Sobre os Judeus e suas mentiras

1543

Martinho Luthero (1483 - 1546)
Traduzido do ingles por Martin H. Bertram Parte 1 Eu tinha feito a minha mente para escrever não mais tanto sobre os judeus ou contra eles. Mas desde que eu soube que aquelas pessoas miseráveis e amaldiçoados não deixam de atrair para si mesmo nós, isto é, os cristãos, eu publiquei este pequeno livro, para que eu possa ser encontrado entre aqueles que se opunham a tais atividades venenosa dos judeus e que advertiu os cristãos a estar em guarda contra eles. Eu não teria acreditado que um cristão pode ser enganado pelos judeus para tomar seu exílio e miséria para si. No entanto, o diabo é o deus do mundo, e onde quer palavra de Deus está ausente, ele tem uma tarefa fácil, não só com os fracos, mas também com os fortes. Que Deus nos ajude. Amen. Graça e paz no Senhor. Caro senhor e bom amigo, eu recebi um tratado em que um judeu se engaja em diálogo com um cristão. Ele se atreve a perverter as passagens bíblicas que citamos no testemunho da nossa fé, sobre o nosso Senhor Jesus Cristo e Maria, sua mãe, e interpretá-las de forma bastante diferente. Com esse argumento ele acha que pode destruir a base da nossa fé. Esta é minha resposta para você e para ele. Não é meu propósito discutir com os judeus, nem para aprender com eles como eles interpretam ou compreender a Escritura; Eu sei de tudo isso muito bem já. Muito menos posso propor para converter os judeus, por isso é impossível. Aqueles dois homens excelentes, Lyra e Burgensis, juntamente com os outros, na verdade descritos os judeus "interpretação vil para nós 201 cem anos atrás, respectivamente. 1 Na verdade, eles refutou-a completamente. No entanto, isso não ajudou em tudo para os judeus, e eles têm crescido cada vez piores. Eles não conseguiram aprender alguma lição do sofrimento terrível que foi a deles há mais de 1.400 anos no exílio. Nem podem obter qualquer fim ou término definitivo deste, como supõem, por meio dos gritos e lamentos veemente a Deus. Se esses golpes não ajudam, é resonable a assumir que o nosso falar e explicar ajudará ainda menos. Portanto, um cristão deve ser o conteúdo e não discutir com os judeus. Mas se você tiver ou quiser falar com eles, não dizem mais do que isso: "Ouça, judeu, você está ciente de que Jerusalém e sua soberania, juntamente com seu templo e sacerdócio, foram destruídos mais de 1.460 anos?" Para este ano, que nós, cristãos, escrever como o ano de 1542 desde o nascimento de Cristo, é exatamente 1468 anos, indo em 1500 anos, desde Vespasiano e Tito destruiu Jerusalém e expulsou os judeus da cidade. Deixar os judeus morder esse porca e disputa esta questão, desde que assim o desejarem. Para a ira de Deus cruéis, é prova suficiente de que eles certamente têm errado e se desviado. Até mesmo uma criança pode compreender isso. Para um não ousa considerar Deus como tão cruel que ele puniria o seu próprio povo por tanto tempo, tão terrivelmente, de forma impiedosamente, e, além disso manter o silêncio, confortando-os nem com palavras nem com obras, e fixação sem limite de tempo e sem fim . Quem teria fé, esperança ou amor para com um Deus assim? Portanto, este trabalho da ira é a prova de que os judeus, certamente rejeitados por Deus, já não são o seu povo, e nem é ele por mais tempo o seu Deus. Isso está de acordo com Oséias 1:9, "Call seu nome não meu povo, pois vocês não são o meu povo e eu não sou o teu Deus." Sim, infelizmente, esta é a sua sorte, verdadeiramente terrível. Eles podem interpretar isso como eles, vemos os fatos diante de nossos olhos, e estes não nos enganar. Se houvesse apenas uma centelha da razão ou entendimento neles, eles certamente dizer-se: "Ó Senhor Deus, algo está errado conosco Nossa miséria é muito grande, muito longa, muito grave, Deus se esqueceu de nós." etc Para ter certeza, eu não sou judeu, mas eu realmente não gosto de contemplar terrível ira de Deus para com este povo. Ele envia um arrepio de medo através do corpo e alma, pois eu pergunto, Qual será a eterna ira de Deus no inferno para ser como falsos cristãos e todos os descrentes? Bem, deixe-os judeus considerar nosso Senhor Jesus como eles vão. Vemos o cumprimento das palavras ditas por ele em Lucas 21:20: "Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que sua desolação está próximo ... pois estes são dias de vingança Para grande aflição será contra. a terra e ira sobre este povo. Em suma, como já foi dito, não se envolvem muito em debate com os judeus sobre os artigos da nossa fé. De sua juventude têm sido tão nutrido com veneno e rancor contra nosso Senhor que não há nenhuma esperança até chegar ao ponto em que sua miséria, finalmente, torna-os maleáveis e eles são forçados a confessar que o Messias já veio, e que ele é o nosso Jesus. Até um tempo tão é muito cedo, sim, é inútil discutir com eles sobre como Deus é trino, como ele se tornou homem, e como Maria é a mãe de Deus. Nenhuma razão humana, nem qualquer coração humano nunca vai conceder essas coisas, muito menos o amargurado, coração, venenosa cegos dos judeus. Como já já foi dito, o que Deus não pode reforma com tais golpes cruéis, não seremos capazes de mudar com palavras e obras Moisés era incapaz de reformar o Faraó, por meio de pragas, os milagres, fundamentos, ou ameaças,. teve que deixá-lo afogar-se em o mar. Agora, a fim de fortalecer a nossa fé, nós queremos lidar com uma loucuras poucos crasso dos judeus em suas crenças e sua exegese das Escrituras, uma vez que tão maliciosamente insultam a nossa fé. Se esta deve mover qualquer judeu para a reforma e arrepender-se, tanto melhor. Estamos agora não falar com os judeus, mas sobre os judeus e suas relações, para que nossos alemães, também, pode ser informado. Há uma coisa sobre a qual se

gabam e orgulho eles mesmos além da medida, e que é a descida do povo acima de tudo na terra, a partir de Abraão, Sara, Isaac, Rebeca, Jacó e dos doze patriarcas e, portanto, do povo santo de Israel. O próprio São Paulo admite isso quando diz em Romanos 9 : 5: ". salvação vem dos judeus" * Quorum * patres, isto é, "Para eles pertencem os patriarcas, e de sua raça é o Cristo", etc E o próprio Cristo declara em João 4:22, Por isso, eles possuem de ser o mais nobre, sim, as únicas pessoas nobres na terra Em comparação com eles e em seus olhos nós gentios (goyim) não são humanos;. na verdade quase não merecem ser considerados worms pobres por eles Porque nós não somos isso. arterial elevada e nobre, a linhagem, nascimento e descendência. Este é o seu argumento, e na verdade eu acho que é a razão maior e mais forte para o seu orgulho e ostentação. Portanto, Deus tem de suportar que em suas sinagogas, as orações, canções, doutrinas, e toda a sua vida, eles vêm e se diante dele e castigá-lo severamente (se é que posso falar de Deus de uma forma tão humana). 2 Assim, ele deve ouvir as suas afirmações e seus louvores a ele para colocá-los separados dos gentios, para deixá-los ser descendentes dos patriarcas santo, e para selecioná-las para ser seu povo santo e peculiar, etc E não há limite e sem fim a esta gabando-se a sua descida e seu nascimento físico dos pais. E para encher a medida de sua delirante, louco, loucura e estupidez, eles possuem e que graças a Deus, em primeiro lugar, porque eles foram criados como seres humanos e não como animais, em segundo lugar. porque são israelitas e não Goyim (gentios), em terceiro lugar, porque eles foram criados como homens e não como mulheres. Eles não aprendem tomfoolery como de Israel, mas do Goyim. Para a história registra que o grego Platão diária concedida Deus tal elogio e de agradecimento, se tal arrogância e blasfêmia pode ser chamado de louvor a Deus. Este homem, também elogiou seus deuses para estes três itens: que ele era um ser humano e não um animal, um macho e uma fêmea não, um não grego e um não-grego ou bárbaro. Este é vangloriar de um tolo, a gratidão de um bárbaro que blasfema contra Deus! Da mesma forma, os italianos se imaginam os únicos seres humanos; imaginam que todas as outras pessoas no mundo são os não-humanos, patos ou meros ratos por comparação. Ninguém pode tirar-lhes o seu orgulho sobre seu sangue e sua descendência de Israel. No Antigo Testamento, eles perderam muitas batalhas em guerras sobre esta matéria, embora nenhum judeu entende isso. Todos os profetas censuraram-los para ele, pois revela uma presunção, arrogância carnal desprovida de espírito e da fé. Eles também foram mortos e perseguidos por este motivo. São João Batista levou a tarefa seriamente por causa dele, dizendo: "Não se atrevem a dizer a si mesmos:" Temos Abraão por nosso pai ', porque eu vos digo, Deus é capaz de destas pedras suscitar filhos a Abraão "[Matt. 3:9]. Ele não chamálos de filhos de Abraão, mas uma" raça de víboras "[Matt. 3:7]. Oh, que era muito insultuoso para o sangue nobre e raça de Israel, e eles declararam "Ele tem um demônio" [Mateus 11:18.] Nosso Senhor também pede-lhes uma "raça de víboras", além disso, em João 3:39 ", ele afirma:" Se fôsseis filhos de Abraão, fariam o que Abraão fez .. .. Você é de seu pai, o diabo. "Era intolerável para eles ouvir que eles não eram de Abraão, mas filhos do diabo, nem podem suportar ouvir isso hoje. Se eles devem render este vangloriar e argumentos, todo o seu sistema que é construído em que seria derrubar e mudar Eu defendo que se o seu Messias, para quem eles esperam, deve vir e acabar com sua glória e sua base iriam crucificá-lo e blasfemar sete vezes pior do que eles fizeram o nosso Messias,. e eles também dizem que ele não era o verdadeiro Messias, mas um demônio enganador. Pois eles têm retratado o seu Messias para si como alguém que iria fortalecer e aumentar o erro carnal e arrogante como sobre a nobreza de sangue e linhagem. Esse é o mesmo que dizer que ele deveria ajudar los em blasfêmia contra Deus e em ver as suas criaturas com desdém, incluindo as mulheres, que também são seres humanos e à imagem de Deus, assim como nós, mais longo, eles são a nossa própria carne e sangue, como mãe, irmã, filha, donas de casa, etc de acordo com a canção três vezes acima de louvor, que não seja titular Sarah (como uma mulher) a ser tão nobre como Abraão (como homem). Talvez eles desejam honrar-se para nascer uma meia nobre, de um pai nobre, e metade ignóbil, de uma mãe ignóbil. Mas chega dessa palhaçada e trapaças. Propomo-nos a discutir o seu argumento e ostentam e provar de forma convincente diante de Deus e do mundo não antes de os judeus, pois, como já disse, eles aceitar esta nem de Moisés nem de seu Messias-se que o seu argumento é bastante vazio e está condenado. Para este fim citamos Moisés em Gênesis 17, a quem certamente deve acreditar, se eles são verdadeiros israelitas. Quando Deus instituiu a circuncisão, disse ele, entre outras coisas, "Qualquer homem incircunciso será extirpada do seu povo" [Gen. 17:14]. Com estas palavras de Deus entrega aos condenação todos os que são nascidos da carne, não importa quão nobre, alto, baixo ou como o nascimento de seu pode ter sido. Ele nem sequer isentos deste julgamento a descendência de Abraão, embora Abraão não era meramente de nascimento elevado e nobre de Noé, mas também foi julgado santo (Gênesis 15) e tornou-se Abraão, em vez de Abrão (Gênesis 17). No entanto, nenhum de seus filhos serão contados entre o povo de Deus, mas ele deve erradicado, e Deus não serei seu Deus, a menos que, para além de seu nascimento, também é circuncidado e aceito no pacto de Deus. Para ter certeza , antes que o mundo é uma pessoa devidamente contabilizados mais nobre do que por outra razão de seu nascimento, ou mais inteligente do que outro por causa de sua inteligência, ou mais forte e mais bonito do que outro por causa de seu corpo, ou mais rico e mais poderoso do que outro em vista de suas posses , ou melhor do que outra conta de suas virtudes especiais Para esta vida miserável, pecador e mortal, deve ser marcada por tal diferenciação e da desigualdade;. as exigências da vida diária e para a preservação do governo torná-lo indispensável. 3 Mas para escorar diante de Deus e se gabar de ser tão nobre, tão exaltado e tão rico em comparação com outras pessoas, isto é arrogância diabólica, já que cada nascimento segundo a carne é condenado antes dele, sem exceção, no versículo acima, se o seu pacto e palavra não vem para o resgate, mais uma vez e criar um novo nascimento e diferente, muito diferente desde o nascimento, antigo primeiro. Então, se os judeus possuem em suas orações diante de Deus e glória no fato de que eles são os patriarcas "sangue

nobre, de linhagem, e crianças, e que ele deveria considerá-los e tenha misericórdia com eles em vista disso, enquanto eles condenam os gentios como ignóbil e não de seu sangue, meu caro, o que você acha que tal oração vai conseguir? Isto é o que vai conseguir: Mesmo que os judeus eram tão santo quanto seus pais Abraão, Isaac e Jacó-se, sim, mesmo se fossem anjos no céu, por conta de uma oração que teriam de ser arremessado para o abismo do inferno. Quanto menos se tais orações entregá-los a partir de seu exílio e devolvê-los a Jerusalém! Por que é que tal oração, diabólica arrogante fazer além de dar a palavra de Deus na mentira, porque Deus declara: Quem nasce e não circuncidados deve não só ele ignóbil e sem valor, mas deve também ser condenado e não devem ser uma parte do meu povo, e eu não serei seu Deus. Os judeus raiva contra isso com a sua oração blasfema, como se dissesse: ". Não, não, Senhor Deus, isso não é verdade, você deve ouvi-nos, porque somos da linhagem nobre dos santos padres Em razão de nobre nascimento, tais você deve estabelecer-nos como senhores sobre toda a terra e no céu também. Se você não fizer isso, você quebra sua palavra e fazer-nos uma injustiça, desde que você tenha jurado a nossos pais que você vai aceitar a sua descendência, como o seu povo para sempre. " Este é apenas como se um rei, um príncipe, um senhor, ou um rico, bonito, inteligente, pessoa, piedosa virtuosos entre nós cristãos eram, portanto, a rezar a Deus: "Senhor Deus, ver o que um grande rei e senhor eu sou! Veja como rico, inteligente e piedoso que eu sou! Veja o que um rapaz bonito ou lass Estou em comparação com os outros! Tem misericórdia de mim, me ajude, e tendo em vista tudo isso me salvar! As outras pessoas não são tão merecedores , porque eles não são tão bonitos, ricos, inteligentes, piedoso, nobre e de alto-nascido como eu sou. " O que, você acha que, se tal merecer uma oração? Seria mérito que greve trovões e relâmpagos do céu e que o enxofre e fogo do inferno greve a partir de baixo. Isso seria uma punição justa, pois a carne eo sangue não deve vangloriar diante de Deus. Porque, como diz Moisés, quem nasce mesmo de santos patriarcas e do próprio Abraão está condenado diante de Deus e não deve vanglorie diante dele. São Paulo diz a mesma coisa em Romanos 3:27, como faz João 3:6. Tal oração também foi dito pelo fariseu no Evangelho como ele se gabou sobre todas as suas bênçãos, dizendo: "Eu não sou como os outros homens." Além disso, a sua oração foi lindamente decorada, já que ele disse que com ações de graças e pensaram que ele estava sentado no colo de Deus como seu filho animal de estimação. Mas trovões e relâmpagos do céu descer ao abismo do inferno, como o próprio Cristo declarou, dizendo que o publicano foi justificado, mas o fariseu condenado. Oh, o que nós pobres muck-worms, larvas, mau cheiro e sujeira a presunção de gabar-se de diante dele, que é o Deus e Criador do céu e da terra, que nos fez sair da terra e do nada! E, tanto quanto a nossa natureza, nascimento, e essência estão preocupados, nós estamos, mas a sujeira e nada em seus olhos, tudo o que somos e temos vem de sua graça e sua misericórdia ricos. Abraão foi, sem dúvida, ainda mais nobre do que os judeus, pois, como dissemos acima, ele era descendente da nobre patriarca, Noah, que em sua época era o senhor maior e mais antiga, sacerdote e pai de todo o mundo e de outros nove sucedendo patriarcas. Abraão viu, ouviu e viveu com todos eles, e alguns deles (como, por exemplo, Shem, Selá, Eber) sobreviveu a ele por muitos anos. Então Abraão, obviamente, não foi falta de nobreza de sangue e nascimento, e ainda isso não nos ajuda-lo, pelo menos em ser contados entre o povo de Deus. Não, ele era idólatra, e ele teria permanecido debaixo da condenação, se a palavra de Deus não o havia chamado, como Josué, no capítulo 24:2 nos informa da boca do próprio Deus: "Seu pai vivia do passado além do Eufrates, Terah, o pai de Abraão e de Naor, e serviram a outros deuses Então eu tomei a vosso pai Abraão dalém do rio e levou-o ", etc Mesmo mais tarde, depois de ter sido chamado e santificados pela palavra de Deus e através da fé, de acordo com Gênesis 15,. Abraão não se orgulhar de seu nascimento ou de suas virtudes. Quando ele falava com Deus (Gênesis 18), ele não disse: "Olha como eu sou nobre, nascido a partir de Noé e os patriarcas santo, e desceu de sua nação santa", nem que ele disse, "Como piedoso e santo estou em comparação com as outras pessoas! " Não, ele disse: "Eis que eu tomo sobre mim a falar ao Senhor, eu que sou pó e cinza" [Gen. 18:27]. Este é, de fato, como uma criatura deve falar ao seu Criador, e não para conseguir o que é diante dele e como ele é considerado por ele. Pois é o que Deus disse de Adão e de todos os seus filhos (Gênesis 3:19), "Tu és pó e ao pó hás de voltar", como a própria morte nos persuade visível e experimentalmente, para neutralizar, se necessário, qualquer presunção tola, fútil e vexatória tal. Agora você pode ver o que as crianças multa de Abraão os judeus realmente são, como eles tomar depois que seu pai, sim, o que um povo bem de Deus que são. 4 Eles apresentam diante de Deus de seu nascimento físico e do sangue nobre herdada de seus pais, desprezando todas as outras pessoas, embora Deus os considera em todos estes aspectos como poeira e cinzas e condenado por nascimento o mesmo que todas as nações outros. E ainda assim eles dão a Deus na mentira, pois eles insistem em ser na direita, e com tal oração blasfema e condenável que propósito de arrancar a graça de Deus a partir dele e para recuperar Jerusalém. Além disso, mesmo se os judeus foram sete vezes blinder do que se isso fosse possível que eles ainda teriam a ver que Esaú ou Edom, na medida do seu nascimento físico está em causa, era tão nobre como Jacob, já que ele não era apenas o filho do mesmo pai, Isaac, e da mesma mãe, Rebeca, mas ele também foi o primogênito, e primogenitura naquele tempo conferiu a mais alta nobreza, defronte as outras crianças. Mas o que fez seu nascimento igual ou até mesmo sua primogenitura por virtude da qual ele era muito mais nobre do que Jacob beneficiá-lo? Ele ainda não era contado entre o povo de Deus, embora ele chamou Abraão seu avô e sua avó Sarah, assim como Jacob fez, de fato, como já foi dito, ainda mais válida do que Jacob. Por outro lado, o próprio Abraão, assim como Sarah tinha a considerá-lo como seu neto, o filho de Isaac e Rebeca, eles ainda tinham a considerá-lo como o primogênito e os mais nobres, e Jacó como o menor. Mas diga-me, que bem fez o seu nascimento físico e seu sangue nobre herdada de Abraão fazer dele? Alguém pode interpor que Esaú perdeu sua honra, porque ele se tornou o mal, etc Devemos voltar, antes de tudo, que a questão em questão é se a nobreza de sangue em si é tão válida diante de Deus que se poderia, assim, ser ou tornarse povo de Deus. Se não for, por que então os judeus exaltar este nascimento tão altamente antes de

outras crianças dos homens! Mas se ele é válido, por que então Deus não guarda a sua queda? Porque, se Deus respeita nascimento físico como adequada para fazer os descendentes dos patriarcas do seu povo santo, ele não ousa deixá-los tornar-se mal, perdendo assim o seu povo e tornar-se um Deus que não. Se ele faz, no entanto, deixá-los ficar mal, é certo que ele não considera o nascimento como um meio de produzir ou produzir um povo para ele. Em segundo lugar, Esaú não foi expulso do povo de Deus porque ele se tornou o mal mais tarde, nem foi Jacob contados entre o povo de Deus em vista de sua vida subseqüente bom. Não, enquanto ambos estavam ainda no ventre de sua mãe é a palavra de Deus distinguishd entre os dois: Jacob foi chamado Esaú não era, de acordo com as palavras: "O mais velho servirá ao mais moço" [Gen. 25:23]. Isto não foi em todos os afetados pelo fato de que ambos foram realizados sob o coração da mesma mãe; que ambos eram alimentados com o mesmo leite e sangue de uma e da mesma mãe, Rebeca, que nasceram da sua, ao mesmo tempo . Então é preciso dizer que não importa quão idênticos carne, sangue, corpo, leite e mãe foram, neste caso, eles não poderiam ajudar a Esaú, nem poderiam dificultar Jacob de adquirir a graça pela qual as pessoas se tornam filhos de Deus ou de seu povo; decisivo aqui são a palavra e vocação, que ignoram o nascimento. Ismael, também, pode-se dizer que ele é igualmente um filho verdadeiro e natural de Abraão. Mas o que faz o seu nascimento físico aproveitar dele? Apesar disso, ele tem de ceder a casa e herança de Abraão e deixá-lo ao seu irmão Isaac. Você pode dizer que Ismael nasceu de Hagar, enquanto Isaac nasceu de Sarah. Se qualquer coisa, isso reforça o nosso argumento. Para o nascimento de Isaac de Sarah foi efetuada pela palavra de Deus e não pela carne e sangue, já que Sarah foi passado a idade natural para ter filhos. Para discutir a questão do nascimento de um pouco mais, apesar de Ishmael é carne e sangue de Abraão e seu filho natural, ainda carne e do sangue de um pai tão santo não ajudá-lo. É algo que prejudica, porque ele não tem mais do que carne e sangue de Abraão e também não tem a palavra de Deus a seu favor. O fato de que Isaac é descendente de sangue de Abraão não deficiência dele mesmo que era inútil Ismael, porque ele tem a palavra de Deus, que o distingue de seu irmão Ismael, que é da carne e do sangue do mesmo Abraão. Por que tanto barulho ser feito isso? Afinal, se conta o nascimento diante de Deus, posso afirmar ser tão nobre como qualquer judeu, sim, tão nobre como o próprio Abraão, como David, como todos os santos profetas e apóstolos. Nem lhes devo qualquer obrigado, se eles me consideram tão nobre como a si mesmos diante de Deus por causa do meu nascimento. E se Deus se recusa a reconhecer a minha nobreza e nascimento como o igual ao de Isaac, Abraão, Davi e todos os santos, eu afirmo que ele está fazendo me uma injustiça e que ele não é um juiz justo. Porque eu não vou desistir dele e nem Abraão, David, profetas, apóstolos, nem mesmo um anjo no céu, que me negar o direito de se gabar de que Noah, até o momento como o nascimento físico ou a carne eo sangue está em causa, é a minha verdade, natural ancestral, e que sua esposa (quem quer que ela pode ter sido) é meu ancestral, verdadeiro natural, pois somos todos descendentes, desde o dilúvio, de que um Noah. Nós não descendem de Caim, para a sua família morreram para sempre na enchente junto com muitos dos primos, cunhados, e amigos de Noah. Eu também se gabar de que Jafé, filho de Noé primogênito, é meu antepassado, verdadeiramente natural e sua esposa (quem ela pode ter sido) é meu ancestral, verdadeiro natural, pois como Moisés nos informa em Gênesis 10, ele é o progenitor de todos nós gentios. 5 Assim, Shem, o segundo filho de Noé, e todos os seus descendentes não têm motivos para se vangloriar diante da sua Jafé irmão mais velho por causa de seu nascimento. De fato, se o nascimento é a desempenhar um papel, então Jafé como o filho mais velho e herdeiro verdadeiro tem razão para ostentando mais contra Shem, seu irmão mais novo, e os descendentes de Sem, se estes ser chamados judeus ou ismaelitas ou edomitas. Mas o que significa primogenitura física ajuda a Jafé bom, nosso antepassado? Absolutamente nada. Shem goza de precedência, não em razão de nascimento, que estaria de acordo precedência a Jafé, mas porque a palavra de Deus e chamar o árbitro está aqui. Eu poderia voltar para o começo do mundo e traçar nossa ancestralidade comum de Adão e Eva, depois de Shem, Enoque, Kenan, Maalalel, Jarede, Enoque, Matusalém, Lameque, pois todos esses são nossos antepassados tão bem como o judeus, e nós compartilhamos igualmente na honra, nobreza, e fama de descendência deles como fazem os judeus. Nós somos sua carne e sangue da mesma forma como Abraão e toda a sua descendência são. Pois estávamos nos lombos dos pais mesmo santo na mesma medida como eram, e há ausência de qualquer diferença em relação ao nascimento ou a carne eo sangue, como a razão deve nos dizer. Por isso os judeus cegos são tolos realmente estúpido, muito mais absurdo do que os gentios, para vangloriar-se assim diante de Deus de seu nascimento físico, embora sejam em razão de que não melhor do que os gentios, uma vez que ambos participam de um nascimento, uma carne e sangue, desde o primeiro, melhor e mais sagrado antepassados. Nem se pode censurar censura ou outro sobre alguma peculiaridade sem implicar-se, ao mesmo tempo. Mas vamos seguir em frente. David caroços nos um conjunto muito bem e convincente quando ele declara no Salmo 51:5: "Eis que eu nasci na iniqüidade, e em pecado me concebeu minha mãe Agora vá, se você é judeu ou gentio, nascido de Adão ou. Abraão, de Enoque ou David, e apresentam diante de Deus de sua nobreza finos, de sua linhagem exaltado, sua ancestralidade antiga! Aqui você aprende que todos nós somos concebidos e nascidos em pecado, pelo pai e mãe, e nenhum ser humano é excluído. Mas o que significa nascer em outro pecado do que ser nascido sob a ira de Deus e da condenação, de modo que, por natureza, ou o nascimento somos incapazes de ser povo de Deus ou filhos, e do nosso nascimento, glória e nobreza, a nossa honra e louvor denotam mais nada e pode denotar nada mais do que isso, na falta de qualquer coisa para o nosso crédito que não sejam o nosso nascimento físico, estamos condenados pecadores, inimigos de Deus, e em seu desfavor? Lá, judeu, você tem o seu vangloriar, e nós gentios temos a nossa junto com você, assim como você conosco Agora vá em frente e rezar para que Deus possa respeitar a sua nobreza, sua raça, sua carne e sangue Isso que eu queria dizer para o fortalecimento de nossa fé;.. para os judeus não desistir de seu orgulho e gabando-se sua nobreza e linhagem. Como foi dito acima,

seus corações estão endurecidos. nosso povo, no entanto, deve estar em guarda contra eles, para que não se deixe enganar por este impenitente, maldita pessoas que dão a Deus na mentira e altiva despreze todo o mundo. Para os judeus "gostaria de seduzir-nos cristãos a sua fé, e eles fazem isso sempre que puderem. Se Deus é gracioso para tornar-se também a eles, os judeus, eles devem antes de tudo banir tal blasfêmia orações e canções, que possuem tão arrogantemente sobre sua linhagem, a partir de suas sinagogas, a partir de seus corações, e de seus lábios, para as orações de sempre aumentar e aguçar a ira de Deus para com eles. No entanto, eles não vão fazer isso, nem eles se humilham abjetamente, exceto para alguns indivíduos a quem Deus chama para si em particular e entrega de sua ruína terrível. O orgulho ea nobreza outros sobre os quais os judeus se vangloriar e por causa do que arrogante e vão desprezar toda a humanidade é a sua circuncisão, que recebeu de Abraão . Meu Deus, o que nós gentios têm que aturar nas suas sinagogas, as orações, canções e doutrinas! Que cheiro que as pessoas pobres estão em suas narinas, porque não são circuncidados! De fato, o próprio Deus deve submeter novamente para atormentar miserável se Eu posso colocá-lo assim como confrontá-lo com presunção de inexprimível, e ostentam: "Louvado sejas, Rei do mundo, que escolheu-nos para fora de todas as nações e nos santificou pela aliança da circuncisão" E da mesma forma com muitas outras palavras , o tenor de todos que é que Deus estima acima de um deles o resto do mundo, porque de acordo com seu decreto são circuncidados, e que ele deve condenar todas as outras pessoas, assim como eles fazem e querem fazer. Neste gabar-se de nobreza que a glória tanto quanto o fazem em seu nascimento físico. Conseqüentemente eu acredito que se o próprio Moisés parece juntamente com Elias e seu Messias e iria tentar privá-los deste vangloriar ou proibir tais orações e doutrina, eles iriam provavelmente considerar todos os três deles a ser os três piores demônios do inferno, e eles estariam em uma perda de saber como maldição e condená-las de forma adequada, para não dizer nada de acreditar neles. Para eles decidiram entre si que Moisés, juntamente com Elias e o Messias, deve endossar a circuncisão, sim, sim, que eles deveriam ajudar a fortalecer e louvar tal arrogância e orgulho na circuncisão, que estes devem, como eles mesmos, olhar para todos os gentios como sujeira e mau cheiro terrível, porque eles não são circuncidados. Moisés, Elias , eo Messias deve fazer um que eles prescrevem, pensar e desejar. Eles insistem que eles estão certos, e se Deus fosse fazer outro do que eles pensam, ele estaria errado. 6 Parte 2 Agora é só contemplar essas pessoas miseráveis, cegos e sem sentido. Em primeiro lugar (como eu disse anteriormente em relação ao nascimento físico), se eu fosse a admitir que a circuncisão é suficiente para torná-los um povo de Deus, ou para santificar e separá-las diante de Deus de todas as outras nações, então a conclusão teria que ser esta: Quem foi circuncidado não poderia ser mal nem ele poderia ser condenado. Nem que Deus permite que isso aconteça, se ele considerava a circuncisão como imbuídas de santidade e poder. Assim como nós, os cristãos dizem: Quem tem fé não pode ser mau e não pode ser condenado, desde que a fé resiste. Porque Deus fé considera tão precioso, valioso e poderoso que certamente irá santificar e impedi-lo que tem fé e mantém a sua fé de ser perdido ou tornar-se mal. Mas vou deixar isso pra lá por enquanto. Em segundo lugar, notamos aqui novamente como a raiva dos judeus provocam a Deus é mais e mais com essa oração. Para lá estão e difamar a Deus com uma mentira de blasfêmia, vergonhoso, e insolente. Eles são tão cego e estúpido que eles vêem nem as palavras encontradas em Gênesis 17, nem toda a Escritura, que condena explicitamente o poderosamente e esta mentira. No Gênesis 17:12 Moisés estados que Abraão foi ordenado a circuncidar não só o seu filho Isaac, que na época ainda não era nascido, mas um dos homens nascidos em sua casa, se os filhos ou funcionários, incluindo os escravos. Todos estes foram circuncidados no mesmo dia, juntamente com Abraão, Ismael, também, que na época era de treze anos de idade, como o texto nos informa. Assim, o convento ou decreto de circuncisão engloba a semente inteira de todos os descendentes de Abraão, particularmente Ismael, que foi a primeira semente de Abraão para ser circuncidado. Assim Ismael não é apenas igual a seu irmão Isaac, mas ele pode até mesmo se isso fosse para ser apreciado diante de Deus tem o direito de se orgulhar de sua circuncisão mais de Isaac, já que ele foi circuncidado um ano mais cedo. Em vista disso, os ismaelitas poderia muito bem desfrutar de um maior prestígio do que os israelitas, por seu antepassado Ismael foi circuncidado antes de Isaac, o progenitor dos israelitas, nasceu. Por que então os judeus estão tão vergonhosamente diante de Deus em sua oração e pregação, como se a circuncisão eram só deles, através do qual eles foram separados de todas as outras nações e, portanto, só eles são o povo santo de Deus? Eles devem realmente (se fossem capazes disso) ser um pouco envergonhados diante dos ismaelitas, os edomitas, e de outras nações quando consideram que eles estavam em todos os momentos de uma nação pequena, quase um punhado de pessoas em comparação com outros que também foram descendência de Abraão e também foram circuncidados, e que sem dúvida transmitida como um comando de seu pai Abraão que seus descendentes, e que a circuncisão transmitida para o filho Isaac é pouco significativa quando comparada com a circuncisão transmitido para os outros filhos de Abraão. Para registros Escritura que Ismael, filho de Abraão, tornou-se uma grande nação, que ele gerou doze príncipes, também que o filho de seis de Quetura (Gênesis 25:1), possuía áreas muito maior de terra do que Israel. E, sem dúvida esses observado o rito da circuncisão transmitida a eles por seus pais. Agora, já que a circuncisão, como decretado por Deus em Gênesis 17, é praticada por tantas nações, começando por Abraão (cuja semente que todos eles são os mesmos que Isaac e Jacob), e uma vez que não há diferença a este respeito entre eles e os filhos de Israel, que são os judeus realmente fazendo quando louvar e agradecer a Deus em suas orações para tal distinção pela circuncisão de todas as outras nações, para santificar-los, e para fazer-lhes o seu próprio povo? Isto é o que eles estão fazendo: estão blasfemando contra Deus e dando-lhe a mentira sobre o seu mandamento e as palavras que ele diz

(Gênesis 17:12) de que a circuncisão não deve ser prescrito para Isaac e seus descendentes sozinho, mas para toda a linhagem de Abraham. Os judeus não têm posição privilegiada exaltando-los acima de Ismael por causa da circuncisão, ou acima de Edom, Midiã, Efá, Efer, etc, os quais são contados em Gênesis como descendência de Abraão. Porque todos eles eram herdeiros circuncidado e fez da circuncisão, o mesmo que Israel. Agora, o que é benefício Ismael que ele é circuncidado? O que é que Edom benefício que ele é circuncidado - Edom que, além disso, é descendente de Isaac, que foi separado, e não de Ismael? O que é que benefício Midiã e seus irmãos, nascidos de Quetura, que eles são circuncidados? Eles são, por tudo isso, não o povo de Deus, nem a sua descendência de Abraão nem a sua circuncisão, ordenado por Deus, ajuda-los. Se a circuncisão não os ajuda em tornar-se povo de Deus, como ela pode ajudar os judeus. Pois é uma ea mesma circuncisão, decretado por um único e mesmo Deus, e não há um só eo mesmo pai, carne e sangue ou descida que é comum a todos. Não há igualdade absoluta, não há nenhuma diferença, nenhuma distinção entre todos eles até agora como a circuncisão e nascimento estão em causa. 7 Portanto, não é uma mentira inteligente e engenhosa, mas um desajeitado, tolo, estúpido e quando os judeus se orgulhar de sua circuncisão diante de Deus, presumindo-se que Deus deve considerá-los graciosamente por essa razão, embora eles certamente deve saber a partir da Escritura que eles não são a única raça circuncidado em conformidade com o decreto de Deus, e que eles não podem por isso ser o povo especial de Deus. Algo mais, diferente, e maior é necessário para que, desde os ismaelitas, os edomitas, os midianitas, e outros descendentes de Abraão pode igualmente confortar-se com esta glória, mesmo antes de o próprio Deus. Por que diz respeito ao nascimento e circuncisão são, como já disse, seus iguais. Talvez os judeus declaram que os ismaelitas e os edomitas, etc, não observar o rito da circuncisão como estritamente como eles fazem. Além de cortar o prepúcio de uma criança do sexo masculino, os judeus força a pele de volta no pênis pequeno e rasgá-lo aberto com unhas afiadas, como se lê em seus livros. Assim, eles causam dor extra ordinária para a criança, sem e contra o mandamento de Deus, para que o pai, que deve ser realmente feliz sobre a circuncisão, fica lá e chora como seu filho chora perfurar seu coração. Nós respondemos rotundamente que tal um adendo é a sua própria invenção, sim, foi inspirada pelo diabo maldito, e está em contradição com o mandamento de Deus, pois Moisés diz em Deuteronômio 4:2 e 0:32: "Você não deve adicionar ao palavra que vos mando, nem diminuireis dela. " Com tal suplemento diabólica que arruinar a sua circuncisão, de modo que aos olhos de Deus nenhuma outra nação circuncisão práticas menos do que eles, já que com a desobediência arbitrária tal, append e prática condenável este suplemento Agora vamos ver o que o próprio Moisés diz sobre a circuncisão. Em Deuteronômio 10:16 diz: "Circuncidai, pois, o prepúcio do vosso coração, e não mais teimoso", etc Caro Moisés, o que você quer dizer? Será que não basta que eles são circuncidados fisicamente? Eles são separados de todas as outras nações por esta circuncisão santo e fez um povo santo de Deus. E você repreendê-los por teimosia contra Deus? Você menosprezar sua circuncisão santo? Você está injuriando a santa, povo de Deus circuncidados? Você deve se aventurar a falar como que, hoje, nas suas sinagogas! Se não houvesse pedras convenientemente perto, eles iriam recorrer à lama e sujeira para levá-lo de seu meio, mesmo se você estivesse valendo dez Moseses. Ele também repreende-los em Levítico 26:41, dizendo: "Se então o seu coração incircunciso é humilhado", etc Tenha cuidado, Moisés Você sabe quem você está falando Você está falando com um nobre, escolhido, santo, circuncidado? . Povo de Deus e você se atreve a dizer que eles têm corações incircuncisos Isso é muito pior do que ter um sete vezes incircuncisos carne;?. para um coração incircunciso não pode ter Deus E a tal circuncisão da carne é de nenhum proveito . Só um coração circuncidado pode produzir um povo de Deus, e ele pode fazer isso, mesmo quando a circuncisão física está ausente ou é impossível, como o foi para os filhos de Israel durante seus quarenta anos no deserto. Assim, Jeremias também leva-los para a tarefa , dizendo no capítulo 4:4: "Circuncidai-vos ao Senhor, remover o prepúcio do vosso coração, ó homens de Judá e habitantes de Jerusalém; para que a minha ira sair como fogo, e queimar com nenhum para apagá-la. . . . "Jeremias, você herege miserável, você sedutor e falso profeta, como se atreve a dizer que santa, povo de Deus circuncidado circuncidar-se para o Senhor? Você quer dar a entender que eram até então circuncidados fisicamente para o diabo, como se Deus não estima sua circuncisão, santo física? E você ainda ameaçando-os com a ira de Deus, como um fogo eterno, se não circuncidar seus corações? Mas eles não mencionam a circuncisão como do coração, em sua oração, nem elogios ou agradecer a Deus por ela com tanto quanto uma única letra E você se atreve a invalidar sua circuncisão santo da carne, tornando-o passível de ira de Deus e o fogo eterno, eu aconselho a não entrar na sinagoga deles,.? todos os diabos pode desmembrar e devorá-lo lá. Em Jeremias 06:10 lemos, ainda, "Seus ouvidos estão incircuncisos, eles não podem ouvir." Bem, bem, meu caro Jeremias, você está lidando com certeza mais ou menos e sem consideração com o nobre, escolhido, santa, povo circuncidado de Deus. Você quer dizer que uma nação santa tem incircuncisos ouvidos? E, o que é muito pior, que eles são incapazes de ouvir? Não é o mesmo que dizer que eles não são povo de Deus? Para quem não pode ouvir ou suportar ouvir a palavra de Deus não é do povo de Deus E se eles não são o povo de Deus, então eles são as pessoas do diabo;..! e depois nem a circuncisão nem a esfola, nem raspando aproveitará Pelo amor de Deus, Jeremias, pare de falar assim Como pode você despreza e condenar a circuncisão santo é tão horrível que você separa os escolhidos, circuncidados, o povo santo de Deus e entregue-os ao diabo como banidos e condenados? Será que eles não louvar a Deus por ter separá-las através da circuncisão, tanto do diabo e de todos os as outras nações e para torná-los um povo santo e peculiar? Sim, "Ele tem falado blasfêmia! Crucifica-o, crucifica-o! " 8 No capítulo 9:25 Jeremias diz ainda: "Eis que vêm dias, diz o Senhor, quando eu vou punir todos aqueles que são circuncidados, mas ainda não circuncidados - Egito, Judá, Edom, os filhos de Amom Moabe, e todos os que habitam no deserto ... para todas as nações são incircuncisos, e toda a casa de Israel é

incircuncisos de coração ...." Em face disso, o que torna-se gabar do arrogante da circuncisão em razão de que os judeus afirmam ser uma nação santa, separado dos outros povos? Aqui a palavra de Deus caroçoslos juntos com os gentios e incircuncisos, e ameaça a visitação mesmo para ambos. Além disso, a melhor parte de Israel, o nobre, tribo real de Judá, é mencionado aqui, e depois que toda a casa de Israel. O pior de tudo, ele declara que os gentios são, com certeza, não circuncidados segundo a carne, mas que Judá, Edom e Israel, que são circuncidados segundo a carne, são muito mais vil do que as nações, uma vez que têm um incircunciso coração, e isso, como disse antes, é muito pior do que a carne não circuncidados. Estas e outras passagens provar irrefutavelmente que os judeus "arrogância e gabar-se de mais de circuncisão contra os gentios incircuncisos são nulos e, se for acompanhado de algo mais, não merece nada, mas a ira de Deus. Deus diz que eles têm um coração incircunciso. Mas os judeus não prestar atenção a tal prepúcio um do coração, mas eles pensam que Deus olha para as suas circuncisão orgulho na carne e ouvir as suas arrogantes possui mais contra todos os gentios, que são incapazes de se vangloriar de tal circuncisão. Esses cegos, pessoas miseráveis não vêem que Deus condena o seu coração incircunciso de forma tão clara e explicitamente nestes versos, e, assim, condena a sua circuncisão física, juntamente com sua vanglória e sua oração. Seguem o seu caminho como tolos, fazendo com que os prepúcios do seu coração cada vez mais espessa com tal goza de arrogante diante de Deus e seu desprezo por todas as outras pessoas. Em virtude de tal circuncisão, fútil arrogante na carne que a pretensão de ser apenas as pessoas de Deus, até que o prepúcio de seu coração tornou-se mais espessa do que uma montanha de ferro e já não podem ouvir, ver ou sentir sua própria Escritura claro, que eles lida diariamente com os olhos cegos coberta de uma pele mais espessa do que a casca de uma árvore de carvalho. Se Deus é dar ouvidos às suas orações e louvores e aceitá-las, certamente elas devem primeiro purificar suas sinagogas, bocas e corações de tal jactância blasfêmia, vergonhoso, falso, e enganoso e arrogância. Caso contrário, eles só vão de mal a pior e despertar a ira de Deus cada vez mais contra si mesmos. Para quem quiser rezar diante de Deus não se atrevem a enfrentá-lo com altivez e deitado, ele não ousa elogiar apenas a si mesmo, condenar todos os outros, afirmam ser apenas as pessoas de Deus, e execrar todos os outros, como eles fazem. Como Davi diz no Salmo 05:04: "Pois tu não és um Deus que se deleita na injustiça, o mal não pode peregrinar contigo Os arrogantes não pode estar diante de teus olhos; odeias todos os malfeitores Tu destróis os que falam mentiras; o.. Senhor abomina os homens sedentos de sangue e enganoso ". Mas, como nos diz o versículo 7: "Eu com a abundância da tua benignidade entrará tua casa, vou adorar para o teu santo templo, no temor de ti." Este salmo se aplica a todos os homens, seja circuncidado ou não, mas sobretudo e especialmente para os judeus, para quem foi especialmente dada e composto - como foi todo o resto da Escritura também. E eles são mais magistralmente retratado nele do que todas as nações outros. Pois eles são os que têm buscado constantemente impiedade, idolatria, falsa doutrina, e que tiveram incircunciso coração, como o próprio Moisés e todos os profetas gritar e lamentar. Mas em tudo isso que sempre afirmou ser agradável a Deus e mataram todos os profetas nesta conta. Eles são os mal-intencionados, de dura cerviz pessoas que não seriam convertidos do mal para as boas obras por meio da pregação, reprovação e ensino dos profetas. As Escrituras testemunham esta em toda parte. E ainda dizem ser servos de Deus e estar em pé diante dele. Eles são os arrogantes, malandros arrogantes que até hoje não pode fazer mais do que se orgulhar de sua raça e linhagem, louvor apenas a si próprios, e desprezo e maldição todo o mundo nas suas sinagogas, as orações, e doutrinas. Apesar disso, eles imaginam que aos olhos de Deus se classificam como seus filhos mais queridos. Eles são mentirosos real e cães de caça que não só continuamente pervertido e falsificado toda a Escritura com as suas glosas mentiroso desde o início até os dias atuais. Suspirando mais ardente do seu coração e anseio e esperança é definido no dia em que eles podem lidar com nós gentios como fizeram com os gentios na Pérsia na época de Ester. Oh, como gostava que são do livro de Ester, que é tão lindamente sintonizados com sua sede de sangue, saudade, vingativo assassino e esperança. O sol nunca brilhou sobre um povo mais sanguinário e vingativo do que eles são quem imagine que eles são o povo de Deus que foram encomendados e mandou para assassinar e para matar os gentios. Na verdade, a coisa mais importante que eles esperam de seu Messias é que ele vai matar e matar o mundo inteiro com sua espada. Eles nos tratavam os cristãos desta maneira no início através de fora todo o mundo. Eles ainda gostaria de fazer isso se eles tinham o poder, e muitas vezes fizeram a tentativa, para o qual eles têm seus focinhos encaixotado lustily. 9 Podemos, talvez, ampliar sobre este assunto mais tarde, mas vamos agora voltar a sua glória, false mentindo a respeito da circuncisão. Esses mentirosos vergonhosos são bem conscientes de que eles não são o povo exclusivo de Deus, mesmo que eles possuíam a circuncisão com a exclusão de todas as outras nações. Eles também sabem que o prepúcio não é obstáculo para ser um povo de Deus. E ainda assim eles strut descaradamente diante de Deus, mentem e se vangloriar de ser apenas as pessoas de Deus em razão da sua circuncisão, esqueci da circuncisão do coração. Contra isto, há exemplos bíblicos de peso. Em primeiro lugar, nós apresentar Jó, que, como dizem, descendente de Naor. Deus não impor a circuncisão sobre ele e seus herdeiros. E ainda seu livro mostra claramente que havia muito poucos grandes santos em Israel que fosse igual a ele e de seu povo. Nem o profeta Eliseu obrigar Naamã da Síria para se tornar circuncidado, e ainda foi santificado e se tornou um filho de Deus, e, sem dúvida, muitos outros com ele. Além disso, encontra-se todo o profeta Jonas, Nínive que se converteu a Deus e preservado junto com reis, príncipes, senhores, a terra, e as pessoas, ainda não circuncidar essas pessoas. Da mesma forma, Daniel converteu os grandes reis e os povos da Babilônia e da Pérsia, como Nabucodonosor, Ciro, Dario, etc, e ainda assim eles permaneceram gentios, incircuncisos, e não se tornar judeus. Mais cedo, instruiu Joseph Faraó, o rei, os seus príncipes, e seu povo, como o Salmo 105:22 nos informa, ainda, deixando-os não circuncidados. Isso, eu digo, esses mentirosos endurecido e inveterado sabe, e ainda assim eles o estresse tão grandemente a circuncisão, como se nenhum incircunciso poderia

ser um filho de Deus. E sempre que seduzir um cristão tentam assustá-lo para que ele será circuncidado. Posteriormente, eles se aproximam de Deus e exultar em sua oração que eles nos trouxeram para o povo de Deus através da circuncisão - como se isso fosse um ato precioso. Eles desdém, desprezo e maldição do prepúcio sobre nós como uma abominação feio que nos impede de tornar-se povo de Deus, enquanto a sua circuncisão, eles afirmam, todos os efeitos. O que Deus está a ver com essa oração e louvor que eles trazem junto com suas mentiras, grosseira blasfêmia, contrária a todas as Escrituras (como já foi dito)? Ele vai realmente ouvi-los e trazê-los de volta para seu país! Quero dizer que, se eles estavam habitando no céu, como se vangloria, orações, louvor e mentiras sobre a circuncisão por si só, atirá-los instantaneamente para o abismo do inferno. Já escrevi sobre este contra os sabatistas. Portanto, caro cristão, não baixe a guarda contra tais pessoas condenável a quem Deus tem permitido cair numa tal profunda abominações e mentiras, para todos os que fazem e dizem deve estar mentindo pura blasfêmia, e malícia, porém fina pode parecer. Mas você pode perguntar: De que adianta, então, é circuncisão? Ou por que Deus ordenou que tão estritamente? Nós respondemos: Deixe-os judeus se preocupam com isso! O que isso importa para nós gentios? Não nos foi imposta, como você já ouviu falar, nem estamos em necessidade, mas podemos ser povo de Deus sem ele, assim como o povo de Nínive, na Babilônia, na Pérsia e no Egito foram. E ninguém pode provar que Deus jamais comandou um profeta ou um judeu circuncidar os gentios. Portanto, não devem incomodar-nos com as suas mentiras e idolatria. Se eles pretendem ser tão inteligente e sábio como para instruir e nos circuncidar os gentios, deixá-los primeiro nos dizer o que a circuncisão propósito serve, e por que Deus mandou que assim estritamente. Isso, eles nos devem, mas eles não vão fazê-lo até que eles retornam para sua casa em Jerusalém de novo - isto é, quando o diabo sobe ao céu. Para quando eles afirmam que Deus ordenou a circuncisão com o propósito de santificar-los, salvá-los, tornando-os o povo de Deus, eles estão mentindo atrozmente, como você já ouviu falar. Para Moisés e todos os profetas dão testemunho de que a circuncisão não ajudou mesmo aqueles para quem foi ordenado, uma vez que eles eram de coração incircunciso. Como, então, deveria nos ajudar, para quem não foi ordenado? Mas falar para nós, cristãos - nós sabemos muito bem por que foi dado ou qual propósito servido. No entanto, nenhum judeu sabe disso, e até mesmo quando dizemos a ele que é como tratar um tronco ou uma pedra. Eles não vão desistir de sua vanglória e seu orgulho, isto é, de suas mentiras. Eles insistem que eles estão no direito; Deus deve ser o mentiroso e ele deve estar em erro. Portanto, deixá-los seguir o seu caminho e mentira como seus pais têm feito desde o início. Mas São Paulo nos ensina em Romanos 3, que quando a circuncisão é realizada como uma espécie de trabalho não pode tornar santo ou salvar, nem era intenção de fazê-lo. Nem os gentios incircuncisos maldita, como os judeus falsamente e blasfêmia dizer. Em vez disso, diz ele, "a circuncisão é de grande valor desta forma - que eles foram confiados com a palavra de Deus" [cf. Rom. 03:01 ss.]. Esse é o ponto, não é dito, não é encontrado! Circuncisão foi dada e instituída para envolver e preservar a palavra de Deus e sua promessa. Isto significa que a circuncisão não deve ser útil ou suficiente como uma obra em si, mas aqueles que possuem a circuncisão deve ser vinculado por este sinal, aliança, ou sacramento de obedecer e crer em Deus em suas palavras e transmitir tudo isso aos seus descendentes. Mas onde uma causa final ou razão para a circuncisão não obtidos, a circuncisão como um mero trabalho já não era apreciar a validade ou valor, tanto mais se os judeus devem anexar patch ou outra causa final ou explicação para isso. 10 Esta é também corroborada pelas palavras em Gênesis 17: "Eu serei o vosso Deus, e em sinal de isso, você deve levar o meu sinal na vossa carne" [cf. Gênesis 17:08, 11]. Isto expressa o mesmo pensamento encontrada na declaração de S. Paulo que a circuncisão foi dada para que a pessoa deve ouvir ou obedecer a palavra de Deus. Para quando a palavra de Deus não é mais ouvido ou mantidas, então ele certamente não é mais o nosso Deus, já que nesta vida deve compreender e ter Deus unicamente através de sua palavra. Esta vida miserável não pode suportar e suportar ele em sua majestade brilhante, como ele diz em Êxodo 36 [33:20]: ". O homem não deve me ver e viver" Há inúmeros exemplos em toda a Escritura que mostram o que causa ou efeito dos judeus atribuído a circuncisão. Porque todas as vezes que Deus queria falar com eles por meio dos profetas se sobre os Dez Mandamentos, em que ele reprovou-os, ou sobre a promessa de ajuda futura eram sempre obstinado, ou como os versos citados de Moisés e Jeremias depor, eles foram incircuncisos de coração e ouvidos. Eles sempre afirmaram fazer a coisa certa e adequada, enquanto os profetas (isto é, o próprio Deus, cuja palavra que pregavam) sempre fez a coisa errada e mal. Por isso os judeus mataram todos eles, e eles nunca permitiu ainda qualquer morrer unpersecuted e sem condenação, com exceção de uns poucos na época de Davi, Ezequias e Josias. Todo o curso da história de Israel e Judá é permeado por blasfêmia da palavra de Deus, pela perseguição, zombaria e assassinato dos profetas. Julgá-los pela história, essas pessoas devem ser chamados de assassinos devassa dos profetas e inimigos da Palavra de Deus. Quem lê a Bíblia não pode tirar outra conclusão. Como dissemos, Deus não instituiu a circuncisão nem a ele aceitar os judeus como seu povo, de modo que eles possam perseguir, mock, e assassinato de sua palavra e seus profetas, e, assim, prestar um serviço à justiça e com Deus. Pelo contrário, como Moisés diz nas palavras lidar com a circuncisão em Gênesis 17, isso foi feito para que eles pudessem ouvir a Deus e sua palavra, isto é, que eles poderão deixar que ele será o seu Deus. Para além disto a circuncisão por si só não iria ajudá-los, uma vez que, então, deixará de ser a circuncisão de Deus, pois seria sem Deus, lutar contra a sua palavra, ele teria se tornado apenas uma obra humana. Pois ele tinha ligado a si mesmo, ou a sua palavra, para a circuncisão. Onde estes empresa em duas partes, a circuncisão permanece uma casca oca ou casca vazia desprovida de porca ou kernel. O seguinte é uma situação análoga, para nós cristãos: Deus nos deu o batismo, o sacramento do seu corpo e sangue, e as chaves para o propósito final ou causa final que devemos ouvir a sua palavra em si e exercitar nossa fé nele. Ou seja, ele pretende ser o nosso Deus através deles e, através deles estamos a ser o seu povo. Entretanto, o que nós fizemos? Procedeu-se a

separar a palavra ea fé do sacramento (isto é, de Deus e seu propósito final) e converteu-o em um mero * * opus legis, uma obra da lei, ou como os papistas chamam, um opus * operatum * - apenas um trabalho humano que os sacerdotes ofereciam a Deus e os leigos realizada como uma obra de obediência sempre que o receberam. O que resta do sacramento? Apenas a casca vazia, a cerimônia simples, * opus vanum *, despojado de tudo divino. Sim, é uma abominação terrível em que a verdade de Deus é pervertido em mentiras e adoraram o bezerro verdadeira de Aaron. Pelo que também Deus nos deu todos os tipos de cegueira terrível e inumeráveis falsas doutrinas, e, além disso, ele permitiu a Maomé e ao papa, juntamente com todos os demônios para vir sobre nós. O povo de Israel saíram da mesma forma. Eles sempre se divorciou a circuncisão como um opus operatum *, * o seu próprio trabalho, a partir da palavra de Deus, e perseguidos por todos os profetas através de quem Deus quis falar com eles, de acordo com as condições em que a circuncisão foi instituída. Mas apesar disso, eles constantemente e orgulhosamente se gabava de ser o povo de Deus em virtude de sua circuncisão. Assim, eles estão em conflito com Deus. Deus quer que eles para ouvi-lo e observar a circuncisão corretamente e completamente, mas eles se recusam e insistem que o respeito a Deus o seu trabalho da circuncisão, isto é, metade da circuncisão, de fato, a casca da circuncisão. Deus, por sua vez, se recusa a fazer isso, e assim eles se movimentam mais e mais além, e é impossível para se reunir ou reconciliar-los. Agora, quem quiser acusar Deus de uma injustiça? Diga-me, quem é razoável, se é justo que Deus atentam para as obras daqueles que se recusam a ouvir a sua palavra, ou se ele deve considerá-los para o seu povo quando eles não querem considerá-lo como seu Deus? Com toda a justiça e boa razão de Deus pode dizer, como declara o Salmo [Sl. 81:11 f.]: ".. Israel teria nenhum de mim Então eu os entregou a seus corações teimosos, para seguir seus próprios conselhos" E em Deuteronômio 32:21, Moisés afirma: "Eles despertaram-me a inveja com o que há deus .... Então eu vou levá-los ao ciúme com aqueles que não são as pessoas." Da mesma forma entre nós, cristãos, os papistas não pode passar para a igreja. Para eles não vão deixar que Deus seja seu Deus, porque se recusam a escutar a sua palavra, mas perseguem-lo mais terrível, em seguida, vêm junto com sua casca vazia, palha, e se recusam, como eles celebram missa e praticar suas cerimônias. 11 E Deus é suposto para reconhecê-los e vê-los como sua igreja verdadeira, ignorando o fato de que eles não reconhecê-lo como o verdadeiro Deus, isto é, eles não querem que ele fale a eles através de seus pregadores. Sua palavra deve ser contabilizada heresia, o diabo, e todo o mal. Isso ele vai realmente fazer, como certamente irá experimentar, muito pior do que os judeus. Agora podemos facilmente reunir a partir de tudo isso que a circuncisão foi muito útil e bom, como São Paulo declara - não certamente por conta própria, mas por causa da palavra de Deus. Pois estamos convencidos, e é a verdade, que as crianças que foram circuncidados no oitavo dia tornaram-se filhos de Deus, como o estado palavras: "Eu serei o seu Deus" [Gen. 17:07], pois receberam a circuncisão perfeito e completo, a palavra com o sinal, e não separar os dois. Deus está presente, dizendo-lhes: "Eu serei o seu Deus", e este concluiu a circuncisão em si. Da mesma forma, os nossos filhos recebem o batismo, completa verdadeiro, e completo, a palavra com o sinal, e não separados um do outro, eles recebem o kernel no shell. Deus está presente, ele batiza e fala com eles e, assim, os salva. Mas agora que estamos velhos, o papa vem eo diabo com ele e nos ensina a converter isso em um * opus legis * ou * opus operatum .* Ele corta palavra e assinar uns com os outros, ensinando que somos salvos pela nossa própria contrição, trabalho e satisfação. Nós compartilhamos a experiência relatada por São Pedro, em II Pedro 2:22: "O cão volta ao seu próprio vômito, ea porca lavada é só para chafurdar na lama." Assim, nosso sacramento tem vindo ser uma obra, e nós comemos o nosso vomitar novamente. Da mesma forma os judeus, uma vez que envelheceu, arruinou sua circuncisão bom realizada no oitavo dia, separados da palavra a partir do sinal, e fez um ser humano ou até mesmo um trabalho swinish fora dele. Dessa forma, eles perderam a Deus e sua palavra e agora já não têm qualquer compreensão das Escrituras. Parte 3 Deus verdadeiramente honrado altamente pela circuncisão, falando-lhes acima de todas as outras nações na terra e confiar sua palavra a eles. E no intuito de preservar esta palavra entre eles, deu-lhes um país especial; ele executou grandes maravilhas por meio deles, reis ordenado e governo, e os profetas derramado sobre eles, que não só a par-los das melhores coisas relativas ao presente, mas também prometeu -lhes o futuro Messias, o Salvador do mundo. Foi por causa dele que Deus lhes concedido tudo isso, ordenando-lhes olhar para a sua vinda, para esperar que ele com confiança e sem demora. Porque Deus fez tudo isso apenas por causa dele: por sua causa Abraão foi chamado, a circuncisão foi instituída, e as pessoas foram, assim, exaltado, para que todo o mundo possa saber de onde as pessoas, de que país, momento em que, sim, de qual tribo, família, cidade e pessoa, ele viria, para não ser repreendido por demônios e pelos homens para a vinda do canto escuro ou a partir de ancestrais desconhecidos. Não, seus ancestrais tinham que ser grandes patriarcas, reis excelente, e os profetas em circulação, que testemunham a ele. Já dissemos como os judeus, com poucas exceções, visto tais promessas e profetas. Eles nunca foram capazes de tolerar um profeta, e sempre perseguido palavra de Deus e não quis dar ouvidos a Deus. Essa é a queixa e lamento de todos os profetas. E como seus pais fizeram, assim eles ainda o fazem hoje, nem jamais consertar seus caminhos. Se Isaías, Jeremias, ou outros profetas andavam entre eles hoje e proclamou o que proclamou em seu dia, ou declarado que os judeus "circuncisão presente e esperança para o Messias são fúteis, eles iriam voltar a ter a morrer em suas mãos, como aconteceu depois . Aquele que é dotado de razão, para não falar da compreensão cristã, observe como eles arbitrariamente pervertido e torcer livros dos profetas com suas glosas confundidos, em violação de sua própria consciência (em que talvez possamos dizer mais tarde). Para agora que eles

não podem mais pedra ou matar os profetas física ou pessoalmente, eles atormentá-los espiritualmente mutilar, estrangular e maltratam os seus belos versos de modo que o coração humano é aborrecido e magoado. Por isso nos força a ver como, por causa da ira de Deus, eles são totalmente entregue nas mãos do diabo. Em resumo, eles são um povo profeta assassinado, já que eles não podem mais assassinar os que vivem, eles devem matar e atormentar os que estão mortos. Posteriormente, depois de terem flagelado, crucificado, cuspido, blasfemado, e amaldiçoaram a Deus em sua palavra, como profetiza Isaías 8, eles trote pretensiosamente a sua circuncisão e outras vão, blasfêmia, obras inventadas e sem sentido. Eles presumem ser apenas pessoas de Deus, para condenar todo o mundo, e eles esperam que a sua arrogância e ostentando irá agradar a Deus, que ele deveria pagá-los com um Messias de sua própria escolha e prescrição. Portanto, caro cristão, não baixe a guarda contra essa maldita, em pessoas corrigíveis, de quem você pode aprender não mais do que dar a Deus ea sua palavra a mentira, para blasfemar, para perverter, aos profetas, assassinato e arrogantemente e orgulhosamente a desprezar todas as pessoas na terra. 12 Mesmo que Deus estaria disposto a ignorar todos os seus outros pecados que, é claro, é impossível que ele não podia tolerar tal inefável (apesar de pobres e miseráveis) orgulho. Para ele é chamado de Deus dos humildes, como Isaías 66:2 diz: ". Mas este é o homem para quem olharei aquele que é humilde e contrito de espírito e que treme da minha palavra." Eu tenho dito o suficiente sobre o boast segunda falsa dos judeus, ou seja, sua circuncisão falsa e fútil, que não aproveitar quando eles foram levados para a tarefa por Moisés e por Jeremias por causa de seu coração incircunciso. Quanto menos é útil agora, quando não é nada mais do que truques do diabo com a qual ele zomba e tolos-los, como ele também faz os turcos. Para onde quer que a palavra de Deus não está mais presente, a circuncisão é nula e sem efeito. Em terceiro lugar, eles são muito vaidoso, porque Deus falou com eles e emitiu a lei de Moisés no Monte Sinai. Aqui chegamos ao ponto certo, aqui Deus realmente tem que deixar-se ser torturado, aqui ele deve ouvir como eles cansá-lo com suas canções e louvores porque ele santificou-los com sua santa lei, as diferenciam de outras nações, e levou-os para fora do Egito. Aqui nós Goyim pobres são realmente desprezado, e são meras cifras em comparação com o santo, escolhido, nobres e pessoas altamente exaltado, que está na posse da palavra de Deus! Eles afirmam, como eu mesmo ouvi: "Na verdade, o que você tem a dizer a isso - que o próprio Deus falou conosco no monte Sinai e que ele fez isso com nenhum outro povo" Não temos nada com que refutar que, pois não podemos negar-lhes essa glória. Os livros de Moisés está pronto para dar prova disso, e David, também, atesta-o, dizendo no Salmo 147:19: ". Ele declara sua palavra a Jacó, os seus estatutos e ordenanças a Israel Ele não fez assim com qualquer outra nação, pois eles não sabem os seus juízos ". E no Salmo 103:7: "Fez conhecidos os seus caminhos a Moisés, seus atos ao povo de Israel." Eles relatam que os chefes do povo usavam coroas de flores no Monte Sinai naquela época como um símbolo de que eles tinham contraído um casamento com Deus através da lei, que se haviam tornado sua noiva, e que os dois tinham casado uns aos outros. Mais tarde lemos em todos os profetas como Deus aparece e fala com os filhos de Israel como um marido com sua esposa. A partir deste também surgiu o culto peculiar de Baal, para "Baal" denota um homem da casa ou um mestre da casa, "Beulah" denota uma dona de casa. Esta última também tem tomado uma forma alemã, como quando dizemos "Meu querido * * Buhle" [namorada], e "Eu devo ter um Buhle * .*" Antigamente este era um termo inofensivo, designando uma moça jovem. Foi dito que um jovem cortejada [* buhlte *] uma menina jovem, com vista ao casamento. Ora, a palavra assumiu uma conotação diferente. Agora vamos desafiá-lo, Isaías, Jeremias e todos os profetas, e quem vai, para vir e ser ousado o suficiente para dizer que uma nação tão nobre, com quem o próprio Deus conversa e com quem ele entra em casamento através da lei, e a quem ele se junta a si mesmo como a uma noiva, não é povo de Deus. Ninguém fazendo isso, eu sei, seria tornar-se ridículo e chegar a pesar. No padrão de todas as outras armas, eles pretendem destruir e mordê-lo em pedaços com os dentes para tentar despojá-los de tanta glória, louvor e honra. Não se pode nem expressar nem entender o obstinado, desenfreada, a arrogância incorrigível deste povo, surgindo desta vantagem - que o próprio Deus falou com eles. Nenhum profeta jamais foi capaz de levantar a voz em protesto ou levante contra eles, nem mesmo Moisés. Para em Números 16, Coré levantou-se e afirmou que eles eram todos povo santo de Deus, e perguntou por que só Moisés deve governar e ensinar. Desde aquela época, a maioria deles foram coraítas genuína; tem havido muito poucos os verdadeiros israelitas. Pois, assim como Corá Moisés perseguidos, eles nunca foram posteriormente deixou um profeta vivo ou unpersecuted, muito menos que eles obedeceram. Então ficou claro que eles eram uma noiva impura, sim, uma prostituta incorrigível e um puta mal com o que Deus alguma vez teve de disputar, briga e luta. Se ele castigado e os feriu com a sua palavra através dos profetas, que o contradisse, matou seus profetas, ou, como um cachorro louco, pouco a vara com a qual eles foram atingidos .. Assim, o Salmo 95:10 declara: "Por 40 anos eu detestava essa geração e disse: 'Eles são um povo que erra de coração, e eles não consideram os meus caminhos." "E o próprio Moisés diz em Deuteronômio 31:27:" Para Eu sei como rebelde e teimoso você é; eis que, enquanto eu ainda estou vivo com você, hoje você tem sido rebeldes contra o Senhor;! quanto mais depois da minha morte " E Isaías 48:4: "Porque eu sei que você é obstinado, e seu pescoço é um nervo de ferro e sua testa de bronze ...". E assim por diante; quem estiver interessado pode ler mais deste. Os judeus estão conscientes de que os profetas censurou os filhos de Israel do começo ao fim como um desobediente, as pessoas mal e como o mais vil prostituta, embora se vangloriou tanto da lei de Moisés, ou circuncisão, e de sua ancestralidade. Mas pode-se objetar: Certamente, este é dito sobre os judeus ímpios, não sobre os piedosos como são hoje. Bem, para o presente eu vou ficar contente se confessar, porque devo confessar, que os judeus ímpios não pode ser o povo de Deus, e que sua linhagem, a circuncisão ea lei de Moisés não pode ajudá-los. Por que, então, todas elas, o mais perverso, assim como os piedosos, gabar-se de circuncisão, linhagem, ea lei?

13 O pior é um judeu, o mais arrogante que ele é, apenas porque ele é um judeu - isto é, uma pessoa desceu de descendência de Abraão, circuncidados, e sob a lei de Moisés. David e outros judeus piedosos não eram tão vaidoso como o de hoje, os judeus incorrigível. No entanto ímpios que sejam, eles presumem ser o mais nobre senhores mais contra nós gentios, apenas em virtude de sua linhagem e de direito. No entanto, a lei repreende-los como os mais vis prostitutas e bandidos sob o sol. Além disso, se eles são judeus piedosos e não o povo para se prostituir, como os profetas chamá-los, como acontece que sua piedade é tão escondido que o próprio Deus não está ciente disso, e eles não estão cientes do que quer? Por que eles têm, como dissemos, orou, chorou, sofreu e quase 1500 anos já, e ainda Deus se recusa a ouvi-los. Sabemos pelas Escrituras que Deus vai ouvir as orações ou suspiros dos justos, como diz o Saltério [Ps. 145:19]: "Ele cumpre o desejo de todos os que o temem, ele também ouve o seu clamor." Eo Salmo 34:17: "Quando o grito justo para a ajuda, o Senhor ouve." Como havia prometido no Salmo 50:15: "Invoca-me no dia da angústia: eu te livrarei". O mesmo é encontrado em muitos versos mais da Escritura. Se não fosse por eles, quem seria ou poderia orar? Em resumo, ele diz no primeiro mandamento que ele será o seu Deus. Então, como você explica que ele não vai ouvir esses judeus? Eles devem certamente ser a base, as pessoas se prostituir, ou seja, nenhum povo de Deus, e sua glória da linhagem, a circuncisão ea lei deve ser contabilizada como sujeira. Se houvesse um único judeu piedoso entre eles que observou esses, ele teria de ser ouvido, porque Deus não pode deixar os seus santos rezam em vão, como a Escritura demonstra por muitos exemplos. Esta é uma evidência conclusiva de que eles não podem ser judeus piedosos, mas deve ser a multidão do povo para se prostituir e assassina. Piedade como é, como já foi dito, de forma oculta entre eles para que também eles podem saber nada disso. Como, então, Deus o sabe disso? Pois eles estão cheios de malícia, cobiça, inveja, ódio um do outro, o orgulho, a usura, vaidade, e maldições contra nós gentios. Portanto, um judeu teria que ter olhos muito afiado para reconhecer um judeu piedoso, para não falar do fato de que todos eles devem ser o povo de Deus como eles dizem. Porque seguramente esconder sua piedade efetivamente sob vícios seu manifesto, e ainda que todos eles, sem exceção, afirmam ser o sangue de Abraão, o povo da circuncisão e de Moisés, isto é, a nação de Deus, em comparação com quem os gentios certamente deve ser puro mau cheiro. Embora saibam que Deus não pode tolerar isso, nem ele tolerá-lo entre os anjos, mas ele pode e deve ouvir as suas mentiras e blasfêmias no sentido de que eles são o seu povo, em virtude da lei deu-lhes e porque ele conversou com seus antepassados no Monte Sinai. Por que se deve fazer muitas palavras sobre isso? Se a se vangloriar de que Deus falou com eles e que eles possuem a sua palavra ou mandamento foram suficientes para que Deus iria nesta base considerá-los como o seu povo, então, os demônios do inferno seria muito mais digno de ser povo de Deus do que os judeus, sim, do que qualquer outro povo. Para os demônios têm a palavra de Deus e conhece muito melhor do que os judeus que há um Deus que os criou, a quem eles são obrigados a amar com todo seu coração, à honra, medo, e servir, cujo nome não se atrevem a utilização indevida, cuja palavra eles devem ouvir no sábado e em todos os momentos, pois eles sabem que estão proibidos de assassinato ou infligir dano em qualquer criatura. Mas que bom que ele faz-lhes conhecer e possuir o mandamento de Deus? Deixe-os se gabar de que isso os torna próprios especial de Deus, queridos anjos, em comparação com quem os outros anjos não são nada! Quanto melhor eles seriam se não tivessem o mandamento de Deus ou se eles soubessem disso. Porque, se eles não tem, eles não seriam condenados. A verdadeira razão para sua condenação é que eles possuem o seu mandamento e ainda não mantê-lo, mas violá-la constantemente. No assassinos mesma maneira e prostitutas, ladrões e bandidos e todos os homens mal poderiam se vangloriar de que eles são santos de Deus, povo adquirido, para que eles também têm a sua palavra e sei que eles devem temer e obedecer-lhe, amar e servi-lo, a honra seu nome, abster-se de assassinato, adultério, roubo e toda ação outras mal. Se eles não têm palavra santo e verdadeiro Deus, não poderia pecar. Mas desde que eles pecam e são condenados, é certo que eles têm a palavra, santa verdade de Deus, contra a qual o pecado. Deixe que eles possuem, como os judeus, que Deus santificou-los através de sua lei e os escolheu acima todos os outros homens como um povo peculiar! É o mesmo tipo de vanglória, quando os judeus possuem nas suas sinagogas, louvando e agradecendo a Deus para santificar-los através de sua lei e colocá-los à parte, como um povo peculiar, embora saibam muito bem que eles não são de todo observar esta lei, que eles estão cheios de vaidade, a inveja, a usura, ganância e todos os tipos de malícia. Os piores criminosos são aqueles que fingem ser muito devoto e santo em suas orações. Eles são tão cegos que eles não só a prática da usura para não mencionar a outros vícios, mas eles ensinam que é um direito que Deus que lhes são conferidos por meio de Moisés. Assim, como em todos os outros assuntos, Deus calúnias que mais infame. No entanto, falta-nos tempo para me debruçar sobre isso agora. Mas quando eles declaram que, mesmo se eles não são santos por causa de os Dez Mandamentos (já que todos os gentios e os demônios são também o dever de manter estes, ou então, estão poluídos e condenado por causa deles) eles ainda têm as outras leis de Moisés , além dos Dez Mandamentos, que foram dadas exclusivamente a eles e não também aos gentios, e pelos quais eles são santificados e destacou de todas as outras nações O Senhor Deus, o que é uma desculpa, lame solto, e vão e isso é pretexto ! 14 Se os Dez Mandamentos não são obedecidas, o que faz a manutenção da quantidade de outras leis para que não seja mero malabarismo e palhaçada, de fato, uma verdadeira farsa que trata Deus como um tolo. É como se um companheiro, o mal diabólico entre nós foram para desfilar sobre no traje de um papa, cardeal, bispo ou pastor e observar todos os preceitos e os caminhos dessas pessoas, mas por baixo este vestido espiritual seria uma verdadeira diabo, um lobo, um inimigo da Igreja, um blasfemador que pisado tanto o evangelho e os Dez Mandamentos em pé e amaldiçoados e condenados eles. O que um santo bem que ele seria aos olhos de Deus! Ou suponhamos que em algum lugar uma menina bonita apareceu, adornada com uma coroa de flores, e cumprido todas as maneiras, as funções, o comportamento e

disciplina de uma virgem pura, mas no fundo era uma prostituta, vil vergonhosa, violando os Dez Mandamentos. Que bom seria sua obediência bem em observar exteriormente todos os deveres e os costumes de uma estação de virgem fazê-la? Ele iria ajudá-la tanto assim - que seria um sete vezes mais hostil a ela do que a uma prostituta, impudente público. Assim, Deus constantemente repreendeu os filhos de Israel através dos profetas, chamando-os de uma prostituta vil porque, sob o disfarce e decoração de leis externas e santidade, que praticou todo tipo de idolatria e vilania, como lamenta especialmente Oséias no capítulo 2. Para ter certeza, é louvável quando uma virgem ou uma mulher piedosa é decentemente e limpa vestida e adornada e exteriormente realiza-se com modéstia. Mas se ela é uma prostituta, suas vestes, adornos, grinalda e jóias seria melhor convir uma porca que chafurda na lama. Como Salomão diz [Prov. 11:22]: "Como um anel de ouro em focinho de porco é uma mulher bonita sem critério." Isto é, ela é uma prostituta. Portanto, este boast sobre as leis de Moisés externa, além da obediência aos Dez Mandamentos, devem ser silenciadas, na verdade, este faz os judeus possuem sete vezes mais indigno de ser povo de Deus que os gentios são. Para a leis externas não foram dadas para fazer uma nação do povo de Deus, mas para adornar e melhorar o povo de Deus externamente. Assim como os Dez Mandamentos não foram dados que qualquer se pode orgulhar deles e arrogantemente desprezam todo o mundo por causa deles, como se fossem santos eo povo de Deus por causa deles, mas eles foram dados a serem observados, e que a obediência a Deus pode ser mostrado neles, como Moisés e todos os profetas mais sinceramente ensinar. Não aquele que os tem é a glória, como vimos no caso dos demônios e dos homens maus, mas o que os mantém. Quem os tem e não consegue mantê-los deve ser vergonha e pavor, porque ele certamente será condenado por eles. Mas este assunto está além do alcance dos judeus cegos e endurecidos. Falando com eles sobre isso é o mesmo que pregar o evangelho a uma porca. Eles não podem saber o que o mandamento de Deus realmente é, e muito menos sabem como mantê-lo. Afinal, eles não podiam ouvir a Moisés, nem olhar para o rosto, ele teve que cobrir com um véu. Este véu está lá até os dias atuais, e eles ainda não contemplar a face de Moisés, isto é, sua doutrina. Ainda é velada a eles [cf. II Coríntios. 03:13 ss;. Êx. 34:33 ss.]. Assim, eles não podiam ouvir a palavra de Deus no Monte Sinai quando ele conversava com eles, mas eles recuaram, dizendo a Moisés: "Você fala para nós, e vamos ouvir, mas não fale Deus conosco, para que não morramos" [Êxodo. 20:19]. Para saber o mandamento de Deus e saber como mantê-lo exige um entendimento de alto profético. Moisés estava bem ciente de que, quando ele disse em Êxodo 34 que Deus perdoa os pecados e que ninguém é inocente diante dele, o que significa dizer que ninguém guarda os seus mandamentos, mas ele cujos pecados Deus perdoa. Também Davi no Salmo 32:1 testemunha, "Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, ... a quem o Senhor não atribui iniquidade". E no mesmo salmo [cf. v. 6]: "Portanto, que cada um que é a oração piedosa oferecer-te perdão," o que significa que nenhum santo mantém os mandamentos de Deus. Mas, se os santos não conseguem mantê-los, como é que os ímpios, os incrédulos, o povo mal mantê-los? Lemos no Salmo 143:2: "Ó Senhor, não entres em juízo com o teu servo, pois nenhum homem vivo é justo diante de ti." Que atesta de forma suficientemente clara que mesmo os santos servos de Deus não são justificados diante de si a menos que ele deixa de lado o seu julgamento e lida com elas em sua misericórdia, isto é, eles não guardam os seus mandamentos e necessitam de perdão dos pecados. Isto exige um homem que vai nos ajudar nisso, que carrega o nosso pecado para nós, como Isaías 53:6 diz: ". O Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós" De fato, que é verdadeiramente a entender a lei de Deus e sua observância - quando sabemos, reconhecer, sim, e sinto que temos, mas não mantê-lo e não pode mantê-lo, para que em vista disso, somos pobres pecadores e culpados diante de Deus, e que é apenas por pura graça e misericórdia que recebemos o perdão pela culpa e desobediência, tais através do homem a quem Deus colocou este pecado. Isso nós cristãos falam e isso que ensinamos, e isso os profetas e apóstolos falar conosco e nos ensinar. Eles são os que foram e ainda são a nossa noiva de Deus e virgem pura, e ainda se gabam de nenhuma lei ou santidade como os judeus fazem em suas sinagogas. 15 Eles sim lamento sobre a lei e chorar por misericórdia e perdão dos pecados. Os judeus, por outro lado, são tão santo quanto os frades descalços que possuem tanta santidade excesso que eles podem usá-lo para ajudar os outros para chegar ao céu, e ainda manter uma fonte rica e abundante para vender. É inútil falar com nenhum deles sobre esses assuntos, por sua arrogância cegueira são tão sólido como uma montanha de ferro. Eles estão no direito, Deus está errado. Deixá-los seguir o seu caminho, e vamos permanecer com aqueles que rezam o * Miserere, o Salmo 51 *, isto é, com aqueles que conhecem e compreendem o que a lei é, eo que isso significa para manter e não para mantê-lo. Aprenda com este cristão querida, que você está fazendo se você permitir que os judeus cegos para enganá-lo. Então o ditado vai realmente aplicar, "Quando um cego conduz outro cego, ambos cairão no abismo" [cf. Lucas 6:39]. Você não pode aprender alguma coisa com eles, exceto como entendem os mandamentos divinos, e, apesar de isso, possuem mais de arrogantemente contra os gentios - que realmente são muito melhores do que diante de Deus, pois eles não têm tanto orgulho de santidade e de ainda manter muito mais da lei do que estes santos arrogantes e blasfemos e mentirosos malditos Portanto, esteja no seu. guarda contra os judeus, sabendo que onde quer que tenham suas sinagogas, nada é encontrado, mas um antro de demônios em que pura auto-glorificação vaidade, a mentira, blasfêmia e difamação de Deus e os homens são praticadas mais maliciosa e vehming os olhos em . wrath-los de Deus expediu-los para a presunção de que a sua jactância, a sua presunção, suas calúnias de Deus, sua maldição de todas as pessoas são um verdadeiro e um grande serviço prestado a Deus - que é muito apropriado e tornando-se em sangue tão nobre dos pais e santos circuncidados. Esta acreditam apesar do fato de que eles sabem que estão mergulhadas em vícios manifestos mently, assim como os demônios se fazer. E onde você vê ou ouve um ensinamento judeu, lembre-se que você está ouvindo nada, mas uma venenosa basilisk que envenena e mata as pessoas alegremente por prender-E com tudo isso, eles afirmam estar fazendo certo.

Esteja em guarda contra eles! Em quarto lugar, 34 orgulham-se tremendamente de ter recebido a terra de Canaã, a cidade de Jerusalém, eo templo de Deus. Deus tem muitas vezes esmagado tal orgulho e arrogância, especialmente através do rei de Babilônia, que os levou para o cativeiro e destruiu tudo (assim como o rei da Assíria anterior havia levado todos os de Israel de distância e tinha colocado tudo baixo) Finalmente, eles foram exterminados e devastada pelos romanos mais de 1.400 anos atrás -. para que eles possam também perceber que Deus não considerou, nem respeito, seu país, cidade, templo, o sacerdócio, ou principado, e visualizá-los em conta estes como o seu próprio povo peculiar. No entanto, seu pescoço de ferro, como Isaías chama [Isa. 48:4] não é dobrada, nem é o seu vermelho na testa de bronze com vergonha. Permanecem stoneblind, obstinado, imóveis, sempre na esperança de que Deus vai restaurar sua pátria para eles e dar tudo de volta para eles. Moisés tinha informado a eles um grande muitas vezes, em primeiro lugar, que não ocupavam a terra porque sua justiça superior à de outras nações, pois eram um teimoso, mal povo rebelde e segundo, que logo seriam expulsos da terra e perecer se não guardar os mandamentos de Deus. E quando Deus escolheu a cidade de Jerusalém, acrescentou muito claramente nos escritos de todos os profetas que iria destruir completamente a cidade de Jerusalém, seu assento e trono, se não se guardamos os seus mandamentos. Além disso, quando Salomão construiu o templo, tinham sacrificado e orou a Deus, Deus disse a ele (I Reis 09:03), "Ouvi a tua oração e suas súplicas ... Eu consagrei esta casa ", etc, mas, em seguida, acrescentou logo em seguida:" Mas se você desvieis de seguir-me ... e não guardardes os meus mandamentos ... então exterminarei a Israel da terra que lhes dei, ea casa que consagrei ao meu nome eu lançarei fora da minha presença, e Israel será por provérbio e motejo entre todos os povos "Com um total. desrespeito por isso, eles se levantaram e ainda estão de pé, firme como uma rocha ou como uma imagem de pedra inerte, insistindo que Deus lhes deu país, cidade e do templo, e que, portanto, eles têm de ser povo de Deus ou da igreja. Eles nem ouvir nem ver que Deus lhes deu tudo isso que eles possam guardar os seus mandamentos, isto é, considerá-lo como seu Deus, e, assim, ser o seu povo e da igreja. Eles se vangloriam de sua raça e de sua descendência dos pais, mas eles não vejam nem pagar atenção para o fato de que ele escolheu sua raça que eles deveriam guardar os seus mandamentos Eles se vangloriam de sua circuncisão,.. mas por que eles são circuncidados ou seja, que eles devem manter conta mandamentos de Deus em vão Eles são rápidos em se vangloriarem do seu direito, templo, adoração, cidade da terra, e do governo, mas por que eles possuem tudo isso, eles desrespeito O diabo com todos os seus anjos tomou posse deste povo, para que eles sempre exaltar as coisas externas os seus dons, seus feitos, suas obras diante de Deus,. o que equivale a oferecer a Deus as conchas vazias sem o miolo. Esses que esperam que Deus estima e por causa deles aceitá-los como o seu povo, e exaltar e abençoálos acima de todos os gentios. Mas que ele quer que suas leis observadas e quer ser honrados por eles como Deus, isso eles não querem a considerar. 16 Assim, as palavras de Moisés são cumpridas quando ele diz [Deut. 32:21] que Deus não vai considerá-los como o seu povo, uma vez que não considerá-lo como seu Deus. Oséias 2 [cf. 01:09] expressa o mesmo pensamento. De fato, se Deus não tivesse permitido a cidade de Jerusalém para ser destruído e os tinha expulsado de seu país, mas havia permitido que eles permaneçam lá, ninguém poderia ter convencido de que eles não são o povo de Deus, uma vez que ainda estaria no posse do templo, cidade e país, independentemente de como base, desobedientes e teimosos eram. [Eles não teria acreditado] mesmo que havia nevado nada, mas profetas diária e até mesmo se mil Moseses se levantou e gritou: ". Vocês não são o povo de Deus, porque você é desobediente e rebelde a Deus" Por que, até hoje eles não podem abster-se de seu absurdo, insano ostentando que eles são o povo de Deus, embora tenham sido expulsos, dispersos, e totalmente rejeitado por quase 1500 anos. Em virtude de seus próprios méritos que ainda espero voltar lá novamente. Mas eles não têm essa promessa com a qual eles poderiam se consolar, além do que sua imaginação falsa contrabandeia nas Escrituras. Nosso apóstolo S. Paulo estava certo quando disse que eles "têm zelo por Deus, mas não é iluminado", etc Rom [. 10:2]. Eles alegam ser o povo de Deus em razão de seus atos, obras e mostrar externo, e não por pura graça e misericórdia, como todos os profetas e todos os verdadeiros filhos de Deus têm de ser, como foi dito. Por isso, eles estão além do conselho e ajuda. Da mesma forma como nossos romanistas, bispos, monges e sacerdotes, juntamente com seus seguidores, que insistem que eles são o povo de Deus e da igreja, pois eles acreditam que Deus estima-los porque eles são batizados, pois eles têm o nome, e porque eles é que mandam. Lá estão, como uma rocha. Se cem mil apóstolos veio e disse: "Você não é a igreja por causa de seu comportamento ou as vossas obras e serviços muitas divina, mesmo que estes foram os seus melhores esforços, não, você deve desesperar de tudo isso e aderir única e exclusivamente para a graça ea misericórdia de Cristo, etc Se você não fizer isso, você é prostituta do diabo ou uma escola de patifes e não a igreja, "que gostaria de assassinato, queimar na fogueira, ou banir tais apóstolos. Quanto a acreditar nelas e abandonando seus próprios dispositivos, desta, não há esperança, não vai acontecer. Os turcos seguem o mesmo padrão, com sua adoração, como fazem todos os fanáticos. Judeus, turcos, papistas, os radicais são abundantes em todos os lugares. Todos eles afirmam ser a igreja eo povo de Deus de acordo com a sua vaidade e possuem, independentemente da fé verdadeira e da obediência aos mandamentos de Deus através do qual as pessoas só se tornam e permanecem os filhos de Deus. Mesmo se não todos os perseguir o mesmo curso, mas um escolhe este caminho, outra maneira que, resultando em uma variedade de formas, que no entanto todos têm a mesma intenção e objetivo final, ou seja, por meio de suas próprias ações que eles querem gerenciar a tornar-se povo de Deus. E, assim, eles possuem e se gabar de que eles são aqueles a quem Deus estima. Eles são as raposas de Sansão, que são amarrados cauda a cauda, mas cujas cabeças se afastam em direções diferentes [cf. Juízes. 15:04]. Mas, como observamos anteriormente, que está além da compreensão dos judeus, bem como dos turcos e papistas. Como diz São Paulo em [I Coríntios 1, "O homem natural não aceita os dons do Espírito de Deus, porque

elas se discernem espiritualmente" [I Coríntios. 2:14]. Assim, as palavras de Isaías 06:09 se realidade: "Ouvir e ouvir, mas não entendo, ver e ver, mas não percebem." Pois eles não sabem o que ouvir, ver, por exemplo, ou fazer. E ainda assim eles não admitem que eles são cegos e surdos. Parte 4 Que deve ser o suficiente sobre o boast falso e orgulho dos judeus, que se mover de Deus com mentiras pura considerá-los como seu povo. Agora chegamos ao assunto principal, o seu Deus pedindo para o Messias. Aqui, finalmente, eles mostram-se como verdadeiros santos e crianças piedosos. Neste ponto, eles certamente não querem ser responsáveis mentirosos e blasfemos, mas profetas confiáveis, afirmando que o Messias ainda não chegou, mas ainda vai aparecer. Quem vai levá-los para a tarefa aqui para o seu erro ou engano? Mesmo se todos os anjos e Deus mesmo declarou publicamente, no Monte Sinai ou no templo em Jerusalém que o Messias tinha chegado há muito tempo e que ele já não era de se esperar, o próprio Deus e todos os anjos teriam de ser considerado nada além de demônios . Tão convencidos são estes profetas mais santo e verdadeiro que o Messias ainda não apareceu, mas ainda virá. Nem eles nos ouvem. Eles se fez de surdo para nós no passado e ainda fazê-lo, embora muitas pessoas bem acadêmicos, incluindo alguns de sua própria raça, refutaram-los tão completamente que, mesmo de pedra e madeira, se dotada de uma partícula de razão, teria que rendimento. No entanto, eles elogios conscientemente contra a verdade reconhecida. 17 Seus rabinos maldita, que de fato conhecem melhor, desenfreadamente envenenar as mentes de sua juventude pobre e do homem comum e desviá-las da verdade. Porque eu acredito que se esses escritos foram lidos pelo homem comum e os jovens teriam de pedra todos os seus rabinos e os odeio mais violentamente do que nós, cristãos. Mas esses vilões impedir nossa visão sincera de chegar a sua atenção. Se eu não tivesse tido a experiência com a minha papistas, teria me parecia incrível que a terra deveria abrigar pessoas que, conscientemente, como base de voar em face da verdade aberta e manifesta, isto é, do próprio Deus. Para eu nunca esperava encontrar tais mentes endurecidas em qualquer materno humano, mas apenas na medida em que do diabo. No entanto, eu não estou mais espantado por qualquer dos turcos ou dos judeus cegueira, obstinação e malícia, desde que eu tenho para testemunhar a mesma coisa no pais mais sagrado da igreja, no Papa, cardeais e bispos. O que você ira terrível e incompreensível julgamento da Majestade Divina sublime! Como você pode ser tão desprezado pelos filhos dos homens que não tremem imediatamente à morte antes de você? Que visão você está insuportável, também para os corações e os olhos dos homens mais santos, como vemos em Moisés e os profetas. No entanto, esses corações de pedra e as almas de ferro zombar de você assim desafiadoramente. No entanto, embora o trabalho, talvez em vão contra os judeus porque eu disse mais cedo que eu não quero disputar com eles, no entanto quero discutir sua loucura sem sentido entre nós, para o fortalecimento da nossa fé e como uma advertência aos cristãos fracos contra os judeus, e, principalmente, em honra de Deus, a fim de provar que a nossa fé é verdadeira e que elas são totalmente equivocada sobre a questão do Messias. Nós, cristãos, temos o nosso Novo Testamento, que nos fornece testemunho confiável e adequada sobre o Messah. Que os judeus não acreditam que não nos diz respeito, acreditamos suas glosas maldito ainda menos. Nós deixá-los seguir o seu caminho e esperar que o seu Messias. Sua descrença não nos prejudicar, mas como a ajuda que eles derivam e até à data têm derivado dele, eles podem pedir de seu exílio longo duradouro. Que, de fato, a oferta a resposta para nós. Aquele que não seguirá ficar para trás. Eles agem como se fossem de grande importância para nós. Só para vex nós, eles corruptos os dizeres das Escrituras. Nós não a todo o desejo ou imponham a sua conversão para qualquer vantagem, utilidade, ou ajudar a acumular para nós mesmas. Tudo o que fazemos nesse sentido é solicitado e não por uma preocupação com seu bem-estar. Se eles não querem isso, eles podem ignorá-la, somos dispensados e podem facilmente dispensá-las, juntamente com todos os que são, têm, e pode fazer para a salvação. Nós temos um melhor conhecimento das Escrituras, graças a Deus, o que temos a certeza de, e todos os demônios nunca deve privar-nos dela, muito menos os judeus miseráveis. Primeiro, queremos apresentar o versículo encontrado em Gênesis 49:10: "O cetro não se arredará de Judá ... até que venha Siló, ea ele deve ser a obediência dos povos." Esta palavra do santo patriarca Jacob, falou no final de sua vida, foi torturado e crucificado, em muitos aspectos até os dias de hoje pelos modernos, os judeus estranhos, em violação de sua própria consciência. Para eles percebem que seus totalmente torcer e perverter nada mais é do mal devassa. Suas glosas me lembrar muito de um musaranho, o mal teimosos que clamorosamente contradiz o marido e insiste em ter a última palavra, embora ela sabe que está errado. Assim, essas pessoas cegas também supor que basta latir e prattle contra o texto e seu verdadeiro significado, pois eles são totalmente indiferentes ao fato de que eles estão mentindo descaradamente. Acredito que seria mais feliz se esse versículo nunca tinha sido escrito, em vez de que eles devem mudar de idéia. Este versículo dores-los intensamente, e eles não podem ignorá-lo. Os antigos, verdadeiros judeus entendido este versículo corretamente, como nós, os cristãos fazem, ou seja, que o governo ou cetro deve permanecer com a tribo de Judá, até o advento do Messias, então "a ele deve ser a obediência dos povos", para ele que irá aderir. Ou seja, o cetro não deve ser confinada à tribo de Judá, mas, como os profetas depois explicar, deve ser estendido a todos os povos da terra no tempo do Messias. No entanto, até que ele aparece, o cetro deve permanecer nesse pequeno recanto e canto, Judah. Que, digo eu, é a compreensão dos profetas e dos antigos judeus, o que eles não podem negar. Para também a sua Chaldaean Bíblia, que ousam se opor a tão pouco como a Bíblia hebraica em si, mostra isso claramente. Na tradução se lê assim: "A shultan não deve ser colocada longe da casa de Judá, nem o saphra de filhos de seus filhos eternamente até que o Messias vier, de quem é o reino, e os povos se farão obedientes a ele." Esta é uma tradução verdadeira e fiel do texto caldeu, como nenhum judeu ou demônio pode negar.

Para o termo de Moisés hebraico shebet ["cetro"] usamos o Zepter palavra em alemão, ao passo que o tradutor escolhe os caldeus shultan palavra. Vamos explicar estas palavras. O shebet hebraico é a designação para uma virga, que não é realmente uma haste no sentido usual, para este termo sugere ao pensamento do alemão de interruptores de bétula com que as crianças são punidos. Nem é uma equipe usada por inválidos e idosos para andar. 18 Mas designa uma maça na vertical, como um juiz que tem nas mãos quando ele age em sua capacidade oficial. Como de luxo aumentou em todo o mundo, esta maça era feita de prata ou de ouro. Agora ele é chamado um cetro, ou seja, uma haste de reais. Skeptron é uma palavra grega, mas agora foi retomada para a língua alemã. Em seu primeiro livro, Homero descreve Aquiles como seu rei com um cetro de madeira adornada com pregos de prata. A partir disso, saber o que cetros originalmente eram e como eles gradualmente passou a ser feita inteiramente de prata e ouro. Em resumo, é a vara, quer de prata, madeira, ou com ouro, levada por um rei ou seu representante. Ele simboliza nada mais do que fazer ou minion reino. Ninguém questiona isso. Para deixar bem claro: o tradutor caldeu não usa o shebet palavra, mace ou cetro, mas ele substitui a pessoa que tem esta vara, dizendo shultan, indicando que um príncipe, senhor ou rei não deve afastar-se da casa de Judá ; haverá um sultão na casa de Judá até a vinda do Messias. "Sultan" também é um termo hebraico, e uma palavra bem conhecida para nós cristãos, que têm lutado por mais de 600 anos contra o sultão do Egito, e ganharam muito pouco a mostrar para ele. Para os sarracenos chamar seu rei ou príncipe "sultão", isto é, senhor ou governante ou soberano. A partir deste o Schilt palavra hebraica é derivado, que se tornou uma palavra completamente alemã (Schild ["escudo"]). É como se um queria dizer que um príncipe ou senhor deve ser escudo seus súditos ", proteção e defesa, se ele quiser ser um verdadeiro juiz, sultão, ou senhor, etc Algumas pessoas chegam a tentar traçar o termo alemão Schultheiss ["aldeia prefeito"] de volta para a palavra "sultão", eu não entra nessa. saphra é o mesmo que o sopher hebraico (para Caldeu e hebraico estão intimamente relacionados, na verdade eles são quase idênticos, assim como saxões e suábios ambos falam alemão, mas ainda há uma grande diferença). O sopher palavra que comumente se traduzem no alemão por meio de Kanzler ["chanceler"]. Todos, inclusive Burgensis, traduz a palavra com saphra Scriba ou escriba. Estas pessoas são chamadas escribas no Evangelho. Eles não são comuns escribas que escrevem para os salários ou sem autoridade pública. Eles são sábios, grandes governantes, médicos e professores, que ensinam, ordem e preservar a lei no estado. Suponho que também engloba as chancelarias, os parlamentos, vereadores, e todos os que com sabedoria e ajuda a justiça no governo. Isso é o que Moisés deseja expressar com a palavra mehoqeq, que designa aquele que ensina, compõe e executa os comandos e decretos. Entre os sarracenos, por exemplo, os escribas do sultão ou secretários, seus médicos, professores e estudiosos, são aqueles que ensinam, interpretar e preservar o Alcorão como a lei da terra. No papado escribas do papa ou saphra são os canonistas ou jackasses que ensinar e preservar sua decretos e leis. No império do doctores legum, os juristas seculares, são saphra do imperador ou escribas que ensinar, administrar e preservar as leis imperiais. Assim Judá, também tinha escribas que ensinou e preservou a lei de Moisés, que era a lei da terra. Portanto, temos traduziu o mehoqeq palavra com "mestre", isto é, professor, doutor, etc Então, esta passagem: "O mehoqeq, ou seja, mestre, não será tomada de entre seus pés", significa que os professores e os ouvintes que se sentam a seus pés permanecerá em um governo ordenado. Para cada país, se é para durar, tem de ter estas duas coisas: o poder eo direito. O país, como diz o ditado, deve ter um senhor, uma cabeça, uma régua. Mas também deve ter uma lei pela qual o governante é guiado. Estes são os mace eo mehoqeq, ou sultão e saphra. Salomão também indica isso, pois quando ele tinha recebido a haste, isto é, o reino, ele orou apenas sabedoria para que ele possa governar o povo com justiça (I Reis 3). Para onde quer poder absoluto prevalece sem a lei, onde o sultão é guiada pela sua vontade arbitrária e não por dever, não há governo, mas a tirania, semelhante ao de Nero, Calígula, Dionísio, Henry de Brunswick, e seus semelhantes. Tal não durar muito. Por outro lado, onde há lei, mas nenhum poder para impô-la, há a multidão selvagem também irá fazer a sua vontade e nenhum governo pode sobreviver. Portanto, ambos devem estar presentes: direito e poder, sultão e saphra, para complementar um ao outro. Assim, os vereadores que se reuniram em Jerusalém e que estavam para vir da tribo de Judá, fosse o saphra; os judeus chamavam de Herodes Sinédrio, um estrangeiro, um edomita, acabou com isso, e ele próprio tornou-se tanto sultão e saphra, mace e mehoqeq na casa de Judá, senhor e escrivão. Então a palavra do patriarca começou a ser cumprida que Judá não era mais para manter o governo ou a saphra. Agora era hora de o Messias vir e ocupar seu reino e sentar no trono de Davi para sempre, como Isaías 9:6] profetiza. Portanto, vamos agora estudar esta palavra do patriarca. "Judá", ele declara: "os teus irmãos te louvarão", etc [Gen. 49:8]. Este, parece-me, não requer nenhum comentário, que afirma claramente o suficiente para que a tribo de Judá será honrado acima de todos os seus irmãos e irá desfrutar da prerrogativa. O texto continua: "A tua mão será sobre o pescoço de seus inimigos", etc Isso também declara claramente que o famoso e proeminente tribo de Judá deve encontrar inimigos e oposição, mas isso tudo vai acabar bem sucedida e vitoriosa por isso. Continuamos: "os filhos de teu pai se prostrarão diante de ti," etc 19 Mais uma vez fica claro que este não se refere ao cativeiro, mas a regra sobre seus irmãos, todos que foi cumprida no David. Mas não só da tribo de Judá, no David, tornar-se senhor de seus irmãos, ele também se espalhar seu domínio para além, como um leão, forçando outras nações em submissão, por exemplo os filisteus, os sírios, dos moabitas, amonitas, a edomitas. Isto é o que ele elogia nestas belas palavras [Gen. 49:9]:. "Judá é um leãozinho; da presa, meu filho, você tem subido Ele abaixou-se, ele se agachou como um leão e como leoa: quem se atreve a levantar-se contra ele Este é? dizer que ele foi entronizado e estabeleceu um reino que ninguém poderia dominar, embora as nações adjacentes com freqüência e poderosamente tentou fazê-lo. Tudo bem, até este ponto o patriarca tenha estabelecido, ordenado, e

confirmou o reino, o sultão, o ..? vara, o saphra na tribo de Judá Há Judá, o sultão, está entronizado para seu governo que está a acontecer agora Isso, diz ele: Ele deve permanecer assim até o Messias vier, ou seja, muitos irão se opor a ele, na tentação de derrubar e destruir o reino e simplesmente fazê-la desaparecer da face da terra. As histórias dos reis e dos profetas amplamente testemunhar que todas as nações dos gentios que nunca se esforçou seriamente para fazer isso. E o patriarca se declara, como ouvimos antes, que Judá deve ter seus inimigos. Para tal é o curso dos acontecimentos no mundo que sempre que um reino ou principado eleva-se para uma posição de poder, a inveja não vai descansar até que seja destruído. Toda a história ilustra isso com vários exemplos. No entanto, neste caso, o Espírito Santo afirma: Este reino da tribo de Judá, é meu, e ninguém pode tirar isso de mim, não importa o quão furioso e poderoso que seja, mesmo que as portas do inferno deve tentar As palavras ainda. provar verdadeira: auferetur não, "não será tirado." Você demônios e gentios podem dizer: Auferetur, vamos colocar um fim a isso, vamos devorá-lo, vamos silenciá-lo, como o Salmo 74 lamenta Mas isso deve. permanecem undevoured, undevastated. "O shebet ou sultão não deve afastar-se da casa de Judá, nem o saphra de filhos de seus filhos," até que a shiloh ou Messias vem, não importa como você todos os rant e raiva. E quando ele aparecer, o reino se tornará muito diferente e ainda mais glorioso. Pois desde que você não iria tolerar a tribo de Judá em um canto, pouco estreita, vou mudá-lo em um leão realmente forte, que vai se tornar sultão e saphra em todo o mundo. vou fazer isso de tal forma que ele não irá desenhar uma espada nem derramar uma gota de sangue, mas as nações se voluntariamente e alegremente submeter-se a ele e lhe obedecem. devem ser o seu reino. Para depois de tudo, o reino e todas as coisas são sua abordagem do texto, tanto caldeus e hebreu, com essa compreensão e esse pensamento, e eu aposto que o seu coração juntamente com as cartas certamente dizer-lhe:.! Por Deus que é a verdade, que é o significado do patriarca E então. consultar o histórico para verificar se isso não aconteceu e acontecerá desta forma e ainda continua a fazê-lo novamente você vai ser obrigado a dizer:. É verdade tão Pois é inegável que o sultão e saphra permaneceu com a tribo. de Judá, até o momento de Herodes, mesmo que às vezes era fraco e não foi mantida sem a oposição dos poderosos adversários. No entanto, foi preservada. Sob Herodes e depois de Herodes, no entanto, caiu em ruínas e chegou ao fim. Foi tão completamente destruída que até Jerusalém, uma vez que o trono lugares da tribo de Judá, e na terra de Canaã foram aniquilados. Assim, o verso foi cumprido o que disse que o sultão se afastou eo Messias chegou. Eu não tenho o tempo no momento para demonstrar o que é um manancial rico este versículo é e como os profetas chamou tanta informação dele sobre a queda dos judeus ea eleição dos gentios, sobre os quais os judeus modernos e bastardos sabe absolutamente nada. Mas nós temos forma clara e vigorosa visto a partir deste versículo que o Messias tinha que vir no tempo de Herodes. A alternativa seria dizer que Deus falhou em cumprir sua promessa e, conseqüentemente, mentiu. Ninguém ousa fazer isso salvar o diabo maldito e tem servos , os bastardos falsa e judeus estranho. Eles fazem isso incessantemente. Em seus olhos de Deus deve ser um mentiroso. Eles afirmam que eles estão certos quando afirmam que o Messias ainda não chegou, apesar do fato de que Deus declarou em palavras muito simples que o Messias viria antes do cetro tinha inteiramente partiu de Judah. E este cetro foi perdido para Judá, durante quase 1500 anos agora. As palavras claras de Deus vouch para isso, e assim fazer o efeito visível e cumprimento dessas mesmas palavras. O que você espera conseguir através da contratação de um judeu obstinado em uma longa disputa sobre isso? É como se você estivesse a falar com uma pessoa insana e provar-lhe que Deus criou o céu ea terra, de acordo com Gênesis 1, apontando o céu e da terra para ele com suas mãos, e ele seria, no entanto prattle que estes não são os céus ea terra mencionado em Gênesis 1, ou que eles não eram o céu ea terra em tudo, mas foram chamados de outra coisa, etc 20 Para este versículo: "O cetro não se arredará de Judá", etc, é tão clara e simples como o versículo, "Deus criou o céu ea terra." E o fato de que este cetro foi removido de Judá por quase 1500 anos é tão patente e se manifestar como o céu ea terra são, de modo que se pode facilmente perceber que os judeus não são simplesmente errar e enganar, mas que eles são maliciosamente e obstinadamente negar e blasfemando a verdade reconhecida em violação da sua consciência. Ninguém deve considerar essa pessoa digna de desperdiçar uma única palavra sobre ele, mesmo se tratados com Markolf o rouxinol, muito menos se lida com tais palavras divinas exaltado e obras. Mas se alguém é tentado a tornar-se descontente comigo, eu vou servir o seu propósito e dar-lhe os judeus 'glosas sobre este texto. Primeiro vou apresentar quem não demitir este texto, mas aderir a ela, particularmente para a versão caldeus, que nenhum judeu sensato pode negar. Estes torção e volta da seguinte forma: Para ter certeza, eles dizem, a promessa de Deus é certa, mas os nossos pecados impedir o cumprimento da promessa. Portanto, nós ainda olhar para a frente até que tenhamos expiou, etc Não é este um pretexto vazio, mesmo uma blasfêmia? Como se a promessa de Deus repousava sobre a nossa justiça, ou caiu com os nossos pecados! Isso equivale a dizer que Deus teria de se tornar um mentiroso por causa de nosso pecado, e, inversamente, que ele teria que se tornar verdadeiro novamente por causa da nossa justiça. Como se poderia falar mais de Deus do que vergonhosamente a entender que ele é um tremendo reed que é facilmente influenciável frente e para trás, quer pelos nossos caindo ou em pé? Se Deus não fosse para fazer uma promessa ou cumprir uma promessa, até que foram livrar do pecado, ele teria sido incapaz de promessa ou fazer qualquer coisa desde o início. Como Davi diz no Salmo 130:3: "Se tu, ó Senhor, deverias iniqüidade marca, Senhor, quem subsistirá" E no Salmo 102 [143:2] ". Não entres em juízo com o teu servo, porque nenhum homem vivo é justo diante de ti" E há muitos mais tais versículos. O exemplo dos filhos de Israel no deserto podem ser citados aqui. Deus levou-os para a terra de Canaã, sem qualquer justiça da sua parte, de fato, com seus grandes pecados e vergonha, apenas por conta de sua promessa. Em Deuteronômio 09:05 Moisés diz: "Saiba, portanto, que o Senhor teu Deus não está lhe dando esta boa terra para possuí por causa de sua justiça, porque você é um teimoso e um povo rebelde (parece-me que este pode realmente

ser chamado pecado), mas por causa da promessa que o Senhor deu a vossos pais ", etc A título de exemplo, ele muitas vezes queria exterminá-los, mas Moisés intercedeu por eles. Tão pouco foi a promessa de Deus com base em sua santidade. É verdade que onde quer que Deus promete nada de forma condicional, ou com reservas, dizendo: "Se você vai fazer isso, vou fazer isso", então o cumprimento depende de nossa ação, por exemplo, quando declarou a Salomão [I Reis 9 ], "Se você vai guardando os meus estatutos e os meus juízos, então esta casa deve ser consagrada para mim, se não, vou destruí-lo." No entanto, a promessa do Messias não é, portanto, condicional. Para ele não diz: "Se você vai fazer isso ou aquilo, então o Messias virá, se você deixar de fazê-lo, ele não virá." Mas ele promete a ele incondicionalmente, dizendo: ". O Messias virá no momento em que o cetro se afastou de Judá" Tal promessa é baseado apenas em verdade divina e da graça, que ignora e despreza nossas ações. Que torna este subterfúgio dos judeus inane, e, além disso, muito blasfema. Os outros que partem este assunto texto quase todas as palavras simples de que a má interpretação grave e violenta. Eles realmente não merece ter sua saliva e sujeira ouvido; ainda, a fim de expor sua desgraça temos de exercer um pouco de paciência e também ouvir os seus disparates. Pois já que eles partem do significado claro do texto, eles já estão condenados por sua própria consciência, que iria obrigá-los a prestar atenção ao texto, mas para vex nós, eles evocam as palavras hebraicas diante de nossos olhos, como se não estivéssemos familiarizados com o texto caldeu. Alguns se envolver em fantasias aqui e dizer que Shiloh se refere à cidade de mesmo nome, onde a arca da aliança foi mantida (Juízes 21 [cf. I Sam. 4:3]), de modo que o significado seria que o cetro não arredará de Judá até que venha Siló, isto é, até Saul é ungido rei de Shiloh. Que é certamente tagarelice tola. Antes de o rei Saul não somente Judá não o cetro, mas nem todos os de Israel. Como, então, ela pode ter falecido quando Saul se tornou rei? O texto declara que Judá tinha sido primeiro senhor de seus irmãos e que ele então se tornou um leão, e, portanto, recebeu o cetro. Da mesma forma, antes que o tempo de Saul nenhum juiz era o senhor ou príncipe sobre o povo de Israel, como nos reunimos a partir da fala de Gideão para o povo em resposta ao seu desejo de que ele e seus descendentes governarão sobre eles: "Eu não te dominará, e meu filho não te dominará; o Senhor te dominará "(Juízes 7 [08:23]). Nem havia um juiz da tribo de Judá, exceto talvez para Othniel [Juízes. 03:09], sucessor imediato de Josué. Todos os outros para baixo para Saul eram de outras tribos. E apesar de Otniel é chamado irmão mais novo de Calebe, isso não prova que ele era da tribo de Judá, já que ele pode ter tido um pai diferente. E não faz sentido que Shiloh deve aqui se referem a uma cidade ou a coroação de Saul em Shiloh, de Saul foi ungido por Samuel, em Ramá (I Samuel 10) e confirmado em Gilgal. Em qualquer caso, qual é o significado do texto caldeu, que diz que o reino pertence a Shiloh e que nações serão sujeitos a ela? 21 Quando foi a cidade de Shiloh, ou Saul jamais concedido tal honra? Israel é uma nação, não muitos, com um corpo de leis, um culto divino, um nome. Há muitas nações, porém, que têm leis diferentes e diversos, nomes, e os deuses. Agora Jacob declara que não a nação de Israel que já era seu ou estava sob o cetro de Judá, mas outras nações cairia para Shiloh. Portanto, esta conversa tola reflete nada mais do que a teimosia grandes dos judeus, que não se submete a esta palavra de Jacob, apesar de estar condenado por sua própria consciência. Outros a entrar na fantasia de que Shiloh se refere ao rei Jeroboão, que foi coroado em Shiloh, e para quem dez tribos de Israel haviam desertado de Roboão, rei de Judá (I Reis 12). Portanto, eles dizem, este é o significado de Jacó: O cetro não se arredará de Judá, até Shiloh, ou seja, Jeroboão, vem. Isto é tão fútil como a outra interpretação, porque Jeroboão não foi coroado em Shiloh, mas em Siquém (I Reis 12). Assim, o cetro não se arredará de Judá, mas o reino de Judá permaneceu, juntamente com a tribo de Benjamim e muitos dos filhos de Israel que habitavam nas cidades dessas duas tribos, como ouvimos em I Reis 12. Além disso, todo o sacerdócio, culto, templo, e tudo permaneceu em Judá. Além disso, nunca Jeroboão conquistou o reino de Judá, nem outras nações cair para ele, como estavam a cair para Shiloh. O terceiro grupo balbucia assim: "Shiloh significa 'enviado', e este termo aplica-se a Nabucodonosor da Babilônia." Assim, o significado é que o cetro não se arredará de Judá, até Shiloh, ou seja, o rei de Babilônia, vem. Ele foi levar Judá para o exílio e destruí-lo. Isso também não reter água, e uma criança que aprende suas cartas pode refutá-la. Para Shiloh e shiloch são duas palavras diferentes. Este último pode dizer "enviado". Mas isso não é a palavra encontrada aqui, é Shiloh, e que, como o Caldeu diz, significa "Messias". Mas o rei de Babilônia, não é o Messias que devia vir de Judá, como os judeus e todo o mundo conhece muito bem. Nem o cetro apartará de Judá, embora os judeus foram levados cativos para a Babilônia. Que era apenas uma punição por setenta anos. Também durante este período grandes profetas Jeremias, Daniel, Ezequiel apareceu que sustentavam o cetro e disse quanto tempo o exílio seria. Além disso, Joaquim, rei de Judá, foi considerado como um rei na Babilônia. E muitos daqueles que foram levados para o cativeiro voltaram para casa durante a sua vida (Ageu 2). Isso não pode ser visto como perda do cetro, mas como um açoite luz. Mesmo que eles foram privados de seu país por um tempo por meio de punição, Deus prometeu, no entanto a sua palavra preciosa que eles poderiam continuar a ser assegurado de suas terras. Mas durante os últimos 1500 anos nem mesmo um cachorro, muito menos um profeta, tem qualquer garantia sobre a terra. Portanto, o cetro já definitivamente partiu de Judah. Eu escrevi mais sobre isso contra os sabatistas. O quarto grupo torce o shebet palavra e interpreta-lo para dizer que a vara não se apartará de Judá, até Shiloh, isto é, seu filho, virá, que vai enfraquecer os gentios. Estes consideram a vara como a punição e exílio em que eles vivem agora. Mas o Messias virá e matar todos os gentios. Isso é um disparate. Ele ignora o texto caldeu inteiramente algo que pode e não se atrevem a fazer e é uma interpretação completamente arbitrária do shebet palavra. Eles ignoram as palavras anteriores em que Jacob faz Judá um príncipe e um leão ou um rei, acrescentando imediatamente depois que o cetro, ou shebet, não se apartará de Judá. Como poderia tal significado um estranho castigo seguir direito na esteira de tais palavras glorioso sobre um principado ou reino? Os pecados que provocou tal punição teria que ter sido proclamada em primeiro lugar. Mas tudo

o que encontramos aqui mencionados são louvor, honra e glória à tribo de Judá. E mesmo se a palavra não shebet designar uma vara de castigo, como isso ajudá-los? Para o juiz da vara ou do rei é também uma vara de punição para os malfeitores. De fato, a vara de castigo não pode ser qualquer um, mas de juiz ou vara sultão, uma vez que o direito de administrar a punição pertence unicamente à autoridade (Deuteronômio 32): Mihi vindicatam, "A vingança é minha". Em qualquer caso, este significado permanece inabalável de que o cetro ou vara de Judá, subsiste, ainda que esta vara é uma das punições. Mas esta interpretação arbitrária dos pontos de rabinos a uma haste estrangeiras que não descansa nas mãos de Judá, mas na parte de trás de Judá e é empunhada por uma mão estrangeira. Mesmo que isso fosse possível significado que não é o que faríamos com a outra passagem que fala da saphra ou mehoqeq a seus pés? Este seria, então também tem que ser um estrangeiro senhor mehoqeq e os pés de um país estrangeiro. Mas desde que Jacob declara que é para ser o Judá e os mehoqeq de seus pés, o outro termo, a vara, deve representar também a regra de sua tribo. 22 Parte 5 Alguns torcer a palavra donec ("até") e tentar fazer "ser causa" (quia) fora dele. Assim leram: "O cetro de Judá, não se desviará donec, isto é, porque (quia) o Messias virá." Ele que perpetraram este é um mestre precioso, digno de ser coroado com espinhos. Ele inverte a ordem correta das coisas desta maneira: O Messias virá, pois o cetro permanecerá. Jacob, no entanto, primeiro faz Judá um príncipe e um leão a quem o cetro é atribuído antes da vinda do Messias, ele então, por sua vez, vai dar ao Messias. Assim Judá não retenha principado, nem o papel de leão, nem o cetro, o que Jacob atribuído a ele. Além disso, o tolo faz arbitrariamente fora do termo "até" um termo novo, "porque". Isto, naturalmente, a língua não permite. E finalmente há um rabino que torce a palavra "vir" e afirma que isso significa "para definir", assim como o hebraico usa a palavra "futuro" para a configuração do sol. Este homem é dado a tal absurdo que eu estou em uma perda de saber se ele está tentando andar sobre a sua cabeça ou em seus ouvidos. Porque eu não conseguem entender o significado de suas palavras quando ele diz que o cetro não se apartará de Judá, até Shiloh (a cidade) vai para baixo (sets). Então David, o Messias, virá. Onde, para repetir o que foi dito acima, foi o cetro de Judá antes de Shiloh ou Saul? Mas que raiva contra sua própria consciência e verdade patente tem necessidades falar tal absurdo. Em breve, Lyra tem razão quando diz que mesmo que eles inventam estas e muitas outras glosas similar, o texto caldeu derruba todos eles e convence-os de serem mentirosos voluntariosos, blasfemos, e pervertem a palavra de Deus. No entanto, eu queria apresentá-lo nós, alemães, para que possamos ver o que os judeus patifes cegos são e como poderosamente a verdade de Deus em nosso meio está conosco e contra elas. E agora que alguns têm notado que tais evasivas e glosas boba são nulas e sem efeito, admitem que o Messias veio no tempo da destruição de Jerusalém, mas, dizem, ele está no mundo secretamente, sentados em Roma entre os mendigos e fazer penitência para os judeus até o tempo para a sua aparição pública está na mão. Estas não são as palavras dos judeus ou dos homens, mas as do diabo, arrogante zombaria, que mais amargamente e venenosamente zomba de nós cristãos e nosso Cristo através dos judeus, como se dissesse: "A glória cristãos muito em seu Cristo, mas eles têm que se submeter ao jugo dos romanos;. devem sofrer e ser mendigos do mundo, não só nos dias dos imperadores, mas também naqueles do papa Afinal, eles são impotentes no meu reino, o mundo, e eu certamente irá continuar seu mestre. " Sim, demônio vil, apenas zombar e rir o seu preenchimento por isso agora, você ainda vai tremer suficiente para isso. Assim, as palavras de Jacob se saíram muito o mesmo que fez estas palavras de Cristo em nossos dias: "Isto é meu corpo que é dado por vós." Os entusiastas distorcida cada palavra individualmente e coletivamente, colocando as últimas coisas em primeiro lugar, em vez de aceitar o verdadeiro significado do texto, como temos observado. É claro, neste caso, também, que os cristãos, como Lyra, Raymund, Burgensis, e outros certamente fez um grande esforço na tentativa de converter os judeus. Eles perseguiram-los de uma palavra para outra, assim como as raposas são caçados. Mas depois de ter sido perseguido há muito tempo, eles ainda persistiu em sua obstinação e agora ajustado para errar conscientemente, e não se apartem de seus rabinos. Assim, devemos deixá-los seguir o seu caminho e ignorar sua blasfêmia maliciosos e mentindo. Certa vez experimentou isso mesmo. Três judeus aprenderam veio a mim, na esperança de descobrir um novo judeu em mim porque estávamos começando a ler em hebraico aqui em Wittenberg, e observando o que importa logo melhorar, uma vez que os cristãos estavam começando a ler seus livros. Quando eu debatido com eles, eles me deram as suas glosas, como costumam fazer. Mas quando eu forcei-los de volta para o texto, logo fugiu, dizendo que eles eram obrigados a acreditar que seus rabinos, como fazemos o papa e os médicos, etc fiquei com pena deles e dar-lhes uma carta de recomendação para o autoridades, pedindo que pelo amor de Cristo que deixá-los ir livremente seu caminho. Mas depois, eu descobri que eles chamavam de Cristo, uma tola, isto é, um salteador enforcado. Portanto, eu não quero ter mais nada a ver com qualquer judeu. Como diz São Paulo, eles são entregues à ira; mais um tenta ajudá-los o mais vil e mais teimosos eles se tornam. Deixá-los à própria sorte. Nós, cristãos, no entanto, pode fortalecer a nossa fé com esta afirmação de Jacob, assegurando-nos que Cristo está presente e que ele está presente há quase 1.500 anos - mas não, como o jeers diabo, como um mendigo em Roma; sim, como um Messias decisão. Se assim não fosse, então a palavra de Deus ea promessa seria uma mentira. Se os judeus só deixar a Escritura Sagrada é a palavra de Deus, eles também têm de admitir que houve um Messias desde o tempo de Herodes (não importa onde), ao invés de aguardar outra. Mas antes de fazer isso, eles vão sim lacrimogêneo e perverter as Escrituras até que ele não é mais a Escritura. E este é de fato sua situação: 23

Eles não têm nem Messias, nem Escritura, assim como profetizou Isaías 28 deles. Mas pode isto seja suficiente sobre a palavra de Jacob. Tomemos um outro dizendo que os judeus não e não pode torcer e distorcer desta forma. Nas últimas palavras de Davi, vamos encontrá-lo dizendo (II Samuel 23:2): "O Espírito do Senhor fala por mim, sua palavra está na minha língua O Deus de Israel falou, a Rocha de Israel .... . " E um pouco mais tarde [no v. 5]: "Não a minha casa ficar assim com Deus?" Ou, para traduzi-lo literalmente do hebraico: "A minha casa é, naturalmente, portanto, não", etc Ou seja: "A minha casa é, afinal, não merece, que é também uma coisa gloriosa e é muito o que Deus faz tudo isso para um homem pobre como eu. " "Por que ele fez comigo um pacto eterno, em tudo bem ordenado e seguro." Note bem como David exulta com palavras tão numerosas e aparentemente supérfluas que o Espírito de Deus falou através dele e que a palavra de Deus está sobre sua língua. Assim, ele diz: "O Deus de Israel falou, a Rocha de Israel", etc É como se ele estivesse a dizer:. "Meu querido povo, ouve Quem pode ouvir, ouça aqui é Deus, que. está falando e dizendo, 'Listen' ", etc O que é, então, que você nos exorta a ouvir? O que Deus está dizendo através de você? O que ele queria dizer para você? O que vamos ouvir? Isto é o que você está a ouvir: que Deus fez um firme, eterna, e convênio com a certeza de que eu ea minha casa, um pacto de que minha casa não é digno. Na verdade, minha casa não é nada comparado a Deus, e ainda assim ele fez isso. O que é este pacto eterno? Oh, abra seus ouvidos e ouça! Minha casa e Deus se comprometeram juntos para sempre através de um juramento. Esta é uma aliança, uma promessa que deve existir e durar para sempre. Pois é aliança de Deus e penhor, que ninguém deve ou pode quebrar ou atrapalhar. Minha casa subsistirá eternamente, é "em tudo bem ordenado e seguro." A palavra Aruk ("ordenou") transmite o significado que ele não vai decepcionar ou não uma, no mínimo. Você já ouviu isso? E você acredita que Deus é verdadeiro? Sim, sem dúvida. Meu povo querido, você também acreditam que ele pode e vai manter sua palavra? Bem, se Deus é verdadeiro e Todo-Poderoso e disse estas palavras através de David, que nenhum judeu se atreve a negar, em seguida, casa de Davi e do governo (que são a mesma coisa) deve ter passado desde o tempo ele disse estas palavras, e ainda deve suportar e durará para sempre, ou seja, eternamente. Caso contrário, Deus seria um mentiroso. Em resumo, tanto que deve ter casa de Davi, ou herdeiro, que reina desde a época de Davi para o presente e na eternidade, ou David morreu como um mentiroso flagrante com seu último dia, proferir estas palavras (como parece) como muito ocioso bate-papo: "Deus fala, Deus diz, Deus promete." É inútil para juntar os judeus em dar a Deus a mentir, dizendo que ele não manter estas palavras preciosas e promessas. Devemos, digo eu, ter um herdeiro de Davi diante de seu tempo, em prova do fato que sua casa nunca ficou vazio, não importa onde este poderá ser herdeiro. Para sua casa deve ter sido contínuo e deve sempre continuar assim. Aqui encontramos a palavra de Deus que se trata de uma empresa, eterna, e convênio certeza, sem uma falha. mas tudo deve ser Aruk, magnificamente ordenada, como ordens de Deus toda a sua obra. Salmo 111:3: "Cheio de glória e majestade em seu trabalho." Agora vamos aos judeus produzir tal herdeiro de Davi. Pois eles devem fazê-lo, uma vez que nós lemos aqui que a casa de Davi é eterna, uma casa que ninguém vai destruir ou impedir, mas como também lemos aqui [II Sam. 23:04], deve ser como o sol brilhando, o que nenhuma nuvem pode atrapalhar. Se eles são incapazes de apresentar tais herdeiro ou casa de David, então eles estão totalmente condenadas por este versículo, e mostram que eles são certamente sem Deus, sem David, sem Messias, sem tudo, que eles estão perdidos e condenados eternamente. Claro, eles não podem negar que o reino ou casa de Davi sofreu ininterruptamente até o cativeiro da Babilônia, mesmo durante o cativeiro babilônico, e após isso para os dias de Herodes. Por que passou, eu digo, não por seu próprio poder e do mérito, mas em virtude deste pacto eterno feito com a casa de David. Para a maioria dos seus reis e governantes eram más, a praticar a idolatria, que matas os profetas, e viver vergonhosamente. Por exemplo, Roboão, Jorão, Joás, Acaz, Manassés, etc, superou todos os gentios ou os reis de Israel na vileza. Por causa deles, a casa e tribo de David merecia ser exterminado. Isso foi o que finalmente aconteceu com o reino de Israel. No entanto, a aliança feita com Davi permaneceu em vigor. Os livros dos reis e dos profetas exultante declarar que Deus preservou de uma lâmpada ou uma luz para a casa de Davi, que ele não permitiria a ser extinta. Assim, lemos em II Reis 8:19 e II Crônicas 21:07: "Mas o Senhor não quis destruir a casa de Davi por causa da aliança que tinha feito com Davi, pois ele havia prometido dar uma luz para ele e aos seus filhos para sempre. " O mesmo pensamento é expresso em II Samuel 07:12. A título de contraste, olhar para o reino de Israel, onde nunca a regra manteve-se com a mesma tribo ou família além da segunda geração, com exceção de Jeú [65] que, em razão de uma promessa especial levou-a para a quarta geração de sua casa. Caso contrário, ele sempre passava de uma tribo para outra, e às vezes mal sobreviveu por uma geração, além disso, não demorou muito até que o reino morreu completamente. Mas através da maravilhas de Deus, o reino de Judá permaneceu dentro da tribo de Judá e da casa de Davi. 24 Ele resistiu a uma forte oposição por parte da rodada gentios sobre, a partir de Israel em si, de revoltas dentro, e de grosseiras idolatrias e pecados, para que ele não teria sido surpreendente se ele tivesse morrido na terceira geração sob Roboão, ou pelo menos sob Jorão, Acaz e Manassés. Mas ele tinha uma forte Protector que não deixá-lo morrer ou deixar a sua luz se extinguir. A promessa foi dada que permanecerá firme, eternamente firme e segura. E assim permaneceu e deve permanecer até o presente e para sempre, porque Deus não e não pode mentir. Os judeus asneiras que o reino pereceu com o cativeiro da Babilônia. Como dissemos anteriormente, isso é conversa fiada, pois se tratava de um castigo, mas curto, definitivamente confinado a um período de setenta anos. Deus tinha prometido a sua palavra para isso. Além disso, ele preservou-los durante este tempo através de profetas esplêndido. Além disso, o Rei Joaquim, foi exaltado acima de todos os reis na Babilônia, e Daniel e seus companheiros não só governou sobre Judá e Israel, mas também sobre o Império Babilônico. [66] Mesmo se a sua sede de governo não estava em Jerusalém para um curto espaço de tempo, eles ainda assim governado em outros lugares muito mais gloriosamente do que em Jerusalém. Assim, podemos dizer que a casa de Davi não ser

vir extinto em Babilônia, mas brilhou mais resplandecente do que em Jerusalém. Eles só tiveram que desocupar sua terra natal por um tempo por meio de punição. Para quando um rei toma o campo de um país estrangeiro, ele não pode ser considerada como um ex-rei, porque ele não está na sua terra natal, especialmente se ele é atendido por uma grande vitória e boa sorte contra muitas nações. Sim deve-se dizer que ele é mais ilustre no exterior do que em casa. Se Deus manteve a sua aliança da época de Davi para que de Herodes, preservando sua casa da extinção, ele deve ter mantido a partir desse momento até o presente, e ele vai mantê-lo eternamente, para que casa de Davi, não morreu e não pode morrer eternamente. Para não nos atrevemos a repreensão de Deus como meio mentiroso verdadeiras e meia, dizendo que ele manteve a sua aliança e preservada casa de Davi fiel de tempos de Davi ao de Herodes, mas que após o tempo de Herodes, ele começou a mentir e de se tornar enganoso, ignorando e alterando a sua aliança. Não, pois como a casa de Davi permaneceu e brilhou até o tempo de Herodes, portanto, teve que permanecer sob Herodes e depois de Herodes, brilhando para a eternidade. Agora podemos notar quão bem estas palavras de David harmoniza com a do patriarca Jacó: "O cetro não se arredará de Judá, nem o mehoqeq de seus pés até que o Messias vem, e para ele deve ser a obediência dos povos" [Gen. 49:10]. Como pode ser expressa mais claramente ou de forma diferente que a casa de Davi brilhará até a vinda do Messias? Então, através dele, a casa de Davi vai brilhar não apenas sobre Judá e Israel, mas também sobre os gentios, ou sobre outros países e mais numerosos. Este fato não significa que ele será extinto, mas que ela vai brilhar mais e mais do que antes lustrously seu advento. E assim, como diz David, este é um reino eterno e um pacto eterno. Portanto, conclui-se mais convincente a partir disso que o Messias veio quando o cetro de Judá partiu _ a não ser que queira insultar a Deus, dizendo que ele não guardam a sua aliança e juramento. Mesmo se a dura cerviz, judeus teimosos se recusam a aceitar isso, pelo menos, a nossa fé foi confirmada e fortalecida por ele. Nós não damos a mínima para seus glosses louco, que tem girado para fora de suas próprias cabeças. Temos o texto claro. Estas últimas palavras de Davi para reverter a eles mais uma vez, se baseiam na própria palavra de Deus, onde ele diz para ele, como ele tem aqui no seu fim: "Será que você me construir uma casa para habitar?" (II Sam 7. [: 5]). Você pode ler o que se segue there_how Deus continua a se relacionar que, até agora ele tem vivido em nenhuma casa, mas que ele tinha escolhido ele [ie, David] para ser um príncipe sobre o seu povo, a quem ele atribui um lugar fixo e conceder-lhe resto, concluindo: "Vou fazer-lhe uma casa" [cf. II Sam. 7:11]. Isto é: Nem, você nem ninguém me vai construir uma casa para habitar; Estou muito, muito grande para que, como lemos também em Isaías 66. Não, eu vou construir uma casa para você. Porque assim diz o Senhor, como Nathan afirma: "O Senhor declara que o Senhor fará de você um house" [II Sam. 7:11]. Todos estão familiarizados com uma casa construída por man_ uma estrutura muito perecíveis moda de pedra e madeira. Mas uma casa construída por Deus significa o estabelecimento de um pai de família que sempre têm herdeiros e descendentes de seu sangue e linhagem. Assim, Moisés diz em Êxodo 1 [: 21] que Deus construiu casas para as parteiras, porque eles não obedeceram a ordem do rei, mas deixe as crianças vivem e não matá-los. Por outro lado, ele se rompe e extingue as casas dos reis de Israel na segunda geração. Assim, David tem aqui uma casa segura, construído por Deus, que é ter herdeiros para sempre. Não é uma casa simples, não, ele diz: "Você será o príncipe sobre o meu povo Israel" [II Sam. 7:08]. Por isso, será chamado de príncipe, a casa de um real - isto é, a casa do príncipe David ou David King, em que seus filhos reinará para sempre e ser príncipes, como você é. Os livros e as histórias dos reis provar esta verdade, rastreá-lo até o tempo de Herodes. Até essa altura o cetro e saphra estão na tribo de Judá. 25 Agora segue o segundo tema, sobre Shiloh. Até quando durará a minha casa, assim, ficar e quanto tempo será a minha regra descendentes? Ele responde, assim, [II Sam. 7:12-16]: "Quando teus dias forem completos, e você deitar-se com seus pais, eu levantarei a tua descendência depois de vós, que sairá do seu corpo (útero - ou seja, de sua carne e sangue), e eu estabelecerei o seu reino. Ele edificará uma casa ao meu nome, e eu confirmarei o trono de seu reino para sempre. Eu serei seu pai, e ele será meu filho. Quando ele comete iniqüidade, vou castigá-lo com vara de homens (como uma criança chicotes), com açoites de filhos dos homens, mas não vou levar a minha misericórdia dele, como a tirei de Saul, a quem tirei de diante de ti E sua casa e. o seu reino serão firmados para sempre diante de mim; teu trono será firme para sempre ". Esta afirmação é encontrada quase que literalmente também em I Crônicas 18 [17:11-14], onde você pode lê-lo. Quem quiser encaminhar esses versos de Salomão seria de fato um intérprete arbitrária. Pois, embora Salomão ainda não era nascido nessa época, na verdade o adultério com a sua mãe Bate-Seba ainda não tinha sequer sido cometido, ele não é no entanto a descendência de Davi nascidos depois da morte de Davi, de quem o texto diz: "Quando teus dias forem completos e você deitar-se com seus pais, eu levantarei a tua descendência depois de ti. " Para Salomão nasceu durante a vida de Davi. Seria tolice, sim, ridículo, para dizer que o termo "levantado" aqui significa que Salomão deve ser levantada após a morte de David para se tornar rei ou a edificar a casa, pois outros três capítulos (I Reis 1, I Crônicas 24 [28], e eu Crônicas 29) atestam que Salomão não foi apenas instalado como rei durante a vida de seu pai, mas que ele também recebeu o comando de seu pai David, assim como todo o plano do templo, de todos os quartos, a sua equipamentos detalhada ea organização de todo o reino. É óbvio que Salomão não construir o templo ou a ordem do reino ou o sacerdócio de acordo com seus próprios planos, mas de acordo com os de David, que prescreveu tudo, na verdade, já organizados que durante sua vida. Há também uma grande discrepância e uma diferença de palavras entre II Samuel 7 e I Crônicas 24 [28] e 29. O primeiro afirma que Deus vai construir uma casa eterna David, este último que Salomão edificará uma casa em nome de Deus. O ex-Estados passagem sem qualquer condição ou qualificação que será estabelecido para sempre e ser impedido por nenhum pecado. As condições de sua última passagem continuidade em Salomão e piedade seus descendentes ", continuou. Desde que ele não ficou piedoso, ele não só perdeu as dez tribos de Israel, mas também foi exterminado na sétima geração.

