Especificação técnica

Tela inicial

Norma

Nossa Filosofia Áreas de Atuação História Unidades Industriais Informações Certificação da Qualidade Endereços

UMA EMPRESA PREPARADA PARA UM MUNDO NOVO
Todas as informações fornecidas nesse segmento do CD ROM-ABNT são de responsabilidade da Furukawa e sujeitas a alterações sem aviso prévio.

FURUKAWA

Com os avanços da tecnologia e dos hábitos de consumo, cada vez mais estão surgindo demandas nas áreas de transmissão de energia, voz, imagens e dados. As novas aplicações da tecnologia estão gerando profundas alterações econômicas e culturais e, em conseqüência, grandes oportunidades de negócios. Em contrapartida, ocorre uma elevação dos níveis de exigência em termos de qualidade e confiabilidade por parte de usuários, empresas e organizações. Essa é a missão da FURUKAWA: fornecer soluções com produtos e serviços para transporte e distribuição de informação, comunicação e energia para o mercado globalizado, com competência e inovação. Um trabalho que vem desenvolvendo desde 1974 no Brasil, com investimentos contínuos em pesquisa e desenvolvimento, implantação de unidades industriais e fabricação de produtos que são reconhecidos por todo o mercado, pelo seu alto desempenho, preços justos e qualidade total. A FURUKAWA tem um compromisso com a satisfação de seus clientes.

Clique aqui para conhecer, em detalhes, a Linha de Produtos FURUKAWA para Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica
Visite nosso site na Internet: www.furukawa.com.br

Especificação técnica
Ao clicar no botão correspondente, você vai ter informações completas sobre cada segmento de produtos que a FURUKAWA fabrica.

Tela inicial

Norma

FURUKAWA
QUALIDADE EM PRODUTOS PARA TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA: A FURUKAWA É ESPECIALISTA NESTE ASSUNTO.
Desde 1974, quando da implantação de sua primeira unidade industrial, voltada para a fabricação de cabos de alumínio, a marca FURUKAWA está associada a soluções para o setor de transmissão e distribuição de energia elétrica. Esta foi a primeira área de atuação da empresa no Brasil e que continua contribuindo para sua sólida posição dentro do mercado. Nesta área a FURUKAWA oferece uma completa linha de produtos, de qualidade comprovadamente superior, e também atua na prestação de serviços, o que inclui o planejamento e a instalação de redes de transmissão. Seja nos segmentos de distribuição ou de transmissão de energia elétrica, a FURUKAWA tem as soluções adequadas, que somente poderiam ter sido desenvolvidas por quem conhece profundamente os desafios da energia no Brasil.
Visite nosso site na Internet: www.furukawa.com.br

Cabos para Transmisão de Energia Elétrica Cabos para Distribuição de Energia Elétrica
Todas as informações fornecidas nesse segmento do CD ROM-ABNT são de responsabilidade da Furukawa e sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Especificação técnica

Tela inicial

Norma

Nossa Filosofia Áreas de Atuação História Unidades Industriais Informações Certificação da Qualidade Endereços

FURUKAWA
TECNOLOGIA. EXPERIÊNCIA. SOLIDEZ. O TRIPÉ ONDE SE APÓIA A QUALIDADE FURUKAWA.
Pioneirismo e liderança são marcas da FURUKAWA em sua atuação a nível mundial. Para alcançar essa posição diferenciada dentro do mercado a empresa realiza grandes investimentos em tecnologia de fabricação, pesquisa e desenvolvimento, o que garante o nível de excelência dos produtos que levam sua marca. Mas alta tecnologia somente não basta; num cenário cada dia mais competitivo é preciso contar com a experiência de quem conhece profundamente o mercado, para poder prever os rumos de seu futuro e realizar investimentos que antecipem as necessidades de clientes e usuários. Por fim, a FURUKAWA tem na sua solidez e na seriedade que trata seus negócios e compromissos um ponto fundamental da sua filosofia de atuação. Uma história de sucesso que completa 25 anos no Brasil.

Instalação e Manutenção de Sistemas . acessórios e equipamentos para sistema Broadband SISTEMAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO FCS . Projeto.Linha completa de cabos. O know-how FURUKAWA nos setores onde atua e.Linha de cabos de alumínio nu e isolados em PVC. nas necessidades e exigências dos mercados brasileiro e sul-americano. máquinas de emenda óptica SISTEMAS DE FAIXA LARGA FBS .FURUKAWA CABLING SYSTEM . fazem com que a marca seja reconhecida como padrão de excelência nos seguintes setores: TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA . Gerenciamento. voz.FURUKAWA BROADBAND SYSTEM . PE ou XLPE.Linha completa de cabos e componentes para redes de comunicação de dados ENGENHARIA E PROJETOS DE SISTEMAS DE COMUNICAÇÃO .Cabos telefônicos. classe 0. especialmente. ópticos e acessórios. dados e imagens.Cabos cobertos anti-tracking para regiões arborizadas REDES DE TELECOMUNICAÇÕES .Consultoria.6/1 kV . metálicos.Especificação técnica Tela inicial Norma Nossa Filosofia Áreas de Atuação História Unidades Industriais Informações Certificação da Qualidade Endereços ÁREAS DE ATUAÇÃO FURUKAWA Você pode contar com a qualidade dos produtos FURUKAWA em todas as áreas que envolvam a distribuição e transmissão de energia elétrica.

Ltd. fabricando cabos de alumínio em sua unidade industrial de Lorena. A empresa é líder na fabricação de cabos eletrônicos e é pioneira na implantação de sistemas para faixa larga. Para a FURUKAWA. e Mitsui Co. A qualidade FURUKAWA no Brasil está presente em grandes obras nos setores de telecomunicações.. a FURUKAWA iniciou sua atuação no Brasil em 1974.. em Curitiba. parceiros e fornecedores pela sua seriedade e qualidade dos produtos que oferece. Ltd.. o que pode ser medido pela recente inauguração de sua nova unidade industrial de cabos ópticos em Curitiba. transmissão e distribuição de energia elétrica. interior do estado de São Paulo.Especificação técnica Tela inicial Norma Nossa Filosofia Áreas de Atuação História Unidades Industriais Informações Certificação da Qualidade Endereços FURUKAWA HISTÓRIA. . Em 1977 inaugurou uma das mais modernas fábricas de cabos telefônicos da época.. Ligada aos grupos Furukawa Electric Co. até estabelecer uma marca de liderança em qualidade e ser reconhecida por clientes. o futuro está só começando. A FURUKAWA acredita e investe no potencial do nosso país. empresas japonesas com larga experiência no mercado de energia e telecomunicações. Desde então a empresa vem evoluindo dia após dia.

ou seja. ela passou a comportar a maior e mais moderna fábrica de cabos ópticos da América Latina.200 toneladas de cabos por ano. com equipamentos e processos de última geração. acessórios e equipamentos para Telecomunicações. cabos. Comunicação de Dados e Sistemas de Faixa Larga. Está equipada com maquinário adequado para a manufatura de produtos de alta qualidade e performance. Com sua recente ampliação em janeiro de 99. com o apoio de um departamento de pesquisa e controle da qualidade. Nessa planta são geradas as Soluções Integradas em Comunicação e Informação. Unidade Lorena Unidade Curitiba . Possui um padrão de excelência na fabricação. Com 55 mil metros de área construída. Em termos de cabos de fibra óptica é detentora da mais alta tecnologia e de uma significativa capacidade de produção de 1.Especificação técnica Tela inicial Norma Nossa Filosofia Áreas de Atuação História Unidades Industriais Informações Certificação da Qualidade Endereços FURUKAWA UNIDADES INDUSTRIAIS É responsável pela produção de cabos de alumínio nu e isolado para transmissão e distribuição de energia elétrica. Sua capacidade é de 31. a Unidade Industrial da Furukawa em Curitiba pode ser considerada uma referência para a indústria brasileira.000.000 de km de fibras por ano.

Especificação técnica Tela inicial Norma Nossa Filosofia Áreas de Atuação História Unidades Industriais Informações Certificação da Qualidade Endereços FURUKAWA INFORMAÇÕES Número de Funcionários: 1.000.000 km fibra/ano Cabos Metálicos: 12.5% do faturamento Investimento Anual em Pesquisa e Desenvolvimento: De 2 a 3% sobre o faturamento total da empresa .000 km veia/ano Investimento Anual em Treinamento Externo: 0.200 (estimados) Capacidade de Produção: Cabos Ópticos: 1.000.

Também no mesmo ano a fábrica de Condutores Elétricos. de nossos clientes. Por isso a empresa investe constantemente no treinamento e preparação de sua equipe de funcionários e na disseminação de Política da Qualidade processos padronizados. a unidade industrial de Lorena conquistou da DNV (Det Norske Veritas). . a Certificação Internacional do Sistema da Qualidade. recebeu o Certificado Internacional de acordo com os requisitos da norma ISO 9002. de Lorena.Especificação técnica Tela inicial Norma Nossa Filosofia Áreas de Atuação História Unidades Industriais Informações Certificação da Qualidade Endereços GARANTIA DA QUALIDADE CERTIFICADA INTERNACIONALMENTE Qualidade para a FURUKAWA é questão de princípio. o Certificado Internacional ISO 14001. atendendo e Internacional do Sistema da Qualidade pela DNV (Det Norske Veritas). E não superando as necessidades parou por aí. Furukawa Em 1990. a FURUKAWA foi a primeira empresa do setor de cabos elétricos Buscar e manter a liderança e eletrônicos a receber o Certificado ISO 9001 do INMETRO. que são auditados freqüentemente. Em 1995.UL. FURUKAWA . em fevereiro de 1994. a fábrica de Curitiba recebeu do Underwriters Laboratories Inc. Em 1998. através da ABS (Quality Evaluations Inc). a Certificação produtos. conforme ISO 9001. A fábrica de Curitiba em qualidade dos nossos e a Matriz em São Paulo receberam.

1.com. 820 Cidade Industrial .CEP 04511-001 Tel.:(021) 516-3905 Fax:(021) 233-5128 SALVADOR/BA Av. São Geraldo . Centro . Iguatemi 1 .CEP 81450-140 Tel. Tancredo Neves.CEP 81450-140 Tel. 71 Imbiribeira .salas 707/708 Mangabeiras .BL. 3924 .c.CEP 51200-070 Tel.:(071) 359-9544 Fax:(071) 359-9546 CENTROS DE PRODUÇÃO CURITIBA/PR R. Hasdrubal Bellegard.:(051) 337-5533 Fax:(051) 337-5492 RECIFE/PE R. Afonso Pena.CEP 90230-180 Tel.CEP 30130-009 Tel. 413 V.:(041) 341-4200 Fax:(041) 341-4141 LORENA/SP Rod. 820 Cidade Industrial . km 55.s.CEP 81450-140 Tel. 1. s/nº .:(031) 225-5266 Fax:(031) 221-9466 CENTRAL DE SERVIÇO AO CLIENTE: INTERNET: http://www. Rio Branco.Especificação técnica Tela inicial Norma Nossa Filosofia Áreas de Atuação História Unidades Industriais Informações Certificação da Qualidade Endereços FURUKAWA DDG 0800 .CEP 20009-003 .209 . 801 B. 820 Cidade Industrial .CEP 41826-900 Tel.:(041) 341-4297 Fax:(041) 341-4203 PORTO ALEGRE/RS R.:(012) 550-2000 Fax:(012) 553-1933 CURITIBA/PR R.:(041) 341-4200 Fax:(041) 341-4141 CENTRO DE GERAÇÃO DE NEGÓCIOS SÃO PAULO/SP R.:(081) 339-4177 Fax:(081) 339-4637 RIO DE JANEIRO/RJ Av. Afonso Brás.479 .5 CEP 12600-000 Tel. Nova Conceição . Ernesto da Fontoura.A .:(011) 828-4700 Fax:(011) 828-4848 REGIONAIS: BELO HORIZONTE/MG Av.s.412100 MATRIZ CURITIBA/PR R. Hasdrubal Bellegard.furukawa.504 Centro Emp.br Tel. Hasdrubal Bellegard. 45 . Presidente Dutra.12º and. Jamaica.

representando grande economia em relação ao uso de outros materiais condutores.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS PARA TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA O cabo de alumínio. você terá informações técnicas completas sobre cada produto FURUKAWA. como condutor de energia elétrica. cuja Qualidade FURUKAWA capacidade de transmissão é 50% superior aos convencionais. a FURUKAWA tem buscado aperfeiçoar seus produtos. apresenta excelentes características mecânicas e elétricas. colaborando com sua qualidade para que as geradoras possam dar maior aproveitamento às linhas que já estão sobrecarregadas. tem oferecido ao mercado a opção de cabos termo-resistentes. Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Ao clicar no botão correspondente. Com o aumento da demanda por energia elétrica em nosso país. Neste Conheça mais sobre a sentido. Fios Sólidos de Alumínio Cabos Condutores de Alumínio Nu sem Alma de Aço (CA) Cabos Condutores de Alumínio Nu com Alma de Aço (CAA) Ligas de Alumínio Cabos Condutores de Alumínio Nu com Alma de Aço Tipo Extra-Forte (CAA) .

mecânicas e elétricas. fundamental em projetos que envolvem grandes volumes de material. Suas características de condutividade.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA FIOS SÓLIDOS DE ALUMÍNIO Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Os fios sólidos são utilizados na distribuição aérea de energia elétrica. garantem uma excelente relação custo/benefício. Características Técnicas Limites de Resistência à Tração e Alongamento (ASTM-B-230) .

4 1 Diâm et r o Nom inal d o Fio ( m m ) AWG FURUKAWA Notas Fio d e Alum ínio p ar a Fins Elét r icos ( Alum ínio 1 3 5 0 ) Peso Nom inal ( kg /km ) 3 .7 8 4 8 5 .1 8 .3 0 1 6 .5 5 .9 2 2 .6 3 8 .2 1 7 .6 2 5 .6 7 4 .5 4 7 .3 1 4 .9 1 1 .3 7 9 3 2 .0 6 0 7 0 .1 1 4 .0 5 2 .6 R esist ência Elét r ica C .6 2 7 1 1 3 .1 7 5 .3 1 2 .2 9 1 .6 7 3 3 .3 7 1 0 .3 5 Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1 .6 2 8 .6 8 6 7 1 .8 3 2 .0 8 2 .6 6 7 0 Dur o H1 9 3 /4 Dur o H1 6 / H2 6 1 /2 Dur o H1 4 / H2 4 C ar g a d e R up t ur a Nom inal ( kg ) 27 42 52 64 79 96 119 147 181 225 283 357 440 555 700 16 25 32 40 50 63 80 100 127 160 201 254 320 404 509 14 22 28 35 44 55 70 88 111 140 176 222 280 353 445 16 1 .5 3 5 .5 4 9 8 6 .9 1 1 4 .9 4 5 .7 7 2 1 .7 6 7 7 8 .6 8 0 4 2 .2 6 6 .5 8 2 6 1 0 .2 6 5 1 3 .6 7 .3 1 4 .1 9 5 .2 6 3 . a 20º C ( Ohm s/km ) 2 1 .3 7 4 0 4 .3 0 2 .1 5 2 6 .9 1 3 .3 5 7 .Especificação técnica Tela inicial Norma FIOS SÓLIDOS DE ALUMÍNIO Características Técnicas Bit ola d o Fio Secção Tr ansver sal ( m m 2) 1 .8 3 6 .8 4 1 2 0 .6 2 4 2 .6 3 3 .1 9 0 .6 3 1 .3 3 7 7 1 .2 7 2 .1 2 6 6 1 .5 5 1 3 .C .5 9 2 .

8 1 1 3 .2 6 7 .3 1 8 .6 1 .9 1 8 .2 1 6 .2 7 0 a 0 .0 1 9 .0 3 3 2 .4 1 7 .6 1 7 .3 3 5 5 .5 1 6 .0 1 9 .5 5 7 3 .9 1 .7 1 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA FIOS SÓLIDOS DE ALUMÍNIO Alumínio Duro (1350 .3 1 .7 2 0 .5 1 .5 4 0 a 2 .2 8 6 a 2 .5 1 6 .5 1 .8 1 0 a 3 .0 4 8 a 2 .8 1 .7 9 4 a 2 .9 1 8 .0 6 5 4 .3 3 4 a 4 .2 1 6 .2 7 1 1 .9 1 6 .2 8 7 2 .2 2 .6 1 9 .H19) Diâmet ro d os Fios (mm) Limit e d e Resist ência à Tração (kg /mm2) Méd ia p or Lot e 6 .5 1 6 .9 1 7 .5 1 .7 7 9 1 6 .6 Valor Ind ivid ual 1 5 .7 9 5 2 .5 2 4 a 1 .0 3 2 a 1 .2 1 7 .2 Along ament o Mínimo (% em 250 mm) 2 .0 6 4 a 3 .0 2 0 .5 5 6 a 3 .5 2 5 1 .8 1 6 .9 1 7 .2 1 7 .3 1 9 .0 1 6 .2 - Limites de Resistência à Tração e Alongamento (ASTM-B-230) Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Clique aqui para continuação das tabelas Notas 1 .0 4 9 3 .0 1 .5 4 1 2 .3 1 9 .6 0 4 a 5 .4 1 .7 7 8 a 1 .

5 4 0 a 0 .1 Tolerâncias no Diâmet ro d os Fios Diâmet ro Nominal (mm) d e 6 .5 Máximo 1 4 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA FIOS SÓLIDOS DE ALUMÍNIO Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Alumínio 3/4 Duro (1350-H16 ou H26) Limit e d e Resist ência à Tração (kg /mm2) Mínimo 1 2 .5 4 0 inclusive d e 2 .6 0 4 a 2 .0 Máximo 1 5 .9 1 4 inclusive Variação Permissível ± 1% ± 0 .0 2 5 m m Limites de Resistência à Tração e Alongamento (ASTM-B-230) Clique aqui para início das tabelas .5 Alumínio 1/2 Duro (1350-H14 ou H24) Limit e d e Resist ência à Tração (kg /mm2) Mínimo 1 0 .

requisitos fundamentais numa área de alta exigência técnica.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO (CAA) Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Os cabos com alma de aço caracterizam-se por possuírem elevada resistência mecânica e alta capacidade de corrente elétrica. Para aplicação em linhas de transmissão sujeitas a intempéries e à força dos ventos. como a de energia elétrica. este tipo de cabo garante durabilidade e confiabilidade. Características Técnicas Padrões de Embalagem .

121 Diâmet ro Nominal (mm) Alma d e Aço 1 .0 1 3 1 .4 1 1 0 .7 7 2 1 .4 2 1 6 .2 3 2 .356 26x2.002 7x2.0 3 1 0 7 .887 6x2.3 6 6 .1 2 3 9 .496 6x1.091 7x1.5 6 8 .4 Notas C arg a d e Rup t ura (kg f) C lasses C lasse A 343 431 539 673 844 1 .6 Aço 3 2 .3 1 1 5 .2 8 Alumínio 2 3 .0 4 1 1 .0 6 9 .9 6 7 .2 0 1 2 5 .247 1x4.7 1 9 2 4 2 .2 5 4 .2 6 7 6 1 0 .000 1x3.6 3 4 2 .9 1 7 1 .9 4 2 .6 6 9 9 .2 5 3 1 .7 7 1 2 .3 2 9 4 .8 9 2 .0 0 1 0 .0 9 5 .9 3 6 .1 3 2 .4 2 6 0 3 0 .8 2 6 6 .2 6 8 .1 3 2 .6 7 6 4 4 0 .1 9 0 5 8 Wren Warb ler Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Turkey Thrush Swan Swallow Sp arrow Rob in Raven Quail Pig eon Peng uin Waxwing Owl Part rid g e Ost rich .6 6 7 .2 4 4 9 .7 6 1 C lasse B 334 420 526 657 821 1 .9 6 7 .2 3 7 2 .333 1x1.3 2 9 2 .4 3 4 .1 1 9 4 .9 6 7 .0 9 1 4 2 .0 1 6 .2 Peso Nominal (kg /km) Aço 1 0 .2 3 2 .4 1 4 6 .2 1 9 3 .4 6 1 6 .8 6 1 4 .4 8 6 2 .Clique aqui para Continuação C ód ig o Bit ola AWG ou MCM 8 7 6 5 4 3 2 1 1/0 2/0 3/0 4/0 2 6 6 .8 6 7 .1 9 1 5 2 .8 5 4 0 5 0 .4 3 4 3 .9 1 0 3 .9 8 8 2 .3 2 1 5 .7 5 4 6 .5 7 2 4 .8 3 1 .4 0 8 3 .770 18x3.782 1x4.672 6x3.786 7x2.9 8 6 .6 5 5 .371 1x3.782 6x4.6 9 1 5 2 .5 0 1 .7 1 7 .4 7 3 .5 1 6 7 .3 5 6 4 1 .0 0 3 .1 1 3 .2 9 2 .4 4 6 .1 3 2 .8 2 7 .496 1x1.770 1x3.0 0 4 .8 6 7 .2 1 3 2 5 0 .0 4 5 .0 1 Tot al 9 .1 1 1 1 .5 3 6 0 2 0 .3 6 Tot al 4 .0 5 8 .9 6 7 .8 8 5 .0 7 1 6 .0 7 4 4 .2 1 3 9 .2 7 3 4 .8 3 0 0 .1 3 2 .8 1 8 5 .0 2 8 .1 5 2 6 .1 9 1 3 5 .5 8 4 Resist ência Elét rica a 20 ºC Nominal (Ohm/km) 3 .0 2 3 3 .8 6 7 .2 1 4 3 0 0 .672 1x3.573 26x2.6 6 6 .5 5 1 3 .247 6x4.6 1 2 1 .679 6x1.1 3 2 .0 7 5 6 6 0 .7 7 3 .0 5 8 .333 6x1.2 4 3 0 .9 2 9 2 .091 6x5.3 7 3 .4 2 7 8 .9 6 7 .6 8 3 1 .2 9 0 1 .118 6x2.0 2 9 .8 1 3 5 .6 8 1 .6 2 6 .7 8 4 .7 1 0 6 7 1 .3 9 2 5 .1 3 2 .1 3 2 .5 8 7 .1 1 7 2 .2 1 4 3 0 0 .1 5 6 9 9 1 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO (CAA) Características Técnicas .9 6 7 .4 Porcent ag em no Peso Tot al Alumínio 6 7 .4 9 5 .6 7 3 .4 1 3 7 .2 3 1 7 6 .7 8 6 3 .0 0 2 3 .1 9 1 3 5 .8 2 6 6 .6 3 7 4 .6 7 3 3 .887 1x2.3 5 7 .3 2 7 2 .9 1 3 .000 6x3.2 Tot al 3 3 .1 4 8 .8 5 1 1 .3 3 7 0 3 0 .0 7 3 .Tabela 1/4 .1 2 4 5 .371 6x3.3 0 1 7 .6 4 2 1 .9 6 7 .7 4 Alumínio 6x1.5 6 6 1 .3 0 1 6 .3 5 1 2 .3 8 2 .0 Secção Transversal Encord oament o ( m m 2) Nº d e Fios x Diâmet ro Alumínio 8 .4 3 7 4 .5 3 1 .4 2 7 4 7 2 .6 4 3 .4 4 8 5 .1 3 2 .9 9 4 5 .6 5 3 .380 1x2.9 6 7 .5 1 1 9 .3 3 1 .2 3 2 .3 7 1 0 .3 1 1 6 .2 2 1 3 5 .5 4 3 3 .7 4 1 4 .1 2 2 .679 1x1.6 6 8 3 .380 6x2.118 1x2.4 1 0 7 .2 2 1 .7 3 1 5 7 .728 Aço 1x1.4 1 5 3 .

8 9 8 5 .868 26x3.540 1x3.9 1 .5 1 0 4 .9 Tot al 6 9 9 .2 7 6 2 .7 0 2 4 1 .4 2 2 5 5 .1 Alum ínio 6 0 .388 7x2.1 1 9 8 6 0 .8 8 2 0 .5 5 5 6 .4 1 .Clique aqui para Continuação C ód ig o Bit ola AWG ou MCM Encord oam ent o Secção Transversal Nº d e Fios x Diâm et ro ( m m 2) (mm) Alum ínio 1 5 2 .179 7x2.2 2 0 7 .7 4 8 .1 9 1 0 5 0 .3 2 8 .279 18x4.8 0 2 8 .1 8 7 .8 7 1 9 .6 9 7 6 .1 4 3 8 3 0 .Tabela 2/4 .5 7 .5 8 2 4 .1 1 9 2 8 0 .4 9 2 7 .4 5 5 7 .716 Aço 7x2.8 7 7 6 .203 30x3.1 4 0 .7 8 2 2 .4 1 2 4 1 .6 1 3 .6 1 1 9 .8 4 7 4 .6 1 3 .0 7 7 0 .5 2 2 3 4 .924 1x4.0 6 6 .0 4 2 9 8 .8 4 4 .5 3 9 7 .4 3 3 6 .9 5 2 3 .5 6 6 6 .2 1 4 8 .2 1 2 1 .7 8 1 7 .7 0 2 5 3 .5 2 3 2 7 .465 7x2.0 5 2 8 1 .6 2 3 .0 1 1 7 0 .5 5 5 5 .1 7 2 1 0 .4 8 6 .4 3 5 8 .3 7 8 4 .203 7x3.0 5 5 6 .1 0 3 1 2 .1 6 9 9 6 0 .0 4 7 7 .9 3 6 6 .6 6 4 2 .1 8 2 4 8 .1 0 2 2 4 0 .0 7 3 .1 3 2 7 3 .2 6 1 7 .1 7 3 8 .1 4 3 8 3 0 .4 7 0 3 .9 0 3 6 .774 7x2.1 4 4 1 8 0 .6 6 0 .2 2 8 5 .2 6 8 .1 6 5 .7 6 8 8 .8 3 1 .0 2 0 3 .774 24x3.4 7 3 .4 4 0 6 .6 3 1 .5 4 7 7 .4 1 2 0 1 .1 4 3 1 3 0 .690 18x3.5 2 6 .1 6 7 1 .5 3 Alum ínio 4 2 2 .3 5 2 8 1 .3 2 3 6 .9 8 2 8 1 .7 9 5 1 1 .4 5 1 9 8 .581 26x3.5 6 0 .6 3 9 .9 9 1 4 .139 30x2.5 5 4 3 .1 2 4 8 .2 5 6 Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Merlin Linnet Oriole C hickad ee Brant Ib is Lark Pelican Flicker Hawk Hen Heron Osp rey Parakeet Dove .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO (CAA) Características Técnicas .5 7 3 .6 1 2 2 7 .7 0 2 4 1 .9 8 7 1 0 .2 9 1 8 .4 3 9 .4 5 2 0 1 .6 2 6 .888 30x2.0 3 9 .2 6 8 .1 7 8 1 .5 6 0 .4 8 6 .5 4 7 .5 3 9 7 .1 4 7 .9 3 3 Tot al 1 7 .1 2 0 1 5 0 .4 1 2 0 1 .924 18x4.6 7 7 7 .4 9 2 1 .5 Resist ência Elét rica a 20 ºC Nom inal (Ohm /km ) 0 .4 3 9 7 .4 6 2 9 7 .1 1 9 8 6 0 .6 7 Peso Nom inal (kg /km ) Porcent ag em no Peso Tot al Notas C arg a d e Rup t ura (kg f) C lasses C lasse A C lasse B 6 .0 5 0 0 .7 3 8 .2 4 2 1 2 .5 7 3 .4 3 3 6 .7 6 6 9 .9 3 0 7 .245 7x2.8 8 3 3 .9 8 Tot al 1 8 7 .4 6 6 9 .0 4 7 1 .5 7 3 1 0 .1 1 2 .1 7 0 3 7 0 .9 4 7 3 .4 8 1 7 9 .0 4 7 7 .3 8 6 .5 3 9 7 .472 7x2.5 3 9 .540 18x3.3 5 0 7 .5 Aço 3 9 .4 7 6 .4 6 0 .1 1 1 3 .269 26x3.3 4 4 1 .3 6 1 8 .1 6 8 .9 3 6 7 .465 24x3.279 1x4.9 2 5 5 .3 8 0 9 .578 7x2.8 3 1 8 .5 2 4 6 .5 3 9 .8 3 1 .0 8 1 3 .0 4 7 7 .5 5 5 9 .8 2 8 5 .9 3 Alum ínio 30x2.891 Diâm et ro Nom inal (mm) Alm a d e Aço 7 .4 1 2 0 1 .1 0 2 7 4 0 .5 5 5 6 .135 7x2.4 5 1 7 0 .3 7 3 .2 1 2 3 .4 8 6 .675 7x3.7 0 2 4 1 .1 1 4 6 3 0 .3 9 2 7 .3 7 8 1 .4 2 2 2 .1 0 2 7 4 Pip p er 3 0 0 .8 3 1 .2 6 8 .7 7 4 .4 7 7 .4 3 1 1 .5 4 2 3 .7 2 1 6 .5 2 6 .9 8 2 8 1 .6 4 3 1 8 .7 1 3 .8 8 9 8 .4 5 1 7 0 .4 1 .7 1 .5 2 4 4 .5 7 5 8 .4 3 2 1 0 .4 6 8 .1 5 5 7 .6 1 9 .2 Aço 2 7 7 .4 7 2 0 .7 6 2 9 .135 24x3.8 4 5 1 0 .6 8 2 1 .439 30x3.690 1x3.7 7 6 .441 7x2.2 5 5 8 .0 3 3 6 .1 6 9 1 3 0 .2 4 7 0 .6 1 3 .472 26x2.6 4 1 7 .0 4 6 2 .

5 7 9 5 .3 2 6 .1 3 6 6 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO (CAA) Características Técnicas .9 8 3 0 6 .757 7x2.3 1 .0 6 4 7 .6 8 4 1 2 .7 4 6 1 .5 4 3 6 2 .9 7 3 .Tabela 3/4 .3 7 3 .376 54x3.5 2 3 .0 9 4 5 0 0 .4 1 .081 7x3.8 1 2 5 .4 9 0 1 2 .9 7 3 .8 3 8 .6 7 1 5 .0 0 6 .6 6 0 1 4 .8 3 1 1 .9 1 .8 5 2 1 2 .2 1 9 .8 5 7 5 .4 2 8 1 4 .5 7 1 5 .7 8 8 .775 24x4.3 3 1 0 .0 6 6 6 .8 4 7 1 0 .2 7 7 .822 7x3.2 6 8 .089 19x2.2 0 2 3 .135 26x3.1 2 6 .8 1 2 5 .2 9 3 5 .4 4 0 7 .4 0 2 6 .8 3 4 0 2 .4 7 3 .2 7 8 .5 1 .0 7 2 0 9 0 .689 1x4.0 7 9 5 .973 30x3.2 4 1 0 .7 5 4 3 0 .081 Aço 7x3.7 7 9 .8 3 4 0 2 .277 19x2.2 7 0 1 1 .6 Alum ínio 6 0 .7 6 8 .3 1 .5 2 1 7 .8 6 2 1 5 .2 7 1 1 .689 18x4.0 7 1 9 2 0 .5 6 0 5 .8 4 7 1 6 .0 1 .623 26x4.6 1 .135 45x3.7 4 2 8 .9 1 .8 4 3 9 .0 7 1 9 2 Eag le 1 2 .775 7x2.2 Tot al 1 .250 7x3.7 2 6 .8 4 0 7 .4 5 2 6 .0 3 3 7 4 .0 6 3 6 .4 2 0 1 0 .6 8 8 8 .220 7x2.2 6 3 2 2 .3 6 1 2 .7 1 3 .1 2 6 .Clique aqui para Continuação C ód ig o Bit ola AWG ou MCM 5 5 6 .8 3 4 0 2 .0 8 4 9 .7 0 3 1 2 .0 Encord oam ent o Secção Transversal Nº d e Fios x Diâm et ro ( m m 2) (mm) Alum ínio 2 8 1 .3 3 2 6 .0 1 .6 7 2 1 1 .6 2 6 .0 8 9 9 0 0 .4 1 .081 Diâm et ro Nom inal (mm) Alm a d e Aço 1 0 .454 19x2.5 7 1 5 .1 6 7 9 .9 8 8 1 1 .7 7 3 .756 7x3.2 9 7 .3 7 1 .5 3 9 .0 2 4 6 8 .6 9 2 7 .924 7x3.7 3 1 .4 Aço 5 1 4 .0 6 3 6 .757 54x2.0 7 9 9 1 0 .3 6 8 .0 2 8 .1 1 6 .8 3 1 .2 6 3 2 2 .7 1 .8 3 4 0 2 .7 6 3 4 6 .7 3 Alum ínio 7 8 3 .352 7x2.2 7 9 .5 4 4 0 2 .8 1 .0 7 8 1 3 .1 1 8 .2 1 2 4 .4 8 5 1 5 .482 7x2.2 6 3 3 7 .0 0 4 .5 8 0 1 0 .1 1 5 .0 8 9 4 .8 1 .1 1 .4 7 3 .8 1 3 6 4 .0 2 Alum ínio 30x3.9 8 9 3 .6 2 6 .0 6 3 6 .2 6 8 .1 2 0 1 0 .0 7 9 5 .6 1 .3 8 8 .9 7 7 1 2 .0 7 1 9 2 0 .1 1 6 .6 0 0 1 0 .8 1 .2 4 0 9 .5 3 9 .0 8 9 9 0 0 .4 4 0 Tot al 2 4 .7 1 .3 0 5 1 0 .0 9 0 1 2 0 .1 0 4 0 9 .4 7 9 .5 9 4 4 5 .0 6 3 6 .0 1 3 1 2 .7 7 3 6 2 .5 4 3 6 2 .2 6 4 6 .1 1 6 .3 0 2 .6 1 .2 8 9 1 7 .459 7x2.1 6 2 5 .4 6 5 .6 3 2 6 .1 1 6 .822 26x4.3 1 3 4 0 .9 8 9 3 .4 7 0 .5 1 .0 7 9 5 .9 5 2 7 .0 7 4 .5 2 2 .0 8 9 4 6 0 .0 0 4 .6 2 8 .0 8 0 1 0 0 .7 8 0 Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Duck King b ird Rook Grosb eak Eg ret Goose Gull St arling Red wing C row C uckoo Drake Mallard Tern C ond or .6 6 4 5 5 .7 1 .2 4 Peso Nom inal (kg /km ) Porcent ag em no Peso Tot al Notas C arg a d e Rup t ura (kg f) C lasses C lasse A C lasse B 1 2 .3 7 1 9 .0 7 1 9 2 0 .8 9 2 4 .0 8 9 9 0 0 .8 3 1 .1 8 3 6 4 .6 5 2 .9 9 2 9 .698 54x2.0 6 3 8 1 .4 2 4 9 4 .1 3 2 8 .8 3 Tot al 3 4 7 .3 Aço 3 9 .1 0 8 .0 6 3 6 .6 6 0 .442 30x4.5 6 0 .5 3 9 .1 6 4 1 1 .6 5 1 2 .922 54x2.8 0 3 6 .4 1 .2 1 3 9 .3 3 3 .1 1 .8 8 2 4 .4 1 6 .1 0 2 9 9 0 .3 7 3 .3 0 0 1 0 .214 30x3.5 5 3 2 2 .0 8 5 7 7 0 .3 8 6 .0 7 9 5 .5 5 4 2 1 .1 3 4 1 .3 2 2 7 .7 2 6 .0 7 9 9 1 0 .0 1 2 7 .5 6 0 .7 8 9 2 .3 0 3 1 3 .2 6 3 2 2 .3 1 .7 5 9 .9 8 3 .7 3 3 9 5 .7 Resist ência Elét rica a 20 ºC Nom inal (Ohm /km ) 0 .459 54x2.1 5 9 .924 24x4.2 1 9 .5 5 4 5 5 .2 6 3 2 2 .

5 1 3 7 x2 .5 5 1 3 .3 1 .3 8 3 1 .2 5 3 2 3 .5 2 .2 2 .6 7 5 .3 2 6 .1 6 2 1 3 .6 2 .2 6 8 6 1 .0 Secção Tr ansver sal ( m m 2) Encor d oam ent o Nº d e Fios x Diâm et r o (mm) Alum ínio 5 4 x3 .0 9 5 4 .7 7 4 4 5 x4 .5 2 .1 7 7 7 1 .5 7 5 8 .2 4 6 4 4 .3 7 9 0 7 .7 7 3 .0 9 0 0 .4 6 2 1 9 .3 2 6 .3 2 6 .5 3 6 0 2 .3 2 6 .0 9 3 6 .0 5 1 3 7 0 .2 2 3 8 .3 7 6 7 x3 .3 3 9 1 9 x2 .3 7 6 5 4 x3 .5 1 .1 5 5 1 4 .1 1 .3 8 3 .4 6 6 7 x3 .5 2 6 8 4 .0 1 .6 2 3 1 .9 0 6 .7 2 6 .7 7 3 .0 5 1 6 2 0 .5 5 4 8 7 .7 2 6 .2 9 7 1 8 .2 7 2 .7 1 6 .3 4 5 1 6 .6 5 9 9 .5 9 0 .3 0 2 1 7 .9 5 1 1 .8 8 8 .7 4 2 9 .0 4 0 1 5 0 .Clique aqui para voltar ao início das Tabelas Por cent ag em no Peso Tot al C ar g a d e R up t ur a ( kg f) C lasses C lasse A 2 9 .6 6 7 .8 2 8 .0 3 3 .2 3 2 4 5 x3 .0 9 2 8 .0 1 .3 2 .1 4 8 9 .6 2 .8 3 3 3 .0 1 .7 2 .2 1 6 .7 1 6 .9 7 9 .6 5 6 2 2 .4 0 1 0 .0 2 .1 6 3 6 .6 6 4 1 9 x2 .0 8 Peso Nom inal ( kg /km ) Notas Características Técnicas .2 7 0 5 4 x3 .4 1 1 2 .0 3 8 6 2 .1 9 2 .0 1 .9 6 3 2 .7 1 .2 2 3 8 .0 1 .4 7 5 1 7 .5 4 8 7 x3 .4 3 9 1 .3 5 9 Aço 7 x3 .2 7 9 4 5 x3 .4 1 .3 1 6 .5 9 3 0 .2 3 3 7 .5 2 9 5 4 x4 .4 9 7 7 5 .1 1 .2 5 0 2 0 .4 0 5 2 3 .7 8 3 .5 1 .1 6 3 9 .9 7 3 .5 2 .5 1 .3 3 9 .7 2 4 .5 9 2 5 4 x3 .4 1 .0 6 1 2 .7 2 7 1 8 .1 5 5 1 6 .8 1 .0 5 5 3 2 0 .1 6 3 5 .2 6 6 7 x2 .7 2 5 C lasse B 1 3 .5 3 1 1 7 .0 6 5 3 8 0 .6 5 8 0 5 .2 4 7 4 5 x4 .0 9 5 4 .0 6 3 6 0 0 .9 6 5 6 3 .4 3 1 .7 3 4 8 .3 2 6 .0 9 7 6 5 .9 9 5 1 7 .6 8 1 .3 4 3 5 .7 7 3 .3 2 6 .9 8 9 1 5 .0 6 7 8 .8 9 9 5 4 x4 .3 2 .2 8 1 .7 7 3 .4 1 .1 7 9 9 .5 7 0 .0 1 8 .1 3 8 2 4 .4 1 .7 7 5 5 4 x4 .0 9 7 2 5 .1 6 4 1 9 .0 2 .1 2 4 6 .8 1 6 .5 9 0 .2 7 2 .5 1 3 4 5 x3 .2 1 .1 3 0 .0 3 4 5 6 .7 9 5 .2 1 .1 8 3 1 9 x2 .5 8 4 .0 7 0 2 1 .0 1 .3 8 3 .7 9 Tot al Alum ínio Aço Tot al Alum ínio Aço C r ane Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA R ud d y C anar y R ail C ar d inal C ur lew Bluejay Finch Gr ackle Bit t er n Pheasant M ar t in Bob olink Plover Par r ot Lap wing Falcon .3 2 6 .3 4 6 1 .1 1 3 .1 3 1 0 .1 8 9 1 9 x2 .0 3 6 1 3 Alum ínio 4 4 3 .0 4 2 5 1 0 .7 9 6 2 4 .6 1 6 Diâm et r o Nom inal (mm) Alm a d e Aço 9 .3 1 4 .5 2 6 4 4 .5 9 0 0 .8 4 7 .3 7 8 0 5 .5 3 2 1 4 .0 4 4 9 5 0 .7 7 3 .8 1 .7 0 7 .4 1 0 7 x3 .0 4 8 1 8 0 .Tabela 4/4 .1 3 5 5 4 x4 .0 9 7 2 6 .7 1 6 .4 3 0 4 .7 7 3 .0 7 4 1 1 .0 1 .0 6 4 1 6 .6 5 Tot al 5 0 0 .0 2 0 1 9 x2 .0 4 2 .9 9 5 5 4 x3 .5 4 7 .2 3 1 .4 7 6 1 1 .7 5 0 1 5 .2 3 2 7 x2 .3 8 3 .0 6 8 C ód ig o R esist ência Elét r ica a 20 ºC Nom inal ( Ohm /km ) 0 .4 5 6 1 9 .4 7 1 9 .9 7 3 4 .7 3 8 .9 9 6 3 5 .8 7 6 8 9 .9 2 .3 9 0 2 2 .8 3 5 4 6 .5 1 .8 3 6 1 8 .4 0 4 8 3 .5 1 0 .0 1 5 1 5 .7 4 9 .0 3 5 9 6 0 .8 4 7 1 9 x2 .0 1 .3 3 8 .3 2 6 .0 6 3 5 3 0 .0 3 9 9 5 0 .5 0 9 .0 1 8 4 5 x4 .2 2 7 .4 2 .2 0 3 9 .0 3 4 8 3 .6 1 5 1 3 .4 0 0 .0 0 8 .1 3 0 .9 6 6 0 4 .4 5 0 .2 6 3 .7 3 .7 7 3 2 0 .2 1 .3 3 9 .5 1 .7 8 3 .1 1 3 .3 9 5 7 x3 .2 4 8 1 7 .7 7 3 .2 4 3 .4 7 6 8 0 .8 6 7 .5 1 2 9 .0 5 9 9 3 0 .3 2 6 1 .1 2 .0 5 9 .6 4 4 8 .1 3 3 .3 2 3 .0 3 8 0 4 0 .5 6 2 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO (CAA) Bit ola AWG ou MCM 8 7 4 .9 3 7 1 6 .6 4 7 5 4 x3 .7 7 3 .7 8 5 .3 5 1 .2 7 9 7 x2 .8 8 3 .1 1 4 5 6 .4 8 2 1 9 x2 .9 9 1 0 .6 9 8 5 4 x3 .0 6 5 9 1 .4 3 4 .0 0 4 1 4 .3 2 6 .5 2 3 1 5 .7 7 3 .4 3 1 .0 1 .1 9 9 .0 5 9 9 3 0 .3 7 3 .6 7 5 6 3 .0 1 .2 6 3 .6 0 0 .7 0 1 2 .5 4 1 1 .8 1 7 2 5 .5 1 .0 4 5 1 7 0 .0 5 2 9 .7 1 .8 5 5 9 .6 4 9 1 1 .

Clique aqui para Continuação Pad rões d e Emb alag em Rolos C ód ig o Lance (m) Wren 1 .1 4 0 2 .6 2 0 1 .1 6 0 1 .1 6 0 1 .3 5 5 1 .3 4 0 1 .2 4 0 3 .6 5 5 1 .4 3 0 Tip o d e Bob ina 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/80 Pip p er Merlin Linnet Oriole C hickad ee Brant Ib is Lark Pelican Flicker Hawk Hen Heron Osp rey Parakeet Dove Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Warb ler Turkey Thrush Swan Swllow Sp arrow Rob in Raven Quail Pig eon Peng uin Maxwing Owl Part rid g e Ost rich .1 6 0 1 .3 4 0 2 .3 4 5 1 .2 9 0 3 .6 2 0 1 .7 3 5 2 .4 9 0 2 .1 3 5 1 .0 6 5 2 .3 5 0 1 .1 8 5 Bob inas 1 Lance Peso Líq uid o ( kg ) 285 285 300 285 310 285 580 560 580 580 580 580 800 470 1 .6 0 5 1 .6 1 0 1 .1 6 0 1 .6 8 0 Tip o d e Bob ina 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 125/70 125/70 125/70 125/70 125/70 125/70 150/80 125/70 170/100 170/100 FURUKAWA Rolos C ód ig o Lance (m) Peso ( kg ) - Notas Pad rões d e Em b alag em Bob inas 1 Lance Lance (m) 2 .6 9 0 3 .9 5 0 2 .2 3 0 2 .6 8 0 3 .2 1 0 2 .6 9 5 1 .6 7 5 3 .2 9 5 2 .5 5 0 4 .1 1 5 885 705 555 440 350 280 220 175 140 Peso ( kg ) 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 60 Lance (m) 8 .4 0 5 1 .4 8 5 1 .0 8 0 2 .6 2 5 5 .4 3 0 1 .2 1 5 Tip o d e Bob ina 125/100 125/100 125/100 125/100 125/100 125/100 125/100 125/100 125/100 170/80 170/80 125/100 125/100 125/100 170/100 125/100 2 Lances Peso Líq uid o ( kg ) 3 .0 6 0 1 .7 0 0 2 .6 1 5 1 .2 2 0 2 .6 0 0 945 2 .6 9 5 2 .7 4 5 1 .6 0 0 2 .1 7 5 3 .6 1 5 4 .Tabela 1/2 .4 6 5 2 .3 6 0 1 .3 4 5 1 .5 7 0 1 .7 1 0 3 .3 8 0 2 .8 6 0 925 2 .0 6 5 Peso Líq uid o ( kg ) 1 .3 4 0 2 .2 5 0 1 .1 6 0 1 .3 5 0 6 .3 4 0 Tip o d e Bob ina 80/45 80/45 80/45 80/45 80/45 80/45 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 125/70 100/60 125/100 125/100 2 Lance Peso Líq uid o ( kg ) 570 570 600 570 620 570 1 .4 0 0 1 .5 7 5 2 .3 7 5 1 .4 5 5 1 .1 2 5 1 .4 4 0 1 .2 4 0 2 .Especificação técnica Tela inicial Norma CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO (CAA) Padrões de Embalagem .7 7 0 1 .7 2 0 2 .6 8 0 2 .3 0 0 2 .

2 3 5 2 .4 3 5 2 .2 0 0 2 .3 8 0 2 .Tabela 2/2 .4 3 5 2 .6 6 0 1 .3 9 5 1 .3 4 0 2 .5 8 7 2 .1 9 5 2 .8 6 0 1 .9 4 2 2 .3 7 5 2 .1 9 5 1 .2 1 0 1 .1 8 5 2 .5 6 0 1 .5 9 0 2 .4 9 5 1 .3 7 0 1 .9 4 5 1 .3 9 5 2 .9 5 0 1 .2 0 0 1 .3 7 0 Tip o d e Bob ina 125/100 170/80 125/100 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/100 170/80 170/80 170/80 170/80 170/100 170/80 C rane Rud d y C anary Rail C ard inal C urlew Bluejay Finch Grackle Bit t ern Pheasant Mart in Bob olink Plover Parrot Lap wing Falcon C ód ig o Lance (m) 1 .3 4 5 1 .4 1 5 2 .8 7 0 1 .1 9 5 Tip o d e Bob ina 170/80 210/100 150/80 170/100 170/100 170/100 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Duck King b ird Rook Grosb eak Eg ret Goose Gull St arling Red wing C row C uckoo Drake Mallard Tern C ond or .4 8 5 1 .7 3 5 1 .6 0 0 2 .9 7 4 2 .3 7 0 2 .Clique aqui para voltar ao início das Tabelas Pad rões d e Emb alag em Bob inas 1 Lance Peso Líq uid o (kg ) 2 .0 2 5 960 915 900 845 820 800 755 740 720 FURUKAWA Notas Padrões de Embalagem .2 1 5 920 1 .3 0 0 1 .Especificação técnica Tela inicial Norma CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO (CAA) Pad rões d e Emb alag em C ód ig o Lance (m) Eag le 1 .1 8 5 1 .3 1 0 1 .3 7 0 2 .4 3 5 2 .5 5 0 Bob inas 1 Lance Peso Líq uid o (kg ) 1 .2 0 0 2 .3 7 0 3 .1 8 5 1 .0 4 0 1 .0 4 0 1 .3 7 5 2 .7 8 0 1 .1 9 5 2 .9 5 0 1 .9 4 0 2 .9 6 8 2 .3 8 0 2 .9 5 0 2 .4 9 5 1 .

Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO TIPO EXTRA-FORTE (CAA) Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Os cabos extra-fortes caracterizam-se por possuírem elevada resistência mecânica e. Características Técnicas Padrões de Embalagem . nos cruzamentos dos rios e em outros tipos de instalações. relativamente. nos cabos terras das linhas aéreas. isto é. baixa capacidade de corrente elétrica. São utilizados quando a resistência mecânica é fator primordial.

Especificação técnica Tela inicial Norma CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO TIPO EXTRA-FORTE (CAA) – Características Técnicas C ód ig o Bit ola MCM Secção Transversal ( m m 2) Encord oament o Nº d e Fios x Diâmet ro (mm) Alumínio 3 x 1 .3 7 9 .2 0 3 8 x 4 .5 7 8 9 .2 6 4 2 .3 7 1 7 x 3 .8 6 1 0 2 .2 6 2 .4 4 1 7 x 2 .3 2 2 3 .4 4 1 1 2 x 2 .7 8 2 8 x 2 .9 5 0 2 .6 4 8 8 .2 0 8 0 .8 Aço 7 9 .9 5 5 7 .0 2 1 0 .2 8 1 2 6 0 .4 2 9 6 .7 7 5 4 .6 8 1 0 2 .4 8 4 5 .8 3 7 .2 5 6 2 .7 8 9 6 .2 7 3 .5 8 Tot al 5 .0 0 1 0 1 .9 3 8 6 .5 4 5 1 .0 7 8 .6 2 1 5 .8 6 3 1 2 x 3 .1 1 Peso Nominal (kg /km) Alumínio Bant am Mag p ie 1 3 .2 9 9 6 2 0 .3 5 9 .2 6 2 .6 2 0 .5 7 1 6 .3 7 1 Aço 4 x 1 .6 4 4 7 .1 4 3 3 .1 1 1 3 .9 3 1 5 3 .3 3 5 5 .5 1 6 4 x 3 .8 3 7 .3 7 9 .3 0 6 7 .2 4 2 7 x 2 .8 6 5 7 .5 4 0 1 2 x 2 .2 7 1 .4 2 1 6 .2 8 1 6 6 0 .3 6 0 4 .3 1 3 9 8 2 .2 6 2 .3 2 4 8 .4 8 2 7 x 3 .0 2 1 4 .5 7 7 .5 Tot al 8 8 .2 4 7 .0 4 6 .8 3 7 8 .6 4 5 4 .3 9 7 Resist ência Elét rica a 20ºC Nominal (Ohm/km) 4 .8 5 1 2 2 0 .6 9 0 1 2 x 2 .8 3 7 .7 1 3 2 .7 2 0 .2 1 4 0 .6 9 0 7 x 2 .0 1 1 1 .8 4 1 8 .6 1 6 .2 0 9 5 .4 7 9 .0 7 Tot al 1 5 .2 1 1 3 .7 4 2 7 .5 8 5 6 .7 0 8 9 6 1 .0 0 0 4 x 3 .3 8 3 .8 2 8 .3 3 9 1 2 x 2 .3 2 8 .2 FURUKAWA Notas Porcent ag em d e Peso Alumínio 2 0 .0 0 2 0 3 .7 3 8 6 .3 3 9 7 x 2 .5 9 1 4 1 .4 8 7 7 .9 0 2 9 .5 1 1 1 .4 4 8 8 .9 8 1 2 7 .3 7 1 7 x 2 .8 5 6 .9 9 2 .3 2 3 1 9 0 .4 7 9 .5 4 0 8 .7 5 0 .3 2 1 1 .7 4 1 2 .1 9 5 2 .0 4 6 1 6 x 2 .7 1 6 .2 5 9 .0 4 6 .7 0 1 2 .9 1 5 5 .0 2 7 .7 7 9 .0 0 3 3 .6 9 5 5 .1 4 6 8 .1 1 8 3 x 2 .6 7 2 4 x 3 .5 0 6 6 .4 4 6 3 .6 1 8 8 .8 4 4 1 .7 5 0 0 .2 7 0 8 .3 7 1 Diâmet ro Nominal (mm) Alma d e Aço 9 .4 2 4 8 0 0 .5 1 5 8 9 0 .2 4 3 .7 2 0 .6 6 2 .7 1 1 1 8 0 .9 6 1 0 7 .6 0 1 5 9 .4 1 1 0 .9 2 4 7 x 3 .6 7 8 1 .4 3 7 .0 2 1 7 .0 8 4 1 2 x 3 .3 2 2 1 .7 2 0 .9 7 7 8 .6 2 0 .3 0 6 .2 C arg a d e Rup t ura (kg f) C lasse A 1 .0 3 0 3 5 0 .2 2 8 1 2 .6 6 3 9 .0 9 5 4 .2 7 2 2 .1 3 2 0 .6 4 9 6 .1 2 8 1 .0 5 9 0 .2 6 2 .6 8 0 3 x 2 .8 7 8 5 .8 7 3 3 .7 3 5 4 .1 4 1 1 .4 5 1 4 .8 0 1 3 4 .8 2 2 6 .2 0 3 7 x 2 .9 2 1 0 7 .1 1 8 4 x 2 .1 4 1 6 .0 7 2 4 5 1 .7 0 5 5 8 1 .8 3 7 .8 0 2 0 3 .5 5 1 1 .1 3 1 1 .9 2 2 3 .8 3 7 .8 6 Alumínio 1 8 .9 2 8 5 .8 6 5 8 .2 5 6 7 .2 6 2 .7 2 4 0 .2 7 0 5 0 Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Shrike Snip e Alb at ross Shoeb ill Loon Grouse Pet rel Minorca Leg horn Guinea Dot t erel Dorking Auk Brahma C ochin .3 5 8 .8 0 1 1 0 .9 8 4 8 9 0 .5 1 6 3 x 3 .0 8 4 7 x 3 .3 5 9 5 3 0 .9 0 1 9 0 .5 0 1 0 .6 8 0 4 x 2 .2 2 5 6 .1 1 3 6 .1 6 4 7 .7 8 2 1 x 4 .5 2 2 4 .0 2 3 5 .3 1 7 7 .0 0 7 .8 4 2 9 .3 7 9 .7 Aço 7 0 .7 6 2 .6 4 1 9 4 .0 0 4 .0 9 1 3 0 .3 4 9 .6 5 1 0 .5 3 0 6 .9 3 1 6 9 .6 7 2 3 x 3 .3 7 9 .7 1 8 5 .8 1 1 0 .3 3 7 .2 0 2 1 1 .4 2 6 7 .0 2 8 5 .1 3 6 7 .8 1 4 2 .5 4 8 0 .2 2 9 .5 6 1 8 6 0 .2 5 0 3 x 3 .0 0 1 7 6 .9 2 4 1 2 x 3 .2 4 8 1 9 x 2 .2 1 .

6 5 0 2 .0 6 0 985 2 .7 0 0 2 .5 6 0 915 915 365 1 .5 8 5 3 .1 2 0 1 .5 0 0 2 .3 5 0 2 .7 3 5 1 .0 2 5 1 .1 9 0 1 .4 0 0 2 .Especificação técnica Tela inicial Norma CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU COM ALMA DE AÇO TIPO EXTRA-FORTE (CAA) Padrões de Embalagem Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Notas FURUKAWA Pad rões d e Em b alag em Bob inas C ód ig o Lance (m) 1 Lance Peso Líq uid o ( kg ) 460 460 915 915 1 .8 3 0 1 .0 5 0 1 .4 0 0 1 .0 2 0 1 .0 2 0 1 .8 3 0 3 .4 8 5 2 .4 0 0 Tip o d e Bob ina 100/60 100/60 125/70 125/70 170/80 125/70 125/70 100/60 125/100 125/100 125/100 125/100 125/70 125/70 170/80 170/80 125/70 Bant am Mag p ie Shrike Snip e Alb at ross Shoeb ill Loon Grouse Pet rel Minorca Leg horn Guinea Dot t erel Dorking Auk Brahm a C ochin 5 .0 5 0 1 .0 4 0 1 .2 1 0 3 .3 8 0 3 .5 8 0 890 .0 5 0 2 .5 9 0 700 Tip o d e Bob ina 80/45 80/45 100/60 100/60 125/100 100/60 100/60 80/45 125/70 125/70 125/70 125/70 100/60 100/60 125/70 125/70 100/60 2 Lances Peso Líq uid o ( kg ) 920 920 1 .0 4 0 2 .8 3 0 730 2 .2 7 5 4 .1 8 0 1 .0 4 0 2 .0 2 5 700 700 1 .8 3 0 1 .3 7 0 1 .1 1 5 2 .

Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU SEM ALMA DE AÇO (CA) Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Os cabos sem alma de aço caracterizam-se por possuírem alta capacidade de corrente elétrica e baixa resistência mecânica. quando comparados aos cabos de alumínio com alma de aço ou extra-forte. Sua versatilidade e facilidade de manuseio. permite largo número de aplicações em redes e sistemas de transmissão de energia. Características Técnicas Padrões de Embalagem .

9 1 3 7 x 4 .9 3 2 7 x 4 .5 1 8 5 .4 2 9 5 .8 0 1 3 .2 2 7 5 8 0 .1 3 8 1 .6 7 9 7 8 0 .A AA .5 9 2 .1 1 9 7 x 3 .3 3 9 .1 9 3 Diâm et ro Nom inal (mm) 4 .3 3 9 0 5 0 .6 8 1 3 5 .0 Secção Transversal ( m m 2) 1 3 .4 4 8 5 .9 6 1 7 x 2 .Clique aqui para Continuação C ód ig o Bit ola AWG ou MCM 6 4 3 2 1 1/0 2/0 3/0 4/0 2 5 0 .8 3 0 0 .A AA .3 6 3 0 9 1 .1 9 1 5 2 .Tabela 1/4 .6 3 4 2 .A AA .9 7 Peso Nom inal ( kg /km ) 3 6 .2 3 4 9 .6 1 7 .4 2 8 .2 5 4 2 .6 7 3 3 .2 2 7 5 8 0 .1 8 9 2 .2 1 3 2 5 0 .2 3 7 3 .3 0 2 1 .4 1 5 3 .7 4 1 9 .0 Notas C arg a d e R up t ura ( kg f) 255 399 494 612 744 903 1 .0 2 6 6 .0 1 Encord oam ent o C lasse A A A AA .4 8 5 R esist ência Elét rica a 20ºC Nom inal ( Ohm /km ) 2 .2 0 3 7 x 2 .1 5 2 6 .8 1 4 7 .6 5 8 .5 1 1 1 .4 2 7 4 8 0 .9 2 3 4 .5 5 4 7 x 1 .8 8 1 5 . 474 7 x 2 .7 3 6 2 .3 7 7 1 .1 8 9 6 5 Peachb ell Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA R ose Lily Iris Pansy Pop p y Ast er Phlox Oxlip Sneezewort Valerian Daisy Laurel Peony .0 1 0 1 9 x 3 .A AA .5 1 6 7 .6 8 1 2 6 .0 8 1 3 7 0 .0 3 1 0 7 .7 7 6 7 x 3 .5 7 1 4 .5 3 4 9 .5 3 8 7 6 0 .1 6 7 6 2 1 .8 8 6 .6 6 5 .5 0 3 7 x 3 .8 5 7 2 5 0 .2 6 8 8 8 0 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU SEM ALMA DE AÇO (CA) Características Técnicas .0 2 5 0 .3 7 3 .1 9 1 3 5 .7 3 7 3 .0 5 1 2 .2 1 3 2 5 0 .A AA .4 1 7 7 x 4 .8 2 6 6 .A AA A AA A A Nº d e Fios x Diâm et ro (mm) 7 x 1 .9 6 1 1 9 x 3 .7 1 1 6 .3 6 1 0 .1 1 2 2 .0 5 1 5 .8 0 1 1 9 x 2 .2 5 1 4 .2 2 1 2 6 .4 0 1 4 .

0 3 9 7 .1 2 0 3 7 x 2 .8 8 3 1 9 x 4 .3 6 2 8 .A AA AA A AA A AA A AA .3 5 2 0 1 .0 8 8 8 .5 5 5 6 .9 5 1 1 9 x 4 .3 5 2 8 1 .8 6 3 5 .1 0 2 2 4 0 .5 8 2 4 .4 9 3 Diâm et ro Nom inal (mm) 1 6 .0 2 3 2 2 .5 5 2 0 .1 2 6 4 3 0 .6 7 4 R esist ência Elét rica a 20ºC Nom inal ( Ohm /km ) 0 .A AA .1 4 3 1 3 0 .0 6 5 0 .3 6 9 8 .7 8 6 2 .Tabela 2/4 .3 8 1 1 9 x 3 .8 0 2 2 .7 0 2 5 3 .1 0 2 2 4 0 .4 4 7 1 9 x 3 .7 0 2 4 1 .3 9 0 8 .1 8 2 0 .0 2 2 4 1 .9 0 9 1 9 x 4 .3 8 3 8 .8 9 9 3 .0 9 7 7 .4 2 4 4 .3 3 0 3 7 x 3 .9 1 1 7 .2 2 7 3 .0 2 3 3 7 x 2 .3 6 3 5 4 .0 5 0 0 .8 Notas C arg a d e R up t ura ( kg f) 2 .7 9 Encord oam ent o C lasse A A AA .1 1 3 7 9 0 .1 5 5 5 .0 6 3 6 .5 7 7 7 .0 8 9 4 6 0 .9 8 3 0 4 .6 3 2 3 .5 6 9 8 .1 1 9 2 8 0 .0 Secção Transversal ( m m 2) 1 7 0 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU SEM ALMA DE AÇO (CA) Características Técnicas .4 3 5 0 .5 6 0 0 .0 5 5 6 .4 1 2 2 8 .1 3 3 4 .0 4 7 7 .3 4 6 3 7 x 3 .6 7 5 1 9 x 3 .0 9 4 8 2 0 .3 5 2 5 3 .0 7 0 0 .1 2 2 0 .2 3 3 3 7 x 3 .0 5 5 5 .9 4 3 3 .7 3 2 1 .5 6 6 6 .2 4 1 8 .9 4 8 9 .5 7 7 3 .9 7 4 4 .1 6 9 1 3 0 .0 4 7 7 .2 6 3 2 9 .0 8 1 2 8 Tulip Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Daffod il C anna Gold ent uft C osm os Syring a Zinnia Hyacint h Dahlia Mist let oe Mead owsweet Orchid Heuchera Verb ena .3 1 2 3 .5 4 5 0 .1 1 4 3 7 x 3 .6 0 2 0 .1 1 9 2 8 0 .0 8 7 5 3 0 .5 1 1 4 .6 6 2 1 .4 5 1 7 7 .A AA AA Nº d e Fios x Diâm et ro (mm) 1 9 x 3 .2 6 9 5 .7 9 2 3 .0 5 0 0 .3 8 1 9 .9 8 2 8 1 .4 5 Peso Nom inal ( kg /km ) 4 6 9 .1 6 2 5 6 0 .1 1 3 7 9 0 .3 7 7 7 .3 6 6 6 .3 6 8 3 7 x 3 .Clique aqui para Continuação C ód ig o Bit ola AWG ou MCM 3 3 6 .

3 5 2 6 .2 2 1 .0 7 5 8 6 0 .2 5 7 .Clique aqui para Continuação C ód ig o Bit ola AWG ou MCM 7 0 0 .7 2 4 6 1 X 2 .1 1 0 .0 8 6 3 7 X 4 .5 7 2 5 .3 1 6 6 .2 1 .0 7 9 5 2 0 .0 7 5 8 6 0 .1 1 2 7 .2 1 .5 3 3 6 1 X 2 .5 4 3 8 0 .9 0 1 3 7 X 3 .0 7 9 5 2 0 .7 1 .0 7 2 6 .7 C ar g a d e R up t ur a ( kg f) 5 .5 0 0 7 .5 5 2 8 .5 4 3 6 2 .0 7 1 5 .8 1 .6 9 3 6 2 .7 6 2 5 .0 3 3 8 0 .4 7 7 7 .0 9 5 4 .7 2 0 3 7 X 3 .1 3 2 6 .0 3 4 8 3 .8 0 0 5 .1 1 0 .9 5 8 6 .6 4 8 R esist ência Elét r ica a 20ºC Nom inal ( Ohm /km ) 0 .2 5 7 .0 Secção Tr ansver sal ( m m 2) 3 5 4 .6 0 Notas Peso Nom inal ( kg /km ) 9 7 7 .0 7 9 5 .6 1 7 6 1 X 2 .8 3 4 4 3 .6 1 .9 6 4 5 .0 8 7 4 .0 7 9 5 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU SEM ALMA DE AÇO (CA) Características Técnicas .3 3 2 .5 1 .4 8 2 4 .5 9 0 0 .0 3 4 5 6 .3 9 Encor d oam ent o C lasse A AA A AA A AA A AA AA A AA A Nº d e Fios x Diâm et r o (mm) 6 1 X 2 .3 4 2 7 .8 1 7 3 7 X 3 .0 6 3 2 2 0 .5 1 .9 0 5 3 7 X 3 .8 3 5 5 .8 9 9 9 .0 7 1 5 7 0 .7 7 2 8 .0 6 5 0 6 0 .0 0 0 7 .7 3 2 4 .0 7 1 5 7 0 .7 3 2 7 .0 9 5 4 .0 8 1 2 8 0 .0 5 9 6 4 0 .0 7 5 0 .1 7 8 Diâm et r o Nom inal (mm) 2 4 .0 6 3 2 2 0 .8 3 4 0 2 .0 5 9 6 4 Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Flag Violet Nast ur t ium Pet unia C at t ail Ar b ut us Lilac Anem one C ockscom b Snap d r ag on M ag nolia Gold enr od .3 3 2 .0 3 4 0 2 .0 4 7 .0 4 7 .9 6 2 6 1 X 3 .7 1 .3 2 2 5 .5 1 .7 5 1 3 7 X 3 .Tabela 3/4 .0 7 9 6 1 X 3 .4 2 1 7 .3 9 4 8 3 .0 9 0 0 .2 1 5 7 .5 9 9 9 .1 1 4 5 6 .5 7 5 0 .

0 3 2 5 1 Hawkweed Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA C am ellia Blueb ell Lar ksp ur M ar ig old Hawt hor n Nar cissus C olum b ine C ar nat ion Glad iolus C or eop sis J essam ine .8 1 7 2 5 .7 0 5 0 6 .6 1 9 1 1 .6 5 8 8 6 .0 4 2 1 0 0 .A AA .4 4 3 .3 1 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU SEM ALMA DE AÇO (CA) C ód ig o Bit ola AWG ou MCM 1 .7 5 0 .0 5 1 1 2 0 .3 0 3 Diâm et r o Nom inal (mm) 2 9 .2 3 2 9 .5 9 0 .A AA .0 5 5 0 5 0 .9 6 6 0 4 .7 1 2 9 .0 1 .0 1 .3 7 8 0 5 .0 5 5 0 5 0 .4 2 .4 3 1 .4 4 3 .0 1 3 4 .0 9 7 6 5 .5 6 0 9 .5 5 5 .1 0 0 6 1 X 4 .0 4 7 7 1 0 .7 1 .1 1 .A AA .0 1 7 8 .4 4 4 .0 1 .7 6 3 0 .8 1 .6 7 5 6 3 .0 1 .2 8 5 8 .A AA AA Nº d e Fios x Diâm et r o (mm) 3 7 X 4 .7 3 Encor d oam ent o C lasse AA A AA A AA .0 Secção Tr ansver sal ( m m 2) 5 0 6 .0 3 3 .9 9 8 6 1 X 4 .8 8 8 .9 9 4 1 0 .7 3 Notas Características Técnicas .2 4 4 6 1 X 3 .7 7 6 .0 2 3 5 .7 7 8 8 .6 7 5 2 3 .0 1 .0 0 0 .3 9 6 .4 6 3 R esist ência Elét r ica a 20ºC Nom inal ( Ohm /km ) 0 .8 1 .0 3 9 7 6 0 .1 9 2 .8 9 3 1 .0 2 3 5 .8 C ar g a d e R up t ur a ( kg f) 7 .2 3 2 1 3 .6 2 0 1 2 .0 5 6 9 0 0 .9 0 3 8 .3 5 1 .5 2 6 8 4 .A AA .5 5 1 6 1 X 3 .5 1 .3 9 6 .4 3 2 6 1 X 3 .2 7 2 .9 8 3 6 .0 3 3 .1 7 6 6 1 X 3 .7 8 0 6 1 X 3 .6 2 .0 1 .1 1 0 .7 0 5 2 3 .9 9 8 .0 3 5 7 8 0 .0 4 4 7 3 0 .0 3 7 6 7 0 .5 1 .A AA .3 0 7 6 1 X 3 .0 0 9 1 1 .0 2 .2 5 1 3 7 X 4 .2 4 6 4 4 .0 5 6 9 0 0 .6 6 8 6 1 X 3 .Clique aqui para voltar ao início das Tabelas Peso Nom inal ( kg /km ) 1 .1 1 3 .0 3 9 8 .9 6 3 3 .0 0 0 .0 1 .5 1 .6 6 6 .5 1 .Tabela 4/4 .2 2 1 .7 1 .8 9 1 6 1 X 3 .5 1 0 .5 1 .9 2 3 9 .7 1 .2 6 2 9 .

8 9 5 2 .0 7 0 1 .6 3 5 1 .5 6 5 1 .4 3 0 2 .4 3 0 2 .4 0 0 2 .4 1 5 2 .2 8 5 2 .6 0 0 2 .Tabela 1/2 .6 4 0 1 .4 7 5 2 .2 7 0 1 .4 3 5 Tip o d e Bob ina 100/60 100/60 100/60 100/60 125/70 125/70 125/70 125/70 125/70 125/70 125/70 125/70 125/70 170/100 Tulip Daffod il C anna Gold ent uft C osm os Syr ing a Zinnia Hyacint h Dahlia M ist let oe M ead owsweet Or chid Heucher a Ver b ena C ód ig o Notas Pad r ões d e Em b alag em Bob inas 1 Lance Lance (m) Peso Líq uid o ( kg ) 1 .5 9 5 2 .6 6 0 4 .3 5 0 2 .0 3 0 815 645 515 410 325 255 205 - 6 .2 1 0 Tip o d e Bob ina 80/45 80/45 80/45 80/45 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 125/100 2 Lances Peso Líq uid o ( kg ) 490 490 490 450 890 970 970 970 970 890 890 890 890 2 .6 3 5 3 .2 0 5 2 .4 3 0 2 .2 7 0 1 .2 1 0 1 .2 2 0 1 .4 2 0 2 .8 2 5 1 .3 5 0 2 .2 1 5 1 .7 3 5 1 .4 3 0 2 .4 4 0 2 .1 8 5 1 .2 1 5 1 .6 1 0 2 .0 5 5 2 .4 2 5 2 .4 7 0 .4 5 0 2 .2 1 5 1 .2 1 0 1 .Clique aqui para Continuação Pad rões d e Emb alag em Rolos C ód ig o Peso Líq uid o ( kg ) 60 60 60 60 60 60 60 60 60 Bob inas 1 Lance Lance (m) Peso Líq uid o ( kg ) 245 245 225 245 450 485 485 485 485 445 445 450 450 1 .7 5 0 1 .2 2 0 1 .3 5 0 Tip o d e Bob ina 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 - Lance (m) Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Peachb ell Rose Lily Iris Pansy Pop p y Aster Phlox Oxlip Sneezewort Valerian Daisy Laurel Peony 1 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU SEM ALMA DE AÇO (CA) Padrões de Embalagem .6 4 5 2 .2 1 0 1 .1 5 5 3 .2 1 5 1 .1 7 5 2 .2 1 0 1 .4 1 5 Tip o d e Bob ina 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 2 5 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 1 7 0 /1 0 0 2 Lances Peso Líq uid o ( kg ) 2 .8 2 0 1 .4 3 0 2 .5 6 5 1 .8 3 5 3 .2 0 5 1 .9 2 5 1 .

9 4 0 1 .3 5 0 2 .9 4 0 1 .4 0 0 2 .1 6 0 1 .3 5 0 2 .9 4 0 1 .3 4 0 1 .9 4 0 1 .9 4 0 1 .3 5 0 Tip o d e Bob ina 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 170/100 Hawkweed C amellia Blueb ell Larksp ur Marig old Hawt horn Narcissus C olumb ine C arnat ion Glad iolus C oreop sis Jessamine 1 .4 1 5 2 .4 1 5 2 .9 2 5 1 .1 1 5 2 .8 1 0 1 .0 9 0 1 .Tabela 2/2 .8 7 0 1 .3 5 0 2 .3 5 0 2 .3 5 0 2 .4 1 5 2 .6 8 0 1 .5 7 0 1 .7 6 0 .2 4 0 2 .3 5 0 2 .3 5 0 2 .3 5 0 2 .3 5 0 2 .9 4 0 1 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS CONDUTORES DE ALUMÍNIO NU SEM ALMA DE AÇO (CA) Pad rões d e Emb alag em Bob inas C ód ig o Lance (m) 1 Lance Peso Líq uid o ( kg ) 2 .3 0 0 2 .9 4 0 1 .2 5 0 1 .4 1 5 2 .9 4 0 Tip o d e Bob ina 170/100 170/100 170/100 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 170/80 Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Flag Violet Nast urt ium Pet unia C at t ail Arb ut us Lilac Anemone C ockscomb Snap d rag on Mag nolia Gold enrod 2 .3 5 0 2 .Clique aqui para voltar ao início das Tabelas Pad rões d e Emb alag em Bob inas 1 Lance Peso Líq uid o ( kg ) 2 .0 3 0 970 920 870 790 C ód ig o Lance (m) Notas Padrões de Embalagem .1 0 0 1 .2 7 0 1 .6 8 0 1 .9 4 0 1 .8 7 0 1 .3 5 0 2 .

sob consulta.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA LIGAS DE ALUMÍNIO Vergalhão: produzidos a partir da fundição-laminação contínua em diâmetros de 9. obtido por trefilação do vergalhão. baseado nas normas ISO 9000 e certificado pelo INMETRO. em diâmetros de 1. Embalagem Características Composição Química . O (recozido) ou outras sob consulta.2 mm a 7. H14. NBR 7000.52 mm ou 12 mm. NBR 8118 e NBR 8395 ou de acordo com outras normas e especificações. Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Arame: de seção redonda.0 mm. nas têmperas F (fabricado). Todos os nossos produtos são fabricados dentro do Sistema da Qualidade. nas têmperas O. H16 e H18. Especificações: os Vergalhões e Arames de Liga de Alumínio são fabricados de acordo com as normas ABNT NBR 6834.

sob consulta. sobre estrados de madeira.300 mm • largura: 900 mm Arames: são fornecidos em rolos de até 40 kg para movimentação manual. com as seguintes dimensões aproximadas: • diâmetro interno: 430 mm / 530 mm • diâmetro externo: 650 mm / 750 mm • altura: 120 mm Os Vergalhões e os Arames poderão ser fornecidos em outros tipos de acondicionamento. Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA .000 kg.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA EMBALAGEM Vergalhão: são fornecidos em rolos de até 2. com as seguintes dimensões aproximadas: • diâmetro interno: 500 mm • diâmetro externo: 1.

b oa conformab ilid ad e. alta resistência a corrosão. Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA 3003 4043 e 4047 5005 6201 Alta resistência mecânica e b oa resistência à corrosão. varetas TIG e arames MIG. p ermitind o uma corrente no cond utor até 50% maior em relação a um cond utor d e Al 1350 d a mesma b itola. . Maior cap acid ad e d e transmissão d e energ ia elétrica. -Rep aração d e p eças mold ad as. p ossib ilitand o a op eração contínua a 150º C . p ulverização e correntes."b razing ". -Linhas d e Transmissão e Distrib uição Aérea.Especificação técnica Tela inicial Norma LIGAS DE ALUMÍNIO Li g a s FURUKAWA C a r a c t e r í st i c a s Apl ic a ç õe s Típic a s -Ind ústrias q uímicas. fácil d e sold ar Alta resistência mecânica e id eal p ara uso em sold as. Utensílios Domésticos e Fios e C ab os Elétricos. Termoresistente -Barramentos em Usinas e Sub estações Elétricas. -Reb ites. clip s. -Fios e C ab os Elétricos e Acessórios. fácil d e sold ar. -Sold as em g eral. b oa conformab ilid ad e. -Sold as em g eral. varetas TIG e arames TIG.alta resistência à corrosão. anod ização. b oa conformab ilid ad e. 1050 e 1100 Baixa resistência mecânica. Méd ia resistência mecânica. ap rop riad as p ara anod ização d ecorativa. Alta resistência mecânica. metalização. alta resistência a corrosão. -Reb ites. farmacêuticas e alimentícias. g ramp os. Resistência a alta temp eratura. -Tub os p ara trocad ores d e calor. -Reb ites.

5 0 .0 0 .0 5 0 .0 5 0 .1 0 0 .5 0 a 0 .1 0 0 .2 5 0 .1 0 Rest ant e Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA Fe Cu Mn Mg Zn Ti Out ros Out ros .0 3 0 .1 .5 0 .0 5 0 .0 5 0 .0 .0 3 V-0.1 5 Rest ant e 6201 0 .6 0 a 0 .5 0 .0 0 3003 0 .t ot al Alumínio (mínimo) .1 5 Rest ant e 4043 4 .0 3 0 .0 5 0 .5 0 1100 1.5 0 .7 0 0 .Especificação técnica Tela inicial Norma LIGAS DE ALUMÍNIO Composição Química Lig a C omp osição ( % ) Si FURUKAWA Notas C omp osição Química 1050 0 .0 (Si+Fe) 0 .0 5 0 .1 0 0 .cad a Out ros .2 0 0 .9 0 0 .2 0 0 .0 0 .1 0 0 .05 0 .9 0 0 .1 5 Rest ant e 5005 0 .0 5 0 .7 0 0 .1 5 0 .1 5 Rest ant e 4047 1 1 .0 .2 5 0 .5 .8 0 0 .0 5 0 .0 .0 5 0 .0 (Si+Fe) 1.1 0 0 .0 3 9 9 .2 0 0 .1 0 0 .0 5 0 .2 0 0 .6 .1 3 .1 0 0 .3 0 0 .0 .3 0 0 .2 0 1 .8 0 0 .3 0 0 .1 .4 0 0 .6 0 0 .5 0 0 .1 5 9 9 .0 5 0 .0 5 0 .2 0 0 .

Notas . Processo: retirados em bobinas de aço para a trançagem de cabos ou para isolamento.93 10.H 12 1350 . geralmente na bitola 9. De acordo com a dureza é classificado como mostra a tabela ao lado: Tipo 1350 . Tipos: Cabos de Alumínio (CA): condutor formado exclusivamente de fios de alumínio Cabos de Alumínio com Alma de Aço (CAA): condutor formado por uma alma de aço e coroas de fios de alumínio.5 61.H 16 Limite de Resistência à Tração (kg/mm 2) 8.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA DEFINIÇÕES VERGALHÃO: fabricação pelo processo de laminação Properzi.50 a 14. dispostos concentricamente em relação a um fio central.07 11.5 mm (3/8”) de diâmetro.93 a 15.4 61.30 Condutividade (%) 61.H 14 1350 . Trefilados diretamente em rolos para venda.46 a 11. formando coroas compostas de fios torcidos helicoidalmente. em rolos de aproximadamente 1. quando recozido. CABO NU: condutor formado por um grupo de fios.000 kg.3 Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA FIO NU: obtido por trefilação de vergalhão.500 a 2. podendo ser duro ou mole.

000023 0.03 1.214 0.017775 IACS (Padrão Internacional de Cobre Recozido) 8.00 0.028264 Fio de Cobre Duro Comercial 8. e Igual Comprimento Coeficiente de Variação da Resistência por ºC Coeficiente de Dilatação Linear por ºC Calor Específico (cal/g ºC) Condutividade Térmica (cal/cm 2 /cm.000 0. O Padrão Internacional de Cobre Recozido (IACS . As características elétricas do alumínio para fins elétricos (alumínio 1350).000 0. C.00 - 0.703 61.s.00403 0.0921 0.485 7. do cobre duro.50 1.93 - 0. de modo a permitir sua aplicação em termos comparativos.00001152 0.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA PROPRIEDADES BÁSICAS DE MATERIAIS CONDUTORES O uso do alumínio como condutor exige que suas propriedades sejam expressas nas mesmas unidades empregadas para outros materiais.89 97 0.000 .00393 0.00001692 12.017241 Fio de Aço Zincado Para Alma de Cabos de Alumínio 7.ºC) Módulo de Elasticidade Fio Sólido (kg/mm 2 ) Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA 0. e outras propriedades físicas constam da tabela ao lado: Fio de Alumínio Duro (1350-H19) 2.00381 0.0 0.89 100.15 20.International Annealed Copper Standard) fornece uma base conveniente para a medida e comparação da condutividade e resistividade de todos os materiais condutores.78 Especificações Massa Específica A 20 ºC (g/cm 3 ) Condutividade Mínima A 20 ºC (% IACS) Resistividade Máxima a 20 ºC (Wmm 2 /m) Relação em Peso entre Condutores de Igual Resistência a C.00001692 0.

desde que o manuseio e estocagem sejam feitos de acordo com a norma ABNT NBR 7308. Especificações das Bobinas de Madeira Tratamento: as bobinas de madeira recebem tratamento químico antifungos para uma estocagem normal.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA EMBALAGEM Os cabos condutores de alumínio são embalados normalmente em bobinas de madeira. são gravados em plaquetas metálicas fixadas nos dois lados da bobina. o material é indicado com etiqueta fixada ao disco. Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem Encordoamento do Cabo CAA NO DIAGRAMA E NA TABELA A SEGUIR seguem as medidas que especificam os tipos e dimensões das bobinas padrões utilizadas para embalagem dos produtos FURUKAWA. na coluna “cintas”. Os dados inerentes ao produto embalado.. Identificação Externa: externamente. nos dois lados. cliente. pelo período de 2 anos. . próxima à ponta do cabo. toda bobina é identificada por um número de controle e pelo tipo. podendo as bitolas AWG serem também fornecidas em rolos. Fitas de Fechamento: externamente colocam-se sobre os sarrafos de fechamento cintas metálicas nas quantidades indicadas na tabela a seguir. Identificação Interna: internamente à bobina. destino etc. Os fios de alumínio são normalmente fornecidos em rolos.

976 2.7 80.17 0.7 80.000 800 800 1.176 B 650 650 800 1.7 80.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA TIPOS E DIMENSÕES DAS BOBINAS PADRÕES Dimensões Aproximadas (mm) A 700 700 850 1.250 1.300 1.000 1.700 1.000 F 350 550 550 726 826 1.27 0.50 5.30 3.326 1.40 1.7 80.200 E 250 450 450 600 700 1.7 80.00 3.000 1.050 1.152 1.80 1.576 1.7 80.152 G (F-E) 2 Notas Tipo de Bobina 65/25 65/25 80/45 100/60 125/70 125/100 150/80 170/80 170/100 190/100 210/100 Espessura do Invólucro (A-B) 2 25 25 25 25 25 38 38 38 38 38 38 Diâmetro Interno da Bucha D (mm) 80.45 Cintas 50 50 50 63 63 63 63 76 76 76 76 1 1 1 2 2 2 2 2 2 2 2 .63 4.152 1.7 Peso Aproximado da Embalagem (kg) 35 45 65 130 195 250 290 390 430 530 645 Volume do Embarque (m3) 0.000 1.7 80.776 1.900 2.7 80.700 1.7 80.500 1.250 1.100 C 350 350 350 500 600 600 700 800 800 1.40 0.000 1.776 1.98 2.7 80.126 926 952 1.

.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA ENCORDOAMENTO DE CABO CAA 6 AI/1 Aço 7 AI/1 Aço 8 AI/1 Aço 18 AI/1 Aço Definições Propriedades Básicas de Materiais Condutores Dados sobre Embalagem 4 AI/3 Aço 3 AI/4 Aço 6 AI/7 Aço 8 AI/7 Aço 12 AI/7 Aço 24 AI/7 Aço 26 AI/7 Aço 30 AI/7 Aço 54 AI/7 Aço 30 AI/19 Aço 34 AI/19 Aço 54 AI/19 Aço Encordoamento do Cabo CAA Nota: os cabos CA obedecem à sua lei de formação normal.

0. Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Ao clicar no botão correspondente.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS PARA DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Circuitos e linhas de distribuição que exigem alto grau de confiabilidade. Utilizam-se de fios e cabos Conheça mais sobre a de alumínio como condutores.0. você terá informações técnicas completas sobre cada produto FURUKAWA CABOS ISOLADOS EM XLPE SEM COBERTURA . A linha de produtos para distribuição de energia elétrica foi desenvolvida para atender às mais diversas aplicações. durabilidade e proteção contra situações externas adversas. com excelente desempenho em qualquer situação. com ou sem cobertura e apresentam o nível de qualidade diferenciado que faz da marca FURUKAWA Qualidade FURUKAWA um padrão de excelência para todo o mercado.6 / 1 kV FISALINK CABOS MULTIPLEXADOS ISOLADOS EM PE OU XLPE CABOS WPP KASTIK . exigem cabos FURUKAWA.6 / 1 kV FISALINK CABOS COBERTOS EM XLPE 15 / 25 kV CABO ECOLÓGICO CABOS ISOLADOS EM XLPE COM COBERTURA . com isolamento.

Características Técnicas . Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Dados construtivos: Condutor: fios de alumínio.6 / 1 kV FISALINK Aplicação: os cabos FISALINK para baixa tensão. comerciais e residenciais. em alumínio com isolação em polietileno reticulado (XLPE). Isolação: polietileno reticulado (XLPE) para 900C na cor preta. Principais utilizações: • Estações geradoras de energia elétrica • Subestações transformadoras de energia elétrica • Redes secundárias de distribuição de energia elétrica • Alimentação e distribuição de energia elétrica nas áreas industriais. são utilizados em circuitos de alimentação e distribuição de energia elétrica em prédios industriais. Especificações aplicáveis: ABNT-NBR 6880.0. ABNT-NBR 7285. ABNT-NBR 6252.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS SINGELOS ISOLADOS EM XLPE SEM COBERTURA . comerciais e residenciais em geral. onde se exija alto grau de confiabilidade e em instalações que sejam protegidas contra eventuais danos mecânicos ou ataque de agentes externos. encordoamento classe 2.

6 5 2 3 .1 0 0 0 .5 1 6 .2 0 0 .6 1 .8 2 .4 4 3 0 .1 1 9 .4 1 2 6 .3 5 2 0 .4 7 1 2 .6 2 .0 1 8 .7 0 5 .9 0 1 4 .6 4 1 0 .c.0 Peso Líq uid o (kg /km) 60 77 108 140 195 260 340 440 520 635 805 1025 1280 1610 Acond icionament o/Lance (m) B-1400 B-1100 B-800 B-600 B-450 B-600 B-550 B-400 B-350 B-300 B-450 B-350 B-250 B-200 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas 10 16 25 35 50 70 95 120 150 185 240 300 400 500 .5 1 2 .8 6 8 0 .4 1 0 .1 6 4 0 .5 3 3 .7 5 1 1 .2 9 .6 1 .1 2 5 0 .5 2 4 .5 1 4 .9 1 1 .8 2 .0 2 7 .4 2 .6 1 .9 2 6 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS SINGELOS ISOLADOS EM XLPE SEM COBERTURA 0.0 8 1 .0 2 9 .0 5 4 .3 2 0 0 .2 5 3 0 .0 2 .0 6 0 5 Esp essura d e Isolação (mm) 1 .9 7 8 .4 2 .5 1 9 .3 0 1 6 .2 0 6 0 .0 2 1 8 .0 2 .6 / 1 kV FISALINK N = Condutor Redondo Normal Características Técnicas C = Condutor Redondo Compacto B = Bobinas de Madeira C ond ut or d e Alumínio Seção Nominal ( m m 2) Formação (Nº d e fios) N-7 C -7 C -7 C -7 C -19 C -19 C -19 C -37 C -37 C -37 C -37 C -37 C -61 C -61 Diâmet ro d o C ond ut or (mm) 4 .4 2 . a 20º C (Ω/km) 3 .4 2 .8 Diâmet ro Ext erno (mm) 7 .0 2 .5 5 Resist ência Elét rica Máxima em c.5 2 1 .0 7 7 8 0 .5 8 .

• A coloração dos condutores facilita a sua identificação. Condutor: fios de alumínio. tais como: • Estações geradoras de energia elétrica • Subestações transformadoras de energia elétrica • Redes secundárias de distribuição de energia elétrica • Alimentação e distribuição de energia elétrica nas áreas industriais em geral e grandes estabelecimentos comerciais Principais vantagens: • Os cabos FISALINK.Especificação técnica Tela inicial Norma CABOS ISOLADOS EM XLPE COM COBERTURA DE PVC . o seu manuseio. em alumínio com cobertura e isolamento em polietileno reticulado (XLPE). • Grande estabilidade do isolante na presença de agentes químicos. • Maior resistência mecânica à abrasão. Especificações aplicáveis: ABNT-NBR 6880. isolados com material termofixo (XLPE). • A maior capacidade de corrente permite o emprego de uma seção menor do condutor no cabo FISALINK em comparação com cabos isolados em material termoplástico facilitanto. Eles são recomendados para os circuitos onde se exige alto grau de confiabilidade. apresentam maior resistência à elevação de temperatura.6 / 1 kV FISALINK Aplicação: os cabos FISALINK.0. encordoamento classe 2 Isolação: polietileno reticulado (XLPE) para 90 0C. ABNT-NBR 6252. ABNT-NBR 7285 FURUKAWA Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Dados construtivos: Características Técnicas 1 Condutor Características Técnicas 2 Condutores Características Técnicas 3 Condutores Características Técnicas 4 Condutores . na cor preta. apresentam de maneira inovadora a identificação a cores dos condutores. assim.

5 2 8 .0 8 1 .6 1 .2 7 .3 0 1 6 .5 1 1 .6 1 .2 1 .0 7 7 8 0 .1 0 0 0 .4 1 .9 1 .0 1 .1 1 .4 1 2 6 .3 2 0 0 .2 5 3 0 .5 3 5 .5 3 1 .3 5 2 0 .5 75 94 140 175 230 305 400 485 595 735 935 1160 1470 1850 B-7 0 0 B-5 5 0 B-7 0 0 B-6 0 0 B-4 0 0 B-6 0 0 B-5 0 0 B-4 0 0 B-6 0 0 B-5 0 0 B-4 0 0 B-3 0 0 B-4 5 0 B-3 5 0 .6 5 2 3 .4 1 .4 7 1 2 .8 8 .5 5 R esist ência Elét r ica M áxim a em c.1 6 4 0 .5 2 0 .1 Condutor N = Condutor Redondo Normal C ond ut or d e Alum ínio Seção Nom inal ( m m 2) 10 16 25 35 50 70 95 120 150 185 240 300 400 500 For m ação ( Nº d e fios) N-7 C -7 C -7 C -7 C -1 9 C -1 9 C -1 9 C -3 7 C -3 7 C -3 7 C -3 7 C -3 7 C -6 1 C -6 1 Diâm et r o d o C ond ut or (mm) 4 .9 7 8 .1 1 .7 0 .1 2 5 0 .1 1 .8 Diâm et r o Ext er no (mm) Peso Líq uid o ( kg /km ) Acond icionam ent o/Lance (m) C = Condutor Redondo Compacto B = Bobinas de Madeira Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas 0 .0 6 0 5 Esp essur a d a Isolação (mm) Esp essur a d a C ob er t ur a Ext er na (mm) 1 .0 1 .0 2 1 8 .7 1 .2 1 .0.0 1 8 .9 0 1 4 .6 / 1 kV FISALINK Características Técnicas .2 0 0 .2 0 6 0 .3 1 .2 1 .0 1 .6 4 1 0 .5 2 5 .5 2 2 .1 1 .5 1 .0 1 7 . a 2 0 º C (Ω/km ) 3 .9 2 6 .9 1 1 .7 5 1 1 .5 1 3 .7 0 5 .0 5 4 .0 1 5 . c.8 6 8 0 .8 2 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS ISOLADOS EM XLPE COM COBERTURA DE PVC .5 1 0 .9 0 .1 1 9 .7 0 .4 4 3 0 .4 1 .3 1 .7 1 .0 2 .

0 1 6 .1 2 5 Esp essura d a Isolação (mm) Esp essura d a C ob ert ura Ext erna (mm) 1 .3 5 Resist ência Elét rica Máxima em c.2 0 0 .8 6 8 0 .5 1 .0 2 5 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS ISOLADOS EM XLPE COM COBERTURA DE PVC .2 Condutores C ond ut or d e Alumínio Seção Nominal ( m m 2) 10 16 25 35 50 70 95 120 150 185 240 Formação (Nº d e fios) N-7 C -7 C -7 C -7 C -19 C -19 C -19 C -37 C -37 C -37 C -37 Diâmet ro d o C ond ut or (mm) 4 .9 1 .5 5 1 .2 0 1 .4 4 3 0 .6 1 .0.2 0 6 0 .5 4 1 . a 20º C (Ω/km) 3 .2 1 .9 7 8 .7 0 .7 1 5 .7 5 1 1 .0 3 7 .1 1 .0 2 2 .8 1 .0 2 1 8 .3 1 .5 2 9 . c.4 1 .6 1 .2 5 3 0 .7 0 .0 8 1 .4 7 1 2 .0 2 .3 0 1 6 .9 2 6 .3 Diâmet ro Ext erno (mm) Peso Líq uid o (kg /km) Acond icionament o/Lance (m) C = Condutor Redondo Compacto B = Bobinas de Madeira Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas 0 .7 0 5 .1 2 .1 6 4 0 .6 4 1 0 .0 4 5 .9 2 .4 1 .9 0 .3 2 0 0 .9 1 1 .0 5 4 .1 1 9 .5 3 3 .5 2 0 .5 265 330 485 615 815 1100 1440 1810 2210 2720 3450 B-650 B-1000 B-650 B-500 B-350 B-500 B-400 B-400 B-350 B-200 B-200 .0 1 .2 0 1 .1 1 .9 0 1 4 .6 / 1 kV FISALINK N = Condutor Redondo Normal Características Técnicas .

4 Diâm et ro Ext erno (mm) Peso Líq uid o (kg /km ) Acond icionam ent o/Lance (m) C = Condutor Redondo Compacto B = Bobinas de Madeira Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas 0 .3 5 Resist ência Elét rica Máxim a em c.4 1 .1 1 .0 3 1 .2 5 3 0 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS ISOLADOS EM XLPE COM COBERTURA DE PVC .3 1 . c.7 5 1 1 .1 6 4 0 .5 3 5 .6 / 1 kV FISALINK Características Técnicas .6 1 .2 2 .7 1 6 .7 1 .9 1 1 .3 2 0 0 .2 0 0 .7 0 .1 2 .0 1 .9 7 8 .0 5 5 .8 6 8 0 .4 7 1 2 .4 1 .9 2 .2 1 .3 Condutores N = Condutor Redondo Normal C ond ut or d e Alum ínio Seção Nom inal ( m m 2) 10 16 25 35 50 70 95 120 150 185 240 Form ação (Nº d e fios) N-7 C -7 C -7 C -7 C -19 C -19 C -19 C -37 C -37 C -37 C -37 Diâm et ro d o C ond ut or (mm) 4 .0 300 385 565 725 955 1300 1670 2110 2590 3200 4060 B-600 B-850 B-600 B-450 B-350 B-450 B-350 B-250 B-200 B-200 B-150 .7 0 5 .9 0 .3 0 1 6 .9 2 6 .0.1 2 5 Esp essura d a Isolação (mm) Esp essura d a C ob ert ura Ext erna (mm) 1 .5 1 .9 1 .1 1 9 .4 4 3 0 .9 0 1 4 .0 4 9 .2 1 .6 1 .0 1 7 .7 0 .8 1 .0 5 4 .6 4 1 0 .5 3 9 .1 1 .5 4 4 .5 2 1 .0 2 3 .0 2 1 8 .0 8 1 .5 2 7 . a 20º C (Ω/km ) 3 .2 0 6 0 .

7 5 1 1 .7 1 .0 1 .5 1 9 .4 Diâmet ro Ext erno (mm) Peso Líq uid o (kg /km) Acond icionament o/ Lance (m) B-500 B-700 B-450 B-350 B-500 B-350 B-250 B-200 B-200 B-150 C = Condutor Redondo Compacto B = Bobinas de Madeira Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas 0 .0 4 9 .5 1 .0 5 4 . c.9 1 .0 5 4 .5 1 .2 0 0 .0 4 4 .4 1 .5 2 6 .9 1 1 .8 6 8 0 .2 1 .1 1 .4 Condutores C ond ut or d e Alumínio Seção Nominal ( m m 2) 10 16 25 35 50 70 95 120 150 185 Formação (Nº d e fios) N-7 C -7 C -7 C -7 C -19 C -19 C -19 C -37 C -37 C -37 Diâmet ro d o C ond ut or (mm) 4 .1 1 9 .7 0 .0 2 3 .9 0 1 4 .3 0 1 6 .4 7 1 2 .3 1 .5 365 460 700 905 1180 1600 2070 2620 3200 3980 .9 7 8 .2 2 .3 1 .3 2 0 0 .7 0 5 .0 3 9 .0 3 5 .5 3 0 .9 0 .6 1 7 .9 2 .6 / 1 kV FISALINK N = Condutor Redondo Normal Características Técnicas .0.4 4 3 0 . a 20º C (Ω/km) 3 .1 2 .2 0 6 0 .1 6 4 Esp essura d a Isolação (mm) Esp essura d a C ob ert ura Ext erna (mm) 1 .0 2 Resist ência Elét rica Máxima em c.6 4 1 0 .2 5 3 0 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS ISOLADOS EM XLPE COM COBERTURA DE PVC .0 8 1 .9 2 6 .8 1 .7 0 .1 1 .

Especificações: ABNT-NBR 5111 (fios de cobre) / ABNT-NBR 5118 (fios de alumínio) ABNT-NBR 6524 (cabos de cobre) / ABNT-NBR 7271 (cabos de alumínio) Características Técnicas . atmosfera corrosiva etc. eletrodutos ou instalações nos forros de edifícios. Portanto. o uso de fios e cabos KASTIC deve limitar-se a instalações aéreas externas. pois apenas constitui uma proteção para o condutor contra a ação das intempéries.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS WPP KASTIK Aplicação: Os fios e cabos KASTIC (WPP) são usados exclusivamente em: Linhas Aéreas / entre postes / grandes distâncias Isoladores de Redes Urbanas de Distribuição de Energia Elétrica Derivações / ramificações / entrada de fábrica Circuitos primários e secundários Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas NOTA IMPORTANTE: a camada protetora de PVC não deve ser considerada como isolamento. não podendo ser utilizados em instalações internas. agentes químicos.

2 6 .2 5 1 6 .0 2 0 .8 7 1 0 .5 0 .2 1 3 .7 0 .9 0 .3 2 1 .4 2 1 9 x 3 .2 1 1 .5 8 .8 0 1 3 .5 5 7 x 1 .3 1 7 0 . C.1 2 1 x 5 .5 1 1 1 .0 1 2 .3 9 0 .5 1 5 .9 6 7 x 2 .6 0 .5 0 .8 8 7 .9 Diâm et ro Ext erno Nom inal (mm) 4 .5 0 .7 0 .5 4 8 0 .5 0 7 x 3 .6 6 5 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS C ond ut or Bit ola AWG ou MC M Seção ( m m 2) Form ação ( Núm eros d e Fios x Diâmetro) (mm) 1 x 3 .3 8 1 9 x 3 .7 5 3 .3 2 1 .1 7 2 0 .5 Peso Líq uid o Nom inal ( kg /km ) Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas 8 6 4 6 4 2 1/0 2/0 3/0 4/0 3 3 6 .9 3 7 x 4 .6 2 0 1 .2 6 1 x 4 .0 1 0 7 .5 6 7 .1 2 7 x 3 .2 7 3 0 .3 6 1 0 . a 20ºC (Ω/km ) 3 .4 2 9 .4 0 .7 7 .3 6 2 .4 3 9 7 .5 8 5 .1 3 3 .5 30 48 72 50 75 120 185 230 285 350 560 655 .9 1 1 8 .1 9 7 x 1 .4 0 2 .3 8 C ob ert ura Prot et ora R esist ência Elét rica Máxim a em C.4 7 7 x 3 .1 4 5 Esp essura Nom inal (mm) 0 .1 4 1 .6 8 Diâm et ro Nom inal (mm) 3 .1 9 4 .4 3 5 0 .7 0 .0 8 .3 4 5 0 .2 6 4 .0 1 3 .5 0 .0 1 9 .7 0 .4 1 3 .1 2 5 .3 5 .1 5 .7 1 1 .

Classe de Tensão 15 kV ou 25 kV Especificação aplicável: ABNT EB-2173 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Dados construtivos: Características Técnicas Condutor Características Técnicas Classe 15 kV Características Técnicas Classe 25 kV REDES COMPACTAS . Condutor: cabo de alumínio ou alumínio com alma de aço Cobertura: polietileno reticulado (XLPE) na cor preta. Temperatura de Operação 900C.CABO ECOLÓGICO Aplicação: a utilização de condutores nus em linhas aéreas de distribuição de energia. leva a frequentes desligamentos em razão do contato eventual dos galhos das árvores com o condutor. em regiões arborizadas.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS COBERTOS EM XLPE 15 / 25 kV . Para solucionar esse problema foi desenvolvido o Cabo Coberto em XLPE . A camada protetora em XLPE evita o desligamento e. elevando a confiabilidade e a segurança do sistema.O CABO ECOLÓGICO FURUKAWA. Além dos prejuízos ao desempenho do sistema. O cabo ecológico possibilita uma convivência harmoniosa entre a instalação e o meio-ambiente. consequentemente. essa condição provoca constante poda de árvores. com características especiais para resistência ao trilhamento elétrico (tracking) e aos raios ultra-violeta. diminui o corte de árvores.

4 3 9 7 .3 3 7 2 0 .0 0 1 0 7 .9 1 1 8 .3 8 Resist ência Elét rica em C .4 2 9 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CONDUTOR: CABO FORMADO POR FIOS DE ALUMÍNIO 1350 H-19 Características Técnicas Formação Seção Bit ola Transversal (AWG/kcmil) ( m m 2) 4 2 1/0 2/0 3/0 4/0 3 3 6 .2 6 6 5 0 .4 1 7 3 .1 6 8 7 0 .3 5 6 0 .5 1 1 1 .4 7 4 3 .2 6 1 7 0 .5 8 2 0 1 .4 6 8 5 .4 8 6 7 .8 5 3 5 0 .6 5 5 3 .3 6 1 0 .1 4 3 3 .3 8 1 3 .2 5 1 6 .5 4 Nº d e Fios 7 7 7 7 7 7 19 19 Diâmet ro d e C ad a Fio (mm) 1 .8 0 1 3 .9 6 1 2 .5 2 1 .C .5 0 3 3 . a 20ºC (Ohm/km) 1 .8 8 7 .4 2 5 1 0 .6 7 5 Diâmet ro C ond ut or (mm) 5 .1 4 2 4 C arg a d e Rup t ura (kg f) 399 612 903 1138 1377 1736 2786 3227 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas .9 3 2 4 .1 1 9 3 .5 3 4 9 0 .

0 3 .5 2 .5 1 3 .0 3 .0 1 8 .5 2 5 .0 3 .5 2 . (mm) 1 1 .CLASSE 15 kV Características Técnicas Bit ola (AWG/kcmil) 4 2 1/0 2/0 3/0 4/0 3 3 6 .5 2 0 .0 Diâmet ro Ext erno Ap rox. (kg /km) 130 180 255 305 395 475 685 785 Acond icionament o Lance (m) 1200 900 700 600 900 600 900 800 Bob ina Tip o 80/45 80/45 80/45 80/45 100/60 100/60 125/70 125/70 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABO COMPLETO .0 1 6 .0 1 5 .4 3 9 7 .5 Esp essura Nominal C ob ert ura (mm) 2 .5 3 .5 2 .0 2 3 .0 Peso Unit ário Ap rox.

5 2 2 .0 1 9 .5 Esp essura Nominal C ob ert ura (mm) 4 .0 4 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABO COMPLETO .0 Peso Unit ário Ap rox.0 4 .5 1 8 .0 4 .0 4 .4 3 9 7 .0 4 . (kg /km) 195 250 335 390 460 540 760 870 Acond icionament o Lance (m) 1400 1100 900 800 600 1000 800 700 Bob ina Tip o 100/60 100/60 100/60 100/60 100/60 125/70 125/70 125/70 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas .0 2 7 .CLASSE 25 kV Características Técnicas Bit ola (AWG/kcmil) 4 2 1/0 2/0 3/0 4/0 3 3 6 .0 Diâmet ro Ext erno Ap rox. (mm) 1 4 .0 2 6 .5 1 6 .5 2 0 .0 4 .0 4 .

Detalhe do Espaçador de Cabo Polimérico na Rede Compacta FURUKAWA Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Detalhe de Fixação CABO ECOLÓGICO FURUKAWA: IDEAL PARA REDES COMPACTAS A FURUKAWA desenvolveu um condutor apropriado para esse tipo de rede. com pesadas multas às Concessionárias de Energia. ganhando espaço pelas suas características técnica e economicamente vantajosas para locais densamente arborizados. respectivamente). É importante ressaltar que esses índices são rigorosamente acompanhados pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). reduzindo drasticamente os índices DEC e FEC (duração e freqüência das interrupções acidentais. A Rede Compacta também é uma alternativa às redes isoladas que possuem altos custos de implantação e manutenção. Sua camada protetora em XLPE evita o desligamento e. elevando a confiabilidade e a segurança do sistema permitindo. há pouco tempo esse tipo de rede chegou ao Brasil. a convivência harmoniosa entre a instalação e o meio ambiente. diminui o corte de árvores. Sendo bastante utilizada em outros países.Especificação técnica Tela inicial Norma REDES COMPACTAS DE DISTRIBUIÇÃO: Uma solução para problemas de interrupção de energia elétrica O principal objetivo da rede compacta ou Linha Verde é minimizar ou até mesmo acabar com interrupções de energia elétrica em razão do contato eventual ou queda de galhos de árvores sobre a rede de distribuição. ruas estreitas e redes com mais de um circuito por estrutura. Trata-se do cabo coberto em XLPE: CABO ECOLÓGICO FURUKAWA. assim. Detalhe da Rede . contribui significativamente com a preservação da arborização e aumenta a confiabilidade do sistema elétrico. consequentemente.

encordoamento classe A.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS MULTIPLEXADOS ISOLADOS EM PE OU XLPE Aplicação: os cabos MULTIPLEX destinam-se às instalações de redes de distribuição secundária e entradas de serviços aéreos. Isolação: Polietileno Termoplástico (PE) ou Termofixo (XLPE). Condutor Fase: cabos formados por fio de alumínio nu. CABOS DUPLEX CABOS QUADRUPLEX CABOS TRIPLEX CAPACIDADE DE CONDUÇÃO DE CORRENTE APROXIMADA . Identificação: os condutores fase são identificados por números impressos sobre a isolação. na cor preta. cabos de alumínio nu com alma de aço (CAA) ou cabos de alumínio liga 6201 (CAL). para Tensões até 0. tornando a instalação rápida e econômica. têmpera dura.6/1 kV. Condutor Neutro: cabos de alumínio nu (CA). Dados construtivos: Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Especificação aplicável: NBR 8182: Cabos de Potência Multiplexados Auto-Sustentados com Isolação Extrudada de PE ou XLPE. O emprego dos cabos MULTIPLEX permite a eliminação de suportes (cruzetas) e isoladores.

cabo de alumínio nu com alma de aço (CAA) ou cabo de alumínio liga 6201 (CAL).Condutor Fase: cabos de alumínio B .CAL Cabos Duplex com Condutor Neutro .CA Cabos Duplex com Condutor Neutro .Condutor Neutro de Sustentação: cabo de alumínio nu (CA).Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS DUPLEX Os Cabos Duplex consistem de um condutor de alumínio isolado.CAA . torcido sobre um condutor neutro de sustentação. Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Cabos Duplex com Condutor Neutro .Isolação: polietileno termoplástico (PE) ou polietileno reticulado (XLPE) C . A .

9 5 7 .6 4 1 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas N = Condutor Redondo Normal C = Condutor Redondo Compactado .0 5 4 .2 0 Esp essura Isolação (mm) 1 .2 0 0 0 .50 7/3.6 0 1 .2 1 8 .6 0 C ond ut or Neut ro .0 0 8 .CA Formação Seção Nominal ( m m 2) 1x1x10+10 1x1x16+16 1x1x25+25 1x1x35+35 1x1x50+50 C ond ut or Fase Nº Fios N-7 C -7 C -7 C -7 C -7 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .7 0 5 .36 7/1.06 7/2.C .2 0 1 .00 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .7 C ab o C omp let o Massa Ap rox. (Ohm/km) 3 . Elét rica C .70 7/2.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS DUPLEX COM CONDUTOR NEUTRO .4 0 1 .0 0 C arg a Rup t ura (kg f/mm2) 190 292 413 585 836 Diâmet ro Ext erno (mm) 1 0 .0 8 5 .0 8 0 1 .7 1 2 .5 0 9 .C A Nº Fios/ Diâmet ro (mm) 7/1.1 8 7 .1 0 6 .0 2 0 .8 6 8 0 .4 1 5 .9 1 0 1 . (kg /km) 79 112 168 235 313 Resist .2 0 1 .

7 1 2 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS DUPLEX COM CONDUTOR NEUTRO .1 0 6 .36 7/1.00 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .C AL Nº Fios/ Diâmet ro (mm) 7/1.0 5 4 . Elét rica C .2 0 Esp essura Isolação (mm) 1 .2 0 0 0 .2 0 1 .2 0 1 .5 0 9 .7 C ab o C omp let o Massa Ap rox. (kg /km) 79 112 168 235 313 Resist .0 2 0 .9 1 0 1 .CAL Formação Seção Nominal ( m m 2) 1x1x10+10 1x1x16+16 1x1x25+25 1x1x35+35 1x1x50+50 C ond ut or Fase Nº Fios N-7 C -7 C -7 C -7 C -7 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .C .2 1 8 .6 4 1 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas N = Condutor Redondo Normal C = Condutor Redondo Compactado .1 8 7 . (Ohm/km) 3 .4 1 5 .4 0 1 .0 0 8 .8 6 8 0 .06 7/2.6 0 1 .0 0 C arg a Rup t ura (kg f/mm2) 337 527 773 1122 1640 Diâmet ro Ext erno (mm) 1 0 .7 0 5 .0 8 0 1 .6 0 C ond ut or Neut ro .0 8 5 .9 5 7 .50 7/3.70 7/2.

12 1/2.6 4 1 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas N = Condutor Redondo Normal C = Condutor Redondo Compactado .2 0 1 .2 0 Esp essura Isolação (mm) 1 .67 6/3.C .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS DUPLEX COM CONDUTOR NEUTRO .1 1 C arg a Rup t ura (kg f/mm2) 539 844 1290 1988 Diâmet ro Ext erno (mm) 1 2 .68 1/2. (kg /km) 123 186 276 394 Resist .3 1 8 .7 0 5 .9 1 0 1 .37 Aço 1/1.67 1/3.37 Diâmet ro C ond ut or (mm) 5 .8 6 8 0 .6 0 C ond ut or Neut ro .12 6/2.2 0 0 0 .6 0 1 .8 C ab o C omp let o Massa Ap rox.68 6/2.C AA Nº Fios/Diâmet ro (mm) Alumínio 6/1.9 5 7 .0 0 8 .4 0 1 .5 2 1 .0 1 1 0 . (Ohm/km) 1 . Elét rica C .3 6 8 .3 1 5 .CAA Formação Seção Nominal ( m m 2) 1x1x16+16 1x1x25+25 1x1x35+35 1x1x50+50 C ond ut or Fase Nº Fios C -7 C -7 C -7 C -7 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .0 4 6 .

Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS TRIPLEX Os Cabos Triplex consistem de dois condutores de alumínio isolados. cabo de alumínio nu com alma de aço (CAA) ou cabo de alumínio liga 6201 (CAL).CAA .Condutor Fase: cabos de alumínio B .CAL Cabos Triplex com Condutor Neutro .CA Cabos Triplex com Condutor Neutro .Isolação: polietileno termoplástico (PE) ou polietileno reticulado (XLPE) C . Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Cabos Triplex com Condutor Neutro . torcidos sobre um condutor neutro de sustentação.Condutor Neutro de Sustentação: cabo de alumínio nu (CA). A .

2 0 1 .0 0 1 0 .9 5 7 .7 5 Esp essura Isolação (mm) 1 .00 7/3.2 0 0 0 .8 0 C ond ut or Neut ro .2 0 9 .4 2 4 .06 7/2. (Ohm/km) 3 .70 7/2.9 2 9 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS TRIPLEX COM CONDUTOR NEUTRO .9 1 0 1 . Elét rica C . (kg /km) 131 181 268 375 491 675 Resist .2 C ab o C omp let o Massa Ap rox.1 8 7 .2 2 2 .CA Formação Seção Nominal ( m m 2) 2x1x10+10 2x1x16+16 2x1x25+25 2x1x35+35 2x1x50+50 2x1x70+70 C ond ut or Fase Nº Fios N-7 C -7 C -7 C -7 C -7 C -19 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .0 0 8 .4 4 3 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas N = Condutor Redondo Normal C = Condutor Redondo Compactado .6 1 9 .6 4 1 0 .6 0 1 .5 0 9 .8 6 8 0 .3 5 C arg a Rup t ura (kg f/mm2) 190 292 413 585 836 1101 Diâmet ro Ext erno (mm) 1 4 ..C .50 7/3.4 0 1 .2 0 1 .7 0 5 .36 7/1.C A Nº Fios/ Diâmet ro (mm) 7/1.45 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .0 8 0 1 .2 1 5 .1 0 6 .0 5 4 .6 0 1 .0 8 5 .

