Porque escreves?

Porque será que escreves poeta? Para mitigar tudo o que vês Na realidade desta verdade Que já foi roubada pela mentira? Desconheço tua identidade Mas eu sei que mostras tua ira Sem querer atingir meta alguma. Só palavras de cor e alma Usas na noite que a fama escurece Com esse coração que enlouquece Ao escutares na música do fado Uma história que não te diz nada, Mas que junta os destroços d’uma ilusão Para que nunca escrevas em vão.

VS 2010

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful