You are on page 1of 81

A HIGIENE NOS LOCAIS DE TRABALHO DA ENFERMAGEM

HIGIENE E PROFILAXIA
A PARTE DA MEDICINA QUE ESTUDA OS MEIOS PRÓPRIOS PARA CONSERVAR A SAÚDE, PERMITINDO O FUNCIONAMENTO NORMAL DO ORGANISMO E A HARMONIZAÇÃO DAS RELAÇÕES ENTRE O HOMEM E O MEIO NO QUAL VIVE.

Só para relembrar...

.

ASSEIO. NO SENTIDO DA PRESERVAÇÃO DA SAÚDE. . INTERRELAÇÃO ENTRE O HOMEM E O MEIO AMBIENTE.HIGIENE SIGNIFICA LIMPEZA.

AS MEDIDAS PROFILÁTICAS INTERROMPEM A INTERAÇÃO ENTRE O AGENTE CAUSADOR DA DOENÇA E O ORGANISMO. .PROFILAXIA É A APLICAÇÃO DE MEIOS QUE TENDEM EVITAR DOENÇAS OU CONTÁGIOS.

DSTS. VERMINOSES. HEPATITE. INFECÇÕES HOSPITALARES.ALGUNS EXEMPLOS DE DOENÇAS SUJEITAS A PROFILAXIA SÃO PESTE BUBÔNICA. .

HIGIENE E PROFILAXIA ESTÃO INTIMAMENTE LIGADAS. EVITA A TRANSMISSÃO E/OU CONTÁGIO POR AGENTES INFECTOCONTAGIOSOS. . LOGO É UMA MEDIDA PROFILÁTICA. POIS A HIGIENIZAÇÃO. EM TODAS AS SUAS FORMAS.

. .UM POUCO DA PROFISSÃO..

TÉCNICO EM ENFERMAGEM OS TÉCNICOS EM ENFERMAGEM INTEGRAM UMA EQUIPE QUE DESENVOLVE. SOB A SUPERVISÃO DO ENFERMEIRO. AÇÕES DE PROMOÇÃO. PREVENÇÃO. . RECUPERAÇÃO E REABILITAÇÃO REFERENCIADAS NAS NECESSIDADES DE SAÚDE INDIVIDUAIS E COLETIVAS. DETERMINADAS PELO PROCESSO GERADOR DE SAÚDE E DOENÇA.

TÉCNICO EM ENFERMAGEM SUAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS SÃO DESEMPENHADAS EM INSTITUIÇÕES DE SAÚDE BEM COMO EM DOMICÍLIOS. ASSOCIAÇÕES. ESCOLAS. LAR DE IDOSOS E OUTROS. . SINDICATOS. EMPRESAS.

HIGIENE CORPORAL .

.

A PELE TEM MILHÕES DE GLÂNDULAS ESPECIAIS QUE PRODUZEM SUOR. QUE SE SOMAM ÀS SUJEIRAS EXTERIORES (POEIRAS. A FALTA DE BANHO PROVOCA O ACÚMULO GRADATIVO DESSAS SUBSTÂNCIAS. ETC. AREIA. E OUTRAS QUE PRODUZEM UMA SUBSTÂNCIA PARECIDA COM O SEBO. . TERRA.).

CORTAR AS UNHAS E MANTÊ-LAS MANTÊSEMPRE LIMPAS SÃO MEDIDAS IMPORTANTES PARA PREVENIR CERTAS DOENÇAS. . A SUJEIRA ARMAZENADA DEBAIXO DAS UNHAS PODE DAR ORIGEM A VERMINOSE E OUTRAS DOENÇAS INTESTINAIS. QUANDO A PESSOA COLOCA A MÃO NA BOCA.

ALÉM DISSO. . E PROCURAR ELIMINAR O HÁBITO DE ROER UNHAS. VALORIZAR OS ASPECTOS ESTÉTICOS RELACIONADOS À BELEZA DAS UNHAS.

VESTUÁRIO O CORPO HUMANO REGULA. AUTOMATICAMENTE. QUANDO HÁ EXPOSIÇÃO AOS EXCESSOS DE TEMPERATURA. SUA TEMPERATURA QUANDO EXPOSTO AO FRIO OU CALOR. PODEM SURGIR ALTERAÇÕES NO ORGANISMO. ENTRETANTO. MOSTRE QUE O VESTUÁRIO É IMPORTANTE NA MANUTENÇÃO DA TEMPERATURA CORPORAL. .

A LIMPEZA CORRETA DOS DENTES IMPEDE A FORMAÇÃO DAS CÁRIES. PORTANTO.EXISTE UMA ÍNTIMA RELAÇÃO ENTRE DENTES BEM CUIDADOS E BOA SAÚDE. .

OU ENTÃO. CHEIROSOS E BEM CORTADOS. . E LAVADOS COM SHAMPOO OU SABÃO DIARIAMENTE.CABELOS DEVEM SER CORTADOS HABITUALMENTE. DESTACAR OS FATORES ESTÉTICOS RELACIONADOS COM CABELOS LIMPOS. TRÊS VEZES POR SEMANA.

LAVAGEM DAS MÃOS .

EFICAZ. E DE MAIOR IMPORTÂNCIA NA PREVENÇÃO E CONTROLE DA DISSEMINAÇÃO DE INFECÇÕES. . A LAVAGEM DAS MÃOS É UMA ROTINA SIMPLES.LAVAGEM DAS MÃOS AS MÃOS SÃO O PRINCIPAL VEÍCULO DE TRANSMISSÃO DOS MICRORGANISMOS DE UM INDIVÍDUO PARA OUTRO.

LAVAGEM DAS MÃOS A LAVAGEM DAS MÃOS DEVE SER FEITA SEMPRE ANTES DE PRESTAR CUIDADOS A DOENTES CUJAS BARREIRAS NATURAIS CONTRA A INFECÇÃO ESTEJAM COMPROMETIDAS. . ANTES DE PRESTAR CUIDADOS A DOENTES PARTICULARMENTE DEBILITADOS.

APÓS OCORRER CONTAMINAÇÃO DAS MÃOS COM FLUIDOS ORGÂNICOS. UTILIZAR OS SANITÁRIOS OU REMOVER AS LUVAS. . MANIPULAR ROUPA SUJA OU MATERIAIS CONTAMINADOS.ANTES DE MANIPULAR MEDICAMENTOS OU MATERIAL ESTERILIZADO.

.

. · DE ALIMENTAR-SE.MANUSEAR ALIMENTOS E MEDICAMENTOS. . ALIMENTAR· DE UTILIZAR O BANHEIRO. · CONTATO DIRETO COM O PACIENTE.QUANDO LAVAR AS MÃOS A) ANTES DE: · INICIAR O TRABALHO.

· TÉRMINO DE CADA TAREFA. · TÉRMINO DA JORNADA DE TRABALHO. . · SAIR DO BANHEIRO. · CONTATO COM SUPERFÍCIES E ARTIGOS CONTAMINADOS. · PROCEDIMENTOS DE HIGIENE PESSOAL. · CONTATO DIRETO COM O PACIENTE.QUANDO LAVAR AS MÃOS B) APÓS: · CONTATO DIRETO COM SECREÇÕES E MATÉRIA ORGÂNICA. · MANUSEAR LIXO.

FORMA CORRETA DE LAVAGEM DAS MÃOS .

.

. RETIRANDO ALÉM DE ÁCAROS E POEIRAS.HIGIENE NO LOCAL DE TRABALHO A HIGIENIZAÇÃO DO LOCAL DE TRABALHO DEVE SER COMPLETA E CONSTANTE PARA IMPEDIR A CONTAMINAÇÃO. BARATAS E ARANHAS. LEVANDO A PROLIFERAÇÃO E/OU AGRAVO DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS. E EVITANDO. AINDA. OS MICROORGANISMOS PRESENTES NO AMBIENTE DE TRABALHO. RATOS.

.HIGIENE NO LOCAL DE TRABALHO MANTER O AMBIENTE AREJADO E COM ILUMINAÇÃO SOLAR SÃO AÇÕES QUE NÃO POSSUEM CUSTO E AUXILIAM NA HIGIENIZAÇÃO DO ESPAÇO FÍSICO.

HIGIENE NO LOCAL DE TRABALHO y LIMPEZA REGULAR DE TODAS AS SUPERFÍCIES EXISTENTES. . MANTENDO O AMBIENTE COM UM ELEVADO NÍVEL DE HIGIENE. UTILIZANDO PARA ISSO DESINFETANTES ADEQUADOS A CADA SUPERFÍCIE.

HIGIENE NO LOCAL DE TRABALHO y DESENVOLVER POLÍTICAS PARA UTILIZAÇÃO DAS TÉCNICAS DE LIMPEZAS ADEQUADAS A CADA CLIENTE. . FREQUÊNCIA E PRODUTOS NECESSÁRIOS A UTILIZAR PARA CADA TIPO DE SALA DESDE A CONTAMINADA À MAIS LIMPA.

.HIGIENE NO LOCAL DE TRABALHO y ASSEGURAR QUE OS DISTRIBUIDORES DE SABÃO LÍQUIDO E OS TOALHETES SÃO ENCHIDOS COM A FREQUÊNCIA NECESSÁRIA.

HIGIENE NO LOCAL DE TRABALHO y FAZER A MUDANÇAS DOS SACOS DOS CAIXOTES. COLOCANDO CADA SACO COM A RESPECTIVA COR NO LOCAL PRÓPRIO. .

DE SUBSTÂNCIAS INDESEJÁVEIS. IDENTIFICAR.CONCEITOS DE LIMPEZA A LIMPEZA É UM PROCESSO DE LOCALIZAR. . CONTER. REMOVER E DESFAZER . DE UMA SUPERFÍCIE OU AMBIENTE. POLUENTES.SE DE FORMA ADEQUADA. OU SEJA.

. ALÉM DESSAS AÇÕES. NO DIA-A-DIA. TODAS AQUELAS DIRECIONADAS À MANUTENÇÃO DA SAÚDE MENTAL TAMBÉM INTEGRAM O QUE DENOMINAMOS HIGIENE PESSOAL. COMO TOMAR BANHO E DIAESCOVAR OS DENTES. VOLTADAS PARA O CUIDADO E PRESERVAÇÃO DO CORPO.QUANDO NOS REFERIMOS À HIGIENE. FALAMOS NÃO APENAS DA INDIVIDUAL.

RECONHECENDO. QUE A SAÚDE FÍSICA E MENTAL DEPENDEM DE AÇÕES TANTO INDIVIDUAIS COMO COLETIVAS. PORÉM.NESSA PERSPECTIVA. . O HOMEM DEVE SER ORIENTADO A BUSCAR UMA VIDA EQUILIBRADA.

REDUNDANDO A RESPONSABILIDADE GOVERNAMENTAL.CONSEQÜENTEMENTE. QUE ABRANGE OS FATORES ECONÔMICOS E POLÍTICOS. . O CONCEITO DE HIGIENE DEVE INCORPORAR A DIMENSÃO SOCIAL.

y EVITAR RISCOS DE CONTAMINAÇÃO.OBJETIVOS y RETIRAR FOCOS DE CONTAMINAÇÃO. y MANTER APARÊNCIA AGRADÁVEL DO AMBIENTE PARA O CLIENTE E FUNCIONÁRIOS. . y EVITAR ACIDENTE DE TRABALHO.

.

HIGIENE E PREVENÇÃO NO LOCAL DE TRABALHO DESTES PROFISSIONAIS .

y USAR UNIFORME. LIMPAS E SEM ESMALTE. . y MANTER AS UNHAS CURTAS.NORMAS PARA HIGIENE HOSPITALAR/ CONSULTÓRIOS APRESENTAÇÃO PESSOAL y DIARIAMENTE DEVERÃO APRESENTARAPRESENTAR-SE AO TRABALHO COM CABELOS LIMPOS E PRESOS. MANTENDO-O MANTENDOLIMPO E PASSADO.

AVENTAL.NORMAS PARA HIGIENE HOSPITALAR/ CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO y NÃO FUMAR OU COMER NAS INSTALAÇÕES INTERNAS. y UTILIZAR O CRACHÁ DE IDENTIFICAÇÃO. y HIGIENE PESSOAL DIÁRIA (BANHO E UTILIZAR DESODORANTE). BOTAS E ÓCULOS DE PROTEÇÃO. . SOMENTE NO REFEITÓRIO. y UTILIZAR MATERIAL DE PROTEÇÃO EPI: LUVAS DE BORRACHA QUANDO ESTIVER EXPOSTOS A ATIVIDADE DE RISCO.

.DESCONTAMINAÇÃO E DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIE A DESCONTAMINAÇÃO DE SUPERFÍCIE ESTÁ INDICADA QUANDO EM PRESENÇA DE MATÉRIA ORGÂNICA. ANTECEDENDO A LIMPEZA DAS SUPERFÍCIES.

SOLUÇÕES PARA DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIE y · ÁLCOOL ETÍLICO À 70% y · HIPOCLORITO DE SÓDIO À 1% .

ESTAS SOLUÇÕES SÃO MAIS EFICAZES QUE OS SABÕES ANTIMICROBIANOS E SÃO CAPAZES DE REDUZIR EM 100.000 VEZES A CARGA BACTERIANA NAS MÃOS.SOLUÇÕES PARA DESINFECÇÃO DE SUPERFÍCIE VÁRIOS ESTUDOS MOSTRARAM QUE SOLUÇÕES CONTENDO 70% DE ÁLCOOL SÃO DESINFETANTES CUTÂNEOS EFICAZES. .

