You are on page 1of 11
 
 

DEZ 1995

NBR 13541

 

Movimentação de carga - Laço de cabo de aço - Especificação

ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas

Lifting purposes -Wire rope slings - Specification

Sede:

   

Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680 Rio de Janeiro - RJ Tel.: PABX (021) 210 -3122 Telex: (021) 34333 ABNT - BR Endereço Telegráfico:

   

NORMATÉCNICA

   

Copyright © 1995, ABNT–Associação Brasileira

Origem: Projeto 07:000.01-186/1995 CB-07 - Comitê Brasileiro de Navios, Embarcações e Tecnologia Marítima CE-07:000.09 - Comissão de Estudo de Massame e Poleame NBR 13541 - Lifting purposes - Wire rope slings - Specification Descriptors: Sling. Wire rope. Lifting purposes Esta Norma foi baseada na ISO 7531/1987 Válida a partir de 29.01.1996

de Normas Técnicas Printed in Brazil/ Impresso no Brasil Todos os direitos reservados

Palavras-chave: Laço. Linga. Cabo de aço. Movimentação de carga

11 páginas

Sumário

Contents

 

Prefácio Objetivo Referências normativas Definições Características dos laços de cabo de aço Amostragem e critério de conformidade Métodos de ensaios Designação Identificação Verificação da certificação de protótipo

7

8

9

6

5

4

3

2

1

Prefácio

Foreword Scope Normative references Definitions Characteristics of wire rope slings Sampling and criteria of conformity Test methods Designation Identification Prototype certification check

6

7

8

9

5

4

3

2

1

Foreword

 

A ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - é o Fórum Nacional de Normalização. As Normas Brasileiras, cujo conteúdo é de responsabilidade dos Comitês Brasileiros (CB) e dos Organismos de Normalização Setorial (ONS), são elaboradas por Comissões de Estudo (CE), formadas por representantes dos setores envolvidos, delas fazendo parte: produtores, consumidores e neutros (universidades, laboratórios e outros). Os Projetos de Norma Brasileira, elaborados no âmbito dos CB e ONS, circulam para Votação Nacional entre os associados da ABNT e demais interessados.

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas - is the Brazilian Standardization Forum. Brazilian Standards, the content of which is the responsibility of the Comitês Brasileiros (CB) and Organismos de Normalização Setorial (ONS), are drawn up by Comissões de Estudo (CE). Such CE committees are made up of representatives of the sectors involved and include producers, consumers and neutral entities (universities, laboratories and others). Draft Brazilian Standards, prepared by CB and ONS, are circulated to the ABNT members and other interested entities for National Voting.

1 Objetivo

1 Scope

 

Esta Norma especifica as características dos laços de cabo de aço utilizados para movimentação de carga.

This Standard specifies the characteristics of wire rope slings used to raise, lower or suspend load.

2

NBR 13541/1995

 

2

Referências normativas

2

Normative references

 
 

As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem prescrições para esta Norma. As edições indicadas estavam em vigor no momento desta publicação. Como toda norma está sujeita a revisão, recomenda-se àqueles que realizam acordos com base nesta que verifiquem a conveniência de se usarem as edições mais recentes das normas citadas a seguir. A ABNT possui a informação das normas em vigor em um dado momento.

The following standards contain provisions which, through reference in this text, constitute provisions of this Standard. At the time of publication, the editions indicated were valid. All standards are subject to revision, and parties to agreements based on this Standard are encouraged to investigate the possibility of applying the most recent editions of the standards indicated below. ABNT maintains registers of currently valid standards.

 

NBR 5426/1975 - Planos de amostragem e procedimentos na inspeção por atributos - Procedimento

ISO 2859-1/1989 - Sampling procedures for inspection by attributes - Part 1: Sampling plans indexed by acceptable quality level (AQL) for lot-by-lot inspection

 

NBR 6327/1983 - Cabo de aço para usos gerais - Especificação

NBR 6327/1983 - Cabo de aço para usos gerais - Especificação

 

NBR 11900/1991 - Extremidades de laços de cabo de aço - Especificação

NBR 11900/1991 - Extremidades de laços de cabo de aço - Especificação

 

NBR 13542/1995 - Movimentação de carga - Anel de carga

NBR 13542/1995 - Movimentação de carga - Anel de carga

 

NBR 13544/1995 - Movimentação de carga - Sapatilho para cabo de aço

NBR 13544/1995 - Movimentação de carga - Sapatilho para cabo de aço

 

NBR 13545/1995 - Movimentação de carga - Manilha

NBR 13545/1995 - Movimentação de carga - Manilha

 

ISO 2262/1984 -General purpose thimbles for use with steel wire ropes - Specification

ISO 2262/1984 - General purpose thimbles for use with steel wire ropes - Specification

 

ISO 2408/1985 - Steel wire ropes for general purposes - Characteristics

ISO 2408/1985 - Steel wire ropes for general purposes - Characteristics

 

3

Definições

     
     

3

Definitions

 
 

Para os efeitos desta Norma são adotadas as definições de 3.1 a 3.7, complementadas pelas definições da NBR 11900.

For the purposes of this Standard, the definitions in 3.1 to 3.7 apply, in addition to those given in NBR 11900.

 

3.1

laço de cabo de aço: Peça formada de cabo de aço

     
 

com olhal em pelo menos uma das extremidades. Também

   
 

conhecida como linga.

3.1

on at least one of the ends.

wire rope sling: A piece made of wire rope with an eye

 

3.2

conjunto de laços: Dois ou mais laços unidos por um

     
 

anel de carga. Também conhecido como linga de duas ou mais pernas.

3.2

link. Also known as a multilegged sling.

sling assembly:Two or more slings joined together by a

 

3.3

carga de trabalho: Massa máxima que o laço está

3.3

working load limit:The maximum mass which the sling

 

autorizado a sustentar em serviços gerais.

is rated to raise, lower or suspend.

 
 

3.4

carga de prova: Força que o laço deve suportar em

3.4

proof force: The force that the sling shall sustain in a

 

um ensaio estático (ver 4.7).

static test (see 4.7).

 
 

3.5

carga de ruptura mínima: Força mínima que o laço

3.5

minimum ultimate strength: The minimum force that

 

deve suportar sem que haja rompimento.

the sling shall sustain without fracture.

 

NOTA - O laço deve ser capaz de sustentar a carga sob a ação dessa força.

NOTE -The sling shall be capable of sustaining the load under the action of this force.

 

3.6

método cesta: Método de utilização em que se passa o

3.6

 
 

laço em torno da peça a ser movimentada, conectando os olhais no equipamento de movimentação de carga (ver fi- gura 1).

basket method: A method in which the sling is strapped

around the part to be moved, connecting the eyes to the equipment used for moving the load (see figure 1).

 

3.7

 

3.7

choke hitch method: A method in which the sling is

 

método forca: Método de utilização em que se passa o

laço em torno da peça a ser movimentada, conectando um dos olhais no corpo do laço (ver figura 1).

strapped around the part to be moved, connecting one of

the eyes to the body of the sling (see figure 1).

 

3.8

comprimento do laço: Distância entre os pontos de

3.8

sling length: The distance between the bearing points

 

apoio dos olhais com ou sem sapatilhos.

of the eye with or without thimble.

 

NBR 13541/1995

3

Método forca Choke hitch method

M é todo forca Choke hitch method M é todo cesta Basket method 4 Figura 1
M é todo forca Choke hitch method M é todo cesta Basket method 4 Figura 1

Método cesta

Basket method

4
4

Figura 1 - Método forca e método cesta para levantamento de carga Figure 1 - Choke hitch and basket method for lifting

4 Características dos laços de cabo de aço

Characteristics of wire rope slings

4.1 Classificação

Os laços ou conjuntos de laços devem ser classificados da seguinte forma:

4.1 Classification

The slings or sling assemblies shall be classified as follows:

a) quanto à constituição (ver figura 2):

a) as to the formation (see figure 2):

- laços simples;

- single-leg sling;

- conjunto de dois laços;

- two-legged sling;

- conjunto de quatro laços;

- four-legged sling;

b) quanto ao tipo de extremidade (ver figura 3):

b) as to the type of termination (see figure 3):

- tipo 1 - trançado flamengo com presilha de aço;

- spliced with steel ferrule;

type 1 -

- tipo 2 - trançado flamengo com presilha de alumínio;

- spliced with aluminum ferrule;

type 2 -

- tipo 3 - trançado manualmente (sem presilha);

- hand splice (without ferrule);

type 3 -

- tipo 4 - dobrado com presilha de alumínio;

- type 4 - folded with aluminum ferrule;

c) quanto à flexibilidade do cabo de aço (ver NBR 6327 ou

ISO 2408):

c) as to the flexibility of the wire rope (see NBR 6327 or

ISO 2408):

- classificação 6 x 19;

- 6 x 19 class;

- classificação 6 x 37;

- 6 x 37 class;

d) quanto à alma do cabo de aço (ver NBR 6327 ou ISO 2408):

d)

ISO 2408):

as

to the core of the wire rope (see NBR 6327 or

- fibra (AF);

- fibre core (FC);

- aço (AACI).

- steel main core (IWR).

4

NBR 13541/1995

Conjunto de dois laços Two-legged sling Conjunto de quatro laços Four-legged sling Figura 2 -
Conjunto de dois laços
Two-legged sling
Conjunto de quatro laços
Four-legged sling
Figura 2 - Exemplos de constituição dos laços
Figure 2 - Examples of sling assemblies

Laço simples

Single-leg sling

Olhais tipos 1 e 2 Eye types 1 and 2

Olhal tipo 3 Eye type 3

Olhal tipo 4 Eye type 4

Figura 3 - Tipos de extremidade Figure 3 - Types of eye terminations

NBR 13541/1995

5

4.2 Material

4.2 Material

Os laços devem ser fabricados a partir de cabos de aço novos.

NOTA - A presença de fios gastos, partidos ou corroídos caracteriza que o cabo de aço não é novo.

The slings shall be made of new wire ropes.

NOTE - The presence of worn, broken or corroded wires indicates that the wire rope is not new.

O cabo de aço utilizado para confecção de laços deve ser

da classificação 6 x 19 ou 6 x 37, de torção regular, com alma de aço ou de fibra, conforme a NBR 6327 ou

ISO 2408.

A resistência à tração dos arames deve ser de pelo menos

1764 MPa, conforme a NBR 6327 ou ISO 2408, para laços com cabos de alma de fibra, e de pelo menos 1960 MPa

para laços com cabos de alma de aço.

4.3 Fabricação

As extremidades devem estar de acordo com a NBR 11900.

The wire rope used to form slings shall be of 6 x 19 or 6 x 37 class, regular torsion, with a steel or fiber core, in accordance with NBR 6327 or ISO 2408.

The tensile strength of the wires shall be at least 1770 MPa, in accordance with NBR 6327 or ISO 2408, for slings with fibre-cored ropes and at least 1960 MPa for steel-cored wire rope slings.

4.3 Workmanship

Eye terminations shall be in accordance with NBR 11900.

Sling types 1, 2 and 4 having ropes with a nominal diameter greater than 38 mm shall be made of steel-cored rope.

Os laços tipo 1, 2 e 4 de cabos com diâmetro nominal acima de 38 mm devem ser feitos com cabo de alma de aço.

4.4 4.4.1 Eyes
4.4
4.4.1 Eyes

The minimum spacing between ferrules (type 1, 2 and 4 slings) or spliced end (type 3 sling) shall be at least 20 times the rope diameter.

A

ou final do trançado (laço tipo 3) deve ser de pelo menos 20

vezes o diâmetro do cabo.

distância mínima entre as presilhas (laços tipos 1, 2 e 4)

Forms and dimensions

4.4 Formas e dimensões

4.4.1 Olhais

As formas e as dimensões dos olhais sem sapatilhos e os comprimentos mínimos dos laços devem ser conforme a figura 4 e a tabela 1.

The forms and dimensions of soft eyes (without thimbles) and the minimum lengths of the slings shall be as shown in figure 4 and table 1.

As dimensões dos olhais com sapatilhos devem ser conforme a NBR 13544 ou ISO 2262.

The dimensions of eyes with thimbles shall be in accordance with NBR 13544 or ISO 2262.

No caso de conjuntos de laços (ver figura 1), as dimensões

B e C dos olhais que estiverem ligados ao anel de carga

podem ter tolerância para menos em até 20%.

4.4.2 Laços

É recomendado que os comprimentos dos laços sigam a

série de números preferenciais de Rennard (R10), conforme

a tabela 2, respeitando-se os comprimentos mínimos da

tabela 1. O comprimento deve ser medido sem a carga.

4.4.3 Tolerâncias

Os comprimentos dos laços devem estar de acordo com o solicitado, dentro de uma tolerância de ± 0,5% ou mais ou menos duas vezes o diâmetro do cabo, valendo o que for maior.

A variação no comprimento entre os laços de um conjunto

de laços não deve exceder ± 0,25% ou mais ou menos uma vez o diâmetro do cabo, valendo o que for maior.

In the case of sling assemblies (see figure 1), dimensions B and C of eyes joined to the link may have a minus tolerance of up to 20%.

4.4.2 Slings

It is recommended that the lengths of slings be in accordance with the R 10 series of preferred numbers, as shown in table 2, in accordance with the minimum lengths specified in table 1. The length shall be measured under no load.

4.4.3 Tolerances

The lengths of slings shall be in accordance with those requested, within a tolerance of ± 0,5% or plus or minus two rope diameters, whichever is the greater.

The variation in length between the legs of a sling assembly shall not exceed ± 0,25 % or plus or minus one rope diameter, whichever is the greater.

6

NBR 13541/1995

Comprimento B C Comprimento Figura 4 - Dimensões do laço de cabo de aço Figure

Comprimento

B C
B
C
Comprimento
Comprimento
Figura 4 - Dimensões do laço de cabo de aço Figure 4 - Dimensions of
Figura 4 - Dimensões do laço de cabo de aço
Figure 4 - Dimensions of wire rope sling
Tabela 1 - Dimensões dos olhais e comprimentos mínimos dos laços
Table 1 - Dimensions of eyes and minimum lengths of slings
Dimensões em mm
Dimensions in mm
DN
B
C
Comprimento
mínimo do laço
Minimum length
of sling
DN
B
C
ND
ND
Comprimento
mínimo do laço
Minimum length
of sling
6,4
106
53
400
42,0
693
346
2600
8,0
132
66
500
45,0
742
371
2800
9,5
157
78
600
48,0
792
396
3000
11,5
190
95
700
52,0
858
429
3200
13,0
214
107
800
54,0
891
445
3400
16,0
264
132
1000
58,0
957
478
3600
19,0
314
157
1200
60,0
990
495
3700
22,0
363
181
1400
64,0
1056
528
4000
26,0
429
214
1600
67,0
1106
553
4200
29,0
478
239
1800
71,0
1172
586
4400
32,0
528
264
2000
74,0
1221
610
4600
35,0
578
289
2200
77,0
1270
635
4700
38,0
627
313
2400
80,0
1320
660
4900
NOTA - A tolerância nas dimensões B e C deve ser de ± 10 %.
NOTE - The tolerance for dimensions B and C shall be ± 10%.

NBR 13541/1995

7

Tabela 2 - Comprimentos padronizados dos laços Table 2 - Standardized lengths of slings

Dimensões em m Dimensions in m

1

1,25

1,6

2

2,5

3,2

4

5

6,3

8

10

12,5

16

4.5 Carga de trabalho

A carga de trabalho dos laços deve ser conforme a tabela

3, calculada de acordo com a seguinte equação:

4.5 Working load limit

The working load limit of slings shall be as shown in table 1, calculated according to the following equation:

CT =

Onde:

C =

Cr x ke

5 x km

x f

x f
carga de trabalho

carga de trabalho

WLL =

Where:

WLL =

Cr x ke

x f

5 x km

working load limit;

Cr

= carga de ruptura mínima efetiva do cabo de aço (ver NBR 6327)

Cr = minimum actual ultimate strength of wire rope (see NBR 6327) 1 ) ke
Cr
= minimum actual ultimate strength of wire rope
(see NBR 6327) 1 )
ke
=
efficiency of termination
-
0,9, for eye termination types 1, 2 and 4
-
0,7, for eye termination type 3
km
=
a factor relating mass to force. For the purpose
of this Standard, km = 10

f = factor for load calculation

ke = eficiência do terminal

- 0,9, para extremidades tipos 1, 2 e 4

- 0,7, para extremidade tipo 3

= fator que relaciona massa com força. Para os fins desta Norma, km = 10

km

f = fator para cálculo de carga

- fator = 1, para laço simples

- fator = 1,4, para conjunto de dois laços

- fator = 2,1, para conjunto de quatro laços

NOTAS

1 Para os conjuntos de laços, as cargas são padronizadas para

ângulos com a vertical de até 45º, conforme a tabela 3. Para ângulos com a vertical entre 45º e 60º, a carga deve ser recalculada

para ângulo de 60º.

- factor = 1, for single-leg sling

- factor = 1,4, for two-legged sling

- factor = 2,1, for four-legged sling

NOTES

1 For sling assemblies, the loads are standardized for angles to the

vertical up to 45º, in accordance with table 3. For greater angles, between 45º and 60º , the load shall be recalculated for a 60º angle .

