You are on page 1of 2

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS

ANO Letivo: 2011/2012 CURSO PROFISSIONAL Português – 1º ano Professora: Elisete Gonçalves
MÓDULO 1 - AVALIAÇÃO ESCRITA

Turma: TM Data: 31/10/2011 Duração: 90 min

Subdepartamento Curricular de Português

A - Leia, atentamente, o texto a seguir transcrito. Janeiro, 11 Para começar, o senhor Dr. Virgílio Couto falou connosco durante uma hora. De acordo com o que disse, vão ser as aulas de português o que eu gosto que elas sejam: um pretexto para estar a conviver com os rapazes, alegremente e sinceramente. E dentro dessa convivência, como quem brinca 5 ou como quem se lembra de uma coisa que sabe e vem a propósito, ir ensinando. Depois, esta nota importantíssima: lembrar-se a gente de que deve aceitar os rapazes como rapazes; deixá-los ser: “porque até o barulho é uma coisa agradável, quando é feito de boa fé”. Houve nesta conversa uma palavra para guardar tanto como as outras, mais que todas as outras: “O que eu quero principalmente é que vivam felizes”. 10 Janeiro, 12

“O que eu quero principalmente é que vivam felizes”. - Não lhes disse talvez estas palavras, mas foi isto o que eu quis dizer. No sumário, pus assim: “Conversa amena com os rapazes”. E pedi, mais que tudo, uma coisa que eu costumo pedir aos meus alunos: lealdade. Lealdade para comigo e lealdade de cada um para cada outro. Lealdade que não se 15 limita a não enganar o professor ou o companheiro: lealdade ativa, que nos leva, por exemplo, a contar abertamente os nossos pontos fracos ou a rir só quando temos vontade (e então rir mesmo, porque não é lealdade deixar então de rir) ou a não ajudar falsamente o companheiro. “Não sou, junto de vós, mais do que um camarada um bocadinho mais velho. Sei coisas que vocês não sabem, do mesmo modo que vocês sabem coisas que eu não sei ou já esqueci. Estou aqui 20 para ensinar umas e aprender outras. Ensinar não: falar delas. Aqui e no pátio e na rua e no vapor e no comboio e no jardim e onde quer que nos encontremos”. Não acabei sem lhes fazer notar que “a aula é nossa”. Que a todos cabe o direito de falar, desde que fale um de cada vez e não corte a palavra ao que está com ela. Sebastião da Gama, Diário, Ed. Arrábida, 2005. B – Apresente, de forma bem estruturada, as suas respostas aos itens que se seguem. 1. Indique, a partir da leitura do primeiro parágrafo, a duração da conversa entre o senhor Dr. Virgílio Couto e os professores 2. Escolha, no texto, duas expressões que provem que o autor é professor. 3. Na sua primeira aula, o autor do texto repetiu uma frase do senhor Dr. Virgílio Couto. Qual foi a frase que ele repetiu? 4. No último parágrafo, o professor dá uma indicação aos alunos para o bom funcionamento da aula. Que indicação é essa? 5. Identifique duas características do diário presentes nestes excertos.

C – Apresente, de forma direta, as suas respostas aos itens que se seguem. 1. Leia as frases que se seguem: a) “Para começar, o senhor Dr. Virgílio Couto falou connosco durante uma hora.” Linha 1) b) “No sumário, pus assim” (linha 12) 1.1. Identifique: 1.1.1. Um sujeito sintático simples. 1.1.2. Um sujeito sintático nulo subentendido. Selecione, em cada frase, a função sintática indicada: 2.1. Complemento direto - “Não lhes disse talvez estas palavras” (linha 12) 2.2. Predicativo de sujeito - “o barulho é uma coisa agradável” (linha 7) Reescreva as frases que se seguem, substituindo as palavras sublinhadas por antónimos. 3.1. “não ajudar falsamente o companheiro” (linha 17) 3.2. “um camarada um bocadinho mais velho” (linha 18) Selecione, na coluna B, a alínea que expressa o processo de criação das palavras indicadas na coluna A. Coluna B a) Derivação por prefixação e por sufixação. b) Derivação por sufixação

2.

3.

4.

Coluna A 1. A palavra infelizmente resulta do processo de... 2. A palavra convivência resulta do processo de... 5.

Escreva uma frase para cada alínea em que utilize uma palavra homónima da palavra sublinhada. a) “Depois, esta nota importantíssima” (linhas 5-6) b) “Aqui e no pátio e na rua e no vapor” (linha 20)

D - Escreva um texto cuidado. Imagine-se na escola onde este professor leciona. Redija um requerimento a solicitar a mudança para uma das turmas deste professor. Dirija-o ao Diretor da Escola e invente os dados de que necessite para respeitar todas as características deste tipo de texto.

Cotações B - 100 pontos 1=20; 2.=20; 3=20; 4=20; 5=20; C – 50 pontos 1.=10; 2.=10; 3.=10; 4.=10; 5.=10 Total – 200 pontos D – 50 pontos

Página 2 de 2