NAS SEMI-CRÍTICAS 1 VEZ AO DIA. TRANSFERÊNCIA OU SUPRESSÃO DE MEDIDAS DE ISOLAMENTO. C) EM ÁREAS CRÍTICAS AO INICIAR A JORNADA DE TRABALHO (2 VEZES POR DIA) E QUANDO HOUVER NECESSIDADE. . FEZES.FREQUENCIA DE DESINFECÇÃO A) É FEITA SEMPRE NA PRESENÇA DE MATÉRIA ORGÂNICA (SANGUE. B) APÓS REMOÇÃO DO PACIENTE POR: ALTA. SECREÇÕES. ÓBITO. E SEMPRE QUE HOUVER NECESSIDADE. ETC.). APÓS A SEMILIMPEZA DIÁRIA.

.AS MÃOS DEVEM SER LAVADAS COM SABÃO GERMICIDA ANTES E IMEDIATAMENTE APÓS O USO DAS LUVAS.

UMA VEZ QUE A PRÓPRIAS LUVAS PODEM SER CONTAMINADAS DURANTE ACIDENTES PERFURANTES OU DURANTE SUA COLOCAÇÃO E REMOÇÃO.O SIMPLES EMPREGO DE LUVAS NÃO ELIMINA A NECESSIDADE DE LAVAR AS MÃOS. .

QUE ACABAM SENDO INALADOS QUANDO DE SEU PREPARO -. ESSE FATO IGUALMENTE NÃO RECEBE A DEVIDA ATENÇÃO. SEJA PELO CONTATO COM PRODUTOS UTILIZADOS EM DESINFECÇÃO. .CONTATO COM PRODUTOS QUÍMICOS MAIS ACENTUADO NO AMBIENTE DE SAÚDE. SEJA DURANTE O MANUSEIO DE MEDICAMENTOS .

AS INSTITUIÇÕES DEVEM DAR ESPECIAL ATENÇÃO AOS PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO CONTINUADA.CONTATO COM SECREÇÕES E ELIMINAÇÕES A PROBABILIDADE DE ADQUIRIR UMA DOENÇA INFECTO-CONTAGIOSA INFECTOREPRESENTA SÉRIO PROBLEMA ENTRE OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE. . PARA SUA MINIMIZAÇÃO. MONITORAMENTO PERIÓDICO DA INCORPORAÇÃO DE NOVOS HÁBITOS E FISCALIZAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL. VACINAÇÃO.

SEJA PELA IMPOTÊNCIA DIANTE DA DIMENSÃO DOS PROBLEMAS. .ESTRESSE O PERMANENTE CONVÍVIO COM SITUAÇÕESSITUAÇÕES-LIMITE FAZ COM QUE O PROFISSIONAL DE SAÚDE TENHA MAIOR SUSCEPTIBILIDADE AO ESTRESSE. DIFICULDADES E COMPLEXIDADE DO TRABALHO EM EQUIPE. SEJA DEVIDO AO CONTATO COM A MISÉRIA E O SOFRIMENTO HUMANOS.

CUIDADOS ESPECIAIS .

A SERVENTE LACRARÁ A CAIXA DE PÉRFUROPÉRFUROCORTANTE.DESCARTE DEMATERIAL PÉRFURO-CORTANTE PÉRFURO- · DIARIAMENTE E SEMPRE QUE NECESSÁRIO (AO ATINGIR O LIMITE DELIMITADO PELA LINHA PONTILHADA). SUBSTITUINDO-A SUBSTITUINDOPOR OUTRA. .

.

.DESCARTE DEMATERIAL PÉRFURO-CORTANTE PÉRFURO- DESCARTAR A SERINGA COM A AGULHA FIXADA (NÃO TENTAR DESCONECTAR A AGULHA DA SERINGA).

COMPARAÇÕES ENTRE AMBIENTES .

HOSPITAL LIMPO .

.

.

.

.

.

HOSPITAL SUJO .

.

.

.

.

.

.

CONSEQUENCIAS DA FALTA DE HIGIENE EM HOSPITAIS

BICHO GEOGRÁFICO

SARNA

INFECÇÃO HOSPITALAR CAUSADA POR BACTÉRIA

ÚLCERA DE PRESSÃO .

ÚLCERA DE PRESSÃO .

ÚLCERA DE PRESSÃO .

ULCERA DE PRESSÃO COM MARGOTS (VERMES) .

Locais onde se desenvolvem as Úlceras de Pressão .