2 Para o método forca, os valores da carga de trabalho do laço ou conjunto de laços, apresentados na tabela 3, devem ser multiplicados por 0,7.

2 For the choke hitch method, the values of the working load limit of the sling or sling asssembly, as shown in table 3, shall be multiplied by 0,7.

1) Similar but not equivalent to ISO 2408.

8

NBR 13541/1995

Tabela 3 - Carga de trabalho de laços de cabo de aço (t) Table 3 - Working load limit of wire rope slings (t)

DN Laço simples ND Single-leg sling Conjunto de dois laços (até 45º) Two-legged sling (up
DN
Laço simples
ND
Single-leg sling
Conjunto de dois laços
(até 45º)
Two-legged sling
(up to 45º)
Conjunto de quatro laços
(até 45º)
Four-legged sling
(up to 45º)
Trançado manual
Hand splice
AF/FC
AACI/IWRC
AF/FC
AACI/IWRC
AF/FC
AACI/IWRC
AF/FC
AACI/IWRC
6,4
0,4
0,5
0,6
0,8
0,9
1,1
0,3
0,4
8,0
0,7
0,8
1,0
1,2
1,4
1,8
0,5
0,7
9,5
1,0
1,2
1,4
1,7
2,0
2,5
0,8
0,9
11,5
1,3
1,6
1,9
2,3
2,8
3,4
1,0
1,3
13,0
1,7
2,1
2,4
3,0
3,6
4,5
1,3
1,7
16,0
2,7
3,3
3,7
4,6
5,6
6,9
2,1
2,6
19,0
3,8
4,7
5,3
6,6
8,0
10
3,0
3,7
22,0
5,2
6,4
7,2
8,9
11
13
4,0
5,0
26,0
6,7
8,3
9,4
12
14
17
5,2
6,4
29,0
8,4
10
12
15
18
22
6,5
8,1
32,0
10
13
14
18
22
27
8,0
10
35,0
12
15
17
22
26
32
9,7
12
38,0
15
18
21
26
31
38
11
14
42,0
-
21
-
30
-
44
-
16
45,0
-
24
-
34
-
51
-
19
48,0
-
28
-
39
-
58
-
22
52,0
-
32
-
44
-
67
-
25
54,0
-
35
- 50
- 74
-
28
58,0
-
40
- 55
- 83
-
31
60,0
-
44
- 62
- 92
-
34
64,0
-
48
- 66
- 100
-
37
67,0
-
53
- 74
- 111
-
41
71,0
-
59
- 83
- 124
-
46
74,0
-
64
- 89
- 134
-
50
77,0
-
69
- 96
- 144
-
53
80,0
-
74
- 103
- 155
-
57

NBR 13541/1995

9

4.6 Acessórios

4.6 Terminal fittings

A

carga de trabalho dos acessórios (por exemplo, manilhas

The working load limit of terminal fittings (e.g. shackles and

e

ganchos) deve ser pelo menos igual à carga de trabalho

hooks) shall be at least equal to the working load limit of the

do

laço simples no qual os acessórios estão fixados.

single-leg sling to which the fittings are attached.

As manilhas, os sapatilhos e os anéis de carga devem estar de acordo, respectivamente, com as NBR 13542, NBR 13544 e NBR 13545.

Quando da utilização de qualquer acessório, este deve ser fornecido sempre com sapatilho, exceto para os anéis de carga utilizados nos conjuntos de laços, que, devido às dimensões, somente é feito quando possível.

A carga de trabalho do anel de carga deve ser pelo menos

igual à carga de trabalho do conjunto de laços.

4.7 Carga de prova

Shackles, thimbles and links shall be in accordance with NBR 13542, NBR 13544 and NBR 13545, respectively.

When any fitting is used, it shall always be furnished with a thimble, except for master links used in sling assemblies, which, in view of their dimensions, are only used when possible.

The working load limit of the link shall be at least equal to the working load limit of the sling assembly.

4.7 Proof force

O laço de cabo de aço deve ser capaz de suportar o ensaio

de carga de prova no valor de duas vezes a sua carga de trabalho, considerando o fator que relaciona a massa com a força em 4.5, sem apresentar distorções no cabo, deformações permanentes nos acessórios, vestígio de escorregamento da presilha ou nó se soltando (no caso de trançado manual).

The wire rope sling shall be capable of sustaining the proof force test at a value of twice its working load limit, considering the factor relating mass to force in 4.5, showing no distortion on the rope, permanent deformation on fittings, signs of ferrule slipping or loose knot (in the case of hand splice).

4.8
4.8

The proof force test of the two or four-legged sling shall be performed per leg, at a value equal to twice the individual working load limit of each leg.

O

laços deve ser feito por laço, no valor de duas vezes a

carga de trabalho individual de cada laço.

ensaio de carga de prova do conjunto de dois ou quatro

Minimum ultimate strength

4.8 Carga de ruptura

The wire rope sling shall be capable of sustaining the test for determining the minimum ultimate strength at a value equal to five times its working load limit, in accordance with 4.5, when tested as specified in NBR 11900.

laço de cabo de aço deve ser capaz de suportar o ensaio

de

trabalho, conforme 4.5, quando ensaiado conforme a NBR 11900.

O

carga de ruptura no valor de cinco vezes a sua carga de

In the case of two- or four-legged slings, the minimum ultimate strength shall be tested per leg. The individual minimum ultimate strength of each leg shall be at least five times the working load limit of the single-leg sling.

The test for determining the minimum ultimate strength may be performed with a prototype having a reduced length but with all other characteristics being identical to those of the original piece.

No caso de conjunto de dois ou quatro laços, a carga de ruptura deve ser feita por laço. A carga de ruptura individual

de cada laço deve ser de no mínimo cinco vezes a carga de

trabalho do laço simples.

O ensaio de carga de ruptura pode ser feito com um protótipo

de comprimento reduzido, porém com todas as demais

características iguais às da peça original.

4.9 Ensaio de fadiga

4.9 Fatigue test

O laço de cabo de aço deve ser capaz de resistir ao ensaio

de fadiga conforme a NBR 11900.

The wire rope sling shall be capable of withstanding the fatigue test in accordance with NBR 11900.

4.10 Condições para utilização

4.10 Conditions for usage of slings

Os laços devem ser utilizados dentro das limitações contidas

na NBR 11900.

Slings shall be used within the limitations provided in NBR 11900.

5 Amostragem e critério de conformidade

5 Sampling and criteria of conformity

5.1 Inspeção visual e dimensional

5.1 Visual and dimensional inspection

A inspeção visual e dimensional deve ser efetuada por

amostragem, conforme a NBR 5426 ou ISO 2859-1. Caso não haja prévio acordo entre comprador e fornecedor quanto à amostragem, deve ser adotado o nível II e NQA de 1% (ver tabela 4).

The visual and dimensional inspection shall be performed by sampling in accordance with NBR 5426 or ISO 2859-1. If no agreement has been made between the purchaser and the supplier with regard to sampling, level II and AQL of 1% shall be adopted (see table 4).

10

NBR 13541/1995

Tabela 4 - Amostragem para inspeção visual e dimensional Table 4 - Sampling for visual and dimensional inspection

Tamanho do lote Size of lot

Tamanho da amostra Size of sample

Número máximo de peças defeituosas admissível Maximum number of defectives

até 150 up to 150

13

0

151 - 500

50

1

acima de 500 over 500

Ver NBR 5426 See ISO 2859-1

Ver NBR 5426 See ISO 2859-1

5.2 Ensaio de carga de prova

A amostragem para realização do ensaio de carga de prova

deve ser efetuada conforme a NBR 5426 ou ISO 2859-1. Caso não haja prévio acordo entre comprador e fornecedor quanto à amostragem, deve ser adotado o nível II e NQA de 1% (ver tabela 4).

5.2 Proof force test

The sampling for the performance of the proof force test shall be done in accordance with NBR 5426 or ISO 2859-1. If no agreement has been reached between the purchaser and the supplier with regard to sampling, level II and AQL of 1 % shall be adopted (see table 4).

5.3 Ensaio de carga de ruptura

5.3 Test for determination of minimum ultimate strength

Quando acordado previamente entre o comprador e o fornecedor, deve ser feito o ensaio de carga de ruptura. Para lotes de 26 peças até 500 peças, devem ser ensaiadas duas amostras. Para lotes maiores de 500 peças, deve ser adotada a NBR 5426 ou ISO 2859-1, nível S1, NQA de

6,5%.

6.1
6.1

When previously agreed upon between the purchaser and the supplier, the test for determining the minimum ultimate strength shall be carried out. For lots of 26 to 500 pieces, two samples shall be tested. For lots having more than 500 pieces NBR 5426 or ISO 2859-1, level S1, AQL of 6,5% shall be adopted.

6 Métodos de ensaio

6.1 Inspeção visual e dimensional

Na inspeção visual e dimensional, devem-se verificar:

6 Test methods

Visual and dimensional inspection

In the visual and dimensional inspection, the following items shall be checked:

a) identificação, conforme a seção 8;

b) existência de fios gastos, partidos ou com corrosão;

c) existência de trincas, danos ou corrosão nas presilhas e

acessórios em geral;

d) o disposto em 4.2, 4.3 e 4.6;

e) dimensões conforme a seção 4.4.

As dimensões devem ser verificadas através de instrumentos que tenham exatidão de pelo menos 1 mm.

6.2 Ensaio de carga de prova

A carga deve ser aplicada a uma taxa constante de no

máximo 10 MPa/s até atingir o valor da carga de prova, permanecendo neste valor por pelo menos 1 min.

Se o olhal tiver sapatilho, a carga deve ser aplicada através de um pino com diâmetro de 1,5 vez o diâmetro do cabo. Se

o olhal não tiver sapatilho, a carga deve ser aplicada através de um pino com diâmetro de no mínimo três vezes o diâmetro do cabo.

a) identification, in accordance with Clause 8;

b) existence of worn, broken or corroded wires;

c) existence of cracks, damage or corrosion in ferrules and

fittings in general;

d) the provisions in 4.2, 4.3 and 4.6;

e) dimensions in accordance with 4.4.

The dimensions shall be checked by instruments with an accuracy of at least 1 mín.

6.2 Proof force testing

The load shall be applied at a constant rate not exceeding 10 MPa/s until the proof force value is reached, remaining at this value for at least 1 min.

If the eye has a thimble, the load shall be applied through a pin having a diameter 1,5 times the rope diameter. If the eye does not have a thimble, the force shall be applied through a pin having a diameter at least three times the rope diameter.

NBR 13541/1995

11

7 Designação 2)

Os laços devem ser designados da seguinte forma:

a) classificação (ver 4.1);

b) acessórios (se houver);

c) diâmetro nominal (DN);

d) comprimento (ver figura 4);

e) carga de trabalho;

f) número desta Norma/ano.

8 Identificação

Todo laço ou conjunto de laços deve ser identificado de maneira durável, através de etiqueta e/ou gravação em relevo na presilha, com pelo menos as seguintes informações:

7 Designation 2)

Slings shall be designated as follows:

a) classification (see 4.1);

b) fittings (if any);

c) nominal diameter (ND);

d) length (see figure 4);

e) working load limit;

f) number of this Standard/year.

8 Identification

All sling or sling assemblies shall be identified by a durable label and/or in relief on the ferrule with at least the following information:

a) símbolo ou marca do fabricante;

a) manufacturers symbol or trademark;

b) - - 9
b)
-
-
9

b) valor da carga de trabalho:

- na vertical, para laços simples;

- a 45º, para conjuntos de dois ou quatro laços.

9

working load limit:

vertical, for single-leg sling;

45º for two- or four-legged slings.

Verificação da certificação de protótipo

Prototype certification check

Quando solicitado pelo comprador, o fornecedor deve apre- sentar o certificado de protótipo, conforme a NBR 11900.

When requested by the purchaser, the supplier shall present a prototype certificate, in accordance with NBR 11900.

Quando solicitado pelo comprador, o fornecedor deve apresentar o certificado de inspeção e ensaio dos acessórios constantes nos laços, quando os acessórios não forem ensaiados em conjunto.

When requested by the purchaser, the supplier shall present the inspection and test certificate of the fittings of slings, when the fittings are not tested together.

of slings, when the fittings are not tested together. 2 ) Por exemplo: conjunto de dois

2) Por exemplo: conjunto de dois laços de cabo de aço, tipo 1, classificação 6 x 19, alma de fibra, com ganchos, DN 26 mm, comprimento 3,2 m, carga de trabalho (até 45º) 9,4 t, NBR 13541/1995. Example: two-legged wire rope sling, type 1, 6 x 19 class, fiber core, with hooks, ND 26 mm, 3,2 m long, working load limit (up to 45º) 9,4 t, NBR 13541/1995.

Related Interests