O primeiro é um gratiae promissio ["a promessa da graça"], este último uma legis promissio ["a promessa da lei"]. Na primeira passagem David graças a Deus que sua casa vai ficar para sempre, na segunda ele não agradecer a Deus que o templo de Salomão permanecerá para sempre. Em outras palavras, as duas passagens referem-se a momentos diferentes e coisas diferentes e casas. E embora Deus põe seu filho Salomão na segunda também, e diz que ele será seu pai, essa promessa depende a condição de que Solomon permanecerá piedosos. Tal condição não é encontrada na antiga passagem. Não é de todo raro que Deus chama os seus santos, assim como os anjos, seus filhos. Mas o filho mencionado no II Samuel 07:14 é um filho diferente e especial que irá reter o reino incondicionalmente e ser impedido por nenhum pecado. Também os profetas e os salmos quote II Samuel 7, que fala da semente de Davi após sua morte, enquanto eles não prestam atenção ao I Crônicas 24 [28] e 29, que fala de Salomão. No Salmo 89 [:1-4], lemos: "Cantarei a tua benignidade, ó Senhor, para sempre, com a minha boca eu vou proclamar tua fidelidade de geração em geração Porque a tua benignidade foi estabelecido para sempre, a tua fidelidade. é firme como os céus Tu disse, 'Eu fiz um pacto com o meu eleito, jurei a David, meu servo: "Vou estabelecer sua descendência para sempre, e edificarei o teu trono por todas as gerações".. "Estes também são palavras claras. Deus promete e faz um juramento para conceder sua graça David para sempre, e para construir e preservar a sua casa, semente, eo trono eternamente. Depois, no versículo 19, temos uma referência expressa ao David verdade. Este versículo contém as profecias mais belas do Messias, que não se pode aplicar a Salomão. Para ele não era o soberano de todos os reis da terra, nem o seu governo se estendem por terra e mar. Estes fatos não podem ser encobertos. Além disso, o reino não ficou com a casa de Salomão. Ele não tinha a promessa absoluta em relação a este, mas apenas uma promessa condicionada à sua piedade. Mas foi a casa de Davi, que tinha a promessa, e ele tinha mais filhos do que Salomão. E como o relatório de livros de história, o cetro de Judá, em tempos passados de irmão para irmão, de primo para primo, mas sempre se manteve na casa de David. Por exemplo, Acazias não deixaram filho, Acaz e deixou nenhum, por isso, segundo o costume da Sagrada Escritura os sobrinhos tiveram de ser herdeiros e filhos. Quem ousaria contradizer tais afirmações claras e convincentes da Escritura sobre a casa eterna de Davi, que são suportados pela história, mostrando que houve sempre reis ou príncipes até o Messias, deve ser o próprio diabo ou quem é seu seguidor. Para que eu possa facilmente acreditar que o diabo, ou quem quer que seja, não estariam dispostos a reconhecer um Messias, mas ainda assim ele teria que reconhecer casa eterna de Davi eo trono. 26 Para ele não pode negar as palavras claras de Deus em seu juramento prometendo que a sua palavra não será alterado e que ele não mentiria a Davi, nem mesmo por causa de qualquer pecado, como o já mencionado salmo [Ps. 89] de forma impressionante e claramente. Agora como uma casa eterna do David está longe de ser encontrada a não ser que coloque o cetro antes do Messias eo Messias após o cetro, e depois juntar os dois juntos, ou seja, afirmando que o Messias apareceu quando o cetro partiram e que a casa de Davi foi, assim, preservados para sempre. Nesse caminho de Deus é encontrada verdadeira e fiel na sua palavra, a aliança, eo juramento. Pois é óbvio que o cetro de Judá completamente destruídas na época de Herodes, mas muito mais quando os romanos destruíram Jerusalém e de Judá o cetro. Agora, se casa de Davi, Deus é eterno e verdadeiro, então o verdadeiro rei de Judá, o Messias, deve ter vindo naquela época. Sem latir, interpretar, ou glossing vai mudar isso. O texto é muito autoritário e muito claro. Se os judeus se recusam a admiti-lo, nós não nos importamos. Para nós é o suficiente para que, em primeiro lugar, a nossa fé cristã encontra aqui prova mais substancial, e que tais versículos me dar uma enorme alegria e conforto que temos testemunho tão forte também no Antigo Testamento. Segundo, estamos certos de que até o diabo e os próprios judeus não pode refutar isso em seus corações e que em suas próprias consciências estão convencidos. Isto pode certamente ser notado e, certamente, pelo fato de que torcem esta palavra de Jacó sobre o cetro (como fazem todas as Escrituras), de muitas formas traindo que eles são convencidos e conquistou, e ainda se recusam a admiti-lo. Eles são como o diabo, que sabe muito bem que a palavra de Deus é a verdade e ainda com malícia deliberada contradiz e blasfema-lo. Os judeus se sentem claramente que estes versos são rocha sólida ea sua interpretação, mas nada de palha ou teia de aranha. Mas com determinação intencional e maliciosa eles não vão admitir isso, mas eles insistem em ser e em ser conhecido como o povo de Deus, apenas porque são do sangue dos patriarcas. Caso contrário, eles não têm nada de que se gloriar. Quanto ao que por si só pode linhagem efeito, já falamos acima. É como se o diabo viesse a se gabar de que ele possuía a angélica, e em razão disso foi o único anjo e filho de Deus, mesmo que ele é realmente inimigo de Deus. Agora que nós consideramos estes versos, ouçamos o que diz Jeremias. Suas palavras soam muito estranho. Pois sabemos que ele era um profeta muito tempo depois o reino de Israel tinha sido destruída e exilado, quando somente o reino de Judá, ainda existia, o que em si foi logo para ir para o cativeiro na Babilônia, como ele previu para eles e até mesmo experimentou durante sua tempo de vida. No entanto, apesar disso, ele se atreve a dizer no capítulo 33:17: "Porque assim diz o Senhor: David nunca falta um homem para se sentar no trono da casa de Israel, e os sacerdotes nunca faltará um homem na minha presença para oferecer holocaustos, para queimar ofertas de cereais, e de fazer sacrifícios para sempre. " "A palavra do Senhor veio a Jeremias:" Assim diz o Senhor: Se você pode quebrar o meu pacto com o dia ea minha aliança com a noite, para que o dia ea noite não virá a seu tempo, então também a minha aliança com Davi, meu servo pode ser quebrado, para que ele não terá um filho que reine no seu trono, e minha aliança com os sacerdotes levitas meus ministros ....' "A palavra do Senhor veio a Jeremias:" Você não observou que essas pessoas estão dizendo: "O Senhor rejeitou as duas famílias que ele escolheu" Assim desprezam o meu povo, para que eles não são mais uma nação em seus? . vista Assim diz o Senhor: Se eu não estabeleci a minha aliança com o dia ea noite e as ordenanças dos céus e da terra, então eu vou rejeitar os descendentes de Jacó e de Davi, meu servo, e não escolher um dos seus descendentes para governar o descendência de Abraão, Isaac e Jacob. Porque eu restaurar suas fortunas, e terá misericórdia

deles. '"O que podemos dizer a isto? Quem pode interpretá-lo, deixá-lo fazer isso. Aqui lemos que não só David, mas também os levitas durará para sempre, eo mesmo para Israel, a descendência de Abraão, Isaac e Jacob. Ressalta-se que David terá um filho que vai se sentar no seu trono eternamente, tão certo quanto o dia ea noite continuará para sempre. Por outro lado, ouvimos que Israel será levado para o cativeiro, e também Judá atrás dela, mas que Israel não vai ser levado para casa novamente, Judá será. Diga-me, como é que tudo se encaixam nessa juntos? A palavra de Deus não pode mentir. Assim como Deus vela sobre o curso dos céus, para que o dia ea noite seguem em sucessão sem fim, também David (isto é, Abraão, Isaque e Jacó), deve ter um filho em seu trono, ininterruptamente. O próprio Deus chama esta comparação. É impossível para os judeus para dar sentido a ela, porque a vêem com seus próprios olhos que nem Israel nem Judá teve um governo por quase 1500 anos, na verdade Israel não teve um por mais de dois mil anos. No entanto, Deus deve ser verdadeira, fazer o que nós vamos. O reino de David deve governar sobre a descendência de Jacó, Isaac e Abraão, como Jeremias afirma aqui, ou Jeremias não é um profeta, mas um mentiroso. Vamos deixar os judeus reconciliar e interpretar isso como eles vão ou podem. Para nós esta passagem não deixa dúvidas, ele afirma que a casa de Davi durará para sempre, também os levitas, e de Abraão, de Isaac e de semente de Jacó, sob o filho de David, enquanto o dia ea noite ou como é expressa de outra forma, desde como o sol ea lua. 27 Se isso for verdade, então o Messias deve ter vindo quando a casa de Davi e do Estado deixou de existir. Assim, assumiu o trono de Davi mais esplendor através do Messias, como lemos em Isaías 9:6: "Porque para nós uma criança nasce, um filho nos é dado, eo governo estará sobre os seus ombros, e seu nome será chamado Pelé, Joets, El, Gibbor, Abi-gad, Sar shalom. Do aumento do seu governo e da paz não haverá fim, sobre o trono de Davi e no seu reino, para estabelecê-lo, ea mantê-lo com justiça e com justiça, desde agora e para sempre. " Podemos reverter para esta tarde, mas aqui devem abster-se de discutir como os judeus cegos torção estes seis nomes do Messias. Eles aceitam este versículo e admitir como eles devem admitir que ela fala do Messias. Citamos isso porque Jeremias afirma que a casa de Davi reinará para sempre: primeiro através do cetro até o tempo do Messias, e depois disso muito mais gloriosamente através do Messias. Por isso deve ser verdade que a casa de Davi não deixou até esta hora e que não deixará de eternidade. Mas desde que o cetro de Judá partiram 1.500 anos atrás, o Messias deve ter vindo há muito tempo, ou, como dissemos acima, 1.468 anos atrás. Tudo isso é convincentemente estabelecido por Jeremias. Parte 6 No entanto, alguns entre nós pode se perguntar como é possível que, na época de Jeremias e, em seguida, até o advento do Messias a descendência de Abraão, Isaac e Jacob existiu e permaneceram sob a tribo de Judá ou o trono de Davi, mesmo embora apenas Judá permaneceu enquanto Israel foi exilado. Estas pessoas devem ser informadas que o reino de Israel foi levado para o cativeiro e destruídos, que ele nunca voltou para casa e nunca vai voltar para casa, mas que Israel, ou a semente de Israel, sempre continuou até certo ponto sob Judá, e que foi exilado com Judá e retornou novamente com ela. Você pode ler sobre isso em I Samuel, I Reis 10 [11] e 12, e II Crônicas 30 e 31. Aqui você vai aprender que toda a tribo de Benjamim, assim, uma boa parte de Israel permaneceu com Judá, assim como toda a tribo de Levi, juntamente com muitos membros das tribos de Efraim, Manassés, Aser, Isachar, e Zebulom que permaneceram no país após a destruição do reino de Israel e que teve a Ezequias, em Jerusalém e ajudou a limpar a terra de Israel de ídolos. Além disso, muitos israelitas habitavam nas cidades de Judá. Uma vez que encontramos tantos israelitas que vivem sob a regra do filho de David, Teremiah não está mentindo quando diz que os levitas e da descendência de Abraão, Isaac e Jacob será encontrado sob o domínio da casa de Davi. Todos estes, ou pelo menos alguns deles, foram levados para a Babilônia e retornou dele com Judá, como Ezra enumera e relata. Sem dúvida, muito mais retornou daqueles que foram levados sob Senaqueribe, desde a Assíria ou reino mediana foi trazido sob o domínio persa através de Ciro, para que Judá e Israel eram muito provavelmente capaz de unir e voltar juntos de Babilônia para Jerusalém ea terra de Canaã. Porque eu sei com certeza que encontramos estas palavras em Esdras 2:70: "E todo o Israel (ou todos que estavam lá desde Israel) viviam em suas cidades." E como eles poderiam viver lá se não tivesse voltado? Nos dias de Herodes e do Messias a terra estava novamente cheio de israelitas, pois em setenta semanas de Daniel, ou seja, em 490 anos, eles se reuniram novamente. No entanto, eles não se estabelecer um novo reino. Pois, os judeus de hoje são professores muito ignorante e indolente alunos das Escrituras quando elas alegam que Israel ainda não retornou, como se todos os de Israel teria que retornar. Na verdade, nem todos de Judá, voltou também, mas apenas um pequeno número, como reunir a partir de enumeração de Esdras. A maioria deles permaneceu na Babilônia, como fez Daniel, Neemias e Mordecai se. Da mesma forma, a maioria dos israelitas permaneceram na mídia, embora, talvez, viajou a Jerusalém para as festas de alta e depois voltaram para suas casas novamente, como escreve Lucas nos Atos dos Apóstolos [02:05 ss.]. Deus nunca prometeu que o reino ou cetro de Israel seria restaurada como a de Judah. Mas ele fez essa promessa a Judá. Este último teve que recuperá-lo em virtude da promessa de Deus que ele iria estabelecer casa de Davi eo trono para sempre e não deixá-lo morrer. Porque, assim como Jeremias declara aqui, Deus não vai tolerar que caluniar alguém lhe dizendo que ele havia rejeitado Judá e Israel completamente, de modo que eles não devem mais ser seu povo e que o trono de Davi deve chegar a um fim, como se tivesse esquecido a sua promessa, quando ele tinha prometido e prometeu a Davi uma casa eterna. Mesmo que agora teriam a permanência na Babilônia por pouco tempo, ainda assim, diz ele, continuará a ser uma casa eterna e reino. 28 Estou dizendo isso para honra e para fortalecer nossa fé e para confundir a incredulidade endurecidos dos

judeus cegos e teimosos, para quem Deus deve sempre e eternamente ser um mentiroso, como se ele tivesse deixado casa de Davi morrem e esqueceu do seu pacto e os seus juramento a Davi. Porque, se eles iriam admitir que Deus é verdadeiro, eles teriam de confessar que o Messias veio 1500 anos atrás, assim que a casa de Davi eo trono não deve ser assolada por tanto tempo, como supõem, só porque Jerusalém tem ficado em cinzas e foi destituído do trono de Davi ea casa de tanto tempo. Porque, se Deus cumpriu a sua promessa da época de Davi até o cativeiro babilônico e desde então até os dias de Herodes, quando o cetro partiu, ele também deve ter mantido, posteriormente, e sempre depois, ou então casa de Davi não é um eterno, mas um perecíveis casa, que deixou juntamente com o cetro na época de Herodes. Mas, como já dissemos, Deus não vai tolerar isso. Não, casa de Davi será eterna, como o "dia e noite e as ordenanças dos céus e da terra", como diz Jeremias [Jer. 33:25]. No entanto, desde o cetro de Judá foi perdido no tempo de Herodes, que não pode ser eterno, a menos que o filho de David, o Messias, chegou, sentou-se no trono de Davi, e se tornar o Senhor do mundo. Se os judeus estão corretas, então casa de Davi, deve ter sido extinta há 1.568 anos, ao contrário da promessa de Deus e juramento. Isso é impossível de acreditar. Agora, esta é uma exposição completa da questão, e nenhum judeu pode apresentar alguma coisa para refutá-la. Exteriormente ele pode fingir que ele não acreditar, mas o seu coração e sua consciência são desprovidos de qualquer coisa para contradizê-la. E como Deus poderia ter mantido a honra de sua veracidade divina, ter prometido a Davi uma casa eterna e trono, se depois deixálo ficar mais tempo do que desolada intacta? Vamos descobrir isso. Na opinião dos judeus, o tempo de Davi a Herodes não cobre bastante mil anos. Casa de Davi, ou trono ficou para esse período de tempo, inclusive dos setenta anos passou na Babilônia. (Gostaríamos de acrescentar mais de cem anos a este total.) Do tempo de Herodes, ou melhor, vamos dizer, por isso não está longe de ser correcto a partir da destruição de Jerusalém, para o ano de 1542 há 1568 anos, como indicado acima. De acordo com esse cálculo, a casa de Davi eo trono foi vazia quatrocentos ou quinhentos anos mais do que ela estava ocupada. Agora perguntar de pedra e log se tal pode ser chamado de uma casa eterna, especialmente construído por Deus e preservada por sua fidelidade e veracidade sublime - uma casa que está para mil anos e encontra-se em cinzas para catorze ou 1500 anos! Embora os judeus ser tão duro ou mais difícil do que um diamante, o relâmpago eo trovão da verdade clara e manifesta devem esmagar, ou pelo menos amenizar, eles. Mas como eu disse antes, nossa fé é aplaudido assim, é reforçada, é a certeza ea certeza de que temos o verdadeiro Messias, que certamente veio e apareceu no momento em que Herodes tirou o cetro de Judá e os saphra, de modo que a casa de Davi pode ser eterno e para sempre ter um filho em seu trono, como Deus disse e jurou-lhe e fez uma aliança com ele. Algum judeu crafty pode tentar lançarse para mim o meu livro contra os sabatistas, no qual eu demonstrei que a palavra "eternamente", leolam, muitas vezes não significa realmente uma eternidade, mas apenas "um longo tempo." Assim, Moisés diz em Êxodo 21:06 que o capitão deve conduzir o escravo que quer ficar com ele e deu à luz através de sua orelha com uma sovela na porta ", e ele o servirá para sempre." Aqui, a palavra designa uma eternidade humana, isto é, uma vida. Mas eu também disse no mesmo tratado que quando Deus usa a palavra "eterno", é uma eternidade verdadeiramente divina. E ele acrescenta outra frase comumente no sentido de que não será de outra forma, como no Salmo 110:4: "O Senhor jurou e não se arrependerá." Da mesma forma no Salmo 132:11: "O Senhor jurou a Davi um juramento certeza de que ele não vai voltar atrás", etc Sempre que tal "não" é adicionado, isto significa certamente eterna e não o contrário. Assim, lemos em Isaías 9:7, "da paz não haverá fim." E em Daniel 7:14, "Seu domínio é um domínio eterno ... e seu um reino que não será destruído." Este é eterno, não diante dos homens, que não vivem eternamente, mas diante de Deus, que vive eternamente. A promessa afirma que a casa de Davi eo trono será eterno diante de Deus. Ele diz: "Antes de mim, diante de mim," um filho deve sempre se sentar em cima de seu trono. No Salmo 89:35-37 ele também acrescenta a pequena palavra "não": "uma vez por todas, jurei pela minha santidade, não vou mentir para David Sua linha durará para sempre, o seu trono, enquanto o sol antes. me Como a lua será estabelecido para sempre;. deve se manter firme enquanto o céu durar ". As últimas palavras de Davi transmitem o mesmo pensamento: "Ele fez comigo um pacto eterno, em tudo bem ordenado e seguro." Estas palavras "ordenado e seguro" significa a mesma empresa, com certeza, eterna, que nunca falha. O mesmo se aplica a palavra de Jacó em Gênesis 49:10: "O cetro não se arredará." "Não partem" significa eternamente, até que o Messias vem, e que certamente significa eternamente. Porque todos os profetas atribuir ao Messias um reino eterno, um reino sem fim. Mas se assumirmos que este se refere a uma eternidade humana ou temporal ou um período indefinido de tempo (o que é impossível), então o significado seria necessariamente o seguinte: Sua casa será eterna diante de mim, isto é, sua casa deve ficar como tempo, tal como está, ou para a sua vida. 29 Isso promessa e promessa David o equivalente a exatamente nada, pois mesmo na ausência de tal juramento casa de Davi, iria ficar "eternamente", isto é, desde que ela representa, ou enquanto vive. Mas vamos descartar tal absurdo de nossas mentes, o que ocorreria a ninguém, mas um rabino cego. Quando glórias Escritura no fato de que Deus não quis destruir a Judá por causa dos pecados cometidos sob Roboão, mas que uma lâmpada deve permanecer a Davi, como Deus prometeu-lhe a respeito de sua casa (II Reis 8:19), mostra que todos entenderam a palavra "eterno" no seu verdadeiro sentido. Alguém poderia citar também aqui o exemplo dos Macabeus. Depois de Antíoco, o Noble tinha impiedosamente devastado o povo eo país, para que os príncipes da casa de David tornou-se extinto, os Macabeus governados, que não eram da casa de David, mas da tribo dos sacerdotes, o que significava que o cetro se retirou de Judá e de que um filho de Davi não se sentar eternamente sobre o trono de David. Assim, a eterna casa de Davi não poderia ser realmente eterno. Nós respondemos: Os judeus não podem nos perturbar com esse argumento, e não precisamos respondê-las, pois nada disso é encontrado nas Escrituras, porque Malaquias é o último profeta e Neemias historiador a última, que, como nós podemos reunir a partir de seu livro, viveu até a época de Alexandre. Portanto, ambas as partes devem confiar,

tanto quanto a esta questão está em causa, sobre a declaração de Jeremias que um filho de Davi, para ocupar o seu trono ou regra para sempre. Para além da Escritura, quem quiser se preocupar com isso pode considerá-la como uma questão aberta se os Macabeus se determinou ou se serviam os governantes. Quanto à fiabilidade dos historiadores, teremos alguns comentários mais tarde. Parece-me, no entanto, que o seguinte incidente registrado nas Escrituras não devem ser tratados de ânimo leve. Na época da rainha Atalia, por seis anos totalmente sem filho de David ocupou o trono, ela, Atalia o tirano, reinou sozinho. Ela tinha todos os descendentes masculinos de David morto, com a única exceção de Joás, um bebê quarto ou um ano meio de idade, que tinha sido secretamente retirado, escondido no templo, e criado pelo Jeoseba excelente, a esposa do sumo sacerdote Joiada, filha do rei Jorão e irmã do rei Acazias, quem matou Jeú. Aqui, a aliança eterna de Deus feita com David estava em grande perigo de fato, repousando sobre um rapaz escondido, que estava longe de ocupar o trono de Davi. Neste momento a sua casa parecia uma lanterna em que a luz se extingue, uma vez que uma rainha estrangeira, um gentio de Sidon, estava sentado e reinando no trono de Davi. No entanto, ela queimou sua parte traseira completamente nesse trono! Ainda assim, tudo isso não significa que o cetro tinha partido ou que aliança eterna de Deus foi quebrado. Pois mesmo que a luz de Davi não estava brilhando neste momento, ele ainda estava brilhando em que Joás filho, que voltaria a brilhar intensamente no futuro e regra. Ele já nasceu como filho de David, e estes seis anos foram nada mais que um tentatio, uma tentação. Deus muitas vezes dá a impressão de que ele está desatento a sua palavra e está a falhar-nos. Isto ele fez com Abraão, quando ele ordenou que ele reduz a cinzas o seu querido filho, Isaque, a quem, afinal, a promessa de Deus da semente eterna foi incorporado. Da mesma forma, quando ele levou os filhos de Israel do Egito. Na verdade, ele parecia estar levando-os para a morte, com o mar diante deles, altas falésias em ambos os lados, e o inimigo em sua parte traseira bloqueando o caminho de fuga. Mas as questões procedeu de acordo com a Palavra de Deus e as promessas, o mar tinha que abrir, mover e abrir caminho para eles. Se o mar não tivesse feito isso, então as falésias teria que dividir em pedaços e fazer um caminho para eles, e eles teriam espremido e esmagado Faraó entre eles, assim como o mar afogou o inimigo. Para todas as criaturas preferem ter a perecer de mil mil vezes do que a palavra que Deus deve falhar e enganar, as coisas mais estranhas podem aparecer. Assim, Joás é rei através de e na palavra de Deus, e ocupa o trono de Davi diante de Deus, embora ele ainda está no berço, sim, mesmo que ele estava morto e enterrado sob o solo, pois apesar de tudo o que ele teria de subir, como Isaac, a partir das cinzas. De tal forma que também pode explicar essa história dos Macabeus, mas isso é desnecessário, pois tem um significado completamente diferente. O cativeiro babilônico pode ser visto da mesma forma, no entanto, graças aos profetas e milagres esplêndidos, a situação naquela época era muito mais brilhante. Mas Joás representava uma tentação terrível para a casa de David, contra a aliança eo juramento de Deus, embora a casa e do Estado de David ainda floresceu, foi apenas o soberano, ou a cabeça, que estava sofrendo e que faltou com a aliança de Deus . Mas esta é a maneira de sua graça divina, que às vezes ele joga e brinca com a sua própria. Ele se esconde e se disfarça para que ele possa nos testar para ver se vamos permanecer firmes na fé e no amor para com ele, assim como um pai, por vezes, faz com seus filhos. Brincadeiras como de nossas dores Pai celestial nos imensamente, já que não entendo. No entanto, isso está fora de lugar aqui. Temos vindo a falar sobre uma declaração de Jeremias. Vamos agora voltar nossa atenção para um dos últimos profetas. Em Ageu 2:6-9, lemos: "Porque assim diz o SENHOR dos Exércitos: mais uma vez, daqui a pouco, farei tremer os céus ea terra, o mar ea terra seca, e farei tremer todas as nações, para que a consolação dos gentios (chemdath) virão, e encherei esta casa com esplendor, diz o Senhor dos Exércitos. 30 A prata é meu, e meu é o ouro, diz o Senhor dos Exércitos. O esplendor desta última casa será maior do que o anterior, diz o Senhor dos Exércitos, e neste lugar darei prosperidade, diz o Senhor dos Exércitos "Esta é outra daquelas passagens que os judeus dores intensamente Eles testá-lo.. , torcê-lo, interpretar e distorcer quase todas as palavras, assim como eles fazem a declaração de Jacó em Gênesis 49 Mas ele não ajudá-los a sua consciência empalidece diante desta passagem;.. ele sente que suas glosas são nulas Lyra faz bem. quando ele plies-los rígido com o mínimo adhuc frase, "em pouco tempo." Eles não podem escapar-lhe, como veremos. "Em pouco tempo", diz ele, não pode possivelmente significar um longo período de tempo. Lyra é certamente aqui mesmo,. ninguém pode negá-lo, nem mesmo um judeu, tente tão duro quanto ele pode, em pouco tempo, diz ele, a Consolação dos gentios virão, depois de este templo é construído - ou seja, ele virá quando este templo ainda está de pé. E o esplendor deste templo final será maior do que o anterior. E isso vai acontecer em breve, ou seja, "em pouco tempo." Por isso é facilmente compreensível que, se a consolação dos gentios , a quem os antigos interpretar como o Messias, não veio, enquanto o templo ainda estava de pé, mas ainda está por vir (os judeus estavam esperando 1568 anos já desde a destruição desse templo, e isso não pode ser chamado de "um pouco, "especialmente porque eles não podem prever o final deste longo período de tempo), então ele nunca virá, pois ele se recusou a vir neste momento, pouco curto, e agora entrou para o tempo, grande tempo, que nunca vai resultar em nada. Para o profeta fala de um curta, não muito tempo. Mas eles se livrarem de esta dificuldade da seguinte forma. Uma vez que eles não podem ignorar as palavras "em pouco tempo", eles ocupam e crucificar a expressão "consolação dos gentios", em hebraico * chemdath *, assim como fez anteriormente com o shebet palavras e Shiloh, no dizer de Jacob. Eles insistem que esse termo não se refere ao Messias, mas que designa o ouro ea prata de todos os gentios. Gramaticalmente, o chemdath palavra realmente significa desejo ou prazer, portanto, isso significaria que os gentios têm um desejo por ou tirar prazer e deleite em algo Assim, o texto deve ler da seguinte forma: Em um curto espaço de tempo o desejo de todos os gentios vai aparecer E o que faz.. O que isso significa que o desejo gentios Ouro, prata, pedras preciosas Você pode perguntar por que os judeus fazem este tipo de brilho aqui eu vou te dizer Seu hálito fede com cobiça pelo ouro do gentios "e prata;??.. pois nenhuma nação sob o sol é

mais ganancioso do que eles, ainda são, e sempre será, como é evidente pela sua usura amaldiçoado. Então eles confortar-se que quando o Messias vier, ele vai levar o ouro ea prata do mundo inteiro e dividilo entre eles. Portanto, onde quer que pode citar as Escrituras para satisfazer sua ganância insaciável, eles fazem tão escandalosamente. Um deles é levado a acreditar que Deus e seus profetas sabia de nada mais a profetizar que de formas e meios para satisfazer a ganância sem fim dos judeus amaldiçoados com a .. ouro gentios 'e prata No entanto, o profeta não escolheu suas palavras corretamente para acordo com esse entendimento gananciosos Ele deveria ter dito: Em pouco tempo o desejo dos judeus virá Para os judeus são os únicos que desejo ouro e. prata mais avidamente do que qualquer outra nação na Terra. Em vista disso, o texto deve falar mais propriamente do desejo dos judeus do que dos gentios. Pois, embora os gentios desejo de ouro e prata, no entanto, aqui estão os judeus que desejo e cobiçam essa vontade dos gentios, que desejo que ele seja trazido a eles para que eles possam devorá-lo e não deixam nada para os gentios. Por quê? Porque eles são o sangue nobre, os santos circuncidados que os mandamentos de Deus e não mantê-los, mas são de dura cerviz, desobedientes, profeta-assassinos, arrogante, usuers, e preenchido com todos os vícios, como toda a Escritura e sua conduta presentes confirmam. Tais santos, é claro, estão devidamente autorizados a ouro os gentios 'e prata . Eles honesta e honradamente merecem por tal comportamento - assim como o diabo merece o paraíso eo céu Além disso, como é que isso aconteça, tais professores muito inteligentes e sábios, santos profetas, também não se aplica a palavra "desejo" (chemdath) para. todos os outros desejos dos gentios? Para os gentios desejo não só de ouro e prata, mas também meninas bonitas, e as mulheres o desejo jovens bonitos. Onde quer que encontremos entre os gentios que não seja nada de judeus (eu quase disse: "avarentos"), que não vai dar nenhum bem em seus corpos, eles desejam também belas casas, jardins, gado, e propriedade, bem como bons tempos, roupas, comida, bebida, dançar, jogar, e todos os tipos de diversão. Por que, então, fazer o Os judeus não interpretam esse versículo do profeta para dizer que tais desejos de todos os gentios também em breve vir a Jerusalém, para que os judeus só poderiam encher suas barrigas e festa em alegrias do mundo? Para tal modo de vida de Maomé suas promessas de Sarracenos . A esse respeito, ele é um judeu genuíno, e os judeus são sarracenos genuína de acordo com esta interpretação. Os gentios têm outro desejo. Como esses sábios, intérpretes inteligente ignorar isso? Estou surpreso com isso. Os gentios morrer, e eles são aflitos com a doença muito mais, a pobreza, e todos os tipos de angústia e medo. 31 Não há um deles que não mais ardentemente desejamos que ele não tem que morrer, que ele poderia evitar a necessidade, miséria e doença, ou ser rapidamente libertado e segura-los contra eles. Este desejo é tão acentuada que de bom grado entregar todos os outros para o seu cumprimento, como a experiência mostra diariamente. Por que, então, não os judeus explicar que esse desejo de todos os gentios também virá para o templo em Jerusalém, em pouco tempo? Vergonha em você, aqui, ali, ou onde quer que você esteja, você judeus condenados, que se atreva a aplicar este sério, palavra confortante gloriosa de Deus tão vilmente a sua barriga, mortal gananciosos, que está condenada à decadência, e que você não são vergonha de mostrar sua ganância tão abertamente. Você não é digno de olhar para fora da Bíblia, muito menos de ler. Você deve ler somente a Bíblia que se encontra sob a cauda do porco, e comer e beber as letras que caem a partir daí. Que seria uma bíblia para os profetas, tais, que semeia raiz sobre como e rasgar como porcos as palavras da Majestade divina, que deve ser ouvido com toda a honra, temor e alegria. Além disso, quando o profeta diz que "o esplendor desta última casa será maior do que o anterior," vamos ouvir o nobre e imundo (eu quis dizer, circuncidados) santos e profetas sábios que querem fazer de nós cristãos judeus . O maior esplendor do templo último em comparação com o primeiro consiste [eles dizem] nisto: que ele (isto é, o templo de Ageu) situou-se 10 anos mais do que o templo de Salomão, etc Ai, se eles tivessem só tinha um astrônomo bom que poderia ter trabalhado o tempo um pouco mais de precisão. Talvez ele teria encontrado a diferença entre os dois ser de três meses, duas semanas, cinco dias, sete horas, 12 minutos e dez minutos meia acima dos 10 anos. Se houvesse uma loja em qualquer lugar que ofereceu blushes para venda, eu poderia dar aos judeus um florins poucos para ir e comprar um quilo deles para esfregaço sobre a sua testa, olhos e bochechas, se eles se recusam a cobrir seu coração insolente e língua com eles. Ou será que esses ignorantes, burros estúpidos supor que eles estão conversando com paus e blocos como eles? Havia muitos idosos, homens e mulheres cinza, muito provavelmente também mendigos e bandidos em Jerusalém, quando Salomão, um jovem de 20 anos, tornou-se um rei glorioso. Se estes, por essa razão, ser mais glorioso do que Salomão? Talvez mula de Davi, em que se tornou rei Salomão, era mais velho do que Salomão. Ele deve em razão de que ser maior do que Salomão? Mas assim os vai bater suas cabeças, tropeçar, cair e que incessantemente dar a Deus a mentira e afirmam que eles estão no direito. Eles não merecem destino melhor do que para compor tais glosas sobre a loucura, a Bíblia e tal ignomínia. Isso, eles realmente fazem a maioria diligentemente. Portanto, caro cristão, não baixe a guarda contra os judeus, que, como você descobre aqui, expedidos pela ira de Deus para o diabo, que não só lhes roubou uma compreensão adequada das Escrituras, mas também da razão humana comum , vergonha e sentido, e só funciona mal com a Sagrada Escritura através deles. Portanto, não pode ser confiável e acreditava em qualquer outro assunto qualquer, mesmo que uma palavra verdadeira pode cair de seus lábios ocasionalmente. Para quem se atreve a fazer malabarismos incríveis a palavra de Deus e tão levianamente vergonhosamente como você vê-lo feito aqui, e como você também observado anteriormente em relação às palavras de Jacob, não pode ter uma habitação bom espírito nele. Portanto, onde quer que você veja um judeu genuíno, você pode com uma boa consciência cruz a si mesmo e sem rodeios dizer: "Lá vai um diabo encarnado." Esses canalhas ímpios sabem muito bem que os seus antecessores antiga aplicado este versículo de Ageu ao Messias, como Lyra, Burgensis, e outros depor. [97] E ainda assim eles desenfreadamente afastar-se deste e compor sua própria Bíblia fora de suas próprias cabeças loucas, para que mantenha seus judeus

miseráveis com eles em seu erro, em violação da sua consciência e para a nossa aflição. Eles pensam que dessa forma eles estão nos prejudicando muito, e que Deus irá recompensá-los sempre que por causa dele (como eles imaginam) que se opuseram a nós gentios, na verdade, até mesmo, abrir evidente. Mas o que acontece, como você viu, é que desgraça a si mesmos e não nos prejudicar, e, ainda, perder a Deus e sua Escritura. Assim, o versículo diz: "Mais uma vez, daqui a pouco, farei tremer os céus ea terra, o mar ea terra seca (estas são as ilhas do mar) eo * * chemdath de todas as nações virão" _that é, o Messias, o desejo de todos os gentios, que traduzido para o alemão com a palavra * * Trost ["consolação"]. A palavra "desejo" não expressar plenamente esse pensamento, já que em alemão que reflete a alegria interior e desejo do coração (ativo). Mas aqui a palavra designa a coisa externa (passivo), que um coração anseia. Não seria, sem dúvida, errado para traduzi-lo com "a alegria e deleite de todos os gentios." Em resumo, é o Messias, que seria o objeto de desagrado, desgosto e abominação para os incrédulos e os judeus endurecidos, como Isaías 53 profetiza. Os gentios, por outro lado, seria oferecê-lo de boas-vindas como a alegria do seu coração, prazer e cada desejo e desejo. Pois ele lhes traz libertação do pecado, diabo, morte, inferno, e todo o mal, eternamente. Este é certamente, o desejo dos gentios ", delícia do seu coração, alegria e conforto. Isto concorda com o ditado de Jacó em Gênesis 49:10: "E a Shiloh (ou Messias) deve ser a obediência dos povos." Isto é, eles vão recebê-lo com alegria, ouvir a sua palavra e ser vir o seu povo, sem coação, sem a espada. 32 É como se quisesse dizer: O ignóbil, gentios incircuncisos vai fazer isso, mas meus malandros nobre, meu circuncidados, crianças perdidas não vai fazê-lo, mas sim rave e rant contra ela. Isaías 2:2 e Miquéias 4:1] também concorda com esta: "Ele deve vir a passar nos últimos dias que o monte da casa do Senhor será estabelecido como o mais alto das montanhas, e deve ser elevada acima da colinas, e todas as nações correrão para ele (sem dúvida, voluntariamente, motivado pelo desejo e alegria) e muitas pessoas virão, e dizer: 'Vinde, subamos à montanha do Senhor, à casa do Deus de Jacob, que ele nos ensinará os seus caminhos e que possamos caminhar em seu caminho ". Porque de Sião sairá a lei, ea palavra do Senhor de Jerusalém. " Assim, os profetas falam em todo do reino do Messias estabeleceu entre os gentios. Sim, é isso, este é o pomo da discórdia, que é a fonte do problema, que faz com que os judeus com tanta raiva e insensato e estimula-los a chegar a tal significado uma maldita, forçando-os a perverter todas as declarações das Escrituras de modo vergonhosamente, ou seja, eles não querem, eles não podem suportar que os gentios deveriam ser seus iguais perante Deus e que o Messias deveria ser o nosso conforto e alegria, assim como o deles. Eu digo, antes que eles gostariam de nos fazer gentios quem incessantemente mock, maldição, maldição, difamar, injuriar e compartilhar o Messias com eles, e ser chamado o seu co-herdeiros e irmãos, eles iriam crucificar Messias ten mais e matar o próprio Deus se este fosse possível, juntamente com todos os anjos e todas as criaturas, mesmo correndo o risco de incorrer, assim, a pena de um mil infernos vez de um. Como um orgulho teimoso incompreensivelmente habita no sangue nobre dos pais e santos circuncidados. Eles só querem ter o Messias e ser donos do mundo. O Goyim maldito deve ser servos, dar o seu desejo (isto é, o seu ouro e prata) para os judeus, e deixar-se ser abatidos como gado miserável. Eles preferem permanecer consciente e eternamente perdido do que desistir dessa visão. Parte 7 Desde a sua mocidade que têm absorvido o ódio venenoso contra os tais Goyim de seus pais e seus rabinos, e eles ainda continuamente beber. Salmo 109:18 como declara, que tenha penetrado carne e da medula, sangue e osso, e tornou-se parte integrante da sua natureza e vida. E tão pouco como eles podem mudar carne e da medula, sangue e osso, tão pouco eles podem mudar tal orgulho e inveja. Eles devem permanecer assim e perecer, a menos que Deus realiza milagres extraordinariamente grande. Se eu quisesse vex e raiva um judeu severamente, eu diria: "Olha, Jeudi, você percebe que eu sou um irmão real de todos os santos filhos de Israel e um co-herdeiro do reino do verdadeiro Messias?" Sem dúvida, eu iria encontrar-se com uma rejeição desagradáveis. Se ele pudesse olhar para mim com os olhos de um basilisco, ele certamente fazê-lo. E todos os demônios não pôde executar o mal que ele gostaria que eu, mesmo se Deus lhes deixa - de que estou certo. No entanto, irei abster-se de fazer isso, e peço também que ninguém mais fazê-lo, por amor de Cristo. Para os judeus o coração ea boca com um estouro seria aguaceiro de maldição e blasfemando do nome de Jesus Cristo e de Deus Pai. Devemos comportar-nos bem e não dar-lhes motivo para isso se pode evitá-lo, assim como eu não devem provocar um louco se eu sei que ele vai xingar e blasfemar Deus. Para além disso, os judeus ouvir e ver o suficiente em nós para que nunca blasfemar e amaldiçoar o nome de Jesus em seus corações, pois eles realmente são possuídos. Como já disse, eles não podem suportar ouvir ou ver que nós maldito Goyim se glorie perante o Messias como nosso chemdath, e que somos tão bons como são ou como eles pensam que são. Portanto, caro cristão, ser aconselhados e não dúvida de que ao lado do diabo, você não tem nenhum inimigo mais amarga, venenosa, e veementes do que um judeu real que sinceramente procura ser um judeu. Há talvez possam ser alguns entre eles que acreditam no que uma vaca ou galinha acredita, mas sua linhagem e circuncisão infectá-los todos. Portanto, os livros de história, muitas vezes os acusam de poços de contaminantes, de seqüestro e piercing crianças, como por exemplo, em Trento, Weissensee, etc Eles, é claro, negam. Se é verdade ou não, eu sei que não falta as coisas completo, completo, e pronto vai fazer tal seja secreta ou abertamente, sempre que possível. Isso, você pode seguramente esperar deles, e você deve reger-se em conformidade. Se o fizerem executar alguma boa ação, você pode estar certo de que eles não são movidas pelo amor, nem é feito com o seu benefício em mente. Uma vez que são obrigados a viver entre nós, eles fazem isso por razões de conveniência, mas seu coração continua e é como eu descrevi. Se você não quiser acreditar em mim, leia Lyra, Burgensis, e outros homens verdadeiro e

honesto. E mesmo que não tinha gravado, você acharia que a Escritura diz das duas sementes, da serpente e da mulher. Ela diz que estes são inimigos, e que Deus eo diabo estão em desacordo uns com os outros. 33 Seus próprios escritos e livros de oração também afirmam isso claramente suficiente. Uma pessoa que esteja familiarizada com o diabo pode se perguntar por que eles são tão particularmente hostil para com os cristãos. Eles não têm razão para agir dessa maneira, uma vez que mostrar-lhes toda a bondade. Eles vivem entre nós, desfrutar do nosso escudo e proteção, eles usam o nosso país e nossas estradas, nossos mercados e ruas. Enquanto isso, nossos príncipes e governantes sentar lá e roncar com a boca entreaberta e permitir que os judeus para tirar, roubar e roubar de seus sacos de dinheiro aberta e tesouros que eles querem. Ou seja, eles permitem que os judeus, por meio da sua pele, a usura, e velolos e seus súditos e torná-los mendigos com seu próprio dinheiro. Para os judeus, que estão exilados, realmente deve ter nada, e tudo o que eles têm certamente deve ser nossa propriedade. Eles não trabalham, e eles não ganham nada de nós, nem nós dar ou apresentá-la a eles, e eles ainda estão em posse de nosso dinheiro e bens e são nossos mestres em nosso próprio país e em seu exílio. Um ladrão está condenado a cair para o roubo de dez florins, e se ele rouba alguém na estrada, ele perde a cabeça. Mas quando um judeu rouba e rouba dez toneladas de ouro através de sua usura, ele é mais altamente estimado do que o próprio Deus. Em prova disso citamos o boast ousada com que fortalecer a sua fé e dar vazão a seu ódio venenoso de nós, como se costuma dizer entre si: "Seja paciente e ver como Deus está conosco, e não do deserto o seu povo, mesmo em exílio. Nós não trabalho, e ainda assim desfrutar de prosperidade e de lazer. Goyim O maldito tem que trabalhar para nós, mas nós receber o seu dinheiro. Isto nos faz seus mestres e os nossos servidores. Seja paciente, queridos filhos de Israel, tempos melhores estão na loja para nós, o nosso Messias ainda virá, se continuarmos assim e adquirir o chemdath de todos os gentios por métodos usura e outras. " Infelizmente, é isso que nós suportamos para eles. Eles estão sob o nosso escudo e proteção, e ainda, como eu disse, eles nos xingam. Mas vamos voltar a isso mais tarde. Estamos agora falando sobre o fato de que eles não podem tolerar que nós como co-herdeiros do reino do Messias, e que ele é o nosso chemdath, como os profetas afirmam abundantemente. O que Deus diz sobre isso? Ele diz que vai dar o chemdath aos gentios, e que sua obediência deve ser agradável a ele, como Jacob afirma em Gênesis 49, juntamente com todos os profetas do. Ele diz que vai opor-se à obstinação dos judeus mais energicamente, rejeitando-os e escolhendo e aceitando os gentios, embora estes últimos não são do sangue nobre dos pais ou santos circuncidados. Porque assim diz Oséias 2:23: "E eu vou dizer para não o meu povo: Tu és meu povo", e ele dirá: 'Tu és o meu Deus. "" Mas para o judeu, ele diz [no Hos. 1:9]: ". Chame o seu nome não meu povo (Lo-Ami), pois vocês não são o meu povo e eu não sou o teu Deus" Moisés. também tinha cantado essa há muito tempo em sua canção [Deut. 32:21]: "Eles têm me despertou a inveja com o que não é deus, eles me provocaram com os seus atos vão Então eu vou levá-los ao ciúme com aqueles que não são as pessoas, vou provocá-los com uma nação insensata.. " Este versículo está em vigor agora para cerca de 1.500 anos. Nós gentios insensato, que não eram o povo de Deus, agora são povo de Deus. Que leva os judeus à distração e estupidez, e sobre isso, tornou-se não-Querido-de-pessoas, que foram uma vez o seu povo e realmente ainda deve ser. Mas vamos concluir nossa discussão sobre a palavra de Ageu. Temos convincente prova de que o Messias, os gentios * 'chemdath, * apareceu no momento em que este templo estava de pé. Assim, os antigos entendiam, e os glosses inane frágil dos judeus de hoje também testemunhar isso, pois não sei como negá-lo, exceto ao falar de sua própria vergonha. Pois aquele que dá uma resposta vazia, sem sentido, e irrelevante mostra que ele é derrotado e condena a si mesmo. Teria sido melhor e menos vergonhoso se ele tivesse mantido quieto, em vez de dar uma resposta sem sentido que enxovalha-lo. Assim Ageu 2:06 diz: "Mais uma vez, daqui a pouco, farei tremer os céus ea terra, o mar ea terra seca, e farei tremer todas as nações, eo desejo de todos os gentios virão." Isto é como eu, na simplicidade da minha mente, entender estas palavras: Desde o início do mundo, tem havido inimizade entre a semente da serpente ea da mulher, e sempre houve conflito entre eles, às vezes mais, às vezes menos. Para onde quer que a semente da mulher é, ou parece, ele causa conflitos e discórdia. Isso ele diz no Evangelho: "Eu não vim trazer paz à terra, mas uma espada e desunião" [cf. Matt. 10:34]. Ele toma a armadura do homem forte armado que tinha paz em seu palácio [Lucas 11:22]. Este último não pode tolerar isto, e os conflitos está ligado; anjos lutar contra os demônios no ar, e do homem contra o homem na terra - tudo conta no da semente da mulher. Para ter certeza, há uma abundância de conflitos, a agitação da guerra, e no mundo de outra forma também, mas já que não é realizada por conta dessa semente, é uma coisa insignificante aos olhos de Deus, no presente conflito todos os anjos estão envolvidos . Desde o advento desta semente, ou do Messias, foi fechar a mão, Ageu diz "um pouco." Isto significa que até agora a luta tem sido confinado apenas ao meu povo Israel, isto é, restrito a uma pequena área. O diabo nunca foi intenção sobre devorando-os e colocou todos os reis da vizinhança sobre eles. 34 Para ele estava bem ciente de que a Semente prometida era no povo de Israel, a semente que viria a despojar-lo. Portanto, ele estava sempre ansioso para atormentá-los. E instigou uma perturbação, a insatisfação, guerra e conflitos após o outro. Muito bem, agora ele vai ser, mas "um pouco", e eu lhe der conflito em grande quantidade. Vou iniciar uma luta, e um bom nisso, não só em um canto estreito e canto entre o povo de Israel, mas, tanto quanto o céu ea terra estender, no mar e em terra firme, isto é, onde é molhado e onde ele é seco, seja no continente ou nas ilhas, no mar ou nas águas, onde quer que os seres humanos habitam. Ou como ele diz, "farei tremer todas as nações", para que todos os anjos vão lidar com todos os demônios no céu ou no ar, e todos os homens na terra vai discutir sobre a semente. Para eu enviar o chemdath a todos os gentios. Eles vão amá-lo e aderir a ele, como Gênesis 49 diz: "Os

gentios se reunirão sobre ele", e, por outro lado, eles vão crescer hostis ao diabo, a antiga serpente, e defeito dele. Em seguida, todos irão tomar o seu devido tempo, quando o deus eo príncipe do mundo cresce irado, raves e se enfurece porque ele é obrigado a ceder seu reino, sua casa, seu equipamento, seu culto, seu poder, ao chemdath e Shiloh, a Semente da mulher. Qualquer pessoa pode ler as histórias que remontam ao tempo de Cristo e aprender primeiro os judeus e gentios, em seguida, os hereges, finalmente Muhammad, e no presente do papa, devastaram e ainda estão em fúria "contra o Senhor e seu Messias" ( Salmo 2 [: 2]), e ele vai entender as palavras de Ageu que falam de sacudir todas as nações, etc Não há um canto no mundo, nem um ponto no mar onde o evangelho ainda não ressoou e trouxe o chemdath , como o Salmo 1819:3-4 declara: "Não há fala, nem há palavras, sua voz não foi ouvida, mas a sua voz sai por toda a terra, e suas palavras até ao fim do mundo". O diabo também apareceu rapidamente na cena de assassinato pelas mãos de tiranos, com mentiras ditas por hereges, com todas as suas artimanhas diabólicas e poderes, que ele ainda emprega para impedir e obstruir o exercício do evangelho. Este é o conflito em questão. Vou começar a história dessa luta com o grande vilão, Antíoco, o Noble. Cerca de 300 anos decorridos entre o tempo de Ageu e que de Antíoco. Este é o curto espaço de tempo em que a paz prevalecia. Para os reis da Pérsia foram muito gentis com eles, nem Alexander prejudicá-los, e eles se saíram bem também sob seus sucessores, até o momento deste Antíoco imunda, que inaugurou a agitação eo infortúnio. Através dele o diabo tentou exterminar a Semente da mulher. Ele saquearam a cidade de Jerusalém, o templo, o país e seus habitantes, ele profanou o templo e se enfureceu como seu deus, o diabo, o impeliu. Praticamente toda a fortuna o bem dos judeus terminou aqui. Até o presente, eles nunca recuperaram a sua posição anterior, e eles nunca vão. Isso servirá para fornecer uma compreensão adequada dos judeus "glosas que dizem que o" chemdath de todos os gentios ", isto é, ouro e prata, fluiu para este templo. Se os reis anteriores tinham colocar qualquer coisa nele, então este levou tudo embora de novo. Isso transforma seu glosas de cabeça para baixo para ler: Antíoco distribui o chemdath de todos os judeus entre os gentios. Assim, este versículo de Ageu não pode ser entendida da camisa do gentios "ou casaco. Para seguir esses 300 anos, ou este "pouco", ea partir de então, eles não conseguiram muito com os gentios, mas foram obrigados a dar-lhes muito. Pouco depois, os romanos vieram e fizeram uma limpeza da mesma, e colocou Herodes como rei sobre eles. O que Herodes lhes deu, eles logo aprenderam. Portanto, desde o tempo de Antíoco sobre eles gostaram, mas uma pequena medida de paz. Daniers relatório também pára com Antíoco, como se dissesse: Agora o fim está próximo e tudo é mais, agora o Messias está de pé na porta, que vai agitar disputa cada vez mais. O Antíoco detestável não só despojada e profanado o templo, mas ele também suprimiu a shebet ou sultão, o príncipe da casa de Davi, ou seja, o último príncipe, João Hircano. Nenhum de seus descendentes novamente subiu ao trono de Davi, ou tornou-se governante. Somente o saphra ou mehoquq permaneceu até Herodes. Daquele ponto em casa de Davi parecia que sua luz havia sido extinta, e como se não houvesse shultan ou cetro em Judá. Ele tinha de fato chegado ao fim, embora houvesse cerca de 150 anos para a esquerda até a vinda do Messias. Tal ocorrência não é incomum; qualquer coisa que vai quebrar vai quebrar primeiro ou explodir um pouco. Seja qual for vai afundar vai submergir primeiro ou balançar um pouco. O cetro de Judá, pelo mesmo processo até o final: tornou-se fraca, ela gemia e gemia de 150 anos até que se desfez inteiramente nas mãos dos romanos e de Herodes. Durante esses 150 anos os príncipes de Judá, não se pronunciou, mas viviam como cidadãos comuns, talvez bastante empobrecida. Para Maria, mãe de Cristo em Nazaré, afirma que ela é uma serva de bens pobres e de baixa [Lucas 01:48]. Também é verdade, no entanto, que os macabeus lutaram vitoriosamente contra Antíoco. Daniel 11:34 se refere a isso como "uma pequena ajuda." Aqueles que assim ascendeu ao trono de David e assumiu a regra foram sacerdotes da tribo de Levi e Aarão. Agora pode-se dizer com razão que o real e as tribos sacerdotais foram misturados. 35 No II Crônicas 22:11 lemos que Jeosabeate, filha do rei Jorão e irmã do rei Acazias, era a esposa de Joiada, o sumo sacerdote. Assim, vindo da casa real de Salomão, foi enxertado na tribo sacerdotal e se tornou um tronco de árvore e com ela. Por isso ela foi a ancestral de todos os descendentes de Jeoiada, o sacerdote, uma verdadeira Sarah da família sacerdotal. Portanto, o Maccabees pode realmente ser chamado de sangue de Davi e crianças, como visto a partir da linhagem materna. Para a descida de uma mãe é tão válida como a de um pai. Isto é reconhecido também em outros países. Por exemplo, nosso Imperador Charles é rei na Espanha em virtude da sua descendência de sua mãe e não de seu pai, e seu pai Philip não era duque de Borgonha, por causa de seu pai, Maximilian, mas por causa de sua mãe, Maria. Assim, David chama todos os filhos de Joiada e seus filhos Jeosabeate natural, seus filhos e filhas, porque Jeosabeate era descendente de seu filho Salomão. Assim, através dos Macabeus, família de Salomão recuperou regra e cetro através do lado materno, depois que tinha sido perdida com Acazias pelo lado paterno. Ele permaneceu na família de David, até que Herodes, que acabou com ele e aboliu tanto shultan e saphra ou o Sinédrio. Agora, finalmente, aí reside o cetro de Judá e os mehoqeq, há a casa de Davi é escura em ambos os lados paterno e materno. Portanto, o Messias deve ser agora na mão, a verdadeira Luz de David, o verdadeiro Filho, que havia sustentado sua casa até que o tempo e quem iria sustentá-la e esclarecer que a partir desse ponto para toda a eternidade. Este está em conformidade com a promessa de Deus que o cetro de Judá permanecerá até que o Messias aparece e que a casa de Davi será preservada para sempre e nunca morrer. Mas, como dissemos, apesar de tudo isso Deus tem que ser dos judeus mentiroso, que ainda não enviou o Messias, como ele prometeu e prometeu. Além disso, Deus diz através de Ageu: "Eu vou encher esta casa com esplendor A prata é meu, e meu é o ouro O esplendor desta última casa será maior do que o anterior,.." Etc Hag [. 02:07 f.]. É verdade que este templo exibida grande esplendor durante os 300 anos antes de Antíoco, já que os persas e os sucessores de Alexandre, os reis da Síria e Filadelfo rei do Egito, contribuíram em muito para isso. Mas apesar de tudo isso, não se comparam em magnificência com o primeiro templo, o templo de Salomão. O texto deve se referir a um

esplendor diferente aqui, ou então o templo de Salomão será muito ultrapassá-lo. Pois no primeiro templo havia também uma abundância de ouro e prata, e além disso, a arca da aliança, o propiciatório, os querubins, tábuas de Moisés, a vara de Arão, o pão do céu no vaso de ouro, Aaron vestes , também o Urim e Tumim eo óleo sagrado com que os reis e sacerdotes eram ungidos (Burgensis em Daniel 9). Quando Salomão dedicou o templo, o fogo caiu do céu e consumiu o sacrifício, eo templo estava cheio com o que ele chamou de uma nuvem de majestade divina [II Chron. 5:13, 7:01]. O próprio Deus estava presente nesta nuvem, como o próprio Salomão diz: "O Senhor disse que ele habitaria nas trevas" [II Chron. 6:01]. Ele tinha feito a mesma coisa no deserto como ele pairava sobre tabernáculo de Moisés. Não houve quem desse esplendor, superando o ouro ea prata, no templo de Ageu. No entanto, Deus diz que vai manifestar maior esplendor do que o primeiro. Deixe o tubo de judeus e dizer o que constituía esta maior esplendor. Eles não podem passar isso em silêncio, para o texto e a confissão dos antigos judeus, seus antepassados, ambos afirmam que o * chemdath * dos gentios, o Messias, veio no momento em que o mesmo templo se levantou e glorificado altamente com sua presença. Nós, cristãos, sabemos que nosso Senhor Jesus Cristo, o verdadeiro chemdath, foi apresentado no templo por sua mãe, e que ele mesmo muitas vezes ensinou e fez milagres lá. Esta é a nuvem de verdade - sua humanidade concurso, em que Deus manifesta sua presença e deixar-se ser visto e ouvido. Os judeus cegos podem ridicularizar isso, mas nossa fé é fortalecida por ele, até que eles possam apresentar um esplendor do templo excelling este chemdath de todos os gentios. Que eles vão fazer quando eles erigir o terceiro templo, isto é, quando Deus é um mentiroso, quando o diabo é a verdade, e quando eles próprios novamente tomar posse de Jerusalém - não antes. Josefo escreve que Herodes arrasou o templo de Ageu, porque não era suficientemente esplêndido, e reconstruído para que ele fosse igual ou superior ao do templo de Salomão, em esplendor. Eu ficaria feliz em acreditar nos livros de história, no entanto, mesmo que este templo foi construído de diamantes e rubis, ele ainda teria faltava os itens mencionados a partir desse sublime, antigo lugar sagrado - ou seja, a arca, o propiciatório , os querubins, etc Além disso, como Herodes não tinha sido encomendado por Deus para construí-lo, mas fê-lo como um inimigo ímpio de Deus e de seu povo, motivado pela vaidade e orgulho, em sua própria honra, sua estrutura e todo o trabalho não foi tão bom, a pedra mais insignificante pouco que Zorobabel colocado no templo por ordem de Deus. Herodes, certamente não merecia muita graça para rasgar para baixo e profanar o templo que havia sido ordenado, construída e consagrada pela palavra de Deus, e então a pretensão de erigir um muito mais gloriosa, sem a palavra de Deus e de comando. 36 Deus permitiu que isto fora de questão para o lugar que ele tinha escolhido para o templo, e assim que a destruição do templo pode ter o significado negativo que o povo de Israel deve passar a ser sem palavra templo, de Deus, e tudo, que vez seria dado todo o esplendor do mundo, sob o pretexto de o serviço a Deus. Este templo foi não só menos esplêndida do que Salomão, mas também foi violado em muitos aspectos, mais terrivelmente do que o templo de Salomão, e foi muitas vezes completamente profanado. Isso aconteceu primeiro, contra a vontade dos judeus, quando Antíoco roubou-lhe todo o seu conteúdo, colocou um ídolo sobre o altar, carne de porco sacrificado, e fez um chiqueiro regulares e uma desolação idólatra do templo, instituindo um massacre horrível Jerusalém como se fosse o próprio diabo, como lemos em I Macabeus 1 e Daniel11 como havia previsto. Não menor indignação foi cometido pelos romanos, e, especialmente, por que suja o imperador Calígula, que também colocou sua marca de abominação no templo. Daniel 9 e 12 de falar disso. Tal ignomínia e desgraça não foram experimentados por templo de Salomão nas mãos dos gentios e estrangeiros. Isto torna difícil ver como as palavras de Ageu foram cumpridas ", encherei este templo de glória que exceder a glória daquele templo." Pode-se sim dizer que ele estava cheio de desonra superior a desonra desse templo, isto é, se pensarmos de honra externa e para fora. Conseqüentemente, se as palavras de Ageu devem ser contabilizadas verdade, ele deve estar se referindo a um tipo diferente de esplendor. Segundo, os próprios judeus também profanado o templo mais violentamente do que o outro nunca foi profanado: a saber, com idolatrias espiritual. Lyra escreve, e outros também, em muitas passagens, que os judeus, após seu retorno do cativeiro babilônico, não cometeu pecado ou idolatria pelos profetas matando como gravemente como antes. Assim, ele quer provar que seu exílio presente, deve ser devido a um pecado mais hediondo do que a idolatria, o assassínio dos profetas, etc - ou seja, a crucificação do Messias. Este argumento é bom, válido e convincente. Que já não mataram os profetas não deve ser atribuída à falta de más intenções, mas ao fato de que eles não tinham mais qualquer profetas que reprovou sua idolatria, ganância e outros vícios. É por isso que já não podia matar profetas. Para ter certeza, o último profeta, Malaquias, que começou a repreendê os sacerdotes, escapou por pouco (se de fato ele fez escape). Mas eles fizeram a idolatria prática mais escandalosamente, no momento deste templo que, no momento da other_not o grosseiro, variedade, palpável estúpido, mas o tipo, sutil espiritual. Zacarias retrata esta sob a imagem de um rolo de vôo e de um efa saindo (Zacarias 5:2,6). E Zacarias 11:12 e 12:10 prever a infâmia de seu Deus vender por trinta moedas de prata e seus piercings-lo completamente. Mais sobre isso em outro lugar; é vergonha não o suficiente para que os sacerdotes, ao mesmo tempo perversa de Deus os Dez Mandamentos tão flagrantemente? Diga-me, o que compara com a idolatria a abominação de mudar a palavra de Deus em mentira? Para fazer isso é realmente a criação de ídolos, ou seja, falsos deuses, sob o manto do nome de Deus, e que é proibido no segundo mandamento, que diz: "Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão." Por que, seu Talmud e seu registro de rabinos que não é pecado para um judeu para matar um gentio, mas é apenas um pecado para ele matar um irmão israelita. Nem é um pecado para um judeu para quebrar seu juramento a um gentio. Da mesma forma, eles dizem que está prestando um serviço a Deus para roubar ou roubar de um Goy, como elas de fato fazem através de sua usura. Pois já que eles acreditam que são o sangue nobre e os santos circuncidados e nós, os Goyim maldita, eles não podem nos tratar com demasiada severidade ou cometer pecado contra nós, pois eles são os senhores do

mundo e nós somos os seus servos, sim, o seu gado . Em resumo, nossos evangelistas também nos contam o que seus rabinos ensinavam. Em Mateus 15:04 lemos que revogou o quarto mandamento, que ordena a honra do pai e da mãe, e em Mateus 23, que foram dadas a doutrina vergonhosa muito, para não mencionar o que Cristo diz em Mateus 5 sobre como eles pregaram e interpretados os Dez Mandamentos tão tortuosamente, como eles instalados cambistas, comerciantes e todos os tipos de usurários no templo, o que levou nosso Senhor a dizer que tinham feito a casa de Deus em um covil de ladrões [Matt. 21:13, Lucas 19:46]. Agora descobrir por si mesmo o que é uma grande honra que é e como o templo está cheio de tanta glória que Deus deve chamar a sua própria casa um covil de ladrões, porque tantas almas tinha sido assassinado através de sua doutrina, gananciosos falsa, isto é, através de casal idolatria. Os judeus ainda persistem em tal doutrina até os dias atuais. Eles imitam seus pais e pervertem palavra de Deus. Eles estão impregnados de ganância, em usura, eles roubam e assassinato onde eles podem e sempre ensinam seus filhos a fazerem o mesmo. Mesmo esta não é a maior vergonha deste templo. A abominação real de todas as abominações, a vergonha de todas as vergonhas, é esta: que no momento desse templo havia diversos sacerdotes e toda uma seita que eram saduceus, isto é, epicurista, que não acreditava na existência de qualquer anjo, diabo, céu, inferno, ou a vida depois desta vida. E companheiros como se esperava para entrar no templo, vestido com o ofício sacerdotal e em vestes sacerdotais, e sacrifício, orar e oferecer holocaustos para o povo, pregar para eles, e governá-los! Diga-me? quão pior poderia ter sido Antíoco, com o seu ídolo e seu sacrifício de carne de porco, do que foram estes porcos e porcas saduceus? 37 Em vista disso, o que resta da afirmação de Ageu que a glória este templo foi maior do que a do templo de Salomão? Diante de Deus e da razão, um verdadeiro chiqueiro pode ser chamado de um salão real quando comparado com este templo, porque de tais fêmeas grandes, horríveis e monstruosas. Quanto mais honrosa fazer a filósofos pagãos, assim como os poetas, escrever e ensinar não apenas sobre o governo de Deus e sobre a vida futura, mas também sobre as virtudes temporal. Eles ensinam que o homem por natureza é obrigada a servir a seus semelhantes, para manter a fé também com seus inimigos, e ser leal e útil especialmente em tempos de necessidade. Assim, Cícero e sua espécie ensinar. De fato, creio que três das fábulas de Esopo, a metade de Cato, e comédias vários Terence conter mais sabedoria e mais instruções sobre boas obras que podem ser encontrados nos livros de todos os Talmudists e rabinos e mais do que pode nunca ocorrer para o coração de todos os judeus. Alguém pode pensar que eu estou dizendo demais. Não estou a dizer muito, mas muito pouco para eu ver seus escritos. Eles nos maldizem Goyim. Nas suas sinagogas e nas suas orações eles desejam-nos todos os infortúnios. Eles nos roubam o nosso dinheiro e mercadoria, através de sua usura, e jogam sobre nós todos os truques perversos que podem. E o pior de tudo é que eles ainda afirmam ter feito direito, e bem, isto é, ter feito um serviço a Deus. E eles ensinam a fazer dessas coisas. Nenhum pagão nunca agiu assim, na verdade, ninguém age assim, exceto o próprio diabo, ou quem quer que ele possui, como ele possuiu os judeus. Burgensis, que foi um dos seus rabinos muito culto, e que pela graça de Deus tornou-se um acontecimento muito raro um cristão é muito agitada pelo fato de que eles nos xingam os cristãos de maneira tão vil nas suas sinagogas (como Lyra também escreve), e ele deduz-se que eles não podem ser povo de Deus. Pois se fossem, eles imitar o exemplo dos judeus no cativeiro da Babilônia. Para eles, Jeremias escreveu: "Procurai a paz da cidade onde eu vos enviei para o exílio, e orar ao Senhor em seu nome, no seu bem-estar que você vai encontrar o seu bem-estar" [Jer. 29:7]. Mas o nosso bastardos e pseudo-judeus acham que eles devem nos maldizem, nos odeiam, e infligir todo o dano possível em cima de nós, embora eles não têm motivo para isso. Por isso, eles certamente não são mais o povo de Deus. Mas falaremos mais sobre isso mais tarde. Para voltar ao tema do templo de Ageu, é certo que nenhuma casa foi sempre mais do que isso desonrado santa casa de Deus foi por tal semeia vil como os saduceus e fariseus. Cristo ainda chama a casa de Deus, porque os quatro pilares são dele. Portanto, para compensar essa desgraça um esplendor maior e diferente deve ter inhered nele do que a de prata e ouro. Se não, Haggai se sairá mal com a sua profecia de que o esplendor deste templo ultrapassará a do templo de Salomão. Em meio a vergonha colossal tal esplendor não pode ser encontrada aqui que não seja do chemdath, que serão exibidos em um curto espaço de tempo e superar tanta vergonha com o seu esplendor. Os judeus não podem produzir outras esplendor, a sua boca está parado. Parte 8 Devo cortar aqui e deixar a última parte de Ageu para os outros, a seção em que ele profetiza que o Senhor, como ele diz, "vai dar a paz neste lugar" [cf. Hag. 2:09 b]. Será possível que isso se aplica ao tempo de Antíoco até o presente, durante o qual os judeus sofreram todo infortúnio e ainda estão no exílio? Porque não haverá paz neste lugar, diz o Senhor. O lugar ainda está lá, o templo ea paz desapareceram. Sem dúvida, os judeus serão capazes de interpretar isso. Os livros de história informarme que não havia, mas pouco de paz antes de Antíoco por cerca de 300 anos, e na sequência que nenhum momento a todos até a presente hora, exceto para a paz que reinava na época dos Macabeus. Como já disse, vou deixar isso para os outros. Finalmente, devemos dar ouvidos para o grande profeta Daniel. Um anjo especial com um nome próprio Gabriel fala com ele. O como isso não é encontrado em outras partes do Velho Testamento. O fato de que o anjo é mencionado pelo nome marca como algo extraordinário. Isto é o que diz Daniel: "Setenta semanas de anos estão decretadas sobre o teu povo e tua santa cidade, para cessar a transgressão, para pôr fim ao pecado, e para expiar a iniqüidade, para trazer a justiça eterna, para selar tanto a visão e profeta, e para ungir um lugar mais santo "[Dan. 9:24]. Não podemos agora discutir este texto rico, que na verdade é um dos principais em toda a Escritura. E, como é natural, todo mundo tem refletido sobre isso, pois não só corrige o tempo do advento de Cristo,

mas também prediz que ele vai fazer, ou seja, tirar o pecado, trazer justiça, e fazer isso por meio de sua morte. 38 Estabelece Cristo como o Sacerdote que carrega o pecado do mundo inteiro. Isso, eu digo, devemos agora postas de lado e lidar apenas com a questão do tempo, como estamos determinados a fazer, se um Messias tal ou Priest já chegou ou ainda está por vir. [Esta fazemos] para o fortalecimento da nossa fé, contra todos os demônios e os homens. Em primeiro lugar, há um acordo completo sobre isso: que as setenta semanas não são semanas de dias, mas de anos, que uma semana é composto por sete anos, o que produz uma soma total de 490 anos. Esse é o primeiro ponto. Segundo, é ainda decidido que esses setenta semanas havia terminado quando Jerusalém foi destruída pelos romanos. Não há diferença de opinião sobre estes dois pontos, embora muitos estão no escuro quando se trata da questão de saber a hora exata de que essas setenta semanas começou e quando terminou. Não é necessário para que possamos resolver esta questão aqui, pois é geralmente assumido que elas foram cumpridas sobre o tempo da destruição de Jerusalém. Este será suficiente nos para o presente. Se isso for verdade, como ela deve ser verdadeira, uma vez que após a destruição de Jerusalém nenhuma das setenta semanas foi deixado, então o Messias deve ter vindo antes da destruição de Jerusalém, enquanto algo daqueles setenta semanas ainda permaneciam: a saber, o último semana, como o texto mais tarde, de forma clara e convincente atesta. Após os sete e 62 semanas (isto é, após 69 semanas), ou seja, na última semana ou setenta anos, Cristo vai ser morto, de tal forma, no entanto, que ele vai se tornar vivo novamente. Para o anjo diz que "ele fará um pacto forte com muitos durante a última semana" [Dan. 9:27]. Isso ele não pode fazer enquanto morto, ele deve estar vivo. "Para fazer uma aliança" não pode ter outro significado senão o de cumprir a promessa de Deus dada aos pais, ou seja, para divulgar a bênção prometida na descendência de Abraão a todos os gentios. Como diz o anjo anterior [v. 24], as visões e as profecias devem ser seladas ou preenchidas. Isto requer um Messias vivo, que, no entanto, já havia sido morto. Mas os judeus terão nada disso. Por isso vamos deixá-lo descansar em que e mantenha a nossa opinião de que o Messias deve ter aparecido durante estes setenta semanas, o que os judeus não podem refutar. Para em seus livros, bem como em certas histórias, aprendemos que não apenas alguns judeus, mas todos os judeus na época do princípio de que o Messias deve ter chegado ou deve estar presente naquele momento. Isto é o que queremos ouvir! Quando Herodes foi feito rei à força de Judá e de Israel pelos romanos, os judeus, certamente percebeu que o cetro, assim, afastar-se delas. Eles resistiram a esse movimento vigorosamente, e nos 30 anos de sua resistência muitos milhares de judeus foram mortos e muito sangue foi derramado, até que finalmente rendeu-se em exaustão. Nesse meio tempo os judeus olhou em volta para o Messias. Assim, um clamor surgiu que o Messias tinha sido born_as, na verdade, ele tinha sido. Por nosso Senhor Jesus Cristo nasceu no trigésimo ano do reinado de Herodes. Mas Herodes força suprimido este relatório, matando todas as crianças na região de Belém, para que o Senhor teve que ser levado para o refúgio para o Egito. Herodes matou mesmo seu próprio filho porque ele nasceu de mãe judia. Ele estava preocupado que, através deste filho o cetro poderia reverter para os judeus e que ele poderia ganhar os judeus "lealdade, já que, como Philo registros, o rumor do nascimento de Cristo tinha sido espalhados. Como nossos evangelistas relacionar, mais de trinta anos depois João Batista sai do deserto e proclama que o Senhor não tivesse sido apenas nascido, mas também já estava entre eles e reinaria logo após ele. De repente, depois o próprio Cristo aparece, prega e realiza milagres tão grande, que os judeus esperavam que agora, após a perda do cetro, Shiloh havia chegado. Mas os principais sacerdotes, os governantes, e seus seguidores se ofenderam com a pessoa, já que ele não aparecia como um rei poderoso percorreu como um pobre mendigo. Eles tinham feito a sua mente que o Messias iria unir os judeus e não apenas arrancar o cetro do rei estrangeiro, mas também subjugar os romanos e todo o mundo sob a si mesmo com a espada, instalá-los como príncipes poderosos sobre todos os gentios. Quando eles estavam desapontados com estas expectativas, os santos nobre de sangue e circuncidados eram atormentados, como pessoas que tiveram a promessa do reino e não podia alcançá-lo através deste mendigo. Portanto, o desprezaram e não aceitá-lo. Mas quando eles desdenhavam John e sua mensagem [de Cristo] e milagres, injuriando-os como as obras de Belzebu, ele estragou e arruinou inteiramente assuntos. Ele repreendeu e repreendeu-os severamente algo que ele não deve, é claro, ter feito por ser ganancioso crianças, o mal, e desobedientes, os falsos mestres, enganadores do povo, etc, enfim, uma ninhada de serpentes e filhos do diabo. Por outro lado, ele era amigo de pecadores e cobradores de impostos, para os gentios e aos romanos, dando a impressão de que ele era o inimigo do povo de Israel eo amigo dos gentios e vilões. Agora, a gordura estava realmente no fogo, eles cresceram irado, amargo, e odioso, e vociferava contra ele; finalmente eles inventado o enredo para matá-lo. E é isso que eles fizeram, eles o crucificaram como ignominiosamente possível. Eles deram livre curso à sua ira, de modo que até mesmo os gentios Pilatos percebeu isso e declarou que eles estavam condenando e matando-o por ódio e inveja, inocentemente e sem causa. 39 Quando eles tinham executado esse falso Messias (que é a concepção que queria transmitir dele), eles ainda não abandonou a ilusão de que o Messias tinha que estar na mão ou nas proximidades. Eles constantemente murmuravam contra os romanos por causa do cetro. Em breve, também, o boato circulou que Jesus, a quem tinha matado, tinha surgido novamente e que ele agora estava realmente sendo proclamado abertamente e livremente como o Messias. O povo na cidade de Jerusalém foram aderindo a ele, bem como os gentios em Antioquia e em todo o país. Agora, eles realmente tinha as mãos cheias. Eles tiveram que se opõem a esta Messias morto e seus seguidores, para que ele não ser aceito como ressuscitado e como o Messias. Eles também tiveram a opor-se aos romanos, para que seus esperado Messias para sempre desprovido do cetro. Em um lugar um massacre dos cristãos foi iniciado, em outro um levante contra os romanos. A estas táticas que eles se dedicaram durante aproximadamente 40 anos,

até que os romanos foram finalmente obrigados a estabelecer país resíduos e da cidade. Esta ilusão quanto à sua falso Cristo e sua perseguição do verdadeiro Cristo lhes custou onze vezes cem mil homens, como relata Josefo, juntamente com a devastação mais horrível do país e da cidade, bem como o confisco de cetro, templo, do sacerdócio e tudo o que possuía. Esta humilhação profunda e cruel, que é terrível para ler e ouvir falar, com certeza deve tê-los feito flexível e humilde. Infelizmente, tornaram-se sete vezes mais teimosos, mais vis, e mais orgulhoso do que antes. Isso se deveu em parte ao fato de que em sua dispersão tiveram que testemunhar como os cristãos diárias cresceu e aumentou com o seu Messias. O ditado de Moisés encontradas em Deuteronômio 32:21 estava agora completamente cumprida neles: "Eles têm me despertou a inveja com o que não é deus, por isso eu vou levá-los ao ciúme com aqueles que não são as pessoas." Da mesma forma, como Oséias diz: "Eu vou dizer para não o meu povo: Tu és o meu povo ', mas você não é o meu povo e eu não sou o teu Deus" (Oséias 2:23, l: 9). Eles teimosamente insistia em ter seu próprio Messias, em quem os gentios não deveriam reivindicar uma parte, e eles persistiram na tentativa de exterminar esse Messias em quem tanto judeus e gentios gloriava. Por todo o Império Romano que interveio e onde quer que eles poderiam desentocar um cristão em qualquer canto que o arrastaram para fora perante os juízes e acusou-o (eles mesmos não poderiam passar sentença sobre ele, pois não tinha nem autoridade nem poder legal) até que eles tivessem matá-lo. Assim, eles derramaram muito sangue cristão e fez inúmeros mártires, também fora do Império Romano, na Pérsia e, sempre que podiam. Ainda assim eles agarraram-se à ilusão de que o Messias deve ter aparecido, uma vez que as setenta semanas de Daniel tinha expirado eo templo de Ageu havia sido destruída. No entanto, eles não gostavam da pessoa de Jesus de Nazaré e, portanto, eles foram em frente e elevou um dos seu próprio número para ser o Messias. Isso aconteceu da seguinte forma: Eles tinham um rabino, ou talmudista, chamado Akiba, um homem muito culto, estimado por eles mais altamente do que todos os outros rabinos, um venerável, honorável, o homem de cabelos grisalhos. Ele ensinou os versos de Ageu e de Daniel, também de Jacó em Gênesis 49, com ardor, dizendo que tinha que haver um Messias entre o povo de Deus desde o tempo fixado pela Escritura estava à mão. Então, ele escolheu uma, de sobrenome Kokhba, que significa "uma estrela". De acordo com o seu nome Burgensis direito foi Heutoliba. Ele é bem conhecido em todos os livros de história, onde ele é chamado Ben Koziba ou Bar Koziban. Este homem tinha que ser o Messias, e ele cumpriu de bom grado. Todas as pessoas e os rabinos se reuniram com ele e se armaram bem com a intenção de acabar com os cristãos e romanos. Agora eles tinham o Messias moda ao seu gosto e sua mente, que foi proclamado pelas passagens acima das Escrituras. Esta agitação começou aproximadamente 30 anos após a destruição de Jerusalém, sob o reinado do imperador Trajano. Rabi Akiba foi profeta Kokhba e espírito que inflamou e incitou-o e pediu-lhe com veemência sobre, aplicando todos os versos das Escrituras que lidam com o Messias-lhe perante todo o povo e proclamando: "Tu és o Messias" Ele aplicou-lhe especialmente o ditado de Balaão em Números 24:17-19 registrados, em virtude de seu sobrenome Kokhba ("estrela"). No que Balaão passagem diz numa visão: "Uma estrela sairá de Jacó, e um cetro subirá de Israel, que deve esmagar a fronte de Moabe, e destruirá todos os filhos de Edom Sheth serão desapropriados. , também Seir, seus inimigos, devem ser expropriados, enquanto Israel faz proezas. By Jacó domínio ser exercida, e os sobreviventes das cidades ser destruído! " Que foi um sermão apropriado para completamente enganosa como um tolo, mob_which, irritado inquietos é exatamente o que aconteceu. Para garantir o sucesso deste empreendimento e se proteger contra o seu curso errado, que exaltado e precioso Rabino Akiba, o velho tolo e simplório, fez-se guarda Kokhba ou escudeiro, seu armiger *, como os livros de história tê-lo, se eu não estou traduzindo o termo corretamente, deixe outra pessoa melhorá-lo. A pessoa que se quer dizer que está posicionado ao lado do rei ou príncipe e cujo principal dever é defendê-lo no campo de batalha ou em combate, seja a cavalo ou a pé. Para ter certeza, algo mais está implícito aqui, já que ele é também um profeta, um Monzer (para usar termos contemporâneos). Portanto, este é o lugar onde o cetro de Judá eo Messias agora residia, pois eles são a certeza. 40 Eles carregavam sobre como este por cerca de trinta anos. Kokhba sempre teve-se tratado como Rei Messias, e massacrado multidões de cristãos que se recusaram a negar o nosso Messias Jesus Cristo. Seus capitães também perseguidos pelos romanos, onde podiam. Especialmente no Egito, eles de uma vez derrotou o capitão romano durante o reinado de Trajano. Agora o seu coração, cérebro e barriga começou a inchar de vaidade. Deus, eles inferiram, teve que ser por eles e com eles. Eles ocuparam uma cidade perto de Jerusalém, chamado Bittir; na Bíblia, é conhecido como Josh [Bete-Horom. 10:10]. Neste ponto, eles estavam convencidos de que o seu Messias, o Rei Kokhba, foi o senhor do mundo e tinha vencido os cristãos e os romanos e tinha levado o dia. Imperador Adriano, mas enviou seu exército contra eles, sitiaram Bittir, conquistou-o e matou Messias e profeta, estrela e as trevas, senhor e escudeiro. Seu lamento próprios livros que existiam duas vezes 80 mil homens em Bittir que tocaram as trombetas, que eram capitães de vastas hostes dos homens, e que quarenta vezes cem mil homens foram mortos, sem incluir os mortos em Alexandria. Estes últimos são ditos ter numerados doze vezes cem mil. No entanto, parece-me que eles estão exagerando enormemente. Eu interpreto isso como significando que as duas vezes 80 mil trombetas representam que muitos homens valentes e capazes-bodied equipados para a batalha, cada um dos quais teria sido capaz de levar grandes massas de soldados em batalha. Caso contrário, isto soa muito devilishly mentirosa. Após esta derrota formidável que eles próprios chamados Kokhba, perdeu seu Messias ", Kozba", que rima com ela e tem um anel similar. Porque assim escrever seu Talmudists: Você não deve ler "Kokhba," mas "Kozba". Portanto, todos os livros de história agora se referem a ele como Koziban. "Kozba" significa "falsa". Sua tentativa tinha fracassado, e ele provou um falso Messias e não uma verdade. Assim como nós, alemães, poderia dizer por meio da rima: Você não é um Deutscher mas um Taoscher ["não é um alemão, mas um enganador"]; não Welscher, mas um Felscher ["não um estrangeiro de origem romance, mas um falsificador"]. De um usurário posso dizer:

Você não é um Borger, mas um Worger ["não um cidadão, mas um assassino"]. Tais rimas é habitual em todas as línguas. Nosso Eusébio relatórios esta história em sua História Eclesiástica, livro 4, capítulo 6. Aqui, ele usa o Barcochabas nome, dizendo que esta foi uma batalha extremamente cruéis em que os judeus "foram expulsos tão longe de seu país que os seus olhos ímpios já não eram capazes de ver sua pátria, mesmo que subiu as montanhas mais altas. Tais histórias horríveis são testemunhas suficientes de que todos os judeus entenderam que isso tinha que ser o tempo do Messias, uma vez que as setenta semanas se passaram, templo Ageu havia sido destruído, eo cetro havia sido arrancada de Judá, como as declarações de Jacó em Gênesis 49, 2 de Ageu, e de Daniel 9 claramente indicado e anunciado. Deus seja louvado que nós, cristãos estão certos e confiantes em nossa crença de que o verdadeiro Messias, Jesus Cristo, veio naquele momento. Para provar isso, temos não só a sua milagrosa atos, que os próprios judeus não se pode negar, mas também a queda horrível e infortúnio, por causa do nome do Messias, de seus inimigos que queriam exterminá-lo juntamente com todos os seus adeptos. Como eles poderiam de outra forma ter trazido tanta miséria em cima de suas cabeças se não tivessem sido convencidos de que o tempo do Messias estava próximo? E eu acho que isso faz certamente constituem vindo a tristeza e atirando suas cabeças (agora pela segunda vez) contra "a pedra de escândalo ea pedra de tropeço" para citar Isaías 08:14. Então, muitas centenas de milhares tentou devorar Jesus de Nazaré, mas sobre isso, eles se "tropeçou e caiu e foram quebrados, enlaçados, e presos", como diz Isaías [08:15]. Desde que dois desses tentativas terrível e temível tinha mais falhou miseravelmente, a primeira em Jerusalém sob Vespasiano, outro no Bittir sob Adriano, que certamente deveria ter vindo a seus sentidos, tornaram-se flexível e humilde, e concluiu: Deus nos ajude Como isso acontece? Na época do advento do Messias tem, de acordo com as palavras dos profetas e promessas, vieram e se foram, e nós somos espancados tão terrivelmente e cruelmente sobre ele! E se as nossas ideias a respeito do Messias que ele deve ser um Kokhba secular nos enganou , e ele veio de uma maneira diferente e forma? É possível que o Messias é Jesus de Nazaré, a quem tantos judeus e gentios aderir, que diariamente realizam tantos sinais maravilhosos? Alas, tornaram-se sete vezes mais teimoso e mais vil do que . antes de sua concepção de um Messias do mundo deve estar certo e não pode falhar, deve haver um engano sobre o tempo designado Os profetas deve estar mentindo e não ao invés de eles Eles não terão nada deste Jesus, mesmo se eles devem perverter tudo.. da Escritura, não tem deus, e nunca um Messias. Esse é o jeito que eles querem. Uma vez que eles foram espancados em impotência indefesos pelos romanos, a partir desse momento eles se voltaram contra as Escrituras, e corajosamente tentou levá-la de nós e perverterlo com interpretações estranhas e diferentes. digressed Eles têm a partir da compreensão de todos os seus antepassados e dos profetas, e além disso a partir de sua própria razão. Por isso, eles perderam tantas centenas de milhares de homens, terra e cidade, e têm caído presa a cada miséria. Eles não fizeram nada esses 1.400 anos, mas tomar qualquer versículo que nós, cristãos, se aplicam ao nosso Messias e violá-la, rasgá-lo em pedaços, crucifica-lo, e torcê-lo, a fim de dar-lhe um nariz diferente e máscara. 41 Eles lidam com ele como seus pais lidar com o nosso Senhor Jesus Cristo na Sexta-Feira Santa, fazendo com que Deus aparece como o mentiroso, senão a si mesmos como os verdadeiros, como você ouviu antes. Eles atribuem praticamente dez interpretações diferentes a dizer de Jacó em Gênesis 49. Da mesma forma que eles sabem como torcer o nariz de afirmação de Ageu. Aqui você tem duas boas ilustrações que mostram a você como magistralmente os judeus exegeta das Escrituras, de tal forma que eles não chegam a qualquer significado definido. Eles também distorcida desta forma a passagem de Daniel. Não posso enumerar todas as suas glosas vergonhoso, mas devem apresentar apenas uma - a que Lyra e Burgensis consideram ser o mais famoso e difundido entre os judeus, a partir do qual não se atrevem a sair sob pena de perderem suas almas. Ele lê como se segue. Gabriel diz a Daniel: "Setenta semanas de anos estão decretadas sobre o teu povo e tua santa cidade, para cessar a transgressão, para pôr fim ao pecado, e para expiar a iniqüidade, para trazer a justiça eterna, para selar tanto a visão e profeta , e para ungir um lugar mais santo, ... " [Dan. 9:24]. Este é o texto. Agora suas belo comentário seguinte: "Ele ainda será setenta semanas antes de Jerusalém será destruída e os judeus são levados para o exílio pelos romanos Isso acontecerá para que possam ser induzidas por este exílio afastar-se dos seus pecados, para que possam. ser punido por eles, pagar por eles, render satisfação, expiá-los, e assim tornar-se eternamente devotos e merecem o cumprimento das promessas messiânicas, a reconstrução do templo sagrado ", etc Aqui você perceber, em primeiro lugar, que os judeus "santidade incomensurável presume que Deus vai cumprir sua promessa a respeito do Messias, não por causa de sua pura graça e misericórdia, mas devido ao seu valor e arrependimento e sua piedade extraordinária. E como poderia ou deveria Deus, que coitado, fazer o contrário? Para quando ele prometeu o Messias Jacob, David, e Ageu de pura graça, ele não pensou nem sabia que tais santos cujos méritos grande Messias seria o exato de seu apareceria após setenta semanas e depois da destruição de Jerusalém, que ele iria tem que conceder o Messias não de graça, mas seria obrigado a enviá-lo em razão da sua grande pureza e santidade, quando, onde e da maneira que desejar. Essa é a história imponente dos judeus, que se arrependeu depois de setenta semanas e tornou-se tão piedoso. Você pode facilmente inferir que eles não se arrependeram, nem foram piedosos antes e durante as setenta semanas. Como resultado, os sacerdotes de Jerusalém todos morreram de fome porque não havia nenhuma penitência, sem ofertas pelo pecado ou culpa (que os sacerdotes necessários para o sustento). Tudo isso foi adiado e salvos para a penitência e santidade que deviam começar após as setenta semanas. Onde não há arrependimento, ou qualquer coisa que se arrepender por, não há pecado. Mas onde, então, nos perguntamos, será que o pecado vem para o qual eles têm de se arrepender depois de setenta semanas, pois tinham expiado diariamente através de tantos sacrifícios dos sacerdotes, ordenados por Moisés para este fim, por todos os pecados anteriores? Por que eles têm que começar a fazer penitência agora, depois de setenta semanas, quando templo,

escritório, sacrifício pelos pecados já não existem? Mas o seguinte mesmo supera isso. Gabriel diz que, de acordo com seu brilho, que os judeus se arrependerem e se tornam devotos após as setenta semanas, de modo que o Messias virá por conta de seu mérito. Bem, aqui nós temos isso! Se Gabriel está falando a verdade e não mentir, então, os judeus já se arrependeu, tornaram-se devotos, que têm merecido o Messias desde a passagem dos setenta semanas. Pois ele diz que tudo isso vai ser feito pelos judeus após a setenta semanas. O que se segue agora? Eles confessam, na verdade eles lamento, que o Messias não veio desde o final dos setenta semanas, que ele não veio até à data, cerca de 1468 anos mais tarde, nem sei quando ele virá. Então, eles também terão que confessar que eles não fizeram penitência por algum pecado nem ser devotos durante estes 1468 anos seguintes as setenta semanas, nem mereceu o Messias. Segue-se que o anjo Gabriel deve estar mentindo quando ele promete, em nome de Deus que os judeus se arrependerem, ser piedoso, e no mérito o Messias depois de setenta semanas. Em Levítico 26:40 e Deuteronômio 04:29 e 30:1, Moisés, também, se mostra muito claramente que eles nunca sinceramente feito penitência para o pecado uma vez que as setenta semanas. Em muitas palavras bonitas que ele promete que Deus vai devolvê-los à sua pátria, mesmo que estejam dispersas até o fim dos céus, etc, se voltar para Deus com todo seu coração e confessar o seu pecado. Moisés profere estas palavras como o porta-voz de Deus, a quem não se deve acusar de mentir. Uma vez que os judeus não foram devolvidos ao seu país até à data, se for provado que eles nunca se arrependeu do pecado com todo o seu coração desde a setenta semanas. Por isso deve ser mentira quando eles interpretam incorretamente Gabriel como falar sobre o seu arrependimento. Também sabemos que Deus é tão gracioso, por natureza, o homem que ele perdoa o seu pecado em todas as horas em que o homem sinceramente se arrepende e é pena que, como Davi diz no Salmo 32:5: "Eu disse, eu vou confessar as minhas transgressões ao Senhor: então tu perdoaste a culpa do meu pecado ". 42 Também lemos que, quando o profeta Natã repreendeu Davi por seu pecado, e este último Então declarou: "Eu pequei contra o Senhor", ele foi imediatamente absolvido por Nathan, que respondeu: "O Senhor perdoou o teu pecado" [II Sam . 12:13]. Mesmo que Deus, em muitos casos não remove a punição tão prontamente como fez com Davi, no entanto assegura ao homem da remissão de seus pecados. E se nem profeta, nem sacerdote estavam disponíveis, um anjo teria que aparecer em vez e anunciar: "Seus pecados estão perdoados", de modo que o pecador em sua tristeza e as punições não pode desanimar e desesperar. Observamos também que, durante o cativeiro babilônico Deus graciosamente e paternalmente consoles as pessoas que confessam seus pecados, permitindo-lhes suportar o castigo. Nem pode o castigo durar para sempre, mas deve ter seu tempo definido, medir, e no final sempre contrição e penitência são encontrados. Mas não há remissão de pecado para estes judeus, nenhum profeta para consolá-los com a garantia de tal perdão, sem limite de tempo definido para a sua punição, mas só ira interminável e desfavor, desprovido de qualquer misericórdia. Por isso, não é apenas uma mentira absoluta, mas também uma impossibilidade de compreender Gabriel promete em termos de seu arrependimento, muito menos de seu mérito e justiça. Mas por que deveríamos desperdiçar tantas palavras e tanto tempo! A terra de Canaã não era tão grande quanto a esmola de um mendigo ou como um pedaço de pão em comparação com o império de todo o mundo. No entanto, eles não merecia mesmo essa terra através de seu arrependimento, ou a justiça. Assim, Moisés declara em Deuteronômio 09:04 que não foram concedidos a posse da terra por causa de sua justiça, mas foi dado a eles, um povo de dura cerviz e desobedientes, isto é, muito pecadores e indignos de pessoas, apenas por razões da promessa graciosa de Deus, embora Oséias [Hos. 11:01 ss.] E Balaão (Números 24:5) elogiá-los por estar no auge da piedade na época. Eles ainda tinham Moisés, Arão, o culto divino, profetas, o próprio Deus com os seus milagres, o pão do céu água, desde o rock, nuvens durante o dia, pilares de fogo de noite, sapatos indestrutível e vestuário, etc E estes borra triste, essa escumalha fedorenta, esta espuma secaup, este fermento mofado e pântano pantanosa da Judiaria deve mérito, sobre a força de seu arrependimento e da justiça, os impérios do world_ todo que é, o Messias eo cumprimento da prophecies_though possuem nenhum dos itens acima mencionados e não são nada mais podre, fedendo, dregs rejeitado da linhagem de seus pais! Em resumo, Moisés e todos os verdadeiros israelitas entendido estes versos a respeito do Messias [como significando que tudo isso seria dado a eles] de pura graça e misericórdia, e não por causa da penitência e do mérito. Isso nós recolhidas a partir dos versos citados de Jacó, Davi e Ageu. Da mesma forma Daniel não pede, o desejo, ou pensar que tal promessa gloriosa das setenta semanas deve ser revelado a ele, mas é concedida lo de graça, muito, muito além de seu pedido. A partir desta você pode aprender que o arrependimento bem os judeus praticavam e ainda praticam, depois daqueles setenta semanas. Eles começaram com mentiras e blasfêmias, em que eles continuaram e ainda persistem. Quem quiser pode imitar os judeus "exemplo de arrependimento e dizer:" Deus e seus anjos são mentirosos, eles falam sobre coisas que não são. " Então você vai merecer a graça de como eles merecem o Messias. Se eles não eram tão pedra-cego, a sua vida própria vil externa seria de fato convencê-los da verdadeira natureza de seu arrependimento. Pois está cheia de feitiçaria, conjuring sinais, figuras, e o tetragrama do nome, isto é, com a idolatria, inveja e vaidade. Além disso, eles não são nada, mas os ladrões e assaltantes que, diariamente, não comer nenhum pedacinho e não usam fio de roupa que eles não têm roubado e roubado de nós por meio de sua usura amaldiçoado. Assim, eles vivem no dia a dia, juntamente com esposa e filho, por furto e roubo, como arco-ladrões e assaltantes, na segurança mais impenitente. Para um usurário é um arco-ladrão e salteador que deveriam justamente ser enforcado na forca sete vezes maior do que outros ladrões. De fato, Deus deveria profetizar sobre penitência tão bela e mérito do céu através de seu santo anjo e tornar-se um mentiroso, flagrantes blasfêmia por causa do sangue nobre e santos circuncisos que se orgulhar de ser santificado pelos mandamentos de Deus, apesar de atropelar todos eles sob pé e não manter um deles. A passagem em Daniel continua: "Sabe e entende que a partir do momento em que a ordem sai para restaurar e para edificar Jerusalém até a vinda

do Messias, o príncipe, haverá sete semanas e 62 semanas e será construído. novamente com ruas e paredes, mas em um momento conturbado. E depois da semana 62, o Messias deve ser morto, e não têm nada "[Dan. 09:25 f.]. Parte 9 43 Oh, quão ridículo parece que estes santos circuncidados que maldito Goyim ter interpretado e compreender esta dizendo assim, especialmente desde que não consultou seus rabinos, Talmudists e Kokhbaites quais eles consideram mais autoridade do que toda a Escritura-Para eles fazem um trabalho muito melhor. Isto é o que eles dizem: "Sabe e entende desde a saída da palavra para restaurar e reconstruir Jerusalém" - isso significa, Ponder e compreendê-lo muito bem que a palavra tem saído que Jerusalém deve ser restaurada. Que é um ponto. Além disso, "Para a vinda do Messias, o príncipe" - isso significa, até que o tempo do rei Ciro haverá sete semanas "Isso é outro ponto Além disso,". Por 62 semanas deve ser construído de novo com. . muralhas e ruas, mas em um momento conturbado ". Esse é outro ponto" E depois de 62 semanas, o Messias (que significa rei Agripa) será morto e não será "- isso significa, não será rei, etc . É realmente cansativo para discutir como está confuso e tomfoolery tal. Mas eu tenho que dar o nosso povo por ocasião ponderando a libertinagem diabólica que a perpetrar rabinos com este provérbio esplêndido. Então aqui você ver como eles se separam, onde o texto deve ser lido conectadamente, e uni-la onde ela deve ser separada Este é o caminho em que deve ser conectado:. "Sabe e entende que desde a saída da palavra sobre como Jerusalém está a ser restaurada e reconstruída para a vinda do Messias ., haverá sete semanas e 62 semanas "Estas palavras, eu digo, devem ser unidas para formar um texto completo Depois segue-se:." Deve ser construído de novo com paredes e ruas, mas em um momento conturbado. "Esta sentença, apesar de ser separados, eles se conectam com as palavras anteriores sobre a 62 semanas, de modo a transmitir o significado que a construção das paredes e as ruas vão ocupar 62 semanas. Isso é realmente um truque knavish .. Isso me lembra o vilão de quem eu ouvi uma vez como um jovem monge Ele cortou a Oração do Senhor em pedaços e re-arranjadas-lo para ler assim: Pai nosso, santificado seja no céu, o teu nome vem; teu reino ser feito; . tua vontade como no céu, assim também na terra Ou como aquele sacerdote ignorante ler a lição na Vigílias de I Coríntios 15: * Ubi est mors estímulo, estímulo tuus Autem mortis, peccatum est virtus vero, etc * Esse é o caminho . judeus rasgar o texto onde quer que possam, exclusivamente para o propósito de estragar as palavras da Escritura para nós cristãos, ainda que não serve para nada para eles, quer Pois lhes ensina nada, não confortá-los, dá-lhes nada; que resulta em nada, mas palavras sem sentido. É a mesma coisa como se o anjo havia dito nada. Mas eles preferem essa entrega reconfortante, palavras alegres e sofrer a perda do que tê-los nos beneficiar. Da mesma forma, Bodenstein maliciosamente rasgou as palavras além do sacramento para que possam ser úteis para nós. No entanto, isso não vai ajudar os rabinos, as garças noite e corujas. Com a ajuda de Deus vamos trazer os seus uivos e deitado à luz. Tomemos as várias partes em da ordem. Primeiro eu quero pedir ao hebraístas se a palavra * intellige * ["sabe"] é interpretado com a palavra * de * ["from"] em qualquer outro lugar nas Escrituras. Eu não encontrei nenhuma, e isso parece me bastante arbitrária. Se é para dizer * de * como na frase * de materia subjecta *, o hebraico usa a preposição al *, * assim como os latinos usam a palavra * super * ("* Multa de super Priamo, *" etc [149]). Eu sei muito bem, no entanto, que os judeus não pode provar que tal construção obtém aqui. Os exemplos bíblicos concordam que se destaca como um absoluto, de forma independente. Mas atribuir algo a Deus de forma maliciosa, um dos quais é incerta, e que não se pode provar, é equivalente a tentadora ele e dando-lhe a mentira. Agora vamos ver como rasgam o texto à parte. "Sabe e entende, desde a saída da palavra, que Jerusalém será novamente construída ".. Isso, afirmam, não fala do início das setenta semanas, mas da palavra que tem saído Então segue:" Para a vinda do Messias, o príncipe, haverá sete semanas "Agora é. de acordo com o uso habitual de todas as línguas que a palavra * donec, * "até" [ou "para"], pressupõe um começo No entanto, os judeus atribuí-lo none;. recusam-se a ter o texto lido "a partir do início de . a palavra para a vinda do Messias "Devo fazer uma analogia Se alguém na Praça de São Gall aqui em Wittenberg lhe dissesse:". Você já ouviu um sermão baseado na palavra de Deus, declarando que a igreja é santa. . Ponderar essa e marcá-lo bem "Tudo bem, você olha para ele com expectativa de ouvir o que mais ele tem a dizer, porque ele tem mais a dizer Então ele abruptamente dispara:." Ainda há sete semanas até Michaelmas "Ou. "É uma distância de três milhas para Halle." Aqui você olhava para ele e dizer: Que sentido há nisso? Você está louco? Os sete semanas para começar agora no mercado? Ou são os três milhas para começar em Wittenberg? "Não", ele respondia: "você deve compreender que isso significa do Dia de São Lourenço para São Miguel, e de Bitterfeld de Halle." 44 Neste ponto, você ficaria tentado a voltar:? "Vá plantar um beijo da paz na garupa de uma porca Onde você aprendeu a jabber tão estupidamente E o que as sete semanas têm a ver com sua afirmação de que devo observar bem o sermão que eu ouvi em Wittenberg? " Os rabinos tratam as palavras do anjo Gabriel, da mesma forma. Eles fazem seu discurso lido assim: ". Há sete semanas até o Messias" Suponha agora responde Daniel: "Meu querido Gabriel, o que você quer dizer? Os sete semanas para começar, agora que você está falando comigo?" "Não", ele diz, "você deve compreender que isso significa que eles começam com a destruição de Jerusalém." Obrigado, de fato, você nobre, rabinos circuncidado, para ensinar o anjo Gabriel para falar, como se ele fosse incapaz de dizer do início dos sete semanas, o que é muito importante, bem como do meio eo fim da -los. Não, Daniel é assumir isso. Este é apenas um disparate. Vergonha em você, você rabinos vil, atribuir essa conversa tola de vocês para o anjo de Deus! Com isso, você vos desgraça e condenar-se de ser mal-intencionados e mentirosos blasfemos das

palavras de Deus. Mas este é apenas o lado gramatical da questão. Agora vamos estudar o aspecto teológico. Estes santos, corvos circuncidado dizer que as setenta semanas começam com a primeira destruição de Jerusalém e termina com a sua segunda destruição. Qual o melhor método poderiam ter prosseguido para chegar a esta conclusão que fechar os olhos e ouvidos, ignore as Escrituras e os livros de história, e deixar sua imaginação correr livremente, dizendo: "Este é o caminho que parece certo para nós, e nós insistimos sobre ela. Portanto, conclui-se que Deus e seu anjo deve concordar com a gente. Como poderíamos estar errado? Nós somos os corvos que são capazes de ensinar a Deus e os anjos. " Oh, o que é uma base, vexatória, as pessoas de blasfêmia, que pode merecer o Messias com a penitência como! Mas vamos ouvir a sua sabedoria. As setenta semanas começa com a destruição de Jerusalém pelo rei da Babilônia, a partir desse evento até a vinda do Messias, o príncipe (ou seja, o rei Ciro), são sete semanas. Agora me diga: Onde está isso escrito? Em nenhum outro lugar. Quem disse isso? Markolf o rouxinol. Quem mais poderia dizer ou escrever isso? No início deste capítulo nono destaca declaração clara e simples de Daniel que a revelação sobre as setenta semanas tinha vindo a ele no primeiro ano do reinado de Dario, o medo, que tinha conquistado o reino da Babilônia, que evento foi precedido pelo primeira destruição de Jerusalém 70 anos antes. Para Daniel afirma claramente que 70 anos de devastação tinha sido cumprida, de acordo com Jeremias 29:10. Este também lemos em II Crônicas, o último capítulo [36:22]. E, ainda assim essas duas passagens claras das Escrituras, Daniel 9 e II Crônicas 36, devem ser contabilizados como mentiras pelos rabinos. Eles insistem que eles estão certos e que as setenta semanas deve ter começado setenta anos antes de serem revelados para Daniel. Não é ótimo? Agora vá e acredito que os rabinos, os ignorantes, burros ignorante, que olhar nem para as Escrituras, nem em livros de história e que vomitar da sua boca cruel o que quiserem contra Deus e os anjos. Pois com isto estar abertamente condenados por suas mentiras e suas arbitrariedades errante. Uma vez que as setenta semanas, que foram revelados no primeiro ano do reinado de Dario, o medo não pode começar setenta anos antes com a destruição de Jerusalém, todas as mentiras suas fundada sobre isso são, simultaneamente, refutada, e este versículo de Daniel sobre as setenta semanas devem permanecer para nós sem mácula e unadulterated_no graças a eles. Desgraça eterna será a sua recompensa por essa mentira impertinente e patentes. Com essa mentira outro também cai, ou seja, a alegação de que as palavras sobre o Messias, o príncipe, consulte o rei Ciro, que teria aparecido sete semanas após a destruição, embora na verdade ele veio 10 semanas (ou seja, setenta anos) após a destruição. Isso está registrado em II Crônicas 36, Daniel 9, e Esdras 1. Mesmo que iria assumir que é impossível que as setenta semanas começou com a destruição de Jerusalém, poderíamos ainda não justificar essa mentira estúpida. E com isso o colapso terceira mentira. Porque dizem que Ciro veio 52 anos depois da destruição: o equivalente a sete semanas e três anos, ou sete semanas e meia. Assim rasgam três anos, ou metade de uma semana, a partir da semana 62 e adicioná-los aos primeiros sete semanas. É como se o anjo fosse tão idiota consumado ou criança que não podia contar até sete, e sete anos quando diz que ele deve dizer sete anos e meio. Por que eles fazem isso? Para que pudéssemos perceber como elas se entregam em mentiras com o objetivo de rasgar e virar de cabeça para baixo a palavra de Deus para nós. Por isso, eles insistem em que Ciro veio sete semanas e meia (que eles chamam de sete semanas) depois da destruição, ao passo que (como foi dito), ele realmente veio 10 semanas, ou seja, setenta anos mais tarde. Nem o anjo tolerar que estas semanas sejam mutilados e mutilados, subtraindo-se três anos de um e deixando-a apenas quatro anos, e acrescentando ao que tem sete anos mais três, tornando-se dez anos ou de uma semana e meia. Pois ele diz que as setenta semanas estão a ser tomadas exatamente; 45 eles são contados e contado com precisão. Muito menos ele tolera a mentira quarto que Ciro é aqui chamado o Messias, mesmo se a outras mentiras eram para ser acolhida, no sentido de que Ciro tinha aparecido depois de sete semanas, isto é, após 52 anos. Por aqui encontramos as palavras inconfundível e simples do anjo: "Setenta semanas de anos estão decretadas sobre o teu povo e tua santa cidade" [Dan. 9:24]. Ele quer dizer: Em outros capítulos, falei de pessoas estranhas e reis, mas neste verso sobre as setenta semanas que eu estou falando do seu povo, de sua cidade, e de seu Messias. E todo aquele que se refere este a um povo diferente e para diferentes reis é uma devassa mentiroso incorrigível. A mentira é seguido por quarto, o quinto, em que o divórcio os sete semanas a partir da 62. Mas estes pertencem juntos, e não há razão para separá-los, especialmente porque a mentira sobre o rei Ciro abortou. Foi por esta razão que eles cortaram as sete da semana 62 para que pudessem dar-lhe sete, isto é, sete anos e meio. Em hebraico bíblico é costume de contar os anos assim: primeiro a dar a um, então o outro número de anos, mas com ambos colocados juntos. Nós encontramos muitas ilustrações para isso em Gênesis 5 e 11, onde é feita referência aos pais falecidos. Por exemplo: "Quando Seth viveu cinco anos e uma centena de anos, ele tornou-se pai de Enos viveu Sete, depois do nascimento de Enos sete anos e 800 anos". [Gen. 05:06 f.]. Da mesma forma Gênesis 11 [: 17]: "Viveu Eber, depois do nascimento de Pelegue trinta anos e 400 anos." E Gênesis 25 [: 7]: "Abraão viveu cem anos, setenta anos, e cinco anos." A partir dessas ilustrações pode-se facilmente ver como arbitrária é para separar os sete anos a partir dos anos 62 neste verso. Línguas latinas e alemão impedir tal interrupção um bem, desde que não repita a pequena palavra "ano" tantas vezes, mas ler o número conectadamente, dizendo: ". Abraão viveu 175 anos" Dessa forma estas palavras também devem ser tomadas: "Desde a saída da palavra para a vinda do Messias, o príncipe, que há sete semanas e 62 semanas." Estes dois números pertencem um ao outro e compor um número, para a vinda do Messias. O anjo tem uma razão para designar a totalidade da soma de anos como sete semanas e 62 semanas. Ele poderia ter falado de nove semanas e 60 semanas, ou encontrado muitas maneiras diferentes para nomear essa quantia, como cinco semanas e 64 semanas, ou seis semanas e 63 semanas, etc Ele deve ter as sete semanas de a construção das paredes e ruas de Jerusalém, e ele deve ter o 62, até a última semana, que é muito importante, pois nele o Messias vai morrer, cumprir o convênio, etc Em seguida, vem a mentira que sexta diz que as paredes e ruas de

Jerusalém foram reconstruídas para 62 semanas (menos três anos). Isso seria até a última semana, após o que, porque se encontram pela sétima vez, Jerusalém foi destruída novamente. Para com a última semana das setenta semanas são terminou. De acordo com isso, Jerusalém não tinha ficado novamente por mais de uma semana, o que significa sete anos. Vá em frente, judeu, com coragem e mentir descaradamente! Neemias está contra você com o seu livro e atesta que ele construiu as paredes, definir as portas, e dispostos a cidade, e que ele mesmo gloriosamente consagrou. Assim, o templo foi terminado já no sexto ano do reinado de Dario (Esdras 7 [06:16]). Alexandre, o Grande fundar a cidade de Jerusalém já longa concluído. Depois dele que o vilão Antíoco fundar a cidade ainda mais restaurado eo templo cheio de riqueza, e ele pilharam horrivelmente. A mentira grosseira oitava segue quando interpretam as palavras do anjo: "E depois de 62 semanas o Messias será morto, e não tem nada", como se o Messias refere-se ao rei Agripa, que foi morto e não tinha nada após a sua morte, nenhum rei lhe sucedeu. Por que não seria tão verdadeiro dizer que o Imperador Nero era o Messias? Ele foi morto naquele momento e não deixaram herdeiros. Eu acredito que eles iriam designar Markolf ou Tersites como o Messias ao invés de aceitar o verdadeiro Messias. Como pode Deus, que ama a verdade e quem está a verdade a si mesmo, tolerar tal vergonhoso, encontra-se aberto se estes são intoleráveis, mesmo para uma pessoa que é dado a mentiras ou é mentiroso ou é, pelo menos, não tão rígidas um amante da verdade? E essa mentira é um oitavo one_in múltiplas primeiro lugar, porque eles atribuem diferentes significados para a palavra "Messias" dentro de uma passagem tão breve: lá ele tem que ser Cyrus após as sete semanas, aqui Agrippa após a semana 62. Como se o anjo fosse um tolo que apontaria para um Messias diferente com cada palavra! Como ouvimos anteriormente, o anjo não está se referindo a um povo estrangeiro e da cidade, mas diz: "Eu estou falando do seu povo e de sua cidade." Portanto, devemos conceber o Messias neste versículo não como dois seres diferentes, mas como one_namely, o Messias deste povo e desta cidade, o Shiloh de Judá, que veio após o cetro partiu de Judá, o Filho de David, o chemdath de Ageu. Este versículo se refere a ele mesmo, excluindo todos os outros. Para Agrippa não era rei em Jerusalém, muito menos o Messias, antes da última semana (isto é, após sete e 62 semanas). Os romanos tinham gentilmente concedeu-lhe um pequeno país, além do Jordão. Os procuradores romanos, como Felix, Festus, Albinus, etc, governou a terra da Judéia. Nem foi Agrippa morreram após a semana 62. 46 Em resumo, tudo o que eles dizem é uma mentira. Uma vez que agora confesso, e tenho que confessar, que o Messias foi morto após a semana 62, ou seja, no primeiro ano da semana passada, e desde que este não pode ter sido Agrippa (como eles gostariam de tê-lo, na confirmação de sua mentira), nem ninguém, estou curioso para saber onde poderiam encontrar um. Deve ser alguém que viveu antes da expiração das setenta semanas e que foi morto após 62 semanas. Além disso, como diz Gabriel, ele deve ter vindo do meio do seu povo, sem dúvida, da tribo real de Judá. Agora é certo que desde o tempo de Herodes, que não tinha rei que era um membro de seu povo ou raça. Mas, por outro lado, é igualmente certo que Gabriel deve ser acreditado, com sua declaração a respeito de um Messias de sua nação. Como é essa dificuldade a ser resolvido? E há mais. Eles próprios confessam que não tinha o Messias, isto é, nenhum rei ungido ("Messias" significa "o ungido"), entre o primeiro eo último a destruição de Jerusalém, para o óleo da unção sagrada, de que Moisés escreveu em Êxodo 30 : 22, com a qual os reis e sacerdotes eram ungidos, já não existia após a primeira destruição. Conseqüentemente, Zedequias foi o último ungido rei; seus descendentes foram príncipes, e não reis, até a época de Herodes, quando o cetro partiu e Shiloh, o verdadeiro Messias, era para aparecer. Queremos limpar as suas mentiras completamente. Com referência a Daniel dizendo: "E ele fará um pacto forte com muitos por uma semana" [Dan. 9 27], ou seja, na última semana, eles praticam a mentira nono, dizendo que os romanos concordaram com uma paz ou uma trégua para esta última semana (ou sete anos) com os judeus, mas desde que os judeus cresceu rebelde os romanos voltaram em três anos e destruiu Jerusalém. Agora como é que este urso fora Gabriel, que diz que a paz ou trégua (como eles interpretam a palavra "aliança") é para durar sete anos? Se ele não suportar mais de três anos, então Gabriel, que fala de sete anos ou a última semana deve estar mentindo. Assim, o coração mentiroso desses mentirosos incorrigíveis falsamente impugnar a veracidade do anjo Gabriel. Infelizmente, o que trégua? Que paz? Leia Josephus e os livros de história e você vai aprender que o matou Romanos muitos milhares de judeus há muito tempo antes, e que não havia paz até o momento em que eles foram obrigados a destruir Jerusalém e do país. A mentira décimo e último diz respeito à afirmação de que a destruição de Jerusalém vai durar até o final da contenda. Eles interpretam isso como significando: até que a contenda de seu Messias, que vai matar Gog e Magog e conquistar o mundo todo. Isto é uma mentira, miserável vicioso que está morto antes de nascer. Que aqueles que sustentam que o Messias apareceu antes do término das setenta semanas ser informado de que tal mentira foi desacreditado, desde que 1500 anos atrás. Assim, os judeus não retêm uma única palavra de declaração de Gabriel intactos, eles pervertem todas as suas palavras em mentiras, com exceção da profecia do anjo sobre a destruição de Jerusalém. Mas ninguém precisa agradecê-los por acreditar que e admitir a verdade de agora. Enquanto eles ainda habitavam em Jerusalém, eles acreditavam que esta profecia ainda menos do que eles acreditam agora em nosso Messias, embora tenha sido anunciada com bastante clareza, aqui em Daniel 9, bem como em Zacarias 14. Se eles ainda estavam habitando em Jerusalém hoje, eles inventam uma centena de mil mentiras, antes que eles acreditam que, assim como seus antepassados fizeram antes da primeira destruição. Este último não foram persuadidos por qualquer profeta que a cidade santa de Deus seria devastada. Eles harried, eles raved como cães raivosos, até que ficou cara a cara com o cumprimento da profecia. Esta sempre foi uma de dura cerviz, incrédulos, orgulhoso, base, as pessoas incorrigível, e por isso permanece sempre. De tudo isso concluímos que Daniel com seus setenta semanas leva a nossa posição contra os judeus "mentiras e insensatez, uma posição tão confiável e firme como um muro de ferro e uma rocha inabalável, afirmando

que o verdadeiro Messias deve ter vindo antes do término do setenta semanas, que ele foi morto e agora vivo de novo, que ele cumpriu o pacto de Deus (pois, por que Daniel aqui estar falando de aliança dos gentios ", que, aliás, nem sequer existia na época?) na última semana; que ele, assim, despediu-se da cidade e as pessoas no final das setenta semanas, que a cidade foi arrasada pelos romanos pouco depois, que o povo foi destruído, com seu governo e todos os had_all que deste, em conformidade com o anjo palavras: "Setenta semanas estão decretadas de anos ou contado sobre o teu povo e tua santa cidade" [Dan. 9:24], mas o suficiente! Sem dúvida é necessário que os judeus a mentir e interpretar mal a fim de manter o seu erro, defronte um texto tão claro e poderoso. Suas mentiras anteriores quebrou sob seu próprio peso. Mas mesmo se eles estivessem a mentir por cem mil anos, e chamar todos os demônios para ajudá-los, eles ainda se aniquilam. Pois é impossível nomear um Messias na época das setenta semanas, como revelação de Gabriel, seria necessário, além de nosso Senhor Jesus Cristo. 47 Estamos certos, com certeza, e alegre com isso, à medida que estalar os dedos em todos os portões do inferno e desafiá-los, juntamente com todas as portas do mundo e tudo o que quer ser ou possam vir a ser exaltado, inteligente e sábio contra nós. Eu, um santo planície insignificante em Cristo, aventure-se opor todas elas sozinho e para defender esse ponto de vista com facilidade, conforto e prazer. No entanto, é impossível converter o diabo e seus próprios, nem somos ordenados a tentar isso. [154] É suficiente para descobrir suas mentiras e revelar a verdade. Quem não é acionado para crer na verdade para o bem de sua própria alma certamente não acredito que por minha causa. Nos limitaremos por enquanto a esses quatro texts_ os de Jacob, David, Ageu e Daniel_wherein vemos o que um trabalho bem os judeus têm feito essas 1.500 anos com as Escrituras, e que um bom trabalho que eles ainda o fazem. Para o seu tratamento destes textos paralelos seu tratamento de todos os outros, especialmente aqueles que são a favor de nós e nosso Messias. Estes, naturalmente, devem ser contabilizados como mentiras, enquanto eles próprios não pode errar ou ser enganado. No entanto, eles não tenham adquirido um domínio perfeito da arte de mentir, pois eles estão tão desajeitadamente e inepto que qualquer um que é apenas um observador pouco pode facilmente detectá-lo. Mas para nós, cristãos estão como um exemplo terrível da ira de Deus. Como São Paulo declara em Romanos 11, devemos temer a Deus e honrar sua palavra, enquanto o tempo da graça permanece, de modo que não se encontrar com um destino semelhante ou pior. Temos visto isso acontecer no caso do papado e de Maomé. O exemplo dos judeus demonstra claramente a facilidade com que o diabo pode enganar as pessoas, depois de um dia ter divagado a partir da compreensão adequada das Escrituras, em tal cegueira e escuridão que pode ser facilmente compreendido e percebido apenas pela razão natural, sim, até mesmo por irracional bestas. E ainda eles que, diariamente, ensinar e ouvir a palavra de Deus não reconhecem esta escuridão, mas considerá-la como a verdadeira luz. Ó Senhor Deus, tende piedade de nós! Se eu tivesse de refutar todos os artigos que outros da fé judaica, eu deveria ser obrigado a escrever contra eles tanto e por tanto tempo quanto eles usaram para inventar suas mentiras - ou seja, mais de dois mil anos. Afirmei anteriormente que se corrompem sua circuncisão com ordenanças humano e arruinar a sua herança com sua arrogância. Da mesma forma eles também profanar o seu Sabbath e-todos os seus festivais. Em resumo, toda a sua vida e todos os seus atos, sejam eles comer, beber, dormir, acordar, levantar, andar vestido, despir-se, rapidamente, tomar banho, rezar, ou elogios, são tão manchada com rabínica, portarias sujo e incredulidade, que Moisés não pode mais ser reconhecido entre eles. Isto corresponde à situação do papado em nossos dias, em que Cristo ea sua palavra mal pode ser reconhecida por causa da grande vermes de ordenanças humano. No entanto que isto seja suficiente para o momento em suas mentiras contra a doutrina ou fé. Em conclusão, queremos examinar suas mentiras contra pessoas, que, afinal, não faça a doutrina ou pior, ou melhor, se as pessoas são piedosos ou base. Especificamente, queremos olhar para as suas mentiras sobre a pessoa de nosso Senhor, bem como aqueles sobre a sua querida mãe e sobre nós mesmos e todos os cristãos. Essas mentiras são como o diabo resorts para quando ele não pode atacar a doutrina. Então ele se volta contra o person_lying, difamar, xingando, e ranting contra ele. Isso é o que Belzebu os papistas "[156] fez comigo. Quando ele foi incapaz de refutar o meu evangelho, ele escreveu que eu estava possuído pelo diabo, que eu era um changeling, que a minha querida mãe era uma prostituta e um serviço de sala. [157] É claro que, nem bem se ele tivesse escrito isso do meu evangelho foi destruída e os papistas realizado o dia! Da mesma forma, João Batista e Jesus Cristo foram acusados de ter um demônio [Matt. 11:18; João 08:20] e foram chamados Samaritans_and pouco depois de João e doutrina de Cristo mostrou-se falso, e que dos fariseus verdade. A mesma coisa aconteceu com todos os profetas. Recentemente também, quando o furtivo, assassinando incendiário de Wolfenbuttell que, ao lado do arcebispo de Mainz, é relíquia da Santa Igreja Romana é uma ea jóia vergonhosamente caluniado e difamado as pessoas do eleitor da Saxônia e da landgrave de Hesse, ambos foram imediatamente condenados , mas ele, o santo homem, rei sobre todos os reis, foi coroado com um diadema de ouro e tão pesado que não podia suportá-lo e teve que fugir. Portanto, sempre que desejar ganhar por uma má causa, fazer como eles fazem e como o tagarelas glib fazer em quadra quando o prata ou ouro febre aproveita-los. Repreender e mentir ousadamente sobre a pessoa e sua causa vai ganhar fora. É como a mãe que instruiu seu filho: "Querido filho, se você não pode ganhar de outra forma, iniciar uma briga." São mentiras em que o mentiroso não fabricar ou errar no principal questão em questão (como acontece também em disputas religiosas), mas, no entanto, está ciente de que ele está mentindo e quer mentir contra a pessoa. Ele não sonha em provar seu ponto, seja pelas aparências ou pela verdade, e é incapaz de fazê-lo. Que é como os judeus, também, estão agindo neste caso. Eles descaradamente xingar e mentir contra e amaldiçoar a pessoa, contra sua própria consciência. Dessa forma eles já há muito conquistou o seu caso, para que Deus tinha a ouvi-los. Já para 1500 anos que se têm sentado em Jerusalém, em uma cidade de ouro, como podemos ver claramente. 48

Eles são os senhores do mundo, e todos os gentios rebanho a eles com suas chemdath, seus casacos, calças e sapatos, e permitir-se a ser morto pelos príncipes e nobres senhores de Israel, dando-lhes terra e do povo e tudo o que eles têm, ao mesmo tempo a maldição judeus, cuspido, e maligna do Goyim. E você pode muito bem imaginar que se eles não estaria tão escandalosamente, maldição, difamar, blasfemar e insultar as pessoas, Deus não teria ouvido eles, e sua causa teria sido perdido há muito tempo, eles não seriam senhores hoje em Jerusalém mas vivem dispersos pelo mundo inteiro, sem ver Jerusalém, e tornando a vida entre os Goyim amaldiçoado por meio de mentir, enganar, roubar, roubar, usura e todos os tipos de outros vícios. Tão eficaz que é a maldição que a pessoa se a causa em questão é mau e, portanto, condenado! Conseqüentemente, se você tem uma causa para defender pobres, não se esqueçam este exemplo dos judeus. Eles são os príncipes nobres de Israel, que são capazes de tudo. Quando sua causa está perdida, eles ainda podem amaldiçoar a Goyim completamente. Parte 10 Em primeiro lugar, eles difamam nosso Senhor Jesus Cristo, chamando-o de um feiticeiro e uma ferramenta do diabo. Eles fazem isso porque não pode negar seus milagres. Assim, eles imitar os seus antepassados, que disse: "Ele expulsa os demônios por Belzebu, príncipe dos demônios" [Lucas 11:15]. Eles inventam muitas mentiras sobre o nome de Deus, o tetragrama, dizendo que nosso Senhor foi capaz de definir este nome (que eles chamam de Schem Hamphoras), e quem é capaz de fazer isso, dizem, também é capaz de realizar todos os tipos de milagres. No entanto, eles não podem citar um único exemplo de qualquer homem que trabalhou um milagre vale um mosquito por meio desta * Schem Hamphoras .* É evidente que como mentirosos consumar eles fabricar esse respeito, nosso Senhor. Pois, se essa regra de * * Hamphoras Schem fosse verdade, alguém teria empregado antes ou depois. Caso contrário, como poderia saber que um tal poder inerente ao * * Hamphoras Schem? Mas este é um assunto muito grande, depois deste folheto está terminado, eu pretendo emitir um ensaio especial e relacionar o que Porchetus escreve sobre este assunto. Serve-los direito que, rejeitando a verdade de Deus, eles tem que acreditar em vez como abominável, estúpido, está inane, e que em vez do belo rosto da palavra divina, eles têm que olhar para o diabo negro, escuro, por trás , e adorar o seu cheiro. Além disso, eles roubam Jesus do significado do seu nome, que em hebraico significa "salvador" ou "helper". O nome Helfrich ou Hilfrich era comum entre os saxões antigos, este é o equivalente do nome de Jesus. Hoje podemos usar o nome Hulfrich - isto é, aquele que pode e vai ajudar. Mas os judeus, em sua malícia, chamá-lo de Jesu, que em hebraico é nem nome, nem uma palavra, mas três letras, cifras ou letras como numeral. É como se, por exemplo, eu tivesse que tomar o numeral três letras C, L, V e como cifras e formam a palavra Clu. Que é de 155. Desta forma eles usam o nome de Jesu, significando 316. Este número é, então, para denotar uma outra palavra, em que * * Vorik Hebel foi encontrado. Para mais informações sobre as suas práticas diabólicas com esses números e palavras, você pode ler Anthony Margaritha. Quando um cristão ouve pronunciar a palavra "Jesus", como vai acontecer ocasionalmente, quando eles são obrigados a falar conosco, ele supõe que eles estão usando o nome de Jesus. Mas na realidade eles têm o numeral Jesu letras em mente, isto é, o número 316 na palavra blasfema Vorik * .* E quando pronunciar a palavra "Jesus" em suas orações, eles cospem no chão três vezes em honra de Nossa Senhor e de todos os cristãos, movidos por seu grande amor e devoção. Mas quando eles estão conversando uns com os outros dizem, * Deleatur nomen eius, * o que significa que em palavras simples, "Que Deus exterminar o seu nome", ou "Que todos os demônios levá-lo." Eles nos tratam da mesma forma os cristãos em receber-nos quando vamos a eles. Eles perverte as palavras * Seid willkommen Gott * [literalmente, "Seja bem-vindo para Deus"] e dizer: * Sched wil kem * o que significa: "Vem, demônio", ou "Chega um demônio." Uma vez que não estão familiarizados com o hebraico, eles podem extravasar sua ira sobre nós secretamente. Enquanto nós supomos que eles estão falando gentilmente para nós, eles estão chamando para baixo fogo do inferno e todos os infortúnios sobre as nossas cabeças. Como convidados esplêndida nós pobres, cristãos devotos estão abrigando em nosso país, nas pessoas dos judeus, nós, que significa bem com eles, que de bom grado servir seu bem-estar físico e espiritual, e que sofrem tantos erros grosseiros com eles. Então eles também chamam Jesus, filho de uma prostituta, dizendo que sua mãe, Maria era uma prostituta, que o concebeu em adultério com um ferreiro. Tenho de falar desta maneira grosseira, apesar de eu fazê-lo com grande relutância, para combater o demônio vil. Agora eles sabem muito bem que essas mentiras são inspirados por puro ódio e despeito, exclusivamente para o propósito de se amargamente o envenenamento das mentes de seus jovens pobres e os judeus simples contra a pessoa de nosso Senhor, para que não aderem a sua doutrina (que não podem refutar). 49 Ainda dizem ser do povo santo a quem Deus deve conceder o Messias em razão de sua justiça! O oitavo mandamento, Deus nos proibiu de falar mentiras contra o nosso vizinho, mentir, enganar, insultar, para a profanarem. Esta proibição também inclui os inimigos. Para quando Zedequias não manter a fé com o rei de Babilônia, ele foi severamente repreendido pela sua mentira por Jeremias e Ezequiel e também foi levado para o cativeiro infeliz por causa disso [Jer. 21:01 ss;. Ez. 00:01 ss.]. No entanto, os nossos príncipes nobres do mundo e santos circuncidados, contra este mandamento de Deus, inventou essa bela doutrina: a saber, para que possam livremente mentir, blasfemar, amaldiçoar, difamar, assassinato, roubo, e cometem todos os vícios, no entanto, sempre que, e em quem quiserem. Deixe Deus manter seu próprio mandamento: o sangue nobre e as pessoas circuncidado vai violá-la como desejam e, por favor. Apesar disso, eles insistem que eles estão fazendo certo e bom e que merece o Messias e, assim, o céu. Eles desafiam a Deus e todos os anjos para refutar isso, para não falar do diabo e os Goyim maldita que encontrar a falha com ela, porque aqui é o sangue nobre que não pode pecar e que não está sujeito aos mandamentos de Deus. Que mal tem a pobre donzela Mary feito com eles? Como se pode provar que ela

era uma prostituta? Ela limitou-se a luz um filho, cujo nome é Jesus. É um crime tão grande para uma mulher jovem para ter um filho? Ou são todos os que têm filhos para serem contabilizados prostitutas? O que, então, é para ser dito sobre suas próprias esposas e sobre si mesmos? São eles, também, todas as prostitutas e os filhos das putas? Você Goyim maldita, que é uma história diferente! Não sabeis que os judeus são sangue nobre de Abraão, circuncidados, e os reis no céu e na terra? O que eles dizem está certo. Se houvesse uma virgem entre os Goyim maldito tão puro e santo como o anjo Gabriel, e menor destes príncipes nobres foram para dizer que ela é um arco-prostituta e mais vil do que o diabo, que teria necessariamente de ser assim. O fato de que uma boca nobres da linhagem de Abraão disse que isso seria prova suficiente. Quem se atreve a contradizê-lo? Por outro lado, qualquer arco-prostituta do sangue nobre dos judeus, se ela fosse tão feio quanto o próprio diabo, ainda seria mais puro do que qualquer anjo se os senhores nobres eram o prazer de dizer isso. Para os nobres, senhores circuncidados têm autoridade para mentir, difamar, injuriar, blasfemar e amaldiçoar a maldita Goyim como quiserem. Por outro lado, eles têm o privilégio de abençoar, honra, louvor e exaltar-se, mesmo que Deus não concorda com eles. Você acha que um judeu é um sujeito tão ruim? Deus no céu e todos os anjos tem que rir e dançar quando ouvem um vento passar judeu, de modo que você maldito Goyim pode saber o que companheiros os judeus são excelentes. De como eles poderiam ser tão ousados como chamar Maria uma prostituta, com quem se pode encontrar nenhuma falha, se não fossem investidos com o poder de Deus e atropelar o seu mandamento debaixo dos pés? Bem, você e eu, Goyim como amaldiçoados, pretendam apresentar uma ilustração simples por meio do qual nós, como pagãos ignorantes, pode compreender esta sabedoria elevada do nobre, santo judeus um pouco. Vamos supor que eu tinha um primo ou outro parente próximo de quem eu não conhecia o mal, e em quem eu nunca tinha detectado qualquer mal, e outras pessoas, contra quem eu trazia um rancor, elogiou e exaltou suas, considerado-a como um excelente, piedoso, mulher virtuosa, louvável, e disse: Este burro não é digno de ter uma mulher tão fina e nobre como o seu primo, uma cadela ou uma loba seria mais adequado para ele. Então eu, ao ouvir tais elogios do meu primo falou, iria começar a dizer, contra a minha própria consciência: Eles estão todos a mentir, ela é um arco-prostituta. E agora eu, embora sem qualquer prova, exigir que todos acreditem em mim, apesar do fato de que eu estava bem ciente da inocência do meu primo, enquanto eu, um mentiroso consumado, foi xingando todos os que se recusavam a acreditar na minha mentira, que eu sabia em meu coração para ser apenas isso. Diga-me, como é que você me diz respeito? Você não se sentiria impelido a dizer que eu não era um ser humano, mas um monstro, um demônio repugnante, não é digno de olhar para sol, folhas, grama, ou qualquer outra criatura? Na verdade, você me consideraria ser possuído por demônios. Eu deveria tratar melhor desgraça do meu primo, se eu soubesse de qualquer, como se fosse meu próprio, e encobri-lo se ele ameaçava tornar-se pública, assim como todas as outras pessoas fazem. Mas, apesar de ninguém, inclusive eu, sabe alguma coisa, mas as coisas honrosa sobre ela, me atrevo a passo à frente e difamar o meu primo como um canalha, com calúnias falsas, ignorando o fato de que esta vergonha reflete em mim. Esse é o tipo de seres humanos, se eu deveria ou poderia chamá-los de que esses nobres, santos são circuncidados. Nós Goyim, com quem eles são hostis e com raiva, confesso que Maria não é nossa mas sim dos judeus primo e parente de sangue, descendentes de Abraão. Quando louvamos e enaltecemos seu altamente, eles prosseguem para difamar seu violentamente. Se houvesse uma gota de sangue israelita genuíno de tal judeus miseráveis, você não supor que eles diriam: "O que estamos a fazer Ela pode ajudá-lo que seu filho provocado nossa ira Por que devemos calúnia ela Afinal,?? ela é a nossa carne e sangue. Tem, sem dúvida, aconteceu antes que um mau filho emitidos a partir de uma piedosa mãe. " Não, tais pensamentos humanos e responsável não ocorrerá a estas pessoas santas, devem entreter nada além de pensamentos diabólicos, de modo que possam dessa forma fazer penitência e mérito do Messias em breve, como eles têm, naturalmente, mereceu-lhe agora por quinze cem anos. 50 Eles ainda mentem e caluniam ele e sua mãe dizendo que ela concebeu-o em um momento antinatural. Sobre isso, eles são mais mal-intencionados e maligna e malévola. Em Levítico 20:18 Moisés declara que um homem não deve se aproximar de uma mulher nem uma mulher um homem durante a impureza menstrual da mulher. Isso é proibido, sob pena de perda de vida ea integridade física, pois tudo o que é concebido em um tal tempo resulta em frutos imperfeitos e enfermos, ou seja, em crianças insano, deficientes mentais, filhos demônio, changelings, e similares - as pessoas que têm mentes desequilibradas toda a sua vida. Desta forma, os judeus difamar nós, cristãos, dizendo que honramos como o Messias de uma pessoa que era mentalmente deficiente desde o nascimento, ou algum tipo de demônio. Esses mais inteligentes, circuncidados, santos altamente iluminados nos consideram como Goyim estúpido e maldito tal. Verdadeiramente, estes são próprios pensamentos do diabo e palavras! Você pergunta o que os leva a escrever este, ou o que é a causa disso? Sua estúpida, maldito Goy, por que você deve perguntar isso? Não é mesmo satisfazê-lo para saber que isso é dito pelo nobre, santos circuncidado? Você está tão lento para aprender que tal um povo santo está isento de todos os decretos de Deus e não pode pecar? Eles podem mentir, blasfemar, difamar e assassinato quem irá, mesmo o próprio Deus e todos os seus profetas. Tudo isso deve ser contabilizado como nada além de um excelente serviço prestado a Deus. Eu não disse mais cedo que um judeu é como uma jóia, nobre precioso que Deus e todos os anjos de dança quando ele peida? E se fosse para ir para fazer algo mais grosseiro do que isso, eles teriam, no entanto, espera que ele seja considerado como um Talmud de ouro. O que quer que as questões de um homem tão santo, de cima ou de baixo para cima, certamente deve ser considerado pelo Goyim maldita a ser pura santidade. Porque, se um judeu não eram tão preciosos e nobres, como seria possível para ele a desprezar todos os cristãos com o seu Messias e sua mãe, tão completamente, para vilipendiar-los com tais mentiras maliciosas e venenoso? Se estes fina, pura, inteligente santos só concede-nos as qualidades de gansos ou patos, uma vez que eles se recusam a deixar-nos passar para os seres humanos! Para a estupidez que eles atribuem a nós, eu não poderia atribuir a qualquer porca, que, como sabemos, cobre-

se com lama da cabeça aos pés e não come nada de muito mais limpo. Infelizmente, ela não pode ser qualquer coisa, mas a terrível ira de Deus que permite que qualquer um cair numa tal abismal, demoníaco, baixeza, infernal insano, e arrogância. Se eu fosse para vingar-me sobre o próprio diabo eu deveria ser capaz de desejar-lhe um mal e infortúnio como a ira de Deus inflige sobre os judeus, obrigando-os a mentir e blasfemar tão monstruosamente, em violação de sua própria consciência. De qualquer forma, eles já receberam sua recompensa para sempre dar a Deus a mentira. Em sua Bíblia, Monster Sebastian relata que um rabino maliciosos não chama a querida mãe de Cristo Maria, mas Haria, ou seja, sterquilinium, um monte de estrume. E quem sabe o que outras vilania podem entrar em entre si, desconhecido para nós? Pode-se facilmente perceber como o diabo constrange-los para o mais vil mentiras e blasfêmias ele pode inventar. Assim, eles também invejo a querida mãe, Maria, filha de David, o nome dela, embora ela não fez mal nenhum. Se eles fazem isso, por que não eles também begrudge ela, sua vida, seus bens e sua honra? E se assim o desejarem e infligir um tipo de desgraça e mal em sua própria carne e sangue, que é inocente e sobre o qual eles sabem nada de mal, o quê, você acha que, talvez eles nos desejam o maldito Goyim? No entanto, eles presumem que passo diante de Deus com um coração e na boca; eles adoram, absoluto, e invocar o seu santo nome, pedindo-lhe para retornar a Jerusalém, para lhes enviar o Messias, para matar todos os gentios, e para apresentá-los com uma mercadoria do mundo. A única razão que Deus não visitá-los com trovões e relâmpagos, que ele não deluge-los de repente com o fogo como fez Sodoma e Gomorra, é esta: Essa punição não seria compatível com malícia tal. Portanto, ele os atinge com trovões e relâmpagos espirituais, como Moisés escreve em Deuteronômio 28:18 entre outros lugares: "O Senhor te ferirá com loucura e cegueira e confusão de espírito." Essas são, de fato, os traços verdadeiros de relâmpagos e trovões: a loucura, cegueira, confusão mental. Embora estes terrível, insultuosa, de mentiras blasfêmia são dirigidas particularmente contra a pessoa de nosso Senhor e sua querida mãe, eles também são destinados à nossas próprias pessoas. Eles querem nos oferecer a maior afronta e insulto para honrar um Messias que eles maldição e tão terrivelmente maligna que eles não considerá-lo digno de ser chamado por eles ou qualquer ser humano, muito menos de ser reverenciado. Assim, devemos pagar por acreditar nele, para louvar, honrar e servir a ele. Gostaria de perguntar, porém: Que mal tem o pobre Jesus feito para essas pessoas santas? Se ele era um falso mestre, como eles alegam, ele foi punido por isso, por isso ele recived lhe é devido, por isso, ele sofreu com uma morte vergonhosa na cruz, por isso ele paga e prestados satisfação. Não pagão amaldiçoado em um mundo a vontade perseguir e difamar para todo o sempre um homem pobre morto que sofreu o castigo pelos seus erros. 51 Como, então, acontece que essas santíssimo, bendito judeus pagãos superar o maldito? Para começar, eles declaram que Jerusalém não foi destruída nem eram levados para cativeiro por seu pecado de crucificar Jesus. Pois eles alegam ter feito a coisa certa quando dispensado justiça ao sedutor e, assim, mereceu o seu Messias. É culpa do homem morto, que já reuniu seu julgamento, que Goyim são tão estúpidos e tolos como para homenageá-lo como nosso Messias? Por que não resolver a questão com a gente, convencer-nos da nossa loucura e demonstrar a sua sabedoria, sublime celestial? Nós nunca fugiu; que ainda estão de pé a nossa terra e desafiando sua sabedoria sagrada. Vamos ver o que eles são capazes de fazer. Pois é mais impróprio para tais grandes santos a rastejar para um canto e de maldição e scold na clandestinidade. Agora, como eu comecei a perguntar antes: Que mal tem o pobre Jesus feito para as crianças mais sagrada de Israel que eles não podem parar de xingar ele após sua morte, com a qual ele pagou sua dívida? É, talvez, que ele aspira a ser o Messias, que não pode tolerar? Ah, não, porque ele está morto. Eles próprios o crucificaram, e uma pessoa morta não pode ser o Messias. Talvez ele seja um obstáculo para seu retorno à sua pátria? Não, essa não é a razão quer, pois como pode um homem morto evitar isso? O que, então, é a razão? Vou dizer-lhe. Como eu disse antes, é o relâmpago eo trovão de Moisés a que me referi antes: "O Senhor te ferirá com loucura e cegueira e confusão de espírito." É o fogo eterno do que os profetas falam: "Minha ira vai sair como fogo, e queimar com nenhum para apagá-la" [Jer. 4:04]. João Batista proclamou a mesma mensagem para eles depois Herodes tinha removido o seu cetro, dizendo [Lucas 03:17]: "A sua pá está na sua mão, e ele vai limpar sua eira e recolher seu trigo no seu celeiro, mas sua palha ele vai queimar em fogo inextinguível. " Na verdade, o fogo da ira divina como vemos descendo sobre os judeus. Vemo-lo em chamas, em chamas e em chamas, um fogo mais horrível do que a de Sodoma e Gomorra. Agora tais mentiras diabólicas e blasfêmia são destinadas para a pessoa de Cristo e da sua querida mãe, mas a nossa pessoa e de todos os cristãos também estão envolvidos. Eles também estão pensando em nós. Porque Cristo e Maria são mortos e porque nós, cristãos, são pessoas tão vil para honrar esses desprezíveis, pessoas mortas, elas também atribuir-nos a nossa quota especial de calúnia. Em primeiro lugar, eles lamentam diante de Deus que nós estamos mantendo-os em cativeiro no exílio, e implorar-lhe ardentemente livrar o seu povo santo e filhos queridos de nosso poder e da prisão em que segurá-los. Eles dub nos Edom e Hamã, com quais nomes eles nos insultam gravemente diante de Deus, e ferir-nos profundamente. No entanto, ele nos levaria muito longe para ampliar sobre este assunto. Eles sabem muito bem que eles estão mentindo aqui. Se fosse possível, eu não teria vergonha de reclamar Edom como meu antepassado. Ele era filho natural do santo Rebeca, neto do Sarah querida; Abraão era seu avô e seu pai Isaac real. O próprio Moisés lhes ordena que diz respeito Edom como seu irmão (Dt 23:71). Eles, de fato obedecer Moisés como verdadeiros judeus! Além disso, eles presumem a instruir a Deus e prescrever a maneira pela qual ele é resgatá-los. Para os judeus, estes santos muito aprendi, olhar para Deus como um sapateiro pobre equipado com apenas um passado deixou para fazer sapatos. Isso é para dizer que ele é matar e exterminar todos nós Goyim através de seus Messias, para que eles possam colocar suas mãos sobre a terra, os bens, eo governo de todo o mundo. E agora uma tempestade quebra de maldições sobre nós, difamação e escárnio que não podem ser expressos com palavras. Eles desejam que a espada ea guerra

angústia, e todas as desgraças podem ultrapassar-nos malditos Goyim. Eles descarregam suas maldições sobre nós abertamente todos os sábados nas sinagogas deles e diariamente em suas casas. Eles ensinam, vontade, e treinar seus filhos desde a infância até os inimigos permanecem amargo, virulento, e iradas dos cristãos. Isso lhe dá uma imagem clara da sua concepção do quinto mandamento e sua observação dele. Eles foram bloodhounds sedentos de sangue e assassinos de toda a cristandade por mais de 1.400 anos nas suas intenções, e, sem dúvida, preferem ser como com os seus feitos. Assim, eles foram acusados de envenenar a água e poços, seqüestro de crianças, de piercing-los com uma sovela, de desfazê-los em pedaços, e dessa forma secreta de resfriamento a sua ira com o sangue dos cristãos, para os quais eles têm muitas vezes sido condenado à morte pelo fogo. E ainda Deus se recusou a emprestar uma orelha à penitência sagrada de tais grandes santos e queridos filhos. O Deus injusto permite tal maldição povo santo (que eu queria dizer "rezar") de forma tão veemente em vão contra o nosso Messias e todos os cristãos. Ele não se importa de ver ou ter nada a ver nem com eles ou com a sua conduta piedosa, que é tão grossa, grossa, fortemente, fortemente revestidas com o sangue do Messias e seus cristãos. Para esses judeus são muito mais santo do que foram aqueles em cativeiro na Babilônia, que não maldição, que não fizeram secretamente derramar o sangue de crianças, nem envenenar a água, mas que, antes, como Jeremias havia instruído eles [Jer. 29:7] orou por seus captores, os babilônios. A razão é que eles não eram tão sagrados como os judeus de hoje, nem tinham como rabinos inteligentes como os judeus de hoje têm, por Jeremias, Daniel e Ezequiel eram tolos grande para ensinar isso. Eles teriam, suponho, ser despedaçado pelos dentes dos judeus de hoje. 52 Agora, eis que uma multa, mentira, espessura de gordura eles pronunciam quando dizem que eles são mantidos em cativeiro por nós. Jerusalém foi destruída mais de 1.400 anos atrás, e naquela época nós, os cristãos foram perseguidos e perseguidos pelos judeus em todo o mundo por cerca de 300 anos, como dissemos anteriormente. Podemos muito bem se queixam de que durante esse tempo eles nos mantiveram cativos cristãos e mataram-nos, que é a pura verdade. Além disso, não sabemos até os dias atuais, que diabo trouxe para nosso país. Nós certamente não trazê-los de Jerusalém. Além disso, ninguém é mantê-los aqui agora. O país e as estradas estão abertas para que proceda à sua terra sempre que desejar. Se eles fizeram isso, nós estaríamos contentes de apresentar-lhes presentes na ocasião, seria boa viagem. Pois eles são um fardo pesado, uma praga, uma peste, uma desgraça absoluta para o nosso país. Prova disto é encontrada no fato de que eles têm muitas vezes sido expulso à força de um país, longe de ser mantido em cativeiro na mesma. Assim, eles foram banidos da França (que eles chamam de Tsorfath *, * a partir de Obadias 20), que era um ninho especialmente bem. Muito recentemente, eles foram banidos pelo nosso querido imperador Carlos da Espanha, o ninho melhor de todos (o que eles chamavam de Sefarad *, * também com base em Obadias). Este ano, eles foram expulsos de toda a Bohemian crownland, onde tinha um dos melhores ninhos, em Praga. Da mesma forma, durante a minha vida eles foram expulsos de Regensburg, Magdeburg, e outros lugares. Se você não pode tolerar uma pessoa em um país ou uma casa, tem que constituem segurando-o em cativeiro? Na verdade, eles nos mantêm cativos cristãos em nosso próprio país. Eles permitem-nos trabalhar com o suor do nosso rosto para ganhar dinheiro e bens, enquanto eles se sentam atrás do fogão, o tempo ocioso de distância, fart, e peras assada. Eles fartam-se, consomem e vivem no luxo e facilidade do nosso suado bens. Com a sua maldita usura que nos prendem e os nossos cativos propriedade. Além disso, eles zombam e ridicularizam-nos porque nós trabalhamos e deixá-los desempenhar o papel de escudeiros preguiçoso às nossas custas e em nossa terra. Assim, eles são nossos mestres e nós somos os seus servos, com a nossa propriedade, nosso suor, eo nosso trabalho. E por meio de recompensa e, graças maldizem nosso Senhor e nós! Se o diabo não rir e dançar se ele pode desfrutar de um paraíso bem às custas de nós, cristãos? Ele devora o que é nosso por meio de seus santos, os judeus, e paga-nos por nos insultar, além de escárnio e maldizendo a Deus e ao homem. Eles não podiam ter apreciado tais bons tempos em Jerusalém sob Davi e Salomão com suas próprias possessões como agora fazem com a nossa, que diariamente roubar e roubar. E eles ainda lamentam que temos feitos cativos. Na verdade, temos capturado los e mantê-los em cativeiro, assim como eu mantenho o meu cativo cálculos biliares, o meu tumor com sangue, e todas as outras doenças e infortúnios, que eu tenho para amamentar e cuidar de com o dinheiro e bens e tudo o que eu tenho. Ai de mim, eu desejo que eles estavam em Jerusalém com os judeus e quem mais gostariam de ter lá. Uma vez que já foi estabelecido que não mantê-las cativas, como acontece que nós merecemos a inimizade de tais santos nobre e grande? Nós não chamamos as mulheres prostitutas como fazem Maria, mãe de Jesus. Nós não chamá-los de filhos de prostitutas como fazem nosso Senhor Jesus. Nós não dizemos que eles foram concebidos no momento da limpeza e foram assim nasce como idiotas, como se costuma dizer de nosso Senhor. Nós não dizemos que suas mulheres são * Haria, *, como fazem em relação à nossa querida Mary. Nós não amaldiçoá-los, mas desejo-lhes bem, fisicamente e espiritualmente. Nós lodge eles, nós deixá-los comer e beber com a gente. Nós não seqüestrar seus filhos e os atravessará, nós não envenenar seus poços, nós não sede de seu sangue. Como, então, podemos incorrer raiva tão terrível, inveja e ódio por parte de tais crianças grandes e santos de Deus? Não há outra explicação para isso do que o citado anteriormente, de Moisés, a saber, que Deus feriu de "loucura e cegueira e confusão de espírito." Por isso, estamos mesmo a culpa em não vingar todo esse sangue inocente do nosso Senhor e dos cristãos que derramado por 300 anos após a destruição de Jerusalém, e do sangue dos filhos que têm derramado desde então (que ainda reluz seus olhos e sua pele). Estamos em falta em não matá-los. Em vez disso, permitir-lhes viver livremente em nosso meio, apesar de uma sua assassinar, xingando, blasfemando, mentira e difamação, nós proteger e proteger suas sinagogas, casas, vida e propriedade Desta forma, torná-los preguiçosos e seguro e incentivá-los a velo-nos corajosamente do nosso dinheiro e bens, bem como para zombar e ridicularizar-nos, com vista a superar-nos, finalmente, a matar-nos todos para um pecado tão grande, e roubar-nos de todos os nossos

bens (como eles rezam diariamente e espero) . Agora me diga se eles não têm todos os motivos para ser os inimigos de nós maldito Goyim, para amaldiçoar-nos e lutar para o nosso final, completa, e ruína eterna! De tudo isso nós, cristãos, ver por que os judeus não podem ver o terrível ira de Deus essas pessoas tenham incorrido e ainda incorrer sem cessar, o que o fogo é brilhante e brilhante lá, eo que conseguir que amaldiçoam e detesto Cristo e seus cristãos. Cristãos O querida, vamos dar este exemplo horrível para o coração, como São Paulo diz em Romanos II, e Deus medo de que nós também, finalmente, ser vítima de tal ira, e, pior ainda! Pelo contrário, como dissemos anteriormente também, vamos honrar a sua palavra divina e não negligenciar o tempo de graça, como Maomé eo papa já negligenciado, tornando-se não muito melhor do que os judeus. 53 Parte 11 O que nós, cristãos, fazer com este povo rejeitado e condenado, os judeus? Uma vez que eles vivem entre nós, não nos atrevemos a tolerar sua conduta, agora que estamos conscientes de suas mentiras e injúria e blasfemar. Se o fizermos, tornamo-nos partícipes de suas mentiras, maldições e blasfêmia. Assim, não podemos apagar o fogo inextinguível da ira divina, da qual os profetas falam, nem podemos converter os judeus. Com oração e temor de Deus devemos praticar uma misericórdia nítida para ver se podemos salvar pelo menos algumas das chamas brilhantes. Não ousamos vingar a nós mesmos. Vingança mil vezes pior do que poderíamos desejar-lhes já os tem pela garganta. Eu te darei o meu conselho sincero: primeiro, atear fogo às suas sinagogas e escolas e para enterrar e cobrir com terra o que não vai queimar, de modo que ninguém nunca vai ver novamente uma pedra ou de concreto deles. Isso é para ser feito em honra de nosso Senhor e da Cristandade, para que Deus pode ver que nós somos cristãos, e não tolera ou tolerará deliberadamente públicos, mentindo, praguejando e blasfemando de seu Filho e seus cristãos. Por tudo o que tolerou no passado unknowingly_and eu mesmo não tinha conhecimento de it_will ser perdoado por Deus. Mas se nós, agora que estamos informados, estavam a proteger e proteger tal casa para os judeus, existentes bem diante de nossos narizes, na qual eles mentem sobre, blasfemar, amaldiçoar, caluniar, difamar e Cristo e nós (como foi ouvido acima), seria o mesmo como se estivéssemos fazendo tudo isso e ainda pior de nós mesmos, como muito bem sabe. Em Deuteronômio 13:12 Moisés escreve que qualquer cidade que é dado a idolatria deve ser totalmente destruído pelo fogo, e nada disto deve ser preservada. Se ele estivesse vivo hoje, ele seria o primeiro para incendiar as sinagogas e as casas dos judeus. No Deuteronômio 4:2 e 0:32 mandou muito explicitamente que não há nada a ser adicionado ou subtraído de sua lei. E Samuel diz em I Samuel 15:23 que a desobediência a Deus é idolatria. Agora os judeus "doutrina atualmente não é nada, mas as adições dos rabinos e da idolatria de desobediência, de modo que Moisés tornou-se inteiramente desconhecidos entre eles (como dissemos antes), assim como a Bíblia se tornou desconhecido sob o papado em nossos dias. Assim também, pelo amor de Moisés, suas escolas não pode ser tolerada, pois eles difamá-lo, tanto como eles fazem conosco. Não é necessário que eles tenham suas próprias igrejas livres para tal idolatria. Segundo, eu recomendo que suas casas também ser arrasada e destruída. Para eles perseguem neles os mesmos objetivos que em suas sinagogas. Em vez disso, pode ser apresentado sob o mesmo teto ou em um celeiro, como os ciganos. Isto irá trazer para casa a eles o fato de que eles não são mestres em nosso país, como eles possuem, mas que eles estão vivendo no exílio e em cativeiro, como eles incessantemente lamento e lamento sobre nós diante de Deus. Terceiro, eu recomendo que todos os seus livros de oração e escritos talmúdicos, em que tal idolatria, mentiras, maldições e blasfêmia são ensinadas, ser tomadas a partir delas. Quarta, eu aconselho que seus rabinos sejam proibidos de ensinar, doravante, sob pena de perda de vida e membro. Pois eles têm justamente perdido o direito a este cargo, mantendo os pobres judeus cativos com a palavra de Moisés (Deuteronômio 17:10) em que ele comanda-los a obedecer seus professores, sob pena de morte, embora Moisés claramente acrescenta: "o que eles ensiná-lo de acordo com a lei do Senhor ". Os vilões ignorar isso. Eles arbitrariamente empregam contrário dos pobres obediência à lei do Senhor e infundir-lhes com este veneno, xingando, e blasfêmia. Da mesma forma que o papa também ocupou-nos cativos com a declaração em Mateus 16:18: "Tu és Pedro," etc, induzindo-nos a crer todas as mentiras e enganos que emitidos a partir de sua mente diabólica. Ele não ensinou de acordo com a Palavra de Deus, e por isso ele perdeu o direito de ensinar. Quinto, eu recomendo que o salvo-conduto nas estradas ser abolido completamente para os judeus. Pois eles não tem nenhum negócio no campo, já que não são senhores, funcionários, comerciantes, ou coisa parecida. Deixá-los ficar em casa. Tenho ouvido dizer que um judeu rico agora é viajar pelo país com doze cavalos a sua ambição é se tornar um devorador Kokhba príncipes, senhores, terras e povos com a sua usura, para que os grandes senhores vê-lo com olhos ciumentos. Se você grandes senhores e príncipes não proíbem tais usurários da rodovia legalmente, algum dia, uma tropa pode reunir contra eles, tendo aprendido com este livreto a verdadeira natureza dos judeus e como se deve lidar com eles e não proteger as suas actividades. 54 Para você, também, não deve e não pode protegê-los, a menos que você deseja se tornar participantes numa abominações suas aos olhos de Deus. Considerar cuidadosamente o que de bom poderia vir a partir deste, e impedi-lo. Sexta, eu aconselho que a usura é proibido para eles, e que todo o dinheiro e tesouro de prata e ouro ser tomadas a partir deles e deixar de lado por segurança. A razão para tal medida é que, como dito acima, eles não têm outros meios de ganhar a vida do que a usura, e por isso eles roubaram e roubaram de nós um que eles possuem. Esse dinheiro agora deve ser usada em nenhuma outra maneira do que o seguinte: Toda vez que um judeu é sinceramente convertido, ele deve ser entregue cem, 200 ou 300 florins, conforme as circunstâncias pessoais podem sugerir. Com isso, ele poderia definir-se em alguma ocupação para o apoio de sua esposa e crianças pobres, e para a manutenção do velho ou fraco.

Para tais ganhos malignos são amaldiçoados se não forem postos para usar com a bênção de Deus por uma boa causa e digno. Mas quando eles se gabar de que Moisés permitiu ou ordenou-lhes que a usura exata de estranhos, citando Deuteronômio 23:20 para além deste não podem apresentar tanto como uma carta em seu apoio, devemos dizer-lhes que há duas classes de judeus ou israelitas. O primeiro inclui aqueles que Moisés, em conformidade com a ordem de Deus, levou do Egito para a terra de Canaã. Para eles, ele emitiu sua lei, que foram para manter no país e não para além dela, e então somente até o advento do Messias. Os outros judeus são as do imperador e não de Moisés. Estes remontam ao tempo de Pilatos, o procurador da terra de Judá. Para quando este perguntou-lhes diante do tribunal, "Então o que devo fazer com Jesus, chamado Cristo?" todos eles disseram: "Crucifica-o, crucifica-o!" Ele disse-lhes: "Hei de crucificar o vosso Rei?" Eles gritavam em resposta: "Não temos outro rei senão César!" [Matt. 27:22, João 19:15]. Deus não havia ordenado deles tal submissão ao imperador, deram voluntariamente. Mas quando o imperador exigiu a obediência devida a ele, eles resistiram e se rebelaram contra ele. Agora eles já não queriam ser seus súditos. Então ele veio e visitou seus súditos, reuniu-os em Jerusalém, e depois espalhou por todo o império inteiro, de modo que eles foram forçados a obedecer-lhe. A partir destas o remanescente dos judeus descendentes presentes, de quem Moisés não sabe nada, nem eles dele, pois eles não merecem uma única passagem ou verso de Moisés. Se quiserem aplicar Moisés lei novamente, eles devem primeiro voltar à terra de Canaã, tornam-se Moisés judeus, e as suas leis. Lá eles podem praticar a usura, tanto quanto estranhos perdurará a partir deles. Mas desde que eles estão em habitação e desobedecer Moisés no exterior sob o imperador, eles são obrigados a manter as leis do imperador e se abstenham da prática de usura até que se tornem obedientes a Moisés. Para a lei de Moisés, nunca passou um único passo além da terra de Canaã ou para além do povo de Israel. Moisés não foi enviado para os egípcios, os babilônios, ou qualquer outra nação com a sua lei, mas apenas para as pessoas que ele levou do Egito para a terra de Canaã, como ele próprio testemunha freqüentemente em Deuteronômio. Esperava-se que guarda os seus mandamentos na terra que eles iriam conquistar, além do Jordão. Além disso, como sacerdócio, a adoração do governo, com o qual a maior parte, de fato, quase todos, as leis de Moisés foram lidar no fim para mais de 1400 anos já, é certo que a lei de Moisés também chegou ao fim e perdeu a sua autoridade. Portanto, as leis imperiais deve ser aplicada a esses judeus imperial. Seu desejo de ser judeus Mosaic não devem ser toleradas. Na verdade, nenhum judeu foi que há mais de 1.400 anos. Sétimo, eu recomendo colocar um mangual, um machado, uma enxada, uma pá, uma roca, ou um fuso nas mãos dos jovens, os judeus e judias forte e deixá-los ganhar o pão com o suor de seu rosto, como foi imposta a os filhos de Adão (Gn 3 [: 19]). Pois não é justo que eles deveriam deixar-nos malditos labuta Goyim com o suor de nossos rostos, enquanto eles, o povo santo, o seu tempo ocioso atrás do fogão, festas e peidar., E em cima de todos, proporcionando uma blasfêmia de seu senhorio sobre os cristãos através do nosso suor. Não, deve-se jogar fora esses malandros preguiçosos pelo assento de suas calças. Mas se temos medo que eles possam nos prejudicar ou nossas esposas, filhos, servos, gado, etc, se tivessem de servir e trabalhar para nós - pois é razoável supor que tais senhores nobres do mundo e venenosas, worms amargo não estão acostumados a trabalhar e seria muito relutante em se humilhar tão profundamente antes do Goyim maldita - então vamos emular o bom senso de outras nações, como França, Espanha, Bohemia, etc, calcular com eles quanto seus usura tem extorquido nós, dividir, dividir este amigavelmente, mas depois ejetá-los para sempre do país. Pois, como ouvimos, a ira de Deus com eles é tão intensa que a misericórdia gentil só tendem a torná-los cada vez pior, enquanto a misericórdia nítida reformá-las, mas pouco. Portanto, em qualquer caso, fora com eles! Ouço dizer que os judeus doar grandes somas de dinheiro e, portanto, benéfico para os governos. Sim, mas onde é que esse dinheiro vem? Não a partir de suas próprias posses, mas da dos senhores e súditos que eles saqueiam e roubam por meio da usura. 55 Assim, os senhores estão a tomar de seus súditos o que recebem dos judeus, ou seja, os indivíduos são obrigados a pagar impostos adicionais e deixar-se terreno em que a poeira para os judeus, para que possam permanecer no país, encontram-se corajosamente e livremente , blasfemar, amaldiçoar e roubar. Não devem os judeus ímpios rir as mangas porque nós deixá-los fazer tais tolos de nós e porque nós gastamos o nosso dinheiro que lhes permita permanecer no país e para a prática de todos os malícia? Para além de que deixá-los ficar rico em nosso suor e sangue, enquanto continuamos pobres e eles sugam a medula de nossos ossos. Se é certo para um servo para dar seu mestre ou por um convidado para dar seu anfitrião dez florins anualmente e, em troca, para roubar mil florins dele, em seguida, o servo ou o convidado irá muito rapidamente e facilmente obter ricos e os mestre ou o anfitrião logo se tornará um mendigo. E mesmo se os judeus poderiam dar ao governo tais somas de dinheiro de sua propriedade, que não é possível, e, assim, comprar protecção de nós, eo privilégio pública e livremente para caluniar, blasfemar, caluniar, ea maldição de nosso Senhor Jesus Cristo, de modo vergonhosamente em suas sinagogas, e além de desejar-nos todas as desgraças, ou seja, para que possamos todos ser esfaqueado até a morte e morrer com nossos Haman, imperador, príncipes, senhores, mulher e filhos - este seria realmente vender Cristo, nosso Senhor , toda a Cristandade, juntamente com todo o império, e de nós mesmos, com esposa e filhos, mais barato e vergonhosamente. O que é um grande santo do Judas traidor seria em comparação com a gente! De fato, se cada judeu, como muitos, pois há deles, poderia dar cem mil florins por ano, não devemos, no entanto, render-lhes para isso o direito tão livremente para amaldiçoar, caluniar, difamar, por empobrecer a usura um cristão único. Que ainda seria muito barato preço. Quanto mais intolerável é que nós permitimos que os judeus a compra com a nossa licença de dinheiro como a calúnia e maldição todo o Cristo e todos nós e, além disso, recompensá-los por isso com riqueza e torná-los nossos senhores, enquanto eles ridicularizam-nos e tripudiar em sua malícia. Que iria revelar um espetáculo delicioso para o diabo e seus anjos, sobre os quais eles poderiam secretamente como um sorriso sorrisos semeiam em sua maca, mas que na verdade o mérito grande ira de Deus. Em

suma, caros príncipes e senhores, aqueles de vocês que têm judeus sob sua regra: se meu conselho não agrada você, encontrar melhor conselho, para que você e todos nós podemos se livrar do fardo, insuportável diabólica dos Judeus. Para que não nos tornamos participantes culpado diante de Deus na mentira, a blasfêmia, a difamação, e as maldições que os judeus louco entrar em tão livremente e arbitrária contra a pessoa de nosso Senhor Jesus Cristo, a sua querida mãe, todos os cristãos, toda a autoridade, e nós mesmos. Não conceder-lhes proteção, salvo-conduto, ou comunhão conosco. Não ajudar e estimular-los na aquisição seu dinheiro ou o dinheiro de seus assuntos e dos bens por meio da usura. Temos o suficiente pecado de nossos próprios sem esta, que remonta ao papado, e adicionar a ele diariamente com nossa ingratidão e nosso desprezo da palavra de Deus e toda a graça dele; por isso não é necessário para nos sobrecarregar também com esses alienígenas, vergonhoso vícios dos judeus e, acima de tudo, para pagá-los por isso com dinheiro e bens. Vamos considerar que estamos agora lutando diariamente com os turcos, o que certamente exige uma diminuição de nossos pecados e uma reforma da nossa vida. Com este conselho fiel e alerta quero limpar e exonerar a minha consciência. E você, meu caro senhores e amigos que são pastores e pregadores, eu gostaria de lembrar muito fiel do seu dever oficial, de modo que você também pode avisar seus paroquianos sobre o seu mal eterno, como você sabe como fazer, ou seja, que sejam em guarda contra os judeus e evitá-los, tanto quanto possível. Eles não devem amaldiçoá-los ou prejudicá-los, entretanto. Para os judeus têm amaldiçoado e prejudicaram a si mesmos mais do que suficiente para amaldiçoar o Homem Jesus de Nazaré, filho de Maria, que, infelizmente, têm vindo a fazer há mais de 1.400 anos. Deixe o governo a lidar com eles a esse respeito, como eu sugeri. Mas se o governo age ou não. Vamos todos, pelo menos, ser guiado por sua própria consciência e formar para si uma definição ou a imagem de um judeu. Quando você colocar os olhos sobre ou pensar de um judeu você deve dizer ao seu eu: Ai de mim, que a boca que eu não eis que amaldiçoou e execrado e caluniado todos os sábados meu querido Senhor Jesus Cristo, que me redimiu com seu precioso sangue, além , ele orou e pediu a Deus que eu, minha esposa e filhos, e todos os cristãos podem ser esfaqueado até a morte e morrer miseravelmente. E ele mesmo de bom grado fazer isso se ele fosse capaz, a fim de se apropriar os nossos bens. Talvez ele tenha cuspiu no chão muitas vezes o dia de hoje sobre o nome de Jesus, como é seu costume, de modo que a saliva ainda se apega a sua boca ea barba, se ele tivesse a chance de cuspir. Se eu fosse para comer, beber ou falar com uma boca tão diabólica, eu iria comer ou beber-me cheio de demônios pelo prato ou xícara, assim como eu, certamente tornar-me uma coorte de todos os demônios que habitam em que os judeus e que ridicularizam a precioso sangue de Cristo. Que Deus preserve-me deste! Não podemos ajudá-lo a que não compartilham nossa crença. É impossível forçar ninguém a acreditar. No entanto. devemos evitar confirmando-los em sua desenfreada mentir, caluniar. xingando e difamando. Nem ousamos fazer-nos parceiros na sua diabólica ranting e raving protegendo e protegendo-os, dando-lhes comida, bebida e abrigo, ou por outros atos de vizinhança, especialmente porque eles ostentam com tanto orgulho e vilmente quando fazemos ajudar e servir-lhes que Deus ordenou-los como senhores e nós, como servos. 56 Por exemplo, quando um cristão acende o fogo para eles no sábado, ou cozinheiros para eles em uma pousada que eles querem, eles maldição e difamar e injuriar-nos para que, supondo que isso seja algo louvável, e ainda vivem na nossa riqueza , que eles roubaram de nós. Como um desesperado, muito bem o mal venenoso, e diabólica são estes judeus, que para estes 1.400 anos foram e ainda são a nossa praga, nossa peste, e nossa desgraça. Especialmente você pastores que têm os judeus que vivem em seu meio, persistem em lembrar o seu senhores e governantes para ser consciente de seu escritório e de sua obrigação diante de Deus para forçar os judeus a trabalhar, para proibir a usura, e para verificar sua blasfêmia e maldição. Para se punir o roubo roubo, assassinato, blasfêmia, e outros vícios entre nós, cristãos, por que os judeus diabólico ser impunes para cometer seus crimes entre nós e contra nós? Nós sofremos mais com eles do que os italianos fazem dos espanhóis, que saqueiam cozinha do anfitrião, adega, peito e bolsa, e, além disso, amaldiçoá-lo e ameaçá-lo com a morte. Assim, os judeus, os nossos hóspedes, também nos tratam, porque somos seus anfitriões. Eles roubam e velo-nos e pendure sobre nossos pescoços, estes fracos preguiçoso e indolente barrigas, eles swill e festa, desfrutar de bons momentos em nossas casas, e por meio de recompensa que amaldiçoar a Cristo nosso Senhor, nossas igrejas, nossos príncipes, ea todos nós, ameaçando-nos e desejando-nos incessantemente a morte e todo o mal. Apenas pense nisto: Como é que isso aconteça nós, cristãos, pobres nutrir e enriquecer essa um povo indolente e preguiçoso, como um inútil, as pessoas mal pernicioso, como inimigos blasfema de Deus, recebendo nada em troca, mas suas maldições e difamação e todos os infortúnios que podem infligir a nós ou nos querem? Na verdade, estamos torrões tão cego e insensível a este respeito como são os judeus em sua incredulidade, a sofrer a tirania tão grande destes fracos vicioso, e não perceber e sentir que eles são nossos senhores, sim, os nossos tiranos louco, e que nós são seus cativos e assuntos. Enquanto isso, eles lamentam que eles são os nossos cativos, e ao mesmo tempo, zombam de nós - como se tivéssemos de tomar isso deles! Mas, se as autoridades relutam em usar a força e restringir os judeus 'libertinagem diabólico, este último deve, como dissemos, ser expulso do país e ser orientados a retornar a sua terra e suas posses em Jerusalém, onde eles podem mentir, maldição , blasfemar, difamar, assassinar, roubar, roubar, praticar a usura, mock, e desfrute de todas as abominações que infame prática, entre nós, e deixar-nos o nosso governo, nosso país, nossa vida e nossa propriedade, muito mais deixar o nosso Senhor o Messias, a nossa fé e nossa igreja sem mácula e sem contaminação com a sua tirania diabólica e malícia. Quaisquer privilégios que eles podem invocar não devem ajudá-los, pois ninguém pode conceder privilégios para a prática de tais abominações. Estes cancelar e revogar todos os privilégios. Se você pastores e pregadores têm seguido meu exemplo e fielmente emitido tais avisos, mas nem príncipe, nem sujeito vai fazer nada sobre isso, vamos seguir o conselho de Cristo (Mateus 10:14) e sacudir a poeira dos nossos sapatos, e dizer "Somos inocentes do sangue." Pois eu observar e muitas vezes experimentou

como indulgente do mundo pervertido é quando deve ser rigorosa, e, inversamente, quão dura é quando deve ser misericordioso. Tal foi o caso com o rei Acabe, como encontramos registrado em I Reis 20. Essa é a maneira como o príncipe deste mundo reina. Suponho que os príncipes agora deseja mostrar misericórdia para com os judeus, os inimigos sanguinários do nosso nome cristão e humano, a fim de ganhar o céu assim. Mas que o enredam os judeus nós, assediar-nos atormentam, e aflição nós, cristãos, pobres em todos os sentidos com as ações acima mencionadas diabólica e detestável, isso eles querem que nós toleramos, e isso é uma boa ação cristã, especialmente se houver dinheiro envolvido (o que eles têm furtado e roubado de nós). O que estamos pregadores pobres para fazer enquanto isso? Em primeiro lugar, vamos acreditar que nosso Senhor Jesus Cristo é verdadeiro quando ele declara aos judeus que não aceitaram, mas o crucificaram: "Vocês são uma raça de víboras e filhos do diabo [cf. Matt. 12:34] . Este é um julgamento em que seu precursor João Batista concordou, embora essas pessoas eram seus parentes. Agora nossas autoridades e todos os santos, tais misericordiosos como o desejo do bem os judeus, pelo menos, tem que deixar-nos crer o nosso Senhor Jesus Cristo, que, eu tenho certeza, tem um conhecimento mais íntimo de todos os corações do que aqueles santos compassivo. Ele sabe que esses judeus são uma raça de víboras e filhos do diabo, ou seja, pessoas que vão de acordo nos os mesmos benefícios que faz seu pai, o diabo, e agora nós, os cristãos deveriam ter aprendido a partir da Escritura, bem como experiência o quanto ele nos quer bem. tenho lido e ouvido muitas histórias sobre os judeus que concordam com esse julgamento de Cristo, ou seja, como eles envenenaram poços, assassinatos feitos, as crianças seqüestrada, como relatado anteriormente. Ouvi dizer que um judeu mandou outro judeu, e isso por meio de um cristão, um pote de sangue, juntamente com um barril de vinho, em que quando bêbado vazio, um judeu morto foi encontrado. Existem muitas outras histórias semelhantes. Por sua seqüestro de crianças têm sido muitas vezes queimados na fogueira ou banido (como já ouvi). estou bem ciente de que eles negam tudo isso. No entanto, tudo isso coincide com o julgamento de Cristo, que declara que elas são venenosas, amargo, vingativo, serpentes complicado, assassinos, e os filhos do diabo, que picam e trabalho mal sorrateiramente onde quer que eles não podem fazê-lo abertamente. 57 Por este motivo gostaria de vê-los onde não existem cristãos. Os turcos e outras nações não toleram o que nós cristãos suportar destas serpentes venenosas e demônios jovens. Nem os judeus tratar qualquer outros como eles fazem-nos cristãos. Isso é o que eu tinha em mente quando eu disse anteriormente que, ao lado do diabo, um cristão não tem inimigo mais amargo e irritante do que um judeu. Não há outro a quem benefactions acordo como muitos e de quem nós sofremos tanto quanto nós fazer a partir dessas crianças base do diabo, essa raça de víboras. Agora deixe-me elogiar esses judeus sinceramente para quem sente o desejo de abrigo e alimentá-los, honrá-los, para serem espoliados, roubados, saqueados, difamado, caluniado e amaldiçoado por eles, e sofrer todo o mal em suas mãos - estas serpentes venenosas e os filhos do diabo, que são os inimigos mais veemente de Cristo nosso Senhor e de todos nós. E se isso não for suficiente, deixe-o enchê-los em sua boca, ou rastejar em suas trás e adoração este objeto sagrado. Em seguida, glorie-se da sua misericórdia, em seguida, glorie-se que ele tem reforçado o diabo e sua ninhada para posterior blasfemando nosso Senhor querido e precioso sangue com o qual nós, cristãos, somos redimidos. Então ele vai ser um cristão perfeito, repleto de obras de misericórdia para a qual Cristo irá recompensá-lo no dia do julgamento, juntamente com os judeus no fogo eterno do inferno! Que está falando grosseiramente sobre a maldição grosseiro dos judeus. Outros escrevem muito sobre isso, e os judeus sabem muito bem que é maldição, uma vez que xingar e blasfemar conscientemente. Vamos também falar de forma mais sutil e, como cristãos, espiritualmente mais sobre isso. Assim, nosso Senhor Jesus Cristo diz em Mateus 10:40: "Aquele que me recebe, recebe aquele que me enviou." E em Lucas 10:16: "Quem vos rejeita mim. E aquele que me rejeita rejeita aquele que me enviou." E em João 15:23: "Aquele que me odeia, odeia meu pai também." Em João 5:23, "Para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Aquele que não honra o Filho não honra o Pai que o enviou", etc Estes são, Deus seja louvado, clara e simples palavras, declarando que tudo o que é feito para a honra ou a desonra do Filho é certamente também feito para a honra ou a desonra de Deus, o Pai, Ele próprio. Nós, cristãos, não pode ter ou tolerar qualquer dúvida disso. Todo aquele que nega, difame, e maldições Jesus de Nazaré, Filho da Virgem Maria, também nega, difama, e Deus amaldiçoa o próprio Pai, que criou o céu ea terra. Mas é isso que os judeus fazem, etc E se você disser que os judeus não acreditam ou sabem disso, uma vez que não aceitam o Novo Testamento, eu respondo que os judeus podem saber ou acreditar isto ou aquilo; nós, cristãos, no entanto, sabem que publicamente blasfemar e amaldiçoar a Deus o Pai, quando blasfemam e maldição deste Jesus. Diga-me, o que vamos responder a Deus se ele nos leva a conta agora ou no dia do julgamento, dizendo: "Escuta, você é um cristão Está ciente do fato de que os judeus abertamente blasfemou e amaldiçoou o meu Filho e. mim, que lhes deu oportunidade para ele, você protegido e blindado-los para que eles pudessem participar nesta, sem impedimentos nem punição em seu país, cidade e casa ". Diga-me: O que vamos responder a isso? Claro, nós acordo a qualquer um o direito de não acreditar * omissos et privatim * ["por negligência e privada''];. Deixamos isso à consciência de cada um, mas a incredulidade desfile tão livremente como em igrejas e diante de nossos narizes, olhos , e as orelhas, a vangloriar-se dela, para cantá-la, ensiná-la e defendê-la, para injuriar e amaldiçoar a verdadeira fé, e desta forma atrair os outros para eles e prejudicar nossa people_that é uma história muito, muito diferente. E isso não é alterado pelo fato de que os judeus não acreditam que o Novo Testamento, que eles não estão familiarizados com ele, e que pagá-la sem atenção. O fato é que estamos familiarizados com ele e que não podemos concordar em ter a insultar os judeus e maldição em nossa audição. Para testemunhar isso e ficar calado é o mesmo que fazê-lo nós mesmos. Assim, os judeus amaldiçoados onerar nos com a sua diabólica, os pecados de blasfêmia, e horrível em nosso próprio país. Parte 12

Não vai fazer por eles para dizer neste momento: ". Nós judeus não se preocupam com o Novo Testamento ou sobre a crença dos cristãos" Deixe-os expressar sentimentos como no seu próprio país ou secretamente. Em nosso país e em nossa audição devem suprimir estas palavras, ou teremos que recorrer a outras medidas. Esses malandros incorrigíveis sabem muito bem que os negócios do Novo Testamento com o nosso Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, enquanto eles alegam ser ignorante com seu conteúdo. Meu amigo, não é uma questão de o que você sabe ou o que você deseja saber, mas do que você deve saber, o que você é obrigado a saber. 58 Quando isso acontece, não só judeus, mas um do mundo é obrigado a saber que o Novo Testamento é Deus livro do Pai sobre seu Filho Jesus Cristo Quem não aceita e honra que o livro não aceita e honra a Deus Pai a si mesmo. Pois lemos: "Quem me rejeita rejeita meu Pai". E se os judeus não querem saber disso, então, como eu disse, nós, os cristãos sabem disso. Assim, se nós mesmos não queremos ficar condenados por seus pecados, não podemos tolerar que os judeus publicamente blasfemar e insultar Deus, o Pai diante de nossos ouvidos muito por blasfemando e insultando Jesus, nosso Senhor, pois como ele diz, "Aquele que me odeia, odeia meu pai também. " Da mesma forma não podemos tolerar suas declarando abertamente e em nossos ouvidos que eles não têm nenhuma consideração para o Novo Testamento, mas olhar para ela como um pacote de mentiras. Isto equivale a dizer que eles se importam nada para Deus Pai e de considerá-lo como um mentiroso, pois este é o livro de Deus Pai, é a palavra de seu Filho Jesus Cristo. Não vai valer-las, mas sim prejudicar seu caso se alegar ignorância ou rejeição do livro. Para cabe todos saibam o livro de Deus. Ele não revelá-lo para tê-lo ignorado ou rejeitado, ele quer que se saiba, e ele desculpas ninguém com isso. É como se um rei estavam a instituição de seu único filho em seu lugar e de comando do país a considerá-lo como seu soberano (embora ele também tem direito a isso por direito de herança natural), eo país como um todo prontamente aceitou-o . Alguns, no entanto banda, juntos na oposição, alegando que eles não sabem nada sobre isso, apesar do fato de que o rei tinha na confirmação da sua vontade emitida selo e cartas e outros testemunhos. Eles ainda insistem que eles não querem saber disso ou respeitá-lo. O rei seria obrigado a tomar essas pessoas pela nuca e jogálos em um calabouço e confiá-los a mestre Hans, que iria ensiná-los a dizer: "Estamos dispostos a reconhecê-lo." A alternativa seria a de mantê-los presos para sempre, para que não se contaminar com a sua atitude refratária outros que querem aprender. Isto é o que Deus também tem feito. Ele instalado seu Filho Jesus Cristo em Jerusalém, em seu lugar e ordenou que ele fosse homenageado, de acordo com Salmo 2:11-12: ". Beijar o Filho, para que não se ire, e pereçais no caminho" Alguns dos judeus não quiseram ouvir isso. Deus deu testemunho de várias línguas dos apóstolos e por todos os tipos de sinais miraculosos, e citou as declarações dos profetas em depoimento. No entanto, eles fizeram então o que eles ainda fazem agora, eram obstinados, e absolutamente se recusou a dar ouvido a ele. Então veio Mestre Hans os romanos que destruíram Jerusalém, tomou os vilões pela nuca e lançá-los na masmorra do exílio, que ainda habitam e no qual eles permanecerão para sempre, ou até que eles dizem: "Estamos dispostos a reconhecê-lo. " Deus certamente não fez isso secretamente ou em algum canto ou esquina, de modo que os judeus teriam uma desculpa para desrespeitar o Novo Testamento sem pecado. Como observamos acima, deu-lhes um sinal confiável através do patriarca Jacó, ou seja, que eles poderiam esperar confiantemente o Messias quando o cetro de Judá havia partido. Ou, quando as setenta semanas de Daniel tinha expirado, ou, pouco tempo após a construção do templo de Ageu, mas antes de sua destruição. Ele também informou por meio de Isaías que, quando eles ouvem uma voz no deserto (como aconteceu quando o cetro tinha partido), ou seja, quando ouviram a voz de um pregador e profeta proclamando: "Arrependei-vos, o Senhor está à mão, e é ele mesmo que vem ", então eles devem estar certos de que o Messias tinha chegado [cf. Isa. 40:3 ss.]. Pouco tempo depois o próprio Messias apareceu em cena, ensinado, batizado, e realizou inúmeros grandes milagres, não secretamente, mas em todo o país, levando muitos a exclamar: "Este é o Messias" [João 7:41]. Também [João 7:31]: "Quando o Messias aparecer, ele fará mais sinais do que este homem tem feito" E eles mesmos disseram, "O que devemos fazer? Para este homem realiza muitos sinais. Se o deixarmos continuar assim, cada um vai acreditar nele" [João 11:47]. Quando ele estava na cruz, eles disseram: "Salvou os outros, ele não pode salvar a si mesmo" [Matt. 27:42]. Deus deveria admitir que estes santos circuncidados são ignorantes de tudo isso, quando eles já estão condenados pelos quatro declarações citadas (Jacob, Ageu, Daniel, e de Davi), os quais mostram que o Messias deve ter vindo naquela época? Vários de seus rabinos também declarou que estava no mundo e estava implorando, em Roma, etc Além disso, ele viu que eles foram avisados para não ser ofendida na sua pessoa, pois em Zacarias 9:9, ele anunciou que viria a Jerusalém "montado num jumento", miserável e pobre, mas como um rei propícia que iria ensinar a paz, que iria "cortar" os carros, cavalos e arcos (que não é, a regra de uma forma mundana, como mad Kokhbaites, esses judeus sanguinários, rave), e que o domínio este pobre, mas pacífica King, propício devem estender-se até aos confins do mundo. Isto é, de fato, uma declaração muito clara, estabelecendo que o Messias deveria reinar em todo o mundo, sem uma espada, com a paz pura, como uma salvação Rei trazendo. Estou extremamente surpreso que o diabo pode ser tão poderoso quanto para iludir uma pessoa, para não falar de toda uma nação que se orgulha de ser o povo de Deus, a acreditar que algo em desacordo com este texto claro. 59 Ele fielmente avisado los, além disso, para não ser ofendido quando vêem que tal rei uma grande milagreiro e pobres que tinha montado em um burro, se deixaria ser morto e crucificado. Para ele teve que proclamou antecipadamente (Daniel 9:26 e Isaías 53:2 e 52:14) que "seu Servo, que vai assustar os reis, será ferida e aflito", mas tudo isso irá ocorrer porque "Deus cair sobre ele os pecados de todos nós e feriu-o por causa das nossas transgressões, mas ele estava a fazer-se uma oferta pelo pecado, intercede

pelos transgressores, e por seu conhecimento fazem muitos ser considerados justos. " Como o texto afirma claramente. Mas o sol nunca viu ou ouviu nada mais vergonhoso do que o abuso desta passagem por esses judeus blasfemos. Eles se aplicam a si mesmos em seu exílio. No momento não temos tempo para lidar com isso. Infelizmente, eles devem ser os que foram feridos por causa do nosso pecado, que carregou com as nossas transgressões, e que nos fez justos, e que interceda por nós, etc? Nunca houve um povo mais vil do que eles, que com suas mentiras, blasfemando, maldizendo, difamando, a idolatria, o roubo, a usura, e todos os vícios nos acusam cristãos e uma humanidade mais diante de Deus e do mundo do que qualquer outros. Por não significa que eles rezam por nós, pecadores como diz o texto, eles nos xingam mais veemência, como se provou antes de Lyra e Burgensis. Sua grande preguiça e malícia esses canalhas prompt de blasfêmia para zombar Escritura, Deus, e todo o mundo com suas glosas impudente. Eles fazem isso de acordo com seu mérito e valor verdadeiro. Depois da crucificação do Rei, Deus apresentado pela primeira vez os sinais adequados que este Jesus era o Messias. Pobres, tímidos, ignorantes, os pescadores não consagradas, que nem sequer têm um domínio perfeito da sua própria língua, adiantou-se e pregou as línguas do mundo todo. Todo o mundo, o céu ea terra, ainda é cheio de admiração a este. Eles interpretaram os escritos dos profetas com poder e entendimento correto e, além disso eles realizaram esses sinais e maravilhas, que a sua mensagem foi aceita em todo o mundo por judeus e gentios. Inúmeras pessoas, tanto jovens e velhos, aceitou-a com tanta sinceridade que eles voluntariamente sofreu o martírio horrível por causa disso. Esta mensagem já suportou esses 1.500 anos até aos nossos dias, e ele irá perseverar até o fim dos tempos. Se estes sinais não se moveu os judeus da época, o que podemos esperar desses degenerados judeus que arrogantemente desdém saber nada sobre esta história? De fato, Deus, que revelou estas coisas tão gloriosamente a um mundo, vai fazer com que eles ouvem-nos cristãos pregam e ver-nos a manter esta mensagem, que não inventou, mas ouviu de Jerusalém 1400 anos atrás. Sem inimigos, não nações, e especialmente os judeus não têm sido capazes de suprimi-lo, não importa quão fortemente se opõem a ela. Seria impossível para uma coisa para se manter se não fosse de Deus. Os próprios judeus no exílio 15-100 anos devo confessar que esta mensagem tem sido pregado em todo o mundo diante de seus ouvidos muito, que ele foi assaltado por heresia muito e ainda assim sobreviveu. Portanto, Deus não pode ser acusado de ter feito tudo isso secretamente ou na clandestinidade, ou de nunca ter trazido à atenção dos judeus ou de qualquer outro povo. Para todos eles têm perseguido com veemência e vigorosamente esses 1.500 anos. E ainda os judeus blasfemos se opõem tão despudoradamente e sarcasticamente, como se tivesse apenas sido recentemente inventado por um bêbado que não merece credibilidade. Eles se sentem livres para ultrajar e dane-se impunemente, e nós, os cristãos têm para oferecer-lhes espaço e da casa de lugar, e em casa no negócio, temos de proteger e defender todos eles para que eles possam confiantemente e livremente insultam e condenam uma palavra tão de Deus. E por meio de recompensa que deixá-los tomar o nosso dinheiro e bens através de sua usura. Não, você pai vil desses judeus blasfemos, você infernal diabo, esses são os fatos: Deus tem pregado o tempo suficiente para seus filhos, os judeus, publicamente e com sinais miraculosos em todo o mundo. Ele tem feito isso por quase 1500 anos agora, e ainda prega. Eles foram e ainda são obrigados a obedecer-lhe, mas eles foram endurecidos e sempre resistiu, blasfemado, e amaldiçoada. Portanto, nós, cristãos, por sua vez são obrigados a não tolerar a sua devassa e blasfêmia consciente. Como ouvimos acima, "Aquele que odeia o Filho também odeia o Pai" [João 15:23]. Porque, se nós lhes permitem fazer isso onde estamos soberano, e protegê-los para capacitá-los a fazê-lo, então nós estamos eternamente condenados juntamente com eles por causa de seus pecados e blasfêmias, mesmo que em nossas pessoas são tão santo quanto os profetas , apóstolos, ou anjos. * Quia faciens et consentiens pari poena * ["Fazendo e consentindo merecem punição igual"]. Se doer, conselheiro, cúmplice, consenter ou corretivo - um é tão piedoso quanto o outro. Ela não nos ajuda (e os judeus ainda menos) que os judeus se recusam a reconhecer isso. Como já foi dito, nós, cristãos, conhecemos, e os judeus deveriam saber que, tendo ouvido que juntamente conosco por quase 1.500 anos, tendo contemplado todos os tipos de milagres e de ter ouvido que esta doutrina tem sobrevivido, por nada, mas divina força, contra todos os demônios e todo o mundo. 60 Isso é certo, corroborada por um testemunho duradouro e impressionante em todo o mundo, que "Aquele que não honra o Filho não honra o Pai", e que quem não tem o Filho não pode ter o pai. Os judeus sempre blasfemar e amaldiçoar a Deus o Pai, o Criador de todos nós, só por blasfemar e amaldiçoar o seu Filho, Jesus de Nazaré, Filho de Maria, a quem Deus tem proclamado como o seu Filho para 1500 anos em todo o mundo através da pregação e milagrosa sinais contra o poder e os truques de todos os demônios e os homens, e ele irá anunciá-lo como tal até o fim do mundo. Eles dub-lo * Hebel Vorik *, isto é, não apenas um mentiroso e enganador, mas a mentira eo engano em si, mais vis ainda do que o diabo. Nós, cristãos, não devemos tolerar que esta prática nas suas sinagogas públicas, em seus livros, e em seu comportamento, abertamente sob nossos narizes, e dentro de nossa audição em nosso próprio país, casas e regimes. Se o fizermos, juntamente com os judeus e sobre a sua conta vai perder Deus Pai e seu Filho amado, que comprou-nos a esse custo com o seu sangue santo, e nós seremos eternamente perdido, que Deus me livre! Assim, ele deve e não se atrevem a ser considerada uma questão insignificante, mas um dos mais sérios para buscar conselho contra isso e para salvar nossas almas dos judeus, isto é, do diabo e da morte eterna. Meu conselho, como eu disse anteriormente, é: primeiro, que suas sinagogas ser queimado, e que todos os que são capazes de enxofre e atirar em campo, seria bom se alguém pudesse também jogar em alguns hellfire. Que demonstrar a Deus a nossa vontade séria e ser uma evidência para todo o mundo que foi na ignorância tolerados que tais casas, em que os judeus têm insultado Deus, nosso Criador e Pai querido, e seu filho mais vergonhosamente até agora, mas que temos agora deu-lhes a sua recompensa devida. Segundo, que todos os seus livros de seus livros de oração, seus escritos talmúdicos, também toda a Bíblia, ser tomadas a partir deles, sem lhes deixar uma folha, e que estes sejam

preservados para aqueles que podem ser convertidos. Para eles usam todos esses livros para blasfemar o Filho de Deus, isto é, Deus, o próprio Pai, Criador do céu e da terra, como foi dito acima, e nunca irá utilizá-los de forma diferente. Terceiro, que eles sejam proibidos sob pena de morte para louvar a Deus, dar graças, a rezar, e ensinar publicamente entre nós e em nosso país. Eles podem fazer isso em seu próprio país ou onde quer que possam, sem sermos obrigados a ouvi-lo ou conhecê-la. A razão para esta proibição é que o seu louvor, agradecimento, oração e doutrina são pura blasfêmia, xingando, e idolatria, porque o seu coração e da boca chamado de Deus, o Pai * * Hebel Vorik como eles chamam o seu Filho, nosso Senhor Jesus, isso. Pois, quando eles nome e honra o Filho, assim, eles também o nome e honra o Pai. Ele não ajudá-los a usar muitas palavras bonitas e fazer muito barulho sobre o nome de Deus. Para nós lemos: "Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão" [Êxodo. 20:07]. Tão pouco fez valer os seus antepassados no momento dos reis de Israel que deu o nome de Deus, ainda o chamavam Baal. Quarto, que eles sejam proibidos de pronunciar o nome de Deus dentro de nossa audição. Pois não podemos com uma boa consciência escutar isto ou tolerá-lo, porque sua boca blasfema e maldito e coração chamar Filho de Deus * Hebel Vorik *, e assim também chamar seu Pai, que. Ele não pode e não irá interpretar isso de outra forma, assim como nós, cristãos, também não pode interpretá-lo de outra forma, nós que cremos no entanto que o Filho é chamado e honrado, portanto, também o Pai é chamado e honrado. Portanto, não devemos considerar a boca dos judeus como digno de pronunciar o nome de Deus dentro de nossa audição. Quem ouve este nome a partir de um judeu deve informar as autoridades, ou então jogar esterco semear a ele quando o vê e persegui-lo afastado. E que ninguém seja misericordioso e bondoso a este respeito, pela honra de Deus ea salvação de todos nós, incluindo a dos judeus, estão em jogo! E se eles, ou alguém em seu nome, estavam a sugerir que eles não pretendem qualquer mal tão grande, ou que eles não estão cientes de que, com tais blasfemando e xingando eles estão blasfemando e xingando Deus, o Pai, alegando que embora eles blasfemam Jesus e nós, cristãos, eles ainda assim Deus o louvor ea honra mais alta e bela que responder como fizemos antes: que se os judeus não querem admitir isso ou tentar colocar um rosto melhor sobre ele, nós, cristãos, pelo menos, são obrigados a admitir ele. Os judeus "a ignorância não é para ser dispensado, já que Deus teve este proclamado por quase 1500 anos. Eles são obrigados a conhecê-lo, e Deus exige esse conhecimento deles. Porque, se alguém que ouve as palavras de Deus para 1500 anos ainda constantemente observa: "Eu não querem reconhecer isso", sua ignorância irá fornecer uma desculpa muito ruim. Ele, assim, realmente incorre numa culpa sete vezes. Para ter certeza, eles não sabiam na época que era a palavra de Deus, mas agora eles foram informados de que esses 1.500 anos. Eles testemunharam grandes sinais. No entanto, eles devastaram contra isso, e por causa dela vivia no exílio como para 1500 anos. Tudo bem, deixá-los agora mesmo ouvir e acreditar, e tudo será simples. Se eles se recusarem, é certo que eles nunca irão reconhecê-lo, mas estão empenhados em maldição para sempre, como seus antepassados fizeram por esses 1.500 anos. 61 Então, nós cristãos, que não reconhecê-lo, não pode tolerar ou tomar sobre a ignorância eterna e blasfêmia no meio para fora. Deixá-los andar de volta para seu país, ser ignorante e blasfemar lá o tempo que eles podem, e não sobrecarregar-nos com os seus pecados ímpios. Mas o que vai acontecer mesmo se fizermos queimar os judeus "sinagogas e proibi-los publicamente para louvar a Deus, orar, para ensinar, para proferir o nome de Deus? Eles ainda vão continuar fazendo isso em segredo. Se sabemos que eles estão fazendo isso em segredo, é o mesmo que se eles estavam fazendo isso publicamente. Para o nosso conhecimento das suas ações secretas ea nossa tolerância deles implica que eles não são secretos afinal de contas, e, portanto, nossa consciência é onerada com ele diante de Deus. Por isso, vamos tomar cuidado. Na minha opinião o problema deve ser resolvido da seguinte maneira: Se quisermos lavar as mãos dos judeus "blasfêmia e não compartilhar a sua culpa, temos parte a companhia com eles. Eles devem ser expulsos do nosso país. Deixá-los pensar em sua pátria, então eles não precisam mais chorar e mentir diante de Deus contra nós que estamos mantendo-os cativos, nem precisamos, então por mais tempo se queixam de que eles são sobrecarregar-nos com sua blasfêmia e sua usura. Este é o curso mais natural e melhor da ação, que irá salvaguardar o interesse de ambas as partes. Mas desde que eles relutam em deixar o país, vão corajosamente nega tudo e também vai oferecer o dinheiro do governo o suficiente para a permissão para permanecer aqui. Ai dos que ao aceitar esse dinheiro, e maldito seja que o dinheiro, que eles roubaram de nós tão terrivelmente pela usura. Eles negam tão descaradamente como eles mentem. E onde quer que eles podem secretamente maldição, veneno, ou prejudicar-nos cristãos o fazem sem qualquer escrúpulo de consciência. Se forem apanhados em flagrante ou acusado de alguma coisa, eles são corajosos o suficiente para negá-lo descaradamente, até mesmo ao ponto da morte, uma vez que não nos consideram digno de ser dito a verdade. Na verdade, essas crianças santo de Deus considerar qualquer dano que possa desejar ou infligir a nós como um grande serviço a Deus. Na verdade, se tivessem o poder de fazer para nós o que somos capazes de fazer para eles, e não um de nós viveria por uma hora. Mas desde que eles não têm poder para fazer isso publicamente, eles permanecem os nossos assassinos diariamente e inimigos sanguinários em seus corações. Suas orações e maldições fornecer evidência de que, assim como as muitas histórias que se relacionam a sua tortura de crianças e todos os tipos de crimes para os quais tenham sido muitas vezes queimados na fogueira ou banido. Portanto, eu acredito firmemente que eles dizem e praticar coisas muito piores do que secretamente as histórias e gravar outros sobre eles, enquanto isso confiando em suas negações e sobre o seu dinheiro. Mas mesmo se eles poderiam negar tudo, eles não podem negar que eles nos xingam os cristãos abertamente - não por causa de nossa vida o mal, mas porque consideramos Jesus como o Messias, e porque eles se vêem como nossos cativos, embora eles sabem muito bem que esta é uma mentira, e que eles são realmente os que nos mantêm cativos em nosso próprio país por meio de sua usura, e que todos de bom grado se livrar deles. Porque eles nos xingam, eles também maldição nosso Senhor, e se eles a

maldição de nosso Senhor, mas também a maldição de Deus o Pai, o Criador do céu e da terra. Assim, a sua mentira não pode prevalecer-los. Sua maldição só convence-los, de modo que nós realmente somos compelidos a acreditar que todas as coisas mal escritos sobre eles. Sem dúvida, eles fazem as coisas mais e mais vis do que aqueles que conhecemos e descubra. Porque Cristo não mentir ou enganar-nos quando ele julga que eles sejam serpentes e filhos do diabo, isto é, seu e de todos os seus seguidores "assassinos e inimigos, onde quer que encontrá-lo possível. Se eu tivesse poder sobre os judeus, como nossos príncipes e cidades, gostaria de lidar seriamente com a sua boca mentirosa. Eles têm uma mentira com a qual eles trabalham muito mal entre os seus filhos e suas pessoas comuns e com os quais eles calúnia nossa fé tão vergonhoso} y: a saber, que nos acusam e caluniam-nos entre os seus povos, declarando que os cristãos adoram mais de um Deus . Aqui eles vaunt e orgulham-se sem medida. Eles enganam seus povos com a alegação de que eles são o único povo, em contraste com uma gentios a, que adoram não mais do que um só Deus. Oh, como eles são cocksure sobre isso! Mesmo que eles estão conscientes de que eles estão fazendo-nos uma injustiça e estão mentindo sobre este ponto como canalhas maliciosos e perversos, mesmo que tenham ouvido por 1500 anos, e ainda ouvir, que um de nós cristãos negar isso, eles ainda as suas coisas ouvidos fechados como serpentes e deliberadamente se recusam a nos ouvir, mas sim insistir que suas mentiras venenosas sobre nós deve ser aceito por seu povo como a verdade. Eles fazem isso mesmo que ler em nossos escritos que concordamos com as palavras de Moisés em Deuteronômio 6 [: 4]: "Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus é um Deus", e que confesso, publicamente e em privado, com nossos corações, línguas e escritos, nossa vida e nossa morte, que não há senão um só Deus, de quem Moisés escreve aqui e que os próprios judeus invocam. Eu digo, mesmo se eles sabem disso e tenho ouvido e lido sobre nós por quase 1500 anos, é de nenhum proveito; suas mentiras ainda deve ficar, e nós cristãos temos de tolerar suas calúnias que nós adoramos muitos deuses. 62 Conseqüentemente, se eu tivesse poder sobre eles, gostaria de montar seus estudiosos e os seus líderes e ordená-los, sob pena de perder sua língua até a raiz, para nos convencer de cristãos no prazo de oito dias de a verdade de suas afirmações e para provar isso blasfêmia mentira contra nós, no sentido de que adoramos mais do que o único Deus verdadeiro. Se eles conseguiram, nós todos no dia a auto-mesmo tornar-se judeus e ser circuncidado. Caso não, devem estar prontos para receber o castigo que merecem por tais mentiras vergonhosas, malicioso, perniciosa e venenosa. Pois, graças a Deus, estamos, afinal, não patos tal, torrões ou pedras como esses rabinos mais inteligentes, esses tolos sem sentido, acho que nós, que não sabem que um só Deus e muitos deuses não podem ser verdadeiramente acreditava em simultâneo. Judeu nem diabo vai de qualquer maneira ser capaz de provar que a nossa crença de que a Divindade uma eterna é composto por três pessoas implica que acreditamos em mais de um Deus. Se os judeus afirmam que eles não podem entender como três pessoas pode ser um Deus, por que, então, deve a sua blasfêmia, maldita boca, encontrando-se negar, condenar, e amaldiçoar o que não entende? Uma boca deve ser punido por duas razões: em primeiro lugar, porque ele confessa que não entende isso, em segundo lugar, porque, no entanto, blasfema algo que ele não entende. Por que não perguntar primeiro? Na verdade, por que eles ouviram de 1.500 anos e ainda se recusou a aprender ou entender? Portanto, essa falta de entendimento não podem ajudar ou desculpá-los, nem nós, os cristãos se tolerar mais isso com eles. Como já foi dito, devemos forçá-los a provar suas mentiras sobre nós ou sofrer as conseqüências. Para quem calunia e calunia-nos como sendo idólatra a este respeito, calúnias e calunia Cristo, isto é, o próprio Deus, como um ídolo. Pois é com ele que aprendemos e recebeu esta como a sua palavra eterna e de verdade, confirmou poderosamente por sinais e confessada e ensinada hoje por quase 1500 anos. Nenhuma pessoa foi ainda nascido, ou nunca vai nascer, quem pode entender ou compreender como folhagem pode brotar a partir de madeira ou uma árvore, ou como grama pode crescer diante de pedra ou terra, ou como qualquer criatura pode ser gerado. No entanto, esses imundos, cego, mentirosos endureceu a pretensão de compreender e saber o que está acontecendo fora e além da criatura em essência oculta, incompreensível, imperscrutável, e eterna de Deus. Embora nós mesmos podemos entender apenas com dificuldade e com uma fé fraca que foi revelado para nós sobre isso em palavras veladas, dão vazão a blasfêmia tão terrível sobre ele como para chamar a nossa idolatria fé, que é a reprovação e difamar o próprio Deus como um ídolo. Estamos convencidos de nossa fé e doutrina, e eles, também, deveria compreender que, tendo ouvido de 1,5 mil anos que é por Deus e de Deus através de Jesus Cristo. Se essas pessoas vulgares expressou-se mais suavemente e disse: "Os cristãos adoram um único Deus e não muitos deuses, e nós estamos mentindo e fazendo os cristãos uma injustiça quando alegam que eles estão adorando mais de um Deus, que eles acreditam que há três pessoas na Divindade, não podemos entender isso, mas estão dispostos a deixar que os cristãos seguem suas convicções ", etc que teria sido sensato. Mas agora eles procedem, impelido pelo demônio, para cair nessa semeia como imundos caem na calha, difamação e injúria que eles se recusam a reconhecer e compreender. Sem mais delongas eles declaram: Nós judeus não entendem isso e não querem entendê-lo, portanto, conclui-se que é errado e idólatra. Estas são as pessoas a quem Deus nunca foi Deus, mas um mentiroso na pessoa de todos os profetas e apóstolos, não importa o quanto Deus tinha essas pregar para eles. O resultado é que eles não podem ser povo de Deus, não importa o quanto eles ensinam, clamor, e orar. Eles não ouvir Deus, de modo que ele, por sua vez, não ouvi-los, como o Salmo 18: 26 diz: "Com a dost torto te mostras por verso." A ira de Deus ultrapassou-los. Estou relutante em pensar nisso, e não foi uma tarefa agradável para mim escrever este livro sendo obrigados a recorrer agora a raiva, agora para a sátira, a fim de evitar os olhos da imagem terrível que se apresentam Ele tem dor me de mencionar sua blasfêmia horrível sobre o nosso Senhor e sua querida mãe, que nós cristãos somos triste de ouvir. Eu posso entender muito bem o que São Paulo quer dizer em Romanos 10 [09:02] quando ele diz que está triste como ele os considera. Acho que todo cristão experiências isso quando ele reflete a sério, e não sobre as desgraças temporais e exílio que o lamentam os judeus, mas no fato de que eles estão condenados a blasfemar, amaldiçoar e

vilipendiar o próprio Deus e tudo o que é de Deus, para sua eterna condenação, e que se recusam a ouvir e reconhecer isso, mas respeito todas as suas ações como zelo por Deus. Ó Deus, Pai celestial, ceder e deixar a sua ira sobre eles ser suficiente e chegar a um fim, por amor do seu Filho amado! Amen. Desejo e peço que os nossos governantes que têm súditos judeus exercer uma misericórdia nítida para essas pessoas miseráveis, como sugerido acima, para ver se isso pode não ajudar (embora seja duvidoso). Eles devem agir como um bom médico que, quando gangrena definiu continua sem misericórdia para cortar, viu, e queimar a carne, veias, ossos e medula. Tal procedimento também deve ser seguido neste caso. Incendiar suas sinagogas, proibir tudo o que enumerei anteriormente, forçá-los a trabalhar, e lidar duramente com eles, como fez Moisés no deserto, matando três mil para que todo o povo perecer. Eles certamente não sabem o que estão fazendo, além disso, como as pessoas possuíam, eles não querem conhecê-lo, ouvi-lo, ou aprendê-la. 63 Por isso, seria errado para ser misericordioso e confirmá-los em sua conduta. Se isso não ajudar, devemos expulsá-los como cães raivosos, de modo que não nos tornamos participantes da sua blasfêmia abominável e todos os vícios e, portanto, seus outros méritos a ira de Deus e ser condenado com eles. Eu fiz o meu dever. Agora vamos todos ver a sua. Estou exonerado. Finalmente gostaria de dizer isso para mim mesmo: Se Deus fosse para me dar nenhum Messias diferente, como os judeus desejo e esperança de, eu seria muito, muito melhor ser uma porca que um ser humano. Cito-lhe uma boa razão para isso. Os judeus pedem não mais do que o seu Messias que ele fosse um rei Kokhba e mundana que vai nos matar cristãos e partilhar o mundo entre os judeus e torná-los senhores, e que finalmente vai morrer como outros reis, e seus filhos depois dele. Porque assim diz um rabino: Você não deve supor que será diferente na época do Messias do que tem sido desde a criação do mundo, etc, ou seja, haverá dias e noites, anos e meses, verão e semeadura de inverno, ea colheita, gerar e morrer, comendo e bebendo, dormindo, em crescimento, digestão, eliminating_all irá tomar seu curso como faz agora, somente os judeus serão os mestres e irá possuir todo o ouro do mundo, bens, alegrias, e encanta, enquanto nós, os cristãos serão os seus servos. Isto coincide inteiramente com os pensamentos e ensinamentos de Muhamunad. Ele mata-nos cristãos como os judeus gostariam de fazer, ocupa a terra, e assume a nossa propriedade, as nossas alegrias e prazeres. Se ele fosse um judeu e não um ismaelita, os judeus aceitaram Jesus como o Messias há muito tempo, ou eles teriam que fez dele o Kokhba. Mesmo que eu tivesse tudo isso, ou se eu poderia tornar-se o governante da Turquia ou o Messias por quem os judeus esperança, eu ainda prefiro ser uma porca. Para o que tudo isso me beneficiar se eu não poderia estar seguro na sua posse por uma hora? Morte, que fardo terrível praga e de toda a humanidade, ainda me ameaçar. Eu não seria seguro dele, eu teria que temem cada momento. Eu ainda teria a tremer e tremer diante do inferno e da ira de Deus. E eu não saberia final de tudo isso, mas teria que esperar para sempre. O tirano Dionísio ilustrou esta bem quando ele colocou uma pessoa que elogiou sua boa sorte na cabeceira de uma mesa ricamente carregados. Sobre a sua cabeça, ele suspendeu uma espada desembainhada ligado a um fio de seda, e abaixo dele ele colocou um fogo em brasa, dizendo: Comer e ser feliz, etc Esse é o tipo de alegria como um Messias dispensaria. E eu sei que todos que já provei do terror da morte ou ônus preferiria ser uma porca do que ter isso para sempre e sempre. Para uma porca deita em sua cama macia, na rua, ou em uma estrumeira, ela descansa em segurança, ronca suavemente, dorme docemente, medos nem o rei nem Senhor, nem a morte nem o inferno, nem o diabo, nem a ira de Deus, e vive totalmente sem cuidados, desde que ela tem seu farelo. E se o imperador da Turquia foram se aproximar com toda sua força ea sua ira, ela em seu orgulho não moveria uma cerda por sua causa. Se alguém fosse despertá-la, ela, eu suponho, seria grunt e dizer, se ela pudesse falar: Seu idiota, por que você está delirando? Você não é um décimo tão bem como eu sou. Não por uma hora que você viver como segurança, como forma pacífica e tranquila como eu faço constantemente, nem você mesmo se você fosse dez vezes maior ou rico. Em resumo, nenhum pensamento de morte ocorre por ela, pois sua vida é segura e serena. E se o açougueiro realiza seu trabalho com ela, provavelmente imagina que uma pedra ou pedaço de madeira é beliscar ela. Ela nunca pensa em morte, e em um momento em que ela está morta. Nem antes, durante ou na morte é que ela sente a morte. Ela não sente nada, mas a vida, nada, mas a vida eterna! Nenhum rei, nem mesmo os judeus "Messias, será capaz de imitá-la, nem qualquer pessoa, porém grandes, ricos, santo ou poderoso que ele poderia ser. Ela nunca comeu a maçã que nos ensinou os homens miseráveis no Paraíso a diferença entre o bem eo mal. Que bom que os judeus "Messias faça-me se ele fosse incapaz de ajudar um pobre homem como eu, em face da grande falta e horrível e sofrimento e fazer minha vida um décimo tão agradável quanto o de uma porca? Eu diria: Caro Senhor Deus, mantenha o seu Messias, ou dar-lhe a quem terá ele. Em vez disso, faça-me uma porca. Pois é melhor ser uma porca ao vivo do que um homem que está morrendo eternamente. Sim, como Cristo diz: "Teria sido melhor para esse homem se não houvera nascido" [Matt. 26:24]. No entanto, se eu tivesse um Messias que poderia resolver esta dor, para que eu não teria mais a temer a morte, mas seria sempre e eternamente seguro de vida, e capaz de jogar um truque sobre o diabo e da morte e já não têm a tremer antes que a ira de Deus, então meu coração pulava de alegria e ser intoxicado com puro deleite, então seria um fogo de amor por Deus se acenda, e meu louvor e gratidão nunca deixaria. Mesmo que ele não quis, além disso, dá-me o ouro, prata e outras riquezas, todo o mundo seria, contudo, ser um paraíso para mim, embora eu morava em um calabouço. Esse é o tipo de Messias que os cristãos têm, e agradecemos a Deus, o Pai de toda misericórdia, com alegria, cheio a transbordar de nossos corações, de bom grado e prontamente esquecer toda a dor e os danos que o diabo feito por nós no Paraíso. Para a nossa perda foi ricamente compensados, e tudo foi restaurado para nós através deste Messias. Cheio de tanta alegria, os apóstolos cantaram e se alegraram nas masmorras e em meio a todos os infortúnios como sequer meninas, como Agatha, Lucia, etc

64 Os judeus miseráveis, por outro lado, que rejeitaram o Messias, que definhou e morreu desde aquele tempo de angústia de coração, em apuros, tremores, ira, impaciência, maldade, blasfêmia, e maldição, como lemos em Isaías 65:14 : "Eis que os meus servos exultarão pela alegria de coração, mas você deve gritar para a dor de coração, e se lamentarão por causa da angústia de espírito Você deve deixar seu nome para o meu escolhido para uma maldição, eo Senhor Deus vai matar você. , mas seus servos, ele irá chamar por um nome diferente ". E no mesmo capítulo, lemos: "Eu estava pronto para ser procurado por aqueles que não pediu para mim, eu estava pronto para ser encontrado por aqueles que não me procuravam, eu disse: 'Aqui estou, aqui estou eu,. "a uma nação que não invocará o meu nome (isto é, que não era meu povo). Eu estendi as minhas mãos o dia todo a um povo rebelde." Nós, na verdade, tem como um Messias, que diz para nós (João 11:25): "Eu sou a ressurreição ea vida, e quem crê em mim, ainda que morra, viverá, e quem vive e crê em mim, jamais morrerá. " E João 08:51: "Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém guardar a minha palavra, nunca verá a morte." Os judeus e os turcos não se importam nada de um Messias tal. E por que deveriam? Eles devem ter um Messias do paraíso dos tolos, que irá satisfazer sua barriga fedorento, e quem vai morrer junto com eles como uma vaca ou um cão. Nem precisa dele em face da morte, pois eles mesmos são santos o suficiente com a sua penitência e piedade para o passo diante de Deus e alcançar isso e tudo. Apenas os cristãos são tolos e covardes como tímidos que estão em tal temor de Deus, que consideram os seus pecados e sua ira tão altamente que eles não se aventuram a comparecer perante os olhos de sua Majestade divina, sem um mediador ou Messias para representá-los e sacrificar-se para eles. Os judeus, no entanto, são heróis e santos valentes e cavaleiros que ousam se aproximar de Deus se sem mediador ou Messias, e pedir e receber tudo o que desejo. Obviamente os anjos eo próprio Deus deve se alegrar sempre que um judeu condescende a rezar, então os anjos devem ter esta oração e colocá-lo como uma coroa sobre a cabeça divina de Deus. Temos assistido a isso por 1.500 anos. Tão altamente que Deus estima o sangue nobre e santos circuncidados porque pode chamar seu filho * Hebel Vorik *! Parte 13 Além disso, não somente nós tolos, covardes cristãos e maldito Goyim considerar nosso Messias como tão indispensável para entregar-nos da morte através de si mesmo e sem a nossa santidade, mas também são pessoas miseráveis aflitos com cegueira grande e terrível, como a acreditar que ele precisa sem espada ou poder mundano para fazer isso. Pois não podemos compreender como a ira de Deus, o pecado, a morte eo inferno pode ser banido com a espada, já que observamos que, desde o princípio do mundo até a morte hoje não se importou um figo para a espada, ele superou todos os imperadores , os reis, e quem empunha uma espada tão facilmente como mais vem o mais fraco bebê no berço. A este respeito, o grande sedutores Isaías, Jeremias e um profetas os outros nos fazem um grande dano. Eles nos seduzir Goyim louco com sua falsa doutrina, dizendo que o reino do Messias não vai suportar a espada. Oh, que os rabinos santo eo cavalheiresco, heróis ousada dos judeus viriam em nosso socorro aqui e livrar-nos desses erros abomináveis! Para quando Isaías 2:2 profetiza a respeito do Messias que os gentios virão para a casa e monte do Senhor e deixar-se ser ensinado (para, sem dúvida, eles não esperam a ser assassinado com a espada, neste caso, eles certamente não abordagem mas ficar longe), ele diz: "Ele (o Messias) julgará entre as nações, e decidirá para muitos povos, e eles as suas espadas em arados e suas lanças em foices; uma nação não levantará a espada contra nação, nem aprenderão mais a guerra. " Feitiçaria semelhante também é praticada em cima de nós pobres Goyim em Isaías 11:9: ". Eles não se ferir ou destruir em todos o meu santo monte, porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor Nós Goyim pobre cego não pode conceber isso" conhecimento do Senhor ", como uma espada, mas como a instrução pelo qual se aprende a conhecer a Deus;. nosso entendimento está de acordo com Isaías 2, já referido, que fala também do conhecimento que os gentios devem prosseguir Para o conhecimento não vem pela espada, mas pelo ensino e pela audição, como nós Goyim estúpido assumir Da mesma forma Isaías 53:11: ". Pelo seu conhecimento se o justo, meu servo, a fazer muitos ser considerados justos", isto é, ensinando-lhes e por sua audição ele e acreditar nele. O que mais pode "seu conhecimento" significa? Em suma, o conhecimento do Messias deve vir através da pregação. 65 A prova disso é diante de seus olhos, ou seja, que os apóstolos não usou lança ou espada, mas apenas as suas línguas. E seu exemplo foi seguido em todo o mundo agora para 1500 anos por todos os bispos, pastores e pregadores, e ainda está sendo seguido. Basta ver se o pastor empunha a espada ou lança, quando ele entra na igreja, prega, batiza, administra o sacramento, quando ele retém e remete pecado, restringe malfeitores, conforta os piedosos, e ensina, ajuda, e nutre a alma de todos. Não pode ele fazer tudo isso exclusivamente com a língua ou com palavras? Ea congregação, da mesma forma, não traz espada ou lança a esse ministério, mas apenas os seus ouvidos. E considerar os milagres. O Império Romano e todo o mundo abundaram com os ídolos a que aderiram os gentios; o diabo era poderoso e defendeu-se vigorosamente. Todas as espadas eram contra ela, e ainda a língua sozinho purgado o mundo inteiro de todos esses ídolos, sem uma espada. Ele também exorcizou demônios inumeráveis, ressuscitou mortos, curou um tipos de doenças, e nevou e choveu milagres pura. Posteriormente, varreu uma heresia e erro, como ainda faz diariamente diante dos nossos olhos. E mais este é o maior milagre que perdoa e apaga todos os pecados, cria felizes, em paz, coração paciente, devora morte, tranca as portas do inferno e abre a porta do céu e dá vida eterna. Quem pode enumerar todas as bênçãos efetuadas pela palavra de Deus? Em resumo, ele faz todos os que ouvem e acreditam que filhos de Deus e herdeiros do reino dos céus. Você não chamar isso de um reino, o poder, poder, domínio glória? Sim, certamente, este é um reino reconfortante eo verdadeiro * * chemdath de todos os gentios. E que eu

deveria, em companhia com os judeus, o desejo ou aceitar sanguinários Kokhba no lugar deste reino? Como eu disse, em tais circunstâncias, eu prefiro ser um porco que um homem. Todos os escritos dos profetas concordam plenamente com essa interpretação, que as nações, tanto judeus e gentios, reuniramse Shiloh após o cetro havia sido arrancada de Judá (como Jacob diz em Gênesis 49), do mesmo modo, que as setenta semanas de Daniel são cumprido; que o templo de Ageu é destruída, mas a casa eo trono de Davi ter permanecido até o tempo presente e durará para sempre. Por outro lado, de acordo com a negação travesso, mentira e maldição dos judeus, a quem Deus rejeitou, este não é o sentido [das passagens], muito menos tem sido cumprido. Falar primeiro do ditado de Jacó em Gênesis 49, temos ouvido antes que loucura ociosa e sem sentido os judeus inventaram a respeito dele, mas sem bater em qualquer sentido definido. Mas se confessarmos os nossos Senhor Jesus e que ele seja o "Shiloh", ou Messias, todos concordam, coincide, rimas, e harmoniza maravilhosamente e deliciosamente. Para ele apareceu prontamente a cena no tempo de Herodes, depois de o cetro de Judá havia partido. Ele iniciou seu reinado de paz sem uma espada, como Isaías e Zacarias havia profetizado, e uma nações reunidas sobre ele tanto judeus e gentios, para que em um dia em Jerusalém três mil almas se tornaram crentes, e muitos membros do sacerdócio e do príncipes do povo reuniram-se também a ele, como Lucas registra em Atos 3 e 4. Por mais de cem anos após a ressurreição de Jesus ", isto é, a partir do décimo oitavo ano do reinado do imperador Tibério até o décimo oitavo ano do reinado do Imperador Adriano, que infligiu o banho de sangue segundo e último dos judeus, que derrotou Kokhba e expulsou os judeus absoluta e completamente de seu país, sempre havia bispos de Jerusalém, da tribo dos filhos de Israel, um dos quais o nosso Eusébio menciona pelo nome (* Eccl. Hist., * Bk. 4, cap. 5). Ele começa com o apóstolo São Tiago e enumera cerca de quinze deles, um dos quais pregou o evangelho com grande diligência, realizou milagres e viveu uma vida santa, a conversão de muitos milhares de judeus e filhos de Israel ao seu Messias prometido, que já havia aparecido , Jesus de Nazaré; além destes, havia os judeus que vivem na diáspora, que foram convertidos em conjunto com os gentios por São Paulo, os demais apóstolos, e seus discípulos. Isto foi conseguido apesar do fato de que a outra facção, os cegos, os judeus impenitentes os pais dos atuais judeus raved, se enfureceu e vociferou contra ela sem trégua e sem cessar, e derramou muito sangue de membros da sua própria raça, tanto dentro seu próprio país e no exterior entre os gentios, como foi relacionado anteriormente também de Kokhba. Depois de Adriano expulsou os judeus de seu país, no entanto, era necessário escolher os bispos de Jerusalém dos gentios que se tornaram cristãos, os judeus não eram mais encontrados ou tolerada no país por causa da Kokhba e seus seguidores rebelde, que deu os romanos não descansa. No entanto, o outro, piedosos, judeus convertidos que viviam dispersos entre os gentios convertidos muitos dos filhos de Israel, enquanto nos reunimos das Epístolas de São Paulo e da história. Mas estes sempre e em todo sofreram perseguição nas mãos do Kokhbaites, de modo que os filhos piedosos de Israel não tinha inimigos pior do que seu próprio povo. Isso é verdade hoje na instância de judeus convertidos. Os gentios de todo o mundo agora também reuniu cerca de esses devotos, filhos convertidos de Israel. Eles fizeram isso em grande número e com tal zelo que eles desistiram, não só os seus ídolos e sua própria sabedoria, mas também a mulher abandonou e filho, amigos, bens e vida, a honra ea integridade física para o bem dela. 66 Eles sofreram tudo o que o diabo e todos os outros gentios, assim como os judeus louco, poderia inventar. Por tudo isso, eles não procuram um Kokhba, nem o ouro gentios ", prata, possessões, domínio, terra ou povo, eles buscaram a vida eterna, uma vida que não seja este um temporal. Eles eram pobres e miseráveis, voluntariamente, e ainda assim foram felizes e contentes. Eles não estavam amargurados ou vingativo, mas bom e misericordioso. Eles oraram por seus inimigos, e, além disso, realizou muitos milagres e grandes. Que já dura ininterruptamente a partir desse momento até os dias de hoje, e vai perseverar até o fim do mundo. É uma coisa grande, extraordinário, maravilhoso e que os gentios em todo o mundo aceita, sem espada ou coerção, sem benefícios temporais que resultem para eles, alegremente e livremente, um homem pobre dos judeus como o verdadeiro Messias, aquele a quem o seu próprio povo tinha crucificado, condenado, amaldiçoado, perseguido e sem fim. Eles fizeram e sofreram tanto por causa dele, e deixou toda a idolatria, apenas para que eles possam viver com ele eternamente. Isso vem acontecendo agora de 1.500 anos. Não adoração de um falso deus que nunca suportou tanto tempo, nem todo o mundo sofrem tanto por causa dele ou se agarram tão firmemente a ela. E eu suponho que uma das mais fortes provas encontra-se no fato de que nenhum outro deus que nunca resistiu oposição dura, como o Messias, contra os quais por si só todos os outros deuses e os povos têm se enfureceu e contra quem todos eles agiram em conjunto, não importa quão variadas que ou como eles eram de outra forma discordou. Quem não é movido por este espetáculo milagroso bastante merece permanecer cegos ou para se tornar um judeu amaldiçoado. Nós, cristãos, percebemos que esses eventos estão de acordo com a afirmação de Jacob encontra em Gênesis 49: ". Para a Shiloh ou Messias (após o cetro caiu das mãos de Judá) deve ser a obediência dos povos" Temos o cumprimento desta diante de nossos olhos: Os povos, isto é, não só os judeus, mas também os gentios, estejam em perfeita harmonia em sua obediência a essa Shiloh, eles se tornaram um povo, isto é, cristãos. Não se pode falar ou pensar em ninguém a quem este versículo de Jacob se aplica e se refere tão apropriadamente como ao nosso querido Senhor Jesus. Ele teria que ser alguém que apareceu logo após a perda do cetro, ou então o Espírito Santo mentiu pela boca do santo patriarca Jacob, e Deus se esqueceu a sua promessa. Que o diabo dizer que, ou qualquer pessoa que deseja ser um judeu maldito! Da mesma forma o versículo a respeito da casa eterna e trono de David se encaixa nenhum outro do que este nosso Messias, Jesus de Nazaré [II Sam. 23:05]. Para posterior à norma dos reis da tribo de Judá, e desde os tempos de Herodes, não podemos pensar de qualquer filho de Davi, que poderia ter-se sentado em seu trono ou ainda ocupa hoje "para preservar o seu trono eternamente." Mas isso é o que tinha de ter lugar e ainda deve ocorrer, já que Deus prometeu, com juramento. Mas quando o Filho de Davi, ressuscitou dos mortos, muitos,

muitos milhares de filhos de Israel se reuniram com ele, tanto em Jerusalém como em todo o mundo, aceitando-o como seu Rei e Messias, como a verdadeira Semente de Abraão e de sua linhagem. Esses foram e ainda são a casa, o reino, o trono de David. Pois eles são os descendentes dos filhos de Israel e da descendência de Abraão, sobre o qual David foi rei. Que eles já morreram e estão enterrados não importa, pois eles não deixam de ser o seu reino e seu povo antes dele. Eles estão mortos para nós e para o mundo, mas para ele que eles estão vivos e não mortos. É natural que os judeus cegos não têm conhecimento deste, para quem é cego não vê nada em tudo. Nós, cristãos, porém, sabemos que ele diz em João 8:56 e em Mateus 22:32: "Também na vida de Abraão João 11:25:". Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá "Assim. casa de Davi eo trono estão firmemente estabelecidos. Há um Filho ocupá-la eternamente, que nunca morre, nem ele nunca deixar morrer aqueles que estão do seu reino ou que aceitá-lo na fé verdadeira como King. Isso marca a verdadeira realização deste versículo que declara que o trono de Davi será eterna. Agora vamos todos os demônios e judeus, turcos e quem quiser se preocupar com isso também o nome de um ou mais filhos de Davi, a quem este versículo sobre a casa de Davi, se aplica de forma tão precisa e muito bem, uma vez o tempo de Herodes, e estaremos prontos para elogiá-los. Para tal reino e trono de Davi, que pertencem gentios, juntamente com todos os que aceitaram esse Messias e Filho de Davi como rei, com a mesma fé, e que continuam a aceitá-lo . ao fim do mundo e na eternidade Jacob está dizendo em Gênesis 49:10 afirma: "Para ele será a obediência dos povos." Isto significa não apenas uma nação, como os filhos de Israel, mas também o que os outros são . nações chamado E depois lemos em Gênesis 22:18:''Em tua semente todas as nações da terra abençoar a si mesmas ". Neste versículo encontramos o termo "Goyim", que na Bíblia significa comumente os gentios, excepto quando os profetas também chamar os judeus isso em um forte tom de desprezo. Para resumir, a bênção de Deus através da semente de Abraão não se limita à sua descendência física, mas devem ser difundidos entre todos os gentios. É por isso que o próprio Deus chama Abraão de "pai de uma multidão de nações" [Gn 17:5]. Há muitos mais ditos na Escritura. 67 A razão que a Escritura chama este reino "trono de Davi" e que ele chama "Semente de Davi", o Rei Messias é encontrada no fato de que este reino de Davi e o Rei Messias não veio de nós gentios para os filhos de Abraão e de Israel, mas vieram os filhos de Abraão e de Israel, como o próprio Senhor diz em João 4:22: "A salvação vem dos judeus". Mesmo que todos nós somos descendentes de Adão e participar do nascimento e sangue mesmo, não obstante todas as outras nações foram postas de lado e apenas a semente de Abraão foi escolhido como a nação da qual o Messias viria. Depois de Abraão só Isaac, depois de Isaac Jacob só, depois de Jacob apenas Judá, depois Judá, apenas David foram escolhidos, e os outros irmãos, cada um por sua vez, foram deixados de lado e não escolhida como a linhagem da qual o Messias havia de vir. Mas tudo, todas as coisas, aconteceu por causa do Messias. Portanto, toda a semente de Abraão, especialmente aqueles que acreditaram neste Messias, eram altamente honrado por Deus, como diz São Paulo em Atos 13:17: "Deus fez o grande povo." Por isso certamente é uma grande honra e distinção a ser capaz de se orgulhar de ser o Messias relativa e parentes. Quanto mais próximo o relacionamento, maior a honra. No entanto, este não deve gabar-tronco a partir da idéia de que a linhagem de Abraão e seus descendentes "é digno de tal honra, para que anularia tudo. Deve ser baseado em vez do fato de que Deus escolheu Abraão carne e sangue para essa finalidade fora de pura graça e misericórdia, embora ele certamente merecia um monte muito diferente. Nós gentios, também, foram homenageados muito bem por se tornarem partícipes do Messias e do reino e por desfrutar a bênção prometida à semente de Abraão. Mas se glorie como se fôssemos merecedores deste, e não reconhecer que devemos a misericórdia, pura puro, dando somente a Deus a glória, todo também seria mimado e perdido. É como disse em I Coríntios 04:07: "O que você que você não recebeu, se o recebeste, por que te glorias, como se não fosse um dom?" Assim, o querido Filho de Davi, Jesus Cristo, é também nosso Rei e Messias, e nos gloriamos em ser o seu reino e as pessoas, tanto quanto o próprio Davi e todos os filhos de Israel e Abraham. Pois sabemos que ele foi instalado como Senhor, Rei e Juiz sobre os vivos e os mortos. "Se vivemos, vivemos para o Senhor, e se morremos, morremos para o Senhor", isto é, nós também vamos viver depois da morte, como acabamos de ouvir, e como prega a São Paulo em Romanos 14:08. Procuramos não Kokhba sanguinários nele, mas o verdadeiro Messias que pode dar vida e salvação. Isso é o que se entende por um filho de David sentado em seu trono eternamente. Os judeus cegos e turcos sabem nada disso. Que Deus tenha misericórdia deles como ele teve e terá em nós. Amen. Nem se pode produzir um Messias a quem a declaração em Daniel 9 que não se aplica esse Jesus de Nazaré, mesmo que isso impulsiona o diabo com uma anjos dele e judeus à loucura. Por que ouvimos antes como lame as mentiras dos judeus a respeito rei Ciro e rei Agripa são. No entanto, as coisas vieram a passar de acordo com as palavras do anjo Gabriel, e vemos o cumprimento diante de nossos olhos. "Setenta semanas de anos", diz ele, "estão decretadas sobre o teu povo e tua santa cidade." Ele não menciona a cidade pelo nome, Jerusalém, mas ele simplesmente diz que "a vossa cidade santa", nem que ele diz, "o povo de Deus", mas simplesmente "seu povo". Para este povo e esta cidade santidade são de encerrar após a expiração das setenta semanas. Em seu lugar um novo povo, uma nova Jerusalém, e uma santidade diferente surgiria em que um não teria mais para propiciar o pecado pelo sacrifício anualmente, adoração e santidade no templo e nunca se tornar justo e perfeitamente santo, porque a expiação teve que ser repetida e procurou novamente por meio de sacrifícios cada ano. Pelo contrário, o Messias traria a justiça eterna, fazer erros de nenhum efeito, verifique transgressões, expiar o pecado, cumprir as profecias e visões, etc Onde o pecado foi removido para sempre e eterna justiça é encontrado, não há sacrifício pelo pecado ou de justiça não é mais necessário. Por que um sacrifício pelo pecado, se não existe mais? Por que se deve buscar a justiça por um serviço a Deus se esta justiça já está na mão? Mas se o sacrifício ea adoração não são mais necessárias, de que uso são sacerdotes e templos? Se os padres e templos não são mais necessárias, por um povo e uma cidade que são servidos por eles? Deve evoluir

para um novo povo e da cidade que já não tem necessidade de sacerdotes tal, templo, sacrifício e culto, ou ele deve ser derrubado e destruído junto com o templo inúteis e de culto, os sacerdotes e sacrifício. Para as setenta semanas pronunciar o julgamento final e pôr fim a eles, juntamente com a cidade eo templo, os sacerdotes, sacrifício e adoração. A igreja cristã, composta de judeus e gentios, é um povo novo e uma nova Jerusalém. Esse povo sabe que o pecado foi removido inteiramente por Jesus Cristo, para que todas as profecias foram cumpridas, ea justiça eterna estabelecida. Para quem crê nele é eternamente justo, e todos os seus pecados são sempre feitas de nenhum efeito, são expiados e perdoados, como o Novo Testamento, especialmente St. Peter e St. Paul, enfatiza. Já não ouvi-lo disse: aquele que oferece ofertas de culpa ou pecado, ofertas ou outras ofertas em Jerusalém torna-se justo ou expiou seus pecados, mas agora ouvimos: "Quem crer e for batizado será salvo, mas aquele que faz não crer será condenado "[Marcos 16:16], não importa onde no mundo inteiro, ele pode ser. 68 Ele não precisa viajar para Jerusalém, não, Jerusalém tem que vir com ele. David, também, proclamou isso em Salmo 40:6: "Sacrifício e oferta tu não desejo, mas tu tens me dado um ouvido aberto" (isto é, os ouvidos do mundo, para que pudessem ouvir e crer e, portanto, ser salvo sem sacrifício, templo, e os sacerdotes). "Holocausto ea oferta pelo pecado tu não exigida Então eu disse:." Eis aqui venho; no rolo do livro está escrito de mim,. Agrada-me fazer eles, ó Deus '"Na verdade, este é o Messias, que trouxe justiça através de sua vontade e obediência. Esta é a mensagem dos livros de Moisés e de todos os profetas. Gabriel, portanto, também diz que o sacrifício não será adequada, ele declara que o Messias "será cortado e não têm nada" [Dan. 9:26]. O que será que ele não tem nada? Informe-se sobre o que está falando. Ele está falando a Daniel sobre o seu povo e sua cidade santa. Ele terá nenhum destes, de modo que sua santidade não será mais com ele e nele. Assim, o Salmo 16:04 diz: "Eu não quero suas libações de sangue, nem tomarei os seus nomes nos meus lábios." Assim também lemos em Isaías 33: "As pessoas que vão morar na nova Jerusalém será chamado * nesu awon, levatus peccato *: um povo perdoado de um pecado." E Jeremias 32 também promete outro, uma aliança nova, em que Moisés não com a sua aliança reinará, mas sim, como ele diz: "Eu lhes perdoarei a sua iniqüidade, e me lembrarei dos seus não peques mais" [Jer. 31:34]. Este é, de fato, um pacto de graça, do perdão, da remissão de todos os pecados eternamente. Que não pode, naturalmente, ser efetuada pela espada, como a sede de sangue Kokhbaites aspirar a fazer. Não, isso foi trazido para o mundo indigno por pura graça através do Messias crucificado, para a justiça eterna e salvação, como Gabriel aqui declara. Como foi dito antes, este ditado é muito rica; todo o Novo Testamento está resumido nele. Conseqüentemente, mais tempo e espaço seria necessário para expô-lo totalmente. Actualmente, será suficiente, se estamos convencidos de que é impossível entender esta declaração como uma referência a qualquer outro Messias ou rei do que o nosso Senhor Jesus de Nazaré. Isto é verdade também para a razão que, naquela época, na última semana, nenhum outro Messias que este foi morto, pois, como palavras de Daniel indicam claramente, deve haver um Messias que foi morto naquele momento. E, finalmente, dizendo também Ageu cabe mais ninguém. Para de vez em Ageu não havia ninguém que pudesse com a menor plausibilidade ser chamado de "o * * chemdath de um gentios a", seu prazer e consolo, exceto este Cristo Jesus sozinho. Por 1.500 anos os gentios têm encontrado o seu conforto, alegria e prazer nele, como nós percebemos claramente e como os próprios judeus confirmar com sua maldição para os dias atuais. Pois, por que eles nos xingam? Apenas porque confessamos, elogios e enaltecem esta Jesus, o verdadeiro Messias, como o nosso consolo, alegria e prazer, de quem não ganhar, ele parted ou separados por felicidade ou desgraça, em quem e para quem vamos com confiança e voluntariamente ao vivo e morrer. E quanto mais os judeus, turcos, e todos os outros inimigos insultam e difamá-lo, quanto mais firmemente se nos apegamos a ele e ao mais caro que será para ele, como ele diz [Mateus 05:11 f.]: "Bendita és tu quando os homens vos injuriarem e vos perseguirem por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão no céu. " Todo louvor e gratidão, glória e honra ser a ele, juntamente com o Pai eo Espírito Santo, o verdadeiro Deus e verdadeiro. Amen. Assim por muito tempo um ensaio, caro senhor e bom amigo, você tem suscitado de mim com seu livreto em que um judeu demonstra sua habilidade em um debate com um cristão ausente. Ele não quis, graças a Deus, fazer isso na minha presença! Meu ensaio, espero, irá fornecer um cristão (que em qualquer caso, não tem desejo de se tornar um judeu), com material suficiente não só para defender-se contra os cegos, os judeus venenosa, mas também para se tornar o inimigo dos judeus "malícia, mentir, e maldição, e para entender não só que sua crença é falsa, mas que eles são certamente possuído por todos os diabos. Que Cristo, nosso Senhor querido, convertê-los misericordiosamente e preservar-nos firmeza e inamovível no pleno conhecimento dele, que é a vida eterna. Amen. 69

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful