You are on page 1of 18
Organizado por Jorge Ferreira e Lucilia de Almeida Neves Delgado O Brasil Republicano O tempo do liberalismo excludente - da Proclamacgao da Reptiblica 4 Revolucéo de 1930 Livro 1 2 edigdo Os cendrios da Repiblica. O Brasil na virada do século XIX para o século XX me aceleragio do tempo. Esta seria Sem divide, a sensagio mais for imentada pelos homens e mulheres que viviam ou circulavam pelas ;do Rio de Janeiro na virada do séeulo XIX para o século XX. Ainda que forma merids contundente, o mesmo sentimento estaria presente nas prin- is cidades brasileiras, que, tal como a cidade-capital,’ cresciam como tornavam complexas suas fungdes ¢ recebiam levas de imigrantes que atravessavam 0 Atlantico em busca do sonho de fazer a Améri- Tudo parecia mudar em ritmo alucinante. A politica ¢ a vida cotidiana; as as priticas sociais; a vida dentro das casas e 0 que se via nas ruas. nas subidas, descidas, voltas ¢ reviravoltas de uma montanha-russa iteante, na feliz imagem utilizada por Nicolau Sevcenko (2001, p. 11- © progresso, tudo parecia arrebatar em sua corrida desenfreada. ‘Marasmo. E um tempo que parecia transcorrer tio lentamente que sua ‘marcha inexordvel mal era percebida. Assim, nas fazendas, nas vilas do inte- «nos series do pals, essa mesma virada do século seria perecbida. Ali smper uma rotina secular, firmemente alicergada no privilé- 9, na l6gica do favor, na inviolabilidade da vontade senborial® coronéis e nas rigidas hierarquias assentadas sobre a propriedade, a vio- .¢ 0 medo. Tudo parecia ser sempre igual, eo tempo, ao menos aparen- ‘temente, ainda seguia o ritmo da natureza. Como nas memérias de infaincia __ de Graciliano Ramos, a vida transcorria lenta ¢ sem outras alteragbes que Mio aquelas que distinguiam a estagio das chuvas daquela da estiagem: ‘Mergulhei numa comprida manha de inverno. O agude apojado, a roga ver de, amarela e vermelha, os caminhos estreitos mudados em riachos,ficaram- ‘me na alma. Depois veio a seca. Arvores pelaram-se, bichos morreram, 0 sol 1s