P. 1
Papel de Parede Amarelo.pptx Auto Guard Ado] (2)

Papel de Parede Amarelo.pptx Auto Guard Ado] (2)

|Views: 384|Likes:
Published by Joana Boieiro

More info:

Published by: Joana Boieiro on Dec 10, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/12/2015

pdf

text

original

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Faculdade de Ciências Humanas Tradição dos Grandes Livros II Docente: Mónica Dias

Joana Rita Boieiro – 130310133

Joana Góis Ferreira - 130310503

Índice 1. Filme 2 . A mulher no papel de parede 6. Resumo 3. John 5. Simbolismo 5.1.2. Contexto 2.2. Narrador vs. Charlotte Perkins Gilman 2. Análise das personagens 4. The Yellow Wallpaper 2. O papel de parede 5.1.

inspirada nesta fase da sua vida.  O seu objectivo como humanista era o sufrágio feminino. Katherine  Durante o seu casamento tem uma seria depressão e consequentemente recebe vários tratamentos pouco usuais  O Papel de Parede Amarelo (1892) é a sua obra mais famosa.Charlotte Perkins Gilman  Nasce em 1860 em Hartford.  Escritora.  Uma das pioneiras na teoria do movimento feminista.  Escreve cerca de 200 histórias e 10 romances. economista e professora. Connecticut  Morre a 1935  Casa com o artista Charles Stetson em 1884  Tem uma filha. 3 .

foge para a fantasia único lugar onde consegue ter controle 4 . garantiram que as mulheres permanecessem cidadãos de segunda classe.  A história revela que esta divisão manteve as mulheres num estado de ignorância e infantilidade o que impediu o seu próprio desenvolvimento.The Yellow Wallpaper: contexto  Critíca à posição das mulheres dentro da instituição do casamento  Séc XX .  Para Gilman.surgem leituras mais complexas.  O narrador é reduzido para agir como uma criança e não tem qualquer influência na sua vida. o casamentos convencionais da classe média. do século XIX.

The Yellow Wallpaper: resumo  Uma mulher devido a uma depressão nervosa é levada para uma casa isolada com a sua família. Está convencida de que há muitas mulheres presas dentro do papel de parede. tudo fruto da sua depressão. que rapidamente se torna na sua obssessão. Contudo. 5 . durante as férias de verão. Ao rasgar o papel ela tem como objectivo libertar a mulher que ela vê a lutar dentro do padrão. pois suspeita que John e Lennie descobriram a sua obsessão. e ao longo do texto através dele conseguimos perceber como é que ela sofre esta depressão e todos os detalhes desta obsessão.  É levada para um quarto forrado com um papel de parede amarelo. E chega a acreditar que ela própria saiu do papel de parede e que era uma dessas mulheres presas. Ela tem um diário secreto. ela resolve destruir o papel de parede de uma vez por todas.  Por detrás deste papel chega a ver uma mulher aprisionada. O final é o culminar de toda a insanidade da narradora.

escreve um diário secreto.Personagens Narrador: .jovem mulher da classe média alta .ausente na casa .suspeita que o narrador é problemático do que aparenta ser mais .irmã de John .prefere factos .figura materna idealizada 6 .cumplice do narrador .o seu papel doméstico intensifica os sentimentos de falha do narrador .empregada do casal .muito imaginativa . no qual fala sobre a sua obcessão pelo papel de parede John: .marido e médico Mary: .depressão e ansiedade Jennie: .controla o comportamento como parte do tratamento .age como uma grande ajuda .casada e recentemente mãe .muito prático .

Narrador vs. ―cura em repouso‖  John espera conseguir o papel de esposa e mãe ideal  Raramente toma as ansiedades da sua mulher a sério  Refere-se constantemente ao narrador com o diminutivo "pouco‖ (little)  Desaprova as ideias da sua esposa  Nao a conhece verdadeiramente “Então. ele tomou-me nos braços e chamou-me tontinha” Trovald (Casa das Bonecas) 7 . e substituí-la pela sua racionalidade sólida. John A racionalidade de John e a creatividade do narrador John:  John não reconhece a criatividade da sua mulher e acredita que pode acabar com a sua imaginação.

apesar dos seus melhores esforços em seguir as instruções de John.Narrador vs. e perde-se em delírios 8 . A repressão da sua imaginação assume o controle (embora o narrador tente numa primeira fase incorporar a racionalidade de John). John Narrador:  Demonstra um grande carinho por John e respeita-o  O narrador não é capaz de extinguir a sua criatividade. perde todo o sentido da realidade.

A cor é replente. que se destroem através de contradioçãos inauditas. ” 9 . se percorrermos essa incertas curvas imperfeitas. subitamente. mas. e.O papel de parede “ Nunca na minha vida vi um papel mais horrível.. Um daqueles padrões morosamente repetitivos e espanpanentes que cometem todos os pecados artísticos. em outros. Em alguns lugares é baço. por algum tempo. estranhamente desbotado pela luz lenta do sol que aí roda. reparamos que. Trata-se de um amarelo sujo e sombrio. de uma lividez alaranjada. É suficientemente vago para confundir o olhar que o siga. estas se suicidam – que se afundam em ângulos estravagantes. de um tom cor de enxofre. mas suficientemente nítido para irritar constantemente e provocar uma estudiosa atenção.. quase revoltante. no entanto.

a cama. . e começa a estudar e a descodificar o seu significado. a cancela ao cimo das escadas. as grades na janela.. 10 .  Outros simbolos de aprisionamento.  Gilman usa o papel de parede como símbolo da prisão feminina dentro da esfera doméstica.  Quando se desfaz do papel..  Ela desvenda o padrão e localiza a figura de uma mulher a lutar para se livrar das barras no padrão.O papel de parede: simbolismo  O papel de parede é o conceito mais evidente ao longo de todo o texto e análise. de estar a ser observada pelo papel de parede.  Acabou por identificar-se com a mulher do papel e acredita que também ela está presa dentro daquele papel de parede.  O narrador inverte o seu sentimento inicial. acredita que conseguiu sair do papel de parede no qual John a mantinha prisioneira.

” 11 .. (.. porque ela está sempre a rastejar e a maior parte das mulheres não o faz. bem sei. Mas ninguém poderia trepar e sair desse padrão — estrangula tanto as pessoas (. abana-o! Por vezes.. apenas uma. durante o dia! E vou dizer-vos por quê — em segredo — eu já a vi! Posso vê-la através de cada uma das minhas janelas! É sempre a mesma mulher. E ela está sempre a tentar trepá-las para se libertar.. e ela rasteja rapidamente e o seu rastejar faz tremer todo o papel.) Acho que essa mulher sai. de facto — e não admira! A mulher... durante o dia. por detrás. ela esconde-se (.. (. por detrás dele.) Agarra-se às grades e abana-as com muita força.. durante o dia... há uma grande quantidade de mulheres. Deve ser muito humilhante ser-se assim apanhada a rastejar durante o dia! Fecho sempre a porta quando rastejo.) (. outras.) Não a critico mesmo nada.O papel de parede: a mulher no papel de parede “O padrão exterior mexe-se.) e quando passa uma carruagem.

o narrador liberta a mulher aprisionada e ele próprio  O ―rastejar‖ manter em segredo mesmo depois da sua libertação normas sociais não aceitam uma mulher ‗livre‘ do seu papel doméstico .O papel de parede: a mulher no papel de parede  Ligação misteriosa com a mulher que vê no papel de parede  A conexão do narrador com a mulher do papel aumenta  A mulher está presa dentro do padrão que se parece como barras  A mulher ao longo do texto é mais activa com a luz do luar .um símbolo de feminilidade Identifica-se com a mulher e acredita que também ela está presa dentro do papel de parede  Ao rasgar o papel de parede.

Filme • http://www.youtube.com/watch?v=4YdQHSq pcI8&feature=related 13 .

com/watch?v=wod6aV8f1oo&feature=related http://www.youtube.• http://www.youtube.youtube.youtube.com/watch?v=BAJm6gFJb4I&feature=related http://www.youtube.youtube.com/watch?v=swrmAYEKzB4&feature=related • • • • • • http://www.com/watch?v=wod6aV8f1oo&feature=related http://www.com/watch?v=cBYBundNavE&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=q8Iy1fbw6sQ&feature=related 14 .com/watch?v=kc_ByAfnzCQ&feature=related http://www.

. € f  f  fI€ € f  f n  ° -f € f  f ¯–  € f  f € ¾. € f  f  .

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->