Chegou pra colocar ordem na minha bagunça e bagunçar a minha ordem, pra me fazer sentir completa e faltando um pedaço

, pra me mostrar como é difícil esse amor quando vem dessa forma diferente, amor às cegas e no outro momento límpido e ofuscante, amor que ama além do reconhecer a si, amor que ama mesmo sendo quem não conhece (e talvez nunca consiga conhecer...), é amor mesmo assim, ainda por cima, além do mais... É quem veio me dizer que instinto vai fazer parte pra sempre de mim, essa coisa de ser bicho e virar bicho, ser coruja de asas grandes e reconfortantes, ser águia de olhos atentos e alertas, ser leoa de presas e garras afiadas, formiga nesse trabalho sem fim, em todos os instintos reconhecer que o filhote aos meus olhos será sempre filhote, mas que há que prepará-lo para o mundo por mais que vá de encontro à minha humanidade... Foi ele que me tornou uma pessoa de briga e de lágrima, de pedra e pó. É ele quem me lembra que a luta de todos os dias tem motivo e razão, e a força vem de dentro de onde um dia foi sua casa, é força de mulher com a grandeza do mundo, de mar e de muito. É a ele que agradeço por ser a minha impulsão, a minha pouca calma, a minha vontade crescente, indignação e preocupação exacerbadas, é a ele a quem emprestei a minha vida, a quem dedico as minhas poucas e boas qualidades e de quem tento esconder os defeitos...é ele que amo sem fim num pra sempre amor eterno... Pra você, meu filho, mais do que felicidade... Amor de mãe é assim... *************************** Se achar que precisa voltar, volte! Se perceber que precisa seguir, siga! Se estiver tudo errado, comece novamente. Se estiver tudo certo, continue. Se sentir saudades, mate-as. Se perder um amor, não se perca! Se o achar, segure-o! Circunda-se de rosas, ama, bebe e cala. O mais é nada". (Fernando Pessoa)

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful