Worksheet 1: SPRO

SPRO

Título:

SAP

TR

Menu Path:

Desenho da Configuração:

Prerequisitos de Configuração:

Razão da Configuração:

Definir países Definir países

FI FI

OY01

Opções globais >Definir países Opções globais >Definir países >Definir países

No modelo standard já vem configurado o País " BR ", no entanto temos que definir quais as moedas que serão utilizadas, ou seja, moeda de indexação (UFIR) e moeda forte (USD). Nesta transação estão definidos todos os códigos de moeda que se pode utilizar no sistema. A definição do código da moeda, está diretamente relacionado com o Pais onde esta localizada a empresa, para o Brasil estamos adotamos o seguinte critério: 10 - Moeda Local --> Real moeda do Brasil, definida pela sigla "BRL" 40 - Moeda Forte --> A opção foi pelo Dolar, definida pela sigla "USD" 50 - Moeda Índice -->Foi cadastrada a UFIR que era o último fator de indexação utilizado

Para esta configuração primeiramente temos criar o codigo da moeda, conforme configuração 010011 e transação OY03.

Esta configuração é necessária para as conversões automáticas dos documentos contabeis para as moeda de indexação e moeda forte.

Verificar códigos de moeda

FI

OY03

Opções globais >Moedas >Verificar códigos de moeda

Foi necessário criar a moeda UFIR que não existia no sistema standard. Foi definido que para moeda forte iremos usar o Dolar (USD) e para moeda índice usaremos a UFIR, mais não estaremos ativando a conversão da moeda índice, devido a não termos informação oficial do governo qual seria a moeda. Para atendimento do US-GAAP e tendo em vista a utilização do Módulo de Ativo Fixo AM, foi necessário criar a moeda RA$ = Reais ADR. Na transação OBBS, foi feita a paridade : BRL para RA$ = 1; RA$ para BRL = 1. As categorias de taxa de câmbio que serão utilizadas no projeto são: M - para todas as conversões reais P - usada para planejamento de custos T - Conversão standard p/planej Tendência N1 - Conversão standard p/planej Negociado 1 N2 - Conversão standard p/planej Negociado 2 definiu-se que todas as categorias teriam BRL como moeda base. Assim só é necessário cadastrar a taxa entre as moedas estrangeiras para BRL. Todas as conversões necessárias são realizadas a partir destas taxas. Exemplo: GBP (Libra Esterlina) --> USD (Dólar USA) = GBP --> BRL * 1/(USD --> BRL ) Deverár ser utlizada também a categoria "0011", para utilização específica para o Módulo de LC, tendo em vista as Sociedades Internacionais. Essa categoria utilizará o cotação do último dia de final de mês. Deverá ser informado para o primeiro dia do mês que está sendo encerrado. Por exemplo: Para conversão da Moeda ARS = peso argentino, o valor do peso a ser informado é aquele referente (por exemplo) ao dia 30.04.2000, mas deverá ser informado a partir de 01.04.2001 na transação OB08.

Verificar categorias de taxa de câmbio

FI

OB07

Opções globais >Moedas >Verificar categorias de A categoria de taxa de câmbio define como será convertida a moeda. Para cada taxa de câmbio categoria de taxa de câmbio efetivamente utilizada no sistema é necessário cadastrar a taxa de conversão que será utilizada. Novas entradas > CgC : 0011 Utilização: Taxa fixa dolar final Moeda base: não informar Não informar mais nenhum campo. Gravar >

Definir fatores de conversão para conver

FI

OBBS

Opções globais >Moedas >Definir fatores de conversão para conversão de moeda

O standard do SAP traz várias moedas, deveremos cadastrar as conversões das moedas que deveremos utilizar. O fator de conversão serve para determinar qual a paridade em ordem de grandeza entre as moedas. Assim a Lira Italiana deve ter uma taxa de 1000: 1 com o dólar porque permitira definir a taxa de conversão entre as duas moedas usando um maior numero de algarismos significativos ( 1 : 0,98350 ao invés de 1:0,00098). É necessário cadastrar um fator de conversão para toda a combinação de categoria de taxa de câmbio e moeda que se pretenda utilizar no sistema.

Para esta conversão temos que ter configurado antes na transação OY03 Verificar código de Moeda, as moedas BRL, USD e UFIR, ver configuração 010015010, assim como as categorias de câmbio: 010015020, transação OB07. Para atendimento do US-GAAP e tendo em vista a utilização do Módulo de Ativo Fixo - AM, foi necessário criar a moeda RA$ = REAIS ADR. e também a moeda UFIR A paridade de BRL para RA$ e RA$ para BRL, é igual a 1. A paridade de BRL para UFIR e UFIR para BRL, é igual a 1.

Esta configuração é necessaria para a conversão das moedas com as quais a Empresa definiu que ira trabalar. No mínimo é necessário cadastrar os fatores de conversão entre Moeda do Pais, Moeda Forte e Moeda Índice. Como BRL é moeda base para qualquer outra moeda só será necessário cadastrar a relação entre esta e o BRL (a princípio de XXX para BRL E de BRL para XXX). Para as categorias planejadas basta estabelecer a taxa entre USD e BRL (de USD para BRL E de BRL para USD). Possivelmente esta configuração terá de ser revista para países fora do Brasil onde será necessário cadastrar a relação entre estas moedas e o BRL. Basicamente, para a categoria M que será usada para conversão de valorer reais (reais em oposição a planejado) temos as moedas BRL, USD e UFIR na paridade de 1 X 1, isto significa que teremos uma conversão unitária de moeda, ou seja: BRL x UFIR BRL x USD UFIR x BRL USD x BRL BRL x RA$ RA$ x BRL

Entrar taxas de câmbio

FI

OB08

Opções globais >Moedas >Entrar taxas de câmbio

Esta configuração servirá para as conversões das moedas com as quais a empresa ira trabalhar. A tabela deverá ser atualizada toda vez que houver variação entre uma moeda passível de ser transacionada pela empresa e a moeda base = BRL. Só é necessário cadastrar a taxa de câmbio das diversas moedas para BRL. Todas as outras taxas são derivadas a partir desta configuração, já que BRL é a moeda base de todas as categorias de taxa de câmbio usadas pelo projeto. A principío a atualização será diária, a partir de uma interface da EG. Use esse roteiro para Verificar as Unidades de Medidas
page 2 of 99

As moedas forte e índice deverão estar Necessário para que os documentos contábeis, tenham seus valores convertidos em moeda forte ou moeda índice conforme a apresentação que se deseja fazer. criadas na empresa conforme TCOE's ns. 010015010; 010015015; 010015020; 010015025; 010015030 e 010015035. ATENÇÃO: Alguma configuração adicional foi necessária para evitar que um erro em MM/SD fosse gerado quando se entrava transações em moeda estrangeira. Esta configuração esta destacada abaixo.

Verificar unidades de medida

MM

CUNI

Opções globais >Verificar unidades de medida

SPRO

Atualizar o calendário Definir caract.exibição de campos relati

MM PP

OY05 SHD0

Opções globais >Atualizar o calendário Opções globais >Características de exibição de campos >Definir caract.exibição de campos relativas a transações Estrutura da empresa >Definição >Contabilidade financeira >Atualizar sociedade As sociedades são os elementos hierárquicos que definem o nível mínimo ao qual se pode fazer eliminação no módulo de FI-LC (Consolidação Legal). Em geral tem relação 1:1 com as empresas definidas no FI-GL (Contabilidade Geral - Razão). Cada Empresa criada em FI-GL deverá também ser criada no LC como Sociedade.

Devem já ter sido cadastrados: material, Depuração das telas relativas às transações MF40, MF4A, MF4U e CO15 centro, Dep. receptor, lote receptor, versão de produção, ordem de produção, linha de produção Para cada empresa cuja contabilidade é obtida no próprio SAP foi criada uma sociedade com o mesmo código da empresa. Para as empresas cuja a contabilização é somente informada por uma interface de saldo contábil ao final do mês foi criada uma sociedade (999999) para agrupar todas estas empresas. Conforme as empresas forem sendo incorporadas para o SAP o novo código deve ser criado e a associação com o novo código estabelecida. As empresas Antarticas estão definidas. Grande parte das empresas empresa "x" foram identificadas e tam0bém incluídas, porém existe a necessidade de se verificar a necessidade da inclusão de novas empresas dentro do SAP, a fim de que todas sejam consolidadas e também da verificação dos dados já incluídos das empresas empresa "x". Foram definidas através da Entidade Global (EG) os novos códigos para as unidades empresa "x". São através desses códigos associados as unidades que efetuam-se todos os registros contábeis e fiscais. Foram definidas 7 áreas funcionais (este atributo será derivado diretamente do campo tipo de centro de custo, no cadastro do centro de custo) para o projeto: ADM Administrativo CDCM Comercial - CDD CDDI Distribuição - CDD COML Comercial DIST Distribuição MOD Direto MOI Indireto Plano de contas deve estar criado. Estamos configurando uma única área de contabilidade de custos para que possamos consolidar todas as operações contábeis gerenciais de todo o grupo empresa "x". A moeda da área de contabilidade de custos será USD.

Atualizar sociedade

FI

OX15

Definir, copiar, eliminar, FI verificar emp

OX02

Estrutura da empresa >Definição >Contabilidade financeira >Definir, copiar, eliminar, verificar empresa

Empresas são as estruturas organizacionais do SAP que permite extrair todos os livros necessários para a contabilização legal.

Atualizar divisão

FI

OX03

Estrutura da empresa >Definição >Contabilidade financeira >Atualizar divisão Estrutura da empresa >Definição >Contabilidade financeira >Atualizar área de função

Divisão são códigos de cadastramento utilizados para identificações das unidades existentes e para associação com sua respectiva matriz (empresa). Pode-se extrair relatórios contábeis por divisão. Área Funcional é um elemento organizacional de uso facultativo na Contabilidade que permite trazer alguma característica típica dos Centros de Custos, para uso em relatórios em Report Painter/Writer ou para uso nos módulos FI-GL e FI-LC.

Atualizar área de função FI

OKBD

Definir, copiar, eliminar, CO verificar áre CO Atualizar área de resultado Determinar nível de MM avaliação Definir, copiar, eliminar, MM verificar cen

OX06

Estrutura da empresa >Definição >Controlling >Definir, copiar, eliminar, verificar área contabil.custos Estrutura da empresa >Definição >Controlling >Atualizar área de resultado Estrutura da empresa >Definição >Logística geral >Determinar nível de avaliação Estrutura da empresa >Definição >Logística geral >Definir, copiar, eliminar, verificar centro - Definir Centros - Copiar, eliminar, verificar Centros (escolher esta opção) Estrutura da empresa >Atribuição >Logística geral >Atribuir centro/área avaliação - setor atividade -> divisão Estrutura da empresa >Definição > Logística geral >Definir, copiar, eliminar, verificar setor de atividades > Definir setor de atividade

Selecionar ação Atualizar área de contabilidade de custos. Clicar no botão Selecionar. Clicar no botão Novas Entradas. Preencher a tela conforme abaixo.

KEP8 OX14 OX10

A criação de Centros deve ser feita em duas etapas: a) Copiar, eliminar, verificar Centros b) Definir Centros Na etapa 'a' cria-se o centro como cópia de um centro standard e na opção 'b' faz-se atualização do centro, ou seja, atualiza-se o nome e os dados cadastrais.

Definir hierarquia.

Centro é um local de trabalho e determina onde os materiais serão armazenados.

Atribuir centro/área avaliação - setor a Definir setor de atividade

SD

OMJ7

SD

OVXB

Não há. O setor de atividade representa uma linha de produtos (tipo de produto na EG) comercializada pela empresa. Ele é associado ao material no cadastramento dos dados básicos do mesmo e é utilizado, entre outras coisas, para determinar a divisão e o esquema de preços. São exemplo de setores de atividade: cerveja, refrigerante, concentrado, extrato, agua, gases, malte, xarope simples, isotonico, agua mineral, cha, aguardente, materiais, produto em processo e sub-produto.

Ela é necessária para o cadastramento de materiais e na determinação de divisão e de esquema de cálculos, entre outras.

Definir organização de vendas

SD

OVX5

Estrutura da empresa >Definição > Vendas e distribuição > Definir, copiar, eliminar, verificar organização de vendas > Definir organização de vendas

c

Não há.

Só é possível efetuar vendas através da OV.

page 3 of 99

Na tela "Processar endereço". Um Não há. selecionar as empresas : 081.área de contabilidade de custos Entrar na transação. Atribuir empresa a Plano de numa única área de contabilidade de custos. Toda nova empresa que for criada deve ser Contas. As empresas geridas fora do SAP estarão associadas a uma única sociedade (999999) e conforme forem sendo incorporadas ao SAP devem ter um código próprio para a sociedade e serem reassociadas.empresa Use esse caminho para atribuir os centros a empresa. Toda remessa / fornecimento tem origem em um local de expedição determinado Atualizar local de carga SD OVX7 Estrutura da empresa >Definição >Logistics Execution >Atualizar local de carga Estrutura da empresa >Definição >Logistics Execution >Atualizar local de organização do transporte Possibilitar ao usuário colocar o local de carga no SAP para a geração da ABAP QUERY de grade horário do produto acabado O objetivo do sistema de transporte é criar funções para planejamento e processamento de transporte. copiar. É necessário uma organização de transporte para cada centro. O fuso horário e o dom. efetue o seguinte de transporte para cada centro. Clicar no botão "Atribuir Empresa(s)". que devem atender aos requisitos legais de apuração de balanço e obtenção dos livros fiscais e as sociedades são estruturas organizacionais usadas no FI-SL (Special Purpose Ledger .Após os procedimentos acima. verificar canal de distribuição > Definir o canal de distribuição Canais de Distribuição são usados para definir os tipos de clientes disponíveis para distribuir os produtos de uma empresa. 3 . É necessário um organização Na tela "Modificar visão locais de organização do transporte": síntese. Locais que não utilizam a funcionalidade de emissão de NF não necessitam de local de expedição. mas está desenvolvendo funcionalidades que suporte esta função. Criar Definir quais as empresas que terão suas operações contábeis/gerenciais consolidadas Empresas. fiscal aparecerão automaticamente.não utilizada neste projeto) ou no FI-LC (Consolidação Legal). O atendimento dos clientes pode ser feito através de vários canais de distribuição de uma organização de vendas Não há. aparecerá a tela "Processar endereço". não fazem parte de nenhuma hierarquia específica. clique no ícone "Gravar (Ctrl+S)". Sendo assim.SPRO Definir canal de distribuição SD OVXI Estrutura da empresa >Definição >Vendas e distribuição >Definir. As sociedades são a unidade mínima a partir da qual é possível fazer eliminações. 1 . exercício Atribuir área de contabilidade custos Atribuir centro empresa CO KEKK Estrutura da empresa >Atribuição >Controlling >Atribuir área de contabilidade custos . O SAP não é um pacote de planejamento de transporte. copiar. 085 e 086. Estrutura da empresa >Atribuição >Controlling >Atribuir empresa . região (região é o estado da organização de transporte). As organizações de transporte devem ser criadas com mesmo código e nome dos centros. selecionar a AC01. eliminar.Clique no ícone "Enter" e em seguida.área de contabilidade CO OX19 Criar a ACC (COE 015010015010). 2 . Não podem ser criados para os CDD's Criação dos Centros pelo MM. 084. Os locais de organização de transporte. local de expedição pode ser um local onde as remessas são processadas ou um grupo de funcionários responsável pelo atendimento inicial do veículo. 4 . Criar apenas para os locais de expedição que são de Fábricas. pontos de expedição podem ser definidos para mais de um centro Foi definido que para cada centro deve ser criado um local de expedição com mesmo código e nome do centro.razão) e define as unidades sociedades. Atualizar organização de compras Definir local de expedição MM OX08 SD OVXD O local de expedição representa o nível organizacional mais alto da expedição. 5 . Criar organizações de compras Definir as organizações de compra. selecionar o botão "Novas entradas". nome da organização de transporte e defina a empresa a qual ele estará ligado (a empresa deve ser a mesma que está ligada ao centro). Atribuir empresa . Pontos de expedição não são associados a unidades organizacionais destinadas a produção ou armazenamento. eliminar. procedimento: As organizações de transporte devem ser criadas com mesmo código e nome dos centros. A configuração do canal de distribuição foi feita de acordo com os tipos de clientes existentes no cadastro da EG Clientes e está vinculada ao cliente no mestre de clientes. Teclar "Novas Entradas". <LY-15/05/00> Clique no botão "Salvar" Cada empresa gerida dentro do SAP terá uma única sociedade associada. Sempre lembrando que o Ter definido as empresas e as financeira >Atribuir empresa . MM OX18 page 4 of 99 . Atribuir Empresa a variante de associada a área de contabilidade de custo AC01.Digite código. 083. Os CD não necessitam de organização de transporte.sociedade conceito de empresa é útil em FI-GL (contabilidade geral .Clique no botão "Novas Entradas". digite o país. As vendas devem ser sempre realizadas através de um canal de distribuição. verificar local de expedição > Definir local de expedição Use esse roteiro para criar os depósitos existentes nos centros definidos para a Empresa. Atualizar local de org do SD transporte OVXT Atribuir empresa sociedade FI OX16 Estrutura da empresa >Atribuição >Contabilidade Cada sociedade pode ser atribuída a uma ou mais empresas. Atualizar depósito MM OX09 Estrutura da empresa >Definição >Administração de materiais >Atualizar depósito Estrutura da empresa >Definição >Administração de materiais >Atualizar organização de compras Estrutura da empresa >Definição >Logistics Execution >Definir.área de resultado Estrutura da empresa >Atribuição >Logística geral >Atribuir centro .

SPRO

Atribuir organização de vendas - empresa

SD

OVX3

Estrutura da empresa >Atribuição >Vendas e distribuição >Atribuir organização de vendas empresa Estrutura da empresa >Atribuição >Vendas e distribuição >Atribuir canal de distribuição organização de vendas Estrutura da empresa >Atribuição >Vendas e distribuição >Atribuir setor de atividade organização de vendas Estrutura da empresa >Atribuição >Vendas e distribuição >Formar área de vendas

Para que você possa realizar suas vendas, é necessário atribuir uma empresa a uma organização de vendas. Atribuimos uma organização de vendas para cada empresa do grupo empresa "x". Numa organização de vendas, o cliente pode ser atendido por diversos canais de distribuição. Foram atribuidos todos os canais de distribuição (tipos de clientes, conforme cadastro da E.G.) para cada organização de vendas. Um setor de atividades representa um grupo de produtos. Podemos atribuir vários setores de atividades a uma organização de vendas. A formação da área de vendas associa o canal de distribuição e o setor de atividade de uma organização de vendas. No caso empresa "x", atribuimos todos os setores de atividades a cada um dos canais de distribuição. Como a Org. de Vendas não é uma entidade legal, para realizarmos uma venda, é preciso atribuir o canal de distribuição (tipo de cliente-EG) a um centro (fábrica - que possui CNPJ). Cada organização de vendas pode vender a partir de diversos centros e por vários canais de distribuição. Esta configuração serve para o sistema determinar a divisão, aqui são definidas as regras pelas áreas de vendas. As combinações possiveis para inferência do campo divisão poderão ser provenientes das seguintes regras: 001 - Determinar divisão com base no centro, área de atividade 002 - Determinação da Divisão com base na área de Vendas 003 - Deteminar Divisão apartir da organização de Vendas, canal de distribuição, setor de atividade As empresas e setores de atividade deverão estar cadastrados. Na determinação poderá ser definida a divisão para: - Uma combinação entre o centro e o setor de atividade, ou , - Uma combinação para a área de vendas Foi escolhida sempre a opção 1, já que a divisão (que a grosso modo representa uma "filial") poderia ser obtida apenas pelo Centro. A atribuição dos setores de atividades permite que as organizações de vendas efetuem as operações de vendas dos diversos tipos de produtos.

Atribuir canal de distribuição - organiz

SD

OVXK

Atribuir setor de atividade - organizaçã Formar área de vendas

SD

OVXA

SD

OVXG

Atribuir organização de vendas - canal d

SD

OVX6

Estrutura da empresa >Atribuição >Vendas e distribuição >Atribuir organização de vendas canal distribuição - centro

Definir regras por área de vendas

SD

OVF2

Estrutura da empresa >Atribuição >Vendas e distribuição >Classificação contábil da divisão >Definir regras por área de vendas

Atribuir divisão - centro - SD setor de ati

OVF0

Estrutura da empresa >Atribuição >Vendas e distribuição >Classificação contábil da divisão >Atribuir divisão - centro - setor de atividade

Nesta configuração deverão ser relacionados os Centros criados por MM, com as Divisões respectivas.

Os Centros deverão estar criados por MM. As Divisões deverão estar criadas por FI. Os Setores de Atividade (SA) deverão estar criados por SD. CUIDADO: Ao fazer qualquer modificação ou inserir novas entradas nesta tabela deve-se executar o programa RM07CUGB para que elas tenham efeito !!!!!!!!!!!!

No projeto deverão ser relacionadas as Divisões aos respectivos Centros. Poderá existir mais de um Centro por Divisão. Por exemplo: Centro 951 está vinculado a Divisão CAP USP.

Atribuir organização de compras - empres

MM

OX01

Estrutura da empresa >Atribuição >Administração de materiais >Atribuir organização de compras empresa Estrutura da empresa >Atribuição >Administração Todos os Centros deverão ser vinculados a Organização de Compras 10 - Compras de materiais >Atribuir organização de compras - Nacional. centro Para as Organizações Regionais deverão ser vinculados somente os Centros para a qual a mesma vai efetuar compras. Estrutura da empresa >Atribuição >Administração de materiais >Atribuir organização de compras standard - centro Estrutura da empresa >Atribuição >Administração de materiais >Atribuir org.compras de referência organização de compras Cadastro das Organizações de Compra e dos Centros.

Esta configuração permite que uma organização de compras atribuída a uma empresa somente compre para aquela empresa. Usaremos a atribuição para centros e não para empresa, uma vez que todas as organizações comprarão para todas as empresas. Vincular os centros a Organização de Compras.

Atribuir organização de compras - centro

MM

OX17

Atribuir organização de compras standard Atribuir org.compras de referência - org

MM

OMKI

MM

OMKJ

Esta transação permite que as condições da organização de compra de referência em outras organizações de compra. Além disso, as diversas organizações de compra podem acessar os contratos da organização de compras de referência.

page 5 of 99

SPRO

Atribuir local de expedição - centro

SD

OVXC

Estrutura da empresa >Atribuição >Logistics Execution >Atribuir local de expedição - centro

Esse roteiro irá mostrar como relacionar locais de expedição a centros. 1- Cada centro, terá um local de expedição. Como o local de expedição será criado com o mesmo código e nome do centro, segue-se a regra de relacionar cada centro com o local de expedição de mesmo código. 2 - Marque o centro que você deseja associar ao local de expedição, dando um clique na linha correspondente a este centro. Clique no botão "Atribuir" na barra de ferramentas. Isto fará que apareça a lista de locais de expedição que podem ser atribuídos

Necessário criação de centros pelo MM, locais de expedição pelo SD e atribuir organização de vendas - canal de distribuição - centro. CD não terão local de expedição <LYY-22/05/00> , porém deverá ser configurado e atribuído aos devidos centros, pois caso contrário não haverá como emitir as Notas de Remessas. <LYY>

Um local de expedição pode ser der definido para vários centros.Cada centro, terá um local de expedição. Como o local de expedição será criado com o mesmo código e nome do centro, segue-se a regra de relacionar cada centro com o local de expedição de mesmo código.

Introduzir contas na estrutura do balanç

FI

OB58

Componentes válidas para todas as aplicações Nesta configuração iremos montar uma estrutura de Balanço apropriando as contas do >União Monetária Européia - Euro >Conversão de plano de contas (PCAB) ao modelo de Balanço definido para o Grupo empresa "x", moeda interna >Preparar >Preparativos na compreendendo Ativo, Passivo e Resultado. contabilidade financeira (FI) >Preparativos na contabilidade financeira (FI-AP/AR/GL) >Contas para diferenças de arredonda Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Intervalos numeração Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Ctg.nota fiscal Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Filial CGC >Criar Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Filial CGC >Atribuir filial CGC Foi criado o seguinte intervalo de 0000000001 a 9999999999

Elaboração de demonstrativo de Balanço que deverá compor a documentação do encerramento do período /exercício, poderá ser emitido demonstrativos pôr Empresa ou Divisão.

Intervalos numeração

SD

J1BE

A numeração de documento de nota fiscal será atribuída internamente, ou seja, automaticamente pelo sistema, obedecendo os intervalos determinados. Criar categoria de nota fiscal específica para notas fiscais de serviços. Foi criada a categoria Z1 - Fatura - Serviços, com cópia da categoria E1.

Ctg.nota fiscal

MM

SPRO

Use esse roteiro para criar categorias de nota fiscal.

Criar Filial

MM

SPRO

Use esse caminho para criar uma Filial. Para cada Filial é designado um CGC. Insire o código Local neg. ao centro corresponde, use o math code para selecinar o código. No caso, o código Local neg e é igual ao código Centro, gravar. Esta configuração é utilizada para criar códigos NCM (NBM), referente as alíquotas de IPI.

Atribuir filial CGC

MM

SPRO

Code NBM

MM

SPRO

NBMs criados no desenvolvimento: NBM 0, 4 e 5. Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Code NBM Use esse roteiro para criar Code NBM Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Code NBM >Criar Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Code NBM >Atribuir Code NBM a grupo de materiais Contabilidade Financeira > Op.básicas Cont.Financeira > IVA > Calculo > Op.p/calculos impostos no Brasil > Taxas de imposto > IPI normal Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >CFOP >Definição Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >CFOP >Determinação entrada/devoluções Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >CFOP >Determinação saída/devoluções Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Saída >Formulário Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Saída >Nº grupo No desenvolvimento foi criado o intervalo nº 01, com numeração de 000001 a 999999. Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Saída >Intervalo numeração
page 6 of 99

Criar Code NBM

MM

SPRO

Cadastrar Code NBM

Atribuir Code NBM a grupo de materiais

MM

SPRO

Taxa de imposto IPI

FI

SPRO

Criar code nbm

Atribuir taxas de imposto IPI (alíquotas) aos code nbm criados.

Definição de CFOP

MM

SPRO

Cadastrar CFOP

Determinação entrada/devoluções Determinação saída/devoluções Formulário

MM

SPRO

CFOP cadastrado

Determinar CFOP para entrada mercadorias e devoluções respectivas

MM

SPRO

CFOP criados Foram criadas e/ou alteradas as linhas mostradas na planilha acima. As outras entradas na configuração fazem parte da configuração standard, e não foram alteradas.

Determinar CFOP para saídas de material e as devoluções respectivas

SD

SPRO

Criar formulário de notas fiscais de entrada e saída

Nº grupo

SD

SPRO

Cadastrar Grupo de Nº de Notas Fiscais

Intervalo numeração NF SD

J1BI

Intervalo de numeração definido para atribuição automática pelo sistema do número da NF.

SPRO

Nº nota fiscal e extensão do formulário

SD

SPRO

Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Saída >Nº nota fiscal e extensão do formulário Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Saída >Condições de saída Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Saída >Condições de saída >Criar Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Saída >Condições de saída >Modificar Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Saída >Condições de saída >Exibir Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Saída >Programas processamento Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Determinação da saída >Tabela de condições >Criar Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Determinação da saída >Tabela de condições >Modificar Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Determinação da saída >Tabela de condições >Exibir Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Determinação da saída >Tabela de condições >Catálogo campos Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Determinação da saída >Sequências de acesso Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Determinação da saída >Tipos de condição Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Determinação da saída >Esquema de mensagem Componentes válidas para todas as aplicações >Funções gerais de aplicação >Nota fiscal >Atualização >Atribuição de grupo de controle de tela Componentes válidas para todas as aplicações Incluir caracteristicas na tabela SAP_KKR_CLASS: >Distribuição (ALE) >Definir distribuição de dados >Definir distribuição de dados mestre >Definir - NACIONAL distribuição através classes >Atualizar classes - GRUPO_UNIDADE - UNIDADE_NEGOCIO Componentes válidas para todas as aplicações >Distribuição (ALE) >Instalar processos empresariais ALE standard >Instalar unidades organizacionais globais >Estabelecer empresas globais

Atribuir um grupo de intervalo de numeração a um formulário (entrada e saída) referente a um determinado centro.

Condições de saída

SD

J1BF

Criar tabela que determina condições de saída de um formulário de nota fiscal e seu dispositivo de saída (impressora)

Criar

SD

J1BF

Modificar

SD

J1BG

Exibir

SD

J1BH

Programas processamento Criar

SD

J1BJ

SD

J1BO

Modificar

SD

J1BP

Exibir

SD

J1BQ

Catálogo campos

SD

J1BR

Sequências de acesso

SD

J1BK

Tipos de condição

SD

J1BL

Esquema de mensagem SD

J1BM

Atribuição de grupo de controle de tela

SD

SPRO

Atualizar classes

MM

CL01

Definir empresas globais

FI

OB72

Permitir ALE entre empresas do grupo empresa "x"

page 7 of 99

054. Definir Divisão. verificar Empresa 20060030010010 .SPRO Atribuir Empresa Global FI ao Plano de Cont OBV7 SPRO> Componentes válidas para todas as aplicações> Distribuição (ALE)> Instalar processos empresariais ALE standard> Instalar unidades organizacionais globais> Estabelecer empresas globais> Atribuição empresa global>PlContas SPRO> Componentes válidas para todas as aplicações> Distribuição (ALE)> Instalar processos empresariais ALE standard> Instalar unidades organizacionais globais> Estabelecer empresas globais> Atribuição empresa -> empresa global Componentes válidas para todas as aplicações >Distribuição (ALE) >Instalar processos empresariais ALE standard >Instalar unidades organizacionais globais >Estabelecer divisões globais Link da Empresa Global ao Plano de Contas. Esta transação serve para revisar as configurações feitas e ver se não se deixou de fazer nada. 020060030010010 . Atribuir divisão à divisão FI global OBB7 IMG> Componentes válidas para todas as Atribuir a Divisão global à Divisão.Imposto de Renda na Fonte ampliado por Empresa. Esta é uma configuração que serve para revisar as configurações básicas ao nível de empresa. para localizar um material pela familia que pertença. 050. 015010010020 . 053.Atribuir empresa a variantes per. 021... esta funcionalidade precisa estar ativada.. page 8 of 99 . 058. 024.Definir. 029.085.. 015015010010 . Permitir ALE. 003. Podendo ser utilizado para restringir o escopo de análise de estoque e. 009. Grande parte... senão a totalidade. 023.Atribuir empresa sociedade 025010010020 .. 047. digitar numeração e descrição definida conforme planilha. eliminar.. copiar. Para ativar marcar o campo = IRF ampl. 052. copiar. 059. 083. 049. 015010010020 . 025. também.Estabelecer Empresa Global 020010015010015010025010 . eliminar. 019. 004. 057.Atribuir variantes de status de campo a empresa 025010025030020 . 088.Plano de Contas Atribuir Empresa a Empresa Global FI OBB5 Link Empresa a Empresa Global. 006.. 025010025025010020 .Possibilitar balanço de divisão 025010020015 . 016. aplicações> Distribuição (ALE)> Instalar processos empresariais ALE standard> Instalar unidades organizacionais globais> Estabelecer divisões globais> Atribuição de Divisão -> Divisão global Componentes válidas para todas as aplicações >Componentes de aplicação Internet (IACs) >Entrada ordem cliente >Definir grupos de mercadorias Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Empresa >Verificar e completar parâmetros globais Clicar em novas entradas... Verificar e completar parâmetros globais FI OBY6 Nesta configuração verifica-se todas as configurações básicas relacionadas a empresa.. 082. Grupo de mercadorias é um atributo que damos aos materias no momento da criação para agrupar em familias. No Brasil. Definir Divisão Global. Prefiriu-se realizar as configurações básicas nas outras transações e usar esta verificar emp transação apenas como revisor. 098.Ativar IRF ampliado 025010015010 . 051.Propor data valor Ativar IRF ampliado FI SPRO Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Empresa >Ativar IRF ampliado Provoca a ativação do processamento do IRF .. 002. 005.... No projeto deverão estar ativados os campos de IRF para todas as Empresas do Grupo (001. gravar.Atribuir empresa a variante de exercício 025010025010020 . 056. destas configuraçõessão realizadas por outras transações do IMG.. 055.. 084.Estabelecer Empresa Global Definir divisões globais FI OB93 Definição de Divisão.. Definir grupos de mercadorias SD OMSF Grupo de mercadorias definida.Definir. 097. 086. 027... 081. 022.

Foi eleita (mais não configurada) desde já para moeda Índice (UFIR). Empresa. 003. 052. 009. 005. 021.Moeda do Grupo 40 . 006. Para qualquer outra combinação é necessário cadastrar ledgers adicionais. mais não se sabe se esta será efetivamente o índice a ser usado nesta circunstância. conforme configuração 10 . e 4 .moeda forte.Moeda da área de controle (CO) 30 .moeda forte (USD .Moeda da Sociedade Definição Definido pôr Empresa Definido na área de controle Definido no mandante Definido no pais Definido no pais Definido na Sociedade Deverá ser casdatrada a Empresa pela Foi definido para as Empresas no Brasil a utilização das moedas: transação OBY6. 055. Definir moedas internas FI adicionais OB22 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Empresa >Moedas internas adicionais >Definir moedas internas adicionais O programa S.moeda índice. 019.moeda da transação.Moeda Índice 60 .... 059.Moeda Índice.A.tem que estar definido assim na definição do país) e 30 . 016. Para emitir balanço... razão e diário por Divisão. Assim: Tp.Moeda Forte 50 . Foi cadastrado o ledger A1 que contempla o par 40 . 054. 084. 081.Moeda Forte e 30 . balancete.. 023. 029. A única combinação de moedas que não exige a criação de um ledger adiconal para guardar saldos em moedas estrangeiras é usar duas moedas: local e grupo. 3 . 098. a regra não estará ativada. 086. (O campo deverá estar marcado). 050. 083. 057.moeda local. No momento do lançamento contábil o sistema registra o valor nas seguintes moedas: 1 .moeda do grupo (BRL . 025. esta configuração deverá estar ativada. Divisões criadas conforme hierarquia do Foi ativada para todas as empresas do grupo. 097. 047. que conforme abaixo descrito não iremos cadastrar Definir moedas internas FI adicionais para OBS2 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Empresa >Moedas internas adicionais >Definir moedas internas adicionais para ledger Os ledgers adicionais de moeda definem os saldos em diferentes moedas..SPRO Preparar cálculo por custo de vendas FI OBBZ Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Empresa >Preparar cálculo por custo de vendas Esta configuração serve para ativar alguma substituição feita para Áreas Funcionais (também chamada Cálculo de Custo de Vendas). 022. OBSERVAÇÃO . 004.local (BRL) e 40 .tem que estar assim definido na definição do mandante produtivo) Ficou de se definir uma terceira moeda para as empresas no Brasil. conforme necessidade da Grupo.. 058. prevendo a futura utilização de moeda índice caso volte a hiper-inflação e haja a necessidade de Correção Monetária (Integral). 024.Moeda Local 20 . Quando for cadastrado empresas em outros países será necessário cadastrar novo ledger que contemple o par: 40 ..Essa configuração deve ser aplicada para todas as empresas cadastradas.. 2 . 085. 002.. razão e diário por divisão. balancete. 40 .Atualizar substituição (Substituição AREAFUN) O campo Área Funcional é preenchido de acordo com o campo de cadastro de Centro de Custo: Tipo de Centro de Custo. 053.. permite que se trabalhem em mais de uma moeda. As possíveis moedas são: Modelo SAP 10 . Possibilitar balanço de divisão FI OB65 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Divisão >Possibilitar balanço de divisão Permite elaborar balanço.. Com esta combinação o ledger standard é suficiente.051.P.local (???) .moeda forte (USD) Para as empresas fora do Brasil estão previstas a utilização das seguintes moedas: 025010010010 10 . page 9 of 99 . MOMENTO: 5 SUBSTITUIÇÃO: AREAFUN DESCRIÇÃO: Determinação da area funcional GRAU ATIVAÇÃO: 1 ATENÇÃO: Se o campo grau de ativação estiver em branco. 056. Com a substituição ativada o campo Área Funcional é preenchido pela regra determinada na substituição por alguma característica derivada de CO.Centro Custo Área Funcional Descrição F MOD Mão de Obra Direta H MOI Mão de Obra Indireta W ADM Administrativo V COML Comercial L CDCM Comercial CD G DIST Distribuição M CDDI Distribuição CD EMPRESAS: 001. 049.Moeda Forte 50 . 025045035040015 . 088.Moeda do Grupo (Notar que USD deve estar definido como moeda forte no cadastro de país para o país desta empresa e BRL deve estar definido como moeda do mandante).

São registros contábeis que a Empresa deseja separar na contabilidade. Para se efetuar o bloqueio de um grupo de contas ou um período contábil. . de acordo com Exercício Legal em que a Empresa executa suas atividades..SPRO Atribuir empresa a variante de exercício FI OB37 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Exercício >Atribuir empresa a variante de exercício Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. mais 04 (quatro) períodos de ajustes para os lançamentos de Imposto de Renda... tais como: Estoque (módulo MM).numeração doc >Definir intervalos de numeração de documentos Será utilizada a mesma numeração da versão 3.Balanço Anual (existem 04 períodos definidos = 13. DEVE-SE CRIAR UMA NOVA VARIANTE !!! Foi criada uma variante para cada Empresa do Grupo. Atribuir empresa a variantes FI OBBP Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. 027 V027 029 V029 047 V047 . Pode ser efetuado bloqueio/desbloqueio por ranges de contas específicas. Será utilizada a variante K4 para as Empresas no BRASIL. Contas de Razão (módulo FI-GL). ajustes de Auditoria e outros.Definir variantes p/períodos de lançamento Para cada empresa do Grupo foi criada uma variante. etc. variante vinculada a um Período Contábil. Cap (V081) O exemplo deve ser aplicado a cada uma das empresas do grupo Definir intervalos de numeração de docum FI FBN1 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. Alertamos que essa função só é válida por Empresa. Ativo Fixo (módulo AM). não é possível por Divisão. Por exemplo: Para encerrar ou bloquear o periodo 01 (janeiro/2000) o usuário têm quem substituir o período 1 pelo período 2 (fevereiro/2000). Ajustes em virtude de Instruções e Normas Legais. Plano de contas criado e empresas criadas. Assim. >Interv. Os periodos das 02 (duas) últimas colunas. Deseja-se ter liberdade para abrir e fechar períodos contábeis por empresa. . Empresas criadas e COE: 025010025010010 . >Períodos contábeis >Definir variantes p/períodos de lançamento abertos Atribui a determinada Empresa.. Ajustes feitos pela Administração Central. 14. pois afeta diretamento outros módulos. trabalhar com períodos de ajustes extraordinários (4 períodos). ou seja. porém foram criadas novos intervalos para atenderem as INTERFACES. que será utilizado nos lançamentos contábeis. Possibilita. 081 V081 083 V083 084 V084 085 V085 086 V086 <LY-15/05/00> Esta configuração é necessária para adicionar ou criar uma faixa de numeração para um documento contábil. que equivale ao período legal (12 meses) de acordo com o ano civil. Contas de Fornecedores (sub-módulo AP). Tal configuração deve ser efetuada para todas as empresas do grupo constantes no arquivo anexo. se faz necessário informar o próximo mês ou período que deverá ficar em aberto. Por exemplo: Foi criada uma linha específica para as contas de Clientes (D) Foi criada uma linha específica para as contas de Fornecedores (K) Foi criada uma linha específica para as contas de Materiais (M) Foi criada uma linha específica para as contas de Ativo Fixo (A) Foi criada uma linha específica para as contas de Razão (S) Definir variantes FI p/períodos de lançamen OBBO Abrir e fechar períodos de lançamento FI OB52 Efetua o bloqueio ou desbloqueio para a realização de lançamentos contábeis em uma COE: 025010025010010 .. No projeto foi definido que as variantes deverão ser criadas de acordo com os tipos de contas existentes. deve existir uma variante para cada Empresa. Ajustes fiscas de Imposto de Renda e outros.. Provisões especiais. 15 e 16). É indispensável esta configuração. deverão ser utilizados para contabilização de final de exercío . tais como: Ajustes feitos pela Auditoria. Esta configuração é utilizada para vincular uma variante que Bloqueia e Desbloqueia os períodos contábeis para a realização de lançamentos contábeis para determinada EMPRESA.. >Períodos contábeis >Atribuir empresa a variantes Atribui a uma Empresa uma variante para determinação de períodos contábeis.. Contas de Clientes (sub-módulo AR). Esse período pode ser um mês específico variantes p/períodos de lançamento contabilidade financeira >Doc. Ex. isto significa que PARA CADA EMPRESA CRIADA.Definir Contabilidade financeira >Opções básicas da Empresa num determinado período contábil. >Períodos contábeis >Abrir e fechar períodos de lançamento ou pode ser vários meses. também. e assim sucessivamente. page 10 of 99 .0 f produção. exemplo V081-Variante para a CAP. Assim: Empresa Variante 001 V001 002 V002 003 V003 .

Consolidação. informamos que todos os tipos de documentos deverão estar com os campos abaixo DESMARCADOS: Controle: ( ) inter-sociedade ( ) Entrada soc. não realize lançamentos contábeis antes da efetiva entrada em produção. ALERTA: Para atendimento ao Módulo LC . ambos no quadro "VIEW IMAGES" 2 quadros acima deste.doc >Definir validações para lançamentos 1) Conceito das Regras Esta configuração ativa as validações durante a execução de lançamentos em FI (para todas as empresas). Copiar p/exercício numer. >Cabeç. CUIDADO: As alterações das regras deverá ser efetuada sempre utilizando a transação OB28. ficará marcado. >Interv. de modo a não ter que manter esta configuração até esta data. .xls no quadro "View Images" acima para os detalhes da configuração exata. Desta forma foram criados os seguintes set's: USU-BLOQ-CONTAS NÃO permite que os usuários daquela Unidade (que estão relacionados no SET) façam Aplicação de regras de negócio da companhia e/ou restrições específicas em lançamentos (para evitar erros) são realizadas em tempo de execução dos documentos contábeis. é necessário executar o seguinte programa: Caminho: SE38 > ou SA38 > Programa: Informar RGUGBR00 2) Regra de validação .intervalos FI OBH2 Contabilidade financeira >Opções básicas da Feito a configuração dos intervalos de numeração. Definir tipos de documento FI OBA7 Definir validações para lançamentos FI OB28 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc.Pagto.Equipe FI/AP-AR. Ex: U210 -> procure no índice FORM U210. o campo ( * ) inter sociedades.SPRO Copiar p/empresa numeração intervalos FI OBH1 Feito a configuração dos intervalos de numeração. através desta tem se a facilidade de Deverá estar configurado os intervalos contabilidade financeira >Doc. etc. através desta tem-se a facilidade de Deverá estar configurado os intervalos Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc.Unidades que estão implantando o SAP Esta regra permite bloquear que uma Unidade. Momento 2: As validações ocorrem no item de documento e no momento 3 ao final da transação antes do comando gravar. e por engano ou até mesmo por erro. >Cabeç. Neste caso.numeração copiar os intervalos criados para outras empresas. ATIVAÇÃO DAS REGRAS: Atenção> Para que a uma regra de validação fique ATIVA. Para econtrar determinada USER_EXIT utilize o indice do arquivo. clique na linha e será remetido para a parte do arquivo que documenta o user_exit. 2 e 3. Foi usada esta configuração para uma maior agilidade na criação dos intervalos de numeração para outras empresas. de numeração do TCOE nº doc >Copiar para empresa 025010025015010 Preencher somente os campos: Empresa Origem: 081 Empresa Destino: 083 até 085 EXECUTAR Foram incluidas empresas empresa "x" conforme arquivo anexo no objeto TCOE. que está entrando no SAP e que está vinculada a uma Empresa que já utiliza o SAP. utilize as setas para encontrar os icones dos arquivos ligados (Links). Momento 1: As validações dos dados entrados na tela são consistidos (em tempo de execução da transação) no cabeçalho do documento contábil. Requisições de Compra. Dica: As informações de Sets estão em planinha (*.Bloqueio para lançamentos .numeração copiar os intervalos criados para outros exercícios futuros. Vide o arquivo regras.XLS) e as validações e substituições estão em documentos Word (*.DOC). Estando nele. O que aconte é que a Unidade. Já foram criados os intervalos de numeração até 2010. >Interv. Exemplos: Vincular a divisão a uma empresa Conta de banco associado aos sets de divisão Código de bloqueio obrigatório Centro de Custo obrigatório por tipo de documento Preenchimento do campo Ref. de numeração do TCOE nº doc >Copiar para exercício 025010025015010 Preencher somente os campos: Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. efetuar lançamento contábil. Sendo que as empresas com tarja laranja são empresa "x" e já estão em produção enquanto que as empresas que estão com tarja verde são empresa "x" e estão sendo configuradas. e foram ativadas a utilização nos momentos 1.doc >Definir tipos de documento Foi usada esta configuração para uma maior agilidade na criação dos intervalos de numeração para outros exercícios futuros. tendo em vista que o período page 11 of 99 contábil da Empresa está aberto. A configuração foi executada através do TCOE nº 025020020010010 .parceira A única exceção é o tipo de documento AB. têm que realizar uma série de carga de Pedidos de Compra.

085. 052. 057. com o sinal de " = " na frente. 024. o código deve ser informado. 029. 047. FI OBA4 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. para todos os momentos e substituições. 086. 050. >Item do documento >Controle >Atualizar variantes de status de campo Emite um aviso quando a taxa de câmbio praticada num documento. 003.Contas de receitas (c/centro de lucro) G059 . em nosso projeto configuramos um percentual máximo de desvio de até 10 %. >Cabeç. Definir grupos de tolerância p/funcs..SPRO Definir substituição em documentos de co FI OBBH Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. Empresas do Grupo empresa "x" cadastradas. BSEG-FDTAG = Data administração de tesouraria K . por documento.. terá um código de atribuição. 2 e 3.Contas Custos-C. a regra não será ativada. Para cada texto criado.. >Cabeç.Custo e Ordem Facult.Contas para Interface G023 . 088. valendo o menor deles. Assim. no momento da contabilização nas diversas contas do PCAB. 081. Esta configuração indica quais campos serão considerados obrigatórios...00 e Valor percentual: 1. 2. conforme abaixo: EMPRESAS:001. >Item do documento >Gravar textos para itens de documento O grupo de tolerância define o montante máximo por lançamento.Contas de reconciliação Atualizar variantes de status de campo FI OBVV Define o Grupo de Status Campo (Status de grupo de campos das contas contábeis) que deve ser informado quando da criação da conta contábil nas Empresas. 083. 055.. >Cabeç. 049. Todas as Empresas deverão estar cadastradas. quando da criação de uma conta contábil na Empresa. 005. 058. Gravar textos para itens FI de documento OB56 Esta configuração. atribuição) G004 . Empresas cadastradas. Sendo que no momento 1 as substituições dos dados entrados na tela são consistidos (em tempo de execução da transação) no cabeçalho do documento contábil. 002.0F. do ambiente de produção da versão 3.doc >Definir substituição em documentos de contabilidade Esta configuração ativa as substituições durante a execução de lançamentos em FI (para todas as empresas).substituição no cabeçalho GL .Fornecedor D . 006. Definir regras de modificação de documen FI SPRO Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc.Documento Completo GRAU DE ATIVAÇÃO: 1 ATENÇÃO: Se o grau de ativação estiver em branco. Inicialmente foi copiado a tabela de texto padrão. Entretanto foi necessário incluir as tabelas a seguir para atender o contas a receber e a pagar. 059. 097. 023.substituição na linha (item) FI-GL . foram utilizados os seguintes Grupo Status Campo: G001 .doc >Variação cambial máxima >Definir variação cambial máxima por empresa Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. MOMENTO:1... e foram ativadas a utilização nos momentos 1. 053. 056.Fornecedor D . 025. cria código para texto padrão histórico que é informado no campo TEXTO quando da realização dos lançamentos contábeis. no momento 2 as validações ocorrem no item de documento e no momento 3 ao final da transação antes do comando gravar. 051. 004. No projeto.Geral (com texto.Contas de Custos .doc >Definir regras de modificação de documento Foi analisado e não há nenhum outro campo que possa ser liberado para modificação sem prejudicar a integridade do documento.0%. 098.. 019.. o limite máximo de diferença nos pagamentos e recebimentos. Definiu-se o grupo " " (branco) para as empresas do grupo (Este grupo todos os usuários tem acesso por default) E atribuiu-se os limites: Montante Absoluto: R$10. >Item do documento >Definir grupos de tolerância para funcionários Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. 009. 022.. for diferente da taxa cadastrada para o dia por um percentual superior ao valor aqui configurado.Cliente Definir variação cambial FI máxima por empr OB64 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. Como é apenas uma mensagem de aviso. facultativos ou ocultos.) G020 .... page 12 of 99 . No momento do lançamento. informar o percentual no campo para cada Empresa. Este campo é sempre OBRIGATÓRIO.. G005 ... 021. 016.Cliente BSEG-FDLEV = Nível administração de tesouraria K .Ordem Obrigatória G036 .Contas bancárias (data valor obrigatór. 054.Contas do balanço estoques de materiais G067 . 084. de acordo com a característica de cada conta contábil.. 3 SUBSTITUIÇÃO:FI-GL01 FI-GL02 FI-GL03 DESCRIÇÃO:GL .

SPRO Síntese lançamentos de FI documento: defini O7Z2 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. Centro.de doc. >Determinar estrutura p/código de domicílio fiscal Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Configuração >Configurações p/IVA no Brasil >Lei fiscal IPI Nesta configuração deverá ser criado os textos do IPI que deverão ser impressos na Nota Fiscal O direito fiscal para o IPI é constituído por um código para a situação fiscal e um texto de 4 linhas. Exib. Ambos são gravados na Nota Fiscal.: definir estrutura de linha Possibilitar proposta de exercício FI OB63 Necessário para que o sitema identifique os períodos contábeis com os quais a Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. Cada transação que origine o cálculo de ICMS ou de IPI necessita de um direito fiscal para IPI. o campo não devia ser marcado. IVA Configuração Determinar estrutura p/código de domicíl FI FI FI OBCO Foi alterada a configuração do TAXBRJ para que o código de domicílio fiscal utilize dois caracteres (o código de domicilio fiscal confunde-se com a representação dos estados da união com dois caracteres. As configurações standard do SAP-4. Tipo de documento. Centro de custo. Esta configuração é utilizada quando há necessidade do usuário da contabilidade e/ou de custos. para cada situação do IPI./Modific. podem ser criadas várias estruturas de síntese de documentos de acordo com a necessidade do usuário. Desta forma. a única exceção é ZF Zona Franca). O sistema só procura documentos através do seu nº de documento. podem ser criadas várias estruturas de exibição de documentos contábeis. A princípio esta configuração deverá ser solicitada pelo usuário. nos quais deve entrar a data valor. Na atribuição principal de números de documento independente do ano. a Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc. Deste modo. >Item do documento >Exib. mas também o respetivo exercício. Ordem.de doc. Desta forma. para processamento de documento >Propor data valor Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Configuração Determinar o número de algarismo a ser utilizado para representar o domicílio fiscal.5 foram conservadas. Centro de Lucro. realizar a exibição de um documento contábil ou vários documentos contábeis com todas as partidas individuais de uma determinada conta. na entrada de itens de documento. Em empresas que trabalhem principalmente com números de documento dependentes do ano.: definir estrutura FI O7Z1 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Doc.2000. o campo devia ser marcado. >Item do documento >Síntese lançamentos de documento: definir estrutura de linha Quando um documento está sendo criado. Para as Empresas que utilizam o Módulo de Tesouraria esse campo deverá estar desmarcado. Tipo de Documento. Centro de Custo. Chave de lançamento. Chave de Lançamento. Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Configuração Na linha TAXBRJ preencher a primeira coluna CO com 2.F) as tabela criadas convervando suas situação nesta data 09. Permite criar várias maneiras de exibição das partidas individuais. Texto. >Valores propostos utilização da data do dia como valor proposto. tais como: Montante. conforme abaixo: 10000 Sujeito a IPI 10001 Isento ou não sujeito aIPI 10002 Suspensão de IPI 99999 Sem situação fiscal especial A empresa deverá estar cadastrada Esta configuração é necessária para a entrada da data valor nos documentos contábeis. etc.03. etc. Ordem. Centro de lucro. Para este configuração foram copiadas do processo produtivo (SAP-3. quando houver necessidade da criação de nova telas de exibição. esta configuração permite que o usuário faça uma exibição prévia da contabilização para verificar se todos os campos estão sendo informados corretamente. tais como: Montante. Lei fiscal IPI FI SPRO page 13 of 99 . Utilize o arquivo anexo para atualizar a configuração Propor data valor FI OB68 Provoca./Modific. é proposto não só o último nº de documento processado. >Valores propostos empresa ira trabalhar para processamento de documento >Possibilitar proposta de exercício A empresa deverá estar criada para que Identificação dos períodos contábeis e reinicialização dos documentos contábeis seja ativada a proposta de exercício Controla o fato de o exercício ser proposto nas funções de exibição e de modificação. de acordo com a necessidade do usuário.

5 foram conservadas. não havendo deverá ser criada a correpondente. fornecedor e centro. Código de imposto regional utilizado para determinar taxas de imposto de acordo com as necessidades brasileiras. indicamos as configurações já existentes Região fiscal p/clientes/fornecedores es Definir sede comercial FI SPRO Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Configuração >Configurações p/IVA no Brasil >Região fiscal p/clientes/fornecedores estrangeiros Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Configuração >Opções p/IVA na Coreia do Sul >Definir sede comercial Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Configuração >Opções p/IVA na Coreia do Sul >Atribuir sede comercial Deverá ser configurado para determinar as taxas de impostos em conformidade com a Legislações Brasileiras. Ambos são gravados na Nota Fiscal. As configurações standard do SAP-4. Para o ICMS temos as seguintes configurações 0 1 2 3 4 5 6 7 9 Sujeição a ICMS Sujeição a ICMS e "substituição tributária" Redução da base ICMS com "substituição tributária": isenção ou não sujeito Isento ou não sujeito a ICMS Suspensão do ICMS ICMS já pago através "substituição tributária" Base reduzida com "substituição tributária" Outros/as Para este configuração foram copiadas do processo produtivo (SAP-3. Deverá desta configurada em "Regiões Deverá ser relacionado o País a taxa de imposto praticado conforme Legislação Brasileira. Cada região standard pode ser proveniente de uma ou mais regiões fiscais. O direito fiscal para o ICMS é constituído por um código para a situação fiscal e um texto de 4 linhas. temos de criar os textos que são solicitados na emissão de determinadas Notas Fiscais. FI SPRO Atribuir sede comercial FI SPRO page 14 of 99 . Fiscais".F) as tabela criadas convervando suas situação nesta data 09. Regiões fiscais FI SPRO Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Configuração >Configurações p/IVA no Brasil >Regiões fiscais Standard do SAP. o código que queremos atribuir.2000.03. A região de atribuição <-> Região fiscal é utilizada para determinar o código de domicílio fiscal em files de dados cadastrais para cliente. Na View acima. dependendo de cada região. Cada transação que origine o cálculo de ICMS ou de IPI necessita de um direito fiscal para ICMS.SPRO Lei fiscal ICMS FI SPRO Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Configuração >Configurações p/IVA no Brasil >Lei fiscal ICMS Assim como no IPI.

00. Desativar . ZI .Revenda: material importado ICMS + IPI / Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA I3.330 e 340 com base 100.Ativo entrada: ICMS + Compl. Desativar demais linhas. Desativar Criado com cópia é IVA CF.00.Ativo entrada: sem imposto/ Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA C0 e linha nível 210 ativa (sem base). Desativar demais linhas. Z8 . Determinar montante base Modificar conversão de moeda ICMS (normal) FI OB69 Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Cálculo >Determinar montante base FI SPRO FI SPRO Z9 . Desativar demais linhas. linhas que aa contabilizações automaticas dos imposto geradaslinhas. ZF . no cadastro do fornecedor não severá ser flegado a opção de globais >Definir motivos de isenção retenção. demais por MM. page 15 of 99 ZJ .Recebedor = Selecione a sigla do estado de destino ZD . receberá os registros contábeis automaticamente pela movimentações efetuadas. linhas 350 e 360 ativas (sem base).00.Consumo entrada: ICMS + S.00. conversão de moeda ZA . >Definir contas de imposto Definir contas de imposto Definir códigos oficiais IRF FI OB40 Para cada código de IVA configurado no sistema.Revenda: ICMS / Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA I1. Desativar demais linhas.00. + IPI / Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA C4.T. globais >Definir códigos oficiais IRF ZH .Consumo entrada: ICMS + S. apesar de não ser necessário. linhas nivel 310 e 340 com base 100. linha nivel 230 com base 100.00.País = Selecionedo siglaC3. Z1 . Z6 .da validade dessa condição .Ativo entrada: ICMS (S. linha nivel 230 com base 100. linha nivel 230 com base 100.Emissor = Selecione a sigla do estado de origem imposto >ICMS (normal) .Entrega Futura: Compras I/R ICMS / Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA I3.00. de Frete) / Tipo imposto: V Esta configuração donecessária paranivel 250 e 270 com base 100. foi atribuida uma conta contábil que. + IPI / Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA C4. linha nivel 330 com base 100. Frete = Indique a alíquota do ICMS do frete .Ativo entrada: ICMS + Compl. Desativar demais linhas.00. Z7 . Z3 .(negativa). Z4 . Desativar demais linhas.520 eoperação base 100.SPRO Definir código IVA FI FTXP Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Cálculo >Definir código IVA Use esse roteiro para criar códigos de IVA.Output SD tax: ICMS/IPI/Sub. para cálculo de impostos no Brasil >Taxas de . Desativar demais linhas. esta codificação é de hambito Nacional.Revenda: ICMS s/ direito a recuperação / Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA I1. ICMS + IPI / Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA C3. linhas nivel 330 e 340 com base 100. Tributária / Tipo imposto:V Criado com cópia do IVA C4. linha nivel 310 ativa (sem base). FI SPRO Definir motivos de isenção FI SPRO Nesta configuração deverá ser relacionado os códigos Oficiais de V Contabilidade financeira >Opções básicas da ZG .T. linha nivel 310 ativa (sem base) e desativar demais bases. linha nivel 230 com base 100.00. Desativar demais linhas. Desativar demais linhas.Ativo entrada: só ICMS/ Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA C1. linha nivel 270 com base 100.Vál. Z2 .T. Desativar demais (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Opções linhas. linha nivel 270 com base 100.Consumo entrada: Sub.T.00.Taxa com cópia = IVA SD.00. Desativar demais linhas. Desativar demais linhas. país (BR) 310 e 330 com base 100. alíquota do ICMS da 530 com demais sob.Entrega Futura: só ICMS (Nota Fiscal/Pedido) / Tipo imposto:retenção do IR da Secretaria da Fazenda contabilidade financeira >Imposto retido na fonte Criado com cópia do IVA K1.Future delivery purchasing I/R (Comércio) / Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA K6.Trib.00.Ativo entrada: ICMS Contabilidade financeira >Opções básicas da Completar os campos: + IPI (sem Compl. / Tipo códigos de isenção de retenção de impostos Contabilidade financeira >Opções básicas da Nesta configuração servirá para definir os imposto:V contabilidade financeira >Imposto retido na fonte Criadoas receitas e serviços prestados.ICMS linhas ZE . linha nivel 330 com base Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Cálculo >Modificar 100. linha nivel 230 com base 100. Desativar demais linhas. Os códigos de retenção estão diretamente relacionados aos tipos de receitas e serviços prestados de acordo com codificação oficial emitida pela Secretaria da Fazenda. ICMS) / Tipo imposto:V Criado com cópia a IVA do linhas nivel contabilidade financeira >IVA >Cálculo >Opções . Desativar demais linhas.tenham sua contabilização automaticamente registrada em FI/GL Cadastrar alíquotas de ICMS normal no sistema ICMS (exceções) FI SPRO Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Cálculo >Opções para cálculo de impostos no Brasil >Taxas de imposto >ICMS (exceções) Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >IVA >Lançto.00. ICMS/ Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA C3.00.Consumo entrada: S. de acordo com a natureza do imposto. linha nivel 350 com base 100. linhas nivel 310. linha nivel 360 com base 100. IVA são criados para atender diversas variantes fiscais.00.00. linha nivel 340 com base 100. pois se não sobre com cópia do IVA C4.00.0 a configuração efetuada e replicada para esta. linha 310 com base 100. Desativar . linhas nivel 210 e 270 ativas (sem base). Foi verificado na versão 3. linhas nivel 210 e 230 com base 100.00. Desde = Indique a data do início CDD / Tipo imposto: A Criado de imposto doIndique alinhas nivel 510.00.Ativo entrada: só ICMS (sem Compl. (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Opções haverá retenção. ICMS) / Tipo imposto: V Criado com cópia do IVA C3. Criar os seguintes IVAs: Z0 .00. Z5 .

Todas as combinações de empresa / código de impostos foram definidas com a regra 1. (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Opções globais >Verificar classes IRF Nesta configuração dos impostos retido na fonte deverá ser informado as formas de Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Imposto retido na fonte reteção do imposto. Definir códigos IRF FI SPRO Nesta configuração deveremos para cada categoria de IRF atribuir um o varios códigos Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Imposto retido na fonte de IRF. calculada esta retenção. relativo a Definir categoria IRF: lançamento no momento do pagamento. O programa faz: Divide 55. ISS). acumulativo. / 10 = 5. Exemplo: Se for entrado um valor de 10 nesta configuração. 3 . Atribuir empresa a plano FI de contas OB62 Estes passos do IMG não foram utilizados pois existe 4 maneiras diferentes de se criar um plano de contas pelo IMG e a opção adotada pelo Projeto foi a mais completa: "Manualmente de dois níveis (alternativa 4)". (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Cálculo >Código do imposto de retenção na fonte (IRF) >Definir códigos IRF Devido os varios percentuais que temos para cada tipo de impostos (IRF. Deverá ser atribuida as categorias de imposto e seus códigos contrapartidas de lançamento da conta de razão (despesas) para aquelas que não serão deduzidas do valor a ser pago aos fornecedores. etc.55 Multiplica por 10: 55. Os códigos de retenção deverão já estar Nesta configuração iremos informar ao sistema como quando e de que forma deverá ser criados. com diversos percentuais de retenção para cada IRF.50 Normalmente as configurações standard do SAP não são suficientes para configurar os Impostos brasileiros. page 16 of 99 .pessoa física com 02 dependentes.55555.0 para atender os aspectos fiscais e legais da legislação Brasileira. neste caso deveremos inclui-las. ou seja aqueles que teriam uma (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Cálculo tabela propria para calculo da retenção. INSS. etc.. Definir categoria IRF: lançamento na ent FI SPRO Gravar regra de arredondamento p/ctg. tais como: . (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Cálculo >Categoria de imposto retido na fonte >Definir categoria IRF: lançamento na entrada da fatura Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Imposto retido na fonte (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Cálculo >Categoria de imposto retido na fonte >Gravar regra de arredondamento p/ctg.pessoa física com 01 dependente. deverão estar cadastrada. Atribuir categorias de IRF a empresas FI SPRO Todas as Empresas e tipos de impostos Necessária para permitir que as Empresas do Grupo possam se utilizar das configurações criados.IRF FI SPRO Verificar TCOE n.SPRO Verificar classes IRF FI SPRO Nesta configuração deveremos verificar as configurações existentes e incluir aquelas Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Imposto retido na fonte desejadas.Valor de descontos por dependentes... efetuadas nas retenções legais de acordo com os impostos criados. a regra adotada é a primeira: Arredondar IRF e o valor calculado é uma dizima: 55. etc. ou seja. Tipos de IR configurados com formula de Necessáro para que os tipos de documentos setados com "formula de IR" tenham uma IR para retenção TCOE tabela de IR oficial da secretaria da receita federal para calculo de retenção. Por exemplo: IRF para pessoa física (CPF): 1 . despesas da empresa.5555. (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Empresa >Atribuir categorias de IRF a empresas Gravar montantes mínimos/máximos para có FI SPRO Completar as informação das tabela de IRF. 025010035015015010015. Neste caso utilizamos tambem as configurações constantes da versão 3. conta a debito e conta a credito. >Código do imposto de retenção na fonte (IRF) >Definir tipos de cálculo Para esta configuração deveremos verificar quais imposto criados que tenham limites Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Imposto retido na fonte míninos de recolhimento ou mesmos aqueles de tenham abatimentos ou deduções (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Cálculo >Montantes mínimos e máximos >Gravar montantes mínimos/máximos para código IRF Nesta configuração será utilizada para criar uma relação entre o tipo de retenção de Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Imposto retido na fonte imposto criada e as empresas do Grupo. Definir contas p/lançamento contrapartid FI Nesta configuração deveremos atribuir contas de contrapartida dos impostos retidos na fonte. 2 . É dependente da Regra de arredondamento selecionada no COE indicado como pre-requisito.pessoa física (solteiro)..50 O valor calculado para IRF é então: 55. às quais será permitida que efetue estas retenções.5555555. As contabilizações das retenções automáticas dos IRF's só ocorrerão se as contas contabeis estiverem ligadas as categorias e aos códigos de impostos criados.. Definir contas para IRF a pagar FI OBWW Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Imposto retido na fonte (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Lançamento >Contas para imposto retido na fonte >Definir contas para IRF a pagar OBWU Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Imposto retido na fonte (IRF) >Imposto retido na fonte ampliado >Lançamento >Contas para imposto retido na fonte >Definir contas p/lançamento contrapartida IRF (grossing up) Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas. 025010035015015015010 Definir tipos de cálculo FI SPRO Nesta configuração deveremos atribuir a aqueles tipos de impostos que foram setados Contabilidade financeira >Opções básicas da contabilidade financeira >Imposto retido na fonte na configuração anterior como " x Formula de IR ". devermos efetuar esta configuração com base nos já existentes na versão 3. Trunca em duas casas decimais (centavos): 5. INSS.Valor mínimo para retenção e recolhimento do IRRF .Razão >Dados mestre >Criação das contas do Razão >Manualmente/automaticamente de um nível (alternativa 3) >Atribuir empresa a plano de contas Esta configuração é importante para que as contabilizações sejam efetuadas na contas Todos os imposto e contas contabeis do razão onde deverão ser rcolhidos os impostos.IRF A "regra de arredondamento" entrada aqui nada mais é do que determinar em que casa decimal deve ser truncado o imposto calculado.0. periodicidade.. para não truncar os centavos.

Determina o Plano de Contas Corporativo .Razão >Dados mestre >Criação das contas do Razão >Manualmente de dois níveis (alternativa 4) >Atribuir empresa a plano de contas Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas. e os 04 dígitos seguintes identificam as contas analíticas de 2º grau.Contas de Resultado/Despesas VEND .. 050.. Foram definidos os seguintes grupos de contas: BALA . Ter criado o Plano de Contas PCAB e as O plano de contas PCAB criado pela equipe do projeto foi atribuído as empresas conforme empresas arquivo acima vinculado. para uma determinada Empresa. deverão ser criadas para as empresas do grupo. 056. 004.. caso a mesma necessite da conta.Ag. 024.. Exemplo: 1110 . Txt.. 049. Conta de balanço: Se setado. 006. As contas serão criadas na EG (sistema Entidade Global) e através de interface serão criadas no SAP. o código a ser utilizado no plano de contas é o PCAB.Razão >Dados mestre >Criação das contas do Razão >Manualmente de dois níveis (alternativa 4) >Criar conta do Razão no plano de contas Modelo do Plano de contas.Banco BCN . >Ctas.Desp. É importante criar pelo menos uma conta antes de atribuir o próprio plano de contas como Plano de Contas Corporativo. Balanço e Razão. pois a partir do momento que este campo é preenchido o campo Número Conta Grupo é obrigatório no cadastro de uma nova conta contábil e é verificado se o valor entrado existe no Plano de Contas Corporativo. quando do cadastramento de uma conta contábil em diretório do Plano de Contas. Num primeiro momento as contas são criadas na estrutura do plano PCAB. Em seguida as contas devem ser cadastradas para determinada empresa. Conta de receita: Quando marcada com X. Atribuir empresa a plano FI de contas OB62 Definir estrutura da tela por grupo de c FI OBD4 Plano de Contas (PCAB) cadastrado no Os Grupos de Contas são necessários para identificar quais os campos serão obrigatórios. 081. 025.Planejamento (estas contas são necessárias somente para orçamento e não serão contabilizadas) Criar conta do Razão no FI plano de contas FSP1 Contabilidade financeira >Contabilidade geral Cria uma codificação de uma conta contábil para um determinado plano de contas.Contas de Bancos MAT . 002. com O plano de contas que deverá ser utilizado pela Empresas é o = PCAB. facultativos e ocultos. 1 = Contas de Ativo 2 = Contas do Pasivo 3 = Contas de Resultado (receitas e despesas). aprovados.. 083.usado na consolidação. deverá estar cadastrado. ... 021. descr. O plano de contas é definido em 02 (dois) níveis: Geral e Empresa e o campo grupo de contas é um campo obrigatório no nível geral. A codificação das contas será de 08 (oito) dígitos.Razão) Vincula o código de uma plano de contas a determinada Empresa (s).Razão >Dados mestre >Criação das contas do Razão >Manualmente de dois níveis (alternativa 4) >Definir estrutura da tela por grupo de contas (ctas. Esse texto aparece quando o documento contábil (lançamento) é consultado através das telas do sistema.Bancos c/Movimento 0001 .Contas de Vendas/CPV DVBZ .Razão >Dados mestre >Criação das contas determinadas Empresas. Conta Razão = É a nomenclatura da Conta utilizada no Diário. nível de Empresa. 085 e 088.. page 17 of 99 . 027. 052...Contas Razão Geral/Balanço BANK . Preencher a coluna PlanoCtas com PCAB para as empresas: 001. a conta será encerrada contra Lucros/Prejuízos Acumulados quando do encerramento do exercício social. 022.. é para definir o intervalo de numeração das contas que se enquadrarão no Grupo. No Projeto. a conta é do grupo de RESULTADO. 021.. Outra função do Grupo de Contas. pertence ao grupo de balamço (Ativo e Passivo).. 003. 023.Contas de Clientes/Fornecedores RESU .SPRO Atualizar diretório de plano de contas FI OB13 Efetua o cadastramento do código do plano de contas que será utilizado por Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas.. (.. 055. 047. 009..Razão >Dados mestre >Criação das contas do Razão >Manualmente de dois níveis (alternativa 4) >Criar conta do Razão na empresa Código do Plano de contas (PCAB). 029.. indica que a conta é patrimonial. O plano de contas corporativo também foi definido como PCAB. >Ctas. 054..Contas de Estoques RECN . Criar conta do Razão na FI empresa FSS1 Contabilidade financeira >Contabilidade geral Cria uma conta do plano de contas PCAB. A conta pode ser criada tomando-se por base uma conta modelo existente do mesmo grupo ou característica. ou seja. VBZ ..... 016.C/C. do Razão >Manualmente de dois níveis (alternativa 4) >Atualizar diretório de plano de contas Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas.) Texto Breve = Deve ser informado o texto breve da conta. 057. codificação e nomenclatura.. As contas do plano de contas PCAB. 084. 005. O código da Empresa deverá estar criado. 9 = Contas para classe de custo secundária e contas para planejamento de OBZ = Utilizadas em CO Os 04 (quatro) primeiros dígitos identificam as contas de 1º grau.

>processamento de partidas em aberto >Definir estrutura de linha Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas. tanto na Empresa quanto no Plano de Contas. Definir estrutura de linha FI O7Z3 A estrutura de linha é utilizada para examinar as partidas individuais dos registros e documentos contábeis criados numa determinada conta contábil. a conta deverá ser Bloqueada para Lançamentos Contábeis. >Exibir partidas individuais >Selecionar campos adicionais Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas.Razão >Partida indiv. visando facilitar a consulta e exibição das partidas individuais.0 do SAP. Incluir na tabela standard do SAP. Permite a criação de grupos. visando maior detalhe para o usuáiro. Em seguida. Normalmente numa estrutura de linha são utilizados os seguintes campos: Data de lançamento Chave de lançamento Montante Atribuição Centro de Custo Ordem Centro de Lucro Centro Texto Normalmente.0 do SAP. quando ocorrer que a mesma já tenha sido movimentada anteriormente. dos códigos de Clientes e Fornecedores. já conter registros. Neste caso. ou grupo de empresas. conta de cliente ou conta de fornecedor. a conta só deverá ser Bloqueada. Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas. as configurações standard nas estruturas de linha. clientes e fornecedores. Eliminar PlContas FI OBY8 Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas. de todas as empresas. >Exibir partidas individuais >Definir estrutura de linha Elimina o plano de contas cadastrado no sistema. cliente ou fornecedor. conta de cliente e conta de fornecedor. Antes de eliminar uma conta contábil. clientes e fornecedores. Com relação a conta de razão.Razão >Partida indiv. bem como. ATENÇÃO: Não é possível eliminar uma conta de razão.Razão >Partida indiv. conforme acima. cada grupo de contas. ou seja. No sistema SAP.Razão >Partida indiv. tomando-se pôr base a configuração já utilizada na versão 3.Razão >Dados mestre >Eliminar >Eliminar PlContas Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas. primeiramente deve-se eliminar na Empresa. há possibilidades de selecionar alguns campos adicionais nesta transação. >processamento de partidas em aberto >Selecionar campos de seleção Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas. ou seja. >Exibir partidas individuais >Atualizar lista de trabalho p/exibição de partidas individ. facilitando assim um detalhe a mais das partidas individuais. Plano de contas passa a não ser mais utilizado. outros "Parametros de seleção" Neste projeto constatamos que adicionaremos alguns campos adicionais para exibição das partidas individuais de contas de razão.Razão >Partida indiv. Esta configuração permite exibir de forma consolidada. Para estes casos pode-se montar uma estrutura específica que solucione o problema. Podem ser criadas várias estruturas de linha de acordo com a necessidade do usuário. Selecionar campos de seleção FI O7F1 Esta configuração foi efetuada. Neste projeto. a conta deverá ser marcada para Eliminação. page 18 of 99 .SPRO Eliminar conta Razão FI OBR2 Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas. foi necessário a criação das seguintes listas de trabalho: FI OB55 Definir estrutura de linha FI O7Z4 Esta configuração foi efetuada. por exemplo RECEITAS. tomando-se pôr base a configuração já utilizada na versão 3. o saldo das contas contábeis (todas ou apenas um grupo).0 do SAP. >processamento de partidas em aberto >Selecionar campos de pesquisa Quando da exibição partidas individuais de contas de razão.Razão >Partida indiv.Razão >Dados mestre >Eliminar >Eliminar conta Razão Elimina conta de razão. tomando-se pôr base a configuração já utilizada na versão 3. Selecionar campos adicionais Atualizar lista de trabalho p/exibição d FI O7F8 Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Ctas. e em seguida no Plano de Contas PCAB. não fornece informações que em alguns casos são necessárisas. Selecionar campos de pesquisa FI O7F3 Esta tranção atualizar a configuração dos campos standard do SAP. incluindo campos que não constam do standard Esta configuração foi efetuada. devem ter estruturas de linha específicas.

0001 .Lucros (Prejuízos) Acumulados Ter a conta criada no Plano de contas (PCAB). bem como. todas as contas de reconciliação de Clientes e Fornecedores. CONTA ESPECÍFICA CRIADA NO PLANO DE CONTAS (PCAB). ou seja. Se essa estrutura de linha for necessária como padrão. deve-se usar a transação "FB00" . para o Contas a Pagar e Receber Sendo: 1 . Levantamento das contas existentes: Entrar na transação SE16. todas as contas contábeis administradas por Partida em Aberto (PA).Estorno de Pagamento Escritural 2 . fornecedor e razão. foi criada a seguinte a conta: 2510.SPRO Definir contas para diferenças de câmbio FI OB09 Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Transações contábeis >Compensação de partidas em aberto >Definir contas para diferenças de câmbio Deverão ser informadas nesta transação. Denominação Conta transitória Contas de ajuste das ctas. Essa transação atribui o código de estruturas de linha que deverá aparecer na tela de processamento de PA.grupo 1112. que permitem uma compensação automática. sem divisão ou em divisões diferentes. Contas de reconciliação criadas. Caso deseja-se configurar o sistema para tornar essa estrutura de linha no processamento PA padrão para o Grupo.diferença câmbio Contas de ajuste de outras Ctas. deverão ser informadas também. Executar. seja mencionado o motivo do mesmo. Assim. para cliente. Contabilidade financeira >Contabilidade geral (EM/EF).contas x x x x x x Gravar contas pata débito posterior FI OBXM Definir estruturas de balanço/L&P FI OB58 Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Transações contábeis >Encerramento >Documentar >Definir estruturas de balanço/L&P Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Transações contábeis >Encerramento >Transportar >Denominar conta de resultado transportado Ao final do exercício contábil.reconciliação Contas de ajuste para contas de imposto Contas de ajuste para contas de desconto Ctas. e assim contabiliza internamente em moeda forte (dólar). Foi efetuado a configuração através do TCOE nº 025020020020010035 Equipe FI/AP-AR Verificar ou processar opções p/processm FI O7L7 Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Transações contábeis >Compensação de partidas em aberto >Verificar ou processar opções p/processmto. então dentro da própria transação O7L7 clicar no botão "SELECIONAR ESTRUTURA STANDARD DE LINHAS" (demonstrado no TSCN lincado).de ajuste p/ctas. o sistema verifica que há uma diferença de câmbio entre essas duas datas. Para este procedimento deverá-se rodar um programa no sistema. de estorno Existem algumas configurações definidas no standard. com os campos que se desejar.Estorno Interface Gravar contas para compensação EM/EF FI OBYP Esta configuração é para ajustar as contas transitórias de Estoque ( EM/EF) e Serviços AS CONTAS DE "EM/EF" DEVERÃO Necessária para compensar automaticamente a conta de EM/EF de materiais e serviços. Foi criado duas configurações devido a necessidade de um maior controle e acompanhamento. como por exemplo as contas de Banco Entradas . Esta transação é utilizada quando o usuário efetua uma compensação de partidas. Atençâo: Se a conta não estiver cadastrada nesta transação o usuário não consegue realizar a compensação. Neste caso. para o operacional dia a dia. mas essa configuração só irá existir na tela dos parâmetros do usuário de quem definiu essa transação como padrão (demonstrado no TSCN lincado). FI SPRO Esta configuração permite que quando efetuado um lançamento de estorno em contas Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Transações contábeis >Estorno >Definir motivos contábeis.de part. Denominar conta de resultado transportad FI OB53 page 19 of 99 . ESTAR DEFINIDAS PARA O PLANO DE apropriando automaticamente o saldo remanescente no final do mes. Esta configuração é necessaria para balanceamento do balanço por Divisão. e transportar os saldos para uma conta de razão específica de Balanço. Ajuste de Business Area. quando de lançamentos. define a conta. Preparativos para compensação automática Definir motivos de estorno FI OB74 Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Transações contábeis >Compensação de partidas em aberto >Preparativos para compensação automática Criar um meio de amarração das partidas em aberto. de um documento que foi criado numa data em contrapartida a um outro documento de data diferente.grupo 1111 e Banco Saídas . >Transações contábeis >Encerramento CONTAS (PCAB) >Reclassificar >Gravar contas para compensação EM/EF Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Transações contábeis >Encerramento >Reclassificar >Gravar contas pata débito posterior Descreve a operação ou o grupo de operações para as quais podem ser criados lançamentos automáticos.em aberto Definir campos para estrutura de linha que se deseja atribuir para a tela de processamento de PA. Esta configuração.Razão x Operação GA0 GA1 GA2 GA3 GA4 GA5 Determ. é necessário encerrar todas as contas de resultado (Grupo contábil 3). Contas de partidas em aberto criadas. Configurar a apresentação da tela de processamento de PA. informar a tabela SKB1. em seguida entrar em opções e selecionar as colunas desejadas.

Outros C006-Clientes .Revenda RV C002 Cliente . C091 Clientes .. não tenha sido preenchido. cada uma apontando um Centro de Custo.PDV PD C003 Clientes . partidas. pois os que não contiverem o item não se apresentará na lista. Atribuir intervalos de numeração a grupo FI OBAR Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Contas de clientes >Dados mestre >Preparativos para criação de dados mestre de clientes >Atribuir intervalos de numeração a grupos de contas clientes Associar o Grupo de Contas de Clientes com o Intervalo de Numeração (definido interno ou externo) que será utilizado como código no cadastro do cliente. mesmo que isto implique em ter partidas separadas: Centro de Custo Centro de Lucro Definir grupo de contas com estrutura de FI OBD2 Grupo de Clientes define por tipo de cliente o cadastro dos mesmos.Fornecedores Diminuir o número de lançamentos gerados. No nosso caso criamos através da transação OBD2.Unidade/Grupo C002-Clientes . clientes. para que as partidas possam aparecer na lista de trabalho a ser gerada. item de modificar no cadastro de clientes/fornecedores e atribuir a palavra GERAL. os grupos: C001-Clientes .Revenda C003-Clientes .Transportadoras C091-Clientes . Configurações realizadas: Atualizar lista de trabalho FI OB55 Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Contas de clientes >Partida indiv.Unidade/Grupo C002-Clientes .Unidade/Grupo EG C006 Clientes . no caso criamos os grupos abaixo: Transação .Clientes . Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Contas de clientes >Dados mestre >Preparativos para criação de dados mestre de clientes >Definir grupo de contas com estrutura de tela (clientes) Separar no cadastro por Grupo de Contas de Clientes.Contingência C090-Clientes .Exportação C005-Clientes .PDV C004-Clientes .Outros C006-Clientes .Clientes de CDD C007-Clientes . 2. se vários itens de um documento de SD gerariam diversos lançamentos na mesma conta é possível fazer com que estes lançamentos sejam totalizados num só.Transportadoras C091-Clientes .Clientes de CDD CD C005 Clientes .Exportação EX C090 Clientes . como códigos de identificação para lançamentos na contas dos Clientes.Revenda C003-Clientes .Contingência C090-Clientes . Ex:. Para cada Grupo de Contas de Clientes teremos intervalos de numeração diferentes.Transportadoras TR Através desta configuração cria-se um item para emitir através da lista de trabalho No campo Grupo Empresas no cadastro Gerar informação de partidas em aberto ou compensadas através da lista de trabalho. >Comprimir documentos para vendas e distribuição Através desta configuração pode-se determinar que os lançamentos em um documentos gerados em outros módulos sejam sumarizados. reduzindo o número de lançamentos contabilizados.Fornecedores Nesta tela deve-se associar o código de intervalo de numeração criado com o Grupo de contas de clientes. isto é.PDV C004-Clientes . Nesta configuração são informados os campos usados para os quais se deseja ter a totalização.OBD2 C001-Clientes . obrigatóriamente a palavra GERAL. Estar criado o Grupo de Contas de Clientes ( transação OBD2).Contingência CN C008 Clientes . Deve-se conter esse item em todos os clientes e fornecedores que forem Caso ocorrer lançamentos e o campo cadastrados. entrar no Criamos como item a palavra GERAL.Unidade/Grupo = EG 1. Foram considerados chaves. Estar associado o Intervalo de numeração no Grupo de contas de Clientes (transação XDN1) Esse intervalo de numeração servirá de código de cadastro do cliente.Clientes de CDD C007-Clientes .SPRO Comprimir documentos para vendas e distr FI OBCY Contabilidade financeira >Contabilidade geral >Transações contábeis >Integração >Vend+Dis. Divisão. >Exibir partidas individuais de clientes >Atualizar lista de trabalho C001 Clientes . Centro de Lucro. Unidade/Grupo-Revenda-PDVExportação-Outros-CDD-Contingência-Transportadoras-Fornecedores Criar intervalos de numeração para conta FI XDN1 Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Contas de clientes >Dados mestre >Preparativos para criação de dados mestre de clientes >Criar intervalos de numeração para contas de clientes Criação de espaço numérico de/até que servirão após serem associados aos grupos de Deve estar criado Grupo de Contas de contas de clientes.C001 . Exemplo: Centro de Custo.Outros OU C007 Clientes . page 20 of 99 .Exportação C005-Clientes . campos para os quais é importante ter detalhe em FI. Para isso é necessário que no cadastro do cliente/fornecedores contenha no campo antes que venha ocorrer qualquer Grupo Empresas o código do item criado para que esse possa gerar a lista das lançamento para o mesmo. Neste caso ainda que num mesmo documento sejam geradas contabilizações para a mesma conta se o centro de custo for diferente então partidas distintas serão geradas. Necessita definir Grupos de Contas de Clientes.do cliente/fornecedor deverá conter Editadas). tanto para cliente quanto para fornecedor. Isto é. Pré.Fornecedores FO partidas em aberto ou compensadas das contas de clientes ou fornecedores (RzE.

Razão Especial. Razão.. Atribuição do código no cadastro de fornecedores através desse intervalo de numeração.F001 Intervalo de numeração definido . Porém.. etc) >Partida indiv. Através deste código "numérico" identifica se o lançamento contábil será a Débito ou Crédito. exibição de Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Contas de fornecedores compras. (Exemplo: tipo de documento KZ = saída de pagamento a fornecedor) 2. Razão. Definição do documento para criação do lançamento contábil.Definir tipo de documento. Manteve-se o standard do SAP. Clientes. Verificar ou processar opções de documen FI O7L1 page 21 of 99 . grupo de fornecedores de matéria-prima.. (COE.Definir Chave de Lançamento. Essa configuração é necessária para que através do tipo do documento possa identificar o lançamento contábil que está sendo gerado no sistema.Partidas em abeta ou cadastro de fornecedores/clientes deverá obrigatóriamente conter a palavra compensada. Definir grupos de campos para dados mest FI OBAT Um grupo de campos é necessário para bloquear autorização para modificar dados Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Contas de fornecedores gerais fornecedor.Definição prévia das visões de grupos de contas de fornecedores que deverão ser criados. Atribuir intervalos de numeração a grupo FI OBAS Contabilidade financeira >Contabilidade de Atribuição de intervalos de numeração a grupos de contas de fornecedores clientes e fornecedores >Contas de fornecedores >Dados mestre >Preparativos para criação de dados mestre de fornecedores >Atribuir intervalos de numeração a grupos de contas (forn. conforme caminho abaixo: Contabilidade financeira > Contabilidade Clientes e Fornecedores > Contas Fornecedores > Dados Mestre > Preparatório para modificar os campos mestre de fornecedores > Agrupar os campos dos dados mestre de fornecedores Atualizar lista de trabalho FI OB55 Criar listas de trabalhos para pesquisas de determinados grupos de Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Contas de fornecedores fornecedores/clientes. Criar intervalos de numeração para conta FI XKN1 Faixas de razão precisam ser criadas para as contas de fornecedores.. Estas faixas serão os intervalos de numeração a partir dos quais o número da conta do fornecedor é selecionado...2.) Antes de atribuir intervalo de numeração a grupos de contas de fornecedores. que é o código atribuído com a tarefa que está sendo efetuada dentro do sistema por ocasião do documento contábil.Partidas em aberto ou Compensadas. foram feitas modificações na nomenclatura de 03 chaves de lançamento do standard do SAP e criadas Novas Entradas de tipos de Documento para uso exclusivo INTERFACE. Imobilizado. >Dados mestre >Preparativos para criação de dados mestre de fornecedores >Definir estrutura de tela por atividade (fornecedores) Contabilidade financeira >Contabilidade de Este roteiro irá definir os passos necessários para criar as faixas de numeração das clientes e fornecedores >Contas de fornecedores contas de fornecedores. >Dados mestre >Preparativos para criação de dados mestre de fornecedores >Criar intervalos de numeração para contas de fornecedores 1-Definir os intervalos de numeração 2-Definir se o controle do intervalo de numeração será interno (sistema controla) ou externo (usuário controla) Não permitir acesso à tela de coordenadas bancárias quando da criação de fornecedores por MM. o sistema estará definindo automaticamente o número do fornecedor que está sendo cadastrado. .SPRO Definir grupo de contas com estrutura de FI OBD3 Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Contas de fornecedores >Dados mestre >Preparativos para criação de dados mestre de fornecedores >Definir grupo de contas com estrutura de tela (fornecedores) Deverá estar definido juntamente com o módulo MM quais os grupos de fornecedores 1.Fornecedores-Pessoa Jurídica OBSERVAÇÃO: Foram criados os grupos de contas. >Dados mestre >Preparativos para modificar os dados mestre de fornecedores >Definir grupos de campos para dados mestre de fornecedores Após a criação do grupo há necessidade Bloquear autorização para modificar dados básicos fornecedor de agrupar. inclusive aqui se define se será usado para Fornecedores.) Definição campos de preenchimento obrigatórios diferenciados de acordo com os diversos grupos criados. desde que dentro do intervalo acima definido e que não haja duplicidade de numeração. -Caso contrário. porém a atualização do STATUS DE CAMPO será configurado pela equipe MM utilizando-se de transação própria. No campo "Grupo empresas" do Ex. Clientes. Definir estrutura de tela por atividade FI OB23 Definição de visualização de campos das telas de criação. no cadastro do fornecedor o número será determinado automaticamente. deverá ser definido o grupo de contas de fornecedores (Transação OBD3) e criado o intervalo de numeração (Transação XKN1). dentro do intervalo definido acima. "GERAL" 1. Definir intervalos de numeração a grupos de contas para controle do código de cadastro de fornecedores. Por exemplo: No grupo de fornecedores pessoa jurídica. 1.Se o ícone "Ext" não estiver acessado.. modificação. Criar listas de trabalho para pesquisas de determinados grupos de fornecedores/clientes.. se o ícone estiver acessado. Exemplo: Se for definido que para o grupo de contas de fornecedores de pessoa jurídica (F001) o intervalo de numeração é o "05". razão especial. etc. Ex.de 0000400000 até 0000499999 . Exemplo: Grupo de contas . etc. estou dizendo que o número do cadastro desse fornecedor será qualquer número que estiver entre o 0000400000 até 0000499999. já no grupo de fornecedores de pessoa física esse campo seria o CPF. >processamento de partidas em aberto >Atualizar lista de trabalho Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Entrada de fatura/entrada de nota de crédito >Verificar ou processar opções de documento 1... ativo fixo.. na tela o campo de preenchimento do CNPJ será obrigatório. Exemplo: F001 .. Nesta mesma transação definese tipos de documentos e chave de lançamentos para: Fornecedores...

Nas partidas em aberto: fornecedores. Estar definidas as contas onde serão lançadas os valores de diferenças. desde que atribuída nessa mesma transação na configuração "SELECIONAR ESTRUTURA STANDARD DE LINHAS". Para automatizar a contabilização nas diferenças geradas nos títulos recebidos e ou pagos (clientes/fornecedores). Efetuar ou verificar opções p/processmto FI O7L7 Instalação do programa FI de pagamento FBZP Contabilidade financeira >Contabilidade de Definir meios de pagamento. Deve ser definido para cada Company Code Exemplo de diferenças de pagamento: Pagamento efetuado com atraso=Juros Negativos.Banco. Pagamento de juros no atraso de títulos a pagar (fornecedores). razão a-) Realizadas: cálculo no ato da liquidação (compensação) da partida em aberto b-) Não Realizadas: cálculo do saldo remanescente no final do mês (estorno no 1º dia do mês seguinte) 2. Definidas as condições de pagamento. >Saída de pgto >Saída de pagamento automática >Seleção de meio de pagamento/de banco >Instalação do programa de pagamento Contabilidade financeira >Contabilidade de Definir campos para estrutura de linha que se deseja atribuir para a tela de proposta de clientes e fornecedores >Transações contábeis pagamento (fornecedores) na compensação de PA. informar qual a característica da condição criada.SPRO Atualizar condições de pagamento FI OBB8 Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Entrada de fatura/entrada de nota de crédito >Atualizar condições de pagamento Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Liberação pgto.Área Solicitante" do material . clientes. Deverá ser configuradas na transação configurada para cada empresa (Company Code). Nesta configuração cria-se também os meios de pagamento. Workflow tem que levar documento para Bloqueia o documento para pagamentos após entrada no sistema o qual só será desbloqueado mediante aprovação/liberação do "Dono .Partidas não abertas: somente razão (Ex. área responsável solicitante da mercadoria/serviço ou qualquer item que gere um contas a pagar. divisões e bancos que devem ser configuradas estão nos arquivos acima Efetuar os pagamentos a fornecedores e clientes através de meios eletrônicos.em aberto Definir as tolerâncias dos pagamentos a serem praticados a Fornecedores e Clientes A Empresa deve estar Cadastrada. Efetuar opções para exibição de pagament FI O7L5 Configurar a apresentação da tela de proposta de pagamento na compensação de PA.de part.p/liberação pagto. Definir contas para desconto a receber FI OBXU Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Configuração para saída de pagamento >Definir contas para desconto a receber Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Configuração para saída de pagamento >Definir contas para pagamento excessivo/abaixo do valor Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Configuração para saída de pagamento >Definir contas para diferenças de câmbio Para automatizar a contabilização de ganhos financeiros em títulos de fornecedores. clicar o botão Novas Entradas. associar código de condição ao numero de dias (limite de dias). divisões e bancos As empresas. pois os valores de débito e crédito não tem relação. As O Grupo de Tolerância para Fornecedores e Clientes é usado para determinar o Limite empresas do arquivo anexo devem estar permitido para Diferenças de Pagamentos à Fornecedores e Clientes. Definir contas para diferenças de câmbio FI OB09 Definir contas para contabilização das variações cambiais originadas: 1. >Saída de pgto >Saída de pagamento automática >Processamento de proposta de pagamento >Efetuar opções para exibição de pagamentos Deverá estar criadas as empresas. Utilize o arquivo anexo para complementar a configuração Cadastrar as empresas constantes no arquivo acima Para definir os tipos de diferenças que podem ocorrer no pagamento de títulos a fornecedores. Definir motivos para bloqueio de pagto. flegando o item cliente e/ou fornecedor. Ex. para que o "dono . com os campos que se desejar. não sendo possível a compensação) a-) Não Realizadas: cálculo do saldo remanescente no final do mês (estorno no 1º dia do mês seguinte) Para automatização da contabilização e cálculo de variação cambial originadas a partir de um lançamento contábil em outra moeda "dólar".p FI OB27 Segurança dos compromissos a pagar. automatizando pagamentos. Documentos entrados sem liberação pelo fato do bloqueio não se apresenta liberado para pagamento. valores e bancos na empresa para processamento do clientes e fornecedores >Transações contábeis programa de pagamento. Definir tolerâncias (fornecedores) FI OBA3 Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Saída de pagamento manual >Definir tolerâncias (fornecedores) Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Saída de pagamento manual >Diferenças de pagamento >Definir motivos de diferença (saída de pagto. >Definir motivos para bloqueio de pagto. recebimentos e baixas de títulos. para posteriormente amarrar com um lançamento contábil automático.área sollicitante" material aprove e libere o mesmo para pagamento. prazo que se deseja vender: Chamar a transação OBB8.manual) Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Saída de pagamento manual >Efetuar ou verificar opções p/processmto. page 22 of 99 . Os mesmos entrando bloqueados sómente serão pagos após a liberação da area solicitante a qual deverá ocorrer pelo workflow. Pagamento efetuado com antecedência=Descontos Obtidos Utilizar o arquivo anexo para complementar a configuração Configurado através do COE 025015015020030 Definir motivos de diferença (saída de p FI OBBE Definir motivos de diferenças nos pagamentos de títulos à fornecedores. Definir contas para pagamento excessivo/ FI OBXL Definir conta para contabilização de receitas ou despesas financeiras originadas nas diferenças de valores nos títulos pagos e ou recebidos. Definir conta para contabilização das receitas financeiras originadas de descontos em títulos de fornecedores Efetuar vendas com prazo para clientes. Essa estrutura pode ser definida como padrão.

se desejar que direcione o lançamento para uma outra conta Ex:.Cliente amarrado na conta 1121. Bradesco e Febraban) com os campos preenchidos corretamente. ou seja.0001 (Adiantamento).0002) e nas contas de despesas serão Provisão Dedutível (3121..1131.0005) e Provisão Indedutível (3121. pedido de baixa. a ser reimplantado ao padrão corporativo nº 459-PO-0013-CT ( Provisão e Baixa de Crédito Liquidação Duvidosa ) da Administração Central. Para que isso ocorra no SAP. e desejar que direcione o lançamento seja direcionado para uma outra conta de reconciliação diferente. Silvio Morais. somente duas contas contábeis. Definir intervalos de numeração para che FI FCHI Criar intervalo de numeração para emissão de boleto de cobrança a ser emitido pelo SAP Definir chave de instruções para ISD FI OB47 1.O fornecedor está amarrado no seu cadastro com a conta " 2101. Contabilidade financeira >Contabilidade de referente aos títulos vencidos em aberto de uma determinada data específica de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Encerramento >Avaliar >Provisões para créditos clientes. então. clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Saída de pagamento automática >Suporte de pagamento >Intercâmbio de suporte de dados >Definir chave de instruções para ISD Contabilidade financeira >Contabilidade de Criar diferentes usuários para bancos com layouts diferentes. clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Saída de pagamento automática >Suporte de pagamento >Intercâmbio de suporte de dados >Gravar instruções para pagamentos Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Entrada de pagamento >Configuração para entrada de pagamento >Definir contas para despesas por desconto Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Adiantamentos recebidos >Definir conta de reconciliação p/adiantamentos de clientes Banco empresa e ID da conta devem estar criados Configurar a apresentação da tela de programa de pagamento na exibição das partidas individuais de fornecedores . protesto e etc).0001 (Adiantamento).0001 (Revendas) ao utilizar o cód. então. de acordo com parecer informal do Sr.). aqui chamada de conta de reconciliação diferente. emitido faturamento para o mesmo onde se deseja após emissão da nota fiscal e o boleto conceder desconto. Definir contas para despesas por descont FI OBXI Atribuir conta para efetuar lançamento automático de descontos concedidos a clientes.SPRO Efetuar opções para exibição de partidas FI O7L6 Definir campos para estrutura de linha que se deseja atribuir para a tela de programa Contabilidade financeira >Contabilidade de de pagamento na exibição das partidas individuais de fornecedores clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Saída de pagamento automática >Processamento de proposta de pagamento >Efetuar opções para exibição de partidas individuais Contabilidade financeira >Contabilidade de Definir intervalo de numeração para boleto de cobrança clientes e fornecedores >Transações contábeis >Saída de pgto >Saída de pagamento automática >Suporte de pagamento >Administração de cheques >Definir intervalos de numeração para cheques Indicação do meio de pagamento para as ocorrências bancárias(remessa.Fornecedor amarrado na conta 21010001 (Embalagens Nacionais) utilizando no lançamento código Rze "C" direcione o lançamento para conta 2125. clicando no botão "SELECIONAR A ESTRUTURA DA LINHA STANDARD"..O Cliente está amarrado no seu cadastro com a conta " 11210001 (Revendas). Determinar qual a conta quais as contas de reconciliação (cadastro fornecedor/cliente) poderão estar sendo direcionadas para contas de reconciliação diferente. 1131. Estaremos adotando neste projeto.0001) e Provisão p/Perdas Indedutível (1129. necessita-se criar através da transação OBXR código de Razão Especial (RzE) e informar que os lançamentos emitidos na conta de reconciliação amarrada no cadastro do fornecedor deva efetuar o lançamento na conta de reconciliação diferente. Definir métodos FI OB04 Define os métodos adotados na Provisão para Perda no Recebimento de Crédito. deve-se efetuar esta configuração para que possa efetuar o lançamento no código do fornecedor com conta diferente. duvidosos >Definir métodos Contabilidade financeira >Contabilidade de Nesta configuração é demonstrado as contas contábeis que receberão os lançamentos 025020020100015020010 .Ocorrências cadastradas Envio do arquivo texto (eletrônico) com o layout de cada banco (Itaú. para contas ativas serão Provisão p/Perdas (1129. necessita-se criar na transação OBYR código de Razão Especial (RzE) para quando ocorrer lançamentos com código de RzE este seja direcionado para outra conta de Reconciliação a qual chamamos de RzE. Gravar instruções para pagamentos FI SPRO Somente poderá ser configurado no Gold (client 400) Identificação das diferentes estruturas de bancos para direcionamento dos códigos de instrução (Ex.consumo e serviços).Rze "A" este ao ADIANTAMENTOS. Definir conta de reconciliação diferente FI OBYR Contabilidade financeira >Contabilidade de clientes e fornecedores >Transações contábeis >Adiantamentos efetuados >Definir conta de reconciliação diferente para adiantamentos Direcionar da conta de reconciliação amarrada no cadastro do fornecedor para uma conta de Reconciliação diferente. Para que isso ocorra no SAP. Deve ser aberto para cada conta de reconciliação diferente uma RzE.Definir clientes e fornecedores >Transações contábeis das provisões para créditos duvidosos. Trata-se do direcionamento da conta de reconciliação (essa amarrada na conta do cadastro do fornecedor) para outra conta de reconciliação. Existe três grupos de indicações: Bradesco.remessa.0001"(Embalagens Nacionais).0001 (Adiantamento a Fornecedores de mats. pedido de Contabilidade financeira >Contabilidade de baixa. aqui chamada de conta de reconciliação diferente. invés de lançar na conta de revendas. deve-se efetuar esta configuração para que possa efetuar o lançamento através do código de RzE. Neste caso estamos demonstrando ADIANTAMENTOS. métodos >Encerramento >Avaliar >Provisões para créditos duvidosos >Gravar contas para provisões para créditos duvidosos Foi adotado nesta configuração os procedimentos. Gravar contas para provisões para crédit FI OBXD page 23 of 99 . Trata-se do direcionamento da conta de reconciliação (essa amarrada na código do cadastro do cliente) para outra conta de reconciliação. protesto. Contabilização automático do desconto na conta de descontos concedidos 3400. etc. Ex:.consumo e serviços). direciona o lançamento para conta 2125. Ter o cliente cadastrado. Ex:. Neste caso estamos demonstrando Ex:.3008 Definir conta de reconciliação p/adianta FI OBXR Direcionar da conta de reconciliação amarrada no cadastro do Cliente para uma conta de Reconciliação diferente.0002). Itaú e Febraban. Determinar qual a conta quais as contas de reconciliação (cadastro fornecedor/cliente) poderão estar sendo direcionadas para contas de reconciliação diferente. Deve ser aberto para cada conta de reconciliação diferente uma RzE.Meio de pagamento criado 2. Para padronizar essa estrutura de linha para o Grupo deve-se configurar o sistema nessa mesma transação O7L6. Ex:.0001 (Adiantamento a Fornecedores de mats.

É necessário que as regras contábeis já estejam criadas. os passos deverão ser repetidos para cada empresa.operação e cl FI OT55 Contabilidade financeira >Contabilidade bancária Associar o nº do banco e conta bancária à categoria de operação. Atribuir chave do banco e conta bancária a categoria de operação para identificação do arquivo de remessa eletrônico. contas) e as contas do razão que são utilizadas. o sistema irá identificar a Regra contábil que deverá ser utilizada. ajuste para créd.operação e classes de moeda Criar chave para regras FI de lançamento OT57 Nesta tabela são inseridas as Regras contábeis e o seu texto descritivo. Gravar contas de ajuste FI para créd./déb.Conta bancária definida. FI OBBD Idenficação da empresa para o banco quanto ao meio de pagamento (pagamento/cobrança com registro) que está sendo remetido eletrônicamente. Bradesco. meio de pagamento (pagamento/cobrança (com registro) que estará remetendo o arquivo. baixa de contas a receber e contas a pagar Arquivo atachado com todos as chaves de regras contábeis Criar chave p/regras de FI contabilização ( OT49 Criar chave para regras FI de contab. enviadas no arquivo de retorno eletrônico.(extra OT56 Este roteiro irá determinar as Regras para lançamentos contábeis dos extratos de conta As Regras estão ligadas a contas Nesta tabela são inseridas as Regras contábeis e o seu texto descritivo. com uma regra contábil. Ligar meio de pagamento com determinado banco para cobrança. Itaú. Além da definição das regras . portanto. quando então será efetuada a conciliação automaticamente. conta electrônico >Criar categoria de operação Recebimento ou Extrato Bancário. de forma a disparar as regras contábeis.de co OBBU Contabilidade financeira >Contabilidade de Esta configuração permite que as contas de reconciliação de clientes e fornecedores. Configuração realizada conforme planilha anexa. Esta amarração dispara as contabilizações de forma automática. Criar categoria de operação FI OBBY Contabilidade financeira >Contabilidade bancária Esta configuração é reponsável pela classificação por Banco dos códigos de operações >Transações contábeis >Pagamentos >Extrato de externas. >Transações contábeis >Pagamentos >Extrato de No arquivo anexo estão os bancos das empresas empresa "x" conta electrônico >Atribuição de bancos a ctg.Categoria de operação deve estar criada 2. transferindo valores do curto prazo para o clientes e fornecedores >Transações contábeis >Encerramento >Reclassificar >Gravar contas de longo prazo.Os bancos devem estar criados na empresa Atribuir meio de pagamento a operação ba Gravar ID de usuário IDS FI OBBB Contabilidade financeira >Contabilidade bancária Definir meio de pagamento de cobrança para operações bancárias. contábeis. Atribuir transações contábeis FI OT52 Definir regras de contabilização p/extra FI OT58 Contabilidade financeira >Contabilidade bancária >Transações contábeis >Pagamentos >Extrato manual conta >Definir regras de contabilização p/extrato conta manual É necessário que todos os símbolos e contas contábeis estejam criados.p OBBV Definir bancos da empresa FI FI12 Definir regras de valor FI OBBA Contabilidade financeira >Contabilidade bancária >Transações contábeis >Operações bancárias >Definir regras de valor Definir para o banco estrutura de cobrança. Estes parâmetros serão usados posteriormente em várias transações de pagamento.por prazo residual Contabilidade financeira >Contabilidade bancária >Contas bancárias >Definir bancos da empresa Este roteiro descreve os passos para criação de bancos da empresa e suas contas bancárias. Deverá ser criado por empresa. que serão lincadas contábeis. >Transações contábeis >Operações bancárias Indicar os bancos das empresas conforme arquivos anexo >Atribuir meio de pagamento a operação bancária Contabilidade financeira >Contabilidade bancária >Transações contábeis >Operações bancárias >Gravar ID de usuário IDS Contabilidade financeira >Contabilidade bancária >Transações contábeis >Administração de tesouraria >Apresentação de cheque >Criar chave p/regras de contabilização (apresentação cheque) Contabilidade financeira >Contabilidade bancária >Transações contábeis >Pagamentos >Extrato manual conta >Criar chave para regras de contab. com os devidos lançamentos contábeis. Quando lançarmos no extrato de conta manual o código de operação. Os bancos Bradesco e Itaú já vem definido no Standard do SAP. Separar os Extratos de cada Banco. 1. 1. podemos definir o sinal + ou . A configuração dos bancos de empresa estabelece os parâmetros do banco (ID. Esta tabela será utilizada quando inserirmos um extrato de conta manualmente.SPRO Gravar contas de ajuste FI p/reestrut.(extrato de conta manual) Contabilidade financeira >Contabilidade bancária >Transações contábeis >Pagamentos >Extrato manual conta >Atribuir transações contábeis Definir para o banco qual empresa. Sejam eles de Pagamento. Febraban) e retorno de extratos bancários.9101) e para as contas de Passivo para Clientes (2126. cobrança simples com registro e boleto emitido pelo cliente) que serão enviados ao banco eletrônicamente para sua identificação.9101) e Fornecedores (2101. sendo as contas de Ativo para Clientes (1121.de contas a receb. ajuste p/reestrut. (Ex. conforme operações externas retornadas pelos Bancos e associadas ao Movimento da Empresa. o sistema fará uma reclassificação deste saldo clientes e fornecedores >Transações contábeis >Encerramento >Reclassificar >Gravar contas de para uma conta de razão do ativo e passivo. esta configuração efetua automaticamente esta contabilização. para os subsistemas A/P e A/R. Dados de Bancos são específicos por país e por empresa. é nescessário que conta electrônico >Criar chave para regras de as contas do razão estejam cadastradas. no fechamento do balanço.dos valores a serem entrados manualmente durante a digitação do extrato. Esta configuiração é responsável pela criação de regras contábeis. banco e conta. conforme descrito na tela abaixo. Características das formas de cobrança dos títulos emitidos (Ex. este procedimento nos permite ter regras contábeis distintas distintas para valores de entrada (+) e valores de saída(-). No fechamento do balanço os valores contabilizados nas contas de conciliação de cliente e fornecedores devem ser segregados entre curto e longo prazo./pagar Esta configuração é necessária para que o sistema efetue automaticamente a Contabilidade financeira >Contabilidade de contabilização. as quais são disparadas automáticamente quando digitamos ou importamos extratos bancários./déb. Serão criadas categorias de operação para tratar Extratos Bancários e os demais Bancos para A/P e A/R. de acordo com os vencimentos. Atribuição de bancos a ctg.. portanto. quando do saldo estiverem invertidos. Além de extratos bancários os retornos de arquivo de A/P e A/R também utilizam esta configuração. Esta configuração + a configuração dos códigos de ocorrência externa concatenadas permite a contabilização de extratos bancários. que serão lincadas Contabilidade financeira >Contabilidade bancária Este roteiro irá determinar as Regras para lançamentos contábeis dos extratos de conta As Regras estão ligadas a contas com os devidos lançamentos contábeis. lançamento page 24 of 99 . Esta configuração é necessária para permitir a amarração do código da operação externa (Código do historico de lançamentos fornecido pelo banco). >Transações contábeis >Pagamentos >Extrato de corrente.9100) e Fornecedores (1124. Um banco de empresa é um banco com o qual a empresa processa suas transações e onde mantém suas contas. as contas do razão estejam cadastradas. é nescessário que corrente.9100). É necessário que já esteja cadastrada a conta do razão Será adotada neste projeto contas específicas de clientes e fornecedores. desde que as partidas em aberto estejem com seus vencimentosb corretos.9001 e 2102.

tem layout específico (ver manual de cada um deles para configurar) Os demais bancos. tem lauout FEBRABAN (ver manual dos diversos bancos pois estão sobre controle do FEBRABAN e deveriam ser semelhantes. US-Gaap). Os ledgers usados na consolidação são globais. Denominação versão (versão real). a cada inclusão de Bancos ou Regra Contábil. Outras opções: Tipo de consolidação = 0 (consolidação real). ledger usados em FI-LC = livros auxiliares para a consolidação de empresas). Desde um ponto de vista mais funcional um ledger é como um livro auxiliar da contabilidade (subledgers de clientes e fornecedores = livro de razão auxiliar de clientes e fornecedores. Fica a critério da Empresa. Operações externas X Operações Internas.manu. Estar definido os bancos que a empresa deverá trabalhar. também. Identificação das ocorrências existentes nos extratos bancários de conta eletrônica de cada banco. associando essas ocorrências a um código de regra contábil. além dos arquivos de retorno dos submódulos A/P e A/R. Esta configuração também é utlizada para A/P e A/R. nas transações entre a empresa e o banco. Instalar ledger FI OCL2 Os ledgers que serão usados para Consolidação Legal devem ser definidos nesta configuração. se for o caso. Os ledgers locais trabalham com a empresa sendo o elemento mais alto da hierarquia. Operação externa + Interna + Contábil Códigos de erro FI SPRO Identificar os códigos de erros dos Identificação das mensagens de erros vindas nos extratos eletrônicos através dos códigos diversos bancos.: Poderão ser utilizados. Na planilha em anexo encontram-se os Codigos de Operação Externa associados Regras Contábeis.SPRO Definir atribuições de operações externa FI OT51 Contabilidade financeira >Contabilidade bancária Identificar as ocorrências existentes nos extratos bancários de conta eletrônica de cada >Transações contábeis >Pagamentos >Extrato de banco. direto Marcar o campo: Formar saldo inicial Moedas gravadas . os ledgers globais tem a sociedade como o elemento mais alto da hierarquia.) Definir moeda ledger FI OCVP Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Moedas >Definir moeda ledger Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Moedas >Instalar ledger Define a moeda que será usada na consolidação. Ledgers Especiais (Ex. Real (flegar). É necessário que todos os símbolos e contas contábeis estejam criados.(flegar). Definir regras de contabilização p/extra FI OT59 Contabilidade financeira >Contabilidade bancária Definir regras de contabilização no envio e recebimento de arquivo eletrônico. Desde um ponto de vista técnico o ledger é uma base de dados aparte. O Itau e o Bradesco. >Transações contábeis >Pagamentos >Extrato de conta electrônico >Definir regras de contabilização p/extrato conta eletrônico Contabilidade financeira >Contabilidade bancária >Transações contábeis >Operações Bancárias>Pagamentos >Extrato de conta electrônico >Códigos de erro Registrar no sistema código de ocorrência (Ex:-entrada rejeitada) e código de erro de cada layout de banco. Ícones:Versões: (1). Preenchimento dos campos:Tabela de Totais: FILCT Outras opções: Marcar o campo: Ledger lançto. aqui configurados. Existem dois tipos de ledgers: locais e globais. Pode-se definir ledgers de duas maneiras. Configuração do sistema para contabilização automática dos arquivos eletrônico enviados e os recebimentos. conta electrônico >Definir atribuições de operações externas a regras contab. esta planilha deve ser atualizada. page 25 of 99 .todos os campos abaixo marcados: Moeda da transação Moeda da sociedade e Moeda Ledger Moeda Ledger = BRL Obs. Planej.

Tipo campo adicional: Informar o código da Sociedade.Criar Sociedades em FI-GL. o campo "entrar em MG". por exemplo USD (dólar). deverá ser modificada. implica em dizer que a rescpectica Sociedade particapará da Consolidação pelo Método Proporcional. As sociedades correspondentes a um Sub-Grupo de Consolidação que deverão ser todas cadastradas no Módulo de LC. Nº: Código da Sociedade Nome da Sociedade: O nome aparece automaticamente. Goodwill: Não utilizado. significa que a Sociedade será consolidada em 100 %. Set parceiro: Deverá ser utilizado quando da realização de carga manual dentro do módulo de LC. Coluna Co = Indica se a Sociedade será incluída nas eliminações de contas a pagar X receber.Quando esta Sociedade estiver utilizando o SAP. deverá ficar desmardado. Os códigos de Sociedades são relativos aos códigos das Empresas cadastradas no FIGL. Quando o percentual for diferente de 100 %. em produção. inclusive o cálculo dos minoritários será calculado em apenas 50 %.Companhia empresa "x" Paulista CAP UCA ANEP-empresa "x" Empreendimento Part. quando uma determinada Sociedade estiver cadastrada no Módulo LC com Moeda diferente do BRL./Ano: 04 / 2001 (exemplo de primeira consolidação no SAP) Consolidação. Criação das Sociedades COE Empresa dado mestre: Informar qual de FI-LC que representam a entidade consolidadora. Dados para a configuração: ENDEREÇO: Nome da Sociedade: Informar nome completo da sociedade Rua: informar endereço Localidade: Informar municipio País: Informar o código do País Caixa postal: informar caixa postal Código postal: informar código postas Idioma: Informar o código de idioma (exemplo PT = português) CONVERSÃO DE MOEDA Moeda: Informar qual o código da moeda (exemplo BRL = reais) Entrar em MG: Este campo deverá estar marcado. Foram criados dois conjuntos de subgrupos: um para atender a consolidação em BR-GAAP e outro para atender a consolidação em US-GAAP. Motivo: Informar o código do motivo da não inclusão da Sociedade na Consolidação. Os subgrupos são os dados mestres o código da Empresa que está cadastrada no GL. Quota: Deverá ser informado o percentual de participação da Sociedade na Consolidação. Toda vez que for criada uma Empresa no FI-GL. Periodo Deprec. ou se for o caso outro período Moeda: BRL Setor econômico: Não utilizado Ledger: B0 Estado juridico: Não utilizado Grupo plausibilidade: OUTROS DADOS 1 Grupo de consolidação: não informar Exercicio da primeira consolidação: Deverá ser informado o período da primeira Grupo de avaliação: não Mês). Por exemplo. Z-101) Variante de exercício: Informar o código de variante = (estamos utilizando o K4) CONTROLE: Grupo de controle: Informar o grupo de controle 1 / 1 Transferência de dados: Informar R para Contabilização Direta. mas informações pertinentes apenas para a Consolidação devem ser complementadas neste COE. Método conversão: Só deverá ser utilizado nos casos de Sociedade Internacional. é o chamado Método Integral. As sociedades foram criadas no COE 015010010010 .SPRO Atualizar sociedades FI GC11 Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Sociedades >Atualizar sociedades Atualizar subgrupo de empresas FI GC16 Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Subgrupos de empresas >Atualizar subgrupo de empresas As Sociedades são os dados mestres no FI-LC que correspondem as Empresas no FIGL.Empresa na Não incluir: Quando marcado indica que a Sociedade não será incluída "x") Per. Subgrupo d/empresas: Informar o Subgrupo (exemplo: AAA . ser page 26 of 99 for indicada que a Sociedade "x" participará no Subgrupo "y" em 50 %. ou seja. Método: 1-101 (método integral). Versão: 1 (real)ADICIONAL INFORMAÇÃO Tipo dejuridica: Não utilizar Forma encerramento: 5 (mensal). Neste campo é informado de que maneira o consolidado receberá os dados contábeis. em consolidação (Exercício / informar que a Sociedade fará parte da Consolidação. Quando é informado 100 %. Coluna Co = Indica se a Sociedade será incluída para o cálculo das participações minoritárias. Neste cadastro indica-se a participação do empresa. todas as eliminações e regras e de compensação. Da mesma forma. Os subgrupos criados são: BR-GAAP US-GAAP CAP . Deverão ser informados os seguintes dados: Taxa de imposto: Não utilizar. Coluna M = Indicar a Sociedade Controladora. Para cada grupo de sociedades que devem ser consolidadascom base 025030010020010 Estrutura balanço L/P: Utilizado quando o Catálogo de itens foi configurado deve ser criado um subgrupo. informar qual o código do método (ex. deverá ser informado também o código dessa nova Sociedade no módulo FI-LC. mas cuja alimentação dos valores contábeis dentro do módulo de LC. ANP UAN Pilcomayo Participações PIL UPI empresa "x" BRA UBR empresa "x" AMB UAB . quando o código acima é informado. Grupo levantamento: Utilizado quando da realização de carga manual. estiver sendo carregado manualmente ou automáticamente em moeda BRL. essa Sociedade deverá ser incluída em um Subgrupo para efeito de Consolidação. Coluna CT = Indica se a Sociedade será incluída nos resultados não realizados de Ativo Fixo.Não estamos utilizando essa configuração. Coluna Cd = Indica se a Sociedade será incluída nos resultados não realizados de estoques. grupo em cada na Estrutura de GL. Atenção:.

SPRO Atualizar tipos de encerramento Eliminar catálogo de itens standard FI OCDI Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Subgrupos de empresas >Atualizar tipos de encerramento Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Itens >Catálogo de itens próprios >Eliminar catálogo de itens standard Nesta configuração elimina-se o catálogo de itens standard e todas as préconfigurações relacionadas. EFETIVA. O catálogo de itens é o cadastro das contas utilizadas no módulo de consolidação. EXECUTAR (F8) Plano de contas PCAB Conta do Razão 30000000 até 30059999 (incluidos) 34350000 até 34359999 (incluídos) Idioma PT Sinal positivo/negativo Categoria de item G Gravar/eliminar X E marcar o flag só contas novas. 3 . Por isto desprezou-se a pré-configuração standard e adotou-se o Plano de Contas PCAB. catálogo de itens standard Preencher a tela com: Plano de contas Conta do Razão Idioma Sinal positivo/negativo Categoria de item Gravar/eliminar PCAB 10000000 PT + A X ESTE FLAG É OBRIGATÓRIO PARA EXECUÇÃO até 19999999 Copiou-se as contas do Plano de Contas PCAB para o catálogo de itens no módulo de Consolidação.Eliminar Consolidação. ESTE FLAG É OBRIGATÓRIO PARA EXECUÇÃO EFETIVA. há a necessidade de criar o catálogo de itens no módulo e LC.Executar (F8). E marcar o flag só contas novas. Para garantir que alguma configuração que poderia servir de guia na configuração do projeto fosse preservada foi escolhida a opção de eliminação limitada.Executar novamente. 5 . se a conta só existe neste módulo. COE 025030040020 . Haveria duas possíbilidades práticas: copia do plano de Contas ou Cópia da Estrutura de Balanço. Assim o Plano de contas PCAB é ao mesmo tempo o Plano de Contas Corporativo e operacional. Plano de contas PCAB Conta do Razão 30000000 até 30059999 (excluidos) 34350000 até 34359999 (excluídos) 10000000 até 29999999 (excluídos) 90000000 até 99999999 (excluídos) Idioma PT page 27 of 99 Sinal positivo/negativo + Categoria de item G . Foram preservadas as configurações: Grupos verificação Métodos de conversão Normas de compensação entre empresas Métodos de consol. Por outro lado.Marcar o item "Completo" e manter a opção "Execução teste". ESTE FLAG É OBRIGATÓRIO PARA EXECUÇÃO EFETIVA. 4 . 2 . Optou-se pela primeira opção por ser mais simples e garantir a relação de 1 : 1 desejada.Eliminar dados de movimento (Como o gold não tem dado transacional não é necessário executar este passo) OBS: Esta configuração é pré-requisito para poder fazer a cópia do Plano de Contas Corporativo (PCAB = Plano de Contas Operativo) para o Catálogo de Itens. Alguma paramentrização específica do módulo é feita neste cadastro (por exemplo: se a conta é de Ativo/Passivo/Resultado.Voltar. para que o processo seja realmente feito. 1 . Aprovou-se junto aos validadores que o Plano de Conta a ser utilizado no módulo de Consolidação teria uma relação de 1 : 1 com o plano de contas operacional. se a conta é relevante para a eliminação).Desmarcar a opção "Execução teste".participação Análises para Reporting interativo FI OCDO Aceitar catálogo de itens FI do plano de co OCCT Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Itens >Catálogo de itens próprios >Aceitar catálogo de itens do plano de contas FI Copia as contas do Plano de Contas Corporativo para o catálogo de itens no módulo de COE 025030010030015010 . EXECUTAR (F8) Plano de contas Conta do Razão Idioma Sinal positivo/negativo Categoria de item Gravar/eliminar PCAB 20000000 PT P X até 29999999 E marcar o flag só contas novas. Deseja-se trabalhar com o Plano de Contas Corporativo numa relação 1:1 com o Plano de Contas Operacional.

RESULTADO LIQUIDO PERIODO 25109901 - P X RESULTADO LIQUIDO PERIODO 30049900 - G X VENDAS .EGA 30529900 + G X CPV .LC 22029998 - P X CONTAS A PAGAR DE TERCEIROS . (ver tela acima como exemplo).EGA 31109000 + G X DEPRECIAÇÃO PREVISTA DEIMOBILIZADOS 31299000 + G X DESPESAS COM VENDA DIRETA 31299001 + G X (-)TRANSF. É mais que uma lista das contas utilizadas.BADWILL 24000000 - P X PATRIMONIO LÍQUIDO + PARTICIPAÇÃO MINORITARIO 24010001 - P X Participação Acionista Minoritário 24010002 - P X PARTICIPAÇÃO MINORITÁRIOS CAPITAL 24010003 - P X PARTICIPAÇÃO MINORITÁRIOS RESERVAS 25000000 - P X PATRIMONIO LIQUIDO (SOMATÓRIO) Verificar transação GS03 para exibição de todos os Sets utilizados para o report painter Transação OB58 (Estrutura de Balanço Foi necessário criar sets para o desenvolvimento dos relatórios de consolidação utilizando 25010000 - P X CAPITALsets de eliminação para a Consolidação. o report painter será 25060000 - P X RESULTADO ACUMULADO INCLUINDO desenvolvido tomando-se por base as EXERCÍCIO ATUAL estruturas de FI. a ferramenta Report Painter e também SUBSCRITO(SOMATÓRIO) em FI configurada e validada pelos 25030000 - P X RESERVA DE CAPITAL (SOMATÓRIO) usuários da Contabilidade).Aceitar consolidação. P/DESP.GOODWILL (consolidação integral) 13500000 - A X DEPRECIAÇÃO ACUMULADA (SOMATÓRIO) 13700000 - A X AMORTIZAÇÃO ACUMULADA 20000000 - P X PASSIVO(SOMATÓRIA DAS CONTAS DE PASSIVO) 21019900 - P X EGA-EMPRESAS GRUPO A PAGAR-LC 21229900 - P X UNIDADES DO GRUPO-DÉBITOS-LC 22029900 - P X EGA MUTUO A PAGAR . Desta forma. Estes itens só existem no módulo de consolidação e não existem no módulo de FI-GL. Eles servem para poder realizar algumas validações (análise de plausibilidade do balanço) e/ou para receber lançamentos necessários à consolidação (transporte do resultado.EGA 30089900 + G X DESCONTOS . pois no seu cadastro deve-se definir uma série de caracteristicas que são relevantes ao executar as funcionalidades deste módulo. dos relatórios de Consolidação.SPRO Atualizar itens FI OC03 Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Itens >Catálogo de itens próprios >Atualizar itens Nesta configuração pode-se criar ou modificar os itens no catálogo de itens de COE: 025030010030015020 . 25087777 - P X RECLASSIFICAÇÃO GANHOS/PERDAS Os sets também podem ser criados e utilizados para as regras de eliminação e PATRIMONIAIS compensação dentro do módulo de 25089000 - P X TRANSPORTE RESULTADO EXERCÍCIOConsolidação LC.EGA 30419900 + G X DEVOLUÇÕES .) Sugestão de itens a incluir: 10000000 + A X ATIVO(SOMATÓRIA DAS CONTAS DO ATIVO) 11219900 + A X CLIENTES EGA .LC 12059900 + A X EGA-EMPRESAS DO GRUPO ARECEBER-LC 12059998 + A X CONTAS A RECEBER DE TERCEIROS-LC 12059999 + A X DIFERENÇA CONTAS A RECEBER ELIMINAÇÃO 13069000 + A X ÁGIO . Os relatórios de consolidação (Balanço e 25040000 - P X RESERVA DE LUCRO (SOMATÓRIO) DRE) devem ser iguais aos relatórios de 25050000 - P X RESERVA REAVALIAÇÃO (SOMATÓRIA) FI. TRANSITORIA 25089900 - P X RECLASSIFICAÇÃO DO RESULTADO EQUIVALÊNCIA 25089901 - P X RECLASSIFICAÇÃO DOS MINORITÁRIOS39999993 25089902 - P X RECLASSIFICAÇÃO DOS MINORITÁRIOS39999994 25089999 - P X RESULTADO LIQUIDO PERIODO 25109000 + P X (-) SALDO EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL 25109001 + P X (-) TRANSFERENCIA PL P/MINORITARIOS 25109900 + P X (-)TRANSP.LC 22029999 - P X DIFERENÇA CONTAS A PAGAR ELIMINAÇÃO 23019000 - P X DESÁGIO .LC 11289900 + A X UNIDADES DO GRUPO CRÉDITOS . eliminações . catálogo de itens do plano de contas O Catalogo de Itens está para o módulo de Consolidação (FI-LC) como o Plano de Contas está para o modulo de Contabilidade Geral (FI-GL). Atualizar sets para itens FI de totais GC01 Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Itens >Catálogo de itens próprios >Atualizar sets para itens de totais Incluir alguns itens de totais e/ou itens fixos àqueles trazidos do Plano de Contas.COM VENDA DIRETA page 28 of 99 33909901 + G X DESPESA ADMINISTRATIVA-(NÃO UTILIZAR) 33909902 + G X DESPESA COMERCIAL-(NÃO UTILIZAR) 33909903 + G X DESPESA DISTRIBUIÇÃO-(NÃO UTILIZAR) ...

mas de todas as formas o cadastramento de pelo menos um campo é obrigatório nesta configuração. * 39999999 . ou seja. Distribuição. para ÁREA FUNCIONAL.PATRIMONIO LÍQUIDO + PARTICIPAÇÃO MINORITARIO . não está sendo utilizado dentro do módulo. pois catálogo de itens. Só foi utilizado um campo adicional. 2 e 3.SPRO Atualizar itens fixos FI OC04 Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Itens >Atualizar itens fixos Configura-se aqui os itens fixos para Transporte do Resultado Acumulado do Período e Ter cadastrado os itens utilizados no Foram configurarados apenas os itens para Transporte do Resultado Acumulado. O campo adicional 1 será utilizado para identificar a Divisão.Resultado Liquido do Periodo . Atenção: as duas contas 25089999 e 39999999 deverão ter sempre os mesmos saldos. Esta configuração estará atribuindo o tipo do campo adicional às sociedades. Nó da estrutura do IMG.Lucros ou Prejuízos Acumulados . FI OCE6 É obrigatório cadastrar uma entrada nesta tabela para cada combinação possível entre Ter usado pelo menos 1 campo adicional.Transporte do Resultado Acumulado do Período (Resultado) Item fixo ERG Este item é a contrapartida do item 25089999 (BG) e efetua a transferência. mais o transporte dos itens de resultado do exercício por ocasião do transporte de saldos para o exercício seguinte.Item fixo EK Não foi configurado. Campos adicionais Determinar a modalidade para primeiro ca Determinar a modalidade para segundo cam Definir tipos de campo adicional FI FI OCE1 Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Campos adicionais Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Campos adicionais >Determinar a modalidade para primeiro campo adicional Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Campos adicionais >Determinar a modalidade para segundo campo adicional Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Campos adicionais >Definir tipos de campo adicional Informar o código numérico da empresa e o nome da empresa ao qual o código corresponde No módulo de Consolidação é possível utilizar até três (03) campos adicionais para efeito de relatórios e eliminações. Comercial CDD e Distribuição CDD. * 25100001 . Comercial. O campo adiiconal 3 está em aberto. configurado neste projeto para todas as Sociedades da empresa "x". estima-se que o imposto diferido da forma como é tratada no Brasil e US-GAAP * 25089999 . * 24000000 . Esta informação será obtida utilizando Área Funcional em FI-GL e utilizando este campo como campo adicional em FI-LC. Esta configuração deve conter os valores possíveis para o 1º campo adicional. MOI. Este item está dentro do Patrimônio Líquido.Item fixo BG Indica o item que recebe o transporte do resultado acumulado do periodo de todas as Sociedades. Esta configuração deve conter os valores possíveis para o 2º campo adicional. Para atender as configurações do modulo consolidado. opcionalmente para Provisão e Despesa do Imposto Diferido. No módulo de Consolidação é possível utilizar até três (03) campos adicionais para efeito de relatórios e eliminações.Item fixo JUE Este item representa os Lucros e Prejuízos Acumulados de exercícios anteriores. dos campos adicionais. Ter configurado o tipo de campo adicional conforme COE 025030010040025 Atribuir tipos de campo adicional às soc FI OCYC Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Campos adicionais >Atribuir tipos de campo adicional às sociedades page 29 of 99 . Assim. todas as Sociedades deverão estar cadastradas nesta transação para aceitação 025030010040010. iremos utilizar o primeiro campo adicional para configurar com os códigos de Divisão do Grupo: FI OCE2 Foi observado na fase de análise do projeto a necessidade de utilizar o mesmo grupo de despesa da EG: MOD. como é o caso do COE os campos adicionais nº 1. No módulo de Consolidação é possível utilizar até três (03) campos adicionais para efeito de relatórios e eliminações. A princípio estará sendo utilizado somente o campo adicional 2. Definir as Empresas e os códigos que serão cadastrados Atribuição campo adicional. Administrativo. O campo adicional 2 será utilizada para identificar a Área Funcional.

YAREA BRANCO . os campos adicionais Divisão e Área Fuincional.SPRO Definir atribuição entre o FI primeiro e o OCE4 Contabilidade financeira >Consolidação >Dados mestre >Campos adicionais >Definir atribuição entre o primeiro e o segundo campo adic. Menssagens de inconsistencias do modulo consolidado quando da verificação da Y22 plausibilidade de acordo com as parametrizações efetuadas. deverão ser configuradas nesta transação incluido ou alterando as mensagens standard do sistema. A Consolidação poderá ser realizada considerando. levando em consideração os campos adicionais 1 (Divisão) e 2 (área funcional). Para que as Sociedades sejam utilizadas na Consolidação. CDDI.248 .038 .DIST .COML Y1 Em branco Y2 249 .405 Y3 246 . OBS. definindo grupos de verificação.modelo Y24 2 Grupo controle 2 . Deverão ser criados os sets de Divisão e de Área Funcional.:Y29 Estas mensagens devem ter o mesmo código das anteriormente gravadas na OCD8. forneça as criticas decorrente de inconsistência no consolidado.ADM .250 .252 Y47 configuração atribui sociedades aos grupos de verificação de plausibilidade ( 1 e 2) e Esta 131 a versão da consolidação na qual iremos processar.247 .MOD .CDDI .515 Y4 210 . MOI.795 Y5 330 Y6 810 Y9 579 Y16 205 Y19 290 Y21 808 Definir regras FI OCD8 Contabilidade financeira >Consolidação >Dados do encerramento individual >Verificações de plausibilidades >Definir regras Esta configuração será necessária para que o módulo consolidação SAP. Y49 267 Y50 122 Y51 123 Y52 148 Y53 265 Atualizar mensagens de FI aviso e de erro OCVK Contabilidade financeira >Consolidação >Dados do encerramento individual >Verificações de plausibilidades >Atualizar mensagens de aviso e de erro Contabilidade financeira >Consolidação >Dados do encerramento individual >Verificações de plausibilidades >Atribuir regras As mensagens configuradas pela Transação "OCD8" devem aqui tambem serem configuradas Atribuir regras FI OCVD Nesta configuração iremos atribuir aos grupos de verificação de regras de plausibilidade. Para cada Sociedade deverá ser criado um set com as Divisões da respectiva Sociedade e também deverá ser criado um set único com todas as áreas funcionais (ADM. 251 . DIST e Branco). Y25 As . Y23 Foram criadas dois (2) grupos de plausibilidade: 813 Grupo de verificação Denominação 1 Grupo controle 1 . 807 Podem ser executadas diferentes verificações de plausibilidade.modelo enterPC 935 Ambos com as mesmas caracteristicas e critério de plausibilidade.CDCM . MOD. CDCM.MOI . COML.270 . deverão ser criados SETS que estarão vinculados as Sociedades. que deverá ser informado para todas as sociedades.152 012mensagem de inconsistência (erro) configuradas na plausibilidade. as empresas nas quais iremos consolidar page 30 of 99 Y54 149 . além evidentemente do código da Sociedade.

a mesma (s) deve Eliminação de Despesas financeiras x Receitas Financeiras.Resultado Liquido do Periodo . * Contas de lucro acumulado = 25100001 . não está sendo utilizado dentro do módulo. TM tipo movimento: em branco Configuração necessária para efetuar as eliminações da transações efetuadas entre as ATENÇÃO: Sociedades de determinados subgrupos. * 39999999 .consolidaçã FI GC25 Contabilidade financeira >Consolidação >Lançamento >Instalar intervalos de numeração Instalar tipos de documento FI OC33 Contabilidade financeira >Consolidação >Lançamento >Instalar tipos de documento C) Contas de resultado: Versão: 1 Constante: VTR Esta configuração é necessária para adicionar ou criar uma faixa de numeração para Débito/Crédito: * um documento contábil.Resultado do Periodo Acumulado Conta contrapartida = 39999999 . (m) estar cadastradas nesta constante. É indispensável Item especificante: 39999999 esta configuração. o exercício seguinte. Instalar intervalos de numer. a (s) mesma (s) deve (m) estar cadastradas nesta constante. Conta do PL: 25089999 . * 25100001 . é representado por um range de contas de receitas (-) menos as contas de despesas. Essa transferência é relevante para o cálculo do resultado pertencente aos acionistas minoritários. Este item está dentro do Patrimônio Líquido. Atenção: as duas contas 25089999 e 39999999 deverão ter sempre os mesmos saldos. Eliminação de Contas a receber x Contas a pagar. pois é necessária para qualquer contabilização ou eliminação no Item fixo: 25100001 módulo de consolidação.Lucros ou Prejuízos Acumulados . Constante VTR: Se se desejar que alguma conta de resultado seja transportada para o exercicio seguinte. Se se desejar que alguma conta Eliminação de Impostos x CPV. que será utilizado nos lançamentos contábeis. Indica a conta que receberá os saldos das contas de resultado (grupo 3).Transporte do Resultado Acumulado do Período (Resultado) .Item fixo BG Indica o item que recebe o transporte do resultado acumulado do periodo de todas as Sociedades. tais como: Constante VLO Eliminação de Vendas x CPV.Transporte do Resultado do Exercício. O modulo consolidado exige que o resultado do exercício seja representado por uma conta que demonstre o valor do lucro apurado no balanço e uma conta de contrapartida. * 24000000 . Para efetuar as eliminações houve a necessidade da criação de tipo de documentos que são necessários para a consolidação. * 25089999 .Item fixo EK Não foi configurado.Lucros e prejuizos acumulados.PATRIMONIO LÍQUIDO + PARTICIPAÇÃO MINORITARIO .SPRO Atribuir itens a transporte de saldo FI OCBD Contabilidade financeira >Consolidação >Dados do encerramento individual >Atribuir itens a transporte de saldo A demonstração do resultado do exercício no SAP FIGL. Indica o resultado do exercício. page 31 of 99 .Item fixo ERG Este item é a contrapartida do item 25089999 (BG) e efetua a transferência. mais o transporte dos itens de resultado do exercício por ocasião do transporte de saldos para o exercício seguinte.Item fixo JUE Este item representa os Lucros e Prejuízos Acumulados de exercícios anteriores. Deverão ser preenchidos os seguintes campos: A) Contas patrimoniais: Versão: 1 Constante: VLO Débito/Crédito: * Item especificante: 25089999 Item fixo: em branco TM tipo movimento: em branco B) Contas patrimoniais: Versão: 1 Constante: VLO Débito/Crédito: * Item especificante: 39999999 Item fixo: em branco TM tipo movimento: em branco Ter cadastrado os itens utilizados no catálogo de itens. patrimonial NÃO seja transportada para Eliminação de Despesas x Receitas. ou seja.(-) Transferencia do Resultadto Contas de Transferência criadas no modulo consolidado: * Contas patrimoniais (Ativo e Passivo) = 25089999 .

Na transação GC12 . Nesta configuração será definida a conta de contrapartida para o lançamento automático do "Transporte do Resultado do Exercício". deverá ser informada a data da primeira consolidação a ser efetuada no SAP. Versão: 1 Momento: 2 Enter Após preenchimento acima. Atualizar itens fixos FI OCBH Esta configuração servirá para apuração do resultado da venda do imobilizado Conforme configuração do modulo consolidado. que é relevante para os lançamentos e. para a atualização dos campos de valores nos bancos de dados. o campo "Tipo Campo Adicional". deixar em BRANCO. = E Nº = 002 (aporoveitar as mensagens que já estão criadas no módulo de FI-GL) Campos saída: 1 ( FILCA ) ____ ( ADFLD1 ) Após o preenchimento de todos campos. os documentos na consolidação são agrupados em tipos de documentos. Para as Empresas da Consolidação empresa "x". Assim. A regra também deverá estar bem definida pelo usuário. Definir compensações entre grupos de emp FI OC27 Contabilidade financeira >Consolidação >Consolidação >Compensações de grupo >Definir compensações entre grupos de empresas Contabilidade financeira >Consolidação >Consolidação >Anulação de saldos intersociedades >Ativo circulante >Atualizar itens fixos Contabilidade financeira >Consolidação >Consolidação >Anulação de saldos intersociedades >Ativo imobilizado >Atualizar itens fixos Contabilidade financeira >Consolidação >Consolidação >Consolidação da participação >Atribuir data fixada da 1ª consolidação a sociedades Item cadastrado no Catálogo de Itens e set criado com o item ou range de itens. deverão estar criadas no módulo de GL. deverá estar desmarcado. pode ser atribuído um tipo de documento por cada operação de lançamento relevante para a consolidação. Desta forma deverá ser criado uma mensagem para todas as Sociedades.Validação no Lançamento. para efeito de carga das tabelas. clicar no ícone "verificar" ou shift + F6 > Em seguida. Será utilizado a regra de validação FI-LC02 . em função da solicitação. marcar a linha > Saltar > Validação > Criar > Infomar no campo validação: FI-LC02 Avançar . tendo em vista. que a maioria das regras no Módulo LC. page 32 of 99 . Todas as mensagens relativas á Divisão. informar o seguinte: FILCA-ADFLD1 IN Y83 Observação: Foi criado um set para cada Sociedade. como por exemplo: Saldos contábeis nos itens de consolidação. Ver abaixo: Mensagem (saída se cumprir o pressuposto e se não cumprir verificação) Tp. clicar ENTER > Voltar > Na tela seguinte clicar em GRAVAR > Na tela seguinte clicar em VALIDAÇÃO e TRANSPORTE > Anotar o número da Request Para fins de análise. Criar regra de validação dentro do Módulo LC para a realização de lançamentos e regras de eliminação. será efetuada automaticamente lançamentos a débito ou a crédito da conta de "Resultado da Venda de Imobilizado" para empresas do Grupo Solicitação do sistema para carregamento de algumas tabelas. Atualizar itens fixos FI OCBG A configuração do modulo consolidado SAP.Modificar Sociedade. a primeira consolidação será 05/2001. é entrada informação especial com os documentos. a primeira consolidação será 07/2000. referente ao Campos Adicionais 1 e 2. informar o seguinte: FILCA-RCOMP = '83' No campo "Verificação". por conseguinte. Dessa forma. utilizam as regras de Gl. Não poderá ser informado o código da Sociedade. por exemplo o set Y83 está vinculado a todas as Divisões que pertencem a Sociedade 83.Enter > Criar de novo = SIM Informar o nome da validação novamente: FI-LC02 Modelo: Não informar Enter > Informar o nome da validação: Sociedades -> Divisões possíveis No campo "Pressuposto". Para as Empresas da Consolidação empresa "x". Atribuir data fixada da 1ª FI consolidação OCVF Para o modulo consolidado. Deste modo.SPRO Definir validação FI OC42 Contabilidade financeira >Consolidação >Lançamento >Definir validação Novas entradas > Ledger: B0 ou outro se for o caso. necessita da conta de Transporte do resultado do exercíco para efetuar automaticamente esta contabilização.

Pertencer a uma mesma região. criamos o subgrupo "CAP" para consolidar todas as Empresas do Grupo empresa "x". Cd (primeira): Eliminações de resultado não realizado de estqoues (não utilizado). Origem do documento: Não informar.MM/SD/HR: Deixar sempre marcado. Obs.:Nº documemnto: Informar o documento ou range de documentos a ser transportado. deixar marcado. Co (primeira): Se a Sociedade deve ser utilizada para cálculo dos minoritários. ATENÇÃO: ESTE COE NÃO GERA REQUEST E DEVE SER EXECUTADO EM TODOS OS MANDANTES!! TRANSAÇÃO OCCI . como por exemplo: . Efetuar leitura post. executa em teste. empresa "x" e etc. Esta transação elimina os dados transacionais que existam no módulo de consolidação. qualquer consolidação >Determinações gerais >Extensão contabilização feita em FI-GL é refletida automáticamente em FI-LC. Efetua a carga de documentos contábeis transferidos do módulo contábil de FI-GL para dentro do Módulo de Consolidação FI-LC. Protocolo: Deixar sempre marcado. Em seguida. Atualizar itens fixos FI OCBI Contabilidade financeira >Consolidação >Consolidação >Consolidação da participação >Atualizar itens fixos Contabilidade financeira >Consolidação >Preparação da produção >Eliminar dados de movimento Contas criadas para representarem os valores que devem ser conhecidos pelo modulo de consolidação. Co (primeira): Marcar se a Sociedade efetua compensações de contas a receber X a pagar e despesas.PROGRAMA SAPMF10C Pode ser necessário eliminar os dados transacionais do módulo de consolidação para poder realizar algumas configurações que exijam não existir nenhum dado já contabilizado neste módulo ou para eliminar eventuais inconsistências.SPRO Atribuir métodos FI GC17 Contabilidade financeira >Consolidação >Consolidação >Consolidação da participação >Atribuir métodos Na consolidação são agrupadas várias sociedades em um subgrupo ao qual é livremente atribuido um nome para identificar o subgrupo. Copiar pl. da consolidação e transferência de dados >Definir opções p/contabilização direta na consolidação Executar transferência de dados interna FI OCN1 Empresa: Código da Empresa cadastrada na contabildade FI-GL. Quota: Informar se os valores contábeis devem ser eliminados na COnsolidação a base de 100 % ou percentual proporcional. page 33 of 99 . Isto é. M (primeira): Marcar qual a Sociedade Controladora (Mãe). Selecionar ação "Copiar plano de avaliação de referência" . Data do documento: Data do lançamento: Data da criação: CONTROLE:Execução teste: Se marcado. Aceitar Docs. Selecionar o caminho do Menu: Objeto organizacional> Copiar objeto organizacional. Ver tipo de documento: Deixar desmarcado. Criação de um Plano de Avaliação para ser utilizado para as empresas brasileiras do grupo empresa "x". . Contabilidade financeira >Preparativos para a Exercício: Ano que se deseja efetuar a carga consolidação >Ferramenta p/estruturar estoque inicial de dados >Executar transferência de dados Período: Mês que se deseja efetuar a carga interna R/3 OPERAÇÃO CONTÁBIL:Operação: Não informar. 025030010025010 . Pilcomayo. CT: Se a Sociedade efetua eliminação de lucros não realizados de ativo imobilizado. executar a transação em Background. Este agrupamento podera obedecer vários critérios. Eliminar dados de movimento FI OCDL FI Definir opções p/contabilização direta n OCCI Contabilidade financeira >Preparativos para a Nesta configuração ativa-se a contabilização direta na consolidação.dados mestre: Deixar desmarcado.Estrutura de participação. Definiu-se o campo adicional Area Funcional para ser transportado para o FI-LC. 2. deverá ser criado outros subgrupos para consolidação das Empresas CBB.avaliação de referência/áreas de avaliação 1. Depois de alguma pesquisa optou-se pela contabilização direta pois dava mais flexibilidade nos processos de consolidação do que os permitidos pelo Extrato Periódico (exemplo: as eliminações tinham que ser calculadas externamente ao sistema e informadas para que somente seu registro fosse feito no FI-LC).Atualizar subgrupo de empresas Para nossa configuração. DOC.: Não é aconselhável realizar a transação de forma on-line. Verificação prévia: Se for o caso. etc Informar as seguintes colunas: Método: Informar qual o método que a Sociedade irá utilizar.avaliação de referência/áreas FI EC08 Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Estruturas organizacionais >Copiar pl.

de "moedas paralelas". 3. Definir áreas de avaliação FI OADB Contabilidade financeira >Contabilidade do Selecionar ação: "Definir áreas de avaliação" imobilizado >Avaliação geral >Áreas de avaliação >Definir áreas de avaliação Informar para cada área de avaliação.fiscal Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Integração com o Razão >Lançar depreciações no Razão >Determinar tipo de documento para lançamento de depreciação Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Integração com o Razão >Lançar depreciações no Razão >Determinar periodicidade/regras de classificação contábil Para as determinaçãoes de contas definidas.Brasil. para as empresas do grupo empresa "x" foram criadas 25 determinações de contas.entre períod. = 001 . e assegurar a consistência dos valores entre as diversas áreas de avaliação.plano avali FI OAYX Para cada classe de imobilizado informar o Plano de Avaliação "BR01" e a Regra de Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Estruturas organizacionais >Classes estrutura de tela criada.Cód. ou seja . do imobilizado >Definir sub-intervalos de numeração Atenção! As regras de estrutura de tela não serão configuradas no GOLD nesta Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Estruturas organizacionais >Classes transação. Determinar quais as áreas de avaliação que fornecem valores para outras áreas. etc). preencher os campos: . etc. Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Integração com o Razão >Atribuir contas do Razão Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Integração com o Razão >Atribuir código de IVA suportado a entradas sem relev. Para cada empresa. As regras de estruturação de tela determinam como serão utilizados/apresentados os campos no registro mestre dos imobilizados. depreciação. estruturas de tela. definindo às áreas contábeis. Atribuir código de IVA suportado a entra FI OBCL FI Determinar tipo de documento para lançam OBA7 Especificar o tipo de documento para as empresas do grupo empresa "x" para lançamento de depreciação no razão. do imobilizado >Definir dados mestre específ. derivadas. Criar determinações de contas FI SPRO Criar as chaves de determinação de contas (código e descrição). especificar o tipo de documento "AF" para lançamento de depreciação. 025040025035015 Determinar utilização Determinar se as áreas terão os mesmos parâmetros de depreciação entre elas. 025040020030 Atribuir código do IVA suportado a entradas sem relev. Determinar periodicidade/regras de classificação contábil.centros de custo =<selecionado> Definir estrutura de tela específica para as classes de imobilizado do plano de avaliação BR01.Brasil que utilizarão o AM devem estar associadas ao Plano de avaliação "BR01". regras de contabilização. especificar para a área de avaliação 01 (que lança no razão): . lucro com a venda. No campo empresa. >Determinar aceitação dos parâmetros de avaliação page 34 of 99 Criar as áreas de avaliação que serão utilizadas pela empresa "x" . fiscal. por classe de imobilizado (cada classe pode ter uma regra associada). informar o Plano de avaliação 025040025015010 Definir áreas de avaliação criado "BR01". Determinar aceitação de FI valor de CAP OABC Determinar aceitação dos parametros de A FI OABD . Definir intervalo de numeração dos imobilizados. definindo que áreas tem parâmetros de depreciação identicos. Ao entrar na tela "Modificar visão "Classes do imobilizado": síntese" clique no ícone "Novas entradas".Brasil. transferências).Cód. Definir dados mestre específ. FI Determinar periodicidade/regras de class OAYR Determina a periodicidade de lançamento da depreciação. por área de avaliação. 025040025015015 Determinar aceitação de valor de CAP.plano avaliação p/classe imob. IVA liq.descrições e parâmetros de configuração). Criar regras de estruturaçã detela FI SPRO Definir sub-intervalos de FI numeração AS08 Definir classes de imobilizado FI OAOA As classes do Imobilizado são definidas para agrupar itens de Ativo Imobilizado com as mesmas características. depreciação. etc. mas sim na transação de "definição de dados mestre para o Plano de Avaliação" (COE 025040015035035). entre com o código da empresa 001 Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Estruturas organizacionais >Classes 2. baixa. onde o código do ativo será reconhecido pelo sistema para as empresas do grupo empresa "x". Clique no Ícone "Sub-intervalos" (com desenho de um lápis).contab. de outras moedas. Neste campo é determinada a área de avaliação a partir da qual o sistema transfere o montante lançado no lançamento de movimentos relevantes para CAP. 025040025015020 Determinar aceitação dos parâmetros de avaliação.SPRO Determinar atribuição de FI empresa/plano d OAOB Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Estruturas organizacionais >Determinar atribuição de empresa/plano de avaliação 1. Para as empresas do grupo empresa "x" .Brasil. Para todas as empresas do grupo empresa "x" . Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Estruturas organizacionais >Classes do imobilizado >Criar determinações de contas Criar a regra e colocar a demoninação da regra estruturação tela. e se deve ser lançada nos centros de custo. Para as empresas do grupo empresa "x".Lançamento é efetuado mensalmente =<selecionado> . Todas as empresas do grupo empresa "x" . A determinação de contas será a chave para dizer em quais contas devem ser lançadas as movimentações (aquisição. 025040025035015 Determinar utilização de "moedas paralelas". IVA suport = C0 (sem impostos) . perdas com a venda.Distân. Clique no Ícone "Inserir Intervalo".. Atribuir contas do Razão FI AO90 A atribuição de contas é feita para especificar em que contas do razão devem ser lançados os movimentos do imobilizado (aquisição. do imobilizado >Definir classes de imobilizado Criar as classe de Imobilizado (código. >Determinar aceitação de valor de CAP Determinar quais são as áreas que fornecem parâmetros de depreciação para outras Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Avaliação geral >Áreas de avaliação áreas. baixas.Classif. a área de aceitação de valores (a qual os valores Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Avaliação geral >Áreas de avaliação de capitalização serão baseados) e marcar se os valores serão idênticos. Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Estruturas organizacionais >Classes do imobilizado >Criar regras de estruturaçã detela 1. = A0 (sem impostos) Determinar tipo de documento para lançamento de depreciação. especificar as contas do razão a utilizar. Atualizar o código de IVA para estabelecer quais os códigos de Impostos (Entradas e Saídas) devem ser utilizados em operações de ativos isentas de impostos.

"Valor de origem" e "Exercício" para refletir suas novas funcionalidades./depr. correspondentes às regras de estruturação de tela criadas. A imobilizado >Dados mestre >Estruturação da tela configuração dessa estrutura deve seguir os mesmos procedimentos do COE >Definir estrutura de tela para dados mestre do 025040040010010 e deve ser utilizado como base o arquivo anexo. Alterar nome do campo. "Número da Nota Fiscal". regerar a tela e alterar o texto do help do campo. Determinar dados de arredondamento p/val FI OAYO 1. Navegação: Clique no ícone "Selec. Testa a consistência das entradas do usuário com relação aos campos de input do SAP.pois estes tem vida útil menor que o padrão para suas classes. Definir validação Definir substituição FI FI OACV OACS Manutenção da integridade/confiabilidade dos dados no banco de dados do SAP Criar regra de substituição para que o sistema dê entrada no campo "Fator de Turnos". etc. Na área 02 utiliza moeda paralela Tp moeda = 40 . Alterar nome do campo na tela FI SE63 Alterar o nome dos campos "Denominação de categoria". Para cada área de avaliação em cada classe de imobilizado.cont. Definir chave de cálculo FI OA23 Criar Chave de Cálculo de depreciação. Definir estrutura de tela para dados mes FI SPRO Definir estrutura de tela para conversão FI SPRO Contabilidade financeira >Contabilidade do Será configurado uma estrutura de tela que será utilizada para conversão de dados. "Domicílio Fiscal" (jurisdiction code) e altere a chave de depreciação / vida útil da classe de imobilizado "Bens Intangíveis" quando não for da subclasse "Softwares" e altere a vida útil das subclasses 1002 e 1905. e a quota variável de depreciação (utilizada juntamente com a informação de fator de turnos). no número principal ou no subnúmero. Exibido ou Oculto. Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Avaliação geral >Moedas >Definir áreas de avaliação para moedas estrangeiras Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Avaliação geral >Moedas >Determinar utilização de "moedas paralelas" Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Depreciações >Depreciações extraordinárias >Determinar áreas de avaliação Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Depreciações >Definir métodos de avaliação >Definir chave de depreciação Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Depreciações >Definir métodos de avaliação >Definir chave de cálculo Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Dados mestre >Estruturação da tela >Definir estrutura de tela para dados mestre do imobilizado Definir por regra de estruturação de tela quais campos serão Obrigatório. os de família no critério de classificação 2 e o Status do imobilizado no critério de classificação 3.nível" (lupa) -. Definir o conjunto de regras de apresentação/utilização de campos no cadastro mestre de imobilizado. "Valor de Mercado" e "Exercício de Avaliação do Valor de Mercado" Define o conjunto de regras de apresentação/utilização dos campos para áreas de avaliação de imobilizado. por classe de imobilizado.além de definir o status do imobilizado Modificar palavraschave dos critérios d FI OACB 1. Definir áreas de avaliação para moedas e FI OAYH Determinar quais áreas serão armazenadas as diferentes moedas utilizadas. Despesas Organizacionais com Implantação.Cia Cervejaria empresa "x"". imobilizado Esta configuração é CLIENT INDEPENDENT e NÃO transportável. Selecionar Empresa "001 . clicar na seta para marcar o mesmo campo para todas as outras áreas. Facultativo. de arredondamento p/vals. "Critério de Classificação 2" para "Família de Ativo Imobilizado" e "Critérios de Classificação 3" para "Status do Ativo" Propor valores de utilização de subclasse de imobilizado (ex.resid. "Projetos" é uma classe que possui apenas uma Subclasse). Definir chave de depreciação FI OAPL Criar uma chave de depreciação que terá o cálculo de depreciação. Cervejaria empresa "x"". (empresa/área de avaliação) >Determinar dados 3. a regra de estruturação de tela para as áreas.considerar paralisação. Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Dados mestre >Campos do usuário >Gravar critério de classificação de 4 posições Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Dados mestre >Campos do usuário >Modificar palavras-chave dos critérios de classificação Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Dados mestre >Campos do usuário >Gravar definições na classe de imobilizado Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Dados mestre >Definir validação Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Dados mestre >Definir substituição Definir os itens da subclasse no critério classificação 1.Definir chave de cálculo. 025040030025020 . ou seja.> Moeda da área de avaliação. é necessário alterar o nome do campo. Definir também o nível de atualização de cada campo. a vida útil padrão (anos e meses). Selecionar Empresa "001 Cia. é necessário especificar o tipo de moeda paralela. Definir estrutura de tela de áreas de avaliação (COE 025040040010015). Despesas Organizacionais com Ampliação e Imobilizações em Andamento uma Subclasse específica. semelhante ao que foi especificado em FI.Clique o ícone Salvar (disquete) 3. é informado a chave de depreciação.Brasil.SPRO Determinar avaliação de FI classes do imobi OAYZ Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Avaliação geral >Determinar avaliação de classes do imobilizado Determinar os parâmetros a serem utilizados para cálculo da depreciação em cada área de avaliação. se a atualização no imobilizado será feita na classe do imobilizado. 2. Selecionar Ação : "Modificar palavras-chave para critério de classificação 1". Os novos nomes serão. Dê duplo clique na Área avaliação "01 Imobilizado em R$". Gravar critério de classificação de 4 po FI OAVA Permitir gerencialmente a leitura dos bens imobilizados em um nível detalhado de subclasse e família dentro das classes. Gravar definições na classe de imobiliza FI SPRO Determinar para as Classes de Imobilizado Projetos.nível" (lupa) -. Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Avaliação geral >Dados do montante 2. respectivamente. Basicamente.Duplo Clique na área 1 e marcar o campo "Todos os valores são permitidos". Permitir ajuste de depreciação positiva ou negativa na conversão de ativo imobilizado para diferenças entre o sistema legado e o SAP OABU 1. page 35 of 99 . 2. 2. 1. Navegação: Clique no ícone "Selec. Definir estruturação de tela de áreas de FI AO21 Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Dados mestre >Estruturação da tela >Definir estruturação de tela de áreas de avaliação do imob. por classe de imobilizado.que conterá os parâmetros para o cálculo como percentual da vida útil. O arquivo anexo apresenta os passos para se alterar nomes de campos standard do SAP na tela. Determinar os parâmetros a serem utilizados para cálculo da depreciação em cada área de avaliação. Determinar utilização de FI "moedas paralel Determinar áreas de avaliação extr FI OABT Para as áreas de avaliação criadas.> Dados de arredondamento.Moeda forte. no cadastro mestre do imobilizado.Clique o ícone Voltar (seta verde) Copiar as chaves de Depreciação e criar nova Chave de Depreciação e associá-las a métodos de cálculo. Renomear os campos de "Critérios de Classificação 1" para "Subclasse de Ativo Imobilizado". Criação de estrutura de tela para todas as classes de imoblizado durante a conversão. Define a forma de arredondamento para as áreas de avaliação de todas as empresas do grupo empresa "x" .

Imobilizado>Operações>D efinir tipos de movimento para ajustes manuais de valor 1. copiando e alterando tipos de movimento para áreas específicas. FI FI OME9 Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Operações >Aquisições >Definir ctg.resid. page 36 of 99 . Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Operações >Capitalizações de imobilizado em andamento >Definir/atribuir perfis de liquidação Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Operações >Definir tipos de movimento para ajustes manuais de valor Cont.exerc. FI SPRO Definir tipos de movimentos para operações internas. imobilizado >Operações >Transferências >Definir 2.) Atenção! Esta configuração deverá ser executada somente para entrada em produção. AO78 FI SPRO Cadastrar os tipos de movimentos criados como os tipos propostos. FI OAVI Definir status de empresa FI SPRO Configuração preliminar para a entrada do sistema em produção.contábil p/pedido de Definir tipos de movimento para baixas Lançar valor contábil residual ao invés FI FI OA02 AO73 Contabilidade financeira>Contabilidade do imobilizado>Dados mestre>Definir substituição. movimento para baixas Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Operações >Baixas >Tratamento contábil de ganhos/prejuízos >Lançar valor contábil residual ao invés de ganho/prejuízo Para as Empresas Grupo empresa "x"-Brasil. Essa configuração só deve ser executada se a entrada do sistema SAP ocorrer no meio do exercício contábil como é o caso do Projeto SAP empresa "x". Determinar período de depr. Definir tipos de movimento para transferências/adquirido.imob. Definir tipos de movimento para transferências/baixado." Definir os campos para prenchimento de conta contábil.lançada (só p FI OAYC Configuração básica para a entrada do sistema em produção para definição do período de depreciação lançado.SPRO Definir Substituição Modif.Imobilizado > Operações > Definir tipos de movimento para ajustes manuais de valor Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Operações >Determinar tipos de movimento propostos Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Operações >Definir tipos de movimento para operações internas Definir a sequência de campos para apresentação dos relatórios do imobilizado. não devendo ser executada para o GOLD. tipos de movimento para transferências 3. ou seja. ou seja de que forma os relatórios do imobilizado serão apresentados. Criar tipos de movimento para transferências internas.cont. Selecionar código de transação e alterar o Tipo de Movimento.classif.contábil p/pedido de imobilizado Selecionar ação de definir tipos de movimentação de baixas. Definir/atribuir perfis de liquidação FI OAAZ Determina-se através desta configuração como deverá ser feita a liquidação de custos a fim de utilizarmos o ativo "Imobilizações em Andamento" para acumular custos e apropriálo futuramente para um ativo imobilizado. Determinar data da transferência/último FI SPRO Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Transferência de dados do imobilizado >Parâmetros para a aceitação >Dados da data >Determinar data da transferência/ültimo exercício encerrado Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Transferência de dados do imobilizado >Parâmetros para a aceitação >Dados da data >Determinar período de depr.val.Conversão Determinar tipos de movimento propostos Definir tipos de movimento para operaçõe Definir variantes de ordenação p/relatór FI AO78 Selecionar ação de limitar tipos movimento. flegar campo "lanç.p/Conversão Definir ctg. Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Operações >Aquisições >Definir tipos de movimento para aquisições Cont.Financeira>Cont. não devendo ser executada para o GOLD.lançada (só p/transf. Selecionar ação "Definir substituição p/modificações em massa" Determinar regras que possibilitem modificar os dados mestre do imobilizado em massa.em massa Definir tipos de movimento para aquisiçõ Definir Tpo Movim. Informar para a empresa o exercício/período de aceitação do imobilizado antigo. Determinar tipos de movimento para serem utilizadas pelas áreas de avaliação de Reavaliação Técnica ADeterminar tipos de movimentos para depreciação extraordinária FI Definir tipos de movimento para ajustes Definir tipos mov. atribuir o perfil de liquidação "IEA Cap. de que forma será feito a entrada da operação e o tipo de movimento para liquidação de ordens.Financeira > Cont. não devendo ser executada para o GOLD.classif. Configuração básica para transporte dos dados de imobilizado do sistema legado para o SAP. Para todas as empresas do grupo empresa "x".em andamento .dur. Definir tipos de movimentos para aquisições.empresa "x"". Criar tipos de movimento para transferências internas com cópia dos tipos de movimento Standard do sistema (300/310/320/330). FI AO74 FI AO72 Determinar lançamento de valor residual em conta de resultado Definir tipos de FI movimento para transfer AO75 Contabilidade financeira >Contabilidade do 1. Determinação da data do transporte dos dados do sistema legado para o SAP Atenção! Esta configuração deverá ser executada somente para entrada em produção. Definir variantes de ordenação para relatórios do imobilizado. Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Sistema de informação >Definir variantes de ordenação p/relatórios do imobilizado Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Transferência de dados do imobilizado >Definir status de empresa Atenção! Esta configuração deverá ser executada somente para entrada em produção. Definição do status atual da empresa em relação à transferência de dados do sistema legado. copiando e alterando Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Operações >Baixas >Definir tipos de tipos propostos. Status 0: transferência de dados encerrada Status 1: transferencia de dados ainda não completa Status 2: em ambiente de teste 1.

na demonstração de resultado. Só é possível realizar substituições nos sub-módulos: FI-AA Ativo Fixo CO Contabilidade de Custo FI-GL/AR/AP Contabilidade Financeira FI-SL Special Ledger CO-PCA Centro de Lucro PS Projetos RE Bens Imobiliários 015010010030 . 5 e 6".Atualizar área de função (pré-requisito para a subst. Se houver necessidade de reiniciar uma conta do razão que está cadastrada como conta de Reconciliação e está sendo utilizada pelo módulo AM. a abertura de contas de despesas por área. Para cada empresa do grupo empresa "x". 4. Os sets podem ser: básicos .. inclusive para poder realizar as eliminações. de Determinação da Área Funcional) Essa configuraçao tem por objetivo habilitar os novos programas criados para atender as regras de validações e substituições da empresa "x". O importante é que todos relacionam-se ao mesmo campo. Também é nesta configuração que o usuário define a mudança a ser realizada.Mão de Obra Indireta ADM .Distribuição CD page 37 of 99 . não devendo ser executada para o GOLD. no cadastro do C.usado para formatação de Reprot Paiter/Writer Contabilidade financeira >Ledgers especiais Nesta configuração é possível definir regras adicionais que tenham que ser cumpridas >Ferramentas >Atualizar para permitir a contabilização de um documento. Desta forma as despesas foram classificadas como segue (ver campo tipo de C. Configuração básica para transporte de dados do sistema legado para o SAP. informar a conta do razão que deve ser reinicializada.): MOD . Difierenciar visão de imobilizado entre as unidades e a AC. de dados . não devendo ser executada para o GOLD.relação de valores possíveis de um determinado campo (Tem que se definir Tabela e Campo) unidimensionais . validação/substituição/regras >Atualizar validação Contabilidade financeira >Ledgers especiais >Ferramentas >Atualizar validação/substituição/regras >Atualizar substituição Substituição é uma configuração que permite substituir o valor de determinados campos.Comercial CD DIST . Configuração para transformar as contas dos imobilizados em contas de reconciliação do SAP.Administrativo COML .Comercial CDCM . 3. Determinar visões de áreas de avaliação FI AO92 Para todas as áreas de avaliação. Nesta configuração define-se as restrições que devem ser cumpridas para realizar a substituição.conjunto de campos e/ou sets básicos.SPRO Aceitar áreas de moeda FI estrangeira OAYD Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Transferência de dados do imobilizado >Parâmetros para a aceitação >Opções >Aceitar áreas de moeda estrangeira Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Preparação de produção >Administração de autorizações >Visões do imobilizado >determinar visões de dados mestre Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Preparação de produção >Administração de autorizações >Visões do imobilizado >Determinar visões de áreas de avaliação Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Preparação de produção >Início produtivo >Definir contas de reconciliação Contabilidade financeira >Contabilidade do imobilizado >Preparação de produção >Início produtivo >Reinicializar contas de reconciliação Marcar áreas de avaliação para aceitação de dados na conversão de moedas estrangeiras.C. 5 e 6". para definir um grupo de contas de eliminação etc. Determinar visões de dados mestre FI AO91 Na coluna "Visão2". Esta configuração não é obrigatória.C. Atualizar user-exits dependentes de mand Atualizar sets FI GCX2 Contabilidade financeira >Ledgers especiais >Opções globais >User exits >Atualizar user-exits dependentes de mandante Contabilidade financeira >Ledgers especiais Sets ("Conjuntos" em inglês) são listas que se pode ser estabelecidas para ser usadas >Ferramentas >Atualização de set >Atualizar sets em outras configurações. Diferenciar visão de imobilizado entre as unidades e a AC. Reinicializar contas de reconciliação FI OAMK Atenção! Esta configuração deverá ser executada somente para entrada em produção. ao confeccionar um Report Painter/Writer. definir "2" para a "Visão de Imobilizado: 1". Validações. Definir contas de reconciliação FI OAK5 Atenção! Esta configuração deverá ser executada somente para entrada em produção. com exceção da área 21. com "2" para a "Visão de Imobilizado: 1 e 2" e "1" para a "Visão de Imobilizado: 3.Mão de Obra Direta MOI . Executar customizing para todas as empresas empresa "x" .Distribuição CDDI . e "1" para a "Visão de Imobilizado: 2. multidimensionais . esta transação desmarca a informação da conta do razão. colocar número 2 para todas as linhas. CO GS02 Atualizar validação FI GGB0 Atualizar substituição FI GGB1 Esta configuração foi usada para os seguintes casos: 1) Determinação da Área Funcional É necessário na Consolidação.conjunto de campos e/ou sets básicos relativos a mais de um campo da mesma tabela. Os sets podem ser usados nas regras de condições de Substituições.Brasil. 4..

00 - Definir data valor empresa FI OT01 Tesouraria >Administração de caixa >Configuração >Definir data valor empresa Esta parametrização é responsável pela sugestão de data no campo Data Valor.9999 . Saída de lista: Marcar Em seguida. mas será explorado em outor COE.(-)Transporte do Resultado = R$ 249.tesouraria FI OT05 Tesouraria >Administração de caixa >Configuração >Definir símbolos de origem Tesouraria >Administração de caixa >Dados mestre >Conta terceiros >Definir nív.tesouraria FI OT13 Tesouraria >Administração de caixa >Dados mestre >Conta terceiros >Definir grupos prev. B".Contas a Receber. Os níveis de Tesouraria para Clientes terão como sigla a letra C de clientes e uma letra conforme o grupo de clientes.Contas a Pagar ou Bancos) de cada lançamento na Posição de Caixa.000. FI OT14 Definir grupos prev. uma vez que não permite executar em Background. Definir quantos e quais níveis de Tesouraria serão apresentados no Fluxo do TR-CM. Este roteiro mostra os passos para cadastramento das origens dos lançamento efetuados no TR-CM (A/R . O campo GrpPrevisTesour é obrigatório para o Cadastro de um Fornecedor ou Cliente. e possibilita a associação aos níveis de Tesouraria. com dois caracteres para cada Nível de Tesouraria. e também. Quando o campo estiver em branco. Exemplo . Documentos implantados no A/P. Agrupar Clientes e Fornecedores em categorias.9999 . O Grupo de Tesouraria para Clientes virá através do Cadastro do Cliente no SAP. todos os clientes e fornecedores lcom características comuns. Utilizar o arquivo anexo para complementar a configuração Definir símbolos de origem Definir nív. Entrada e Saída de Pagamentos. Sociedade: Código da Sociedade no LC Exercício: Ano Do período: Mês Até período: Mês Extenção dos dados a eliminar: Tabela de totais = marcar Partida individual = marcar Partidas individuais planejadas: marcar Verificar tabela de índice: desmarcar Execução teste: Quando marcado executa em teste. Serão relacionados os documentos que serão transferidos para o módulo de LC. Caminho: SE38 ou SA38 > Informar o programa: RGUDEL00 Executar > Ledger: B0 ou outro se for o caso Tipo de registro: 0 (zero) Versão: 1 Empresa: Não informar nada.Transporte de resultado da Sociedade 81 2508.SPRO Eliminar dados de movimento FI GCDE Contabilidade financeira >Ledgers especiais >Ferramentas >Eliminar dados de movimento Informamos que a principio nâo deverá seu utilizada a transação GCDE. A/P . executar em Background. E para os Avisos de Tesouraria BE para Pagamento de Empréstimos e BR para Recebimento de Empréstimos. toda vez que o transporte de resultado acumulado "ITEM CONTRO.de prev. O período contábil no Módulo de FI-Gl. Temos como Pré Requisito que todas as Evitar que a data valor não seja informado pelo sistema. O campo 'data valor' deverá estar sem o flag para que não seja sugerido a data valor pelo sistema.de prev. O sub-módulo de tesouraria utilizará este nível para alocar a movimentação dos clientes e fornecedores em suas previsões. por estar com problemas na execução.tesouraria Esta configuração cria os Grupos de Previsão de Tesouraria. que nos orientou executar um programa como opção. possibilitando assim uma visão sumarizada dos grupos no TR-CM. Os Níveis de Tesouraria para Bancos terão como sigla G + AlfaNumérico para cada um dos bancos. Ex. permitindo a rastreabilidade das previsões diárias de caixa apresentadas no modelo Standard do SAP. Para Fornecedores será responsabilidade da Equipe de FI. E para Avisos de Tesouraria será KF. forçando a entrada da data valor Empresas do Mandante estejam correta pelo usuário. Efetua a deleção do banco de dados de saldos contábeis transferidos do módulo contábil FI-GL para dentro do módulo de consolidação FI-LC. já o campo Níveis de Previsão de Tesouraria deve ser informado nas contas contábies de cada Banco. tanto de Clientes como Fornecedores. Teremos também um Nível de Previsão de Tesouraria CA para os Adiantamentos. deverão pertencer ao mesmo grupo. campo obrigatório no cadastro de Clientes e Fornecedores. assim como associar os Grupos de Previsão de Tesouraria aos Níveis de Tesouraria. na transação OC55. A/R. pela EG. Os Níveis de Tesouraria para Fornecedores terão como sigla a abreviação do Grupo de Fornecedores. não estiver fechando . para todos os documentos que tenham influência no TR-CM (sub-módulo de FI Tesouraria). Foi aberto chamado na SAP. Deverá ser executada a transação. deverá estar Bloqueado. Como regra básica. cuja função é consolidar os GrpPrevisTesour. Os balanços deverão estar fechados. E para Avisos de Tesouraria será DD. Esta parametrização é responsável pela inclusão dos Níveis de Previsão de Tesouraria.Resultado Liquido do Periodo = R$ 250. Quando o campo CnT está flegado. ou seja estiver desbalanceado. Foi criada uma abreviação . cadastradas.000. é possível alterar a Data Valor e o Nível de Tesouraria apresentada nos documentos de FI. o programa irá executar efetivamente.PROV. page 38 of 99 .00 3999.tesouraria Esta configuração orienta o sistema para a captura dos dados nos módulos em operação no SAP. assim como os Avisos de Tesouraria de Pagamento e Recebimento e os Saldos dos Bancos.

SPRO

Definir título de conta na FI tesouraria

OT16

Tesouraria >Administração de caixa >Estruturação >Definir título de conta na tesouraria Tesouraria >Administração de caixa >Estruturação >Classificações >Atualizar estrutura Tesouraria >Administração de caixa >Estruturação >Tesouraria manual >Definir intervalos de numeração Tesouraria >Administração de caixa >Estruturação >Tesouraria manual >Definir tipos de fluxo de caixa Tesouraria >Administração de caixa >Estruturação >Níveis de operações do Razão Especial >Cliente >Definir solicitação de adiantamento Tesouraria >Administração de caixa >Estruturação >Níveis de operações do Razão Especial >Fornecedor >Definir solicitação de adiantamento Tesouraria >Administração de caixa >Ferramentas >Preparar início produtivo e estrutura de dados Controlling >Controlling geral >Organização >Atualizar área de contabilidade de custos

Esta configuração associa Conta Contábil de Banco com Banco, Unidade e o Tipo de Conta Bancária. Conta Movimento - será conciliada com o extrato Contas Entrada e Saída - contas transitórias de conciliação, internas ao SAP. Esta parametrização é responsável pela definição da Estrutura de Consulta, pela Tesouraria, a posição de caixa diária, no Curtíssimo Prazo, formada por Bancos, Clientes e Fornecedores. Esta configuração define um intervalo de numeração para os lançamentos manuais na Tesouraria (Avisos). Esta configuração nos permite criar identificações de Avisos de Tesouraria (Partidas memo que não serão contabilizadas, mas fazem parte da posição projetada do caixa). O objetivo desta configuração é garantir que os Adiantamentos realizados pelos clientes sejam alocados na Posição de Caixa.

Cadastro dos Dados Mestre das Contas Contábeis para Bancos.

Denominar cada Conta Contábil de Banco - Movimento, Entrada e Saída, por unidade, para consultas pela Tesouraria, através da Posição Diária de Bancos. Esta configuração cria nomes para as contas contábeis de forma a simplificar o entendimento pela tesouraria. Por esta configuração é definido como e o que será visualizado pela Tesouraria, através dos sub-módulos de FI (AR + AP + GL). É possível a criação de várias estruturas, conforme a necessidade de visualização ou modelo desejado. Intervalo criado para permitir lançamentos manuais na Tesouraria, gerando um número de documento para cada aviso implantado. Utilizar o arquivo anexo para complementar a configuração

Atualizar estrutura

FI

SPRO

A criação dos Grupos de Previsão de Tesouraria. Estar cadastrado o Dado Mestre da Empresa, conforme arquivo anexo.

Definir intervalos de numeração

FI

OT20

Definir tipos de fluxo de FI caixa Definir solicitação de adiantamento FI

OT21

Permitir agendar pagamentos ou recebimentos externos ao SAP, nos respectivos Grupos e Os níveis de tesouraria, grupos de previsão e títulos de conta deverão estar Níveis de Tesouraria e Bancos. parametrizados. A criação das correlações das Contas do Esta configuração fará a amarração das Baixas realizadas no Razão Especial para alocação no Fluxo de Caixa Standard. Razão do Plano Contábil estar associada a uma Conta do Razão Especial.

OBXR

Definir solicitação de adiantamento

FI

OBYR

O objetivo desta configuração é garantir que os Adiantamentos realizados para A criação das correlações das Contas do Esta configuração fará a amarração das Baixas realizadas no Razão Especial para alocação no Fluxo de Caixa Standard. fornecedores, funcionários e entre empresas associadas sejam alocados na Posição de Razão do Plano Contábil estar Caixa. associada a uma Conta do Razão Especial. Esta configuração garante que as movimentações das demais aplicações sejam encaminhadas para a Administração daTesouraria, respeitando as configurações incluídas. Configurações Gerais do Sub Módulo de Tesouraria. Estabeler quais as funcionalidades do SAP CO que serão utilizadas na área de contabilidade de custos. Estaremos ativando os módulos de Contabilidade de Centro de custo / Ordens Internas (c/ Adm. de Compromisso) e Custeio de Produção e Contabilidade Centro de Lucro.

Preparar início produtivo FI e estrutura de Atualizar área de contabilidade de custo CO

FDFD

OKKP

Posicionar na área de contabilidade de custos AC01 - Área de Controle 01. Criação da ACC (COE 015010015010) Dar duplo clique em cima dela. Na próxima tela, preencha: Hierarq.stand.CenCst: STDCC. O sistema enviará mensagem, informando que o grupo de centros de custo não existe, e se deve ser criado. Aceite. Informe como descrição = Hierarquia standard centros de custo AC01. Volte uma tela (com a seta verde). Selecione a área de contabilidade de custos AC01. Clique em selecionar nível (ícone lupa) ao lado de "Ativar componentes/código de controle"; preencha a tela seguinte conforme abaixo.

Atualizar intervalos de numeração para d Atualizar versões

CO

KANK

Controlling >Controlling geral >Organização Entrar na transação, Clique no botão Copiar, preencha : De 0001 para AC01 e tecle >Atualizar intervalos de numeração para docs.CO Enter. Controlling >Controlling geral >Organização >Atualizar versões Alterar o texto da versão 0 (Zero) para Meta (planejado/real) Selecionar a versão 0 e clicar no botão lupa no quadro Navegação em Opções na área de contabilidade de custos Clicar em Salvar

Criaçõ da ACC (COE 015010015010)

Definir as sequencias de numeração que serão utilizadas nas diversas operações do CO. Estaremaus utilizandos o mesmo intervalo de numeração sugerido pelo SAP. Área de Controle 0001. Foram criadas as seguintes versões: NM - Rascunho Meta, esta versão é liberada para que alguns usuários façam o seu planejamento em caráter experimental, até a transferência definitiva para versão 0 (zero) Meta Planejada/Real T - Tendência, o realizado será copiado para esta versão no encerramento do mês, para verificar a tendência de fechamento do OBZ anual NT - Rascunho Tendência, esta versão é liberada para que alguns usuários façam as modificação que julgarem necessárias com base no realizado do mês anterior, até a transferência definitiva para versão T (Tendência) N1 - Negociado 1 - Nesta versão constará uma previsão atualizada para o mês seguinte + 1, com base no realizado do mês anterior. NN1 - Rascunho Negociado 1 - Esta versão é liberada, ao início de cada mês, para que alguns usuários façam as modificação que julgarem necessárias até a transferência definitiva para a versão N1 N2 - Negociado 2 - Nesta versão constará uma previsão atualizada para o mês seguinte + 2, com base no realizado do mês anterior. NN2 - Rascunho Negociado 2 - Esta versão é liberada, ao início de cada mês, para que alguns usuários façam as modificação que julgarem necessárias até a transferência definitiva para a versão N2 A modificação do centro de lucro de uma ordem interna deve apenas emitir uma mensagem de aviso, e não um erro, conforme standard do sistema. Validar lançamentos em contas contábeis: algumas contas contábeis só podem aceitar lançamentos para alguns tipos de centros de custos

CO

OKEQ

Modificar controle de mensagens Definir validação

CO

OBA5

Controlling >Controlling geral >Modificar controle de mensagens Controlling >Controlling geral >Lógica de classificação contábil >Definir validação

Ao entrar na aplicação, informar Área Funcional = KO Clicar o botão Novas entradas. Preencher a tela conforme abaixo:

CO

OKC7

page 39 of 99

SPRO

Definir opções preliminares

CO

OKB2

Controlling >Contabilidade de custos e de classes Informar o plano de contas PCAB - Plano de contas - projeto Pinguim 2000. Teclar Criação das contas do razão (COE de receita >Dados mestre >Classes de custo <ENTER>. Na próxima tela, informar dados conforme planilha em anexo. Clicar o botão 025015010010015025055) >Criar automaticamente classes de custo <SALVAR>. primários e secund. >Definir opções preliminares

Esta configuração tem por objetivo a criação em massa automática das classes de custos a partir do momento em que as contas do razão tiverem sido cadastradas. Estaremos determinando os tipos de classe de custo para intervalos de contas do razão. Serão os seguintes intervalos para classes de custos criados: Classes iniciadas por 3001 até 3005 - Receitas Classes iniciadas por 3006 até 3008 - Deduções de receitas (descontos incondicionais) Classes iniciadas por 3009 até 3010 - Custos primários (descontos concedidos como bonificação em produtos) Classes iniciadas por 3011 até 3041 - Deduções de receitas (impostos) Classes iniciadas por 3050 até 3053 - Deduções de receitas (são as contas de CPV) Classes iniciadas por 3090 - Custos primários (são as contas de diferenças de preço, que serão lançadas num centro de custos dummy do tipo produtivo) Classes iniciadas por 31 até 33 - Custos primários (são as contas de despesas - 31, mais as contas de detalhamento dos gastos com imobilizado: 32) Classes iniciadas por 34 - Custos primários (são as contas de despesas financeiras, que serão lançadas num centro de custos dummy, do tipo administrativo) Classes iniciadas por 98 - classes usadas somente para planejamento

Gerar pasta batch input CO

OKB3

Controlling >Contabilidade de custos e de classes de receita >Dados mestre >Classes de custo >Criar automaticamente classes de custo primários e secund. >Gerar pasta batch input

Informar Área de contabilidade de custos = AC01 Informar data de validade a partir da qual as classes serão criadas (na criação inicial para a empresa "x", 01.01.2000) Manter a data de validade final em 31.12.9999. Nome da pasta = GERACLASSE Clicar no botão EXECUTAR. Será mostrada uma lista com todas as classes de custos que serão geradas. Verificar a lista. Voltar com a seta verde.

Definir opções preliminares para a pasta A partir da seleção das classes de custo a serem criadas e do seu tipo, definidas como opções preliminares, gerar uma pasta batch-input para a criação automática em massa, batch input (035015015010010010) com um nome e a ACC em que devem ser criadas

Executar pasta batch input

CO

SM35

Controlling >Contabilidade de custos e de classes Informar o nome da pasta = GERACLASSE Selecionar todos os status de pasta. Clicar no botão Síntese. de receita >Dados mestre >Classes de custo >Criar automaticamente classes de custo primários e secund. >Executar pasta batch input Controlling >Contabilidade de custos e de classes Criar o grupo de classe de custo HVBZPLANEJ - conforme planilha em anexo no de receita >Dados mestre >Classes de custo registro 1 >Criar grupos de classes de custo Criar o grupo de classe de custo HVBZ - confome planilha em anexo no registro 2 Criar o grupo de classe de custo 3-CUSTOS - conforme planilha em anexo no registro 3 Criar o grupo de classe de custo 3-INVEST - conforme planilha em anexo no registro 4 Criar o grupo de classe de custo DRE, DRE1A, DRE1V,DRE1D - conforme planilha em anexo no registro 5

Gerar pasta batch input (COE 035015015010010015)

Executar a pasta batch input para criação automática em massa das classes de custos a partir da criação das contas do razão.

Criar grupos de classes CO de custo

KAH1

Modificar bibliotecas

CO

GR22

Controlling >Contabilidade de custos e de classes Selecionar Biblioteca > 1VK Clicar > Cabeçalho de receita >Sistema info >Relatórios Clicar > Caracteristica personalizados >Atualizar bibliotecas Procurar na lista os nomes BUKRS E GSBER Flegar os nomes > BUKRS e GSBER Numerá-los com as sequências 24 para BUKRS e 25 para GSBER Gravar

page 40 of 99

SPRO

Criar Relatórios

CO

GRR1

Controlling >Contabilidade de custos e de classes Criação dos Relatórios de receita >Sistema info >Relatórios OBZ-001 Pacote Real Mês/Mês Record 1 personalizados >Criar relatórios OBZ-002 Pacote Planejada Mês/Mês Record 1 OBZ-003 Pacote Versões Record 2 OBZ-004 Pacote 2 Versões Real x Planejada Record 3 OBZ-005 Pacote 2 Versões Planejada x Planejada Record 3 OBZ-006 Entidade Pacote Real Mês/Mês Record 4 OBZ-007 Entidade Planejada Mês/Mês Record 4 OBZ-008 Entidade Versões Record 5 OBZ-009 Entidade 2 Versões Real x Planejada Record 6 OBZ-010 Entidade 2 Versões Planejada x Planejada Record 6 OBZ-011 Relatório por Tipo de Despesas Real Record 7 OBZ-012 Relatório por Tipo de Despesas Planejada Record 7 RPV1 a RPV12 - Relatótio do Exercício por Versão Record 8 DRE - Demonst Resultado Exercício Record9 DRECOMP - Demonst Resultado Exercício Compar Record9 DREMARG - Demonst Resultado Exercício Margem Record9 Em arquivo Word anexo . Criação dos Grupos de Relatórios OBZ1 Biblioteca 1VK Descrição do relatório -> OBZ Pacote Real Mês/Mês Clicar em > Relatório Entrar com o Relatório > OBZ-001 Clicar em > Cabeçalho Clicar em > Gravar Grupo de Relatório > Modificar > Cabeçalho Clicar em > Configurar Clicar em > Inserir Linha > Outra Ctg relatório Opção > TR Código da transação > entrar com KSB1 (para relatórios com valores reais) entrar com KSBP(para relatórios com valores planejados, todas as versões) (Poderá um grupo de relatório ter os dois tipos de transações) Clicar em > Enter > Gravar > Gravar Criar os grupos Relatório OBZ2 - OBZ Pacote Planejado Mês/Mês OBZ-002 OBZ3 - OBZ Pacote Versões OBZ-003 OBZ4 - OBZ Pacote 2 Vers. RealxVersão OBZ-004 OBZ5 - OBZ Pacote 2 Vers. VersãoxVersão OBZ-005 OBZ6 - OBZ Entidade Real Mês/Mês OBZ-006 OBZ7 - OBZ Entidade Planejado Mês/Mês OBZ-007 OBZ8 - OBZ Entidade Versões OBZ-008 OBZ9 - OBZ Entidade 2 Vers. RealxVersão OBZ-009 OZ10 - OBZ Entidade 2 Vers. VersãoxVersão OBZ-010 OZ11 - OBZ Relatório por Tipo Despesas Real OBZ-011 OZ12 - OBZ Relatório por Tipo Despesas Planej. OBZ-012 Efetuar o mesmo procedimento para os relatórios RPV RPV1 - Rel Exer.Versão-Jan RPV-001 RPV2 - Rel Exer.Versão-Fev RPV-002 RPV3 - Rel Exer.Versão-Mar RPV-003 RPV4 - Rel Exer.Versão-Abr RPV-004 RPV5 - Rel Exer.Versão-Mai RPV-005 RPV6 - Rel Exer.Versão-Jun RPV-006 RPV7 - Rel Exer.Versão-Jul RPV-007 RPV8 - Rel Exer.Versão-Ago RPV-008 RPV9 - Rel Exer.Versão-Set RPV-009 RV10 - Rel Exer.Versão-Out RPV-010 RV11 - Rel Exer.Versão-Nov RPV-011 RV12 - Rel Exer.Versão-Dez RPV-012 Criação dos Grupos de Relatórios DRE1 Biblioteca 8A3 Descrição do relatório -> Demonst.Resultado Exercício Clicar em > Relatório Entrar com o Relatório > DRE Clicar em > Cabeçalho Clicar em > Gravar page 41 of 99 Grupo de Relatório > Modificar > Cabeçalho Clicar em > Configurar Clicar em > Inserir Linha > Outra Ctg relatório

Tcoe 035015030025050 Variáveis

Atualizar grupos de relatórios

CO

GR51

COES 035015030025025 e 035020020045025025

80110 BRL $1. P.00 --> USD $1.Período Anterior Tabela > GLPCT Nome do Campo > RPMAX Descrição > Período Atual Valor proposto > 0001 Gravar O mesmo procedimento para PERANTE Criação das variáveis EXATUAL.SPRO Criar variáveis CO GS11 Atualizar tipos de centro CO de custo OKA2 Controlling >Controlling de custos indiretos >Contabilidade de centros de custo >Dados mestre >Centros de custo >Atualizar tipos de centro de custo Controlling >Controlling de custos indiretos >Contabilidade de centros de custo >Dados mestre >Centros de custo >Atualizar grupos de centros de custo Atualizar grupos de centros de custo CO KSH1 Criação das variáveis AVER1 Versão 1 e AVER2 Versão 2 Tabela > CCSS Nome do Campo > VERSN Descrição Versão 1 Valor proposto > 0 Gravar O mesmo procedimento para AVER2 Criação das variáveis DADIVIS . Montar a estrutura conforme planilha anexada no Registro 2. etc. alterando algumas descrições. Grupo O mesmoestrutura conforme planilha anexada no Registro 1. Salvar.98790 Definir todos os Tipos de centro de custo que serão utilizadas nas visão contábil e que operações poderão ser realizadas em cada um deles. Mediante esta tabela as conversões dos documentos contábeis serão convertidas.Até Divisão Tabela > CCSS Nome do Campo > GSBER Descrição > Da Divisão Valor proposto > 0001 Gravar O mesmo procedimento para ATEDIVI Criação das variáveis DAEMPR . Montar a estrutura conforme planilha anexada no Registro 3. Utilizamos os códigos sugeridos pela SAP .00 --> UFIR $0.Exercicío Anterior Tabela > GLPCT Nome do Campo > RYEAR Descrição > Exercício Atual Valor proposto > 0001 Gravar O mesmo procedimento para EXANTER Fazer o das variáveis DADIVTipos Divisão de custo.ex. Nesta tela deverá ser configurada as taxas de cambio diária das moedas. Entrar novamente na transação. page 42 of 99 .Da de centro e ATEDIV . Montar a procedimento para ATEDIV Entrar novamente na transação.Até Empresa Tabela > GLPCT Nome do Campo > RBUKRS Descrição > Da Empresa Valor proposto > 0001 Gravar O mesmo procedimento para ATEEMPR Criação das variáveis PERATUA.Da Empresa e ATEEMPR . Digitar no Grupos Centros custo : R001CONTAB e confirmar a criação do Grupo na Área AC01. Salvar. Tabela > GLPCT Nome do Campo > GSBER Descrição > Da Divisão Valor proposto > 0001 Entrar na transação. Digitar no Grupos Centros custo : HCONTAB e confirmar a criação do Grupo na Área AC01. conforme Divisão Criação cadastramento dos .Da Divisão e ATEDIVI . para a paridade de um para um: BRL $1.Até abaixo. Indexadas e Forte.Exercício Atual e EXANTER .Período Atual e PERANTE . Digitar no Grupos Centros custo : HOBZ e confirmar a criação do Criação da ACC (COE 015010015010) Gravarna Área AC01. Salvar. Permitir a visualização de todas as informações do Módulo COCCA na visão OBZ e na visão contábil Definir taxas de câmbio CO OB08 Controlling >Controlling de custos indiretos >Contabilidade de centros de custo >Planejamento >Opções globais >Definir taxas de câmbio A taxa de cambio deverá ser informada diariamente pela cotação oficial da moeda com as quais a empresa ira trabalhar. Lançamentos reais / planejados / quantidades.

caract. Na próxima tela. Apenas a AC terá acesso às versões definitivas.C.SPRO Atualizar versões CO OKEV Controlling >Controlling de custos indiretos >Contabilidade de centros de custo >Planejamento >Opções globais >Atualizar versões Selecionar a ação Criar grupos de autorização para versões. respectivamente. Clique o botão Voltar. O layout VBZ dá uma visão do planejado por VBZ e por NBZ. uma vez que os lançamentos reais estão permitidos somente para a versão 0 (zero) Também na versão 0(zero) é hablilitado a opção WIP.de classes custo Criar Layout de Planejamento para planejamento de classe de custo Nome > DETALHE Descrição > Detalhado por C. Selecione a ação Atualizar Versões. uma coluna de Total. Cambio foi selecionada a opção "P" para permitir a visualização de dados ou relatórios na moeda Standard da área de contablidade de custos Foi omitida a data valor para possibilitar a conversão pela taxa de câmbio do primeiro dia útil do mês. planejam.C. As versões rascunho serão ligadas a um único grupo de autorização (as áreas poderão planejar em todas as versões rascunho). Clicar em > Tela Básica Clicar em > Processar > Seleções Gerais > Exibir/modificar Selecionar os ítem > Versão > Exercício Contábil > Centro de Custo > Moeda da Transação Clicar em > Enter Posicionar o cursor em > Versão e clicar em > Variáveis ON/OFF Posicionar o cursor em > Exercício e clicar em > Variáveis ON/OFF Posicionar o cursor em > Grupo no C. Cada uma das versões definitivas foi ligada a um grupo de autorização. uma vez que não terão lançamentos reais A opção Integr. Crie as seguintes entradas: 0003 . para permitir o calculo da variação dos produtos em elaboração. O layout Detalhado dá uma visão do planejado das Classes de Custos por Centro de Custo ou por um Grupo de Centro de Custo. Ambos possuem colunas dos meses de Janeiro a Dezembro e no final. Clique no botão Novas entradas. Criar layouts de planejamento para plane CO KP65 Controlling >Controlling de custos indiretos >Contabilidade de centros de custo >Planejamento >Planejamento manual >Layout de planejamento definido pelo usuário >Criar layouts de planejamento para planej. Clicar em > Enter Clicar duas vezes em > Coluna Chave Selecionar o ítem > Classe de Custo Clicar em > Enter Eliminar o asterísco de > Classe de Custo Posicionar o cursor em > ou Grupo Clicar em > Variáveis ON/OFF Clicar em > Enter Em Atualizar Textos clicar em > Enter Selecionar o ítem Valor caracterís.Negociado 2 Clique o botão Salvar. val.Negociado 1 0005 . Preencha o campo GrAu com os valores abaixo para cada uma das versões: Versão 0 N1 N2 NM NN1 NN2 NT T Salve. nas demais versões esta opção não é permitida. . esta hablitada paara permitir a transmissão de dados para outras aplicações Na opção Cg. Selecionar a versão de planejamento N1 e clicar em Opções por exercício. Preencher os textos Breve > Detalhado Descr > Planejamento Detalhado por C. Selecionar 22 para > Comprimento do texto Clicar em > Enter Clicar duas vezes em > Coluna 1 Selecionar o ítem > Custos Planejados totais em moeda objeto Clicar em > Enter Selecionar o ítem > Período Planejado page 43 of 99 Clicar em > Enter Entrar com o Período > 1 Clicar em > Enter Foram criados dois layout para planejamento das Classes de Custo: Detalhado e VBZ. escolher Novas Entradas. GrAu 0002 0004 0005 0001 0001 0001 0001 0003 Necessário versões do Planejamento estarem criadas conforme COE ID 035010010020 As versões N1 N2 NT NN1 NN2 NM T estão bloqueadas para lançamento reais. e clicar em > Variáveis ON/OFF Preencher > Moeda Transação com BRL Clicar em > Enter Clicar duas vezes no quadro azul > detalhado por C.Tendência 0004 .C. altere as denominações dos grupos 0001 e 0002 para Versões rascunho e Meta. e denominação Clicar em > Enter Selecionar 8 para > Comprim.C. Clique a barra de rolagem. Na próxima tela.

val. Selecionar 20 para > Comprimento do texto Clicar em > Enter Clicar duas vezes em > Coluna 1 Selecionar o ítem > Valor planejado Atual Clicar em > Enter Selecionar o ítem > Período Planejado Clicar em > Enter Entrar com o Período > 1 Clicar em > Enter Em Atualizar texto > Breve entrar com o mês de Janeiro Clicar em > Copiar texto breve e > Enter Posicionar o cursor ao lado direito do mês de Janeiro e clicar duas vezes Selecionar o ítem > índices com características Clicar em > Enter Selecionar o ítem > Período Planejado Clicar em > Enter Entrar com o Período > 2 Clicar em > Enter Em Atualizar texto > Breve entrar com o mês de Fevereiro 44 of 99 page Clicar em > Copiar texto breve e > Enter Repita o mesmo processo para os meses de Março à Dezembro Após inserir o último mês clicar duas vezes ao lado direito de Dezembro Foi criado um layout para planejamento por Índices Estatísticos para facilitar a entrada dos dados e uma melhor visualização destes índices.d KP75 Controlling >Controlling de custos indiretos >Contabilidade de centros de custo >Planejamento >Planejamento manual >Layout de planejamento definido pelo usuário >Criar layouts de planejamento p/planej. já que no layout irá aparecer todos os centros de custos mês a mês . qual o volume que cada centro de custo produzirá e qual é a sua tarifa. isto é.de tipos atividade Criar layout de planejamentop/planej de tipo de atividade Nome > ATIV Descrição > Plan por Tipo de Ativid Preencher o Modelo > 1-201 Clicar em > Tela Básica Clicar duas vezes no quadro azul > Plan por Tipo Ativid Preencher com os títulos Breve > Atividade Descr > Planejamento por Tipo de Atividade Clicar em > Enter Selecionar o título > Capacidade Clicar na lixeira para excluir > Capacidade Selecionar o título > CD Clicar na lixeira para excluir > CD Clicar duas vezes em >Tarifa Fixa Em índices > Tarifa planej fixa em moeda objeto Alterar o texto para > Tarifa planej fixa em moeda objeto Clicar duas vezes em > Tarifa Variavel Em índices > Tarifa planej variavel em moeda objeto Alterar texto para > Tarifa planej variavel em moeda objeto Clicar em > Gravar Foi criado um layout para Planejamento por Tipo de Atividade : ATIV O layout ATIV dá uma visão do planejado por Tipo de Atividade. e clicar em > Variáveis ON/OFF Clicar em > Enter Clicar duas vezes no quadro azul > Plan por Indice Est Preencher os textos Breve > Índices Descr > Planejamento por Índices Estatísticos Clicar em > Enter Clicar duas vezes em > Coluna Chave Selecionar o ítem > Centro de Custo Clicar em > Enter Eliminar o asterísco de > Centro de Custo Posicionar o cursor em > ou Grupo Clicar em > Variáveis ON/OFF Clicar em > Enter Em Atualizar Textos clicar em > Enter Selecionar o ítem > Valor caracterís.SPRO CO Criar layouts de planejamento p/planej. e denominação Clicar em > Enter Selecionar 10 para > Comprim. Criar layouts de planejamento p/planej.í CO KP85 Controlling >Controlling de custos indiretos >Contabilidade de centros de custo >Planejamento >Planejamento manual >Layout de planejamento definido pelo usuário >Criar layouts de planejamento p/planej.índices estatísticos Criar Layout de Planejamento para planejamento de índices estaísticos Nome > INDICES Descrição > Plan por Indice Est Clicar em > Tela Básica Clicar em > Processar > Seleções Gerais > Exibir/modificar Selecionar os ítem > Versão > Exercício Contábil > Índices Estatísticos Clicar em > Enter Posicionar o cursor em > Versão e clicar em > Variáveis ON/OFF Posicionar o cursor em > Exercício e clicar em > Variáveis ON/OFF Posicionar o cursor em > Grupo Índices Estat. caract.

clicar no botão "detalhe por divisão/area de >Atualizar determinação automática de VPACFRET avaliação".SPRO Atualizar perfis do planejador próprios CO KP34 Atualizar determinação automática de cla CO OKB9 Criar Perfil de Planejador Clicar em > Novas Entradas Preencher > Perfil com CC001 e descr com Planejamento CC Administr. Clicar em > Enter Selecionar o Perfil clicando no quadro ao lado de CC001 Clicar em > --> Controlling Geral Clicar em > Novas Entradas Em Área de Planejamento abrir o Campo de Pesquisa Selecionar o ítem > Centros cst. onde o planejador pode optar por um desses dois layout. NT.:classes cst/consumo ativ Clicar em > Enter Em CvDM e CDQt preencher com > 2 Selecionar a área de planejamento clicando no quadro ao lado de Centro cst. preencher os campos "Div" e "Centro cst". Comerciais e Distrib. no campo "Clas. exclusivamente aos centros de custo coletores de CPVe das classes de custos de Outras contas componentes do resultado. VPACCONT Após a criação de todas as VBZ desflegar de todos o ítem > Sobre Voltar ao ítem --> Controlling Geral Clicar em > Novas entrada Em > Área de planejamento abrir a pesquisa Selecionar > Centro de custo : índices estatisticos Clicar em > Enter Selecionar o ítem > Centro de custo : índices estatisticos Clicar em > Layouts do controlling Clicar em > Novas entradas Entrar com > Itm 1 e Layout INDICES e flegar > Sobre Clicar em > Enter e > Gravar Voltar até a tela de > Perfis de Planejador Selecionar CC001 Clicar em > Copiar como.: atividades/tarifa Clicar em > Layouts do controlling page 45 of 99 Clicar em > Novas entradas Preencher > Itm com 1 e > Layout com ATIV Clicar em > Gravar Controlling >Controlling de custos indiretos >Contabilidade de centros de custo >Planejamento >Planejamento manual >Atualizar perfis do planejador próprios Necessários os COE ID 035020010025020010010 035020010025020010015 035020010025020010020 Foram criados dois perfis de planejador: CC001 e CC002. Custo" digitar o número da classe de custo. Pode ser feito planejamento em todas as versões NM. um mais detalhado e outro já configurado para cada lançamento por Pacote Os índices estatísticos está com o layout Standard do SAP O perfil CC002 segue o mesmo processo do CC001. Clicar no botão "Novas Entradas".. clicar no botão localizado ao VPACINFO lado esquerdo do campo "Empr". só está incluido o perfil por Atividade Criação da ACC (COE 015010015010) Criação das Classes de Custos (COE 035015015010015) Criação dos Centros de Custos (COE 035020010020010030) Determinar a contabilização das classes de custo de prejuízo com distribuição. exclusivamente aos centros de custo coletores de outras contas de resultado. classificação contábil VPACCFIN clicar no botão "Voltar". Clicar em --> Layouts de Controlling Clicar em > Novas Entradas Em > Itm entrar com 1 Em > Layout abrir o campo de pesquisa e selecionar DETALHE e click duas vezes Clicar em > Enter e > Voltar Clicar em > Novas Entradas Em > Itm entrar com 2 Em > Layout abrir o campo de pesquisa e selecionar VBZ e click duas vezes Clicar em > Enter Selecionar > Itm 2 e clicar em > --> Parametrização preliminar Selecionar em > Grupo de Classe de Custo o pacote > VPACGENT Clicar em > Salvar > Voltar Na tela de > Informação clicar em > Enter Repetir o mesmo processo para todos os Grupos de Classe de Custo (Pacotes) VPACGENT VPACIGEN VPACTERC VPACMANU VPACJURI VPACGFIN VPACPREJ VPACVEND VPACMKTE Entrar na transação acima.: atividades/tarifa e click duas vezes Em CvDM e CDQt preencher com > 2 Clicar em > enter e selecionar > Centros cst. clicar no botão "Novas Entradas". VPACDEPR Repetir a operação para todas as empresas e para as classes de custos constantes do VPACCTRA arquivo Excel anexo. clicar no botão "Gravar". . N1 e N2 A moeda para planejamento é o BRL O perfil CC001 está com a visão dos planejamentos por classes de custo e dos índices estatísticos para as Áreas administrativas. selecionar a opção "2" (Divisão obrigatória). comerciais e as CD's As classes de custos tem os layouts DETALHE e VBZ.. Substituir perfil para CC002 e Descrição para Planejamento CC Industriais Diretos e Indiretos Clicar em > Enter Na tela de > Informação clicar em > Enter Selecionar CC002 e clicar em --> Controlling Geral Clicar em > Novas entradas Em > área de planejamento abrir pesquisa Selecionar Centros cst. exclusivamente aos centros de custo de logística. no >Contabilidade de centros de custo VPACUTIL >Lançamentos reais >Lançamentos manuais reais campo "At". No campo "Empr" digitar Controlling >Controlling de custos indiretos VPACALUG o código da empresa. das classes de custo de CPV.

Salve a configuração page 46 of 99 Amarrar na árvore os Layout criados com a visão de OBZ por Entidades e por Pacotes Determina o numero de posições nuimericas as quais serão convertidas as tarifas das atividades planejadas.Relatório por Tipo de Despesas Real OZ12 . intervalo até. descrição e Na primeira Tela.Fev >Custeio baseado na atividade >Lançamentos RPV3 . DRE1.OBZ Pacote RealxVersão OZ10 .Mar reais >Encerramento do período >Determinação RPV4 .OBZ Pacote Real Mês/Mês OBZ7 .Mai determinação de tarifa RPV6 .OBZ Entidade Versões OBZ4 . relatório report writer Para cada tela de inserir preencher a tela conforme abaixo: Em > Criar Nó clicar em > Nó de estrutura Incluir na estrutura os relatórios Atualizar grupos. clicar no ícone Controlling >Controlling de custos indiretos RSK1-13 Relatórios de D.Demost Resultado Execício Margem Ordens de Marketing empresa "x" 100000000000 199999999999 Gravar de Investimento empresa "x" Ordens 200000000000 299999999999 Ordens de Projetos empresa "x" 300000000000 399999999999 Clicar em "Modificarde Manutenção empresa "x" 000100000000 099999999999 Ordens Estatisticas árvore" Clicar no botão Salvar.E. RPV9 -criados quatro tipos de por Versões . .Relatório do Exercício por Versões .OBZ Entidade 2 Vers. As ordens internas de investimentos receberão os números entre 200000000000 até 299999999999. e após cada uma das linhas. selecionar o >Ordens de custos indiretos >Dados mestre da Selecionar RSK1-13 e clicar em > Criar ordem >Atualizar intervalos numeração para Em >Inserir relatório report writer texto. configuração muito importante para o calculo das tarifas quanto a arredondamentos do sistema que permite apenas duas casas decimais.Dez . As ordens internas de marketing receberão os números entre 100000000000 até 199999999999.OBZ Pacote VersãoxVersão RSK1-11 Relatório Tipo de Despesas Selecionar RSK1-11 e clicar em > Criar Em >Inserir relatório report writer Entrar com OZ11 .R.Ordem Estatistica de Manutenção ( CBZ ) Cancelar atipo de ordem.para centro de custo Controlling >Controlling de custos indiretos >Contabilidade de centros de custo >Sistema info Clicar em > modificar árvore >Atualizar árvore de relatório Posicionar o cursor em > RSK1-0 e clicar em > criar Cancelar a tela de inserir relatório report writer Em > Criar Nó clicar em > Nó de estrutura Incluir na estrutura os relatórios RSK1-09 Relatórios OBZ por Pacotes Clicar em > Enter Selecionar RSK1-09 e clicar em > Criar Em >Inserir relatório report writer > Entrar com OBZ1 .Demost Resultado Execício DRE2.0020 Ordens do Exercício por RV12 --Relatóriode Projetos por Versões .0010 Ordens do Exercício RV11 --Relatóriode Investimentos Versões . Clicar o por Versões .. clicar em novas Versões Jul Controlling >Controlling de custos indiretos RPV8 . Na tela seguinte.SPRO Atualizar árvore de relatório CO OKLS Modificação da config.Informar tipo de ordem. Na primeira tela. clicar no ícone Inserir.Relatório do Exercício por entradas.Nov .Relatório do Exercício por Versões .0030 Ordens do Exercício Posicionar o cursor em > RSK1-0 e clicar em > criar .OBZ Entidade 2 Vers. Definir um intervalo automático para a numeração das ordens internas. As ordens internas de projetos receberão os números entre 300000000000 até 399999999999.Relatório por Tipo de Despesas Planejada RSK1-12 Relatório Período por Versões Selecionar RSK1-12 e clicar em > Criar Em >Inserir relatório report writer Entrar com RPV1 .OBZ Entidade Real Mês/Mês OBZ2 . RealxVersão OBZ5 . com os valores Preencher os seguintes campos: ordens Entrar com abaixo. Duplo clique em RKS1-02 Cique em F7 Digite PC01 e clique enter.OBZ Pacote Planejado Mês/Mês OBZ8 .Out .Jun RPV7 .tarifa CO OKET Definir tipos de ordem CO KOT2 Atualizar intervalos numeração para orde CO KONK Selecionar na Estrutura de Relatório > RSK1 .Set Foram Relatório do Exercício ordens: ordem >Definir tipos de ordem RV10 --Relatóriode Marketing por Versões .Relatório do Exercício por Versões . p/a determ.Ago >Ordens de custos indiretos >Dados mestre da categoria ordem do Exercício botão gravar. VersãoxVersão RSK1-10 Relatórios OBZ por Entidade Selecionar RSK1-10 e clicar em > Criar Em >Inserir relatório report writer Entrar com OBZ6 .OBZ Pacote Versões OBZ9 .Abr de tarifa >Modificação da configuração para a RPV5 . intervalo de.Relatório do Exercício por Versões .Relatório do Exercício por Versões .OBZ Entidade Planejado Mês/Mês OBZ3 .Demost Resultado Execício Comparação Texto DE ATE DRE3.Jan Controlling >Controlling de custos indiretos RPV2 .0040 .Relatório= 01.caminho de menu Grupo > Inserir.Relatório do Exercício por Versões .

Tecnicamente Encerrada 40 . Clicar em novas entradas e definir a posição de cada ficha Todas as definições de lay-out estão nas telas abaixo.Ordens de Marketing Pressionar o botão Efetuar seleção de campos.MKT . clicar no botão Outra entrada e informar: Esquema de status:OI000001 Descrição: Ordens de Investimentos Idioma de atualização: PT Clicar no botão AVANÇAR. Layout da tela CO Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Dados mestre da ordem >Layout da tela Na primeira tela. Selecionar com duplo clique o esquema criado.Criada 20 .0030 . Para a ordem interna de investimento.Posição quadro de grupo de fichas registro.Investimentos . ou nem devem aparecer no cadastramento.Titulo das fichas de registro.SPRO Definir esquemas de status CO OK02 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Dados mestre da ordem >Administração de status >Definir esquemas de status Na primeira Tela. Os gastos apropriados para imobilizado em andamento serão reclassificados manualmente em FI para despesas).Ordens de Investimentos . e terá que ser pesquisado page 47 of 99 . precisamos de dois status adicionais: Inviabilizado (quando a ordem for encerrada antes do seu término. Ciclar em novas entradas Definir os iten de cada ordem Marcar um dos itens criados e pressionar o botão. Repetir o procedimento acima para os tipos de ordem: . foram criados 06 Status para a ordem : 10 .Manutenção Estatisticas Demais configurações estão nas telas abaixo Criar ajudas para pesquisa para ordens CO OKO1 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Dados mestre da ordem >Seleção e processamento coletivo >Criar ajudas para pesquisa para ordens Criar ajuda de pesquisa que a partir do número externo da ordem seja retornado o número da ordem.INV .Encerrada O controle de operação de cada status.PROJ . Efetuar seleção de campo CO KOT2 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Dados mestre da ordem >Layout da tela >Efetuar seleção de campo Na primeira tela. pressione o botão novas entradas. esta em uma planilha anexa. Preencher a tela seguinte como segue: Marcar o item criado e clicar em detalhe. é necessária uma verificação final do usuário antes do encerramento). Tecnicamente encerrada.Projetos Marcar um dos itens criados e pressionar o botão . Os demais tipos de ordens internas não terão um esquema de status especial. Na tela seguinte. Salvar. Criar um lay-out para cada tipo de ordem: . precisamos. Voltar.Marketing .Ordens de Manutenção Criação dos tipos de ordem (COE 035020020020010) De acordo com o tipo de ordem.Ordens de Projetos .Liberada 30 . Salvar. Encerrada). selecionar quais campos devem ser preenchidos obrigatoriamente. facultativamente. selecionar com duplo clique o tipo de ordem: 0010 . Na tela seguinte.0020 . Preencher os dados conforme planilha em anexo.Marketing PROJ . Liberada. E pós-cálculo (em algumas ordens. definir quais serão os titulos das fichas de registro dentro da ordem. Razão: os usuários conhecerão o número da AP para ordens de marketing. além dos status do sistema (Criada. o número da ordem não será conhecido. que está gravado no campo número externo da ordem.Projetos MAN .Inviabilizada 50 .0040 .Pos Calculo 60 . Definir layout de ordem CO SPRO Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Dados mestre da ordem >Layout da tela >Definir layout de ordem Foram definidos Quatro lay-outs para ordens internas: INV .Investimentos MKT . Voltar com a seta verde.

Nacional .Preencher a Denominação e o status . para nacional.Enter Tela Seguinte: (Dados Base) . Pressionar o botão tela seguinte. pressionar o botão: Outra verif.VBZ ORD Configurar conforme telas abaixo: Foi criado um perfil para planejador: .Grupo Unidade .Criar Caracteristica Tela inicial: . ja existiam tabelas definidas.Unidade de Negocio Para Nacional e Unidade de negocios. preencher com CHAR e dar enter.T005 Unidade de Negocios .Nacional .Verificação.pressionar o botão tela seguinte Na tela seguinte.ORD001 ja estão definidos em outro TCOE COE ID: 035020010025020015 Criar layouts de planejamento para plane CO KPG5 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Planejamento >Planejamento manual >Layout de planejamento definido pelo usuário >Criar layouts de planejamento para planej. Foi definida mais tres caracteristicas para as ordens internas: . Na tela seguinte não preencher nada para nenhuma das caracteristicas.Nacional . e escolher Tab. Pressionar o botão tela seguinte. colocar o nome do grupo Inserir as ordens necessarias ou até outros grupos de ordens.Preencher os nomes dos dois titulos .Criar um nome para a Caracteristica Foram criadas duas caracteristicas: . preencher com o nome T005 para nacional. inclui-las na classe SAP_KKR_CLASS Não Há.SPRO Atualizar características CO livres (classi CT01 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Dados mestre da ordem >Seleção e processamento coletivo >Atualizar características livres (classificação) Selecionar ação: . foram definidos 3 caracteres . preencher o nome da tabela e o nome do camp: Nacional .Vals. Após definir as caracteristicas.Definir o numero de caracteres Para Nacional e Grupo Unidade. Na tela seguinte.Nome da tabela: T005 e o nome do campo: Land1 Pressionar o botão tela seguinte. conferir a denominação e os titulos.PLANJMES . Na tela seguinte.Na categoria de Dados.de classes custo Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Planejamento >Planejamento manual >Atualizar perfis do planejador próprios Atualizar perfis do planejador próprios CO OK16 page 48 of 99 . Na tela seguinte. Na tabela de verificação.Controlling: Ordens Salvar Para o Grupo Unidade.TGSB As tres caracteristicas foram incluidas na classe SAP_KKR_CLASS Atualizar grupos de ordens CO KOH1 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Planejamento >Atualizar grupos >Atualizar grupos de ordens Os grupos de Ordens são criados de acordo com as hierarquias definidas no processo Na primeira tela definir o nome do grupo. conforme menu acima da tela. Foram criados dois Lay-outs de Planejamento: . preencher somente a ultima tela que é o tipo de classe. que é 013 . .Grupo de Unidades . escolher o tipo de classe. pressionar o botão tela seguinte Na tela seguinte.

Nas ordens de marketing e investimentos. apenas o compromissado.100% .Na tela seguinte. Para as ordens de Investimentos.Planejamento .Gravar Repetir o procedimento acima para: Perfil Orçamento : ORC02 Descrição: Orçamento Investimentos Perfil Orçamento : ORC03 Descrição: Orçamento Projetos Perfis de orçamento determinam a forma como o orçamento será realizado. Projetos e Investimentos. .No controle de disponibilidade. selecionar novas entradas .Na representação. escolher onº 0 (Não pode ser ativado) . Para as ordens de Marketing. sera emitida uma mensagem de erro. clicar em novas entradas Preencher os seguintes campos: Perfil Orçamento : ORC01 Descrição: Orçamento Marketing . por valores totais ou valores anuais. tipo de ativação.Gravar Atualizar perfis de orçamento CO OKOB Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Elaboração de orçamento e controle de disponibilidade >Atualizar perfis de orçamento .Marketing . Para as ordens de projetos. haverá controle do orçamento (ou seja. No nosso caso. selecionar o nº 5 (Total Planejado) . . Atualizar perfis de orçamento (COE ID: 035020020030010) Definir o limite de tolerancia para cada perfil de orçamento. a não ser que o orçamento seja suplementado). .Na ação.No grupo de operações.Gravar Posicionar na área de contabilidade de custos AC01. É necessário haver uma classe de custos onde o adiantamento será refletido como compromissado. Criar perfis para controle do orçamento nas ordens internas. Essa classe de custos não receberá lançamentos.Investimentos . Fornecedor com a conta 99800001. e o responsavel será avisado via email.Para moeda de elaboração do orçamento. page 49 of 99 .Na tela seguinte.Selecionar os perfis ORC01 e ORC02 (um em cada entrada).Na tela seguinte. escolher o nº 2(Aviso com email para o responsável) e para ORC02.Definir a porcentagem do esgotamento . não se poderão fazer mais gastos. sem aviso ao responsável. Criar perfil de planejamento para controle das despesas das ordens internas. marcar valores totais . escolher ++ (Todos os grupos de operações) . marcar valores totais . será planejado um único valor por ordem interna. não haverá esse controle. .Selecionar Atualizar perfis de orçamento .Projetos Definir limites de tolerância p/controle CO SPRO Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Elaboração de orçamento e controle de disponibilidade >Definir limites de tolerância p/controle de disponibilidade .Projetos Para todos os perfis: . para Marketing. escolher o nº 3 (mensagem de erro) . após o limite de orçamento atingido. Preencher o campo Adiant. Nossos perfis de orçamento serão apenas com valores totais. . no item visão. foi definido que ao atingir 100% do valor compromissado. Foram criados 3 perfis: . escolher "M" (Conversão Standard com câmbio médio) . Definir valores default de classes de cu CO OKEP Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Lançamentos reais >Definir valores default de classes de custo p/adiantamentos Classe de custos deve estar criada.SPRO Definir perfis de planejamento p/planeja CO OKOS Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Planejamento >Planejamento manual >Definir perfis de planejamento p/planejamento do valor total Selecionar ação : Definir perfil do planjemento do valor total. foi definido que ao atingir 100% do valor compromissado.Criar os seguintes perfis: OI01 Planejamento de Marketing OI02 Planejamento de Investimentos OI03 Planejamento de Projetos Para cada um deles.Na representação. selecionar o nº 5 (Total Planejado) . clicar em Novas Entradas.Na perspectiva temporal. para ORC01. Foram criados 3 perfis : .Na conversão da moeda orçamento geral.Preencher ACC = AC01. selecionar moeda do objeto. preencher a tela conforme abaixo: Perfil OI01 OI02 OI03 Descrição Planejamento de Marketing Planejamento de Investimentos Planejamento de Projetos Perfis de planejamento de valor total definem como será planejado o valor total da ordem interna: um único valor ou valores distribuídos por ano.Na perspectiva Temporal.Marketing . sera emitida uma mensagem de erro.

CCS (Centro de Custo) e apropriação por classe de custo . Atualizar árvore de relatório CO OKL1 page 50 of 99 . criar as atribuições: .Csts. As ordens internas de marketing e investimentos serão apropriadas para contas do razão(ordens investimento da empresa "x").Ordens Internas de Projetos Marcar o esquema criado.Para Marketing e Investimentos.percent . escolher CCS (Centro de Custo) Em código. receptor .Para Projetos.Para Projetos.Gravar Definir regras para alocação de despesas nas ordens internas.Alocação de Ordens Marketing . que é o relatório padrão da SAP). clicar em novas entradas. selecionar Origem.B3(Alocação de Ordens de Projetos) Em proposta ClContabil: .Ordens internas de marketing . receptor .Cifra equivalencia .Para Marketing e Investimentos .Para Projetos . creditando na apropriação a mesma classe de custos onde as despesas foram lançadas.Para Investimentos .B1(Alocação de Ordens de Marketing) .B2(alocação de Ordens de Investimentos) .CX . foi criado o esquema 010 . clicar em novas entradas.B1 . marcar: .B2 .Ordens internas de Investimentos .AB3 .Alocação Ordens Projetos Marcar os esquemas individualmente e clicar o botão Atribuições. escolher Classes de Custos de apropriação de custos.SPRO Atualizar esquemas de alocação CO OKO6 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Lançamentos reais >Apropriação de custos >Atualizar esquemas de alocação Na primeira tela. escolher CRA (Conta do Razão) .Na B2. as ordens internas de projetos serão apropriadas para centros de custos também creditando as mesmas classes de custos onde as despesas foram lançadas.CRA (Conta do Razão) e apropriação por classe de custo.3-CUSTOS Clicar o botão navegação seta abaixo.Projetos Em valores propostos. escolher o nº 2 (Apropriação Obrigatória) em Centro de Custo Em outros parametros: Tipo de documento: .Não colocar nada . Informar área de contabilidade de custos = AC01 Para os quatro esquemas foi definido o grupo de contas .Marketing .B3 .Na B1. Investimentos .Investimentos . no esquema de alocação digitar: . foi criado o esquema 010 .Na B3. B3 ).Para Marketing .Gravar Montar as regras de apropriação das ordens Internas Criar relatórios CO GRR1 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Sistema info >Relatórios personalizados >Criar relatórios Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Sistema info >Atualizar árvore de relatório Criar relatório para exibição dos valores orçados / compromissados / reais em moeda da empresa (ao invés da moeda da ACC.Verificação 100% .MK . B2 .AB1 . clicar em novas entradas Para Marketing e Investimentos foi definido em Ctg. foi criado o esquema 010 .Para Marketing .Aprop.Para Investimentos .AB2 .escolher o nº 2 (Apropriação Obrigatória) em Conta do Razão .Aprop csts montante Em recebedores permitidos: . clicar em novas entradas Foram criados tres perfis: . Para Projetos foi definido em Ctg. De acordo com o esquema (B1.Para Projetos . Clicar o botão Novas entradas. Criar tres esquemas: .Alocação Ord.As ordens de investimento da empresa "x" serão apropriadas direto para o ativo Atualizar perfis de apropriação de custo CO OKO7 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Lançamentos reais >Apropriação de custos >Atualizar perfis de apropriação de custos Selecionar ação: Atualizar perfis de apropriação de custos Na primeira tela.

Definir variantes de avaliação CO OKK4 Definir estratégia de transferência CO OKKM Definir qual custo será utilizado no custeio planejado para os itens semi acabados.Nacional . a caracteristica ficará com a cor tijolo. mas ainda não foi atribuida á classe. Reavaliação . Atualizar características CO livres CT01 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Sistema info >Compactação >Compactação de ordem via características de classificação >Atualizar características livres Foram criadas quatro caracteristicas livres: .SPRO Selecionar e gerar características CO OKQ3 Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Sistema info >Compactação >Compactação de ordem via características de classificação >Selecionar e gerar características Gerar a caracteristicas para a tabela SAP_KKR_CLASS Entrar na tela. Com essa configuração estamos definindo que o custo do produto Semi-Acabado a ser utilizado é aquele já registrado no cadastro de materiais e não sendo isso possível o sistema calculará na hora o custo do mesmo.Tipo_Capex . Esta configuração possibilitará o custeio provavel da produção que será comparada posteriormente com o custo real. Define quais períodos serão considerados para apuração do custo planejado nas ordens produtivas. a caracteristica ficará com a cor lilás. Para ser atualizada.Se for escolhido SIM. o que significa que ela foi gerada. com o nome de campo GSBER As QUATRO caracteristicas foram colocadas na tabela SAP_KKR_CLASS. escolher os itens que deverão ser geradas as caracteristicas e clicar no botão gerar caracteristicas O sistema perguntará se uma execução da reavaliação deve ser planejada: . com o nome de campo LAND1 Para Unidade_Negocios foi amarrada a tabela TGSb.Cadastrar Plano de contas CO . a execução da reavaliação poderá ser imediatamente planejada. conforme telas abaixo Atualizar hierarquia de compactação CO OKTO Controlling >Controlling de custos indiretos >Ordens de custos indiretos >Sistema info >Compactação >Compactação de ordem via características de classificação >Atualizar hierarquia de compactação Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Opções básicas para o cálculo de custos do material >Definir elementos de custo Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Definir variantes de cálculo de custos Entrar na transação OKTO Clicar na hierarquia criada e escolher "Níveis de Hierarquia". Definir controle de datas CO OKK6 . Define a priorização que será dada para compor o custo standart (Teórico) do produto.Se for escolhido NÃO. deve-se executar a reavaliação. escolhendo o caminho de menu Processar > Exec. através da transação CL02.Definir Classes de Custo Determina a abertura que será fornecida nos relatórios Standarts do SAP para cálculo do custo Standard Definir elementos de custo CO OKTZ Definir variantes de cálculo de custos CO OKKN CO executar COE ID: 035025010015015 035025010015020 035025010015025 035025010015030 035025010015035 035025010015040 Determinar os elementos básicos para o custeio planejado dos produtos nas ordens de produção Definir tipos de cálculo de custos CO OKKI Siga as conforme indicado nas telas Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Definir tipos de cálculo de custos Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Definir variantes de avaliação Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Definir estratégia de transferência Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Definir controle de datas page 51 of 99 Definir a metodologia de custeio standart para uma produção planejada.Grupo_Unidades . Na tela seguinte Clicar em novas entradas: Até o momento foram definidas quatro Hierarquias Selecionar os itens de acordo com as hierarquias definidas nas telas abaixo: FI . preenchendo a data e a hora da execução. significando que ela deve ser reavaliada. Após o job de reavaliação ter sido gerado.Familia_Projeto Para Nacional foi amarrada a tabela T005.

cst. Verificar seleção de lista CO técnica OPJI Determinar a sequência de prioridades que o sistema deverá seguir quando do custeio planejado dos produtos em ordens de produção. Determina sobre qual variante será determinado o desvio de custos page 52 of 99 . FI criar as empresas Os tipos de material criados estão definidos na tabela acima. Para determinarmos alguma outra analise de desvio teremos que criá-la. Caso não seja especificado todos os centros. de modo a estruturar a respectiva estrutura quantitativa para estruturas multiníveis no cálculo de custos com estrutura quantitativa. como o sistema procura listas técnicas alternativas e alternativas de roteiros. por cada centro. no momento de calculo das ordens de produção planejada. No nosso caso em cada centro produtivo deverá ser possível utilizar ordens discretas (Produção) e repetitivas (Envasaemento) Chave que controla. Determinar em quais centros produtivos serão avaliados desvios. Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos periódico >Cálculo de custos simultâneo >Determinar avaliação de entradas para entrega da ordem Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos periódico >Encerramento do período >Determinação de desvio >Determinação de desvio para coletor de custos do produto >Definir chave de desvio Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos periódico >Encerramento do período >Determinação de desvio >Determinação de desvio para coletor de custos do produto >Propor chave de desvio por centro Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos periódico >Encerramento do período >Determinação de desvio >Determinação de desvio para coletor de custos do produto >Definir variantes de desvio MM criar Centros. Definir lista expandida de estrutura qua CO OKK5 Verificar características dos tipos de m MM OMS2 Verificar seleção automática de roteiro CO OPJF Determina que o sistema. Possibilita gestão de estoque por tipo/característica de material. Ativar estratificação de custos em moeda CO OKYW Esta configuração possilitará o cálculo do custo planejado na moeda da área de controlling. Verificar aplicação de lista técnica CO OPJM Determina em quais módulos o planejamento influenciará. Propor chave de desvio CO por centro OKVW Definir variantes de desvio CO OKVG Determinar quais variantes serão consideradas quando da analise de desvio Real x Planejado. aqueles que não estiverem especificados ficarão sem avaliação dos desvios. Poderíamos definir o sistema deveria identificar a variação devido a apontamento de refugo. assim iremos utilizar a configuração padrão "000001". Definir as possibilidades de utilização de ordens em nossos centros produtivos. não é nosso interesse. fará a escolha automatica de roteiros. Definir os tipos de materiais. Determinar avaliação de CO entradas para en OPK9 Definir chave de desvio CO OKV1 Esta configuração é necessária para que no momento do calculo real o sistema possa determinar os motivos da variação.SPRO Definir lista expandida de tipo de ordem CO OKK8 Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Definir lista expandida de tipo de ordem Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Definir lista expandida de estrutura quantitativa Logística-geral>Dados básicos logística: mestre de materiais>Material>Dados de controle>Determinar características dos tipos de material Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Parâmetros para a determinação de estrutura quantitativa >Verificar seleção automática de roteiro Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Parâmetros para a determinação de estrutura quantitativa >Verificar seleção de lista técnica Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Cálculo de custos com estrutura quantitativa >Parâmetros para a determinação de estrutura quantitativa >Verificar aplicação de lista técnica Controlling >Controlling custos do produto >Planejamento de custos do produto >Processamentos especiais no cálculo de custos do material >Ativar estratificação de custos em moeda da área contab.

Criar esquema de alocação CO SPRO Definir esquema de apropriação de custos e distribuição da ordem de produção CO Atualizar intervalo de numeração para do CO KO8N Deve-se efetuar está configuração para que as movimentações geradas pela área de CO sejam registradas.de apropriação CO cria área de custo Devido à utilização de Split Valuation está configuração é necessária para que seja possível identificar o item principal com valorização a médio e os splits a standard Esta configuração e utilizada como padrão nas ordens de produção PP e ordens de produção CO. Não sendo efetuada esta configuração o sistema emitirá erros durante os cálculos de custos reais. Criar classes de custo de apropriação CO KA01 Antes da criação da Classe de Custo. deverá criar a Conta Contábil.SPRO Determinação de versões teóricas CO OKV6 Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos periódico >Encerramento do período >Determinação de desvio >Determinação de desvio para coletor de custos do produto >Determinação de versões teóricas Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos periódico >Encerramento do período >Determinação de desvio >Determinação de desvio para coletor de custos do produto >Determinar dados primários de desv Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos por ordem >Ordens de produção >Verificar variantes de cálc. Verificar variantes de avaliação para or CO OKY5 Definir o critérios de estratégia para custeio das ordens de produção. Verificar tipos de ordem CO para OP KOT2 Configura os tipos de ordens de produções.custos para ordens produção CO Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos por ordem >Ordens de produção >Verificar variantes de avaliação para ordens produção CO Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos por ordem >Ordens de produção >Verificar tipos de ordem para ordens produção (PP e CO) Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos por ordem >Ordens de produção >Determinar valores propostos por tipo de ordem (PP e CO) Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos por ordem >Determinar avaliação de entradas para entrega da ordem Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos por ordem >Encerramento do período >Apropriação de custos >Criar perfil de apropriação de custos Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos por ordem >Encerramento do período >Apropriação de custos >Criar classes de custo de apropriação Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos por ordem >Encerramento do período >Apropriação de custos >Criar esquema de alocação Controlling >Controlling custos do produto >Contabilidade de objetos de custo >Controlling de produtos por ordem >Encerramento do período >Apropriação de custos >Atualizar intervalo de numeração para docs.csts p/OP CO CO OKY2 Chave que determina se o cálculo de custos é executado e avaliado. FI Criar classes de Custos para contabilizações das apropriação das produções ao Estoque. Configuração do item " Verificar Variantes de avaliação para ordens produção CO " COE nº 035025015015015025 Identificar para a área de controlling qual será a versão de desvio a ser utilizada Determinar dados CO primários de desvios de OKA8 Verificar variantes cálc. page 53 of 99 . Determinar valores propostos por tipo de CO OKZ3 Lincar o tipo de ordem de produção aos Centros Produtivos e definir regra padrão para apropriação de custos da ordem Determinar avaliação de CO entradas para en OPK9 Criar perfil de apropriação de custos CO OKO7 Definir qual o critério de apropriação das ordens de produção CO.

Para resolver o problema. Determinar quais áreas utilizarão o procedimento de Material Ledger. Atribuir tipos de moeda a um tipo de led CO OMX2 Está configuração é que define em que moedas os materiais serão controlados. esta configuração precisa ser realizada. toda vez que for solicitado o Centro de lucro e não existir nenhum Centro de lucro atrelado aquela transação. Em decorrência deste fato. ativar apartir do ano 2000 Gravar Entrar na transação KCH2 Atualizar a Hierarquia standard para Centro de Lucro de acordo com as definições do processo. a primeira carga de Centros de Lucro será feita pelo controladora. Controlling empresarial >Contabilidade de centro de lucro >Opções globais >Atualizar opções para a área de contabilidade de custos Entrar na transação OKE5 Preencher a Hierarquia definida . A mesma consiste em atribuir os tipos de fatuamento aos campos de valores do CO-PA.L. FI confirgurar área de avaliação. esta configuração precisa ser realizada. na criação do documento de faturamento não estava sendo criado o documento contábil. Embora não seja uma configuração a equipe CO definiu que este procedimento deveria estar no COE uma vez que o mesmo é imprecindível ao custeio e ocorrerá uma única vez. assim temos a moeda da área de CO e a de FI. Ex.custo real/ledger de material >Ativar áreas de avaliação para ledger de material > Duplo "Clic" em Ativação de ledger de material Controlling >Controlling custos do produto >Cálc.: Uma venda.custo real/ledger de material >Atribuir tipos de ledger do material a uma área de avaliação Controlling >Controlling custos do produto >Cálc. serão criados pelos usuarios conforme script. PONTO DE ATENÇÃO: NENHUM A Argentina está com o CO-PA ativo. Atribuir campos de valor CO KE4I A Argentina está com o CO-PA ativo. onde o produto não tem Centro de Lucro será usado o Dummy. faturamento >Atribuir campos de valor Ao finalizar a configuração. sendo a de CO normalmente aquela moeda na qual serão consolidados os resultados da companhia e a de FI a moeda local de cada país. Centros de lucro para as despesas e o centro de lucro para diversos e para todas as ordens internas.custo real/ledger de material >Cálculo custo real >Ativar cálculo de custo real > Duplo "Clic" em Ativar Cálculo de Custo Real Controlling >Demonstração de resultados >Fluxos Na tela "Atualização atribuição de condições -> campos de valor". Atualizar centro de lucro CO KE51 page 54 of 99 .999999 dummy O sistema adotará o C. clique no ícone de valores reais >Transferir documentos de "Novas Entradas" e preencha os campos conforme planilha em anexo. clique no ícone "Novas de valores reais >Transferir documentos de Entradas" e preencha os campos conforme planilha em anexo. de lucro >Dados mestre >Atualizar centro de lucro .custo real/ledger de material >Atualizar intervalos de numeração para docs. faturamento >Reinicializar campos de valor Ao finalizar a configuração.ledger materiais > Duplo "clic" em Intervalos de numeração p/docs. A mesma consiste em atribuir os tipos de condição de faturamento aos campos de valores do CO-PA. Custos Admitir Moeda da Transação No código do controle. Atribuir tipos de ledger do material a u CO OMX3 Atualizar intervalos de numeração para d CO OMX4 ML-Início produtivo para CO áreas avaliação CKMST Contabilidade>Controlling>Cálc. Permitir a correção do custeio Standard com os valores médios reais no mês bem como a rastreabilidade de apropriação do sistema. logo após a configuração do Ledger de Material Ativar cálculo de custo real CO SPRO Controlling >Controlling custos do produto >Cálc. Deverá ter sido cridado por FI as áreas de avaliação. Controlling empresarial >Contabilidade de centro Foram definidos os Centros de Lucro conforme processo.ledger de material Aceitar configuração do sistema. Para resolver o problema. Controlling >Demonstração de resultados >Fluxos Na tela "Reinicializar campos de valor CO-PA: síntese". CO Ativar material Ledger procedimento 035025020010 Ativar Material Ledger .L. os demais C. MM ter criado os Centros Definir em quais centros será efetuado apropriação a custo médio real. clique no ícone "Gravar". Reinicializar campos de CO valor KE4W Atualizar opções para a CO área de contabil 0KE5 Atualizar hierarquia standard CO KCH4 Controlling empresarial >Contabilidade de centro de lucro >Dados mestre >Atualizar hierarquia standard Deixar a Hierarquia definidada sempre atualizada Atualizar centro de lucro CO dummy KE59 Controlling empresarial >Contabilidade de centro Vai existir apenas um Centro de Lucro Dummy. na criação do documento de faturamento não estava sendo criado o documento contábil. de lucro >Dados mestre >Atualizar centro de lucro Vão existir os Centros de Lucros para as familias de produtos. Dummy. clique no ícone "Gravar".Custo Real>Mestre de Material>Início Produtivo>Início Produtivo Transação: CKMSTART CO ter efetuado como a configuração de A transação é: CKMSTART Material Ladger Possibilita ao programa identificar onde deverá ser atribuida as diferenças geradas entre o cálculo Standart e o custo real.Moeda da Área de Contab. corrigindo assim as apropriações efetuadas a Standart.Procedimento 035025020010 de CO Determinar as diversas numerações que o Material Ledger irá utilizar para correções dos preços standarts utilizados e o médio real."STDCL" Tipo de Moeda: 20 .custo real/ledger de material >Atribuir tipos de moeda a um tipo de ledger do material Controlling >Controlling custos do produto >Cálc. Em decorrência deste fato.SPRO CO Ativar áreas de avaliação para ledger de OMX1 Controlling >Controlling custos do produto >Cálc.

SPRO Configurar parâmetros de controle de dad CO 1KEF Controlling empresarial >Contabilidade de centro de lucro >Lançamentos reais >Configurar parâmetros de controle de dados reais A configuração de parametros permite que os dados sejam : . Atualizar empresas para MM a administração OMSY MM Determinar características dos tipos de Atribuir tipos de material MM a transações OMS2 SPRO Determinar intervalos de MM numeração Determinar representação do nº de materi Definir status do material Controlar verif.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Dados de controle >Determinar intervalos de numeração Logística . No nosso caso.campos obrigatórios para ALE/transf. . a combinação área de contabilidade de custos do exercicio podera´ser bloqueada para outros lançamentos reais.Bebidas. Posicionar o mouse na linha do setor industrial Q.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Dados de controle >Controlar verif.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Seleção de campos >Tela de dados . Peça Fabricante" de materiais >Material >Dados de controle >Definir opções globais Logística .dados Logística .geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Dados de controle >Atribuir tipos de material a transações especiais de criação Logística .Esses codigo controla se a transferencia de lançamentos para a contabilidade de centro de lucro é efetuada relacionada a operação.geral >Dados básicos logística: mestre Atualizar empresas para a administração de material. Clicar em copiar como. Para a nossa configuração foram definidas: Partidas individuais e Transf. Criar B .geral >Dados básicos logística: mestre Ticar "N.Transf. Associamos aqui cada produto acabado à uma respectiva embalagem e definimos um nome para cada tipo de semi-acabado de modo a alimentar a interface de dados para a execução da malha.geral >Dados básicos logística: mestre Desclicar o campo "zeros iniciais" de materiais >Material >Dados de controle >Determinar representação do nº de material Logística . Esta configuração determina quantos zeros aparecerão no cadastramento dos itens.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Configurar mestre de material do usuário Logística .Bloqueados .Com esse código. onde define em que segmentos da empresa o material é utilizado.setores industriais e referência para seleç. copiado do "Química". O setor industrial será utilizado no mestre de materiais. de materiais >Material >Dados de controle >Atualizar empresas para a administração de materiais Logística . Criar referência de campos. Salvar Esta configuração define os setores industriais.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Seleção de campos >Determin.campos page 55 of 99 . iniciar o exercício.Código para gravar os documentos de partidas individuaisdurante as transferencias de lançamentos reais.campos obrigatórios para MM MMNR OMSL MM OMS4 MM OMT2 Definir grupos de mercadorias Definir matérias-base SD OMSF MM OMT6 Configurar mestre de material do usuário Atribuir campos a grupos de seleção de c MM OMT3 MM OMSR Tela de dados atualizar seleção de cam MM SPRO Determin.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Definir matérias-base Logística . On-line Definir opções globais MM OMT0 Logística .geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Seleção de campos >Atribuir campos a grupos de seleção de campos Logística . foi definido o setor BEBIDAS. ou seja. On-line .geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Definir grupos de mercadorias Logística .geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Dados de controle >Definir status do material Logística .atualizar seleção de campos Na transação OMSR ( Atribuir campos a grupos de seleção de campos ) alterar os campos De / Para conforme tabela Campo Ref.setores industriais e referênci MM OMS3 Logística .Partidas individuais . No nosso caso. . e tabela Campo Oculto. não teremos os 0s iniciais.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Dados de controle >Determinar características dos tipos de material Logística .

de materiais >Ferramentas >Inicializar período Este COE mostra a configuração que determina. neste caso.referência p/seleção campos e t MM OMSA Logística . o modo de Logística . grupos de contas e seleção de campos clientes Os campos devem ser preenchidos conforme a planilha em anexo Este COE está intimamente ligado ao COE no.dados workbench: mestre de materi Estruturação posterior de dados administ MM SXDA MM OMSM Inicializar período MM MMPI Definir grupos de contas SD e seleção de ca OVT0 Determinar estrutura da SD tela dependente OB20 Logística .SPRO Determin. Definir grupos de contas MM e seleção de ca OMSG Logística . pois em ambos é possível definir status para um mesmo campo.geral >Dados básicos logística: parceiro de negócios >Clientes >Controle >Definir utilização de cada um dos campos do cadastro de clientes: se oculto ou de preenchimento obrigatório ou de preenchimento facultativo ou somente para exibição. podendo ser diferentes entre si e neste caso.do centro Logística .campos MM OMSD MM OMSE Transf.5.referência p/seleção campos e telas dep.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Atualizar ajudas para pesquisa Logística .campos dependente do centro Logística .dados workbench: mestre de material Logística .geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Material >Seleção de campos >Determin. prevalece o status mais importante. prevalece o status mais importante.5.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Seleção de campos de lotes de consignação do fornecedor >Atribuir campos a grupos de seleção de campos Logística . A tela acima é link de tabela em excel. que identifica as configurações executadas nos diversos campos durante a fase de prototipação da versão 4. podendo ser diferentes entre si e. Determinar o modo de utilização dos campos do cadastro de clientes Atualizar ajudas para pesquisa Atribuir campos a grupos de seleção de c MM OMSH MM OMSS Tela de dados atualizar seleção de cam Determinar referência para seleç. O status obrigatório prevalece sobre o facultativo.geral >Dados básicos logística: mestre Use esse roteiro para inicializar período no centro. Na tela acima está lincada tabela em excel. Ex.: O status oculto prevalece sobre o obrigatório.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Ferramentas >Transferência de dados mestre de material >Estruturação posterior de dados administrativos Logística . O status obrigatório prevalece sobre o facultativo.geral >Dados básicos logística: mestre Manter Standard.geral >Dados básicos logística: parceiro de negócios >Fornecedor >Controle >Definir grupos de contas e seleção de campos fornecedores page 56 of 99 . de materiais >Seleção de campos de lotes de consignação do fornecedor >Tela de dados atualizar seleção de campos Logística .geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Seleção de campos de lotes de consignação do fornecedor >Determinar referência para seleç.geral >Dados básicos logística: parceiro de negócios >Clientes >Controle >Determinar estrutura da tela dependente da transação Este COE mostra a configuração que determina o modo de utilização de cada um dos campos do cadastro de clientes: se oculto ou de preenchimento obrigatório ou de preenchimento facultativo ou somente para exibição. Ex. 055055030010020 (Determinar estrutura da tela dependente da transação). Este COE está ligado ao COE no. pois em ambos é possível definir status para um mesmo campo. para cada grupo de contas. que identifica as configurações executadas nos diversos campos durante a fase de prototipação da versão 4.: O status oculto prevalece sobre o obrigatório.geral >Dados básicos logística: mestre de materiais >Ferramentas >Transferência de dados mestre de material >Transf. 055055030010015 (Definir grupos de contas e seleção de campos clientes).

.... Esta configuração deve ser feita para todos os grupos........geral >Dados básicos logística: parceiro de negócios >Fornecedor >Controle >Opções na administração centralizada de endereços Logística .EX F005 Unidades da Cia....................geral >Dados básicos logística: parceiro de negócios >Fornecedor >Controle >Atualizar matchcode Logística ..... OMTC OMCZ Logística ......... deve ser flagado..... b) Nº identificação fiscal 4.geral >Dados básicos logística: parceiro de negócios >Fornecedor >Controle >Determinar estrutura da tela dependente da transação Dê duplo clique na opção 'Exibir fornecedor (Contabilidade). c) Ext. conforme abaixo: F001 Pessoa Jurídica.. Utilizaçao da classificaçao de lotes para produto acabado no módulo de SD ativo para as Unidades internacionais SD OMCV Definir parâmetros para SD verificação da d OMJ5 Ativa data de vencimento por centro...JU F002 Pessoa Física.......................FC Possibitar consulta de dados gerais de fornecedores..... está oculto os campos CNPJ e a Inscrição Estadual. Utilizar a classificaçao de lotes para determinar automaticamente o lote no momento do Crear o perfil de classificaçao de lotes picking.... o sistema gera os numeros de lote automaticamente....... > Indica que a numeração é externa........... Desta forma procedemos a marcação de todos os centros envolvidos......... na primeira tela..... dê duplo clique na opção 'Dados gerais' e....geral >Administração de lotes >Atribuição de nºs lote >Ativar atribuição de nºs lote interna Logística ........... p.......geral >Administração de lotes >Avaliação de lote >Avaliação em movimentos mercadorias na administração estoqs...... em seguida... >Ativar classificação de lotes em movimentos de mercadorias Logística ...compras Logística .........mestre fornecedor Criar intervalos de numeração para grupo de contas de fornecedor e atribuir.. Determinar estrutura da MM tela dependente OMSX Determinar intervalos numeração para reg MM OMSJ Logística ....... a nível de centro ou a nível de material.... Use este roteiro para definir os parâmetros para a funcionalidade de administração de lotes..........geral >Dados básicos logística: parceiro de negócios >Fornecedor >Controle >Determinar estrutura da tela dependente da organizaç. do Status (Lote) Ativar atribuição de nºs lote interna Ativar classificação de lotes em movimen MM SD OMCT Logística .....GV F004 Estrangeiros.. Atualizar matchcode MM OMSI Logística . Dê um clique no ícone 'Intervalo'. em 'Controle'. clicar no ícone 'Intervalo de numeração'. Definir a que nível será controlado o lote: a nível de mandante e material...EM F999 Fornecedor conversão.......... b) Do Nº / Nº até > Intervalo de numeração do fornecedor. de acordo com o tipo de movimento. Estaremos definindo que o lote será controlado a nível de material.....GR F006 Empregados....SPRO Determinar estrutura da MM tela dependente OMFK Logística ..: Localizar o grupo de conta fornecedor F001 e no campo 'IntervNumeraç' preencher com sigla do intervalo de numeração: JU....geral >Administração de lotes >Data do vencimento (DV) >Definir parâmetros para verificação da data do vencimento Use esse caminho para parametrizar se a numeração de lotes será automática ou manual.. Mude os status de 'Ocultar' para 'Exibir' e grave as alterações... Quando a atribuição automática de número de lotes está ativa.......geral >Dados básicos logística: parceiro de negócios >Fornecedor >Controle >Determinar intervalos numeração para regs...... Atribuir o grupo de conta fornecedor ao intervalo de numeração criado...... Dê outro clique no ícone 'Intervalo' (Folha com seta verde) e preenchar os campos: a) Nº > Sigla do intervalo. page 57 of 99 ......... EM 0700000000 0799999999 EX 0060000000 0069999999 FC 0090000000 0099999999 FI 0030000000 0049999999 GR 00G0000000 00G0099999 GV 0050000000 0059999999 JU 0010000000 0029999999 Depois......ex.geral >Administração de lotes >Determinar nível do lote e ativar administração do status. Depois.. Os intervalos abaixo devem ser criados Nº Do Nº Nº até Ext > flagar para todos os intervalos.... No modo exibição.geral >Dados básicos logística: parceiro de negócios >Fornecedor >Relatórios mestre de fornecedores Opções na administração centralizada de Relatórios mestre de fornecedores MM MM Determinar nível do lote SD e ativar admini Ativar Adm....FI F003 Entidades Governamentais. Clique no icone 'Página seguinte' até alcançar os campos: a) Nº identificação fiscal 3......

Serve para indicar quais os itens são sujeitos a determinação de preços.item Vendas e distribuição >Funções básicas >Impostos >Definir relevância para impostos dos registros mestre O sistema SAP R/3 utiliza as categorias de impostos para a determinação dos códigos IVA nas operações de Vendas e Distribuição. Definir canais de distribuição comuns Definir setores de atividade comuns Definir grupos de clientes SD VOR1 SD VOR2 Setores de atividades criados Facilitar a criação/atualização dos cadastros. É possível ter condições de preços de determinação automática. Definir e atribuir esquemas de cálculo SD Definir determinação de SD preço por tipo d OVKO Vendas e distribuição >Funções básicas Na tela "Modificar visão Documentos de venda: categorias item .geral >Sistema de informação para logística (SIL) >Planejamento >Dados mestre >Definir parâmetros para centro de planejamento para SOP Vendas e distribuição >Dados mestre >Definir canais de distribuição comuns Vendas e distribuição >Dados mestre >Definir setores de atividade comuns Vendas e distribuição >Dados mestre >Parceiro negócios >Clientes >Venda >Definir grupos de clientes Vendas e distribuição >Dados mestre >Parceiro negócios >Clientes >Venda >Definir região de vendas Esta configuração serve criar dados mestres de forma mais ágil. Definimos um canal de distribuição (01) comum a todos os demais e criamos os registros mestres somente para este canal de distribuição comum Esta configuração serve criar dados mestres de forma mais ágil. Definimos um setor de atividade comum a todos os demais e criamos os registros mestres somente para este setor de atividade comum. page 58 of 99 .A necessidade de flegar o campo "Bloq. clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos de acordo com a planilha que foi "atachada" em "View Images". Vendas e distribuição >Funções básicas >Determinação preço >Controle da determinação de preço >Definir seqüências de acesso Os procedimentos para elaboração da tabela de preços está associada ao esquema de Vendas e distribuição >Funções básicas >Determinação preço >Controle da determinação cálculo definido e atribuido no SAP. Para facilitar a criação/atualização dos cadastros. sem bloquear uns aos outros por esse motivo 2 . de item > Ativar a determinação de preço para ctgs.O campo "Reação" controla se uma mensagem será emitida no caso de ruptura de estoque no processamento da ordem de cliente Indica se o material é bloqueado para os usuários durante a verificação de disponibilidade. Definir tipos de condição SD V/06 Definir seqüências de acesso SD V/07 Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. 1 . de preço >Definir determinação de preço por tipo Após o procedimento acima.prel. Devem ser determinados códigos para clientes e materiais e os mesmos devem ser atribuídos aos dados mestres de clientes e materiais nas visões de Vendas dos mesmos.SPRO Definir parâmetros para SD centro de planej MC60 Logística . Definir relevância para impostos dos reg SD OVK3 Definir grupos de controle SD OVZ2 Vendas e distribuição >Funções básicas >Verificação de disponibilidades e transferência necessidades >Verificação de disponibilidades >Verif. Este bloqueio é valido até que a respectiva operação esteja garantida. Canais de distribuição criados. O bloqueio é definido a nível de material e de centro.disponibilidade seg.lógica ATP em relação plan. Campos disponíveis para criação de tabelas de sequência de acessos.determinação p".disponibilidade seg. qtds. No modelo empresa "x". definimos como região de vendas 5 Diretorias Comerciais empresa "x" e 6 Diretorias Regionais. clique no ícone "Gravar (Ctrl+S)". clicar em "Novas entradas (F5)" e preencher os campos de acordo com a planilha "atachada" no campo View Images. Definir região de vendas SD OVR0 Definir dependências do SD preço (tabelas d OV24 Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. Determinar bloqueio de material para out SD OVZ1 Na tela " Modificar visão Verificação de disponibilidades: norma de verificação". >Determinar bloqueio de material para outros usuários Na tela: " Modificar visão: verificação de disponibilidade: controle:" síntese." é para que vários usuários possam processar simultanenamente o mesmo material em diferentes operações. de atribuição manual ou ainda condições de preços que sejam calculados automaticamente através de outras condições de preços. A definição de grupos de clientes no caso empresa "x" foi baseada nos tipos de segmentos existentes no cadastro da EG Região de Vendas define os aspectos geográficos da organização no processo de negócios e vendas.prel. >Definir grupos de controle Vendas e distribuição >Funções básicas >Verificação de disponibilidades e transferência necessidades >Verificação de disponibilidades >Verif. >Determinação preço >Controle da determinação preencha os campos de acordo com a planilha "atachada" no campo "View Images". Vendas e distribuição >Funções básicas >Determinação preço >Controle da determinação de preço >Definir dependências do preço (tabelas de condições) > Condições: campos permitidos Vendas e distribuição >Funções básicas Esta configuração faz parte da criação dos esquemas de determinação de preços do >Determinação preço >Controle da determinação SAP R/3. de preço >Definir tipos de condição Cada componente do preço a ser utilizado na determinação do preço final do produto deve ser criado como um tipo de condição de preços. SD OVS9 Classificação dos clientes conforme cadastro da EG.lógica ATP em relação plan. de preço >Definir e atribuir esquemas de cálculo Esta configuração para indicar a forma que o sistema vai buscar os valores para cada condição de preços criada (do mais específico para o mais genérico).

lógica ATP em relação plan. clique no ícone "Gravar (Ctrl+S)". 4 . efetue o seguinte procedimento: 1) Para todos os centros. Foi utilizado standard do SAP.disponibilidade seg. Determinar opções preliminares SD OVZJ Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. preencha os campos de acordo com a planilha "atachada"no campo "View Images". clique no ícone "Gravar (Ctrl+S)". Com estoque não-livre Verif. organizacional: loc. associa-se um grupo de controle de verificação de disponibilidade. "com estoque de segurança".Clique no ícone "Detalhe (F2)" que tem formato de lupa 3 .disponibilidade seg.No campo: Com ordem de produção.lógica ATP em relação plan.prel. quando da verificação de disponiblidade de produto para criação da ordem de venda. sem tmp.SPRO Determinar valor SD proposto grupo de contr OVZ3 Vendas e distribuição >Funções básicas >Verificação de disponibilidades e transferência necessidades >Verificação de disponibilidades >Verif.atrasos: síntese".Fazer o procedimento anterior para: 01.Gravar 6 .vendas Vendas e distribuição >Funções básicas >Programação da expedição e do transporte >Definir programação por local de expedição Vendas e distribuição >Funções básicas >Programação da expedição e do transporte >Atualizar as horas de trabalho Na tela "Modificar visão Disponibilidade e transfer." com a entrada BO (Processamento de atrasos).disponibilidade seg.só considerar ordens de produção liberadas 5 .lógica ATP em relação plan. Configuração que faz uma estimativa do tempo que será gasto para remessa e carregamento. seja considerada essas ordens de produção Determinar processo por classe de necess SD OVZ0 Vendas e distribuição >Funções básicas >Verificação de disponibilidades e transferência necessidades >Verificação de disponibilidades >Verif. >Determinar processo por classe de necessidade Vendas e distribuição >Funções básicas >Verificação de disponibilidades e transferência necessidades >Verificação de disponibilidades >Verif.prel.prel. >Determinar regra de controle para processamento de atrasos Vendas e distribuição >Funções básicas >Verificação de disponibilidades e transferência necessidades >Verificação de disponibilidades >Verif.programação: síntese".divisão SD OVZ8 Na tela "Modificar visão Ctg. Após o procedimento anterior.divisão Vendas e distribuição >Funções básicas >Verificação de disponibilidades e transferência necessidades >Verificação de disponibilidades >Verif.Na tela" Modificar visão Controle da verificação de disponibilidade: detalhe". 2) Clique no ícone "Gravar (Ctrl+S)".disponibilidade seg. 1 .lógica ATP em relação plan. Após o procedimento acima. >Executar controle da verificação de disponibilidades Na tela "Modificar visão Verificação disponibilidades: extensão (valores propostos)". flegue os seguintes campos: Com estoque de segurança Estoque-transf. >Determinar processo por tipo de item de remessa Vendas e distribuição >Funções básicas >Verificação de disponibilidades e transferência necessidades >Verificação de disponibilidades >Verif. deve estar flegado para que seja apenas possível criar remessa na data inicial indicada e não na data proposta pelo sistema após reposição de material Selecionamos "F. preencha os campos de acordo com a planilha "atachada" no campo "View Images".vend OVLY Na tela "Modificar visão Docs. Definir programação por SD local de expediç Atualizar as horas de trabalho SD OVLZ SPRO Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. preencha os campos de acordo com a planilha "atachada" no campo "View Images". para que. repos.". SD Para um tipo de material em um determinado centro. Após o procedimento acima. O campo "Verif. repos. >Determinar valor proposto grupo de controle Vendas e distribuição >Funções básicas >Verificação de disponibilidades e transferência necessidades >Verificação de disponibilidades >Verif. clique no Ícone "Gravar (Ctrl+S)".disponibilidade seg. Determinar regra de controle para proces SD OMIH Na tela "Modificar visão Regra verificação para liquidaç. preencha o campo "Regra ver.lógica ATP em relação plan.prel. "com estoque não livre". Definir programação por SD tipo de doc. Determinar processo por ctg. preencher os campos de acordo com o arquivo "atachado" no campo " View Images".'.Necessidade diária --> B-Fornecim.prel.só considerar ordens de produção liberadas".prel. necessidades por tp necess. obs: não houve alterações do projeto empresa "x" para o projeto empresa "x" Na tela "Modificar visão Unid.tempo de trabalho". >Determinar processo por ctg.Necessidade diária --> A-Ordem SD 2 . estoque-transf. Executar controle da verificação de disp SD OVZ9 A necessidade de flegar os campos. juntamente com o estoque de livre utilização.lógica ATP em relação plan. >Determinar opções preliminares Vendas e distribuição >Funções básicas >Programação da expedição e do transporte >Definir programação por tipo de doc.prel. esses estoques sejam considerados. é para que quando da verificação de disponibilidade de produto para criação da ordem de venda. selecione: F .disponibilidade seg. clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos de acordo com o arquivo "atachado" no campo "View Images".disponibilidade seg.lógica ATP em relação plan. venda: tipos . expedição . sem tmp.". Determinar processo por tipo de item de SD OVZK Na tela "Modificar visão" Verificação de disponibilidade por tipo item de remessa". page 59 of 99 . divisão: relevância necessidades e disponibilidades".Selecione a linha: 01.

Atribuir a transportes SD V/81 Na tela "Modificar visão: Mensagens programas de saída: síntese". clique no ícone "Novas entradas (F5). Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de mensagens >Determinação de mensagens >Determinação de mensagem via técnica de condições >Atualizar determinação de mensagens para transportes >Atualizar tabelas de condições > Atualizar tabela de condições de mensagens para transportes Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de mensagens >Determinação de mensagens >Determinação de mensagem via técnica de condições >Atualizar determinação de mensagens para transportes >Atualizar tipos de mensagem Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de mensagens >Determinação de mensagens >Determinação de mensagem via técnica de condições >Atualizar determinação de mensagens para transportes >Atualizar sequências de acesso Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de mensagens >Determinação de mensagens >Determinação de mensagem via técnica de condições >Atualizar determinação de mensagens para transportes >Atribuir mensagens às funções do parceiro Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. no menu path. Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de mensagens >Determinação de mensagens >Determinação de mensagem via técnica de condições >Atualizar determinação de mensagens para transportes >Atualizar esquemas de mensagem Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de mensagens >Determinação de mensagens >Determinação de mensagem via técnica de condições >Atualizar determinação de mensagens para transportes >Atribuir esquema de mensagem Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de mensagens >Determinação de mensagens >Processamento de mensagens e formulários >Definir formulários Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de mensagens >Determinação de mensagens >Processamento de mensagens e formulários >Atribuir formulários e programas >Atribuir a transportes Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. Na tela acima. page 60 of 99 . Atribuir mensagens às funções do parceir SD V/33 Atualizar esquemas de mensagem SD V/84 Atribuir esquema de mensagem SD V/24 Definir formulários SD SE71 Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. Clique no ícone Gravar (Crtl+S). Atualizar tabelas de condições SD V/78 Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. Impressão Informativo de Carregam SD V/82 Atualizar sequências de SD acesso V/80 Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. Na tela "Novas entradas: detalhes de entradas criadas" preencha os campos de acordo com o arquivo "atachado" no campo "View Images". selecione Saltar>Detalhes Essa configuração deve ser executada para que o documento Informativo de Carregamento seja impresso automaticamente.SPRO Atualizar as durações SD SPRO Vendas e distribuição >Funções básicas >Programação da expedição e do transporte >Atualizar as durações Está sendo utilizada pelo projeto a configuração standard. selecionar a linha "ALTR" .

A configuração dos esquemas de dados incompletos define quais os campos são obrigatórios na criação da ordem de vendas. Criar esquema de dados incompletos para venda de diversos Fase 1. checar se já não há cliente destes grupos com o mesmo CNPJ. . .vendas e distrib. Atribuir textos de formulário SD V/85 Vendas e distribuição >Funções básicas Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard.Caso o CPF/CNPJ esteja cadastrado em outro grupo não permitir a inclusão. clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos de acordo com a planilha que está "atachada" no campo "View Images". exceção para os cadastrados no C003. >Controle de mensagens >Determinação de mensagens >Processamento de mensagens e formulários >Atribuir textos de formulário > Atribuir textos de formulários por org. O grupo de status também estabelece a ligação entre o protocolo de dados incompletos (no qual o sistema requer que determinados campos sejam preenchidos pelo usuário) e a tela de status a nível de cabeçalho e a nível do item de um documento de vendas Definir meios de transporte SD 0VTB Na tela "Modificar visão Meio de transporte: síntese". clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos de acordo com a planilha que está "atachada" no campo "View Images". >Atribuir esquemas de dados incompletos Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de dados incompletos para docs. >Definir grupos de status 1. a um tipo de ordem de venda no SAP . clique no ícone "Gravar (Crt+S)" para salvar o documento. Determinação de parceiro Definir funções do parceiro Definir esquemas de dados incompletos SD SD VOPA VOPA Criação dos Grupos de Conta e Intervalos de Numeração de Clientes. Após o preenchimento da tabela. servem para criar regiões de transporte separadas.Conforme tabela anexa faça a configuração flegando nos campos que necessitam 3.venda Vendas e distribuição >Funções básicas >Determinação de parceiro Vendas e distribuição >Funções básicas >Determinação de parceiro >Definir funções do parceiro Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de dados incompletos para docs.CPF: idem CNPJ.Para o C005 quando o indtipo_cli = "22" permitir duplicidade de CNPJ. checar se já não há cliente cadastrado neste grupo e cujo código inicie com o cdd_cli deste cliente.Após configurado salve as informações As duas planilhas contém esquemas de cálculo para cada criação de novos esquemas de dados incompletos. .SPRO Verificar duplicidade de CNPJ/CPF SD Não tem.vendas e distrib. . Para o grupo "A" está sendo utilizado como cópia o esquema 11 e para o grupo "B" como cópia o esquema 20.CPF: idem CNPJ. Definir tipos de expedição Definir itinerários e etapas Atualizar etapas para todos os itinerári Definir zonas de transporte SD 0VTA SD 0VTC SD 0VTE SD SPRO Na tela "Modificar visão Clientes: zonas de transporte: síntese". SD OVA2 Atribuir esquemas de dados incompletos SD VUA2 Esta configuração atribui um esquema de dados incompletos. . No nosso caso será criado apenas para podermos ter uma hireraquia que possibilite criarmos o documento de transporte. As zonas de transportes. clique no botão "Novas entradas (F5)" e preencha os campos de acordo com a planilha "atachada" no campo "View Images".CNPJ: quando o campo cnpj_cli estiver preenchido. Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. Na tela "Modificar visão Itinerários: síntese".Clique no botão executar ao lado onde está "Defiinir grupo de status" 2. Definir grupos de status SD OVA0 Os grupos de status permitem ao usuário determinar quais as mensagens de status serão exibidas durante o processamento de documentos diferentes. Para o grupo de contas C003 (Clientes PDV): .Não pode haver duplicidade entre os grupos.vendas e distrib.CNPJ: quando o campo cnpj_cli estiver preenchido. Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Definição de itinerário >Definir tipos de expedição Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Definição de itinerário >Definir itinerários e etapas Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Definição de itinerário >Atualizar etapas para todos os itinerários Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Determinação de itinerários >Definir zonas de transporte Na tela "Modificar visão Tipos de expedição: síntese".Caso seja necessário criar um novo grupo de status. definido anteriormente. page 61 of 99 . e também podermos realizar vendas para diversos países. É pgm desuto ( field. deve-se clicar no botão "Novas Entradas". clique no botão "Novas entradas" Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Definição de itinerário >Definir meios e preencha com os dados que estão na planilha que está "atachada" no campo "View de transporte Images". >Definir esquemas de dados incompletos Vendas e distribuição >Funções básicas >Controle de dados incompletos para docs. digitar o nome do novo grupo e flegar os campos necessários conforme planilha em anexo 4.exist) Fazer controle de duplicidade de CNPJ/CPF conforme definido: Para os grupos de contas C001 / C002 / C005 / C006 / C007 / C008 / C090 / C091: .

: 0000000001 8) Denominação : Região Única 9) Após o preenchimento de todos os dados acima. 5) Preencha os campos de acordo com os dados que estão na planilha "atachada" no campo "View Images". Determinar nova determin. >Itinerários >Determinação de itinerários execute o seguinte caminho: Processar > Novas entradas. Denominação = Up to 1 kg 2) Grupo de peso 0010. Denominação = Acima de 100 kg 5) Após o preenchimento de dos campos acima. trnsp. 2) Preencha os campos de acordo com dados da planilha "atachada" no campo "View Images".itinerários por SD SPRO Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Determinação de itinerários >Determinar nova determin. posione o cursor no ícone: B) Atualizar detalhes para grupos de pesos 1) Para cada grupo de peso criado no item anterior. 6) Após este procedimento. intinerário: país/zona de saída e país zona de destino". faça o seguinte procedimento: 1) Posicione o cursor na linha que foi configurada no item anterior 2) Clique no ícone "Marcar bloco (F8)" de forma que a configuração criada no item anterior fique em destaque. Denominação = Até 10 kg 3) Grupo de peso 0100. 3) Clique no botão "Determinação de itinerários sem grp.trnsp. Atualizar a determinação de itinerários SD SPRO Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Determinação de itinerários >Atualizar a determinação de itinerários Na tela "Modificar visão Determin. clique no botão "Novas entradas" e preencha os seguintes campos: 1) Grp. = 0001 Denominação = Sobre palete 2) Grp.itinerários por tipo de remessa page 62 of 99 . clique no botão "Gravar (Ctrl+S)". Definir grupos de transporte SD SPRO Definir grupos de peso SD SPRO Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Determinação de itinerários >Definir grupos de peso Esta configuração é feita em duas etapas: A) Atualizar grupos de pesos . 4) Clique no botão "Novas entradas". Denominação = Até 100 kg 4) Grupo de peso 9999.clique no botão "Novas entradas" preencha os campos de acordo com os dados a seguir: 1) Grupo de peso 0001. clique no botão "Novas entradas". Após gravar os dados. = 0002 Denominação = Líquido Após o preenchimento dos dados. 3) Após o preenchimento dos campos de acordo com a planilha. clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos que seguem abaixo. clique no botão "Gravar (F5)". com os seguintes dados: 1) País saída: BR 2) Denominação: Brasil 3) Zona saída: 0000000001 4) Denominação: Região Única 5) PRec : BR 6) Denominação: Brasil 7) Zona destin. clique no botão "Gravar (F5)".pesos (ordem)". expedição Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Determinação de itinerários >Definir grupos de transporte Na tela "Modificar visão Programação da expedição: grupos de tranporte: síntese". Preencha os campos de >Atualizar país e zona de transporte para local de acordo com a planilha "atachada" no campo "View Images". clique no botão "Gravar (F5)". Após o procedimento acima.SPRO Atualizar país e zona de SD transporte para SPRO Vendas e distribuição >Funções básicas Na tela "Modificar visão Atribuição do país/zona de saída ao local de expedição". clique no botão "Gravar (F5)".

Definir motivos de ordem Atribuir área de vendas a tipos de docum SD OVAU Criação de motivos pelos quais uma operação está sendo realizado. vendas + grupo de materiais). durante a fase de prototipação. Na View acima está anexada tabela que identifica os campos de cada novo tipo de documento criado que sofreram modificações em relação aos docs. Definir categorias de item Definir grupos de tipos de item SD VOV7 SD SPRO Determinar valores propostos tipo de mat Atribuir categorias de item SD SPRO SD VOV4 Na tela "Modificar visão Atribuição de categorias de item: síntese".vendas>Controle de cópia: doc. Na tela "Modificar visão Atualização das ctgs. Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. Após este procedimento. clique no ícone "Gravar (Ctrl+S)". organiz.vendas SD SPRO Vendas e distribuição >Funções básicas >Itinerários >Determinação de itinerários >Definir itinerário atual para itinerário previsto Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Cabeçalho de documento de vendas >Definir tipos de doc.atribuir tipo". SD VOV8 Os tipos de documentos de vendas no sistema SAP R/3 determinam uma série de processos: esquema de dados incompletos. vendas >Cabeçalho de documento de vendas >Atribuir área de vendas a tipos de documento de vendas > Agrupar organizações de venda Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Item do documento de venda >Definir categorias de item Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Item do documento de venda >Definir grupos de tipos de item Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Item do documento de venda >Determinar valores propostos tipo de material Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Item do documento de venda >Atribuir categorias de item Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Divisões remessa >Definir ctgs.faturamento Os diferentes tipos de documentos de faturamento definem quais os tipos de documentos contábeis serão utilizados no processo de faturamento e permitem a atribuição de diferentes contas de caixa para as operações. itens gratuitos e itens de texto) e que influencia o processamento do item através do sistema Configuração feita para identificar os diferentes tipos materiais cadastrados.SPRO Definir itinerário atual para itinerário Definir tipos de doc.divisão Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Divisões remessa >Atribuir ctgs. pricing procedure. documento de faturamento.faturamento ->doc. de trânsito >Definir os modos de transporte Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Definir tipo de faturamento Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Definir intervalos de numeração para docs.divisão SD VOV5 Atualizar controle de cópia para docs. de cópia para docs. SD OVAO Na tela "Modificar visão Unid. Após este procedimento. Definir novos tipos de documentos de vendas.divisão SD VOV6 Atribuir ctgs.ve Definir os modos de transporte Definir tipo de faturamento Definir intervalos de numeração para doc SD VTAF Vendas e distribuição >Venda >Atualizar controle Observação: está sendo utilizado pelo projeto.divisão Na tela "Modificar visão Materiais: grupos de tipos de item no mestre de materiais". clique no ícone "Gravar (Ctrl+S)". etc.vendas Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. Atribuir as categorias de item aos dcumentos de venda criados (tipo de doc. #NAME? Classificar vários tipos de documentos de faturamento que necessitam de um processamento diferente SD OVE3 SD VOFA SD VN01 page 63 of 99 . tomados como modelo (documento base). Por exemplo: devolução . Efetuar conversão de idioma por tipo de SD SPRO Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Cabeçalho de documento de vendas >Efetuar conversão de idioma por tipo de documento de vendas Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Cabeçalho de documento de vendas >Definir intervalos de numeração para docs. Serve para diferenciar os tipos de itens (por exemplo. divisão: síntese". a configuração standard. Definir intervalos de numeração para doc SD VN01 Será utlizado pelo projeto a configuração de intervalos de numeração standard. Definir ctgs.má qualidade. controle de cópia. Observação: Será utilizada a configuração standard. Após este procedimento. clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos com os dados da planilha "atachada" no campo "View Images". clique no botão "Novas entradas (F5)" e preencha os campos de acordo com a planilha atachada no campo "View Images". clique no ícone "Gravar (F5)".vendas Vendas e distribuição >Comércio exterior >Dados Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. Na tela "Modificar visão Atribuição de categorias de divisão: síntese".: organizações de venda . está Vendas e distribuição >Venda >Documentos de sendo utilizada pelo projeto a configuração standard.vendas Vendas e distribuição >Venda >Documentos de vendas >Cabeçalho de documento de vendas >Definir motivos de ordem Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard. clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos de acordo com a planilha "atachada" no campo "View Images". clique no botão "Novas entradas (F5)" e preencha os campos de acordo com a planilha "atachada" no campo "View Images".

direito fiscal. automat. Utilizar a condição: IBRX Deve-se primeiro fazer o COE ID 065015020025 . clique no botâo "Novas entradas" e preencha os campos de acordo com a planilha que está "atachada" no campo "View Images". de vendas localização Brasil: síntese".Brasil >Atualizar ctg. Condições especiais de SD determinação de p SPRO Funcional: Determinação IVA / IBRX SD VK11 FUNCIONAL: Logística > Vendas e distr. Por exemplo: para o documento de vendas ZROB é um nota fiscal de entrada (N5) Colocar textos no cabeçalhos de notas fiscais que serão exigidos conforme o tipo de documento de venda. Ele deve ser feito em todos os ambientes produtivos que forem gerados. modificar tipos de movimento Copiar. Atualizar controle de cópia para docs. preencha os campos de Documentos de faturamento criados. Admnistração de Materiais > Administração de estoques > Tipos de movimento > Copiar. Funcional: Condições de Imposto Offset SD VK11 Cadastrar as condições de contrapartida dos impostos para o Brasil.Brasil >Condições especiais de determinação de preço Essa configuração é realizada para determinar quais os tipos de nota fiscal serão utilizados para cada tipo de documento. Atualizar tipos de faturamento SD SPRO Na tela "Modificar visão Tipo de doc.vendas Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Características especiais do país >Propriedades específicas de país .SPRO Definir intervalos de numeração para gru SD VSAN Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Formação de grupos >Definir intervalos de numeração para grupos de docs. modificar tipos de movimento. clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos de acordo com a planilha "atachada" no campo "View Images".faturamento OVV6 Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard.fa SD VTFA Na tela "Exibir visão controle de cópia: doc. acordo com a planilha "atachada" no campo "View Images". Administração de materiais >Opções gerais >Definir parâmetros para bloqueio de material page 64 of 99 MM OMJJ Definir parâmetros para MM bloqueio de mate OMJI .Brasil >Determinar tipo nota fiscal Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Características especiais do país >Propriedades específicas de país . > Dados mestres > Condições > Preços > Outros > Criar Tipos de condição criadas. cabeçalho da Nota Fiscal: síntese". Ela deve ser feita em todos os ambientes produtivos que forem gerados.vendas SD SPRO Configurar conforme planilha em anexo. clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos de acordo com as planilhas "atachadas" no campo "View Images". Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Formação de grupos >Formação de grupos de docs. clique no ícone "Gravar (F5)". Copiar. modificar tipos de movimento SD OMJJ Admnistração de Materiais > Administração de estoques > Tipos de movimento > Copiar.item doc. faturamento > doc. relacionando documento de venda com documento de faturamento e documento de remessa com documento de faturamento Determinar tipo nota fiscal SD SPRO Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Características especiais do país >Propriedades específicas de país .faturamento Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Atualizar controle de cópia para docs. clique no botão "Novas entradas" e preencha os campos de acordo com a planilha que está "atachada" no campo "View Images". pode ser transportada. clique no ícone "Gravar (Ctrl+S)".faturamento Está sendo utilizado pelo projeto a configuração standard.vendas -> doc. modificar tipos de movimento.faturam. de txts. itens relevantes para a nota fiscal.Definir relevância para mestres > Condições > Preços > Outros > Criar Atenção: a determinação de IVA é feita pelo menu funcional (não é configuração) e não impostos dos registros mestre. Na tela "Modificar visão Tipo de docs.Brasil >Atualizar textos de cabeçalho nota fiscal automáticos Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Características especiais do país >Propriedades específicas de país .item de faturamento SD SPRO Na tela "Modificar visão Categorias de item relevantes para NF: síntese". FUNCIONAL: Logística > Vendas e distr. Atenção: o cadastramento dessas condições é feito pelo menu funcional (não é configuração) e não pode ser transportado. Atualizar ctg. Definir qual o parceiro principal da operação. Criação dos tipos de documentos de venda Atualizar controle de cópia.Brasil >Atualizar ctg.Brasil >Atualizar tipos de faturamento Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Características especiais do país >Propriedades específicas de país .item doc. Esta configuração é utilizada para fazer a transferência dos valores do esquema de cálculos do faturamento para a nota fiscal. de faturamento: síntese". Formação de grupos de SD docs. > Dados Esta configuração faz a determinação do código IVA. Esquemas de cálculo criados. etc.faturamento > Controle de cópia: doc. Indicar se o documento de faturamento é relevante ou não para a nota fiscal. Após efetuar preenchimento dos campos. Atribuir para cada tipo de faturamento a sua categoria de item de faturamento. Atualizar textos de cabeçalho nota fisca SD SPRO Atualizar ctg. Na tela "Modificar visão Criaç. Cadastrar os diversos tipos de condição criadas para a determinação de preços. Documentos de venda e categorias de item definidos e atribuidos. Após finalizar o procedimento acima.item de faturamento Vendas e distribuição >Faturamento >Documentos de faturamento >Características especiais do país >Propriedades específicas de país . Configuração para determinar o código do imposto. vendas: síntese".

info Administração de materiais >Opções gerais >Ativar processamento de vasilhame Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Parâmetros do centro >Efetuar atualização total dos parâmetros do centro OMXL OMI8 Outras configurações atualizam esta configuração. que é o responsável pela aquisição de peças. que é o responsável pela aquisição de insumos. Determinar planejadores MM OMD0 Definimos 03 (dois) tipos de planejadores para o processo.xls OPPZ Um grupo de MRP é um Unidade Organização e é usado para atribuir parâmetros de Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Grupos MRP >Efetuar atualização total controle de planejamento para grupo de materiais. Deve estar definidos os centros Esta configuração foi realizada para os centros empresa "x" conforme planilha em anexo. Planejador PCI. o P02. materiais. usaremos essa numeração.xls Use esse roteiro para ativar MRP. Planejador Materiais. O P01 Planejador de produção PCP. para que o MRP possa ser executado há necessidade que ele seja habilitado à nível de centro.para acesso a tabelas centrais de dados mestre Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Ativar MRP Clicar o quadrado ao lado do centro que se deseja ativar. ou seja.xls Em virtude de termos um planejamento de itens produtivos e não-produtivos das Unidades Verificar tipos de MRP MM OMDQ Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Dados mestre >Verificar tipos de MRP Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Dados mestre >Determinar tipos de suprimento especial Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Dados mestre >Atualizar calendário de planejamento Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Dados mestre >Centro ref. O arquivo encontra-se localizado no seguinte caminho: L:\Projeto_SAP\Br_pp\Desenho\Excel\C entros Produtivos empresa "x" e empresa "x". serviços entre outros que não se enquadrem no perfil anterior. Determinar intervalos de MM numeração para OMI3 A numeração já existe (Standard). O arquivo encontra-se localizado no seguinte caminho: L:\Projeto_SAP\Br_pp\Desenho\Excel\C entros Produtivos empresa "x" e empresa "x". Manter o Standard Determinar tipos de suprimento especial Atualizar calendário de planejamento Centro ref. Esta configuração foi realizada para os centros empresa "x" conforme planilha em anexo. matérias-primas e embalagens da Unidade e o P03. O arquivo encontra-se localizado no seguinte caminho: L:\Projeto_SAP\Br_pp\Desenho\Excel\C entros Produtivos empresa "x" e empresa "x".para acesso a tabelas centrai Ativar MRP MM OMD9 MM MD25 MM OMIP MM OMDU MRP para horizonte de promoção do centro MM SPRO Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >MRP para horizonte de promoção do centro page 65 of 99 .SPRO MM Ativar preço em consignação via regs. Esta configuração foi realizada para os centros empresa "x" conforme planilha em anexo. Portanto. as alterações estarão descritas em outros COEs.inf MM Ativar processamento de vasilhame Efetuar atualização total MM dos parâmetros Efetuar atualização total MM dos grupos MRP OMJO Administração de materiais >Opções gerais >Ativar preço em consignação via regs. dos grupos MRP Determinar grupo MRP por tipo de materia MM OMIG Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Grupos MRP >Determinar grupo MRP por tipo de material Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Intervalos de numeração Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Intervalos de numeração >Determinar intervalos de numeração execução do planejamento Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Intervalos de numeração >Determinar intervalos de numeração para processamento manual Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Dados mestre >Determinar planejadores MM Intervalos de numeração Determinar intervalos de MM numeração execu OMI2 Os intervalos de numeração já existem (Standard).

xls Não vamos utilizar. Ao criar Grupos MRP na transação OPPZ foi definido Horiz. manter configuração feita na transação OPPZ.bloq.do estoq. O arquivo encontra-se localizado no seguinte caminho: L:\Projeto_SAP\Br_pp\Desenho\Excel\C entros Produtivos empresa "x" e empresa "x".SPRO Determinar código de criação MM OMDZ Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Determinar código de criação Definido na criação de grupos MRP na transação OPPZ Esta configuração foi realizada para os centros empresa "x" conforme planilha em anexo. de 100 dias.transferênc MM OMI1 Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Execução MRP >Estoques >Determinar disponibilidade do estoque de segurança Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Execução MRP >Estoques >Determinar disponib.xls Determinar horizonte de MM planejamento OMDX Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Execução MRP >Determinar horizonte de planejamento Esta configuração foi realizada para os Horizonte de planejamento Ao criar Grupos MRP na transação OPPZ foi definido Horiz.reprogramação.do estoq. Portanto. Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Cálculo do tamanho do lote >Determinar regra para cálculo do tamanho do lote Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Cálculo do tamanho do lote >Atualizar perfil de arredondamento Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Propostas de suprimento >Determinar suprimento externo Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Propostas de suprimento >Determinar nºs item MM OMIA Determinar perfil período p/per.xls MM OPPI Determinar horizonte de MM reprogramação OMDW Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Execução MRP >Determinar horizonte de reprogramação Determinar tratamento de erros Determinar perfis de cobertura (estoque MM OMDY Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Execução MRP >Determinar tratamento de erros Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Execução MRP >Determinar perfis de cobertura (estoque dinâmico segurança) Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Execução MRP >Determinar perfil período p/per. centros empresa "x" conforme planilha em anexo.seguranç MM OM0D Determinar regra para cálculo do tamanho MM OMI4 Atualizar perfil de arredondamento Determinar suprimento externo Determinar nºs item MM OWD1 MM OMDT MM OMI5 page 66 of 99 . Esta configuração foi realizada para os centros empresa "x" conforme planilha manter configuração feita na transação OPPZ. O arquivo encontra-se localizado no seguinte caminho: L:\Projeto_SAP\Br_pp\Desenho\Excel\C entros Produtivos empresa "x" e empresa "x". Portanto. em anexo. O arquivo encontra-se localizado no seguinte caminho: L:\Projeto_SAP\Br_pp\Desenho\Excel\C entros Produtivos empresa "x" e empresa "x".transferência e do estoq.plan.segurança/cobertura real Manter Standard. Determinar disponibilidade do estoque de Determinar disponib.

O arquivo encontra-se localizado no seguinte caminho: L:\Projeto_SAP\Br_pp\Desenho\Excel\C entros Produtivos empresa "x" e empresa "x". O arquivo encontra-se localizado no seguinte caminho: L:\Projeto_SAP\Br_pp\Desenho\Excel\C entros Produtivos empresa "x" e empresa "x".SPRO Determinar tempos buffer (chave de horiz MM OMDC Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Determinar tempos buffer (chave de horizonte) Esta configuração define o numerod e dias em que as ordens podem ser antecipadas e Código dos Centros. centros empresa "x" conforme planilha em anexo.xls Manter Standard MM OMDR MM OMIM Código: só fixar divisões MM transmitidas p OMIN Atualizar fatores de correção para previ Determinar hora início de jobs em backgr MM OMDJ Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Atualizar fatores de correção para previsão Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Determinar hora início de jobs em background esporádicos Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Determinar MRP a nível de depósito por centro Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Propostas de suprimento >Determinar perfis de ordem Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Propostas de suprimento >Determinar conversão de ordens plan.xls Parâmetros para determinação de datas ba Ativar estatística tempo de execução Determinar intervalo máximo MRP MM OMIT Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Parâmetros para determinação de datas base Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Ativar estatística tempo de execução Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Determinar intervalo máximo MRP Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Planejamento >Código: só fixar divisões transmitidas programa remessas Esta configuração foi realizada para os centros empresa "x" conforme planilha em anexo.em r MM OMIR Nao vamos usar planejamento por depósito. OMDD MM OMDV Determinar conversão de requisição de co MM OPPH Determinar e agrupar mensagens de exceçã Verificar textos para os elementos MRP Determinar matrizes individuais período Determinar exibição de períodos para tot Determinar elementos de entrada para cál MM OMD3 MM OMD5 MM OMDA MM OPPC MM OMIL page 67 of 99 .em requisição de compra Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Propostas de suprimento >Determinar conversão de requisição de compra em pedido Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Análise >Determinar e agrupar mensagens de exceção Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Análise >Verificar textos para os elementos MRP Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Análise >Determinar matrizes individuais período para totais período Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Análise >Determinar exibição de períodos para totais período Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Análise >Determinar elementos de entrada para cálculo de cobertura MM OMIB Determinar MRP a nível MM de depósito por c Determinar perfis de ordem Determinar conversão de ordens plan. Esta configuração foi realizada para os ou postergadas dentro do horizonte de liberação.

SPRO Sequência de telas "cab. Determinar características das mensagens MM OME0 Determinar valores propostos para encarr MM OMFI Administração de materiais >Compras >Dados ambiente >Determinar valores propostos para encarregado de compras Marcar a linha de valores propostos 01 e clicar em Detalhes. desclicar em Criar ReqCompra e Criar ped. Traz parâmetros default p/ o usuário tais como: . Todos os usuários deverão ter o parâmetro EVO " 01" em seus dados próprios.numeração execução reabastec.forn.Nâo determinar automaticamente a fonte de suprimento na requisição de compras. Gravar e voltar. Na pasta Determ. Dar dois cliques sobre a linha "Mensagens do Sistema" e posicionar na mensagem nº 334 e alterar o campo Ctg.nec/est) Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Previsão >Grupos de ponderação para valor médio móvel ponderado Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Previsão >Determinar divisão das necessidades de previsão para MRP Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Previsão >Atribuir erros de previsão a classes de erros Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Controle de reabastecimento >Intervalos de numeração fatores de ponderação de previsão Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Controle de reabastecimento >Interv. Repetir para todos os centros. . apenas mostra a mensagem.grande" (lista M Grupos de ponderação para valor médio mó Determinar divisão das necessidades de p Atribuir erros de previsão a classes de Intervalos de numeração fatores de ponde Interv. Alterar a Mensagem 06 Nº 334 de Erro para Warning.desc. O erro trava a operação e o aviso não trava.fonte suprim.Atualizar o registro info . page 68 of 99 Ativar o domicilio fiscal para compras. Para poder atribuir uma requisição de compra ao fornecedor REJEITADO. Atualizar grupos de necessidades Atualização na entrada POS Documentos subsequentes (via ordem de fi Atualizar autorizações MM OMIO Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Análise >Sequência de telas "cab. de E para W.grande" (lista MRP/lista at. Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Controle de reabastecimento >Atualizar grupos de necessidades Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Controle de reabastecimento >Atualização na entrada POS Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Controle de reabastecimento >Documentos subsequentes (via ordem de filial) Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Administração de autorizações >Atualizar autorizações Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Administração de autorizações >Criar perfis Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Determinar processamento paralelo no MRP Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Realizar transferência de dados Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Verificação das opções de performance MM OMD2 MM OMDG MM OMDK MM WRN1 MM WC61 MM SPRO MM SPRO MM SPRO MM PFCG Criar perfis MM PFCG MM Determinar processamento paralelo no MRP Realizar transferência de dados Verificação das opções de performance Verificar modo de gravação para lista MR MM MM OMIQ MM OM0A Administração de materiais >MRP baseado no consumo >Verificação das opções de performance >Verificar modo de gravação para lista MRP Administração de materiais >Compras >Dados ambiente >Determinar características das mensagens do sistema Esta transação permite que um erro torne-se um aviso ou vice-versa.numeração execução reabastec. Determinar domicílio fiscal MM OMGJ Administração de materiais >Compras >Dados ambiente >Determinar domicílio fiscal Clicar duas veze sobre cada centro e clicar sobre a "barra" ao lado do campo Jurisdiction Code e salvar..

material >Entradas possíveis para itens sem reg. o sistema verifica as entradas na lista das peças de fabricante admitidas. durante o processamento com confirmações ou durante a entrada de mercadorias. p.determina a tolerância mínima (%) de cumprimento do pedido para ser avaliado e valor em dias a partir da data de remessa que se considerará 100% de desvio do prazo de entrega. RAZÃO DO CAMPOS: Código: texto de pedido do material nº peça de fabricante Utilização o Ao definir este código. o material com NPF poderá ser modificado dentro do processo de suprimento. Grupos de Mercadoria É preciso que se encontre na atualização do material interno com administração de estoque.me OMQW Administração de materiais >Compras >Mestre de Informar para cada Grupo de Mercadoria a Classe de Avaliação e a Chave dos Valores de Compra.Matérias-primas e insumos pesados no recebimento 3 . o Se o código não for definido. Determina como se pode trabalhar com materiais para número de peça de fabricante no processo de suprimento.Supervisao de prazos . Código: administração LPFA Utilização Ao definir este código. Perfil de controle para peças de fabricante Determinar motivos de bloqueio p/peças d MM OAMP Administração de materiais >Compras >Mestre de material >Determinar motivos de bloqueio p/peças de fabricante admit.PEÇA FRABICANTE E ATRIBUIR AO CÓDIGO INTERNO.SPRO Atualizar tipo de representação para dat Determinar normas de expedição Definir chave dos valores de compra MM VDF1 Administração de materiais >Compras >Dados ambiente >Atualizar tipo de representação para data/período Administração de materiais >Compras >Mestre de material >Determinar normas de expedição Administração de materiais >Compras >Mestre de Esta transação permite que se crie critérios de materiais quanto à: material >Definir chave dos valores de compra . Exemplos page 69 of 99 Entradas possíveis para MM itens sem reg.determina o follow up (pró ativo e reativo) de status de entrega do material .Matérias-primas e insumos recebidos por contagem UTIL . Código: nº peça de fabricante pode ser mudado Utilização Ao definir este código. o texto de pedido do material de número de peça de fabricante será transferido ao pedido.Utilidades MM MM OMEK OME1 Definir perfil de peça de MM fabricante SPRO Administração de materiais >Compras >Mestre de material >Definir perfil de peça de fabricante PERMITI CRIAR MAT. O perfil é válido para todos os materiais NPF atribuídos a este material interno com administração de estoque.Controle EM/EF . Utilização Pré-definir os campos de Classe de Avaliação e a Chave dos Valores de Compra para os Se o usuário pretende trabalhar com materiais NPF deve entrar um perfil.ex.mestre material No perfil pode estar definido que o a entrada do material NPF no pedido é uma entrada obrigatória o registros info só podem ser criados para o material NPF . Criamos 3 chaves: 1 . será transferido o texto de pedido do material próprio da firma. na RC.determina o % de tolerância (+/-) para se encerrar o pedido . O encarregado de compras cria um pedido com referência à requisição de compra.Peças e materiais auxiliares 2 . durante a entrada de um material de número de peça de fabricante.Avaliação de fornecedor . podendo assim modificar o material NPF no pedido. Exemplo Existe uma requisição de compra para o material NPF 4711.

onde "C" significa que esta condição é utilizada para pagamento de compras normais "Bxxx" para pagamentos a de ítem adquiridos para Capex . Verificar incoterms Definir tipos de texto para textos centr Definir tipos de texto para textos de or MM MM OMSQ OMGA Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Verificar incoterms Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Definir tipos de texto para textos centrais Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Definir tipos de texto para textos de organização de compras Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Determinar etiquetagem (preços) Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Hierarquia de fornecedores >Definir ctgs.hierarquia MM por tipo doc.hierarquia de fornecedores Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Hierarquia de fornecedores >Definir determinação de parceiro para ctgs. Verificar se o sistema criou uma nova sigla para esse texto. Ex. Escrever "Homologação do Fornecedor".p Definir matchcodes p/ pessoa de contato Definir departamento standard Definir funções p/ pessoa de contato Definir procurações MM SPRO OVS3 MM SPRO MM OVSN MM OVSR Definir frequências de visitas MM OVSW Definir comportamentos MM de compras Definir códigos VIP MM OVSM OVR7 Utilização do encarregado de compras sem Valores propostos para grupo de contas p MM PULT MM SPRO page 70 of 99 .hierarquia por tipo doc.hierarquia de fornecedores MM OMKC SPRO Definir determinação de MM parceiro para ct OMZ1 Atribuir grupos contas MM SPRO Atribuir organização de compras MM SPRO Atribuição ctg. Clicar enter. Cadastrar as condições de pagamento que serão utilizadas para os fornecedores.hierarquia Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Hierarquia de fornecedores >Atribuir grupos contas Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Hierarquia de fornecedores >Atribuir organização de compras Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Hierarquia de fornecedores >Atribuição ctg. Determinar etiquetagem MM (preços) Definir ctgs.pedido Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Pessoa de contato >Definir matchcodes p/ pessoa de contato Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Pessoa de contato >Definir departamento standard Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Pessoa de contato >Definir funções p/ pessoa de contato Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Pessoa de contato >Definir procurações Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Pessoa de contato >Definir frequências de visitas Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Pessoa de contato >Definir comportamentos de compras Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Pessoa de contato >Definir códigos VIP Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Utilização do encarregado de compras sem emprego de HR Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Valores propostos para grupo de contas para criação cliente MM OMGB Posicionar o cursor sobre a próxima linha em branco.: 21 dias líquido = C021 e B021 Mudamos o nome da opção FOB de "Franco a bordo" para "Free on Board".SPRO Determinar condições de pagamento MM OME2 Administração de materiais >Compras >Mestre fornecedores >Determinar condições de pagamento As condições de pagamento começarão por "Cxxx". Para definição deste código procurar seguir sempre o mesmo utilizado para o numero de dias do pagamento.As condições "Bxxx" terão o seu pagamento bloqueado.

S/marcação Chave de controle confirmação Ent. S/marcação Preço Líquido Ent. Facult Ent. OMF1 Determinar tipos de texto e regras de có Atualizar ctgs.de certificados de qualidade Administração de materiais >Compras >Registro info para compras >Determinar histórico de preço Administração de materiais >Compras >Registro info para compras >Atualizar matchcode Administração de materiais >Compras >LOF >Definir obrigatoriedade LOF a nível de centro Administração de materiais >Compras >LOF >Atualizar matchcode Administração de materiais >Compras >Quotização >Determinar intervalos de numeração Administração de materiais >Compras >Quotização >Determinar utilização de quotização Administração de materiais >Compras >Sol. SbGam Ent. Facult. S/marcação Confirmação de ordem obrigatória Ent. Deixar que se crie uma solicitação de serviços com requisição sem categoria de item. standard Ent. etc. Ultimo pedido S/marcação Exibição Qtd. Facult S/marcação Pontos Ent.compradores Os grupos de compras obedecerão a numeração de acordo com a organização de compras. DE PARA: Dados origem Ent. obedecendo a numeração da organização. Facult S/marcação Grupo de condições Ent. e depois sobre uma das linhas de seleção de campos e passar a tela até localizar os dados abaixo e alterar. Facult S/marcação Controle de faturas baseado na EM Ent. Obrig. Facult. Os mesmos ficam soltos pois podem comprar para qualquer organização de compras ou centro. Exibição Voltar e salvar. MM OMEL MM OMHP MM OMHL Definir obrigatoriedade LOF a nível de c Atualizar matchcode MM MM OME5 OMHO OMEP Determinar intervalos de MM numeração Determinar utilização de MM quotização Determinar intervalos de MM numeração Parametrizar tipos de documento MM OMEQ OMY6 OMEA Determinar processo de MM liberação OMGS page 71 of 99 .compradores MM OME4 Administração de materiais >Compras >Criar grps. Atualizar área funcional MM de compras Determinação da área MM funcional de compra Determinar intervalos de MM numeração Determinar estrutura de MM tela SPRO SPRO OMEO Administração de materiais >Compras >Atualizar área funcional de compras Administração de materiais >Compras >Determinação da área funcional de compras Administração de materiais >Compras >Registro info para compras >Determinar intervalos de numeração Administração de materiais >Compras >Registro info para compras >Determinar estrutura de tela Clicar duas vezes sobre o campo ME11 (Criar registro info) e ME12 (Modificar info compras). Facut. Facult S/marcação Material do fornecedor Ent.cot. 101./cotação >Parametrizar tipos de documento Administração de materiais >Compras >Sol. Para cada organização de compra será cadastrado um grupo como Comprador Regularização. Deixar a Ctg. D.posta à disposiç./cotação >Determinar processo de liberação Clicar na Solicitação cotação AB e na última lupa. Org 10 . Facult Ent.de certificados de qualid Determinar histórico de preço Atualizar matchcode MM TEIP Administração de materiais >Compras >Registro info para compras >Determinar tipos de texto e regras de cópia Administração de materiais >Compras >Registro info para compras >Atualizar ctgs. Obrig. Ex. Facult S/marcação Normas de expedição Ent.Ctg.cot. ObrigaT. Grupo unidade medida Ent. Ent. O ítem preço líquido foi alterado para eveitar erro no Leedger do material.cot. o grupo de compras começará em 100. da requisição de compra em branco e certificar que o outro documento é Prestação de Serviço . Definir a tela de Registro Info. Não atribuímos os grupos de compradores às organizaões de compras.Adm Central. Marcar o documento NB e copiar.SPRO Criar grps./cotação >Determinar intervalos de numeração Administração de materiais >Compras >Sol. Facult. Obrig.

/cotação >Atualizar características de cotação Administração de materiais >Compras >Sol. Determinar tipos de texto e regras de có MM TEAP Atualizar características MM de cotação Determinar limite de tolerância para o a MM OMES OMEE Determinar intervalos de MM numeração Parametrizar tipos de documento MM OMY7 OMEB Tempo de processamento Estabelecer processo sem classificação MM OMEW Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Tempo de processamento Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Processo liberação >Estabelecer processo sem classificação MM OME6 page 72 of 99 ./cotação >Determinar estrutura da tela a nível de documento Clicar duas vezes sobre o campo ANA e depois sobre qualquer uma da linhas dos Gru. Ent. Clicar no tipo ZS e depois na lupa "Tipos de item admitidos" e marcar os ítens C. Facult. de seleção de campos e com as setas ir movimentando as telas e alterar os campos abaixo. Facult./cotação >Textos para solicitações de cotação/cotações >Determinar tipos de texto e regras de cópia p/textos cabeç. Ent.SPRO Determinar estrutura da MM tela a nível de OME8 Administração de materiais >Compras >Sol. Ent. Ent. Obrig. Ent. Administração de materiais >Compras >Sol. Facult Ent. Facult. Facult. O tempo de processamento nesta configuração será 0 para todos os centros. Facult./cotação >Textos para solicitações de cotação/cotações >Determinar tipos de texto e regras de cópia p/textos de item Administração de materiais >Compras >Sol. Facult. Facult.cot. Facult. Ent.cot. Ent. Gravar. Facult. Facult. Facult. S/marcação S/marcação S/marcação S/marcação S/marcação S/marcação S/marcação S/marcação S/marcação S/marcação Definir a tela de solicitação de cotação e atualização de cotação. Facult Ent. Facult Ent. O tempo de processamento será registrado em tabela específica. DE PARA Pesos Pontos Prazo de canditatura Período vinculação oferta Hora da repartição Preço e unidade de preço Nº acompanhamento Requisição de Compra Grupo condições Ação Época Chave de controle QM Normas de expedição Ítem Incoterms Ítem Incoterms parte 2 Chave de controle confirmação Confirmação de ordem obrigatória Confirmação de ordem Ent.cot. Clicar no tipo NB e depois em copiar como inserir os dados na sequência abaixo: ZS Requisição Serviço 10 01 02 NBB Voltar e Salvar.cot. Criar um tipo de documento específico para a Requisição de Serviços para que o TPC possa ser diferente do de materiais. Ent. S. Facult. Ent. Ent. L. Ent. Definir tempo de processamento diferente para requisições de compra de material e serviço. Facult Ent. Determinar tipos de texto e regras de có MM TEAK Administração de materiais >Compras >Sol. Facult./cotação >Determinar limite de tolerância para o arquivamento Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Determinar intervalos de numeração Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Parametrizar tipos de documento Criado o tipo de documento ZS para requisições de Serviços. Ent. S/marcação S/marcação S/marcação S/marcação S/marcação Exibição Exibição Ent. Ent. Facult. U e depois clicar na lixeira para eliminá-los.cot.

Emitir alerta sobre a variação de preço. sem que o requerente use a requisição para isso. Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Atualizar matchcode Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Determinar verificação de autorização para contas do Razão Administração de materiais >Compras >Pedido >Determinar intervalos de numeração Criado novo intervalo de numeração externa.SPRO Estabelecer processo com classificação MM OMGQ Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Processo liberação >Estabelecer processo com classificação Clicar duas vezes no campo NBB e depois em Dados referência do item e atualizar os Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Determinar estrutura da campos abaixo da seguinte forma: DE PARA tela a nível de documento Requerente Ent. Definir limites de tolerância para o des MM OMEU Administração de materiais >Compras >Pedido >Definir limites de tolerância para o desvio de preço Criadas as Chaves "PE" Desvio do preço de compra e "SE". Definido um limite de 10% no Limite Superior do PE. o comprador fechará o pedido por valor total ou horas de pintura. Facult. Fixo Ent. Forn. O item horas de pintura será cadastrado no mestre de atividades e utilizado conforme a negociação. Ent. Exibição Org. Para todos os outros marcar com "Não avaliado" O cadastro deverá ser feito para todas as empresas do grupo. Exibição Após retornar e salvar. Objetivo . Para receber por interface os Pedidos gerados pelo Sistema 4I.: Ao abrir um pedido de compra de pintura. clicar em 'Subintervalos Lápis'. Numero 42. Exibição Clicar duas vezes no campo ME52 e depois em Dados referência do item e atualizar os campos abaixo da seguinte forma: DE PARA Nº acompanhamento Ent. Para criar subintervalos. A requisição tipo D demanda a inclusão de um serviço cadastrado. Facult. Inserir o intervalo acima conforme figura abaixo e clicar dar enter. ficará a cargo do comprador (dependerá da sua negociação). Facult. Dedução máxima por desconto para cada empresa.Para viabilizar a criação de um pedido de compras de serviços. page 73 of 99 . Foi criado para o pedido de compra NB uma ligação entre uma requisição de compra sem categoria com um documento de compra D . Exibição Reg. Ex.Prestação de Serviço. Info Ent. de 4200000000 a 4299999999. Ent. clicar em 'Inserir intervalos' abaixo do Enter. Contrato Básico Ent. Determinar estrutura da MM tela a nível de OMF2 Determinar tipos de texto e regras de có Determinar limite de tolerância para o a MM SPRO Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Determinar tipos de texto e regras de cópia Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Determinar limite de tolerância para o arquivamento Administração de materiais >Compras >Requisição de compra >Definir parâmetros para requisição de compra transf. Obrig. Compras Ent. que segundo nosso desenho. Facult. Definir campos da Requisição de Compra na criação. Facult. MM OMEX Definir parâmetros para MM requisição de co Atualizar matchcode Determinar verificação de autorização pa MM MM OMGR OMHM OMRO Determinar intervalos de MM numeração OMH6 Parametrizar tipos de documento MM OMEC Administração de materiais >Compras >Pedido >Parametrizar tipos de documento Para receber por interface os pedidos do Sistema 4I. Facult S/marcação Clicar duas vezes no campo ME51 e depois em Dados referência do item e atualizar os campos abaixo da seguinte forma: DE PARA Nº acompanhamento Ent. Facult. Facult. Obrig. Exibição Preço e Unidade de Preço Ent. Facult Exibição Ação Ent.

definir forma de checagem. S/marcação Confirmação de ordem Ent. S/marcação Material do fornecedor Ent. Ent. Chave de Controle QM Ent. Obrig. Determinar tipos de texto e regras de có Determinar tipos de texto e regras de có Determinar limite de tolerância para o a MM TEFK Administração de materiais >Compras >Pedido >Textos para pedidos >Determinar tipos de texto e regras de cópia p/textos cabeç. Facult. Obrig.SPRO Determinar processo de MM liberação Pedidos OMGS Administração de materiais >Compras >Pedido >Determinar processo de liberação Definir a escala de aprovação de pedidos nas centrais regionais e contratos Para efetuar esta configuração deverá ser criado primeiramente as Características pelo caminho: Logística > Funções Centrais > Sistemas de Classes > Características > Criar ou pelo atalho (CT01). Essa configuração deve ser efetuada para todos os centros. Facult S/marcação Ítem incoterms Ent. voltar e salvar. Facult S/marcação Normas de expedição Ent. Facult. Ent. cinco componentes devem ser configurados: centro. Obrig. Facult. Facult. Clique no botão "Centro" Todas Unidades (Filiais) devem ter sido cadastradas como cliente. Incoterms parte 1 Ent. S/marcação EAN/UPC Ent. Obrig. Obrigat. S/marcação Hora da repartição Ent. Configurar a tela de Pedido de Compra normais e dos Pedidos do 4I. Facult S/marcação Material do fornecedor Ent. Facult Exibição Condição pagamento Ent. MM OMEY Definir parâmetros para MM pedido de transf OMGN Para configurar um pedido de transferência. Facult. tipo de documento de compra. Configurar ordem de subcontratação MM OMGM Administração de materiais >Compras >Pedido >Configurar ordem de subcontratação page 74 of 99 . Facult S/marcação ítem incoterms parte2 Ent. Facult. S/marcação Época Ent. Administração de materiais >Compras >Pedido >Textos para pedidos >Determinar tipos de texto e regras de cópia p/textos de item Administração de materiais >Compras >Pedido >Determinar limite de tolerância para o arquivamento Administração de materiais >Compras >Pedido >Definir parâmetros para pedido de transferência MM TEFP Clicar duas vezes sobre o campo ZBF (Pedido 4i) . Facult. Facult. Facult. Ent. Facult. Facult. e depois sobre uma das linhas de seleção de campos e passar a tela até localizar os dados abaixo: DE PARA: Pesos Ent. Facult. Obrig. Obrigat. regra de verificação. Facult Ent. Obrig. Ent. Ent. S/marcação Pontos Ent. S/marcação Código de Controle Ent. Após a criação das Características deverá ser criada a Classe pelo caminho: Logística > Funções Centrais > Sistemas de Classes > Classes > Criar Determinar estrutura da MM tela a nível de OMF4 Administração de materiais >Compras >Pedido >Determinar estrutura da tela a nível de documento Clicar duas vezes sobre o campo NBF (Pedido) . Código de controle Ent. Incoterms parte 1 Ent. Facult. Facult. Facult S/marcação Chave de controle confirmação Ent. Clicar duas vezes sobre o campo PT9F (Ítem de serviço de pedido) . Facult S/marcação Nº Acompanhamento Ent. para utilização nos tipos de Pedido ZI. Facult. atribuir tipo de remessa/regra de verificação. Facult S/marcação Criar a seleção de campos ZBF. ìtem incoterms Ent. Clicar na SeC NBF e depois em copiar e digitar a ZBF Pedido 4I. S/marcação Grupo Compradores Ent. S/marcação Confirmação de ordem obrigatória Ent. Subsortimento fornecedor Ent. e depois sobre uma das linhas de seleção de campos e passar a tela até localizar os dado abaixo: DE PARA: Material do fornecedor Entr. Facult. Grupo de condições Ent. Facult Ent. Facult Ent. Obrig Ent. e depois sobre uma das linhas de seleção de campos e passar a tela até localizar os dados abaixo: DE PARA: Preço e Unidade de preço Ent. S/marcação Ação Ent.

Proj.Detalhado ED09 Entr.p/Aprovação ED05 Entr.data >Determinar ctg. Esta opção não apresenta parâmetros para comparação na revisão de faturas.30%eficiência contratual ED12 Ating. assistida ED08 Entr. MM OM5R .Faturas. Administração de materiais >Compras >Pedido >Plano de faturamento >Atualizar denominações de data MM Atualizar tipos periódicos de plano de f OM1R Atualizar tipos de plano fat.data para tipo de plano de Determinar ctg. Atualizar ctg. Finame ED04 Entr.parc.data proposta para tipo d MM OM4R Administração de materiais >Compras >Pedido >Plano de faturamento >Ctgs. Determinar motivos de recusa Determinar verificação de autorização pa MM MM OM9R OMRP Administração de materiais >Compras >Pedido >Determinar motivos de recusa Administração de materiais >Compras >Pedido >Determinar verificação de autorização para contas do Razão Administração de materiais >Compras >Pedido >Plano de faturamento >Tipos de plano de faturamento >Atualizar tipos periódicos de plano de faturamento Administração de materiais >Compras >Pedido >Plano de faturamento >Tipos de plano de faturamento >Atualizar tipos de plano fat.data >Atualizar ctg.90%eficiência contratual ED14 Aceite Técnico ED15 Ac.CP ou SGP ED16 Entr. Treinamento ED11 Ating.Promissória ED03 Entr.data proposta para tipo de plano faturamento Não apresentar este tipo de bloqueio num pedido de compras que utiliza um plano de faturamento.parc. Entr. CIF-Fornecedor ED07 Concl.Técn. mont.T2 e retirar o Bloq. EV14 Evento 14 (ver contrato) EV15 Evento 15 (ver contrato) EV16 Evento 16 (ver contrato) EV17 Evento 17 (ver contrato) EV18 Evento 18 (ver contrato) EV19 Evento 19 (ver contrato) page 75 of 99 EV20 Evento 20 (ver contrato) Clicar em salvar e voltar Definir eventos descritivos "ED" e eventos de contratos "EV" para emissão de pedidos com plano de faturamento.60%eficiência contratual ED13 Ating. MM OM2R Atualizar denominações MM de data OM3R Clicar em novas entradas e incluir os tipos abaixo: ED01 Entr.Desenho "as-built" EV01 Evento 1 (ver contrato) EV02 Evento 2 (ver contrato) EV03 Evento 3 (ver contrato) EV04 Evento 4 (ver contrato) EV05 Evento 5 (ver contrato) EV06 Evento 6 (ver contrato) EV07 Evento 7 (ver contrato) EV08 Evento 8 (ver contrato) EV09 Evento 9 (ver contrato) EV10 Evento 10 (ver contrato) EV11 Evento 11 (ver contrato) EV12 Evento 12 (ver contrato) EV13 Evento 13 (ver contrato) Duplo clique no documento CtgD .CF/SG e Prop.Proj. FOB-Fornecedor ED06 Entr./Inicio oper.Manual Operação e Manutenção ED10 Concl. N.data para tipo de plano de faturamento Administração de materiais >Compras >Pedido >Plano de faturamento >Ctgs.SPRO Determinar motivos de pedido MM OMZB Administração de materiais >Compras >Pedido >Determinar motivos de pedido Clicar em novas entradas e criar os motivos abaixo: 01 Menor Preço 02 Menor Prazo de Fornecimento 03 Melhor Qualidade 04 Fornecedor Exclusivo 05 Fabricante 06 Contrato de Fornecimento 07 Fornecedor Tradicional 08 Urgência 09| Contrato de Serviços Definir motivos padrões para a emissão de um pedido de compra.CF ou SGarantia ED02 Entr.

mensagem CONDBI Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Investment-Buying >Ajuste automático de documentos >Ativar indicador de modificação para ctg.pedido >Grupos de unidades de medida Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Otimização da qtd.mensagem CONDBI Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Agrupamento de pedidos >Intervalos de numeração para nº pedido coletivo Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Agrupamento de pedidos >Intervalos de numeração para diário de operação Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Agrupamento de pedidos >Parâmetros para agrupamento de pedidos e Investment-Buying MM OM7R MM MM OM8R SPRO MM SPRO MM SPRO MM MM MM MM SPRO SPRO OWD1 MM SPRO MM SPRO MM SPRO MM OWIA Definir extensão de modificação para ctg MM SPRO Ativar indicador de modificação para ctg MM SPRO Intervalos de numeração para nº pedido c Intervalos de numeração para diário de o Parâmetros para agrupamento de pedidos e MM WLBC MM WLBC MM SPRO page 76 of 99 .pedido >Perfis de arredondamento Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Otimização da qtd.SPRO Atualizar proposta de data para planos p Definir regras para a determinação da da Definir bloqueio fatura Atualizar perfil de ocupação dos portões Atribuição perfil a sistema de depósito Motivos de desvio da data Devolução fornecedor Devolução filial MRP produtos perecíveis Perfis de arredondamento Grupos de unidades de medida Regras de arredondamento de unidades de Parâmetros para agrupamento de pedidos e Tipos de condição relev.p/modificação para Investment-Buying Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Investment-Buying >Ajuste automático de documentos >Definir extensão de modificação para ctg.p/modificação pa MM OM6R Administração de materiais >Compras >Pedido >Plano de faturamento >Atualizar proposta de data para planos parciais faturamento Administração de materiais >Compras >Pedido >Plano de faturamento >Definir regras para a determinação da data Administração de materiais >Compras >Pedido >Plano de faturamento >Definir bloqueio fatura Administração de materiais >Compras >Pedido >Ocupação dos portões >Atualizar perfil de ocupação dos portões Administração de materiais >Compras >Pedido >Ocupação dos portões >Atribuição perfil a sistema de depósito Administração de materiais >Compras >Pedido >Ocupação dos portões >Motivos de desvio da data Administração de materiais >Compras >Pedido >Pedido de devolução >Devolução fornecedor Administração de materiais >Compras >Pedido >Pedido de devolução >Devolução filial Administração de materiais >Compras >Pedido >MRP produtos perecíveis Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Otimização da qtd.pedido >Regras de arredondamento de unidades de medida Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Investment-Buying >Parâmetros para agrupamento de pedidos e Investment-Buying Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Investment-Buying >Tipos de condição relev.

MM TEKP À princípio fica standard. Ent. S/marcação Confirmação de ordem Ent.restrição Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Agrupamento de pedidos >Atualizar perfis de restrição para agrupamento de pedidos Administração de materiais >Compras >Contrato >Determinar intervalos de numeração Administração de materiais >Compras >Contrato >Parametrizar tipos de documento Administração de materiais >Compras >Contrato >Definir processo de liberação Administração de materiais >Compras >Contrato >Determinar estrutura da tela a nível de documento Atualizar ctgs. Incoterms parte 1 Ent. Facult.restrição MM SPRO Atualizar perfis de restrição para agrup MM SPRO Determinar intervalos de MM numeração MM Parametrizar tipos de documento Definir processo de MM liberação Determinar estrutura da MM tela a nível de OMY6 OMEF OMGS OMFA Clicar duas vezes sobre o campo WKK (Contrato em valor ) . Facult. Facult S/marcação Nº Acompanhamento Ent. Facult S/marcação Normas de expedição Ent. Obrig. Obrig. Entr. Obrig. Facult S/marcação ítem incoterms parte2 Ent. Facult. S/marcação Voltar e salvar. Reconfiguremos mais tarde se for identificada a necessidade. Salvar Clicar sobre a seleção de campos ZKK e alterar o campo abaixo: Valor fixado Ent. Facult. Determinar limite de tolerância para o a Determinar verificação de autorização pa MM OMEZ MM OMRQ page 77 of 99 . Reconfiguremos mais tarde se for identificada a necessidade. facult. Facult. Facult Exibição Condição pagamento Ent.SPRO Atualizar restrições MM SPRO Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Agrupamento de pedidos >Atualizar restrições Administração de materiais >Compras >Otimização de pedido >Agrupamento de pedidos >Atualizar ctgs. Ent. S/marcação Época Ent. Incoterms parte1 Ent. Facult. Obrig. Facult. S/marcação Grupo Compradores Ent. Grupo de condições Ent. e depois sobre uma das linhas de seleção de campos e passar a tela até localizar os dados abaixo: DE PARA: Preço e unidade de preço Exibição Ent. Facult. Facult. Após clicar sobre o campo WKK e clicar em copia e criar a seleção de campos ZKK para uso em contratos tipo ZIN e ZQA. Facult S/marcação Ítem incoterms Ent. S/marcação Ação Ent. Subsortimento fornecedor Ent. Facult S/marcação Chave de controle confirmação Ent. Obrig. S/marcação Material fornecedor Ent. Facult. Facult Ent. Facult. Administração de materiais >Compras >Contrato >Textos para contratos >Determinar tipos de texto e regras de cópia p/textos de item Administração de materiais >Compras >Contrato >Determinar limite de tolerância para o arquivamento Administração de materiais >Compras >Contrato >Determinar verificação de autorização para contas do Razão Clicar duas vezes sobre o campo PT9K (Ítem de serviço contrato) . S/marcação Confirmação de ordem obrigatória Ent. e depois sobre uma das linhas de seleção de campos e passar a tela até localizar os dados abaixo: DE PARA: Pesos Ent. S/marcação Chave de Controle QM Ent. S/marcação À princípio fica standard. Para colocação de contratos apenas com valor unitário e configuração das telas de contrato. S/marcação Pontos Ent. Determinar tipos de texto e regras de có Determinar tipos de texto e regras de có MM TEKK Administração de materiais >Compras >Contrato >Textos para contratos >Determinar tipos de texto e regras de cópia p/textos cabeç. Facult.

S/marcação Nº acompanhamento Ent. Facult. S/marcação Item Incoterms parte2 Ent. S/marcação Ação Ent. vendedor Ent. Determinar limite de tolerância para o a MM OMEN Definir parâmetros para MM progr.rem. S/marcação Item Incoterms Ent. data oferta Ent.rem.sol. S/marcação Preço e Unidade de preço Ent.rem.p/prog. S/marcação Grupo condições Ent. Administração de materiais >Compras >Alocação >Regra de alocação >Intervalos de numeração regra de alocação page 78 of 99 À princípio fica standard. Facult. Administração de materiais >Compras >Programa de remessas >Textos para programas de remessas >Determinar tipos de texto e regras de cópia p/textos de item Administração de materiais >Compras >Programa de remessas >Determinar limite de tolerância para o arquivamento Administração de materiais >Compras >Programa de remessas >Definir parâmetros para progr. S/marcação Confirmação de ordem Ent. Reconfiguremos mais tarde se for identificada a necessidade. Determinar tipos de texto e regras de có MM TELP À princípio fica standard. Facult.perfil criação sol. S/marcação Definir a tela de entrada de dados de programação de remessas.c/docum. Facult. Reconfiguremos mais tarde se for identificada a necessidade. Facult. Facult.transferência Administração de materiais >Compras >Programa de remessas >Determinar verificação de autorização para contas do Razão Administração de materiais >Compras >Programa de remessas >Atualiz. S/marcação Pesos Ent. OMED MM OMGS Determinar estrutura da MM tela a nível de OMF7 Determinar tipos de texto e regras de có MM TELK Administração de materiais >Compras >Programa de remessas >Textos para programas de remessas >Determinar tipos de texto e regras de cópia p/textos cabeç. Exibição Referência. Obrig Exibição Chave controle QM Ent. Alterar os campos abaixo: de documento CAMPOS DE: PARA: Condições de pagamento Ent. Facult.transf Determinar verificação de autorização pa MM OMGP OMRP Atualiz. S/marcação Confirmação de ordem obrigatória Ent. S/marcação Pontos Ent. Facult. Facult S/marcação Chave de controle confirmação Ent.perfil criação sol. Facult.p/prog.rem. S/marcação Nº oferta. S/marcação Época Ent. S/marcação Subsortimento fornecedor Ent. Facult. Facult. Facult.rem. Facult. Facult. Facult.re Intervalos de numeração regra de alocaçã MM OMUP MM WC03 .SPRO Determinar intervalos de MM numeração Parametrizar tipos de documento Definir processo de liberação MM OMY6 Administração de materiais >Compras >Programa de remessas >Determinar intervalos de numeração Administração de materiais >Compras >Programa de remessas >Parametrizar tipos de documento Administração de materiais >Compras >Programa de remessas >Definir processo de liberação Administração de materiais >Compras >Programa Clicar duas vezes no campo LPL e depois duas vezes em qualquer linha. Facult. S/marcação Norma expedição Ent.rem. serão de remessas >Determinar estrutura da tela a nível exibidos o Status de todos os campos.

item do quadro de alocação Tipos de aviso do quadro de alocação MM SPRO Administração de materiais >Compras >Alocação >Regra de alocação >Tipos de regra de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Regra de alocação >Controle de transação para regra de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Regra de alocação >Determinação regra de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Regra de alocação >Definir e atribuir tipo de índice Administração de materiais >Compras >Alocação >Regra de alocação >Definir variante de seleção Administração de materiais >Compras >Alocação >Quadro de alocação >Intervalos de numeração quadro de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Quadro de alocação >Ctgs.item do quadro de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Quadro de alocação >Tipos de aviso do quadro de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Quadro de alocação >Estratégias de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Quadro de alocação >Tipos quadro de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Quadro de alocação >Motivos de recusa Administração de materiais >Compras >Alocação >Quadro de alocação >Tipos de texto cabeçalho quadro de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Quadro de alocação >Tipos de texto item quadro de alocação Administração de materiais >Compras >Alocação >Quadro de alocação >Geração de documentos consecutivos Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens individuais >Criar tabela de condições Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens individuais >Modificar tabela de condições Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens individuais >Exibir tabela de condições Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens individuais >Sequência de acesso Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens individuais >Tipo de mensagem page 79 of 99 MM SPRO MM SPRO MM SPRO MM SPRO MM WC05 MM SPRO MM SPRO Estratégias de alocação MM SPRO Tipos quadro de alocação Motivos de recusa MM SPRO MM SPRO Tipos de texto cabeçalho quadro de aloca Tipos de texto item quadro de alocação MM SPRO MM SPRO Geração de documentos MM consecutivos Criar tabela de condições MM OWA1 WA/1 Modificar tabela de condições MM WA/2 Exibir tabela de condições MM WA/3 Sequência de acesso MM WA/4 Tipo de mensagem MM WA/5 .quadro de aloc Ctgs.SPRO Tipos de regra de alocação Controle de transação para regra de aloc Determinação regra de alocação Definir e atribuir tipo de índice Definir variante de seleção Intervalos de numeração .

A Condição IIMP foi criada para uso nos processos de importação.mensagem CONDBI Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar controle da condição a nível de centro Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Determinar sequências de acesso Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Determinar tipos de condições No Brasil.CUIN foram alteradas para o que o valor das mesmas entre no montante base para cálculo do imposto. os fornecedores trabalham com o ICMS embutido no custo de seus produtos e para que possamos trabalhar com o preço bruto no Sap é necessário criar novo esquema de cálculo e condições de preço para que o preço unitário informado no SAP seja o preço bruto e através de calculos internos o SAP transforme em preço Líquido.compra MM WA/E MM OMGZ MM OVTY MM OMHN MM OMHJ Definir extensão de modificação para ctg MM SPRO Ativar indicador de modificação para ctg MM SPRO Determinar controle da condição a nível Determinar sequências de acesso Determinar tipos de condições MM OMF0 MM M/07 MM M/06 Determinar delimitações MM OMKG Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Determinar delimitações page 80 of 99 . e FRC1.FRC2. Atribuição esquema a tipo de documento MM WA/7 Atribuição programa/formulário a tipos d MM WA/8 Condições para tipos de MM mensagem WA/9 Intervalos de numeração mensagem grupo Tipo de mensagem MM WC37 MM WA/D Atribuição programa/formulário a tipos d Definir controle de confirmação Determinar meio de transporte Atualizar matchcodes para documentos de Controlar ajuste dos docs.mensagem CONDBI Administração de materiais >Compras >Condições >Ajuste automático de documentos >Ativar indicador de modificação para ctg. As alterações das condições standarts FRA1.SPRO Esquema de mensagem MM WA/6 Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens individuais >Esquema de mensagem Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens individuais >Atribuição esquema a tipo de documento Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens individuais >Atribuição programa/formulário a tipos de mensagem Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens individuais >Condições para tipos de mensagem Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens grupo >Intervalos de numeração mensagem grupo Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens grupo >Tipo de mensagem Administração de materiais >Compras >Alocação >Determinação de mensagens >Mensagens grupo >Atribuição programa/formulário a tipos de mensagem Administração de materiais >Compras >Confirmações >Definir controle de confirmação Administração de materiais >Compras >Confirmações >Determinar meio de transporte Administração de materiais >Compras >Atualizar matchcodes para documentos de compra Administração de materiais >Compras >Condições >Ajuste automático de documentos >Controlar ajuste de documentos >Controlar ajuste dos docs. FRB2.compra Administração de materiais >Compras >Condições >Ajuste automático de documentos >Definir extensão de modificação para ctg. Definir esquema de cálculo de Preço Bruto para utilização pelas Organizações Regionais de Compras.

esquem. Determinar esquema de MM cálculo de custos M/08 Determinar grupo de esquemas MM OMFN Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Determinar grupo de esquemas Clicar em novas entradas e incluir os esquemas abaixo: Grp.forn igual a 03. MM OMGH MM OMKP MM M/03 MM OMKA Adaptações do sistema MM Definir sequência MM OMG8 Administração de materiais >Compras >Condições >Dimensão da lista para condições >Definir sequência Administração de materiais >Compras >Condições >Dimensão da lista para condições >Definir parâmetros da dimensão da lista Administração de materiais >Compras >Condições >Dimensão da lista para condições >Atribuir a condições Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Estabelecer intervalos de numeração >Pocessamento geral de importação /exportação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Estabelecer intervalos de numeração >Controle legal Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Estabelecer intervalos de numeração >Crédito documentário Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Estabelecer intervalos de numeração >Impressão de docs. marcar o esquema Standard. com o Grp. Esquem.forn Denominação 01 Esquema fornecedor 02 Esquema Fornecedor Preço Bruto Duplo clic no item "Grupos de esquemas de fornecedor". 2) As condiçoes de frete foram alteradas no esquema de calculo standard para que o seu valor seja incluído na base de calculo para imposto. Determinar determinação de esquema Determinar chave de operação Definir exclusão de condições Atualizar tabela de condições Aumentar catálogo de campo para tabelas MM OMFO Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Determinar determinação de esquema Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Determinar chave de operação Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Definir exclusão de condições Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Atualizar tabela de condições Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Aumentar catálogo de campo para tabelas de condições Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Adaptações do sistema Atribuir o esquema do fornecedor criado no esquema de cálculo de preço líquido. criar uma cópia. com a denominação "Esquema Standard Preço Líquido" Criação de um esquema de fornecedor que trabalhe com preço líquido e um esquema de fornecedor com preço bruto.SPRO Determinar código de exclusão MM OMKF Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Determinar código de exclusão Administração de materiais >Compras >Condições >Determinar determinação de preço >Determinar esquema de cálculo de custos 1)Definir esquema de cálculo de Preço Bruto para utilização pelas Organizações Regionais de Compras e Importação Incluídas as condiçoes de frete e impostos de importação no esquema.comércio exterior >Declaração exportação page 81 of 99 Definir parâmetros da dimensão da lista MM OMFQ Atribuir a condições MM OMG9 Pocessamento geral de MM importação /export XEIP Controle legal MM XAUS Crédito documentário MM XAKK Declaração exportação MM XAAM .

exterior Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle dos dados de comércio exterior em docs.MM e SD >Esquemas de dados incompletos para dados do com.mercadorias / nº code importação por país Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Conversão de chave cód.comércio exterior >Documento ATR Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Estabelecer intervalos de numeração >Impressão de docs.MM e SD MM VI49 Customer exits: valores MM propostos para d VI96 Telas de importação no MM documento de comp OMGT Países para o comércio MM exterior/alfândeg VI78 Comprimento do cód.MM e SD >Comércio exterior em docs.T Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle dos dados de comércio exterior em docs. Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle dos dados de comércio exterior em docs.SPRO Documento ATR MM XATR Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Estabelecer intervalos de numeração >Impressão de docs.T MM XATD Esquemas de dados MM incompletos para dados VI29 Comércio exterior em docs.mercadorias / nº code imp Conversão de chave cód.MM e SD Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle dos dados de comércio exterior em docs.mercadorias em nº code de importação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Definir grupos de materiais para importação/exportação Documento EUR1 MM XAEU Doc.MM e SD >Telas de importação no documento de compra Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Países para o comércio exterior/alfândega Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Comprimento do cód.comércio exterior >Doc.mercadorias em nº MM OVE1 MM VI45 Definir grupos de materiais para importa MM OVE8 page 82 of 99 .mercadorias/nº code de importação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Etapas segundo os direitos alfandegários Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Atribuição de capítulos para uma etapa Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Determinar cód.comércio exterior >Documento EUR1 Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Estabelecer intervalos de numeração >Impressão de docs.MM e SD >Customer exits: valores propostos para dados comércio ext.mercadorias/nº code d Etapas segundo os direitos alfandegários MM VI68 MM VI43 Atribuição de capítulos para uma etapa MM VI44 Determinar cód.

mercadorias em nº MM VI45 Conversão da natureza da transação expor MM VI47 Conversão do procedimento de exportação MM VI50 Converter os postos de alfândega de expo MM VI48 Conversão do modo de transporte de expor MM VI46 Definir postos de alfândega Definir os modos de transporte Combinações permitidas: modo transporte Valores propostos para dados cabeçalho d MM OVE2 MM OVE3 MM VI76 MM VI95 Definir os valores propostos para pedido MM VI70 Definir nºs CAS MM VI36 page 83 of 99 .estoques Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Definir nºs CAS Definir procedimento e determinar valor MM OVE6 Definir nºs PRODCOM MM VE47 Definir países de referência para conver MM VI61 Conversão de chave cód.mercadorias em nº code de importação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Controle/conversão de chave >Conversão da natureza da transação exportação em importação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Controle/conversão de chave >Conversão do procedimento de exportação em importação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Controle/conversão de chave >Converter os postos de alfândega de exportação em importação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Controle/conversão de chave >Conversão do modo de transporte de exportação em importação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados transporte >Definir postos de alfândega Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados transporte >Definir os modos de transporte Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados transporte >Combinações permitidas: modo transporte posto alfândega Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados transporte >Valores propostos para dados cabeçalho de comércio exterior Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados transporte >Definir os valores propostos para pedido de transf.SPRO Definir natureza da transação e valor pr MM OVE4 Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Definir natureza da transação e valor proposto Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Definir procedimento e determinar valor proposto Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Definir nºs PRODCOM Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Controle/conversão de chave >Definir países de referência para conversão de chave Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados básicos para o comércio exterior >Controle/conversão de chave >Conversão de chave cód.

SPRO Controle da simulação de importação MM VI37 Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Controle da simulação de importação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Code para quota alfandegária Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Definir code para produtos farmacêuticos Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Definir code para anti-dumping Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Definir code de preferência (PAC) Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Atualizar a determinação de code para quota alfandegária Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Definir a determinação de code para produtos farmacêuticos Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Definir a determinação de code antidumping Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Isenção alfandegária e determinação do code de preferência Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Taxa alfandeg.code de preferência Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Denominação adicional referente a direitos alfandegários Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Documentos/certificados/comprovantes/autoriza ções oficiais >Atualizar nº aprovação da alfândega Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Documentos/certificados/comprovantes/autoriza ções oficiais >Definir autoridades para os documentos page 84 of 99 Code para quota alfandegária MM VE48 Definir code para produtos farmacêuticos MM VE49 Definir code para antidumping MM VE76 Definir code de preferência (PAC) MM VE75 Atualizar a determinação de code para qu Definir a determinação de code para prod MM VE79 MM VI31 Definir a determinação de code anti-dump MM VI32 Isenção alfandegária e determinação do c MM VI33 Taxa alfandeg.co MM VI35 Denominação adicional referente a direit MM VI89 Atualizar nº aprovação da alfândega MM VI54 Definir autoridades para MM os documentos VI39 .de país terceiro e determ.de país terceiro e determ.preferência e determinação MM VI34 Taxa alfand.preferência e determinação do code preferência Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Dados específicos para importação >Taxa alfand.

preliminares MM VI42 Atualizar a determinação dos docs.preliminares Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Documentos/certificados/comprovantes/autoriza ções oficiais >Atualizar a determinação dos docs.importação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Calcular valor na passagem da fronteira Definir tipo de comprovante MM VI41 Definir os tipos de docs.SPRO Definir tipo de documento de preferência MM VI40 Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Documentos/certificados/comprovantes/autoriza ções oficiais >Definir tipo de documento de preferência Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Documentos/certificados/comprovantes/autoriza ções oficiais >Definir tipo de comprovante Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Documentos/certificados/comprovantes/autoriza ções oficiais >Definir os tipos de docs.import MM VI38 Calcular valor na passagem da fronteira Definir formulários MM MM SE71 Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Impressão/comunicação >Definir formulários Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Impressão/comunicação >Atribuir formulários/programas para os docs.faturamento Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Impressão/comunicação >Controle das mensagens do comércio exterior Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Impressão/comunicação >EDI: atualizar nºs identificação da alfândega para clientes Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Impressão/comunicação >EDI: atualizar nºs identificação da alfândega p/fornecedores Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Opções globais >Definir o tipo de documento financeiro Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Opções globais >Definir as funções bancárias Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Opções globais >Definir textos para documentos financeiros Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Opções globais >Definir os documentos para apresentação Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Opções globais >Definir os motivos da modificação page 85 of 99 Atribuir formulários/programas para os d MM V/83 MM Controle das mensagens do comércio exter EDI: atualizar nºs identificação da alfâ MM VED1 VI56 EDI: atualizar nºs identificação da alfâ MM VI28 Definir o tipo de documento financeiro MM VX50 Definir as funções bancárias MM VX51 Definir textos para documentos financeir MM VOTX Definir os documentos para apresentação MM VX57 Definir os motivos da modificação MM VX49 .

financeiro Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Ligações >Definir o controle dos bancos do doc.financeiros Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Adm.crédito/riscos MM Controle dos documentos Definir bases legais e atribuí-las por p Definir tipos de licença MM VI57 Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Controle dos documentos Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Definir bases legais e atribuí-las por país Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Definir tipos de licença Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Definir textos por licenças Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Classificação do material Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Definir agrupamentos Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Atribuição das classificações aos agrupamentos Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Dados de comércio exterior por país de destino Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Determinar classificação de produtos por país de destino page 86 of 99 MM VE50 MM VE51 Definir textos por licenças Classificação do material Definir agrupamentos MM VOTX MM VE60 MM VE61 Atribuição das classificações aos agrupa Dados de comércio exterior por país de d MM VE62 MM VE53 Determinar classificação MM de produtos por VE58 .fin MM VX54 Definir o controle dos docs.risco para documentos financeiros >Definir e atribuir esquemas de garantia Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Adm.fina MM VX52 Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Opções globais >Definir os indicadores para os docs.SPRO Definir os indicadores para os docs.risco para documentos financeiros >Definir formas de garantia Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Adm.crédito/riscos Definir os indicadores bancários MM VX56 Atribuir documentos para o indicador doc MM VX58 Definir o controle dos bancos do doc.financeiros MM VX53 Definir formas de garantia MM VI52 Definir e atribuir esquemas de garantia MM OVFG Adm.financeiro Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Ligações >Definir o controle dos docs.financeiros Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Opções globais >Definir os indicadores bancários Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Crédito documentário >Ligações >Atribuir documentos para o indicador doc.

item para ord MM VE80 Efetuar atribuição de ctgs.SPRO Definir agrupamentos de MM países Efetuar classificação de MM países por país VE59 Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Definir agrupamentos de países Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Efetuar classificação de países por país de destino Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Controle legal >Verificação de consistência das opções p/o controle legal Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Declaração às autoridades >Definir dados incompletos e compactação de dados Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Declaração às autoridades >Atualizar região Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Declaração às autoridades >Atualizar nºs oficiais para as declarações às autoridades Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Declaração às autoridades >Código de exclusão >Definir código de exclusão Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Declaração às autoridades >Código de exclusão >Efetuar atribuição de ctgs.item para for MM VI63 Customer exits: seleção MM de dados para IN VIM6 Atualizar variante de seleção para decla MM 0VX1 Processamento especial MM para centros no e VI62 Definir zonas de preferência Determinar zonas de preferência MM VE63 MM VE71 Determinar procedimento de preferência Atribuir regra de preferência / porcenta MM VE66 MM VE65 .item para fornecimento SD Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Declaração às autoridades >Customer exits: seleção de dados para INTRASTAT Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Declaração às autoridades >Atualizar variante de seleção para declarações Japão Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Declaração às autoridades >Processamento especial para centros no estrangeiro Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Processamento de preferências >Definir zonas de preferência Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Processamento de preferências >Determinar zonas de preferência Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Processamento de preferências >Determinar procedimento de preferência Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Processamento de preferências >Atribuir regra de preferência / porcentagens page 87 of 99 VE57 Verificação de MM consistência das opções p Definir dados incompletos e compactação Atualizar região MM VE56 SPRO MM VE70 Atualizar nºs oficiais para as declaraçõ MM OBY6 Definir código de exclusão MM VI30 Efetuar atribuição de ctgs.item para ordem SD Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Declaração às autoridades >Código de exclusão >Efetuar atribuição de ctgs.

Denominaç.campo DE PARA Centro de Custo Entr.ti Definir subtela para bloco de classifica MM OMG0 Administração de materiais >Compras >Classificação contábil >Determinar combinação tipos de item .contábil Administração de materiais >Compras >Classificação contábil >Definir subtela para bloco de classificação contábil Administração de materiais >Compras >Classificação contábil >Atribuir valores propostos para classe do imobilizado Administração de materiais >Compras >Determinar representação externa das ctgs.SPRO Atribuir cód. Facult Obrigatório Conta Razão Oculto Obrigatório Dar enter e salvar.tipos class. Facult Oculto Diagrama de rede Entr. Determinar combinação MM tipos de item .item OXK1 MM Atribuir valores propostos para classe d Determinar representação externa das ctg MM OMQX OMH4 page 88 of 99 .mercadorias e regra por zona de preferência Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Processamento de preferências >Código das mercadorias alternativo Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Processamento de preferências >Determinar alternação de tarifa Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Processamento de preferências >Definir code de preferência (PAC) Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Processamento de preferências >Atualizar dados de controle para declaração de fornecedor Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Produto do regulamento do mercado >Atualizar organização de mercado Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Produto do regulamento do mercado >Nº da organização de mercado Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Produto do regulamento do mercado >Nºs listas de produtos no regulamento de mercados Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Produto do regulamento do mercado >Atualizar grupos de produtos do regulamento do mercado Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Componentes de aplicação Internet (IACs) >Comércio exterior: exibição dos dados de importação Código das mercadorias MM alternativo VI92 Determinar alternação de tarifa MM VE77 Definir code de preferência (PAC) MM VE75 Atualizar dados de controle para declara MM VE78 Atualizar organização de mercado MM VI65 Nº da organização de mercado MM VI66 Nºs listas de produtos no regulamento de MM VI67 Atualizar grupos de produtos do regulame MM VI69 Comércio exterior: exibição dos dados de MM Atualizar tipos de condição MM OME9 Administração de materiais >Compras >Classificação contábil >Atualizar tipos de condição Dar Double Click na categoria "F" ordem interna para compras contra ordem e alterar os campos.mercadorias MM e regra por zon VE64 Administração de materiais >Compras >Comércio exterior/alfândega >Processamento de preferências >Atribuir cód. Facult Oculto Ordem CO/PP Entr. Emitir pedidos de compra para ordem interna.

pela razão de existirem dois tipos de Requisição.compra Atribuir formulário e programa de saída MM SE71 MM OMFD Definir o formulário de Solicitação de Cotação. NB (normal) e ZS (serviços).histórico de pedido Administração de materiais >Compras >Estatística >Definir atualização da estatística a nível de item documento Administração de materiais >Compras >Mensagens >Textos para mensagens >Determinar textos para solicitação de cotação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Textos para mensagens >Determinar textos para pedido Administração de materiais >Compras >Mensagens >Textos para mensagens >Determinar textos para contrato Administração de materiais >Compras >Mensagens >Textos para mensagens >Determinar textos para programa de remessas Administração de materiais >Compras >Mensagens >Textos para mensagens >Determinar textos para organização de compras Administração de materiais >Compras >Mensagens >Formulários para mensagens >Ajustar formulário para docs.compra Administração de materiais >Compras >Mensagens >Formulários para mensagens >Atribuir formulário e programa de saída para solic. MM MM OMEG OMGO MM OME7 MM OMF6 MM OMFC MM OMF9 Determinar textos para organização de co MM SO10 Ajustar formulário para docs.rápida da determinação de mensagens Deletar o tipo "NB" do CódTr "ME51". Administração de materiais >Compras >Mensagens >EDI >Definir parâmetros para protocolo de transmissão Administração de materiais >Compras >Mensagens >EDI >Perfis para envioar dados de estoque/vendas Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Informações p/a config.histórico de pedido Definir atualização da estatística a nív Determinar textos para solicitação de co Determinar textos para pedido Determinar textos para contrato Determinar textos para programa de remes MM OMH5 Administração de materiais >Compras >Determinar valores propostos para tipo de documento Administração de materiais >Compras >Estatística >Atualizar ctgs.rápida da determi Determinar tabela de condições para soli MM M/58 Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tabelas de condições >Determinar tabela de condições para solicitação de cotação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tabelas de condições >Determinar tabela de condições para pedido Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tabelas de condições >Determinar tabela de condições para contrato básico page 89 of 99 Determinar tabela de condições para pedi MM M/61 Determinar tabela de condições para cont MM M/67 .rem. Atribuir formulário e programa de saída MM OMFE Definição do formulário de Pedido de Compra Atribuir formulário e programa de saída MM OMFG Definir o formulário da Divisão do Programa de Remessa. dar enter e Salvar. Para que não seja sugerido um tipo de documento na criação da requisição de compra.cotação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Formulários para mensagens >Atribuir formulário e programa de saída para pedido Administração de materiais >Compras >Mensagens >Formulários para mensagens >Atribuir formulário e programa de saída para divis. Definir parâmetros para MM protocolo de tra Perfis para envioar dados de estoque/ven MM WE20 SPRO MM Informações p/a config.SPRO Determinar valores propostos para tipo d Atualizar ctgs.prog.

/reclamação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Sequências de acesso >Determinar sequência de acesso para entrega Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tipos de mensagem >Determinar tipos de mensagens para solicitação de cotação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tipos de mensagem >Determinar tipos de mensagens para pedido Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tipos de mensagem >Determinar tipos de mensagens para contrato básico Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tipos de mensagem >Determinar tipos de mensagens p/solic.prog./reclamação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tipos de mensagem >Determinar tipos de mensagem para entrega Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Esquemas de mensagem >Determinar esquemas de mensagens para solicitação de cotação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Esquemas de mensagem >Determinar esquemas de mensagens para pedido Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Esquemas de mensagem >Determinar esquemas de mensagens para contrato básico Determinar tabela de condições para entr MM VNE1 Determinar sequência de acesso para soli MM M/48 Determinar sequência de acesso para pedi MM M/50 Determinar sequência de acesso para cont MM M/52 Determinar sequência de acesso p/solic.p MM M/54 Determinar sequência de acesso para entr MM VNE4 Determinar tipos de mensagens para solic MM M/30 Determinar tipos de mensagens para pedid MM M/34 Determinar tipos de mensagens para contr MM M/38 Determinar tipos de mensagens p/solic.pr MM M/40 Determinar tipos de mensagem para entreg MM VNE3 Determinar esquemas de mensagens para so MM M/32 Determinar esquemas de mensagens para pe MM M/36 Determinar esquemas de mensagens para co MM M/68 page 90 of 99 .prog.SPRO Determinar tabela de condições p/solic.rem.rem.p MM M/64 Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tabelas de condições >Determinar tabela de condições p/solic./reclamação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Tabelas de condições >Determinar tabela de condições para entrega Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Sequências de acesso >Determinar sequência de acesso para solicitação de cotação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Sequências de acesso >Determinar sequência de acesso para pedido Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Sequências de acesso >Determinar sequência de acesso para contrato básico Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Sequências de acesso >Determinar sequência de acesso p/solic.prog.rem.

/reclamação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Funções do parceiro por tipo de mensagem >Determinar funções de parceiro para entrega Administração de materiais >Compras >Mensagens >Atribuir dispositivos output a grps.fonte suprimento >Definir regiões de fornecimento Administração de materiais >Compras >Determin. Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Esquemas de mensagem >Determinar esquemas de mensagens para entrega Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Funções do parceiro por tipo de mensagem >Determinar funções de parceiro para solicitação de cotação Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Funções do parceiro por tipo de mensagem >Determinar funções de parceiro para pedido Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Funções do parceiro por tipo de mensagem >Determinar funções de parceiro para contrato básico Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Funções do parceiro por tipo de mensagem >Determinar funções de parceiro /solic. Cadastro das impressoras Definir a impressora padrão para cada comprador. Determinar esquemas de mensagens para en MM VNE6 Determinar funções de parceiro para soli MM OMTF Determinar funções de parceiro para pedi MM OMTG Determinar funções de parceiro para cont MM OMTH Determinar funções de parceiro /solic.pr MM OMTI Determinar funções de parceiro para entr MM VNE5 Atribuir dispositivos output a grps.fonte suprimento >Definir fornecedor fixo Administração de materiais >Compras >Determin./reclamaç.compradores Administração de materiais >Compras >Avaliação de fornecedor >Determinar chave de ponderação Administração de materiais >Compras >Avaliação de fornecedor >Determinar critérios Administração de materiais >Compras >Avaliação de fornecedor >Determinar dimensão da lista Administração de materiais >Compras >Avaliação de fornecedor >Determinar dados de organização de compra para avaliaç.prog. Administração de materiais >Compras >Determin.fonte suprimento >Atribuir centros a regiões de fornecimento Administração de materiais >Compras >Impostos >Definir indicador de imposto para material Administração de materiais >Compras >Impostos >Definir indicador de imposto para centro Administração de materiais >Compras >Impostos >Definir indicador de imposto para classificação contábil Clicar no Matchcode ao lado de cada código de comprador e identificar a impressora que deverá ser usada para a impressão dos documentos de compra.comp Determinar chave de ponderação Determinar critérios MM OMGF MM OMGC MM OMGI Determinar dimensão da MM lista Determinar dados de organização de compr Definir fornecedor fixo MM OMGU OMGL MM OMKH Definir regiões de fornecimento Atribuir centros a regiões de fornecimen Definir indicador de imposto para materi Definir indicador de imposto para centro Definir indicador de imposto para classi MM SPRO MM OMQL MM OMKK MM OMKM MM OMKL page 91 of 99 .forn.rem.rem.SPRO Determinar esquemas de mensagens p/solic MM M/42 Administração de materiais >Compras >Mensagens >Controle de saída >Esquemas de mensagem >Determinar esquemas de mensagens p/solic.prog.

de tipos de condições e tipos de estipulações Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Configurar técnica de condições para liquidação posterior Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Configurar determinação de conta para liquidação posterior Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Definir parâmetros para síntese das condições para liq.mercadoria >Definir sequências de acesso e tipos bonificação em espécie >Atualizar sequência de acesso Administração de materiais >Compras >Bonific. Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Determinar intervalos de numeração Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Estipulações >Atualizar calendário para estipulações Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Estipulações >Definir tipos de estipulações para liquidação posterior Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Estipulações >Grupos de tipos de condição >Definir grupos de tipos de condição para liquidação post.mercadoria >Atualizar dependências bonificação em espécie (tabela cond.) >Catálogo de campos Administração de materiais >Compras >Bonific.post. Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Controlar liquidação posterior Administração de materiais >Compras >Bonific.SPRO Atribuir indicadores de imposto para cen Atribuir indicadores de imposto para cla MM OMKN Administração de materiais >Compras >Impostos >Atribuir indicadores de imposto para centros Administração de materiais >Compras >Impostos >Atribuir indicadores de imposto para classificações contáb.) >Criar tabelas de bonificação em espécie Administração de materiais >Compras >Bonific.mercadoria >Atualizar dependências bonificação em espécie (tabela cond. Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Estipulações >Grupos de tipos de condição >Atribuir tipo/tabela de condições ao grupo de tipos condição Administração de materiais >Compras >Liquidação posterior >Estipulações >Grupos de tipos de condição >Atribuir grups.mercadoria >Definir sequências de acesso e tipos bonificação em espécie >Definir tipos de bonificação em mercadoria MM OMKO Determinar intervalos de MM numeração Atualizar calendário para estipulações Definir tipos de estipulações para liqui Definir grupos de tipos de condição para MM VB(1 SFT3 MM OMHD MM OMHE Atribuir tipo/tabela de condições ao gru MM OMHF Atribuir grups.mercadoria >Atualizar dependências bonificação em espécie (tabela cond.de tipos de condições e t MM OMHG Configurar técnica de condições para liq Configurar determinação de conta para li MM OMKB MM OBYC Definir parâmetros para MM síntese das cond Controlar liquidação posterior Intervalos de numeração bonificação em m Catálogo de campos MM OVBA SPRO MM WC07 MM OMA4 MM Criar tabelas de bonificação em espécie M/N2 MM Exibir tabelas de bonificação em espécie M/N3 Atualizar sequência de acesso MM M/N1 Definir tipos de bonificação em mercador MM M/N4 page 92 of 99 .) >Exibir tabelas de bonificação em espécie Administração de materiais >Compras >Bonific.mercadoria >Intervalos de numeração bonificação em mercadoria Administração de materiais >Compras >Bonific.

após informar o esquema dar enter salvar.F002.parceiro >Configuração de parceiro nos documentos de compra >Definir esquema de parceiros Administração de materiais >Compras >Determinaç.parceiro >Definição de parceiros em estipulações >Atribuir esquemas de parceiros a tipos de estipulação Administração de materiais >Compras >Relatórios >Atualizar listas de compra Administração de materiais >Compras >Relatórios Duplo clic em autorizações de função pedido. Determinação esquema MM de bonificação em e M/N6 Definir funções do parceiro Atualizar conversão de chave dep. clicar em em novas entradas e incluir a função FO e marcar os campos "S/modif" e "Obrigatór".F005.parceiro >Funções do parceiro >Definir funções do parceiro Administração de materiais >Compras >Determinaç.F999 UR F005 SR F001.F004.F004 Posicionar o cursor sobre o esquema L1 e clicar em "Funções do parceiro no esquema" e desmarcar os campos obrigatório das funçoes "TD" (Endereço do Pedido) e "SR" (Emissor da fatura).parceiro >Funções do parceiro >Determinar funções do parceiro admitidas por grupo de contas Clicar em novas entradas e vincular as funções de FO (Fornecedor). Impressão dos documentos de compra e possibilidade de utilização dos parceiros no cadastro dos fornecedores. F004. F005 e F999 -----.parceiro >Funções do parceiro >Atualizar conversão de chave dep.parceiro >Configuração de parceiro no reg. >Atualizar análises gerais page 93 of 99 Atribuir esquemas de parceiros a tipos d MM OMZ7 Incluir o esquema de parceiro aos documentos de compra relacionados conforme figura.F002.parceiro >Configuração de parceiro nos documentos de compra >Atribuir esquemas de parceiros a tipos de documento Administração de materiais >Compras >Determinaç. F001.do idio MM OMZ1 MM OMZ2 Determinar funções do parceiro admitidas MM OMZ3 Definir esquema de parceiros MM OMZ4 Administração de materiais >Compras >Determinaç. Todos os compradores deverão ter este parâmetro em seu usuário.do idioma de funções parc.mestre fornecedor >Definir esquema de parceiros Impressão dos documentos de compra. UR (Centro Fornecedor) e SR(emissor da fatura) aos grupos de contas de fornecedor.mercadoria >Definir e atribuir esquema de bonificação em espécie >Atualização esquema de bonificação em espécie Administração de materiais >Compras >Bonific. Definir esquemas de parceiros para estip MM OMZ8 Atribuir esquemas de parceiros a tipos d MM SPRO Atualizar listas de compra Atualizar listas de requisições de compr MM MM OMEM OMGK À princípio fica standard. Definir esquema de parceiros MM OMZ6 Administração de materiais >Compras >Determinaç. Impressão dos documentos de compra. clicar em Novas Entradas e criar o >Atualizar listas de requisições de compra parâmetro. Administração de materiais >Compras >Relatórios Manter Standard.parceiro >Configuração de parceiro no reg. Salvar e gravar. Salvar.L3 para EP cen Gravar e salvar.mercadoria >Definir e atribuir esquema de bonificação em espécie >Determinação esquema de bonificação em espécie Administração de materiais >Compras >Determinaç. FO F001. Clicar sobre o esquema "L3" e depois em na lupa -->Funções do parceiro no esquema. Impedir que o comprador faça um pedido sem referência.F003. Reconfiguremos mais tarde se for identificada a necessidade.SPRO Atualização esquema de MM bonificação em es M/N5 Administração de materiais >Compras >Bonific. Atualizar análises gerais MM OMRE . Atribuir esquemas de parceiros a grupos MM OMZ5 Administração de materiais >Compras >Determinaç.parceiro >Definição de parceiros em estipulações >Definir esquemas de parceiros para estipulações Administração de materiais >Compras >Determinaç. Administração de materiais >Compras >Determinaç.mestre fornecedor >Atribuir esquemas de parceiros a grupos de contas Atribuir o esquema de parceiros na organização de compras aos grupos de contas.L1 para EP ORG C F005 -----. Impressão dos documentos de compra.

SPRO Definir listas de condições Atribuir formulários MM MM M_LA OMGX OMGY Determinar dimensão da MM lista Identificar campos relevantes MM Administração de materiais >Compras >Relatórios >Definir listas de condições Administração de materiais >Compras >Folha de negociação de compra >Atribuir formulários Administração de materiais >Compras >Folha de negociação de compra >Determinar dimensão da lista Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados registro info >Identificar campos relevantes Processar estrutura de transferência MM OP8C Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados registro info >Processar estrutura de transferência Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados registro info >Processar file de transferência Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados registro info >Executar a transferência de dados registro info Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados requisição de compra >Identificar campos relevantes Processar file de transferência MM OMHU Executar a transferência MM de dados regist OMFL Identificar campos relevantes MM Processar estrutura de transferência MM OMFJ Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados requisição de compra >Processar estrutura de transferência Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados requisição de compra >Processar file de transferência Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados requisição de compra >Executar a transferência de dados requisição de compra Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Identificar campos relevantes Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Estrut.transferência >Gerar estrutura de registro Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >File de transferência >Gerar file de transferência exemplar para pedidos Gerar file de transferência exemplar par MM OMQ4 page 94 of 99 .transferência >Formatos de campo Processar file de transferência MM OMHV Executar a transferência MM de dados requis OMHK Identificar campos relevantes MM Formatos de campo MM Gerar estrutura de registro MM OBE8 Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Estrut.

SPRO Exibir/processar file de transferência MM OMQ5 Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >File de transferência >Exibir/processar file de transferência Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >File de transferência >Gerar file de transferência exemplar para textos de pedido Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Preparação da transferência >Criar condições prévias Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Preparação da transferência >Atualizar contas Gerar file de transferência exemplar par MM OMQ6 Criar condições prévias MM Atualizar contas MM Fixar intervalo de numeração MM OMY6 Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Preparação da transferência >Fixar intervalo de numeração Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Preparação da transferência >Desativar atualização de estatística Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Preparação da transferência >Desativar compromissos por pedidos Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Preparação da transferência >Desativar determinação de preços Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Preparação da transferência >Desativar determinação de mensagens Desativar atualização de MM estatística OMO2 Desativar compromissos MM por pedidos OKKP Desativar determinação MM de preços Desativar determinação MM de mensagens Desativar transferência de texto MM SPRO Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Preparação da transferência >Desativar transferência de texto Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Execução da transferência >Aceitar pedidos Aceitar pedidos MM OMQ1 page 95 of 99 .

SPRO Transferir histórico do pedido MM OMQ2 Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Execução da transferência >Transferir histórico do pedido Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Execução da transferência >Transferir textos de pedido Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Processamento posterior da transferência >Atualizar contas Transferir textos de pedido MM OMQ3 Atualizar contas MM Ativar atualização de estatística MM OMO2 Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Processamento posterior da transferência >Criar estatística >Ativar atualização de estatística Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Processamento posterior da transferência >Criar estatística >Reestruturar estatística Reestruturar estatística MM Ativar atualização de compromissos MM OKKP Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Processamento posterior da transferência >Criar compromissos por pedidos >Ativar atualização de compromissos Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Processamento posterior da transferência >Criar compromissos por pedidos >Reestruturar compromisso Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Processamento posterior da transferência >Ativar determinação de preços Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Processamento posterior da transferência >Ativar determinação de mensagens Reestruturar compromisso MM Ativar determinação de preços MM Ativar determinação de mensagens MM Ativar transferência de textos MM SPRO Administração de materiais >Compras >Ferramentas >Transferência dados >Transferência de dados de pedido >Transferência dados >Processamento posterior da transferência >Ativar transferência de textos Administração de materiais >Compras >Administração de autorizações >Criar perfis de atualização e atribuir os perfis a usuários page 96 of 99 Criar perfis de atualização e atribuir o MM PFCG .

Standard. Administração de materiais >Prestação de serviços >Intervalos numeração >Atribuir intervalos numeração Administração de materiais >Prestação de serviços >Determinar características das mensagens do sistema Administração de materiais >Prestação de serviços >Determinar estrutura de tela Clicar em contrato. como o pedido.".serviço MM OMV1 Determinar intervalos de MM numeração Definir exibição de lista MM ACNR OXA1 Configurar atualização individual MM OXA2 Configurar entrada em lista MM OXA3 Determinar intervalos de MM numeração para OMY9 Determinar intervalo num. Configurar conforme tela anexa. Administração de materiais >Prestação de serviços >Determinação da fonte de suprimento e valores propostos >Definir para organizações de compras Definir para organizações de compras MM ML98 page 97 of 99 .do sistema MM OMY8 Atribuir intervalos numeração Determinar características das mensagens MM OMYA MM OMYB Determinar estrutura de MM tela Determinar para o mandante MM ML90 ML91 Manter o padrão. ou seja. ou seja. Standard.SPRO Determinar autorizações MM de função para e OMET Administração de materiais >Compras >Administração de autorizações >Determinar autorizações de função para encarregado compras Administração de materiais >Compras >Componentes de aplicação Internet (IACs) >Definir catálogos Administração de materiais >Compras >Componentes de aplicação Internet (IACs) >Determin.serviço Administração de materiais >Prestação de serviços >Mestre de prestação de serviços >Determinar ctg. Permitir que o contrato. Definir catálogos MM OXW3 Determin. Definir a tela de cadastro do mestre de serviços. duplo clic no campo "Campos qtd.catálogos admitidos por grupo m MM OXW2 Determinar objetos a gerar Desenvolver ampliamentos para compras Determinar status de organização de ctgs MM OXW1 MM CMOD MM OMV2 Determinar ctg. permita que o usuário aponte na folha de medição uma quantidade maior que o contrato. na lupa.catálogos admitidos por grupo mercadorias e centro Administração de materiais >Compras >Componentes de aplicação Internet (IACs) >Determinar objetos a gerar Administração de materiais >Compras >Desenvolver ampliamentos para compras Administração de materiais >Prestação de serviços >Mestre de prestação de serviços >Determinar status de organização de ctgs.do sistema para relações serv.int. quando for referenciado em um outro documento.serviços Administração de materiais >Prestação de serviços >Intervalos numeração >Determinar intervalo num. Administração de materiais >Prestação de serviços >Determinação da fonte de suprimento e valores propostos >Determinar para o mandante Manter o padrão.int.serviço Administração de materiais >Prestação de serviços >Mestre de prestação de serviços >Determinar intervalos de numeração Administração de materiais >Prestação de serviços >Mestre de prestação de serviços >Definir exibição de lista Administração de materiais >Prestação de serviços >Mestre de prestação de serviços >Seleção de campos para mestre de serviços >Configurar atualização individual Administração de materiais >Prestação de serviços >Mestre de prestação de serviços >Seleção de campos para mestre de serviços >Configurar entrada em lista Administração de materiais >Prestação de serviços >Intervalos numeração >Determinar intervalos de numeração para folha reg. configurar conforme tela anexa.

Possibilitar que um serviço composto de hierarquia possa ser copiado de um documento para outro. criada utilizando a tabela CSSR e campo SAKTO. A característica LIB_SERV_CONTA_RAZAO deve ser Será utilizada a mesma estratégia da Requisição de compra. MM OMQM Determinar processo de MM liberação para fo ML60 Criar classe LIB_FOLHA_MED com a Definir processo de liberação de serviços.SPRO Selecionar diretamente síntese de serviç Atualizar matchcodes para folha de regis MM ML94 Administração de materiais >Prestação de serviços >Selecionar diretamente síntese de serviços e limites valor Administração de materiais >Prestação de serviços >Atualizar matchcodes para folha de registro de serviço Administração de materiais >Prestação de serviços >Determinar processo de liberação para folha registro serviç. O código da estratégia deverá estar no perfil de acesso do responsável pela característica LIB_SERV_CONTA_RAZAO. A estratégia de Liberação da folha será por conta contábil ou um grupo de conta contábeis. liberação da ordem. O procedimento de criação de característica está descrito no processo de Determinação de estatégia de liberação de requisição de compra. de uma só vez. Definir fórmulas MM ML89 Administração de materiais >Prestação de serviços >Fórmulas para determinação de quantidades >Definir fórmulas Administração de materiais >Prestação de serviços >Fórmulas para determinação de quantidades >Determinar denominações para variáveis de fórmula Administração de materiais >Prestação de serviços >Atualizar condições para serviços Administração de materiais >Prestação de serviços >Impostos a nível de serviços Administração de materiais >Prestação de serviços >Mensagens >Determinar textos para a folha de registro de serviços Administração de materiais >Prestação de serviços >Mensagens >Formulário para a folha de registro de serviços >Ajustar formulário Administração de materiais >Prestação de serviços >Mensagens >Formulário para a folha de registro de serviços >Atribuir formulário e programa de saída Administração de materiais >Prestação de serviços >Mensagens >Controle de saída para a folha de registro de serviços >Determinar tabela de condições Administração de materiais >Prestação de serviços >Mensagens >Controle de saída para a folha de registro de serviços >Fixar sequência de acesso Administração de materiais >Prestação de serviços >Mensagens >Controle de saída para a folha de registro de serviços >Determinar tipos de mensagem Administração de materiais >Prestação de serviços >Mensagens >Controle de saída para a folha de registro de serviços >Determinar esquemas de mensagens Administração de materiais >Prestação de serviços >Mensagens >Controle de saída para a folha de registro de serviços >Determinar funções do parceiro por tipo de mensagem Administração de materiais >Prestação de serviços >Relatórios >Atualizar dimensão de listas de serviços page 98 of 99 Determinar denominações para variáveis d MM ML99 Atualizar condições para MM serviços MM Impostos a nível de serviços Determinar textos para MM a folha de regist Ajustar formulário MM M/10 ML10 OMHR SE71 Atribuir formulário e programa de saída MM OMHQ Determinar tabela de condições MM M/72 Fixar sequência de acesso MM M/73 Determinar tipos de mensagem MM M/75 Determinar esquemas de mensagens MM M/77 Determinar funções do parceiro por tipo MM OMTJ Atualizar dimensão de listas de serviços MM OMCI .

de movs. Permitir saldo negativo para CC em depósito especial "v" Para todos os centros deve ser realizado esta configuração. MM OMB3 MM OMCH Determinar estrutura de MM tela Definir código de remessa final MM OMCJ OMCD page 99 of 99 . ou seja. dá mensagem do item de acordo com parametrização do usuário. o sistema joga o material automaticamente para um depósito Efetuar a instalação da disponibilidade do item. pois ela permite o saldo negativo de Conta Corrente ( CC ) para os clientes em depósito especial "v". Administração de materiais >Administração de estoques >Saída de mercadorias / transferências >Criar depósito automaticamente Administração de materiais >Administração de estoques >Saída de mercadorias / transferências >Instalar verificação dinâmica de disponibilidade Administração de materiais >Administração de estoques >Saída de mercadorias / transferências >Permitir estoques negativos Administração de materiais >Administração de estoques >Entrada de mercadoria >Criar depósito automaticamente Administração de materiais >Administração de estoques >Entrada de mercadoria >Definir classificação contábil manual Administração de materiais >Administração de estoques >Entrada de mercadoria >Determinar estrutura de tela Propor remessa final para todos os centros. Visto que causará transtornos ao fechamento de estoques das Unidades. não é aconselhável a ativação deste para os centros. deverá ser marcado todos os Administração de materiais >Administração de estoques >Entrada de mercadoria >Definir código centros que se necessitar efetuar a remessa de remessa final Criação de depósito automática.SPRO Parâmetros do centro Determinar características das mensagens MM MM SPRO OMCQ Administração de materiais >Administração de estoques >Parâmetros do centro Administração de materiais >Administração de estoques >Determinar características das mensagens do sistema 1) Esta transação foi realizada para eliminar uma mensagem "W" que questionava estoque negativo. ou seja. este pode ter saldo negativo.merc. Como o movimento realizado tratava-se de Conta Corrente de ativos de giro ( movimentação de estoque especial "v"). ou seja. 2) Determinar atribuição de MM nºs para reserv Seleção de campos para telas de acesso/c Criar depósito automaticamente Instalar verificação dinâmica de disponi MM OMC2 Administração de materiais >Administração de estoques >Atribuição números >Determinar atribuição de nºs para reservas Administração de materiais >Administração de estoques >Seleção de campos para telas de acesso/cabeç. OMJN MM OMB2 MM OMCP Permitir estoques negativos Criar depósito automaticamente Definir classificação contábil manual MM OMJ1 Permite estoque negativo dos itens.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful