P. 1
Batismo Por Aspersão

Batismo Por Aspersão

|Views: 66|Likes:
Published by browbruno

More info:

Published by: browbruno on Nov 06, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/14/2009

pdf

text

original

Batismo por aspersão (CC) 1. SIGNIFICADO E SIMBOLISMO DO BATISMO: Há duas ordenanças simbólicas: Ceia do Senhor e Batismo.

A Ceia do Senhor comemora a obra redentora de Cristo na cruz do Calvário, e no batismo a água é elemento que simboliza a purificação dos pecados, pela instrumentalidade do Espírito Santo. 1.1 - Vejamos em primeiro lugar, algumas passagens que nos mostram a obra do Espírito Santo: João 3:3/5 Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade, te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no ventre de sua mãe e nascer? Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. João 16:7/8 Todavia, digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas se eu for, enviar-vo-lo-ei. E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. Há mais passagens que nos mostram que o Espírito Santo é o agente regenerador, mas julgo desnecessário, pois não há divergências neste ponto. 1.2 - Passagens que nos mostram que a água é um símbolo, tanto de purificação, como do Espírito Santo: Isaías 44:3 Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes. Ezequiel 36:25 Então espalharei água pura sobre vós, e ficareis purificados, de todas as vossas imundícias e de todos os vossos ídolos, vos purificarei. João 7:38/39 Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado. 1.3 Relação íntima entre batismo com água e batismo com o Espírito Santo: a) Segundo João Batista: Mateus 3:11 E eu, em verdade vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim, é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. Marcos 1:8 Eu, em verdade, tenho-vos batizado com água; ele, porém, vos batizará com o Espírito Santo. Lucas 3:16 Respondeu João a todos, dizendo: Eu, na verdade, batizo-vos com água; mas eis que vem aquele que é mais poderoso do que eu, a quem eu não sou digno de desatar a correia das alparcas; esse vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.

João 1:33 E eu não o conhecia, mas o que me mandou a batizar com água, esse me disse: Aquele sobre o qual vires descer o Espírito Santo, e sobre ele repousar, esse é o que batiza com o Espírito Santo. b) Segundo Jesus Cristo: Actos 1:5 Porque na verdade, João batizou com água, ma vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias. c) Segundo Pedro: Actos 10:45/48 E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. Porque os ouviam falar línguas e maravilhar a Deus. Respondeu, então, Pedro: Pode alguém porventura, recusar a água, para que não sejam batizados estes, que também receberam, como nós, o Espírito Santo? d) Outras passagens: Actos 2:38 E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo; Actos 9:17/18 E Ananias foi, e entrou na casa, e impondo-lhes as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo. E logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista, e levantando-se, foi batizado. Actos 19:4/6 Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo. E os que ouviram, foram batizados em nome do Senhor Jesus. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo, e falavam línguas e profetizavam. 1.4 O Batismo do Espírito Santo é sempre efectuado por derramamento. Além das passagens já citadas em Isaías 44:3 e Ezequiel 36:25, podemos ver em: Joel 2:28/29 E há-de ser que, depois, derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos mancebos terão visões. E, também, sobre os servos e sobre as servas, naqueles dias, derramarei o meu Espírito. Actos 2:17/18 E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos mancebos terão visões e os vossos velhos sonharão sonhos; E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e minhas servas, naqueles dias, e profetizarão. Actos 2:32/33 Deus ressuscitou a esse Jesus, do que todos nós somos testemunhas. De sorte que, exaltado pela dextra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto, que vós agora vedes e ouvis. Actos 10:45

E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. Tito 3:5/6 Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou, pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo. Que abundantemente, ele derramou sobre nós, por Jesus Cristo, nosso Salvador. CONCLUSÃO: Se o batismo cristão é, como vimos, o sinal visível do batismo com o Espírito Santo, deve ser utilizada a água, símbolo do Espírito Santo, e o derramamento, segundo a Bíblia ensina. Consideramos no entanto, pormenores secundários a quantidade de água e a forma de a utilizar, desde que a água represente o Espírito Santo que regenera o pecador, e que já tenha havido batismo do Espírito Santo, através da conversão. 2. SÍMBOLOS DA ACTIVIDADE DO ESPÍRITO SANTO. 2.1 - ÁGUA: Além das passagens já mencionadas de Joel 2:28/29 e Ezequiel 36:25/27, podemos ver em Actos 1:4/5 E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que (disse ele) de mim ouvistes. Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias. 2.2 - VENTO: João 3:8 O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz; não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito. João 20:22 E, havendo dito isto, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo. 2.3 - FOGO: Actos 2:3/4 E foram vistas, por eles, línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. 2.4 - ÓLEO: No Velho Testamento, Deus revestia temporariamente com o Espírito Santo, os profetas, sacerdotes e reis, chamados para determinada missão. Eles eram ungidos para testemunho da sua preparação. O óleo era utilizado como símbolo do Espírito Santo. Vejamos como se fazia essa unção: I Samuel 10:1 Então tomou Samuel um vaso de azeite, e lho derramou sobre a cabeça, e o beijou, e disse: Porventura te não tem ungido o Senhor por capitão e sobre a sua herdade? Mais adiante no vr.6 E o espírito do Senhor se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e te mudarás em outro homem. O próprio Jesus afirma em Lucas 4:18 O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados do coração. Portanto, o Espírito Santo estava por cima, para ungir. Podemos afirmar que Jesus Cristo foi ungido, pois Actos 10:38 afirma: Como Deus ungiu Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem. e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele. O modo bíblico de representar a acção purificadora e consagradora do Espírito Santo, é por derramamento de óleo ou água.

Em especial, no batismo de Jesus Cristo, por não ser pecador, a água utilizada não representou lavagem, mas somente consagração. Jesus Cristo, no seu batismo, foi ungido como sacerdote, profeta e rei. Este facto, é confirmado pelo capítulo 11 de Marcos, pois somente depois de ungido como sacerdote, teria autoridade para expulsar ou ensinar no Templo. Marcos 11:15/17 E vieram a Jerusalém; e Jesus, entrando no Templo, começou a expulsar os que vendiam e compravam no Templo; e derribou as mesas dos cambiadores e as cadeiras dos que vendiam pombas. E não consentia que alguém levasse algum vaso pelo Templo. E os ensinava, dizendo: Não está escrito - A minha casa será chamada, por todas as nações, casa de oração? Mas vós a tendes feito covil de ladrões. Mais adiante, em Marcos 11:27/30 E tornaram a Jerusalém, e, andando ele pelo Templo, os principais dos sacerdotes e os escribas e os anciãos, se aproximaram dele. E lhe disseram: Com que autoridade fazes tu estas coisas? Ou, quem te deu tal autoridade, para fazer estas coisas. Mas Jesus, respondendo, disse-lhes: Também eu vos perguntarei uma coisa, e respondei-me; e então vos direi com que autoridade faço estas coisas: O batismo de João era do céu ou dos homens? Respondei-me. 2.5 - POMBA: A pomba como símbolo do Espírito Santo, só aparece uma vez, que podemos ver em Mateus 3:16/17 E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele. E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu filho amado, em quem me comprazo. Ou suas passagens paralelas em Marcos 1:9/11, Lucas 3:21/22 ou João 1:32/33. Diz a Bíblia, que o Espírito Santo desceu sobre ele. 3. METÁFORAS RELATIVAS À REGENERAÇÃO A regeneração do pecador, é representada na Bíblia, por várias metáforas, em que se procura alguma semelhança entre dois objectos ou factos, caracterizando-se um, com o que é próprio do outro. Assim, a regeneração é comparada a: 3.1 Novo nascimento. João 3:3 Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo, que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. 3.2 Enxerto em Cristo, como a vara na videira. João 15:5 Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim, nada podeis fazer. 3.3 Substituição de roupa velha por nova. Efésios 4:22/24 Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; e vos renoveis no espírito do vosso sentido; e vos revistais do novo homem, que, segundo Deus, é criado em verdadeira justiça e santidade. 3.4 Crucificação do velho homem e ressurreição do novo. Romanos 6:5/8 Porque, se fomos plantados juntamente com ele, na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição. Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado. Porque aquele que está morto, está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos. Gálatas 2:20

Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo, na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim. 3.5 Sepultamento e ressurreição. Romanos 6:4 De sorte que fomos sepultados com ele, pelo batismo, na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós, também, em novidade de vida. Colossenses 2:12 Sepultados com ele no batismo, nele, também ressuscitastes, pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos. 3.6 Substituição do coração de pedra por outro de carne. Ezequiel 36:26 E vos darei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo, e tirarei o coração de pedra da vossa carne, e vos darei um coração de carne. 3.7 Edificação duma casa. Efésios 2:22 No qual, também vós, juntamente, sois edificados para morada de Deus em Espírito. 3.8 Lavar de pecados. Tito 3:5 Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou, pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo. Ezequiel 36:25 Então espalharei água pura sobre vós, e ficareis purificados de todas as vossas imundícias e de todos os vosso ídolos vos purificarei. 3.9 Cancelamento de escritura de dívida. Colossenses 2:14 Havendo riscado a cédula que era contra nós, mas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. CONCLUSÃO: O batismo significa tudo isto, mas não pode ao mesmo tempo, simbolizar tudo. Uma coisa é significar, outra é representar simbolicamente. Somente a ideia principal está simbolizada, que é o batismo do Espírito Santo, que é derramado para nossa transformação em todos estes aspectos. 4. CONSIDERAÇÕES SOBRE ALGUMAS PASSAGENS. 4.1 ROMANOS 6:1/16 Que diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? Ou não sabeis que, todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo, fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele, pelo batismo, na morte, para que, como Cristo ressuscitou dos mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós, também, em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele, na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição; Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado. Porque aquele que está morto, está justificado do pecado. Ora, se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos; sabendo que, havendo Cristo ressuscitado dos mortos, já não morre; a morte não mais terá domínio sobre ele. Pois, quanto a ter morrido, de uma vez morreu para o pecado, mas, quanto a viver, vive para Deus. Assim, também vós, considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus, nosso Senhor. Não reine, portanto, o pecado no vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências.

Nem tão-pouco apresenteis os vossos membros ao pecado, mas apresentai-vos a Deus, como vivos de entre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça. Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. Pois quê? Pecaremos, porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum. Sendo esta uma das passagens mais importantes dos defensores da doutrina imersionista, vamos chamar a vossa atenção para alguns pormenores: 4.1.1 - O assunto principal desta passagem, são os argumentos de Paulo contra os que diziam... permaneceremos no pecado, para que a graça abunde. 4.1.2 - O ser batizado com Cristo, é uma operação divina, exclusivamente espiritual, que se identifica com a regeneração, tal como ser crucificado com Cristo. O capítulo anterior, mais detalhadamente trata do batismo com água e o espiritual. 4.1.3 - Paulo não se refere a ser batizado na água, mas sim, batizado em Jesus Cristo, referindose à sua regeneração pela morte de Cristo. 4.1.4 - O sepultamento está também em linguagem figurada, tal como batizado em Cristo, crucificado com Cristo, plantado com Cristo, morto com Cristo. 4.1.5 - Se admitirmos como válidos, os argumentos imersionistas, que dizem simbolizar com o batismo o sepultamento e ressurreição de Cristo, notemos que sepultar não é enterrar, mas sim meter num sepulcro. Assim, para representar o sepultamento de Cristo, seria necessário: a)... rodar uma grande pedra para a posta do sepulcro... segundo Mateus 27:60. b) Entrar pela porta do sepulcro, portanto, na horizontal. c) Vemos também, que o corpo não foi coberto de terra, pois os lençóis e o lenço estavam intactos. 4.2 COLOSSENSES 2:8/15 Tendo cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs subtilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo. Porque nele habita, corporalmente, toda a plenitude da divindade E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade; No qual também estais circuncidados, com a circuncisão não feita por mão, no despojo do corpo da carne, a circuncisão de Cristo; Sepultados com ele no batismo, nele também, ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos. E, quando vós estáveis mortos nos pecados, e na incircuncisão da vossa carne, vos vivificou, juntamente com ele, perdoando-os todas as ofensas. Havendo riscado a cédula que era contra nós, nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente, e deles triunfou em si mesmo. Podemos chegar a idênticas conclusões, em relação a esta passagem: 4.2.1 - A passagem foi escrita para advertir contra falsas doutrina e não para doutrinar sobre o batismo. 4.2.2 - No versículo 12, sepultado está também em sentido figurado, tal como ser Cristo a cabeça (vr.10), circuncisão de Cristo (vr.11), vivificar com Cristo (vr.13), e riscar a cédula (vr.14). 4.3 - BATISMO DO EUNUCO. ACTOS 8:27/39 E levantou-se, e foi; e eis que um homem etíope, eunuco, mordomo-mór de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todos os seus tesouros, e tinha ido a Jerusalém para adoração, Regressava, e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías. E disse o Espírito a Filipe: Chega-te e ajunta-te a esse carro. E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías, e disse: Entendes tu o que lês?

