P. 1
AulaProjetoLogico

AulaProjetoLogico

|Views: 5|Likes:

More info:

Published by: Clickcool Compras Coletivas on May 08, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/16/2013

pdf

text

original

'

$

Projeto L´gico de Bancos de Dados o

&

%

'

$

Projeto de Bancos de Dados

Modelos de Dados ıvel • Conceituais ou de Alto N´ : Modelo ER,Modelos Semˆticos,OMT Class Diagram a • De representa¸˜o ou de implementa¸˜o ca ca – Orientados ` Objetos: O2, Objeto-Relacional a a – Orientados ` Tupla: Relacional • F´ ısico ou de Baixo N´ ıvel e – M´todos de acesso: ISAM etc. – API: B-Trive etc. &

%

'

$

Projeto - Vis˜o Geral a

Mini-Mundo

Análise de Requisitos Requisitos Funcionais Análise Funcional Especificação das Transações em alto nível Independente de SGBD Projeto Lógico Específico para um SGBD Projeto de Aplicações Projeto Físico Esquema Físco para um SGBD específico Esquema Lógico em um modelo de nível lógico Requisitos de BD Projeto Conceitual Esquema Conceitual em um modelo de dados de alto nível

Implementações Programas

&

%

UML Class Diagram Modelos l´gico: Relacional. Hier´rquico o a & % . Objeto-Relacional. EER.' $ Projeto L´gico o Mapear esquemas conceituais para esquemas l´gicos o Modelos conceituais: ER.

co o • Manter requisitos originais.Objetivos o • Implementar em um SGBD espec´ ıfico o projeto conceitual. o ca • Mapeamento: Representar as constru¸˜es do esquema co conceitual usando constru¸˜es do modelo l´gico.' $ Projeto L´gico .nem sempre ´ poss´ e ıvel & % .. o qual.. sup˜e-se. captura corretamente os requisitos da aplica¸˜o.

o custo do mapeamento n˜o ´ compensador. • Exemplo: mapeamento de heran¸as c & % . a e mesmo sendo poss´ ıvel. ıvel o e ıvel • Nem sempre ´ poss´ garantir todos os requisitos do esquema conceitual no esquema l´gico. o • Em alguns casos.' $ Projeto L´gico .Lacuna Semˆntica o a • Diferen¸a de poder de expressividade entre os modelos do n´ c ıvel conceitual e o do n´ l´gico.

' $ Projeto L´gico .Principais Tarefas o • Mapeamento de Tipos de Entidade • Mapeamento de Tipos Relacionamentos • Mapeamento de Especializa¸˜es/Generaliza¸˜es co co • Gera¸˜o de restri¸˜es de integridade ca co • Defini¸˜o de esquemas externos via vis˜es (opcional) ca o & % .

' $ Passo 1 : Tipos de Entidade • Para cada tipo de entidade regular E no esquema ER. incluir somente os atributos ca simples em R • Escolher um dos atributos chave de E com chave prim´ria de R. criar uma rela¸˜o R ca que inclui todos os atributos simples de E • Com rela¸˜o aos atributos compostos. a Exemplo: Mapeamento dos tipos de entidade EMPLOYEE. DEPARTMENT e PROJECT & % .

' $ Passo 2 : Tipos de Entidade Fraca • Para cada tipo de entidade fraca W no esquema ER. se houver • Este passo resolve o mapeamento de tipos de relacionamento que envolvem entidades fracas Exemplo: Mapeamento do tipo de entidade DEPENDENT & % . incluir os atributos de K em R e a definir com eles uma chave estrangeira em R referenciando P a c˜ a • Definir como chave prim´ria de R a combina¸ao das chaves prim´rias dos donos e da chave parcial de W. criar uma rela¸ao R. tal que P ´ a rela¸˜o que e ca representa E e K a chave prim´ria de P. c˜ e incluir todos os atributos simples (ou todos os componentes simples dos atributos compostos) de W como atributos de R • Para cada tipo de entidade E dono de W .

' $ Passo 3 : Tipos de Relacionamento 1:1 • Para cada tipo de relacionamento bin´rio 1:1 R no esquema ER. Escolher uma das rela¸˜es. digamos S. pode-se representar os dois tipos de entidade e o tipo de relacionamento na mesma rela¸˜o ca Exemplo: Mapeamento do tipo de relacionamento MANAGES entre EMPLOYEE e MANAGES & % . o participante escolhido deve ser aquele com participa¸ao total no tipo de relacionamento c˜ c˜ a • Alternativamente. e incluir como co chave estrangeira em S a chave prim´ria de T a • Incluir todos os atributos simples de R como atributos de S • Preferencialmente. se os dois participantes tem participa¸ao total e se n˜o participam de outros tipos de relacionamento. a identificar as rela¸oes S e T que correspondem aos tipos de entidade c˜ participantes de R.

que n˜o a a envolva entidade fraca. o participante escolhido deve ser aquele com participa¸ao total no tipo de relacionamento c˜ • Alternativamente.' $ Passo 4 : Tipos de Relacionamento 1:N • Para cada tipo de relacionamento bin´rio 1:N R no esquema ER. identificar a rela¸ao S que corresponde ao tipo de c˜ entidade participante de R que est´ no “lado” N a • Incluir como chave estrangeira de S a chave prim´ria da rela¸˜o T que a ca representa o outro tipo de entidade participante de R • Incluir todos os atributos simples de R como atributos de S • Preferencialmente. pode-se representar os dois tipos de entidade e o tipo de relacionamento na mesma rela¸˜o ca Exemplo: Mapeamento do tipo de relacionamento WORKS FOR. CONTROLS e SUPERVISION & % . se os dois participantes tem participa¸ao total e se n˜o c˜ a participam de outros tipos de relacionamento.

