Declaração do Conselho Pedagógico O Conselho Pedagógico reunido em 12 de Novembro tomou conhecimento do pedido de suspensão da avaliação do desempenho subscrito pela

quase totalidade dos docentes do Agrupamento, que se anexa. As recentes declarações de diversos intervenientes, incluindo responsáveis do Ministério da Educação, suscitaram novas dúvidas e inquietudes a um processo que tem vindo a inquinar a serenidade do trabalho docente. Acresce que a natureza pública e nacional destes desenvolvimentos transmitiu para o interior da comunidade educativa conceitos, porventura errados, de um eventual ajustamento do modelo actualmente em curso. Consideramos danoso que a avaliação de docentes seja motivo de chacota nacional com nefastas consequências para a dignidade da função educativa e, eventualmente, inibidor de uma correcta avaliação global do sistema educativo. Na sequência da auscultação a todos os professores do Agrupamento quanto à suspensão do processo de avaliação, quer a nível nacional, quer a nível interno, tendo-se verificado, nos dois casos, uma maioria, o Conselho Pedagógico solicita que, no sentido de favorecer um clima de estabilidade pedagógica, o processo de avaliação do desempenho docente, no Agrupamento de Escolas João de Deus, fique suspenso, aguardando orientações superiores. Monte Estoril, 12 de Novembro de 2008