E ele disse: Como poderei entender, se alguém me não ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse. E o lugar da Escritura que lia era este: Foi levado como a ovelha para o matadouro, e, como está mudo o cordeiro diante do que o tosquia, assim não abriu a sua boca. Na sua humilhação, foi tirado o seu julgamento; e quem contará a sua geração? Porque a sua vida é tirada da terra. E, respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz isto o profeta? De si mesmo ou de algum outro? Então Filipe, abrindo a sua boca e começando nesta escritura, lhe anunciou a Jesus. E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. E mandou parar o carro, e desceram, ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou. E, quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, e não o viu mais o eunuco; e, jubiloso, continuou o seu caminho. Os defensores da imersão, citam geralmente esta passagem iniciando a leitura no versículo 36, afirmando que a expressão desceram ambos à água, no versículo 38 é prova irrefutável da imersão do eunuco. No entanto, a Bíblia não diz “mergulharam” mas sim desceram. Procurando, segundo as regras da hermenêutica, uma explicação no próprio contexto, vemos no versículo 31 que Filipe subiu para o carro. Note-se que o verbo está no singular, pois só Filipe é que teve, nessa altura, de subir para o carro, para se juntar ao eunuco, que já lá estava. Na frase à água, a preposição à é a tradução da preposição grega eis, que não significa exclusivamente a imersão. Esta mesma preposição eis, aparece em Lucas 8:26 à terra dos gadarenos... em João 7:8 Subi vós a esta festa..., passagens em que não significa dentro de. Semelhantemente, saíram da água é a tradução da preposição grega ek, que não significa obrigatoriamente de dentro de. A língua grega tinha outras expressões mais enérgicas, que permitiam realçar o movimento para dentro de e de dentro de, que seriam certamente utilizadas, se fosse essa a intenção do escritor. Na língua portuguesa, está perfeitamente correcta a frase, o barco saiu da água, mesmo que não se trate dum submarino, que tenha de sair de dentro da água. Se nos lembrarmos de que estavam numa zona desértica, é fácil imaginar que desceram até junto duma fonte, ou outro sistema de afluência de água, para que a pudessem apanhar. Aliás, a própria Bíblia afirma que... chegaram ao pé de alguma água... Aceitando como válidos, os argumentos dos irmãos imersionistas, em como desceram à água é o suficiente para provar, sem margem para dúvidas, a imersão do eunuco, então, pelos seus próprios argumentos, teremos de concluir que o pastor que batiza, também deve mergulhar na água, pois o versículo 38 diz que desceram ambos à água, e no versículo 39, saíram também está no plural. 4.4 - BATISMO DE CORNÉLIO palavra. E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios, Porque os ouviam falar línguas e magnificar a Deus. Respondeu, então, Pedro: Pode alguém, porventura, recusar a água, para que não sejam batizados estes, que também receberam, como nós, o Espírito Santo? E mandou que fossem batizados em nome do Senhor. Então rogaram-lhe que ficasse com eles por alguns dias. Diz o versículo 47.....Pode alguém, porventura, recusar a água, para que não sejam batizados estes, que também receberam, como nós, o Espírito Santo? Esta passagem mostra, não só que o batismo com água seguia-se ao batismo com o Espírito Santo, como também que a água devia ser trazida ao local. Pedro sentiu que não devia negar a água para o batismo, simples símbolo da realidade do verdadeiro batismo, o batismo do Espírito Santo que Deus já lhes concedera. ACTOS 10:44/48

E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviram a

4.5 BATISMO DO CARCEREIRO DE FILIPOS ACTOS 16:30/37 E, tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar? E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa. E lhe pregaram a palavra do Senhor, e a todos os que estavam em sua casa. E, tomando-os ele consigo, naquela mesma hora da noite, lavou-lhes os vergões; e logo foi batizado, ele e todos os seus. E, lavando-os a sua casa, lhes pôs a mesa; e, na sua crença em Deus, alegrou-se com toda a sua casa. E, sendo já dia, os magistrados mandaram quadrilheiros, dizendo: Soltai aqueles homens. E o carcereiro anunciou a Paulo estas palavras, dizendo: Os magistrados mandaram que vos soltasse; agora, pois, saí e ide em paz. Mas Paulo replicou: Açoitaram-nos publicamente, e, sem sermos condenados, sendo homens romanos, nos lançaram na prisão, e agora, encobertamente, nos lançam fora? Não será assim; mas venham eles mesmos e tirem-nos fora. Este batismo do carcereiro e de toda a sua família, realizou-se cerca da meia noite, dentro da prisão. Certamente que não havia uma piscina para os presos. Também não é credível um depósito de água com dimensões suficientes, e mesmo que houvesse, não iriam contaminar a água para os presos beberem, com a imersão duma família. Diz o versículo 33... e logo, foi batizado..., descrevendo uma acção imediata, não dando tempo para uma saída para fora da cidade. Aliás, o versículo 37 confirma que Paulo não saiu da prisão, ou então teve uma atitude hipócrita para com os magistrados. 4.6 - BATISMO DE PAULO ACTOS 9:17/19 E Ananias foi, e entrou na casa, e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo. E logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi batizado. E, tendo comido, ficou confortado. E esteve Saulo alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco. O versículo 18 dá a entender que Paulo foi batizado de pé, quando diz: ...e, levantando-se, foi batizado. É a tradução da palavra grega anastas, e os gramáticos dizem que o particípio representa um acto realizado ao mesmo tempo ou imediatamente a seguir à acção indicada no verbo principal. Até o versículo 19 confirma esta ideia, ao afirmar: E tendo comido..., o que dá a ideia de que foi batizado e comeu antes de sair de casa. 5. SIGNIFICADO DA PALAVRA BATISMO. Transcrevemos algumas frases de esclarecimento do Dicionário Bíblico de Davis: Batismo é o rito de lavar com água, significando a purificação religiosa ou consagração a Deus, e era usado pelos israelitas com muita frequência, conforme as prescrições legais. Na nossa Bíblia, o termo original está muitas vezes traduzido por lavar: Levítico 15:16 Também o homem, quando sair dele a semente da cópula, toda a sua carne banhará com água, e será imundo até à tarde. Levítico 17:15 E toda a alma entre os naturais ou entre os estrangeiros, que comer corpo morto ou dilacerado, lavará os seus vestidos, e se banhará com água, e será imunda até à tarde; depois será limpa. Levítico 22:5/6 Ou qualquer que tocar em algum réptil, pelo que se fez imundo, ou a algum homem, pelo que se fez imundo, segundo toda a sua imundícia. O homem que o tocar será imundo até à tarde, e não comerá das coisas santas, mas banhará a sua carne em água.

Números 19:7/8 Então o sacerdote lavará os seus vestidos, e banhará a sua carne em água, e depois entrará no arraial, e o sacerdote será imundo até à tarde. Também o que a queimou, lavará os seus vestidos com água, e em água banhará a sua carne, e imundo será até à tarde. Praticavam-se ainda outras ablações, sancionadas pelos usos e costumes sociais: Marcos 7:3/4 Porque os fariseus, e todos os judeus, conservando a tradição dos antigos, não comem sem lavar as mãos muitas vezes. E, quando voltam do mercado, se não se lavarem, não comem. E muitas outras coisas há que receberam para observar, como lavar os copos e os jarros, e os vasos de metal e as camas. Hebreus 9:10 Consistindo somente em manjares e bebidas e várias abluções e justificações da carne, impostas até ao tempo da correcção. Hebreus 9:19/21 Porque, havendo Moisés anunciado a todo o povo todos os mandamentos segundo a lei, tomou o sangue dos bezerros e dos bodes, com água, lã purpúrea e hissope, e aspergiu tanto o mesmo livro como todo o povo. Dizendo: Este é o sangue do testamento que Deus vos tem mandado. E, semelhantemente, aspergiu com sangue o tabernáculo e todos os vasos do ministério. Embora a palavra batismo, derive do verbo grego baptizo, que significa etimologicamente imergir, o seu significado no tempo de Cristo, já era diferente, podendo significar imergir, tingir, aspergir, derramar, salpicar e lavar. 6. CONSIDERAÇÕES FINAIS. Cremos que o batismo foi instituído por Deus para benção de todos os crentes e que é simples símbolo do verdadeiro batismo, o batismo do Espírito Santo, que é derramado sobre nós. Embora creia no batismo do Espírito Santo e na sua representação simbólica pelo batismo por aspersão, não é essa simples diferença no significado da água, com suas consequências na sua quantidade que me impede de estar em comunhão com irmãos imersionistas. Só tenho dificuldade de estar em comunhão espiritual com quem se considere mais espiritual ou mais bem batizado por ter recebido o batismo de imersão ou o batismo de aspersão. Que estes estudos sobre a forma de batismo, possam servir para mútuo conhecimento e compreensão entre o Povo do Senhor. Camilo - Marinha Grande

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->