P. 1
Ética

Ética

|Views: 14|Likes:
Published by Silvio Pacheco
Serviço Público, Concursos
Serviço Público, Concursos

More info:

Published by: Silvio Pacheco on Jun 24, 2012
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/02/2013

pdf

text

original

1

Noções de Ética
1. O que é “ética”? • “Ética” no discurso comum: . Sentido restrito: éticas profissionais . Sentido valorativo: aprovação • Definição: “ética é (ou diz respeito a) um padrão aplicável a um grupo bem definido, o qual nos permite avaliar agentes e suas ações”. “Promover a ética” significa promover o conhecimento e a observância desse padrão. “Gerir a ética” significa criar as condições institucionais adequadas para a efetiva implementação desse padrão.

2. Valores e normas: o “padrão ético” • Valores: 1. Um valor é, genericamente, tudo aquilo que afirmamos merecer ser desejado. 2. Valor é sempre um aspecto que, quando possuído por algo, dá-lhe um caráter positivo. 3. Valores: fins e características 4. Função dos valores: orientar nossas escolhas e decisões • Normas: 1. Normas são regras cujo objetivo é realizar um valor. 2. Podem ter graus variados de generalidade. 3. Princípios: normas muito gerais. 4. Princípios podem ser úteis para guiar nosso raciocínio sobre questões éticas. 5. Três funções para os princípios: justificação, previsibilidade, orientação.

3. O padrão ético do serviço público • O padrão ético do serviço público decorre, em grande parte, de sua própria natureza. • Os valores fundamentais do serviço público decorrem primariamente de seu caráter público e de sua relação com o público. • O serviço público envolve a confiança do público. 4. Ética e responsabilidade • O serviço público é um ofício:implica um conjunto de deveres e um poder ou uma autoridade para realizar esses deveres. • Responsável é, literalmente, aquele que responde por algo ou alguém, aquele que está obrigado a dar uma resposta em determinada situação. • O serviço público responde perante o público (os cidadãos). • Demanda por ética no serviço público: ü exigência de respeito pelo status peculiar da cidadania. ü extensão da idéia de que o serviço público é responsável

-3-

5. Podemos abordar questões éticas de forma razoável? • Obstáculos: 1. Questão da autoridade 2. Relativismo 3. Idealismo 4. Opressão e moralismo • Como abordar questões éticas? 1. Identificar os elementos relevantes 2. Verificar se normas estão sendo violadas 3. Resolver os conflitos 4. Reavaliar as normas 6. Teorias Éticas • Uma teoria ética é uma tentativa de explicar nossa experiência moral, propondo conceitos que esclareçam seus elementos mais importantes, a articulação entre eles e sua estrutura. • Três tipos de teorias éticas: conseqüencialistas, deontológicas e perfeccionistas Éticas conseqüencialistas • Uma ação é certa ou errada em função de suas conseqüências ou resultados que provoca, avaliados segundo um determinado padrão de valor. • A resposta à questão “o que eu devo fazer?” é definida em função do cálculo das conseqüências. Éticas Deontológicas • Algumas ações são más, não importando suas conseqüências; as intenções contam mais do que as conseqüências; há alguns limites (como os direitos) que devem ser absolutamente respeitados. • Para ter uma resposta à questão “o que devo fazer?” preciso considerar a regra ou o princípio. Éticas Perfeccionistas • O valor moral de uma ação deriva de sua relação com um ideal a ser atingido. • A questão mais importante não é “o que eu devo fazer?”, mas “que tipo de pessoa eu devo ser?” ou “que tipo de vida vale a pena viver?” GESTÃO DA ÉTICA: EIXO  Valores  Regras  Administração VALORES z IMPESSOALIDADE z JUSTIÇA z LEGALIDADE z PUBLICIDADE z EFICIÊNCIA z MORALIDADE z PRUDÊNCIA z PROBIDADE z INTEGRIDADE

-4-

z z z z z z z z

TEMPERANÇA IDONEIDADE RESPONSABILIDAE NEUTRALIDADE POLÍTICA MÉRITO CONFIANÇA IMPARCIALIDADE EFETIVIDADE

REGRAS (público x privado) z USO DE INFORMAÇÕES PRIVILEGIADAS z USO DA FUNÇÃO PÚBLICA z ATIVIDADE POLÍTICA z ATIVIDADES PROFISSIONAIS ( CONCOMITANTES OU APÓS DEIXAR FUNÇÃO) z RECEBIMENTO DE PRESENTES E FAVORES ADMINISTRAÇÃO z FUNÇÕES z REGRAS z EDUCAÇÃO z MONITORAMENTO z CONSEQUÊNCIAS z INDICADORES z CONHECIMENTO z Nº DE ORIENTAÇÕES z DCI REVISADA z SANÇÕES

CÓDIGO DE ÉTICA DA CAIXA
NOSSA MISSÃO Promover a melhoria contínua da qualidade de vida da sociedade, intermediando recursos e negócios financeiros de qualquer natureza, atuando, prioritariamente, no fomento ao desenvolvimento urbano e nos segmentos de habitação, saneamento e infra-estrutura, e na administração de fundos, programas e serviços de caráter social, tendo como valores fundamentais: Direcionamento de ações para o atendimento das expectativas da sociedade e dos clientes; Busca permanente de excelência na qualidade de serviços; Equilíbrio financeiro em todos os negócios; Conduta ética pautada exclusivamente nos valores da sociedade; Respeito e valorização do ser humano. VALORES DO CÓDIGO DE ÉTICA DA CAIXA RESPEITO As pessoas na CAIXA são tratadas com ética, justiça, respeito, cortesia, igualdade e dignidade. Exigimos de dirigentes, empregados e parceiros da CAIXA absoluto respeito pelo ser

-5-

humano, pelo bem público, pela sociedade e pelo meio ambiente. Repudiamos todas as atitudes de preconceitos relacionadas à origem, raça, gênero, cor, idade, religião, credo, classe social, incapacidade física e quaisquer outras formas de discriminação. Respeitamos e valorizamos nossos clientes e seus direitos de consumidores, com a prestação de informações corretas, cumprimento dos prazos acordados e oferecimento de alternativa para satisfação de suas necessidades de negócios com a CAIXA. Preservamos a dignidade de dirigentes, empregados e parceiros, em qualquer circunstância, com a determinação de eliminar situações de provocação e constrangimento no ambiente de trabalho que diminuam o seu amor próprio e a sua integridade moral. Os nossos patrocínios atentam para o respeito aos costumes, tradições e valores da sociedade, bem como a preservação do meio ambiente. HONESTIDADE No exercício profissional, os interesses da CAIXA estão em 1º lugar nas mentes dos nossos empregados e dirigentes, em detrimento de interesses pessoais, de grupos ou de terceiros, de forma a resguardar a lisura dos seus processos e de sua imagem. Gerimos com honestidade nossos negócios, os recursos da sociedade e dos fundos e programas que administramos, oferecendo oportunidades iguais nas transações e relações de emprego. Não admitimos qualquer relacionamento ou prática desleal de comportamento que resulte em conflito de interesses e que estejam em desacordo com o mais alto padrão ético. Não admitimos práticas que fragilizem a imagem da CAIXA e comprometam o seu corpo funcional. Condenamos atitudes que privilegiem fornecedores e prestadores de serviços, sob qualquer pretexto. Condenamos a solicitação de doações, contribuições de bens materiais ou valores a parceiros comerciais ou institucionais em nome da CAIXA, sob qualquer pretexto. COMPROMISSO Os dirigentes, empregados e parceiros da CAIXA estão comprometidos com a uniformidade de procedimentos e com o mais elevado padrão ético no exercício de suas atribuições profissionais. Temos compromisso permanente com o cumprimento das leis, das normas e dos regulamentos internos e externos que regem a nossa Instituição. Pautamos nosso relacionamento com clientes, fornecedores, correspondentes, coligadas, controladas, patrocinadas, associações e entidades de classe dentro dos princípios deste Código de Ética.

-6-

Temos o compromisso de oferecer produtos e serviços de qualidade que atendam ou superem as expectativas dos nossos clientes. Prestamos orientações e informações corretas aos nossos clientes para que tomem decisões conscientes em seus negócios. Preservamos o sigilo e a segurança das informações. Buscamos a melhoria das condições de segurança e saúde do ambiente de trabalho, preservando a qualidade de vida dos que nele convivem. Incentivamos a participação voluntária em atividades sociais destinadas a resgatar a cidadania do povo brasileiro. TRANSPARÊNCIA As relações da CAIXA com os segmentos da sociedade são pautadas no princípio da transparência e na adoção de critérios técnicos. Como empresa pública, estamos comprometidos com a prestação de contas de nossas atividades, dos recursos por nós geridos e com a integridade dos nossos controles. Aos nossos clientes, parceiros comerciais, fornecedores e à mídia dispensamos tratamento equânime na disponibilidade de informações claras e tempestivas, por meio de fontes autorizadas e no estrito cumprimento dos normativos a que estamos subordinados. Oferecemos aos nossos empregados oportunidades de ascensão profissional, com critérios claros e do conhecimento de todos. Valorizamos o processo de comunicação interna, disseminando informações relevantes relacionadas aos negócios e às decisões corporativas. RESPONSABILIDADE Devemos pautar nossas ações nos preceitos e valores éticos deste Código, de forma a resguardar a CAIXA de ações e atitudes inadequadas à sua missão e imagem e a não prejudicar ou comprometer dirigentes e empregados, direta ou indiretamente. Zelamos pela proteção do patrimônio público, com a adequada utilização das informações, dos bens, equipamentos e demais recursos colocados à nossa disposição para a gestão eficaz dos nossos negócios. Buscamos a preservação ambiental nos projetos dos quais participamos, por entendermos que a vida depende diretamente da qualidade do meio ambiente. Garantimos proteção contra qualquer forma de represália ou discriminação profissional a quem denunciar as violações a este Código, como forma de preservar os valores da CAIXA.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->