Introdução: Neste trabalho, pretende-se compreender a atual geração de jovens e sua relação a tecnologia com o estudo do fenômeno dos

chamados perfis fakes. Definido como uma página pessoal na web, cuja identidade de seu idealizador não corresponde à expressa em seu perfil, pode se tratar de pessoas existentes, celebridades ou ate mesmo personagens de narrativas da cultura de massa. Esse comportamento é visto em diversas redes sociais (Orkut, Facebook, blogs, fotologs e Twitter). Objetivos: Compreender porque os jovens produzem esse tipo de perfil, e a razão de serem acompanhados por outros adolescentes internautas. Método: Trata-se de pesquisa teórica, realizada em duas etapas: (i) uma revisão teórica, e (ii) uma amplificação simbólica da animação japonesa “Perfect Blue”, sob a ótica da Psicologia Analítica. Na animação, a personagem principal “Mima” apresenta muitos comportamentos semelhantes aos descritos pelos autores na revisão teórica. Desenvolvimento: “Mima” é uma jovem cantora que passa por uma época de transição onde seus papéis na sociedade tornam-se confusos. Ela encontra em um blog fake sobre si mesma o consolo que buscava, passando a ter um comportamento de acesso patológico do perfil a ponto de confundir o que nele é postado com a realidade de sua vida. Conclusão: Mima, a personagem principal, não é produtora do blog, mas o acompanha como se este fosse um alter ego. A amplificação simbólica permite dizer que muitos jovens podem ter prazer em acompanhar estes perfis, pois sentem que estes expressam aspectos de si mesmo , muitas vezes não reconhecidos, encarnados na figura real ou fantástica do fake. Mima vê expresso no blog aspectos de si mesma que ela tenta rejeitar. Quanto aos adolescentes produtores de perfis fakes, (representado pela personagem “Rumi”, produtora do blog), pode-se pensar que este fenômeno ocorre como uma expressão de diferentes aspectos da personalidade, que podem ser divididos em três categorias: 1) aqueles criados para passar uma imagem idealizada de si mesmo, 2) os criados para expressarem um lado da personalidade não aceitável 3) aqueles criados para representar um ideal de Ego. O primeiro tipo de perfil pode ser visto como uma expressão de aspectos da Persona do adolescente, enquanto que o segundo poderia ser compreendido como uma manifestação de aspectos da Sombra. Também é possível pensar que alguns produtores de fakes assim o fazem por

que eles gostariam de ser.considerarem que o outro é um ideal de Ego. não conseguem. . mas por motivos diversos.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful