You are on page 1of 2

História do fabrico de Tecidos

A tecelagem é conhecida por ser uma das formas de artesanato mais

antigo ainda presente nos dias de hoje.

Tecelagem é o nome dado a actividade de fabrico de tecidos com o

auxílio de equipamentos simples.

Há cerca 12.000 anos, portanto, na Era Neolítica, os primeiros

homens usavam o princípio da

tecelagem entrelaçando pequenos

galhos e ramos para construir barreiras, escudos ou cestas.

A Teia da aranha ou o Ninho dos pássaros podem ter sido as fontes

de inspiração tal trabalho. Uma vez que essa técnica já

era conhecida é muito provável que o homem primitivo

tenha começado a usar novos materiais para produzir

os primeiros tecidos rústicos, e, mais tarde, vestuário.

Não se sabe bem a data exacta de quando nossos antepassados

abandonaram as peles de animais e passaram a proteger-se e vestir-se

usando fibras entrelaçadas, tanto de origem animal quanto vegetal.

O exemplo mais antigo de tecido descoberto na Europa, na costa da

Dinamarca, data do fim da Era Mesolítica, entre 4600 e 3200 a.C., mas as

descobertas no Peru, no alto da 'Sierra del Norte' são muito mais antigas.

No entanto, escavações arqueológicas têm encontrado material feito de

fibras fiadas e entrelaçadas, mas esses "tecidos" são muito grosseiros e

estão mais parecidos a cestas de trabalho.

Página 1 de 2
O primeiro tear foi provavelmente algo tão simples quanto

uma estrutura vertical construída de galhos, na qual os fios

eram pendurados e esticados. Outros fios eram então

entrelaçados manualmente, a um certo ângulo daqueles já

esticados, criando um tecido rústico.

A técnica desenvolvendo-se ao redor do mundo, primeiramente no

Oriente com os chineses, hindus, egípcios.

A transferência do tear de

posição vertical para a horizontal é

atribuída aos Gregos. A fixação dos

fios de Urdume em dois galhos a

fim de poderem ser separados de

modo a facilitar o entrelaçamento

dos fios, é reconhecida aos

Egípcios.

Na Europa com os gregos, romanos e a partir do século XIV com a


Itália (veludos e brocados de Veneza, seda de Milão e Turim).

Na França, no século XVI (tapeçarias Gobelin, Savonnerie ). No

século XIX a Inglaterra inventa o tear mecânico a vapor e a produção

industrial em larga escala. A partir daí, a tecelagem manual passou a ser

artística, excepto no Oriente, onde continua a confecção tradicional

(tapetes persas, etc).

Na América, a tecelagem manual começou nos Andes peruanos, com os


Aztecas. A tecelagem manual teve nos povos indígenas seus grandes
artesãos nas três Américas.

A nível técnico houve pouco progresso até o séc. XIX.

Página 2 de 2

Related Interests