Teoria sobre microondas As microondas são uma forma de energia eletromagnética não ionizante que causam movimento molecular

através da migração de íons e rotação de dipolos, sem provocar mudanças na estrutura molecular(GILMAN, 1988). Estão compreendidas entre o infravermelho e as ondas de rádio do espectro eletromagnético, cujas freqüências específicas podem ser encontradas a 915 ou 2450 MHz, de modo que não interfiram com radares ou outros aparelhos de telecomunicação (LEW ET AL., 2002). Na pesquisa ou em indústrias são permitidas quatro freqüências, em MHz: 915 25, 2450 13, 5800 75 e 22125 125, sendo a mais comum a de 2450 MHz. Esses valores foram estabelecidos por órgãos competentes como Federal Communications Comission e de acordo com International Radio Regulations , realizado em Genebra em 1959. A energia das microondas com 2450 MHz, de comprimento de onda de 12,2 cm, varia entre 600 e 700 W e a plicação desta energia produz cerca de 36 kJ por minuto (GILMAN, 1988).

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful