Reflexão e Refração

Índice de refração:
c c
n= , =
v
Velocidade da luz
Velocidade
Velocidade do me
v
n io
→ →
> >
> >
d
v=
v

Leis da reflexão e da refração
Lei de reflexão:
r a
θ θ ·
Lei de refração:
1
b a a b b b
sen θ =nsenθ senθ senθ
sen θ
θ sen
a a a
b
a
b
n
n
n
n
n


¸ _
·

¸

,
·
a a b b
b
sen θ
sen
sen θ=nse
θ

a
b a
n n n
¸ _
·

¸


,
Índice de refração e aspecto ondulatório:

0 0
= , =
comprimento de onda
indice de refração
indice de refração
nm n
n
λ λ
λ
λ
→ →
> >
> >
> >
, / , v f f Velocidade frequenci v a λ λ · · →
Reflexão interna total:
1
=sin
b
critico
a
n
n
θ

¸ _

¸ ,
Formação de imagem espelho plano
Regra de sinais
>0 Re
s
<0
Objeto al
Objeto Virtual
¹ →
'

¹
>
>
Distancia do objeto
,
>0 Im Re
s
<0 Im
agem al
agem Virtual
¹ →
'

¹
>
>
Distancia da imagem
>0
<0
Espelho concavo
f
Espelho convexo
¹ →
'

¹
>
>
Distância focal
Formação de imagem em um espelho plano
Ampliação transversal, espelho esférico:
, ,
m=
y s
y s
·− ,
>0 Im
<0 Im
agem direita
m
agem invertida
¹ →
'

¹
>
>
,
,
,
m y =my =
y
y

Distancia Focal:
1 2
2
R
f
f R
·→·
Equação de Gauss: Relação imagem-objeto, espelho esférico.
, , ,
,
1 1 1 1 1 1 1 s s f
s s f s
f
s
s f f s s sf

+·→·−→ · →

·
Aproximação paraxial:
, ,
,
f <0
f
1 1

1
> 0
ss lentes di
f
s s f
vergente
f
s s lentes convergente

·
+ →
¹
+·→ →
'
¹
>
>
Interferência construtiva e destrutiva
sin 1, 2,...
dsen
d m m m
θ
θ λ
λ
· ·tt →· → Interferência construtiva
1
sin , 1, 2,...
2
d m rad m θ λ
¸ _
· + ·tt →

¸ ,
→ Interferência destrutiva
1
1 12
sin sin sin sin
2 2 2
m
m m
d m
d d d
λ
λ λ
θ λθ θ θ
¸ _
+

¸ _
¸ ,
·+ · · ·

,

¸
→→
m m m
y Rtg y R θ θ → · ·
m
m
m
y d Rm Rm
y d
d y Rm
λ λ
λ · · · → →
Interferência construtiva na experiência de
Young
Difração:
sin
2 2
a λ
θ ·t ,
m m
m m
y x a y x
a y
λ λ
· · → → pp
( )
1
1, 2,3,. sin sin .
m m
a
m
a
λ λ
θ θ

¸ _
· · → t →

¸
·

,
Franja escura da difração da fenda
única.
m
y
y xtg tg
x
θ θ → · · , ( )
max
n
1
si
y
E
v c
T f
E k f x t f
λ
ω λ · · → → · − → ·
2 2
k
k
π π
λ
λ
· → · →,

rad m   2 Interferência destrutiva   1 d sn θ=  sn i m + λθ= θ= θsn i → = i  2  λ ym = R tg θ →θ ym R m = → → 2 d mλ d λ m ym = Young Rm λ Rm λ → d = → = d y m λ ymd Rm Interferência construtiva na experiência de Difração: mλ m λ a λ x → → ym a = .f s Aproximação paraxial: 1 f .. . m ±± 1→ . ym = sin θ = ± a y 2 2 sin θ = única. = s s− f 1 11 s ... − s s . →= ±± = → 2. =→ →f = s s f s+ s . x →. f = 1 v →λ → = T f λ ω) t λ π 2 →λ = k .3. m → ..  fle0 s → < te d n i > f  → fle te c n e g n > n s  > 0 o v r e te v r e te egn Interferência construtiva e destrutiva d sin θ mλ = m= 1 2.   1 m+   1 2   sn i d 2 dsen θ λ Interferência construtiva  1 d sin θ = + λ ..1 1 1 1 1 1 + → → = = .)= ± → θ a sin λm  −1    Franja escura da difração da fenda  a  c f = →E y = Emax si −( x n k ym =xtg θ → θ tg = k= 2π y . s s s f s− f = sf →.. x pp mλ → ( m = 1. s + .2..