P. 1
Safra já tem perda parcial de 69% na Paraíba devido a seca

Safra já tem perda parcial de 69% na Paraíba devido a seca

|Views: 5|Likes:
Published by queimadasacontece

More info:

Published by: queimadasacontece on May 25, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/29/2014

pdf

text

original

Safra já tem perda parcial de 69% na Paraíba devido a seca

Cálculos mostram que a produção deverá cair de 264,9 mil toneladas para apenas 80 mil toneladas este ano, devido a estiagem.
Jornal da Paraíba

O agravamento da estiagem vai reduzir em 69,8% a produção de grãos da Paraíba em 2012, quando comparada à safra prevista em fevereiro deste ano. Os cálculos do agrônomo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), José Rinaldo, levando em consideração o ano, revelam que a produção deverá cair de 264,9 mil toneladas para apenas 80 mil toneladas este ano. De acordo com o agrônomo, nas cidades próximas a Patos, as perdas nas lavouras chegam a 100% do que foi plantado. Em outras cidades-polo do Sertão, como Sousa, as culturas irrigadas deverão evitar danos maiores, mas com percentuais de até 80% de prejuízo. "A tradição de chuvas indica que este número poderá cair ainda mais nas próximas medições. O Agreste responde por apenas 45% da nossa safra e, fazendo os cálculos, é possível que o ano termine com 80 mil toneladas produzidas", relatou Rinaldo. MAIS OTIMISTA Já os dados divulgados ontem pelo Grupo de Coordenação das Estatísticas Agropecuárias da Paraíba (GCEA-PB) têm perdas mais ponderadas da safra (44%), caindo de 264,915 mil toneladas para 147,786 mil toneladas, em maio.

A projeção do GCEA de maio (147.786 toneladas) prevê ainda alta de 25% sobre o que foi colhido em 2011 (117.461). A análise do GCEA-PB contabilizou perdas no Sertão e Cariri do Estado. Já nas regiões do Litoral e do Agreste, não foram verificados prejuízos por ainda estarem dentro do período esperado para as chuvas. PRECIPITAÇÃO O agrônomo José Rinaldo diz que a precipitação de chuvas até maio foi 70% menor do que o esperado para o período no Sertão. O levantamento do GCEA-PB considerou 39 produtos, entre leguminosas, oleaginosas e cereais, cuja área cultivada terá uma área de plantio 26% menor em maio (257,742 mil hectares) deste ano sobre a previsão de fevereiro, quando somou 346,865 mil hectares. MAIORES PERDAS Em maio, entre as culturas com maior declínio na produção estão arroz (-67%); milho (47%); feijão (-41%); algodão (-39,5%); e a fava (-11%). O levantamento acredita que haverá produção de 77,416 mil toneladas de milho (47% inferior ao volume estimado de fevereiro) e de 55,2 mil toneladas de feijão (-41% na produção).

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->