de cores. Classificação de uma tabela de cores Escolha uma ordem de classificação no menu da paleta Tabela de cores: • A opção Não classificar restaura a ordem de classificação original. Geralmente. mantenha a tecla Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS) pressionada enquanto adiciona a nova cor. escolha Cancelar seleção de todas as cores. É possível adicionar e excluir cores da tabela de cores. pressione Ctrl (Windows) ou Command (Mac OS) e clique em cada cor que deseja selecionar. • Classificar por matiz classifica pela localização da cor no disco de cores padrão (indicada por um grau entre 0 e 360). Adição de uma nova cor à tabela de cores É possível adicionar cores não incluídas no momento da criação da tabela de cores. Se a tabela de cores for dinâmica. • Para selecionar várias cores na tabela de cores.

• Escolha Deslocar/Não deslocar cores selecionadas da/para a Paleta da Web.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 125 • Para selecionar uma cor na imagem de visualização. independentemente de onde apareça na imagem. no lado inferior direito. mapeando as cores existentes para transparência. A cor original é exibida no lado superior esquerdo da amostra de cor e a nova cor. A cor original é selecionada no seletor de cores. 1 Selecione uma ou mais cores na imagem otimizada ou na tabela de cores. Isso garante que as cores não fiquem pontilhadas quando exibidas em navegadores dos sistemas operacionais Windows ou Macintosh que só possam mostrar 256 cores. escolha Não deslocar todas as cores no menu da paleta Tabela de cores. a cor selecionada é alterada para a nova cor. desloque as cores para seus equivalentes mais próximos na paleta da Web. 3 Para definir uma tolerância para o deslocamento. Pressione Shift e clique para selecionar cores adicionais. A cor original aparece no lado superior esquerdo da amostra de cores e a nova cor. O pequeno losango branco no centro da amostra de cores indica que a cor é segura para a Web. Última atualização em 24/6/2011 . na paleta • Para reverter todas as cores deslocadas na tabela de cores. 1 Selecione uma ou mais cores na imagem otimizada ou na tabela de cores. Quando se regenera a imagem otimizada. O pequeno quadrado no lado inferior direito da amostra de cor indica que a cor está bloqueada. siga um destes procedimentos: • Selecione uma cor deslocada da Web na tabela de cores e clique no botão Deslocamento para a Web Tabela de cores. clique na visualização com a ferramenta Conta-gotas. um pequeno losango branco é exibido no centro da amostra. em Salvar para a Web e dispositivos. Se uma cor segura para a Web é deslocada. 3 Para voltar a cor deslocada à cor original. 2 Siga um destes procedimentos: • Clique no botão Deslocamento para a Web na paleta Tabela de cores. • Para reverter todas as cores deslocadas em uma tabela de cores (inclusive as cores deslocadas para a Web). 2 Selecione uma cor. 4 Para voltar às cores deslocadas da Web. Deslocamento de uma cor É possível alterar uma cor selecionada na tabela de cores para qualquer outro valor de cor RGB. no menu da paleta Tabela de cores. escolha Cancelar seleção de todas as cores no menu da paleta Tabela de cores. • Para cancelar a seleção de todas as cores. o pequeno quadrado no lado inferior direito da amostra de cores indica que a cor está bloqueada. escolha Não deslocar todas as cores. 1 Clique duas vezes na cor da tabela para exibir o seletor de cores padrão. Deslocamento de cores para o equivalente mais próximo da paleta da Web Para proteger as cores contra pontilhamento em um navegador. no menu da paleta Tabela de cores. execute uma destas ações: • Clique duas vezes na amostra da cor deslocada. no lado inferior direito. Clique em OK para restaurá-la. Mapeamento de cores para a transparência É possível adicionar transparência a uma imagem otimizada. Um valor mais alto desloca mais cores. insira um valor para Ajuste à Web.

1 Selecione uma ou mais cores na tabela de cores. Uma grade de transparência é exibida na metade de cada cor mapeada. 3 Desbloqueie a cor seguindo um destes procedimentos: • Clique no botão Bloquear . Nota: Bloquear cores não evita que elas fiquem pontilhadas em um navegador. Quando uma cor é excluída. ou escolha Mapear/Não mapear • Para reverter todas as cores mapeadas para transparência. é aplicado novo acabamento às áreas da imagem otimizada que anteriormente continham a cor excluída. a tabela de cores muda automaticamente para uma paleta Personalizada. A paleta Personalizada não se altera quando a imagem é otimizada novamente. escolha Cancelar o mapeamento de todas as cores transparentes. • Escolha Excluir cor no menu da paleta Tabela de cores. no menu da paleta Tabela de cores. 2 Bloqueie a cor seguindo um destes procedimentos: • Clique no botão Bloquear Um quadrado branco . O pequeno quadrado no lado inferior direito da amostra de cor indica que a cor está bloqueada. usando a cor mais próxima remanescente na paleta. siga um destes procedimentos: • Selecione as cores que serão revertidas e clique no botão Mapear transparência cores selecionadas de/para transparentes.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 126 2 Siga um destes procedimentos: • Clique no botão Mapear transparência na paleta Tabela de cores. O quadrado branco desaparece da amostra de cor. Isso ocorre porque as paletas Adaptável. 3 Para voltar a transparência à cor original. Bloqueio ou desbloqueio de uma cor As cores selecionadas na tabela podem ser bloqueadas para evitar que sejam retiradas quando o número de cores for reduzido e que fiquem pontilhadas no aplicativo. • Escolha Mapear/Não mapear cores selecionadas de/para transparentes. Quando uma cor é excluída. Perceptivo e Seletivo adicionam automaticamente a cor excluída de volta à paleta quando a imagem é otimizada novamente. no menu da paleta Tabela de cores. • Escolha Bloquear/Desbloquear cores selecionadas no menu da paleta Tabela de cores. 1 Selecione uma ou mais cores na tabela de cores. é exibido no canto inferior direito de cada cor bloqueada. • Escolha Bloquear/Desbloquear cores selecionadas no menu da paleta Tabela de cores. 2 Exclua a cor seguindo um destes procedimentos: • Clique no ícone Excluir . Última atualização em 24/6/2011 . Exclusão de cores selecionadas É possível excluir cores selecionadas da tabela de cores para diminuir o tamanho do arquivo de imagem.

imagens WBMP que contêm apenas pixels em branco e preto.act (acrônimo de Tabela de Cores Adobe). Mais tópicos da Ajuda “Otimização de imagens para a Web” na página 114 Opções de otimização WBMP O WBMP é o formato padrão de otimização de imagens para dispositivos móveis. gera arquivos muito maiores do que o formato JPEG. Opções de otimização PNG-24 O PNG-24 é adequado para a compactação de imagens de tons contínuos.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 127 Salvar uma tabela de cores Pode-se salvar tabelas de cores de imagens otimizadas para uso com outras imagens e para carregar tabelas de cores criadas em outros aplicativos. salve a tabela de cores na pasta Cores otimizadas. 2 Navegue até o arquivo que contém a tabela de cores que deseja carregar — um arquivo de Tabela de Cores do Adobe (. um arquivo de Amostra de Cor do Adobe (. o entrelaçamento também aumenta o tamanho do arquivo. use a menor porcentagem de pontilhamento que forneça os detalhes desejados.aco) ou um arquivo GIF (para carregar a tabela de cores incorporada do arquivo).act). como celulares. renderizando a imagem em pixels puramente pretos e puramente brancos. 1 Selecione Salvar tabela de cores no menu da paleta Tabela de cores. Transparência e fosco Determine como serão otimizados os pixels transparentes da imagem. Selecione um dos seguintes métodos de pontilhamento: Sem pontilhamento Não aplica nenhum pontilhamento. Para obter a aparência ideal. Se quiser acessar a tabela de cores ao selecionar as opções de Otimização para uma imagem GIF ou PNG. o arquivo da tabela de cores recebe a extensão . O algoritmo de pontilhamento e a porcentagem determinam o método e a intensidade do pontilhamento do aplicativo. na pasta do aplicativo Photoshop. 2 Atribua um nome à tabela de cores e escolha o local onde ela será salva. Por padrão. Última atualização em 24/6/2011 . entretanto. Importante: Quando a tabela for recarregada. Entrelaçar Exibe uma versão da imagem em baixa resolução no navegador enquanto o arquivo completo da imagem está sendo transferido por download. Entretanto. Consulte “Otimização da transparência em imagens GIF e PNG” na página 123. Carregamento de uma tabela de cores 1 Selecione Carregar tabela de cores no menu da paleta Tabela de cores. Depois que uma nova tabela de cores é carregada em uma imagem. as cores da imagem otimizada são alteradas para refletir as cores da nova tabela de cores. ou seja. O entrelaçamento pode fazer com que o tempo de download pareça menor e pode garantir aos usuários que o download está em andamento. 3 Clique em Abrir. todas as cores deslocadas serão exibidas como amostras completas e serão desbloqueadas. 3 Clique em Salvar. oferecendo suporte a cores de 1 bit. A vantagem de usar o PNG-24 é que ele pode preservar até 256 níveis de transparência em uma imagem.

Vincular as fatias difunde o padrão de pontilhamento em todas as fatias vinculadas e elimina as interrupções. Loop Faz com que a animação seja repetida continuamente. Os efeitos do pontilhamento são difundidos entre os pixels adjacentes. quando reproduzida em um visualizador Flash. Mais tópicos da Ajuda “Otimização de imagens para a Web” na página 114 Opções de otimização SWF (Illustrator) O formato de arquivo Adobe Flash (SWF) é um formato de arquivo de elementos gráficos com base em vetores. Com o algoritmo de Ruído. (Para abrir o menu do painel. O formato SWF é ideal para a criação de quadros de animação. mas também é possível salvar nesse formato imagens rasterizadas ou misturar gráficos rasterizados e vetoriais. não aparecem interrupções. Caso selecione esse algoritmo. Selecione Camadas para quadros SWF para exportar a arte-final em cada camada para um quadro SWF separado. a arte-final mantém a qualidade da imagem em qualquer resolução. Menu Formato de arquivo B. Qualidade de curvas Especifica a precisão das curvas de Bézier. em vez de ser reproduzida uma vez e. Última atualização em 24/6/2011 . Tipo de exportação Determina como as camadas são exportadas. criando um SWF animado. Essa opção está disponível apenas para Camadas para quadros SWF.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 128 Difusão Aplica um padrão aleatório. Um número maior aumenta a precisão da reprodução da curva de Bézier. especifique uma porcentagem de Pontilhamento para controlar a quantidade de pontilhamento aplicada à imagem. Selecione o Arquivo AI para Arquivo SWF para exportar a arte-final para um único quadro. Taxa de quadros Especifica a taxa na qual a animação será reproduzida em um visualizador Flash. Ruído Aplica um padrão aleatório semelhante ao método de pontilhamento por Difusão. Como o formato do arquivo é baseado em vetor. Menu do Flash Player C. Nota: o pontilhamento por Difusão pode fazer com que interrupções visíveis apareçam nos limites das fatias. Padrão Aplica um padrão de quadrados de meio-tom para determinar o valor dos pixels. A B C Configurações de otimização para SWF A. mas resulta em um tamanho de arquivo maior. clique no triângulo à direita do menu Predefinição. Nota: Selecione Arquivo AI para Arquivo SWF para preservar as máscaras de corte de camadas.) Versão do Flash Player Especifica a versão anterior do Flash Player compatível com o arquivo exportado. em seguida. Essa opção está disponível apenas para Camadas para quadros SWF. parar. É possível criar novas predefinições configurando as opções conforme desejado e escolhendo Salvar configurações no menu do painel. Um número baixo reduz o tamanho do arquivo exportado com uma pequena perda na qualidade da curva. geralmente menos perceptível do que o pontilhamento Padrão. mas sem difundir o padrão pelos pixels adjacentes. Menu Exportar Predefinição Especifica o conjunto de opções pré-configurado que deseja usar para exportação. projetado para a criação de elementos gráficos dimensionáveis e compactos para a Web.

1 Adequado para arquivos SVG que serão visualizados em um computador de mesa.2 e SVG Basic 1.1 e SVG Tiny 1. Se desejar editar o texto no Flash. Proteger arquivo Protege o arquivo para que não seja possível importá-lo com outros aplicativos diferentes do Flash. A B C D E F G Configurações de otimização para SVG A. como computadores de mão. como celulares. SVG 1. não selecione essa opção. Menu Codificação Compactado Cria um arquivo SVG Compactado (SVGZ). Menu Tipo de fonte G. a seleção dessa opção não garante que o arquivo SVG será visualizável em todos os computadores de mão. Menu Sublistagem de fontes D. Lembre-se de que nem todos os celulares oferecem suporte aos perfis SVG Tiny e SVG Tiny Plus. Preservar capacidade de edição Converte traços em traços SWF e aproxima ou ignora a transparência não compatível com SWF.1 são subconjuntos. Menu Perfis SVG C. a seleção dessas opções não garante que o arquivo SVG será visualizável em todos os dispositivos pequenos.2 Adequado para arquivos SVG que serão visualizados em vários dispositivos desde PDAs e celulares até laptops e computadores de mesa. com recursos restritos. Nota: O SWF oferece suporte apenas à opacidade no nível do objeto. • SVG Basic 1. Perfis SVG Especifica a definição de tipo de documento SVG XML para o arquivo exportado. e até mesmo em dispositivos portáteis. Compactado Compacta o arquivo exportado.1 é a versão completa da especificação SVG. em vez do comando Salvar para a Web e dispositivos para manter a ordem de empilhamento da arte-final exportando cada camada para um arquivo SWF separado. Como resultado. O SVG Basic não oferece suporte para o corte não retangular e alguns efeitos do filtro SVG. SVG Tiny 1. • SVG Tiny 1. Menu Propriedades CSS F.1 Plus. Última atualização em 24/6/2011 . SVG Tiny 1.1. Como resultado.1+ Adequado para arquivos SVG que serão visualizados em dispositivos pequenos.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 129 Preservar aparência Amplia os traços em preenchimentos com forma de linha e nivela qualquer modo de mistura e transparência não suportados por SWF. Opções de otimização SVG (Illustrator) SVG é um formato vetorial que descreve imagens como formas. Menu Formato de arquivo B. demarcadores. Use o comando Exportar. • SVG Tiny 1. da qual SVG Tiny 1. impressos. Menu Local da imagem E. importe os arquivos SWF exportados simultaneamente para o Adobe Flash. Texto como contorno Converte todo o texto em contorno para manter a aparência.0 e SVG 1.1 Adequado para arquivos SVG que serão visualizados em dispositivos de capacidade média. Os arquivos resultantes são compactos e fornecem elementos gráficos de alta qualidade na Web. • SVG 1. Lembre-se de que nem todos os computadores de mão oferecem suporte para o arquivo SVG Basic. Em seguida. texto e efeitos de filtro.

Incorporar imagens aumenta o tamanho do arquivo. Configurações de saída para elementos gráficos da Web Definição de opções de saída As configurações de saída controlam a formatação dos arquivos HTML. • Adobe CEF Usa dicas sobre a fonte para renderizar melhor as fontes pequenas. mas pode aumentar o tamanho do arquivo. símbolos ou efeitos do filtro SVG. símbolos ou efeitos do filtro SVG. a opção Elementos de estilo também resulta em menores velocidades de renderização. máscaras. Esse tipo de fonte recebe suporte de todos os visualizadores SVG. Otimizar para o Adobe SVG Viewer Otimiza imagens para o Adobe SVG Viewer. Para obter informações adicionais sobre os perfis SVG. O método Elemento de estilo é usado quando os arquivos são compartilhados com documentos HTML. Última atualização em 24/6/2011 . A codificação UTF (Unicode Transformation Format) recebe suporte de todos os processadores XML. mas pode não receber suporte de outros visualizadores SVG. Selecione Apenas glifos usados para incluir apenas glifos para o texto existente na arte-final atual. No entanto. • SVG Não use dicas de fonte. Tipo de fonte Especifica como as fontes são exportadas. transformações que usam o XSLT (Extensible Stylesheet Language Transformation). se puder confiar nas fontes necessárias instaladas em sistemas do usuário final. (O UTF-8 é um formato de 8 bits. no menu Sublistagem. Escolha esse método se o código SVG for usado em transformações — por exemplo. Os outros valores (Inglês comum. o que permite que a maior flexibilidade para edições e transformações específicas. O método Referências de entidade resulta em tempos de renderização mais curtos e tamanho de arquivo SVG reduzido. mas não oferece suporte a cortes. Roman comum. cortes.org). Local da imagem Especifica se as imagens devem ser incorporadas ou vinculadas. • Converter em contornos Converte texto em demarcadores vetoriais. transparências. Sublistagem de fontes Controla os glifos que são incorporados a partir do arquivo SVG. O SVG Tiny Plus inclui a capacidade de exibir gradientes e transparência. Esse tipo de fonte recebe suporte do Adobe SVG Viewer. Propriedades CSS Determina como os atributos do estilo CSS são salvos no Código SVG. o UTF-16 é um formato de 16 bits. É possível definir um valor de 1 a 7 casas decimais.) As codificações ISO 8859-1 e UTF-16 não preservam os metadados do arquivo.w3. World Wide Web Consortium) na Web (www. Use essa opção para preservar a aparência visual em todos os visualizadores SVG. Inglês comum + Glifos usados. mas garante que as imagens rasterizadas estejam sempre disponíveis. O método padrão. Decimais Determina a precisão dos dados vetoriais no arquivo SVG. Selecione Nenhum. Um valor alto resulta em um arquivo maior e mais qualidade de imagem.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 130 O SVG Tiny não oferece suporte a gradientes. Todos os glifos) são úteis quando o conteúdo contextual do arquivo SVG é dinâmico (como texto gerado por servidor ou texto interativo com o usuário). O método Atributos de estilo cria a maioria dos arquivos legíveis. Atributos de apresentação. Essas opções podem ser definidas na caixa de diálogo Configurações de saída. Codificação Determina como os caracteres são codificados no arquivo SVG. Roman comum + Glifos usados. A seleção desse método permite que você modifique o arquivo SVG para mover um elemento de estilo para um arquivo externo de folha de estilos também indicado pelo arquivo HTML. aplica propriedades no ponto mais alto na hierarquia. como os arquivos e fatias são nomeados e como as imagens do fundo são controladas quando se salva uma imagem otimizada. máscaras. consulte a especificação de SVG no site do Consórcio da World Wide Web (W3C.

No entanto. Adiciona marcas de largura de margem. • Escolha Editar configurações de saída no menu pop-up Otimizar (à direita do menu Predefinição) na caixa de diálogo Salvar para a Web e dispositivos. Fechar todas as marcas Fecha as marcas (tags) de todos os elementos HTML do arquivo para conformidade com XHTML. 4 (Opcional) Para salvar configurações de saída. Incluir margens zero na tag Body Remove margens internas padrão dentro de uma janela do navegador. As aspas são usadas quando é necessário estar compatível com a maioria dos navegadores. escolha uma opção no menu pop-up Configurações. 5 (Opcional) Para carregar configurações de saída. na pasta do aplicativo Photoshop ou na pasta Salvar para a Web/Configurações de saída. Escolher Saída XHTML torna indisponíveis outras opções de saída que talvez entrem em conflito com esse padrão. selecione um arquivo e clique em Abrir. Sempre adicionar atributo Alt Adiciona o atributo ALT a elementos IMG para cumprir os padrões governamentais de acessibilidade para a Web. A seleção desta opção define automaticamente as opções Marca maiúsc/minúsc e Atributo de maiúscula/minúscula. na caixa de diálogo Salvar otimizado ou Salvar otimizado como. o arquivo será exibido no menu pop-up Configurações. escolha a opção Outros no menu pop-up Configurações. Codificação Especifica uma codificação de caractere padrão para a página da Web. Ou clique em Próximo para exibir o próximo conjunto na lista de menus e em Anterior para exibir o conjunto anterior. As configurações de saída podem ser salvas em qualquer lugar. defina as opções conforme o desejado e clique em Salvar. Marca maiúsc/minúsc Especifica a definição de maiúsculas/minúsculas nas tags. No entanto. altura de margem. com um número especificado de espaços ou sem recuo. escolha um conjunto no menu pop-up abaixo do menu Configurações. (Essa opção está disponível apenas no Illustrator. na pasta do aplicativo Illustrator. Para alternar para outro conjunto de opções. Finais de linha Especifica uma plataforma para a compatibilidade de finais de linha. Atributo de maiúscula/minúscula Especifica a definição de maiúsculas/minúsculas dos atributos. Digite um nome de arquivo. 1 Para exibir a caixa de diálogo Configurações de saída. clique em Carregar. se o arquivo for inserido na pasta Configurações de saída otimizadas. margem esquerda e margem superior com valores de zero para a marca do corpo. 2 (Opcional) Para exibir opções predefinidas de saída. siga um destes procedimentos: • Ao salvar uma imagem otimizada. 3 Edite cada conjunto de opções conforme necessário.) Incluir comentários Adiciona comentários de explicação ao código HTML. Recuo Especifica um método de recuo para linhas de código: com as configurações de tabulação do applicativo de criação. Última atualização em 24/6/2011 . colocar os atributos entre aspas não é sempre recomendável. É necessário inserir aspas nos atributos para compatibilidade com certos navegadores antigos e rigorosa conformidade com HTML. o Photoshop sempre usa a codificação UTF-8. Opções de saída HTML É possível definir as seguintes opções no conjunto HTML: Saída XHTML Cria páginas da Web que atendem ao padrão XHTML na exportação.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 131 Você pode salvar as configurações de saída e aplicá-las a outros arquivos. escolha um local para o arquivo salvo e clique em Salvar. Atributos sempre com aspas Serve para colocar aspas em todos os atributos de marcas (tags). caso essa opção seja desmarcada.

Configurações de saída do fundo As seguintes opções podem ser definidas no conjunto Fundo da caixa de diálogo Configurações de saída: Visualizar documento como Selecione Imagem. permitem indicar o estado de rolagem por uma abreviatura em vez de usar a palavra inteira). estado de rolagem. TD W&H para inserir um atributo NoWrap não-padrão nos dados da tabela e também para inserir valores de altura e largura especificados nas tags TD. Última atualização em 24/6/2011 . data de criação do arquivo. Gerar CSS Cria uma folha de estilo em cascata em vez de uma tabela HTML. Selecione Fundo. adicionar células do espaçador pode impedir que a tabela fique dividida em alguns navegadores. pontuação e extensão de arquivo. Referido Especifica como as posições da fatia são mencionadas no arquivo HTML quando se usa CSS: • Por ID Posiciona cada fatia usando estilos mencionados por uma ID exclusiva. Selecione GIF. Selecione NoWrap.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 132 Opções de saída de fatias É possível definir as seguintes opções no Conjunto de fatias: Criar tabela Alinha as fatias usando uma tabela HTML em vez de usar uma folha de estilos em cascata (CSS). Sempre (Inferior) ou Nunca. TD W&H Especifica quando incluir atributos de largura e altura para dados da tabela: Sempre. ou escolha uma opção no menu pop-up. Para layouts de tabela nos quais os limites da fatia não são alinhados. Células vazias Especifica como fatias vazias são convertidas em células da tabela. IMG W&H para usar um GIF de um pixel com valores de largura e altura especificados na tag IMG. número de fatia. Imagem do fundo Digite o local de um arquivo de imagem ou clique em Escolher e selecione a imagem. IMG W&H para usar um GIF de um pixel com valores de largura e altura especificados na tag TD. data de criação da fatia. Os elementos incluem nome do documento. Os elementos incluem o nome do documento. a palavra fatia. usando o seletor de cores. Selecione GIF. • Por classe Posiciona cada fatia usando classes mencionadas por uma ID exclusiva. As caixas de texto permitem que você altere a ordem e o formato de partes do nome do arquivo (por exemplo. Cor Clique na caixa Cores e selecione uma cor de fundo. Nunca ou Automático (configuração recomendada). números ou letras designando fatias ou estados de rolagem. Salvar configurações de saída de arquivos Defina as seguintes opções no conjunto Salvamento de arquivos da caixa de diálogo Configurações de saída: Definição do nome de arquivo Escolha elementos nos menus pop-up ou digite texto nas caixas a serem combinadas aos nomes padrão de todos os arquivos. atrás da imagem otimizada na página da Web. fatia do disparador. • Incorporado Inclui elementos de estilo na declaração da tag <DIV> do elemento de bloco. Sempre. se desejar que a página da Web exiba uma imagem ou uma cor sólida como o fundo atrás da imagem atual. O arquivo especificado será colocado lado a lado. nome da fatia. Nomenclatura de fatia padrão Escolha elementos nos menus pop-up ou digite texto nos campos para criar nomes padrão para as fatias. se desejar que a página da Web exiba a imagem otimizada como um fundo em ladrilhos. Automático (Inferior). Células do espaçador Especifica quando adicionar uma linha e uma coluna de células vazias do espaçador em torno da tabela gerada: Automático (configuração recomendada). pontuação ou nenhum. Algumas opções só são relevantes se o arquivo contém fatias ou estados de rolagem.

Copiar imagem do fundo ao salvar Preserva uma imagem de fundo que foi especificada no conjunto de preferências Fundo.CREATIVE SUITE 5 Salvar para a Web e dispositivos 133 Compatibilidade de nome de arquivo Selecione uma ou várias opções para tornar o nome do arquivo compatível com os sistemas operacionais Windows (permite nomes de arquivos mais longos). 3 Para inserir informações de copyright. 2 Para inserir um título que será exibido na barra de título do navegador da Web. As informações do título são exibidas na barra de título do navegador quando a imagem é exportada com um arquivo HTML. mas são adicionadas ao arquivo HTML como um comentário e ao arquivo de imagem como metadados. digite o texto desejado na caixa de texto Aviso de Copyright. Inclusão de informações de título e de copyright em uma imagem É possível adicionar informações sobre título e copyright a uma página da Web. digite o texto desejado na caixa de texto Título do documento. na seção Descrição da caixa de diálogo Informações do arquivo. 4 Clique em OK. inserindo informações na caixa de diálogo Informações do arquivo. Macintosh e UNIX. na seção Descrição da caixa de diálogo Informações do arquivo. Última atualização em 24/6/2011 . 1 Escolha Arquivo > Informações do arquivo. As informações sobre copyright não são exibidas em um navegador. Colocar imagens na pasta Especifica o nome da pasta na qual as imagens otimizadas serão salvas (disponível apenas para documentos com várias fatias).

Illustrator®. Photoshop® ou Premiere® Pro. consulte Uso do Adobe CS Live. Para obter mais informações sobre como gerenciar sua conta. • Clique no botão CS Live na barra de aplicativos.134 Capítulo 7: Conectar-se ao CS Live 1 Nos programas Adobe® Dreamweaver®. Nota: O aplicativo em que você está trabalhando o conectará automaticamente caso tenha fornecido a identificação e a senha da Adobe durante o processo de instalação. Flash® Professional. senha e perguntas frequentes de logon (tn_16721). proceda da forma a seguir: • Escolha Janela > Extensões > Acessar a CS Live. 2 Se necessário. InDesign®. Última atualização em 24/6/2011 . clique no link Conectar-se no painel. 3 (Opcional) Para permanecer conectado ao reinicializar o aplicativo. digite sua identificação e senha da Adobe e clique no botão Conectar-se. Para obter mais informações sobre como usar serviços online CS Live individuais. selecione Permanecer conectado. consulte o documento de suporte Conta na Adobe.

no Illustrator e no Adobe Premiere Pro. uma imagem de instantâneo de seu conteúdo será carregada em sua Área de trabalho pessoal ou compartilhada no servidor do Acrobat. onde os participantes podem adicionar comentários.com. tornando a revisão dinâmica. visite a página Atualização do produto Adobe e instale a atualização antes de continuar.0. no InDesign.2 ou posterior para usar o CS Review. você poderá carregar a seqüência de vídeo inteira para fazer comentários. Última atualização em 24/6/2011 .. Se estiver trabalhando no Adobe Premiere Pro. Nota: O Adobe Premiere Pro CS5 requer a versão 5. Porém. Se necessário.com.135 Capítulo 8: CS Review Visão geral do CS Review O CS Review é um serviço on-line que permite compartilhar seu conteúdo de design na Web para que outras pessoas possam fornecer opiniões. você pode usar o CS Review no Adobe Premiere Pro CS5 para criar revisões de filmes feitos no After Effects ou no Adobe Premiere Pro. Nota: O efeito Notas de recorte não está disponível no After Effects CS5 ou no Adobe Premiere Pro CS5. O painel do CS Review está disponível nas versões CS5 e CD5. Você pode continuar adicionando e removendo instantâneos de seu conteúdo de design. O painel do CS Review permite que você crie revisões e carregue conteúdo no servidor do Acrobat.5 do Photoshop. Quando você carregar conteúdo. Você e outras pessoas podem exibir os comentários no navegador da Web e no painel do CS Review do aplicativo Creative Suite.

A.com. Comentários de área Última atualização em 24/6/2011 .CREATIVE SUITE 5 CS Review 136 Use o painel do CS Review para criar uma revisão e carregar conteúdo do InDesign. do Illustrator. A B Os instantâneos dos documentos do InDesign são carregados no Acrobat. do Photoshop ou do Adobe Premiere Pro. Comentários de peça B.

consulte www.com para adicionar participantes à revisão. Para obter mais informações sobre o CS Review. uma revisão será criada sem conteúdo . Os revisores precisam apenas de uma conta gratuita do Acrobat. Porém. • Escolha Criar nova revisão no menu CS Live na barra do aplicativo. A revisão pode incluir conteúdo exportado do InDesign. Nota: O fluxo de trabalho para o Adobe Premiere Pro difere ligeiramente.com. clique em Entrar. alemão. 3 Se você ainda não tiver entrado no CS Live. Você deve especificar as configurações de exportação de vídeo. consulte www. consulte www. Em seguida. A revisão é adicionada à área de trabalho e à pasta no organizador do Acrobat. escolha Arquivo > Criar nova revisão. do Photoshop e do Adobe Premiere Pro. 1 No InDesign. • Clique no botão Criar nova revisão Review). os comentários aparecem em carimbos de hora específicos. Assim que você criar uma revisão.com/go/cslive_br.com/go/csreview_br ou assista Utilização do CS Review para simplificar o processo de revisão criativa na Adobe TV.adobe.com.com. os participantes da revisão não precisam ter uma assinatura CS Live para exibir e comentar as revisões.com/go/cslive_br. você usará a janela de revisão no Acrobat. É necessária uma assinatura CS Live para criar e gerenciar revisões a partir de aplicativos Creative Suite. especifique as opções de revisão e clique em Carregar. Você pode dividir o arquivo em partes que ofereçam áreas para comentários. escolha uma pasta. no Illustrator ou no Adobe Premiere Pro. Ao clicar em Carregar. japonês e espanhol. Para obter mais informações sobre o CS Live. Iniciar uma revisão usando o painel CS Review Ao criar uma revisão usando o painel CS Review.adobe. abra o arquivo ou a seqüência de vídeo que deseja revisar. uma prancheta do Illustrator ou uma seqüência de vídeo do Adobe Premiere Pro. clique em OK. no Photoshop ou no Adobe Premiere Pro. no Photoshop. forneça seu endereço de e-mail e senha na parte inferior do painel CS Review (Window > Extensões > CS da ID da Adobe e clique em Entrar.com está disponível apenas em inglês. Se a área trabalho contiver pastas. Você pode adicionar conteúdo a qualquer momento. Se você tiver desmarcado a opção Adicionar documento ativo para revisão. Uma parte é o espalhamento ou o instantâneo carregado de uma página do InDesign. do Illustrator. Os participantes podem abrir a revisão no navegador e adicionar comentários.CREATIVE SUITE 5 CS Review 137 O CS Review faz parte do serviço de assinatura CS Live. Nota: O painel CS Review está disponível em todos os idiomas.com. francês. O Acrobat. Para obter mais informações sobre assinaturas CS Live. Última atualização em 24/6/2011 . Em seguida. Nas seqüências de vídeo do Adobe Premiere Pro. o conteúdo é adicionado à revisão na área de trabalho especificada no servidor do Acrobat. 4 Especifique o nome da revisão e escolha a área de trabalho onde você deseja salvar a revisão. 2 Siga um destes procedimentos: • No InDesign.adobe. italiano. 5 Na caixa de diálogo exibida. um arquivo de revisão será criado em uma área de trabalho no organizador do Acrobat.