3 5 C arg a Rup t ura (kg f/mm2) 337 527 773 1122 1640 2169 Diâmet ro Ext erno (mm) 1 4 .6 4 1 0 .6 1 9 .50 7/3.00 7/3.36 7/1.6 0 1 . (kg /km) 131 181 268 375 491 675 Resist .5 0 9 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS TRIPLEX COM CONDUTOR NEUTRO .8 0 C ond ut or Neut ro .4 2 4 . (Ohm/km) 3 .45 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .0 5 4 .1 8 7 .8 6 8 0 .0 0 1 0 .0 0 8 .2 0 9 .0 8 5 .2 2 2 .2 0 1 .70 7/2.2 0 1 .06 7/2.4 4 3 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas N = Condutor Redondo Normal C = Condutor Redondo Compactado .C AL Nº Fios/ Diâmet ro (mm) 7/1.4 0 1 .9 1 0 1 . Elét rica C .9 2 9 .0 8 0 1 .7 5 Esp essura Isolação (mm) 1 .2 0 0 0 .CAL Formação Seção Nominal ( m m 2) 2x1x10+10 2x1x16+16 2x1x25+25 2x1x35+35 2x1x50+50 2x1x70+70 C ond ut or Fase Nº Fios N-7 C -7 C -7 C -7 C -7 C -19 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .C .9 5 7 .2 1 5 .6 0 1 .1 0 6 .7 0 5 .2 C ab o C omp let o Massa Ap rox.

12 1/2.2 0 1 .0 1 1 0 .6 0 1 .9 2 9 .9 1 0 1 .9 5 7 .78 Diâmet ro C ond ut or (mm) 5 .7 5 Esp essura Isolação (mm) 1 . Elét rica C .8 0 C ond ut or Neut ro .67 1/3.0 0 8 .2 0 9 .4 0 1 .0 4 6 . (kg /km) 192 286 416 572 758 Resist .3 4 C arg a Rup t ura (kg f/mm2) 539 844 1290 1988 2408 Diâmet ro Ext erno (mm) 1 5 . (Ohm/km) 1 .68 6/2.8 6 8 0 .4 2 4 .C .6 0 1 .12 6/2.6 1 9 .78 Aço 1/1.1 1 1 1 .67 6/3.7 0 5 .2 0 0 0 .CAA Formação Seção Nominal ( m m 2) 2x1x16+16 2x1x25+25 2x1x35+35 2x1x50+50 2x1x70+70 C ond ut or Fase Nº Fios C -7 C -7 C -7 C -7 C -19 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .C AA Nº Fios/Diâmet ro (mm) Alumínio 6/1.2 C ab o C omp let o Massa Ap rox.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS TRIPLEX COM CONDUTOR NEUTRO .4 4 3 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas N = Condutor Redondo Normal C = Condutor Redondo Compactado .37 6/3.6 4 1 0 .37 1/3.2 2 2 .3 6 8 .68 1/2.

Condutor Fase: cabos de alumínio B  . torcidos sobre um condutor neutro de sustentação. A .CA Cabos Quadruplex com Condutor Neutro .CAA .CAL Cabos Quadruplex com Condutor Neutro .Isolação: polietileno termoplástico (PE) ou polietileno reticulado (XLPE) C . cabo de alumínio nu com alma de aço (CAA) ou cabo de alumínio liga 6201 (CAL).Condutor Neutro de Sustentação: cabo de alumínio nu (CA).Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS QUADRUPLEX Os Cabos Quadruplex consistem de três condutores de alumínio isolados. Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Cabos Quadruplex com Condutor Neutro .

9 1 0 1 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS QUADRUPLEX COM CONDUTOR NEUTRO .5 2 1 .6 4 1 0 .6 0 1 .7 0 5 .0 8 0 1 .36 7/1.3 5 1 0 . (kg /km) 183 250 368 515 669 818 1449 Resist .4 4 3 0 . (Ohm/km) 3 .5 0 9 .8 6 8 0 .2 0 9 .1 0 6 .5 2 5 .C A Nº Fios/ Diâmet ro (mm) 7/1.CA Formação Seção Nominal ( m m 2) 3x1x10+10 3x1x16+16 3x1x25+25 3x1x35+35 3x1x50+50 3x1x70+70 3x1x120+70 C ond ut or Fase Nº Fios N-7 C -7 C -7 C -7 C -7 C -19 C -19 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .6 0 1 .0 0 C ond ut or Neut ro .1 8 7 .1 2 7 .06 7/2.9 3 2 .0 0 1 0 .7 4 1 .0 8 5 .9 1 7 .50 7/3. Elét rica C .2 0 1 .8 0 Esp essura Isolação (mm) 1 .7 5 1 2 .2 5 3 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas N = Condutor Redondo Normal C = Condutor Redondo Compactado .2 0 1 .2 0 0 0 .9 5 7 .00 7/3.C .8 0 2 .45 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .45 7/3.0 0 8 .3 5 C arg a Rup t ura (kg f/mm2) 190 292 413 585 836 1101 1101 Diâmet ro Ext erno (mm) 1 5 .70 7/2.4 0 1 .0 5 4 .1 C ab o C omp let o Massa Ap rox.

C .2 0 1 .0 8 0 1 .3 5 C arg a Rup t ura (kg f/mm2) 337 527 773 1122 1640 2169 2169 Diâmet ro Ext erno (mm) 1 5 .0 5 4 .45 7/3.2 5 3 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas 3x1x120+70 N = Condutor Redondo Normal C = Condutor Redondo Compactado .1 2 7 .7 5 1 2 .5 0 9 .36 7/1.1 0 6 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS QUADRUPLEX COM CONDUTOR NEUTRO .6 4 1 0 .9 1 0 1 .50 7/3.3 5 1 0 . Elét rica C .7 4 1 .2 0 0 0 .6 0 1 . (kg /km) 183 250 368 515 669 818 1449 Resist .5 2 1 .9 1 7 .8 0 Esp essura Isolação (mm) 1 .9 3 2 .70 7/2.9 5 7 .0 0 C ond ut or Neut ro .45 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .0 8 5 .5 2 5 .C AL Nº Fios/ Diâmet ro (mm) 7/1.CAL C ond ut or Fase Formação Seção Nominal ( m m 2) 3x1x10+10 3x1x16+16 3x1x25+25 3x1x35+35 3x1x50+50 3x1x70+70 Nº Fios N-7 C -7 C -7 C -7 C -7 C -19 C -19 Diâmet ro C ond ut or (mm) 4 .2 0 9 .1 C ab o C omp let o Massa Ap rox.7 0 5 . (Ohm/km) 3 .8 0 2 .06 7/2.1 8 7 .4 4 3 0 .0 0 8 .4 0 1 .00 7/3.0 0 1 0 .8 6 8 0 .2 0 1 .6 0 1 .

3 6 8 .1 2 7 .6 0 1 .3 4 C arg a Rup tura (kg f/mm2) 539 844 1290 1988 2408 2408 Diâmetro Externo (mm) 1 7 .37 6/3. Elétrica C .4 4 3 0 .8 6 8 0 .68 6/2.78 1/3.9 1 0 1 .78 6/3.8 0 2 .9 3 2 .2 5 3 Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas N = Condutor Redondo Normal C = Condutor Redondo Compactado .2 0 0 0 .1 1 1 1 .7 4 1 .8 0 Esp essura Isolação (mm) 1 .68 1/2.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CABOS QUADRUPLEX COM CONDUTOR NEUTRO .37 1/3.0 4 6 .C .7 5 1 2 .9 5 7 .4 0 1 .12 6/2.1 C ab o C omp leto Massa Ap rox.3 4 1 1 .6 4 1 0 .78 Aço 1/1.0 1 1 0 .C AA Nº Fios/Diâmetro (mm) Alumínio 6/1. (Ohm/km) 1 .2 0 1 . (kg /km) 261 386 556 750 901 1532 Resist.67 1/3.2 0 9 .67 6/3.78 Diâmetro C ond utor (mm) 5 .6 0 1 .CAA C ond utor Fase Formação Seção Nominal ( m m 2) 3x1x16+16 3x1x25+25 3x1x35+35 3x1x50+50 3x1x70+70 3x1x120+70 Nº Fios C -7 C -7 C -7 C -7 C -19 C -19 Diâmetro C ond utor (mm) 4 .0 0 8 .7 0 5 .5 2 1 .5 2 5 .0 0 C ond utor Neutro .12 1/2.

9 3 0 .9 5 0 .1 4 1 .1 3 1 .1 0 1 .0 5 1 .0 0 0 .0 0 0 .2 5 1 .8 9 .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CAPACIDADE DE CONDUÇÃO DE CORRENTE APROXIMADA Temperatura máxima no condutor: •Isolado em PE -75 0C •Isolado em XLPE -90 0C Temperatura ambiente -40 0C Seção ( m m 2) PE 16 25 35 50 70 120 88 122 149 178 Dup lex X L PE 102 143 175 211 PE 88 122 149 178 220 Trip lex C orrent e em Amp ères X L PE 102 143 175 211 268 PE 78 104 126 152 190 268 X L PE 90 122 148 180 225 319 Quad rup lex Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas FATORES DE CORREÇÃO PARA TEMPERATURA Quando a temperatura ambiente no local da instalação for diferente de 400C.0 7 1 .8 5 X L PE 1 .(º C ) 20 25 30 35 40 45 50 Fat or d e C orreção PE 1 .2 0 1 . os valores indicados na tabela acima deverão ser corrigidos pelos fatores da tabela ao lado: Temp erat ura Amb ient e .1 8 1 .

Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Estrutura Molecular Propriedades Térmicas e Mecânicas Propriedades Elétricas .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA COMPARAÇÃO ENTRE OS MATERIAIS DE ISOLAÇÃO Os cabos MULTIPLEX isolados em XLPE apresentam vantagens como: Maior capacidade de condução de corrente Melhor resistência mecânica à abrasão Grande estabilidade da isolação na presença de agentes químicos em relação ao cabo isolado com PE. O polietileno reticulado (XLPE) possui propriedades que o distinguem pela sua superioridade em comparação com o polietileno termoplástico (PE). Clique nos links abaixo para conhecer mais detalhes de comparação.

000 a 4.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA ESTRUTURA MOLECULAR H H H H H C C C C C Normalmente. Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas H H H H H C C C C C H H H H H Propriedades Térmicas e Mecânicas Propriedades Elétricas . H H H H H C C C C C H H H H H H H H Com a reticulação podemos obter elos intermediários entre essas moléculas formando o XLPE. diminui-se o deslizamento das moléculas reduzindo consequentemente a deformação do material em função do aumento da temperatura. a molécula do polietileno termoplástico tem na sua cadeia cerca de 1. Através desses elos.000 átomos de carbono.

PROPRIEDADES MECÂNICAS Como podemos notar nos gráficos. o polietileno reticulado (XLPE) não sofre alteração devido à reticulação de suas cadeias moleculares.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA PROPRIEDADES TÉRMICAS Enquanto o polietileno termoplástico (PE) plastifica-se por volta de 120 0C.5 1 0.5 Alongamento ( % ) Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Deformação a Quente em Função da Temperatura Alongamento em Função da Temperatura 800 600 400 200 PE XLPE PE XLPE 40 80 120 160 200 50 100 150 50 100 150 Temperatura ( ºC ) Temperatura ( ºC ) Temperatura ( ºC ) Estrutura Molecular Propriedades Elétricas . as propriedades mecânicas do polietileno reticulado (XLPE) são bem melhores que as do polietileno termoplástico (PE). Resistência à Tração em Função da Temperatura Resistência à Tração (kg/mm2 ) Deformação ( % ) 30 20 10 PE XLPE 2 1.

Especificação técnica

Tela inicial

Norma

FURUKAWA
PROPRIEDADES ELÉTRICAS
Tensão de perfuração em corrente alternada: Sob temperaturas elevadas o polietileno reticulado (XLPE) apresenta uma tensão de perfuração maior que a do polietileno termoplástico (PE) e mantém-se praticamente igual para temperaturas baixas.

Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas

Tensão de perfuração para impulsos: O valor de tensão permanece o mesmo tanto para o polietileno reticulado (XLPE) como para o polietileno termoplástico (PE). As propriedades elétricas do polietileno reticulado (XLPE), tais como: resistividade volumétrica, constante dielétrica e fator de perda são melhores ou iguais às do polietileno termoplástico (PE).

Estrutura Molecular

Propriedades Térmicas e Mecânicas

Especificação técnica

Tela inicial

Norma

FURUKAWA
CARACTERÍSTICAS DOS MATERIAIS ISOLANTES XLPE E PE
C ar act er íst icas Peso Esp ecífico R esist ência à Tr ação ( kg /cm 2) Tip o d e M at er ial PE 0 ,9 2 1 ,2 ~ 1 ,5 500~ 700 70 90 60 130 35~ 50 1 0 18 2 ,3 0 ,0 3 X L PE 0 ,9 2 1 ,5 ~ 2 ,3 500~ 600 90 130 60 250 35~ 50 1 0 18 2 ,3 0 ,0 3

Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas

Along am ent o ( %) Tem p er at ur a d e Op er ação ( º C ) Tem p er at ur a d e Sob r ecar g a ( º C ) Tem p er at ur a M ínim a Ad m issível ( º C ) Tem p er at ur a d e C ur t o-C ir cuit o ( º C ) R ig id ez Dielét r ica Volum ét r ica ( kV/m m ) R esist ivid ad e Elét r ica Volum ét r ica (Ω.cm ) C onst ant e Dielét r ica Tang ( %)

Especificação técnica

Tela inicial

Norma

FURUKAWA
CÁLCULOS MECÂNICOS PARA CABOS DE LINHAS AÉREAS
Os cálculos mecânicos, referentes aos condutores nas linhas aéreas, consistem de um modo geral em se determinar a flecha em um dado vão da linha, de modo que os esforços resultantes nos condutores mantenham-se dentro dos limites de segurança. Os condutores das linhas aéreas, além da carga referente ao seu peso próprio, ficam também sujeitos àquelas provenientes da pressão do vento, atuando horizontalmente. Portanto, para a determinação do esforço mecânico total a que o condutor ficará submetido, deve-se levar em consideração o resultante das cargas que atuam sobre o mesmo, ou seja, o seu peso próprio e a pressão do vento.

Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas

Fórmula para cálculo da Carga Devido ao Vento

Fórmulas para cálculo do Esforço Mecânico Total

Fórmula para cálculo do Coeficiente de Segurança

Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CÁLCULO DA CARGA DEVIDO AO VENTO P = Peso próprio do cabo (kg/m) H = Componente horizontal. Fórmulas para cálculo do Esforço Mecânico Total Fórmula para cálculo do Coeficiente de Segurança . devido ao vento (kg/m) P R R = Carga resultante = √ p2 + H2 (kg/m) Cálculo da carga devido ao vento: H = p.d (kg/m) onde: p = pressão do vento por unidade de área d = diâmetro do cabo (m) A pressão do vento pode ser determinada pela expressão: p= V2 8 (kg/m2) onde: V = velocidade do vento (m/s) Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas H É comum adotar-se para “p” o valor 50 kg/m2 que corresponde a uma velocidade do vento de 20 m/s. 72 km/h. ou seja.

L T= 8f (kg) T = Esforço Total (kg) f = Flecha (m) L = Comprimento do Vão (m) Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Fórmula para cálculo da Carga Devido ao Vento Fórmula para cálculo do Coeficiente de Segurança .Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CÁLCULO PARA DETERMINAÇÃO DO ESFORÇO TOTAL R.

T Vamos assumir a pressão do vento igual a 50 kg/m2 Exemplo de Cálculo e a flecha igual a 2.5 = 300 kg K= Q 844 K = T = 300 = 2.960 kg/m • Diâmetro externo = 0.Especificação técnica Tela inicial Norma FURUKAWA CÁLCULO DO COEFICIENTE DE SEGURANÇA O coeficiente de segurança é a relação entre a carga de ruptura do cabo de sustentação (mensageiro) e o esforço total: Q Considerando-se satisfatórios valores de “K” compreendidos entre 2.5 e 3.286)2 + (0. Cabo Triplex mm2 NEUTRO CAA • Peso do cabo = 0.0192 m • Carga de ruptura do mensageiro = 844 kg R = p2 + H2 = √ (0.0.286 H = p x d = 50 x 0.960)2 = 1.002 x (60)2 T = 8 x f = 8 x 1.002 kg • Vão entre postes = 60 m RxL 1.5% do vão.8 (satisfatório) Comparação Entre os Materiais de Isolação PE/XLPE Características dos Materiais Isolantes Cálculos Mecânicos para Cabos de Linhas Aéreas Fórmula para cálculo da Carga Devido ao Vento Fórmulas para cálculo do Esforço Mecânico Total .0192 = 0.