criar a uma nova rela¸˜o S para representar R ca • Incluir como chaves estrangeiras de S as chaves prim´rias das rela¸oes a c˜ que representam os tipos de entidade participantes de R • Definir a chave prim´ria de S como sendo a combina¸ao destas chaves a c˜ estrangeiras • Incluir todos os atributos simples. de R como atributos de S • Note que poderiamos representar da mesma maneira tipos de relacionamento 1:1 e 1:N Exemplo: Mapeamento do tipo de relacionamento WORKS ON & % . ou atributos componentes simples de atributos compostos.' $ Passo 5: Tipos de Relacionamento M:N • Para cada tipo de relacionamento bin´rio M:N R no esquema ER.

incluir somente seus componentes e e Exemplo: Mapeamento do atributo DLOCATION do tipo de entidade DEPARTMENT & % .' $ Passo 6: Atributos Multivalorados • Para cada atributo multivalorado A. criar uma nova rela¸˜o R que inclui ca um atributo correspondente a A • Definir como chave estrangeira de R a chave prim´ria K da rela¸˜o que a ca representa o tipo entidade para o qual o atributo A est´ definido a a e • A chave prim´ria de A ´ composta pelo atributo A mais os atributos da chave K • Se A ´ tamb´m um atributo composto.

de R como atributos de S • A chave prim´ria de S ´ geralmente composta pela combina¸ao de todas a e c˜ as chaves estrangeiras que referenciam as rela¸˜es que representam os co tipos de entidade participantes a • A chave prim´ria de S pode ser composta somente pela chave estrangeira que referencia a rela¸ao que representa o tipo de entidade que participa c˜ com cardinalidade 1 em R Exemplo: Tipo de relacionamento SUPPLY entre SUPLIER.' $ Passo 7: Tipos de Relacionamento N˜o-Bin´rios a a • Para cada tipo de relacionamento R n-´rio. sendo n> 2. ou atributos componentes simples de atributos compostos. PROJECT e PART & % . criar uma nova a rela¸˜o S para representar R ca a c˜ • Incluir como chaves estrangeiras em S as chaves prim´rias das rela¸oes que representam os tipos de entidade participantes • Incluir todos os atributos simples.

' $ Relacionamentos Tern´rios a Sala ? Ocorre ? Horário ? Atividade • Quantas Atividades podem ser alocadas em uma mesma Sala no mesmo Hor´rio? a a • Em quantas Salas uma mesma Atividade pode ocorrer no mesmo Hor´rio? • Em quantos Hor´rios uma mesma Atividade pode ocorrer na mesma Sala? a & % .

' $ Relacionamentos Tern´rios a 1 Sala Ocorre 1 Horário Atividade Occorre NumSala 2010 2010 2010 2011 OrdemHor 2 2 3 3 NomeAtv Palesta A Palestra B Palestra A Palestra A & % .

' $ Relacionamentos Tern´rios a 1 Sala Ocorre 1 Horário Atividade Occorre NumSala 2010 2010 2010 2011 OrdemHor 2 2 3 3 NomeAtv Palesta A Palestra B Palestra A Palestra A & % .

' $ Passo 8: Especializa¸˜es/Generaliza¸oes co c˜ • Restri¸˜es co • Parti¸˜o da super classe ca • Disjun¸˜o das subclasses ca • Op¸˜es de mapeamento co • 1-para-1: uma tabela diferente p/ a super classe e para cada subclasse • Otimizado: uma mesma tabela p/ super classe e subclasses • Heran¸as m´ ltiplas c u & % .

' $ Subclasses com Parti¸˜o e Disjun¸˜o ca ca & % .

' $ Subclasses sem Parti¸˜o e com Disjun¸˜o ca ca & % .

' $ Subclasses com Parti¸˜o e sem Disjun¸˜o ca ca & % .

' $ Subclasses sem Parti¸˜o e sem Disjun¸˜o ca ca & % .

' $ Grupos de Sub-classes & % .

' $ Sem Parti¸˜o e Sem Disjun¸˜o .1 para 1 ca ca & % .

' $ Com Disjun¸˜o e Sem Parti¸˜o .1 para 1 ca ca & % .

' $ Com Parti¸˜o e Sem Disjun¸˜o .1 para 1 ca ca & % .

' $ Com Parti¸˜o e Com Disjun¸˜o .1 para 1 ca ca & % .

' $ Mapeamento de Heran¸as: Otimizado c • Atributos discriminantes: Indicam a pertinˆncia ` uma e a sub-classe • Todas as instˆncias das sub-classe tem um valor determinado a para o atributo • Nativo X Imposto • Caracter´ ıstico X Compartilhado & % .

' $ Atributo Discriminante Imposto & % .

' $ Sem Parti¸˜o e Sem Disjun¸˜o .Otimizado ca ca & % .

Otimizado ca ca & % .' $ Sem Parti¸˜o e Com Disjun¸˜o .

' $ Com Parti¸˜o e Sem Disjun¸˜o .Otimizado ca ca & % .

' $ Com Parti¸˜o e Com Disjun¸˜o .Otimizado ca ca & % .

' $ Otimizado & % .

' $ Otimizado & % .

' $ Otimizado & % .

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->