Se você escolher Imprimir. Configurações de carregamento do Photoshop e do Illustrator Essas opções são exibidas quando você carrega o instantâneo de uma imagem (Photoshop) ou prancheta (Illustrator) para revisão. Você também pode selecionar uma opção para combinar todas as pranchetas em uma única parte. a fim de exibir a revisão no navegador da Web. Selecionar uma qualidade superior fornecerá mais detalhes. 6 Para adicionar participantes à revisão. a duração da exportação é definida na Área de trabalho da sua seqüência. abra a revisão no navegador. Faixa de páginas Especifique quais páginas são adicionadas à revisão como partes. Se você escolher Web. Se você selecionar Todas as páginas. Você pode continuar adicionando conteúdo (partes) à revisão. Velocidades de dados mais altas produzem vídeos com qualidade melhor. Exibir on-line após a conclusão do carregamento Quando o carregamento for concluído.com será exibida no navegador padrão. as visualizações serão exibidas com a visualização de superimposição desativada e a exibição em 100% corresponderá às dimensões de pixel na caixa de diálogo Configuração do documento. cada prancheta será adicionado como uma parte separada. Intervalo de origem Por padrão. Você também pode escolher Exibir on-line no menu do painel CS Review. Predefinição Três opções de velocidade de dados são fornecidas: 1. Objetivo Escolha Imprimir ou Web. 1. mas aumentam os tempos de exportação e de carregamento. Configurações de carregamento do InDesign Essas opções são exibidas quando você carrega o instantâneo de uma página ou espalhamento para revisão. Qualidade Selecione a qualidade de visualização para o instantâneo carregado. as visualizações serão exibidas com uma visualização de superimposição ativada e a exibição em 100% corresponderá ao tamanho impresso.CREATIVE SUITE 5 CS Review 138 Se você tiver selecionado Exibir on-line após carregamento concluído. a janela de revisão será aberta automaticamente no navegador da Web.0. Exibir on-line após a conclusão do carregamento Quando o carregamento for concluído. Consulte “Adicionar participantes à revisão” na página 139. a janela de revisão do Acrobat. Selecionar uma qualidade superior fornecerá mais detalhes. Última atualização em 24/6/2011 . Qualidade Selecione a qualidade de visualização para o instantâneo carregado. Especificar o objetivo alterará como o conteúdo carregado será visualizado na Web. Configurações de exportação do Adobe Premiere Pro Essas opções são exibidas quando você carrega uma seqüência de vídeo do Adobe Premiere Pro para revisão. supondo-se uma resolução de exibição característica de 96 dpi. cada difusão no documento será adicionada como uma parte separada.0 Mbps (megabits por segundo).5 ou 2.com será exibida no navegador padrão. O menu Intervalo de origem permite que você defina rapidamente a duração da exportação para toda a seqüência ou para um valor personalizado especificado pelos controles deslizantes dos pontos de Entrada e Saída. mas aumentará o tamanho do arquivo e o tempo de carregamento. especifique quais pranchetas serão adicionadas à revisão como partes. clique em Compartilhar arquivo na parte inferior do painel CS Review e escolha as opções na janela de revisão do Acrobat. Se você selecionar Todas as pranchetas. Série de pranchetas (apenas para o Illustrator) Em Pranchetas. a janela de revisão do Acrobat. mas aumentará o tamanho do arquivo e o tempo de carregamento.com.

a duração total da exportação é mostrada à direita. alemão. Outro método é adicionar a revisão a uma área de trabalho compartilhada no Acrobat. (Escolha Compartilhar com mais indivíduos se houver participantes existentes.CREATIVE SUITE 5 CS Review 139 Exportar áudio Deixe essa caixa de seleção marcada se desejar incluir áudio na exportação. acesse o site Acrobat. Última atualização em 24/6/2011 . Quando você parar o botão do mouse sobre o botão para o revisor. Cronograma de seleção de quadro Deslize o indicador de quadros para escolher o quadro que deseja usar como miniatura de visualização da parte do vídeo. Pressionar Tab ou Enter criará um pequeno botão para o revisor. Pontos de entrada e saída Escolha quanto da seqüência será exportado ajustando os controles deslizantes dos pontos de Entrada e Saída na linha do tempo. Gerenciar uma revisão Você pode exibir e editar comentários e gerenciar configurações de revisão no painel CS Review e no organizador do Acrobat. Qualquer pessoa que tiver direitos de acesso à área de trabalho compartilhada poderá participar da revisão. • Em um navegador.com. O código de tempo do quadro atual é mostrado à esquerda. Você pode permitir que pessoas participem de uma revisão usando dois métodos. 2 Com a janela de revisão aberta no navegador. entre usando as informações de sua conta CS Live e abra o documento de revisão. Desmarque essa opção se desejar exportar apenas o vídeo. eles devem inscrever-se em uma conta gratuita do Acrobat.) 3 Digite o endereço de e-mail de cada participante e pressione Tab ou Enter para concluir a entrada. Nota: O Acrobat. • No painel CS Review. japonês e espanhol. Porém.com. Convidar pessoas para participar de uma revisão 1 Use qualquer um dos seguintes métodos para abrir a revisão na área de trabalho do Acrobat. você poderá escolher opções específicas para esse revisor. Adicionar participantes à revisão Convide participantes para a revisão usando a janela de revisão na área de trabalho do Acrobat.com está disponível em inglês. francês.com. Um método é convidá-las explicitamente para participar.com. A janela de revisão será aberta no navegador. Você também pode definir pontos de Entrada e Saída movendo o indicador de quadros atual e clicando nos botões do ponto de Entrada ou Saída. clique na seta para baixo da miniatura da revisão e escolha Compartilhar. italiano. clique em Compartilhar arquivo. A janela de revisão será aberta no navegador.com: • No painel CS Review. no canto inferior esquerdo e escolha Compartilhar com indivíduos. Os participantes da revisão não precisam ter nenhum dos produtos Creative Suite instalados.com. selecione a revisão e clique em Compartilhar . o que pode ser feito ao clicar no link de revisão da mensagem de e-mail recebida.

uma mensagem de e-mail será enviada para os participantes se a opção Enviar convite por e-mail estiver selecionada. Os revisores podem adicionar e excluir seus próprios comentários. selecione a opção Compartilhar novamente e. 5 Clique em Mover. Os co-autores também podem modificar títulos da peça. 4 Defina a função dos participantes escolhendo Co-autor ou Revisor a partir do menu Criá-los ou escolhendo uma opção do menu botões do revisor. Talvez você queira permitir que os participantes saibam que. qualquer pessoa que tiver direitos de acesso a essa área de trabalho poderá participar da revisão. e clique em Compartilhar.com. excluir comentários e excluir a revisão. Em Pasta. 4 Em Área de trabalho.com. e escolha Mover uma revisão para uma área de trabalho compartilhada.com. 1 Se necessário. exceto se alguém tiver respondido 5 Para indicar se alguém pode compartilhar essa revisão com outras pessoas ou se apenas os co-autores podem fazer isso.com.CREATIVE SUITE 5 CS Review 140 Use o menu de botões do revisor para especificar as opções de cada participante e remover participantes. Quando você clicar em Compartilhar. clique em Compartilhar arquivo. em seguida. clique em Aplicar ou Fechar. clique em Mais opções. Mover uma revisão para uma área de trabalho compartilhada É possível mover uma revisão de uma área de trabalho pessoal para uma área de trabalho compartilhada no Acrobat. eles podem clicar em Inscrever-se e seguir os avisos para criar uma conta gratuita. crie um espaço de trabalho compartilhado no organizador do Acrobat. Com uma área de trabalho compartilhada. 6 Especifique o cabeçalho do assunto do e-mail e a mensagem. se eles não tiverem uma conta do Acrobat. selecione a área de trabalho compartilhada. Um co-autor pode adicionar e excluir conteúdo. 2 Abra a revisão na área de trabalho do Acrobat. 3 Com a janela de revisão aberta no navegador. legendas e configurações da revisão. selecione ou crie a pasta na qual deseja que a revisão seja exibida. Última atualização em 24/6/2011 . no canto inferior esquerdo.

clique no menu do painel CS Review e escolha Salvar como. e especifique o novo local.CREATIVE SUITE 5 CS Review 141 Para mover a revisão para uma área de trabalho diferente.com. você poderá movê-la. Determinar quem pode compartilhar a revisão 1 Abra a revisão na área de trabalho do Acrobat. Porém.com. a nova revisão deverá ficar no mesmo local da revisão atual. Na caixa de diálogo Salvar revisão como que é exibida. • Para alterar a ordem das revisões listadas no painel. clique no ícone Início as revisões. Última atualização em 24/6/2011 . clique duas vezes na miniatura de revisão . Na caixa de diálogo Salvar como que é exibida. 2 Com a janela de revisão aberta em seu navegador. • Para mostrar as partes de uma revisão individual. e escolha uma área de trabalho compartilhada ou pessoal e uma pasta em uma área de trabalho. se estiver disponível. Salve uma versão diferente de uma revisão Para criar uma nova versão da revisão atual. clique em Compartilhar arquivo. clique no ícone Início • Para exibir todas as revisões. ou clique com o botão direito do mouse (Windows) ou clique mais Control (Mac OS) na parte ou no comentário. e escolha Alterar opções. use o comando Salvar como. especifique um nome e um local para salvar. clique na seta voltada para baixo em uma miniatura da revisão e escolha Salvar como. clique no botão de seta para baixo . clique em Compartilhar arquivo. após a revisão ser criada. escolha Mover uma revisão para outra área de trabalho. clique no ícone de balão de comentário • Para exibir um menu de contexto com opções. escolha Revisão > Salvar como. ou no menu do painel CS Review e escolha Mostrar todas e escolha uma opção. Ou. Em seguida. clique em OK. especifique um nome de revisão diferente e clique em Salvar. no canto inferior esquerdo. ❖ Siga um destes procedimentos: • No painel CS Review. 3 Selecione uma opção para determinar se alguém pode compartilhar a revisão com outros participantes ou se apenas os participantes com status de Co-autor podem compartilhar. no canto inferior esquerdo. Procurar revisões no painel de revisões do CS Todas as revisões que você tiver criado ou em que estiver participando serão exibidas no painel CS Review. ❖ Siga um destes procedimentos: • Para filtrar as revisões por locais. • Com uma revisão aberta em Acrobat. Nota: Ao salvar uma nova versão de uma revisão no Acrobat. clique no botão Classificar revisões • Para localizar uma revisão com um texto específico.com. • Para mostrar ou ocultar os comentários da parte exibida. digite o texto no campo Pesquisar revisões.

CREATIVE SUITE 5
CS Review

142

A

B

C

Painel CS Review A. Clique no ícone Início para exibir todas as revisões. B. Clique no botão de seta para baixo para exibir um menu de contexto. C. Indique o número de comentários no Acrobat.com

Exibir e gerenciar comentários
Todos os comentários serão exibidos na janela de revisão do Acrobat.com e no painel CS Review. Você também poderá exibir comentários no layout do documento do InDesign de origem ou na seqüência de vídeo do Adobe Premiere Pro.
❖ Siga um destes procedimentos:

• Para responder a um comentário usando o painel CS Review, selecione o comentário no painel e escolha
Responder do menu de contexto.

• Para adicionar um sinalizador de status, selecione um comentário no painel, abra o menu de contexto e escolha
uma opção (como Concluído ou Rejeitado) do menu Sinalizador. Digite uma anotação e clique em Salvar.

• Para editar ou excluir um comentário, selecione o comentário no painel e escolha Editar ou Excluir do menu de
contexto. Você também pode editar ou excluir um comentário escolhendo uma opção do menu de contexto na janela de revisão.

• (InDesign/Adobe Premiere Pro) Para exibir comentários no layout, selecione uma parte da revisão ou uma
seqüência de vídeo e escolha Exibir comentários no layout no menu do painel CS Review. Essa opção estará disponível apenas se o documento associado com a parte ou com a seqüência de vídeo estiver aberto.

• (InDesign/Adobe Premiere Pro) Para exibir um comentário específico no layout, selecione o comentário no
painel CS Review. Em seguida, escolha Ir para comentários no layout do menu do painel CS Review. Essa opção estará disponível apenas se a opção Exibir comentários no layout for selecionada.

Gerencie partes da revisão
• Para alterar a seqüência de partes, arraste uma parte no painel CS Review para movê-la para outro local. • Para renomear uma parte, clique duas vezes em seu título.

Última atualização em 24/6/2011

CREATIVE SUITE 5
CS Review

143

Excluir uma revisão ou parte de uma revisão
Para excluir uma revisão ou parte de revisão, você deverá ser o autor ou ter privilégios de Co-autor. A exclusão de uma revisão a removerá do painel CS Review e da janela de revisão do Acrobat.com.
❖ Siga um destes procedimentos:

• Para excluir uma revisão inteira, selecione a revisão no painel CS Review e escolha Excluir do menu do painel
CS Review.

• Para excluir uma parte de revisão, selecione a parte no painel CS Review, clique no menu do painel CS Review
e escolha Excluir parte.

• Para excluir uma revisão ou parte de revisão, selecione-a no painel CS Review e clique no botão Excluir
revisão .

Adicionar conteúdo a uma revisão
Adicionar conteúdo a uma revisão Ao editar o conteúdo de seu design, você pode carregar o conteúdo várias vezes como diferentes partes. Não é possível editar a parte de uma revisão. Para substituir uma parte de revisão, exclua-a e então carregue o conteúdo editado novamente.

• Para carregar o conteúdo aberto no momento como uma nova parte para a revisão no painel CS Review, proceda
da forma a seguir:
1 Selecione a revisão no painel CS Review e escolha Adicionar conteúdo no menu do painel CS Review. 2 Altere as configurações conforme necessário e clique em Carregar.

• Para adicionar conteúdo ao documento de revisão do Acrobat.com, proceda da forma a seguir:
1 Abra uma revisão na área de trabalho do Acrobat.com e clique no botão Adicionar conteúdo ou escolha Revisão

> Adicionar conteúdo.
2 Clique em Procurar, navegue para o conteúdo que você deseja adicionar à revisão e clique em Abrir. 3 Especifique como você deseja adicionar o conteúdo e clique em Carregar.

O novo conteúdo está disponível para todos os participantes da revisão.

Abrir arquivo de origem
O painel CS Review exibirá todas as revisões para as quais você foi convidado. Caso tenha acesso ao arquivo de origem, você poderá usar o painel CS Review para abri-lo.
1 Exiba uma revisão no painel CS Review. 2 Abra o menu de contexto de uma das partes da revisão e escolha Abrir arquivo de origem.

Exporte comentários para um arquivo PDF
É possível exportar comentários de uma revisão para um arquivo PDF para que você possa lê-los off-line ou arquivá-los. O arquivo PDF exportado inclui um instantâneo dos conteúdos da revisão, os comentários e um resumo dos detalhes da revisão, como data da criação e os nomes dos participantes.

Última atualização em 24/6/2011

CREATIVE SUITE 5
CS Review

144

Os autores e co-autores podem dar permissões de revisores para exportar os comentários. Com a revisão aberta no Acrobat.com, escolha Revisão > Configurações da revisão. Selecione Permitir que revisores exportem esta revisão como um arquivo PDF e clique em OK.

• Para exportar comentários para um arquivo PDF do painel CS Review, proceda da forma a seguir:
1 Clique duas vezes na revisão no painel CS Review para expandir a revisão e ver suas partes. Depois, clique no

menu do painel CS Review e escolha Exportar como PDF.
2 Especifique as opções de exportação e clique em Exportar.

• Para exportar comentários para um arquivo PDF do Acrobat.com, proceda da forma a seguir:
1 Abra uma revisão na área de trabalho do Acrobat.com e clique no botão Exportar como PDF ou escolha Revisão

> Exportar como PDF.
2 Especifique as opções de exportação e clique em Exportar.

É possível exportar comentários da revisão inteira ou de um intervalo de páginas selecionado e também escolher exportar para seu computador ou para uma área de trabalho do Acrobat. com.

Participar de uma revisão
Para participar de uma revisão, você pode adicionar comentários aos instantâneos de conteúdo carregado no organizador do Acrobat.com. Você também pode adicionar comentários usando o painel CS Review no aplicativo Creative Suite. Use qualquer um desses métodos para abrir uma revisão e adicionar comentários.
Convite por e-mail Quando alguém lhe convidar para participar de uma revisão, você receberá uma mensagem de e-

mail com um link para a revisão.
Área de trabalho compartilhada Se alguém adicionar uma revisão a uma área de trabalho compartilhada para a qual

você tem acesso, você poderá navegar em seu organizador do Acrobat.com para abrir a revisão na área de trabalho compartilhada.
Painel CS Review Se você tiver entrado nos serviços CS Live, a revisão para a qual você foi convidado será exibida automaticamente no painel CS Review.

O iniciador da revisão escolha qual função você terá na revisão. Se você receber uma função de Revisor, você estará limitado a adicionar e excluir seus próprios comentários. Se você receber uma função de Co-autor, você poderá realizar tarefas mais avançadas, como carregar conteúdo e excluir comentários de outros participantes. Cada revisor tem uma cor diferente.

Última atualização em 24/6/2011

procure a revisão. • Clique no botão Avançar ou Anterior . clique no botão Exibir a revisão atual on-line . Nota: Você também pode adicionar comentários a qualquer quadro de uma parte de seqüência de vídeo. no canto superior direito da janela de revisão do Acrobat. Em seguida.com ou do CS Live. clique em Inscrever-se e siga os avisos para criar uma conta gratuita. escolha Revisão > Adicionar comentário.com e digite um comentário. • No painel CS Review (Janela > Extensões > CS Review).CREATIVE SUITE 5 CS Review 145 Adicionar comentários a uma parte de revisão 1 Para exibir a revisão em um organizador do Acrobat. Última atualização em 24/6/2011 . clique no nome da revisão ou escolha Abrir ou Abrir em nova janela no menu exibido quando você clica na seta para baixo. conforme indicado pelo botão . Em seguida. vá até a parte na qual deseja deixar comentários. Ou. • No organizador do Acrobat.com. Se você não tiver uma conta do Acrobat. selecione a revisão da qual deseja participar.com. 2 Se o arquivo de revisão incluir várias partes. use qualquer um destes métodos: Comentário de peça Clique no botão Adicionar comentário. Um retângulo será exibido em volta da parte. 3 Para adicionar comentários. Para navegar pelas partes. execute um dos procedimentos a seguir: • Clique no link na mensagem de e-mail recebido da pessoa que iniciou a revisão e entre com seu nome de usuário e senha. • Escolha Exibir > Parte anterior ou Exibir > Próxima parte. proceda da forma a seguir: • Escolha uma parte no menu pop-up Navegar pelas partes no canto superior esquerdo da janela. ao lado do nome da revisão.

no lado direito da janela de revisão. Quando o cursor de texto arraste-o no texto e digite um comentário. Ao aplicar mais zoom. e edite o texto. Clique no botão Mais zoom ou no botão Menos zoom . clique nele para selecioná-lo e arraste sua borda . escolha um comando no menu Exibir. no lado direito da janela. clique com o botão direito do mouse (Windows) ou Control mais clique (Mac OS) no comentário. Se você tiver status de Autor ou Co-autor. do ponto ou dos comentários do texto na janela de revisão. Responder a um comentário Passe o ponteiro do sobre o comentário. Os comentários que você adicionar serão exibidos automaticamente no painel CS Review para que outros participantes vejam. Um retângulo indicará um comentário de área. Nota: As configurações de zoom não estão disponíveis para partes de seqüências de vídeo. Mostrar os marcadores de comentários Escolha Exibir > Mostrar marcadores de comentários para alternar entre a visibilidade de área. Ou. pressione a barra de espaço para se deslocar usando a ferramenta Mão. no lado direito da janela. clique em Responder e salve o comentário. Você também pode responder a um comentário no painel CS Review. Para mover um comentário de área ou ponto. Adicionar um sinalizador de status de comentário Clique no botão Opções (a seta para baixo) no comentário. Você também pode adicionar um status de comentário no painel CS Review. você poderá excluir qualquer comentário. para exibir opções. Os revisores não podem excluir comentários com respostas. Se você tiver status de Revisor. 4 Siga um destes procedimentos: Alterar configurações de zoom Clique no ícone Ajustar tudo para exibir a parte inteira ou no ícone Ajustar largura para aplicar mais zoom na parte. Adicione um comentário e clique em Salvar. Você também pode editar um comentário no painel CS Review. Um círculo indicará um comentário de ponto. você poderá excluir apenas seus próprios comentários. Última atualização em 24/6/2011 . e escolha uma opção no menu Sinalizador.com Clique no botão do menu Outros serviços da Adobe no canto superior direito da janela de revisão e escolha Acrobat.CREATIVE SUITE 5 CS Review 146 Comentário de área Arraste o ponteiro para uma área e digite um comentário. Retornar para o organizador do Acrobat.com. Excluir um comentário Para excluir um comentário. Comentário de ponto Clique e digite um comentário. for exibido. Comentário de texto (somente InDesign) Passe o ponteiro sobre o texto. no lado direito da janela. e escolha Excluir este comentário ou Excluir esta resposta. exceto se alguém tiver respondido. Editar um comentário Clique duas vezes no texto de comentário no comentário.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->