P. 1
Diga Meondedieeutedireiporque Michaelodoul 100514120900 Phpapp02

Diga Meondedieeutedireiporque Michaelodoul 100514120900 Phpapp02

|Views: 0|Likes:
Published by Susana Dias

More info:

Published by: Susana Dias on Apr 10, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/04/2014

pdf

text

original

É a articulação da mobilidade completa. Está ligado ao cotovelo
através do antebraço e permite que a mão, vetor final da ação, se mexa em
todos os eixos do espaço. É no seu nível que a mão se liga ao braço, o que
lhe dá a sua mobilidade potencial. É ele que faz a ligação entre o que
transmite a ação (braço) e o que a faz (mão). Ele representa a porta da
Escolha, a porta da Implicação (ver esquema página 149), assim como o
tornozelo, porém no mundo da ação desta vez. Quando da execução de uma
ação, o braço é o vetor primordial e o de transmissão, enquanto a mão é o
vetor final e o de realização. O punho possibilita a ligação entre os dois,
oferecendo à mão uma mobilidade, uma flexibilidade e uma precisão
direcional que ela não poderia ter. Logo, é ele que concede a mobilidade, a
flexibilidade, a "simplicidade" das nossas ações e das nossas opiniões. E ele
é a projeção dessas mesmas qualidades em relação à nossa vontade e à
nossa busca pelo poder sobre as coisas e os seres. É a articulação consciente
das nossas referências à ação e à supremacia, da expressão manifestada da
nossa vonta-

138

de, enquanto o ombro representa a articulação inconsciente dessas mesmas
referências.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->