Unidade de Saúde Pública do Alentejo Litoral—Núcleo de Santiago do Cacém

De acordo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil, uma vaga de frio é produzida por uma massa de ar frio e geralmente seco que se desenvolve sobre uma área continental. Durante estes fenómenos ocorrem reduções significativas, por vezes repentinas, das temperaturas diárias, descendo os valores mínimos abaixo dos 0ºC no Inverno. Estas situações estão geralmente associadas a ventos moderados ou fortes, que ampliam os efeitos do frio.

Proteja-se do Frio

Em Portugal, a sua presença está geralmente associada ao posicionamento do anticiclone dos Açores próximo da Península Ibérica ou de um anticiclone junto à Europa do Norte.

Unidade de Saúde Pública do Alentejo Litoral
Endereço:
Rua Hospital Conde Bracial 7540-166 Santiago do Cacém Tel: 269750311 Fax: 269750291 Em caso de Emergência contacte:

Linha saúde 24:808

24 24 24

Recomendações

Grupos Vulneráveis
• População com idade superior a 75 anos; • Bebés e crianças com idade inferior a 5 anos; • Pessoas acamadas e com défice de mobilidade; • Pessoas com doenças crónicas, em especial cardíacas, vasculares, respiratórias, reumáticas, diabetes e doenças da tiróide; • Pessoas com doenças agudas; • Pessoas que vivem sozinhas ou isoladas e pessoas sem-abrigo; • Pessoas em condições sociais e económicas desfavorecidas; • Pessoas que vivem em condições habitacionais com défice de conforto térmico; • Pessoas que estão ao ar livre, expostas ao frio intenso por razões laborais, desportivas e/ ou de lazer.

Exposição ao Frio

• Mantenha o vestuário seco; • Use várias camadas de roupa; • Use calçado adequado que evite o risco de queda; • Evite molhar os pés e consequentemente o seu arrefecimento; • Proteja extremidades, mãos, pés e cabeça; • Na condução tenha em atenção o estado do piso molhado e escorregadio, possível formação de lençóis de água, formação de gelo, congestionamentos de trânsito e redução da visibilidade de forma a evitar acidentes; • Mantenha a habitação bem ventilada; • Tenha especial cuidado com o Monóxido de Carbono produzido na queima de madeiras nas lareiras; • Tenha cuidado com as infiltrações e humidades, as quais favorecem o desenvolvimento de microrganismos (bolores, fungos, leveduras e ácaros) que podem originar alergias e infeções respiratórias; • Após as chuvas providencie a eliminação de acumulações de água com detritos orgânicos; • Tenha redobrada atenção com os idosos, as crianças e doentes crónicos; • Limite as atividades ao ar livre ou em dias de muito vento.

A exposição excessiva ao frio pode resultar diretamente em situações de hipotermia e de golpe de frio ou enregelamento, sendo também responsável pelo aparecimento de doenças como a gripe, bronquites e pneumonias e agravamento de doenças crónicas sobretudo cardíacas, respiratórias e reumáticas. Os períodos de frio intenso são também responsáveis pela ocorrência de maior número de acidentes, quer de viação pela formação de gelo ou neve, quer domésticos pela deficiente utilização dos meios de aquecimento (intoxicações por monóxido de carbono e queimaduras especialmente em crianças e idosos).

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful