Lei de Hubble-Humason

Os movimentos galácticos, ou Lei de Hubble-Homason, é um fenômeno que foi descoberto por Edwin Powell Hubble e seu colega Milton L. Humasonquando dedicavam-se ao estudo das galáxias. Ao fazer a medida de distâncias, localização e distribuição das galáxias no espaço através da análise de seus movimentos, notou que havia um padrão. Hubble estudou a luz emitida pelas galáxias distantes, observando que o comprimento de onda em alguns casos era maior que aquele obtido em laboratório. Esse fenômeno, uma consequência do chamado Efeito Doppler, ocorre quando a fonte e o observador se movem um em relação ao outro. Quando se afastam um do outro, o comprimento de onda visto pelo observador aumenta, diminuindo quando fonte e observador se aproximam. Portanto, se uma galáxia estiver se aproximando, sua luz se desloca para o azul; se estiver se afastando, para o vermelho. Em cada caso, a variação relativa do comprimento de onda é proporcional à velocidade com que a fonte se move.[1] Hubble deduziu que as galáxias se afastam umas das outras (desvio para o vermelho) e que a velocidade de distanciamento é tanto maior quanto maior a distância entre elas. Ele usou métodos precisos para determinar uma relação entre o deslocamento do comprimento de onda e a distância de uma galáxia. Essa relação entrou para a história da ciência como a Lei de Hubble. Hubble e Homason pesquisaram para descobrir a proporção dos movimentos e sua aceleração, deduzindo uma equação conhecida como Lei de Hubble-Homason em que: "Vm=16r", onde "Vm" é a velocidade de afastamento da galáxia, dada em quilômetros por segundo, e "r" expressa a distância entre a Terra e a galáxia em estudo, dada em unidades de milhões de anos-luz, e, segundo esta, se uma galáxia estiver situada a cem milhões de anos-luz, esta se afasta a 1600 quilômetros por segundo. A Lei de Hubble foi usada por aqueles que defendiam a expansão do Universo. Hoje sabe-se que o Efeito Doppler é apenas uma aproximação – é o próprio espaço quem cresce, aumentando o comprimento de onda e arrastando as galáxias. Muitos dos estudos quantitativos sobre a origem do Universo nasceram das idéias de Hubble aliadas às equações de Einstein. A descoberta dos astrônomos levou mais tarde à dedução do Big-Bang, que provavelmente marca o início do atual Universo.

Ondas
Chama-se comprimento de onda da onda eletromagnética à distância entre dois pontos consecutivos em que o vetor (ou mesmo sentido. É a distância da figura. ) tem mesmo módulo e

Ela representa o número de períodos existentes na unidade de tempo.Chama-se período da onda eletromagnética ao intervalo de tempo necessário para a onda caminhar um comprimento de onda. temos: A velocidade de propagação. e por T o período. . O seu valor no vácuo costuma-se representar pela letra c. e é: Na prática aproximamos para: Chama-se frequência de uma onda eletromagnética ao inverso do período. igual para todas as ondas eletromagnéticas é igual à velocidade de propagação da luz. Representando por v a velocidade de propagação das ondas eletromagnéticas.