You are on page 1of 1

Dom Pedro e Dona Ins

D. Pedro I foi o 8 rei de Portugal. D. Pedro casou-se com uma princesa espanhola, D. Constana. No existia amor entre os dois, uma vez que o casamento foi arranjado pelos pais. Foi nessa altura que D. Pedro conheceu D. Ins de Castro, uma das aias (dama de companhia) de D. Constana, por quem se apaixonou.

D. Pedro nasceu em 1320 e era filho de D. Afonso IV

Esta ligao amorosa no foi nada bem vinda. Todos tinham medo que D. Ins, filha de um poderoso nobre espanhol, pudesse ter m influncia sobre o prncipe. Assim, quando D. Constana morreu, D. Afonso continuou a condenar o namoro dos dois apaixonados. D. Afonso IV decide condenar D. Ins de Castro morte, influenciado por dois conselheiros. Sabias que o local onde D. Ins foi morte, em Coimbra, hoje conhecido como a Quinta das Lgrimas? um lugar onde os namorados se encontram. Depois da execuo de D. Ins de Castro, D. Pedro revoltou-se contra o pai e declarou-lhe guerra. Apesar de ter perdido o seu grande amor, D. Pedro voltou a casar-se e teve vrios filhos, legtimos e ilegtimos. Dois deles chegaram a reis: D. Fernando e D. Joo I, Mestre de Avis.

Mandou depois construir o mosteiro de Alcobaa, onde fez um belo tmulo para D. Ins de Castro. Mesmo em frente mandou construir o seu, onde foi enterrado em 1367. Diz-se que esto nesta posio para que, quando acordarem no dia do Juzo Final, olhem imediatamente um para o outro. A trgica histria de D. Pedro e D. Ins inspirou poetas, escritores e compositores em Portugal e no estrangeiro. Cames foi um dos primeiros escritores a celebrar a lenda, em "Os Lusadas".